Total de visualizações de página

terça-feira, janeiro 14, 2014

Resultado do Prêmio de Artes Literárias é publicado pelo IAP




Um dia de MERECIMENTO na CASA DO CAMINHO



A Associação Espírita Casa do Caminho recebeu na tarde de hoje, uma grande quantidade de pessoas que ali foram buscar ajudar espiritual. Quão magnifico foi, que hoje também, uma grande quantidade de pessoas buscaram ajudar para receber esclarecimentos de como poderiam fazer para entender o afloramento de suas mediunidades.
No meio destes que lá estiveram, jovens entre 14 e 18 anos, por simplesmente sentir a vontade de conhecer a Casa e até mesmo, explicando alguns sintomas que sentiam, gostariam de entender mais sobre a MEDIUNIDADE. O destaque foi para uma criança de 9 anos, que sente, fala e vê irmãozinhos do outro lado da vida.
Ela foi orientada no primeiro atendimento, que deve comparecer no sábado, a partir das 9h, para atendimento exclusivo para crianças, mas de antemão, ela soma aos demais familiares que também necessitam urgente de desenvolvimento, o que eles começarão já na próxima semana. Eles serão orientados para tal, pois a CARIDADE se faz não só com os irmãos aqui neste plano, mas ajudando também os demais no plano espiritual. Eles também precisam de ajuda.
Portanto, foi uma tarde maravilhosa, da qual Deus permitiu mais vez que eu lá estivesse para trabalhar conforme suas orientações.
A Casa do Caminho, fica na Avenida Eng. Fernando Guilhon, próximo a Padre Eutíquio, no bairro de Batista Campos,

Obrigado meu DEUS por este MERECIMENTO






Resultado do Prêmio de Artes Literárias é publicado pelo IAP









 Nossa irmã da CASA DO CAMINHO, por MERECIMENTO Divino lançou o seu primeiro livro dedicado às crianças e foi contemplada com a premiação pelo Instituto de Artes do Pará (IAP). Trata-se de Cintia Imbiriba. Parabéns!

Cerca de 300 pessoas estiveram no Instituto de Artes do Pará durante o lançamento dos livros do Prêmio de Artes Literárias. A noite do dia 10 de janeiro recebeu os autores premiados que autografaram os oitro livros publicados com o selo do IAP .
Os escritores contemplados nas categorias: “Conto”, “Memorialística”, “Ensaio” e “Literatura infanto-juvenil", são Wilson Pereira da Silva, Caroline Fernandes, Cíntia Imbiriba, Denis Bezerra, José Aremilton Oliveira, Maciste Costa, Maurel Barbosa e Ramon Cardeal.
 Para o piloto civil Wilson Pereira da Silva, a experiência da publicação é a realização do sonho em compilar os registros feitos há mais de 20 anos, quando participou de uma expedição nos garimpos do Baixo Amazonas. Seu livro, “Voo Noturno: Memória da Aviação nos Garimpos do Baixo Amazonas” é o primeiro de sua carreira.
Outra publicação premiada na categoria “Memorialística”, é a de Denis Bezerra. “Memórias Cênicas: poéticas teatrais na cidade de Belém (1957-1990)”, retrata a atuação de dois dos mais importantes grupos de teatro da cidade: “Norte Teatro Escola” e “Cena Aberta do Pará”. A ideia do escritor era contribuir para o fomento do teatro local. “O Prêmio é muito importante para a divulgação da literatura paraense, estou me sentindo estimulado”, destacou.
Dissertações de mestrado também foram temas neste edital. O historiador Maurel Ferreira iniciou a pesquisa de “O Pajé: Literatura, Naturalismo e História do Pará no século XIX” ainda em 2009. Seu trabalho nasceu a partir do que o historiador considera uma fonte, até então, inédita, um romance de João Marques de Carvalho encontrado na biblioteca pública Arthur Vianna. De acordo com Maurel,  seu livro é o olhar do historiador para a literatura de romance.
Outra dissertação foi a da estudante de Mestrado da Universidade Federal Fluminense - UFF, Caroline Fernandes Silva. “O Moderno em Aberto: Os mundos das Artes em Belém do Pará na primeira metade do século XX”, foi premiado na categoria ensaio.
Na categoria “Conto”, o escritor José Aremilton Oliveira lançou “Gaiolas e Pássaros”. Escrevendo desde os seus 19 anos, o escritor tem acredita que a iniciativa do edital “é fantástica, pois além de incentivar novos autores, o livro ganha mais ‘peso’ e contribui para o desenvolvimento cultural da região Norte”. 
“O Estrangeiro e outros Andarilhos” de Raimundo Nonato Cardoso, nome de batismo do artista Ramon Cardeal, foi outro lançamento da categoria “Conto”. Cardeal diz ter preferências por textos curtos, contos, poesia e contos poéticos, por isso  sente-se honrado em ganhar um premio com o nome “Maria Lúcia Medeiros”, já que para ele a escritora é uma referência.
Premiada na categoria “Literatura Infanto-juvenil”, a escritora Cintia Imbiriba lançou: “Ana Jansen “O Fantasma mais famoso do Maranhão”. O livro resgata uma importante lenda da cidade de São Luis Para ela o registro veio da necessidade de preservar a tradição local, já que alguns costumes estavam se perdendo. "Em cinco anos afastada da cidade, pude ver que tudo tinha mudado e que as estórias e lendas já não se contavam mais”, informou. 
Ainda na categoria Literatura infanto-juvenil, Raimundo Costa, premiado com o edital pela segunda vez, apresenta “Marcelino no tempo de suas verdades”, baseada em suas experiências infantis e nas estórias que ouvia de seus avós.
Segundo o poeta paraense Juraci Siqueira, o lançamento dos livros “é sempre digno de elogios. As obras são de bastante qualidade, já que elas passam por uma comissão e são avaliadas para poderem ser lançadas”, 
Para o responsável pela Gerencia de Artes Literárias do IAP, Tito Barata, o resultado do prêmio mostra a participação efetiva na descoberta de novos escritores da região, fazendo do livro um dos grandes impulsionadores do desenvolvimento social.





Santa Casa esclarece causa de sobrecarga nos atendimentos
Desde que o novo prédio da Santa Casa de Misericórdia do Pará foi inaugurado, há quatro meses, os números de atendimento da maternidade têm crescido consideravelmente. Somente no último trimestre de 2013, a Unidade Materno-Infantil Doutor Almir Gabriel fez 13.228 atendimentos. A procura pelos serviços é tanta que a demanda de pacientes tem superado e muito o número de leitos ofertados pela maternidade e gerado uma sobrecarga nos atendimentos.
“A sobrecarga se dá principalmente pela falta de orientação aos pacientes, que são encaminhados de várias unidades de saúde tanto da Grande Belém como de municípios do interior. Como a maternidade é referência em urgência e emergência obstétrica, priorizamos os casos de gestação de maior complexidade, e como muitas outras pacientes, que não se enquadram no quadro de urgência e emergência, procuram o hospital, isso acaba gerando uma demanda excessiva, sem necessidade”, esclarece a diretora técnica de Assistência Social da Santa Casa, Mary Maia.
Segundo ela, a sobrecarga tem feito a maternidade investir no fluxo de encaminhamento. “A demanda de atendimentos é tão grande, que ao invés de apenas receber encaminhamentos de pacientes que chegam ao hospital, acabamos encaminhando pacientes para outras unidades de saúde. O que não deveria ocorrer. Por isso, sempre orientamos às unidade de saúde que as gestantes só devem ser enviadas para Santa Casa quando a gravidez for identificada, de fato, como de alta ou média complexidade”, ressalta Mary.
Casos – Na recepção do hospital, um serviço identifica o grau de risco da paciente que chega à maternidade. Após passar por uma consulta, as mulheres recebem uma pulseira, que indica o estado de saúde delas. O bracelete vermelho significa que o caso é de emergência; o laranja mostra que a situação da gestante é “muito urgente”; o amarelo identifica a situação como “urgente”, e a pulseira verde denota o caso como “pouco urgente”.
Grávida de nove meses, a jovem Jayne de Lurdes, 20 anos, procurou a Santa Casa por conta da referência que o hospital se tornou ao longo dos anos, mas, após passar pela identificação, o caso dela foi identificado como “pouco urgente”, pois não apresentava nenhum indício de complexidade. “Minha vontade mesmo era ter o bebê aqui na Santa Casa. Várias pessoas me indicaram essa maternidade e eu mesmo pude ver o quanto o atendimento daqui é de referencia, mas como meu caso não foi considerado grave, eles preferiram me encaminhar para outro hospital, com o que no fundo até concordo. Já que a maternidade é referência para os casos mais complexos de gestação, tem que haver, sim, prioridade para essas pacientes”, explica a futura mãe, que foi encaminhada para uma maternidade em Ananindeua.
Acolhimento – Diferente de Jayne, a dona de casa Sara Saldanha, 33, grávida de oito meses, foi classificada como “muito urgente”. Por isso, ela foi internada na unidade e vem recebendo atendimento especializado desde o último sábado. “Cheguei aqui com um sangramento muito grande, e na mesma hora fui internada e medicada, conforme a orientação da obstetra. A forma como toda a equipe do hospital vem tratando o meu caso tem me deixando muito tranquila. Não tenho o que reclamar do atendimento da Santa Casa. Essa é a segunda vez que sou internada aqui, e a referência que tenho desse lugar é a melhor possível”, conta a paciente, encaminhada de uma unidade de saúde do município de Vigia, no nordeste paraense.
Mesmo contando com uma capacidade para 406 leitos, distribuídos em UTI neonatal (62), UCI neonatal (80), Maternidade (157), Pediatria (71), UTI Materna (10), UTI Pediátrica (10) e Ginecologia (16), a Santa Casa de Misericórdia do Pará não consegue atender à grande demanda de atendimentos vindos de todo o Estado. Por isso a preocupação da maternidade em orientar pacientes e unidades de saúde para evitar sobrecarga no hospital.
Pré-Natal – A direção da Santa Casa ressalta a importância do acompanhamento pré-natal. Segundo a diretora técnica de Assistência Social da maternidade, se todas as gestantes que são encaminhadas para o hospital fizessem os procedimentos médicos durante a gestação, a maioria dos casos de média e alta complexidade – incluindo gravidez de risco – seriam evitados. “Se todas as pacientes e unidades de saúde seguissem as nossas orientações, não teríamos tanto casos de gestação de risco e muito menos sobrecargas nos atendimentos do hospital.”, explica a médica.

Texto:
Adison Ferrera



Casa do Artesão no São José Liberto fecha para balanço
A direção do Espaço São José Liberto informa que, entre terça (21) e quinta-feira (23), a Casa do Artesão estará fechada para balanço. O Museu de Gemas, o Coliseu das Artes, o Jardim da Liberdade, a Cela Memorial, a Capela e os demais espaços de visitação funcionarão no horário normal: de terça-feira a sábado, das 9 às 19 horas, e aos domingos e feriados, das 10 às 19 horas. A Casa do Artesão é um espaço de exposição e comercialização de produtos de oito setores criativos: artesanato, cultura indígena, artes visuais, publicações e mídias impressas, acessórios de moda e gastronomia. No campo do artesanato, comercializa produtos artesanais e manualidades produzidos por mestres e empreendedores criativos de 45 municípios do Estado, contemplando diversas tipologias, com destaque para a cerâmica, cuia, cestaria, sucata marinha, tururi, encauchados, miriti, balata, fibras e madeira.

Texto:
Luiz C. Santos


São José Liberto será mostrado em publicação internacional
Nesta sexta feira (17), a jornalista Emily Deere, da publicação inglesa Guia de Viagens Rough Guides, visitou o Espaço São José Liberto para conhecer e levantar informações para a próxima edição do guia, que é traduzido para o português, francês, holandês e outros idiomas.
Segundo a jornalista, a última edição do Rough Guides com informações do Brasil foi publicada há cinco anos. A convite da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Emily Deere está visitando os principais atrativos turísticos da Região Metropolitana de Belém (RMB). No roteiro de visitação da jornalista, estão ainda Mosqueiro, Outeiro, Icoaraci, Cotijuba e a Ilha das Onças, além de Soure e Salvaterra, no Marajó, e Santarém, Alter-do-Chão, Belterra e Alenquer, na região do Tapajós.
Para a nova edição da publicação, no capítulo especial dedicado à Amazônia. serão mostrados, ainda, atrativos da região turística da Amazônia Atlântica, incluindo Marudá e a ilha de Mayandeua (Algodoal), no município de Maracanã. O Rough Guides também tem uma versão online: http://www.roughguides.com.

Texto:
Luciane Fiuza


Polícia Civil captura em Castanhal foragidos de penitenciária
A Polícia Civil capturou nesta sexta-feira (17) três foragidos de Justiça em Castanhal, no nordeste paraense. Um deles, Wilson dos Santos Felisardo, 27 anos, foi condenado em Belém e já estava como foragido há dois anos. Atualmente, ele morava com a família no bairro Caiçara, nesse município. Os outros dois são Paulo Afonso Rosário Farias, 19, e Edinaldo da Silva Moraes, 25, que respondem a diversos roubos.
O trio foi preso por uma guarnição da Polícia Militar e apresentado na Delegacia de Polícia de Castanhal. Interrogado, Wilson Felisardo confessou que havia conhecido os outros dois homens no Complexo Penitenciário de Americano. Segundo ele, após sair da prisão, ele teria garantido à dupla que iria ajudá-los a fugir da Colônia Agrícola Heleno Fragoso, em Santa Izabel do Pará.
Wilson fretou um táxi em Castanhal e apanhou a dupla nas margens da Rodovia BR-316, já próximo ao Parque de Exposição de Castanhal. Ele disse ainda que pretendia escondê-los na casa da avó até o amanhecer, mas os três acabaram surpreendidos pelos policiais militares que rondavam às proximidades. Como não tinham documentos, os três foram conduzidos para a Delegacia de Castanhal, onde inicialmente deram nomes falsos. A companheira de Wilson, porém, foi à delegacia e informou o verdadeiro nome dele. O foragido foi responsabilizado por facilitação da fuga. Os três foram reconduzidos à penitenciária.

Texto:
Walrimar Santos


Instrução detalha critérios para premiação por apreensão de armas
Já está em vigor a Instrução Normativa 2/ 2014, que trata da premiação pecuniária aos policiais civis e militares do Pará, em atividade profissional, quanto à apreensão de armas de fogo ilegais. Assinada pela delegada geral adjunta da Polícia Civil, Christiane Ferreira, a medida atende à Lei nº 7.727, de 24 de julho de 2013, que instituiu o pagamento. A instrução contém as normas e critérios para tramitação do requerimento e da avaliação dos termos de apreensão de armas de fogo, visando efetivar a premiação.
Conforme a regulamentação, publicada no último dia 8, no Diário Oficial do Estado, para habilitar-se à premiação, o policial civil ou militar deve preencher um requerimento e protocolá-lo na Corregedoria Geral da Polícia Civil, junto com os seguintes documentos: certidão firmada pelo presidente do inquérito policial, emitida em formulário padrão, em que serão indicados os beneficiários da premiação; cópia do boletim de ocorrência policial; cópia do comprovante de instauração do procedimento policial com indicação do número de tombamento do procedimento, e auto de apresentação e apreensão do armamento.
O requerimento poderá ser protocolado de forma descentralizada perante as Corregedorias Regionais, que ficarão incumbidas de remetê-lo para a matriz correicional. Nos municípios onde não houver unidade de Corregedoria Regional, a protocolização do requerimento ficará a cargo do superior hierárquico do policial requerente.
A Corregedoria Geral da Polícia Civil, por meio da Divisão de Correição, fará a análise formal do requerimento e da documentação relativa à apresentação e apreensão da arma, emitindo o respectivo parecer. Se o parecer for favorável à concessão da premiação, a Corregedoria encaminhará a documentação à Diretoria de Recursos Humanos da Polícia Civil, em se tratando de policial civil, ou ao Comando Geral da Polícia Militar, se o requerente for policial militar.
O valor da premiação pecuniária será determinado entre R$ 300 e R$ 1,8 mil por arma de fogo apreendida, de acordo com o potencial lesivo da arma e as circunstâncias da apreensão, conforme previsto no decreto. Na hipótese de a apreensão se dar por trabalho em equipe, patrulha ou guarnição, o valor da premiação será rateado em partes iguais entre cada componente. Os responsáveis por informações indevidas terão as condutas apuradas e poderão ser indiciados em processos disciplinares e penais.

Texto:
Walrimar Santos


Mestrado em ciências ambientais da Uepa divulga resultado da prova escrita
O Programa de Ciências Ambientais da Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgou o resultado da prova escrita e da prova de proficiência em língua estrangeira dos candidatos ao mestrado 2014. As próximas fases são a entrega dos documentos comprobatórios e a entrevista, em que haverá a arguição sobre o pré-projeto de pesquisa. O resultado está disponível no site www.uepa.br.
A entrega dos documentos dos aprovados na prova escrita será nos próximos dias 23 e 24, e a divulgação do cronograma das entrevistas sai dia 30. As entrevistas serão aplicadas dias 5 e 6 de fevereiro. O resultado final será divulgado no dia 12 seguinte. As matrículas serão feitas dias 19 e 20.
O mestrado está estruturado em uma área de concentração denominada “Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia Brasileira”, e em duas linhas de pesquisa: Meio ambiente e sustentabilidade e Estudos de ecossistemas amazônicos. As atividades acadêmicas do programa serão desenvolvidas em tempo integral.
Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (91) 3131-1914 ou pelo e-mail pcambientais@hotmail.com. A secretaria do programa fica no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), na Travessa Enéas Pinheiro, 2.626, Marco.

Texto:
Ize Sena


Seduc libera a solicitação da certificação do ensino médio via Enem
Os candidatos que solicitaram, no ato da inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a expedição do certificado de conclusão do ensino médio pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), poderão obter, no site da instituição (www.seduc.pa.gov.br), a declaração de certificação ou proficiência 2013, a partir desta sexta-feira (17).
Terá direito à certificação de conclusão do ensino médio o candidato que atingir o mínimo de 450 pontos em cada área de conhecimento do exame e obter no mínimo 500 pontos na redação. Para a área de linguagens, códigos e suas tecnologias, o interessado deverá obter a pontuação mínima na prova objetiva e, adicionalmente, a nota mínima na prova de redação.
Os candidatos habilitados na Região Metropolitana de Belém podem fazer a solicitação acessando o site da Seduc, e no campo apropriado informar o número do CPF e imprimir a Declaração de Certificação. Em seguida, devem se dirigir ao setor de documentação do Centro de Estudos Supletivos Professor Luís Octávio Pereira, munidos das cópias e originais do CPF, documento de identificação oficial com foto, comprovante de residência e a Declaração de Certificação impressa, tendo assim, o direito de receber o certificado de conclusão do ensino médio.
Os candidatos que integralizaram a matriz de referência do Enem em 2013 (obtendo médias em algumas das áreas nas edições de 2010, 2011 e 2012) também podem requerer a certificação. Para tanto, será necessário acessar o site da Seduc e, no campo apropriado, informar o número do CPF e imprimir a Declaração de Proficiência de 2012.
Em seguida, os candidatos devem se dirigir ao setor de documentação do Centro de Estudos Supletivos munidos das cópias e originais do CPF, documento de identificação oficial com foto, comprovante de residência e a Declaração de Proficiência impressa, além de boletim de notas das edições 2013, 2012 e 2011. Após a entrega destes documentos, o interessado deve comparecer, no mesmo local, no prazo de 30 dias, para receber o certificado de conclusão do ensino médio.
Os candidatos que moram no interior do Estado também devem acessar o portal da Seduc para fazer o pedido e organizar os mesmos documentos, que devem ser entregues na Unidade Regional de Educação (URE) do município. A diferença é que o prazo de entrega do certificado é de 60 dias.
Serviço: O Centro de Estudos Supletivos funciona na Travessa Deodoro de Mendonça, 53, em São Braz (CEP 66090-150), como unidade certificadora do Exame Nacional do Ensino Médio 2013. Os boletins do Enem dos anos de 2010, 2012 e 2013 podem ser acessados no portal http://sistemasenem2.inep.gov.br/resultadosenem. Em caso de dúvidas, basta entrar em contato pelo telefone (91) 3249-6070 ou com a Coordenação de Jovens e Adultos: (91) 3201-5197.

Texto:
Danielly Gomes


Uepa divulga na internet as notas das redações do Prise e Prosel
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgou nesta sexta-feira (17) as notas das redações do Programa de Ingresso Seriado (Prise) e do Processo Seletivo (Prosel), no site http://www.prodepa.psi.br/uepa/vest/seletivo/. As redações dos 11.848 candidatos que participaram da terceira e última etapa dos processos seletivos 2014 serão liberadas pela instituição na próxima segunda-feira (20).
Os interessados em obter a cópia da redação corrigida devem se dirigir ao prédio da Reitoria. Quem quiser interpor recursos deve fazê-lo entre terça (21) e quarta-feira (22), no protocolo da Diretoria de Acesso e Avaliação da Uepa, localizado na Rua do Una, no bairro do Telégrafo.
A correção das redações foi feita entre os dias 17 de dezembro e 10 de janeiro, de segunda a sábado, no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Uepa. Dezessete professores ficaram encarregados de corrigir os textos em Belém e outros 25 municípios do Estado. Cada redação foi corrigida por dois professores e, em caso de discrepância, por um terceiro corretor.
Segundo a pró-reitora de Graduação, Ana da Conceição Oliveira, os professores responsáveis pela correção tiveram a atenção redobrada e o máximo de cuidado. “Os professores tiveram dedicação exclusiva para as correções. As redações vão com códigos, portanto, nenhum corretor sabe de quem é a redação que está corrigindo, assim como nenhum professor que está como segundo corretor sabe qual professor corrigiu pela primeira vez”, afirma.
A última etapa dos processos seletivos ocorreu dia 15 de dezembro de 2013. Na redação, os candidatos puderam escolher entre escrever um texto dissertativo sobre o uso de animais como cobaias em pesquisas científicas ou narrar um momento de emoção. O candidato será eliminado caso obtenha menos de doze pontos na prova objetiva e menos de seis pontos na redação, que vale 30.

Texto:
Ize Sena


Campanhas externas do Hemopa são incentivo para doadores
Historicamente, o mês de janeiro é um período difícil para coleta de sangue na Fundação Hemopa, tanto pelo severo regime de chuvas no Pará, especialmente em Belém, como pelas férias escolares. Para não correr o risco de passar por uma baixa de estoque e prejudicar a atividade transfusional no Estado, o Hemopa age estrategicamente com a promoção de campanhas externas e abertura da sede também aos sábados.
Organizadas pela Gerência de Captação de Doadores do hemocentro, as campanhas externas funcionam como uma grande conveniência para os doadores, pois levam os serviços de coleta de sangue e cadastro de medula óssea, na unidade móvel, até a população, que por algum motivo não pode ir até a sede da fundação.
“Temos instituições que são parceiras há algum tempo, como Banco do Brasil, shopping Castanheira, Polícia Militar e Exército, entre outras, que possibilitam essa aproximação essencial para nós. São locais estratégicos de grande movimento e participação”, explica a gerente de Captação, Juciara Farias. Ela diz que o Hemopa recebe pedidos de vários locais interessados em firmar parceria, seja por ofício ou pelo e-mail juciara.farias@hemopa.pa.gov.br. “Fazemos uma visita técnica, avaliamos a estrutura do local e decidimos se ele comporta a unidade móvel ou se adaptamos uma sala do próprio local”, explica.
A agenda de campanhas externas deste mês começou dia 3, e até quinta-feira (16) já havia registrado um total de 634 doadores e 156 cadastros de medula óssea, em pontos como o Banco do Brasil, na Avenida Presidente Vargas, Escola Jaderlândia, no Atalaia, e Centro Social Santo Agostinho, em Canudos.
Atitudes – Entre as pessoas que foram até a unidade móvel no dia 16, na Presidente Vargas, está Rosália do Socorro, 39 anos, esteticista do bairro Coqueiro, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. Ela passava em frente à unidade e resolveu doar. “O que puder tirar de mim, pode tirar. Custa pouco e faz um bem danado”, comentou. Do tipo sanguíneo O Positivo, ela também é doadora de órgãos e medula óssea e acha que ações como essa são importantes porque tornam o serviço acessível a todos.
A estudante Pilar Valéria Gato Farias, 23, do Conjunto Satélite, em Belém, foi outra que passou em frente à unidade móvel e parou para doar. “Resolvi ter uma atitude diferente esse ano e ajudar as pessoas. Tinha o cabelo comprido, cortei e doei para uma ONG de escalpeladas, e agora vou doar sangue pela primeira vez”, disse ela, afirmando que campanhas como essa são ideais para pessoas que não têm tempo.
Neste sábado (18), a campanha ocorre no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cfap) da PM, na Avenida Doutor Freitas com Almirante Barroso, de 8 às 15 horas. Outras datas e locais podem ser conferidos no site www.hemopa.pa.gov.br.
Outra estratégia do Hemopa e uma facilidade para os doadores é a coleta aos sábados, no horário de 7h30 às 18 horas – um dia que as pessoas sem tempo durante a semana podem usar para fazerem a doação. “Precisamos chamar a atenção dos doadores, familiares e amigos, para que possamos atender a necessidade daqueles que precisam”, frisa Juciara Farias.
Excepcionalmente neste sábado (18), o horário de coleta será de 7h30 às 13 horas, em virtude do desligamento de energia para manutenção técnica no transformador e gerador da fundação.
Podem doar sangue pessoas com boa saúde, que tenham entre 16 e 69 anos e pesem acima de 50 quilos. Para doar, é necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses, e a mulher, a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
O cadastro de doação de medula óssea pode ser feito por homem ou mulher saudável na faixa etária de 18 a 55 anos. Também é necessário portar documento de identidade original e com foto. O Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2.109, em Batista Campos. Mais informações: 0800-2808118.

Texto:
Vera R. Rojas


Profissionais debatem supervisão do Programa Mais Médicos
Ocorreu nesta sexta-feira (17), na Escola Técnica do SUS, em Belém, a primeira oficina estadual de supervisão do programa Mais Médicos, com o objetivo de analisar o cenário de atendimento no Pará e debater estratégias que servirão para supervisionar os 400 profissionais atuantes no Estado. A medida, uma orientação dos ministérios da Saúde e da Educação, está sendo executada em todo o país.
O encontro foi mediado por Uiraquitan Oliveira, um dos técnicos da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa (SGEP) do Ministério da Saúde. Na ocasião, ele destacou a importância de que os médicos do programa que atuam no Pará sejam supervisionados por outros profissionais médicos dispostos a oferecer suporte aos médicos participantes que já estão atuando na Atenção Básica dos municípios que já receberam o programa.
Entre outras atribuições, os supervisores devem realizar visitas periódicas para acompanhar as atividades dos médicos, mensal ou bimestralmente; estar disponível por meio de telefone e internet; realizar supervisão de território com vistas a discussões clínicas, reflexões sobre o processo de trabalho e sobre as práticas do cuidado desenvolvidas pelo médico participante; participar de reuniões técnico-científicas, de planejamento ou avaliação a serem organizadas pelo tutor do programa, com vistas a contribuir para o aperfeiçoamento do Projeto Mais Médicos para o Brasil.
Participaram das discussões os membros da Comissão de Coordenação Estadual do Projeto Mais Médicos, entre os quais Sônia Bahia, coordenadora de Educação na Saúde da Secretaria de Estado da Saúde do Pará (Sespa); Ed Wilson, do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Pará (Cosems); Javier Maqueira, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) do Ministério da Saúde (MS), além dos professores Paulo Amorim e Socorro Castelo Branco, da Universidade Federal do Pará (UFPA), que atuam como tutores do programa pelo MEC; de Rosiane Pinheiro Rodrigues, Apoiadora para o Estado do Pará, do Departamento de Articulação Interfederativa da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa/SGEP do Ministério da Saúde, e de coordenadores da Sespa.
Para Sônia Bahia, a importância maior da reunião residiu na aproximação dos profissionais envolvidos no Programa Mais Médicos em execução no Estado. “O processo de monitoramento  é algo natural no sentido de orientar o trabalho desses médicos numa região tão peculiar como é o Pará”, destacou, ao lembrar que já ouviu relatos de gestores e usuários referindo que a chegada dos profissionais médicos vem fortalecendo a ação da Estratégia Saúde da Família, particularmente no atendimento das famílias no território e presença do médico em suas casas.
Atualmente existem 6.658 médicos contratados no Brasil inteiro que aderiram ao Programa Mais Médicos, sendo 5.400 são cubanos. Os médicos estão atendendo na Atenção Básica 2.177 municípios. Dos 6.658, aproximadamente 122 médicos estão atuando em 30 Distritos Sanitários Especiais Indígenas. No Pará atuam 25 médicos brasileiros e mais médicos 375 intercambistas, sendo 374 cubanos e mais um médico brasileiro formado em instituição estrangeira.

Texto:
Mozart Lira


Novo voo internacional favorece negócios entre o Pará e a Europa
O voo da TAP ligando Belém a Lisboa, em Portugal, cuja viagem inaugural será dia 3 de junho deste ano, já mostra os primeiros sinais do impacto positivo que deve gerar na economia local. A linha abre novas fronteiras de negócios entre o Pará e o país europeu, facilitando a importação de mercadorias e favorecendo a exportação de produtos para o vasto mercado internacional.
Em viagem de trabalho a Belém até esta sexta-feira (17), o diretor da companhia área para a América do Sul, Mário Carvalho, falou a respeito da movimentação já iniciada pela empresa de aviação no Estado e das expectativas com o voo. “Estamos montando o nosso escritório operacional, recrutando profissionais e colaboradores. Hoje, já existem mais de seis mil reservas para este voo. Uma informação da semana passada. São reservas que se espalham ao longo do período de um ano, ainda sem qualquer promoção. Apenas fizemos o lançamento do voo aqui em dezembro passado. Esse número de certa forma nos surpreende”, afirma.
Com capacidade para transportar toneladas de carga, a aeronave Airbus A 330-200, da TAP, passa a ser uma alternativa de negócios e fortalecimento do comércio bilateral. “Na realidade, o voo vai além do turismo, pois também é um facilitador nas trocas comerciais, de modo que, dependendo do tipo de carga transportada, é um gerador de negócios. Creio que o Pará tem um potencial muito grande para expandir seus produtos até a Europa”, explica Mário Carvalho.
Para o presidente da Câmara Portuguesa de Comércio no Pará, Reginaldo Ferreira, os ganhos são consideráveis. “Estamos falando das características do mercado paraense, que é grande, e dos tradicionais produtos portugueses, que historicamente são importados por meio de outras cidades e Estados. Além de isso dificultar o acesso a produtos de qualidade a um preço adequado, também o lucro gerado por essas operações fica em outros Estados, assim como os impostos pagos e os empregos gerados”, analisa.
Com o novo voo da TAP, diz Reginaldo, será possível fazer importações adequadas ao mercado local. “Como não temos linhas regulares de navegação, isso irá favorecer especialmente os produtos de menor peso, que são os de maior valor agregado. Podemos afirmar que este momento está estimulando alguns empreendedores a imaginar aqui uma nova trade company, com negócios inicialmente com Portugal, mas depois também com demais países da Europa e até com a África”, garante.
Ao falar dos setores diretamente beneficiados, Reginaldo afirma que as possibilidades são imensas e diversificadas. “Temos uma grande comunidade portuguesa no Pará e também dos chamados luso-descendentes. Naturalmente, isso estimula o chamado ‘comércio da saudade’. Então temos os produtos tradicionais, como azeites, azeitonas, vinhos, bacalhau e outros de pesca, além de termos também uma centena de produtos novos, agregando tecnologia. Vamos começar a divulgar isso em feiras, com missões que levarão empresários paraenses a Portugal”, antecipa.
O secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, conclui sobre a importância da presença de um dirigente da companhia em solo paraense mesmo mais de cinco meses antes do primeiro voo. “São contatos que se estabelecem e relações institucionais que se constroem pensando na plena ocupação da capacidade de carga, mas também dos assentos da aeronave, numa parceria em que todos os envolvidos saem ganhando”, conclui.

Texto:
Israel Pegado


Parte rodoviária das obras Avenida Independência será entregue em março
A parte rodoviária das obras do prolongamento da avenida Independência, no trecho entre a BR-316 e a rotatória do 40 horas, será entregue no mês de março deste ano. Já a previsão para a entrega da obra completa – prolongamento da rodovia, entre os municípios de Ananindeua e Marituba – é setembro deste ano.
Na manhã desta sexta-feira, 17, o titular da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), Luciano Lopes Dias, acompanhado de fiscais e engenheiros responsáveis pela execução da obra, fez uma vistoria no local para verificar o andamento do projeto. “De acordo com a nossa programação, iremos entregar agora no mês de março a parte rodoviária completa, com sinalização, meio-fio, calçada, tudo aquilo que está no projeto”, afirmou o secretário.
Para garantir agilidade às obras, visitas técnicas são feitas com frequência pela equipe da Seidurb. “Temos pontos de controle, fazemos reuniões com nosso pessoal de fiscalização com frequência. A ideia é que ao identificar um gargalo, possamos agir o mais rápido possível para dar andamento à obra”, disse Luciano Dias.
No primeiro trecho do projeto, entre a Rodovia BR-316 e a Avenida Zacharias de Assumpção, a pavimentação do novo corredor está  em fase de acabamento. No último trecho do projeto, que vai da rotatória do 40 Horas até o Icuí-Guajará, foram iniciadas, a construção de duas pontes de concreto, cada uma com 15 metros, atrás da antiga Granja do Icuí. Os dois eixos do perímetro também já receberam camada de asfalto – Binder. No trecho intermediário do projeto, a construção de outras duas pontes, sobre o rio Maguari, também foram iniciadas. As estruturas, cada uma com 240 metros, ligarão a Rua Quinta das Carmitas, no Distrito Industrial à Estrada do Curuçambá.
Um problema que tem causado certo atraso na execução da obra é questão da desapropriação de algumas residências na área.  Para que a obra avance, por exemplo, da avenida Zacharias de Assumpção, em Ananindeua, até o quilômetro 9 da BR-316 - neste trecho está prevista a construção de um viaduto, que interligará o novo corredor à Alça Viária -, o projeto prevê a desapropriação e o remanejamento de algumas casas e de parte de um estabelecimento comercial, localizado justamente na saída para a BR. “A desapropiaação é um dos cenários que mais nos preocupa, porque querendo ou não você acaba tirando o conforto daquelas famílias, mas estamos tendo muito cuidado com isso e tudo está sendo muito bem tratado. As indenizações e avaliações estão sendo feitas de maneira muito justa, a conversa com as famílias também tem sido muito positiva, mas isso não deixa de comprometer a execução da obra, porque o processo para se chegar à desapropriação requer uma série de etapas”, ressaltou o secretário.
Orçado em cerca de R$ 120 milhões, o projeto prevê a continuação da avenida Independência, a partir da rotatória da Estrada do 40 Horas até a BR-316, interligando os municípios de Belém, Ananindeua e Marituba. O novo corredor segue nas áreas de domínio das Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte), acompanhando as linhas de transmissão de energia que atravessam os bairros do Icuí, Maguari e Distrito Industrial. A obra é considerada fundamental para viabilizar o trânsito  na Região Metropolitana e se  constitui  em importante corredor de tráfego alternativo para entrada e saída da capital paraense. Diretamente, cerca de 300 mil moradores da área serão beneficiados com o novo corredor.


Texto:
Bruna C.


Governador sanciona Lei Orçamentária para 2014
Governador sanciona Lei Orçamentária para 2014
O Governo do Estado destinará, neste ano, mais de 19 bilhões para as despesas previstas nos orçamentos fiscais e de seguridade fiscal. Os recursos estão previstos na Lei Orçamentária do Estado, sancionada pelo governador Simão Jatene na última terça-feira, 14. Do montante total, recursos da ordem dos R$ 13,4 bilhões são do Tesouro Estadual. A Lei, publicada nesta sexta-feira, 17, no Diário Oficial do Estado, assegura recursos expressivo aos principais áreas de desenvolvimento para o governo.
Para a pasta de Educação serão destinados R$ 2,7 bilhões, já para a Saúde os recursos serão de 2,1 bilhões. À pasta de Segurança Pública representará um investimento de R$ 1,5 bilhão. Juntas estas áreas absorvem a maior parte do investimento. Serão destinados R$ 6.3 bilhões do orçamento estadual deste ano às três áreas, consideradas prioridade pela administração estadual. Aos órgãos referentes às ações de Transporte e Urbanismo serão destinados R$ 682 milhões. Na área de Saneamento serão aplicados R$ 345 milhões, já para Cultura, serão cerca de R$ 200 milhões.
O dispositivo também assegura 1,2%, da Receita Líquida de Impostos à aplicação exclusiva nas áreas da Saúde e Educação, sendo deduzidas as despesas constitucionais e vinculadas. A destinação dos recursos será definida a partir das emendas parlamentares apresentadas na Assembléia Legislativa do Estado.
Também estão assegurados R$ 60 milhões, do Fundo de Desenvolvimento Econômico do Estado do Pará, ao programa de Apoio ao Desenvolvimento Municipal. Os recursos deverão ser divididos igualmente aos 144 municípios paraenses.
A edição do Diário Oficial com o Orçamento do Estado e o portfólio de investimentos para este ano estão disponíveis no site da Imprensa Oficial, através do link http://www.ioepa.com.br/portal/busca.aspx?dt=17/01/2014  

Texto:
Amanda Engelke







Estado investe R$ 520 mil em reforma de escola no PAAR
Orçada em cerca de R$ 520 mil, a reforma da Escola Regina Coeli Silva, localizada no conjunto PAAR, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, deverá mudar a realidade dos mais de 1,7 mil alunos matriculados na unidade de ensino, além dos quase 100 servidores e demais profissionais que trabalham no local. Iniciada no segundo semestre do ano passado, a obra contempla a revitalização de praticamente todos os espaços, entre eles as 16 salas de aula da escola, com reformas nos pisos e nas paredes, e melhorias das instalações elétricas e hidráulicas, além da ampliação dos banheiros e pintura geral do prédio. Do cronograma estabelecido para os trabalhos, cerca de 30% já foi cumprido, de acordo com a empresa responsável pelos trabalhos, a MC Engenharia.
Segundo Luzia Formigosa, que foi diretora da escola por sete anos, esta é primeira grande reforma que unidade recebe, desde a inauguração do prédio, na década de 90. “Em todo esse tempo só foram feitos alguns reparos”, afirma. Ela também conta que a reforma veio em boa hora, pois há algum tempo a comunidade escolar enfrentava problemas com o telhado e com as instalações elétricas do prédio. “Quando chovia respingava em todas as salas porque as telhas estavam todas danificadas. Quando a gente trocava uma, noutra semana já tinha dez trincadas. A mesma coisa acontecia com a rede elétrica. Com essa reforma, finalmente, vamos poder solucionar de vez essas situações”, afirma.
O atual diretor da escola, José Ricardo dos Santos, acredita que a revitalização vai favorecer o processo de ensino-aprendizado. Além dos três blocos de salas de aula, os outros dois blocos - administrativo e de espaços pedagógicos - também serão revitalizados, informa o diretor. “Essa é uma reforma estrutural, então abrange todos os espaços. Isso é fundamental para que alunos e professores possam ter produtividade. Estávamos com alguns problemas nesses espaços, não só nas salas de aula, como é o caso da sala multifuncional e do laboratório e informática. Isso tudo será solucionado e, com certeza, irá melhorar os nossos índices de produtividade escolar”, destaca.
Segundo a estudante Jhully Vieira, de 17 anos, a expectativa é que a reforma traga uma uma melhora significativa. Ela, que atualmente faz o último ano do Ensino Médio, conta que a escola é uma referência na comunidade. “Estudo aqui desde o primeiro ano do Fundamental e optei por fazer também o Médio, já que muita gente falava que era uma boa escola, com um ensino de qualidade e bons professores, apesar da infraestrutura precisar melhorar. E saber que tem alguém olhando por nós faz com que a gente se sinta mais valorizado, até porque se você está em uma ambiente climatizado, limpo, se sente mais estimulado a aprender”, afirmou.
Início da obra: agosto de 2013
Previsão de Término: primeiro semestre de 2014
Andamento: 30%
Investimento: R$ 518.964,79
Empresa responsável: MC Engenharia
Secretaria responsável: Secretaria de Estado de Obras Públicas
Secretaria beneficiada: Secretaria de Estado de Educação (Seduc)
Endereço: Avenida Rio Solimões, Q. 119, s/n, Conjunto PAAR, Ananindeua

Texto:
Amanda Engelke


Governo do Estado institui premiação inédita para campeão do Parazão 2014
Além de reajustar em 20% todos os contratos mantidos com a Federação Paraense de Futebol (FPF) para este ano, o governo do Estado, por meio dos organismos diretamente envolvidos com a promoção do futebol paraense – Banco do Estado do Pará (Banpará), Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) e Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) –, instituiu, pela primeira vez na história, uma premiação de R$ 120 mil para o campeão do Parazão. A novidade foi anunciada nesta sexta-feira, 17, pelo secretário de Promoção Social, Alex Fiúza de Melo, durante reunião com os representantes dos dois principais times de futebol do Estado, Remo e Paysandu, realizada na sede do Centro Integrado de Governo (CIG).
O encontro foi marcado para que governo e representantes dos clubes pudessem fechar um acordo a respeito dos valores destinados pelo Estado para a manutenção e custeio das equipes. Assim, ficou definido o reajuste de 20% em todos os contratos estabelecidos com a FPF; redução de alguns custos concernentes às atividades da Seel, que antes eram repassados para os times, e a instituição da premiação inédita de R$ 120 mil para o vencedor do campeonato paraense. Com as ações, o governo do Estado investirá cerca de R$ 7 milhões durante todo o ano de 2014 no futebol paraense.
Além disso, o secretário Alex Fiúza de Melo ainda acenou com a possibilidade de uma premiação extra para os clubes paraenses que conseguirem mudar de série ou que forem representar o Estado em competições nacionais. O assunto será discutido de modo ­isolado em uma nova reunião a ser marcada posteriormente.
Na ocasião, a presidente da Funtelpa, Adelaide Oliveira, reafirmou a importância do contrato da FPF com a Fundação, que vai transmitir novamente todos os jogos do Parazão, além de destinar R$ 118 mil para a equipe vencedora de cada turno do campeonato paraense. Apenas pelos direitos de transmissão, a Funtelpa vai repassar quase R$ 3 milhões para a Federação. “O que nós desejamos com tudo isso é um excelente campeonato. Se por um lado, o governo está apoiado os jogos, abrindo mão de algumas coisas, por outro, espera segurança, paz entre as torcidas, boas partidas e que os times paraenses façam bonito também fora do campeonato local”, destacou.
Os presidentes do Paysandu, Wandick Lima, e do Remo, Zeca Pirão, saíram satisfeitos da reunião. Para eles, o governo do Estado demonstrou bom censo e boa vontade na negociação com as equipes. “Todos os órgãos cederam e, com isso, quem saiu ganhando foi a população do Pará”, ressaltou Zeca Pirão. “Com todos esses ganhos, certamente todos os times se sentirão ainda mais motivados para brigar pelo título do Parazão, até porque também foi instituída a premiação da Federação”, completou Wandick Lima.
A premiação a que se refere Wandick foi fruto de um acerto entre a FPF e os times paraenses e consiste no repasse de um valor que corresponderá a 10% de tudo o que for arrecadado ao longo do campeonato paraense para o vencedor do certame. “Acreditamos que é dessa maneira que se constrói uma parceria frutífera para todos. E é assim que a Federação e o governo do Estado estão agindo, por isso todos estão de parabéns”, concluiu o presidente da Federção, Antônio Carlos Nunes.
Já o presidente em exercício do Banpará, Braselino Silva, explicou que, além de aumentar em 20% os valores mensais repassados para os clubes, o Banco decidiu, ainda, lançar a premiação de R$ 120 mil para o campeão como forma de incentivar ainda mais o esporte. “Com isso, estamos seguindo as  diretrizes do governo do Estado, que tem como uma de suas prioridades promover cada vez mais eventos culturais e esportivos para a população”, observou.

Texto:
Elck Oliveira


Chuvas dificultam acesso de doadores e estoque de sangue é insuficiente
A Fundação Hemopa continua enfrentando dificuldades com a insuficiência do número de doadores de sangue desde o início deste mês, em função do intenso período chuvoso que afeta o Estado, sobretudo, a capital paraense, provocando a redução de mais de 30% nas coletas efetivadas na sede do hemocentro. Desde o dia 13 até as 12h desta sexta-feira, 17, houve 1.266 comparecimentos de voluntários, que resultou na coleta de 955 bolsas, o que representa uma média diária de apenas 191 doações, quando o ideal seria 250 bolsas/dia.
Para tentar reverter o quadro, a Gerência de Captação de Doadores (Gecad) mantém calendário de campanhas externas em pontos estratégicos do centro da cidade e em parceria com várias instituições, como opção para que o doador não deixe de ajudar o Hemopa a restaurar o estoque estratégico de sangue, que abastece mais de 200 hospitais no estado.
A titular da Gecad, a assistente social Juciara Farias, não esconde a preocupação com uma eventual permanência desse quadro de redução gradativa de doadores de sangue. “Nossa responsabilidade é garantir a transfusão de sangue seguro e isento de doenças. Mas, a população tem a responsabilidade de estender o braço e doar sangue”, observou, lembrando que ainda não existe substituto para o sangue humano. Ela também incentivou a doação de sangue, mesmo com o período chuvoso. “Não deixe que a chuva impeça sua vontade de salvar vidas”, recomendou.
Maria de Jesus Silva do Nascimento, 47, vendedora, atendeu ao apelo de Juciara Farias. Ela doou sangue nesta quarta-feira, 15.  “Chuva não é empecilho quando a pessoa tem vontade de ajudar o outro”, destacou a doadora de sangue tipo O Positivo, que é maranhense natural de Turiaçu e atualmente reside no bairro do Paar. Ela também demonstra seu amor ao próximo ao incentivar outras pessoas que deixam de doar quando a chuva aparece.
Outro exemplo de solidariedade é o militar do Exército Erick Patrick dos Santos, 19 anos, estudante de Biomedicina, morador do Una, em Ananindeua, que também foi um dos poucos doadores de sangue desta semana. Apesar de bem jovem, ele tem a consciência da importância de sua colaboração em relação ao dever de ajudar o próximo, pois além de doador de sangue regular há mais de dois anos, o soldado também é doador de medula óssea e órgãos. Do tipo O positivo, ele tem em casa os exemplos dos irmãos doadores. “Não via a hora de completar 17 anos para doar”, relembrou o militar.
Juciara Farias informa que a unidade móvel do Hemopa leva os serviços de coleta de sangue e cadastro de medula óssea aos bairros de Belém, em campanhas de coleta externa solicitadas por diversas entidades, como empresas públicas, privadas, instituições militares, organizações não governamentais, entre outras. Os interessados podem entrar em contato com a Gecad pelo telefone (91) 3224-5048/ 32429100- R-205/243 ou pelo e-mail: captação@hemopa.pa.gov.br.  Para conhecer o calendário de campanhas externas acesse: http://www.hemopa.pa.gov.br.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Menores de 18 anos somente com autorização dos pais ou responsáveis. Peso acima de 50 kg. É Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea:
Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço:
O Hemopa está localizado na travessa Padre Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou 32429100- R: 205.

Texto:
Vera R. Rojas


Alunos da rede estadual se destacam nos vestibulares
Dezenas de alunos das escolas estaduais comemoraram nesta sexta-feira, 17, a aprovação no vestibular das universidades públicas e privadas do Pará e de outros estados do país. Somente a Escola Estadual Souza Franco aprovou mais de 60 estudantes em diversos estabelecimentos de ensino superior. 
As aprovações foram em diversas áreas como: Nutrição, Administração, Biomedicina, Publicidade e Propaganda, Direito, Enfermagem, Terapia Ocupacional, Estética e Cosmética, Engenharia da Computação, Engenharia de Produção, Serviço Social, Turismo, Pedagogia, Tecnologia da Informação, Jornalismo, Fisioterapia, Ciências Contábeis, Sistema de Informação, Educação Física, História, Química, Aquicultura, Agronomia, Farmácia, Medicina Veterinária, Medicina e Engenharia Civil.
O aluno Ray da Costa, aprovado no curso de Medicina na Universidade Federal do Piauí (UFPI), comemou a vitória. “Foi uma luta muito grande, tive que trabalhar e estudar ao mesmo tempo, minha família está muito contente e eles foram meus principais apoiadores”, disse ele.
Para Darling Costa, professora de Sociologia, o sucesso destas aprovações se comprova com o trabalho desenvolvido durante o ano. “Os alunos tiveram aulas e simulados durante o período de greve, a escola se preocupou com essa demanda e não parou. Isso mostra toda a organização pedagógica e disciplinar que o estabelecimento possui”, afirmou ela.
A aluna Emanuelly Brito, caloura do curso de Terapia Ocupacional pela Universidade Federal do Pará, ressaltou o apoio que a escola deu aos alunos. “A escola nos ajudou muito, realizava simulados todos os finais de semana e não nos deixou sem preparação. Estou muito feliz pela minha aprovação, principalmente porque passei no curso que sempre quis”, enfatizou ela.
O aluno Alexandre Cacela, da Escola Estadual Brigadeiro Fontenelle, conquistou o primeiro lugar no curso de Biblioteconomia na Universidade Federal do Pará pelo Sistema de Seleção Unificada (SISU) e no curso de Tecnologia em Produção Multimídia, também pela UFPA. “Fiquei muito feliz pelas minhas conquistas, foi um sonho realizado, me esforcei muito para vencer as dificuldades.
Alexandre teve que parar de estudar por um breve período, para se tratar de um câncer. Começou o tratamento em setembro e voltou final de outubro para realizar as provas dos vestibulares, mas mesmo com toda dificuldade conseguiu obter excelentes resultados. “Sempre dei apoio para o meu filho estudar e estive em todos os momentos com ele. Apesar do seu estado de saúde ele nunca desistiu e conseguiu passar no curso que queria”, afirmou Rosângela Barbosa, mãe de Alexandre.
Os alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Pitágoras também conseguiram excelentes resultados nos vestibulares. A escola conseguiu aprovações nos cursos de Letras Serviço Social, Gestão da Tecnologia da Informação, Farmácia, Redes de Computadores, Ciências Contábeis, Direito, Publicidade e Propaganda e Recursos Humanos.

Texto:
Eliane Cardoso


Evento apresenta a XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro ao mercado editorial paraense
Os preparativos para a XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro, entre os dias 30 maio e 8 de junho, no Hangar - Convenções e Feiras da Amazônia, estão a todo vapor. No próximo dia 23, o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) promove o lançamento da feira para o mercado editorial paraense. Durante o evento, marcado para as 15h, no Hotel Sagres, será feito ainda o sorteio dos estandes entre os participantes.
O encontro é destinado somente ao mercado editorial sediado no Pará. Para participar, as empresas devem enviar a ficha de cadastro totalmente preenchida, até o dia 22, às 17h, para o email contato@rpsfeiras.com.br, confirmando a presença no lançamento oficial.
As empresas que participaram da edição de 2013 e que confirmarem a presença através do envio da ficha de cadastro, até o dia 22, poderão participar do sorteio dos estandes, após a entrega da senha, fornecida no lançamento, e escolherão os estandes sinalizados com a letra “A”. Aquelas que não enviarem a ficha de cadastro no prazo estipulado, ou empresas que não participaram da edição passada, não participarão do sorteio e só poderão optar pelos estandes remanescentes após o término das escolhas.
Serviço:
Lançamento da XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro para o mercado editorial paraense. Dia 23 de janeiro, às 15h, no Hotel Sagres, avenida Governador José Malcher, 2.927 – Sala Araguaia.

Texto:
Alexandra Cavalcanti


Paratur faz receptivo para jornalistas americanos
A Paratur prepara receptivo para o press trip com três jornalistas dos Estados Unidos, um hoteleiro de Miami e um representante da TAM,  que chegam em terras paraenses no próximo dia 4 de fevereiro. A ação faz parte da parceria da Paratur com a equipe de marketing da TAM visando ampliar o fluxo de passageiros nos vôos Belém-Miami.

Texto:
Benigna Soares


Sagri entrega de 50 mil mudas em Paragominas
A Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) está fazendo, neste mês, distribuição de mudas de espécies frutíferas e florestais no município de Paragominas, região nordeste do Estado. O Governo do Estado, por meio da Sagri, e em parceria com a Prefeitura Municipal de Paragominas, iniciou no dia 6 de janeiro a distribuição de 50 mil mudas de espécies como açaí, cupuaçu, banana e paricá. A previsão é que até o final de fevereiro todas sejam entregues.
O objetivo é atender a demanda dos agricultores familiares de Paragominas, por meio de uma parceria que já vem sendo consolidada ao longo dos anos. As mudas são produzidas na Unidade Agropecuária da Sagri (Uagro), em Paragominas, onde a Prefeitura entra com a mão de obra e a Sagri com as sementes, insumos e a coordenação da produção e distribuição das plantas.
Segundo o gerente regional da Sagri em Paragominas, Jacó Barroso, as mudas produzidas já têm destino certo e serão repassadas às associações de pequenos produtores rurais que fizeram seus cadastros até o final do ano passado. “Nós orientamos os presidentes das associações a fazerem o levantamento de suas demandas e, depois de recebê-las, estabelecemos um cronograma para que o caminhão da Sagri faça a entrega dessas mudas diretamente nas comunidades rurais. Ou seja, as entregamos diretamente na mão do produtor rural”, esclareceu.

Texto:
Dedé Mesquita


Cohab beneficia famílias do Riacho Doce com unidades do Conjunto Liberdade
Vinte e sete famílias que hoje ocupam áreas de intervenção de obras do PAC na comunidade do Riacho Doce, no Guamá, serão beneficiadas com unidades habitacionais do Residencial Liberdade, no mesmo bairro. Representantes dessas famílias estiveram reunidos na sede da Companhia de Habitação do Pará esta semana para conhecer melhor o andamento das obras das unidades que irão receber. O engenheiro da Cohab, responsável pela obra, Mario Antonio Cardoso, fez uma exposição sobre o projeto do Residencial Liberdade, apresentando detalhes do empreendimento às famílias.
As famílias assinaram um termo de adesão, documento no qual elas se comprometem em sair de onde estão, no prazo de 45 dias, abrindo mão do auxílio moradia. Segundo a gerente do Trabalho Técnico Social da Cohab, Cinara Rabelo, as famílias estão em áreas pulverizadas, mas que são locais de interferência de obras do Projeto e "por conta também da precariedade das instalações dessas moradias, elas serão beneficiadas com apartamentos no Residencial Liberdade", garantiu.
Ana Lúcia Carvalho, 43 anos, declara que concordou em sair porque sabe que terá uma moradia com qualidade. "O governo está me dando a oportunidade de adquirir minha casa. Por isso, prefiro concordar com a condição estabelecida", declarou a autônoma, que está há três anos na ocupação do Riacho Doce.

Texto:
Rosa Borges


Ophir Loyola promove XV Jornada de Conclusão de Residência Médica
O Hospital Ophir Loyola (HOL) realizará, nos próximos dias 23 e 24, a XV Jornada de Conclusão de Residência Médica. A apresentação da monografia é um critério de avaliação final estabelecido no regimento interno da Comissão Nacional de Residência Médica. Os trabalhos terão uma defesa prévia oral pelo autor-residente, para a qualificação e com possibilidade de ser divulgado em revista indexada. Com as especializações, o HOL tem ampliado a demanda técnico-científica, não somente em números, mas qualificando a mão de obra disponível para atuar na região.

Texto:
Leila Cruz


Diretor da TAP vem a Belém montar estrutura operacional da companhia aérea no Estado
O diretor da companhia aérea TAP para a América do Sul, Mário Carvalho, está em Belém a trabalho por conta do novo voo que ligará o Pará à Europa, através da linha Belém-Lisboa, que será operado pela companhia a partir de junho deste ano. Mário foi um dos principais articuladores para que o projeto fosse posto em prática pela companhia portuguesa. Ele está montando o escritório e organizando a estrutura operacional da companhia aérea portuguesa no Pará. O diretor ficará em Belém até esta sexta-feira (17). 
"A TAP tem sido pioneira em voos diretos do Brasil para a Europa, totalizando hoje voos com saída de 12 cidades do Brasil”, informa o diretor. O voo é uma conquista do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e Companhia Paraense de Turismo (Paratur), com apoio da Coordenadoria Municipal de Turismo (Belemtur) e o trade turístico paraense.
Segundo Márcio Carvalho, em 2014, com a criação do voo Belém-Lisboa, a companhia aérea portuguesa vai operar 82 voos semanais no Brasil, um aumento na frequência de mais de 250% nos últimos 13 anos. Para o diretor, o novo voo deve provocar um novo crescimento de 5% a 10% já no próximo ano. O voo Belém-Lisboa será feito por uma aeronave modelo Airbus 330, com velocidade de cruzeiro de 920 km/h e capacidade para 259 passageiros, em pouco menos de 7h de viagem, três vezes por semana – terças, sextas e domingos.
De acordo com os números da companhia, foram transportados 1,6 milhão de passageiros para o Brasil em 2013, sendo os principais países emissores Portugal (com 13%), Itália (6%) e França (4%). “Lisboa e Porto estão em posições geográficas estratégicas, já que a partir destas cidades é possível ligar-se rapidamente a outros 55 pontos da Europa, através de rápidas conexões”, conta Carvalho. 

Texto:
Israel Pegado


Agência-barco Ilha do Marajó da Caixa é lançada na Estação
A Caixa Econômica Federal inaugurou a segunda agência-barco do banco. A embarcação Ilha do Marajó vai atender à população ribeirinha que vive no arquipélago. O objetivo é ampliar as opções de prestação de serviços, promover o desenvolvimento socioeconômico e a inclusão bancária. A inauguração ocorreu na Estação das Docas, nesta quinta-feira, 16, em Belém.
Mais de 348 mil habitantes de dez municípios da Ilha do Marajó serão atendidos com os serviços da agência-barco. A embarcação vai passar por Soure, Salvaterra, Ponta de Pedras, Muaná, São Sebastião da Boa Vista, Curralinho, Bagre, Breves, Melgaço e Portal. Além dos serviços bancários, a agência-barco Ilha do Marajó vai contar com uma unidade do Tribunal de Justiça do Pará, para atuar no combate à violência de gênero – muito comum nos municípios ribeirinhos. Outro parceiro da Caixa é a Secretaria de Políticas para as Mulheres, um programa do Governo Federal.
A ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, comentou a importância da parceria. “Com a agência-barco conseguimos transformar o rio em rua. É a primeira vez no Brasil que uma política integrada chega à população ribeirinha. A inauguração é um momento muito importante para o governo federal, pois vai reforçar uma das máximas da gestão atual: o combate à violência contra a mulher”,, ressaltou a ministra.
Também estiveram presentes no evento, o prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho; o Procurador Geral do Pará, Caio Trindade, que representou o governador em exercício, Helenilson Pontes; e o vice-presidente da Caixa, Paulo Roberto dos Santos.
Para o prefeito Zenaldo Coutinho, foi uma honra sediar o evento. “Belém sente-se honrada em receber a inauguração do barco-agência. Quando fui deputado, conheci de perto a realidade das pessoas que moram no Marajó. Sabemos da importância que os serviços oferecidos na embarcação terão para aquelas pessoas. Não é só um barco da Caixa; é um barco do Tribunal de Justiça e da saúde também”, comentou.
A embarcação Ilha do Marajó vai realizar uma viagem por mês, partindo sempre de Belém. A permanência em cada cidade visitada deve ser de, em média, dois dias. Para o superintendente regional da Caixa, Evandro Narciso de Lima, a agência-barco leva cidadania à população. “O lançamento dessa embarcação é uma solução pioneira para levar o atendimento bancário e dignidade às pessoas que mais precisam. É um momento único para o Estado e para a Caixa Econômica Federal”, enfatizou.
A primeira agência-barco da Caixa Econômica Federal foi inaugurada em dezembro de 2010 e atende à população no Rio Solimões, no trecho Manaus-Coari no Estado do Amazonas.  



Texto:
Carolina Klautau









Governo inaugura novas unidades policiais em São Miguel do Guamá
Os moradores do município de São Miguel do Guamá, no nordeste paraense, ganharam nesta quinta-feira (16) dois importantes espaços de segurança pública. O governador em exercício, Helenilson Pontes, esteve na cidade para inaugurar o novo quartel da Polícia Militar – que passou por reforma e ampliação – e a nova Unidade Integrada da Polícia, que foi construída.
A inauguração também teve a presença do prefeito do município, Francisco das Chagas, de parlamentares estaduais e do titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Luiz Fernandes. Durante a entrega, Helenilson Pontes destacou a política de segurança pública adotada pelo governo e afirmou que, além de proteção social, esses espaços trazem mais cidadania para a população.
“Para o governo do Estado, investimento em segurança pública é algo que vai muito além do policiamento ostensivo e de repressão. Investir em segurança publica é investir em cidadania e políticas de inclusão social de forma integrada. Por isso, esse modelo de Unidade Integrada da Polícia, adotado deste o início do governo, vem dando tão certo. A entrega das novas unidades de policiamento, que também oferecem serviços de cidadania, em diversos municípios do Estado, é a prova disso. A prova que o modelo de política pública tem trazido bons resultados para a população”, afirmou o governador em exercício.
A nova Unidade Integrada de Polícia de São Miguel do Guamá é a 16ª entregue pelo governo no Estado. “A ideia de colocar em um só espaço Polícia Civil, Polícia Militar e demais órgãos de segurança e defesa social, como o Pro Paz, tem trazido um resultado surpreendente. Por isso estamos repetindo cada vez mais essa prática em diversos municípios. A meta do governo é, até o fim do ano, chegar a 72 Unidades Integradas de Polícia em todo o Pará”, garantiu Luiz Fernandes.
A nova unidade de São Miguel do Guamá dispõe de salas climatizadas e ambientes adaptados aos portadores de necessidades especiais. A obra, que teve um investimento R$ 811.873,69, conta ainda com novas viaturas, novos equipamentos de trabalho e estruturas adequadas ao serviço para atender a demanda de ocorrências e instauração de procedimentos policiais no município.
Dezenas de moradores acompanharam de perto a inauguração dos novos espaços da polícia e aprovaram a ação do governo. “Há muito tempo esperávamos uma obra dessas em São Miguel. Com um espaço estruturado desses e com mais equipamentos de trabalho para os policiais, ficamos mais tranquilos. Sabemos que a insegurança é um problema em todo o país, mas quando se tem um trabalho sério e integrado entre as duas polícias, Civil e Militar, nós, como moradores, ficamos mais aliviados”, ressaltou Antônio Ribeiro, 42, presidente do sindicato das industrias de São Miguel do Pará.

Texto:
Adison Ferrera


TAP já vendeu mais de 6 mil bilhetes para o voo Belém-Lisboa



O primeiro voo da TAP saindo direto de Belém para Lisboa está previsto para o dia 3 de junho deste ano. Uma comitiva da companhia portuguesa, que está em Belém, foi recebida pelo governador em exercício, Helenilson Pontes, na noite de quarta-feira (15), para acertar os últimos detalhes da linha internacional. Segundo o diretor da TAP para a América Latina, Mário Carvalho, mais de seis mil bilhetes já foram vendidos para quando a rota começar. Os voos diretos para a capital portuguesa sairão de Belém às 9h30 e chegarão a Lisboa às 6h45 do dia seguinte.
Da reunião participaram ainda os secretários de Estado de Turismo, Adenauer Góes, e de Mineração, David Leal, e o deputado estadual Sidney Rosa. Mário Carvalho reconheceu os esforços do governo em aprimorar a infraestrutura turística no Pará com a finalidade de inserir o Estado na rota internacional do turismo. Ele explicou que está em Belém para fazer a contratação de pessoal, conhecer as condições do Aeroporto Internacional de Val-de-Cans e conhecer as possibilidades turísticas do Pará.
Destino – “As vendas superaram as expectativas, mesmo sem a companhia fazer um trabalho de marketing. Foi um bom negócio a parceria para a criação desta rota”, avaliou o diretor. Helenilson Pontes disse que esta ligação do Pará com a rota internacional do turismo faz parte da estratégia do governo do Estado em inserir o Pará definitivamente como destino turístico mundial. “Depois que conseguimos criar um voo direto para os Estados Unidos, agora Belém também vai estar diretamente ligado com os países europeus”, comentou.
Para o voo, a TAP vai usar duas novas aeronaves Airbus A330, que a empresa está comprando. Inicialmente, haverá três voos, saindo de Manaus, com escala em Belém, rumo a Lisboa. De Manaus para Belém, a viagem dura duas horas, e de Belém para Lisboa, sete horas e meia. O retorno é feito direto para Manaus, em um voo que perdurará nove horas.
A TAP é uma das maiores companhias aéreas europeias e faz parte da Rede Star Alliance, que é a principal rede mundial do setor, com o maior número de empresas membros e voos diários, destinos e países para onde voa. No total, a rede reúne 28 companhias, que oferecem, juntas, mais de 21,9 mil voos diários para 1.328 aeroportos em 195 países.
A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) convidou a jornalista Emily Deere, do guia inglês “Rough Guides”, para levantar informações sobre os principais atrativos turísticos da capital paraense para a nova edição do guia, que terá um capítulo especial dedicado à Amazônia. Traduzido para o português, francês, holandês, alemão, inglês e outros idiomas da Europa, o guia vai circular com uma tiragem de 95 mil exemplares. A estimativa de visitas à versão online (http://www.roughguides.com) é de um milhão de visualizações.

Texto:
Márcio Flexa


Fundação Curro Velho abre inscrições para as oficinas de carnaval
As inscrições para as oficinas de carnaval da Fundação Curro Velho começam neste sábado (18), às 15h, e seguem até o dia 1º de fevereiro, com ensaios sempre nos fins de semana. Ao total, são sete alas: comissão de frente, sambistas e juventude e as alas que compõem faixas etárias de 7 a 14 anos. Cada uma oferta 35 vagas. Há também as vagas para mestre-sala e porta-bandeira e porta-estandarte. Alunos que não conseguirem passar no teste para essas funções ainda podem sair como destaque durante o desfile.
Crianças com menos de 6 anos devem ser acompanhadas pelos pais durante o desfile. O carnaval do Curro Velho tem a tradição de explorar o lúdico e não concorrer em competições. Além de atrair um grande público, o percurso é feito da Praça Brasil até a sede da fundação. “Muitos pais dizem que gostariam de inscrever crianças de 3 ou 4o anos, mas essa é uma faixa etária delicada para carregar uma fantasia num desfile que acontece pela manhã”, explica o gerente de Artes Cênicas do Curro Velho, Jorge Cunha.
Todo ano, as Crias do Curro Velho trazem uma temática que discute cidadania, e em 2014 o assunto é a criança. Educação adequada, saúde, ludicidade e brincadeira todas as crianças merecem, mas devem ser acompanhadas de muita atenção, carinho e respeito ao meio ambiente. A regra é que os assuntos abordados provoquem reflexão nas pessoas e nos próprios pequenos sobre os seus direitos. “Os instrutores instigam as crianças a falarem sobre as temáticas do carnaval. Durante os ensaios, elas são ouvidas, e muitas coreografias saem das informações que elas repassam”, revela Jorge.
Para se inscrever, não precisa trazer levar documento, basta comparecer à sede do Curro Velho nos dias de ensaios e fornecer informações básicas, como endereço, nome completo e telefone para contato. Os ensaios começam no mesmo dia do início das inscrições. Quem tiver interesse em participar da montagem de alegorias e adereços deve comparecer dia 22 deste mês na sede da fundação.
O Curro Velho está recebendo doações de materiais que podem ser reaproveitados em alegorias e adereços. São elementos que podem ser trabalhados artisticamente, como isopor, garrafas pet, embalagens plásticas, CDs e vinis usados, que podem virar fantasias, alegorias, acessórios ou partes de carros alegóricos. Quem quiser fazer uma doação pode ligar para os números (91) 3184-9112 e 3184-9102 ou comparecer na instituição, que fica no bairro do telégrafo, no fim da Rua Djalma Dutra.
Serviço: Inscrições para as alas do carnaval das Crias do Curro Velho. Sábado (18), de 15 às 18 horas, e domingo (19), de 9 horas ao meio-dia, na sede da fundação, no bairro do Telégrafo. As inscrições seguem todos os dias, inclusive nos fins de semana, até 1º de fevereiro.

Texto:
Andreza Gomes


Técnica reduz os custos da produção de pimenta-do-reino em Magalhães Barata
Na propriedade do agricultor Fortunato da Paixão, na comunidade Herculino Bentes, em Magalhães Barata, no nordeste paraense, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) desenvolve um projeto que trabalha o plantio de pimenta-do-reino com o uso do tutor vivo de gliricídia, técnica que contribui para a redução de custos de produção e de impactos ambientais, bem como para o aumento da longevidade dos pimentais.
O projeto, que existe há cerca de um ano, quer diminuir o impacto sobre a floresta quando da retirada de árvores para a produção de estacas que apoiam o crescimento da planta da pimenta-do-reino. A iniciativa já demonstra viabilidade econômica, porque, além de diminuir os custos com a obtenção da madeira de sustentação da trepadeira, garante o sombreamento para a pimenta-do-reino e também melhora o ambiente de trabalho do produtor durante o trato com a lavoura, trabalhando ainda um banco de produção de sementes.
A expectativa da Emater é garantir o aumento da produção e da produtividade da cultura em Magalhães Barata, disseminar a tecnologia para novos agricultores e ainda trabalhar a gliricídia na ração animal. A expectativa é usar a técnica na alimentação de pequenos animais, principalmente as aves. “Da gliricídia, aproveitamos praticamente tudo, o caule para suporte e as folhas para a ração e ainda para compostagem”, disse o técnico da Emater James Ferreira.
Desde o início do projeto, os custos com a lavoura da pimenta-do-reino já caíram 30%. O recurso economizado é aplicado para aumentar a área de produção. “Não conhecia essa tecnologia. A orientação técnica tem sido fundamental. Pretendo diminuir ainda mais os custos em outras atividades também, como a criação de animais”, diz o agricultor Fortunato Ferreira.
A gliricídia se destaca por apresentar rápido crescimento e alta capacidade de regeneração. A espécie vem sendo explorada como forrageira, pelo alto valor nutritivo, como produtora de estacas vivas e ainda como alternativa energética.

Texto:
Iolanda Lopes


Emater e Fundação Roberto Marinho planejam ações no campo
Reunião presidida pela titular da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), Cleide Amorim, com membros da Fundação Roberto Marinho, no escritório central da Emater em Marituba, Região Metropolitana de Belém, avaliou a execução do Programa Florestabilidade, aplicado no campo pela empresa e outras secretarias do Pará, durante todo o ano de 2013. O objetivo é despertar vocações para carreiras de manejo florestal, difundir o uso sustentável das florestas e oferecer recursos pedagógicos para professores e técnicos extensionistas.
Durante a execução do Florestabilidade neste primeiro ano, 96 extensionistas da Emater foram envolvidos no processo aplicado em campo. O programa, levado a diversas regiões do Pará, usou material didático oferecido pela Fundação Roberto Marinho, por meio de palestras em escolas da rede pública no oeste paraense e vídeos que abordam o manejo de castanha do Pará, trabalhado com extrativistas da comunidade Nova Arumanduba, em Almeirim. O programa chegou ainda a Altamira, no sudoeste paraense, além de Santarém e outros municípios da região do Tapajós.
A reunião discutiu a reorganização das atividades, que podem ser feitas durante os anos de 2014 e 2015, e a renovação de propostas do programa, a fim de se somar aos objetivos e metas de trabalho que a Emater já faz em campo. Entre as propostas, está a formação continuada da equipe técnica que vai desenvolver o programa junto ao público-alvo, com a produção de estudos de casos para subsidiar formações de extensionistas, incluindo diversos temas.
“Queremos um papel mais efetivo na formação da extensão, tendo como parceiros também universidades. Precisamos trabalhar com a visão mais de território”, disse a gerente de Meio Ambiente da Fundação Roberto Marinho, Andrea Margit. A meta da Emater é capacitar cada vez mais a equipe técnica, para desenvolver em campo um trabalho de melhor qualidade.
Segundo Cleide Amorim, para que a parceria ocorra novamente é preciso ouvir a equipe técnica. “São os extensionistas envolvidos diretamente no processo que poderão nos informar a respeito do desenvolvimento das ações, onde precisamos melhorar ou se novas metodologias de trabalho devem ser aplicadas junto ao nosso público”, concluiu a titular da Emater.

Texto:
Iolanda Lopes


Emater avança com as obras no Centro de Treinamento em Bragança
Serão concluídas ainda neste primeiro semestre as obras de reforma e construção que visam à melhoria da infraestrutura do Centro de Treinamento Agroecológico Inovação Tecnologia e Pesquisa Aplicada do Nordeste Paraense, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), em Bragança. O espaço é referência na região em produção agroecológica e capacitação em prol da agricultura familiar.
Segundo a arquiteta da Emater Ana Paula Furtado, as obras são de reforma nos antigos alojamentos, na vacaria e nos laboratórios de beneficiamento de frutas e de leite. Está sendo construído ainda o novo bloco administrativo, com a instalação de uma loja para comercialização de produtos feitos pelo centro e do laboratório de solos. “Além disso, já está planejado um novo bloco de alojamentos. As obras estão em processo acelerado e serão concluídas ainda neste primeiro semestre”, disse.
Para o coordenador do espaço, Thessyo Nirlano dos Santos, o principal benefício é a melhoria da infraestrutura e, consequentemente, do trabalho, tendo em vista que o local é um ambiente não só de produção, mas também de capacitação, pois promove reuniões e visitas técnicas, cursos, oficinas e palestras, entre outras atividades. Somente em 2013, foram mil visitantes e participantes de treinamentos. O centro tem capacidade para receber 60 participantes por evento. “Para este mês, está programado o encontro de gestores e uma visita da turma de agronomia da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra)”, exemplifica.
No local, há duas agroindústrias de beneficiamento de frutas, com capacidade de processar uma tonelada de frutas por dia, e de leite, com capacidade de beneficiar 150 litros diários. Um diferencial nesse trabalho é que todos os resíduos (cascas e caroços) são reaproveitados para compostagem orgânica. O centro produz ainda adubo orgânico, com técnica que é repassada aos agricultores familiares durante as visitas, e mantém uma horta orgânica, que abastece a alimentação na unidade.
A pecuária leiteira é baseada na maneira convencional, com pastejo rotacionado e sistema agrossilvopastoril. “Dessa forma, o agricultor vê que pode produzir melhor, com gado e madeira. Além disso, o leite produzido abastece a agroindústria, e o esterco do gado é usado na produção de adubo orgânico”, ressalta Thessyo. A unidade conta ainda com a produção de mel (meliponicultura), criação de tambaqui no açude revitalizado pela Emater e produção de mudas de frutíferas. No próximo ano, serão plantadas quatro mil mudas de açaí para abastecer a agroindústria.

Texto:
Paula Portilho


Governador em exercício entrega obras para reforçar a segurança em Ourém
Duas obras importantes para reforçar a segurança da população de Ourém, município do nordeste paraense, uma Unidade Integrada de Polícia e um Destacamento da Polícia Militar, foram entregues, nesta quinta-feira (16), pelo governador em exercício, Helenilson Pontes. Na ocasião, ele ressaltou que as unidades fazem parte um grande conjunto de investimentos que vem sendo feito pelo governo na área da segurança pública.
“Não são obras isoladas. Elas fazem parte de um programa de reestruturação único na história do Pará. Além delas, mais de 60 unidades policiais antigas estão sendo reformadas e outras 70 estão sendo construídas em todo o Estado”, informou. O titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Luiz Fernandes Rocha, informou que, até agora, já foram investidos mais de R$ 515 milhões na reestruturação da segurança do Estado.
“Os frutos vamos começar a colher agora. Não se muda uma realidade como era o Sistema de Segurança do Pará de uma hora para outra. Mudamos com muito trabalho e planejamento, que é o que está sendo feito”, afirmou. Ele também informou que, no próximo mês, deve ser lançado o Plano de Segurança Pública do Estado. “Nele vai constar todos os investimentos e todas as mudanças na área da segurança para os próximos 20 anos”, asseverou.
Assim que chegou ao município, no fim da manhã, Helenilson Pontes entregou à população a nova Unidade Integrada de Polícia, localizada no bairro São Paulo, onde funcionava a antiga delegacia de Ourém. O prédio, que estava interditado há cerca de quatro anos, foi inteiramente reformado e ampliado, com recursos de mais de R$ 310 mil, oriundos do Tesouro Estadual, para atender a demanda de ocorrências e instauração dos demais procedimentos policiais. As novas instalações, que reunirão, no mesmo espaço, as polícias Civil e Militar, contam com salas climatizadas e ambientes adaptados aos portadores de necessidades especiais.
Cobertura – Com a inauguração da nova unidade, o governo chega ainda mais perto da meta de dotar todos os municípios paraenses com uma unidade policial. “Em dezembro, ainda faltavam dez e, atualmente, restam apenas oito. Dessas, seis já estão em construção”, destacou o delegado geral, Rilmar Firmino. No próximo semestre, Ourém também deverá receber reforço no quadro de policiais civis, oriundo do último concurso público promovido pelo governo. “Mais de 400 novos agentes já estão na academia”, acrescentou Firmino.
Já no início da tarde, Helenilson Pontes também inaugurou o novo destacamento da Polícia Militar de Ourém, acompanhado pelo comandante geral da instituição, coronel Daniel Borges Mendes. Atualmente, segundo o tenente Wanderson Antunes, subcomandante da 10ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), doze policiais militares moram no município em uma alugada. Eles passarão a ser alojados no destacamento. “Para nós, isso representa mais motivação, bem-estar. Estar em um espaço como este, adequado para as nossas atividades e descanso, com certeza refletirá no trabalho desses policias nas ruas”, afirmou.
“Essas duas obras eram um sonho antigo do nosso município. Essa nova delegacia permite que a população tenha um local digno para registrar ocorrências, já que antes tínhamos que nos deslocar até Capanema, Garrafão do Norte ou Capitão Poço. Já o destacamento permitirá que nossos policiais tenham um local digno para repousarem. Estamos crescendo, e precisávamos desse reforço. Só temos a agradecer pela confiança e carinho com que somos tratados pelo governo. Hoje, mais uma vez, a população pode sentir tudo isso”, comemorou o prefeito de Ourém, Valdmiro Júnior.

Texto:
Amanda Engelke


Assinadas ordens de serviço para duplicação da rodovia do Tapanã e rua da Yamada, em Belém
O diretor geral do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), César Meira, assinou, nesta quinta-feira, 16, na sede do órgão, as ordens de serviço para o início das obras de requalificação e duplicação da rodovia Tapanã e rua da Yamada, em Belém, junto com as empresas vencedoras do processo licitatório, Sanevias Consultoria e Projetos Ltda (consultora) e Estacon Infraestrutura S/A e Terraplena Ltda (que formam o consórcio construtor). O prazo para a conclusão dos trabalhos é de 14 meses e o investimento do governo do Estado é de mais de R$ 63 milhões.
Para César Meira, a obra é de fundamental importância porque representa a concretização de duas novas alternativas de tráfego entre Belém e Icoaraci, sobretudo no momento em que a prefeitura da capital paraense precisar interditar a rodovia Augusto Montenegro para a implantação do projeto BRT (Bus Rapid Transit) municipal. “O que queremos, com isso, é evitar que se crie o mesmo transtorno para a população que foi instalado por ocasião da implantação do BRT na Almirante Barroso, por exemplo”, explica.
Além disso, segundo Meira, as intervenções também fazem parte de uma série de obras realizadas pelo governo do Estado com foco na resolução dos graves problemas de mobilidade urbana observados na Região Metropolitana de Belém. “Um dos nossos objetivos é eliminar o problema da única entrada e saída de Belém, que é a BR-316, via Entroncamento. Para isso, de um lado, o governo do Estado está realizando o prolongamento da avenida João Paulo II e, de outro, construindo a Independência, que terá saída na Alça Viária, criando, com isso, mais duas entradas e saídas para a cidade e, consequentemente, desafogando o trânsito no Entrocamento”, ressalta.
Nesse contexto, também aparecem como fundamentais as obras de duplicação da rodovia do Tapanã e rua Yamada e da avenida Perimetral, que, quando concluída, vai se juntar à João Paulo II, criando uma nova alternativa de deslocamento até o centro de Belém. “Todas essas ações fazem parte do projeto Ação Metrópole e mostram a preocupação do governador Simão Jatene com a questão da mobilidade urbana na Região Metropolitana de Belém”, completa.
O engenheiro civil Antonino Amorim, da empresa Sanevias Consultoria e Projetos Ltda, diz que as duas vias que a partir de agora serão duplicadas, a do Tapanã e a Yamada, já se encontram com a capacidade de volume de tráfego bastante saturada e que a duplicação vai culminar com o aumento na capacidade volumétrica além de representar vias mais rápidas e confortáveis para a população. “Essa obra é muito importante, sobretudo se levarmos em consideração o crescimento das áreas no entorno da Augusto Montenegro e em Icoaraci. Entre os serviços a serem executados estão o alargamento das vias, um novo sistema de drenagem, sinalização, iluminação, implantação de ciclovias, calçadas para pedestres e rotatórias para as intersecções entre as duas ruas e entre elas e a avenida Centenário”, cita.

Texto:
Elck Oliveira


Turismo do Pará integra guia inglês que vai circular na Europa e EUA
Já está em Belém, à convite da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), a jornalista Emily Deere, do guia inglês Rough Guides. Ela vai levantar informações sobre os principais atrativos turísticos da capital paraense (incluindo Mosqueiro, Outeiro, Icoaraci, Cotijuba e Ilha das Onças), da Ilha do Marajó (Soure e Salvaterra) e região do Tapajós (Santarém, Alter-do-Chão, Belterra e Alenquer) para a nova edição do guia, que terá um capítulo especial dedicado à Amazônia.
Traduzido para o português, francês, holandês, alemão, inglês e outros idiomas da Europa, o guia vai circular com uma tiragem de 95 mil exemplares. A estimativa de visitas à versão on line (http://www.roughguides.com) é de um milhão de visualizações.
Segundo Emily Deere, a última edição do guia com informações do Brasil foi publicada há cinco anos. Para esta nova edição, a Paratur, juntamente com a jornalista responsável pelo levantamento de dados e fotos, reservou também atrativos da região turística Amazônia Atlântica, incluindo Marudá e a ilha de Mayandeua (Algodoal), no município de Maracanã.
Emily, que chegou a Belém no último dia 16, permanece em terras paraenses até o final deste mês, quando começa a visitar outros estados da Amazônia.
*Colaboração de Laura Sampaio

Texto:
Benigna Soares


Paratur recepciona turistas de navio francês
Complexo Ver-o-Peso, Feliz Lusitânia, Polo Joalheiro, Basílica Santuário de Nazaré, Museu Goeldi, Estação das Docas e os furos e igarapés que levam à comunidade de Boa Vista do Acará, foram os principais atrativos turísticos de Belém oferecidos aos cerca de 300 turistas europeus que desembarcaram do navio MS Club MED2, em Belém, na manhã desta quinta-feira, dia 16. O desembarque começou por volta das  9 horas, na Estação das Docas, com direito a show de carimbó, distribuição de cheiro do Pará, fitinhas que simbolizam o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, entre outros mimos reservados pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Coordenadoria Municipal de Turismo (Belemtur) e OS Pará 2000.
“A nossa avaliação é de que eles ficaram satisfeitos com essas primeiras impressões de Belém. O roteiro preparado pela Amazon Star contempla alguns dos principais produtos turísticos de Belém, incluindo a região insular e com certeza vai encantá-los”. Afirmou Ariane Mathne, gerente de Captação de Eventos da Paratur, que coordenou as ações de receptivo. Ela informou ainda que embora a procedência do MS Club MED2 seja a França, os turistas a bordo do navio vieram de vários países da Europa.
Segundo o presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Marcelo Mendes, o receptivo de navios cruzeiros faz parte de uma estratégia maior de ampliação do fluxo turístico do Pará. Em 2013 o Estado do Pará recebeu cerca de 1 milhão de turistas e tem como meta a ampliação do número desses visitantes neste 2014. “Nossa meta é um incremento anual nesse fluxo capaz de tornar o Pará, até 2020, o destino prioritário na Amazônia, referência para o Brasil", explicou Mendes. Para ele, a cultura, natureza, sol e praia, eventos e negócios são os principais segmentos turísticos do Pará, que tem como valores primordiais deste destino a diversidade, sustentabilidade, originalidade, autenticidade e criatividade. "Atrair cada vez mais turistas, seja oriundos de cruzeiros, seja com os novos vôos internacionais ou resultantes do fluxo interno do Brasil e exterior fazem parte dessa meta”. ressalta  Marcelo Mendes.
O receptivo dos turistas franceses utiliza quatro ônibus, barcos, diversos guias bilíngue, entre outros. De Belém o MS Club Med segue para Recife, Fortaleza, Rio de Janeiro, de onde segue para a Argentina.
No próximo dia 20 Belém receberá outro navio, o Silver Spirit, que trará à capital paraense mais 540 turistas. O navio é oriundo da Inglaterra.
A temporada 2013/2014 de navios teve início em outubro  e segue até o próximo mês de maio.
Colaboração: Carolinne Reis 



Texto:
Benigna Soares






Travessia de pedestre e rota de
ciclistas devem ser feitas 
no entorno do Entroncamento




Rotas garantem circulação segura e longe do fluxo dos elevados

Com a abertura dos elevados do Entroncamento ao tráfego de veículos, mudou junto a configuração da forma de acesso aos ciclistas e pedestres para a Rodovia Augusto Montenegro e BR-316. Por conta da segurança, as duas rotas são todas feitas no entorno do Entroncamento, sem contato algum com o tráfego de carros dos elevados e, portanto, com tráfego proibido de ciclistas e pedestres no complexo, seja por cima ou por baixo dos elevados, como determina uma obra desta amplitude.

No caso dos ciclistas, o ponto de interseção principal fica na ponta da ciclofaixa da Almirante Barroso com a Tavares Bastos, quando se tem duas opções de rota. Se o objetivo for seguir até a BR-316, o acesso é pela pista lateral à direta da Almirante Barroso, que segue em sentido reto até a rodovia. Se o objetivo for acessar a Augusto Montenegro, o caminho é seguir pela avenida Tavares Bastos, entrar na Pedro Álvares Cabral à direita até a esquina da avenida Dalva, quando é preciso trocar de faixa para o outro lado da Pedro Álvares Cabral antes de acessar a Augusto Montenegro.

Para quem vem da BR-316 para entrar em Belém, também há duas opções. Quem deseja chegar à Augusto Montenegro deve manter-se à direita na rodovia até acessar a avenida. Se o foco for a Almirante Barroso, antes de chegar na entrada do Entroncamento é preciso acessar a lateral esquerda da BR-316 e seguir até a esquina da Tavares Bastos, onde é possível acessar a ciclofaixa central da Almirante Barroso.

A demarcação de todas essas ciclofaixas está prejudicada pela chuva que vem acometendo Belém nas últimas semanas, visto que a pintura só pode ser feita de madrugada, para não prejudicar o trânsito, e com a pista seca, mas desde a abertura do Entroncamento as novas rotas vêm sendo anunciadas como caminhos a serem seguidos pelos ciclistas e tão logo o tempo permita o trabalho de demarcação será concluído, garantindo ainda mais segurança a que usa bicicleta como meio de locomoção.

Pedestres

Para os pedestres, os pontos de travessia foram deslocados para zonas mais seguras, também longe do fluxo de veículos. Com o intenso tráfego de quem vai da BR-316 rumo à Augusto Montenegro, onde há uma curva e, agora, a saída de um dos elevados, a travessia habitual próximo à esquina foi proibida e os pedestres deslocados à esquina da Augusto Montenegro com a Rua Péricles Guedes. Pelos mesmos motivos, a travessia na avenida Almirante Barroso em frente ao Costa e Silva foi deslocada para a frente dos Correios.

Na BR-316 o ponto de travessia continua sendo o pórtico de entrada da cidade, onde há uma passarela, e na Pedro Álvares Cabral também se mantém na esquina da avenida Dalva, onde há um semáforo. O ponto de parada de ônibus na Pedro Álvares Cabral sentido centro foi deslocada para depois do semáforo com a Dalva, para evitar lentidão no tráfego de quem sai do complexo do Entroncamento. As paradas da Augusto Montenegro também foram deslocadas para mais próximo à Rua Péricles Guedes, para maior conforto dos usuários de transporte público.

Obstáculos em concreto foram colocados para evitar que os pedestres se arrisquem em locais proibidos, e quem insiste em fazer a travessia nesses pontos precisa estar consciente de que coloca sua vida e a de outros em risco. Duas passarelas estão previstas para serem instaladas em breve – na Augusto Montenegro e na Pedro Álvares Cabral, mas ambas serão localizadas nos pontos atuais de previsão de travessia. 

Texto: Esperança Bessa (Ascom/SeMOB)
Arte: Evaldo Araújo (Ascom/SeMOB)
Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif








Escola Estadual Souza Franco comemora aprovação dos seus alunos no vestibular
A Escola Estadual Souza Franco realizará nesta sexta-feira,17, a partir das 10h, uma festa de comemoração pela aprovação dos 59 alunos aprovados nas universidades públicas e privadas do estado do Pará e de outros estados do país, a festa deve começar logo após o listão dos aprovados da Universidade Federal do Pará e contará com apresentações culturais. A escola comemora um dos seus melhores resultados.
Os alunos foram aprovados em diferentes cursos como: Nutrição, Administração, Biomedicina, Publicidade e Propaganda, Direito, Enfermagem, Terapia Ocupacional, Estética e Cosmética, Engenharia da Computação, Engenharia de Produção, Serviço Social, Turismo, Pedagogia, Tecnologia da Informação, Jornalismo, Fisioterapia, Ciências Contábeis, Sistema de Informação, Educação Física, História, Química, Aquicultura, Agronomia, Farmácia, Medicina Veterinária, Medicina e Engenharia Civil.

Texto:
Eliane Cardoso


Agricultores de Ourém fornecem alimentos para entidades sociais
No fim do ano passado, seis agricultores atendidos pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Ourém, no nordeste do estado, forneceram 12 toneladas de banana, mel, farinha e cupuaçu, entre outros produtos, para entidades de ação social do município que trabalham com idosos em situação de risco social e alunos do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem).
O processo se deu por meio do sistema de doação simultânea do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), com o apoio da Emater e da Prefeitura, que fiscalizam e acompanham a entrega.
“O PAA é uma ótima oportunidade tanto para quem recebe o alimento, cuja qualidade é atestada pela Emater, quanto para o agricultor, que tem a garantia de venda de toda a produção e ainda a possibilidade de operar com preços acima do mercado local”, diz o chefe do escritório da Emater em Ourém, o técnico em agropecuária Valdenor Rodrigues.
Um novo edital deve ser publicado ainda este semestre. Pelo menos mais 10 agricultores devem participar do processo.

Texto:
Aline Miranda


Uepa se prepara para divulgar as notas das Redações
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulga as notas das redações nesta sexta-feira, 17, pelo endereço eletrônico http://www.prodepa.psi.br/uepa/vest/seletivo/. As redações dos 11.848 candidatos que participaram da terceira e última etapa dos Processos Seletivos 2014 – Prise e Prosel estão em fase final de processamento e serão disponibilizadas pela instituição.
Os candidatos que quiserem obter a cópia das redações corrigidas devem comparecer à Universidade no dia 20, próxima segunda-feira. Após essa data, os interessados em interpor recursos devem se dirigir ao Protocolo da Diretoria de Acesso e Avaliação (DAA) da Uepa, localizado na rua do Una, no bairro do Telégrafo, entre os dias 21 e 22 de janeiro.
A correção aconteceu entre os dias 17 de dezembro e 10 de janeiro, de segunda a sábado, no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Universidade. Dezessete professores ficaram encarregados de corrigir as redações dos candidatos da capital e de mais 25 municípios do Estado.
Cada redação foi corrigida por dois professores e, em caso de discrepância, por um terceiro corretor. Segundo a pró-reitora de Graduação, Ana da Conceição Oliveira, os professores responsáveis pela correção tiveram a atenção redobrada e o máximo de cuidado. “Os professores tiveram dedicação exclusiva para as correções. As redações vão com códigos, portanto, nenhum corretor sabe de quem é a redação que está corrigindo, assim como nenhum professor que está como segundo corretor sabe qual professor corrigiu pela primeira vez”, afirma a pró-reitora.
A última etapa dos Processos Seletivos aconteceu no dia 15 de dezembro de 2013. Na redação, os candidatos puderam escolher entre escrever um texto dissertativo sobre o uso de animais como cobaias em pesquisas científicas, ou narrar um momento de emoção. O candidato será eliminado caso obtenha menos de doze pontos na prova objetiva e menos de seis pontos na redação, que vale 30. 

Texto:
Ize Sena


FCG divulga resultado de Chamada Pública para musicistas de nível médio
O Diário Oficial do Estado (DOE) traz, nesta quinta-feira, 16, os nomes dos candidatos selecionados na Chamada Pública realizada pela Fundação Carlos Gomes (FCG) para a contratação temporária de musicistas de nível médio, que irão atuar no Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG) durante o ano letivo de 2014.
A Chamada Pública de Musicista de Nível Médio foi realizada pela Coordenadoria de Recursos Humanos da FCG e ocorreu nos dias 13 e 14 de janeiro. Foram oferecidas 18 vagas em vários instrumentos. Vinte e quatro candidatos se inscreveram para participar da seleção e dez foram selecionados. Não houve candidatos para percussão e violoncelo.
Os contratos terão vigência de um ano e poderão ser renovados por igual período ou até a realização de concurso público, o que ocorrer primeiro. O prazo para interpor recurso começa nesta sexta-feira (17) e vai até o dia 21 de janeiro. Os pedidos deverão ser solicitados no Protocolo da Fundação Carlos Gomes, localizada na avenida Gentil Bittencourt, 909, no horário de 8h às 14h. A homologação da Chamada Pública será no dia 23 de janeiro.
Os candidatos aprovados por disciplina foram os seguintes:
TROMBONE
1º José Adriano Neves Gomes
TROMPETE
1º Rodrigo Palheta Moraes
TUBA
1º Fábio Ferreira de Moraes
TROMPA
1º Sóstenes Dias Siqueira
CANTO LÍRICO
1º Eugênia Cristina dos Santos Lobato
SAXOFONE
1º Glaucio Lobo do Nascimento
FLAUTA DOCE
1º José Pedro Martins da Silva
VIOLÃO
1º Misael de Araújo Carvalho Júnior
FLAUTA TRANSVERSAL
1º Thiago Rafael Miranda Guedes
2º Wilken da Silva Pereira
PERCUSSÃO
Não houve candidatos
VIOLONCELO
Não houve candidatos

Texto:
Rosa Cardoso


Reunião discute preço e abastecimento do pescado para Semana Santa no Estado
Garantir o peixe na mesa dos consumidores e equilibrar os preços do pescado foram temas da reunião entre a Secretaria Estadual de Pesca e Aquicultura, o Dieese e a Secretaria Municipal de Economia de Belém, que aconteceu hoje, na seda da Sepaq na capital. Foi a primeira rodada de negociações do ano para criar estratégias que visem ao abastecimento do pescado na semana santa e, principalmente manter os preços do produto estabilizados e se possível tentar reduzi-los.
Entre as alternativas apresentadas pela Sepaq, foram expostas as feiras do pescado, que deverão ser ampliadas nos meses que antecedem a Semana Santa. “ Vamos priorizar os bairros mais distantes dos pontos de venda que já existem na cidade”, explicou o diretor de Ordenamento de Logística da Sepaq Helder Aranha.  O bairro da Brasília, por exemplo, localizado na Ilha de Outeiro, deverá ser beneficiado com uma feira.
Outro diferencial nesse período são as feiras do Peixe Vivo, que também serão realizadas pela Sepaq na capital e também no interior do Estado. Também foi debatida na reunião, a elaboração dos decretos estaduais e municipais sobre a saída do pescado no período da Semana Santa. No caso do Estado, o documento prevê normas e punições para evitar a saída desordenada do pescado para outros Estados da federação. A Secretaria Municipal de Economia também vai publicar seu decreto,direcionado principalmente para saída do pescado na feira do Ver-o-Peso, maior entreposto do Estado.
“Nós vamos reforçar a fiscalização na saída dos caminhões para evitar que eles levem quantidades maiores das que forem acordadas previamente com os municípios. Cada prefeitura tem que encaminhar um ofício para a Secom e nós definimos a quantidade de peixe que deve ser vendida”, disse Marco Aurélio Nascimento, Secretário Municipal de Economia.
Durante a reunião de hoje, também ficou definida uma agenda de encontros do setor da pesca para a próxima. Dia 21, terça-feira, às 8h acontece uma reunião com os balanceiros do Ver-oPeso, no Mercado Bolonha, Solar da Beira. À tarde, no mesmo dia, o encontro será com os peixeiros, às 15h na sede da Secom. Dia 23, quinta-feira, vai acontecer às 9h na Sepaq reunião com representantes das prefeituras da região metropolitana de Belém. Logo após, às 10h, a grande reunião com todos os órgãos envolvidos (Sepaq,Secom Dieese, Federação da Pesca, Sindicato da Indústria da Pesca, Ibama, Superintendência Federal da Pesca e Sindicato dos Trabalhadores da Pesca)
“Estamos empenhados em tentar garantir que os consumidores paraenses vão ter peixe de boa qualidade e com preços acessíveis nessa época especial do ano que é a Semana Santa”, conclui o Coordenador do Dieese Roberto Sena.

Texto:
Christian Emanoel


Pará em Obras: escola Rodrigues Pinagé ganha reforma completa
Com quase 40 anos de história, a Escola Estadual Rodrigues Pinagé, no bairro da Pedreira, em Belém, está sendo completamente revitalizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O colégio, considerado um dos mais tradicionais da capital paraense, atende a mais de 1,5 mil alunos dos ensinos Fundamental e Médio e nunca havia recebido uma reforma desta proporção, que inclui reparos no piso, telhado, banheiros, instalações hidráulica e elétrica, construção de auditório, além de climatização das salas de aula. O investimento é de cerca de R$ 1 milhão e a entrega da obra, que já está mais de 60% concluída, está prevista para o próximo mês de março.
Além da troca dos telhados e pisos, pintura e revitalização da Escola, os alunos da Rodrigues Pinagé também vão ganhar laboratório de informática e de química, física e biologia, biblioteca e auditório com capacidade para 300 pessoas. De acordo com a diretora da escola, Carmem Pinheiro, a Rodrigues Pinagé foi fundada em 1975 e, com o passar do tempo, apenas poucas intervenções na estrutura física foram realizadas, como a inclusão de novas salas de aula e consertos no telhado. Esta é a primeira vez que o colégio é completamente reformado, um desejo antigo de servidores e alunos. “Estou à frente da Escola há apenas dois anos, mas, desde que cheguei, percebi que ela estava completamente sucateada. Para se ter ideia, até a maçaneta da sala da direção era improvisada, feita com arame”, conta.
Este, no entanto, não era o principal problema do colégio. O calor intenso, nas 19 salas de aula, era o que mais incomodava alunos e professores. “Eu fui aluna desta Escola há mais de 30 anos. Lembro que ela foi construída em cima de uma laje, já que o terreno onde ela foi erguida era completamente alagado. Talvez, por isso, o calor aqui dentro tenha sido sempre muito forte, de uma forma que apenas os ventiladores não davam conta. Por isso, estamos aguardando há muito tempo pela climatização das salas”, explica a professora de geografia Rosângela Carvalho, que atua no colégio há mais de 20 anos, além do tempo em que frequentou o Rodrigues como aluna.
A mesma ideia tem a jovem Daniele Freitas, de 18 anos. Estudante do segundo ano do Ensino Médio, ela está matriculada na Escola desde a primeira série do Ensino Fundamental, uma espécie de tradição na família, já que também seus pais, tios e primos passaram pelo colégio. “Para nós existe uma história de carinho muito grande por essa Escola, já que muita gente da nossa família passou por aqui. Sabemos do quanto ela é importante para o bairro e para Belém, por isso, é muito bom ver e saber que ela está sendo devidamente revitalizada, uma necessidade de muito tempo”, acredita.
Para Daniele, além do calor, os alunos também sofriam com a presença constante de pombos no colégio, que entravam pelas falhas nos telhados. “Agora, com a reforma, e a troca das telhas, creio que isso vai diminuir, o que é muito bom, pois sabemos o quanto os pombos podem ser prejudiciais à nossa saúde”, completa.
O estudante do primeiro ano do Ensino Médio, Rodrigo Coelho, de 16 anos, também comemora as melhorias. “Também estudo aqui desde pequeno e me lembro muito bem dos telhados ruins, piso quebrado, pintura suja e calor insuportável na sala. Então, é muito bom poder ver e saber que isso tudo está mudando”, avalia.
Dados da Obra:
Início: março de 2013
Previsão de conclusão: março de 2014
Andamento da obra: 60%
Valor global: R$ 1 milhão
Empresa responsável: EC Araújo
Secretaria responsável: Secretaria de Estado de Educação (Seduc)

Texto:
Elck Oliveira


Waldemar Henrique recebe humorístico Game Over
O Teatro Waldemar Henrique recebe nesta sexta-feira, 17, a apresentação do Grupo de Improviso Teatral Game Over com participação especial do stand-up Raul Franco. O show terá início às 20h, contendo jogos de improviso promovidos pelo grupo com participação da platéia, além da apresentação solo do humorista paraense Raul Franco.
O Game Over começou em 2011 a partir da reunião dos amigos André Medeiros, Lucas Borsoi e Nohan Gonzales. Criativos e com uma vasta experiência artística eles decidiram trazer para a região Norte o novo conceito de Stand-up que está sendo usado nas regiões Sul e Sudeste do país, realizando jogos de improvisação teatral.
Raul Franco é paraense, mas reside no Rio de Janeiro. Ator, comediante e diretor, em 2007 criou a Cia de Comédia: "Os Fanfarrões". Um dos seus quadros tornou-se um fenômeno na Internet. Trata-se da ‘Pantomima do Bochecha - ou Karaokê para surdo e mudo’, com mais de quatro milhões de acessos.
Na TV, Raul fez participações nos programas Amor & Sexo (Globo), Show do Tom (Rede Record), Domingão do Faustão (TV Globo – Quadro Quem chega lá), Mais Você (TV Globo), Domingo Legal (SBT) Programa Eliana (SBT) e Toda Sexta (Band). Foi um dos comediantes selecionados para o Prêmio Multishow de Humor. É um dos finalistas da etapa Sudeste do Segundo Concurso de Stand Up Comedy do Risadaria (maior evento de humor da América Latina).
Serviço: Game Over apresenta: Raul Franco. Dia 17 de janeiro (sexta-feira), às 20h. Teatro Waldemar Henrique (Avenida Presidente Vargas, 645 – Praça da República). Ingressos: R$ 30 (Inteira) | R$ 20 (Meia). Informações: (91) 8116.1565 / 8365.1450.

Texto:
Luiz Flávio


Laboratório de solos da Emater em Bragança recebe visita técnica da Sema
O Centro de Treinamento Agroecológico Inovação Tecnologia e Pesquisa Aplicada do Nordeste Paraense (UDB) da Empresa de Assistência Técnica de Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em Bragança, recebeu a visita da engenheira química Isabel dos Reis e do químico industrial Carlos Augusto Menezes, analistas ambientais da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). Os técnicos foram vistoriar o local, visando ao licenciamento ambiental para o Laboratório de Análise de Solos. A implantação do laboratório é uma iniciativa pioneira na região bragantina.
Depois dessa vistoria, a Emater irá entregar à Sema documentos complementares para conclusão do parecer. “Avaliamos aqui a estrutura física, os tipos de equipamentos que serão utilizados, produtos químicos que serão envolvidos no processo e a destinação final dos resíduos, a fim de embasar a elaboração do parecer técnico da secretaria”, explicou Menezes.
De acordo com o químico da Emater, Jorge Dias, o laboratório foi criado com o objetivo de atender agricultores familiares, auxiliando no plantio de determinadas culturas, com destaque para o feijão caupi e a mandioca, carros-chefe da agricultura familiar na região bragantina. “No laboratório vamos analisar a fertilidade do solo, determinação de PH, macros e micros nutrientes, para fazer uma análise do que a planta necessita para ter a melhor produção possível, como forma de fortalecer a agricultura familiar”, explicou o técnico.
O laboratório de solos deverá se tornar referência na região bragantina e no Estado do Pará. Produtores locais em geral, fazem análise de solo em um laboratório no Estado de Goiânia (GO), onde o custo médio é de R$ 140, por analise. Com a análise sendo realiza aqui no Pará, já representará uma economia para o agricultor e maior agilidade no processo. “O ganho é também por conta do aumento da produtividade que pode chegar a 100%, com a recomendação correta para o plantio da cultura”, afirma o engenheiro agrônomo da Emater, José Pio.  A estimativa é que, quando em funcionamento, o laboratório tenha a capacidade de fazer 3 mil análises por ano.   




Texto:
Paula Portilho


Clássico do cinema de artes marciais na primeira Sessão Maldita de 2014
Um dos dois filmes que King Hu fez de forma independente na Coreia do Sul em 1979, “Chuva de Luz na Montanha Vazia”, foi o escolhido para a primeira Sessão Maldita de 2014, do Cine Líbero Luxardo, no Centur. O filme tem como fio narrativo os eventos que antecedem a escolha do novo superior de um monastério budista.
Passado na China da Dinastia Ming, ele segue a tradição de filme histórico comum ao gênero que consagrou o diretor chinês: o ‘wuxia pian’ ou filme de espadachim. No entanto, é um filme de artes marciais incomum, em que as sequências de luta são reduzidas a apenas três cenas. “O título reflete o filme, ele é mesmo essa coisa poética, que beira a poesia”, afirma Aerton Martins, da Associação Paraense de Jovens Críticos de Cinema (APJCC).
A agilidade da edição, que responde por boa parte da inovação que o diretor trouxe para o gênero na segunda metade dos anos 1960, é mais sentida em cenas de perseguição e espionagem. Isso porque a sucessão no templo é apenas o pano de fundo sobre o qual se monta uma rede de intrigas, calcada na cobiça que alguns dos ilustres convidados a auxiliar nos eventos possuem.
“Chuva de luz na montanha vazia” combina duas faces do trabalho de King Hu que nem sempre conversam entre si. Por um lado, as complexas intrigas como aquelas presentes em “Dragon Gate Inn”. Por outro, a contemplação da natureza e a sabedoria budista de “A touch of zen”, filme pelo qual o diretor foi premiado em Cannes.
“Ele é um diretor conhecido pela questão da composição plástica, estética. Ele retrata a paisagem montanhosa de maneira perfeita”, diz Aerton. Mas é não apenas o retrato da paisagem que o torna grande, mas o modo como Hu consegue retratar a relação homem-natureza. A natureza é o primeiro plano e os personagens são tratados como uma parte dela.
O criador da APJCC diz que vale a pena conferir ‘Chuva de luz’. “Vale, primeiro, por ser um cineasta inédito no circuito comercial e alternativo. A sessão maldita dá essa oportunidade pro cineclubista conhecer essas obras, pois trabalha com filmes de diversos gêneros”. E anuncia,  já  no próximo mês vai ter anime nas sessões da Maldita, no Cine Líbero Luxardo.
Serviço:
Sessão Maldita apresenta “Chuva de Luz na Montanha Vazia”
Dia: 17/01 (sexta-feira)
Horário: 21h
Local: Cine Líbero Luxardo - Centur (Av. Gentil Bittencourt, 650, Térreo)
Realização: Cine Líbero Luxardo
Apoio: APJCC

Texto:
Luiz Flávio


Cine Liso exibe ‘RoboCop - O Policial do Futuro’
Está de volta o Cine Liso, uma iniciativa do blog 100Grana em parceria com o Cine Líbero Luxardo, do Centur, para trazer de volta às telas do cinema os sucessos da televisão nos anos 70, 80 e 90, principalmente aqueles que foram considerados como clássicos da Sessão da Tarde e do Cinema em Casa. A primeira sessão de 2014 é neste sábado, dia 18, com ‘Robocop – O Policial do Futuro’.
Num futuro não tão distante, uma grande cidade é dominada por marginais. A polícia tenta manter a ordem e controlar a situação, mas está impotente. Quando Murphy (Peter Weller), um dos melhores policiais da corporação é assassinado brutalmente por uma quadrilha de traficantes, o diretor do ´Security Concepts´, um laboratório secreto, coloca em ação o projeto Robocop.
Assim, é criado o melhor e mais dedicado policial: um ser com os mais rápidos reflexos que a tecnologia moderna possui, acoplado a uma memória computadorizada. Manter a lei e a ordem será a principal função de Robocop, um clássico do cinema e da TV.
Downloads, internet, DVDs e TV a cabo comandam a programação do público mais jovem. Até mesmo a maneira de apreciar o filme mudou com tantos comandos-  play, pause, stop, salvar, arquivar - do mundo digital. Assistir a um filme de duas horas, sem interrupção alguma, parece um suplício para muita gente.
Então, qual o motivo de trazer um filme como este de volta? “Simples. A maioria deles pertence a outra geração, que tinha muito mais relação com o cinema, televisão e posteriormente com o VHS. O que oferecemos hoje, além de reapresentar estes filmes para um novo público é a possibilidade de trazer outra vez um pouco da sensação do cinema. Sair de casa, encontrar os amigos e compartilhar aquela sensação coletiva de assistir a uma boa sessão de filme”, diz Diego Andrade, do Cine Liso.
O Cine Líbero Luxardo já recebeu três sessões do Cine Liso: “Aventureiros do Bairro Proibido” (Outubro), “Curtindo a Vida Adoidado” (Novembro) e “A História Sem Fim” (Dezembro). E tudo de graça, afinal a ideia é atrair muita gente para as saudosas sessões da tarde, no Centur.
Serviço:
Cine Liso apresenta: Robocop – O Policial do Futuro
Dia 18 de janeiro (sábado), às 16h
Cine Líbero Luxardo (Centur)
Entrada Franca

Texto:
Luiz Flávio


Jornalistas portugueses em Belém
Desembarcam em Belém nesta quinta-feira, 16, à convite da Companhia Paraense de Turismo (Paratur),  jornalistas do Diário Português Público. Na pauta, matéria especial sobre a cultura e gastronomia do Pará, com participação especial do chef Thiago Castanho. A Paratur também incluiu entrevista com a comunidade luso-brasileira e um relato de representante da família do Comendador Marques dos Reis, inspirador do Prêmio de Jornalismo em Turismo criado pela Paratur e Associação Brasileira de Jornalistas em Turismo (Abrajet). É que o comendador foi pioneiro no emissivo e receptivo de turistas entre Lisboa e Belém, na hotelaria paraense e no jornalismo, enquanto editor da coluna Terras de Portugal.  A matéria do Público terá uma versão também no suplemento de viagens Fugas e será publicada em maio, às vésperas do voo inaugural Belém-Lisboa, da TAP.

Texto:
Benigna Soares


Por-do-Sol traz "Uma aventura amazônica" à Estação das Docas no domingo
Gil Ganesh e Tete Cantanhede são as atrações do projeto Pôr-do-Sol deste domingo, 19. Os atores apresentam o espetáculo “Uma Aventura Amazônica”, no Anfiteatro São Pedro Nolasco, da Estação das Docas. A montagem vai trazer ao público histórias sobre a região amazônica, a partir das 17h30.
A preservação da natureza, aliada ao imaginário caboclo é o principal tema do espetáculo. Na peça, Tete e Gil dão vida a objetos e personagens para contar a história de duas crianças que se aventuram pela região amazônica. Ao longo do espetáculo, os atores se perdem em meio a vários imprevistos e encontram o Curupira, a Iara e a Matina. Além de valorizar a cultura da Amazônia, o espetáculo também chama a atenção para a preservação da natureza.
Gil Ganesh e Tete Cantanhede são artistas que já passaram várias vezes pelo palco da Estação das Docas. O ator fala da experiência em apresentar-se no local. “A beleza do complexo turístico ajuda muito na ambientação do espetáculo, por isso a escolha do Anfiteatro da Estação para a apresentação é interessante. O projeto Pôr-do-Sol ajuda a promover a cultura paraense e mostra a produção cultural local”, frisa o ator Gil Ganesh.
O projeto Pôr-do-Sol é uma realização do Governo do Estado, via Organização Social Pará 2000. “Uma Aventura Amazônica” começa a partir de 17h30, no Anfiteatro da Estação das Docas. A entrada é gratuita.erviço:
Pôr-do-Sol: “Uma Aventura Amazônica”, com Gil Ganesh e Tete Cantanhede
Local: Anfiteatro São Pedro Nolasco, na Estação das Docas
Data: 19/01/2014
Hora: 17h30
Entrada franca



Texto:
Carolina Klautau


Cruzeiro inglês chega a Belém
Chega a Belém, nesta quinta-feira, 16, o navio francês MS Club MED2, com 300 turistas. Dia 20 é a vez do Silver Spirit, da Inglaterra, com 540 turistas.  O receptivo fica por conta da Amazon Star Turismo e Amazon Incoming Service, respectivamente, com apoio institucional da Companhia Paraense de Turismo (Paratur).


Texto:
Benigna Soares


Unidade Móvel do Hemopa é uma opção para doadores no período chuvoso
Com a aproximação do período de chuvas do rigoroso inverno amazônico, cria-se uma situação de dificuldade para que o doador voluntário se desloque até a sede da Fundação Hemopa, na Tv. Padre Eutíquio, Batista Campos, em Belém. Uma opção para que o doador não deixe de comparecer é a Unidade Móvel do Hemopa, que este mês de janeiro vai estar em vários locais e nesta quinta-feira (16/01), continua na avenida Presidente Vargas, em frente ao Banco do Brasil, das 8h às 15h .
A intensificação das chuvas interfere no número de comparecimento de doadores de sangue no Hemopa. Desde a última segunda, 13/01, até a quarta-feira, 15, às 14h45, compareceram ao hemocentro 756 pessoas, sendo que foram efetivadas 562 coletas, o que corresponde a média diária de 187 bolsas de sangue, quando o ideal seria em torno de 250 doações/dia, ficando com apenas 74% da capacidade de coleta, o que já indica uma queda em relação à semana passada de 76%, e que se continuar a cair poderá prejudicar o atendimento transfusional da rede hospitalar do Estado.
Os números em queda crescente revelam certa preocupação à equipe de técnicos da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), pois a média diária de coletas para que não haja problemas tem que ser mantida em, pelo menos, 90%.
A unidade móvel do Hemopa leva os serviços de coleta de sangue e cadastro de medula óssea aos bairros, através da solicitação feita por empresas públicas, privadas, instituições militares, organizações não governamentais, entre outras, que podem entrar em contato com a Gecad pelo telefone (91) 3224-5048/ 32429100- R-205/243 ou pelo e-mail: juciara.farias@hemopa.pa.gov.br. Para conhecer o calendário de camapnhas externas acesse: http://www.hemopa.pa.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=35&Itemid=92 
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Menor de 18 anos somente com autorização dos pais ou responsáveis. Peso acima de 50 kg. É Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea:
Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.

Texto:
Vera R. Rojas


Funtelpa assina contrato com FPF para a transmissão do Parazão 2014
Na noite desta quarta-feira, 15, um coquetel na sede campestre da Assembleia Paraense, em Belém, comemorou a assinatura de mais um contrato entre a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) e Federação Paraense de Futebol (FPF) para a transmissão do Parazão 2014.  O convênio, que garante a captação de imagens e transmissão exclusiva dos jogos do Campeonato Paraense de Futebol, repassa à FPF o total de R$ 2.956.800,00. 
O acordo, assinado pela presidente da Funtelpa, Adelaide Oliveira, e pelo presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Nunes, ocorreu durante a posse da nova diretoria da FPF, que assume a gestão da entidade por mais quatro anos. “Esse contrato mostra claramente o quanto o Governo do Estado vem investindo no esporte paraense. E isso nos deixa muito gratos. Pois, a cada parceria que se renova, seja entre a Federação e a Funtelpa ou entre a nossa entidade e a Seel [Secretaria de Estado de Esporte e Lazer] quem ganha com isso é o campeonato paraense,”, afirmou Nunes, presidente reeleito da FPF.
Segundo Adelaide Oliveira, o convênio, assinado pela quarta vez consecutiva, trata exclusivamente das transmissões dos jogos pela TV Cultura, que hoje chega à casa de mais de cinco milhões de paraenses. “Esse contrato garante à Funtelpa, por meio da TV e portal Cultura, exclusividade dos direitos de imagens de todos os jogos do campeonato. Em contrapartida, a FPF fica responsável em assegurar e destacar a participação do Governo do Estado como patrocinador oficial do Campeonato Paraense de Futebol”, destacou.
Assim como a Funtelpa, outros órgãos do Estado como Seel e Banpará também devem se juntar a essa política de incentivo ao esporte promovida pelo Governo, que neste ano pretende repassar cerca de R$ 6 milhões à Federação Paraense de Futebol. “É com muita alegria que recebemos essa notícia do Governo. Pois é a partir desses recursos recebidos por nós e repassados aos clubes que o campeonato aumenta e se estrutura como uma grande competição nacional”, ressaltou o presidente da FPF.
Entre as normas do contrato, a Federação Paraense de Futebol deve obrigar os clubes filiados a receber 11 adolescentes selecionados pelo programa Pro Paz e assegurar aos jovens treinamento esportivo com o mesmo tratamento dispensado aos atletas do clube.
Para a presidente da Funtelpa, o convênio que permite as transmissões dos jogos ao vivo pela TV potencializa o futebol paraense. “Os exemplos que temos acompanhado ao longo desses quatro anos mostram que a transmissão de jogos ao vivo pela TV tem incentivado ainda mais o interesse dos paraenses pelo campeonato. E isso derruba o mito de que as transmissões dos jogos pela televisão afastam o público dos estádios. Pelo contrário, ela impulsiona ainda mais o competição e ajuda a formar o novo torcedor. A televisão precisa ser vista como parceira do futebol. E é isso que a Funtelpa tem feito”, explicou Adelaide.
As transmissões do campeonato Paraense pela TV Cultura seguem até o dia 14 de maio, data do último jogo do Parazão.

Texto:
Adison Ferrera


Léo Bitar e Alexandre Sequeira apresentam suas instalações no Circuito das Artes do IAP
Nesta sexta-feira, 17, os artistas visuais Léo Bitar e Alexandre Sequeira realizam vernissage para apresentar o resultado de suas pesquisas. “Caixas Sonoras” e “A fotografia que nos está destinada” serão apresentados no Espaço Cultural Contemporâneo Reator. Será às 17h, com entrada franca, dentro do Circuito das Artes do Instituto de Artes do Pará (IAP).
Um dos profissionais mais importantes da fotografia paraense, Alexandre Sequeira realizou sua pesquisa na Vila de Abacatal, em Ananindeua, durante o ano de 2013, através da Bolsa de Criação, Experimentação, Pesquisa e Divulgação Artística do IAP.  “A Fotografia que nos está destinada” é um projeto de pesquisa em artes que se propõe a percorrer as dobras do tempo em busca de vestígios da história de amor entre um poderoso senhor de engenho e uma escrava. Imagens de origem diversas, anotações, documentos, buscam conceber uma livre interpretação da história e da Vila Quilombola de Abacatal, em Ananindeua - Pará, surgida no início do século XVIII, a partir dessa relação.
Sequeira diz que “o trabalho vai ganhando corpo no decorrer da relação, e a relação, de certa forma, se estabelece a partir da fotografia”. O projeto segue a linha de projetos anteriores do artista e utiliza a fotografia como um instrumento de aproximação, de contato. Em contínua construção, segundo o autor. “A fotografia que nos é destinada” conta não só a história de amor entre o senhor de engenho e a escrava, mas a própria história do Quilombo de Abacatal.
Designer de som e pesquisador na área da produção musical e sonora, Leo Bitar, exibe “Caixas Sonoras – Realidade Ampliada”. Seu trabalho consiste numa coleção de sons acondicionados e dispostos de forma a serem degustados pelo público em toda a plenitude. Lugar 1, Lugar 2 e Lugar 3 são caixas que chamam o espectador a interagir e adentrar, atravessar, tocar e se encostar, para que todo o corpo participe da experiência sensorial proposta pelo artista. Sons de passarinhos e de mar, sons de cidade, estática e ruídos de agulha num disco de vinil foram reunidos para mostrar a diversidade de frequências sonoras que nos cercam e compõem a trilha cotidiana da vida de cada um de nós.

Texto:
Dani Franco


Cruzeiros em Belém
Em linha direta com o presidente da Paratur, Marcelo Mendes, João Ribeiro, que comanda a Amazon Incoming Service, empresa especializada em receptivo de cruzeiros, confirmou que em abril e maio Belém vai receber mais dois cruzeiros da Alemanha na temporada 2013/2014, com intervalo de dois dias, somando 400 visitantes. Há ainda a possibilidade de um terceiro navio alemão com 400 turistas para pernoite em Soure. A temporada 2013/2014, que termina em agosto deste ano, totaliza cerca de 18 mil turistas com a passagem pelo Pará de 33 navios por Belém e Tapajós.

Texto:
Benigna Soares


Raiz de Cafezal apresenta “Curimbó, pau e corda” nesta sexta, na Estação
A tradição musical do interior do Estado embala o Pôr-do-Som desta sexta-feira, 17, na Estação das Docas. O Grupo Raiz de Cafezal apresenta o show “Curimbó, pau e corda”, inspirado nas rodas de carimbó que eram realizadas na Vila de Cafezal, no município de Magalhães Barata. A apresentação inicia a partir das 18h, na orla do Armazém 3.
Os mestres da Vila de Cafezal, Cazuza e Santo Preto, são os instrumentistas inspiradores do grupo Raiz de Cafezal. Os instrumentos percussivos utilizados são produzidos de modo artesanal pelos próprios mestres, mantendo, assim, a sonoridade peculiar dos curimbós. O grupo traz à orla da Estação das Docas o ritmo oriundo da Região do Salgado paraense, onde as características principais da música são a riqueza e simplicidade de seus versos, somado ao ritmo inconfundível das percussões.
Morada de pescadores, a Vila de Cafezal foi fundada em 1902. Os antigos moradores do lugar contam que, no final de cada ano, em homenagem a São Benedito, os mestres se apresentavam durante três dias e três noites consecutivas e se revezavam para tocar os instrumentos rústicos, sem qualquer equipamento elétrico, nem energia – na época as lamparinas iluminavam a vila. “Vamos apresentar esse show em homenagem aos Mestres de Cafezal, que desde 1910 promovem o carimbó de raiz, através de seus instrumentos e cantoria”, conta o coordenador do grupo, Cláudio Albuquerque.
“O Pôr-do-Som é promovido desde a inauguração da Estação, em 2000, e desde então vários grupos parafolclóricos se apresentam semanalmente. Seja da capital ou do interior, abrimos as portas para que os grupos apresentem aos visitantes do complexo uma mostra da nossa riqueza cultural”, explica a assistente de eventos da Estação das Docas, Larissa Brito.
O projeto Pôr-do-Som é uma realização do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas e promove durante todo o ano programações culturais gratuitas à população. Confira a programação completa no site: www.estacaodasdocas.com.br.
Serviço:
“Pôr-do-Som - Raiz de Cafezal”
Nesta sexta-feira, 17, a partir das 18h, na orla do Armazém 3, na Estação das Docas (Boulevard Castilhos França, s/ nº - Campina) - Informações: (91) 3212.5525 - Entrada gratuita

Texto:
Camila Barros







Lei que institui o PCCR de servidores do Detran é publicada no Diário Oficial
O governo do Estado publicou no Diário Oficial desta quarta-feira (15) a lei que coloca em vigor o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran). O PCCR é uma reivindicação antiga dos servidores da instituição e um compromisso assumido pelo governador Simão Jatene nos primeiros dias da atual gestão, quando foi formada uma comissão de servidores e técnicos da Secretaria de Estado de Administração (Sead) para elaborar o anteprojeto.
O processo que resultou na aprovação do PCCR começou em 2007, quando os primeiros servidores concursados tomaram posse. Em 2011, foi aprovada a Lei de Reestruturação do Detran, criando novos cargos e diretorias, e extinguindo outras.
Com a reestruturação, foi aprovada uma nova tabela de vencimentos e criados cargos exclusivos das atividades relativas ao trânsito. “O resultado é positivo, já que o PCCR é o complemento desse processo iniciado em 2011. Agora poderemos atingir crescimento profissional e maior qualificação dentro do serviço público”, afirmou a servidora Arieth Costa, integrante da comissão que discutiu o plano com a Sead. Para Arieth, o PCCR “é uma grande vitória”.

Texto:
Ghost Writer



Governador em exercício Helenilson Pontes sanciona nova lei da Polícia Militar
Foi sancionada nesta quarta-feira (15), pelo governador do Pará em exercício, Helenilson Pontes, a nova Lei de Organização Básica da Polícia Militar, que prevê a reestruturação administrativa, criação de novos comandos e companhias e o aumento no efetivo da PM, que passará a ser de 31.871 policiais. Estiveram presentes na solenidade o comandante geral da PM, coronel Daniel Borges, o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, e o presidente da Assembleia Legislativa, Márcio Miranda.
A lei, de autoria do Poder Executivo e aprovada em dezembro de 2013 pela Assembleia, modifica diversos pontos da atual organização da PM, como, por exemplo, a estrutura do alto comando da corporação. Determina ainda a reestruturação do Estado Maior Geral, que ficará sob a responsabilidade do subcomandante geral da PM, nas ações de planejamento, organização, direção e controle das atividades da corporação, elaborando diretrizes e ordens de comando, em consonância com a missão institucional e a política de segurança pública do Estado.
“A lei anterior era de 2006, e foi do primeiro governo de Simão Jatene, e agora, na sua segunda passagem pelo governo, ele enviou esta nova legislação, que vai permitir que, nos próximos dez anos, a reestruturação administrativa da Polícia Militar permita o aumento do efetivo dos atuais 19 mil para 31 mil homens. Isto é uma conquista dos homens e mulheres que fazem a Polícia Militar, permitindo este planejamento seguro para os próximos dez anos. A população também vai ser beneficiada com a lei, porque vai ter um efetivo maior e uma polícia mais bem organizada para prestar um serviço de segurança pública”, explicou Helenilson Pontes.
O efetivo vai aumentar em mais de 60%, chegando a 31.871 policiais militares em todo o Pará. Pela nova lei, a PM terá novas unidades em todas as localidades paraenses, e serão criados ainda o Departamento Geral de Administração (DGA) e o Departamento Geral de Operações (DGO), os quais passam a coordenar, respectiva e taticamente, as atividades das diretorias (atividade meio) e os Comandos Operacionais Intermediários (atividade fim).
Estrutura – Fica criado também o Centro de Inteligência, como órgão de direção geral. Subordinado ao comandante geral, ele responsável pelo exercício permanente de ações especializadas no âmbito da corporação, orientadas para a produção e proteção do conhecimento, com vistas a assessorar o comando da PM na tomada de decisões.
Também serão criados os núcleos regionais em cada comando regional, bem como serão reestruturadas as atuais diretorias de Pessoal, com a criação da Capelania; de Ensino, com a criação do Centro de Treinamento Policial Militar; e de Apoio Logístico, com a criação do Almoxarifado Central e do Centro de Contratos e Convênios.
Destaque também na nova lei é a criação da Diretoria de Polícia Comunitária e Direitos Humanos, que coordenará as ações de Polícia Comunitária e direitos humanos no âmbito da corporação, sobretudo incentivando as experiências na área, para proporcionar ainda o exercício e a defesa dos direitos, da cidadania e da dignidade da pessoa humana e do Centro de Capacitação e Prevenção Primária (Proerd).
Com a sanção da nova legislação, serão criados o Museu e o Arquivo Geral da PM; o Comando de Policiamento Ambiental – com um batalhão e quatro companhias –, além de quatro Companhias Independentes de Missões Especiais, do segundo Comando de Policiamento da Capital e de mais 103 companhias orgânicas dos batalhões.
Pessoal – A PM também substituirá os atuais Destacamentos Policiais Militares, com sede no interior do Estado, por pelotões, com maior efetivo e melhor estrutura, além de reestruturar a Banda de Música e aumentar o quadro de oficiais da administração dos atuais 95 para 222. Os oficiais especialistas aumentarão dos atuais seis para 24 profissionais, e os oficiais combatentes pularão dos atuais 1.252 para 1.826 homens, entre os quais 35 são para o posto de coronel da PM. Aumenta também o número de praças, dos atuais 16.416 para 28.899, sendo 253 vagas para a graduação de subtenente da PM.
A lei sancionada pelo governador em exercício ainda modifica a Lei de Ingresso, que exigirá habilitação veicular ao candidato, e a lei de promoções para o público masculino e feminino, alterando as condições de ingresso na reserva remunerada da PM.Várias outras mudanças administrativas também compõem a nova lei, que será regulamentada posteriormente com as inovações e a dinâmica que será efetivada pela corporação, com vistas, principalmente, em melhor atender a sociedade e atender questões ligadas à valorização do trabalho do policial militar.
Desde novembro de 2013, cerca de dois mil novos recrutas fazem o curso de formação e aperfeiçoamento de praças, que vai levar novos policiais militares para as ruas do Estado. Com esse número, o efetivo da Policia Militar vai chegar a 16 mil homens.

Texto:
Antenor Filho



Setur apresenta resultado de pesquisa sobre demanda turística em São João de Pirabas
A Secretaria de Estado de Turismo (Setur) apresentou na terça-feira (14), os dados da pesquisa de demanda turística realizada durante o Círio de Nazaré do município de São João de Pirabas, no nordeste paraense. O relatório foi entregue pelo secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, ao secretário Municipal de Turismo de Pirabas, Henrique Campos.
A aplicação dos questionários foi feita em parceria com 15 estudantes da Faculdade Pan Amazônica (Fapan), no período de 25 a 27 de outubro de 2013, e os dados foram compilados pela Coordenação de Estudos, Pesquisas, Estatísticas e Informações da Setur. Foram aplicados 280 questionários durante a procissão e a trasladação, com questões sobre o perfil do turista, dos equipamentos e serviços utilizados na cidade, dos atrativos e das impressões adquiridas na visita no município.
O questionário levou em consideração apenas pessoas enquadradas na definição oficial de turista, adotada pela Organização Mundial de Turismo (OMT), garantindo a confiabilidade dos dados obtidos.
Entre os principais objetivos da pesquisa estavam a coleta de informações para um banco de dados e a obtenção de indicadores para o monitoramento da atividade turística no município. O trabalho também ajudou a traçar o perfil da demanda do visitante no período do Círio, identificando os desafios na oferta turística do município e as características que possibilitem estratégias de projeção regional e nacional do turismo em São João de Pirabas.
Belém (32%), Salinas (22%) e Capanema (7%) são as principais cidades de origem dos visitantes. A pesquisa revelou ainda que o maior emissor dos turistas entrevistados durante o Círio é o próprio Pará (94,12%), seguido pelo Distrito Federal (3,26%) e o Estado do Amapá (2,24%). Também foram levantados dados sobre permanência média, meios de hospedagem, ocupação, faixa etária e forma de viajar.
Adenauer Góes ressaltou a importância da pesquisa e de todo o compromisso com a atividade turística. “Tudo passa pelo desenvolvimento econômico, que é quem promove empregos, dignidade e melhoria da qualidade de vida da população. O social só será beneficiado se a economia for fortalecida”, frisou o secretário.
Para Henrique Campos é preciso que cada um cumpra seu papel no crescimento do turismo. “Reuni empresários locais para trabalhar e transformar o potencial do município em produto e oferta. O turismo é uma alavanca para o desenvolvimento”, disse o secretário municipal.

Texto:
Israel Pegado



   
“Feira do Vinil” colocará à venda mais de mil discos na Estação das Docas
A música nacional e internacional é atração nos domingos de janeiro na Estação das Docas. No próximo dia 19 acontecerá a terceira edição da Feira do Vinil, promovida pela OS Pará 2000, que administra o complexo turístico, em parceira com a Loja Ná Figueredo. Os colecionadores dos chamados “bolachões” encontrarão mais de mil títulos à venda.
O acervo desta edição da Feira do Vinil é do jornalista Edgar Proença. A ideia é promover a Vinyl Culture – já que o mercado acompanha o retorno, cada vez maior, dos long plays (LPs). As feiras que comercializam vinil são comuns em grandes centros urbanos do país, como Rio de Janeiro e São Paulo.
A coleção de Edgar Proença tem opções para todos os gostos, do rock à MPB. A feira ocorrerá no hall dos elevadores do Armazém 1. A gerente de Marketing, Comunicação e Cultura da OS Pará 2000, Isa Arnour, destaca a importância do evento. “Os vinis estão retornando e invadindo o mercado musical, e é preciso ficar atento a essa manifestação. A Estação das Docas é um local que busca fomentar a cultura de modo geral e, por isso, vamos promover, novamente, a Feira do Vinil”, disse ela.
Para o coordenador da Feira do Vinil, André Leão, o complexo turístico é um ótimo lugar para receber o evento. “A Estação é um local que já possui um público fiel. Mesmo as pessoas que não forem ao local especificamente para a feira, vão poder conferir os vinis. O evento também dialoga com o objetivo do espaço, que é promover a cultura”, ressalta.
A III Feira do Vinil é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) e Organização Social Pará 2000, em parceria com a Loja Ná Figueredo. A programação é gratuita, e acontecerá das 11 às 19 h.
Serviço: “III Feira do Vinil”. Aos domingos (19 e 26 de janeiro), das 11 às 19 h, no mezanino do Armazém 1, na Estação das Docas (Boulevard Castilhos França, s/nº, bairro da Campina). Entrada franca. Mais informações pelo fone (91) 3212-5525.

Texto:
Carolina Klautau



NOTICIAS DO DIA 14 e 15 DE JANEIRO


Polícia Civil apreende 6 mil mídias piratas em Icoaraci e Outeiro
A Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe) da Polícia Civil apreendeu mais de seis mil mídias piratas em Icoaraci e Outeiro nesta quarta-feira (15), durante a operação "Olho de Vidro", de combate à proliferação e venda dos produtos ilegais, na Região Metropolitana de Belém(RMB). Três pessoas foram detidas e conduzidas para a sede da unidade policial.
Os policiais percorreram, durante a manhã, diversos pontos comerciais. A maioria das apreensões de CDs e DVDs foi feita na feira do bairro da Agulha, na Rua Oito de Maio, em Icoaraci. As mídias estavam em diversas bancas. Equipamentos de som, como caixa acústica e aparelho de DVD, também foram apreendidos. Ainda durante a operação, os policiais civis percorreram feiras no bairro Brasília e área do Fama, em Outeiro, onde novas apreensões foram feitas.
Na Rodovia Augusto Montenegro, área do Conjunto Maguari, novas apreensões de produtos ilegais foram feitas, no entorno de uma rede de farmácias. Na Dioe, todas as mídias passaram por conferência e ficaram apreendidas à disposição da Justiça, para incineração. Quem vende ou compra as mídias piratas está cometendo crime contra a economia e está descumprindo a lei de direitos autorais.
Novas operações serão feitas, em outros pontos comerciais da RMB, nos próximos dias. Desde o início da operação, no último dia 8, 26 mil mídias piratas foram apreendidas.

Texto:
Walrimar Santos


Decreto determina redução de 10% dos cargos comissionados em órgãos estaduais
O Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (15) publica o decreto do governador Simão Jatene, que fixa uma série de normas e procedimentos destinados ao controle e redução das despesas com pessoal nos órgãos da administração direta e indireta do Estado. O objetivo é não ultrapassar os limites previstos pela Lei Complementar Federal nº. 101/ 2000, que trata da responsabilidade na gestão fiscal, e prevenir possíveis frustrações com as receitas a serem transferidas para o Estado neste ano, no âmbito do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE), que vêm sendo constantemente reduzidas nos últimos anos.
O decreto estabelece, por exemplo, que os órgãos e entidades do Executivo deverão, dentro de 30 dias, a contar do ingresso do servidor efetivo no sistema de pagamento do Estado, realizar o distrato de servidores temporários nas funções correlatas. Também ficam vedadas as contratações de novos temporários.
Também estão suspensas a criação e a reestruturação de órgãos e entidades estaduais que impliquem em aumento de despesa; a criação, majoração ou readequação de vantagens pecuniárias; a criação de novos planos de cargos e salários; a concessão de gratificação pela participação em Comissão ou Grupo Especial de Trabalho e pela elaboração ou execução de trabalho técnico ou científico, prevista no artigo 139, da Lei nº. 5.810/1994.
O documento prevê ainda que as nomeações para cargos em comissão deverão ser precedidas de autorização da Casa Civil, levando em consideração uma redução de 10% no quantitativo total do quadro de comissionados de cada órgão/entidade, com exceção das áreas de saúde, educação, segurança, assistência social, administração, fazenda e planejamento.
O decreto determina que a Gratificação de Tempo Integral obedecerá ao limite máximo mensal de 20% do total de servidores do órgão/entidade, observando-se o comprometimento de até 2% do valor total da folha de pagamento do órgão/entidade. Da mesma forma, o pagamento de horas extras fica limitado a 20 horas extras por servidor, entre outras medidas.

Texto:
Elck Oliveira


Belém recebe 300 turistas franceses
Carimbó, cheiro do Pará, fitas do Círio de Nossa Senhora de Nazaré e o carisma do povo paraense são alguns dos atrativos reservados para os turistas franceses que desembarcam em Belém na manhã desta quinta-feira (15). Os visitantes chegam a bordo do navio MS Club MED2.
O receptivo será realizado pela empresa Amazon Star Turismo, com apoio institucional do governo do Estado, por meio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Prefeitura de Belém - por meio da Coordenadoria Municipal de Turismo (Belemtur) - e a OS Pará 2000, que gerencia alguns dos espaços a serem visitados pelos turistas, como a Estação das Docas e o Mangal das Garças.
Segundo Ariane Mathne, gerente de Captação de Eventos da Paratur, o cruzeiro faz parte da  temporada 2013/2014, que começou em outubro, às vésperas do Círio de Nazaré, e termina em agosto deste ano. Ariane adiantou que a temporada deverá registrar a vinda ao Pará de 18 mil turistas, com a passagem por Belém e Santarém, na região turística do Tapajós, de 33 navios.
Na próxima segunda-feira (20) chegará o Silver Spirit, da Inglaterra, com 540 turistas. O receptivo fica por conta da Amazon Icoming Service, com apoio institucional da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e demais parceiros.
Na temporada 2011/2012, o Pará recebeu 68 navios e 46.464 turistas, dos quais 18.300 passaram por Belém e 24.164 por Santarém. Na temporada 2012/2013 foram 44 navios, com cerca de 30 mil turistas.
O embarque e o desembarque dos turistas franceses acontecerão na Estação das Docas. A chegada do cruzeiro está prevista para 8 horas.
Sugestão de entrevista: Ariane Mathne – gerente de Captação de Eventos da Paratur - (91) 8895-5729 / 8895-5733.

Texto:
Benigna Soares


Iasep Móvel atende servidores do polo penitenciário de Marituba
Até a próxima sexta-feira (17), os servidores da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) poderão fazer consultas e exames médicos no polo penitenciário de Marituba, que abrange as unidades prisionais do Presídio Estadual Metropolitano 1, 2 e 3, na Região Metropolitana de Belém. Os atendimentos são feitos pelo Programa de Prevenção Iasep Móvel, do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (IASEP), em uma van e dois trailers com consultórios médicos e salas de exames clínicos.
Os servidores serão atendidos em odontologia, oftalmologia, urologia e fonoaudiologia. O Programa de Prevenção Iasep Móvel, criado em agosto de 2012, atende aos servidores credenciados junto ao instituto. A equipe conta com dez profissionais de saúde.
A especialidade urologia oferece exames de ultrassonografia abdominal para verificação dos rins, fígado e de problemas urinários em geral. No consultório de odontologia básica, são oferecidos serviços como limpeza e aplicação de flúor. Na oftalmologia, é possível obter procedimentos como exame de pressão ocular, diagnóstico para confecção de óculos e encaminhamentos para procedimentos cirúrgicos pelo Iasep.
A partir desta quinta-feira (16), o Iasep móvel também oferecerá aos servidores do polo de Marituba consultas com o fonoaudiólogo, para verificação de problemas relacionados à voz. Para ter acesso aos serviços, basta ao servidor, ou o dependente, apresentar um documento de identificação junto com o cartão de saúde do Iasep. O atendimento vai de 8 horas ao meio-dia. Mais de 40 servidores foram atendidos em Marituba somente na manhã desta quarta (15).
Segundo o coordenador do Iasep Móvel, Eraldo Ribeiro, uma das metas é trabalhar, junto aos servidores, a prevenção de doenças, principalmente o glaucoma e o câncer de próstata. “A receptividade dos servidores é muito positiva. Percebemos que eles ficam satisfeitos, pois é um atendimento feito no próprio local de trabalho. Pudemos trazer o serviço até eles e sanar o problema do deslocamento para receber atendimento. É uma forma de o Iasep dar um retorno ao investimento do servidor”, diz.
Assistência – O agente prisional Edir Leal gostou da iniciativa e aproveitou a oportunidade para ir ao oftalmologista. “Estou achando ótimo. Às vezes precisamos de uma consulta, mas nem sempre temos uma data acessível. Aqui é mais fácil conseguir atendimento, pois posso fazer a consulta no dia em que estou trabalhando”, afirma.
Para o diretor do Presídio Estadual Metropolitano 2, Carlos Alberto do Carmo, “é uma medida louvável. Nossos colegas precisam de uma assistência mais próxima. Com esse atendimento no local de trabalho, o servidor se sente valorizado e demonstra o nosso interesse em seu bem-estar”, avalia.
Esta é a segunda vez que o Iasep Móvel atende aos servidores do sistema penitenciário. Em dezembro do ano passado, o programa esteve no polo penitenciário de Santa Izabel, atendendo cerca de 120 servidores das cinco unidades prisionais locais. Segundo o diretor da Divisão de Assistência ao Servidor da Susipe, Armando Mendonça, a parceria com o Iasep faz parte das ações do Programa Cuidando da Saúde do Servidor, que tem como um dos objetivos oferecer aos servidores um momento de cuidado com a saúde no local de trabalho.
Este ano, além do polo penitenciário de Marituba, o Iasep Móvel também estará em mais dois locais: no Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua, e na sede da Susipe, onde também atenderá aos servidores das Centrais de Triagem. “Temos um grande preocupação com o servidor do sistema penitenciário. Pensando nisso, resolvemos articular esta parceria com o Iasep, para trazer o atendimento de saúde até onde eles estão trabalhando”, observa.

Texto:
Timoteo Lopes


Conceitos do Programa Nota Fiscal Cidadã são divulgados em shopping, escolas e distritos de Belém
O Programa Nota Fiscal Cidadã vem promovendo uma série de ações de divulgação, com a participação da ONG Rádio Margarida. Os bonecos que representam a nota e o cupom fiscal cantam paródias de músicas populares e distribuem brindes à população. Nesta quarta-feira (15), o evento acontece à tarde, no Shopping Pátio Belém, com distribuição de material informativo e atividades de integração com o público. Na quinta-feira (16), o trabalho será realizado na Escola Estadual Maria Antonieta Serra Freire, e na sexta-feira (17), na Escola Teodora Bentes, ambas no Distrito de Icoaraci.
Nos dias 18 e 19 (sábado e domingo), os bonecos estarão na Ilha de Mosqueiro. No dia 24 haverá um Ato Show na Praça do Conjunto Satélite, e no dia 26 eles estarão no Distrito de Outeiro.
A coordenadora do Programa Nota Fiscal Cidadã, Rutilene Garcia, informa que as visitas às escolas e às comunidades visam reiterar para a população os conceitos básicos da Nota Fiscal Cidadã, usando músicas e uma linguagem mais popular. “O objetivo é conscientizar as pessoas sobre a importância de pedir a nota fiscal ou o cupom fiscal nas compras, estimulando a cidadania”, reitera Rutilene Garcia.
Sorteios - O Programa Nota Fiscal Cidadã realiza sorteios trimestrais, com prêmios em dinheiro, que são depositados na conta corrente dos consumidores cadastrados. A cada R$ 100,00 em compras é gerado um bilhete. São realizados quatro sorteios ao ano, quando são distribuídos prêmios que variam entre R$ 50,00 e R$ 30 mil. Para participar, o cidadão precisa solicitar a emissão da nota ou cupom fiscal com o número do seu CPF.
No Programa são válidas as notas das atividades de alimentação – restaurantes, bares, lanchonetes, cantinas e bufês; vestuário e acessórios, confecções; calçados; joalheria; relojoaria; bijuteria e  artesanato; lojas de departamentos ou magazines; comércio varejista de móveis; artigos de uso doméstico, como colchões e travesseiros; artigos de iluminação; cama, mesa e banho; tapeçaria, cortinas e persianas; plantas e flores naturais; objetos de arte e decoração; informática e comunicação; equipamentos de telefonia; artigos recreativos e esportivos, brinquedos; material para construção; material elétrico; vidraçaria; ferragens e ferramentas; madeira e artefatos; materiais hidráulicos e outros materiais de construção em geral; eletroeletrônicos e eletrodomésticos; óticas; postos de gasolina; vendas de lubrificantes para veículo e de gás GLP; farmácias; tabacarias; papelaria e equipamentos para escritório; livrarias e revistarias; pet shops e lojas de produtos homeopáticos; medicamentos veterinários; artigos médicos e ortopédicos; cosméticos e perfumaria.
Até agora já foram realizados cinco sorteios, com mais de um R$ 1 milhão em prêmios, e mais de 116 mil consumidores cadastrados. O próximo sorteio será em março, e valerão as notas e cupons fiscais com CPF emitidos em outubro, novembro e dezembro de 2013.

Texto:
Ana M. Pantoja


PROFISSÃO DE PARALEGAL PODERÁ SER REGULAMENTADA (BACHARÉIS EM DIREITO)

A Câmara dos Deputados analisa proposta que regulamenta a profissão de Paralegal (BACHAREL EM DIREITO QUE NÃO TENHA REGISTRO DE ADVOGADO). A medida está prevista no Projeto de Lei 5749/13, do deputado Sergio Zveiter (PSD-RJ), que modifica o Estatuto da Advocacia (Lei 8.906/94). Pela proposta, o paralegal poderá exercer as mesmas atividades do estagiário de advocacia, que já pode trabalhar na área desde que esteja em conjunto com advogado e sob responsabilidade deste.
A DIFERENÇA É QUE A INSCRIÇÃO DE PARALEGAL NÃO TERÁ LIMITE DE TEMPO, COMO OCORRE COM A DO ESTAGIÁRIO. Poderá se inscrever como paralegal quem comprovar capacidade civil e idoneidade moral, além de apresentar diploma ou certidão de graduação em Direito, título de eleitor e quitação do serviço militar. O profissional não poderá exercer atividade incompatível com a advocacia. Segundo o projeto, a inscrição será automaticamente cancelada caso o paralegal obtenha inscrição como advogado.

LIMBO PROFISSIONAL
Sergio Zveiter lembra que o País tem um: “VERDADEIRO EXÉRCITO DE BACHARÉIS QUE, SOBRETUDO POR NÃO LOGRAREM ÊXITO NO EXAME DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL [OAB], FICAM FORA DO MERCADO DE TRABALHO”. “APÓS DEDICAREM CINCO ANOS DE SUAS VIDAS, COM GRANDE INVESTIMENTO PESSOAL E FINANCEIRO, DESCOBREM-SE VÍTIMAS DE VERDADEIRO ESTELIONATO EDUCACIONAL. A REPROVAÇÃO DO EXAME DE ORDEM MOSTRA QUE, MESMO APÓS TANTO ESFORÇO, A FACULDADE NÃO LHES FORNECEU O NECESSÁRIO CONHECIMENTO PARA O EXERCÍCIO DA ADVOCACIA”, diz o deputado. O autor acrescenta que esses bacharéis terminam em um “LIMBO PROFISSIONAL”, pois já perderam sua inscrição como estagiário, sem contar com inscrição de advogado.
Eles ganhariam então uma inscrição como paralegal: “COM DIREITOS, PRERROGATIVAS E DEVERES SEMELHANTES AOS DO ESTAGIÁRIO DE DIREITO, EXCETO QUE TAL INSCRIÇÃO NÃO SERIA LIMITADA NO TEMPO”. O parlamentar acrescenta ainda que a prática já é adotada nos Estados Unidos.
TRAMITAÇÃO

O texto tem caráter conclusivo e será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Câmara dos Deputados Federais






HANGAR RECEBE EXPOSIÇÃO SOBRE VIDA E OBRA DE DALCÍDIO JURANDIR


O Hangar Convenções e Feiras da Amazônia recebe, desde 03 de janeiro, a exposição “Dalcídio Jurandir – barro do princípio do mundo”, no Hall dos Elevadores. A realização é dos alunos do curso de Letras da Universidade da Amazônia (Unama), que fizeram todo o levantamento bibliográfico do escritor paraense.

A exposição é composta por 12 painéis didáticos de 1,20m x 0,89m com fotografias, biografia e cronologia do autor, além de fragmentos de outros autores comentando sobre o grande Dalcídio Jurandir.

A mostra faz parte da programação de Aniversário de Belém, comemorado no dia 12 de janeiro, preparada pela Organização Social Pará 2000. “Dalcídio Jurandir – barro do princípio do mundo” estará aberta para visitação de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, até 28 de fevereiro.

Serviço
Exposição “Dalcídio Jurandir – barro do princípio do mundo”

Visitação: até 28 de fevereiro – segunda a sexta-feira
Hora: 9h às 18h
Local: Hall dos Elevadores - Hangar
End.: Av. Dr. Freitas s/n - Marco
Informações: (91) 3344-0100
Entrada Franca




Médicos retiram parte do crânio de Schumacher

 


O piloto Michael Schumacher segue em estado crítico de saúde no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França. O alemão teve uma pequena parte do crânio removida pelos médicos na tentativa de diminuir a pressão craniana, segundo o jornal alemão ‘Bild’.
O risco agora, porém, é que o ex-piloto sofra hemorragia cerebral e infecção. Segundo o cirurgião suíço Fréderic Rossi, os riscos vão de inchaço até sangramento pela abertura externa do cérebro. Nos próximos dias Schumacher será reavaliado para que a equipe médica saiba quais partes do cérebro estão ativas e quais ainda estão dormentes.
Schumacher sofreu acidente em 29 de dezembro quando andava de esqui na estação de Meribel, na França. Ele perdeu o controle e bateu a cabeça em uma pedra. O alemão está em coma induzido há 15 dias.






Recadastramento de alunos do Parfor começa no dia 15
O Recadastramento dos alunos do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) começa no dia 15 e segue até o dia 22 deste mês. O recadastramento e rematrícula 2014 são obrigatórios a todos os alunos. O processo é necessário para manter as vagas nas instituições de ensino neste ano letivo, que tem início no dia 17 de fevereiro.
Para o recadastramento, o primeiro passo é preencher a ficha online, disponível no endereço http://siga.uepa.br/sigaluno/. Após isso, o aluno deverá imprimir o comprovante, assinar e entregá-lo na Coordenação de Registro e Controle Acadêmico (CRCA) do seu respectivo campus, junto com as cópias simples do Cadastro de Pessoa Física (CPF); do Registro Geral (RG); e do Comprovante recente de seu endereço (telefone fixo, água, luz, etc).
O recadastramento é de caráter obrigatório e embora esteja a ela relacionado não trata do processo de rematrícula. “O recadastramento é a confirmação dos dados para que não haja problema na emissão de documento escolar. A renovação de matrícula é a regularização acadêmica do aluno na instituição, que à luz do Regimento da Universidade, é obrigatória e é um instrumento que garante ao aluno todos os direitos na instituição”, explica o diretor de Controle Acadêmico, Delmo Oliveira.
Todos os alunos do Parfor deverão entregar os documentos abaixo e levar seus originais para conferência:
- Comprovante do seu recadastramento devidamente assinado:
- Cópia do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF)
- Cópia do seu Registro Geral (RG)
- Cópia de Comprovante recente de seu endereço (telefone fixo, água, luz, etc)
Para mais informações, os alunos devem entrar em contato com os seguintes Centros de Registro e Controle Acadêmicos (CRCAs):
- Campus I/Centro de Ciências Sociais e da Educação (CCSE): (91) 4009.9543
- Campus II/Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS): (91) 3276.2365
- Campus III/CCBS – Educação Física: (91) 3246.8109
- Campus IV/CCBS - Escola de Enfermagem "Magalhães Barata": (91) 3229.1131
- Campus V/Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT): (91) 3276.7152

Texto:
Janine Bargas



Pará consegue reduzir índice de crimes violentos nos últimos três anos
A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) divulgou, nesta quarta-feira, 15, o balanço das ocorrências policiais relativas aos três últimos anos, tanto na Região Metropolitana de Belém, quanto em todo o Estado do Pará. Entre os principais crimes considerados violentos, como o homicídio doloso, o latrocínio e o roubo houve redução no comparativo com 2010. A reunião, realizada no Hangar - Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, contou com a participação do governador em exercício, Helenilson Pontes. Na ocasião também foi lançado um Programa de Redução de Criminalidade (Prec), cuja meta é reduzir, em seis meses, os índices de homicídio e de roubo, em 10% e 5%, respectivamente.
“Em todo o Estado houve uma redução na taxa de homicídios de mais de 10%, assim também como nos casos de roubo (-10%) e latrocínio (-37%), mas evidentemente ainda temos um problema na segurança pública, que não é só do Pará, e sim nacional. Por isso, agora, partimos para um planejamento estratégico para reduzir ainda mais as taxas de letalidade e de roubo. Daqui a seis meses nós vamos reavaliar se atingimos essas metas e de forma transparente, mais uma vez, vamos revelar esses números para que a sociedade paraense entenda que, apesar de estarmos enfrentando firmemente esse problema, com investimentos expressivos, inclusive nunca antes feitos, todos nós temos que, no dia a dia, ajudar a enfrentar a violência”, afirmou o governador em exercício.
Helenilson Pontes ressaltou que a principal causa objetiva da violência é o tráfico de drogas. “Para se ter uma ideia, ano passado, nós apreendemos mais de uma tonelada de maconha. A quantidade de apreensão de cocaína também cresce ano a ano. As prisões relacionadas a drogas chegam a quase 50%. E os homicídios, diretamente ligados às drogas, chegam à taxa de 85%. Portanto, violência no Brasil e no Pará tem nome e sobrenome: tráfico de drogas. Nós temos que ter uma política nacional, reforçada evidentemente pelas políticas estaduais de combate ao tráfico. Isso não é apenas um problema de governo ou de polícia, mas sim de todos nós”, defendeu Helenilson Pontes.
Durante a apresentação dos dados foi apresentado um comparativo entre os anos de 2010 e 2013, dos principais crimes: latrocínio (roubo seguido de morte), lesão corporal, homicídio doloso, estupro e roubo, com base nas estatísticas registradas no Sistema de Informações de Segurança Pública (Sisp). Desta vez, como forma de se adequar às estatísticas nacionais, os números foram analisados de acordo com o Índice de Criminalidade (IC), fórmula adotada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU), que relaciona o número de crimes para cada 100 mil habitantes.
O diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Roberto Sena, explicou que a medida foi tomada para dar qualificação aos dados e para que os números fossem comparados adequadamente em relação a outros estados brasileiros. “Nacionalmente você tem que fazer uma divulgação correlata. Ao optar por taxas, como é feita a divulgação nacional, nós nos aproximamos muito do que é tomado por base nas estatísticas nacionais, apesar de ainda haver divergência quanto aos números brutos”, explicou o diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Roberto Sena.
Números
Na Região Metropolitana de Belém houve uma redução, de 2010 a 2013, dos homicídios dolosos (-26,08%), dos latrocínios (-45,25%) e dos roubos (-14,96%). Já o estupro apresentou uma variação de 13,33%. O crime de lesão corporal apresentou também redução de -18,47%. Em 2010 foram registradas 14.563 ocorrências, com o Índice de Criminalidade de 714, enquanto que, em 2013, o IC caiu para 582, sendo registradas 12.290 ocorrências.
Em todo o Estado, o homicídio doloso apresentou uma redução de -11%. O latrocínio também apresentou queda. Em 2010, foram registradas 226 ocorrências, enquanto que em 2013 foram registradas 150 ocorrências. A notificação de roubo, por sua vez, reduziu em -10%. A lesão corporal também apresentou redução de -16%. O estupro novamente apresentou uma variação de 26%. Em 2010 foram registradas 2.241 ocorrências de estupro, com o IC de 29,64. Em 2013, o IC passou para 37,24, sendo registradas 2.968 ocorrências.
“Qualquer número que nós consigamos baixar ainda vai ser alto. Mas digo, com toda certeza, que estamos na direção correta. Nós ainda temos um desafio muito grande pela frente, mas temos alguns crimes que estão subindo no país, enquanto que no Pará conseguimos reduzir, como é o caso do latrocínio, justamente porque isso passa muito pela questão dos policiais nas ruas. Assim também como a população tem visto mais casos de sequestros com refém, mas isso é a polícia chegando de imediato. Isso a população reconhece. Apesar de tudo sabemos que alguma coisa ainda está errada e a gente precisa, junto com a sociedade, trabalhar essas causas da criminalidade”, destacou o titular da Segup, Luiz Fernandes Rocha.
O secretário também informou quais ações já estão planejadas para este ano. Ele destacou, entre elas, o reforço de mais 2.400 policiais nas ruas; a premiação por apreensão de armas de fogo; a inclusão de policiais da reserva no efetivo da Polícia Militar; a implantação de tornozeleiras eletrônicas; a inauguração, no primeiro trimestre, de três casas penais masculinas (RMB, Santarém e Marabá); o funcionamento do “Alô Cidadão”; assim como a capacitação contínua de profissionais do Sistema de Segurança Pública, a aquisição de equipamentos e a intensificação das ações da área de Inteligência e de operações policiais integradas, além da implantação do Prec.
Também foram apresentados os números da repressão ao tráfico de drogas, com o demonstrativo da quantidade de armas e de entorpecentes que foram apreendidos no Estado do Pará, neste mesmo período. Em 2013, em todo o Estado foram realizadas 16.694 prisões. Destas, 7.010 foram decorrentes de envolvimento com o tráfico de drogas, o que representou 41,98% de todas as prisões. Ainda em 2013, foram apreendidos 680 quilos de cocaína e 1.021 quilos de maconha. Por outro lado, foram apreendidas 1.583 armas, o que representou o aumento de 8,95% em relação a 2012, quando foram apreendidas 1.453 armas.



Texto:
Amanda Engelke



EGPA fecha mais um convênio para conceder descontos a servidores
Um dos meios que a Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA) utiliza para incentivar a qualificação profissional de servidores públicos é o estabelecimento de convênios com instituições de ensino para oportunizar descontos nos custos da formação superior. O mais novo conveniado é o Sistema de Estudos Virtuais (Siev), que vai conceder, exclusivamente para servidores estaduais, 20% de desconto no valor da mensalidade em cursos de pó-graduação e MBA, na modalidade de Ensino a Distância (EAD). Em um segundo momento, os descontos também serão aplicados a cursos de graduação. O benefício se estende, ainda, a dependentes diretos.
De acordo com o assessor de planejamento da EGPA, Luiz Pacheco, o convênio foi firmado por meio de termo de cooperação, não havendo repasse financeiro por nenhuma das partes. “Além do desconto de 20% garantido aos servidores, ao longo do curso, ainda será possível obter mais 10%, caso o pagamento de mensalidades seja feito até o dia 05 de cada mês, conforme regra do boleto bancário. Os descontos somam 30% e podem ser usufruídos por qualquer servidor público do Governo do Estado do Pará”, orienta.
“Os cursos de pós-graduação do Siev são realizados pelo núcleo WPós, que oferece mais de 400 cursos em 37 área de conhecimento. Todos credenciados pelo Ministério da Educação (MEC)”, informou o Diretor Geral do Siev, Israel Adan Andrade. O WPós é uma iniciativa da AVM Faculdade Integrada, do Rio de Janeiro, devidamente credenciada para o oferecimento de cursos a distância por meio da Portaria 1.663, de 6 de outubro de 2006.
Os beneficiários deverão comprovar vínculo com o Governo do Estado apresentando, no ato da matrícula, os seguintes documentos: cópia autenticada da carteira de identidade; cópia autenticada do CPF; cópia autenticada da declaração de conclusão de curso superior (válida apenas para matrícula); cópia autenticada do diploma de curso superior; cópia autenticada da certidão de casamento; comprovante de residência; uma foto 3x4 recente e comprovante de vínculo com o Estado, que pode ser, por exemplo, o contracheque atual. Em caso de dependentes, certidão de nascimento (filhos) e/ou de casamento ou união estável. O prazo de vigência deste convênio será de um ano, podendo ser prorrogado por igual período, caso seja celebrado um termo aditivo entre EGPA e Siev.
Formação superior – Desde 2011 a EGPA tem firmado vários acordos de cooperação, contribuindo para facilitar o acesso do servidor público ao ensino superior. No ano passado foi fechado convênio com o Centro Universitário de Maringá (Uni Cesumar), abrindo descontos de até 20% no valor das mensalidades de cursos de Graduação, Pós-graduação e MBA, que são ministrados na modalidade de Ensino a Distância (EAD) para o Pará. Há ainda a continuidade dos convênios fechados com Faculdade Maurício de Nassau/ Universo, para cursos de graduação, tendo até 45% de desconto; Instituto de Estudos Superiores da Amazônia (Iesam), para graduação e pós-graduação, até 20% de desconto; Fundação Getúlio Vargas/Ideal, para pós-graduação, com até 20%; e Faculdade Estácio/FAP, para graduação e pós-graduação, com até 25%.
Além do incentivo por meio dos convênios, a EGPA também desenvolve outras ações voltadas para a capacitação em nível superior. Através do Programa de Formação de Gestores e Qualificação do Servidor Público são ofertados cursos de pós-graduação em nível de especialização (Lato Sensu), realizados por meio de parceria, na própria sede da EGPA, sem custo algum para o servidor. Na primeira oferta, em 2012, foram seis turmas nas áreas de Gestão Pública, Gestão de Pessoas e Gestão Logística e Patrimonial, certificando 230 concluintes. Em continuidade ao programa, em dezembro de 2013 a EGPA abriu Processo Seletivo com a oferta de mais 270 vagas distribuídas em outros seis cursos Lato Sensu: Gestão Pública, Direito do Estado, Gestão de Projetos na Administração Pública, Gestão de Pessoas, Gestão Orçamentária e Financeira e Gestão Estratégica. As inscrições seguem abertas até o dia 24 de janeiro e o edital pode ser conferido, com todas as informações, no site www.egpa.pa.gov.br.
Recentemente também foi dado um importante passo para a qualificação continuada do servidor público do Pará. No dia 12 de dezembro passado, a Escola de Governo recebeu a autorização do Conselho Estadual de Educação para ser, oficialmente, uma instituição de ensino superior.  Em 2014, começa a instalação do Instituto de Formação Profissional e Superior da Escola de Governo, que vai realizar cursos de graduação e pós-graduação, com a chancela da autarquia.
Serviço: Mais informações sobre convênios podem ser obtidas na seção de Instituições Conveniadas, no site www.egpa.pa.gov.br. O Siev fica na Travessa Castelo Branco, 1343, em Belém. Contatos podem ser feitos pelo telefone (91) 3259-1209 e e-mail siev@sievonline.com.br.

Texto:


Emater fortalece atendimento a catadores de caranguejo de São João da Ponta
O escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em São João da Ponta, no nordeste do estado, está estruturando o atendimento às 460 famílias extrativistas de caranguejo da Reserva Extrativista Marinha de Mocajuim, por meio de uma chamada pública do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). “Atendemos  esses agricultores familiares há mais de uma década, mas a chamada pública vem facilitar e melhorar tal atendimento”, explica o chefe do escritório local, o técnico em agropecuária Francisco Assis.
Os  trabalhos direcionados, que vão desde diagnósticos socioeconômicos até inserção de novas atividades, como o cultivo de ostras, se estenderão pelos próximos dois anos. A equipe também teve que ser aumentada já em novembro, de dois para 11 extensionistas das mais diversas formações, incluindo três agentes comunitários.
“Sem a Emater, a renda mensal da comunidade não chegava a 1/5 de um salário-mínimo. Na época do defeso, então,  tinha gente que não tinha de onde tirar a sobrevivência. O apoio do Governo é para diversificarmos as atividades e termos acesso a tecnologias, crédito e mercados, como o da merenda escolar”, diz o agente comunitário João Coelho.
Além de extrativismo de caranguejo, cujo resultado supera as 80 mil unidades por  semana, as famílias colhem açaí, pescam artesanalmente e plantam mandioca. Para o presidente da Associação da Reserva Extrativista Mocajuim, Zacarias Bandeira, a chamada pública reforça a organização social. “O caminho para quem depende da reserva é  justamente a união, porque só a união permite o lucro sustentável”, resume.
De acordo com o engenheiro agrônomo da Emater, Antônio Carlos Macedo, “as ações da Chamada Pública são bem específicas e partem do princípio de planos participativos. Uma questão interessante, por exemplo, é que estamos criando um espaço de recreação infantil na sede da Associação da Resex, onde as agricultoras poderão deixar os filhos sob os cuidados de recreadores profissionais contratados enquanto participam de reuniões, por exemplo”, aponta o engenheiro agrônomo da  Emater, Antônio Carlos Macedo. O primeiro diagnóstico acerca da reserva dentro da chamada pública deve ser concluído em fevereiro.

Texto:
Aline Miranda


Pará em obras: reforma de escola beneficiará mais de dois mil alunos em Marituba
Os mais de dois mil alunos, do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, matriculados na Escola Fernando Ferrari, em Marituba (Região Metropolitana de Belém), serão os principais beneficiados com a reforma da unidade de ensino, iniciada no final do ano passado. A obra, viabilizada pelo Governo do Estado, por meio das Secretarias de Estado de Obras Públicas (Seop) e de Educação (Seduc), prevê a revitalização das 21 salas de aula da unidade de ensino, com a substituição de todos os revestimentos que já estavam deteriorados, entre pisos e telhados, além da melhoria da parte elétrica e troca dos ventiladores. O investimento, de mais de R$ 900 mil, ainda inclui a pintura de toda a área interna e da fachada da escola.
De acordo com a construtora responsável pela obra, a Figueira da Foz Ltda., mais de 40% dos trabalhos já foram realizados. Para que fosse executada, a obra foi empenhada em duas etapas, com mais da metade dos trabalhos previstos para serem executados neste ano. “Olhando como um todo do que está previsto, na verdade estamos adiantados. Mas isso foi justamente uma das preocupações porque como o prazo está previsto para julho, isso acabaria atrapalhando ainda mais o calendário da escola. Por isso, neste primeiro momento priorizamos o piso e o telhado”, explica a proprietária da construtora, Mônica Coelho.
Para não interferir no andamento das aulas, o cronograma das obras precisou ser adequado. Segundo Mônica Coelho, a reforma do piso já chegou a praticamente todas as salas de aula, restando apenas duas. “Nossa meta é deixar pronto, até a próxima semana, toda a parte de adequação do piso e fazer a revisão de pelo menos 40% do telhado”, informa. Ela ainda acrescenta que, durante o intervalo entre os anos letivos, que neste ano deverá ocorrer entre os meses de abril e maio, os trabalhos deverão ser intensificados. “Vamos aproveitar justamente esse período para fazermos os serviços de pintura e já entregar a obra”.
A substituição do telhado, segundo a diretora Linalva Ferreira, era um dos principais anseios da comunidade. “Devido ao nosso clima, as salas ficam muito abafadas e os alunos sempre reclamam bastante disso. Ainda mais porque todas as salas estavam com um tipo de telha que faz bastante calor. Com a reforma todo o telhado passará a ser de barro, isso já ameniza bastante. Essa questão do ambiente interfere bastante no dia-a-dia, tanto do professor quanto do aluno. Você precisa estar bem no local para que se tenha um bom aprendizado”, afirma.
Para o professor Miguel Magno, a reforma representará melhoria das condições de trabalho.  “Para você dar uma aula não é preciso só de um espaço, mas sim de um bom espaço, de uma sala ventilada e de condições que são mínimas. Quando isso não existe, tanto a aula ministrada pelo professor quanto o aprendizado do aluno é prejudicado”. Ele também afirma que, além da questão pedagógica, a infraestrutura é fundamental para combater a evasão escolar. “Essa é uma situação estrutural e não é só a questão da aula em si. Existem outros fatores nesse processo e um deles é a condição do espaço. Melhorias são essenciais para motivarmos toda a comunidade”.
Para Usderon Santos, 17, que há três anos estuda na escola, a reforma significará uma motivação a mais. “Acredito que melhorias como estas modificam muito mais do que a infraestrutura. Acaba refletindo em todo o ambiente escolar. Se você está em um local ruim, não só os alunos sentem logo vontade de ir embora, mas os professores também ficam sem motivação pra dar algo a mais. Agora com essa reforma acredito que poderemos aproveitar mais todos os recursos disponíveis aqui, como o laboratório e a biblioteca”, afirma.
Detalhamento da obra:
Início: setembro de 2013
Conclusão: junho de 2014
Investimento: R$ 917.175,81
Secretaria Responsável: Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop)
Secretaria Beneficiada: Secretaria de Estado de Educação (Seduc)
Empresa Responsável: Construtora Figueira da Foz Ltda

Endereço: Rua Cláudio Barbosa, 550. Centro. Marituba

Texto:
Amanda Engelke


Imetropará faz orientação nas compras de materiais escolares
A volta às aulas é o principal fator de aquecimento da economia no mês de janeiro. Mas todo cuidado é pouco na hora de adquirir o material escolar. O Instituto de Metrologia do Pará (Imetropará) tem orientações especificas com relação à comercialização de objetos não regulamentados e que estão à disposição do consumidor nas prateleiras. De acordo com órgão, todos os materiais destinados a crianças de até 14 anos estão sujeitos ao processo de fiscalização.
Por conta de uma portaria assinada em 2013, cerca de 25 itens básicos da lista escolar precisam de certificação e os fabricantes, comerciantes ou importadores tem, por obrigação, que cumprir os prazos estipulados para adequação do produto. Atualmente, todos os artigos escolares devem ser fabricados e importados somente em conformidade com as normas do Inmetro. A partir de 2015, esses produtos só poderão ser comercializados se estiverem com o selo de segurança do órgão.
“É muito importante que o consumidor fique atento para essa questão da certificação e leia com atenção as informações contidas nas embalagens dos produtos que esteja comprando. Seja em cadernos, livros, lápis ou canetas, essa orientação deve ser seguida. Outra questão que recomendamos é ter atenção redobrada com os materiais que possuem substâncias tóxicas e que podem vir a prejudicar a saúde dos estudantes”, explicou Fabrízio Guaglianone, presidente do Imetropará.
Os artigos escolares com certificação obrigatórias são: apontador; borracha e ponteira de borracha; caneta esferográfica/roller/gel; caneta hidrográfica (hidrocor); giz de cera; lápis (preto ou grafite); lápis de cor; lapiseira; marcador de texto; cola (líquida ou sólida); corretor adesivo; corretor em tinta; compasso; curva francesa; esquadro; normógrafo; régua; transferidor; estojo; massa de modelar; massa plástica; merendeira/lancheira com ou sem seus acessórios; pasta com aba elástica; tesoura de ponta redonda; tinta (guache, nanquim, pintura a dedo plástica, aquarela).
Todos os objetivos mencionados acima precisam conter o Selo do Sistema Brasileiro de Certificação e conter, nas embalagens, informações importantes para o consumidor, como o material de que são feitos, quantidade e faixa etária, entre outros.

Texto:
Bruna Dias


Público paraense já pode visitar mostra de Cândido Portinari, inédita na região Norte
Artistas, músicos, admiradores das artes, entre outros, participaram na noite desta terça-feira, 15, da abertura da mostra “Portinari na Coleção Castro Maya”, no Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP). A exposição, inédita em Belém, traz ao público 57 pinturas, desenhos e gravuras produzidos por um dos maiores artistas brasileiros, Cândido Portinari, entre os anos de 1938 e 1959, e faz parte do acervo do colecionador de artes Castro Maya, admirador e contemporâneo do pintor. As obras poderão ser visitadas até o dia 2 de março.
A mostra à disposição do público paraense já percorreu um total de oito cidades brasileiras e está dividida em três partes. Uma com as obras compradas por Castro Maya, chamada de "Colecionador"; outra com trabalhos encomendados pelo colecionador do artista e uma terceira com as obras que o artista presenteou o amigo, todas com direito a dedicatória.
A exposição é parte da programação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), para celebrar o aniversário de Belém, que no último dia 12 completou 398 anos. “Acolher Portinari na Coleção Castro Maya no Estado do Pará é um grande privilégio. Pintor, desenhista, ilustrador de livros e gravurista, Cândido Portinari é a figura exponencial das artes visuais no Brasil dos anos 40 e 50”, ressaltou o secretário de Estado de Cultura, Paulo Chaves, que esteve presente na abertura da exposição.
A curadora da mostra, Ana Paola Baptista, representante do Museu Castro Maya, aproveitou a oportunidade para destacar a afinidade entre a exposição e o espaço reservado a ela em Belém. “É uma enorme satisfação ver essa exposição pronta. A coleção cai bem aqui. Ela está em casa”, comemorou.
O diretor do MHEP, Sérgio Melo, destacou a singularidade da exposição, que começou a ser elaborada há cerca de um ano, e é resultado direto da parceria entre o Governo do Estado e o Ministério da Cultura. “Nunca o Norte recebeu uma exposição desse porte, com um acervo maravilhoso. O maior acervo público com obras de Portinari, que chegou aqui graças ao empenho da Secretaria de Estado de Cultura”, justificou.
Entre os destaques da mostra estão as obras "Menino com Pião" (1947), "O Sonho" (1938), "Grupo de Meninas Brincando" (1940), "A Barca" e "O Sapateiro de Brodósqui" (1941), "Lavadeiras" (1943) e "Morro n. 11" (1958), além da série "Dom Quixote".
A abertura da exposição contou com uma apresentação especial do grupo camerístico Quorum e do Coral Eduardo Nascimento, que executou músicas italianas em homenagem à Portinari, que embora brasileiro era filho de imigrantes italianos que se estabeleceram na cidade de São Paulo.
Após apreciar a apresentação dos músicos, o público prestigiou os trabalhos de Portinari. “De fato, a exposição ficou muito bem aqui nesse museu, parece até que ela sempre esteve aqui”, comentou a estudante de Artes Plástica, Natália Nascimento.
O professor de Literatura, Gerson Gomes, também fez questão de participar da abertura da exposição. “Esse é um momento único para a cidade. Espero que as pessoas possam mesmo vir aqui apreciar o trabalho, daquele que foi um dos maiores gênios brasileiros. Eu mesmo pretendo voltar outras vezes mais”, garantiu.
Serviço:
Exposição “Portinari na Coleção Castro Maya”, no Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP). A mostra pode ser visitada até o dia 2 de março, nos seguintes horários: terça a sexta-feira, de 10h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, de 10h às 14h. Entrada franca.

Texto:
Alexandra Cavalcanti


Laboratório de Animação da Fundação Curro Velho promove Cine Clube para comemorar um ano de atvidade
Nesta quarta-feira, dia 15 de janeiro, o laboratório de Animação da Fundação Curro Velho completa um ano de atividade. E para comemorar a data será promovido, às 15h, o Cine Clube de Animação, onde alunos que participaram das oficinas da fundação irão exibir alguns de seus trabalho feitos durante o período que faziam curso no laboratório.
Inicialmente o laboratório foi criado para dar suporte aos pequenos talentos que surgiam das oficinas de desenho animado da instituição oferecidas desde 2005. Hoje é único espaço em Belém onde os amantes do desenho animado, stop motion, flip book (livretos com desenhos sequenciais feitos a mão) e filmes de animação, podem aprender e apurar suas habilidades artísticas de criação. Tudo sem pagar nada.
Em um ano de trabalho os meninos e meninas que passaram pelo laboratório puderam aprender e aperfeiçoar elementos fundamentais na área de animação, como roteiros, storyboard, animação, tratamento das cores, composição gráfica e edição.
Serviço:
O Cine Clube de Animação será promovido nesta quarta-feira, 15, às 15h, no laboratório de Animação da Fundação Curro Velho localizada no final da Djalma Dutra, bairro do Telégrafo.

Texto:
Andreza Gomes


Paratur anuncia metas de incentivo ao turismo para 2014
A participação do Pará em nove feiras internacionais e quatro nacionais, em especial nos Estados Unidos e países da Europa e América do Sul, e a captação de, no mínimo, cinco grandes eventos do setor para Belém estão entre as prioridades, para 2014, da Companhia Paraense de Turismo (Paratur). As metas foram apresentadas pelo presidente da Companhia, Marcelo Mendes, aos funcionários dos setores de Marketing, Promoção e Divulgação, na manhã desta terça-feira (14), junto com um balanço das realizações de 2013.

Durante a reunião, o gerente de Promoção da Paratur, Carlos Figueira, informou que a participação do Pará no calendário mundial de feiras já começa em janeiro, na Feira Internacional de Turismo da Espanha (Fitur), que acontece de 22 a 26, em Madri (a capital espanhola). A estimativa dos organizadores da feira é receber 200 mil pessoas, entre agentes de viagens, operadores, jornalistas especializados e consumidores diretos. A Espanha está entre os países da Europa que mais enviam turistas ao Brasil.
Carlos Figueira informou também que, para facilitar a promoção e divulgação do Pará, a Paratur firmou dois convênios com o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), visando a montagem de um novo banco de imagens dos cinco principais segmentos turísticos do Estado - cultura, natureza, sol e praia, eventos e negócios -, e ainda a elaboração de material promocional dentro do padrão exigido pelo mercado.
Ariane Mathne, gerente de Captação da Paratur, informou que neste ano o governo do Estado concluirá as obras do Centro de Eventos de Marabá. Segundo ela, a obra reforçará o segmento turístico no Estado.
Prêmio - Ao longo deste ano, a Paratur pretende ainda receber, no mínimo, 100 jornalistas especializados, por meio do Programa de Press Trip, e lançar em maio, durante a Feira Internacional de Turismo da Amazônia (Fita), o III Prêmio de Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis”. Criado em 2006 pela Paratur, o prêmio tem como objetivo incentivar a imprensa mundial a produzir material de divulgação positivo sobre o Pará, segundo as diretrizes do Plano Estratégico de Turismo Ver-o-Pará.
Jacqueline Alves, diretora de Marketing, acrescentou que a Fita, marcada para o período de 5 a 7 de maio, em Belém, terá como meta principal a qualificação profissional e a participação de formadores de opinião, operadores, agentes de viagens e representantes de grandes marcas do turismo, dos principais mercados de interesse do Pará.
A criação da nova marca institucional foi citada pelo presidente da Companhia entre as realizações de 2013, ao lado do recebimento de cerca de 1 milhão de turistas.
Investimentos - Para 2014, afirmou Marcelo Mendes, a Paratur investirá em pesquisas de demanda turística, para levantar dados sobre hábitos, preferências e outras características dos turistas que visitam Belém. Turistas oriundos de São Paulo e Minas Gerais estão entre os pesquisados, assim como os turistas que chegam ao Pará em navios de cruzeiros, informou Gabrielle Santiago, gerente de Inteligência de Mercado da Paratur.
“Nosso objetivo foi apresentar aos nossos colaboradores internos as nossas ações em 2013 e as estratégias para 2014, que para executar precisamos do apoio do trade, da iniciativa privada, da sociedade e, principalmente, dos nossos colaboradores”, ressaltou Marcelo Mendes.

Texto:
Benigna Soares


Polícia incinera quase 60 mil pés de maconha em Viseu
Cerca de 60 mil pés de maconha, encontrados em quatro plantações na zona rural do município de Viseu, no nordeste do Pará, foram destruídos pelas polícias Civil e Militar. A ação foi coordenada pela Superintendência da Polícia Civil da Zona Bragantina. Iniciada na segunda-feira (13), a operação foi concluída nesta terça-feira (14). O delegado Herbert Renan de Souza, superintendente regional, informou que as investigações começaram no último dia 11, quando a Delegacia de Cachoeira do Piriá - município da região - recebeu um telefonema anônimo denunciando a existências das plantações.
Segundo informação recebida pelo investigador Eduardo do Espírito Santo, havia na localidade de Gemedoro, próxima à Vila Alegre, zona rural de Viseu, uma grande área com pés de maconha. No dia seguinte, o policial foi à região e confirmou a existência de uma das quatro plantações de maconha – fato comunicado ao delegado Roberto Salbé, de Cachoeira do Piriá.
Ainda segundo o investigador, havia pessoas no meio da mata. O delegado Herbert Renan destacou uma equipe e, na manhã de segunda-feira, com apoio de uma guarnição do Grupamento Tático Operacional (GTO), da Polícia Militar, oriunda da cidade de Capanema, seguiu para o local indicado.
Após cerca de 40 minutos de viagem, os policiais chegaram à Vila Gemedoro. "Parte do caminho foi feito a pé, por dentro da mata, pois a plantação ficava no meio de um matagal fechado e de difícil acesso", disse o delegado Herbert Renan. Segundo ele, a primeira plantação localizada estava em uma área de aproximadamente 2,5 mil metros quadrados, e tinha cerca de 20 mil pés da droga. No momento em que os policiais faziam buscas para localizar outras roças de maconha, um homem, que estava no meio da mata, disparou contra a guarnição da PM, e acabou fugindo. Horas depois, os policiais localizaram mais três plantações.
A segunda roça, disseram os policiais, tinha o mesmo tamanho da primeira, e a mesma quantidade de pés da erva. Já a terceira roça estava em uma área de cerca de 1.250 metros quadrados, e devia ter quase 10 mil pés de maconha – mesma situação encontrada na última plantação.
Outras buscas foram feitas na região, mas os responsáveis pelas plantações não foram localizados. A operação foi concluída nesta terça-feira com o término do corte e a incineração dos pés de maconha.
Ainda conforme o delegado, 12 tabletes de maconha, já beneficiada e empacotada, e mais quatro pés da erva também foram apreendidos. As amostras foram encaminhadas ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. "Pelos cálculos feitos, foram destruídos aproximadamente 60 mil pés de maconha, somando as quatro roças. O fato será apurado por inquérito policial, pela Delegacia de Polícia Civil de Viseu", disse o delegado.

Texto:
Walrimar Santos


Policiais civis e militares prendem 15 acusados de crimes em São Miguel do Guamá
A Polícia Civil de São Miguel do Guamá, município do nordeste do Pará, divulgou nesta terça-feira (14) os resultados de operações de combate à criminalidade. Nos últimos dias, foram presas 15 pessoas acusadas de envolvimento em tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, formação de quadrilha, roubo e furto, e capturado um foragido da Justiça. O trabalho é feito pelas polícias Civil e Militar, que atuam de forma integrada visando a redução da violência.
Com os acusados foram encontradas armas, munição e drogas. A maioria (10) responde por roubos no município. Estes foram identificados como Márcio Antônio Silva, 25 anos; Suelem de Souza Rabelo, 23; Danielson Quaresma Maciel, 24; Admilson da Silva Piedade, 45; Cleber Abreu Matos, 21; Fabiano Gomes Ferreira, 26; Igor Kelvyn Teixeira Dias, 19; Luiz Mário Corrêa da Silva Júnior, 23; Hugo Magalhães Porfírio, 22, e Tarcísio Lameira Valente, 23.
Sob a acusação de tráfico de drogas foi preso, em flagrante, Antônio Sirlei Fernandes de Lima, 20 anos. Em outra ação policial, foram flagrados, por furto, Haroldo da Silva Melo, 22 anos, e Wanderson de Souza, 21. Pela posse irregular de arma de fogo foi preso Luiz Alessandro dos Santos Araújo, 28, que também vai responder por ameaça a familiares.
Os policiais também capturaram um foragido da Justiça de Paragominas. Josimar Travassos Meireles, 26 anos, conhecido por “Neizinho”, foi localizado durante as ações policiais realizadas na região. De acordo com o delegado Ronaldo Lopes, titular da Delegacia de São Miguel do Guamá, a integração policial no município é uma das medidas mais eficientes no combate à violência nas cidades. "A sociedade do município já sente a diminuição da criminalidade", afirmou.

Texto:
Walrimar Santos



Jatene mexe e nomeia oito novos secretários

Oito novos secretários foram nomeados pelo governador Simão Jatene e apresentados na tarde desta terça-feira (14) durante entrevista coletiva.
Todos devem assumir até o final de janeiro e segundo o Governador, a substituição acontece para que os secretários possam se candidatar nas próximas eleições. Outro fator alegado por Jatene é de que as obras do Estado devem ter a supervisão dos novos secretários.

Veja a lista de secretarias que terão novos administradores:

Secretaria de Estado de Obras Públicas do Estado do Pará (Seop) - Pedro Abílio
Seduc Secretaria de Estado de Educação (Seduc) - Seixas Lourenço
Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) - Andrei Gustavo
Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Pará (Secti) - Cláudio Ribeiro
Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) - Daniel Nardim
Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) - Noemia Jacob
Instituto de Assistências dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) - Iris Gama
Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab) - Hugo Barral

(DOL com informações de Cácia Medeiros/RBATV)





Exposição com obras de Portinari abre ao público nesta terça-feira
A segunda-feira (13) foi marcada por ajustes e últimos retoques nos salões de exposições do Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP), em Belém. É que a partir de terça-feira (14), o espaço abre a exposição itinerante ”Portinari na Coleção Castro Maya”. A exibição, composta por 57 pinturas, desenhos e gravuras produzidos por Cândido Portinari entre os anos de 1938 e 1959, faz parte do acervo do colecionador de artes Raymundo de Castro Maya, admirador e contemporâneo do artista.
“A mostra envolve a história do relacionamento de duas figuras importantes do cenário cultural brasileiro da primeira metade do século XX. O artista Cândido Portinari e o colecionador de artes Raymundo de Castro Maya juntos foram responsáveis por um importante acervo de arte para o Brasil”, explica a curadora da exibição, Anna Paola Baptista. A exposição abre oficialmente às 19 horas e permanece durante dois meses em Belém, com entrada franca.
Segundo o diretor do MHEP, Sérgio Melo, a exposição, que começou a ser elaborada há um ano, é resultado direto da parceria entre o governo do Estado e o Ministério da Cultura. “Além de democratizar o acesso ao patrimônio brasileiro, essa exposição coloca Belém dentro do circuito nacional de artes. Isso faz parte do plano de democratização da cultura do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secut)”, afirma o diretor do museu.
A exposição, que já percorreu sete cidades brasileiras, é divida em três partes. A primeira, chamada de colecionador, mostra as obras que Castro Maya comprou de Portinari. A segunda expõe os trabalhos que o colecionador encomendou ao artista, e a terceira exibe as obras que o artista deu de presente para o amigo, todas com direito a dedicatória.
A mostra ”Portinari na Coleção Castro Maya” faz parte das comemorações pelos 398 anos de Belém promovidas pelo governo do Estado. Entre os destaques da mostra estão as obras "Menino com Pião" (1947), "O Sonho" (1938), "Grupo de Meninas Brincando" (1940), "A Barca" e "O Sapateiro de Brodósqui" (1941), "Lavadeiras" (1943) e "Morro n. 11" (1958), além da série "Dom Quixote".
Serviço: Exposição “Portinari na Coleção Castro Maya”, no Museu Histórico do Estado do Pará (MHEP). Abertura terça-feira (14), às 19h. A mostra permanece aberta durante dois meses, nos seguintes horários: terça a sexta-feira, de 10h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, de 10h às 14h. Entrada franca.

Texto:
Adison Ferrera


Polícia Civil interdita 20 estabelecimentos comerciais em Soure
A Polícia Civil interditou 20 estabelecimentos comerciais em que eram vendidas bebidas alcoólicas de forma clandestina em Soure, na ilha do Marajó. As interdições ocorreram durante a operação "Legalidade", que visa fiscalizar e vistoriar locais como bares, lanchonetes, restaurantes e similares, para verificar os registros dos alvarás, que licenciam o funcionamento regular de estabelecimentos de diversões públicas, conforme previsto em lei.
A ação policial ocorreu no bairro Novo e nas áreas de invasão do Puá, Sossego, Alegria e Buraco do Tatu. A operação vistoriou 50 bares. Segundo o delegado Arilson da Silva Caetano, os 20 estabelecimentos interditados vendiam bebida alcoólica clandestinamente ou não estavam com estruturas adequadas de segurança para funcionar. Os donos dos bares, restaurantes e lanchonetes foram notificados a comparecer à sede da Polícia Civil para providenciar a legalização do local junto à Divisão de Polícia Administrativa.
Os donos dos estabelecimentos também foram orientados sobre as responsabilidades com relação à segurança dos cidadãos que frequentam o comércio. "Informamos sobre o horário de funcionamento, o controle do volume sonoro e a proibição de venda ou de fornecimento de bebida alcoólica a adolescentes", explicou o delegado.
Nas vistorias feitas nos locais, foram observadas as estruturas com condições de funcionamento – com atenção especial à iluminação –, se a área que cerca o estabelecimento está limpa e sem entulhos, como pedra, madeira e tijolo, e se os banheiros estão em condições de funcionamento. Os entulhos, segundo os policiais, podem se tornam armas em caso de alguma confusão no local.
No último dia 11, a Polícia Civil se reuniu com donos de restaurantes, juntamente com representantes da Prefeitura de Soure e do Conselho Tutelar, para tratar da regularização dos estabelecimentos e de questões de segurança pública. "Cabe salientar que este é um trabalho de fiscalização e de prevenção, uma vez que muitos casos de homicídios, lesões corporais e outros crimes ocorrem nestes locais", diz o delegado.

Texto:
Walrimar Santos


Funtelpa e FPF assinarão contrato para o Campeonato Paraense de Futebol
Será assinado nesta quarta-feira (15), às 20h30, na sede campestre da Assembleia Paraense, o contrato de cessão de direitos de captação e transmissão, com exclusividade, dos jogos do Campeonato Paraense de Futebol. O contrato será assinado entre a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) e a Federação Paraense de Futebol, representados por Lícia Rosendo - presidente em exercício da Funtelpa -, e Antônio Carlos Nunes Lima, da FPF.
Por meio do contrato, será repassado à FPF o total de R$ 2.956.800,00 (dois milhões novecentos e cinquenta e seis mil e oitocentos reais). A Federação obriga-se a assegurar e destacar a participação do Governo do Pará, em toda e qualquer ação relacionada à execução do contrato, divulgando a condição de patrocinador oficial do Campeonato Paraense de Futebol Profissional. Em todos os ingressos será exibida a logomarca oficial do Governo do Pará na parte frontal centralizada, logo abaixo da gola das camisas oficiais, tanto durante o jogo quanto nos treinos, de todas as equipes que disputarem o campeonato, incluindo ainda a bandeira e a logomarca do Governo do Estado com a seguinte denominação: “Governo do Pará – Patrocinador do Futebol Paraense", em outdoors, banners, backdrops, faixas, cartazes e outros meios de publicidade, em todos os canais de comunicação. 
Os cubes de futebol filiados, que participarão do campeonato, obrigam-se a receber, cada um, 11 adolescentes selecionados pelo Programa Pro Paz, devendo assegurar-lhes treinamento esportivo junto com suas respectivas equipes de formação de atletas, garantindo aos adolescentes o mesmo tratamento dispensado aos seus atletas em formação, tais como treinadores, equipamentos, instalações, material esportivo e uniformes.

Texto:
Marcia Carvalho


Polícia Civil prende acusado de matar travesti em Ananindeua
A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (14) o autônomo Luís Braga Charlet, 36 anos, acusado de assassinar o travesti Paloma, registrado como Rodrigo Galvão Moreira, 20 anos, morto a tiros por volta de 3 horas da manhã do último dia 8, na Rodovia BR-316, esquina com a Rua Joaquim Lopes, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. Com o preso, a equipe da Seccional Urbana de Ananindeua apreendeu uma pistola calibre 7.65 e o carro usado no crime.
Em depoimento ao delegado Armando Mourão, o acusado alegou que a vítima tentou assaltá-lo e, por isso, ele reagiu. O autônomo já era investigado pela polícia. Ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma e indiciado pelo homicídio de Paloma. Segundo o delegado, Luís Braga foi preso no momento em que saía de casa, na Travessa WE 9, do Conjunto Cidade Nova I, em Ananindeua. Ele permanecerá recolhido à disposição da Justiça.

Texto:
Walrimar Santos


Detran promove leilão de 267 veículos em Castanhal
Foi encerrado nesta terça-feira (14) o período de visitação aos veículos que serão leiloados pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran) em Castanhal, no nordeste do Pará. Os interessados tiveram a oportunidade de verificar as condições dos carros desde o dia 7 deste mês. A hasta será nesta quarta-feira (15), a partir das 9 horas, na sede do Lions Club, na Rua Major Wilson.
Além dos veículos apreendidos em Castanhal, serão leiloados, no mesmo dia e local, veículos oriundos de Paragominas, Tomé-Açu, Bragança, Capanema, Salinópolis, Barcarena, Capitão Poço, Abaetetuba, Cametá e Mãe do Rio. Nesses municípios, a visitação também encerrou nesta terça. No total, serão leiloados 267 veículos em Castanhal, dos quais 54 foram recolhidos no próprio município, 65 em Abaetetuba e 21 em Barcarena. Os demais estão distribuídos entre os municípios que participarão da hasta.
Também a partir desta quarta-feira (15), podem ser verificados os veículos que estão nos parques de retenção do Detran em Belém, no mesmo horário de visitação dos demais, de 9 horas ao meio-dia. O leilão das motos, carros e ônibus removidos na capital ocorrerá dia 22 deste mês, no Centur.
O presidente da comissão de leilão, Luiz Pinto Marques, diz que os interessados em participar do certame devem verificar de perto as condições dos veículos, já que no dia do evento os carros e motos não serão levados ao local do leilão. Durante a visitação pública, é exigida a apresentação do RG e do CPF de todos os interessados. Na avaliação dos veículos, que é apenas visual, não são permitidos procedimentos como manuseio, experimentação e retirada de peças.

Texto:
Edson Matoso


Parque Estadual do Utinga já promove programação ao público
O Parque Estadual do Utinga (Peut) já retomou as atividades destinadas ao público, oferecidas de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 h. Para caminhadas, os portões são abertos a partir das 06 h. Aos sábados, a visitação é liberada no período das 8 às 14 h. O passeio pelas trilhas deve ser marcado previamente com a direção do Parque.
Entre outras atrações, o Parque do Utinga dispõe de oito trilhas - do Patauá, do Acapu, do Bolonha, da Castanheira, do Macaco, do Amapá, Água Preta e da Mariana. As visitas feitas em grupos, de sete a 35 pessoas, devem ter marcadas com 15 dias de antecedência, no blog da instituição.
Também são oferecidos cursos e oficinas ao público. De janeiro a junho serão realizadas aulas de musicalização, com violão, teclado, flautas doce e transversal, gaita de boca, saxofone e clarineta. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas a partir desta quarta-feira (15) até a próxima segunda-feira (20).
Interessados em fazer pesquisas no Parque devem acessar o blog do Peut e fazer a solicitação. O cadastro é preenchido com informações sobre a pesquisa realizada, níveis de trabalho e as áreas de concentração e atuação.
De acordo com o gerente do Parque do Utinga, Vítor Matos, essas atividades visam aumentar a relação das pessoas com o meio ambiente, incentivando o respeito e a consciência ambiental.
O Peut  é uma Unidade de Conservação da Natureza, de Proteção Integral, com 1.340 hectares, área que abriga uma variedade de espécies da fauna e da flora, além dos lagos Bolonha e Água Preta, mananciais que abastecem Belém e alguns bairros de Ananindeua.
Serviço: O acesso é feito pela Avenida João Paulo II, no bairro Curió Utinga. Mais informações estão disponíveis no blog visitaparquedoutinga.blogspot.com

Texto:
Káthia Oliveira


Servidores da Delegacia da Mulher e do Marco recebem serviços de saúde
A Diretoria de Atendimento ao Servidor da Polícia Civil oferece, entre os próximos dias 21 e 23, atendimentos de saúde do projeto DAS Itinerante aos funcionários públicos que trabalham na Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e na Delegacia de Polícia do Marco. O atendimento vai das 9 horas ao meio-dia, nos três dias, na sede da Deam, na Travessa Vileta, bairro do Marco, em Belém.
Serão feitos atendimentos odontológicos, vacinação e demais serviços oferecidos pela diretoria, como assistência social e psicológica, verificação de pressão arterial e orientações sobre saúde do trabalhador. No local, estará presente o Odontomóvel, viatura dotada de equipamentos para fazer procedimentos odontológicos, como limpeza, extração e obturação.
As vacinas que serão ministradas são tríplice viral, febre amarela e hepatite B. A delegada Ubiracy Kalif lembra aos servidores públicos que levem a carteira de vacinação para que sejam ministradas as segundas doses das vacinas. O projeto visa levar diversos serviços na área de saúde aos servidores públicos da Polícia Civil que atuam na Região Metropolitana de Belém.

Texto:
Walrimar Santos


Seduc já registrou 41,8 mil pré-matrículas para as escolas estaduais
A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) contabilizou, até terça-feira (14), 41.808 pré-matrículas nas escolas da rede estadual de ensino de Belém e do interior. As Unidades Regionais de Educação (UREs) com o maior número de inscrições, até agora, são Belém, Marabá, Santarém, Castanhal e Abaetetuba. Cerca de 290 mil vagas estão sendo ofertadas este ano.
Essa primeira fase da matrícula, voltada exclusivamente para alunos novos, começou no último dia 6 e segue até 7 de fevereiro, pelo site da Seduc (www.seduc.pa.gov.br) ou pelo telefone 0800-2800078, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Segundo a coordenadora de matrícula da Seduc, Suely Domont, a procura este ano está maior que no ano passado.
“O fluxo está muito bom. O sistema está recebendo essas informações muito bem, e todas as pessoas estão tendo total acesso ao processo de pré-matrícula. Além disso, a procura por uma vaga na rede estadual de ensino, este ano, está maior que a do ano passado”, disse.
Os novos alunos terão o período de 10 a 14 de fevereiro para a confirmação da matrícula, na escola indicada na pré-matrícula. Dia 12 de fevereiro, deverão garantir a vaga os alunos do 1º ao 7º ano do ensino fundamental de nove anos, da 7ª e 8ª séries do ensino fundamental e da 1ª à 4ª etapa da Educação de Jovens e Adultos (EJA) fundamental.
No período de 24 a 28 de fevereiro, é a vez dos alunos que perderam a pré-matrícula garantirem uma vaga na rede. Nesse caso, a matrícula ocorrerá nas escolas que ainda tiverem vagas disponíveis. Dias 24 e 25, a matrícula estará aberta para os alunos do 1º ao 7º ano do ensino fundamental de nove anos e da 7ª e 8ª séries do ensino fundamental.
Dia 26 de fevereiro, é a vez dos alunos da 1ª à 4ª etapas da EJA fundamental, e dias 27 e 28, dos alunos de 1ª à 3ª séries do ensino médio e 1ª e 2ª etapas da EJA médio. Após o fim do ano letivo de 2013, marcado para o dia 11 de abril, começa a rematrícula dos alunos da rede, processo de remanejamento e transferência dos alunos da rede. O ano letivo de 2014 começa dia 28 de abril.

Texto:
Eliane Cardoso


Uepa encerra nesta quarta-feira inscrições para Mestrado Ensino em Saúde na Amazônia
O processo seletivo para o Mestrado Profissional Ensino em Saúde na Amazônia (Mestrado ESA), promovido pela Universidade do Estado do Pará (Uepa), recebe inscrições até esta quarta-feira (15). Os interessados em uma vaga para o ano acadêmico de 2014 devem se inscrever exclusivamente pelo site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) - http://cursos.fadesp.org.br/.
São ofertadas 20 vagas, e os candidatos devem pagar a taxa de inscrição, no valor de R$ 200,00. A lista dos classificados e o local e horário de realização da prova da 1ª Etapa serão divulgados até 21 de janeiro de 2014, nos sites www.fadesp.org.brwww.uepa.br, e no quadro de avisos do Programa de Pós-Graduação-Mestrado do CCBS/Uepa, localizado no bairro do Marco.
O Mestrado é direcionado à formação de profissionais com capacidade técnico-científica para atuar e produzir conhecimento na área de saúde, com enfoque na região amazônica, capaz de influenciar o ensino, a fim de melhorar a qualidade. O candidato deve ter formação superior e atividade docente na área de saúde, preferencialmente com atuação no Sistema Único de Saúde (SUS).
O curso contempla duas linhas de pesquisa: Gestão e planejamento em ensino na saúde na Amazônia, e Fundamentos e metodologias em ensino na saúde na Amazônia. A seleção terá três etapas: Prova escrita, apresentação de documentos e entrevista.
O resultado final será divulgado no próximo dia 21 de março, no site da Fadesp e/ou da Uepa, e no quadro de avisos da Secretaria do Mestrado ESA, localizada no CCBS, bloco B, 1º andar, Campus II, na Travessa Perebebuí, nº 2623, bairro do Marco.
Os selecionados desempenharão as atividades curriculares no período de 24 meses, integralizando 30 créditos, com uma carga de 450 horas.
Para cada uma das etapas da seleção é possível interpor recurso, obedecendo ao prazo de um dia útil, contado a partir da data da etapa a ser recorrida. O recurso deve ser escrito em formulário específico, disponível no Anexo V do Edital, e entregue na Secretaria do Mestrado ESA, das 09 às 14 h.
Serviço: Mais informações pelo fone (91) 3277-5988 e e-mail mestradoesauepa@gmail.com

Texto:
Ize Sena


Procon coordena negociação e reajuste da mensalidade escolar fica em 6,56%
O percentual de reajuste da mensalidade escolar, fechado em 6,56%, 1% acima do índice da inflação (5,56%), é o menor dos últimos três anos. A reunião em que foi definido o reajuste aconteceu nesta terça-feira (14), com a intermediação da Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/PA), vinculada à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).
Em 2013, a mensalidade foi reajustada em 7,4%, e, em 2012, foi de 7,2%. Por isso, o percentual de 2014 atendeu aos interesses de representantes dos estabelecimentos escolares e dos pais de alunos.
O Pará é o único Estado brasileiro que mantém a negociação para o reajuste das mensalidades escolares. Segundo Roberto Sena, coordenador do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), este é o 20º ano consecutivo que o acordo é firmado, envolvendo escolas particulares (níveis fundamental e médio) e universidades.
A negociação do percentual de reajuste ocorre de acordo com as variações do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), e conta com a parceria do Ministério Público do Estado (MPE), Dieese, União Paraense dos Estudantes Secundaristas (Upes), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), Sindicato dos Estabelecimentos Particulares do Pará (Sinepe), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Seção Pará) e Associação de Pais e Alunos Intermunicipal do Estado do Pará (Apaiepa), sob a coordenação do Procon.

Texto:
Leba Peixoto


Adepará repassa orientações a agricultores e pecuaristas de Capanema
Produtores rurais da comunidade Curro Velho, em Capanema, no nordeste paraense, receberam orientações sobre as formas de prevenção contra as principais doenças que atingem o rebanho bovino e bubalino paraense. A orientação foi repassada na última segunda-feira (13), em palestras ministradas por profissionais da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará).
Os médicos veterinários levam ao produtor e famílias rurais informações sobre os principais cuidados relativos a doenças como febre aftosa, brucelose e tuberculose. Na ocasião, é feita ainda a entrega de camisas e distribuição de folder e demais materiais de divulgação. A atividade ocorre mensalmente e integra as ações de educação sanitária da Adepará de Capanema, que atualmente atende 15 municípios.
“É um trabalho de educação sanitária voltado ao setor rural. Levamos diretamente ao produtor e famílias rurais informações sobre a importância da vacinação e da notificação e as características epidemiológicas e clínicas das doenças, além das consequências para o ser humano da doença e nos animais”, frisou o titular da gerência da Adepará em Capanema José Medeiros.
Os encontros ocorrem em associações ou propriedades dos produtores e costumam reunir cerca de 30 pessoas, que aprendem práticas de como proceder em casos de contágio com a doença e são informadas da importância de solicitar a comprovação dos exames de brucelose e tuberculose na hora de comercializar os animais, por exemplo. “Muita coisa a gente desconhece. Eu, por exemplo, só agora fiquei sabendo da importância do ferro no lado esquerdo da cara do animal com o último algarismo do ano”, declarou João Santos, membro da Associação de Pequemos Produtores Rurais do Curral Velho.
O trabalho é desenvolvido em parceria com os sindicatos rurais, secretariais municipais de agricultura e associações de produtores rurais. “A gente precisa levar esse esclarecimento ao produtor rural, para que ele possa reconhecer a incidência e, quando suspeitar de algo, informar a Adepará do seu município”, reforçou José Medeiros.

Texto:
Claudiane Santiago


Mostra de Filmes Franceses no Cine Estação
Para abrir a temporada cinematográfica de 2014, o Cine Estação das Docas programou a Mostra de Filmes Franceses, com a exibição de seis títulos significativos da cinematografia francesa no período de 15 a 26 de janeiro. A programação integra a Exposição Jardins Franceses e celebra o 11º aniversário do Cine Estação, com o apoio da Cinemateca da Embaixada da França e do Institut Français.
Com exibições em película, a mostra irá projetar dois filmes de Claude Chabrol (“Nas Garras do Vício” e “Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo”), e o belo filme de Jean-Paul Rappeneau: “O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras”. Dentre as animações, três exemplares distintos apresentam o domínio narrativo da técnica de animação no cinema francês: “O Planeta Fantástico”, de René Laloux; “A Ilha de Black Mor”, de Jean-François Laguionie e “Kirikou e a Feiticeira”, de Michel Ocelot.
“Nas Garras do Vício” traz a assinatura de um dos principais mentores da Nouvelle Vague, Claude Chabrol, juntamente com Godard e Truffaut. O título original, “Le Beau Serge” narra a volta do personagem François para Sardent, um vilarejo do rio Creuse, num drama denso, de orçamento modesto e atores desconhecidos.  “Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo” (L'Enfer), traz para a tela o fim de um sonho conjugal a partir do ciúme de Paul (François Cluzet), sentimento degenerado em paranoia violenta e cruel. “O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras” (Le Hussard sur le toit) traz a direção irrepreensível de Jean-Paul Rappeneau e atuação de Juliette Binoche.
Animações
Baseado no romance de Stegan Wui, “O Planeta Fantástico” (La Planète Sauvage), foi inspirado na invasão da Checoslováquia pelos russos em 1968. Obra-prima da ficção científica psicodélica, “O Planeta Fantástico” ganhou um prêmio especial em Cannes e foi nomeado à Palma de Ouro.  “A Ilha de Black Mor” narra a aventura de um garoto de quinze anos que escapa do orfanato e seu único bem é um mapa do tesouro caído do livro de Black Mor, um célebre livro de piratas. “Kirikou e a Feiticeira” é um exemplar sofisticado da animação europeia contemporânea, com base num conto da África Ocidental sobre uma comunidade subjulgada por uma terrível feiticeira. “Kirikou e a Feiticeira” foi o vencedor do Grande Prêmio no Festival International du Film d'Animation.
Datas e horários
15 (quarta)
18h: O Planeta Fantástico. Animação de René Laloux. Cor/72’. 14 anos.
20h30: Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo. De Claude Chabrol. Com Emmanuelle Béarte François Cluzet. Cor. /100’. 16 anos.
16 (quinta)
18h: A Ilha de Black Mor. Animação de Jean-François Laguionie. Cor/80’. Livre.
20h30: Nas Garras do Vício. De Claude Chabrol. Com Bernadette Lafont e Jean-Claude Brialy. P & B /93’. 14 anos.
17 (sexta)
18h: Kirikou e a Feiticeira. Animação de Michel Ocelot. Cor/71’. Livre.
20h30: O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras. De Jean-Paul Rappeneau. Com Juliette Binoche e Oliver Martinez. Cor. 120’. 14 anos.
18 (sábado)
18h: A Ilha de Black Mor. Animação de Jean-François Laguionie. Cor/80’. Livre.
20h30: Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo. De Claude Chabrol. Com Emmanuelle Béarte François Cluzet. Cor. /100’. 16 anos.
19 (domingo)
10h: O Planeta Fantástico. Animação de René Laloux. Cor/72’. 14 anos.
18h: Nas Garras do Vício. De Claude Chabrol. Com Bernadette Lafont e Jean-Claude Brialy. P & B /93’. 14 anos.
20h30: O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras. De Jean-Paul Rappeneau. Com Juliette Binoche e Oliver Martinez. Cor. 120’. 14 anos.
22 (quarta)
18h: Kirikou e a Feiticeira. Animação de Michel Ocelot. Cor/71’. Livre.
20h30: Nas Garras do Vício. De Claude Chabrol. Com Bernadette Lafont e Jean-Claude Brialy. P & B /93’. 14 anos
23 (quinta):
18h: O Planeta Fantástico. Animação de  René Laloux. Cor/72’. 14 anos.
20h30: O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras. De Jean-Paul Rappeneau. Com Juliette Binoche e Oliver Martinez. Cor. 120’. 14 anos.
24 (sexta)
18h: A Ilha de Black Mor. Animação de Jean-François Laguionie.
Cor/80’. Livre.
20h30: Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo. De Claude Chabrol. Com Emmanuelle Béarte François Cluzet. Cor. /100’. 16 anos.
25 (sábado)
18h: O Planeta Fantástico. Animação de René Laloux. Cor/72’. 14 anos.
20h30: Nas Garras do Vício. De Claude Chabrol. Com Bernadette Lafont e Jean-Claude Brialy. P & B /93’. 14 anos.
26 (domingo)
10h: Kirikou e a Feiticeira. Animação de Michel Ocelot. Cor/71’. Livre.
18h: Ciúme – O Inferno do Amor Possessivo. De Claude Chabrol. Com Emmanuelle Béarte François Cluzet. Cor. /100’. 16 anos.
20h30: O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras. De Jean-Paul Rappeneau. Com Juliette Binoche e Oliver Martinez. Cor. 120’. 14 anos.
Ingressos: R$ 8,00 (com meia-entrada para estudantes). Realização: OS Pará 2000, Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Texto:
pacheco


Hospital Regional do Marajó comemora saldo de oferta de serviços
Administrado pelo governo do estado em parceria com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), o Hospital Regional do Marajó encerrou o ano de 2013 com saldo positivo em oferta de serviços no atendimento de patologias de média e alta complexidade. Dotado de um centro cirúrgico equipado com UTI adulto, infantil e neonatal, e corpo clínico preparado para receber seus usuários com tecnologia de ponta, o HRPM assegura qualidade no atendimento à população dos municípios vinculados ao 8° Centro Regional de Saúde (CRS), que é composto pelas localidades de Bagre, Curralinho, Anajás, Portel, Melgaço e Gurupá.
Ano passado o hospital efetivou 14.227 consultas ambulatoriais, 99.071 exames externos e 2.515 internações. Dessas, somente 72 pacientes foram transferidos para Belém, cumprindo a missão de regionalização da assistência à saúde, que busca resolver a maioria dos casos no próprio município. No mesmo período o HRPM realizou, ainda, 1.999 cirurgias gerais e 187 cirurgias oftalmológicas, além de 257 partos.
“Quero agradecer pelo atendimento recebido no Hospital Regional do Marajó, onde passei dois meses e 19 dias acompanhando a minha filha, que agora está saindo com saúde e muito feliz”. O agradecimento é da paciente Lorena Larissa Pureza Lopes Lobato, 27 anos, técnica de Enfermagem. Ela é uma das 257 mães com gravidez de risco que tiveram seus bebês no HRPM em 2013.
O caso de Lorena Larissa e sua filha Gleysse Maria é um dos muitos exemplos de superação, de gente que enfrenta graves problemas de saúde e acabam vencendo suas batalhas graças ao atendimento especializado e suporte de equipamento de ponta oferecidos pelo HRPM. Com graves problemas resultantes de complicações da tireóide, Lorena teve sua filha de parto cesariano, no dia 21/10/13, quando foi constatado que a bebê também precisaria de atendimento urgente por apresentar sérios problemas no intestino. Isso levaria a pequena Gleysse a passar por três cirurgias.
Ao receber alta de seu médico, na semana passada, a mãe agradeceu toda a equipe médica e de enfermagem do hospital pelo excelente atendimento. E deixou uma carta detalhando seu imenso agradecimento, além de um pequeno brinde para a equipe da enfermaria. “Chegamos aqui no dia 21 de outubro. Passamos Natal e o Ano Novo dentro do Hospital. Agora que eu só quero comemorar vida nova com meu marido e minha família”, destacou, enfatizando que não vê a hora de ser recebida pelos parentes que acompanharam o período de internação das duas. “Quero agradecer primeiramente a Deus e depois a todos os profissionais que me deram apoio,  atenção, carinho e dedicação. Fico muito feliz de sair com minha filha nos braços, bemn e com saúde, e poder voltar para a minha casa".
No HRPM, os pacientes recebem atendimentos nas mais diversas especialidades e tem a sua disposição 50 leitos, unidades de urgência e emergência, além de sete leitos de UTI para adulto, cinco leitos de UTI Pediátrica e cinco leitos na UTI Neonatal.
Serviço: O Hospital Regional do Marajó dispõe de atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas. O hospital está localizado na avenida Rio Branco, 1.266, Centro. Mais informações: (91) 3783-2140/ 3783-2127.

Texto:
Vera Rojas


Feiras movimentam agenda do Hangar em 2014
O 10° Feirão da Casa Própria da Caixa, a XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro e o 7° Look Hair são alguns dos eventos que o Hangar recebe ao longo deste ano. De abril a dezembro, onze eventos neste formato já estão confirmados para o centro de convenções. As programações são de âmbito local, estadual e nacional.
O Pavilhão de Feiras é o local que recebe a maior parte dos eventos. O local, que soma mais de 8.500m², é dotado de canaletas que fornecem eletricidade e linha telefônica aos estandes montados no espaço, restando, ainda, 50 metros de vão livre. De acordo com o gerente comercial do centro de convenções, Thiago Menezes, esses são apenas alguns diferenciais do Hangar. “As feiras retornam ao melhor espaço para este tipo de evento porque o centro de convenções oferece infraestrutura completa e ótima logística para a realização de grandes eventos. O fato do Pavilhão de Feiras ser climatizado e não ter pilastras, por exemplo, facilita o trabalho de realizadores e montadores”, opina.
Durante todo o ano o Hangar recebe programações que já ocorreram em anos anteriores e que, devido ao sucesso alcançado, acabam retornando ao espaço – como a Feira da Agricultura Familiar da Amazônia Legal (Agrifal) e o 43° Encontro Nacional da Indústria da Cerâmica. As feiras ajudam a impulsionar o turismo de negócios e eventos no Pará, contribuindo para a movimentação econômica do Estado.
O centro de convenções recebe também, este ano, a Feira do Artesanato Mundial (em agosto), a Feira do Empreendedor (em setembro), a SuperNorte (em outubro) e a Exposibram (em novembro). Acompanhe toda agenda de eventos pelo site: http://www.hangarcentrodeconvencoes.com.br.



Texto:
Carolina Klautau


Seicom e PCT-Guamá assinam convênio para atrair novos investidores para o Estado
O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração do Pará (Seicom), e o Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá (PCT-Guamá), assinaram, nesta terça-feira, 14, convênio para a formação de grupo executivo que viabilize ações para atrair novos investimentos para o Estado. O objetivo é agregar valor à produção, gerar postos de trabalho e renda no Pará. O convênio é, ainda, um artifício de cooperação técnica para articular ações que potencializem o ambiente local de negócios.
Atrair novos investidores estratégicos é uma das principais prioridades da Seicom em 2014. Conduzida pelo secretário David Leal, a Seicom dispõe do Plano Estadual de Atração de Novos Negócios (PANN), que apoia e dá mais dinamismo a projetos de instalação, expansão e do desenvolvimento econômico do Pará. O PANN é posto em prática por meio da emissão do Selo de Prioridade, que será concedido a projetos considerados prioritários, o que vai garantir maior celeridade em empreendimentos da iniciativa privada.
Outra ferramenta apresentada pela Seicom foi o "Guia do Investidor", com números atualizados sobre o estado. A publicação contém informações para atender os questionamentos e demandas de investidores do Brasil e também internacionais, partindo da promoção da imagem positiva e potenciais riquezas e oportunidades do território paraense.
Cooperação dinâmica
Por sua vez, o diretor-presidente do PCT-Guamá, Antônio Abelém, apresentou os produtos da instituição para dinamizar a cooperação com a Seicom. Ele mencionou o Guamá Business, o espaço de Inovação, a Incubadora de Empresas e a Unidade Plug and Play. “Nossa meta, a médio e longo prazos é atrair investimentos. E essa parceria com o Estado do Pará, por meio da Seicom, vem justamente nos ajudar nesse empreendimento”, informou Abelém.
“O Pará é muito rico e cheio de oportunidades e, para que essas oportunidades sejam exploradas, temos sempre que ter parcerias fortes. Essa que a Seicom fez agora com o PCT-Guamá é uma delas e acreditamos nessa força para desenvolver ainda mais o Pará”, acrescentou Lucélia Gester, coordenadora de Atração de Investimentos da Seicom.

Texto:
Sergio Augusto


Iasep vai reduzir tempo de espera na autorização de exames
O tempo de espera para autorização de exames pelo plano de saúde dos servidores estaduais vai diminuir a partir do próximo mês. O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) apresentou nesta terça-feira, 14, à rede credenciada o novo formulário eletrônico para solicitação de exames e procedimentos especiais. A implantação começa no próximo mês e deverá ser concluída em março.
"Esse novo formulário é uma guia que será processada eletronicamente, de forma mais rápida, para atender aqueles exames de alta complexidade, como tomografias, ressonâncias e outros que demandam a utilização de equipamentos mais sofisticados", explicou o médico Raimundo Arias, coordenador de Gestão em Saúde do Iasep, em reunião com cerca de 80 credenciados, ocorrida na manhã de hoje, no auditório da Secretaria de Estado de Administração (Sead).
Segundo o coordenador, para o segurado do Iasep "a principal vantagem é o atendimento mais rápido na obtenção de autorização de exames". Segundo Arias, as centrais de atendimento do Iasep atendem cerca de 700 segurados por dia e, em razão da  falta de informações ou incorreções nas guias de solicitação de exames, a liberação pode levar até horas. "Agora isso será resolvido em coisa de 15 a 20 minutos".
"Vai ser dez", comenta a servidora pública Lúcia Nazaré de Melo Cardoso sobre a nova medida. "Nesse caso, nós vamos só buscar a autorização, não precisaremos mais esperar tanto", afirma. Segurada do Iasep há mais de 20 anos, Lúcia nota que o governo tem implantado medidas para agilizar o atendimento no plano de saúde. "Até nas instalações físicas a gente percebe que houve uma melhoria estupenda".
Em 2013, o Iasep realizou 4,9 milhões de procedimentos de saúde, entre cirurgias, exames e consultas. Com mais de 246 mil segurados, o plano dos servidores autoriza cerca de 13 mil procedimentos por dia. Além da implantação do formulário eletrônico, o Iasep está reformando Central de atendimento da avenida Gentil Bittencourt, para unificar as três unidades da capital e atender os segurados com maior agilidade e conforto.

Texto:
Ettiene Angelim


Prodepa migra sistemas corporativos para plataforma mais moderna
A partir das 18 horas desta terça-feira, 14, a Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa) vai inaugurar uma nova etapa nos sistemas mantidos pelo mainframe (plataforma boa, mas antiga e cara, que gera um custo de manutenção muito alto), com a migração para uma plataforma mais moderna. A mudança vai trazer menor custo de manutenção e maior integração dos sistemas, ofertando mais segurança, agilidade e eficiência no dia a dia, no uso das informações da administração pública.
Com a mudança de plataforma, será necessária a interrupção dos sistemas para que a migração, ou seja, a transferência da base de dados, ocorra com tranquilidade. Esse processo vai deixar os 20 sistemas fora do ar por três dias (15,16 e 17 de janeiro). A partir de segunda-feira, 20, todos os sistemas estarão operando normalmente na nova plataforma, inclusive o novo Siafem. “Todos os órgãos públicos, nas três esferas de poder, precisam fazer a migração dos sistemas corporativos ao mesmo tempo e em produção, para que essa mudança seja mais tranquila para todos”, informa Fernando Nunes, diretor de Tecnologia e Comunicação da Prodepa.
Ao todo, 20 sistemas corporativos serão migrados. São eles: Siafem; Simas – material; Comunic – protocolo geral; Patrimus – patrimônio; SIGC – contratos; Civil – identificação civil; SIM – índices micrográficos; NCRH – folha Prodepa; Procon – reclamações; Sisleg; Siafem anos anteriores; Cosanpa; CRH – Cadastro de Recursos humanos; Gppará; Giterpa – títulos Iterpa; Imóveis – rede física; Corrida; Geraplic – gerenciados; Armas – Sisarmas e Consc.

Texto:
Nátia Machado


Adolescentes internos da Fasepa têm educação garantida no ensino regular
Os adolescentes internos nas unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) já estão com vaga garantida para o ensino regular de 2014, por meio de convênio com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), que já iniciou as matrículas. Para os cerca de 370 adolescentes que estão cumprindo medida socioeducativa de internação ou semiliberdade no Pará, a matrícula será feita automaticamente, após o termino da reposição das aulas de 2013.
Os alunos socioeducandos que cumprem medida de semiliberdade serão matriculados em escolas públicas. Para os que cumprem medida de internação, as aulas são assistidas em salas dentro das unidades, e ministradas por equipe de professores cedidos pela Seduc. No último ano, 98% dos adolescentes que passaram pela Fasepa foram matriculados e assistiram as aulas nas unidades da Região Metropolitana de Belém, Marabá e Santarém. Mais de 100 alunos realizaram o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA) e 19 fizeram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Texto:
Luciana da Mata


Sead divulga resultado definitivo da prova oral do concurso da Polícia Civil
A Secretaria de Estado de Administração (Sead) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (14), o resultado definitivo da 5ª subfase da 1ª etapa (prova oral), do concurso público da Polícia Civil destinado ao provimento de vagas em cargos de nível superior da carreira policial de delegado, investigador, escrivão e papiloscopista. Os aprovados estão convocados para a fase de investigação criminal e social, e aqueles que obtiveram a mesma pontuação final que outros candidatos devem providenciar a documentação necessária para o desempate. Na mesma edição do DOE, foi divulgado o resultado do julgamento de recursos impetrados à prova oral do concurso público destinado ao provimento de vagas de delegado de Polícia Civil.
O resultado definitivo está disponível para consulta na página de acompanhamento do concurso (http://paginas.uepa.br/concursos). Os aprovados devem entregar a documentação específica pessoalmente, via Sedex ou por procurador autorizado, no Protocolo da Diretoria de Acesso e Avaliação da Universidade do Estado do Pará (DAA/Uepa), nos dias 22 e 23 de janeiro. Os candidatos que já entregaram a documentação relativa a esta convocação estão isentos.
Os empatados na pontuação final dos concursos devem, no mesmo período e local, entregar os documentos necessários à comprovação de idade (cópia do documento de identidade) e, se for o caso, do tempo de serviço público estadual no Pará (certidão ou declaração de tempo de serviço).
O concurso oferta 150 vagas para o cargo de delegado de Polícia Civil; 250 para investigador; 250 para escrivão e 20 para papiloscopista. Dos 23.666 inscritos, mais de 10 mil candidatos disputaram as vagas para delegado, cargo para o qual, atualmente, a nível inicial, a remuneração oferecida varia de R$ 8 a R$ 10 mil. Os cargos de investigador, escrivão e papiloscopista recebem, em média, R$ 4 mil de remuneração.

Texto:
Thays D. Rosario


Laboratório de animação da Fundação do Curro Velho completa um ano de atividades
Um lugar onde os amantes do desenho animado, stop motion, flip book (livretos com desenhos sequenciais feitos à mão) e filmes de animação podem aprender e aperfeiçoar suas habilidades artísticas de criação, e o melhor, sem precisar pagar nada. É o que oferece o Laboratório de Animação da Fundação Curro Velho, órgão do Governo do Estado do Pará, que completa um ano de atividades nesta quarta-feira, 15. Inicialmente o espaço foi criado para dar suporte aos pequenos talentos que surgiam das oficinas de desenho animado da instituição oferecidas desde 2005.
As primeiras oficinas não eram oferecidas regularmente e dispunham de poucos recursos em edição e montagem. Assim começava a história do espaço, que daí em diante só viria a crescer. No decorrer do tempo e com o mercado em expansão, aumentou o interesse dos alunos em continuar experimentando e praticando exercícios de animação. “Sentimos a necessidade de oferecer oficinas com maior regularidade porque observamos que havia alunos com talento, por isso precisávamos de um espaço mais adequado e melhores equipamentos para oferecer a eles”, conta Andrei Miralha, responsável pelo Laboratório de animação.
Durante o ano de 2012 as oficinas ganharam regularidade e no ano passado dez alunos foram selecionados para dar início às atividades do laboratório oficialmente. Eles puderam se aperfeiçoar no processo de criação e produção de filmes de animação. Passaram pela ideia, roteiro, storyboard, animatic, animação, tratamento das cores, composição gráfica e edição, elementos fundamentais na área. A proposta era que cada um desses alunos começasse a construir um curta de um minuto para sere exibido na TV, com apoio da Rede Cultura de Comunicação.
Incentivo à profissionalização
Com a melhoria da infraestrutura, as oficinas de iniciação e aperfeiçoamento começaram a ser ministradas no laboratório. Materiais como Miriti, garrafas pet, embalagens de produtos de limpeza e arames começaram a ser utilizados na montagem de bonecos para filmes em stop motion, produtos de um processo mais aprofundado e profissional. Durante todo o ano de fundação o laboratório seguiu com essas atividades.
Cada vez mais o espaço agrega alunos interessados em frequentar e dar continuidade aos trabalhos, transformando o laboratório em um lugar de aprofundamento e encontro com instrutores e alunos experientes. E é com o intuito de promover o desenvolvimento da aprendizagem em animação que o laboratório prossegue com as atividades. “A gente se dispõe a ajudar para que o aluno produza o filme dele por completo, independente de oficinas”, completa Andrei.
A magia da Animação
Luana Esquerdo tem 23 anos e gosta de desenhar desde pequena. Descobriu no curso que animação é feita com desenhos e se encantou quando conheceu as etapas de criação de filmes animados. “O mais legal é o conhecimento e o incentivo que o laboratório nos dá. Aqui é o único lugar que eu conheço que a gente aprende e pode seguir treinando”, explica.
Iago Brandão tem 13 anos e sempre quis saber como se fazia uma animação. Começou copiando os desenhos do irmão e depois fez oficina de stop motion no Curro Velho. Ele foi um dos selecionados para começar as atividades do laboratório. “Eu gosto muito de desenhar e sou fã de anime, por isso a oficina de animação me atraiu muito. Durante esse ano do laboratório eu descobri que o processo demora e é trabalhoso. Por isso acho importante e vou continuar até quando puder”, conta Iago.
Planos para 2014
Depois da bem-sucedida exibição da Mostra Pirilampo de Cinema de Animação, da premiação de curtas no Cobra Criada do Curro Velho e da realização de workshops, bate-papos com animadores conhecidos no estado e nacionalmente, o laboratório de animação pretende seguir com o aperfeiçoamento continuado e incorporar novas programações na agenda. Transformar a Mostra Pirilampo em mostra itinerante, trabalhar formatos em que o aluno consiga fazer um filme completo em uma oficina de 30 horas, promover cineclube de filmes de animação são algumas das propostas de atividades.
A principal missão do Laboratório é desenvolver o talento em animação dos alunos. “Eu fico muito feliz em ver garotos de 12, 15 anos fazendo um filme completo, digitalizando imagem, fazendo colorido e composição de personagem e cenário e ainda editar no final”, explica Andrei Miralha. O instrutor e responsável pelo laboratório conta que é importante qualificar os alunos para o mercado profissional de animação, em expansão no Pará, e assume que essa é uma de suas ambições à frente do espaço.
A partir de 12 anos já é possível participar de uma oficina de animação na Fundação. Os interessados em aprender devem se inscrever assim que as inscrições começarem devido à grande procura e o número limitado de vagas. As oficinas regulares do Curro Velho se iniciam depois do carnaval.

Texto:
Andreza Gomes


Seis municípios terão 10 novos infocentros do Navegapará
O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), implantará 10 novos infocentros do Programa Navegapará em seis municípios paraenses. As instituições contempladas foram selecionadas pelos editais lançados em 2013 destinados a implantar novos infocentros a partir de parcerias com órgãos públicos municipais e entidades do terceiro setor sem fins econômicos. Os nomes das 10 instituições selecionadas foram divulgados nesta terça-feira, 14, no Diário Oficial do Estado. Ao final do processo de seleção pública, seis municípios passarão a contar com novos espaços de inclusão digital com acesso gratuito à internet.
Na Modalidade 1, nomeada “Link de internet”, as prefeituras que se inscreveram terão acesso aos seguintes serviços: internet através da rede do NavegaPará, treinamento aos monitores indicados pelas entidades, material didático para cursos de informática básica e um “Kit Cliente” contendo materiais de informática para viabilizar a conexão de internet na localidade do Infocentro. Nesta modalidade, serão contemplados os seguintes municípios: Augusto Corrêa, Bragança, São João de Pirabas, São Miguel do Guamá e Tailândia.
Já na Modalidade 2, “Link de internet e equipamentos”, voltada para entidades do terceiro setor, além do acesso livre à internet nos municípios, serão oferecidos oito computadores e uma impressora para garantir o uso social do infocentro, por meio da oferta gratuita de cursos e oficinas. A Associação dos Produtores Rurais de Terra Alta (Aproterra) foi a única instituição inscrita, neste edital, que apresentou as condições adequadas para sediar um infocentro, com a devida infraestrutura e a viabilidade técnica necessária.
Ainda em janeiro, a Secti lançará dois novos editais para implantação de infocentros do Navegapará. “A seleção pública constitui um marco para o Navegapará, uma vez que representa uma revitalização do Programa, democratizando parcerias e garantindo a sustentabilidade dos espaços de inclusão digital”, ressalta o titular da Secti, Alberto Arruda.
A Secti enviará a todas as instituições selecionadas os acordos de cooperação técnica para que possam ser assinados. A expectativa é de que os novos infocentros sejam inaugurados neste primeiro semestre. Para conferir os selecionados, acesse: http://www.secti.pa.gov.br/sites/default/files/RESULTADO%20EDITAL%20NAVEGA2013.pdf.

Texto:
Ana C. Pimenta


Segup divulga balanço das estatísticas da criminalidade
A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) divulga, nesta quarta-feira, às 9h, no Hangar Centro de Convenções e Feiras, as estatísticas da criminalidade registradas no Sistema de Informações de Segurança Pública (Sisp). Os números referem-se às ocorrências policiais registradas na Região Metropolitana de Belém (RMB) e em todo o Estado do Pará.
O balanço geral vai apresentar um comparativo entre os anos de 2010 e 2013, dos principais crimes: latrocínio, lesão corporal, homicídio doloso, estupro e roubo. Também serão apresentados os números relativos às operações integradas do Sistema de Segurança Pública e as prisões realizadas. A Segup também vai falar sobre os números da repressão ao tráfico de drogas, com o demonstrativo da quantidade de armas e de entorpecentes que foram apreendidos no Estado do Pará, neste mesmo período.
Durante o evento, a Segup vai falar, ainda, sobre as principais ações e metas definidas para o ano de 2014. A reunião no Hangar vai contar com a presença do vice-governador do Estado, Helenilson Pontes; do titular da Segup, Luiz Fernandes Rocha; gestores das instituições que integram o Sistema Estadual de Segurança Pública (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito do Pará, Superintendência do Sistema Penitenciário e Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”); diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Roberto Sena; servidores e agentes da área de Segurança Pública.

Texto:
Lene Alves


Gerência de Artes Cênicas da Fundação Curro Velho abre inscrições para novos instrutores
A gerência de Artes Cênicas da Fundação Curro Velho iniciou o cadastro de novos instrutores e propostas de oficinas para 2014. Para o primeiro módulo de oficinas, que ocorrerá em março, serão escolhidos cerca de 20 novos profissionais para ministrar os cursos nas mais diversas vertentes das artes cênicas, como teatro, dança, performances e teatro com bonecos.
O processo de inscrição para novos instrutores e propostas de cursos ocorre ao longo de todo o ano, mas sempre no início há a divulgação para que profissionais de artes cênicas possam levar suas ideias à fundação. As propostas serão analisadas pela coordenação e poderão compor a grade de oficinas no decorrer do ano de 2014.
O gerente de Artes Cênicas da Fundação Curro Velho, Jorge Cunha, conta como será o processo de seleção dos candidatos a instrutores para este ano. “A gente analisa as propostas de acordo com o trabalho que a Fundação Curro Velho desenvolve e de acordo com o público que a instituição atende, que são crianças de escolas públicas, pessoas de diversas idades. Então procuramos ver a adequação dessa proposta, a viabilidade da realização do trabalho, a carga horária que a fundação atende“, explica Jorge Cunha.
A Fundação Curro Velho continuará cadastrando currículos e propostas de cursos o ano inteiro, mas para esse primeiro módulo, que começará no início do mês de março, serão analisados os cadastros recebidos até o começo de fevereiro. As demais propostas serão estudadas para os módulos seguintes no decorrer do ano.
Jorge Cunha fala, ainda, da importância de promover essa seleção e renovar a equipe de instrutores de artes cênicas. “É fundamental esse processo de movimentação de profissionais e propostas de oficinas, por que muitas das pessoas que já foram alunas da fundação voltam como instrutores. Isso inclusive para oportunizar pessoas que se sintam capacitadas para oferecer oficinas. Então é interessante essa renovação para o aluno, que aprende várias metodologias e técnicas diferentes”, ressalta o gerente de Artes Cênicas.
Serviço:
O profissional em Artes Cênicas que tiver interesse em desenvolver algum curso na Fundação Curro Velho deve baixar as fichas de cadastro disponibilizadas no site da instituição www.currovelho.pa.gov.br e mandar junto com o currículo para o e-mail gcenicas@yahoo.com.br, ou pode entregar na sede da fundação (Gerência de Artes Cênicas) localizada no final da Djalma Dutra, bairro do Telégrafo. Mais informações ligue (91) 3184-9112.

Texto:
Andreza Gomes


Uepa prorroga inscrições para seleção professores com dedicação exclusiva
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) prorrogou as inscrições para a seleção de professores com dedicação exclusiva. Estão disponíveis 21 vagas, distribuídas para Belém e outros municípios paraenses. Para participar, o candidato deve, entre outros requisitos, ser docente efetivo em regime de trabalho de 40 horas semanais, apresentar plano de trabalho para o período de três anos e ser líder ou membro de grupo de pesquisas da Uepa.
A Uepa divulgou nesta terça-feira (14) a terceira errata do edital do processo seletivo. Os interessados podem de inscrever agora até o dia 20 deste mês. Serão selecionados oito docentes com a titulação de doutor, para atuarem na pós-graduação em Belém, mais seis doutores para a graduação, também na capital, e outras sete vagas para mestres ou doutores que atuarão em outros municípios.
A solicitação de adesão ao regime de Tide deve ser encaminhada à comissão responsável, por meio do Protocolo Central da Reitoria, reunindo os documentos descritos no edital. Os interessados também devem enviar, para os e-mails propesp@uepa.br ou propespsecretaria@gmail.com, a planilha de pontuação do processo seletivo, disponível no site http://www.uepa.br/portal/downloads/TIDE-AnexoI.xls. A seleção será composta pela análise dos documentos e do currículo acadêmico docente.
A divulgação das solicitações homologadas será feita dia 24 deste mês, e o resultado final está previsto para o dia 31 seguinte, no site da Uepa.

Texto:
Ize Sena


Período chuvoso reduz comparecimento de doadores ao Hemopa
O intenso período chuvoso volta a interferir no comparecimento de doadores de sangue à sede da Fundação Hemopa. O número de doações caiu desde a semana passada, quando foram efetivadas 1.137 coletas, o que correspondeu a uma média diária de 190 bolsas de sangue, quando o ideal seria em torno de 250 doações/dia. Com isso, o Hemopa está trabalhando com apenas 76% da capacidade de coleta. Se a redução no número de doadores continuar, poderá prejudicar o atendimento transfusional da rede hospitalar do Estado.
Os números em queda já preocupam a equipe de técnicos da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), pois a média diária de coletas necessária para que não haja problemas tem que ser mantida em, pelo menos, 90%. “Vamos contar com a sensibilidade da população potencialmente doadora para restaurar o estoque de sangue do hemocentro”, comentou a assistente social Juciara Farias, ressaltando que as fortes chuvas e os alagamentos na cidade dificultam o acesso ao hemocentro e até mesmo à unidade móvel do Hemopa, que estará nesta quarta e quinta-feira (15 e 16), na avenida Presidente Vargas, em frente ao Banco do Brasil, de 8h às 15h. “Vamos torcer para a chuva dar uma trégua”.
Entre os doadores que compareceram na semana passada ao Hemopa estava George Dias, 33 anos, motorista de ônibus e doador de sangue há 14 anos. A primeira doação do morador do município de Barcarena foi como voluntário de uma campanha feita pelo Exército, quando ainda servia, daí em diante sentiu um grande bem estar e decidiu se tornar um doador frequente.
Do tipo Sanguíneo O Positivo, dessa vez a ajuda foi para o pai dele, que passou por uma cirurgia no Hospital da Santa Casa de Misericórdia do Pará. Ele considera a doação de sangue um ato essencial e fundamental, que deve ser praticado por todos que estiverem em condições adequadas de saúde. Nesses anos todos como doador, George já conseguiu convencer vários amigos. “Sempre reforço que doar sangue não dói e ajuda muitas pessoas”.
Lucas de Almeida Ferreira, um estudante do ensino médio de 18 anos, do bairro Curió Utinga, foi outro doador que esteve no Hemocentro. Ele fez sua primeira doação incentivado pelo irmão e pela mãe, já doadores. O estudante se mostrava apreensivo enquanto esperava pelo procedimento, mas disse que a doção é muito importante. “Sempre vi minha mãe e irmão falarem, tinha um misto de curiosidade e medo. Mas tomei coragem e vim. Agora vou querer continuar como doador”, afirmou o mais novo doador de sangue.
Facilidades para o doador
Para ajudar na captação de doadores voluntários de sangue e medula óssea, o Hemopa também disponibiliza o serviço aos sábados no horário de 7h30 às 17h. É um dia em que a maioria das pessoas está de folga do trabalho e tira o dia para cuidar de suas coisas, e a doação de sangue pode fazer parte dessa rotina.
Outra forma de se tornar um doador ou fazer parte do cadastro de medula óssea é acompanhar o calendário de campanhas externas do mês de janeiro, programa em que a unidade móvel do Hemopa vai até locais definidos, conforme abaixo:
Dias 15, 16, 22 e 23, de 8h às 15h, em frente ao prédio do Banco do Brasil da avenida Presidente Vargas - Centro.
Dia 18, de 8h às 15h, no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças, na avenida Dr. Freitas com Almirante Barroso.
No dias 28 e 29, de 10h às 19h, no Shopping Castanheira, BR 316 – no município de Ananindeua.
Quem pode doar sangue: Qualquer pessoa com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Menor de 18 anos somente com autorização dos pais ou responsáveis. Peso acima de 50 kg. É Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea:
Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço:
O Hemopa funciona na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118 ou 32429100- R: 205.

Texto:
Vera R. Rojas


Partida entre Remo e Cametá é marcada pela solidariedade
Cerca de 20 mil pessoas estiveram no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, na noite desta segunda-feira, 13, para prestigiar o jogo da primeira rodada do Campeonato Paraense 2014, entre Remo e Cametá. A estreia do clube do Remo no Parazão também teve uma proposta beneficente. Por meio de uma iniciativa entre o Mangueirão, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e a agremiação, foram arrecadados cerca de 100 quilos de alimentos não perecíveis e 40 agasalhos para as vítimas do deslizamento de terra de Abaetetuba.
“A Seel não poderia ficar omissa diante deste triste acontecimento, envolvendo várias famílias que ainda estão desabrigadas, precisando de apoio”, disse o secretário da Seel”, Vítor Miranda. Dentro de campo, o Leão venceu por 2 a 1 o Cametá. O camisa 33, Eduardo Ramos abriu o placar. Na sequência, o camisa 6, Gil, igualou a partida, mas não conseguiu segurar o ataque do Remo, e nos acréscimos, o lateral esquerdo Alex Ruan decidiu a partida.
Após a arrecadação, os torcedores receberam um cupom para o sorteio de 10 camisas oficiais do time azulino, que seria realizado no intervalo da partida. Mas através de uma determinação do Clube do Remo, o sorteio foi adiado para esta terça-feira ,14, às 18h, na sede do Clube do Remo.
Os contemplados irão receber as camisas das mãos do Secretário de Esporte e Lazer; do presidente do Remo, Zeca Pirão, além dos jogadores Eduardo Ramos e Athos, em um evento de noite de autógrafos. “Tomamos esta decisão para permitir que outras pessoas pudessem fazer mais doções”, explica o diretor de Marketing do Clube do Remo, Stefani Henrique.
Os próximos jogos no Estádio Olímpico do Pará já estão confirmados. Na próxima quinta-feira, 16, às 20h30, o confronto será entre Remo e Independente. No dia 26, às 16h, acontecerá o clássico Re-Pa. Na quarta-feira, 29, jogarão Remo e Gavião. Já no dia 2 de fevereiro jogam Paysandu e São Francisco.

Texto:
luanavalente


Agricultores familiares de São João do Araguaia recebem recurso do Pronaf
Sete famílias dos Projetos de Assentamento Ubá, Pimenteira e Primavera, em São João do Araguaia, sudeste do estado, foram contempladas com recursos que totalizam R$ 253.916, via Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (Pronaf), para incentivo à pecuária mista, piscicultura e olericultura (plantação de hotaliças). Os recursos foram liberados pelo Banco da Amazônia, por meio de projetos técnicos com a assinatura da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater).
Segundo o técnico da Emater, Aguiberto Rodrigues Alves, a expectativa é que o agricultor possa aumentar em até 30% a sua renda anual num prazo de três anos. “Com esses recursos, os agricultores familiares poderão melhorar as condições de trabalho, aumentar a produtividade das atividades financiadas, bem como gerar emprego e renda no campo”, diz.
Dos sete projetos, dois são destinados à pecuária com olericultura; dois para pecuária e piscicultura; dois para pecuária apenas e um projeto está destinado ao incentivo à mandiocultura. No caso da piscicultura, os investimentos são para construção de tanques escavados. Já para a pecuária, serão utilizados na aquisição de gado bovino e infraestrutura, como instalação de curral e cerca, limpeza de pastagem e sala de ordenha completa com ordenhadeira mecânica.
Na área da olericultura irão para a construção de seis estufas e instalação de sistema de irrigação. “Uma parte do recurso para olericultura é para equipar uma pequena fábrica doméstica de beneficiamento de polpa de frutas, com uma despolpadeira e seladeira”, explica o técnico.
A olericultura e a piscicultura foram atividades introduzidas pela Emater em São João do Araguaia. A pecuária mista é a principal atividade econômica local, sendo que cerca de 80% dos agricultores familiares trabalham com criação de bovinos no município.

Texto:
Paula Portilho


Designers paraenses participam de salão de inovação em São Paulo
Celeste Heitmann, Rosa Castro e Helena Bezerra, designers do Programa Polo Joalheiro do Pará, foram convidadas a participar da segunda edição do “Inovamais”, salão de design e inovação de componentes, que acontecerá nesta terça-feira (14) e na quarta (15), no Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca, em São Paulo. O projeto acontece durante a programação do “Inspiramais - Verão 2015”.
No evento, designers de calçados, roupas, acessórios e móveis têm a oportunidade de conhecer as tendências para 2014, a cartela de cores que será usada e outras novidades. O “Inpiramais” é resultado do “Fórum de Inspirações,” evento que estuda referências e inspirações de moda, coordenado pelo estilista Walter Rodrigues, com a organização do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).
Durante o “Inspiramais” serão apresentados mais de 600 materiais inéditos, produzidos durante as etapas do Fórum, além da exposição de peças inéditas. Designers experientes nas áreas de joalheria e acessórios de moda, Celeste, Helena e Rosa consideram o salão uma excelente oportunidade para conhecer tendências e aprimorar seus trabalhos.
“Estou indo para participar de todas as palestras e cursos, e assim conhecer os materiais que serão usados na próxima estação. Trazer essas tendências para minhas criações é atualizar também o Pará com o que acontece nos grandes centros”, disse Celeste Heitmann.
Helena Bezerra também está ansiosa em conhecer as novidades que serão lançadas no evento, e acredita que o intercâmbio entre os participantes é enriquecedor. “É muito importante trocarmos experiências, e o ‘Inspiramais’ é uma oportunidade única, pois vamos poder mostrar nossos produtos para outros Estados”, ressaltou a designer.
Divulgação - Para Helena Bezerra, a participação das três profissionais do Programa Polo Joalheiro em um evento deste porte é importante para divulgar a cultura paraense e suas peculiaridades. “Graças ao Sebrae e ao Programa Polo Joalheiro nós estamos sempre buscando inspirações para aprimorar nossas criações. É muito gratificante receber esse convite do ‘Inspiramais’ para participar das oficinas e cursos”, acrescentou.
Rosa Castro disse que o Pará se destacará por levar ao salão diferenciais do trabalho desenvolvido no Espaço São José Liberto, como as gemas orgânicas e gemas vegetais, uma inovação desenvolvida pelo mestre ourives paraense Paulo Tavares (também integrante do Programa Polo Joalheiro), e produtos orgânicos feitos com resina e pigmentos naturais, retirados de plantas e processados para utilização em joias e adornos regionais.
“Apesar de estarmos longe do eixo Rio-São Paulo, o design paraense destaca-se através das gemas vegetais, dos grafismos marajoaras e rupestres, entre outros elementos que identificam nosso trabalho. Os designers de outros Estados ficam encantados com os traços da arte marajoara que estampam bolsas e acessórios, bem como os colares criados a partir de material orgânico, como chifres e ossos. O Brasil, finalmente, está descobrindo a importância da arte paraense”, frisou a designer.
Segundo Rosa Castro, o Programa Polo Joalheiro do Pará é, sem dúvida, um grande incentivador do design paraense, por abrir as portas para a criação e a divulgação da joalheria e do artesanato do Estado. “Hoje, o programa é referência em economia criativa e no incentivo à cultura e à arte no Brasil”, reiterou.
O Polo Joalheiro do Pará é um programa financiado pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), em parceria com o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), que tem como território criativo o Espaço São José Liberto.
Serviço: A programação completa do 30º Inspiramais está disponível no site http://www.inspiramais.com.br/evento/programacao

Texto:
Luciane Fiuza


Primeiro doutorado próprio fortalece pós-graduação na Uepa
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) obteve a aprovação do primeiro programa de doutorado próprio na área de biologia parasitária na Amazônia. O curso recebeu a nota 4 da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que divulgou o resultado das propostas de novos programas de pós-graduação no Brasil na reunião extraordinária do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES), ocorrida no último mês de dezembro. O resultado está disponível também no site da Capes, no endereço http://www.capes.gov.br.
Com a aprovação, os alunos de graduação e interessados na área já podem fazer a pós-graduação na própria Uepa, que desde 2010 oferece o mestrado em biologia parasitária na Amazônia, numa parceria com o Instituto Evandro Chagas (IEC).
“O programa de pós-graduação, solidificado na parceria da Uepa com o Evandro Chagas, tende a crescer e se tornar referência na formação de mestres e doutores em biologia parasitária não somente no Pará e na Amazônia, mas no Brasil, já que a sua vocação é formar especialistas em problemas infecciosos que ocorrem na região amazônica brasileira, preparando-os com sólido conteúdo programático para exercer suas atividades no mercado de trabalho, sempre carente de excelência profissional”, avalia o coordenador do mestrado, Pedro Vasconcelos.
Além disso, o curso chega para fortalecer a formação de novos doutores na região Norte, que tem apenas 4% de profissionais dos cerca de 4,3 mil doutores do Brasil. O índice não atende as necessidades da região amazônica e fica abaixo da expectativa tanto na produção de conhecimento quanto no crescimento tecnológico. Por esse motivo, o doutorado na Uepa é considerado como um “projeto vitorioso”, segundo o coordenador dos programas Stricto Sensu do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da universidade, Robson Domingues.
“O novo doutorado da Uepa cumprirá os objetivos de aumentar a capacidade de produção de conhecimentos sobre os agravos à saúde e ao meio ambiente causados por agentes infecciosos e parasitários na região, além da formação de novos doutores, intercâmbio com outras instituições e consolidação de grupos de pesquisa. É um tijolo a mais no firme propósito da Uepa em consolidar-se como universidade”, disse.
Pesquisa – O curso também vai possibilitar a captação de fomentos para tornar realidade as pesquisas desenvolvidas na instituição. "A aprovação do primeiro doutorado da Uepa é fruto de um crescimento contínuo que a universidade tem tido nos últimos anos na pesquisa e pós-graduação, e criará um novo patamar para a instituição perante aos órgãos de fomento e para o Estado. A Uepa poderá participar de forma mais competitiva dos editais de órgãos de fomento", destaca o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Jacob da Silva.
Para fortalecer a área, nos últimos anos, a Uepa tem investido na infraestrutura de pesquisa, na renovação do corpo docente e na formação de mais doutores, por meio de Doutorados Interinstitucionais com grandes universidades, além de articulações necessárias com os órgãos de fomento do Estado.
Na avaliação do reitor da Uepa, Juarez Quaresma, este é o primeiro passo para a aprovação de novos cursos de doutorado na instituição. “A aprovação deste curso é um passo importante para nossa instituição. Certamente, a partir dela, novas conquistas virão e empreenderemos todos os esforços para a aprovação de mais cursos de doutorado", concluiu.

Texto:
Ize Sena


Polícia recupera no Marajó duas motocicletas roubadas
Duas motocicletas foram recuperadas por policiais militares em municípios do Arquipélago do Marajó. Nesta segunda-feira (13), Vanusa Santos Silva, 26 anos, foi flagrada com uma motocicleta roubada no município de Soure.
O veículo, modelo Honda CG 125 FAN, de placas OTN-0970, foi apreendido por uma guarnição da PM, após denúncia anônima. Os policiais encontraram a motocicleta na localidade do Cajuuna, onde mora a acusada, que foi apresentada ao delegado Arilson Caetano, na sede da Superintendência Regional dos Campos do Marajó. Segundo o banco de dados do Departamento de Trânsito do Pará (Detran), o veículo havia sido roubado.
O superintendente Arilson Caetano informou que outra motocicleta foi recuperada, no mês passado, na cidade de Salvaterra. Max Quaresma Ferreira, que estava com o veículo, foi preso pela Polícia Militar e conduzindo à Delegacia com o veículo, onde foi constatado que a motocicleta não pertencia ao acusado.
"Cabe salientar que muitos criminosos roubam ou furtam motocicletas em Belém, ou em outras regiões, e vendem os veículos por um preço muito menor do valor de mercado no Marajó, uma prática que vem sendo combatida pelas polícias Civil e Militar", acrescentou o delegado.

Texto:
Walrimar Santos


Bateria da escola de samba Crias do Curro Velho inicia ensaios
Começaram nesta segunda-feira (13) os ensaios da bateria da escola de samba mirim Crias do Curro Velho. São duas turmas, uma de manhã, para alunos novos, isto é, para quem nunca participou do carnaval da Fundação Curro Velho, e outra turma formada pelos alunos mais experientes. Os ensaios ocorrerão de segunda a sexta-feira, nos horários de 8h30 às 10h30 e das 15h às 18h.
Mesmo com o início dos ensaios, as inscrições seguem até 10 de fevereiro. No fim das oficinas, 150 meninos e meninas, com idades entre 7 a 18 anos, serão escolhidos para integrar a bateria do Grêmio Recreativo Escola de Samba Crias do Curro Velho em 2014.
Wendel dos Santos, 14 anos, conta como é fazer parte da bateria do Crias. “Participo desde os 9 anos de idade. Vim para fundação por incentivo dos amigos, e aqui aprendi a tocar percussão. Participar do carnaval da fundação é algo que nem tenho palavras para descrever. É uma emoção muito grande”, ressalta o adolescente, que toca vários instrumentos, como surdo, agogô e tamborim, entre outros.
Um dos responsáveis pela formação da bateria, o músico Muka de Souza, destaca o que representa fazer parte da construção do carnaval da fundação. “Fazer parte disso é tudo. A escola de samba do Curro Velho, juntamente com todas as outras atividades da fundação, forma cidadãos. Ao longo desses anos, formamos muita gente boa. É o melhor retorno que nós profissionais temos ao ver nossas crias se tornado bons cidadãos e ótimos profissionais após passarem pelo carnaval do Crias”, diz.
Serviço: As inscrições para a bateria da Escola de Samba Crias do Curro velho terminam dia 10 de fevereiro. Os ensaios serão de segunda a sexta-feira, nos horários de 8h30 às 10h30 e das 15h às 18h. Interessados devem comparecer na secretaria da sede da fundação, localizada no fim da Rua Djalma Dutra, bairro do Telégrafo, a partir das 8h30. Mais informações pelos telefones (91) 3184-9100 e 8895-1334.

Texto:
Andreza Gomes


PM definirá nesta semana providências para o primeiro RE x PA do ano
Duas reuniões acontecerão nesta semana para definir a logística do primeiro RE x PA do ano, o jogo entre o Clube do Remo e o Paysandu, válido pelo Campeonato Paraense de Futebol. O clássico está marcado para o próximo dia 26 de janeiro, no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão.
A primeira reunião será nesta terça-feira (14), às 15 h, no auditório do Comando Geral da Polícia Militar (Av. Dr. Freitas), entre representantes de comandos da PM e de outros órgãos do Sistema de Segurança Pública, com líderes de torcidas organizadas. Durante a reunião serão enfatizadas normas destinadas a garantir a segurança e a comodidade dos torcedores.
A outra reunião acontecerá na quarta-feira (15), na sede da Federação Paraense de Futebol (FPF), quando serão definidos os critérios para uso das catracas, a venda de alimentos por ambulantes e a organização do trânsito na área de acesso e no entorno do estádio, com a participação de representantes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob).

Texto:
Leno Carmo


PM deflagra operações em bairros de Belém no fim de semana
Com presença do efetivo de todos os batalhões de Belém, o Comando de Policiamento da Capital (CPC) da Polícia Militar executou diversas operações no último fim de semana, com ênfase nas barreiras policiais, abordando pedestres, ciclistas, motociclistas e condutores de veículos particulares e de aluguel, além de ônibus, micro-ônibus e vans. A ação resultou na apreensão de drogas, recaptura de foragidos e, principalmente, prevenção de delitos, garantindo a segurança.
Além da operação barreira, as ações de incursão e saturação foram desenvolvidas inclusive à noite e pela madrugada, mesmo com a chuva que caiu sobre a cidade, o que não chegou a comprometer o planejamento, embora tenha exigido maior empenho de todos os policiais militares envolvidos nas atividades desenvolvidas nos bairros Tapanã, Pedreira, Marco, Marambaia, Souza, Sacramenta, Arsenal, Umarizal e Comércio, com ênfase no Ver-o-Peso e outras áreas do município. Na manhã desta segunda-feira (13), mais operações já foram efetivadas. As ações de prevenção continuam por toda a semana.

Texto:
Leno Carmo







Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...