Total de visualizações de página

quarta-feira, novembro 06, 2013

Uepa publica correção em edital do mestrado em ciências da religião



Desembargador designa mais uma audiência de concliação entre governo e Sintepp
O desembargador Ricardo Nunes, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, designou na manhã desta quarta-feira (06) a realização de uma audiência de conciliação entre o Governo do Estado do Pará e o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), para a próxima sexta-feira (8), às 09 h, na sede do TJE, em Belém.
Segundo o procurador geral do Estado, Caio de Azevedo Trindade, a audiência será realizada nos autos da ação ajuizada pelo governo estadual contra o Sintepp, no último dia 20 de setembro de 2013.
A audiência de conciliação é mais uma tentativa da Justiça, com a mediação do Ministério Público, de por fim à greve na rede pública de ensino, que já se arrasta por mais de 40 dias, prejudicando a vida escolar de milhares de estudantes.
A desembargadora Maria do Céo Maciel Coutinho, do TJE, também já se manifestou a respeito. Na última terça-feira (5), ela concedeu liminar ao pedido de Interdito Proibitório feito pelo governo do Estado, por meio da PGE, contra o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública no Pará (Sintepp), a fim de evitar que profissionais da rede estadual de ensino, em greve desde 23 de setembro último, invadam e ocupem prédios de órgãos públicos estaduais e outros locais onde ocorrerão as competições dos Jogos Escolares da Juventude, evento promovido em Belém pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).
A medida é preventiva, já que sob a liderança do Sintepp já foram invadidos e ocupados a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), esta desde a última terça-feira.
O descumprimento da liminar pelo Sintepp, determinou a desembargadora, acarretará o pagamento de “multa diária de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) em caso de ocorrer turbação ou esbulho, até o limite de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais)”.

Texto:
Selma Amaral-PGE


Governador participa da coletiva dos Jogos Escolares da Juventude
Começa nesta quinta-feira (7), às 17 horas, a maior edição dos Jogos Escolares da Juventude, que este ano tem Belém como sede. São quase quatro mil estudantes, com idade entre 15 e 17 anos, que até o dia 17 deste mês estarão competindo em diversas modalidades esportivas. Para falar sobre o significado do evento, além de  anunciar os preparativos e a infraestrutura montada, o governador Simão Jatene recebe a imprensa às 11 horas, junto com os membros do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia.
Desde que Belém foi anunciada como sede dos Jogos Escolares da Juventude, o governo do Estado vem se empenhando para que a programação ocorra com tranquilidade e seja um sucesso de público. Os órgãos do Sistema de Segurança Pública estarão com uma ação integrada para garantir a segurança de todos os envolvidos na programação, bem como do público que for prestigiar as competições.
O evento esportivo também trará fomento ao turismo do Estado. Belém recebe visitantes de todos os Estados do Brasil, além do Distrito Federal. Estrelas do esporte brasileiro, como Daiane dos Santos (ginástica artística) e Vanderlei Cordeiro (atletismo) estarão prestigiando os jogos, atuando não apenas como embaixadores das modalidades como no incentivo aos jovens atletas.
Os alunos das escolas públicas do Estado, além de participarem das competições, protagonizarão a cerimônia de abertura dos Jogos Escolares da Juventude, às 17 horas. Com o tema “Cantando e Encantando a Amazônia”, cerca de 370 alunos da rede pública de ensino levarão a cultura paraense para a abertura do evento. A apresentação será no ginásio poliesportivo do campus III da Universidade do Estado do Pará (Uepa), localizado na avenida João Paulo II.
Os quase quatro mil alunos atletas que participarão da fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 representam 1251 escolas públicas e privadas de todas as regiões do país. Eles competirão em 13 modalidades: atletismo, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de dois milhões de atletas e cerca de 3,9 mil cidades participantes e consolidam o evento como o maior do país.
Os Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 são organizados e executados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, com a parceria do Ministério do Esporte e Organizações Globo, patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Pará e Prefeitura de Belém.


Jogos Escolares da Juventude em Belém terão 250 voluntários
A capital paraense será sede dos Jogos Escolares da Juventude, maior competição esportiva escolar do país, no período de 7 a 16 de novembro. Realizado pela primeira vez na Região Norte do país, o evento conta com um time, selecionado pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), fundamental para o sucesso da competição. Dos 6 mil participantes, entre eles quatro mil jovens atletas, com idade entre 15 e 17 anos, destacam-se 250 voluntários, que atuarão em todas as áreas da organização dos Jogos. Desse total, 130 são de Belém e cidades vizinhas, 100 do Exército Brasileiro e 20 de outros 12 Estados do Brasil. Os Jogos Escolares da Juventude serão abertos oficialmente em cerimônia realizada nesta quinta-feira (7), às 19 h, no ginásio da Universidade do Estado do Pará (Uepa).
Desde que passaram a ser organizados pelo COB, em 2005, os Jogos Escolares da Juventude já tiveram o apoio de cerca de 4 mil voluntários, incluindo os que estarão nesta edição, em Belém. A dedicação de cada um é essencial para o desenvolvimento do evento, ressalta a gerente de Atividades Complementares dos Jogos Escolares da Juventude, Paula Hernandez. “Os voluntários são fundamentais para o sucesso dos Jogos. Eles nos ajudam em todos os setores e, em troca, se capacitam, adquirem experiência, se colocam no mercado de trabalho e, principalmente, se sentem úteis à sociedade e ao movimento olímpico”, destaca Paula, que coordenou a área de voluntários nos Jogos Pan-Americanos Rio 2007.
Em sua quinta participação como voluntária, Ana Patrícia Almeida, 23 anos, fotógrafa e turismóloga, ratifica as palavras de Paula Hernandez ao falar da própria experiência. “Acredito que o maior benefício está nos amigos que você faz, gente de todo o Brasil, e do restante do mundo, também. Além disso, o aprendizado é inestimável. Nos Jogos Escolares, trabalhei principalmente como fotógrafa voluntária e aprendi muito. Todos estão sempre dispostos a lhe ajudar e a explorar o seu potencial”, afirma Ana Patrícia, que mora na Paraíba e começou no programa nos Jogos Escolares João Pessoa 2011, por incentivo das amigas. “Comecei mais por curiosidade e, depois, vi porque minhas amigas gostaram tanto de participar. A experiência é maravilhosa”, completa.
Em Belém, cada voluntário receberá alimentação, auxílio transporte, certificado de participação e declaração de horas de atividades complementares para a faculdade, já que a maioria dos voluntários é formada por estudantes universitários. Todos ajudarão nos mais diversos setores dos Jogos, como credenciamento, secretaria, área médica, cerimônias de abertura e premiação, comunicação, almoxarifado, convivência, Programa de Embaixadores dos Jogos e Programa de Observadores Internacionais.
Os voluntários de fora do Pará receberão todos os benefícios, além de hospedagem oferecida pelo Comitê Organizador da sede. Esta etapa dos Jogos Escolares terá voluntários dos seguintes Estados: Ceará, Goiás, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal.
A jornalista e educadora física Mary Alves, 40 anos, também possui longa experiência no evento. Natural de Goiás, mas morando em Brasília, ela participa dos Jogos Escolares desde 2005, além de outros eventos esportivos, como os Jogos Pan-Americanos Rio 2007. Em Belém, a voluntária acompanhará os Embaixadores dos Jogos nas atividades esportivas e socioculturais. “Ser voluntária é importante para a parte profissional, mas para o meu pessoal é ainda melhor. É uma conquista diária passar por todo esse aprendizado, e eu estou evoluindo cada vez mais. É possível confraternizar com todo mundo, rever os amigos e adquirir crescimento pessoal”, declara Mary Alves.
Recorde – Os quase 4 mil alunos atletas que participarão da fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude Belém 2013, etapa para jovens com idade entre 15 e 17 anos, representam 1.251 escolas públicas e privadas de todas as regiões do país. Eles competirão em 13 modalidades: atletismo, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e xadrez. Consideradas as fases seletivas, os números chegam a mais de 2 milhões de atletas e cerca de 3.900 cidades participantes, números que consolidam o evento como o maior do país.
Os Jogos Escolares da Juventude Belém 2013 são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. (Texto Christian Dawes / Daniel Varsano /Comunicação – Relações com a Imprensa do COB).



Uepa publica correção em edital do mestrado em ciências da religião
Conforme divulgado no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (6), a Universidade do Estado do Pará (Uepa) publicou errata referente ao edital do processo seletivo para o mestrado em ciências da religião.Os candidatos em fase de conclusão do curso de graduação podem fazer a inscriçãoapresentando o histórico escolar parcial e declaração de provável concluinte, ambos documentos emitidos originalmente por instituição de ensino superior.
Para se inscrever, o candidato deve acessar o site www.fadesp.org.br parapreencher e imprimir o formulário. A taxa da inscrição é de R$ 90. O programa abrange duas linhas de pesquisa: “Movimentos e instituições religiosas”, que estuda os estabelecimentos socioculturais, levando em consideração as dinâmicas individuais e coletivas da práxis religiosa; e “Hermenêutica das linguagens da religião”, que concentra o trabalho no estudo das linguagens e da tradição interpretativa da religião. Os estudos serão fundamentalmente de natureza hermenêutica teológica, filosófica, antropológica e literária.
O candidato aprovado dentro do número de vagas ofertadas e que estiver em fase de conclusão do curso de graduação só poderá fazer a matrícula com a apresentação das cópias autenticadas do histórico escolar definitivo e do diploma de conclusão de curso. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (91) 3299-2262 ou pelo e-mail ppgreligiao@gmail.com.

Texto:
Ize Sena-Uepa


Chuvas dificultam acesso de doadores ao Hemopa
O inverno amazônico mal chegou e já interfere no comparecimento de doadores de sangue à Fundação Hemopa, que desde a segunda-feira passada registra uma redução de aproximadamente 50% nas coletas, o que pode interferir no atendimento transfusional, se o estoque de sangue não for restaurado. Em dois dias, o hemocentro efetivou a coleta de apenas 120 doadores, quando o ideal é de 250 bolsas/dia.
Sensível à situação, o militar de Aeronáutica, João Bosco, 40, doa sangue há 10 anos. Mas ele admite que ficou algum tempo sem doar sangue por viagens de trabalho. “Decidi retomar as doações voluntárias para ajudar outras pessoas”, observou ele, que tem sangue do tipo O Negativo. E prometeu não parar mais de doar sangue. “Dessa forma salvo muitas vidas, já que sangue é vida”.
Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, somente uma mobilização social em torno da doação de sangue pode restaurar o único banco de sangue público paraense. “Entendemos as dificuldades de acesso ao hemocentro com o início do período chuvoso e do congestionamento que assola a Região Metropolitana de Belém. Mas apelamos para a determinação dos doadores em salvar vidas”, ressaltou, destacando a importância da parceria com o corpo clínico da rede hospitalar de Belém, que atualmente é composta por quase 90 hospitais, nos quais milhares de pacientes internados esperam por uma transfusão de sangue.
Segundo ela, o Hemopa tem a capacidade diária para coletar 700 bolsas. No entanto, esse volume só é registrado em campanhas estratégicas, como, por exemplo, no Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, em 25 de novembro. “Sem eventuais crises, chegamos a coletar entre 250 e 300 bolsas por dia, o que atende satisfatoriamente a demanda por transfusões”, afirmou, convocando antigos e novos doadores para normalizar o estoque do hemocentro.
Para reforçar estoque de sangue, o Hemopa está realizando campanhas externas que começaram dias 5 e 6 deste mês, e prosseguem no dia 8, com a unidade de coleta de sangue instalada na Avenida Presidente Vargas, em frente ao prédio do Banco do Brasil, das 8 às 15h. No dia 13, das 8 às 16h, será a vez do “Madre Celeste” de Icoaraci, na rua Manoel, 728. No dia14, será realizada campanha com apoio da Escola “Madre Celeste”, da Cidade Nova VIII, na Estrada da Providência, em Ananindeua, das 8 às 15h.
As campanhas continuam no dia 19, na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), das 8 às 16h, no prédio Central-Perimetral. Dia 20, a coleta será no Hospital Divina Providência, das 8 às 16h, na Av. João Paulo II, Rua Dom Aristides. Dia  22, haverá outra ação, em parceria com a Igreja Adventista do 7º Dia, em Benevides, das 8 às 16h. Dia 23, a campanha será realizada na sede da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), das 8 às 14h.
Serviço: O Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, e realiza coleta de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280-8118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa


Santa Casa recebe premiações por serviços essenciais à vida
Duas premiações recentes conferidas à Fundação Santa Casa foram comemoradas nesta quarta-feira, 6, por servidores, parceiros e usuários em evento realizado no terceiro andar da Unidade Materno Infantil Dr. Almir Gabriel: o Banco de Leite, credenciado no padrão Ouro do Programa Iberoamericano de Bancos de Leite Humano, e o Método Canguru, que recebeu a placa de referência estadual do Ministério da Saúde, pelos serviços prestados no Hospital às crianças recém-nascidas pré-maturas e com baixo peso.
O secretário de saúde do Pará, Hélio Franco, compareceu ao evento e enfatizou a importância do Banco de Leite para o Estado. "O Banco de Leite não é só arrecadador, funciona também como avaliador, trata o leite e repassa, com todo o cuidado, para as crianças que ainda não podem mamar no peito da mãe", disse. Para o titular da Sespa, a premiação reconhece um intenso trabalho desenvolvido. "O Banco de Leite ainda tem a função de discutir a importância do aleitamento materno com a sociedade. E é importante passar esta mensagem: quem é amamentado exclusivamente com leite materno até os seis meses, terá um sistema imunológico perfeito", frisou.
Sobre o programa Método Canguru, Hélio Franco lembrou que se trata de um modelo copiado da cultura indígena. "É uma espécie de incubadora natural. Este contato com a mãe é fundamental para que a criança prematura se desenvolva e evite, inclusive, transtornos neurológicos", explicou.
A presidente da Santa Casa, Ana Conceição Matos Pessoa, ressaltou que o desafio da Fundação ganha novas perspectivas a partir da premiação. "Quando você é premiado pelo que você faz, gera a vontade de fazer cada vez melhor. Este fator também incentiva as mãezinhas a doarem mais leite", declarou.  
Durante o ato, foram entregues a certificação iberoamericano, no padrão Bronze, conquistados pelos Bancos de Leite do Hospital Materno Infantil do município de Marabá (sudeste do estado) e Hospital Santo Antônio Maria Zacarias do município de Bragança (nordeste do estado). "A Santa Casa é a mãe destes bancos de leite, pois a nossa equipe foi mostrar aos municípios como funciona", ponderou a médica Ana Conceição Pessoa. "Nós estamos apoiando Bragança e Marabá e também queremos apoiar outros". 
Cynara Souza, coordenadora do Banco de Leite da Santa Casa, fez questão de dividir o mérito com a equipe multiprofissional, que envolve médico, nutricionista, enfermeiro, bioquímico e técnico de enfermagem. E também ressaltou a parceria com o Corpo de Bombeiros, por meio do Projeto Bombeiros da Vida, que ajuda na coleta do leite.  "O nosso trabalho é feito para fortalecer a rede de banco de leite, por meio da promoção do aleitamento materno e consequentemente da redução do índice de mortalidade", garantiu Cynara, afirmando que a qualidade do processo de trabalho e o controle de trabalho permitiram adequação de 98%, que é a categoria Ouro segundo o padrão internacional.
Já Gabriela Farias, uma das tutoras do Método Canguru, comentou que a certificação só foi possível a partir do trabalho árduo de uma equipe. "Quero agradecer ao grupo da tutoria, à gestão do Hospital e à Sespa pelo apoio de sempre". A certificação resulta em uma portaria, expedida pelo Ministério da Saúde, que gera verbas ao programa. O valor é de R$ 150 por leito ao dia. O recurso servirá para manter o padrão de atendimento do serviço.
Serviço: Mães doadoras devem entrar em contato pelos telefones 0800 727 2057 ou 4009-2311 / 2212 / 2318 / 0310 (atendimento 24 horas). A doadora não precisa ir até a Santa Casa. Uma equipe do Corpo de Bombeiros faz a coleta na casa da doadora.

Texto:
Nilson Cortinhas-Santa Casa



Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...