Total de visualizações de página

terça-feira, abril 29, 2014

Música das Américas segue com programação no Centur




O segundo dia do Festival Música das Américas foi marcado por diversas oficinas de musicalização e um concerto da Banda da Guarda Municipal de Belém, no auditório Ismael Nery, no Centur. Desde o início da tarde, dezenas de músicos de 33 municípios paraenses já se concentravam na instituição para participar das atividades do evento promovido pelo Governo do Estado, por meio da Fundação Carlos Gomes. Segundo os organizadores do festival, as oficinas ministradas por maestros, compositores e instrumentistas reconhecidos nacionalmente fazem parte da política de expansão da educação musical e valorização das tradicionais bandas de músicas do estado.
Na área externa do Centur, Pedro Gabriel, de apenas 12 anos, acompanhava atentamente as aulas de aquecimento básico e postura de palco regida pelo trompista Joaquim das Dores, da Banda Sinfônica do Estado de São Paulo (BSESP). Morador do município de Tailândia, nordeste paraense, o garoto, apaixonado por instrumento de sopro, afirma que tem aproveitado cada minuto das oficinas. “Essas aulas são muito importantes para eu aumentar a minha visão de músico no palco. E se depender de mim, todos os ensinamentos dados aqui serão muito bem aproveitados”, ressalta o pequeno integrante da Banda Jovem de Tailândia.
Para o facilitador da oficina, a troca de experiências fornecida pelo festival faz com que os aprendizados durante as aulas sejam muito mais intensos. “A curiosidade de todos eles e a busca por novas técnicas durante essas aulas possui um efeito maravilhoso, pois torna esses ensinamentos muito mais prazerosos. Além disso, o nível desses alunos é muito bom, isso é indiscutível. O meu trabalho aqui é apenas dar o direcionamento e mostrar as técnicas para tocar. É como se fossem diamantes a serem lapidados”, afirma o músico Joaquim das Dores.
Após as oficinas, os participantes foram presenteados com o concerto da Banda da Guarda Municipal de Belém. O grupo, que existe há 22 anos e possui 42 integrantes, já se tornou referência em banda de música da cidade. “Nós somos uma banda versátil, que toca desde as canções de cunho militar até músicas mais populares, como balada romântica e carimbó. E por conta disso, ao longo dos anos, conseguimos uma aceitação muito grande em Belém, não apenas por quem é do meio militar, mas por todos que apreciam a boa música”, explica o inspetor Eduardo Lima, regente da banda.
No repertório do grupo, músicas como Canção da Infantaria, Aquarela do Brasil e um pout-pourri de carimbó embalaram um público formando na maioria por estudantes de música, que ao final de cada peça, aplaudia empolgado a apresentação dos músicos da GMB. As oficinas de música continuam nesta terça-feira (29) e seguem até o próximo domingo (3), sempre das 14h30 às 16h30 e das 18h às 19h30, no auditório Ismael Nery, no Centur. A programação completa do evento está disponível no site da Fundação Carlos Gomes, através do endereço http://www.fcg.pa.gov.br 

Texto:
Adison Ferrera
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...