Total de visualizações de página

sexta-feira, maio 03, 2013

RESUMÃO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DESTA SEXTA, DIA 03 DE MAIO





Sead divulga locais de provas do concurso da PC
A Secretaria de Estado de Administração (Sead) divulgou nesta quinta-feira, 2, no Diário Oficial do Estado, os locais de realização da prova objetiva de múltipla escolha dos Concursos Públicos da Polícia Civil (C-159 e C-170), para provimento de vagas em cargo de nível superior nas funções de delegado, investigador, escrivão e papiloscopista. As provas ocorrerão no próximo dia 5 de maio (domingo), das 8h às 12h (investigador, escrivão e papiloscopista) e das 14h às 18h (delegado).
O Cartão de Confirmação de Inscrição, no qual consta o local, o dia e o horário de realização da prova, está disponível desde o dia 23 do mês passado no endereço eletrônico de acompanhamento do concurso (http://paginas.uepa.br/concursos), e deverá ser apresentado pelo candidato no momento de realização do certame, juntamente com documento de identificação original. Os inscritos podem imprimir o cartão de confirmação por meio do próprio site da Universidade do Estado do Pará (Uepa), organizadora do certame.
A primeira seleção será composta por prova objetiva de múltipla escolha, prova de capacitação física, exames médicos, exame psicológico, prova oral e de investigação criminal e social. A primeira subfase será realizada nos municípios de Altamira, Belém, Itaituba, Marabá, Redenção e Santarém. As demais serão realizadas apenas na capital. Os classificados seguirão para a segunda etapa, que corresponde ao Curso Técnico Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, sob responsabilidade da Polícia Civil do Estado do Pará, a ser realizado e ministrado pela Academia de Polícia Civil/IESP, em suas instalações no município de Marituba.

Texto:
Ellen Freitas-Sead


Parauapebas ganhará uma unidade do Pro Paz Integrado
Em reunião no último dia 20 de abril, representantes do Programa Pro Paz e da Prefeitura de Parauapebas firmaram uma parceria que vai garantir a implantação de uma unidade do programa Pro Paz Integrado, atendendo não apenas a população do município como também de cidades vizinhas. A previsão, de acordo com o gerente de infraestrutura do Pro Paz, Jorge Bittencourt, é que a unidade seja inaugurada no primeiro semestre de 2014, em uma área cedida pela Prefeitura, atendendo a uma solicitação da própria gestão municipal. “Recebemos uma solicitação da Prefeitura de Parauapebas para uma parceria em que ela cederia o terreno e o Estado ficaria a cargo das obras estruturais", explica. Já nesta primeira quinzena de maio, uma equipe do Pro Paz fará uma visita técnica para avaliar o espaço”, antecipou.
Para a coordenadora do Comitê Gestor do Pro Paz, Izabela Jatene, esta parceria marca um processo de expansão e municipalização do programa estadual. “O nosso grande desafio é fazer com que ainda mais municípios possam contar com os serviços do Pro Paz, incentivando essa parceria entre as gestões municipal e estadual e a sociedade. Precebemos que é cada vez maior o interesse das administrações municipais pelo programa, assim como aconteceu agora com Parauapebas”, declarou.
Para a vereadora Luzinete Rosa Batista, os benefícios do Pro Paz Integrado para Paraupebas e municípios vizinhos é inquestionável. “Parauapebas é um dos municípios paraenses que recebe o maior número de pessoas vindas de outras cidades e até de fora do estado, então precisamos trabalhar para que os jovens, crianças e mulheres saiam da condição de vulnerabilidade oferecendo proteção social”, avaliou.
O Pro Paz Integrado assegura os direitos básicos relacionados à saúde física, emocional, mental e reprodutiva de crianças e jovens. Baseado em uma filosofia que prega a cultura de paz por meio do combate à violência e exploração sexual de crianças, adolescentes e mulheres, o projeto oferece, por meio de uma ação integrada com outros organismos estaduais, acolhimento psicossocial especializado e também serviços médico, psicossocial, de defesa social e perícia, promovendo o atendimento integral, interdisciplinar e de qualidade às vítimas e suas famílias em um só espaço.
A coordenadora do Projeto Pro Paz Integrado, Eugênia Fonseca, ressaltou a importância do projeto, que tem o reconhecimento do Ministério da Saúde. "A implantação dessa unidade vai garabtir que a população receba um atendimento humanizado, adequado e eficiente”. O formato implantado pelo Governo do Estado está entre os 10 modelos, que estão sendo avaliados pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, para se tornar referência nacional em atendimento integrado na área da saúde, destinado a crianças e adolescentes vítimas de violência sexual.
Para a titular da Secretaria da Mulher de Parauapebas, Terezinha de Jesus Gonçalves dos Santos, a parceria com o Pro Paz, além de garantir um melhor atendimento para crianças, jovens e mulheres, possibilitará ao município traçar um painel mais detalhado da infância e da adolescência na região”, disse. A implantação do projeto vem ajudando a reduzir a revitimização, a superação dos traumas das vítimas e suas familiares, e incentivando a importância da denúncia.
Atualmente, existem quatro unidades do Pro Paz Integrado: duas em Belém - na Santa Casa de Misericórdia e no Centro de Perícias Científicas Renato Chaves -, uma em Santarém, no Baixo Amazonas, e o último em Bragança. Para o mês de junho está prevista a inauguração de outras três unidades, nos municípios de Altamira, Paragominas e Tucuruí. No ano passado, foram realizados 3.641 atendimentos nas quatro unidades existentes do Pro Paz Integrado.

Texto:
Brena Moreira-Pro Paz


Belém sedia I Seminário de Política Criminal e Penitenciária
O Conselho Estadual de Política Criminal e Penitenciária (CEPCP/PA), vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), promove nos dias 7, 8 e 9 de maio, no auditório Dom Alberto Ramos da Universidade da Amazônia (campus Senador Lemos), o I Seminário Estadual de Política e Criminal e Penitenciária, que debaterá o tema “Os Desafios da Execução Penal sob a Perspectiva da Política Criminal”.
A programação do dia 7 de maio será aberta às 18h, com a conferência “Panorama do Sistema Penitenciário do Estado do Pará – Atualidades e Perspectivas”, ministrada pelo superintendente do Sistema Penitenciário do Estado do Pará, André Luiz da Cunha. Às 19h, o advogado criminalista e professor de Direito Penal e Estadual, Aniello Aufiero, falará sobre "A Nova Lei das Cautelares”, e às 20h, o juiz de Direito Titular da 1° Vara de Execuções Penais de Belém, Cláudio Henrique Lopes Rendeiro, ministrará a palestra “O Novo Paradigma da Execução da Medida de Segurança: da Presunção de Periculosidade para a Presunção da Sociabilidade”. Um coquetel e o lançamento de livros de autoria dos palestrantes encerrará, às 21h, a programação desse primeiro dia.
Na quarta-feira, 8, as atividades serão retomadas às 18h com uma conferência ministrada pelo secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Pará, Luiz Fernandes Rocha, sobre “Diagnóstico da Segurança Pública no Estado do Pará”. Às 19h, o defensor público e vice-presidente do CEPCP, José Adaumir Arruda da Silva, ministrará a palestra “A Violação do Princípio da Dignidade da Pessoa Humana no Sistema Penitenciário Brasileiro e seus Efeitos Deletérios na Regular Execução da Pena”. Quem fecha a programação desse segundo dia, às 20h, é o juiz de Direito e coordenador do Programa de Pós-graduação em Direito da UFPA, Dr. Marcus Alan de Melo Gomes, com a palestra “O Sistema Processual Penal Brasileiro à Luz da Constituição Federal”.
No dia 9, último dia do Seminário, às 18h, o defensor público do Estado, Arthur Correa da Silva Neto, ministrará a palestra “Os Influxos da Nova Hermenêutica Constitucional no Âmbito do Direito de Execução Penal”, seguida pela palestra “Direito Penal e a Lógica da Exclusão: a caça as bruxas continua”, que acontece às 19h, conduzida pela promotora de Justiça e professora de Direito Penal da UFPA, Ana Claudia Pinho. A Conferência que marca o encerramento do evento, às 20h, abordará a “Questão Profissional: Problemas e Soluções”, apresentada pelo Dr. Mauricio Khuene, diretor do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná, ex-diretor geral do Departamento Penintenciário Nacional (Depen) e Professor Emérito do Centro Universitário de Curitiba – Unicuritiba.
Os certificados serão entregues no encerramento do evento, que contará ainda com um coquetel servido aos participantes. As inscrições para o Seminário de Política Criminal e Penintenciária serão um quilo de alimento não perecível - doação essa que será destinada à Associação de Familiares dos Presos e Egressos -, e poderão ser realizadas no Conselho Estadual de Política Criminal e Penitenciária do Estado do Pará (CEPCP/PA), Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), edifício-sede da Defensoria Pública do Estado do Pará, Faculdade de Belém (Fabel), Escola Superior de Advocacia (ESA-OAB/PA) e Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) da Unama, que funciona no campus Senador Lemos.
O evento tem o apoio da Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará (OAB-PA), Escola Superior de Advocacia (ESA-OAB/PA), Defensoria Pública do Estado e Instituto de Ciências Jurídicas da Unama (ICJ-UNAMA). 

Texto:
Leba Peixoto-Sejudh


INSCRIÇÕES PARA OS JOGOS DE BELÉM

Estão abertas as inscrições para o Josbel 2013. Os Jogos de Belém voltam a acontecer depois  de 8 anos e vão envolver todas as secretarias, autarquias e fundações da administração pública municipal.


O Josbel foi criado para proporcionar atividades esportivas aos servidores municipais, em diversas modalidades, promovendo a integração e estreitando as relações entre os diversos órgãos do município de Belém.


Entre as modalidades que serão disputadas estão atletismo (corrida), basquetebol, futebol de campo, futsal, handebol, natação, queimada, tênis de mesa, voleibol e jogos de tabuleiro (xadrez e dama).

As incrições podem ser feitas diretamente nas secretarias até o dia 08/05. A abertura do Josbel será no dia 17/05,às 17h, no ginásio Altino Pimenta


Bragança recebe primeira edição do Seminário Tecnológico de 2013
Bragança será a primeira cidade a receber o Seminário Tecnológico, evento que busca promover a capacitação na área de Empreendedorismo, Gestão do Conhecimento e Tecnologia Industrial Básica (Qualidade Industrial e Propriedade Intelectual), no intuito de estimular a competitividade, a melhoria de produtos, processos e serviços para acesso a novos mercados. A programação acontece no dia 7 de maio, às 18h, no Campus da Universidade Federal do Pará em Bragança, coordenado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).
O Seminário será composto por um ciclo de palestras que enfocam os temas “Empreendedorismo para a Inovação”, “Tecnologia Industrial Básica para Qualidade em Produtos, Processos e Serviços”, “A Propriedade Intelectual como Instrumento de Competitividade” e “Conhecimento e Inovação”, e que serão ministradas por profissionais da própria Secti.
Empresários de diferentes setores, docentes e discentes de instituições de ensino superior e pesquisa, de escolas técnicas, de instituições de Ciência e Tecnologia, gestores da administração pública e demais interessados poderão se inscrever antecipadamente no Campus da UFPA de Bragança e na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), ou no dia do evento, no local onde ele acontece. Depois de Bragança, a programação será levada, ainda neste semestre, aos municípios de Capanema, Ananindeua, Paragominas e São Miguel do Guamá.
Serviço: Seminário Tecnológico, dia 07/05, às 18h, no Campus da Universidade Federal do Pará em Bragança. Inscrições no Campus da UFPA de Bragança e na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), ou ainda no dia e local do evento.

Texto:
Igor de Souza-Secti


HEMOPA: Campanhas externas prosseguem este mês
A campanha externa de doação de sangue realizada com o apoio da unidade móvel da Fundação Hemopa no último dia 30 de abril resultou no comparecimento de 107 voluntários. A ação aconteceu na Avenida Presidente Vargas, em frente ao prédio do Banco do Brasil, das 8h às 16h, e continua nesta quinta-feira, 2, no mesmo horário e local. A meta é alcançar 100 bolsas de sangue e cadastros de doadores de medula óssea.
O calendário das ações externas com a utilização da unidade móvel continua este mês. Dias 7 e 8 está agendada campanha externa no Parque Shopping, localizado na rodovia Augusto Montenegro, das 10h às 20h. A previsão é de que pelo menos 100 voluntários participem da ação. No dia18, das 8h às 15h, a campanha chega à Escola Maria Helena Valente, que fica na rua Bom Sossego, bairro Centro, em Ananindeua, onde mais 100 comparecimentos são aguardados. Todas as ações incluem o serviço de cadastro de doadores de medula óssea.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118, de 2ª a 6ª-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 17h.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa


Sagri apoia a Feira de Gado Leiteiro, que ocorrerá em Marabá
A Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) apoia a 2ª Feira de Gado Leiteiro, que a empresa Agro Santa Bárbara promove no Parque de Exposições de Marabá, entre os dias 17 e 19 de maio. Na programação, haverá leilão de bovinos das raças Girolando e Gir Leiteiro, além de palestras sobre a cadeia produtiva de leite e reunião da Câmara Setorial do Leite no Pará. Os leilões serão transmitidos, ao vivo, pelo Agrocanal.


Joias da coleção para o Dia das Mães retratam a elegância da Belle Époque
Um olhar contemporâneo sobre uma época áurea na história da capital paraense é o que o público encontra na coleção de joias que celebra o mês alusivo às mães, criada e confeccionada por profissionais do Polo Joalheiro do Pará. O modo de ser e viver na Belle Époque, em Belém, inspirou os designers e permitiu uma bela homenagem à cidade na exposição da Coleção de Joias do Dia das Mães, aberta nesta sexta-feira (3), às 18 horas, no Espaço São José Liberto.
Designers, ourives, cravadores, lapidários, produtores e demais profissionais que integram o Programa Polo Joalheiro, mantido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e gerenciado pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), oferecem ao público 30 joias na nova coleção, que se destacam pela riqueza de detalhes e composição, e remetem ao período em que Belém era a porta de entrada da Europa no Brasil.
A coleção tem brincos, colares, anéis e pulseiras feitas em metais nobres, como prata e ouro branco e amarelo, e que ganham o brilho das gemas minerais, como diamante, coral, pérola, rubi, granada, quartzo black, ônix e ametista.
Paris N’América - A ametista realça a criação do designer Felipe Braun. Em forma de rosa, o coral dá o tom romântico e luxuoso às joias criadas pela designer Lídia Abrahim. Já a esmeralda dá um toque especial às peças criadas pela designer Helena Bezerra, intituladas “Musa de Belém”. Helena conta que a inspiração nasceu da observação dos detalhes do teto de gesso da loja de tecidos Paris N’América, fundada em 1870, quando funcionava como ponto de encontro da sociedade paraense.
“É uma viagem ao passado da ‘francesinha do Norte’, como Belém era conhecida na época. É o início do ‘glamour’ e, até hoje, é um dos prédios que mais preservam a arquitetura do período”, ressalta Helena, explicando que o verde da gema é um elo com a questão ambiental, e a tendência de motivos florais da época em que Belém vivenciou o Ciclo da Borracha.
Além das gemas e metais, que dão cor e forma às joias, materiais inusitados ajudam a compor algumas peças da coleção, como as louças portuguesas, herança do pai da designer Celeste Heitmann, que usou os fragmentos para compor o colar em prata com gemas minerais, denominado “Memória afetiva”.
Ela explica que a joia foi inspirada na elegância, no estilo refinado e, sobretudo, no modo de viver da sociedade da época, no que diz respeito à arte decorativa. Segundo a designer, o colar tem estilo jovem, e valoriza artisticamente, por meio de uma herança, as joias contemporâneas, “dando condição de uso a peças antigas, resultando em algo novo e original”.
Inspiração – Azulejos, gradis, objetos decorativos em fachadas de prédios e formas inspiradas no Art Noveau, ainda presente no cenário de Belém, serviram de fonte de informação e inspiração para os designers, durante o Workshop de Geração de Produtos: “Viagens pela Belle Époque: Olhares sobre o cotidiano e o urbanismo da Belém no início do século XX”, promovido pelo Espaço São José Liberto em 2012. O workshop foi coordenado pela consultora Regina Machado, arquiteta, designer de joias, mestre em Comunicação dos Sistemas Simbólicos e doutora em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ).
Rosa Helena Neves, diretora do Espaço São José Liberto, ressalta que o lançamento da coleção no período de celebração do Dia das Mães motiva a escolha de um belo presente. “É uma joia com conteúdo, beleza, sofisticação e romance, que inspira desejo e celebra uma forma de viver que se eternizou na memória do paraense. E na perspectiva do consumo, a coleção tem um perfil acessível, que agrega bom preço à qualidade”, enfatiza a diretora.
Inovações - A lapidação diferenciada, técnica desenvolvida pela lapidária paraense Leila Salame, é outro destaque da exposição. Resultado de experimentações e técnicas que inovam o processo de criação e confecção das joias artesanais do Pará, Leila utiliza grafismos marajoaras para criar uma simetria nas gemas. A lapidação diferenciada, segundo ela, surgiu da vontade de criar além do tradicional, e, ao mesmo tempo, homenagear a cultura paraense.
A lapidação diferenciada pode ser vista nas criações das designers Marcilene Rodrigues e Joseli Limão, que trabalharam, respectivamente, com o quartzo fumê e o quartzo hialino. O anel “Glamour”, criado por Joseli Limão, realça esse tipo de lapidação e foi inspirado nos arabescos da Igreja de Santo Alexandre. A designer também criou o brinco “Elegance”, a partir de detalhes do gradil do Mercado de Ferro, contendo rubis e diamantes.     
Criatividade é o que não falta na nova coleção. Até “as folhas ao vento” serviram de inspiração para a designer Marcilene Rodrigues criar anéis, brincos e pingente. As joias, denominadas “Outono”, segundo ela retratam, de forma contemporânea, os caminhos sinuosos característicos da época, quando era comum retratar na arquitetura formas orgânicas de plantas. ”No dia que estávamos no Comércio (durante o workshop) olhando prédios, as praças, deu uma ventania forte, que eu associei a esse paisagismo pitoresco: os bosques, os parques da Belle Époque”, conta Marcilene.  
Fazem parte da exposição as seguintes empresas e designers: HS Criações (Helena Bezerra), Danatureza (Joseli Limão), Sila Brasila (Marcilene Rodrigues e Rosáurea Simões), Hanna Mariah (Lídia Abrahim), Ourogema (Felipe Braun), Amazon Art (Lídia Abrahim), Bel Roque (B. Roque), Celeste Heitmann (C. Heitmann) e o produtor Joelson Leão (Fares Farage).
A exposição de joias do Dia das Mães pode ser visitada até 26 de maio, no espaço de exposições do Coliseu das Artes, no Polo Joalheiro do Pará/Espaço São José Liberto. A entrada é franca.
Serviço: Exposição de Joias do Dia das Mães no Polo Joalheiro do Pará. De 3 a 26 de maio, no horário de funcionamento do Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, bairro Jurunas), das 09 às 19 h (de 3ª a sábado) e das 10 às 18 h (aos domingos e feriados). Entrada Franca.

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto


Comitê combate violência sexual contra crianças e adolescentes
O Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes esteve reunido nesta sexta-feira (3), no auditório da Delegacia Geral de Polícia Civil, para definir detalhes de uma programação que culmina dia 18 de maio e marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. A partir do dia 13, selecionadas escolas estaduais e municipais de Outeiro, Icoaraci e Cotijuba receberão – em dias e horários específicos – a visita de palestrantes. A intenção é informar os alunos sobre temas importantes, como doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), aids, sinais, sintomas e tipologia da violência e também serviços de referência à criança e ao adolescente. A campanha termina dia 18, com uma caminhada em Icoaraci. A concentração será a partir das 7 horas, em frente à Escola Municipal Liceu do Paracuri, em direção à praça matriz.



Alunos de educação física da Uepa promovem curso de artes marciais
As artes marciais como ferramenta de combate à violência, melhoria do aprendizado na escola, promoção da saúde e do desenvolvimento humano. Essa é a proposta do curso “Ações metodológicas e saúde das artes marciais”, que a comissão de formatura da turma 2012 de educação física, com o apoio da Universidade do Estado do Pará (Uepa), promove, no período de 22 a 25 deste mês, no salão de eventos do campus de Santarém, oeste paraense. As inscrições já estão abertas e seguem até o próximo dia 22.
São ofertadas 40 vagas, direcionadas aos acadêmicos de educação física e de pedagogia, professores de artes marciais e formados na área e donos de academias. O curso terá duração de 20 horas, com direito à certificado. Serão abordados os seguintes temas: “Artes marciais e violência – ações metodológicas”; “Artes marciais na escola – um olhar educacional e saúde”; “Artes marciais na academia – uma prática pedagógica e Saúde”; e “Artes marciais e saúde – desenvolvimento humano”.
As aulas serão ministradas pelo professor da Uepa Smayk Sousa, que é faixa preta em caratê e técnico da seleção Castanhalense de Caratê, além de ter treinamento físico-militar para praças. Smayk ainda é formado pelo Martial Arts Program - United States Marine Corps (UEA), é especialista em educação física e lazer e atualmente faz mestrado no Programa Ensino em Saúde da Amazônia (ESA).
A renda das inscrições será convertida para a formatura da turma 2012 de educação física da Uepa. Para participar os interessados devem procurar os estudantes Líbia Daniele Oliveira Jaty, Pedro Pinheiro dos Santos Júnior e Rosiely Figueira de Miranda, que são responsáveis pela comissão de formatura, nas dependências da Uepa. Mais informações pelos telefones: (93) 9222-9400 (Pedro Pinheiro); (93) 9131-9532 (Líbia Jaty); e (93) 9129-2914 (Rosiely Figueira).

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa


Polícia Civil estoura ponto de desmanche de motos em Paragominas
A 13ª Seccional Urbana de Paragominas, no nordeste do Pará, desarticulou na última quinta-feira (2) um desmanche de motos na rua Marina Princesa de Jesus, periferia da cidade. No local, quatro casas desocupadas eram usadas como esconderijo de bandidos e para a prática de retirada de peças dos veículos. Investigações coordenadas pela equipe policial levaram até a descoberta do esquema criminoso.
Os veículos obtidos de forma ilegal eram levados até o local e ali as peças eram retiradas para serem comercializadas. A operação deslocou-se até a área para dar seguimento às investigações. Ali, a equipe de policiais civis identificou os imóveis usados pelos bandidos. No momento do cerco para abordagem do local, três homens que estavam no interior de uma das casas passaram a atirar contra os policiais.
Os bandidos pularam a uma distância de seis metros de altura e fugiram por uma área alagada. Durante a fuga, um documento de identificação foi abandonado no local, podendo ser de um dos suspeitos, identificado como Eduardo Silva de Souza. Os policiais apreenderam no local diversas peças de moto e uma moto já desmanchada. O trabalho investigativo prossegue para se chegar ao paradeiro de todos os envolvidos no esquema.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Secult faz a revitalização do Memorial do Porto, da Estação das Docas
A exposição permanente Memorial do Porto, no Armazém 1 da Estação das Docas, passa por processo de revitalização. Uma equipe técnica da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) está responsável pela troca das vitrines, substituição dos painéis expositivos e higienização do acervo arqueológico. A mostra deve voltar ao complexo turístico totalmente revitalizada no próximo dia 13, para celebrar o dia do aniversário da Estação.
No mesmo período, comemora-se a Semana dos Museus, alusiva ao Dia Nacional dos Museus, celebrado em 18 de maio. Inaugurado em 2000, junto com a Estação, o Memorial do Porto conta a história da navegação no Pará por meio de textos, fotos e peças. Segundo a presidente da organização social Pará 2000, Gabriela Landé, “a exposição é um pedaço da memória do Estado”.
Todo o acervo da exposição vai sair da Estação das Docas para ser tratado no laboratório de restauração do Sistema Integrado de Museus (SIM), da Secult. Uma equipe de quatro especialistas faz o trabalho de higienização das peças. Segundo Renata Maués, da Secult, é muito importante o trabalho de revitalização do material de uma exposição.
“Fazer a manutenção de uma exposição é ter respeito pelo patrimônio público. O Memorial do Porto é fruto de um intenso processo de pesquisa, que conta a história até mesmo da própria Estação das Docas, por meio do que foi encontrado na Fortaleza de São Pedro Nolasco”, conta a restauradora. Quando estiver restaurante, a mostra permanente poderá ser visitada no horário de 10h às 22 horas, com entrada franca.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000


Jurados avaliam material inscrito para terceira edição do Terruá Pará
Os jurados que selecionarão os artistas para a terceira edição do show Terruá Pará já começaram a analisar o material apresentado. Dos 360 inscritos, 72 serão escolhidos para o show deste ano. Os cinco jurados responsáveis por essa primeira seleção estão fazendo nesta sexta-feira (3) e no sábado (4) as audições dos materiais inscritos, no estúdio da Rádio Cultura, localizado na Fundação Cultura Rede de Comunicação (Funtelpa).
O primeiro júri é formado pelo produtor musical Pena Schmidt, responsável pelas edições inaugurais dos festivais Hollywood Rock (1975) e Free Jazz (1985), e de bandas como Mutantes; o jornalista e produtor paraense Marcelo Damaso, um dos criadores do “Se Rasgum Festival”; o produtor gaúcho Flu, e os produtores locais Ná Figueiredo e Leo Bitar. A segunda comissão deverá ser avaliada por Márcio Macedo, Gustavo Autran Rodrigues e o radialista Beto Fares.
A mostra Terruá Pará 2013 terá 12 shows, cada um com seis artistas selecionados, no Teatro Margarida Schivasappa (no Centur), sempre às terças-feiras, do dia 14 de maio a 30 de julho deste ano, com entrada franca.
Todas as apresentações serão gravadas em áudio e vídeo, e submetidas a uma segunda comissão de jurados, a qual selecionará 12 atrações para compor, com os artistas convidados, o show Terruá Pará, que tem estreia prevista para outubro, em Belém, e apresentações marcadas em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Recife (PE).
O Terruá Pará é uma realização do governo do Estado, por intermédio da Cultura Rede de Comunicação e da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom).

Texto:
Cora Coralina-Secom


Paysandu visita crianças em tratamento no Hospital Ophir Loyola
Atletas do Paysandu Sport Clube visitaram nesta sexta-feira (3) o Hospital Ophir Loyola, quebrando a rotina do ambiente hospitalar. Os jogadores foram motivados pelo presidente do clube, Vandick Lima, que em 2002, ainda como atacante do time, conheceu o hospital e se solidarizou com a menina Géssica, que na época lutava contra leucemia, pedindo orações à torcida em prol dela.
“Eu me apeguei muito a Géssica, que passou a frequentar a minha casa. Ela virou símbolo das nossas conquistas na época. Hoje, é bom retornar ao hospital e levar carinho e calor humano para as crianças”, disse Vandick. “Esta é apenas uma maneira de cada um de nós exercermos a solidariedade. As batalhas travadas em nossos campeonatos são muitos inferiores à luta diária contra esta doença”, completou o preparador físico Wellington Vero.
Os jogadores visitaram todas as alas que atendem pacientes infantis, como quimioterapia e Hospital Dia, e cada um dos 22 leitos pediátricos de internação. O zagueiro Raul Michel afirmou ter aprendido uma grande lição. “Agora sei que preciso dar mais valor à vida. Às vezes, a gente tem uma dificuldade mínima e faz dela uma tempestade num copo d’água. Reclamar da vida, não mais”.
O lateral direito Yago Pikachu foi um dos mais assediados por servidores, pacientes e acompanhantes. Ele e os outros jogadores posaram para fotos e distribuíram autógrafos. “A gente imagina a dificuldade por que cada um passa, por isso fico feliz em trazer palavras de motivação e esperança. Dar e receber carinho”, destacou.
A sensibilidade da visita rendeu algumas surpresas. Antes da despedida, os jogadores cantaram parabéns para Andressa Vitória, que fez 8 anos. A delegação a presenteou com uma cadeira de rodas, que será entregue na próxima semana. “Uma visita que a gente menos espera e traz tanta alegria”, disse a mãe da menina, Eliana Mota, 44 anos.

Texto:
Leila Cruz-Ophir Loyola


Comissão inicia ações de prevenção a acidentes com escalpelamento no Pará
A Comissão Estadual de Erradicação dos Acidentes com Escalpelamento iniciou o Plano de Ação para Prevenção de Acidentes de Motor com Escalpelamento 2013, que tem o objetivo de realizar ações voltadas à erradicação desse tipo de acidente no Pará. A primeira decisão da Comissão, durante a reunião realizada no dia 26 de abril, na Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), para discussão e aprovação do Plano, foi unificar os números de vítimas de acidentes com escalpelamento registrados pela Sespa, Fundação Santa Casa, Secretaria Especial de Governo, Defensoria Pública da União (DPU) e Marinha do Brasil. Foram totalizados 291 casos, de 1982 a novembro de 2012, sendo que neste ano já foram registrados dois acidentes.
A reunião foi presidida pelo secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, e contou com a participação de representantes das entidades que compõem a Comissão Estadual, formada por 20 instituições governamentais e não governamentais. Pela Sespa estavam presentes, além do secretário, a diretora de Políticas de Atenção Integral à Saúde, Dione Cunha; a coordenadora de Mobilização Social, Socorro Silva; o técnico da Coordenação, Marcus Lobato, e a coordenadora de Saúde Indígena e Populações Tradicionais, Tamar Monteiro.
Helio Franco defende que os barqueiros envolvidos em acidentes com escalpelamento sejam responsabilizados de alguma forma, senão vão continuar conduzindo barcos com eixo sem proteção. “Tem que ser feito um boletim de ocorrência por lesão corporal, mesmo que tenha sido sem intenção. O barqueiro tem que passar por algum constrangimento, para ver se muda de atitude”, afirmou Helio Franco.
O deputado federal Arnaldo Jordy propôs que os motores sejam comercializados com o eixo coberto. O problema, segundo Helio Franco, é que os fabricantes afirmam que não fazem motores para embarcações, e as pessoas é que utilizam o motor para esse fim.
Socorro Silva ressaltou que os barcos pequenos se proliferam nos rios do Pará, assim como as motocicletas nas cidades. Ela também defendeu maior participação das autoridades policiais locais, cobrando dos barqueiros o uso da cobertura do eixo do motor para evitar acidentes.
Comitês - Ela também informou que a Sespa ativou 36 Comitês de Gestores Municipais, que têm a função de realizar campanhas de prevenção, articular audiências públicas em conjunto com os Poderes Legislativo e Executivo, Ministério Público e sociedade civil, para propor alternativas e medidas de prevenção e combate ao escalpelamento; promoção de treinamento aos barqueiros sobre medidas preventivas e ações de cobertura de eixo, em parceria com a Capitania dos Portos da Amazônia Oriental.
Outros objetivos do Plano de Ação para Prevenção de Acidentes de Motor com Escalpelamento 2013 são prestar assistência integral às vítimas de escalpelamento e seus familiares, promover a reinserção social das vítimas; elaborar instrumento de acompanhamento às vítimas e avaliação das ações desenvolvidas; criar mecanismos para que as vítimas sejam inseridas no processo de indenização; realizar capacitação dos Comitês Municipais para fortalecer as ações e a fiscalização local; implantar o protocolo de atendimento às vítimas nos hospitais municipais e regionais do Estado, localizados em áreas de risco de acidentes, e melhorar a estrutura do Espaço Acolher da Santa Casa, que atende vítimas de escalpelamento.
O Plano também inclui a realização de ações sistemáticas para prevenção dos acidentes de motor com a elaboração, confecção e distribuição de materiais informativos, educativos e preventivos; um acordo de cooperação técnica com outros órgãos para ampliar as condições de atendimento às vítimas; parcerias com organizações da mídia em geral, para divulgar a ocorrência e as consequências dos acidentes com escalpelamento no Estado, e organização e disponibilização do acervo de trabalhos acadêmicos sobre escalpelamento.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa


Humanização hospitalar é tema de reunião no Hospital das Clínicas
Membros da Câmara Técnica de Humanização Hospitalar do Pará estiveram reunidos nesta sexta-feira (3) na Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna para fazer a divulgação e apresentação de projetos, além de sistematizar as ações já implantadas e fomentar novas práticas voltadas à humanização da atenção em saúde.
Os representantes dos Comitês de Humanização se reúnem mensalmente. As reuniões ocorrem sempre em uma instituição diferente. O objetivo é efetivar os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) no cotidiano das práticas de atenção e gestão, qualificando a saúde pública e incentivando trocas entre gestores, trabalhadores e usuários.
A Câmara Técnica de Humanização é um dispositivo que possibilita o fortalecimento das discussões da Política Nacional de Humanização. Também contribui para a qualificação das ações de saúde, redirecionando os fluxos do serviço de saúde, a mobilização de parceiros, o acordo entre serviços e a criação de redes de atenção. A câmara também viabiliza trocas de experiências e planejamento coletivo.
A Câmara Técnica de Humanização é formada por representantes de serviços que compõem a rede SUS, como hospitais gerais e de ensino e pesquisa, urgência e emergência e hemocentros, e também por representantes do conselho de saúde, da secretaria de saúde, de movimentos sociais e de organizações não governamentais (ONGs). Ela agrega multiplicadores do Humaniza SUS, comprometidos com a mudança nos modos de atenção e gestão das unidades de saúde e que contribuem para aproximar e estimular o intercâmbio de experiências de humanização.
Para o coordenador estadual de Humanização Hospitalar do Pará, Guilherme Martins, as reuniões são a oportunidades de fortalecer os movimentos de humanização dentro de cada instituição de saúde e também de oferecer um espaço para que essas instituições possam discutir seus planos de trabalho. “Nossas reuniões são muito importantes para fortalecer o processo coletivo. Nossa proposta é fazer com que as discussões cheguem até os gestores de saúde”, disse.
O Hospital de Clínicas mantém um Grupo de Trabalho de Humanização, que dá apoio às ações já existentes, como o voluntariado e o parto humanizado. O grupo se reúne quinzenalmente para discutir ações e analisar a forma como a política de humanização está sendo feita no hospital. A atual meta é encontrar colaboradores para implementar o Comitê de Humanização Hospitalar.
Segundo a fonoaudióloga Elaine Lopes, que trabalha no hospital, o Comitê de Humanização terá como foco a promoção de rodas de conversa nos setores para coletar informações. “Nossas ações serão baseadas nos resultados dessas rodas. Vamos ouvir os trabalhadores, os gestores e os usuários e quem mais estiver interessado em contribuir para o processo de humanização”, finalizou.

Texto:
Anne Furtado-HC


Laboratório Central passa a fazer exames de carga viral para hepatite B
Com o objetivo de ampliar os serviços oferecidos à população, o Laboratório Central do Estado (Lacen) implantou o novo exame para o diagnóstico de biologia molecular que quantifica a carga viral da hepatite B (HBV). A técnica será usada com o auxílio dos aparelhos Estrator de DNA e RNA automático e o equipamento de PCR (Polymerase Chain Reaction) em tempo real, ambos adquiridos em parceria com o Ministério da Saúde.
O diagnóstico laboratorial da infecção pelo HBV é feito com base na pesquisa dos marcadores virais, presentes no soro de pacientes infectados, tanto na fase aguda quanto crônica. Para a farmacêutica bioquímica responsável pelo serviço de Biologia Molecular das Hepatites Virais do Lacen, Vanessa Guimarães, os testes são imprescindíveis para o acompanhamento, tratamento e avaliação do paciente.
Segundo a farmacêutica, o novo método ofertado aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) vai proporcionar um diagnóstico preciso e específico. Os pacientes não terão de esperar até dois meses para ter acesso ao resultado do exame de carga viral da hepatite B, que anteriormente era feito no Instituto Evandro Chagas.
“A partir de agora, o resultado do exame será entregue ao paciente em até 15 dias, possibilitando aos portadores do vírus da hepatite B que iniciem o tratamento da doença em tempo hábil, aumentando as chances de cura e diminuindo as sequelas, além de proporcionar ao médico o monitoramento de forma mais eficiente”, destacou Vanessa Guimarães.
O Lacen recebe por dia cerca de 40 amostras sorológicas, para o diagnóstico de carga viral. As coletas são de pacientes atendidos nos hospitais e unidades de referência em hepatites no Pará, como a Fundação Santa Casa de Misericórdia, Hospital de Clínicas Gaspar Viana e Hospital Universitário João de Barros Barreto, além dos Centros de Testagem e Aconselhamento e dos hospitais regionais de Redenção e de Tucuruí. Com o novo serviço, o laboratório passa a integrar a rede de laboratórios do Ministério da Saúde que faz exames para o HBV-DNA (carga viral para HVB).
Sebastião o diretor do Lacen, Licínio Lira, o avanço representa mais que uma conquista para o laboratório. “Com essa nova tecnologia implantada, quem sai ganhando é o paciente, que terá resultados rápidos de forma segura para o direcionamento do médico ao tratamento adequado”, acrescentou.
Segundo dados da Coordenação Estadual de Hepatites Virais, até o dia 14 de março deste ano foram notificados 281 casos de hepatites de todos os tipos no Pará; destes, foram confirmados 54 casos, dos quais oito são do vírus B. A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) intensifica as ações contra a doença em todo o Estado, incluindo atividades educativas para a prevenção e os serviços de saúde prestados em conjunto com os municípios, principalmente em comunidades de difícil acesso, como ribeirinhas e populações indígenas.
Causada pelo vírus B (HBV), a hepatite do tipo B é uma doença infecciosa também chamada de soro-homóloga. O VHB está presente no sangue, no esperma e no leite materno. A hepatite B é considerada uma doença sexualmente transmissível. Entre as causas de transmissão, estão: relações sexuais sem preservativo com uma pessoa infectada; infecção de mãe para filho durante a gestação, o parto ou amamentação; compartilhamento de material para uso de drogas (seringas, agulhas, cachimbos) e de higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, tatuagem e colocação de piercings) e por transfusão de sangue contaminado.

Texto:
Edna Sidou-Sespa
Fone: (91) 4006-4822 / 4823 / 


Secretaria do Tesouro Nacional encerra missão técnica no Pará
Foi encerrada nesta sexta-feira (3) a visita dos técnicos da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) ao Governo do Pará, para avaliar o cumprimento de metas do Programa de Ajuste Fiscal (PAF) relativas ao exercício de 2012, e fazer as projeções necessárias para estabelecer as metas relativas ao período 2013 a 2015.
A missão foi liderada pelo coordenador de Relações e Análise Financeira de Estados e Municípios da STN, Ricardo Botelho, com a presença do gerente de projetos, Carlos Renato Portilho. Nesta tarde, após as reuniões setoriais com os técnicos do governo, eles se reuniram com o secretário de Estado da Fazenda, José Tostes Neto, para fazer a avaliação final do encontro.
O Estado tem até o dia 31 de maio para assinar, junto com a STN, o relatório preliminar de execução do PAF 2012. Até outubro deste ano, será assinado o documento que prevê as metas para o período 2013 a 2015. Ano passado, o Pará cumpriu as seis metas estabelecidas pela Secretaria do Tesouro Nacional, resultando em gestão orçamentária, financeira e contábil em equilíbrio.
Segundo José Tostes Neto, o crescimento das receitas próprias e equilíbrio nas despesas demonstram o empenho do governo em manter as contas públicas ajustadas. Ricardo Botelho reforçou que a visita teve o objetivo de acompanhar a situação fiscal e definir, preliminarmente, as metas do PAF para os próximos anos. “Recebemos informações de que o Pará apresenta situação confortável”, concluiu.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa


Seduc divulga lista de vencedores do Concurso Pan-Amazônico de Redação
A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) divulgou nesta sexta-feira (3) os nomes dos vencedores da 3ª edição do concurso Pan-Amazônico Seduc de Redação, realizado no último dia 28 de abril, como parte da programação da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro. A premiação será no próximo domingo (5), às 16 h, no estande da Seduc, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia.
Dez alunos, cinco do Ensino Fundamental e cinco do Ensino Médio serão premiados. Os três primeiros lugares receberão prêmios e certificados de participação. Os dois últimos (4º e 5º lugares) receberão somente o certificado.
Em sua terceira edição, o certame tem entre seus objetivos selecionar e premiar redações de estudantes das escolas públicas, como forma de incentivar a criatividade, a originalidade, o raciocínio e a produtividade, e permitir a reflexão sobre um determinado tema. Cerca de 200 alunos de diversas escolas da rede pública estadual participaram do concurso.
Os alunos do Ensino Fundamental adotaram o formato narrativo-descritivo para desenvolver o tema “A escola que queremos”. Já os do Ensino Médio usaram a criatividade em um texto dissertativo-argumentativo, para falar sobre “A relação do homem amazônico com elementos da natureza na produção da sobrevivência”.
Vários critérios foram estabelecidos para seleção e avaliação das redações, como criatividade e originalidade do texto; adequação ao tema e ao gênero; presença de ideia central e ideias secundárias; argumentação consistente, pertinência, suficiência e relevância, propriedade e variedade de vocabulário; clareza de ideias e coesão, correção ortográfica, sintática e pontuação; higiene e organização do trabalho; legibilidade, margens regulares, parágrafos e ausência de rasuras.
Lista dos nomes dos alunos premiados nos dois níveis de ensino:
ENSINO FUNDAMENTAL

1º lugar: 8610231 – Lenita Cabral dos Anjos - F8MR01 - EEEF Dr. Justo Chermont
2º lugar: 8632351 – Helen Stephanie das Chagas Rodrigues - F8TR01 - EEEFM Prof. Poranga Jucá
3º lugar: 8611954 – Tiffany Hemily da Silva Figueiredo - F8MR02 - EEEF Dr. Justo Chermont
4º lugar: 8635873 – Jennifer Fonseca Soeiro - F8MR02 - EEEF Dr. Justo Chermont
5º lugar: 8840374 – Aline da Silva Machado - F8TR02 - EEEFM Prof. Poranga Jucá

ENSINO MÉDIO

1º lugar: 8780213 – Amanda da Cruz Santos - M2MR01 - EEEFM Prpf. Jorge Lopes Raposo
2º lugar: 8779290 – Denis Ramon da Silva Alves - M1MR01 - EEEFM Prof. Jorge Lopes Raposo
3º lugar: 8606686 – Érica Monteiro dos Santos - M1MR02 - EEEF Dr. Justo Chermont
4º lugar: 8755275 – Klayton Martins da Silva - M2TR01 - EEEFM Prof. Jorge Lopes Raposo
5º lugar: 8950974 – Yuri de Souza Belleza - M3ME01 - EEEFM Dr. Freitas

Texto:
Fabiana Batista-Seduc


Denatran divulga tema da Semana Nacional de Trânsito 2013
O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) divulgou o tema a ser trabalhado pelos órgãos de trânsito, este ano, durante a Semana Nacional de Trânsito. Ainda dentro do cronograma da Década Mundial de Ação pela Segurança no Trânsito, definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) escolheu o tema “Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito: efeitos, responsabilidades e escolhas”.
Atualmente, cerca de dois milhões de pessoas morrem por ano vítimas da violência no trânsito, e o número de feridos é ainda mais alarmante. No Pará, os dados não são diferentes. Apesar de os esforços dos órgãos de trânsito, a ocorrência de acidentes cresce a cada ano. É sabido que um dos fatores, atualmente, causadores de acidentes é o consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas, mesmo com o enrijecimento da lei seca, que impõe ao condutor sob efeito de álcool multa de R$ 1.915.
O Denatran lembra que a manutenção do veículo é de fundamental importância para que se tenha segurança no trânsito. De nada adiante ser um bom motorista, se o veículo não atende às solicitações exigidas em cada situação. Assim, mantê-lo em boas condições de tráfego é um fator importante para a prevenção de acidentes.
O tema também discutirá a responsabilidade de cada cidadão no trânsito. A decisão que cabe a cada indivíduo em assumir o risco de dirigir alcoolizado, de falar ao celular enquanto guia ou de transitar segurando com uma única mão o volante. A Semana Nacional de Trânsito –prevista no artigo 326 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – terá a missão de fazer o cidadão refletir sobre sua responsabilidade enquanto cidadão e integrante do sistema viário. A programação ocorre, anualmente, de 18 a 25 de setembro.

Texto:
Edson Matoso-Detran


Governador apresenta a chanceler italiano as potencialidades do Pará
As potencialidades ambientais, econômicas e culturais do Pará foram apresentadas na manhã desta sexta-feira (3) pelo governador Simão Jatene ao chefe da chancelaria consular da Itália no Brasil, Alberto La Belle. O encontro ocorreu no gabinete do Comando Geral do Polícia Militar, em Belém, e possibilitou o fortalecimento diplomático entre a região Norte do Brasil e a Europa.
Simão Jatene destacou, durante o encontro, as potencialidades do Pará e a possibilidade de fortalecer parcerias importantes na produção e na transferência tecnológica e de conhecimento. O governador garantiu que, na região, existem muitas possibilidades, entre elas a marca amazônica, que tem força no artesanato, turismo, biodiversidade e minério, entre outros segmentos.
“Imaginemos que vocês possam obter na Itália o artesanato da Amazônia sem perder a raiz da região. O grande desafio é como damos universalidade ao que temos de específico. Temos designers na área do couro que são magníficos em fabricação de bolsas e sapatos. Além disso, somos, por exemplo, grandes produtores de minério”, apontou o governador, destacando, na área cultural, eventos como a Feira Pan-Amazônica do Livro, que está na 17ª edição, e o Festival Internacional de Ópera do Theatro da Paz, que este ano chega ao 12º ano.
O chanceler Alberto La Belle veio a Belém para se apresentar ao governador e convidar os empresários paraenses a um dos maiores eventos internacionais que ocorrem, em 2015, em Milão, na Itália, a Expo Milano 2015. “Com a mudança da jurisdição dos consulados italianos no Brasil e a responsabilidade da embaixada italiana pelo Pará, viemos nos apresentar ao governador e conhecê-lo, de forma a nos colocarmos à disposição. Nossa intenção perpassa, também, pelas oportunidades de colaboração bilateral com o governo italiano e o Estado do Pará”, frisou Alberto.
O chanceler aproveitou a oportunidade para convidar empresários paraenses para a Expo Milano 2015, evento educacional e científico de alcance mundial, que visa explorar os desafios e soluções relacionadas à nutrição e desenvolvimento sustentável. O evento vai discutir questões relacionadas à segurança e à disponibilidade dos alimentos, nutrição e cultura da alimentação.
A Expo Milano terá duração de seis meses (de 1° de maio até 31 de outubro). No decorrer do período, é esperada a participação de 20 milhões de visitantes, de 130 países expositores, além de dois mil eventos de vários tipos, desde debates, conferências e simpósios sobre políticas para os eventos culturais e gastronômicos. A participação do Pará deve ser promissora à região e aos empresários.

Texto:
Cora Coralina-Secom


Feira do Livro homenageia o centenário do poeta Vinicius de Moraes
No ano em que se comemora o centenário do nascimento de um dos principais compositores da Música Popular Brasileira, Vinicius de Moraes, a Secretaria de Estado de Cultura (Secult) reservou ao poetinha um espaço de destaque na programação da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro, que ocorre no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, até domingo (5).
A principal homenagem ao poeta será domingo, com o cantor Toquinho, seu grande parceiro de composições, que comanda o show “Toquinho canta Vinícius”, no encerramento do evento. Serão distribuídos mil ingressos, a partir das 10 horas, com limite de quatro bilhetes por pessoa, a serem entregues no balcão de informações do primeiro piso do Hangar, em frente às escadas rolantes.
Toquinho e banda interpretarão clássicos que marcaram a carreira do compositor, como “Aquarela”, “Tarde em Itapuã”, “Que Maravilha”, “Samba pra Vinicius de Moraes” e “Carolina Carol Bela”. O show também traz canções do mais recente disco de Toquinho, “Quem Viver, Verá”, lançado pela gravadora Biscoito Fino, após um intervalo de oito anos sem gravar inéditas.
Fotografias– Desde a abertura, dia 27 de abril, a feira também recebe a exposição “Os amigos do meu pai”, homenagem feita pelo fotógrafo e filho de Vinicius, Pedro de Moraes, ao pai. A mostra é resultado de cinco anos de pesquisa do fotógrafo e reúne imagens que retratam a intimidade e a proximidade nos encontros de Vinicius de Moraes e amigos. Entre eles estão nomes como Caetano Veloso, Chico Buarque, Tom Jobim, Gilberto Gil, Cartola e Maria Bethânia.
Neste sábado (4), Vinicius de Moraes também é o tema da palestra da Cristine Chalu Pacheco, dentro do Ciclo de Literatura e Cultura Brasileira, na Sala Belém. A palestra finaliza o ciclo, às 16h30, e terá a intervenção artística de Marton Maués. Antes, o ciclo – que começa às 10h30 – debaterá nomes como Rubem Braga, Guimarães Rosa e Age de Carvalho.
“Um poeta tão importante para a nossa cultura de forma geral como é Vinicius de Moraes merece esse espaço dentro da programação, que destaque o centenário do seu nascimento”, afirma a coordenadora da feira, Andressa Malcher. Segundo ela, este ano, o evento tem sido sucesso de público e de vendas. “A participação do público tem sido maravilhosa, tanto na visitação dos estandes, quanto nas atividades culturais e acadêmicas”, comenta.
Serviço: show “Toquinho canta Vinicius”, com Toquinho e Banda. Domingo (5), às 20h30, no encerramento da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro. Os ingressos serão distribuídos no dia do show, a partir das 10 horas, no balcão de informações do primeiro piso do Hangar.

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Praça Batista Campos recebe Feira de Talentos do Servidor neste domingo
Bijuterias, bolsas, perfumes regionais, porta-joias e objetos de decoração são alguns dos itens que estarão à mostra na 15ª Feira de Talentos do Servidor Público, que a Escola de Governo do Pará (EGPA) promove domingo, 5, a partir das 9 horas, na praça Batista Campos, em Belém. Além de conferir o talento dos servidores públicos estaduais o público encontrará boas opções em presente para o Dia das Mães.
A feira reúne a produção artesanal de servidores ativos e inativos de 29 órgãos estaduais em 82 barracas, organizadas em redor do coreto central da praça. Além do artesanato, a Feira de Talentos também terá atrações culturais, como a apresentação dos idosos assistidos pelo Centro da Terceira Idade Palácio Bolonha, pela manhã, e do Grupo do Bilão, que fará show musical encerrando o evento, a partir das 16 horas.
O evento tem a finalidade de valorizar o servidor público, oferecendo infraestrutura para que ele possa mostrar as aptidões desenvolvidas fora do ambiente de trabalho. Toda a renda obtida na comercialização dos produtos é destinada aos próprios expositores.
As secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Saúde Pública (Sespa) e a Fundação de Atendimento Socioeducativo (Fasepa) são as instituições com o maior número de representantes na Feira de Talentos, que também tem a participação de funcionários de diversos órgãos, como o Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Hospital Gaspar Vianna, Santa Casa e Fundação Carlos Gomes.


Trajetória de Raimundo Jinkings é tema de seminário na Feira do Livro
Além do poeta santareno Ruy Barata, escritor homenageado da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro, outra personalidade importante na atuação política e cultural de Belém, o livreiro Raimundo Jinkings, ganhará destaque na programação deste ano. Ao longo da vida, Jinkings construiu uma trajetória de projeção nacional e realizou inúmeras ações de incentivo à leitura em Belém. Neste sábado, 4, e domingo, 5, ele será tema de um seminário especial, organizado por Isa Jinkings, na Sala Marajó, sempre a partir das 14 horas.
Duas palestras estão programadas para o primeiro dia: “Raimundo, relato de vida”, por Isa Jinkings, e “Jinkings, livreiro e formador”, por Amarílis Tupiassu. No domingo, Roberto Corrêa abordará a “Trajetória profissional, sindical e política”. Logo depois será a vez de Alfredo Oliveira falar da “Atuação no Partido Comunista”. “O público vai poder conferir um pouco da vida de dele, sob os mais variados aspectos, não só como livreiro, mas também como grande formador, político, sindicalista e jornalista que ele foi”, comenta Isa Jinkings.
Nascido entre trabalhadores rurais no pequeno povoado de Turimirim, distrito do município de Santa Helena, no Maranhão, Raimundo Jinkings chegou a Belém em 1945, aos 18 anos. A data marca um novo tempo na vida de Jinkings e do país. Era 29 de outubro de 1945, dia da deposição de Getúlio Vargas, provocada por um golpe do Exército, determinando o fim do Estado Novo. “Essa passagem, por exemplo, será abordada pelo Alfredo (Oliveira), no domingo, quando ele falar da vida política do Raimundo”, adianta Isa.
Amante de ideiais libertários e democráticos, ele logo cedo começou a trabalhar como jornalista e bancário, dedicando-se às lutas de resistência dos trabalhadores contra a exploração capitalista e por sua emancipação econômica e política. Integrou o Partido Comunista Brasileiro, foi preso e teve seus direitos políticos cassados, sendo sumariamente afastado de seu emprego em um banco estatal, pelo AI5, em dezembro de 1968.
Quando saiu da prisão foi nos livros que Raimundo Jinkings buscou uma alternativa de sobrevivência. Leitor voraz, ele tinha reunido em sua casa um rico acervo de livros, que comprava pelo reembolso postal, numa época na qual Belém carecia de livrarias. Foi esse contato próximo com editoras do Sul do país que deu origem à Livraria Jinkings. Na condição de livreiro, Jinkings exerceu importante atividade formativa e política. A Livraria fundada por ele tornou-se um ponto de encontro de estudantes, professores, artistas e intelectuais em geral, que buscavam ali não somente uma literatura crítica, mas também um espaço de discussão e reflexão sobre os rumos do país.
A trajetória do livreiro também está exposta no Estande Raimundo Jinkings, no Pavilhão dos Estandes, de frente para as escadas rolantes do Hangar. No local, algumas peças do arquivo pessoal da família Jinkings estão expostas. Entre elas, a máquina de escrever utilizada por Raimundo, livros com ideais comunistas, uma das paixões de Jinkings, além de recortes de jornais e biografias colecionadas pela família, como o título “Entre as letras as baionetas: A trajetória de Raimundo Jinkings”, de Jocelyn Brasil, entre outras peças.
Serviço: Seminário Raimundo Jinkings, neste sábado, 4, e domingo, 5, sempre a partir das 14 horas, na Sala Marajó, 2° piso do Hangar. Aberto ao público em geral e com entrada franca. A programação completa pode ser consultada no site oficial da feira: www.feiradolivro.pa.gov.br.

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Operação Hypnus volta às ruas da Grande Belém
O Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM) volta às ruas da Grande Belém neste fim de semana com mais uma edição da operação Hypnus, destinada a fiscalizar casas noturnas, bares, boates e similares. A ação, feita em parceria com a Policia Civil, Conselho Tutelar e órgãos municipais, promove abordagens e buscas pessoais e de local com o objetivo de identificar e coibir a presença de menores desacompanhados ou em situação de risco, além de prevenir e atuar no enfrentamento de crimes diversos.
Também no final de semana o Ccomando de Policiamento da Capital (CPC) prossegue com a Operação integrada Eirene em vários pontos da capital. A ação, realizada com apoio de diversos órgãos do Sistema Estadual de Segurança Pública, segue até a segunda-feira, 5, com várias ações de ocupação de área e fiscalizações.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar


Polícia Rodoviária Estadual apreende madeira ilegal
A companhia de Polícia Rodoviária Estadual apreendeu 25 metros cúbicos de madeira durante o trabalho de fiscalização nas rodovias paraenses. A carga foi localizada no Km 395 da PA-150, no trecho compreendido entre os municípios de Nova Ipixuna e Marabá.
Durante a ação, os policiais militares abordaram um veículo, tipo carreta, proveniente de Santa Catarina. No veículo, 25 metros cúbicos de madeira estavam sendo transportados com destino ao estado de Goiás, mas a nota fiscal da mercadoria apresentava várias discrepâncias em relação à placa do veículo e ao contido no documento.
Em contato com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente de Marabá e em consulta simplificada ao Sisflora, foi possível confirmar que também o Guia Florestal (GF) fora adulterado. Atendendo orientações da secretaria de meio ambiente, por meio de sua secretaria municipal, o caminhão foi encaminhado para o pátio da secretaria de meio ambiente para serem feitos todos os procedimentos legais e administrativos.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar


Sespa apóia workshop em Mastologia
A Coordenação Estadual de Saúde da Mulher, vinculada à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), estará apoiando a realização do Workshop em Mastologia, promovido pelo Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC), de São Paulo. O evento, voltado para médicos, enfermeiros e equipe multidiciplinar, acontecerá no auditório do Hotel Crowne, em Belém. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas diretamente pelo telefone (91) 4006-4293 ou pelo site do IBCC (www.ibcc.org.br). Serão disponibilizadas 70 vagas, sendo 50 destinadas a médicos, 10 a enfermeiros e 10 para a equipe multidisciplinar.
O IBCC, como realizador da campanha 'O Câncer de Mama no Alvo da Moda' desde 1995, encontrou no Workshop em Mastologia uma forma de agradecer e reconhecer o apoio recebido pelos colaboradores ao longo de todos esses anos. O objetivo desta iniciativa é contribuir para a disseminação do conhecimento em Mastologia em todo o País. O conteúdo contempla todas as fases do tratamento do câncer de mama e gestão de políticas públicas.
O próximo evento acontecerá em João Pessoa (PB) no dia 15 de junho. Esta é a segunda edição do evento este ano. Em 2012 o Workshop aconteceu em São Luís (MA), Boa Vista (RR), Porto Velho (RO), Campo Grande (MS), Maceió (AL) e Macapá (AP). (Com informações da Assessoria de Comunicação do IBCC).

Texto:
Mozart Lira-Sespa


PCT Guamá recebe propostas para edital de lotes a partir de segunda-feira
Novas empresas de tecnologia interessadas em implantar bases no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá) têm até o dia 6 de junho para apresentar propostas ao edital de lotes. O PCT Guamá é o primeiro parque tecnológico em operação na Amazônia e tem as áreas de Biotecnologia, Tecnologia da Informação e Comunicação, Energia, Tecnologia Ambiental e Tecnologia Mineral como prioritárias para negócios e pesquisas.
Entre os benefícios às empresas que têm interesse em implantar bases no PCT Guamá estão a presença sinérgica de pequenas, médias e grandes empresas de vários setores de base tecnológica no mesmo espaço; incentivos fiscais e interface favorável com universidades, centros de pesquisa e desenvolvimento e com o setor produtivo.
Mais de dez empreendimentos estão em fase de operação e implantação no PCT Guamá: Centro de Excelência em Eficiência Energética da Amazônia – Ceamazon  (Energia); Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe (Tecnologia Ambiental); Laboratório de Qualidade do Leite (Biotecnologia); Laboratório de Alta Tensão (Energia); Espaço Inovação (que receberá laboratórios de pesquisa e desenvolvimento e disponibilizará, por meio de edital, salas para empresas de pequeno e médio portes).
Também estão presentes no PCT Guamá o Instituto Tecnológico Vale – ITV (Desenvolvimento Sustentável); Laboratório de Engenharia Biológica (Biotecnologia); Laboratório de Instrumentação para Produtos Agroindustriais (Biotecnologia); Laboratório de Óleos Vegetais e Derivados (Biotecnologia); Laboratório de Referência em Fitossanidade e Manejo (Biotecnologia); Laboratório de Sensores e Sistemas Embarcados (TIC) e a Escola Técnica Profissionalizante da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
Também estão em fase de projeto a Parafarma (Biotecnologia); o Instituto Senai de Inovação (Tecnologia Mineral); o Centro de Acreditação de  Laboratórios do Imetropará (Metrologia) e o Laboratório Amazon Fer (Tecnologia de Pontes e Ferrovias).
O PCT Guamá tem gestão da Fundação Guamá, por meio de um convênio entre Secretaria de Estado, Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), a UFPA e a Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra) e conta com aporte financeiro da Secretaria de Estado, Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).
Também tem o apoio da Embrapa Amazônia Oriental, da Eletrobrás/Eletronorte, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Pará (Sebrae), da Universidade do Estado do Pará (Uepa), do Museu Paraense Emílio Goeldi e da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
Serviço:
A versão eletrônica do edital está disponível no link www.comprasnet.gov.br. Pesquisar Concorrência 19/2012, publicada no dia 27/11/2012. Mais informações: (91) 3321-8900 / www.pctguama.org.br.



Governo discute decreto que regulariza a atividade garimpeira no rio Tapajós
O secretário de Estado de meio Ambiente (Sema), José Alberto Colares, reuniu-se nesta quinta-feira, 2, no município de Itaituba, região do Tapajós, com representantes do setor mineral para discutir o Decreto 174,  assinado pelo Governador Simão Jatene, em abril, que proibiu a utilização de dragas e pás carregadeiras no leito do rio Tapajós.
Além da prefeita de Itaituba, Eliene Nunes, também participaram da reunião o secretário de Planejamento do município, Dirceu Frederico; o presidente da Câmara de Vereadores, Wescley Tomaz; representantes da Cooperativa Mista de Desenvolvimento do Cripurizão (Comidec), da Cooperativa de Ouro (Coopouro) e da Cooperativa dos Garimpeiros da Amazônia (Coogam).
O decreto 174, que visa à regularização da atividade garimpeira no rio Tapajós, motivou uma audiência pública solicitada pela classe garimpeira, que pretende debater a legalização da atividade, responsável por 80% da economia da região. “Estamos fazendo um pacto de organização. Um pacto em que o garimpeiro possa organizar sua lavra dentro da lei”, afirmou o presidente do Conselho Nacional dos Garimpeiros, José Alves.
Segundo Alves, as dragas chegam a gerar R$ 45 milhões por ano e a consumir R$ 33 milhões em litros de diesel, mas o lucro não fica em Itaituba. “O dinheiro do ouro gira, mas pouquíssimo fica”, lamentou.
O decreto foi publicado depois de um sobrevoo pela região realizado pelo secretário de Meio Ambiente do Pará, Alberto Colares, em fevereiro deste ano. As imagens revelaram um severo impacto ambiental no leito do rio Tapajós. Para a prefeita, a oportunidade é histórica. “Este momento é ímpar, pois é a primeira vez que o Estado se propõe a conversar com o garimpeiro”, disse.
A audiência pública para discutir o decreto 174 ocorre nesta sexta-feira, 3, nas dependências do Clube Atlético Cearense, às 14h. Existe a previsão de que compareçam aproximadamente cinco mil pessoas, entre garimpeiros de Santarém, Jacareacanga, Trairão, Aveiro, Novo Progresso, Rurópolis e até do Mato Grosso, que confirmaram presença.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema


Solicitação eletrônica de benefícios fiscais pela internet começa dia 6 de maio
Na próxima segunda-feira, 6 de maio, começa a funcionar o novo Serviço de Benefícios Fiscais pelo Portal de Serviços da Secretaria da Fazenda (Sefa) na internet. Em maio o atendimento será voltado somente a deficientes físicos. Na primeira fase serão atendidas pessoas com deficiência, taxistas e empresas dos setores florestal e moveleiro. O projeto prevê que, até a conclusão, todas as concessões de benefícios fiscais pelo Estado sejam feitas pelo Portal de Serviços.
Pessoas com deficiência física, visual, mental severa ou profunda ou autistas podem adquirir, a partir deste ano, veículo automotor novo, diretamente ou por intermédio de seu representante legal, com isenção do Imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação (ICMS). O benefício será transferido ao adquirente do veículo, mediante redução no preço. Pessoas com deficiência também têm direito à isenção do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A estimativa é de que existam, no Pará, cerca de dois milhões de pessoas com deficiência.
O processo de concessão do sistema será via internet, desde a solicitação, análise e emissão dos pareceres. A documentação comprobatória será digitalizada e enviada à Secretaria da Fazenda, não havendo tramitação em papel, o que representa uma inovação em relação aos serviços prestados pela Secretaria da Fazenda. “A solicitação eletrônica dará mais agilidade e segurança na concessão de benefícios fiscais. Antes da informatização o processo era todo manual”, informa a diretora de Tributação da Secretaria da Fazenda, Roseli Naves. Ela orienta os deficientes a buscarem informação sobre o procedimento a ser adotado para fazer a solicitação eletrônica, acessando o site da Sefa (www.sefa.pa.gov.br), área do Manual do Atendimento, ou pelo call Center 0800 725 5533.
O projeto de implantação de benefícios fiscais pela internet é resultado do programa de modernização da administração tributária, financiado pelo banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Neste primeiro momento o sistema informatizado da Sefa estará interligado ao sistema do Departamento de Trânsito (Detran), para concessão dos benefícios a pessoas com deficiência e taxistas. Posteriormente ele será integrado ao sistema da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), para cadeia florestal e industria moveleira. No segundo módulo, serão integrados os sistemas da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), para atender a política de incentivos, e a Fundação Tancredo Neves, responsável pela apreciação do incentivo destinado à Cultura, através da Lei Semear.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa


Governo cria Comissão Especial de Vistoria Técnica dos prédios públicos
A Secretária de Estado de Administração (Sead), em conjunto com o Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBM), publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), desta sexta-feira (3), a portaria que estabelece uma Comissão Especial de Vistoria Técnica para coordenar as ações de verificação das condições atuais referentes à segurança contra incêndio e controle de pânico dos prédios vinculados ao Estado.
Também foram criadas subcomissões, por área governamental, que estão sendo orientadas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado. O grupo já iniciou os trabalhos e, ao final de cada vistoria, um relatório é emitido contendo o diagnóstico da situação encontrada nos prédios e entregue para o gestor do órgão, com prazo para adotar providências. Já passaram pela vistoria os hospitais da rede pública estadual da Região Metropolitana de Belém e, agora, está em andamento o cronograma de vistorias nas escolas estaduais com a subcomissão formada por técnicos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
A comissão é formada pela Sead, Corpo de Bombeiros e Secretarias de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), Obras Públicas (Seop) e Saúde Pública (Sespa). O grupo deverá apresentar em 2014, o relatório final contemplando todas as ações realizadas no período.
"Optamos por priorizar a região metropolitana por ser a área com a maior quantidade de prédios públicos do Estado, que concentram o maior número de pessoas", enfatizou o diretor de Gestão de Patrimônio da Sead, Paulo Pereira. "O objetivo é concluirmos este levantamento até 2014, se não de todos os prédios; ao menos os localizados na região metropolitana e nos municípios do interior com maior área habitacional, como Santarém, Marabá e Altamira", completou.
"A orientação do governador Simão Jatene é para que esta comissão atue de forma integrada a potencializar a capacidade de detectar e sanar as irregularidades verificadas nos imóveis, dentro do menor prazo possível", ressalta Alice Viana, secretária de Estado de Administração.

Texto:
Ellen Freitas-Sead


Abacaxi do Marajó vai ganhar os mercados nacional e internacional
O município de Salvaterra, na ilha do Marajó, é o segundo maior produtor de abacaxi do Pará. A colheita prevista para este ano é de 1,2 milhão de frutos, em 400 hectares de área plantada. Para estimular a comercialização dessa produção, a Secretaria Estadual de Agricultura (Sagri), com o apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Pará (Sebrae), vai lançar um programa que busca agregar valor ao produto e garantir a sua inserção no mercado consumidor nacional e até internacional. Para isso, o Governo do Estado vai apoiar a industrialização do fruto para garantir que ele chegue às principais redes de supermercados e a outros pontos importantes de varejo. “Com o programa, queremos garantir um produto com maior valor agregado e acessível a um maior número de consumidores, além de assegurar uma política de geração de renda aos produtores”, destaca o titular da Sagri, Hildegardo Nunes.
O abacaxi cultivado na região do Marajó é da variedade pérola, que se destaca pela qualidade, tamanho, e sabor, próprio para o consumo in natura. Hoje, os frutos atendem principalmente a demanda da Região Metropolitana de Belém, onde habitualmente as vendas são feitas sem nenhum critério de classificação, padronização ou organização da cadeia de distribuição e comercialização do fruto. O resultado é a estagnação da base produtiva, limitação na venda a atravessadores, falta de qualidade do produto, venda em canais pouco usuais e o baixo valor agregado. “Diante disso, há a necessidade de se buscar uma solução efetiva para mudança do cenário atual a fim de que haja expansão da base produtiva e das vendas, tanto no âmbito interno como para atender aos mercados nacional e internacional. E isso pode ser feito por meio da agregação de valor ao produto durante o processo de verticalização e industrialização”, reforça o titular da Sagri, que contou com o apoio da empresa Alimento Seguro na elaboração do projeto, ainda em fase de ajustes.
A previsão é de que o programa seja desenvolvido em etapas que envolvem desde a seleção de produtores até a implantação de unidade de processamento e de entreposto de comercialização do fruto. Outro passo importante será a criação de uma marca própria para identificar o abacaxi produzido no Marajó, com a seleção de frutos de alto padrão de qualidade e atendendo aos critérios de boas práticas agrícolas, de sustentabilidade e do desenvolvimento social.
Com o processo de agroindustrialização do fruto, o objetivo, além de alcançar novos mercados, é também criar novos padrões de consumo, possibilitando um melhor aproveitamento da fruta a partir da produção de doces, licores, polpa e compotas. O programa, que irá abranger principalmente os municípios de Salvaterra e Soure, foi entregue ao Sebrae, que apoiará o processo de implantação do projeto.
Abacaxi – O Pará é o segundo maior produtor nacional de abacaxi, destacando-se como principais produtores os municípios de Floresta do Araguaia, no sul paraense, e Salvaterra, na ilha do Marajó.
Floresta do Araguaia é maior produtor nacional da fruta. No município funciona a maior indústria de processamento de suco concentrado do país, com capacidade de processamento de quatro mil toneladas de frutos/mês. O produto é exportado para diversos países da União Européia, Mercosul e Estados Unidos.
Em Salvaterra, 90% dos 800 agricultores familiares se dedicam à cultura, responsável pela maior fonte de renda do município. No pico da safra são gerados cerca de dois mil empregos diretos e indiretos, beneficiando 10% da população local. Um diferencial da produção local é o período da colheita, que permite a entrada do produto no mercado no período da entressafra, estendendo-se de abril a setembro. A qualidade do abacaxi produzido em Salvaterra, embora a produção abasteça principalmente os mercados da RMB, já atrai compradores de Goiás, Minas Gerais e São Paulo.

Texto:
Tânia Monteiro-Sagri


Santa Casa realiza curso do Método Canguru
A Fundação Santa Casa do Pará realiza no período de 6 a 10 de maio de 2013, das 8h às 12h, o curso de Atenção Humanizada ao Recém Nascido de baixo peso, que é atendido pelo Método Canguru, desenvolvido na instituição. O evento tem como objetivo capacitar e sensibilizar o atendimento humanizado e de qualidade dos profissionais da residência médica e Multiprofissional da Santa Casa.


Fest Feira Irituia divulga atividade agrícola da região
Cerca de cinco mil pessoas são esperadas, neste sábado (4), no Fest Feira Irituia, o maior evento de divulgação da atividade agrícola do município, no nordeste paraense. Serão 31 estandes para visitação e comercialização de produtos rurais. Na Praça Mário Rodrigues dos Reis, a partir das 17 horas, os visitantes terão acesso ainda a atividades culturais e comidas típicas.
A ação é uma parceria entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e Secretaria Municipal de Agricultura. Segundo o coordenador local da Emater, o engenheiro agrônomo Wildson Moraes, o público terá à disposição estandes institucionais dos parceiros e de agentes financeiros, além das duas maiores cooperativas rurais de Irituia, para atendimentos e orientações.
Para a pedagoga da Emater, Wagma Lima, que está na coordenação do evento, no espaço da Emater, por exemplo, que terá 10 metros quadrados, o visitante vai conhecer os trabalhos desenvolvidos pela empresa no município, “como as atividades de piscicultura em tanques escavados e as hortas suspensas, com a utilização de garrafas pets, uma solução ecologicamente correta para aquelas pessoas que não têm espaço em casa para canteiros, ou que possuam animais pequenos”, ressaltou a extensionista.
Um dos objetivos centrais do evento é oportunizar a comercialização de produtos rurais provenientes da agricultura familiar, público beneficiário da Emater. Nas barracas para a venda de produtos agrícola, o interessado poderá adquirir produtos com até 15% de desconto, já que o produtor irá comercializar sua produção direto ao consumidor final. “O forte do nosso município, como a farinha, o açaí e as poupas de frutas, podem ser adquiridas por um preço diferenciado em relação ao que é comercializado nas feiras e supermercados”, destaca Wagma Lima.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater


Funcionários do Detran em luto por morte de servidor
O Departamento de Trânsito do Pará (Detran) lamenta informar o falecimento do servidor Sebastião Pinheiro dos Santos, o Sabá, como era conhecido. Ele estava internado há 13 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Saúde da Mulher, em Belém, onde acabou falecendo nesta madrugada, às 2h30, de enfisema pulmonar.
O diretor geral do Detran, Walter Pena, manifesta condolências aos familiares e colegas de trabalho do servidor, que durante 25 anos contribuiu para o engrandecimento da autarquia onde exercia suas atividades com dignidade. Sebastião também era conhecido por ser uma pessoa prestativa, bem humorada e de ótimo relacionamento com os colegas. O velório está acontecendo na capela Sociedade Recanto Verde, localizada na avenida Tavares Bastos, 392. O enterro será as 15h30 no cemitério São Jorge, no bairro da Marambaia.


Santa Casa inicia programação em homenagens às mães internadas
A Fundação Santa Casa do Pará, por meio do Serviço de Terapia Ocupacional, organiza, nesta segunda-feira, 6, oficinas de beleza e arte para mães internadas. O projeto visa comemorar o Dia das Mães dentro das enfermarias. Segundo Clévia Dantas, terapeuta ocupacional, as oficinas são uma forma lúdica de passar o tempo. “Algumas mães ou pacientes já relataram que produziram esses materiais em casa e venderam. Todos nós temos problemas, mas sempre há um novo caminho a ser seguido”, diz Clévia Dantas. A programação do dia 6 também conta com terapia musical com Leno, da dupla Beto e Leno, e na quarta-feira haverá corte de cabelo, escova e maquiagem para as servidoras, na sexta-feira, um café da manhã será servido às mães da Santa Casa.


Sespa divulga novos dados da dengue no Estado
A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou nesta sexta-feira, 3 o oitavo informe epidemiológico sobre a situação da dengue no Pará. Até o momento, foram notificados 9.942 casos da doença, dos quais 3.678 foram confirmados, com a seguinte classificação: 3.654 de dengue clássica, 15 de dengue com complicação, cinco de febre hemorrágica da dengue e quatro de síndrome do choque da dengue. Em relação ao último boletim, divulgado no dia 17 de abril deste ano, foram mais 996 novos casos confirmados em todo o estado.
Comparado ao mesmo período de 2012, quando os casos confirmados da doença somavam 8.900, pode-se afirmar que houve uma redução de mais de 60% em relação ao ano passado. Dados divulgados pela Coordenação do Programa Estadual de Controle de Dengue indicam que os municípios com maior número de notificações são Santarém (1.408), Belém (824), Parauapebas (544), Marabá (390), Oriximiná (355) e Juruti (261). A maioria dos casos confirmados está em Santarém (640), Parauapebas (319), Oriximiná (303), Juruti (260) e Belém (225).
Em relação às mortes provocadas pela doença, há confirmação de quatro óbitos: um em Rurópolis, um em Oriximiná, e no terceiro, apesar da vítima ser residente em Paragominas, a morte ocorreu em Garulhos (SP). O quarto óbito foi de uma pessoa residente em Medicilândia, mas ocorrido em Altamira.
Segundo o Departamento de Controle de Endemias, a Sespa continua auxiliando os municípios para o combate à dengue no estado, principalmente nas regiões sul e sudeste do Pará. A secretaria trabalha na mobilização junto aos hospitais regionais e municipais, entidades e sociedade civil. E com o apoio dos Centros Regionais de Saúde, também auxilia os municípios para a elaboração do plano de trabalho para a prevenção da doença. Além do valor recebido a cada quatro meses, os municípios paraenses já receberam este ano recurso extra do Ministério da Saúde para intensificar as ações contra a doença. O valor varia de acordo com a necessidade per capita de cada localidade.
Ações - A Sespa ainda ajuda os municípios com insumos e inseticidas para o controle do vetor. As principais ações desenvolvidas são o bloqueio imediato da transmissão, nas localidades ou bairros que notificam casos; atividades de educação e comunicação, visando sensibilizar a população para o problema; articulação com órgãos municipais de saneamento e limpeza urbana para melhorar a coleta e destinação adequada do lixo, e manutenção das atividades de rotina no combate ao mosquito transmissor.
No período de chuvas aumenta o risco de se contrair dengue. Por isso a Sespa alerta a população sobre os cuidados necessários para prevenir a doença, como a retirada de objetos que possam acumular água nos quintais, de folhas e outros materiais, além da limpeza de calhas, para evitar água parada e impedir a proliferação do mosquito Aedes aegypti.
Mais informações sobre dengue são fornecidas pelas secretarias municipais de Saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555, e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além do telefone (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos distritos administrativos da Prefeitura: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).

Texto:
Mozart Lira-Sespa


Poupança Premiada Banpará 2013 entrega os prêmios do primeiro sorteio
Os ganhadores da campanha Poupança Premiada Banpará 2013 receberam das mãos dos diretores e gerentes, nesta sexta-feira (3), os prêmios do primeiro sorteio realizado pela Loteria Federal. Os prêmios sorteados somam um total de R$ 60 mil, sendo 10 vales-compra no valor de R$ 1.000,00 e dois no valor de R$ 5.000,00, cada um; além de um tablet; 1 televisão de plasma com 42”; 1 motocicleta Honda e 1 automóvel Fiat Uno 0 km.
Estavam concorrendo às premiações clientes que depositaram o valor mínimo de R$ 50. A apuração do resultado foi realizada no dia 18 de abril. A grande vencedora, que faturou o carro, foi Herigeyse Barbosa Lima, que é administradora e cliente do Banpará há mais de 3 anos. A ganhadora estava muito emocionada pela premiação e afirmou: “Quando me ligaram não acreditei, só depois que li o meu nome no site foi que caiu a ficha, agora eu acredito nessa premiação. Vale a pena poupar no Banpará!”. Herigeyse Lima é cliente da Agência BR (Ananindeua) e comemorou a vitória com sua gerente, Edileuza Moreira.
Outros ganhadores também compareceram à premiação: Abílio Fonseca, da agência Telégrafo, ganhador da Motocicleta Honda 0 km; Claudete Rodrigues, da agência Estrada Nova; Ana Cataria e Nicecleia Ferreira, ambas da agência Belém Centro, além de Edwirges Maltez, da agência Senador Lemos, que faturaram o vale-compra no valor de R$ 1.000,00. Maria Raimunda Aleixo, de Ananindeua (Castanheira) e Vanessa Viana da Graça, de São Brás, faturaram o vale-compra no valor de R$ 5.000,00.
Edileuza Moreira, gerente geral da agência BR- Ananindeua, considera a premiação um marketing para vender ainda mais a poupança. “A agência BR Ananindeua dá sorte para os clientes, já é o segundo carro que sai. A premiação do nosso cliente é um combustível a mais na hora de oferecer o produto. Além de demonstrar a idoneidade e transparência dos produtos e serviços do Banco”, enfatizou.

Texto:
Yedda Bevilacqua-Banpará


Centro de Perícias Científicas assina convênio para acesso de laudo online
O Centro de Perícias Científicas (CPC) “Renato Chaves” assinou na última quinta-feira, 2, um termo de cooperação técnica e financeira com o Tribunal da Justiça do Estado e o Ministério Público do Estado para a execução do novo Sistema Informatizado de Perícias e Laudos (SIPL) do órgão. O software possibilitará acesso imediato de delegados de Polícia Civil, magistrados e membros do MPE aos resultados de laudos periciais por meio do portal de consultas do CPC, chamado de Laudo Online.
O novo sistema, adquirido a um custo R$ 900 mil, foi desenvolvido pela Gerência de Informática do Centro de Perícias e promete garantir mais agilidade aos processos jurídicos, cíveis e criminais no Pará. O objetivo é possibilitar que os serviços prestados pela perícia fiquem interligados aos dos demais órgãos, disponibilizando consultas e permitindo que o encaminhamento dos laudos ocorra de forma segura, por meio de certificação digital.
Com o novo suporte, as autoridades poderão acessar aos laudos por meio do número do inquérito, número do Boletim de Ocorrência (BO), nome do periciando ou de protocolo gerado pelo sistema do CPC em qualquer município do Estado. A previsão é que a nova ferramenta esteja pronta até dezembro deste ano e passe a funcionar no início de 2014, mediante treinamento das partes envolvidas.
A utilização do Laudo Online não é destinada à população, já que os laudos são documentos de inteira responsabilidade de uma autoridade policial ou judiciária. Contudo, o software poderá ser utilizado pelas delegacias de Polícia Civil, pois será interligado ao Sistema Integrado de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Pará (SISP) e terá capacidade de atender as demandas de qualquer unidade policial paraense conectada à rede.
Para o diretor geral do CPC, Orlando Salgado Gouvêa, com a implantação deste sistema a Perícia Oficial do Estado do Pará viverá um novo tempo. “A consulta eletrônica foi elaborada com o intuito de oferecer agilidade e segurança aos processos jurídicos de todo o Estado, em todas as nossas Regiões de Integração e, por esse motivo, representa um avanço significativo para a sociedade", ponderou.  O diretor informou, ainda, que o sistema pretende colaborar com a preservação do meio ambiente, já que dispensa a utilização de papel.
A desembargadora Luiza Nadja Guimarães, presidente do TJE/PA, ressaltou que o novo sistema será de extrema utilidade, principalmente para as autoridades que atuam em comarcas do interior do estado. “O Laudo on line vai garantir uma ação mais ágil aos profissionais de Justiça ,que não precisarão mais enfrentar dificuldades para se deslocar até a Região Metropolitana de Belém ou até a unidade do CPC mais próxima. Assim, a demora que muitas vezes enfrentamos para acessar estes resultados, e que é um problema para a justiça, agora será sanada”, assegurou.

Texto:
Nil Muniz-CPC


Começa neste sábado a Feira de Flores e Plantas Ornamentais de Benevides
Neste sábado e domingo, Floricultores de Benevides, na Região Metropolitanade Belém (RMB), exporão e venderão, a preços pelo menos 30% mais baratos do que no mercado convencional, espécies tropicais (como bastão-do-imperador) e temperadas (como sorriso-de-maria), arranjos e plantas ornamentais envasadas (como orquídeas), entre outros produtos.
Trata-se da segunda edição da Feira de Flores e Plantas Ornamentais dos Produtores Familiares do Município de Benevides (Expoflorben), promovida pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo (Semmat). Na primeira edição, ano passado, que aconteceu em um único dia, o evento atraiu mais de 500 visitantes.
A Feira será na sede do centro comunitário de Santa Maria do Benfica, das 9h às 18h dos dois dias, com acesso livre e gratuito. Um dos objetivos também é facilitar o contato comercial entre os agricultores familiares e empresários do ramo, sobretudo donos de floriculturas de Belém, de modo que possam fechar negócios.
Em 2 e 3 de maio, foi realizada uma oficina preparatória à Expoben, em parceria com a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) e ministrada pelo florista Oneno Moares, colaborador da Emater. Cerca de 30 floricultores da Região Metropolitana participaram da demonstração sobre arranjos florais. A programação também inclui o lançamento do manual de compostagem doméstica, corrida da flor e a copa municipal de arte floral.
A RMB concentra o maior número de floricultores paraenses, com destaque para Benevides, o maior produtor. Um diagnóstico produzido pela Emater demonstrou que o município produziu comercialmente em 2012 em flores topicais, 255 mil hastes; 25 mil unidades de flores temperadas, 224 mil unidades de envasados; nove mil maços de folhagens e quase 42 mil palmeiras. A produção em Benevides representa 30% de toda a produção do Pará.
Com mercado promissor, a atividade de produção de flores e plantas ornamentais tropicais de corte, canteiros e em vaso, é um processo que perdura há décadas e o crescimento está associado principalmente à demanda interna pelos produtos para ornamentação e paisagismo, decorrentes de consolidação de áreas urbanas.
Os agricultores familiares concentram 70% da produção de flores tropicais paraense, o mercado atrai ainda hortifrutigranjeiros, além de profissionais oriundos de diversos segmentos urbanos que buscam uma nova alternativa de renda familiar, demonstrando que a atividade assume grande importância socioeconômica em um contexto mais amplo de geração de renda e ocupação de mão de obra nos municípios produtores.
Segundo Soraya Almeida, engenheira agrônoma da Emater, em geral os produtores de flores tropicais de corte adotam o sistema de cultivo de meia sombra e sub-bosque, cujas espécies são plantadas em sistema de consórcio com frutíferas regionais, o que permite uma maior sustentabilidade da propriedade, no contexto da agricultura familiar.
No aspecto ecológico o sistema oferece a melhoria da biodiversidade, hidrologia e do microclima, podendo viabilizar uma nova alternativa de renda, com introdução de fruteiras com maior expressão econômica como a banana, cupuaçu e cacau, que serve ainda como fonte de nitrogênio, sombreamento e massa verde para a melhoria dos aspectos físico, químico e biológico do solo.
A adoção do sistema gera alternativas de melhoria de qualidade de vida à agricultura familiar, possibilitando soluções ao meio ambiente local, constituindo fator importante e decisivo quando se trata de produzir e preservar. “Além da maior durabilidade das espécies tropicais, adquiridas individualmente ou em arranjos florais, comprar flores tropicais representa uma economia de até 30% para o consumidor”, disse a agrônoma.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater


Palhaços da Trupe de Bubuia são atração do Teatrinho do Mangal
O palhaço Rubilota é a estrela do Teatrinho do Mangal deste domingo, 5. Em “Acorda, Rubilota!”, os personagens da Trupe de Bubuia vão tentar despertar o amigo que dormiu durante um passeio. O espetáculo é inédito e vai ser apresentado a partir de 10h30, no entorno do Memorial Amazônico da Navegação, no Mangal das Garças.
Pierierieca, Jojoca e Rubilota são os três inseparáveis amigos da Trupe de Bubuia. Rubilota, o palhaço músico, é o mais tranquilo de todos. Nos espetáculos, ele aparece fazendo a trilha sonora das aventuras que Jojoca e Pierierieca se envolvem. Em “Acorda, Rubilota!”, o palhaço pega no sono e os dois outros amigos fazem de tudo para acordá-lo. Para tentar despertar o palhaço músico, Jojoca e Pierierieca contam várias histórias com a temática da preservação do meio ambiente e sobre companheirismo para o público.
A Trupe de Bubuia é um dos grupos cênicos que mais atrai plateia para o projeto Teatrinho do Mangal. Suas apresentações são repletas de interação com o público e os espetáculos, no Parque, são sempre inéditos. “Escolhemos o Mangal para mostrar em primeira mão nossa produção teatral. O motivo é simples: lá estamos inseridos na natureza; na calmaria – em meio à loucura da cidade; e também porque o Parque é um local diferente de todos pelos quais já passamos”, revela o ator Joécio Lima.
Outro fator que contribui para a preferência pelo Mangal das Garças é a possibilidade de unir vários programas em um só local. “No Parque as pessoas podem assistir à nossa peça, visitar exposições, conhecer vários aspectos da fauna e da flora paraense e ter vistas muito bonitas da cidade. O Mangal é um local completo para um passeio em família. E é essa união dos seres humanos que sempre vemos em nossos espetáculos”, conta o ator.
O Teatrinho do Mangal tem entrada gratuita e ocorre quinzenalmente, aos domingos. O projeto é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Organização Social Pará 2000.
Serviço:
Trupe de Bubuia em “Acorda, Rubilota!”
Neste domingo, 5, a partir das 10h30, no entorno do Memorial Amazônico da Navegação, no Mangal das Garças (Pass. Carneiro da Rocha, s/n° – Cidade Velha). Informações: (91) 3212.5525 - Entrada gratuita

Texto:
Camila Barros-Pará 2000


Sead divulga resultado de recursos em concursos da Polícia Civil
A Secretaria de Estado de Administração (Sead) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira, 3, o julgamento dos recursos impetrados contra resultado das solicitações de vagas reservadas às Pessoas com Deficiência dos Concursos Públicos da Polícia Civil. A maioria dos recursos que tiveram resultados indeferidos não atenderem as condições previstas no Edital nº 01/2013 – SEAD/PCPA.
Os concursos são destinados ao provimento de vagas em cargos das carreiras policiais de delegado, investigador, escrivão e papiloscopista. As provas ocorrerão no dia 5 de maio (domingo), de 8h às 12h (investigador, escrivão e papiloscopista) e de 14h às 18h (delegado). O Cartão de Confirmação de Inscrição, onde consta o local, o dia e o horário de realização da prova, está disponível no endereço eletrônico http://paginas.uepa.br/concursos.



Governo do Estado capacita servidores sobre as novas normas contábeis internacionais
Técnicos das áreas patrimoniais do Governo do Estado estão participando da “Oficina de Controle Patrimonial”, até esta sexta-feira, que visa preparar o poder público para a convergência às novas Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (PCASP), entre elas a exigência da realização da depreciação e reavaliação dos denominados bens permanentes, o que trará maior transparência à administração do patrimônio público.
O evento é organizado pela Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges), emparceria com o Conselho Regional de Contabilidade (CRC) do Pará, por meio da Comissão do Setor Público e o Tribunal de Contas do Estado do Pará (TCE). O palestrante convidado é o contabilista gaúcho Diego Duarte Barbosa, especialista em contabilidade pública. A oficina acontece no auditório da Federação das Industrias do Pará (Fiepa) e conta também com a presença de técnicos das prefeituras paraenses.
As novas normas internacionais de contabilidade para o setor público foram instaladas no país pela portaria 184 de 25/08/2008, do Ministério da Fazenda. O objetivo básico é demonstrar e evidenciar, a qualquer momento, a realidade do patrimônio público. O conhecimento desta realidade é de fundamental importância e interesse não só para o cidadão e a sociedade em geral, como para os organismos nacionais e internacionais que necessitam de informações mais precisas sobre a situação econômico-financeira das instituições públicas.
Para o diretor de Patrimônio do Governo do Estado, Paulo Pereira, este ajuste do Governo às novas normas, além de obedecer a determinação do Ministério da Fazenda, vem por causa da busca da eficiência e transparência da administração pública no Governo do Estado. Ele explica que depois que o Brasil se tornou a sexta economia mundial há uma pressão por parte dos organismos internacionais para que o País se adapte a estes novos conceitos.
Paulo Pereira explica que anteriormente cada estado possuía suas próprias normas, o que dificultava uma normatização nacional destas regras. Isso impunha uma série de impedimentos. Por outro lado a Secretaria do Tesouro Nacional estabeleceu uma série de medidas que visam a convergência para a unidade e estabeleceu o prazo até 2014 para que os Estados e municípios brasileiros se adaptem às novas normas, sob pena de sofrerem sanções, entre elas o impedimento de realizarem operações de crédito.
A assessora da Seges, Timara Miranda, explica que para o Governo do Estado do Pará se adaptar a determinação foi criado um grupo de trabalho específico para realizar a transição e a oficina é uma das medidas adotadas para que todos os técnicos que trabalham na área patrimonial do Governo comecem a tomar decisões que estejam de acordo com a transição.

Texto:
Marcio Flexa-Vice-Governadoria


Livro de Dalcídio Jurandir é um dos mais procurados no estande da Eduepa
A Editora da Universidade do Estado do Pará (Uepa) participa da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro com um estande no qual estão expostas publicações de escritores paraenses e professores da universidade.
Leitura obrigatória dos processos seletivos da Uepa, o livro “Primeira Manhã”, do escritor paraense Dalcídio Jurandir é uma das publicações mais procuradas pelos visitantes no estande da Editora. O livro conta os dissabores diante da educação e da decadência da cidade de Belém e narra as expectativas frustradas do estudante Alfredo em seu primeiro dia de aula.
“As leituras obrigatórias são muito procuradas. Sempre dialogamos com o curso de Letras da universidade, pois visamos investir nas leituras obrigatórias e publicamos obras que são exploradas nos processos seletivos da universidade. Isso aconteceu com o livro ‘Primeira Manhã’ e acontecerá com o ‘Cenas da Vida Amazônica’ do escritor José Veríssimo”, explicou o coordenador da Eduepa, professor Paulo Murilo Guerreiro.
Neste sábado, dia 4 de maio, às 11h, na sala de multimeios 4, a Eduepa vai lançar várias publicações, entre elas, os livros das professoras Ivanilde Apoluceno de Oliveira, Tânia Lobato e Maria do Perpétuo Socorro Avelino de França. As três docentes escreveram juntas a obra “Educação em classes multisseriadas na Amazônia”, dividida em dois volumes.
Outros livros a serem lançados serão “Estudos sobre formação de professores”, da professora Nilda Oliveira Bentes, e “Epistemologia e Educação”, das professoras Hellen do Socorro Silva e Rosângela Salgado. Logo após os lançamentos haverá sessão de autógrafos.
“Este ano estamos publicando muito mais livros do que ano passado. Nós atribuimos isso à seriedade da equipe Eduepa e, ao apoio da gestão superior, que na medida do possível atende nossas solicitações”, afirmou o professor Paulo Murilo Guerreiro.
Durante dez dias, a Feira reúne literatura, peculiaridades e costumes do estado do Pará, “país” homenageado. O poeta paraense Ruy Barata, que elevou a condição do Pará como nação em seus versos também receberá homenagens. O evento conta com participações de autores renomados, como Affonso Romano de Sant’Anna e Merval Pereira.
A XVI Feira Pan-Amazônica do Livro proporciona aos estudantes, professores e demais visitantes, difusão e ampliação de conhecimento por meio de palestras, oficinas, cursos, seminários e mesas redondas.

Texto:
Ize Sena-Uepa


Candidatas ao miss Pará visitam o Hemopa
Neste sábado, às 9h30, a Fundação Hemopa receberá as candidatas ao concurso Miss Pará. A visita de responsabilidade social em favor da doação de sangue visa incentivar o ato solidário no segmento feminino, especialmente para adesão à campanha de doação de sangue alusiva ao Dia das Mães, que o hemocentro promoverá nos dias 10 e 11 deste mês.
As visitantes serão recepcionadas pela diretora Técnica, Socorro Ferreira, e equipe da Gerência de Captação de Doadores (Gecad). Na oportunidade, elas receberão orientações sobre todo o processo da doação de sangue, desde a captação de doadores até a distribuição do produto à rede hospitalar. “Se alguma candidatada expressar a vontade de doar sangue ou efetivar cadastro de doadores de medula óssea, melhor ainda”, ressaltou Juciara Farias. O desfile para a escolha do Miss Pará será realizado dia 9 deste mês, na Assembleia Paraense.


Passarela facilita acesso de pedestres ao Hangar
A construção de uma passarela em frente à entrada principal do Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, pela avenida Doutor Freitas, foi aprovada pelos visitantes que participam da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro. Evento que iniciou no dia 26 de abril e segue até o próximo domingo, 5 de maio.
Pedro Serra, supervisor operacional do Hangar, foi quem percebeu a demanda. “Apesar de existir a faixa de pedestre feita pela companhia de trânsito, em dias de grande movimento, como é o caso da Feira do Livro, percebemos que muitos cidadãos tinham dificuldades. Foi então que a administração decidiu construir no gramado do Hangar uma passarela que acompanhasse o sentido da entrada principal, que facilitaria o acesso”, explicou.
A cabeleireira Dione Silva caminha todos os dias pela avenida e aprovou a melhoria. “Vou a pé para o meu trabalho e sempre passo em frente do Hangar, nunca precisei atravessar neste ponto, mas já tinha percebido essa dificuldade que algumas pessoas tinham. Achei muito boa a melhoria. Espero que o acesso funcione também em outros eventos”, opinou.
Maria do Amparo Xavier, 50 anos, considera a obra como uma questão de segurança. “Já não tenho mais a mesma mobilidade e o trânsito, hoje em dia, é uma loucura. De certa forma, por estar localizada bem no centro, onde a maioria atravessa, acaba facilitando e dando segurança, para as pessoas que agora não precisam mais desviar para não pisar no grama”.
A passarela será permanente para atender os participantes dos eventos no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia e ainda a demanda de pedestres do bairro. Para ter acesso aos próximos eventos do centro, confira na agenda no site: www.hangarcentrodeconvencoes.com.br.






Texto:
Fernanda Scaramuzzini-Pará 2000


Uepa abre inscrições para Semana de Tecnologia
De 14 a 18 de maio, o Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) realiza a II Semana de Tecnologia da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Durante esse período, estudantes e professores vão discutir questões ligadas ao tema “Inovação, sustentabilidade e empreendedorismo”. O credenciamento no evento será no dia 13 de maio, das 14h às 18h, nos centros acadêmicos. A II Semana de Tecnologia da Uepa consiste na integração das semanas acadêmicas dos cursos de Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, Engenharia Florestal, Design e Tecnologia de Alimentos, além de fóruns de pesquisa e de extensão, e de mobilidade acadêmica.
Na programação, mesas temáticas, conferências, minicursos, painéis, exposições, dentre outras atividades para os discentes. Para se inscrever, os interessados em participar devem preencher a ficha da pré-inscrição no endereço eletrônico http://www.uepa.br/paginas/ccnt/semana2013/inscricoes.html. Logo após, os estudantes devem procurar o centro acadêmico do seu curso para a realização do pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30 para quem quiser participar de toda a programação do evento, e de R$ 20 para os alunos que desejarem participar somente das palestras. Os acadêmicos de outras instituições de ensino deverão pagar a taxa na Coordenação de Apoio, no CCNT. O Centro de Ciências Naturais e Tecnologia fica localizado na travessa Enéas Pinheiro, nº 2626, bairro Marco. Mais informações: 3276-4011/3131-1907.


Feira do Pescado volta ao Centur neste sábado
Neste sábado, 4, das 8h às 14h, acontece mais uma edição da Feira do Pescado no estacionamento da Fundação Tancredo Neves (Centur). Desta vez, a novidade fica por conta da oferta do siri, que será vendido a R$ 1,00 (a unidade) e o camarão rosa empanado, que poderá ser encontrado a R$ 10 (a bandeja). A feira, promovida pela Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq), ficará aberta das 8h às 14h.
Entre os peixes populares ofertados ao público estão os filés da dourada (R$ 14,00 o quilo), da pescada amarela (R$ 22,00) e do filhote (R$ 25,00). Ainda serão vendidos produtos nobres como o camarão rosa (tamanho GG, sem cabeça e descascado, a R$ 30,00 o quilo) e o bacalhau (tanto o filé dessalgado quanto o salgado desfiado, a R$ 23,00 o quilo). O caranguejo vivo saírá a R$ 1,25 a unidade, e a ostra a R$ 10 a dúzia.
Alguns produtos que estão ganhando a aprovação do público também continuam a fazer parte dos itens colocados à venda. É o caso do bolinho de bacalhau, que será comercializado a R$ 55,00 o pacote com 50 unidades; o kit para paella, com frutos do mar variados, oferecido a R$ 22,00 o pacote; o picadinho de peixe, vendido a R$ 4,00 o pacote com 500 gramas; o hambúrguer de peixe, vendido por caixa a R$ 5,00, e o filé de salmão, ofertado a R$ 27,00 o quilo, espécie cada vez mais procurada pelos paraenses.
Entre os peixes inteiros, o destaque vai para a sardinha, vendida a R$ 7,00 o quilo; a gurijuba com cabeça (R$ 10,00 o quilo); a pescada amarela com cabeça (R$ 16,00 o quilo) e a dourada com cabeça (R$ 12,00 o quilo).
Sugestão de entrevistados: Diretora de Pesca - Jossandra Pinheiro
Secretário de Estado de Pesca e Aquicultura - Henrique Sawaki


Cosanpa inaugura loja de atendimento em Santarém
A Unidade da Estação Cidadania da região do Baixo Amazonas, em Santarém, ganhou uma loja de atendimento da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). O programa, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração (Sead), reúne diversos serviços para o cidadão.
A loja de atendimento foi inaugurada na avenida Rui Barbosa, nº 62, onde funciona o prédio da Estação Cidadania e, seguindo a filosofia do espaço, tem como objetivo disponibilizar num mesmo lugar vários serviços, facilitando a vida dos clientes que podem resolver tudo no mesmo local e acelerando processos como retiradas de faturas de água, entre outros.
Na Estação Cidadania, a Cosanpa viabiliza vários serviços, como a segunda via de conta, negociação de débito, comunicação de vazamentos e demais solicitações. A empresa conta, na Estação, com duas atendentes comerciais e equipamentos como computadores e impressoras que atenderão os consumidores de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

Texto:
Andrea Cunha-Cosanpa


Inscrições abertas para o IV Fórum de Tecnologia Assistiva
No período de 8 a 10 de maio, a Universidade do Estado do Pará (Uepa) promove o IV Fórum de Tecnologia Assistiva, Acessibilidade e Inclusão da Pessoa com Deficiência. As inscrições podem ser feitas até o dia 5 de maio, pelo site http://www.forumdetecnologiaassistiva.com.br/. O evento ocorrerá simultaneamente ao VII Simpósio Paraense de Paralisia Cerebral. O público alvo é constituído por estudantes, professores, pesquisadores e profissionais de diversas áreas do conhecimento, como Saúde e Educação. Mais informações podem ser obtidas através dos telefones (91) 3276-0829 e 3277-1909.


Uepa lança publicações na Feira do Livro
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) realizará o “Lançamento dos livros da Eduepa e sessão de autógrafos”, no dia 4 de maio, durante a XVII Feira Pan-Amazônica do Livro. O evento será às 11h, na sala 4 do Hangar – Centro de Convenções. As obras a serem lançadas são: “Educação em classes multisseriadas: singularidade, diversidade e heterogeneidade (volumes 1 e 2)”; “Epistemologia e educação: múltiplos olhares”; “Estudo sobre formação de professores”; e “Normalidade e disnormalidade: formas do trabalho docente na educação de surdos”.


Concurso da Polícia Civil realiza prova neste domingo
Mais de 26,3 mil candidatos disputam neste domingo, dia 5, as 670 vagas previstas no concurso público da Polícia Civil do Pará, exames C-169 e C-179, para os cargos de delegado, que exige formação em direito, e de escrivão, investigador e papiloscopista, que exigem formação de nível superior em qualquer área. A prova de múltipla escolha será realizada em Belém e em outros cinco municípios paraenses.
O cartão de confirmação de inscrição, no qual consta o local, o dia e o horário de realização da prova, está disponível, desde o dia 23 do mês passado, no endereço eletrônico de acompanhamento do concurso (http://paginas.uepa.br/concursos) e deve ser apresentado pelo candidato, no momento de realização do certame, juntamente com documento de identificação original. Os inscritos podem imprimir o cartão de confirmação no próprio site da Universidade do Estado do Pará (Uepa), organizadora do certame.
As provas ocorrerão de 8 às 12 horas para os cargos de investigador, escrivão e papiloscopista e de 14 às 18 horas para o cargo de delegado. Das 670 vagas ofertadas pela Polícia Civil, 150 são para o cargo de delegado; 250 para investigador; 250 para escrivão; e 20 para papiloscopista. O cargo de delegado prevê uma remuneração inicial, incluindo as gratificações, no valor de R$ 7.695,02. Para os demais cargos, a remuneração inicial é de R$ 3.098,79, com as gratificações.
Neste certame, o cargo mais disputado é o de delegado de polícia, que recebeu 10.260 inscrições. Em seguida aparece o de investigador de Polícia Civil, com 6.839 concorrentes; escrivão com 5.897 candidatos; e papiloscopista com 670 concorrentes.
A seleção será realizada em duas etapas, ambas de caráter eliminatório. A primeira, composta por seis subfases: prova objetiva de múltipla escolha; prova de capacitação física; exames médicos; exame psicológico; prova oral; e de investigação criminal e social. A primeira subfase será realizada nos municípios de Altamira, Belém, Itaituba, Marabá, Redenção e Santarém. As demais serão realizadas apenas na capital.
Os classificados seguirão para a segunda etapa, que corresponde ao Curso Técnico Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Polícia Civil do Estado do Pará, a ser realizado e ministrado pela Academia de Polícia Civil/Iesp, em suas instalações no município de Marituba.

Texto:
Ize Sena-Uepa


Iterpa vai priorizar regularização fundiária de comunidades em Almeirim
Com a intenção de dar celeridade ao processo de regularização fundiária das 154 comunidades que residem no município de Almeirim, mais precisamente no raio de expansão da empresa Jari Celulose S.A (pertencente ao Grupo Orsa), o Governo do Estado, por meio do Instituto de Terras do Pará (Iterpa) pretende atualizar o levantamento cadastral das terras requeridas por estas comunidades, a fim solucionar o dilema que existe tanto para o empreendimento como para os povos tradicionais, há décadas.
A proposta foi sugerida na tarde desta quinta-feira, 2, durante encontro na sede do instituto, em Belém, que reuniu a Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, ligada ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Defensores Públicos Estaduais, Promotores, Juízes, membros das comunidades envolvidas e gerentes da empresa. A reunião continua na manhã desta sexta-feira (3), a partir das 9 horas, no gabinete do Instituto de Terras do Pará, na rua Farias de Brito, 56, no bairro de São Brás.
Das 154 comunidades que requerem as titulações há mais 30 anos, seis serão priorizadas pelo Iterpa e, em seguida, as 148 restantes. O presidente do Iterpa, Carlos Lamarão, afirmou durante a reunião, que já existe um levantamento prévio feito pela instituição, porém foi realizado na gestão anterior e precisa ser atualizado e, posteriormente, validado pelas comunidades.
Como a intenção é acelerar o processo de titulação, tanto das terras requeridas pela empresa Jari Celulose quanto pelas comunidades, há de se priorizar as localidades de Estrada Nova, Morada Nova, Terra Santa, Subida Alta e Repartimento dos Pilões, em um primeiro momento, pois são as que ficam no raio de ação da empresa.
A empresa Jari Celulosa pede, por um lado, segurança jurídica e a regularização fundiária para averbar garantias que venham potencializar futuras expansões, alegando como vantagens o resgate do projeto Jari, a manutenção e a criação de novos postos de trabalho, aumento da arrecadação de impostos, aquecimento da economia local e possibilidade de atrair um polo têxtil para a região.
Do outro lado, os agricultores contestam a propriedade de terras mencionada pela empresa e sua atuação no município. E pedem, portanto, o apoio do Instituto para regularizar os lotes das comunidades envolvidas, a fim de que possam expandir e diversificar a agricultura familiar. “Desejamos a regularização dos nossos lotes que possuem cerca de 500 mil hectares. Precisamos de espaço para que as famílias possam se expandir, dando possibilidade de aumentar a produção e tornando o município sustentável”, alegou Magnandes Costa Cardoso, representante da comunidade Morada Nova.
O ouvidor agrário nacional e presidente da Comissão Nacional de Combate à Violência no Campo, Gercino José da Silva Filho,  mediou a reunião e, acolhendo a sugestão do Ministério da Justiça, designou o delegado federal Antônio Carlos Moriel Sanchez para representar a Comissão Nacional em uma visita, marcada para o período 20 a 24 deste mês, nas seis comunidades priorizadas.

Texto:
Cora Coralina-Secom




Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...