Total de visualizações de página

sexta-feira, novembro 08, 2013

abertura dos Jogos Escolares da Juventude







Governador participa da abertura dos Jogos Escolares da Juventude












O governador Simão Jatene participou, na noite desta quinta-feira (7), da abertura oficial dos Jogos Escolares da Juventude, no campus 3 da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Com isso, Belém é, até o próximo dia 16, a capital do esporte escolar brasileiro. A cerimônia teve a presença de diversos atletas do país, que, na oportunidade, acenderam a tocha olímpica. O evento, promovido pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), tem o apoio do governo do Estado e da Prefeitura de Belém.
Entre os atletas que participaram do revezamento para acender a pira olímpica estavam a ginasta Daiane dos Santos, o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima e o corredor paraense Agberto Guimarães. A abertura também teve apresentações de orquestra e de balé de estudantes da rede estadual de ensino. “Trata-se, sobretudo, de um momento ímpar e de integração, que nos deixará um grande legado. Desejo que novos talentos sejam revelados, além de sorte aos atletas, especialmente aos paraenses”, disse Simão Jatene.
Na ocasião, o prefeito Zenaldo Coutinho ressaltou a parceria entre o governo do Estado e a Prefeitura de Belém. “A competição é uma oportunidade muito especial para o esporte brasileiro. Espero que futuros atletas olímpicos sejam revelados aqui. A capital paraense e o Estado estão de mãos dadas para abraçar e receber os Jogos Escolares da Juventude”, afirmou.
Participam dos jogos 4,6 mil atletas, de 15 a 17 anos, dos quais 164 são paraenses. A competição abrange 13 modalidades esportivas, as quais são: basquete, futsal, handebol, voleibol, vôlei de praia, atletismo, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa e xadrez.
As modalidades individuais contemplam 1.743 atletas e serão disputadas de sexta-feira (8) a domingo (10), sempre das 8 horas ao meio-dia e das 14 às 18 horas. As modalidades coletivas serão competidas entre os dias 12 e 16, em 420 partidas, a serem disputadas em 16 ginásios da capital paraense. Os estudantes representam 1.251 escolas públicas e privadas de todas as regiões do país.
Para recepcionar os atletas, o Estado preparou, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, um centro de convivência. No local, serão servidas mais de 55 mil refeições ao longo do evento. O espaço também será palco de oficinas e palestras e das premiações. O governo também investiu R$ 2 milhões para custear 27 mil diárias de hotéis, e montou esquemas especiais de saúde e segurança para o evento. Além disso, o evento representa uma porta de valorização do turismo regional.

Texto:
Samilla Batista-Secom


Livro Solidário embarca na campanha “Livro Viajante” da Infraero
O Projeto Livro Solidário, da Imprensa Oficial do Estado (IOE), entrega na manhã desta sexta-feira, 8, quando se comemora o Dia do Urbanismo e o Dia Feliz, uma doação de quase 400 livros para a campanha “Livro Viajante”, da Infraero, cujo tema é "Leve, Leia e Liberte".
A campanha se estenderá a todos os aeroportos da região Norte do país, com o objetivo de incentivar o hábito da leitura e a prática do desapego. Os livros serão espalhados pela área de embarque, praça de alimentação e pontos de grande circulação de pessoas. Uma mensagem deixada no próprio livro irá orientar os leitores para que, após o término da leitura, deixem a publicação em algum lugar do aeroporto, para que outra pessoa também possa lê-lo, e assim por diante.
O movimento conhecido como Bookcrossing (Livro Viajante) foi criado em 2001 por um americano que tinha como objetivo fazer do mundo uma “grande biblioteca”. De acordo com a Infraero, cerca de 20 mil pessoas embarcam e desembarcam todos os dias nos aeroportos da Regional Norte.


Campus III da Uepa pronto para a abertura dos Jogos Escolares da Juventude
O Campus III da Universidade do Estado do Pará (Uepa), onde funciona o Curso de Educação Física e que foi escolhido como palco para a abertura, nesta quinta-feira, 7, às 18h, dos Jogos Escolares da Juventude, na categoria 15 a 17 anos, vive o ambiente de competição, troca de experiências e integração entre atletas e estudantes de todo o Brasil. A competição segue até o dia 16 deste mês, em vários espaços da capital paraense.
O local começou a ser preparado na segunda-feira e recebe os últimos ajustes no ginásio poliesportivo, que tem capacidade para 2.900 pessoas. Servidores também trabalharam na iluminação, decoração e limpeza do espaço. No lado de fora do ginásio, as piscinas olímpica e de saltos ornamentais passaram por manutenção e tratamento de água e já estão à espera dos competidores.
A programação da cerimônia de abertura inclui música, dança, performances, volta olímpica, desfiles de delegações e revezamemto de atletas olímpicos e pan-americanos, além do acendimento da pira olímpica, momento alto da festa. Agberto Guimarães, Daiane dos Santos, Vanderlei Cordeiro e Sara Menezes são alguns dos nomes confirmados para a solenidade.
"Quando a gente vai escolher uma cidade sede três aspectos são levados em consideração: vontade política, instalações esportivas e capacidade hoteleira. Belém tem duas pistas de atletismo e piscinas de 50 metros, o que muitas cidades não têm", destaca o coordenador geral dos Jogos, Edgar Hubner. Para ele, que também é professor de Educação Física, a estrutura oferecida pela Uepa é um legado para os alunos e futuros atletas. "Fico extremamente feliz quando vejo que um evento como esse pode contribuir com a manutenção, recuperação e utilização de um parque esportivo dessa qualidade, com piscina que poucas capitais têm e um ginásio totalmente reformado. A Uepa tem que estar orgulhosa desta estrutura que está oferecendo", avalia.
Além da abertura do evento, o Campus III vai sediar as competições de judô e natação, no período de 8 a 11, e ainda o futsal, de 12 a 16 de novembro. Cerca de 6 mil pessoas são esperadas, entre atletas, estudantes, chefes de delegações e dirigentes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e Internacional (COI).


Texto:
Ize Sena-Uepa


Emater participa da Feira do Turismo Rural e Feira da Agricultura Familiar em Monte Alegre
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) é parceira na realização da 18ª Feira do Turismo Rural e 4ª Feira da Agricultura Familiar, que segue até o próximo dia 10, no parque de exposições da comunidade do Airi, em Monte Alegre, oeste do Pará, sob a coordenação do Sindicato dos Produtores Rurais do município. A expectativa é que cinco mil pessoas passem pelo local durante os quatro dias de programação, que tem como objetivo divulgar e comercializar produtos da agricultura familiar para o fortalecimento da produção local.
A Emater participa das feiras com um estande onde mostra o trabalho realizado pelo escritório local em Monte Alegre. Atualmente, a Empresa atende cerca de 1.200 famílias de agricultores familiares rurais no município, cuja principal atividade econômica é a agropecuária – com destaque para a pecuária bovina de corte e a cultura de limão Taiti. “A produção do limão aqui é muito grande e, por isso, no próximo dia 16 a Emater realizará um dia de Campo sobre essa cultura”, enfatiza o técnico Manoel Santana.
No estande também estão disponíveis ao público visitante o livro de Metodologia de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e cartilhas de açaí, avicultura caipira, mandioca, olerícolas (hortaliças), piscicultura, bovinocultura de leite, alimentação saudável e certificação sanitária. As publicações são assinadas por técnicos da Emater e resultam de experiências realizadas junto aos agricultores em campo.
Na programação técnica dos eventos, a Emater ministrará três palestras: sobre Cadastro Ambiental Rural (CAR), o Projeto Florestabilidade (uma parceria com a Fundação Roberto Marinho) e a Cultura do Limão Taiti. As atividades acontevem na manhã desta sexta-feira, 8, no barracão do parque de exposições, a partir das 9 horas, destinadas ao público em geral. “Também estamos coordenando uma excursão com alunos da rede pública de ensino para visitação das Feiras. Os estudantes poderão participar das palestras”, conta Santana.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Emater desenvolve atividades técnicas na Feira do turismo rural e Feira da Agric
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) é parceira na realização da 18ª Feira do Turismo Rural e 4ª Feira da Agricultura Familiar, que segue até o próximo dia 10, no parque de exposições da comunidade do Airi, em Monte Alegre, oeste do Pará, sob a coordenação do Sindicato dos Produtores Rurais do município. A expectativa é que cinco mil pessoas passem pelo local durante os quatro dias de programação, que tem como objetivo divulgar e comercializar produtos da agricultura familiar para o fortalecimento da produção local.
A Emater participa das feiras com um estande onde mostra o trabalho realizado pelo escritório local em Monte Alegre. Atualmente, a Empresa atende cerca de 1.200 famílias de agricultores familiares rurais no município, cuja principal atividade econômica é a agropecuária – com destaque para a pecuária bovina de corte e a cultura de limão Taiti. “A produção do limão aqui é muito grande e, por isso, no próximo dia 16 a Emater realizará um dia de Campo sobre essa cultura”, enfatiza o técnico Manoel Santana.
No estande também estão disponíveis ao público visitante o livro de Metodologia de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e cartilhas de açaí, avicultura caipira, mandioca, olerícolas (hortaliças), piscicultura, bovinocultura de leite, alimentação saudável e certificação sanitária. As publicações são assinadas por técnicos da Emater e resultam de experiências realizadas junto aos agricultores em campo.
Na programação técnica dos eventos, a Emater ministrará três palestras: sobre Cadastro Ambiental Rural (CAR), o Projeto Florestabilidade (uma parceria com a Fundação Roberto Marinho) e a Cultura do Limão Taiti. As atividades acontevem na manhã desta sexta-feira, 8, no barracão do parque de exposições, a partir das 9 horas, destinadas ao público em geral. “Também estamos coordenando uma excursão com alunos da rede pública de ensino para visitação das Feiras. Os estudantes poderão participar das palestras”, conta Santana.

Texto:


Escritores de Alenquer e Santarém são destaques no Salão do Livro
O sexto dia de programação do VI Salão do Livro do Baixo Amazonas teve como destaque escritores locais dos municípios de Santarém e Alenquer. Os jornalistas e escritores santarenos Anselmo Colares, Minael Andrade e Cleo Neves lançaram o livro "Da carta ao facebook". As escritoras alenquerenses Raimunda Brilhante e Jackeline Lima foram os destaques do Encontro Literário, com as obras "Brasil lendário" e "Na força de um sentimento". O dia também teve o lançamento do livro "A revolta dos zumbis", de autoria de Carlos Eduardo Tenório Guimarães. De apenas dez anos de idade, ele é o mais jovem escritor do VI Salão do Livro do Baixo Amazonas.
O Salão é uma promoção do Governo do Pará, via Secretaria Especial de Estado de Promoção Social, através da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Prefeitura Municipal de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. A programação integra a série de eventos literários promovidos pela Secult em 2013, dentro do projeto da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro, que traz como grande homenageado desta edição o poeta, compositor, jornalista e escritor santareno Ruy Guilherme Paranatinga Barata, e o Pará, como país homenageado, da forma pela qual é retratado nos versos de "Porto Caribe", música de autoria do escritor.
"A revolta dos zumbis! é um livro de ficção escrito em apenas três meses por Carlos Guimarães. Durante a sessão de autógrafos, ele revelou que sua obra conta a história de um grupo de amigos que tentam sobreviver a uma catástrofe nuclear. O pequeno escritor disse, ainda, que sua inspiração veio após assistir a um filme num cinema da cidade. "Escrevi em três meses e gostei muito. Tenho a intenção de escrever outros livros", disse Carlos Guimarães.
"Da carta ao facebook", um livro escrito a seis mãos, fala da evolução das coberturas esportivas no município de Santarém, tendo como pano de fundo a interação entre os narradores das rádios e seus ouvintes. "Antigamente, na época do Claudio Serique [narrador esportivo], os ouvintes se comunicavam com ele por meio de cartas que só chegavam um ou dois dias depois à rádio", explica Cleo Neves. "Hoje, o Ivaldo Fonseca narra os jogos interagindo em tempo real com os ouvintes, por meio das redes sociais. Essa evolução na cobertura esportiva é que abordamos na obra".
As escritoras Raimunda Brilhante e Jackeline Silva emocionaram a plateia e o mediador, o escritor Daniel Leite, durante o Encontro Literário. "Talento e vontade de levá-lo à frente, pois sabemos da dificuldade que o escritor do interior tem para publicar uma obra", argumentou Leite. "Tive o apoio de minha família e de meus alunos, que me incentivaram a publicar o livro. É difícil, mas é muito gratificante", disse a escritora Raimunda Brilhante.
Jackeline Lima, que é portadora de necessidades especiais, escreveu o livro de poesias "Na força de um sentimento". Ela disse à plateia que sempre gostou de escrever e que sua próxima "conquista" será a graduação no curso de Letras, sonho que possui desde criança. "Minha mãe foi minha grande incentivadora e, depois, meus amigos. Gosto de escrever o que sinto e o que penso da vida", concluiu.
A diretora de Cultura da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Ana Catarina, explica que a regionalidade é uma característica forte do Salão do Livro. "É a valorização dos escritores locais com espaço e oportunidade para mostrar e falar de suas obras. Significa cada vez mais a interiorização desse evento literário", anunciou.
Serviço - O VI Salão do Livro prossegue até o dia 10 de novembro, com visitação de segunda a sexta-feira, das 9 às 22 horas, e aos sábados e domingos, das 15 às 23 horas, no Parque da Cidade, localizado na Avenida Bartolomeu Gusmão, s/n. 

Texto:
Alailson Muniz-Secom


Lutadora paraense ganha 2 medalhas de ouro na Europa
A karateca Daniela Tanaka, 21 anos, ganhou dez medalhas de bronze e duas de ouro - nas categorias Kumitê adulto (menos de 60 kg) e Kumitê juvenil - no Circuito Internacional de Karatê, realizado na Itália e na Grécia, no último final de semana. Com o resultado, ela se tornou tricampeã na categoria adulto. Esta foi a segunda competição internacional de que Daniela participou, com o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer - Seel, que lhe garantiu passagem, hospedagem e alimentação. A primeira foi realizada em Orlando (EUA.), em 2012, onde também foi medalha de ouro na categoria Kumitê adulto. A campeã é atleta do Projeto Bolsa Talento, mantido pela Seel, que apoia com uma bolsa mensal atletas com bons resultados em competições.
“Estou com a sensação de dever cumprido. Foi uma grande honra levantar as bandeiras do Brasil e do Pará no pódio. A emoção de ouvir o hino nacional foi muito grande”, contou Daniela na manhã desta quinta-feira, 7, durante visita à Seel para agradecer o apoio ao secretário Vitor Miranda. “A Daniela é o nosso grande orgulho. Fico feliz em ver que o nosso apoio rende ótimos frutos e traz bons resultados ao Pará”, analisou o secretário. Para ele, o apoio aos atletas motiva sua participação em competições nacionais e internacionais. “Temos cerca de 200 atletas no Bolsa Talento", ressaltou. "O que eles recebem mensalmente é usado para manter os treinos, mas ainda garantimos um apoio extra para competições pelo Brasil e em outros países”.
Daniela foi a única mulher a representar o Brasil no Circuito Internacional de Karatê. “E sou do Pará”, comentou ela, com alegria. O pai e treinador de Daniela, Eliezer Kouri, comentou que a dedicação e a vontade demonstradas por ela na conquista do título o incentivaram mais. "É de suma importância o apoio que recebemos da Seel", reconheceu ele, "pois somos muito carentes de empresários que apoiem o esporte paraense”.
A lutadora já soma mais de 60 medalhas, só de ouro. Há cinco anos, Daniela é campeã paraense invicta de Karatê. Chegou a ser eleita, por uma revista on line, uma das melhores lutadoras de Karatê do mundo. “Levo uma vida bem sobrecarregada. Trabalho de manhã, à tarde faço faculdade de Fisioterapia e treino durante a noite, às vezes até meia-noite, todos os dias”, diz a lutadora sobre o esforço de sua rotina. “Todo o sacrifício vale a pena. Sempre coloco Deus em primeiro lugar”.

Texto:
Liandro Brito-Seel


Pará debate produção avícola
O papel relevante da cadeia produtiva de aves, no Pará, tanto na segurança alimentar quanto na geração de emprego e renda, com cerca de 112 mil postos de trabalho diretos e indiretos, é tema das discussões mais importantes na programação do maior evento de avicultura do norte do País, o AveFest 2013, que começou hoje, 7, no Estádio Municipal Edilson Abreu, de Santa Izabel, município considerado o berço da avicultura paraense.
O evento, que se estende até o próximo domingo, 10, reúne mais de 60 expositores regionais e nacionais e centenas de produtos e serviços diretos ao público, estimado em cerca de 20 mil pessoas ao longo dos quatro dias. O AveFest é organizado pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Santa Izabel e Santo Antônio do Tauá (Sinpriz) e pela Associação Comercial, Industrial, Agropastoril e Serviços de Santa Izabel (Aciasi).
Entre os expositores está a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará - Adepará, que montou um estande onde apresenta o trabalho desenvolvido no setor. “Vamos mostrar o trabalho de sanidade avícola da Adepará e a importância de outros serviços para economia do Estado”, enfatizou a médica veterinária Flávia Rodrigues, responsável pela Gerência do Programa Estadual de Sanidade Avícola - GPESA.
Para a médica veterinária, o evento representa uma oportunidade de integração entre os atores que integram a cadeia produtiva, além de mostrar ao público o trabalho da produção avícola paraense. “É um momento importante para integrar o setor avícola em torno da divulgação da produção e do desenvolvimento do setor”, avaliou. O polo avícola regional está centrado nos municípios de Santa Izabel e Santarém, com a produção da avicultura de corte. O plantel paraense é o maior da região Norte, com produção anual de 168.500 toneladas, correspondente a 67,5 milhões de aves.


Texto:
Claudiane Santiago-Adepara


Hospital Regional do Marajó instala Comissão de Ética em Enfermagem
O Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), localizado na cidade de Breves, já conta com uma Comissão de Ética em Enfermagem (CEENF), empossada durante solenidade que contou com a presença do presidente do Conselho Regional de Enfermagem do Pará (Corne/PA), Mário Antônio Vieira. O HRPM é quinto hospital público paraense a compor uma comissão.
O presidente do Coren destacou que a formação da Comissão de Ética representa uma série de benefícios à instituição, à categoria e, especialmente, aos usuários. Na ocasião, ele ministrou palestra sobre “Ética Profissional e condutas éticas”, para cerca de 50 pessoas no auditório do HRPM.
Para o coordenador de Enfermagem do HRPM, Renan Tairone, a Comissão garante melhoria nas condições de trabalho e no relacionamento entre o profissional de enfermagem, instituição e usuários. "As Comissões de Ética em Enfermagem são órgãos representativos do Coren e tem função educativa, consultiva e fiscalizadora do exercício profissional e ético dos profissionais. Com as comissões instaladas, os hospitais tem melhores condições de analisar a assistência aos usuários e as condições de trabalho oferecidas aos servidores”, observou.
Comissão de Ética em Enfermagem do HRPM é composta pelos seguintes profissionais: Enfermeiros: Guilherme da Silva Basílio,Deise Patrícia Ferreira Miranda, Pâmela Mayara da Fonseca Costa e Thaís de Oliveira Damasceno.Técnicos em Enfermagem: Emanuel Baia Franca Moraes,Dione Barros Farias, Onira Mocelin Baifus e Humberto Vaz da Silva.

Texto:
Vera Rojas-HRB


Governo incrementa propostas, mas Sintepp permanece irredutível
A secretária de Estado de Administração, Alice Viana, e o secretário adjunto de Ensino da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Licurgo Brito, participaram de uma reunião técnica na Assembleia Legislativa do Pará na tarde desta quarta-feira, 6, juntamente com o presidente da Casa, Márcio Miranda, o líder do governo na bancada, José Megale, os deputados Edmilson Rodrigues (PSOL), Raimundo Santos (PT), Alfredo Costa (PT), Edilson Moura (PT), Ana Cunha (PSDB) e Chicão (PMDB), além de uma comissão do Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública (Sintepp).

O encontro foi realizado com o propósito de esclarecer as propostas do Executivo Estadual para por fim à greve da Educação no Pará, que entra no 44º dia, apresentadas em reunião ocorrida na noite da última quarta-feira, 5, no Comando Geral da Polícia Militar, entre o governador Simão Jatene e parlamentares. Os principais pontos em que a mesa de negociação conseguiu avançar com os professores foram com relação aos dados que demonstram o cenário atual de crise econômica, e os limites até onde se pode avançar no pagamento do retroativo do piso, único ponto da pauta do sindicato que se comprovou inviável de ser atendido na íntegra no momento.

A reunião, que seria apenas esclarecedora, acabou tomando rumo de negociação e surgiram dois novos incrementos nas propostas do governo para a regulamentação da jornada de trabalho e para o pagamento do retroativo do piso.

Avanços - O governo reiterou que não haverá perdas na proposta de regulamentação da jornada, que estabelece 25% para hora-atividade e, atendendo nova solicitação do sindicato, propôs-se a avançar progressivamente em médio e longo prazo para implementação de um terço (33%), considerando a perspectiva de contratação de mais professores. Outro avanço por parte do governo foi o reforço à proposta de pagamento do retroativo do piso na medida em que houver disponibilidade financeira, apresentando, então, uma equação atrelada ao crescimento da receita do Estado para viabilizar esse repasse.

Os outros pontos da pauta, como a lei específica do Sistema de Organização Modular de Ensino (SOME), implementação das pendências e unificação do Plano de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR) para trabalhadores vinculados à Seduc, pagamento de gratificação de titularidade, pró-labore e reforma das escolas, são considerados superados até então.

“A reunião foi muito positiva e novamente prevaleceu o bom senso. Voltamos à mesa e, dessa vez, com acompanhamento da Alepa”, ressaltou a titular da Sead, Alice Viana. “Pela condução da reunião nessa perspectiva de avanços consagrados e propostas claras que foram feitas pelo governo é que acreditamos no fim desse movimento grevista”, avaliou. “A cada reunião avançamos um pouco mais e isso demonstra o interesse do governo em resolver essa situação. Começou com esclarecimentos e evoluiu para algumas propostas que podem resultar num desfecho para essa situação de greve, que já perdura por mais de 40 dias e com grandes prejuízos para a população", destacou Licurgo.

Deliberações - Ao final da reunião, por volta das 18h, os professores se reuniram em assembleia geral em frente à sede da Alepa, ocupada pelos professores desde a invasão, na última quarta-feira, 5. O comando de greve do Sintepp repassou à categoria o que foi tratado na reunião técnica, mas outra parte do comando, que também assume a liderança da entidade, tomou frente enquanto ocorria a reunião e deliberou com os presentes no local pela continuidade da greve e da ocupação na Alepa.

Uma audiência de conciliação no Tribunal de Justiça do Estado, com o desembargador Rômulo Nunes, está marcada para a próxima sexta-feira, 8, às 8h30. Ainda em assembleia a categoria prometeu uma grande manifestação na Alepa para esse mesmo dia, outra em frente ao TJE, para pressionar o desembargador, uma terceira no município de Santa Bárbara e um novo ato como o realizado na Alça Viária. Uma nova assembleia geral da categoria foi agendada para esta sexta-feira, às 15h, em frente à sede da Alepa, quando poderá se chegar a uma definição quanto ao fim ou não do movimento grevista.

Texto:
Renan Malato-Sead


Escritora mineira participa do Salão do Livro do Baixo Amazonas
Mineira da cidade de Dores do Indaiá, Stella Maris Rezende é mestre em Literatura Brasileira pela Universidade de Brasília, escritora e atriz. Tem inúmeras obras publicadas, entre romances, novelas, crônicas, contos e poemas, voltados ao público adulto e infanto-juvenil, pelas quais recebeu vários prêmios. É com esse currículo que a escritora participa, esta semana, do VI Salão do Livro do Baixo Amazonas. O evento, promovido pelo Governo do Estado e Secretaria Especial de Estado de Promoção Social, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Prefeitura de Santarém, segue até o dia 10, com visitação das 9h às 22h, e aos sábados e domingos, de 15h as 23h, no Parque da Cidade.
Nesta edição do Salão do Livro, Stella Maris vai ministrar, na sexta-feira, 8, e no sábado, 10, a oficina “Letras Mágicas”, que acontece das 15h às 18h, no espaço Laboratório da Escola do Parque. Ainda na sexta, ela participa da programação Papo Cabeça com o tema “A aventura de ler na juventude”, das 15h às 17h, no espaço Malocão, e no sábado, será a convidada do Encontro Literário, às 19h30, no Espaço Multiuso (Sala Pará).
Em uma entrevista rápida, ela contou um pouco dessa experiência de levar literatura para municípios distantes dos grandes centros, por meio do projeto Salão do Livro:
- Como tem sido participar de Encontros Literários tanto na capital, como no interior do Pará, no caso Paragominas? Como você descreve essa experiência?
Tem sido uma experiência maravilhosa, porque as atividades, muito bem planejadas, atraem pessoas sensíveis e inteligentes. Tenho conhecido jovens leitores que sonham, imaginam, lutam, questionam, querem mudar as coisas, e isso tem tudo a ver com a literatura, que é a arte das palavras e das entrelinhas, que tem poder de encantamento e transformação. Tenho conhecido também grandes escritores locais, como Daniel da Rocha Leite e Maciste Costa Costa.
- Qual a expectativa para participar do Salão do Livro em Santarém. Quais são as referências que você tem sobre essa cidade?
Li o livro infanto-juvenil  "A cidade perdida dos meninos-peixes", do escritor santareno Zemaria Pinto, um texto saboroso e cativante. Conheço também Cristovam Sena, Sebastião Tapajós e Efrem Galvão. Sei que vou me encantar com a beleza da cidade e com o carinho das pessoas, porque se trata de um lugar que inspira poesia e amizade.
- Como tem sido a participação do público nesses Encontros Literários no Pará?
O público tem sido muito receptivo, afetuoso, comunicativo e alegre. Ao final das palestras, vários participantes vem fazer perguntas, que são na maioria bastante pertinentes, o que demonstra que são pessoas com voz própria e olhar crítico.
- Qual a importância de levar eventos como o Salão do Livro para o interior e proporcionar esse contato mais próximo com escritores locais e de renome nacional, como é o seu caso?
Um evento como esse democratiza a leitura, o saber, o sonho, a imaginação, a criatividade, a troca de experiências e ideias, a vontade de reinventar o mundo. Todos merecem oportunidades como essa. Fico muito feliz em poder fazer parte de um evento assim tão importante, porque não vai durar apenas alguns dias, vai ficar no coração e na mente das pessoas para sempre, vai transformá-las, vai dialogar com a vivência e a memória de cada uma delas para o resto da vida.
- O ganho desse contato para o público, que tem a chance de estar próximo dos autores e conhecer melhor suas obras, já é conhecido. Mas, para o escritor que vem participar, qual é o ganho, em termos de conhecimento, dessa participação?
O escritor participante tem contato com opiniões, olhares e visões de mundo diferentes, e tudo isso é de uma riqueza grandiosa. Assim ele conquista novos leitores e se sente reanimado a continuar seu projeto estético. Sente-se valorizado pelo seu trabalho, o que é fundamental para continuar a luta de escrever e sonhar com um país de leitores sensíveis, críticos e inteligentes.
- Um dos assuntos mais discutidos no momento tem sido a questão das biografias não autorizadas. Qual a sua opinião sobre esse assunto?
Sou a favor da liberdade de expressão, sempre, e contra qualquer tipo de censura.
- Você pretende trazer algum assunto para o Encontro Literário ou vai aguardar a demanda do público?
Pretendo ler em voz alta alguns trechos dos meus livros premiados no Jabuti 2012, como "A mocinha do Mercado Central" e "A guardiã dos segredos de família". Após a leitura, conversarei sobre qualquer assunto que seja do interesse do público e que envolva a literatura, o trabalho com a linguagem, a paixão pelas palavras e o estímulo à leitura de textos. Como se diz em Minas, vai ser bom demais da conta!
Stella Maris Rezende coleciona prêmios importantes, dentre eles o Prêmio Nacional de Literatura João-de-Barro (1986, 2001 e 2008), Bienal Nestlé/1988, Altamente Recomendável para Jovens/FNLIJ, Redescoberta da Literatura Brasileira/Revista Cult/categoria conto/2002, Os 100 Melhores Livros do Século XX/PNBE/MEC, Prêmio Fundação Biblioteca Nacional/ Bolsa para Autores com Obra em Fase de Conclusão (2007), Literatura Para Todos/categoria conto/MEC (2008), Barco a Vapor/Fundação SM (2010) e, recentemente, o Jabuti 2012 Melhor Livro Juvenil em Primeiro e Segundo Lugares e Jabuti 2012 O Livro do Ano de Ficção.

Texto:
Alexandra Cavalcanti-Secult


Hemopa apoia campanha nacional de combate a arritimia cardiaca
Com o objetivo de alertar a população para as estatísticas alarmantes sobre morte súbita, provocada, na maioria das vezes, por arritmia cardíaca, a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac) está realizando a campanha nacional “Coração na Batida Certa”, de combate e prevenção desse tipo de problema. A ação recebe apoio da Fundação Hemopa. 
Uma palestra sobre o tema será realizada, no próximo dia 12, das 11 às 12 horas, no auditório do hemocentro, pelo cardiologista José Rufino. O evento será aberto a todos os servidores, doadores, usuários e representantes de instituições parceiras. Logo após a palestra, o médico fará demonstração de ressuscitação em boneco, do uso do Desfibrilador Externo Automático (DEA) e esclarecerá dúvidas dos interessados.
A mobilização também tem como meta gerar recursos para aquisição, doação e instalação de DEAs em aeroportos, academias, clubes, estádios e shopping centers, através dos Centros de Referência Médica existentes nas principais cidades do País. A organização do evento escolheu o dia 12 de novembro para o alerta sobre as atividades desenvolvidas, por ser a data em que diversas ações serão realizadas, em nível nacional, com o apoio de instituições públicas e privadas  e serviços especializados.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa


Segup capacita policiais militares para o combate à homofobia
A Diretoria de Prevenção Social da Violência e Criminalidade (Diprev), da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Segup), promoveu na manhã desta quarta-feira, 6, o I Ciclo de Palestras “Prevenção e Combate à Homofobia - Questões e Desafios”, para um grupo de policiais militares, no auditório da Delegacia Geral da Polícia Civil, em Belém. As palestras visam difundir e humanizar as questões ligadas à diversidade sexual, a fim de melhorar o atendimento nas unidades de segurança pública ao público homoafetivo.
Durante o evento foram discutidos os temas: “A construção histórica dos avanços LGBT”, “A Importância da Visibilidade LGBT”, “Construção de Gêneros e Sexualidade”, “Despatologização da Homossexualidade” e “Abordagem Policial”. Para a gerente de Prevenção de Crimes a Grupos Vulneráveis, da Diprev, Eli Pinheiro, as questões históricas influenciaram bastante os avanços do grupo LGBT. “Essa evolução positiva foi possível porque todo o processo foi construído em momentos diferentes e, por isso, essas mudanças tendem a ser sempre implementadas”, disse.
A representante do Conselho Regional de Psicologia (CRP), Mariana Pereira, falou sobre o tema “Despatologização da Homossexualidade” e enfatizou ao grupo de policiais o fato de que, o mais importante, não é aceitar a opção sexual das pessoas e, sim, respeitá-las. “Os policiais militares lidam com vários tipos de pessoas e grupos diversos, por isso é muito importante ter o entendimento de como tratar o público homoafetivo”, frisou a psicóloga.
O capitão PM Ronaldo Charlet destacou que abordagem, a revista e a busca são os meios mais utilizados para investigar situações suspeitas. “Toda pessoa que é abordada merece respeito, porque está protegida pelos Direitos Humanos Internacionais e pela Constituição Federal”. “Eu não sabia, por exemplo, que já existe a carteira com nome social para o grupo LGBT. Essa palestra me ajudou muito a refletir sobre estas questões e, com base nisso, acho que terei melhores condições de fazer as abordagens policiais, como elas devem ser conduzidas, no meu dia-a-dia de trabalho. O fundamental é tratar bem, de forma digna”, declarou a cabo PM Ana Nunes.

Texto:
Lene Alves-SEGUP


Seicom aprova programa para apoiar competitividade de micro e pequenas indústrias
A Diretoria de Comércio e Serviços da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração do Pará (Seicom) aprovou o Programa de Apoio à Competitividades das Micro e Pequenas Indústrias – PROCOMPI, que tem por objetivo promover o fortalecimento e o aumento da competitividade de 25 microempresas do setor de gemas e joias e acessórios de moda do espaço São José Liberto.
O Programa é, ainda, fruto de uma parceria entre a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). No Pará, será executado por meio de parceria entre a Seicom, o Instituto Evaldo Lodi Nucleo Regional do Pará, IEL/PA e o Sebrae Pará. "Certamente que a união de forças será de grande apoio nas políticas de capacitação técnica às micro e pequenas empresas", declara o diretor de Comércio e Serviços da Seicom, Airton Fernandes.
O projeto também tem a missão de garantir a melhoria da qualidade e agregação de valores inovativos nos produtos gerados para ampliação dos mercados interno e externo. "O PROCOMPI vai promover a competitividade das micro e pequenas empresas no contexto do território e setor produtivo ao qual pertencem, atuando em ações coletiva sempre demandadas pelos empresários locais por meio das Federações de indústria e do próprio Sebrae”, acrescenta Fernandes.
Ainda segundo o diretor, o projeto também justifica os anseios dos micro e pequenos empresários focados na capacitação para inovação, com vistas a diversificar os produtos, aumentar a produtividade e, consequentemente, a competitividade para novos mercados, com destaque para os mega-eventos que o Brasil vai receber a partir de 2014.

Texto:
Sergio Augusto-Seicom


Espaço São José Liberto recebe a instalação urbana "Treeeme"
Rainha do Tecnobrega, a cantora paraense Gaby Amarantos foi a fonte de inspiração para uma proposta arrojada de instalação urbana idealizada pelo arquiteto Vitor Blanco. A exposição da obra, denominada “Treeeme”, será aberta nesta sexta-feira, 8, às 19h30, na calçada do Espaço São José Liberto, no bairro do Jurunas. A intervenção une contemporaneidade com resgate histórico do patrimônio cultural da cidade, a partir de uma declaração da cantora Gaby Amarantos, que disse ter desejado ser freira, quando ainda era Gabriela Amaral dos Santos, mas desistiu da ideia ao saber que não poderia usar maquiagem, uma de suas paixões.
A instalação urbana também remete aos primórdios do Espaço São José Liberto - erguido para ser o Convento de São José, em 1749, pelos frades capuchos de Nossa Senhora da Piedade. “Fiz essa ligação com as duas histórias", explica Vitor Blanco, "utilizando manequins vestidas de freiras, na calçada frontal do Polo Joalheiro, coloridas, com diferentes estampas e destaque para a que fará essa releitura da cantora Gaby Amarantos”. O idealizador do “Treeeme” também revela que usou fitas de “led” pra dar maior destaque a sua obra. Compostas por pequenas luzes, as fitas fazem referência ao estilo da cantora, que utiliza esse tipo de material para compor seus figurinos, sempre coloridos e de forte impacto.
Outras relações também foram buscadas, na concepção do projeto, como o próprio nome da instalação, que se refere ao ritmo que a cantora consagrou e usou para dar nome a seu  primeiro álbum - o “Treme”, lançado em 20 de abril de 2012, pela Som Livre, e que inclui sucessos como “Ex Mai Love”, “Xirley Xarque” e “Beba Doida”. “Treme é uma palavra que já está na linguagem popular da cidade", observa Vitor Blanco, "e que Gaby Amarantos sempre utiliza nas suas entrevistas”.
O bairro do Jurunas, onde a obra ficará exposta, é também local de nascimento da cantora e o lugar em que até hoje mantém residência, estabelecendo outra referência, assim como a religião que marcou o início da carreira de Gaby, aos 15 anos, na Paróquia de Santa Terezinha do Menino Jesus, localizada no mesmo bairro. Vitor Blanco conta, ainda, que a produção da cantora “adorou e agradeceu a homenagem”, por e-mail. A abertura da instalação urbana, cujo texto curatorial é assinado pela publicitária Lilian Pinheiro, inclui performance da atriz Michele Campos, que vai interagir com a instalação. 
Além de intérprete, a cantora Gaby Amarantos também compõe. Transformada numa referência na música brasileira e arrancando elogios de nomes como Nelson Motta e Hermano Vianna, a artista começou a se apresentar nos bares da cidade com 18 anos, cantando clássicos da MPB. Mas foi o tecnobrega, conhecido como o som da periferia de Belém, que a consagrou na mídia nacional e mundial. A cantora ajudou a popularizar o gênero, conquistando até clubes da Europa, que não resistiram ao som inovador.
Patrimônio - O prédio do Espaço São José Liberto, referência cultural, turística, comercial e de patrimônio arquitetônico em Belém, também abrigou olaria, quartel, depósito de pólvora, hospital, cadeia pública e presídio, que foi desativado pelo Governo do Estado, no final dos anos 90. Totalmente restaurado, renasceu como Espaço São José Liberto, em 11 de outubro de 2002.
O "Treeeme" conta com o apoio do Governo do Estado; Secretaria de Estado de Indústria Comércio e Mineração (Seicom); Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama); Instituto de Artes do Pará (IAP); Armazém 25; Doceria Pimenta de Cheiro; Rezende's Iluminação; Jardim Secreto/Objetos de Charme; Hugo Mercês/Escritório de Advocacia; Global Prime Solutions; Hotel Regente; Bena's Confecções; ICase Star; A'Chiquê Boutique; Calu Espaço Feminino; Pinheiro e Penafort/Advogados Associados; Panificadora Trem da Terra; Rockfeller Barbearia; Brasfrut/Polpa de Fruta; Copycenter; Bruno Machado/Personal Trainer e Belmódulo.
SERVIÇO: Instalação urbana "Treeeme" - Abertura nesta sexta-feira, às 19h30, na calçada frontal do Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, Jurunas). Após a abertura, a instalação ocupará diversos pontos do espaço, permanecendo aberta ao público até o dia 27 de novembro, nos horários de funcionamento do São José Liberto: de terça a sábado, das 9 às 19 horas, e aos domingos e feriados, das 10 às 18 horas. 


Texto:
Luciane Barros-São José Liberto


Emater realiza Dia de Campo sobre avicultura em Ulianópolis
Trinta agricultores familiares serão beneficiados com um Dia de Campo sobre Aviculturana, na comunidade de Bom Jesus, no Projeto de Assentamento Floresta Gurupi, em Ulianopolis, nordeste do estado. A ação, a ser desenvolvida pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará, a partir das 8 horas desta sexta-feira, 8, tem o objetivo de demonstrar as vantagens da atividade e vai disponibilizar orientação técnica sobre a criação de frango e galinha caipira. O trabalho com os pequenos animais foi introduzido na comunidade pela própria Emater. 
O evento acontecerá na propriedade do agricultor familiar, Antônio José, onde a Emater implantou, há sete meses, uma Unidade de Observação de Avicultura, ocupando um espaço de 32 metros quadrados. De acordo com o técnico da Emater, José Francisco Seixas, a implantação da unidade teve como meta a implantação de uma forma alternativa de produção, com garantia de segurança alimentar. Na comunidade de Bom Jesus, as famílias vivem da pecuária de leite e cultura de subsistência (mandioca, milho e feijão). “A avicultura tem como vantagens ser uma atividade de baixo impacto ambiental e ter ciclo rápido, com média de 90 dias para início da produção", explica o técnico. Ele acrescenta que a produtividade foi aumentada por meio do melhoramento genético dos animais e enfatiza a possibilidade de aproveitamentoi do esterco das aves para adubo.
Segundo a Emater, nestes sete meses, o produtor Antônio José já retirou 250 aves para comercialização, pelo valor de até R$ 25, cada. A produção está abastecendo o mercado do município, numa movimentação que já gerou receita de R$ 4 mil no orçamento do produtor. “Nossa expectativa é que, depois do Dia de Campo, pelo menos oito agricultores familiares passem a exercer a avicultura na comunidade”, afirma José Francisco Seixas.
A atividade na comunidade Bom Jesus será coordenada pela  médica veterinária Shirley Renata de Oliveira, da Emater. Na ocasião, também serão repassadas aos agricultores familiares informações sobre crédito rural, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) na Linha A. “A equipe vai aproveitar o momento para fazer o levantamento das demandas de produtores rurais que tenham interesse em solicitar financiamento”, acrescentou Shirley.



Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Organização Social Pará 2000 adere à campanha "Novembro Azul"
O combate ao câncer de próstata está sendo marcado pela campanha “Novembro Azul”, que, no rastro do sucesso alcançado pela campanha “Outubro Rosa” - em alusão à importância do diagnóstico precoce do câncer de mama - toma os homens como público-alvo e faz um alerta à sociedade, iluminando com a cor azul a samaumeira do Hangar até o final deste mês. A ação local se soma a ações semelhantes colocadas em prática com a iluminação de locais públicos por todo o Brasil, como o Congresso Nacional, em Brasília; o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, em São Paulo; e a Igreja da Penha, no Rio de Janeiro. A ideia é lembrar a importância do diagnóstico precoce desse que é o sexto tipo de câncer mais comum em todo o mundo. Muitos casos da doença se desenvolvem como resultado da falta de informação e do preconceito contra o exame de toque retal. 
A Organização Social Pará 2000 vem apoiando ações que buscam o combate ao câncer. O “Novembro Azul” é a terceira ação desse tipo. Em 2013, o Hangar (administrado pela OS) recebeu a campanha “De Peito Aberto” e participou da ação “Outubro Rosa”. “Após lembrar a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, vamos reforçar a necessidade de combater o câncer de próstata", explica a presidente da OS Pará 2000, Gabriela Landé. "Escolhemos novamente a samaumeira do Hangar porque a árvore está localizada em uma via de grande circulação de pessoas - a avenida Brigadeiro Protásio, um dos principais acessos ao centro de Belém - e, dessa forma, podemos lembrar ainda mais à sociedade que o câncer é uma doença séria e que precisa de cuidados especiais”.
A recomendação é de que os homens comecem a se prevenir contra a doença entre os 40 e os 45 anos .Os principais sintomas do câncer prostático são o aumento da frequência urinária noturna, jato urinário mais fraco e sangramento urinário - que ocorre em fase mais avançada da doença.


Texto:
Carol Klautal-Pará 2000


Adepará quer regularizar até dezembro mais produtores de queijo do Marajó
Até dezembro deste ano, a Gerência de Produtos Artesanais da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) espera concluir a regularização de mais 10 empresas produtoras de queijo, instaladas em três municípios do Arquipélago do Marajó - Soure, Salvaterra e Cachoeira do Arari. Entre as 10 empresas, três estão em fase de reforma e adequação dos estabelecimentos. A Adepará registra o crescimento do número de pedidos de regularização de produtores. Aguardam a regularização produtores de tucupi, maniva pré-cozida e doces em compota.


Belém sedia evento de Tecnologia da Informação e Comunicação
Representantes de empresas estatais da área de processamento de dados de todo o Brasil participam, até esta sexta-feira (8), no Hilton Hotel, em Belém, da 91ª Reunião do Fórum de Diretores Administrativos e Financeiros - 91ª RFDAFs. O encontro, realizado pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep), por meio da Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa), apresenta soluções na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), desenvolvidas pelas afiliadas da Abep.
A abertura do evento, na manhã desta quinta-feira (7), contou com a participação do presidente da Prodepa, Theo Pires, Ana Valéria de Almeida, e Ernesto Lisboa, diretor administrativo e financeiro da Prodepa e anfitrião da reunião.
Com o objetivo de promover a integração e a atualização de conhecimentos de gestores e técnicos responsáveis pela execução das políticas governamentais de Tecnologia da Informação e Informática em todo o país, o encontro foi coordenado por Theo Pires, que representou o vice-presidente de Gestão da Abep, Ézio Prata Faro.
A programação foi aberta com a apresentação do Sistema Enterprise Resources Planning – ERP, por José Ronaldo Vianna de Almeida, analista de Processos Organizacionais da Prodeb, que acaba de implantar o novo sistema integrado de gestão. "O sistema é uma das ferramentas adotadas na implementação da nova gestão, facilitando os serviços da empresa no gerenciamento de portfólio, programa e projetos. Além disso, a ferramenta deve permitir a integração com módulo de Recursos Humanos que contemple todas as áreas de bem estar e carreira dos funcionários e colaboradores", enfatizou José Ronaldo.
A reunião de Belém inovou, pela primeira vez, a RFDAFs, incluindo na programação uma visita à sede da empresa anfitriã, o que a partir de agora será adotado nas próximas edições. À tarde, os representantes de mais de 15 Estados foram recebidos pelo Coral da Prodepa, e conheceram as instalações da empresa. Em seguida, iniciaram no auditório as apresentações com o Sispat Web, sistema responsável pela gestão dos bens imóveis do Estado na web.
Gestão - Segundo Luzio Filho, gerente de Negócios de Sistemas da Prodepa, o sistema foi desenvolvido com base em conceitos de mobilidade e gestão. A solução proposta foi a criação de um sistema centralizador de informações, integrado a soluções já existentes e consolidadas. "Um sistema integrado propicia um controle mais efetivo no gerenciamento de imóveis próprios e não próprios do governo do Estado, auxiliando representantes do governo estadual em reuniões, por exemplo", informou Luzio.
O Sispat Web prevê, ainda, a visualização do local do imóvel através de mapas, o gerenciamento das edificações de imóveis e o controle de baixa de imóvel próprio, além de um módulo de comunicação entre o órgão gestor e órgão usuário.
A programação do dia foi encerrada com a apresentação do Catálogo e Precificação de Serviços de TIC, realizada pela diretora de Relações Institucionais da Prodepa, Ana Valéria Prata. O novo plano de contas, a classificação dos gastos por centro de custos e tipos de serviços ou produto gerado permitem a correta apropriação dos custos da empresa, e são elementos básicos para a formação dos preços.

Texto:
Natia Ney-Prodepa


Sespa garante serviços de saúde durante os Jogos Escolares da Juventude
A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) montou uma estrutura especial para garantir pronto-atendimento durante os Jogos Escolares da Juventude 2013, abertos nesta quinta-feira (7) e que ocorrem pela primeira vez em Belém, até o dia 16 deste mês. A competição é organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do governo do Estado e da Prefeitura de Belém.
O evento envolve cerca de seis mil pessoas, entre os futuros talentos do esporte nacional, treinadores, oficiais, árbitros, embaixadores, observadores internacionais, voluntários, comitê organizador e comitê local. Eles representam 26 Estados do Brasil, mais o Distrito Federal e uma delegação de Belém.
Pela grandiosidade do evento, a Sespa, por meio do 1º Centro Regional de Saúde (CRS), vai atuar no atendimento emergencial dos alunos-atletas e dos demais participantes, assim como promover a prevenção com a distribuição de folderes e cartazes com orientação sobre saúde.
Os serviços serão prestados em todos os lugares onde haverá competições, com equipes de profissionais completa, composta por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, além de pessoal de apoio técnico. Serão três ambulâncias de plantão e hospitais de retaguarda, como o Hospital Jean Bitar, Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência e Pronto-Socorro Municipal da 14 de Março, entre outros.
Para aumentar o suporte durante o evento, a Sespa conta com o apoio da Central Estadual de Leitos e a atuação em conjunto com as equipes da Cruz Vermelha, Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Serão 120 profissionais evolvidos nos trabalhos. Eles estarão distribuídos em 25 postos de atendimento. Segundo a diretora do 1º CRS, Ana Amélia de Oliveira, o evento tem grande significado para o Estado. Ela destacou que a Sespa preparou o esquema de atendimento de forma estratégica, para garantir cobertura em todos os pontos onde os jogos estarão ocorrendo.
Entre os espaços onde haverá competições estão o Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, Parque Aquático da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), Sesi, Colégio Gentil e Portal da Amazônia, entre outros.

Texto:
Edna Sidou-Sespa


Emater é parceira do Avefest 2013, que vai até domingo em Santa Izabel
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) é parceira na promoção da Avefest 2013, que deve atrair, até domingo (10), cerca de 20 mil visitantes, em Santa Izabel do Pará, região metropolitana de Belém. O evento, organizado pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Santa Izabel e Santo Antônio do Tauá, Associação Paraense de Avicultura e Associação Comercial, Industrial e Agropastoril do município, ocorre no Estádio Municipal Edilson Abreu.
Durante os quatro dias de evento, o público terá acesso a informações sobre crédito rural e ainda sobre atividades ligadas à agricultura familiar. No espaço da Emater também estão em exposição e comercialização produtos agrícolas e não agrícolas, como artigos artesanais. “No estande da Emater o visitante pode degustar alguns produtos a base de farinha de tapioca, por exemplo, e ainda comprar itens de artesanato. Essa produção é feita por agricultores familiares assistidos pela empresa”, diz o técnico da Emater Ronaldo Sanches.
Além da apresentação e venda de produtos da agricultura familiar, a equipe também divulga atividades como a fruticultura. Em Santa Izabel – onde a principal atividade é o hortifrutigranjeiro e ainda a mandiocultura –, a Emater atende a 800 famílias. No segmento da avicultura, a empresa presta assistência a 20 produtores com criação de aves no município. Recentemente, pouco mais de 20 avicultores foram contemplados com recursos do Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar (Pronaf) com projetos técnicos elaborados pela Emater.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Uepa prorroga inscrições ao Concurso para Professor Titular do Centro de Educação
A Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), prorrogou até o dia 11 de novembro as inscrições para o Concurso para Professor Titular do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE). Além da prorrogação, o Termo Aditivo ao Edital informa que professores adjuntos do Campus I da Universidade, ligados às áreas de conhecimento que disponibilizaram vagas, também podem se inscrever.  
São cinco vagas ofertadas nas áreas do conhecimento de Educação/Educação Infantil, História/História da Educação, Linguística, Literatura e Sociologia. As inscrições devem ser realizadas no Protocolo do Campus, no bairro do Telégrafo. O edital pode ser encontrado no site www.uepa.br.
Para se inscrever, os candidatos devem atender a alguns requisitos, entre os quais ser, obrigatoriamente, professor adjunto do CCSE da Uepa; ter titulação de doutor há pelo menos dois anos e com o efetivo exercício de, no mínimo, cinco anos na instituição; ter orientado, pelo menos, cinco alunos de graduação em iniciação científica, sendo pelo menos um com bolsa de agência de fomento externa à Universidade, e ter coordenado, pelo menos, um projeto de pesquisa ou de extensão com financiamento da Uepa e/ou de algum órgão de fomento.
As provas serão realizadas entre os dias 27 e 29 de novembro, divididas em três etapas, sendo a primeira o julgamento de títulos, de caráter eliminatório e classificatório. A segunda etapa, também de caráter classificatório e eliminatório, será a avaliação da defesa do trabalho científico proposto, que deve estar incluso nas seguintes categorias: Artigo científico publicado, nos últimos 10 anos, em revista indexada; Livro ou capítulo de livro original do autor, com ISBN (International Standard Book Number), publicado nos últimos 10 anos; Trabalho de pesquisa original no formato de artigo, monografia ou relatório, ou Relatório de projeto científico aprovado, com financiamento, em agência de fomento externo. A apresentação será realizada em sessão pública, e deverá ter duração mínima de 50 minutos, e máxima de 60 minutos.
A última etapa, de caráter classificatório, é a avaliação da defesa do memorial. A apresentação também será realizada em sessão pública, com duração mínima de 40 minutos e máxima de 60 minutos.
O resultado das inscrições homologadas está previsto para ser divulgado no dia 14 de novembro, no mural do Campus I, localizado na Rua Djalma Dutra, no bairro do Telégrafo.

Texto:
Ize Sena-Uepa


Economia criativa é tema de seminário na Assembleia Legislativa
Dinamizar o setor das micro e pequenas empresas, com uma efetiva participação na produção econômica, é apenas uma das oportunidades que a chamada “economia criativa” vem proporcionando a milhares de empreendedores no país e no mundo, a partir de diferentes segmentos, da gastronomia à música, e que envolve toda uma cadeia de produtos específicos, simples e sofisticados. Divulgar a abrangência e o potencial agregador de negócios da economia criativa e conquistar mais empreendedores no Brasil são apenas alguns dos desafios dos profissionais que já atuam nesse mercado.
Preocupadas em alinhar valores e nivelar informações, várias instituições marcaram presença no I Seminário de Economia Criativa, que mostrou as possibilidades de “um novo arranjo econômico para o desenvolvimento sustentável do Estado do Pará”, agenda de uma sessão especial na Assembleia Legislativa do Estado, nesta quinta-feira (6).
O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), em parceria com várias instituições locais, está somando esforços e iniciativas para consolidar o leque de negócios da economia criativa em Belém e no Estado. Uma das iniciativas foi o I Seminário de Economia Criativa, que teve palestras de especialistas, professores universitários, pesquisadores do setor e a atenção de empreendedores interessados em conhecer mais as potencialidades do setor.
O Pará já está inserido na economia criativa em vários nichos, mas um deles ganhou destaque no evento desta quinta-feira, com a palestra da jornalista Cristina Franco, que por muitos anos foi comentarista de moda da Rede Globo. Ela deixou evidente a importância que a moda exerce na economia criativa, com rebatimento direto na economia em geral, “e por isso deve ter dos governantes toda atenção pelos seus resultados na geração de emprego e renda”, completou.
Também houve a apresentação de cases de sucesso, já conhecidos em Belém, no Brasil e exterior, no trabalho desenvolvido pelo Espaço São José Liberto, de palestras do papel do atual governo, por meio da Seicom, com ações e iniciativas práticas de articulação de políticas públicas com os parceiros públicos e privados.
“A Seicom está focada no objetivo de dar mais suporte a essa economia criativa, numa região onde nossa cultura local, a reconhecida criatividade dos nossos artistas, nossa natureza, com rica biodiversidade, já são nossos grandes diferenciais”, disse o diretor de Desenvolvimento de Comércio e Serviços da Seicom, Airton Lisboa.
Após as exposições e a participação da plateia que assistiu ao evento, a direção do Sindicato dos Economistas do Pará (Sindecon) lembrou as mulheres com relevantes serviços e pesquisas na área das ciências econômicas no Pará em suas instituições de atuação profissional. A secretária-adjunta da Seicom, Maria Amélia Enriquez, foi uma das personalidades homenageadas na oportunidade. Ela é professora doutora da Universidade Federal do Pará (UFPA), de onde está licenciada para exercer função pública.
O I Seminário de Economia Criativa foi promovido pelo Sindecon, com apoio da Assembleia Legislativa, Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), Instituto de Artes do Pará (IAP), Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Faculdade Estácio FAP, UFPA e Seicom, órgãos que discutem uma agenda de fortalecimento do setor no Estado.

Texto:
Douglas Dinelly-Seicom


Futsal da Uepa fica em 3º lugar nos Jogos Universitários
A equipe feminina de futsal da Universidade do Estado do Pará (Uepa) conquistou o 3º lugar nos 61º Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), que aconteceram na cidade de Goiânia (GO), entre os dias 24 de outubro e 2 de novembro. A Uepa, que no ranking de futsal da competição se encontra na 3ª divisão, participou dos jogos pelo Grupo B, ao lado da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal do Amapá (Unifap).


Atletas dos Jogos Escolares da Juventude formam o número 1.000 no Mangueirão
Nesta sexta-feira (8), os jovens da competição de atletismo dos Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 participarão de um momento histórico. Os atletas, de 15 a 17 anos, integrarão um grupo de mil crianças e jovens que formarão o número 1.000 no gramado do Mangueirão, onde ocorrem as provas de campo e pista no primeiro dia de disputa do atletismo.
A imagem circulará o mundo para mostrar que, a mil dias dos Jogos Olímpicos Rio 2016 (data a ser celebrada no sábado, 9), o Brasil inteiro já respira esporte olímpico, com quatro mil jovens dos 26 Estados do Brasil, mais o Distrito Federal, disputando 13 disciplinas em Belém.
Também participarão da foto a judoca Sarah Menezes (campeã dos Jogos Escolares em 2005 e 2007 e ouro nos Jogos Olímpicos Londres 2012) e o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro (bronze nos Jogos Olímpicos Atenas 2004), ambos embaixadores dos Jogos Escolares da Juventude, além do ex-atleta olímpico e campeão pan-americano dos 800 metros e 1,5 mil metros, Agberto Guimarães, que é natural do Pará e hoje ocupa a posição de diretor executivo de Esportes dos Jogos Olímpicos Rio 2016.
A sessão da manhã do atletismo começa às 9 horas. A imagem será registrada após o término das provas da sessão da manhã, previsto para 11h30.

Texto:
Liandro Brito-Seel


Cohab garante conclusão de residências na área do Curtume Santo Antonio
"O nosso objetivo é concluir as obras. Queremos deixar as pessoas morando em sua própria comunidade, e dando a infraestrutura necessária para habitarem, com redes de esgoto e de água, e pavimentação de vias”, afirmou João Barral, diretor técnico da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), a uma comissão de 20 pessoas, que representam os futuros moradores da área do Curtume Santo Antonio, no bairro da Terra Firme.
Durante a reunião com a comissão, na sede da Cohab, na manhã desta quinta-feira (7), os representantes dos moradores disseram que a construção das 400 unidades habitacionais previstas para a área do Curtume estão atrasadas. O diretor explicou que a Cohab é responsável pela construção das unidades habitacionais, e que os recursos estão garantidos. A obra atrasou porque a empresa vencedora da licitação não foi habilitada pela Caixa Econômica Federal, obrigando a Companhia a iniciar um novo processo licitatório.
"A Cohab faz a licitação, a Caixa habilita e contrata a empresa que executará as obras", informou João Barral. Ele propôs que a comunidade indique três pessoas para uma comissão de acompanhamento da licitação, a fim de dar total transparência ao processo. “É nosso interesse concluir essa obra", reiterou o diretor.
Os integrantes da comissão disseram que vão realizar uma assembleia geral com toda a comunidade, para o repasse desses esclarecimentos, e pediram as presenças de representantes da Cohab, da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), Caixa Econômica Federal e Ministério Público. João Barral se comprometeu em participar da assembleia, representando a Cohab, e disse que aguardará a convocação.
Ao término da reunião, o líder da comissão, Paulo de Tárcio, informou que a convocação será protocolada o mais rápido possível, para que a Cohab participe da assembleia.

Texto:
Rosa Borges-Cohab


Seel apoia o Desafio do Marajó Bike, que vai reunir 120 ciclistas
Com percurso de 130 quilômetros em dois dias, a 5ª edição do Desafio do Marajó Bike vai reunir 120 ciclistas de todo o Brasil para percorrer os cenários paradisíacos do arquipélago. “É extremamente difícil. Você pedala em um local seco e pesado. Damos toda a nossa energia para completar a prova”, diz o autônomo e ciclista aventureiro Jones Roberto, 46 anos. Ele participou do desafio ano passado, com um amigo, e ficou em quarto lugar. “Teve até búfalo correndo atrás da gente”, conta, relembrando a aventura no Marajó.
As inscrições são feitas em dupla e terminam no próximo dia 13, pela internet. O evento tem apoio logístico de cinco ônibus da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). Há limite de inscrições para 60 duplas, chegando a 120 ciclistas. Atletas de Manaus, Amapá, Rondônia, Palmas e Marabá já estão confirmados.
“Especialistas do ciclismo afirmam que esta é a prova mais difícil do Brasil”, diz o coordenador do desafio, Vicente Penha. “Ciclistas já sonham em participar dela, e a cada ano ganhamos mais atenção dos atletas profissionais e até da imprensa”, conta, informando que o canal fechado de esportes de ação “Woohoo” vai gravar um documentário este ano sobre o desafio do Marajó Bike, para ser exibido em três programas especiais de fim de ano.
A prova tem duas categorias: aventura e desafio, que é a principal. A largada é em Cachoeira do Arari, seguindo pelos campos do Marajó e fazendas, percorrendo 90 quilômetros. A parada do primeiro dia é na comunidade Cuieiros, onde moram apenas 30 pessoas. No segundo dia de competição, os ciclistas atravessam o rio Paracauari em direção a Soure, completando mais 40 quilômetros.
“O atleta vai até o seu limite. É um aprova muito difícil”, reforça Gouveia Neto, também organizador do desafio. Ele enfatiza que qualquer pessoa apaixonada por esporte radical e ciclismo de aventura pode participar, mas que deve ter um preparo físico adequado. A Seel também solicitou apoio do Corpo de Bombeiros, Cruz Vermelha e das prefeituras locais para dar apoio aos atletas.
“Um evento como este não leva apenas o esporte para o Marajó. Movimentamos a economia e o turismo da região, levanto a atenção da ilha para todo o país e mostrando que temos grandes eventos esportivos”, diz o titular da Seel, Vitor Miranda.
Serviço: As inscrições vão até 13 de novembro, no site http://www.desafiodomarajo.com/inscricao-2013/.

Texto:
Liandro Brito-Seel


Pará desperta interesse de operadores de turismo no Festival de Gramado
O primeiro dia de participação da equipe técnica da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) no Festival de Turismo de Gramado (Festuris), iniciado nesta quinta-feira (7), já trouxe ao Pará bons resultados. Sete operadores de turismo, nacionais e internacionais, já confirmaram participação na Rodada de Negócios, que será realizada no próximo sábado (09), com o objetivo de conhecer o potencial do Pará.
O Festuris acontece até domingo (10), no Serra Park, na serra gaúcha. Essa é a 25ª edição do festival, do qual a Paratur participa com dois estandes temáticos - um do segmento natureza, com destaque para a sustentabilidade, e outro do segmento de turismo religioso e cultural, em que o Círio de Nazaré e a gastronomia estão em evidência.
As operadoras que já marcaram presença na Rodada de Negócios, na qual estarão 10 empresários do Pará que integram a comitiva da Paratur, são: APG Canadá INC., Ambrassor Tours, Yagorka Travel, Viajes Andromeda, Touch Travel  Ltda., Descubre Viajes em El Mundo e a Sybill Corazani.
O Pará está representado no Festuris pela Paratur, Associação Brasileira de Agências de Viagens do Pará (Abav-PA), Rocha Brasil Tur, Boeing Viagens e Turismo, Travel In Turismo, Terra Brasil Viagens e Turismo, Vitória Régia Turismo, Ribeiros Viagens e Turismo, Lecytur Viagens e Turismo, Brazil Amazon Tur, Emater, Organização Social Pará 2000, Associação Brasileira de Jornalismo de Turismo, Seção Pará (Abrajet-PA) e Secretaria de Turismo de Santarém.

Texto:
Benigna Soares-Paratur


Marca de roupas usa o Pará como inspiração para nova coleção
O Pará: a obra-prima da Amazônia é a fonte de inspiração da nova coleção da Athos Jeans. Representantes da marca, que tem agência de moda em Fortaleza (CE) e edita há três anos a revista “Athos Jeans”, chegam a Belém nesta sexta-feira (8), para fazer um ensaio fotográfico.
Com apoio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e do hotel Hilton Belém, o ensaio será feito em alguns dos principais pontos turísticos da capital paraense: Museu Paraense Emilio Goeldi, Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves, Mangal das Garças, Complexo Feliz Lusitânia e Estação das Docas. Além de cenário para os modelos internacionais, que vão vestir as peças da nova coleção da Athos Jeans, esses espaços também vão ter destaque na terceira edição da revista oficial da marca, em uma matéria especial sobre turismo no Pará, apresentado aos leitores da revista como “A Obra-Prima da Amazônia”.
A edição terá oito mil exemplares, que vão ser distribuídos nas lojas da Athos Jeans e especialmente nos cincos principais shopping centers da cidade de Fortaleza, sede principal da agência. O presidente da Paratur, Marcelo Mendes, destaca que o apoio a essa produção tem como objetivo fortalecer a presença da marca turística do Pará em diversos segmentos e que a parceria com a Athos Jenas permite alcançar novos públicos.
“Vamos destacar, com nossos espaços turísticos que servem de cenário para a produção, nossos principais segmentos, cultura e natureza, presentes nos espaços escolhidos pela direção da empresa”, diz Marcelo Mendes, que está em Gramado (RS) coordenando a equipe de marketing que representa o Pará no 25º Festival de Turismo de Gramado (Festuris), evento que começou nesta quinta-feira (7) e segue até domingo (10), no Serra Park. Lá a Paratur está com dois estandes temáticos, um representando a cultura a partir do turismo religioso e da gastronomia e um representando o turismo de natureza, com a temática sustentabilidade.
A grande sensação do ensaio, dirigido por Georgiana Jereissati (diretora da agência), pelo estilista Leo Macedo e pelo fotógrafo Erickson Ribeiro, são os tops Hiago Paulino, Leo Peixoto e Gabriele Furlan, que já desfilaram para várias grifes nacionais e internacionais. A equipe é formada ainda por Amilton Oliveira, diretor da Athos, Paulo Maciel, assistente de estilo, João Filho, produtor, Luis Morais, fotógrafo, José Carlos, assistente de fotografia, e Franco Lemos, maquiador/ cabeleireiro.

Texto:
Benigna Soares-Paratur


Escola estadual prepara alunos do Ensino Fundamental para a Prova Brasil
A Escola Estadual de Ensino Fundamental Leonor Nogueira realizou nesta quinta-feira (7) o simulado com os alunos do Ensino Fundamental menor, do 1º ao 5º ano. O objetivo é trabalhar as principais dificuldades enfrentadas pelos estudantes, principalmente no aprendizado de Língua Portuguesa e Matemática, e servir de preparação para a Prova Brasil, uma avaliação desenvolvida pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), destinada a diagnosticar e avaliar a qualidade do ensino oferecido pelo sistema educacional brasileiro, a partir de testes padronizados e questionários socioeconômicos.
Segundo Maria de Jesus da Silva, técnica em Educação da escola, essas atividades são sempre realizadas pela instituição, e há sempre a preocupação com a devida formação dos alunos. “Realizamos esse simulado há algum tempo, e procuramos trabalhar a identificação das principais dificuldades, e corrigi-las”, disse ela.
A partir das informações da Prova Brasil, o Ministério da Educação (MEC) e as secretarias estaduais e municipais de Educação podem definir ações voltadas ao aprimoramento da qualidade da educação no país e à redução das desigualdades existentes, promovendo, por exemplo, a correção de distorções identificadas e direcionando seus recursos técnicos e financeiros para áreas prioritárias.
Para Dorotéia Gonçalves, diretora da escola, essas ações ajudam a melhorar a qualidade da educação. “Avaliamos as nossas atividades a partir deste simulado, e também preparamos os alunos para a Prova Brasil. Procuramos facilitar o desempenho deles ao se depararem com uma prova nacional”, afirmou a diretora.
As médias de desempenho nessas avaliações também subsidiam o cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), ao lado das taxas de aprovação nessas esferas.
De acordo com Luiz Miguel, coordenador do Ensino Fundamental da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), essa é uma ação importante da escola, mostrando que tem compromisso com o desempenho escolar dos alunos. “Esse projeto já faz parte das atividades da escola desde 2011, e acontece em parceria com a Seduc. Isso destaca a importância de se aumentar o nosso Ideb e avaliar como está o desempenho escolar desses alunos. Desta forma, se preocupa em resolver os principais problemas no processo de aprendizagem dos estudantes”, enfatizou ele.

Texto:
Eliane Cardoso-Seduc


Belém recebe quatro mil atletas para os Jogos Escolares da Juventude
A infraestrutura dos espaços que vão receber os Jogos Escolares da Juventude, em Belém, entre eles o Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, o Parque Aquático da Universidade do Estado do Pará (Uepa) e o Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), foi apontada como uma das da melhores do país, nesta quinta-feira (7), pelo gerente geral de Juventude e Infraestrutura do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Edgar Humber. “Estamos convictos de que temos as melhores instalações possíveis para a prática esportiva”, afirmou, em coletiva de imprensa no Hangar.
Segundo Humber, que assina a direção geral dos jogos, Belém está à frente de muitas capitais brasileiras, que, inclusive, teriam mais recursos para investir em esporte e infraestrutura. “Muitas não têm, sequer, uma pista de atletismo, e Belém tem duas – a do Estádio Olímpico e a outra que está em conclusão na Uepa. Muitas capitais não têm uma piscina olímpica de 50 metros, e aqui temos um Parque Olímpico. Então, em termos de instalações esportivas, o povo do Pará, e em especial de Belém, deve ter um extremo orgulho da estrutura de que dispõe”, afirmou.
Durante a coletiva, que teve a participação do governador Simão Jatene, foram apresentados os números da competição, que será aberta oficialmente logo mais, às 18 horas, no ginásio poliesportivo da Uepa. Segundo a organização, esta é a maior edição dos Jogos Escolares da Juventude. São quase quatro mil estudantes, com idade entre 15 e 17 anos, que representam 1.251 escolas públicas e privadas de todas as regiões do país, competindo em 13 modalidades: atletismo, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez.
Até dia 16 deste mês, o evento envolverá cerca de seis mil pessoas, entre os futuros talentos do esporte nacional, treinadores, oficiais, árbitros, embaixadores, observadores internacionais, voluntários, comitê organizador e comitê local. Eles representam 26 Estados do Brasil, mais o Distrito Federal e uma delegação de Belém. O número recorde de participantes, segundo Edgar Humber, demonstra a confiança no projeto e reflete o apoio recebido pelos parceiros do evento. “Tanto o governo do Estado quanto a Prefeitura de Belém atenderam a todos os pré-requisitos, e isso foi fundamental”, asseverou.
Desde que Belém foi anunciada como sede dos Jogos Escolares da Juventude, o governo do Estado vem se empenhando para que a programação ocorra com tranquilidade e seja um sucesso de público. Os órgãos do Sistema de Segurança Pública estarão com uma ação integrada para garantir a segurança de todos os envolvidos na programação, bem como do público que for prestigiar as competições. O evento esportivo também trará fomento ao turismo do Estado. Belém recebe visitantes de todos os Estados do Brasil, além do Distrito Federal.
Legado – Para o governador, receber os Jogos Escolares no Pará tem vários significados, entre eles o legado que ficará para a sociedade. “O primeiro deles é poder reunir aqui mais de seis mil pessoas, entre os quais mais de quatro mil atletas de todo o país e, acima de tudo, em uma faixa etária muito importante, porque é a juventude que tem o verdadeiro poder transformador. Além de tudo, o evento permite a integração desses jovens, que vão passar a ter outra ideia do que é Amazônia e o Pará”, destacou.
O governador também ressaltou que o revezamento das cidades para receber o evento é uma forma de integrar Brasil. Belém é a primeira cidade da região Norte a ser sede da competição. “Nosso país é um continente, e cada vez mais, nós, brasileiros, precisamos nos conhecer melhor para usarmos a nossas diferenças como forma de reduzirmos as nossas desigualdades”, acrescentou Jatene.
A entrevista também teve a participação de algumas estrelas do esporte brasileiro, como Daiane dos Santos (da ginástica artística), Vanderlei Cordeiro (atletismo) e Sarah Menezes (judô). Eles estarão prestigiando os jogos, atuando não apenas como embaixadores das modalidades como no incentivo aos jovens atletas. Esta será a segunda etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude. A primeira, para atletas de 12 a 14 anos, foi em Natal (RN), em setembro.
Os Jogos Escolares da Juventude são o maior evento estudantil esportivo do Brasil. A competição de abrangência nacional cresce a cada edição e reúne milhares de alunos-atletas de instituições de ensino públicas e privadas de todo o país. Atualmente, é tida como referência internacional. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 3,9 mil cidades participantes.
Os Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 são organizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do governo do Estado e da Prefeitura de Belém.

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Helio Franco agradece apoio da Marinha no transporte de médicos cubanos
O secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, esteve na manhã desta quinta-feira, 7, às 8h, na sede do IV Distrito Naval para agradecer pessoalmente ao Vice-Almirante Aldemir Sobrinho todo apoio dado pela Marinha do Brasil ao Projeto Mais Médicos no Pará, com o transporte de 142 médicos cubanos até os municípios para onde foram designados. Durante a visita de cortesia, Franco foi acompanhado pela cogestora da Sespa, Maridalva Pantoja, e pela coordenadora da Comissão Estadual Provab e Mais Médicos/Pará, Sônia Bahia.
Os médicos cubanos foram transportados pela Marinha por via terrestre, aérea e principalmente hidroviária, com o uso de navios e lanchas, como o Navio Auxiliar Pará, utilizado para o transporte de médicos aos municípios do Marajó e oeste do Estado. O Vice-Almirante Aldemir disse que a Marinha continuará à disposição do Programa Mais Médicos e da Sespa, para o desenvolvimento de quaisquer ações que se façam necessárias, especialmente no que refere às populações ribeirinhas.
Além de agradecer o apoio logístico da Marinha, Helio Franco teve a oportunidade de conversar com os militares sobre alguns tópicos importantes na saúde pública do Pará, começando pela prevenção dos acidentes com escalpelamento. O secretário de Saúde ressaltou novamente o papel fundamental da Marinha nas ações de prevenção desse tipo de ocorrência, com a instalação gratuita de cobertura nos eixos das embarcações que transportam ribeirinhos pelos rios do Pará. “É um acidente que pode ser prevenido de forma simples, mas que, infelizmente, ainda faz vítimas, principalmente mulheres e crianças”. Só este ano já foram registrados seis acidentes com escalpelamento”.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa


Cine Líbero Luxardo exibe filme de Mel Brooks e Mostra de filmes musicais
Neste sábado, 9, a Sessão Cult do Cine Líbero Luxardo, realiza em parceria com a Associação de Críticos de Cinema do Pará, exibirá o filme “O Jovem Frankenstein”, às 16h. Após a sessão haverá debate com o público sobre a obra. A entrada é franca.
O filme conta a história de um jovem neurocirurgião (Gene Wilder) que herda o castelo de seu avô, o famoso Dr. Victor Roque von Frankenstein. Ele acredita que o trabalho de seu avô era pura bobagem, até descobrir em um de seus livros antigos um trabalho sobre reanimação de órgãos, e então muda radicalmente de opinião. O longa é uma sátira muito divertida do filme de 1931.
No elenco estão atores como Gene Wilder, Teri Garr, Peter Boyle e Marty Feldman. A paródia do Frankenstein, original de 1931 e dirigido por James Whale, não desrespeita o material original, mesmo mudando o estilo de terror para comédia. A produção é apontada por alguns críticos como um dos melhores filmes do diretor Mel Brooks, vencedor do Oscar em 1968 com o filme“Primavera para Hitler” (que refilmou em 2005), e indicado a diversos outros prêmios. Porém sua especialidade sempre foi a paródia dos diversos gêneros do cinema.
Mostra de Documentários Festival Se Rasgum
De 11 a  14 de novembro acontece a “Mostra de Documentários Musicais” do 8º Festival Se Rasgum, com sessões às 17h, no Cine Líbero Luxardo. A entrada é franca.
No dia 11 de novembro será exibido, às 17h, o curta “Vamos Dançar Carimbó”, de Afonso Gallindo, e às 18h o longa “Vou Rifar Meu Coração”, de Ana Rieper. Dia 12, às 17h, é a vez do curta “Mestre Damasceno: O Resplendor da Resistência Marajoara”, de Guto Nunes, e às 18h o longa “Jards”, de Eryk Rocha.
Já no dia 13 será exibido o curta “Sonoridade das Comunidades Quilombolas” às 17h, e o longa “Pernamcubanos – o Caribe que nos une” de Nilton Pereira, às 18h. No dia 14, às 17h, será exibido o curta “Tocando a Memória Rabeca”, de Luiz Arnaldo, e às 18h o longa “Fabricando Tom Zé”, de Décio Matos Junior.

Texto:
Luiz Flávio-FCPTN


Site permitirá à população acompanhar andamento de obras do governo do Pará
Nos próximos dias a população do Pará poderá acompanhar, em tempo real, todas as obras executadas pelo Governo do Estado na Região Metropolitana de Belém e demais regiões do estado. Trata-se do projeto “Pará em Obras”, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), que disponibilizará, por meio de um site, a cobertura das principais obras em andamento no estado. O site terá uma linguagem multiplataforma, com textos, fotos, vídeos e com interação imediata pelas midias sociais.
Por intermédio dessa ferramenta, a população poderá acompanhar o que está sendo feito, saber em quanto foi orçada cada obra, fiscalizar os trabalhos e, principalmente, entender o impacto desses projetos nas comunidades do entorno. “O mais interessante é que nós vamos fazer uma cobertura completa das obras, independente do estágio em que se encontram. Vamos mostrar a progressão de cada etapa, desde o início, ainda que os trabalhos tenham avançado minimamente, até a conclusão. O intuito do projeto não é mostrar o prédio pronto ou a via concluída, mas, sim, mostrar o que está sendo feito”, afirma o diretor de Comunicação Institucional da Secom, Antônio Neto.
A primeira etapa do material do "Pará em Obras" está em fase de produção e apresentará o andamento de 14 obras na Região Metropolitana de Belém, onde nos concentraremos inicialmente. Em seguida o projeto será estendido a outras regiões do Pará", diz Antônio Neto, que ressalta, ainda, a importância da participação popular. "As pessoas que acessarem o site poderão enviar fotos, comentários e questionamentos sobre o andamento das obras".
Interatividade – Um dos destaques do projeto "Pará em Obras" é a interatividade em tempo real. “Quando as equipes estiverem em determinado local para produzir o vídeo, o material será publicado instantaneamente nas redes sociais do Governo do Estado. Vamos usar a força dessa ferramenta para mostrar o trabalho de cobertura da equipe de comunicação do projeto, que poderá ser conferido integralmente logo em seguida, no site", pontua.

Texto:
Bruna Campos-Secom


Campanha pode ajudar a superar metas de doação de sangue
Pode ser superada a meta de coletar 80 bolsas de sangue, traçada pela coordenação da campanha “Seja Amigo do HRBA, Doe Sangue e Salve Vidas!”, que o Hospital Regional do Baixo Amazonas iniciou ontem, 6, e mantém hoje, 7, em parceria com a Hemocentro Regional de Santarém, região oeste do estado. A campanha foi pensada com o objetivo de sensibilizar os colaboradores, usuários e acompanhantes sobre a necessidade de realizar a doação voluntária de sangue e ajudar a salvar vidas. Em Santarém, um dos maiores consumidores do estoque do Hemocentro Regional é o próprio HRBA, um hospital de média e alta complexidade que realiza mensalmente 350 cirurgias e possui um centro de diálise e hemodiálise que atende mais de 150 pacientes.
“É uma parceria que já vem acontecendo há alguns anos e que este ano estamos renovando", lembrou Anaídis Silva, assistente social do hemocentro. "Temos um boa expectativa de coletar e quem sabe até ultrapassar metas estipuladas". Ele explicou que existem altos e baixos, momentos em que são registradas quedas no número de doações e consequente redução na oferta. Em contrapartida, a demanda sempre crescente não tem como ser controlada. 
A enfermeira da Agência Transfusional do HRBA, Paula Maia, ressalta a importância da sensibilização e do trabalho da agência, dentro de um hospital como o HRBA. “Com a campanha, nós realizamos não apenas a sensibilização dos colaboradores, usuários e acompanhantes, mas também buscamos, por meio das doações voluntárias, repor os hemocomponentes utilizados nos procedimentos de média e alta complexidade do Hospital Regional em nossos pacientes”, disse a enfermeira, que realiza palestras nos ambulatórios, em conjunto com o Grupo de Trabalho de Humanização do HRBA.
Sobre o ato solidário de doar sangue, Paula complementou que uma única doação pode salvar até quatro vidas e que, ao contrário do que muita gente pensa, doar sangue não causa malefícios à saúde do doador. “O ato de doar sangue não causa anemia, não faz emagrecer ou engordar, não vicia, não engrossa o sangue e muito menos gera risco de contaminação para o doador", explicou. O que vale ressaltar, segundo ela, é que a bolsa de sangue, após passar pelo processo de fracionamento, gera os hemocomponentes: concentrado de hemácias, plasma fresco, concentrado de plaquetas e hemoderivados, que podem ajudar a salvar até quatro vidas.
A campanha de doação de sangue começou às 14 horas da quarta-feira, 6, e segue até as 18 horas desta quinta-feira, 7, no setor de coleta do laboratório do HRBA. Podem realizar as doações voluntárias pessoas que estejam na faixa etária de 16 a 65 anos, em bom estado de saúde, com peso superior a 50 quilos. Para realizar a doação é necessário estar bem alimentado, descansado e apresentar documento de identidade com foto. Em Santarém o Hemocentro Regional fica localizado na Avenida Frei Vicente, s/n, bairro do Aeroporto Velho e funciona de segunda a sexta-feira das 7 às 13 horas.


Texto:
Amarildo Sena-Hospital do Oeste do Pará


Mestrado em Ciências Ambientais da Uepa prorroga inscrições
O Mestrado em Ciências Ambientais da Universidade do Estado do Pará (Uepa) prorrogou as inscrições para Processo Seletivo 2014. Agora, elas devem ser feitas até o dia 12 de dezembro. São ofertadas doze vagas, abertas aos graduados em qualquer área de conhecimento. Os interessados devem acessar o endereço eletrônico www.fadesp.org.br até as 23h do último dia destinado às inscrições, preencher o formulário online e emitir o boleto de pagamento da taxa de inscrição, que deve ser efetuado em qualquer agência bancária até o dia 13 de dezembro de 2013.
As inscrições homologadas serão divulgadas no dia 18 do mesmo mês e divulgadas na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (PPGCA) e nos sites www.uepa.br e http://www.uepa.br/paginas/pcambientais. Nos mesmos endereços também estão disponíveis o edital e o termo aditivo.
O processo de seleção do PPGCA constará de três fases:
Prova de Proficiência em Inglês - dezembro de 2013 
Prova Escrita, 12 de janeiro de 2014, das 9h às 13h.
Análise do Curriculum Lattes e Análise do Pré-Projeto de Pesquisa
Entrevista
A bibliografia básica para a Prova Escrita, a ficha de avaliação do Curriculum Lattes e a ficha de avaliação da entrevista estão disponíveis no Edital de Seleção. Todas as etapas do Processo Seletivo 2014 serão realizadas de acordo com o horário de Belém e no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Uepa, localizado na travessa Enéas Pinheiro, 2626, bairro do Marco.
Será admitido recurso, escrito em formulário específico, relativo ao resultado das provas aplicadas neste processo seletivo. O prazo para interposição dos recursos é de dois dias úteis, sempre das 9h às 12h, a contar da publicação do resultado da prova. O formulário para recurso também está disponível no site do Programa, no link “Formulários” e na Secretaria do PPGCA.
O resultado final do Processo Seletivo está previsto para ser divulgado no dia 28 de janeiro de 2014 nos endereços eletrônicos da Universidade. A matrícula será feita na Secretaria do PPGCA, no período de 11 a 12 de fevereiro de 2014, e será renovada semestralmente, na coordenação do Programa. O início das aulas está marcado para o dia 10 de março.
O Mestrado está estruturado em uma área de concentração denominada “Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia Brasileira” e em duas linhas de pesquisa - “Meio Ambiente e Sustentabilidade” e “Estudos de Ecossistemas Amazônicos”. As atividades acadêmicas do PPGCA serão desenvolvidas em tempo integral.
Serviço: O edital também está disponível no endereço http://www.uepa.br/paginas/pcambientais e os contatos poderão ser feitos por meio do telefone (91) 3131-1914 ou pelo e-mail: pcambientais@hotmail.com. A secretaria do Programa funciona no prédio do CCNT (travessa Enéas Pinheiro, 2626, Marco, Belém - PA - CEP: 66.095-100).

Texto:
Ize Sena-Uepa


A HISTÓRIA QUE SE REPETE
Nícias Ribeiro

Quando fui para Brasília, em 1991, exercer o meu primeiro mandato de Deputado Federal, a Eletronorte disponibilizava energia à CELPAna UHE – Tucuruí e nas Subestações de Vila do Conde, Utinga e Marabá. Daí, no meu primeiro pronunciamento na Câmara dos Deputados, pedir a imediata transferência da séde da Eletronorte para Belém, não só por entender que isso era o certo, mas para que houvesse respeito aoPará, uma vez que a UHE - Tucuruí era no Pará mas a sua energia ia para os estados do Nordeste, em detrimento dosmunicípios paraenses que continuavam as escuras ou atendidos por grupos-geradores. E, adiante, disse da necessidade de se construir um Linhão da Eletronorte, ao longo do traçado da Transamazônica, para levar a energia de Tucuruí àquela região eà fábrica de cimento de Itaituba, que estava pronta h á mais de 10 anos e não funcionava por falta da energia.
Começava,alí, a grande batalha que seria a luta pela implantação do projeto TRAMOESTE e que acrescentarianovos pontos de entregade energia emAltamira, Uruará e Rurópolis.
Já no meu segundo mandato, no discurso de agradecimento pela inauguração do Tramoeste, em 15/06/1998,disse que o Pará, devido a sua grande dimensão territorial, não poderia ter apenas sete pontos de entrega à CELPA, até porque a energia precisava chegar firme e de boa qualidade nos municípios do Sudeste do Pará, onde, na época, ocorria muitaqueda de tensão; além da necessidade de se levar essa energia à Ilha do Marajó e Baixo-Amazonas, que, como hoje, ainda, são atendidos por grupos geradores. E assim, no final dos anos 90, construiu-se o linhão de Utinga à Santa Maria do Pará, onde foi disponibilizado o oitavo ponto de entrega de energia à CELPA, em 138 Kvolt.
Agora, com o Sistema Tucuruí-Manaus/Macapá, a CELPA passa a ter o nono ponto de entrega na Subestação de Oriximiná que viabiliza levar a energia do Sistema Interligado aos municípios da Calha Norte. Este seria um momento para se festejar. Contudo, o governo extinguiu a RGR (Reserva Global deReversão), que era a fonte financiadora das distribuidoras de energia, via Eletrobrás, para a construção de novas linhas de transmissão e de distribuição. O que fazer agora?! Considerando que o investimento nessas linhas é de R$ 220 milhões e o consumo das nove usinas termoelétricas que fornecem energia para os municípios é de 50 milhões de litros de óleo diesel/anoque equivalea R$ 120 milhões/ano, o que significa que o investimento estaria pago em menos de 2 anos, só com a economia do óleo diesel?
Mas eis que, pela graça de Deus, na última quinta-feira os presidentes da CELPA e da Equatorial Energia comunicaram ao Governador Simão Jatene que, com recursos próprios, construirão as linhas que atenderão as cidades de Oriximiná e de Óbidos, cujos pedidos de licenciamentos já estão em tramitação na SEMA. O problema persiste, porém, em relação aos demais municípios.
Mas, se isso não bastasse, eis que o Tramoeste está esgotado na sua capacidade de transporte de energia para a Transamazônica e Oeste do Pará, onde tem havidoqueda de tensão e cuja responsabilidade é da Eletronorte, que é a operadoradoTramoeste e da Secretaria Nacional de Energia e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ambas do Ministério das Minas e Energia, que não previram esse esgotamento, que, por óbvio, édevido as obras de Belo Monte, e, por isso, deveriam ter construído duas outras linhas, em 230 Kvolt, que sairiam da Subestação de Vitória do Xingú (do Sistema-Manaus/Macapá), sendo uma para Rurópolis e outra para Altamira, esta com 60 Km de extensão. E como essas linhas não foram previstas e nem executadas, a tempo de evitar a sobrecarga que se verificahoje na região, não resta duvida que a soluç ão emergencial é a instalação uma termoelétrica em Santarém, para elevar a tensão de energia na região.
Eis que a história se repete. E o Pará, que é um dos maiores produtores de energia, sofre outra vez com a falta de energia, o que, por certo, irritaria até São Francisco de Assis. Mas, esperamos que o Ministro das Minas e Energia determine a imediata inclusãodessas duas linhas no próximo leilão da EPE, pois só assim estaráassegurada a solução definitiva do problema.

Diretoria da Cosanpa recebe comissão de concursados
Uma comissão de concursados foi recebida na manhã desta quarta-feira, 6, pela Diretoria da Cosanpa. Eles solicitaram a reunião para saber detalhes do processo de convocação, que já começou.  Dos 133 provados e classificados, o órgão já chamou 51. A diretora de Gestão de Pessoas da Cosanpa, Rosa Pires, informou que a empresa vai cumprir o que foi acordado com o Ministério Público do Trabalho, de chamar os aprovados no concurso até janeiro de 2014, e que o cronograma de admissões continuará dentro da capacidade da empresa. As próximas convocações serão publicadas, em breve, por meio de edital no Diário Oficial do Estado.


Ophir Loyola inscreve para Jornada de Farmacologia
O Hospital Ophir Loyola inscreve profissionais de saúde, estudantes e técnicos de farmácia e enfermagem para a Jornada de Farmacologia. A programação acontece nos dias 18 e 19 de novembro, das 8h às 12h, no auditório Luiz Geolás do HOL. O ensino da farmacologia tornou-se primordial na terapêutica moderna, a cada dia surgem novas substâncias que trazem esperança para que sofre com doenças.
A jornada do HOL trará uma abordagem multiprofissional e debaterá temas recentes das áreas específicas da farmacologia, a relação na terapêutica do paciente e os protocolos internos do Serviço da Farmácia Central e satélites. Mais informações pelo site www.ophirloyola.pa.gov.br ou pelo telefone (91)3265- 6510.


IECG diploma novos Técnicos em Música
Na próxima sexta-feira, 8, o Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG) promove a cerimônia de formatura dos alunos que concluíram o Curso Técnico em Música na instituição. São vinte alunos dos anos de 2012 e 2013 que terminaram os estudos em Canto Lírico, Instrumento e Regência de Coro, habilitações oferecidas pelo IECG.
Intitulada ‘Maria Lúcia Silva de Azevedo’, em homenagem à diretora de Ensino do IECG, a turma tem como patrono o pianista Paulo José Campos de Melo, superintendente da Fundação Carlos Gomes; como paraninfo a professora Mavilda Aliverti e homenageada a professora Itacy Silva. A oradora da turma será a flautista Jordana da Veiga Siqueira Souza e o juramentista, Romeu do Carmo Amorim Silva Junior. A solenidade acontece na sala Ettore Bosio, tradicional espaço de concertos do Conservatório, a partir das 19h.


Sepaq garante apoio à piscicultura em Mocajuba
O secretário estadual de Pesca e Aquicultura, André Pontes, e o adjunto Edinaldo Ramos, receberam nesta quinta-feira, 7, a visita do vice-prefeito de Mocajuba, José Antonio Castro. O gestor veio solicitar apoio da Sepaq para os projetos de piscicultura no município, que receberá a visita de um técnico para que seja feito o levantamento das atividades que já vem sendo desenvolvidas.
Segundo o vice-prefeito José Antonio Castro, existem algumas famílias que já trabalham com a piscicultura em Mocajuba, mas é preciso capacitá-las para ampliar e desenvolver a produção. Pelo menos 20 tanques escavados estão prontos no município. Em princípio, de acordo com o titular da Sepaq, elas deverão receber doações de alevinos para que comecem a criação dos peixes em cativeiro.


Oficina discute gestão do Cadastro Único e programa Bolsa Família
Visando fortalecer a intersetorialidade, construção de estratégias para cumprimento de aspectos condicionais e acompanhamento das famílias inseridas no Cadastro Único e no Bolsa Família, a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), em parceria com as secretarias estaduais de Saúde (Sespa) e Educação (Seduc), realizou nos dias 5 e 6 de novembro, no auditório da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a I Oficina Intersetorial na Gestão do Cadastro Único e Programa Bolsa Família: fortalecendo a intersetorialidade no Estado do Pará.
A programação do evento incluiu discussões sobre temas como o acompanhamento da freqüência escolar e condições da área da saúde para receber o benefício do Bolsa Família, bem como desenvolveu ações dinâmicas para o público participar efetivamente do que estava sendo exposto. “A Seas se orgulha desse trabalho importante, que não é isolado e sim de equipe”, afirmou, na abertura do encontro, a secretária adjunta da Seas, Meive Piacesi. “O benefício é importante, mas precisamos trabalhar para que essas famílias tenham condições de abrir mão e não precisarem mais dele”, observou Meive a respeito do programa federal de transferência de renda, Bolsa Família.
A iniciativa faz parte das ações da Coordenação Estadual Intersetorial do Programa Bolsa Família - composta pela Seas, Sespa e Seduc. A oficina atenderá ainda outras regiões do Estado, como Xingu, Caetés e Guamá.

Texto:
Marina Pedroso-Seas




Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...