Total de visualizações de página

terça-feira, junho 07, 2016

Curso de Bombeiro Mirim está acontecendo no Rancho, visando prevenir tragédias na Nação Jurunense

Um grande e importante projeto está sendo desenvolvido na sede do Rancho Não Posso Me Amofiná: o de Bombeiro Mirim. Quarenta jovens entre 10 e 14 anos foram inscritos, diante de mais de cem que buscaram fazer inscrições. O curso de Bombeiro Mirim, é ministrado pela Brigada Consultoria, com apoio do diretor social da Escola, Rafa; o próprio Rancho, através de sua diretoria, e aval cultural do presidente licenciado para concorrer as eleições municipais, Jango Vidal.
O curso terá a duração de doze semanas, acontecendo sempre aos domingos pela manhã com duração de 2 horas aula. Tem como objetivo auxiliar famílias e comunidades jurunense que ultimamente vem sofrendo com incêndio de grande proporções e prejuízos à famílias.




 
Como os pais em sua maioria saem de suas casas deixando seus filhos em casa, aí se registra um grande risco.  A noite, mais ainda. Os pais, cansados, dormem e os filhos muitos deles, ficam à vontade utilizando materiais eletrônicos e com as precariedades de instalações elétricas, encontram nas residências em sua maioria, de madeira, e mesmo algumas construídas de alvenaria, mas são também revestidas de madeira e materiais de fáceis combustões. 


 
Quando ocorre um curto circuito provocado pela sobrecarga, ai não tem “santo ou reza que deem jeito”. Came os vizinhos que estão longe do alcance das chamas, já que na maioria os próximos são atingidos e pegos de surpresas até. Quando os Bombeiros ali chegam, já é tarde demais. A não ser fazer o rescaldo e liberar o laudo com 15 ou 30 dias posterior. Neste intervalo, o dilema das famílias que perderam tudo.





Com os jovens aprendizes de Bombeiro Mirim, ministrado por profissionais capacitados, oriundos de São Paulo, oficiais  de corporação, eles irão repassar orientações, que servirão para que os jovens, cuidarem de suas casas e famílias, assim como os vizinhos e de mais famílias de suas comunidades. Eles estão sendo preparados para serem agentes multiplicadores e até quem sabe, no futuro, serem engajados  na nobre profissão de Bombeiro.
Jango Vidal pelas homenagens recebidas no domingo, dia 5 de junho passado, chorou de alegria, por ser sendo colocado em prática mais um projeto em prol da comunidade. Agradeceu e desejo a todos boa sorte.
Jorge Mesquita, diretor do CORREIO JURUNENSE foi o cerimonialista do evento.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...