Total de visualizações de página

segunda-feira, novembro 23, 2015

Jango Vidal comandou a entrega de mais 132 certificados de inclusão digital gratuitamente


















A Escola de Samba, pentacampeã do carnaval de Belém, viveu no último final de semana (sábado pela manhã, dia 21 de novembro) grandes momentos com entrega de certificados de inclusão digital, um dos vários projetos sociais desenvolvidos por aquela Escola, que tem no comando como presidente da Junta Governativa, Jango Vidal, mentor e mantenedor dos projetos há oito anos.










No sábado, ao lado do professor e diretores da Escola, Jango Vidal fez a entrega de mais de 130 novos certificados de inclusão digital que foram desde jovens até adultos. No total de certificados entregues em oito anos de administração de Jango Vidal, em suas contas já ultrapassa a casa dos 1.200 certificados que mudaram a vida de muitos jovens, inclusive já trabalhando em empresas no Jurunas e em Belém.


Judô Jurunense realizou avaliação interna em todas as suas modalidades











                   Outro projeto social que animou a manha daquele sábado na Nação Jurunense, foi a realização da avaliação dos judocas, através de um torneio interno, envolvendo atletas de todas as categorias nos dois naipes masculino e feminino.
Estiveram disputando troféus e medalhas presenteadas pelo presidente da Escola, Jango Vidal, 150 judocas, inclusive com destaque para o atleta revelação da modalidade, que já faz com que o Rancho venha disputando torneios e campeonatos não só em Belém, como no Estado do Pará, vários outros Estados e até no exterior.
















O atleta revelação foi denominado por Jango Vidal como Foguetinho, que apesar de sua idade, mostrou que quando crescer e permanecendo disputando, irá longe. O judô do Rancho é comandado pelo professor Gilberto Cruz.

1º Encontro das Bandeiras das Escolas de Samba de Belém







Outro projeto que começou no Rancho foi o Encontro das Bandeiras das Escolas de Samba de Belém

Pode se considerar como uma Noite de Gala das Escolas de Sambas na Quadra “Raimundo Manito” do Rancho Não Posso Me Amofiná, também no sábado, dia 21 de novembro. Foi o primeiro encontro realizado oficialmente e bem organizado em Belém.
Doze Escolas de Sambas, contando com o Rancho, mostraram as belezas que pouco as pessoas, mesmo em dia de desfile conseguem apreciar como numa apresentação deste quilate que o Rancho organizou.
Cada Escola convidada levou suas portas bandeiras e mestre sala, assim como seus porta estandartes, a com seus respectivos cantores oficiais, cada uma cantou seu samba que inclusive levarão na Avenida em 2016, para o Carnaval 400 Anos.






















A festa foi tão bela, que até os organizadores do evento não acreditavam que a participação fosse maciça e cada Escola se apresentassem impecáveis.
Ao final, cada uma das Escolas  foram surpreendias com um certificado de participação. Simultaneamente o Rancho homenageou seus grandes artistas da Avenida como a Porta Bandeira Rosângela, mais conhecida como nossa querida Negona, eterna Nota 10, e seu grande parceiro de Avenida, Açaí e outros.
O mesmo exemplo aconteceu com as Escolas co irmãs que depois de pesquisas feitas pela diretoria do Rancho que comandou a festa, separou alguns certificados para que as mesmas homenageassem seus artistas.
Nota 10 para o Rancho, na pessoa de seu presidente Jango Vidal extensivo a todos seus diretores. Luiz Lopes presidente do Conselho Deliberativo do Rancho acompanhado de sua esposa, d. Maria Lopes, fundadora do Clube de Mães do Rancho, hoje no comando de Sônia Lima e parcerias, marcaram presença.


No domingo, foi na casa do Jango














Como não poderia deixar de ser, no domingo, Jango Vidal recebeu em sua casa, os atletas judocas até o sub 13, num total de 150 atletas com seus respectivos familiares, para uma confraternização. Sob a responsabilidade direta do professor Gilberto que esteve de olho em todos, até mesmo na piscina, mesmo com os pais dos mesmos presentes.





Além do banho de piscina, os atletas se divertiram nos jogos de laser como voleibol, ‘cemitério’ e até pebolim. No evento dominical, o judoca mirim Foguetinho recebeu seu troféu das mãos do professor Gilberto e do presidente do Rancho Jango Vidal. Seus familiares estavam felizes.
Para o almoço, uma suculenta feijoada acompanhada por muito churrasco, água e refrigerantes a todos. Neste dia e nesta festa, bebida alcóolica foi zero.


ENCONTRO DAS BANDEIRAS DO RANCHO
MARCOU A VOLTA AOS MICROFONES
DO AMIGO E CONFRADE JANJÃO


Depois de um AVC e perda de uma das partes das pernas, o radialista e carnavalesco Janjão retornou aos trabalhos e o pontapé inicial foi no Rancho, como cerimonialista. Ele foi recepcionado por todos ranchistas e Escolas convidadas na festa e deu um banho de comunicação.


Rancho encerrou a festa perpetuando
o evento com entrega de certificados de participação e homenagens especiais
















Ao final, cada uma das Escolas  foram surpreendias com um certificado de participação. Simultaneamente o Rancho homenageou seus grandes artistas da Avenida como a Porta Bandeira Rosângela, mais conhecida como nossa querida Negona, eterna Nota 10, e seu grande parceiro de Avenida, Açaí e outros.















O mesmo exemplo aconteceu com as Escolas co irmãs que depois de pesquisas feitas pela diretoria do Rancho que comandou a festa, separou alguns certificados para que as mesmas homenageassem seus artistas.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...