Total de visualizações de página

quinta-feira, janeiro 02, 2014

Deputado estadual Gabriel Guerreiro morre vítima de infarto






Um infarto fulminante causou a morte do deputado estadual Gabriel Guerreiro (PV), aos 74 anos, no fim da manhã desta quinta-feira, na cidade do Rio de Janeiro, onde o parlamentar e a esposa passavam o réveillon. A Assembleia Legislativa do Pará ficará responsável pelo traslado do corpo a Belém e, posteriormente, pelo velório. O corpo será encaminhado para Oriximiná, cidade natal de Guerreiro, para o sepultamento.
As primeiras informações deram conta que o deputado passou mal entre o fim da manhã e inicío da tarde desta quinta-feira. Levado às presas para o hospital Copa D’OR, no bairro de Copacabana, e apesar de receber atendimento médico imediato, Gabriel Guerreiro não resistiu e acabou morrendo vítima de infarto fulminante.
Nascido em Oriximiná, no Baixo Amazonas, Manoel Gabriel Siqueira Guerreiro, ainda jovem, foi cursar geologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1964. Após um ano, largou o curso e foi para São Paulo, para estudar física, na Universidade de São Paulo (USP), onde também iniciaria a atuação política nos movimentos estudantis contrários à Ditadura Militar, em 1964. Voltou ao Rio e para o curso de geologia, que concluiu em 1969. Em seguida, tornou-se mestre em geologia econômica.
A política passou a fazer parte do cotidiano até o fim da vida de Gabriel Guerreiro, como ficou conhecido no Pará. Em 1987, foi eleito deputado federal e participou da elaboração da Constituição Federal de 1988. Geólogo de formação, teve significativa atuação como titular da subcomissão do Regime da Propriedade do Subsolo e da Atividade Econômica, da Comissão da Ordem Econômica, que tratou da destinação dos royaltes do setor mineral. Atuou principalmente em favor do Pará.
No Pará, Gabriel Guerreiro cumpria o sétimo mandato como deputado estadual. Isso fazia dele o político com mais mandatos já conquistados na Assembleia Legislativa até hoje. Ocupou ainda cargos técnicos em administrações estaduais. Como secretario de ciência, tecnologia e meio ambiente, atuou na criação do projeto de Macrozoneamento Ecológico-Econômico do Pará, ainda no primeiro governo de Simão Jatene.
Atualmente, Gabriel Guerreiro cumpria mais um mandato na Assembleia, após ter sido cassado há cerca de dois meses pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Ele foi afastado após investigações da Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral sobre um esquema de liberação de projetos de manejo dentro da Secretaria de Estado de Meio Ambiente. Dia 18 de dezembro, Guerreiro recuperou o cargo de deputado estadual graças a uma liminar concedida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele aguardaria no cargo a decisão final do TSE sobre o recurso apresentado.
O corpo de Gabriel Guerreiro será trasladado do Rio de Janeiro para Belém e será velado na Assembleia Legislativa, para depois ser encaminhado para a cidade natal do deputado, mas os detalhes do funeral ainda estão sendo decididos pela família.

Texto:
marciosousa


Polícia Civil inicia renovação de alvarás de funcionamento
A Polícia Civil, por meio da Divisão de Polícia Administrativa (DPA), deu início, nesta quinta-feira, 2, ao período de renovação dos alvarás de funcionamento de estabelecimentos comerciais em todo Estado. A medida abrange atividades comerciais sujeitas à fiscalização policial, como bares, boates, lanchonetes, clubes, aparelhagens de som, propagandas móveis e fixas, oficinas, estacionamentos, sucatarias, lava-jatos de veículos, motéis, hotéis, hospedagens, locais de acesso a jogos eletrônicos e à internet (cyber cafés e lan houses), arenas de futebol, depósitos de bebidas, entre outras.
A delegada Deisy Castro, diretora da DPA, detalha que todos devem fazer a renovação, mesmo aqueles que iniciaram a atividade comercial, na metade do ano passado. Ela explica que os documentos vencem no início de cada ano. Em Belém, o serviço de renovação do alvará funciona de 8 horas da manhã às 16 horas, de segunda à sexta-feira, exceto feriados, na sede da DPA, localizada na Delegacia-Geral da Polícia Civil, na Avenida Governador Magalhães Barata, nº 209, bairro de Nazaré.
No interior do Estado o atendimento é feito nas Delegacias, Seccionais de Polícia Civil e sedes de Superintendências Regionais da Polícia Civil. Basta procurar o delegado responsável pelo município, munido de documentos pessoais e os do estabelecimento atualizados. Deisy Castro ressalta que as pessoas que pretendem iniciar a atividade comercial devem apresentar: carteira de identidade, CPF e comprovante de residência, além dos documentos do imóvel, como CNPJ e alvará de localização expedido pela prefeitura do município, para solicitar o alvará.
Se o responsável pelo estabelecimento for trabalhar com sistema de som, como no caso de boates, ou com manipulação de alimentos, como no caso de lanchonete, deve apresentar à DPA a licença ambiental expedida pelo órgão ambiental do município para requerer o documento de funcionamento. No caso de o estabelecimento funcionar em imóvel com tamanho superior a 50 metros quadrados, o proprietário deve apresentar também o Habite-se, documento expedido pelo Corpo de Bombeiros Militar. Se o imóvel for alugado, o locador deve apresentar o contrato de locação à DPA. Se o estabelecimento for administrado em sociedade, ou seja, por mais de dois sócios, os responsáveis devem apresentar o contrato social para solicitar o alvará.
A delegada orienta às pessoas que evitem trabalhar na clandestinidade. “Todos estão sujeitos ao fechamento sumário do estabelecimento comercial e, em caso de reincidência, a responder pelo crime de desobediência”, alerta. Mais informações pelo fone (91) 4006-9067, de 8 horas às 16 horas, de segunda à sexta-feira.

Texto:
Walrimar Santos


Estado decreta luto pela morte do Consultor Geral Ophir Cavalcante
Morreu nesta quinta-feira, dia 2 de janeiro, o advogado e Consultor Geral do Estado (CGE), Ophir Filgueiras Cavalcante. Desde dezembro ele estava internado em um hospital particular e morreu de complicações decorrentes de um câncer em São Paulo.
Segundo a assessoria da CGE, o corpo chegará em Belém por volta de 1 hora da manhã e segue imediatamente para o velório no Palácio Lauro Sodré.  O enterro está programado para as 16 horas de amanhã, no cemitério Recanto da Saudade, em Ananindeua.
Ophir Cavalcante foi presidente da OAB - Seção Pará entre os anos de 1983 e 1987 e presidente nacional da entidade de 1989 a 1991. Reconhecido por sua luta incansável em favor da democracia e de notável saber jurídico, também foi consultor geral do Estado no período de 1995 a 2006, voltando ao cargo em 2011.
Para o arquiteto e professor Flávio Nassar, a morte de Ophir Cavalcante representa uma grande perda para o Estado. “O Ophir foi o primeiro militante da OAB, fora do eixo Rio-São Paulo, a ocupar a presidência da OAB. A sua trajetória de vida, desde a época que atuava apenas como advogado em Belém até os dias atuais, mostra o quanto ele foi importante para a democracia, não só do Pará, mas de todo o País”, afirmou Nassar, amigo do consultor geral do Estado há quase trinta anos.
Em nota, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil lamentou o ocorrido e decretou luto oficial por cinco dias. Segundo o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, Ophir “foi um homem republicano íntegro e extremamente dedicado às causas coletivas”.
A Procuradoria Geral do Estado, por meio do procurador geral adjunto Marcus Vinicius Nery Lobato, informou que Ophir Cavalcante deixa um legado de avanços para a democracia do Estado. “A morte do doutor Ophir Cavalcante significa uma perda irreparável para o Estado, principalmente pelas causas que ele sempre defendeu e pelo trabalho que desenvolvia para o progresso do País”, declarou.
O governador Simão Jatene decretou luto oficial de três dias em memória de um de seus maiores colaboradores.


Texto:
Adison Ferrera


Pará perde Ophir Filgueiras Cavalcante
Morreu nesta quinta-feira, dia 2 de janeiro, o advogado e Consultor Geral do Estado, Ophir Filgueiras Cavalcante. Desde dezembro ele estava internado em um hospital particular em São Paulo. 
Ophir Cavalcante foi presidente da OAB Seção Pará entre os anos de 1983 e 1987 e presidente nacional da entidade de 1989 a 1991. Reconhecido por sua luta incansável em favor da democracia e de notável saber jurídico, também foi consultor geral do Estado no período de 1995 a 2006, voltando ao cargo em 2011. O governador Simão Jatene decretou luto oficial de três dias em memória de um de seus maiores colaboradores.

Texto:
Antenor Filho


Nota de Esclarecimento
Prefeitura de Ananindeua
adia inaugurações de aniversário

É com sentimento de profundo pesar, que a Prefeitura Municipal de Ananindeua (PMA) informa que em respeito ao luto oficial de três dias decretado pelo governador do Estado do Pará, Simão Jatene, em memória pelo falecimento do advogado e Consultor Geral do Estado, Ophir Filgueiras Cavalcante, bem como pela morte do deputado estadual Gabriel Guerreiro (PV), fatos ocorridos nesta quinta-feira (02), que a programação de inaugurações em celebração ao aniversário de 70 anos do município de obras, escolas, unidades de saúde, entrega de ruas e praças foram adiadas para o próximo domingo, dia 05 de janeiro. Entretanto, a missa em ação de graças na Igreja Matriz e a programação de shows com Luan Santana como atração principal, permanecem inalterados.
Ophir Cavalcante foi presidente da OAB Seção Pará entre os anos de 1983 e 1987 e presidente nacional da entidade de 1989 a 1991. Reconhecido por sua luta incansável em favor da democracia e de notável saber jurídico, também foi consultor geral do Estado no período de 1995 a 2006, voltando ao cargo em 2011.
Nascido em Oriximiná, Manoel Gabriel Siqueira Guerreiro, ainda jovem foi estudar Geologia na UFRJ, em 1964. Após um ano foi para São Paulo estudar Física, na USP, onde iniciaria a atuação política nos movimentos estudantis contrários à ditadura militar, em 1964. Retornou para o Rio e concluiu o curso de Geologia em 1969. Em 1987 conseguiu eleger-se deputado federal e participou da elaboração da Constituição Federal de 1988. Gabriel Guerreiro cumpria o sétimo mandato como deputado estadual. Isso fazia dele o político com mais mandatos já conquistados para a Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) até hoje. 

Prefeitura de Ananindeua entrega
mais de 30 obras no aniversário de 70 anos


A Prefeitura Municipal de Ananindeua (PMA) prepara uma série de inaugurações, nesta próxima sexta-feira (03), em comemoração ao aniversário de 70 anos da cidade. Serão entregues cinco novas unidades de saúde e três escolas reformadas e três novas, uma delas sendo Unidade de Educação Infantil (UEI). As unidades de saúde da família serão entregues para os moradores do bairro do Una e Jaderlândia II e Warislândia. Além disso, a população vai ganhar o Centro de Apoio Psicossocial Infanto e a Unidade Hospitalar Municipal Dr. Celso Leão.
Os bairros do Distrito Industrial, Paar e o Centro de Ananindeua vão receber novas Unidades Escolares de Ensino Fundamental. No Jaderlândia, uma Unidade de Ensino Infantil (UEI) foi construída, além da reforma de outras duas escolas municipais, que foram revitalizadas e serão reinauguradas por Manoel Pioneiro.
A Prefeitura tambémvai entregar a Praça 2 de Junho, no bairro de Águas Brancas, e ainda 15 ruas totalmente pavimentadas, com drenagem superficial e profunda, além de nova iluminação pública, incluindo a problemática estrada do Aurá, em Águas Lindas. As ruas pavimentadas vão beneficiar também os moradores do Distrito Industrial, Cidade Nova II, Guanabara e 40 horas.
Confira abaixo programação completa de Aniversário:

08h - MISSA EM AÇÃO DE GRAÇA – IGREJA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS (MATRIZ), ANANINDEUA CENTRO.

INAUGURAÇÃO / EDUCAÇÃO
08h30 - E.M.E.F. ELO PERDIDO (RUA VALDOMIRO DE SOUZA - DISTRITO INDUSTRIAL)

09h - CENTRO DE APOIO PSICOSSOCIAL INFANTO-JUVENIL- CAPSI ( Rua José Marcelino- Centro)

09h30 - UEI DA JADERLANDIA( Rua Tapajós nº 06 esq. Com a rua Nova Republica- Jaderlandia

12h - E.M.E.F   ARTERIAL V- ( próximo PAAR)

INAUGURAÇÃO / SAÚDE

10h - UNIDADE SAÚDE DA FAMILIA JADERLANDIA II ( Conj. Jaderlandia II, rua B - )

10h30 - UNIDADE SAUDE DA FAMILIA( Pass. Iracema 204 esq. Com Jarbas Passarinho- UNA)

11h30 - UNIDADE HOSPITALAR MUNICIPAL Dr. CELSO LEÃO( SN 21  ao lado do Apart Hotel

12h30 - UNIDADE SAÚDE DA FAMILIA WARISLANDIA ( Rua Arco do Triunfo- Paasagem Pinheiro nº 05 Warislandia)

INAUGURAÇÃO / RUAS E PRAÇAS

11h - CIDADE NOVA II  (Laise Mello e rua da Mota)
13h - Conj. Pérola II- 40  HORAS

17h30 - ÁGUAS LINDAS ( Rua Amazônas e Rua Belém)

18h - AURÁ- Estrada do Aurá

18h30 - DISTRITO INDUSTRIAL ( AV. BRASIL)

20h - PRAÇA 2 DE JUNHO (BR 316, PRÓX A DEFENSORIA PÚBLICA)

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

18h – Banda ARK (Palco principal - Participação Anjos do Melody)

19h – Tropa do Forró (Carreta palco – Participação Forró do Bacana)

20h – Nosso Tom (Palco principal – participação Sorriso Moleque e Parceiros.com)

21h – Victor Vianna (Carreta Palco – Participação Camila Tavares e Richelle Holliday)

22h – Banda Pérola Negra

00h - Show LUAN SANTANA.


Uepa divulga calendário de rematrícula do campus de Marabá
O campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) em Marabá divulgou o calendário de rematrícula, referente ao ano letivo de 2014, que garante o vínculo institucional dos alunos e é imprescindível à continuidade das atividades acadêmicas neste ano. O calendário está dividido por curso. Em Marabá, os cursos disponíveis são: Engenharia Ambiental, Tecnologia de Alimentos, Ciências Naturais – Química, Engenharia de Produção, Engenharia Florestal, Matemática, Biomedicina e Medicina.
Confira o calendário de rematrícula no site da Uepa (www.uepa.br).

Texto:
Janine Bargas


Polícia Civil inscreve até próximo dia 15 interessados em ministrar aulas a novos policiais civis
A Academia da Polícia Civil estará com inscrições abertas até o próximo dia 15 de janeiro para interessados em ministrar aulas para as novas turmas de policiais civis aprovados em concurso público, ofertadas durante o Curso de Formação de Policiais Civis, na sede da Acadepol, que funciona no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP), em Marituba. Os candidatos devem entrar em contato com a Academia da Polícia Civil para providenciar cadastro, por meio dos telefones (91) 9988-5922 ou 3256-6411, ou pelo e-mail academia@policiacivil.pa.gov.br.
A delegada Liane Martins, diretora da Acadepol, explica que podem se inscrever profissionais com experiência em uma das disciplinas existentes na grade curricular do Curso, ou ainda policiais civis com, pelo menos, dois anos de profissão, que também já tenham ministrado aulas sobre os assuntos. Os interessados deverão ainda apresentar certificados ou diplomas que comprovem a formação acadêmica ou especialização compatível para ministrar a disciplina, além de documentos pessoais.
Entre as disciplinas que serão ministradas no Curso, algumas são novas, como Atuação Policial Frente aos Grupos Vulneráveis; Direito Digital; Prevenção, Mediação e Resolução de Conflitos; Gestão Administrativa e Gestão Por Resultados. João Alberto Maciel, coordenador da Divisão de Ensino da Acadepol, explica que as novas disciplinas fazem parte da política de Estado para formação de novos policiais, e ainda atendem as exigências da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça.
A nova grade curricular do Curso de Formação de Policiais Civis foi debatida durante um seminário realizado em agosto do ano passado, na Delegacia Geral da Polícia Civil. O objetivo é atender os novos policiais civis que irão ingressar na corporação policial por meio de concurso público. O evento serviu para elaborar a nova grade curricular, que contou com a contribuição de profissionais da área de Segurança Pública no repasse de informações sobre os assuntos do cotidiano da atividade policial.
Os profissionais presentes no seminário foram divididos em grupos de trabalhos responsáveis por elaborar as propostas e a grade de disciplinas específicas para cada uma das categorias de policiais civis, como forma de preparar e capacitar os novos profissionais da Segurança Pública para prestar um melhor serviço à sociedade. Segundo a delegada Liane Martins, a meta é montar 16 turmas com 410 alunos, entre delegados, escrivães, papiloscopistas e investigadores. Eles assistirão às aulas na sede da Acadepol, no IESP.
Consulte a lista completa das disciplinas ofertadas no Curso de Formação de Policiais Civis pelo link: http://www.policiacivil.pa.gov.br/sites/default/files/malhas_curriculares_do_curso_de_formacao_de_policiais_civis_2013-2014_0.pdf

Texto:
Walrimar Santos


Cosanpa faz reparo em poço no Bengui.
A Cosanpa informa que no último dia 31 de dezembro o motor bomba de um dos três poços que abastecem o bairro do Bengui apresentou problemas, deixando o fornecimento do serviço prejudicado em algumas ruas. A equipe de eletromecânica da Cosanpa foi acionada e trabalha no reparo da rede. Todavia, como há a necessidade da troca do motor bomba, o serviço deve se prolongar por toda esta quinta-feira, 02. A previsão é de que o reparo seja concluído à noite e o abastecimento seja totalmente normalizado na manhã de sexta, 03.      



Texto:
Andrea Cunha


Hemopa inicia campanhas externas de 2014
A Fundação Hemopa começa nesta sexta-feira, 3, o calendário de campanhas externas, com coleta de sangue na unidade móvel do hemocentro, que ficará estacionada, das 8 às 15 horas, na Avenida Presidente Vargas, em frente ao prédio do Banco do Brasil. Com a meta de 100 bolsas por dia, a ação estratégica terá continuidade no sábado, 4, com o objetivo de reforçar o estoque de sangue do hemocentro, que atende mais de 200 hospitais no Pará.
O cronograma segue no dia 9, das 8 às 16 horas, numa ação que conta com a parceria da Escola de Ensino Fundamental e Médio Jaderlândia, localizada na Rua G, ao lado do Posto de Saúde do Jaderlândia, no bairro do Atalaia. No dia 11, das 8 às 15 horas, haverá campanha em parceria com a direção do Centro Social Santo Agostinho, na Avenida Cipriano Santos, 265, em Canudos.
Para a assistente social Lilian Bouth, da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), as campanhas externas representam significativo reforço para o banco de sangue. “Outro grande benefício é que o Hemopa vai até o doador, através das instituições parceiras”, observou, agradecendo todas as doações externas efetivadas no ano passado e enfatizando a certeza da contribuição do voluntariado na doação de sangue e de medula óssea.
Podem doar sangue pessoas com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos e peso acima de 50 quilos. Menores de 18 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsáveis. É necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
Serviço: A Fundação Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, e realiza coleta de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18 horas, e aos sábados, das 7h30 às 17 horas. Mais informações pelo fone 0800 280 8118.


Texto:
Vera R. Rojas


Hemopa retoma coletas externas de doação de sangue
A Fundação Hemopa começa o calendário de campanhas externas de 2014 nesta sexta-feira e sábado, 3 e 4, com coleta de sangue na unidade móvel do hemocentro, que ficará estacionada, de 8 às 15h, na Avenida Presidente Vargas, em frente ao prédio do Banco do Brasil. Com a meta de 100 bolsas por dia, a ação estratégica vai reforçar o estoque de sangue do hemocentro, que atende mais de 200 hospitais no Pará.
O cronograma segue, no dia 9, de 8 às 16h, com ação em parceria com a Escola de Ensino Fundamental e Médio Jaderlândia, na rua G - ao lado do Posto de Saúde do Jaderlândia, no bairro Atalaia. No dia 11, de 8 às 15h, haverá campanha em parceria com a direção do Centro Social Santo Agostinho, na Avenida Cipriano Santos, 265, no bairro de Canudos.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Menor de 18 anos somente com autorização dos pais ou responsáveis. Peso acima de 50 quilos. É necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
Serviço: A Fundação Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, e realiza coleta de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Mais informações pelo fone 0800 280-8118.


Texto:
Vera R. Rojas


Cadastramento junto ao Fisco é obrigatório para empresas que usam papel imune
Empresas fabricantes, importadoras, distribuidoras, gráficas ou usuários de papel imune no Pará estão obrigadas a se cadastrar junto ao fisco estadual a partir de janeiro de 2014, de acordo com o Convênio ICMS 48/2013, do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que entrou em vigor nesta quarta-feira, 1, e institui o Sistema de Reconhecimento e Controle das Operações com Papel Imune (Recopi).
A imunidade tributária do papel destinado à impressão de livro, jornal ou periódico está prevista na Constituição Federal. O cadastramento obrigatório visa controlar o transporte e comercialização do papel que tem imunidade no pagamento de tributos como Imposto de Importação, IPI, PIS, Cofins e ICMS.

Inicialmente os estados da Bahia, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo e o Distrito Federal devem trabalhar de forma integrada para controlar a movimentação do papel imune em toda a cadeia produtiva e comercial.

A Associação Brasileira de Celulose e Papel estima que o consumo nacional de papel imune seja de cerca de 500 mil toneladas por ano, enquanto as importações variam entre 600 mil e 700 mil toneladas ao ano. “Todas as empresas deverão se cadastrar no sistema Recopi, independentemente do tipo de atividade desenvolvida, seja fabricante, importador, distribuidor, gráfica ou usuário de papel imune. O objetivo da medida é aumentar o controle sobre o trânsito destas mercadorias no país”, esclarece o diretor de Fiscalização da Secretaria de Estado da Fazenda, Célio Cal Monteiro.

O cadastramento obrigatório será feito por meio do sistema Recopi Nacional, no endereço https://www.fazenda.sp.gov.br/RecopiNacional/


Texto:
Ana M. Pantoja


Postos de combustíveis e farmácias são enquadrados na Nota Fiscal Cidadã
A partir desta quinta-feira, 2, os postos de combustíveis e as farmácias passam a fazer parte dos segmentos econômicos enquadrados no Programa Nota Fiscal Cidadã, de estímulo a cidadania fiscal. De acordo com a norma de enquadramento estão obrigados a emitir nota e cupom fiscal com CPF dos compradores, quando solicitados, os postos de gasolina, vendedores de lubrificantes para veículo e de gás GLP; farmácias; tabacarias; papelaria e equipamentos para escritório; livrarias e revistarias; petshops e lojas de produtos homeopáticos; medicamentos veterinários; artigos médicos e ortopédicos; cosméticos e perfumaria.
O Programa Nota Fiscal Cidadã estimula o consumidor a solicitar nota e cupom fiscal nas compras. São realizados quatro sorteios trimestrais ao ano, distribuindo prêmios de R$ 20 mil a R$ 50,00. A cada R$100 reais em compras é gerado um bilhete. A premiação é por bilhete, o que significa que um mesmo consumidor pode ter vários bilhetes premiados.
Já foram realizados cinco sorteios, com a distribuição de mais de um milhão em prêmios e existem mais de 113 mil consumidores cadastrados. O próximo sorteio será em março e valerão as notas e cupons fiscais com CPF emitidos em outubro, novembro e dezembro de 2013.
Para fins de sorteio, valem, também, notas e cupons com CPF das atividades de alimentação, restaurantes; bares; lanchonetes, cantinas e bufê; vestuário e acessórios, confecções; calçados; joalheria; relojoaria; bijuterias e  artesanatos; lojas de departamentos ou magazines; comércio varejista de móveis; artigos de uso doméstico como colchões e travesseiros; artigos de iluminação; cama, mesa e banho; tapeçaria, cortinas e persianas; plantas e flores  naturais; objetos de arte e decoração; informática e comunicação; equipamentos de telefonia; artigos recreativos e esportivos, brinquedos; material para construção; material elétrico; vidraçaria; ferragens e ferramentas; madeira e artefatos; materiais hidráulicos e outros materiais de construção em geral; eletroeletrônicos e eletrodomésticos e óticas.
Maiores informações podem ser obtidas no site www.sefa.pa.gov.br/nfc ou no telefone 0800 725 5533.


Texto:
Ana M. Pantoja


Obras de mobilidade urbana vão melhorar o trânsito na Região Metropolitana de Belém
O caos no trânsito é um problema que afeta centenas de capitais no Brasil e no mundo, e Belém não foge a esta realidade. Segundo levantamento feito pelo Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA) a frota de automóveis do estado será quase o triplo da atual até 2022. Somente em Belém, em 2020, haverá um total de 343.567 automóveis, ou seja, uma média de 25 veículos automotores para cada 100 habitantes. Para acompanhar este crescimento o governo do Estado, vem implantando importantes projetos que facilitam a mobilidade urbana da Região Metropolitana de Belém, entre eles os de prolongamento das Avenidas João Paulo II e Independência; o de implantação do Bus Rapid Transit (BRT) Metropolitano; de readequação das Avenidas Júlio César e Pedro Álvares Cabral; e o projeto de readequação das rodovias do Tapanã e Yamada.
O prolongamento da Avenida João Paulo II, iniciado no mês de julho e com previsão de término para novembro de 2014, já constitui uma intervenção urbana grandiosa. Além de contribuir decisivamente para a melhoria da mobilidade urbana, um dos principais objetivos do projeto, a obra também resolverá problemas relacionados a questões ambientais, paisagísticas e sociais da população do entorno, espalhada por bairros densamente habitados como Castanheira, Curió-Utinga e Guanabara.
A nova via em construção terá investimento total de R$ 300 milhões, em  recursos dos governos estadual e federal. A obra abrangerá o trecho compreendido entre a Passagem Mariano, no bairro Castanheira, em Belém, e a Rodovia Mário Covas, em Ananindeua, numa extensão de quase cinco quilômetros. Nesse perímetro, será implantada uma via metropolitana, com duas pistas para tráfego geral, cada uma com 10,5 metros de largura, dividida em três faixas com 3,5 metros cada. Terá, ainda, 2,5 metros de acostamento; 2,5 metros para ciclovia bidirecional; dois metros de calçada do lado esquerdo, e 1,2 m do lado direito. Tudo será separado por um canteiro central, com sistema de drenagem. A avenida também terá pontos de iluminação pública, câmeras de monitoramento de segurança, passarelas para pedestres e pontos de ônibus. O projeto prevê, ainda, a instalação de duas pontes metálicas, uma com 220 metros de extensão sobre a ponta do Lago Bolonha, e outra com 232 metros, transpondo a ponta do Lago Água Preta. Ambas foram projetadas pelo arquiteto Paulo Chaves.
A obra dará suporte à implantação do Bus Rapid Transit – o BRT Metropolitano, que abrangerá o trecho entre a Rodovia BR-316 até o município de Marituba (na Região Metropolitana). Para isso, o prolongamento se interligará com o elevado do Coqueiro e, a partir deste, com a Rodovia Mário Covas.Essa interligação se dará com a construção da quarta pétala do elevado. Segundo a diretora executiva do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), arquiteta Marilena Mácola, a obra é de grande complexidade, pois, além da questão viária, muitos outros desafios precisaram ser enfrentados na fase de implantação do projeto. O BRT Metropolitano será integrado ao BRT da Prefeitura, e será totalmente finalizado até setembro de 2016. O projeto beneficiará 2,1 milhões de habitantes da RMB.
Outra importante obra que terá início em janeiro de 2014 e ajudará a aliviar o trânsito de Belém será a readequação da rodovias do Tapanã e da rua Yamada. Esta última será duplicada em uma extensão de 4,14 quilômetros. A obra contará com terraplenagem, restauração da pavimentação asfáltica e implantação de um sistema de drenagem. Além disso, inclui serviços de sinalização, iluminação pública, paisagismo e urbanização com definição de calçadas de passeios e ciclovias, em ambos os lados. O projeto também contempla uma rotatória, solução geométrica para a interseção existente da Avenida Centenário Assembléia de Deus coma  Rua Yamada, onde são identificados diversos problemas de congestionamento e acidentes envolvendo veículos e pedestres, por ser uma área bastante povoada, mas sem ordenamento urbano.
Já a Rodovia do Tapanã, com extensão de 5,09 quilômetros, passará por uma readequação viária com serviços de terraplenagem, nova pavimentação em asfalto e a implantação de um sistema de drenagem, além de serviços de sinalização, iluminação pública, paisagismo e urbanização com a definição de calçadas de passeios e ciclovias em ambos os lados, como forma de preservar ao máximo a faixa de domínio da via, com vistas à duplicação.
Duas importantes avenidas que já passaram por readequação e contribuíram para desafogar o trânsito na cidade foram Júlio César e Pedro Álvares Cabral. Ambas receberam inúmeras melhorias, entre elas a eliminação do canteiro central para acréscimo de uma faixa de rolamento por sentido, implantação de barreira de concreto tipo “New Jersey”, com grade, como elemento separador de tráfego e direcionador do fluxo para a travessia de pedestres na passarela, adequação de geometria paisagismo, adequação de ciclovia, recuperação, alargamento, recapeamento asfáltico, adequação de sinalização horizontal e vertical e adequação da iluminação pública.
Na opinião do coordenador de planejamento do Detran, Carlos Valente, essas são obras de intervenção fundamentais para minimizar os problemas do trânsito em Belém e na Região Metropolitana. “Nós já tínhamos realizados vários estudos que comprovaram a urgente necessidade de implantar novas vias, principalmente no que diz respeito a entrada e saída de Belém, já que até então só temos um único acesso que é a BR-316. Todas essas obras trarão melhor fluidez, melhor acessibilidade e, com certeza, melhorias na vida de muitas pessoas”, afirmou.
Entre os moradores das áreas que serão diretamente atingidas por essas obras, as expectativas são as melhores. A dona de casa Socorro Cardoso, moradora da Rua Yamada, aguarda ansiosamente pelas melhorias. “Tenho certeza que depois dessas obras tudo vai mudar para melhor. O fluxo de carros aumentou muito aqui na rua e nós, pedestres, temos que nos arriscar para atravessar. Mas depois de tudo pronto, sei que as coisas ficarão mais tranqüilas”, disse.
Independência - Orçado em cerca de R$ 120 milhões, o projeto prevê a continuação da avenida Independência, a partir da rotatória da Estrada do 40 Horas até a BR-316, interligando os municípios de Belém, Ananindeua e Marituba. O novo corredor segue nas áreas de domínio das Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte), acompanhando as linhas de transmissão de energia que atravessam os bairros do Icuí, Maguari e Distrito Industrial. A obra é considerada fundamental para viabilizar o trânsito  na Região Metropolitana e se constitui em importante corredor de tráfego alternativo para entrada e saída da capital paraense. De acordo com a Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), mais da metade da nova avenida já está concluída. Diretamente, cerca de 300 mil moradores da área serão beneficiados com o novo corredor.
Malha viária - A malha rodoviária do Estado também está recebendo melhorias na sua infraestrutura. Aproximadamente 1.267 quilômetros já foram beneficiados com obras de implantação, restauração, pavimentação e conservação, além da construção de aproximadamente 2.563 metros de pontes em concreto armado. Dentre as obras concluídas, destacam-se: Alça Viária; Perna Sul; PA -150 (trecho Goianésia/Vila Bom Jesus); PA-275; PA-127; PA-424; PA-238; PA-443; PA-431 e a PA-279 (em fase de conclusão), beneficiando as regiões Metropolitana, Tocantins, Lago de Tucuruí, Carajás e Araguaia.
Em algumas intervenções rodoviárias, a Setran realizou o serviço de substituição de 29 pontes de madeira por pontes de concreto armado, substituição de bueiros e duplicação da pista de rolamento. Encontram-se em fase de construção duas pontes em substituição a travessias de balsas rebocáveis. A primeira, sobre o rio Igarapé-Miri, numa extensão de 560 metros, localizada na rodovia PA-151, e a segunda sobre o rio Capim, numa extensão de 560 metros, localizada na PA-252. Depois de concluídas, estas obras vão proporcionar às comunidades melhor acessibilidade e segurança.
Frota - Atualmente existem no Pará 461.328 automóveis e, segundo o Detran, em 2022 esse número chegará a mais de um milhão. Os dados da pesquisa revelam também que o número de motocicletas ultrapassará o crescimento de automóveis e chegará, em 2020, a um total de 3.202.877 em todo o estado.

Texto:
Bruna C.


Seidurb convida a população para audiência pública sobre as obras da Avenida Perimetral
A Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) promove, neste sábado, 4, na Escola Parque Amazônia, na Avenida Perimetral, uma audiência pública para apresentar à população como vai ser feita a obra de duplicação da Perimetral no trecho entre a Universidade Federal do Pará (UFPA) e a Avenida Almirante Barroso, com 5.060 metros de extensão.
A Avenida Perimetral tem importância fundamental como via de ligação direta entre os bairros do Guamá, Terra Firme e Marco, beneficiando diretamente uma população de mais de 300 mil pessoas, dando acesso à Estrada Nova e ao centro da cidade, e como corredor alternativo de saída do centro da capital para o interior do Estado através da Avenida João Paulo II e da Avenida Almirante Barroso.
A participação da população nas audiências públicas é de fundamental importância, já que os moradores serão os principais atingidos pelos benefícios das obras que serão colocadas em prática pelo Governo do Estado. A programação está prevista para iniciar às 9 horas e terá a participação do titular da Seidurb, Luciano Dias. 




Texto:
Rose Barbosa


Internas do CRF farão curso de panificação
Começam este mês as obras da Central de Panificação do Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua. A previsão é de que somente no primeiro semestre deste ano, 20 internas recebam capacitação profissional nos curso de Padaria e Panificação. A formação faz parte de um convênio entre o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), que visa a implantação de oficinas permanentes em estabelecimentos penais e oferta de cursos para pessoas em cumprimento de pena por meio do Procaps - Projetos de Capacitação Profissional e Implantação de Oficinas Permanentes.
Em 2013, foram disponibilizados recursos no valor de R$ 6 milhões para financiamento e apoio técnico a projetos de trabalho e geração de renda, voltados à reinserção social de detentos, em 19 estados. O Pará foi beneficiado com mais de R$ 360 mil.
Serão instaladas salas de aula com todos os equipamentos necessários para promover a qualificação profissional das internas dentro da casa penal. “A Susipe contará ainda com a parceria da Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda, Receita Federal e Tribunal de Justiça do Pará; órgãos que auxiliarão na manutenção dos cursos após o término do convênio, dando sustentabilidade à ação”, explicou a gerente da Divisão de Educação Prisional da Susipe, Marizângela Fuckner.
De acordo com levantamento divulgado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça, no ano passado 20,4% dos presos em regime fechado, semi-aberto e aberto estavam envolvidos em algum tipo de atividade laboral interna e/ou externa no país. Dados de outubro, da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), mostram que 1.482 internos trabalhavam de forma remunerada; desses 1.363 eram condenados e 74 aguardavam julgamento.
Além do CRF, a Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel também será beneficiada com o Procaps e a instalação de uma panificadora na unidade prisional. As duas novas padarias vão incrementar a produção já existente, de mais de oito mil pães, feita por internos da Susipe.
As duas panificadoras, que funcionam no Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I (CRPPI) e no Presídio Estadual Metropolitano I (PEM I), atendem 14 unidades penais da Região Metropolitana de Belém, além dos batalhões da Polícia Militar que ficam próximos às penitenciárias. Mais de dez internos trabalham na produção de pães. “Essa é mais uma parceria entre o Governo Federal, através do Depen, e a Susipe. Proporcionar qualificação é muito importante para a reinserção social dos internos e as duas novas padarias proporcionarão ótimas oportunidades de aprendizado para a vida deles”, disse o superintendente da Susipe, André Cunha.

Texto:
Timoteo Lopes


Emater implanta unidade de mandioca maniçobeira
O escritório da Empresa de Assistência Técnica e  Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Santo Antônio do Tauá, no nordeste do estado, está instalando, em parceria com a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), uma Unidade Demonstrativa de mandioca maniçobeira, uma variedade com aptidão exclusiva para folhagem.
A ideia é estimular mandiocultores tradicionais a diversificar a atividade, além da farinha e do tucupi. Com as variedades de mandioca mais utilizadas na região, pretão e inha, o agricultor costuma resistir a tirar folha, porque o processo prejudica o desenvolvimento da raiz.
A unidade se localiza na Comunidade Remédio, no Ramal do Borralho, onde vivem 200 famílias. Semana que vem começarão a ser colocadas 10 mil raízes em um hectare com adubação orgânica à base de esterco de galinhas caipiras das próprias propriedades. A primeira colheita das folhas deve ser possível daqui a três meses. As raízes permanecerão no solo por cerca de dez anos, apenas sendo acompanhadas e tratadas quanto ao desenvolvimento de novas folhas.  
“No Pará, a venda da folha da mandioca, que é o principal ingrediente da maniçoba, um dos carros-chefe da culinária amazônica, chega a ser 50% mais lucrativa do  que a venda da farinha. A Emater não quer que ninguém deixe de produzir farinha, obviamente: os projetos são para que o agricultor continue fazendo farinha e tucupi, a partir das variedades pretão e inha, e mantenha uma parte da propriedade focada na folha, com a maniçobeira”, explica o técnico em agropecuária do escritório local da Emater, Ailson Cardoso, responsável pela ação.  


Texto:
Aline Miranda


Processo unificado amplia vagas para programas de residência médica
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) ampliou o número de instituições que participarão do Processo Seletivo Unificado para os Programas de Residência Médica do Estado. A ação foi coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da Diretoria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde e assessorada pela Comissão Estadual de Apoio à Certificação dos Hospitais Públicos em Hospitais de Ensino. Agora, são 173 vagas dividas em 27 especialidades.
Além do Hospital Ophir Loyola, Fundação Hospital de Clinicas Gaspar Vianna e Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, agora também o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência e o Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria, no município de Bragança, disponibilizaram vagas para a seleção.
Segundo a coordenadora da Comissão de Apoio à Certificação, Ana Vicentina, a Sespa prioriza a política de regionalização do ensino de graduação e pós-graduação na área de saúde. Para isso, trabalha a descentralização do ensino em diversas regiões do Pará, incluindo a Metropolitana I, Baixo Amazonas, Araguaia, Xingu e Carajás. A comissão assume o papel de assessorar, contribuir e acompanhar as instituições públicas do Pará para a certificação de ensino.
A coordenadora de Educação na Saúde da Sespa, Sônia Bahia, ressaltou a importância da unificação para o fortalecimento das residências médicas e multiprofissionais no Estado, lembrando que a iniciativa amplia o número de vagas nas especialidades que necessitam de mais profissionais, como Pediatria, por exemplo, uma área que preocupa pela carência de médicos.
Com a mudança, além do aumento no número de vagas para as especializações já contempladas, como Anestesiologia, Cirurgia Geral e Clínica Médica, outras especialidades foram acrescentadas, entre elas Cirurgia de Trauma, Oncologia Cirúrgica, Cirurgia Videolaparoscópica, Endoscopia e Neurologia Clínica.
Os interessados podem se inscrever até o dia 10 de janeiro. A taxa de inscrição, no valor de R$ 350,00, deverá ser paga em qualquer agência bancária até o dia 11 de janeiro. A seleção será feita por meio de provas objetivas e práticas, que juntas somarão 100 pontos. As duas etapas serão realizadas nos campi da Uepa em Belém e Santarém. O edital pode ser conferido no link
http://www.uepa.br/portal/downloads/errataaoEdital71.2013-Proc.Selet.Res.pdf

Serviço: O protocolo da Diretoria de Acesso e Avaliação da Uepa está localizado no prédio da Reitoria, na Rua do Una, 156, Telégrafo, em Belém. O horário de funcionamento externo é de 8 às 14 horas. Mais informações pelo email: residenciamedica2014@uepa.br ou pelo telefone (91) 3299-2216.

 * Com informações da Ascom/Uepa


Texto:
Edna Sidou


Inicia hoje pagamento do IPVA 2014
O proprietário de veículo contribuinte de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) poderá acessar, a partir desta quinta-feira, 02, o Portal de Serviços da Sefa (www.sefa.pa.gov.br), item IPVA Antecipação, para consultar o valor do imposto e emitir o Documento Estadual de Arrecadação (DAE), para pagamentos a vista ou parcelados. O recolhimento em cota única ou parcelado, para quem tem direito a descontos, poderá ser feito até o dia 7 de janeiro, para os veículos de placa com final 01 a 31.
Motoristas que não têm multas de trânsito terão descontos do IPVA, desde que pago até a data-limite da primeira parcela da antecipação do imposto, com desconto de 15%, nos casos em que o contribuinte não tiver sofrido multas de trânsito nos últimos dois anos, ou com desconto de 10%, quando o contribuinte não tiver multas de trânsito no ano anterior, desde que pago em uma única parcela. Para as demais situações o desconto, no pagamento integral, será de 5%. O contribuinte tem, ainda, a opção de pagar o IPVA em até três parcelas iguais, mensais e sucessivas, sem desconto no valor do imposto.
O pagamento do DAE é feito na rede bancária autorizada (Banpará, Banco da Amazônia, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e CEF) e casas lotéricas. Quando não há antecipação do recolhimento do imposto, o IPVA será pago no boleto de licenciamento anual do Detran.
Do total do valor de IPVA arrecadado, 50% fica para o Estado e 50% é destinado ao município onde o veículo é licenciado. Este ano, no Pará, o IPVA terá uma queda média de 1,6% em relação aos valores de 2013, para carros usados. Para os veículos populares nacionais haverá redução do valor do imposto, em média, de 1,6%. Para as motocicletas nacionais, o valor médio da redução será de 2,7% e para caminhões a média da queda dos valores será de 3,2%.
A tabela com os valores do IPVA 2014 contém 26.326 opções segundo a marca/modelo de veículos automotores. A coordenadora do IPVA, Irene Raiol, informa que a variação percentual do Imposto pode ser negativa ou positiva, conforme o veículo. A queda no valor do tributo acontece devido à desvalorização dos veículos usados.
O preço médio dos automóveis é apurado anualmente pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que faz a pesquisa do valor venal por marca/modelo. De acordo com o estudo da Fundação, o valor venal dos veículos fabricados entre 1984 e 2006 caiu, em média, 1,3% e entre 2077 e 2012 a queda foi de 2,7%.

Texto:
Ana M. Pantoja


É menina a primeira bebê nascida na Santa Casa em 2014
Com 2,690 quilos e 46,5 centímetros, a pequena Emanuelle Castilho da Silva foi a primeira bebê nascida na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará neste ano de 2014. Ela nasceu a uma hora e um minuto da manhã desta quarta-feira, 1º, e está internada na nova Unidade Materno Infantil Dr. Almir Gabriel.
Moradora do bairro de Fátima, a mãe, Roberta Castilho da Silva, 19 anos, teve um parto cesariano orientado com sucesso pela equipe da maternidade. A médica Débora Carneiro falou sobre o procedimento e a definição do tipo de parto. "Como a bebê estava sentada, foi indicado o parto cesariano, que foi bem tranquilo. Está tudo bem com a mãe e com a filha", disse.
Gerente da tocoginecologia da maior maternidade pública do Pará, a médica fala do trabalho de trazer ao mundo novas vidas. "O sentimento que fica é de renovação. A nossa equipe recebe a vida de braços abertos, principalmente quando estamos trabalhando numa data como essas".
O parto ocorreu com 39 semanas de gestação, não sendo considerado prematuro, embora o nascimento no primeiro dia do ano tenha sido uma surpresa para a mãe e para a avó, Marita Castilho da Silva. "O parto estava previsto para o dia três de janeiro. Mas senti as dores por volta de meia noite. Graças a Deus que a minha filha está bem, pois o atendimento aqui na Santa Casa foi ótimo. Estou feliz", disse Roberta.
"O nosso reveillon foi assim, naquela correria e expectativa de ver a minha neta. A família está feliz, mas não avisamos a todos. Acho que muitos vão saber pela televisão", declarou a avó.

Texto:
Nilson Cortinhas


Taxistas terão atendimento na Sefa dias 2 e 3 de janeiro
Taxistas terão atendimento na sede da Sefa dias 2 e 3 de janeiro
O Departamento de Trânsito do Pará (Detran) estará de recesso entre os dias 2 e 3 de janeiro, realizando os ajustes necessários no sistema de informática. E para garantir o atendimento aos taxistas neste período, a Secretaria da Fazenda transferirá a Central de Atendimento aos Taxistas (CAT), que funciona na sede do Detran, para a sede do órgão Central em Belém, na Avenida Visconde de Souza Franco, 110.  O serviço será prestado na sala da Diretoria de Tributação, das 8h às 14h.
A Central de Atendimento aos Taxistas recebe os processos administrativos para concessão dos benefícios fiscais de ICMS e IPVA. Mais informações pelo telefone 0800 725 5533.

Texto:
Ana M. Pantoja


Trabalho da Sefa em Cabo Verde prossegue com capacitação
Haroldo Vilhena e Eli Sosinho, auditores de receitas estaduais do Pará, retornarão para Cabo Verde em janeiro para mais três meses do trabalho de cooperação técnica, dentro do acordo firmado entre o Governo do Pará e as autoridades daquele país. Entre setembro e novembro de 2013 eles desenvolveram um plano de atividades que incluiu a capacitação e o acompanhamento das atividades cotidianas da administração tributária do governo de Cabo Verde.
Na primeira etapa do trabalho foram realizadas reuniões com a ministra de Finanças, a direção Geral de Contribuições e Impostos, representantes da Diretoria  de Tributação e Cobrança, com a Diretoria de Inspeção e com os chefes de Repartições de Finanças dos Grandes Contribuintes e Repartição de Finanças da Praia. “Mapeamos as atividades executadas em Cabo Verde e definimos o intercâmbio de informações para a modernização da administração tributária local, com base nas experiências do Brasil e, especificamente, as metodologias de trabalho adotadas na Secretaria de Fazenda do Pará (Sefa)”, explica Sosinho.
“A ajuda da Sefa reside na cessão de auditores para que troquem informações e possam adequá-las, na medida do possível, em Cabo Verde, aos modelos de gestão tributária adotados no Pará, principalmente no que concerne à fiscalização e à arrecadação de impostos, analisando as particularidades entre os dois países”, resume o auditor. A capacitação dos inspetores das Repartições de Finanças em técnicas de auditoria começou em setembro e durou duas semanas, com carga horária de 40 horas, ministrado na cidade de Praia. “A participação previa 26 pessoas e terminamos com 48 presentes”, informa Vilhena.
Das nove ilhas habitadas em Cabo Verde que têm repartições de Finanças, seis receberam disseminação de conhecimentos. “Cinco delas são integrantes do Barlavento: São Vicente, São Nicolau, Santo Antão, Boa Vista e Sal, e uma do Sotavento, chamada ilha de Santiago, onde fica a capital do país, a cidade de Praia.
A etapa seguinte consistiu em prestar assessoramento aos inspetores fiscais, orientando-os sob a ótica do que foi apresentado na capacitação técnica. “Em outubro nos deslocamos para a ilha São Vicente para ministrar capacitação aos chefes de repartição e inspetores fiscais. Desta vez alcançando funcionários das ilhas de São Nicolau, Boa Vista, Sal e Santo Antão”, informa Vilhena.
Haroldo Vilhena  destaca a integração do trabalho. “São profissionais e têm consciência de suas fragilidades operacionais e gerenciais. A nossa experiência de mais de 20 anos contribui pelo conhecimento que temos da área e pela segurança que demonstramos”.
Os auditores elogiam o profissionalismo e a dedicação de todos. “Não é uma tarefa fácil. Dedicamos muitas horas nas tarefas, inclusive nos finais de semana. Somos consultados para opinarmos e resolvermos pendências que se arrastam sem solução”.
Eli Sosinho e Haroldo vilhena afirmam que aprenderam muito na experiência internacional. “Conhecer a realidade de outro país fez com que analisemos todo um comportamento adotado. Percebemos o que pode ser mudado. Colaboramos no processo de mudança e modernização da administração tributária do país”.

Texto:
Ana M. Pantoja


Réveillon 2014 reúne milhares de pessoas na Estação das Doca


A chegada de 2014 foi saudada com muita alegria por milhares de pessoas que acompanharam a programação cultural de música paraense, na Estação das Docas. No complexo turístico foram reunidas algumas das mais significativas expressões artísticas do Pará: Eloy Iglesias, Banda Di Jambu, Escola de Samba Rancho Não Posso me Amofiná, Théo Pérola Negra, Nosso Tom e Banda Orlando Pereira fizeram os shows, que se estenderam até as 4 horas desta quarta-feira, 1º de janeiro.
À meia-noite, o público também se deslumbrou com o show pirotécnico na Baía do Guajará, que anunciou a chegada do novo ano. Durante cerca de 12 minutos os visitantes da Estação assistiram à queima de fogos de artifício.
Após sete anos morando fora de Belém, a pedagoga Érica Oliveira, de 32 anos, escolheu a Estação para comemorar a virada do ano. “Queria muito comemorar ao lado da minha família esse momento tão especial. Mesmo morando fora, sempre ouvia falar sobre o Réveillon da Estação das Docas. Hoje foi uma noite maravilhosa, tudo bem tranquilo e seguro. Aproveitamos para comemorar o aniversário de 90 anos da minha avó”.
O marceneiro Carlos Henrique Soares, de 47, comemorou a virada pelo quinto ano consecutivo no complexo turístico. “No primeiro ano em que vim pra Estação estava sozinho em Belém, mas nos anos seguintes fiz questão de trazer toda a minha família. Aqui fazemos a nossa festa na orla. Trazemos tudo, desde as cadeiras em que sentamos pra contemplar os fogos. A Estação é um espaço muito familiar e seguro. Desejo a todos um 2014 maravilhoso!”, anunciou.
Já a estudante Roberta Reis, de 18 anos, teve um Réveillon diferente este ano. “É a primeira vez que passo a virada na Estação e longe da minha família. Hoje vai ser uma noite com as minhas amigas. Gostei muito das atrações musicais e da queima de fogos”, avaliou. 
A cadeirante Andreza Correia, de 37 anos, também escolheu o ambiente tranquilo e seguro da Estação para celebrar a virada de ano. “Meu marido está trabalhando, por isso vim com minha filha comemorar. Gostei muito da organização. Esta é a primeira vez que venho e com certeza voltarei nos outros anos”, disse.
“Só quem já passou o Réveillon na Estação das Docas sabe o que é essa grande festa. É uma confraternização com pessoas de diferentes classes sociais e faixas etárias. É um Réveillon democrático e familiar e em que, apesar do grande fluxo de pessoas, não acontece nenhum incidente", ressaltou o secretário de Estado de Cultura, Paulo Chaves. "Quem ainda não veio, tem de vir comemorar no próximo Ano-Novo na Estação e viver esse clima”
A presidente da Organização Social Pará 2000, Gabriela Landé, se disse feliz em ver as famílias celebrando por toda a orla da Estação e em saber que os paraenses e os turistas aceitaram o convite para passar o Réveillon no local. "Todos os esforços com a segurança e a organização foram um sucesso", comemorou. "Além disso, pudemos proporcionar seis atrações culturais e mais de 12 minutos de show pirotécnico”.
Operacional - Para garantir a chegada do novo ano com paz e tranqüilidade, cerca de 400 pessoas trabalharam no Réveillon da Estação, incluindo o reforço de 150 homens na segurança do complexo e os destacamentos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Dois postos de atendimento de primeiros socorros foram montados: um móvel, localizado próximo ao Anfiteatro São Pedro Nolasco, e um fixo, no Armazém 1, com duas equipes de plantão, formadas por 12 pessoas, no total, com um médico, um enfermeiro, dois técnicos, um funcionário de apoio administrativo e um motorista, em cada uma. Além disso, 60 banheiros químicos foram disponibilizados ao público, dispostos nas proximidades do Anfiteatro e da Praça Pedro Teixeira.
Conectados na rede e com o mundo digital, os visitantes da Estação das Docas dispuseram, ainda, de um sistema de compartilhamento de fotos, durante o Réveillon 2014: o Bem na Foto. A parceria entre a Organização Social Pará 2000 e a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) possibilitou que o público mostrasse seu próprio olhar sobre a festa da virada no complexo turístico, com a hashtag #Reveillondaestacao.
A equipe foi composta por integrantes da Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Capitania dos Portos, Corpo de Bombeiros, Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur), Policia Militar, Fundação Papa João XXIII (Funpapa), Produções e Cia., Pará Segurança, Apolo Segurança, Vidcon Segurança, Loc Engenharia e Limpcar.
Serviço - Nesta quarta-feira, 1, a Estação das Docas fechará para manutenção. O complexo turístico reabre na quinta-feira, 2, a partir das 10 horas, para visitação do público, e fica aberta até as 3 horas, com programação cultural normal nos Palcos Deslizantes.
O Réveillon 2014 é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), através da Organização Social Pará 2000, que administra o complexo turístico. O apoio cultural é da Cerpa e da Tim.

Texto:
Camila Barros















Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...