Total de visualizações de página

segunda-feira, julho 14, 2014

PARA ESTUDANTES: Lutheria da Fundação Curro Velho produziu mais de 60 instrumentos musicais de cordas





Lutheria da Fundação Curro Velho produziu mais de 60 instrumentos musicais de cordas
A Fundação Curro Velho oferece aos alunos a oficina de Lutheria, que além do conhecimento teórico e prático sobre música, garante a confecção e reparos de instrumentos musicais de cordas. Ao longos dos dois últimos anos foram produzidos mais de 30 instrumentos novos, entre cavaquinho, violão e bandurra, e mais de 50 foram reformados. Todos esses instrumentos tem como objetivo atender os alunos das oficinas de música.
Mas para que os alunos possam prosseguir no ofício de luthier é preciso também que a comunidade ajude com a doção de madeiras e instrumentos musicais de corda. Paulo Matheus, luthier e instrutor da oficina, explica que existem espécies de madeiras específicas para a confecção de instrumentos, como o cedro, pinho, marupá e sucupira. “Temos aqui na nossa região muitas madeiras que são ótimas para se trabalhar na lutheria. O tempo inteiro estamos buscando tanto por madeiras como por instrumentos para a didática da oficina. Há um caso de um aluno que trouxe uma porta de mogno que alguém ia jogar fora para cá e nos transformamos em um cavaquinho”, relata Paulo Matheus.
Desde 2012 a oficina de Lutheria ensina aos alunos da Fundação Curro Velho como reaproveitar madeiras e instrumentos que as pessoas não querem mais. Todo tipo de madeira pode ser utilizado na oficina, pois para chegar ao produto final é necessário construir não apenas as bases, mas outras peças que servem para a montagem e confecção de instrumentos musicais de corda. O Luthier é o profissional especializado na construção e reparação de instrumentos musicais de corda, como violão, cavaquinho e violino, entre outros. Na nossa região este é um mercado que proporciona muito lucro por se tratar de uma área onde existem poucos profissionais e muitos músicos que procuram alguém para reforma seus instrumentos. Para ser um bom luthier não precisa ser músico, mas é preciso que o profissional tenha algum conhecimento sobre o assunto.
Paulo Matheus, instrutor da oficina de lutheria é músico e há 20 anos, trabalha profissionalmente com esse ofício e segundo ele “a atividade oferece muitas oportunidades no mercado, que necessita de profissionais especializados na área, pois um bom músico não vai entregar seu instrumento na mão de qualquer um. Sempre tem alguém querendo reformar o seu violão ou cavaquinho, por isso é bom ter essa oficina aqui no Curro Velho, para que possamos formar pessoas adequadas para o serviço. Os alunos de lutheria fazem isso apenas como hobby, mas há quem queira seguir uma carreira de luthier profissional e até se tornar um instrutor”, pontua Paulo Matheus.
São alunos como Fabio Bentes, que está se formando em Geografia e faz a oficina de lutheria desde agosto de 2012. Ele diz que por enquanto ele exerce a lutheria apena como hobby, mas pretende seguir a profissão. “Escolhi fazer lutheria porque eu cresci ouvindo os clássicos, então a musica está comigo desde criança. Mas como eu não tenho habilidade para tocar nenhum instrumento, decidi que poderia me envolver com a música de alguma forma. Por enquanto eu apenas reformo os violões dos amigos, mas quem sabe daqui a um tempo eu não siga a profissão?”, confessa Fábio Bentes.
Segundo o idealizador da oficina e gerente de Música da Fundação Curro Velho, Paulo Moura, é necessário novos profissionais nessa área, ate por que existem bem poucos. “Há dois anos o Curro Velho vem oferecendo essa oficina, e já estamos formando verdadeiros luthiers. Temos uma escola de Lutheria, onde o aluno passa três anos aprendendo tudo sobre o ofício de restaurar e construir um instrumento musical de corda, sempre buscando trabalhar com madeira reaproveitada, o que é muito bom. Esses alunos já vão entrar no mercado produzindo instrumentos de qualidade, o que chamamos de instrumento de autor”, comemora Paulo Moura.
As doação em madeira ou de instrumentos musicais de corda para a oficina de Lutheria podem ser entregues no prédio sede da Fundação Curro Velho, na rua Professor Nelson Ribeiro, 287, esquina da travessa Djalma Dutra. Contatos pelo telefone (91) 3184-9100 ou 8895-1334. A oficina de Lutheria terá novas inscrições a partir do dia 05 de agosto, voltada para jovens com idade a partir dos 16 anos, sem limite de idade. 

Texto:
Andreza Gomes


Movimento de doadores aumenta, mas estoques do Hemopa ainda precisam de reforço
A Fundação Hemopa começou a semana com um reforço de 157 bolsas coletadas no último sábado, 12, o que vai possibilitar o atendimento de aproximadamente 628 pacientes. O número de doações, 129 no total e inusitado para o período, marcado por queda nos comparecimentos em virtude do veraneio, resultou de uma parceria do Hemocentro com a Igreja Adventista, vinculada ao Hospital Belém e com os membros da Igreja Batista Missionária da Amazônia, do bairro de São Brás, além do apoio de familiares de pacientes internados na rede hospitalar.
Com o final da Copa do Mundo, a gerente do serviço de Captação de Doadores, assistente social Juciara Farias, espera que o movimento de doadores aumente. “A torcida agora é para elevar o número de coletas no estado e marcar o gol pela vida de milhares de pacientes que precisam de transfusão”, comentou a técnica, informando que o calendário de campanhas externas prossegue até o final deste mês. “O candidato à doação tem várias oportunidades de colaborar com essa causa, já que estaremos a postos tanto na sede do hemocentro, como também em vários pontos da capital com o apoio da unidade móvel, ou ainda em empresas e instituições parceiras que queiram nos apoiar. É só escolher”.
Doador de sangue desde 2006, o publicitário e doutorando em Ciências Políticas Rodolfo Silva Marques, de 34 anos, aproveitou a estadia em Belém para vir ao hemocentro e contribuir para a manutenção do estoque de sangue, que sofreu queda de 35% neste mês de julho. ‘’Doar sangue é um ato de solidariedade. Não dói e faz muito bem, aliás, é essencial’’. Ele pretende fazer uma tatuagem, mas, sabendo que ficaria impossibilitado de doar sangue por um ano, veio antes ao Hemopa para garantir a doação. ‘’Sei que quem se tatua fica impedido a doar sangue, então para não deixar de dar a minha contribuição vim doar hoje’’. O publicitário também contou que já chegou a ser impedido de doar por excesso de comparecimento, já que os homens só podem doar até quatro vezes ao ano. ‘’Esqueci desse prazo que deve ser respeitado entre uma e outra doação e acabei sendo recusado, porque compareci pela quinta vez consecutiva em um ano. Eu gosto do atendimento e dos serviços prestados pelo Hemopa, que ao contrário do que a maioria das pessoas não trabalha só com a doação", comentou.
Sensibilizada com as frequentes convocações da Fundação Hemopa para reabastecimento dos estoques, Liane Dahás Jorge de Souza, 30, psicóloga e pós-doutoranda em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP), veio fazer sua terceira doação. “Vi uma matéria na TV e resolvi ajudar. Normalmente não é demorado, não custa nada e tem gente que precisa”. Há mais de três anos morando na cidade de São Paulo, Liane, que é doadora do tipo sanguíneo O Positivo, aproveitou para fazer um alerta: “Ainda tem muitos mitos sobre a doação de sangue, às vezes reforçados por médicos. Busque informação, pois doar é uma ajuda que asseguramos a quem precisa sem gastar nada”, declara a psicóloga.
Para quem não tem tempo de doar sangue na sede do Hemocentro, Juciara Farias sugere a participação em campanhas externas: Nos dias 15, 16, 23 e 24, a unidade móvel do hemocentro estará no pátio do Castanheira Shopping Center, de 10h as 19h. A ação tem como meta a coleta de 80 doações por dia. No dia 31, a unidade estará novamente na Avenida Presidente Vargas, em frente ao Banco do Brasil, das 8h às 15h. A previsão será de 80 coletas/dia. No entanto, todas as campanhas estarão coletando cadastro de doadores de medula óssea.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos e peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum, ao contrário, o doador deve estar bem alimentado. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. O resultado dos exames dos doadores podem ser obtidos on line, por meio do site wwW.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue. 
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118, de 2ª a 6ª-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 17h.

Texto:
Vera R. Rojas


Calendário de programa de iniciação científica para alunos do Ensino Médio sofre alterações
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) alterou o calendário da seleção de propostas ao Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – Ensino Médio (PIBIC-EM). O resultado final, que seria divulgado no dia 18 de julho, agora, só será conhecido no dia 31 de julho. O período de implementação das bolsas será de 04 a 07 de agosto.
O Programa tem por objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio. Por isso, os bolsistas deverão estar regularmente matriculados em escola pública ou privada do Pará. Entre outras exigências, é necessário que eles apresentem relatórios das atividades desenvolvidas ao longo de doze meses, no período de agosto de 2014 a julho de 2015. O valor da bolsa é de R$ 100,00 (cem reais) mensais.
As propostas submetidas são julgadas por uma Comissão de Avaliação, indicada pela Diretoria de Pesquisa da Propesp. Entre os aspectos analisados estão a contribuição para o despertar da vocação científica e incentivo a talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio; viabilidade de execução da proposta; produção científica do pesquisador e produção técnica do pesquisador.
Em caso de recursos contra o resultado, estes deverão ser encaminhados eletronicamente até 48 horas após a divulgação e detalhar os pontos considerados insatisfatórios, preferencialmente com comprovações. Após a divulgação do resultado final, o orientador contemplado deverá encaminhar à Propesp, pelo e-mail propesp@uepa.br, a ficha cadastral com todos os dados do bolsista, incluindo informações sobre conta bancária em nome exclusivo do bolsista.
Confira o calendário da seleção:
Submissão das propostas: 27 de maio a 23 de junho
Análise e seleção das propostas: 30 de junho a 04 de julho
Divulgação do resultado preliminar: 23 de julho
Divulgação do resultado final: 31 de julho. Implementação das bolsas: a partir de 04 de agosto, de acordo com o calendário estabelecido pela Propesp e disponível no site www.uepa.br.
Serviço: Mais informações pelo site www.uepa.br, na Diretoria de Pesquisa da Propesp l, pelo fone (91) 3233-4138 ou pelo e-mail propesp@uepa.br.

Texto:
Janine Bargas


Uepa altera calendário de programas de iniciação científica para alunos do ensino superior
A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) da Universidade do Estado do Pará alterou o calendário da seleção de propostas submetidas aos programas de iniciação cientifica nas seguintes modalidades: Pibic/CNPq/Uepa, Pibic/CNPq/AF/Uepa, Pibic/Fapespa/Uepa, Pibic/Uepa, e também, na modalidade de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti). O resultado final será divulgado no dia 31 de julho, e a implemantação das bolsas, de 04 a 07 de agosto.
As propostas são analisadas de acordo com o mérito acadêmico-científico do Plano de Trabalho (Peso 1) e a produção científica do orientador (Peso 2), considerando os últimos cinco anos finalizados (2009-2013), devidamente registrada no Currículo Lattes do candidato. As bolsas serão distribuídas conforme a ordem decrescente da pontuação obtida pelo docente, sendo inicialmente distribuídas as bolsas Pibiti/CNPQ, seguida da distribuição das bolsas Pibiti/Uepa.
O bolsista indicado deverá entregar na Propesp, no período de 04 a 07 de agosto, os seguintes documentos: cópia do RG, do CPF, do comprovante de matrícula e comprovante de residência.
Cronograma Pibic:
Análise e seleção das propostas - 30/06/2014 a 04/07/2014
Divulgação dos resultados preliminares - 23/07/2014
Recebimento de pedidos de reconsideração aos resultados preliminares - 8h as 14h, de 24/07/2014 a 25/07/2014
Divulgação do resultado final após a análise dos pedidos de reconsideração - 31/07/2014
Período de entrega de documentos (bolsista/voluntario(s)) - 04/08/2014 a 07/08/2014
Cronograma Pibiti:
Análise e seleção das propostas - 30/06/2014 a 04/07/2014
Divulgação dos resultados preliminares - 23/07/2014
Recebimento de pedidos de reconsideração aos resultados preliminares - 8h as 14h, de 24/07/2014 a 25/07/2014
Divulgação do resultado final após a análise dos pedidos de reconsideração - 31/07/2014
Período de entrega de documentos (bolsista/voluntario(s)) - 04/08/2014 a 07/08/2014
Serviço: Confira outros detalhes no site www.uepa.br.

Texto:
Janine Bargas



Cursos Livres da UFPA: período de matrícula dos níveis 4 e 5 encerra nesta terça-feira, 15
O período de inscrição dos Cursos Livres de Línguas Estrangeiras para o 4º e 5º níveis de Inglês, Francês e Espanhol da Universidade Federal do Pará (UFPA) encerra nesta terça-feira (15) no site da Fundação de Ampaoro e Desenvolvimento da Pesquisa (FADESP), www.fadesp.org.br.
A única exigência da Universidade é que o interessado possua o Ensino Médio completo ou equivalente.
Quem perder o período de matrícula pode aguardar a reoferta de vagas para estes níveis entre os dias 08 a 11 de agosto. As vagas que surgirem são remanescentes de matrículas não confirmadas.
As aulas dos Cursos Livres da UFPA iniciam no dia 16 de agosto para as turmas matriculadas aos sábados; no dia 18 para as turmas de segundas e quartas-feiras; de 19 para as turmas inscritas às terças e quintas-feiras e no dia 22 de agosto para as turmas de sextas-feiras.
Após este período de inscrição para turmas do 4º e 5º nível, a Universidade dá continuidade ao calendário de matrícula com as turmas de 6º e 7º níveis no período de 16 a 18 de julho e entre os dias 21 a 23, também de julho, com a oferta de vagas para os cursos de Inglês Instrumental, Online (Inglês e Francês) e Português para Estrangeiro.
O investimento dos cursos livres de Inglês, Francês e Espanhol (regular) é R$390,00 integral ou 01 parcela de R$130 mais quatro parcelas de R$65,00. Já os cursos de Inglês e Espanhol Instrumental Online custam uma parcela de R$170,00 mais duas de R$170,00. O Instrumental presencial sai ao preço de duas parcelas de R$ 195,00 e o de Português para Estrangeiro têm o valor de 03 parcelas de R$250,00 (tanto para o 1º nível quanto para o 2º).
Veja o cronograma de matrícula dos Cursos Livres:
1º nível: 01 a 05 de julho de 2014
2º e 3º níveis: 07 a10 de julho de 2014
4º e 5º níveis:11 a 15 de julho de 2014
6º e 7º níveis: 16 a 18 de julho de 2014
Inglês instrumental, Cursos Online (inglês e francês) e Português para Estrangeiros: 21 a 23 de julho de 2014
Confira o edital dos Cursos Livres do 2º semestre de 2014.



Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...