Total de visualizações de página

quarta-feira, setembro 28, 2016

VOCÊS SABEM QUEM É ESSE CARA? RAIMUNDO MANITO!


Raimundo Manito
 Se aqui ainda estivesse, certamente ele votaria 36.789.
“Ah, detalhe: dos projetos sociais que englobaram crianças, jovens e adolescentes, não se tem notícias de que, pelo menos um tendeu para o mundo do crime. Uma prova de que se pode resolver o problema social com ideias concretas e reais” (Jorge Mesquita)



É Raimundo Manito, que fundou o nosso Rancho Não Posso Me Amofiná, 1º de janeiro de 1934, a quarta Escola fundada no Brasil. Ele fundou o Rancho para não só alegria à sua comunidade, mas também aos moradores do lado de lá.
Feliz ele deve estar no OUTRO LADO, vendo como sua ideia frutificou e se concretizou não só no samba, mas em projetos sociais, há quase uma década. Ao todo esse irmão Jango Vidal (sem ser vereador) já fez tanto não só pela Escola do seu coração, mas por esta comunidade, que ele aprendeu a amar, como um integrante de sua família.
Muitos chegaram o achar metido, pois só anda de carro com os vidros fechados. Claro, com esse calor que Belém passa, diante de tanto descaso com cortes de árvores nas ruas de Belém, para dar lugar a prédios, um crescimento desenfreado, trocando árvores por prédios, e o que é pior, fechando as janelas da cidade para os nossos rios. Sendo eleito, certamente, Jango Vidal, poderá ver pelas gavetas da Câmara Municipal, projetos importantes, esquecidos, que bem poderiam estar servindo a todos nós: a Natureza também é matéria importante neste segmento institucional de apoio ao governo.
Mas como ia dizendo, reclamavam que ele andava assim e assado, mas antes ele sequer pensava ser político, mas aos poucos, mesmo não querendo ser isso ou aquilo, mas cuidar de sua vida particular, ao lado de sua maravilhosa família, Jango foi automaticamente conduzido rumo a lutar por uma das 35 Cadeiras da Câmara Municipal de Belém.

É Jango, nem tudo o que a gente quer, será, mas sim o que a Divina Providencia nos exige, pois não estamos aqui DESTE LADO a passeio e para nos melhoramos. E você mano velho, como sempre fez nos seus momentos de descanso, deitado naquela invejosa rede, mas que até o sambista Dudu Nobre depois de tomar uns meio litro de açaí, deitou e dormiu, você, pelo contrário, olhando as inúmeras fotos que ali contam a sua história e a história da comunidade, viajava e aos poucos, as gotas de sabedoria enviada por Deus, chegava ao seu coração e dava início de alguma maneira, buscando ajudar a sua comunidade. E fazia sem apoio nenhum financeiro, a não ser de Deus e Jesus. E dava certo!
Quantas e quantas vezes e até hoje, você clica os números do seu telefone e ligava para nós, eu e o Jornal CORREIO JURUNENSE, que sempre o marcou e contou a sua história, registrando-a para agora tornar mais uma vez em público e com materiais concretos e reais. Mas me ligava para irmos ali e acolá, lá estávamos. Aquele homem passou a sair de eu carro fechado e sair a pé pelas ruas do Bairro e da Nação Jurunense. Mas minha gente, carro é pra ser usado. Antes eram outros tipos de condução. Mas isso faz parte de nossa evolução. Mas ele Jango Vidal, estava ali e acolá, como dizia, para ajudar a sua comunidade a também a prosperar e não tinha outro jeito, colocar em prática projetos sociais, que antes não se via sequer ser falado pelos vereadores que passaram por aqui no Jurunas e compravam votos e como pagavam não se viviam no direito de fazer nada pela comunidade, pois já o viam pago
s pelos votos.
Página do CORREIO JURUNENSE, EDIÇÃO ESPECIAL
É chegado o momento de mudança, até porque as mudanças são necessárias. O povo já a beira de um colapso pessoal, não suporta mais, estão se matando por besteira e migalhas. A vida não tem mais valor para quem está com desespero e em consequência, quem aparecer em sua frente, quer levar um com ele. Mas quando se está harmonizado consigo mesmo amigo e irmão Jango Vidal, tudo dá certo, assim como certo dará neste domingo, dia 2 de outubro, quando poderemos vê-lo se preparando para nos representar dignamente em uma das 35 cadeiras na Câmara Municipal.
Ah, detalhe: dos projetos sociais que englobaram crianças, jovens e adolescentes, não se tem notícias de que, pelo menos um tendeu para o mundo do crime. Uma prova de que se pode resolver o problema social com ideias concretas e reais.
To contigo
Jorge Mesquita
Jornalista


Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...