Total de visualizações de página

domingo, janeiro 05, 2014

NOTÍCIAS DO DOMINGO, DIA 5 DE JANEIRO


 Atriz de 'E o Vento Levou' morre aos 98 anos

Alicia Rhett, atriz de 'E o Vento Levou', morre aos 98 anos. (Foto: Reprodução)

 

A atriz Alicia Rhett, do clássico filme 'E o Vento Levou' de 1939, morreu na última sexta-feira (3) na Carolina do Sul.
A causa da morte da atriz, que completou 98 anos, ainda não foi divulgada. 
Alicia Rhett representou Índia Wilkes, irmã de Ashley Wilkes no premiado longa-metragem com base no romance histórico de Margaret Mitchell.

(DOL com informações do Terra)

ATENÇÃO: Ao contrário de notícias inicialmente veiculadas, o acidente envolvendo familiares da Família Novelino, não registrou morte fatal.


Novelinos chegam a Belém para receber atendimento


As vítimas da família Novelino que sofreram acidente na rodovia PA-324, neste domingo (5), já chegaram a Belém para receber atendimento em um hospital particular, localizado no bairro do Umarizal. 

Segundo o médico que os aguardava na unidade de saúde, Luís Bezerra, duas pessoas estavam gravemente feridas e precisaram ser entubadas no local do acidente.


Dentre as vítimas, o estado mais grave é de Carlos Henrique de Oliveira, 50 anos, que apresenta um quadro de sonolência. A esposa Iaponira Novelino teve uma ferida na cabeça, mas já suturada. Ela ainda se queixa de dores. O filho do casal sofreu fratura no punho e não corre risco de morte.


De acordo com informações preliminares, o acidente teria ocorrido quando a família percorria a rodovia a 100 quilômetros e tentou desviar de um cachorro, sofrendo o capotamento.


(Luana Taveira/DOL)








UMAS PALAVRAS DE CONFORTO PARA AS DORES DA FAMÍLIA NOVELINO...


VOCÊ SE PERGUNTA: Por que meu DEUS?

Pesquisamos ainda pouco, algo que pudesse vir a esclarecer os motivos que levam tanto sofrimento à família Novelino, com registro de tantas mortes trágicas. Chegamos a esta pergunta indagada por outra pessoa sobre uma visão trágica ocorrida em outra família, e respondida pela irmã Clélia DUPLANTIER"
EIS O QUE ENCONTRAMOS...

Desencarne sequencial em família


Surgiu um questionamento sobre a família da minha esposa. A mãe dela foi assassinada, depois o filho matou o pai; esse filho foi assassinado; três irmãs da mãe dela morreram sequencialmente de câncer. Há uma explicação para isso?

Obrigado pelo carinho e Paz Contigo

Este tipo de acontecimento é um fato deveras triste, embora muito interessante e realmente passível de uma análise.

Sabemos que a grande maioria de nós reencarnamos em grupos familiares onde estão presentes nossos companheiros e comparsas das existências anteriores; neste grupo encontraremos sempre pessoas que nos amam, que sintonizam conosco, que não nos amam, que praticaram delitos conosco no passado, que foram vítimas ou verdugos de nossos sofrimentos e maldades, etc.
Desta forma muitas vezes em nossas diversa encarnações estaremos em grupos familiares, sociais, profissionais, emocionais, etc. os quais necessitarão de resgates sintonizados, coletivos ou sequenciais, de forma a extinguir as necessidades de reparação do passado. Os erros cometidos coletivamente em experiências passadas podem - e muitas vezes devem - ser resgatados também em coletividades.

Daí o termo "resgates coletivos" aos quais damos quase sempre o sentido de desastres e calamidades grandiosas ou tragédias e acidentes aéreos, ferroviários ou incêndios, tsunamis e terremotos.
Esquecemos que "coletividades" também são cidades, bairros, ruas, sociedades, grupos de indivíduos e, também, famílias...

Desta forma o acontecido com a família de sua esposa - e com outras ao redor do mundo - muito provavelmente se aplica neste tipo de acontecimento.

Embora não devamos esquecer ou negligenciar a interferência direta do livre arbítrio dos envolvidos - diretamente ou indiretamente - principalmente nos processos de assassinato; onde pode ter havido interferência na programação do gênero de morte do indivíduo; sem que houvesse, entretanto, alteração no comprometimento dos envolvidos, pois que a justiça divina não permitiria que alguém sofresse um desencarne doloroso e brutal se não houvesse comprometimento anterior com a violência e dor, compreende?
Os fatos das irmãs que desencarnaram de doenças fatais demonstra mais claramente a ação da programação e do resgate em ação; e embora seja doloroso e triste para os que ficam, devemos enxergar como a libertação dos espíritos envolvidos de uma carga pesada e cansativa - quando enfrentam o processo com resignação e fé.

Encontraremos no livro "Obras Póstumas" uma mensagem do espírito Clélia Duplantier que esclarece e exemplifica bem o que citamos acima. Transcrevo o mesmo abaixo para leitura e reflexão:

"Pergunta:
– O Espiritismo nos explica perfeitamente a causa dos sofrimentos individuais, como consequência imediata de faltas cometidas na existência presente, ou expiação do passado; mas, uma vez que cada um não deve ser responsável senão pelas suas próprias faltas,  explicam-se menos as infelicidades coletivas que atingem as aglomerações de indivíduos, como, por vezes, toda uma família, toda uma cidade, toda uma nação ou toda uma raça, e que atingem os bons como os maus, os inocentes como os culpados.

Resposta:
– Todas as leis que regem o Universo, quer sejam físicas ou morais, materiais ou intelectuais, foram descobertas, estudadas, compreendidas, procedendo do estudo e da individualidade, e do da família à de todo o conjunto, generalizando-as gradualmente, e constatando-lhe a universalidade dos resultados.

Ocorre o mesmo hoje para as leis que o estudo do Espiritismo vos faz conhecer; podeis aplicar, sem medo de errar, as leis que regem a família, a nação, as raças, o conjunto de habitantes dos mundos, que são individualidades coletivas. As faltas dos indivíduos, as da família, as da nação, e cada uma, qualquer que seja o seu caráter, se expiam em virtude da mesma lei. O carrasco expia para com a sua vítima, seja achando-se em sua presença no espaço, seja vivendo em contato com ela numa ou várias existências sucessivas, até à reparação de todo o mal cometido. Ocorre o mesmo quando se trata de crimes cometidos solidariamente, por um certo número; as expiações são solidárias, o que não aniquila a expiação simultânea das faltas individuais.

Em todo homem há três caracteres: o do indivíduo, do ser em si mesmo: o de membro de família, e, enfim, o de cidadão; sob cada uma dessas três faces pode ser criminoso ou virtuoso, quer dizer, pode ser virtuoso como pai de família, ao mesmo tempo que criminoso como cidadão, e reciprocamente; daí as situações especiais que lhe são dadas em suas existências sucessivas.

Salvo exceção, pode-se admitir como regra geral que todos aqueles que têm uma tarefa comum reunidos numa existência, já viveram juntos para trabalharem pelo mesmo resultado, e se acharão reunidos ainda no futuro, até que tenham alcançado o objetivo, quer dizer, expiado o passado, ou cumprido a missão aceita.
Graças ao Espiritismo, compreendeis agora a justiça das provas que não resultam de atos da vida presente, porque já vos foi dito que é a quitação de dívidas do passado; por que não ocorreria o mesmo com as provas coletivas? Dissestes que as infelicidades gerais atingem o inocente como o culpado; mas sabeis que o inocente de hoje pode ter sido o culpado de ontem? Que tenha sido atingido individualmente ou coletivamente, é que o mereceu.

E, depois, como dissemos, há faltas do indivíduo e do cidadão; a expiação de umas não livra da expiação das outras, porque é necessário que toda dívida seja paga até o último centavo. As virtudes da vida privada não são as da vida pública; um, que é excelente cidadão, pode ser muito mau pai de família, e outro, que é bom pai de família, probo e honesto em seus negócios, pode ser um mau cidadão, ter soprado o fogo da discórdia, oprimido o fraco, manchado as mãos em crimes de lesasociedade. 

São essas faltas coletivas que são expiadas coletivamente pelos indivíduos que para elas concorreram, os quais se reencontram para sofrerem juntos a pena de talião, ou ter a ocasião de repararem o mal que fizeram, provando o seu devotamento à coisa pública, socorrendo e assistindo aqueles que outrora maltrataram. O que é incompreensível, inconciliável com a justiça de Deus, sem a preexistência da alma, se torna claro e lógico pelo conhecimento dessa lei.

A solidariedade, que é o verdadeiro laço social, não está, pois, só para o presente; ela se estende no passado e no futuro, uma vez que as mesmas individualidades se encontraram, se reencontram e se encontrarão para subirem juntas a escala do progresso, prestando-se concurso mútuo. Eis o que o Espiritismo faz compreender pela equitativa lei da reencarnação e a continuidade das relações entre os mesmos seres.

Clélia DUPLANTIER"

Espero ter sido de alguma ajuda.

Paz contigo.
Leia Mais em: http://www.bomespirito.com/2013/04/desencarne-sequencial-em-familia.html#ixzz2pYZedihh
Obrigado pelo carinho e Paz Contigo







Aos 66, morre cantor Nelson Ned


O músico estava internado em estado grave com pneumonia no Hospital Regional de Cotia

R7 - Morreu, aos 66 anos, o cantor Nelson Ned, neste domingo (5) em São Paulo. O músico estava internado, em estado grave, com pneumonia desde a tarde de sábado (4). De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Cotia, o músico morreu em decorrência dos graves problemas respiratórios com os quais deu entrada no hospital.
Relembre a trajetória de Nelson Ned, dono do grande hit Tudo Passará
Natural de Ubá (MG), o músico, famoso pela pouca altura, pois media 1,12 m, começou a carreira de sucesso na década de 60. Como compositor, teve canções gravadas por Moacyr Franco e Agnaldo Timóteo. Sua música Tudo Passará foi destaque no Festival da Canção na Argentina e foi gravada em mais de dez idiomas. Grande vendedor de LPs, ganhou diversos discos de ouro.
Nelson Ned também se apresentou no Carnegie Hall, em Nova York, nos Estados Unidos, casa de espetáculos que chegou a receber Frank Sinatra. O brasileiro de Ubá lotou o lugar por quatro vezes, um marco.
Após o AVC que sofreu em 2003, Nelson ficou dependente da família. Não podia mais andar e vivia em cadeira de rodas, conforme contou a irmã do cantor, Neuma.   
— Ele requer cuidados 24 horas. É dependente fisicamente, precisa de cuidados para banho, atividades de vida diária.
Agência Estado: O cantor brasileiro Nelson Ned, de 66 anos, morreu na manhã deste domingo após complicações de um quadro de pneumonia, segundo informações do Hospital Regional de Cotia, na Grande São Paulo. Ned, apelidado de "o pequeno gigante da canção" ao longo de sua carreira, foi internado na tarde de ontem em estado grave. O artista é natural de Ubá, Minas Gerais.
Nelson Ned fez sucesso nos anos 60 com repertório de músicas românticas. Sua canção mais famosa é "Tudo Passará", de 1969, e que teve mais de 40 regravações. O cantor sofreu um acidente vascular cerebral em 2003 e, desde então, morava em uma residência assistida em São Paulo.





Detran reabre na segunda-feira com reajustes nas taxas de serviço


Os serviços de veículo e de habilitação oferecidos pelo Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) passam a vigorar com novos valores, a partir desta segunda-feira, 6, na reabertura do órgão após o recesso de início de ano. As taxas são reajustadas anualmente com base no valor da Unidade Padrão Fiscal (UPF) definida pela Secretaria da Fazenda (Sefa). Para 2014, a UPF foi definida em R$ 2,5697, de acordo com a portaria de número 165 publicada pela Sefa.
Um grande número de pessoas deve procurar o órgão, na segunda-feira, já que não houve expediente nos dia 24 e 31 de dezembro e logo depois começou o recesso que ocorre todos os anos para a atualização do sistema de informática.
Todos os valores ajustados, bem como o novo calendário do licenciamento, estarão disponíveis na página eletrônica (www.detran.pa.gov.br) do departamento, a partir do final da tarde desta sexta-feira, 3, para quem quiser conferir os novos valores. O horário de atendimento ao público na sede do Detran e nas demais unidades da capital e interior é de 8 às 14 horas.
Confira os valores reajustados dos serviços mais procurados pelos condutores:
Licenciamento - R$ 154,18
Diárias no Parque de Retenção (4 rodas) - R$ 25, 70
Diárias no Parque de Retenção (2 ou 3 rodas) - 17,99
Lacre de placa - R$ 25,70
Vistoria de veículo de 2 ou 3 rodas - R$ 17,99
Vistoria de veículo de 4 rodas até 9 lugares, ou até 3,5 toneladas - R$ 25,70
Vistoria de veículo de carga com peso bruto total acima de 3,5 toneladas - R$ 38,55
Primeiro emplacamento - R$ 154,18
Transferência de Propriedade - R$ 154,18
Permissão para Dirigir - PD (ACC) ou (categoria A) ou (categoria B) - R$ 154,18
Permissão para Dirigir - PD (ACC) e (categoria B) ou (categorias A e B) - R$ 205,58
Reteste por reprovação no exame teórico - R$ 38,55
Reteste por reprovação no exame prático - R$ 51,39
Renovação da CNH - de R$ 64,24
Exame médico - R$ 74,52
Exame psicotécnico - R$ 100,22 


Texto:
Edson Matoso



Seduc iniciará processo de matrícula a partir do dia 06 de janeiro
A partir da próxima segunda-feira, dia 06 de janeiro, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) iniciará o processo de matrícula 2014, com a pré-matrícula para alunos novos, incluindo os portadores de deficiência. A pré-matrícula poderá ser feita pelo site da Seduc (www.seduc.pa.gov.br), ou pelo fone 0800 280 0078, de segunda a sexta, das 8h às 18h.
De acordo com a coordenadora do processo de matrícula, professora Suely Domont, para este ano serão disponibilizadas 290 mil vagas para alunos novos nas escolas da rede estadual. “Tivemos um aumento de 10% em relação ao ano anterior, quando ofertamos 255 mil vagas”, ressalta Suely.
A pré-matrícula segue até o dia 07 de fevereiro. Esses alunos terão o período de 10 a 14 de fevereiro para a confirmação da matrícula, sendo que os portadores de deficiência terão prioridade na confirmação e até o dia 11 para garantir a vaga, depois o processo segue com a confirmação dos demais.
A confirmação da matrícula acontecerá na escola indicada durante a pré-matrícula. No dia 12 de fevereiro, deverão garantir a vaga os alunos do 1º ao 7º ano do Ensino Fundamental de 9 anos, da 7ª e 8ª séries do Ensino Fundamental e da 1ª a 4ª etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA) Fundamental.
No período de 24 a 28 é a vez dos alunos que perderam a pré-matrícula garantirem uma vaga na rede. Nesse caso a matrícula acontecerá nas escolas que ainda tiverem vagas disponíveis. Nos dias 24 e 25, a matrícula estará aberta para os alunos do 1º ao 7º do Ensino Fundamental de 9 anos e 7ª e 8ª séries do Ensino Fundamental.
No dia 26 são os alunos da 1ª a 4ª etapas da EJA Fundamental que deverão confirmar sua matrícula e, nos dias 27 e 28, os de 1ª a 3ª séries do Ensino Médio e da 1ª e 2ª etapas da EJA Médio. Após o fim do ano letivo de 2013, marcado para o dia 11 de abril, iniciará a rematrícula dos alunos da rede, processo de remanejamento e transferência. O ano letivo de 2014 iniciará no dia 28 de abril.

Texto:
Danielly Gomes



Inscrições para o Mestrado em Cirurgia e Pesquisa Experimental começam na segunda
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) abrirá nesta segunda-feira (06) as inscrições ao processo seletivo da primeira turma do Programa de Pós-Graduação - Mestrado Profissional em Cirurgia e Pesquisa Experimental. Os interessados podem se inscrever até as 18 h do dia 31 de janeiro.
O mestrado será destinado exclusivamente aos graduados em cursos da área de Saúde, preferencialmente com atuação na docência. Os interessados devem preencher o formulário disponível no endereço www.fadesp.org.br; pagar a taxa de inscrição, no valor de R$ 300,00, até o dia 31, em qualquer agência bancária; e entregar na secretaria dos Mestrados do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Uepa, os seguintes documentos: Formulário de inscrição preenchido e assinado e as cópias simples do boleto bancário pago, do diploma de graduação (frente e verso), da Carteira de Identidade e do CPF.
O Curso está estruturado na área de concentração “Cirurgia e Pesquisa Experimental”, em duas linhas de pesquisa: Cirurgia Experimental e Pesquisa Experimental. São ofertadas 12 vagas – seis para cada linha. De cada uma das seis vagas, três são para ampla concorrência, duas destinadas a servidores da Uepa lotados na capital e uma vaga para servidores lotados nos demais campi da instituição.
A seleção será composta por três etapas: prova escrita (peso 5), análise de documentos e currículo lattes (peso 2) e entrevista (peso 3). De acordo com o calendário da seleção, a primeira etapa está marcada para o dia 14 de fevereiro, às 8 h. Já a entrega de documentos será no período de 10 a 14 de março. O resultado final será divulgado dia 11 de abril de 2014, nos sites www.fadesp.org.br e/ou no www.uepa.br/paginas/mestradocipe, e no quadro de avisos do bloco B, 1º andar do CCBS, no Campus II da Uepa.
Será admitido recurso, escrito em formulário específico, em contestação ao resultado das fases já realizadas. O prazo para interposição dos recursos, de acordo com o cronograma, será de um dia útil após a data de divulgação do resultado do evento a ser recorrido, das 8 às 14 h. O período de matrícula será de 14 a 18 de abril, e a aula inaugural acontecerá no dia 25 do mesmo mês, às 14h30, em local a ser informado posteriormente.
O Mestrado Profissional tem duração de 24 meses, e visa proporcionar o aprofundamento do conhecimento técnico científico, bem como o desenvolvimento de habilidades para executar pesquisas operacionais e desenvolver processos, produtos e metodologias na área de Cirurgia e Pesquisa Experimental. O objetivo é oferecer a profissionais da área de Saúde qualificação Stricto sensu, preferencialmente àqueles que estejam vinculados à pesquisa, docência, secretarias de Saúde e empresas do setor privado.
Mais informações: www.uepa.br/paginas/mestradocipe, (91)3277-5988mestradocipe@gmail.com. A secretaria dos Mestrados do CCBS está localizada no 1º andar do Bloco B, na Travessa Perebebuí, 2623, Bairro do Marco, em Belém – CEP: 66.087-670.

Texto:
Ize Sena



Equipe do Programa Cheque Moradia chega a Abaetetuba neste domingo
Uma equipe de técnicos da Cohab estará na manhã deste domingo, 05, no município de Abaetetuba, nordeste do estado, para dar um atendimento inicial às famílias que perderam suas casas, destruídas na tarde de hoje,  após a erosão provocada pela cheia do rio Maratauíra, que atingiu cerca de 30 residências na rua Siqueira Mendes, bairro São João.
Segundo a diretora de Relações com o Cliente da Cohab, Bernardete Costa, a equipe formada por assistentes sociais e um engenheiro estarão no local para fazer um primeiro levantamento da situação e orientar as famílias quanto aos procedimentos para acessar ao programa habitacional da Cohab.
O programa habitacional tem como prioridade o atendimento de sinistros como o ocorrido em Abaetetuba e a ação possibilitará a reconstrução das casas atingidas.
O desmoronamento dos imóveis, localizados próximo às margens do rio, começou por volta de 10 horas deste sábado. Segundo uma das moradoras do bairro, um buraco se abriu e atravessou a rua, ''engolindo'' as casas ao redor.
A Defesa Civil também já deu início ao atendimento das famílias. 

Texto:
Rosa Borges


Hemopa estimula doação de sangue aos sábado
O primeiro dia da campanha externa realizada pela Fundação Hemopa, na última sexta-feira, 03, na Avenida Presidente Vargas, centro de Belém, resultou no significativo saldo de 94 comparecimentos de doadores de sangue e 21 novos cadastros de doadores de medula óssea. A ação prosseguiu neste sábado, 04, com o apoio da unidade móvel do hemocentro, das 8h às 15h, no mesmo local.
O serviço de coleta de sangue aos sábados também é oferecido na sede do hemocentro, das 7h30 às 17h. O objetivo é estimular a doação de sangue aos finais de semana para incentivar aquelas pessoas que não dispõem de tempo nos dias úteis para darem a sua colaboração.
O calendário de campanhas externas continua no dia 7, de 8h as 16h, também na Avenida Presidente Vargas, próximo à rua Santo Antônio. A meta será de 100 coletas/dia.
No dia 9, a ação será realizada em parceria com a direção da Escola de Ensino Fundamental e Médio “Jaderlândia”, na rua G - ao lado do Posto de Saúde do Jaderlândia, no bairro Atalaia. Neste caso, a campanha faz parte do programa “Doador do Futuro”, que tem o objetivo de incentivar a solidariedade junto a alunos dos ensinos Fundamental e Médio das escolas das rede de ensino pública e privada.
No dia 11, de 8h as 15h, haverá campanha em parceria com a direção do Centro Social Santo Agostinho, na Avenida Cipriano Santos, nº 265, no bairro de Canudos.
Instituições interessadas em compor parceria com o hemocentro podem entrar em contato com a Gecad, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados até as 17h, através do telefone (91)  3224-5048.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118, de 2ª a 6ª-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 17h.

Texto:
Vera R. Rojas


Audiência Pública discute a duplicação da avenida Perimetral
Na manhã deste sábado, 4, cerca de 600 pessoas participam de uma audiência pública realizada pela  Secretaria de Estado de Integração Regional e Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) para discutir o projeto de duplicação da avenida Perimetral, em Belém. A reunião ocorreu na quadra da escola Parque Amazônia, no bairro da Terra Firme.
Durante a plenária, que contou com a participação do titular da Seidurb, Luciano Dias e de representantes do Detran, Universidade Federal do Pará, lideranças comunitárias e moradores que vivem ao longo de toda a avenida, foi apresentado o detalhamento da obra que deverá beneficiar um milhão de habitantes.
O projeto consiste em cinco quilômetros de duplicação da avenida Perimetral - da feira da Bandeira Branca, no Marco, até o terminal de ônibus da UFPA. De acordo com a arquiteta Lorena Pinheiro, coordenadora do projeto, serão sete metros de pista em cada sentido, calçadas, um canteiro central e duas faixas de ciclistas ao longo de todo o trajeto. “Além disso, a gente tem também a construção de 340 unidades habitacionais, que vão atender as famílias que serão remanejadas, do terminal de ônibus da UFPA até as torres de alta tensão da Eletronorte”, explicou a arquiteta.
Para o secretario Luciano Dias, a audiência pública é uma forma de prestar contas com a população. “Para o governo do Estado, a prestação de contas é algo muito sério. Por isso fizemos questão de visitar a comunidade beneficiada para ouvir a população. Essa obra vai mexer diretamente não só com as pessoas que moram ao longo da Perimetral, mas com toda a mobilidade de Belém. Por isso queremos ouvir os moradores, esclarecer todas as dúvidas e nos colocar à disposição da população”, ressaltou o titular da Seidurb.
A audiência começou com a apresentação do projeto. Após as explanações iniciais de técnicos da obra, o debate foi aberto ao público. “Eu fiz questão de vir até aqui, pois tenho muitas dúvidas sobre as consequências dessa duplicação. O que vai acontecer com a gente? Como vai funcionar esse remanejamento?”, questionou a professora Núbia Ribeiro, 51 anos. Moradora da área há duas décadas, ela se diz favorável ao projeto, mas afirma que ainda tem muitas dúvidas sobre o funcionamento da obra.
O questionamento da professora foi o mesmo do pastor evangélico Isaias Pinheiro, 46 anos. “Ninguém aqui é contrário ao projeto. Todos sabemos que a duplicação da Perimetral é um projeto que vai beneficiar a cidade, por isso queremos tirar todas as nossas dúvidas aqui. Essa iniciativa do governo, de vim´r até a comunidade para ouvir a população já representa um avanço para a gente. Por isso fiz questão de participar dessa audiência. Eu também quero dar a minha contribuição nesse espaço”, afirmou o morador.
Durante a plenária todas as perguntas feitas através de bilhetes ou da própria tribuna foram respondidas pelo titular e técnicos da Seidurb. Eles explicaram que todo o andamento do projeto se dará de forma transparente. “O nosso objetivo aqui é esclarecer ao máximo os benefícios gerados por essa obra. Queremos não apenas melhorar a mobilidade urbana do município, mas, principalmente, melhorar a qualidade de vida população que vive ao longo da avenida”, enfatizou o secretário.
Segundo a antropóloga Marineia Santos, responsável pelo planejamento social do projeto, tudo está sendo planejado para manter a população original do bairro.  “Mesmo nos casos de remanejamento, não queremos atropelar os processos sociais. Queremos que os moradores daqui continuem mantendo o vinculo com a vizinhança, continuem com o laço de aproximação com a comunidade. Para isso, criamos uma equipe especifica para tratar dessas questões”.
Para as outras perguntas que não foram respondidas durante a audiência, a Seidurb disponibilizou um email exclusivo para atender as demandas da população. Através do endereço eletrônico perimetral@seidurb.pa.gov.br qualquer um morador pode tirar sua dúvida sobre o funcionamento do projeto. As obras de duplicação da avenida Perimentral devem ser iniciadas ainda este mês. 

Texto:
Adison Ferrera


Imaginário amazônico marca primeiro Pôr-do-Som do ano na Estação
O espetáculo “Mitos e louvores da Amazônia” abriu a temporada 2014 do projeto Pôr-do-Som, nesta sexta-feira, 3, na Estação das Docas. A apresentação do grupo Trilhas da Amazônia abordou o imaginário e misticismo regional através de danças e canções.
Retratadas com coreografias envolventes, as lendas do Boto e da Iara chamaram a atenção do público que esteve na orla do complexo turístico. A performance que retratou Obaluaê e outros orixás foi o destaque do espetáculo folclórico. A noite contou ainda com uma homenagem a São Benedito, embalada pela Marujada.
Há cerca de 40 anos, a pedagoga paraense Jane Lúcia Struthos, 57 anos, mora em Porto Velho (RO) e vem a Belém para passar a virada do ano ao lado da família. “Estávamos passeando na Estação quando nos deparamos com a apresentação do grupo. É muito bonito ver que tem projetos que valorizam a nossa cultura, que por sinal é riquíssima”, destacou.
O projeto Pôr-do-Som é uma realização do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), via Organização Social Pará 2000, que administra complexo turístico. Na próxima sexta-feira, 10, o grupo Os Baioaras será atração do projeto, com apresentação a partir das 18h, na orla do Armazém 3.
Serviço: Confira a programação completa no site: www.estacaodasdocas.com.br.

Texto:
Camila Barros


Para Jatene, exemplo de Gabriel Guerreiro deve semear uma nova política

O corpo do deputado estadual Gabriel Guerreiro (PV) chegou a Belém no final da manhã desta sexta-feira (3), oriundo da cidade do Rio de Janeiro (RJ), onde ele foi vítima de um infarto. O velório acontece na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa). O governador Simão Jatene esteve à tarde no velório, junto com outras autoridades. O corpo do parlamentar será sepultado neste sábado (4) em um cemitério particular, no município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém.
“Ao se ter uma perda política desse porte, existe a consciência de quem teve uma vida pautada por valores éticos, uma vida de lutas. Tem-se uma perda muito grande, de quem serviu ao público, e não se serviu do público, como fazem muitas pessoas e grupos. Gabriel Guerreiro sai da vida pública do mesmo jeito que entrou. Merece todo o nosso respeito e a saudade. Que o exemplo dele ajude a semear uma nova política, que é o que o Brasil precisa”, declarou Simão Jatene.
Para o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda, a morte de Guerreiro significa também a perda da “fonte de consulta” e do conselheiro, graças ao domínio sobre temas diversos que o deputado detinha, e sempre dividia com os colegas de Parlamento. “Era o nosso deputado mais experiente. Ele vivia a essência do parlamentarismo. Uma pessoa simples e de hábitos simples, totalmente despido de vaidade. Defendia com paixão as causas do Baixo Amazonas, e de sua Oriximiná. Vai fazer muita falta. Era uma fonte de informações. Eu mesmo o consultei sobre vários temas, quando da extinção do 13º e 14º salários dos deputados, e ele foi o primeiro a me dar apoio. Fica um vazio político para a região do Baixo Amazonas”, destacou Márcio Miranda.
Natural de Oriximiná, município do Baixo Amazonas, Manoel Gabriel Siqueira Guerreiro era graduado em Geologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Também cursou Física, na Universidade de São Paulo (USP), onde iniciou a participação política em movimentos estudantis contrários à ditadura militar, em 1964. Ele voltou ao Rio e tornou-se mestre em Geologia Econômica. Foi professor da Universidade Federal do Pará (UFPA) durante muitos anos.
Gabriel Guerreiro participou da elaboração da Constituição Federal de 1988. Sua formação e domínio sobre questões do setor mineral o levaram a ser titular da subcomissão do Regime da Propriedade do Subsolo e da Atividade Econômica, da Comissão da Ordem Econômica, que tratou da destinação dos royalties do setor mineral.
Atualmente, Gabriel Guerreiro cumpria o sétimo mandato de deputado estadual. Em sua trajetória ocupou cargos técnicos nas administrações estaduais. Foi secretário executivo de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, e atuou na criação do projeto de Macrozoneamento Ecológico-Econômico do Estado do Pará, durante o primeiro governo de Simão Jatene.

Texto:
marciosousa


Exposição “Guarás e Garças: Uma revoada no Armazém do Tempo” chega ao Mangal
A matéria prima miriti é o que dará forma a todos os elementos que compõem a primeira exposição de 2014 do Parque Zoobotânico Mangal das Garças, “Guarás e Garças: Uma revoada no Armazém do Tempo”. Um presente para os paraenses e para a cidade, já que faz parte da programação do aniversário de Belém. A visitação será gratuita a partir de hoje 3 de janeiro até o dia 28 de fevereiro.
O responsável pela curadoria da exposição é o diretor do Memorial Amazônico da Navegação do Mangal, Emanuel Franco, que detalha sobre este trabalho, que é um recorte do Projeto Miriti das Águas. “Em outubro fizemos no galpão da Estação das Docas uma instalação também de miriti, utilizando os elementos de barcos, canoas, garças, guarás e outros pássaros. Chegou agora então, a hora de trazer essa revoada para seu habitat natural que é o Mangal”, explica.O Armazém do Tempo – antigo galpão de ferro utilizado como oficina mecânica - receberá uma instalação suspensa por toda sua dimensão com cerca de cem garças, cem guarás, todas feitas de miriti, formando uma grande revoada. Nas paredes oito canoas em tamanho natural irão compor a exposição.
“Guarás e Garças: Uma revoada no Armazém do Tempo” estará aberta para visitação de terça a domingo, sempre das 9h às 18h, do dia 3 de janeiro a 28 de fevereiro. Esta exposição é uma realização do Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), por meio da Organização Social Pará 2000, que administra o Parque Zoobotânico Mangal das Garças.

Serviço:
Exposição “Guarás e Garças: Uma revoada no Armazém do Tempo”
Data: De 3 de janeiro a 28 de fevereiro de 2014
Horário: 9h ás 18h.
Local: Armazém do Tempo – Mangal das Garças
Informações 3242-5052 ou www.mangalpa.com.br

Texto:
Camila Barros


Luciana Magno instala “Orgânicos” no IAP, dia 7
Na próxima terça-feira, dia 7, às 10h, a artista visual Luciana Magno inicia a instalação do projeto “Orgânicos”, que será montado no jardim do Instituto de Artes do Pará. Resultado do edital de bolsas 2013, o projeto integra o Circuito das Artes do IAP e permanece em execução até o dia 31 de janeiro de 2014.
“Orgânicos” é um exercício relacional entre vídeo, performance, biologia, agronomia e geologia. A pesquisa realizou ações nas regiões de Bragança, Ajuruteua, Fordlândia, Belterra, Santarém, Alter-do-Chão, Carajás, Serra Pelada, Marabá, Altamira e Xingu, lugares escolhidos devido às interferências sofridas na paisagem, por conta do deslocamento do curso do rio, causadas pelas obras da Usina Hidroelétrica de Belo Monte. Em Belém, o projeto é desenvolvido nos arredores da cidade e nas Ilhas do Combu.
A instalação no IAP é o resultado desse processo de busca pelo entorno do rio. No dia 7, além da exibição do processo de pesquisa e do registro das performances, haverá ainda uma conversa com o público. 
O registro das performances foi feito pelos artistas Luciana Lemos e Solon Ribeiro e o projeto contou ainda com o apoio dos pesquisadores Amintas Lopes e Luiza Antunes; assim como do Instituto Chico Mendes, do campus da Universidade Federal do Pará em Bragança, do Centro de Pesquisa em Mangue, coordenado pelo professor Marcos Emanuel, e do Departamento de Cartografia e Geologia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de Belém.
Serviço: Instalação do “Orgânicos”, de Luciana Magno, no Instituto de Artes do Pará. Terça-feira, 7, às 10 horas. Bate-papo com o público às 19 horas. Aberto ao público.


Texto:
Dani Franco


Carlos Gomes inscreve para Curso de Complementação Pedagógica
O Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG) está com inscrições abertas para o Curso de Complementação Pedagógica em Música. As inscrições começam na próxima segunda-feira, 6, e se estendem até o dia 17 de janeiro. Os interessados devem procurar a secretaria do Curso de Bacharelado em Música, que funciona no prédio do IECG, de 8 às 12 e de 14 às 20 horas, levando os documentos pessoais e preencher o requerimento de inscrição. No ato da inscrição é necessário comprovar a escolaridade: o candidato deve ter em mãos a cópia autenticada do diploma de Bacharelado em Música e o histórico escolar do curso.
A prova, constituída de uma redação valendo dez pontos, será realizada no dia 22 de janeiro e terá duração de 3 horas. O resultado será divulgado no dia 31 de janeiro. O processo seletivo do Curso de Complementação Pedagógica em Música do IECG oferta 30 vagas e o curso, destinado apenas aos alunos que concluíram o Bacharelado em Música. será realizado no período noturno nas instalações do IECG, com duração de dois semestres.  
O IECG fica na Avenida Gentil Bittencourt, 909, e maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3201-9468. O edital do processo seletivo está disponível no Diário Oficial do Estado do dia 16 de Dezembro, com acesso no site da Imprensa Oficial: www.ioe.pa.gov.br.


Texto:
Rosa Cardoso


“Crias do Curro traz a magia do circo para a avenida no Carnaval 2014
Combinar o samba no pé com o equilíbrio e a elasticidade do malabarismo circense. É o que traz o enredo do carnaval 2014 da Escola de Samba “Crias do Curro Velho”, que todos os anos, no mês de fevereiro, toma as ruas do bairro do Telégrafo, onde está localizada a fundação que dá nome à agremiação. 
Este ano a escola vai explorar o tema: “Criança, o maior espetáculo da terra”, reunindo palhaços, contorcionistas, bailarinas e trapezistas. A ideia é unir responsabilidade social e entretenimento em um só espetáculo. A mensagem do samba-enredo resalta os Direitos da Criança e do Adolescente, reivindicados pelos jovens artistas formados nas oficinas do Curro Velho.
As Crias do Curro vão mostrar que a melhor maneira de assegurar uma infância segura para as crianças é por meio da garantia dos direitos básicos, como saúde, educação e moradia, entre outros. Paulo Moura, gerente do núcleo de música da FCV e compositor do samba-enredo há mais de 15 anos, conta que durante os trabalhos das oficinas, projetos e mostras ficou claro o interesse dos jovens pela fantasia do circo e essa constatação serviu de inspiração para o tema do Carnaval 2014. “Todos os anos o samba-enredo tem a responsabilidade de passar uma mensagem diferente e compromissada socialmente, por meio do que as crianças mais gostam, e dessa vez foi o circo”, explica.
A bateria da escola de samba também é a responsável por fazer toda a festa com os pequenos músicos. Comandados pelo coordenador e diretor de bateria do “Crias”, Muka de Souza, os jovens tem em torno de quatro a cinco anos de prática em percussão na Fundação. Muka tem 20 anos na instituição e revela que nos primeiros desfiles a escola era puxada pela bateria do “Rancho”. “A nossa bateria tem a proposta de formar crianças da comunidade e tirá-las do ócio”.
As alas reúnem 150 integrantes de 12 a 14 anos e contam com uma equipe de 12 pessoas à frente da montagem e gravação do samba-enredo. "O resultado dessa mistura com o circo não poderia ter sido melhor. Sempre existe um elemento novo a cada ano e nossa expectativa é que tudo dê certo. Vamos para as ruas com a mesma alegria de sempre e a promessa de fazer um grande carnaval”, completa Muka.

Samba enredo do G.R.E.S. Crias do Curro Velho 2014

Eu fico com a pureza da resposta das crianças
Respeitável público
O maior espetáculo da terra
É ser criança e viver feliz
As crias do curro velho vem agora afirmar
Ser criança é ser bem grande
É ter pureza pra amar
Caminhar na corda bamba, bailar no espaço e fazer magia
Iluminar o picadeiro dessa vida todo dia
Trazendo a todo mundo a emoção
A emoção de se ter saúde
E um cantinho aconchegante pra viver
Ter a alegria de um palhaço
Família unida e o auxílio do saber
E sem mais embaraço
Malabarista só for pra não sofrer
Ser criança é ter futuro
Ser criança, eu juro, pra sempre eu quero ser
Eu vou pular corda
Vou brincar no chão
Crias na avenida
É só coração

Texto:
Andreza Gomes


Período de defeso do caranguejo no Pará só termina em abril


A captura do caranguejo é uma das principais atividades desenvolvidas na Reserva Extrativista Mocajuim, no município de São João da Ponta, no nordeste do Estado. São cerca de 95 pescadores artesanais do crustáceo que sobrevivem dessa produção. Por semana são capturados cerca de 8 mil caranguejos. Cada um é vendido ao preço de R$ 0,80 a R$ 1,00 para feirantes em Belém e Macapá. Mas a partir desta semana tudo fica parado dentro do manguezal. “Nós respeitamos muito o período de defeso, porque sabemos a importância da reprodução da espécie”, garante João Lima, presidente da Associação de Usuários da Resex Mocajuim.
O trabalho de fiscalização no período do defeso é feito pelos próprios pescadores. “Nós também somos agentes ambientais e nessa época um fiscaliza o outro para evitar a captura ilegal da espécie”, acrescenta.
A Instrução Normativa da Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq) que define todas as regras e prazos para o período de defeso do caranguejo-uçá no Pará foi publicada no Diário Oficial do Estado, na última segunda-feira, 30 de dezembro. Durante a época de reprodução da espécie ficam proibidos a captura, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização de quaisquer indivíduos vivos, carnes ou partes isoladas do caranguejo-uçá. Esse período é também conhecido como “andada”, quando os caranguejos (machos e fêmeas) saem de suas tocas e andam pelo manguezal para acasalamento e liberação de ovos.
Os períodos que já estão valendo desde a quinta-feira, 2, são os seguintes: 1º período: de 2 a 7 de janeiro e de 17 a 22 de janeiro; 2º período: de 31 de janeiro a 5 de fevereiro e de 15 a 20 de fevereiro; 3º período: de 2 a 7 de março e de 17 a 22 de março; 4º período: de 31 de março a 5 de abril.
Quem vender caranguejo nesse período vai ter que apresentar a Declaração de Estoque emitida pelo Ibama ou ICMbio. O documento vai comprovar que o crustáceo foi capturado antes do período do defeso. Isso vale para feiras livres e restaurantes. A fiscalização para evitar a venda ilegal de caranguejo será feita por uma força tarefa formada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Delegacia Estadual de Meio Ambiente, Batalhão de Polícia Ambiental, Adepará, Ibama, ICMbio, Ministério da Pesca, PRF e PRE.
Quem cometer a infração terá o produto apreendido e pagará multa. Para cada 100 caranguejos, a multa é de R$ 400,00. Dependendo da quantidade do crustáceo, o portador poderá ser levado para delegacia e responder a um TCO.
Em Belém, muitos restaurantes não comercializam caranguejo nesse período. Na sede campestre da Assembléia Paraense, um dos mais tradicionais pontos de venda do caranguejo toque-toque, os associados já foram informados de que o crustáceo não será vendido. Existem cartazes espalhados pelo clube, avisando o público, e um informativo no site da AP.
A Sepaq informou, ainda, que os restaurantes que forem vender caranguejo no período de defeso devem afixar em local visível do estabelecimento a Declaração de Estoque, com o fim de comprovar que o crustáceo foi adquirido antes da Instrução Normativa do Defeso entrar em vigor.


Texto:
Christian Emanoel


Programa de prevenção Iasep Móvel atendeu 4.722 servidores
O programa de prevenção em saúde Iasep Móvel realizou 4.722 atendimentos em saúde de servidores públicos, em seus locais de trabalho, durante o ano de 2013. De acordo com o relatório de atividades do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), o programa identificou 424 casos de glaucoma, 76 de hipertrofia de próstata e 214 de perda de audição. Os servidores foram examinados e encaminhados a tratamento em clínicas especializadas.
“Os principais objetivos do programa são estimular a realização de exames preventivos e, principalmente, diagnosticar doenças ainda em estágio inicial, para que possam ser tratadas e curadas a tempo”, diz o presidente do Iasep, Kleber Miranda. Segundo ele, o programa se voltou principalmente para os homens, entre os quais é maior a resistência à realização de exames preventivos.
O combate ao câncer de próstata recebeu uma atenção especial da equipe de urologia do Iasep Móvel, que realizou 700 atendimentos. Além de consultas e exames, os especialistas detalharam aos servidores a importância da realização de exames preventivos regulares após os 45 anos. Dos atendidos no programa, 417 servidores foram encaminhados para tratamento especializado, 76 deles identificados com hipertrofia de próstata e 165 com varicocele ou algum tipo de infecção. “O atendimento é tranquilo”, garante o servidor da Secretaria da Fazenda (Sefa), Antônio Carlos, que realizou atendimento urológico, durante a campanha Novembro Azul, na sede do órgão.
Servidor da Secretaria da Administração, Matias Santos foi um dos 2.078 servidores atendidos pelos oftalmologistas do programa. O servidor elogiou a rapidez e a qualidade de atendimento no Iasep Móvel. “Se nós tivéssemos que marcar, teríamos que aguardar. Aqui o atendimento é rápido, a doutora é muito atenciosa e já estou com o receituário para trocar os óculos”, disse ele.  No total, o programa entregou 1.407 receitas de óculos e identificou 625 problemas oftalmológicos, como glaucoma e catarata.
Idealizado para atender preferencialmente os professores da rede pública, o setor de fonoaudiologia do programa atendeu 534 servidores, oferecendo testes de audiometria e exame das cordas vocais. Através do programa, 214 servidores foram diagnosticados com perda de audição, sendo detectados 11 casos de perda auditiva grave, além de outros 58 problemas fonoaudiológicos, como bruxismo.
O atendimento odontológico foi o segundo mais procurado pelos servidores nas ações do Iasep Móvel. Ao todo foram 1.409 consultas, nas quais os segurados do Iasep realizaram limpeza, aplicação de flúor e extrações de tártaro. Todos os procedimentos do programa são realizados sem uso da cota anual de procedimentos e exames para os segurados do plano.
O programa Iasep Móvel acontece nos órgãos públicos com estrutura para a instalação dos três carros onde são oferecidos o atendimento médico e odontológico, além de um espaço para a cabine necessária aos testes de audiometria. O programa aconteceu em Belém, Marituba, Salinas, Santa Isabel, Castanhal, Abaetetuba, Ananindeua, Icoaraci, Benevides, Igarapé-Açu e Santa Maria do Pará.

Números do Iasep Móvel em 2013:           
Oftalmologia             2.078
Urologia                      701
Odontologia              1.409
fonoaudiologia             534
Total                       4.722

Texto:
Ettiene Angelim


Floresta do Araguaia garante 1º lugar na produção de abacaxi
Floresta do Araguaia, o município que mais produz abacaxi no Brasil, pode aumentar em quase 30% a safra controlada do ano que vem em relação a este ano, passando de 350 mil para 450 mil toneladas e expandindo um pouco a área irrigada por microaspersão - tecnologia que permite produção contínua, sem o condicionamento da época de chuvas.
As previsões são do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), que acompanha cerca de 500 agricultores familiares envolvidos com a atividade naquele município do sudeste paraense. São mais de 3 mil hectares plantados sob indução floral, pelos produtores atendidos, e menos de 5% já são irrigados.
“Em 2013 conseguimos, em parceria com o Banco do Brasil, aprovar seis projetos de financiamento de irrigação pela linha Mais Alimentos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf)", explica o chefe interino do escritório local da Emater, o técnico em agropecuária José Ednaldo Pereira. Cada produtor recebeu R$ 32 mil para adquirir e implantar o sistema e em 2014 pelo menos mais 30 devem ser beneficiados.
O abacaxi de Floresta é da variedade “pérola” - considerada de polpa doce e suculenta, ideal para consumo in natura - e tipo exportação. A maior parte da colheita segue para estados do Sudeste e do Sul do país. A safra temporã costuma abastecer as regiões próximas, Belém e uma indústria de sucos instalada no próprio município. 


Texto:
Aline Miranda


Sai resultado de candidatos sub judice no concurso da Polícia Civil
A Secretaria de Estado de Administração (Sead), em acordo com a Polícia Civil e a Universidade do Estado do Pará (Uepa), publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) da última sexta-feira, 27, o resultado definitivo dos aprovados na segunda subfase da primeira etapa (capacitação física) do concurso destinado ao provimento de cargos da carreira policial de delegado de Polícia Civil, investigador, escrivão e papiloscopista.
O resultado está disponível para consulta na página de acompanhamento do concurso (http://paginas.uepa.br/concursos). O concurso oferta 150 vagas para o cargo de delegado de Polícia Civil, 250 para investigador, 250 para escrivão e 20 para papiloscopista. Dos 23.666 inscritos, mais de 10 mil candidatos disputaram as vagas para delegado, cargo para o qual, atualmente, a nível inicial, a remuneração oferecida varia de R$ 8 mil a R$ 10 mil. Os cargos de investigador, escrivão e papiloscopista recebem, em média, R$ 4 mil de remuneração.


Texto:
Thays D. Rosario


Reforma na Estação de Aquicultura de Terra Alta ampliará produção de alevinos
A reforma do telhado do laboratório, a troca do sistema de iluminação e a ampliação do alojamento de pesquisadores e estudantes estão entre as melhorias previstas na obra que a Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura está realizando na Estação de Aquicultura Orion Nina, em Terra Alta, no nordeste do Estado. Na estação são produzidos e doados para projetos de piscicultura realizados em todo o Pará cerca de 250 mil alevinos por mês. As espécies são o tambaqui e a pirapitinga. 
Com a reforma do laboratório, a Sepaq pretende iniciar a reprodução de alevinos através de hormônios, o que deverá aumentar o número de peixes. Para capacitar os técnicos que vão desenvolver essa nova modalidade, a secretaria, em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), vai realizar um curso de Reprodução Induzida na estação de Terra Alta.
As melhorias no alojamento vão possibilitar a acolhida de mais estudantes universitários de cursos de pesca, para a realização de pesquisas na estação, assim como de mais pesquisadores e professores das universidades.
As obras em Terra Alta devem ser concluídas até o final do mês de janeiro de 2014. A Sepaq também aguarda a liberação de verbas do Governo Federal para ampliar a Estação de Aquicultura de Curuperé, no município de Curuçá.
“Nosso objetivo é aumentar a produção de alevinos para que em 2014 novas famílias possam ser beneficiadas com a criação de peixes em cativeiro em todos os municípios do Estado”, explicou o secretário de Pesca e Aquicultura André Pontes.


Texto:
Christian Emanoel


Taxistas serão atendidos na sede da Sefa dias 2 e 3 de janeiro
O Departamento de Trânsito do Pará (Detran) esteve de recesso entre os dias 2 e 3 de janeiro, período que aconteceu os ajustes necessários no sistema de informática do órgão. E para garantir o atendimento aos taxistas neste período, a Secretaria da Fazenda transferiu a Central de Atendimento aos Taxistas (CAT), que funcionou na sede do Detran, para a sede do órgão central em Belém, na Avenida Visconde de Souza Franco, 110. O atendimento aconteceu na sala da Diretoria de Tributação, no período das 8h às 14h.
No dia 6 de janeiro o atendimento volta a ser realizado na sede do Detran. A Central de Atendimento aos Taxistas recebe os processos administrativos para concessão dos benefícios fiscais de ICMS e IPVA. Mais informações pelo telefone 0800 725 5533.

Texto:
Ana M. Pantoja





Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...