Total de visualizações de página

domingo, outubro 26, 2014

ELEIÇÃO: O LIVRE ARBÍTRIO...




Espiritismo e a Eleição ou

Eleição e Espiritismo?



Chegou o momento decisivo para a vida de mais quatro anos para o povo brasileiro: as eleições onde se complementarão os cargos de governadores em alguns Estados do País e a escolha do presidente do Brasil. Foram quase quatro meses de campanhas intensivas dos candidatos para se chegar na reta final em segundo turno, para complementar os primeiros escalões de cargos políticos que comandarão os destinos de mais de 200 milhões de brasileiros, por sinal, bastante sofrido, enganados, espoliados, surrupiados em seus direitos não só moral e cívico, mas em sua auto estima, dignidade, educação, saúde e segurança.
É pouco?
Não sei, pois como existe o Livre Arbítrio em cada pessoa, em cada voto, só o povo sabe o governante que vai querer. Se será por maioria ou não, mas ele vai escolher o que ditará as regras de viver de cada um que o elegeu, e essa pessoa que depositou seu voto, seja de modo errado ou correto, dançará em quatro anos, conforme a música que seu escolhido quiser.
É assim que vem acontecendo desde de quando o Homem se entendeu como ‘homem’. Embora ele reclame do erro que cometeu, nos seus votos passados, mesmo sabendo que seu candidato é isso ou aquilo, importante que quando ele reaparece a ele, após os quatro anos de ‘trabalho’ (? !),ele o eleitor os recebe de braços abertos e diante das promessas, muitas das vezes, as mesmas que ele a fizera quando veio nas eleições anteriores, elevai lá e o deposita seu voto para devolvê-lo seu emprego.
Citei acima o espiritismo: ESPÍRITISMO E A ELEIÇÃO. Se cada um dos brasileiros estivessem emanados da grandeza do ensinamento dos reais ensinamentos de algumas religiões, certamente estariam nas urnas hoje praticando o seu direito de votar, de forma consciente. Mas não o que se vê. A sabedoria é conquistada pelos estudos, assim todos os segmentos da vida, e o Espiritismo está aí, para somar, para ajudar você a olhar para dentro de si primeiro, antes de dar um passo do lado de fora, para você não sair para tomar decisão para a sua vida de forma egoísta, pensando só em si em detrimento do seu semelhante. Mesmo sabendo que ele vai fazer uma coisa errada. Quando a pessoa sai predestinada para fazer um ato errado, ele é mais culpado do que o seu alvo de destino, neste caso, a pessoa a quem você irá depositar seu voto de confiança.
Essa é uma forma de você votar hoje.
A outra forma (dentre tantas outras desenhadas em sua cabeça) que citei para escrever esse texto pré-eleição, é A ELEIÇÃO E O ESPIRITISMO. Muitos dos eleitores saem de casa sequer, ter rezado pedindo sabedoria para o passo importante que ele dará em sua vida minutos depois. Levantam da cama como uma tempestade espalhando poeira pelo ar, dona de si, e dane-se quem esteja ao seu lado, pedindo-lhe apenas um bom dia, uma palavra amiga qualquer. Se ele não fala com Deus ao acordar e levantar, fas uma ideia o sentimento de família como está. Ele quer que seu banho, o café e a sua roupa de sair esteja passada para sair para tomar uma ‘importante decisão’ que caberá só a ele. Que se dane o seu semelhante. Se ele não respeita a si próprio, a sua família, como ele irá respeitar na rua, um mendigo, uma pessoa inferior no sentido da vida que ele vive, mas ao ver um homem de posse ele arreganha até os dentes, demonstrando um sorrido de um burro, um jumento. Puro EGOÍSMO. Erro, pecado, como diz os católicos gravíssimos na vida espiritual. Mas como se trata de livre arbítrio, paciência. Temos que fazer de tudo para sobreviver e bem nos próximos quatro anos.
Só peço aos irmãos brasileiros, que ao sair de casa, que reze apenas um Pai Nosso, pedindo a Deus que Lhe envie um Espírito de Sabedoria, que mesmo no seu momento de decisão antes de oração, faça correção de seu passo seguinte, ou se estiver indeciso, oriente-o para que seu ato do voto seja direcionado para a maneira correta que venha favorecer não só a si, sua família e ao semelhante.
Tenha um bom voto!
Jorge Mesquita

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...