Total de visualizações de página

quarta-feira, fevereiro 26, 2014

PARAVIDDA: Sem CARIDADE não há SALVAÇÃO!




O PARAVIDDA no Jurunas se encontra em dificuldades e ainda foi acionada pelo Ministério Público

Esta turma não apareceu mais para ajudar...




Estive na manhã de hoje no Paravidda, na Avenida Roberto Camelier com a Timbiras, em frente a Igreja de Santa Teresinha, no Jurunas, a chamado de sua direção, para tentar ajudar aquela importante instituição de caridade para as pessoas portadoras do vírus HIV. Pra começar, a última leva de vales-transportes para os voluntários, terminou. Com isso, a creche, a cozinha, a lavanderia e a equipe de limpeza do prédio não vai poder dar sua parcela de contribuição, se nada for feito e com urgência.
A alimentação está ‘estaca zero’, pois as doações paralisaram. Há anos que não acontecem mais doações como acontecia antes. Com isso, os pacientes que para ali são encaminhados para ajudar, oriundos do Barros Barreto e de outros hospitais de Belém, passando por dificuldades em se alimentar, principalmente aqueles que vêm do interior do Estado. Vale lembrar a que o Paravidda é uma instituição de apoio não de internação. Mas o Paravidda hospeda por dia pessoas que se encontram em tratamento pelos hospitais da Região Metropolitana.
E com as faltas de doações e apoio em geral, os dias ‘estão negros’ por lá, e precisando de ajuda e urgente. Como por exemplo: a creche, não está com os professores que vêm até da Cidade Nova por falta do vale-transporte. As crianças estão sem sua merenda, da qual inclusive principalmente sucos e leite.
MINISTÉRIO PÚBLICO
Para completar, o Ministério Público enviou na manhã de hoje (quarta-feira, dia 26 de fevereiro uma intimação, atendendo a reclamação de um paciente que reclama por não ter recebido sua cesta básica). Segundo explicações da direção do Paravidda, este paciente, foi beneficiado através da ajuda do Paravidda, a receber benefícios públicos, portanto, passa a não se prioridade na distribuição de cestas.
Sua vez, neste caso, vai para outros pacientes, obedecendo a critério de rotatividade. Como ele não foi beneficiado recorreu ao MP, que quer uma explicação. Acontece que as cestas básicas não chegaram neste início de ano, o que dificulta as distribuição das mesmas e até a alimentação dos pacientes que por lá passam, vindos do interior. Sequer os hospitais colaboram com doações de alimentos, quando enviam para o Paravidda os pacientes.
COLABORADORES
Os colaboradores estão escassos. Os que forneceriam os vales-transportes, ‘não chegaram perto’ até agora. Outro grande colaborador que enviava mensalmente 200 frangos se encontra em dificuldades e resolveu também fazer um rodízio em suas doações, e a ‘bola da vez’ e o Abrigo João de Deus. As festas de finais de anos que aconteciam anos anteriores pelos colaboradores que arrecadavam alimentos, de uns anos pra cá, não se repete.
Em se continuando assim, não se sabe o que vai acontecer em um futuro que já está no batente da entrada do prédio da instituição Paravidda que tem belas histórias de ajuda as pessoas para se evitar a transmissão e a propagação do vírus da Aids e o apoio aquém procura a instituição, para um direcionamento para tratamento.





Defensoria quer implantar projeto para preparar detentas ao vestibular
Um grupo de 20 internas do Centro de Recuperação Feminino (CRF), localizado no bairro do Coqueiro, farão parte de um projeto piloto da Defensoria Pública do Estado, em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), que prevê a criação de uma sala especial com curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o processo seletivo do próprio IFPA. Para ser implantado, o projeto aguarda a adesão de bolsistas da instituição, que atuarão como professores.
O defensor público de Execução Penal, Carlos Eduardo Barros da Silva, disse que também aguarda decisão do IFPA sobre futuras parcerias com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O Pronatec atende indivíduos que cumprem pena no Sistema Penitenciário em regime fechado, os privados de liberdade em regime aberto e semi-aberto, egressos de casas penais e adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas.
Waldinete Rolim, pró-reitora de Extensão Substituta do IFPA, se reuniu com representantes da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) e da Defensoria Pública, para tratar sobre a assinatura de acordo de cooperação, a fim de implementar o projeto de extensão nas unidades prisionais do Estado, gerando oportunidade de estágio supervisionado aos acadêmicos do IFPA. “Nossa ideia é valorizar a condição daquela interna que busca uma oportunidade de estudar e entrar no mercado de trabalho”, ressaltou o defensor Carlos Eduardo Barros da Silva.
Segundo ele, para ter acesso a essa qualificação a detenta precisa, necessariamente, ser reeducanda do sistema semi-aberto e ter bom comportamento. O cursinho preparatório poderá funcionar aos finais de semana, para não atrapalhar o curso regular já ofertado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). “Se esta experiência der certo, poderemos expandir para outras unidades”, destacou o defensor.
Estudar representa o acesso à remição de pena. A cada 12 horas de estudo será reduzido um dia na pena a ser cumprida. O defensor geral Luís Carlos Portela frisou que os projetos voltados à melhoria do sistema penal devem ser incentivados. Em 2013, o Núcleo de Execução Penal da Defensoria conseguiu a isenção de taxa de vestibular para 14 detentas.

Texto:
Micheline Ferreira


Estação das Docas e Centur oferecerão ao público programação carnvalesca
A programação carnavalesca da Estação das Docas foi ampliada este ano, para oferecer diversão a quem passar o feriado prolongado em Belém. Voltada ao público infantil, a programação nos dias 1º e 2 (sábado e domingo) será realizado o tradicional “Bailinho da Estação”, com atrações musicais e de teatro. Nos dias 3 e 4 (segunda e terça-feira) o público aproveitará a “Folia na Orla”, com a participação da Banda Acordalice, Farofa Bloko, Boi Veludinho, Bandinha de Fanfarra Pau de Cana, Théo Pérola Negra, Escola de Samba A Grande Família e Trupe de Bubuia.
No sábado (1º), o Boi Veludinho abrirá o Bailinho com cortejo de mascarados, cabeçudos e o boi, personagens do folclore de São Caetano de Odivelas, município do nordeste paraense. Em seguida, a Banda Acordalice animará o público com um vasto repertório carnavalesco. O sambista Théo Pérola Negra encerrará a programação do dia com as tradicionais marchinhas, acompanhado por integrantes da Escola de Samba A Grande Família.
O domingo (2) é dia de teatro com a Trupe de Bubuia. O quarteto de palhaços - Jojoca, Rubilota, Pierierieca e Chorona - encena o espetáculo “Batalhas e confete”. Após o teatro, será a vez da Banda Farofa Black, que levará ao Boulevard das Feiras um show preparado para o Carnaval: Farofa Bloko. “Normalmente tocamos samba-rock e black music, mas para este show vamos além, passando por marchinhas, frevos, merengues e carimbós. A festa contará ainda com a participação da bateria do Bole-Bole. Nosso repertório está configurado para ser dançante e eletrizante”, adianta o vocalista da banda Farofa Black, Renato Rosas. Théo Pérola Negra voltará a encerrar a noite no Boulevard.
A Banda de Fanfarra Pau de Cana abrirá a programação do “Folia na Orla”, na segunda-feira (3), quando fará um cortejo pela orla da Estação ao som de marchinhas. E, na terça-feira (4), a festa será comandada pelo Boi Veludinho e por Théo Pérola Negra, acompanhado pela Escola de Samba A Grande Família.
“Serão quatro dias de festa com programação especialmente elaborada para o público infantil. Nosso objetivo é resgatar a magia dos antigos carnavais, quando todos brincavam e se confraternizavam ao som de marchinhas e bandinhas de fanfarra”, informa a presidente da Organização Social Pará 2000, Gabriela Landé.
A programação carnavalesca na Estação é uma realização do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas.
Mais folia - A Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves também promoverá uma programação especial para quem permanecer em Belém no final de semana de Carnaval. O já tradicional baile “Quanto riso, Oh! Quanta alegria”, que reúne foliões de todas as idades, será realizado pelo terceiro ano no sábado (1º) e no domingo (2), no Centur, das 19 às 23 h, com entrada franca. No sábado, a atração será a Banda Camisa Listrada, e no domingo a Banda Sayonara.
“O baile é sempre uma festa para toda a família. A Fundação oferece o espaço e uma programação de qualidade, com muita música e animação, para que o público possa se divertir com segurança”, informa Lucinha Bastos, diretora de Interação Cultural da Fundação Tancredo Neves.
O repertório das bandas Camisa Listrada e Sayonara vai resgatar sucessos de carnavais passados, com marchinhas e muito samba. (Com a colaboração da Ascom/Fundação Tancredo Neves).
PROGRAMAÇÃO DA ESTAÇÃO DAS DOCAS
Dia 01/03 (sábado) – Bailinho da Estação
17 h – Abertura
18 h – Boi Veludinho – cortejo Orla
19 h – Banda Acordalice
20 h – Théo Pérola Negra e Escola de Samba A Grande Família

Dia 02/03 (domingo) – Bailinho da Estação
17 h – Abertura
18 h – Trupe de Bubuia em “Batalhas e confetes”
19 h – Banda Farofa Bloko
20 h – Théo Pérola Negra e Escola de Samba A Grande Família

Dia 03/03 (segunda-feira) – Folia na Estação
18 h – Bandinha de Fanfarra Pau de Cana – cortejo orla

Dia 04/03 (terça-feira) – Folia na Estação
18 h – Boi Veludinho – cortejo Orla
19 h – Théo Pérola Negra e Escola de Samba A Grande Família

Texto:
Camila Barros


Estratégias de divulgação do potencial turístico são mostradas na Semana do Calouro da UFPA
Nesta quarta-feira (26), a partir das 15h30, a Universidade Federal do Pará (UFPA), por meio do Centro Acadêmico de Turismo (Factur), promove mesa redonda com o tema “As Perspectivas da Atividade Turística em Belém”. O evento faz parte da programação da Semana do Calouro, iniciada no último dia 25, que tem como tema “Turismo: Cultura, Desenvolvimento Local e Sustentabilidade”. A palestra sobre o turismo de Belém será ministrada por Carlos Figueira, gerente de Promoção da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), que abordará as estratégias de marketing, promoção e divulgação do turismo no Pará, nos mercados regional, nacional e internacional.
Entre as estratégias a serem apresentadas por Carlos Figueira está a participação do Pará, em 2014, em 12 feiras nacionais e internacionais, a exemplo da ITB, feira de turismo de Berlim (Alemanha), que acontece de 5 a 09 de março, e deve receber cerca de 100 mil profissionais e consumidores finais de turismo, e a Feira Internacional de Turismo de Lisboa (BTL), que acontece em Portugal de 12 a 16 de março.
O gerente também informará os calouros sobre a realização, em Belém, de 21 a 23 de maio, da Fita (Feira Internacional de Turismo da Amazônia). Realizada pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur), a Fita é uma ação do governo do Estado, que terá em maio sua 7ª. edição, e deve atrair ao Pará representantes de oito Estados e 14 países da Europa e de outros continentes.
Realidade - A Semana do Calouro de Turismo é realizada todos os anos pela UFPA, com o objetivo de deixar o novo acadêmico informado sobre os procedimentos da universidade, além de debater assuntos que retratam a realidade do profissional da área, no contexto local e fora dele.
A Paratur participa do evento por ser o órgão oficial de marketing, promoção e divulgação do turismo paraense, e também porque a empresa mantém convênio com diversas instituições de ensino técnico e de nível médio e superior, entre as quais a Universidade Federal do Pará, por meio do Programa de Estágio, que já recebeu centenas de alunos desde sua criação, em 2006.
Atualmente, cerca de 14 instituições de ensino mantêm convênio com o Programa de Estágio da Paratur. A maioria dos estudantes é absorvida pela Gerência de Comunicação, com atuação nas áreas de jornalismo, multimídia e  atendimento ao turista.
“A participação da Paratur é muito importante para a divulgação do evento”, afirma Roberto Dianilli, responsável pelas atividades da Semana do Calouro de Turismo da UFPA. Para Carlos Figueira, é importante apresentar as estratégias de fortalecimento do turismo no Pará a professores e alunos, como forma de valorizar o turismo interno.
Serviço: A programação da Semana do Calouro acontece no auditório do Poema, localizado no Campus do Guamá. O evento prossegue até sexta-feira (28), quando os calouros farão uma visita técnica ao Parque dos Igarapés, em Belém.

Texto:
Benigna Soares


Processo Eletrônico é tema do "Café com Tecnologia"
Uma rodada de conversa acompanhada de um bom café da manhã com os funcionários para mostrar e tirar dúvidas sobre os projetos desenvolvidos pela Divisão de Sistemas Específicos. Assim foi a manhã desta quarta-feira (26) no auditório da Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa), durante o evento denominado “Café com Tecnologia”, que a partir de agora, vai demonstrar aos servidores o que cada área da empresa está desenvolvendo. O primeiro “Café com Tecnologia” foi aberto pela diretora de Relações Institucionais da Prodepa, Ana Valéria de Almeida, responsável pelo projeto, que deu as boas-vindas aos participantes. Em seguida, o gerente Elísio Cabral deu início ao bate-papo com o tema "Processo Eletrônico".
Durante a conversa foram apresentados os benefícios do Processo Eletrônico, que oferece agilidade no atendimento, atende as leis de transparência no controle dos processos em tramitação (desde a sua geração, até o momento que é despachado) e concede encurtamento das distâncias entre os órgãos do estado. O Café com Tecnologia é uma oportunidade de aproximar gestores e colaboradores e um meio de divulgação direta com os funcionários sobre lançamentos e atualizações de produtos e serviços. A cada edição, um projeto será apresentado aos aniversariantes do mês, de acordo com o calendário promocional da Prodepa, que traz um produto ou serviço em cada mês do ano. Na próxima edição do mês de março, o tema será o Sistema de Patrimônio Imobiliário.

Texto:
Nátia Machado


Segup participa do lançamento do Centro de Influência Adventista de Belém
O secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, participou, nesta terça-feira (25), no auditório do Hospital Adventista de Belém, da cerimônia de lançamento do Centro de Influência Adventista, da Federação de Empreendedores Adventistas do Pará (Fepará). O novo centro visa promover ações sociais e de cidadania, em todo o Estado. As principais atividades do Prodasf são a promoção da saúde básica, por meio do atendimento médico e odontológico gratuito para pessoas de baixa renda; cursos de geração de renda e socioeducativos para adolescentes, jovens e adultos; e a promoção, junto às empresas privadas, de postos de trabalho para os alunos dos cursos relacionados à geração de renda.
O secretário Luiz Fernandes Rocha elogiou a iniciativa dos empresários adventistas do Pará e agradeceu a parceria recentemente realizada com o Hospital Adventista de Belém, durante uma ação de cidadania que ocorreu no bairro no Guamá, por ocasião da Operação “Minerva”. Durante a ação social, médicos de diversas especialidades que atuam no Hospital Belém prestaram atendimento às comunidades do Guamá e Jurunas. “A parceria desenvolvida com entidades, instituições e a sociedade em geral é o melhor caminho para a diminuição da criminalidade e para a promoção da inclusão social. E o principal foco destas ações precisa ser os jovens, as crianças e adolescentes, que têm sido alvo fácil do tráfico de drogas e da violência”, ressaltou o secretário.

Texto:
Lene Alves


Sepaq realiza curso de reprodução induzida de tambaqui em Terra Alta
Técnicos da Secretaria Estadual de Pesca e Aquicultura (Sepaq) e da Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) estão aprendendo na prática como deve ser feita a reprodução induzida de tambaqui, ou seja, aquela em que se aplica o hormônio de reprodução animal. Eles participam de um curso que está sendo realizado desde o início da semana na Estação de Aquicultura de Terra Alta, nordeste do Estado. As aulas estão sendo ministradas pelo biólogo Zacarias Marques de Oliveira, que é o responsável técnico pela Estação de Aquicultura Santa Rosa, em Santarém. Os participantes são de várias regiões do Estado, como sul do Pará, Marajó e Tapajós. 
A reprodução induzida exige técnica e sensibilidade de quem vai aplicar as doses de hormônios nos tambaquis reprodutores (macho e fêmea). “Para isso é muito importante que essas pessoas estejam capacitadas para realizar esse trabalho minucioso. O sucesso da reprodução depende dessa habilidade profissional”, explica Zacarias.
Os participantes do curso estão recebendo lições práticas de como selecionar as matrizes, a quantidade exata de doses de hormônios, tempo de espera para que ocorra a desova, parâmetros ambientais, entre outras. O processo da reprodução induzida se dá a partir do momento em que os tambaquis (macho e fêmea) são selecionados. O técnico então aplica as doses de hormônio nessas matrizes.
Algumas horas depois, o técnico comprime com a própria mão o ventre do peixe e mistura em um recipiente os sêmens e os óvulos que as matrizes liberaram. Em seguida são levados para uma encubadora. “Após a eclosão dos ovos, os animais se encontram no estágio de pós-larva, passando em seguida para alevino e assim sucessivamente, até chegarem à fase adulta, quando o peixe estará pronto para o consumo”, explica o engenheiro de pesca da Sepaq, Alan Pragana.
Com a realização desse curso, a Sepaq pretende criar, em parceria com a Emater, uma rede de técnicos especializados na reprodução induzida de tambaqui em todas as regiões do Estado. “Isso vai garantir um aumento na produção dessa espécie em cativeiro no Pará, trazendo mais oportunidade de geração de renda para as famílias que trabalham com a piscicultura”, explica o secretário Estadual de Pesca e Aquicultura, André Pontes.

Texto:
Christian Emanoel


Funcionamento do Espaço São José Liberto no carnaval
A direção do Espaço São José Liberto/Polo Joalheiro do Pará (Praça Amazonas, s/n. Jurunas) informa que o local abrirá ao público até o próximo sábado, 1º de março, devido ao feriado do Carnaval. Nos dias 2, 3, 4 e 5 de março, de domingo até quarta-feira de cinzas, o espaço não funcionará. A partir da próxima quinta-feira, 6, o São José Liberto volta a funcionar no seu horário normal: de terça a sábado, das 9h às 19h, e aos domingos e feriados das 10h às 18h. O local abriga a Casa do Artesão, o Jardim da Liberdade, o Memorial, a capela, o Museu de Gemas do Pará e as lojas de joia. O espaço é mantido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), sendo gerenciado pela Organização Social (OS) Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama).

Texto:
Luciane Fiuza


Sistema de Segurança Pública inicia Operação “Carnaval na Paz” nesta sexta-feira (28)

Dirigentes dos órgãos do Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social apresentam o detalhamento das ações que serão realizadas durante a Operação “Carnaval na Paz 2014”, nesta quinta-feira, 27, às 9h, durante entrevista coletiva, na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), na rua Arciprestes Manoel Teodoro, em Belém.

A operação terá início nesta sexta-feira, dia 28 de fevereiro, em todo o Estado, com atenção especial para os municípios que apresentam um grande fluxo de pessoas no período do feriado de carnaval, como as cidades de Vigia, Cametá, Curuçá, Salinópolis e Tucuruí.

O evento vai contar com a presença do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, e demais gestores dos órgãos que integram o Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social - Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Pará/Detran, Superintendência do Sistema Penitenciário/Susipe e Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, além dos representantes do Centro Integrado de Operações (Ciop), Grupamento Fluvial (GFLU) e Grupamento Aéreo (Graesp) de Segurança Pública.

A operação será realizada em parceria com o Programa Pro Paz, Polícia Rodoviária Federal e Prefeitura de Belém, por meio da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) e Guarda Municipal de Belém (Gbel).


Assessoria de Comunicação da Segup

 
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...