Total de visualizações de página

terça-feira, janeiro 21, 2014

Detran adia leilão em Belém





Detran adia leilão em Belém
O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) suspendeu o leilão de veículos que deveria ter começado nesta quarta-feira, 22, no prédio do Centur, em Belém. O novo pregão deve acontecer nesta quinta, 23, e sexta-feira, 24, às 9h, na Praça do Povo, localizada no hall do Centur.
Um público além do esperado - estimado pela coordenação em mais de duas mil pessoas - e a preocupação com o risco de tumulto acabaram determinando a suspensão do pregão. O presidente da comissão de Leilão, Luis Pinto Marques, pediu desculpas aos interessados, mas argumentou que não havia condições seguras para a realização do evento no local. “Fomos surpreendidos por esse grande público, mas optamos pelos bom senso e por resguardar a integridade física dos nossos clientes. O auditório é grande, porém buscamos uma solução sensata e esta foi a melhor resolução possível”, explicou. A equipe ainda tentou transferir o leilão para a Praça do Povo, localizada no hall do Centur, mas não havia aparato técnico suficiente para que o certame ocorresse de forma segura.
Antes de ser encerrado o pregão já haviam sido leiloados 17 veículos, negociação essa que será mantida. O pregão teve início às 9h e foi suspenso às 10h. Antes de Belém, o Detran realizou outros três leilões em municípios polos do estado. Pelo calendário do órgão, o último acontecerá no dia 29, em Itaituba, sudeste do Estado. Na capital, 35 carros e 375 motos foram colocados em leilão com a expectativa de arrecadação de 400 mil reais.

Texto:
Edson Matoso



CIRCULANDO A EDIÇÃO
DE JANEIRO DA REVISTA






Obras do Canal do Tucunduba começam em fevereiro
Até o final do mês de fevereiro, a Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) dará início à execução das obras de retificação da macrodrenagem da Bacia do canal do Tucunduba, em Belém. O projeto de Saneamento Integrado do Tucunduba consiste na correção do canal que inicia na Passagem São Domingos e termina na Travessa Vileta. “A licitação para a obra, lançada dia 30 de dezembro, vai acontecer no dia 4 de fevereiro e esperamos até o final desse mês autorizar a ordem de serviço para a obra como um todo, que compreende mais de três quilômetros de canal, com vias urbanizadas e pavimentação asfáltica. Sem dúvida, a obra vai reduzir consideravelmente o problema de alagamentos nas áreas de baixada dos bairros do Marco, Terra Firme e Guamá”, explica o titular da Seidurb, Luciano Lopes Dias.
Segundo ele, o canal existente terá suas dimensões alteradas e um aumento de sua capacidade de vazão. O projeto prevê obras de de pavimentação asfáltica ao longo das duas marginais do canal, constituídas por sete metros de pista de rolamento com duas faixas de tráfego, ciclofaixa com 1,50m e calçada com essa mesma medida, em ambos os lados. A rede de distribuição de água, com extensão de mais de oito mil metros, atenderá a faixa ao longo das margens do canal, o que beneficiará cerca de 600 domicílios.
Também será executada a drenagem pluvial com uma extensão de mais de três mil metros de rede. O projeto contempla ainda a construção de 15 pontes e cinco passarelas. As pontes terão estrutura em concreto, com duas faixas de tréfego e passeio com guarda-corpos em ambos os lados. Já as passarelas serão constituídas de estrutura metálica.
Remanejamento – Para a construção de toda a obra, será necessária a desapropriação de mais de mil imóveis. Na etapa que já foi licitada, haverá o remanejamento de 29 imóveis. “Os processos de desapropriação e indenização estão sendo tratados com muita cautela, com o apoio das Secretarias de Assistência Social e de Justiça e Direitos Humanos”, informa o titular da Seidurb.
Os moradores que serão diretamente atingidos pela obra estão esperançosos com as melhorias que estão por vir. A dona de casa Maria Trindade, 62 anos, construiu a casa dela há mais de 20 anos à margem do canal do Tucunduba, na ponte da Jabatiteua, entre a avenida Cipriano Santos e a Passagem 27 de dezembro, uma das áreas mais atingidas pelos alagamentos. Com o projeto de saneamento integrado, será instalada no local uma ponte de concreto com pista de rolamento, faixas de trafego e passeio e guarda-corpo. “Hoje eu digo que moro praticamente dentro da lama, por isso acho que esse projeto poderá trazer melhorias para todos nós. Estou com a esperança de ter uma vida melhor depois dessas obras”, diz.
A aposentada Sônia Maria Silva, que mora no mesmo perímetro, conta que já recebeu a visita de assistentes sociais e engenheiros da obra que a alertaram sobre a necessidade do remanejamento. “Eles vieram aqui, conversaram e nos explicaram sobre os benefícios da obra. De nossa parte queremos manter uma boa relação para que todos possam sair ganhando”, afirma. A Bacia do Tucunduba é formada pelos canais do Igarapé do Tucunduba, Lago Verde, Caraparu, 2 de Julho, Mundurucus, Gentil Bittencourt, Nina Ribeiro, Santa Cruz, Cipriano Santos, Vileta, União, Leal Margins e Angustura.
O projeto contemplará a construção de 15 pontes e passarelas, a citar:
Pontes:
Canal Caraparú
Rua São João
Rua dos Mundurucus
Passagem Brasília
Rua Nossa Senhora das Graças
Avenida Gentil Bittencourt
Avenida Celso Malcher
Passagem Orquídea
Rua Rosa Danin
Passagem Leal Martins
Avenida Cipriano Santos
Travessa Jabatiteua
Passagem 27 de Dezembro
Rua Rosa Maria
Passarelas:
Rua Napoleão
Passagem Santa Helena
Passagem Vilhena
Rua 2 de Junho
Passagem Maranhão

Texto:
Bruna C.


Banco de Leite da Santa Casa retoma parceria com laboratório
O Banco de Leite, um dos principais projetos mantidos pela Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, vai reativar uma parceria com o laboratório Beneficente de Belém. A ideia é sensibilizar mães que procuram a rede privada de saúde a se tornarem doadoras de leite humano. Além disto, o acordo visa ampliar o estoque de frascos, que são componentes fundamentais no processo de arrecadação do leite.
Em contrapartida, a maior maternidade pública do Pará dará suporte com palestras e oficinas relacionadas ao tema: amamentação materna. O acordo foi selado nesta terça-feira (21) durante uma reunião entre Cynara Souza (coordenadora do Banco de Leite), Márcio Souza (sub-tenente do Corpo de Bombeiros) e Joyce Carvalho (agente de relacionamento com o cliente da Beneficente de Belém).
Cynara comentou que a parceria iniciou em meados de 2004, no entanto, foi interrompida, e retornará a partir de março deste ano. Segundo ela, a parceria do Banco de Leite com o laboratório é retomada em uma fase fundamental, que é a expansão do serviço. "Este acordo entra no conceito de trabalho extra muro, que é o trabalho com a sociedade civil, enfim... Temos o dever de levar este conhecimento sobre amamentação e, de quebra, ajudamos no nosso estoque de leite e frascos", afirmou.
Joyce Carvalho enfatizou que o laboratório dispõe de um programa intitulado "Labmãe", cuja ideia é oferecer assistência às mães de primeira viagem. "A Santa Casa nos ajudará, pois vai oferecer os palestrantes para oficinas e cursos. As nossas mães serão beneficiadas através da experiência adquirida pelos servidores por meio deste trabalho magnífico que é desenvolvido pelo Banco de Leite. Por outro lado, nós estimularemos as mães a doarem leite para a Santa Casa", frisou. Os funcionários do laboratório também serão conscientizados para arrecadar os frascos.
Em 2013, de acordo com um relatório da instituição, o Banco de Leite foi o responsável pela coleta e distribuição de leite para cerca de 900 bebês internados na Santa Casa. Os recém-nascidos prematuros formam o principal público beneficiado.
Serviço:
As mães doadoras devem entrar em contato pelos telefones: 0800 727 2057 / 4009-2311 / 4009-2212 / 2318 / 0310 (Atendimento 24 horas). A doadora não precisa ir até a Santa Casa. Uma equipe do Corpo de Bombeiros faz a coleta na residência da doadora.

Texto:
Nilson Cortinhas


Banpará disponibiliza aplicativo Mobile Banking para seus clientes
Está disponível para download gratuito o aplicativo Banpará Mobile Banking. Nele os clientes Pessoa Física com conta corrente ou poupança realizam transações pelos seus smartphones ou tablets embarcados com Android ou IOS. Essa ferramenta facilita o acesso dos clientes às suas contas e operações bancárias, com a praticidade e a mobilidade que o cotidiano exige.
Para fazer uso do Banpará Mobile Banking, o usuário precisará criar senha de internet no Caixa Eletrônico e frase secreta no 1º acesso ao Internet Banking (IBK). E, assim como no IBK, o código do cartão com as chaves de acesso será pedido nas transações que exigem autenticação (transferências, pagamentos...).
O aplicativo também auxilia os usuários a localizar rapidamente agências e caixas eletrônicos. “A tecnologia móvel permite levar o banco aonde o cliente está. Os clientes não precisam ir a uma agência para realizar  as atividades bancárias. Mas, se precisar, também podemos ajudá-lo a encontrar a agência do Banpará mais próxima”, afirma Eugênio Pessoa, diretor de Tecnologia do Banco. 
Segue lista das transações feitas atualmente pelo aplicativo:
•        Saldo / Extrato (todos)
•        Pagamento Conta de Consumo/Pagamento Boleto de Cobrança
•        Pagamento Recarga de Celular
•        TED / DOC  / Transferências Banpará (CC, PP)
•        Extratos de Empréstimos (Multicred, Banparacard)
•        Poupança Programada (Consultar, Incluir, Excluir)
•        Caixa Postal / Troca de senha

Texto:
Yedda Bevilacqua


OAB Pará faz visita a Centrais de Triagem da Região Metropolitana
Uma comissão de advogados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), secção Pará, começou, nesta segunda-feira (20), uma visita às Centrais de Triagem da Região Metropolitana de Belém (RMB). O trabalho resultará em um relatório que será encaminhado à OAB nacional com o diagnóstico do sistema prisional do Estado para a cobrança de melhorias na assistência aos detentos junto ao poder público.
“Estamos levantando a realidade da situação dos presos no Pará, em decorrência da recente chacina no presídio de Pedrinhas, no Maranhão. Esse trabalho tem o objetivo de ajudar a melhorar o sistema prisional do Estado. A vistoria irá ocorrer nas 42 unidades prisionais do Pará. No final, encaminharemos um relatório a todas as autoridades competentes pelo sistema prisional do Estado”, explica a conselheira e coordenadora do grupo de inspeção e fiscalização da OAB-Pará, Ivanilda Pontes.
A comissão da OAB, formada por oito advogados, fez nesta segunda a inspeção nas Centrais de Triagem da Cremação, São Brás e Marambaia e no Centro de Detenção Provisório de Icoaraci. A superlotação foi um dos principais problemas apontados na visita. “É uma situação extremamente preocupante, principalmente, na Cremação, devido ao excedente prisional. O sistema penal precisa tomar providências para garantir condições adequadas no cárcere a esses internos. Se a OAB, o Ministério Público, Defensoria Pública e o Poder Judiciário não ajudarem o sistema prisional, nenhum de nós poderá exigir melhorias. É um trabalho de parceria”, reiterou Ivanilda Pontes.
Para o titular da Superintendência do Sistema Prisional do Estado (Susipe), André Cunha, o poder público vem tomando as providências necessárias para solucionar a questão.  “A superlotação é um problema que não é só do Pará, mas de todo o Brasil, e ele só é resolvido com a construção de novos presídios para abrigar o atual excedente prisional e com ações conjuntas com a Justiça para agilizar o julgamento dos processos penais. O governo do Estado está investindo mais de R$ 115 milhões na construção de 20 novos centros de detenção no Pará. Atualmente, temos 13 obras em andamento, que vão gerar mais de três mil novas vagas até o fim de 2014”, garante.
Atualmente, o número de presos provisórios no Estado chega a 46% do total da população carcerária paraense, de 11.503 presos. “Diagnosticamos um grande número de presos de outras comarcas em Belém e percebemos que esses internos estão abandonados pelo Poder Judiciário, sem o andamento dos processos penais. Não podemos culpar a Susipe por essa situação, é claro, e vamos passar esse diagnóstico ao Tribunal de Justiça do Estado (TJE). Temos que dividir culpas, responsabilidade e ônus do que está ou não está sendo feito”, ressaltou e coordenadora do grupo de inspeção e fiscalização da OAB-Pará.
“Com a inauguração da CTMIII, no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, vamos desativar a Central de Triagem de São Brás em definitivo e resolver o problema do excedente populacional na Cremação, para que, assim, a unidade funcione dentro do seu quantitativo máximo de vagas, que é de 75. Com a entrega da CTM IV, também no Complexo Penitenciário de Santa Izabel, desativaremos por completo a Central de Triagem da Cremação e passaremos a ter apenas a da Marambaia, em Belém, para a entrada de presos na Susipe”, afirma o superintendente da Susipe.
A comissão da OAB-Pará vai visitar ainda a Central de Triagem da Cidade Nova, o Centro de Recuperação Feminino (CRF), a Central de Triagem Metropolitano II (CTM II) e todos os presídios dos Complexos Penitenciários de Marituba e Santa Izabel do Pará. A previsão é que o trabalho seja concluído em duas semanas. O relatório final será encaminhado à OAB nacional em até dez dias.

Texto:
Timoteo Lopes


Aumenta o volume de chuvas na Região Metropolitana de Belém
Nos últimos 10 dias de janeiro, a incidência de chuvas será maior na faixa sul do Pará - região sudoeste e partes do sudeste -, e ainda no Baixo Tocantins, informou nesta segunda-feira (20) a equipe do Núcleo de Informação e Planejamento Hídrico da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
Antônio Sousa, coordenador da Sema, disse que na faixa norte do Estado haverá redução no índice pluviométrico nas últimas duas semanas do mês, exceto na Região Metropolitana de Belém (RMB), que é mais propícia à ocorrência de chuvas por estar localizada em uma área que funciona como “canal de umidade”, em função da proximidade da Baía do Guajará e às características da região. “A RMB apresentará chuvas em praticamente todos os dias, geralmente entre o período da tarde e as primeiras horas da noite”, reiterou o coordenador.
Segundo a equipe da Sema, as características e dimensões do Pará tornam o período de início e término da estação chuvosa variável. O boletim apresentado pela Sema informa que, na RMB, o período chuvoso já iniciou e deve perdurar até o início de junho.
Na faixa sul do Estado, o período chuvoso deve se estender apenas até meados de abril. No Baixo Amazonas e na Calha Norte, no oeste paraense, geralmente as chuvas intensas acontecem entre os meses de janeiro e junho.
Ainda segundo o boletim da Sema, em janeiro ainda não ocorrem as grandes marés. Este fenômeno é registrado geralmente entre os meses de fevereiro e março, quando o sol incide diretamente sobre a região equatorial e, juntamente com as fases da lua nova e cheia, exerce maior atração gravitacional sobre as águas.

Texto:
Káthia Oliveira


Município de Belém recebe habilitação para gestão ambiental
O secretário de Meio Ambiente do Estado, José Alberto Colares, entregou nesta segunda-feira, 20, o documento que habilita o município de Belém à Gestão Ambiental própria. A partir desse ato, a capital paraense passa a ter o poder de licenciar, aprovar planos de manejo, executar ações de educação ambiental, fiscalização e regularização de todas as atividades que causem impacto ambiental local.
Colares esclareceu ao prefeito Zenaldo Coutinho que o documento garante não somente a habilitação da gestão ambiental local, mas outros benefícios governamentais, a exemplo do Programa Municípios Verdes, que possui recursos para investimento em infraestrutura de municípios habilitados pelo Estado.
Para obter o documento, técnicos da Sema visitam o município candidato e utilizam um roteiro para avaliar as condições. O município deve ter legislação própria, ter implantado o Fundo Municipal do Meio Ambiente, possuir servidores municipais com competência e habilidade para exercício da fiscalização ambiental e criar um Conselho de Meio Ambiente, entre outras exigências estabelecidas pela Resolução 79 de 07/07/2009, que dispõe sobre a Gestão Ambiental Compartilhada.

Texto:
Káthia Oliveira


Nota de esclarecimento da Secult/SIM sobre entrada em museu
A Secretaria de Estado de Cultura (Secult), por meio do Sistema Integrado de Museus (SIM), esclarece ao público em geral, que a exposição “Portinari na Coleção Castro Maya”, no Museu  do Estado do Pará (MHPE), aberta até o dia 9 de março de 2014, tem entrada gratuita. Já para acesso ao restante do Museu, bem como às outras coleções, é cobrado o valor de R$ 2, como taxa de manutenção. O SIM esclarece, ainda, que o acesso ao Museu e a todas as suas coleções é gratuito para crianças menores de 7 anos e idosos a partir dos 60. Já às terças-feiras, a entrada é gratuita a todos os públicos.

Texto:
Alexandra Cavalcanti


Nova sede beneficia mais de 450 servidores da Sead
“Este prédio representa a valorização e respeito ao conjunto dos servidores do Estado, pois, aqui, geramos e alimentamos, o coração desse sistema, que é a folha de pagamento das 107 mil pessoas que fazem o poder executivo funcionar”. Esta é a avaliação da secretária de Estado de Administração, Alice Viana, sobre a importância da obra de reforma e adequação do prédio onde, há um ano, funciona a Secretaria que ela comanda, e que, de forma indireta, dirige os 75 órgãos e entidades que compõem a administração pública estadual.
Segundo Alice, a obra – iniciada em 2011 e finalizada um ano depois – atende a uma reivindicação de 37 anos dos mais de 450 servidores da Secretaria de Estado de Administração (Sead), que, até então, trabalhavam de maneira descentralizada e, portanto, com maiores dificuldades, em sedes alugadas e improvisadas. “A Sead nunca tinha tido uma sede própria, os servidores estavam divididos em cinco prédios alugados, que não possuíam condições de atender e dar o suporte necessário ao funcionamento dos órgãos. Hoje, a situação é outra. É daqui que sai toda a política de modernização da gestão do Estado, daí a importância de se ter uma estrutura moderna e equipada”, ressalta.
A situação é relembrada pelo servidor Paulo Jorge Pereira, psicólogo e consultor técnico da Sead. Para ele, que é funcionário do Estado há 30 anos, a centralização favorece a gestão da qualidade, melhorando a qualidade de vida e valorizando ainda mais o servidor público estadual, uma das principais diretrizes do governo Simão Jatene. “Quando a gente condensa as ações, otimiza o tempo para e consegue dar respostas concretas no mais curto espaço de tempo possível, atendendo com mais eficiência às demandas dos servidores públicos de modo geral. Percebemos claramente que o volume de trabalho aumentou, mas o nível de estresse dos servidores não, porque se tem um ambiente muito mais agradável e saudável para todos”, acredita.
A mesma opinião tem o arquiteto da Sead, José Maria Sardinha Júnior, que explica as dificuldades encontradas ao longo do andamento da obra, um vez que, antes da readequação, a atual sede da Sead servia a uma estrutura ligada ao sistema de segurança pública, onde eram abrigados adolescentes apreendidos. “Quando a outra estrutura que existia aqui foi desativada o prédio ficou com alguns problemas, que precisaram ser reparados. Hoje, um ano depois que a obra foi entregue, podemos afirmar sem medo de errar, que se trata de uma das melhores e mais atualizadas estruturas administrativas do Estado, que atende perfeitamente a todas as nossas necessidades”, destaca, acrescentando que a área total do prédio, localizado no bairro do Marco, em Belém, é de cerca de quatro mil metros quadrados.
Dados da Obra:
Início: dezembro de 2011
Conclusão: dezembro de 2012
Andamento da obra: 100%
Valor global: R$ 5,7 milhões (sendo R$ 2,7 milhões na reestruturação do espaço físico e R$ 5 milhões em equipamentos, distribuídos pela própria Sead e pelas unidades Estação Cidadania administradas pela Secretaria)
Empresa responsável: MAP
Secretarias responsáveis: Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop)/ Secretaria de Estado de Administração (Sead)
Secretaria beneficiada: Secretaria de Estado de Administração (Sead)


Texto:
Elck Oliveira


Emater em São Francisco pesquisa variedades de mandioca tolerante à podridão-da-raiz
Nesta quarta-feira, 22, técnicos do escritório local da Emater em São Francisco, no nordeste do estado, farão a primeira colheita de uma Unidade de Observação de variedades de mandioca com potencial de tolerância à podridão-da-raiz, doença que atualmente atinge cerca de 40% dos mais de dois mil hectares plantados no município. A Unidade, instalada em junho de 2012 em um área contaminada da propriedade do agricultor João Mendonça, tem reservados 40 m² para cada uma das 11 variedades: achada, branquinha, kiriris, mameluca, maranhense, mari, ouro preto, pacajá, poti, pretinha e surumbim.
“Na colheita, analisaremos a olho nu e a partir da pesagem de cada raiz quais variedades se adaptaram melhor ao clima e ao solo da região no que se refere à ausência de sinais da doença. As que apresentarem performance superior serão replantadas no mesmo dia em uma Unidade Demonstrativa (UD), agora em um espaço cedido pela Prefeitura, em uma fazenda  oficial de experimentação agrícola, para primeira colheita daqui a um ano e meio”, explica o chefe do escritório local da Emater, o engenheiro agrônomo Luiz Augusto Souza.
A UD deve compor um banco de germoplasma, material genético selecionado, para inserção gradativa nas lavouras dos 600 mandiocultores atendidos pela Emater em São Francisco. A podridão-da-raiz não tem tratamento eficaz e chega a provocar perdas de 100%.

Texto:
Aline Miranda


Divulgado resultado do processo seletivo do Bacharelado em Música da FCG
O Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG) divulgou nesta segunda-feira, 20, o resultado do processo seletivo 2014, realizado pela instituição para selecionar estudantes para o Curso de Bacharelado em Música. O edital da seleção ofertou 36 vagas em Canto Lírico, Instrumento e Composição e Arranjo e Regência de Banda. Após um parecer do Conselho Estadual de Educação as vagas foram ampliadas e um total de 46 candidatos foram classificados.
A Instituição já está convocando os aprovados para realizar a matrícula, que será de 27 a 31 de janeiro de 2014, na secretaria do Bacharelado, que funciona no prédio do IECG, na Avenida Gentil Bittencourt, 977, entre a avenida Generalíssimo Deodoro e travessa Quintino Bocaiúva. Os documentos necessários para a matrícula são RG, CPF, certificado de reservista, 2 fotos 3 x 4, título de eleitor e comprovante de que votou, certidão de nascimento, certificado de conclusão de ensino médio ou equivalente e histórico escolar.
Este foi o primeiro Processo Seletivo do IECG enquanto instituição de nível superior. A seleção foi realizada em duas etapas. A primeira ocorreu em outubro e a segunda em dezembro do ano passado. Os 115 candidatos inscritos fizeram provas de Conhecimentos Gerais e Redação, além de Exames Habilitatórios com a aplicação de provas práticas e teóricas. Segundo informações da Universidade Estadual do Pará (Uepa), responsável pelo organização do concurso, a procura dos candidatos foi maior para as habilitações em Canto e Violão, que teve concorrência de 14 candidatos para uma vaga.
As aulas do Bacharelado estão previstas para começar no dia 17 de fevereiro.
CANDIDATOS APROVADOS
ALLAN DAS CHAGAS DIAS
AMANDA SILVA DE FREITAS BORJA
ANA CARLA AMARAL CAVALCANTE
ANDRÉ SILVA NETO
BÁRBARA BATISTA ALVES
CAMILA TAYNAR AGUIAR GUIMARÃES
DANIEL MORAES SERRÃO
EDNÉSIO TEIXEIRA PIMENTEL CANTO
EDUARDO SANTOS DE SOUSA
ELIANE CRISTINE NEVES COELHO
ELIEZER REIS FARIAS JUNIOR
ELIEZER SANTOS DA SILVA
FELIPE SALES COSTA
FLÁVIO TAVARES XAVIER
FLORIANO SARAIVA DOS SANTOS
GEAM GONCALVES AGUIAR
HAROLDO CORREIA DA FONSECA
HÉLIO DE SOUZA CEREJA
JORDANA DA VEIGA SIQUEIRA SOUZA
JOYCE DANIELA MAIA BATISTA
LEO WANDERSON DA SILVA RAMOS
LIBNI PEREIRA DE BRITO
LUCAS CARVALHO DO ESPIRITO SANTO SILVA
MARIO ALVARO CORREA MELO
MISAEL DE ARAUJO CARVALHO JUNIOR
MOISÉS FREITAS GONCALVES
NATAN FERREIRA CARDOSO
PATRICIA DE NAZARÉ ARAÚJO TEIXEIRA
RENAN CARDOSO LIMA
RODRIGO DANIEL TAVARES GOUVEA
RODRIGO PALHETA MORAES
ROSANGELA RIBEIRO FERREIRA
SAMUEL VASCO RIBEIRO
SERGIO VINICIUS AMARAL GALISA LOPES
THIANA GONCALVES SANTOS
VITOR VASCO RIBEIRO
CANDIDATOS CLASSIFICADOS E APROVADOS DA 37ª A 46ª COLOCAÇÃO:
ABNER FELIPE DA SILVA RODRIGUES
ALEX DE MENDONÇA MAIA
ARKADER LORRAN RODRIGUES MONTEIRO
JAMILY MOREIRA CORDEIRO
JOÃO DE SOUSA SILVA
LUCAS MIRANDA CARVALHO
MARCOS ANTÔNIO SOARES DE LIMA
RÔMULO GUEDES PEREIRA
RONALDO CASTRO MARQUES
WANKER LUCIVALDO PEREIRA FERREIRA


Texto:
Rosa Cardoso


Estudantes visitam o Imetropará
Alunos do curso de Agente de Inspeção de Qualidade do Programa Nacional de acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) visitaram o Instituto de Metrologia do Estado do Pará (Imetropará) na sexta-feira (17).  Cerca de 20 estudantes conheceram o órgão e ainda entenderam como é feito o trabalho diário dos metrologistas. Verificação, fiscalização e inspeção foram alguns assuntos abordados na ocasião. Conhecimento sobre normas de certificação, controle de qualidade, inspeção de instrumentos dos medidores foram expostos também. Dúvidas e questionamentos dos estudantes foram respondidos pelos metrologistas.

Texto:
Marly Quadros



Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...