Total de visualizações de página

quinta-feira, setembro 05, 2013

Hospital do Baixo Amazonas ganha prêmio “Amigo do Meio Ambiente 2013”








Governo vai regularizar e revitalizar infocentros de Santarém
Representantes da Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa) e da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) participaram, na manhã desta quinta-feira (5), em Santarém, na região do Baixo Amazonas, de uma audiência pública que debateu a situação dos infocentros existentes na cidade, e o serviço de internet oferecido pelo programa Navegapará. Arlene Siqueira, gerente de Produção e Serviços da Prodepa, informou que os infocentros do município serão revitalizados. Raimundo Viegas, coordenador de Infocentros, da Secti, informou que os espaços também serão regularizados, para que os projetos de inclusão digital tenham continuidade.
“Dos 12 infocentros que existem em Santarém, um está parado por estar em obras, e outro está sendo reorganizado para funcionar em convênio com o governo municipal. Estamos esperando a documentação das unidades que ainda não enviaram, para iniciarmos a contratação dos bolsistas que vão ajudar a manter os infocentros”, explicou Raimundo Viegas.
Presentes à audiência pública, requerida pela vereadora Ivete Bastos (PT), o presidente da Câmara Municipal de Santarém, Henderson Pinto (DEM), representantes de Infocentros e de associações de bairros, Jorge Hamad, da Associação Comercial e Empresarial de Santarém (Aces) e o advogado Edvaldo Feitosa, que representou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
De acordo com Arlene Siqueira, três problemas foram identificados em Santarém – comunicação de dados lenta, interrupção do serviço e falta de manutenção dos computadores dos infocentros. Sobre a lentidão, a representante da Prodepa disse que Santarém cresceu além das expectativas, gerando a necessidade de aumentar a potência do sinal. Ela também destacou que a cidade sofre com o “furto” do sinal por terceiros, que se beneficiam da internet gratuitas para fins particulares.
“Santarém ultrapassou a expectativa de uso. Temos 20 megabits, que já não suficientes. Vários órgãos do governo do Estado foram implantados aqui, e o uso pela população cresceu bastante. Além disso, temos o que chamados de poluição da frequência de sinal do rádio, que provoca lentidão e baixa do sinal”, explicou. “Para resolver o problema, já está sendo trabalhada a entrada de fibra óptica e a instalação de outros equipamentos, para estabilizar o sinal. O governo já está realizando a licitação para adquirir os equipamentos”, acrescentou Arlene Siqueira.
De acordo a representante da Prodepa, a indisponibilidade do serviço já ocorreu três vezes este ano, devido a acidentes provocados por caminhões e tratores, que arrebentam os cabos ou quebram os postes de distribuição. “Atos de vandalismo e acidentes provocados diretamente na Eletronorte, como rompimento de fibra ou componente com mau funcionamento. Este ano já tivemos três rompimentos causados por passagem de caminhão ou trator. A recomposição é demorada”, ressaltou ela.
Novo contrato - Sobre a manutenção dos computadores, a Prodepa informou que havia alguns problemas administrativos, que já foram sanados, e desde julho o serviço está sendo retomado nos 200 infocentros do Estado. “Tínhamos um problema operacional, a manutenção do contrato. Foi assinado em julho um novo contrato, com outra empresa. Estamos realizando a manutenção preventiva dessas máquinas. Fizemos primeiro a identificação dos problemas, e ver os componentes que precisavam de substituição. Com o início dessa manutenção, a gente espera minimizar os problemas que essas máquinas vêm sofrendo, principalmente pelo tempo que estão sendo utilizadas. A gente sabe que, em tecnologia, dois anos representam muito tempo, e esses equipamentos são de 2008”, frisou Arlene Siqueira.
Raimundo Viegas disse que, quando for concluída a regularização dos infocentros, com o envio da documentação solicitada pela Secti, os serviços serão retomados e os monitores contratados. “A Secretaria aguarda a documentação pedida aos infocentros. Em Santarém, são 12”, informou. Ele anunciou que há um estudo para aumentar novos pontos ou capacidade dos atuais.
Os editais com os pré-requisitos para que órgãos e entidades possam fazer parte do programa e para seleção de novos monitores já estão disponíveis no site da Secti - www.secti.pa.gov.br. São três modalidades. A Secti abrirá, ainda em setembro, em parceria com o Banco do Estado do Pará (Banpará), um novo edital para seleção de bolsistas para os infocentros que estão sem instrutores.
O vereador Henderson Pinto pediu que os encaminhamentos sejam postos em prática pela Secti e Prodepa. “A inclusão digital já faz parte de nossa realidade, e temos somente que avançar cada vez mais neste setor”, ressaltou.

Texto:
Alailson Muniz-Secom


Gaspar Vianna promove I Seminário de Tecnologia em Saúde
A Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna realizará, nos dias 11 e 12 de setembro, o I Seminário de Tecnologia em Saúde da instituição, no qual serão discutidas formas de gestão e inovação tecnológica em serviços de saúde. Entre os palestrantes convidados estão os médicos Evelinda Trindade, do Instituto do Coração de São Paulo, e Handerson Leite, da Universidade Federal da Bahia. Mais informações pelo fone 4005-2591.


Municípios da Calha Norte recebem viaturas e investimentos do governo
O vice-governador Helenilson Pontes entregou em Oriximiná, no oeste do Estado, nesta quinta-feira (5), mais 17 viaturas para a Polícia Militar, beneficiando os municípios de Juruti, Faro, Terra Santa, Curuá, Óbidos e Oriximiná, que integram a região da Calha Norte. Helenilson também confirmou que o governo do Estado vai investir R$ 20 milhões na rodovia PA-254, que tem grande importância para a região.
O secretário adjunto de Segurança Pública e Defesa Social, Claudio Lima, disse que o governo está investindo mais de R$ 10 milhões em segurança pública nos seis municípios que receberam viaturas, que serão beneficiados também com a construção de Unidades Integradas Pro Paz (UIPPs), além de receberem equipamentos. “Estamos entregando mais de mil veículos e construindo mais de 80 unidades integradas de polícia em todo o Pará. Isso mostra a preocupação do governo em estruturar todo o sistema de segurança pública”, disse.
Segundo Helenilson Pontes, as viaturas representam, além do reforço no policiamento, condições mais humanizadas de trabalho aos profissionais da segurança pública. Foram entregues cinco carros modelo Palio Weekend, oito picapes e quatro motos para a PM local. “Estamos investindo 40% a mais em comparação a 2010 em segurança pública. Estamos com um Estado organizado, com uma boa gestão dos recursos públicos”, disse o vice-governador.
Helenilson também destacou que o município de Óbidos deverá receber energia de Tucuruí. “Já conversamos com a Empresa de Pesquisa Energética, que nos garantiu essa viabilidade do projeto que vai levar energia para Óbidos e Juruti”, assegurou, informando também sobre a recuperação da PA-254. “Nos próximos dias, o governador do Estado deve se reunir com os prefeitos de influência da rodovia para anunciar como será feita a recuperação da estrada”, antecipou.
O prefeito de Oriximiná, Luiz Gonzaga, falou sobre os investimentos que o governo do Estado tem feito na segurança pública. “Estas novas viaturas vão dar melhores condições para o bom desenvolvimento do trabalho dos policias. Só temos a agradecer ao governo do Estado, que está olhando pelos nossos municípios”, destacou.
O prefeito de Óbidos, Mário Henrique, apontou os investimentos do governo na região. “Isso vem no momento certo. Estamos passando por dificuldades, e nada melhor que a presença do Estado aqui. Nós, prefeitos, estamos no aguardo de uma audiência com o governador para apresentar nossas demandas”, explicou.
O prefeito de Terra Santa, Marcílio Picanço, disse que os veículos vão atender as necessidades do município. “É muito importante a chegada dessas viaturas. Temos zona urbana e rural, e isso vai facilitar o trabalho da segurança na região”, concluiu.

Texto:
Antenor Filho-Secom


Susipe e Sagri investem na produtividade da Colônia Agrícola de Santa Izabel
Em julho deste ano, a Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel do Pará recebeu um novo trator para auxiliar na logística das atividades da unidade prisional e no projeto Nascente Polo Agroindustrial. O veículo é resultado de cooperação firmada entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) e foi cedido por meio de um termo de cessão de uso.
O trator tem tração nas quatro rodas e um motor com 75 cavalos de potência, além de contar com o auxílio de três implementos agrícolas: roçadeira, grade aradora e caçamba. Segundo o engenheiro agrônomo da colônia agrícola, Dimitri Queiroz, o veículo é usado no processo produtivo do projeto Nascente, com o plantio de mais de 30 espécies agrícolas, como banana, açaí, mandioca, melancia, abóbora e hortaliças em geral.
Parte da produção é destinada à empresa terceirizada responsável pela alimentação de todo o Complexo Penitenciário de Santa Izabel, enquanto outra parte é doada para instituições de caridade. A aquisição do novo equipamento garante maior produtividade ao projeto, que tem o apoio do governo do Estado. "A roçadeira é usada para a limpeza do terreno onde será feito o plantio, para posteriormente chegar à etapa de manejo e conservação do solo, onde o trator usa a grade aradora, responsável pela preparação para o plantio, fazendo tarefas como nivelamento e descompactação do terreno”, explica o agrônomo.
O processo permite o crescimento sadio das raízes, facilita a penetração da água para irrigação e permite a oxigenação do terreno, garantindo o desenvolvimento das bactérias decompositoras do solo. “O implemento agrícola também auxilia no transporte da alimentação das criações de palmípedes e suínos, ferramentas e insumos agrícolas em geral como adubo, serragem e madeira", explica.
Cerca de 210 internos custodiados na Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel desenvolvem algum tipo de atividade no projeto Nascente. Todos os internos participantes são remunerados e recebem o benefício da remissão de um dia de pena a cada três dias de trabalho. Natanael Souza está há seis meses no projeto e trabalha na horta da unidade prisional.
"Eu já trabalhava como agricultor, e agora estou aprimorando as técnicas de plantio e manejo em todas as etapas de produção. O trator ajudou muito o trabalho, pois diminuiu bastante o serviço pesado de limpeza do solo. Agora temos mais tempo para nos dedicarmos às atividades de cultivo. O trabalho para mim é uma forma de mudar de vida. Fui preso por tráfico e não quero errar novamente. Quero criar meus três filhos de forma digna quando sair daqui”, relata o interno.
Segundo o engenheiro agrônomo da colônia, o trator também é usado para dar apoio na limpeza em áreas de segurança e visitação da unidade prisional, onde é feita a roça da grama. A limpeza é feita nos locais de circulação dos internos, como perímetro dos blocos carcerários e áreas estrategicamente escolhidas pelo setor de segurança, permitindo uma melhor vigilância dos agentes prisionais da unidade.
Até o fim do ano, a Sagri deve entregar uma nova patrulha mecanizada, composta por roçadeira e uma grade aradora de 16 cilindros. “O novo trator potencializa nossas atividades de produção, conservação e paisagismo da Colônia Agrícola, nas áreas estratégicas de produção e segurança. Com o auxilio desses implementos, ganha-se em produtividade, otimizando o trabalho e produzindo mais e em uma quantidade menor de tempo", conclui o engenheiro.

Texto:
Timoteo Lopes-Susipe


Emater promove torneio leiteiro na Feira Agropecuária de Castanhal
Interessados em participar do torneio leiteiro promovido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), durante a Feira Agropecuária de Castanhal (Expofac), no nordeste paraense, podem ser inscrever até sexta-feira (6). A competição reunirá duas categorias: agricultura familiar e agronegócio.
“Para os animais, a categoria de raça é aberta, mas eles necessariamente precisam estar vacinados contra brucelose, tuberculose, aftosa e raiva”, explica o zootecnista da Emater Daniel Diniz. As ordenhas ocorrerão duas vezes por dia, às 8 e às 16 horas.
Todo o leite coletado durante os três dias de competição, a exemplo do ano passado, será distribuído para a entidade filantrópica Mesa da Caridade e para o asilo do município. As inscrições podem ser feitas gratuitamente, no Sindicato dos Produtores Rurais de Castanhal e na Emater, pelo telefone (91) 3721-1293.
O torneio oferecerá aos vencedores prêmios em dinheiro, kits de higiene e ordenha e troféu, respectivamente para o primeiro, segundo e terceiro lugares.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Companhia de palhaços apresenta peça infantil no Mangal das Garças
Neste domingo (8), às 10h30, o Mangal das Garças recebe o espetáculo “Fernão Clown pelo Gaivota”, no projeto Teatrinho do Mangal. Voltada para o público infantil, a peça será encenada pela Cia. dos Notáveis, com entrada gratuita. A apresentação conta a história do pássaro Fernão, que acompanha durante anos a trajetória dos palhaços Mocotó e To li to lá tanto faz, quando, certo dia, o circo entra em crise.
A dupla logo quer abandonar a carreira de palhaços. Fernão, que sempre teve o sonho de ser palhaço, tenta se juntar a eles, para que não desistam do sonho. No elenco, estão os atores Adhara Belo, João Guilherme Ribeiro Pinho e Luciano Lira. “O espetáculo tem a duração de 40 minutos e é direcionado para todas as idades. Crianças, jovens e adultos poderão acompanhar a nossa mensagem, que é a de nunca desistir dos sonhos”, conta o produtor Luciano Lira.
Há 14 anos na estrada, a Cia. dos Notáveis ganhou o Prêmio Miryam Muniz de Teatro 2013. “Conheci João Guilherme e Adhara na escola de teatro da Universidade Federal do Pará (UFPA), e resolvemos reativar a companhia. Nossa proposta é trabalhar na poética do grupo de palhaço”, comenta o produtor. O Teatrinho do Mangal ocorre quinzenalmente, aos domingos. A programação completa pode ser conferida no site www.mangalpa.com.br.
Serviço: Teatrinho do Mangal, com “Fernão Clown pelo Gaivota”, da Cia. dos Notáveis. Domingo (8), a partir das 10h30, no entorno do Memorial Amazônico da Navegação, no Mangal das Garças (passagem Carneiro da Rocha, s/n, Cidade Velha). Informações: (91) 3242-5052. Entrada gratuita.

Texto:
Fernanda Scaramuzzini-Pará 2000


Artesãs qualificadas pela Emater expõem na Expofac, em Castanhal
Um grupo de artesãs atendido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) vai expor e comercializar trabalhos na 45ª Exposição Agropecuária de Castanhal (Expofac), que ocorre de sábado (7) a 15 de setembro, no Parque de Exposição Pedro Coelho Cabral.
A participação das artesãs na Expofac é resultado do trabalho de organização social da Emater com mulheres de duas comunidades do município de Ananindeua e do distrito de Mosqueiro. A empresa vem ofertando oficinas de artesanato e culinária com o objetivo de promover a qualificação e a produção de itens, que serão expostos e comercializados em feiras e eventos.
Na Expofac, estarão em exposição bonecas de pano, arranjos florais, bichos de pelúcia, almofadas, biojoias, vidros, copos, pratos e guardanapos pintados, além de peças customizadas. “A grande expectativa mesmo é pela venda indireta, ou seja, com encomendas posteriores”, diz a técnica da Emater Regina Herrera.
As atividades de qualificação fazem parte do atendimento dado, há quatro anos, a mulheres de comunidades de Águas Lindas, Curuçambá (Ananindeua) e 19 de Abril e Marimari (em Mosqueiro). Segundo Regina Herrera, com esse trabalho, o grupo de cerca de 80 mulheres atendidas obtém uma alternativa de renda e ainda melhora a autoestima.
“Nosso trabalho vai além da assistência técnica, busca o desenvolvimento humano. Há mulheres que antes nem sequer saíam de casa e agora estão confeccionando e vendendo seus produtos em vários eventos”, conta a técnica. Durante a Expofac, a Emater terá um espaço cultural e uma minifazenda, a Modelo Rural. O evento é promovido pelo Sindicato Rural de Castanhal, com parceria da Emater.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Hospital do Baixo Amazonas ganha prêmio “Amigo do Meio Ambiente 2013”
As iniciativas nas áreas de proteção ambiental e sustentabilidade, desenvolvidas pela Comissão de Gerenciamento de Resíduos Sólidos e pelo Comitê de Sustentabilidade, deram ao Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) o prêmio “Amigo do Meio Ambiente 2013”. A premiação foi concedida na última terça-feira (3), durante o VI Seminário de Hospitais Saudáveis, realizado pela Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo. As ações resultam da parceira entre o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), e a Organização Social Pró-Saúde, responsável pela gestão do hospital, localizado em Santarém, no oeste do Estado.
Em todo o país, apenas 15 hospitais e serviços de saúde tiveram trabalhos premiados no Seminário. Entre os agraciados das regiões Norte e Nordeste, com selo e menção honrosa, apenas o Hospital Regional do Baixo Amazonas recebeu a premiação. Também foram premiados o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (RS), Hospital da PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Campinas (SP), Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) do Rio de Janeiro, Hospital Municipal de Araucária (PR), também administrado pela Pró-Saúde, Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (SP) e Instituto Butantan (SP).
Entre as ações que permitiram a concessão do prêmio ao HRBA estão: Transformação do óleo de cozinha utilizado pelo Serviço de Nutrição e Dietética (SND) em sabão artesanal; campanhas educativas de orientação aos colaboradores sobre o impacto ambiental causado pelo uso indiscriminado de copo descartável, e estimulação para troca do copo por caneca personalizada; reciclagem dos invólucros das caixas cirúrgicas, que são transformados em mochilas, bolsas e outros objetos; substituição dos materiais com presença de mercúrio; arborização da área externa, com o plantio de árvores; doação de mudas de árvores nativas e frutíferas da região, e coleta e reciclagem de garrafas PET durante as campanhas educativas, para confecção da Árvore de Natal Ecológica.
De acordo com a enfermeira Sheila Oliveira, responsável técnica pelo Programa de Gerenciamento de Resíduos do HRBA, a sensibilização ambiental e social é uma das muitas práticas realizadas no Hospital Regional do Baixo Amazonas. “As ações dentro do HRBA visam despertar nos profissionais uma cultura perene de preservação ambiental, adotando soluções práticas, efetivas e ecologicamente sustentáveis, que possibilitem uma maior interação dentro e fora do ambiente de trabalho. Hoje, muitos colaboradores passam a maior parte do seu tempo no HRBA, e essa cultura poderá ser transmitida para seus familiares”, enfatizou.
Reconhecimento - A presidente do Comitê de Sustentabilidade e Responsabilidade Social, enfermeira Daniella Mengon, explicou que o prêmio “Hospital Amigo do Meio Ambiente” é mais um reconhecimento aos projetos iniciados em 2012, em parceria com os colaboradores da instituição e a comunidade de Santarém.
“O principal objetivo dos projetos do Comitê de Sustentabilidade e Responsabilidade Social do HRBA é a conscientização de nossos colaboradores quanto ao uso e descarte correto de artigos e materiais, e também estabelecer ações práticas, com resultados efetivos para o benefício do meio ambiente e da população”, acrescentou Daniella Mengon, lembrando a conquista da Certificação “Selo Verde”, concedida pelo Instituto MAIS ao HRBA.
O diretor geral da instituição, Hebert Moreschi, ressaltou que o reconhecimento é fruto de uma gestão voltada à cidadania. “Além de prestar uma assistência de média e alta complexidade com qualidade, segurança e humanização, investindo sempre na formação técnica de nossos profissionais, temos a preocupação de formá-los para que sejam disseminadores de uma cultura voltada para a sustentabilidade. A conscientização e os conceitos aprendidos no ambiente de trabalho, com certeza serão levados para as famílias e a comunidade onde residem. Acreditamos que, dessa maneira, aliando formação, conscientização e ações práticas, teremos mais que excelentes profissionais, e sim cidadãos que garantirão a qualidade de vida das futuras gerações”, enfatizou Hebert Moreschi.

Texto:
Amarildo Sena-Hospital do Oeste do Pará


Polícia Civil prende três foragidos de Justiça no interior do Estado
A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (5) três foragidos da Justiça. Um deles é Francisco de Miranda, com quem foram apreendidas duas armas de fogo – um revólver calibre 38 com seis munições de mesmo calibre e uma espingarda calibre 12. Ele foi autuado em flagrante pelos crimes de porte e posse ilegal de arma de fogo.
Outro preso é Antônio Valjhonson Ribeiro dos Santos, que estava foragido desde o ano de 2011, da Colônia Agrícola Heleno Fragoso, onde cumpria pena por tráfico de drogas. Durante o tempo em que estava foragido, ele cometeu diversos assaltos a veículos de transportes de passageiros, como vans e ônibus, e ainda roubou diversas motocicletas.
A prisão de Antônio Valjhonson Ribeiro dos Santos ocorreu na tarde de quarta-feira (4), na invasão Jardim Modelo, periferia de Castanhal, após investigações relacionadas a roubos de motocicletas na cidade.
O terceiro preso é Eunilian Feitosa de Andrade, que fugiu, no último dia 17 de agosto, quando bandidos resgataram presos na Delegacia de Santa Maria do Pará, no nordeste paraense. Ele foi preso na cidade de Jacundá, sudeste do Pará, onde já havia se envolvido em outro crime. Os presos estão recolhidos à disposição da Justiça.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Analistas da Prodepa fazem capacitação para ampliar recursos da web
A Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa) promove até sexta-feira (06) a capacitação Formação Java Avançada, no Centro de Treinamento e Capacitação (CTC), destinada a membros da Diretoria de Desenvolvimento de Sistemas, incluindo a equipe de desenvolvimento e análise de sistemas, das gerências de Engenharia de Sistemas e de Tecnologia e Inovação.
Java é uma linguagem de programação e uma plataforma de computação. É a tecnologia usada para desenvolver aplicações que tornem a web mais útil, permitindo executar jogos, fazer upload de fotos, bate-papo online, tours virtuais, e usar serviços como treinamento online, transações bancárias online e mapas interativos. É executado em computadores pessoais e em dispositivos, inclusive telefones celulares e televisão.
Natanael Pantoja, instrutor da Caelum, empresa especializada em ensino na área de tecnologia, destacou o conteúdo do treinamento. “O curso trata do framework JSF, que leva muitas melhorias em performance e traz uma nova biblioteca de componentes, visando o layout da página", informou.
De acordo com o instrutor, o JSF permite acessar uma página com todas as funcionalidades, independentemente do dispositivo utilizado - computador, tablet ou celular. “Com o nivelamento de conhecimento técnico, eles estarão capacitados para construir aplicações dessa natureza e melhorar as aplicações que já existem”, acrescentou Natanael Pantoja.
Durante a formação, os analistas e desenvolvedores assistem à construção de uma aplicação web completa, usando as principais ferramentas do mercado Java EE. Entre os tópicos abordados estão mapeamento com JPA, buscas avançadas, validação, criação de telas com JSF, Ajax, otimizações, CDI e integração JSF/JPA.
Para Adriana Teles Xisto, analista da Divisão de Construção de Sistemas da Prodepa, o curso é prático e vai ajudar a aprimorar o código e a performance das aplicações. “Com o curso estamos aprimorando o nosso conhecimento nos principais frameworks da Plataforma JEE6, aprendendo recursos avançados que, adicionados as nossas aplicações, resultarão em sistemas com mais qualidade para nossos clientes”, disse ela.

Texto:
Natia Ney-Prodepa


Vice-governador inaugura núcleo do Centro Renato Chaves em Itaituba
Itaituba e mais seis municípios do oeste do Pará receberam, nesta quinta-feira (5), 42 viaturas para o policiamento ostensivo. O vice-governador Helenilson Pontes também assinou a ordem de serviço para a pavimentação asfáltica de 15 quilômetros de vias em Itaituba, que representa um investimento de R$ 3 milhões. Ele também inaugurou o núcleo avançado do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves na cidade e anunciou o início das obras do Hospital Regional.
Os municípios beneficiados pelos investimentos anunciados pelo governo fazem parte do Consórcio Tapajós. Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Trairão, Rurópolis e Aveiro constituem o consórcio, que nasceu da necessidade dos municípios da região de buscarem investimentos públicos e privados para que alcançar o crescimento e o desenvolvimento humano, com infraestrutura, educação, saúde, agricultura e geração de renda.
Segundo Helenilson, o asfaltamento de 15 quilômetros de vias em Itaituba é o resgate de um compromisso do governo do Estado com a região. Além disso, disse o vice-governador, o Hospital Regional vai levar mais saúde para uma região que, nos próximos anos, receberá grandiosos projetos e se tornará um forte polo de desenvolvimento no Pará.
Segurança – Segundo o secretário adjunto de Segurança Pública e Defesa Social, Cláudio Jorge da Costa Lima, o governo do Estado já investiu em segurança cerca de R$ 500 milhões. "Em unidades integradas de polícia, estavam garantidas pela Agenda Mínima do Governo 40 unidades, e o governo já está construindo 72, e vamos chegar a 80, o dobro", estimou. Somente no oeste do Pará, seis Unidades Integradas Pro Paz (UIPPs) estão sendo construídas, e mais dois destacamentos da Polícia Militar também estão em obras.
O núcleo avançado do Centro Renato Chaves, inaugurado nesta quinta-feira, será coordenado pela unidade regional de Santarém, que amplia os serviços dos institutos de Criminalística e Médico Legal (IML) para potencializar o atendimento de demandas da região do Tapajós.
As solicitações periciais da região, que antes eram de responsabilidade apenas da unidade de Santarém, também passarão a ser atendidas no município, e serão estendidas às cidades e agrovilas localizadas no entorno de Itaituba, que hoje tem cerca de 100 mil habitantes, segundo dados de 2011 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O núcleo, que faz parte da região Tapajós, 15ª Região de Integração de Segurança Pública do Pará, atenderá municípios como Jacareacanga, Novo Progresso, Trairão, Rurópolis e Aveiro, além de agrovilas, com um efetivo de 30 profissionais, entre os quais um perito criminal plantonista, para atuar nas demandas de pronto-atendimento, dois peritos médicos legistas, quatro auxiliares técnicos de necropsia e pessoal de apoio técnico.
O IML vai fazer perícias em vivos (em casos de lesão corporal e exames sexológicos) e análises voltadas ao morto (remoções cadavéricas, necropsias e exumações). O Instituto de Criminalística oferecerá aos itaitubenses as perícias de locais de crime contra a vida (com ou sem cadáver) e contra o patrimônio, constatações de drogas, dosagens alcoólicas, perícias ambientais e em veículos automotores e mecanismos balísticos.
Segundo o diretor geral do Centro Renato Chaves, Orlando Salgado, a descentralização do órgão colabora de maneira direta nas investigações criminais da região. “Itaituba sempre foi atendida por peritos de Santarém, mas muitas vezes algumas dessas ocorrências eram reprimidas ou demoradas, em decorrência da distância e difícil acesso às localidades", comentou. Helenilson Pontes ainda recebeu uma homenagem dos soldados do Corpo de Bombeiros e se dirigiu para Oriximiná.

Texto:
Marcio Flexa-Vice-Governadoria


Auditores do TCU fazem avaliação positiva das instalações da Santa Casa
As instalações da Santa Casa de Misericórdia do Pará foram bem avaliadas pelo auditor José Carlos Araújo, do Tribunal de Contas da União (TCU), que junto com o auditor Marcelo Paiva esteve na manhã desta quinta-feira (5) no hospital, cuja nova unidade será inaugurada no próximo dia 16. Por determinação do Ministério da Saúde, equipes do TCU estão visitando hospitais e outras instituições de saúde, para a elaboração de um relatório sobre a assistência hospitalar no Brasil.
"O nosso trabalho é dar um diagnóstico da assistência hospitalar do SUS (Sistema Único de Saúde) no Pará", informou o auditor Marcelo Paiva. Segundo ele, o prazo para conclusão do trabalho é 30 de setembro, quando o relatório, baseado nas informações dos questionários preenchidos pelos diretores dos hospitais, será encaminhado a Brasília (DF), para abastecer um trabalho de análise de outros hospitais públicos do país.
Marcelo disse que a avaliação envolve três áreas principais. "Esta visita é uma parte do nosso trabalho, que é o reconhecimento das instalações do órgão ou da entidade. A avaliação envolve várias áreas, como a urgência e emergência. A parte estrutural também é avaliada. O relatório vai sair com estas subdivisões", explicou.
A Santa Casa foi o quarto hospital visitado no Pará. Os auditores já conheceram o Pronto Socorro Municipal Mário Pinnoti (na Travessa 14 de Março), em Belém, e os hospitais municipais de Santarém (no oeste) e Marabá (no sudeste), todos conveniados ao SUS.
Acompanharam a visita Daniel Miranda, diretor administrativo e financeiro da Santa Casa; Mary Maia Fiúza de Melo, diretora Assistencial; Cinthya Pires, diretora Técnica, e Lizomar Moia, diretora de Ensino e Pesquisa da instituição.

Texto:
Nilson Cortinhas-Santa Casa


Parque Estadual do Utinga recebe animais capturados na João Paulo II
O Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) está à frente da transferência dos animais encontrados na mata localizada às margens da avenida João Paulo II, que está sendo prolongada. A maioria são répteis e anfíbios, que estão sendo remanejados para o Parque Estadual do Utinga. Além da captura, o trabalho consiste no afugentamento, pesagem, identificação e soltura das espécies.
Para a coordenadora do Ação Metrópole, Marilena Mácola, a transferência é importante para a preservação da fauna local. “A questão ambiental é fundamental. Por isso, preparamos todo o suporte técnico necessário para que a captura e o afugentamento das espécies transcorram com segurança”, explica. Entre os animais encontrados até agora, estão iguanas, cobras, preguiças e sapos de diversas espécies. O parque do Utinga tem 1,3 mil hectares de área total.
Após a captura, os animais recebem identificação, além de acompanhamento especializado, feito por 15 profissionais, entre biólogos, engenheiros e técnicos ambientais. O trabalho da equipe abrange uma área de cerca de 165 mil metros quadrados. O diretor de Áreas Protegidas do parque, Crisomar Lobato, destaca que a ação também favorece o enriquecimento da fauna e a biodiversidade local. “Belém toda ganha com esse trabalho, pois as espécies continuarão a fazer parte do cenário da cidade”, frisa.
O diretor ainda ressalta que o trabalho segue os mais rigorosos padrões de captura de animais. “Todos os cuidados possíveis foram adotados para que os impactos ambientais sejam mínimos”, garante, informando que o NGTM também coordena as ações de identificação da vegetação local. Crisomar afirma que o percentual de supressão é de apenas 0,01%. “Por isso, o impacto ambiental é extremamente baixo”, considera.
Em relação às edificações da área, serão 82 unidades habitacionais desapropriadas, entre casas e comércios. O atendimento aos moradores da localidade é feito diariamente, das 8 às 13 horas, no sítio Safari, que fica na rua Pedreirinha, e na Escola Machado de Assis, localizada na travessa Oseias Silva, ambos no bairro da Guanabara. O NGTM, situado na travessa Gentil Bittencourt, 1.539, também está de portas abertas para informar a população.

Texto:
Samilla Batista-Secom


Sistema de informação sobre a cadeia produtiva do mel será levado a outros Estados
Representantes da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA) estão no Pará conhecendo o Sistema de Informação Geográfica do Programa Nacional de Cadastro e Georreferenciamento de Apicultores e Meliponicultores (SIG-PNGEO). A equipe já visitou a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), que desenvolveu o programa, inédito no Brasil. O SIG-PNGEO, que será aplicado em todo o território nacional, já está sendo implantado em caráter experimental no Pará, com a meta de cadastrar 100% dos apicultores paraenses até 2014.
O sistema faz um diagnóstico da cadeia produtiva do mel, indicando informações, tanto do apicultor/meliponicultor quanto dos apiários, envolvendo desde a produção até a comercialização dos produtos. Para desenvolver o sistema, a Emater utiliza informações dos próprios apicultores, a fim de realizar um censo da cadeia produtiva. O sistema de georreferenciamento será colocado à disposição dos presidentes de associações, sindicatos e cooperativas, para que utilizem a ferramenta, sob a coordenação da Emater.
Segundos dados da empresa, a ideia do censo é facilitar e melhorar o acesso dos apicultores a políticas públicas, atrair investimentos e qualificar a categoria, além de identificar de que forma pode ser aplicada a assistência técnica. “De acordo com o nível da associação ou da organização teremos como trabalhar ações específicas e diferenciadas para a categoria, inclusive atingindo os apicultores que não estão atrelados a nenhum tipo de organização”, informou Érica Bandeira, veterinária da Emater.
A proposta da Confederação Brasileira é que ainda este ano o sistema seja aplicado em outros quatro municípios brasileiros. “Essa ferramenta é fundamental para os produtores,  pois vai auxiliar desde a produção até a comercialização do mel. Nosso objetivo é que o sistema seja utilizado em quatro municípios do Centro-Oeste brasileiro”, ressaltou José Cunha, presidente da CBA.
O Pará ocupa a 14ª posição no ranking nacional na produção de mel, mas a produção exata do Estado ainda é desconhecida. Segundo estimativa da Emater, cerca de 30% da categoria ainda não foram registrados. “Daí a importância de os apicultores que não estão ligados a nenhuma instituição comparecerem à Emater, para nos informar sobre a atividade”, acrescentou Érica Bandeira.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Mais de 40 policiais civis atuam no desfile do Dia da Independência
Mais de 40 policiais civis vão atuar nos desfiles militares de sábado, 7 de setembro, Dia da Independência do Brasil. O esquema inclui plantões na Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe) e na Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), para atender as ocorrências da área do evento, onde a Polícia Militar estará mobilizada para guarnecer a segurança pública.
Também haverá equipes, formadas por delegados, escrivães e investigadores, de prontidão nas Seccionais Urbanas do Comércio e da Cremação, e na Central de Flagrantes, em São Braz, para atender a demanda de procedimentos policiais, como lavratura de flagrantes.
A Polícia Civil estará representada, no desfile militar de 7 de setembro, por policiais em oito viaturas, das divisões especializadas – como a de Meio Ambiente (Dema) e de Repressão ao Crime Organizado – e do Grupo de Pronto-Emprego (GPE).

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Mais de cinco mil estudantes desfilam nos bairros do Benguí e Marambaia
Mais de cinco mil alunos de 40 escolas estaduais dos bairros da Marambaia, Atalaia, Cabanagem, Guanabara, Souza, Benguí, Sacramenta e Tapanã fizeram, nesta quinta-feira (5), o desfile escolar, na programação da Semana da Pátria, em alusão ao 7 de setembro, dia da Independência do Brasil. As apresentações se concentraram no conjunto Cohab, rua 6, na Marambaia, e no conjunto Cordeiro de Farias, no bairro do Tapanã.
Como o tema deste ano é “Música e Esporte em Sintonia”, os alunos levaram às ruas desfiles falando sobre a música e a importância da prática esportiva na vida das pessoas. Ressaltaram os cuidados que se deve ter com uma alimentação saudável e como unir isso ao esporte.
A Escola Estadual Francisco da Silva Nunes enfatizou as práticas interdisciplinares como meio no desenvolvimento do ensino, apresentando ainda o projeto Música e Esporte na Adolescência, com a banda marcial da Fundação Pestalozzi do Pará.
A escola Presidente Costa e Silva fez uma homenagem à cultura afro-brasileira, a arte por meio da cultura negra, tradições, comidas, mitos e religiosidade. Os estudantes também destacaram a importância da educação inclusiva e o privilégio de se conviver com as diferenças.
Os moradores dos bairros que acompanharam os desfiles não participaram apenas como espectadores, mas ajudaram na organização das ruas, doaram água para os alunos e deram apoio para as escolas que participaram da programação. Cleidiane Souza participou, juntamente com os filhos, do desfile inteiro e adorou poder assistir a tudo de casa.
“O desfile está muito bom. Nós, como moradores, ajudamos no que pudemos e colaboramos para que o desfile acontecesse. Está tranquilo, sem nenhum tipo de conflito, ideal para que toda comunidade participe e prestigie o evento”, disse.
Segundo a gestora em exercício da 8ª Unidade Seduc na Escola (USE), Jucilene Pereira, o desfile foi muito bem organizado. “O local foi bem escolhido, é arborizado, e as crianças não sentiram muito o calor do sol. Organizamos da melhor maneira possível e contamos com o total apoio da comunidade”, afirmou.

Texto:
Eliane Cardoso-Seduc


Caravana do Cheque Moradia beneficia 50 famílias em Sapucaia
Com um investimento de R$ 705 mil, para obras de melhoria, ampliação e construção de residências, o governo do Estado beneficiou 50 famílias no município de Sapucaia, na região sul, em mais uma ação da Caravana do Cheque Moradia, na última sexta-feira (30). A entrega do benefício aconteceu na Câmara Municipal de Sapucaia, com a presença do secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, Sydney Rosa. A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) foi representada pelo diretor técnico João Barral e pela gerente de Relações Comerciais, Elisabeth Hage.
A dona de casa Luziene Gonçalves de Moura Barbosa, 35 anos, desde 2005 mora na Vila Canadá, e agora vai concretizar o sonho da casa própria. Após receber o Cheque Moradia, ela disse que construirá sua residência em um terreno doado pela Prefeitura. Cerca de 40 famílias também foram beneficiadas a doação de lotes pelo Executivo municipal.
" Ficou muito feliz de ter recebido o Cheque Moradia. Esse dinheiro vai ajudar muito, porque vamos começar a construir nossa casa do zero, sem nada. E esse é um grande incentivo", afirmou Conceição Moura, que trabalha como caixa em um armazém da cidade.
Durante as comemorações pelos 10 anos do Cheque Moradia, a Caravana ainda entregará o benefício a moradores dos municípios de Bragança, Salinópolis, São João de Pirabas, Tucuruí, Eldorado do Carajás, Aveiro, Juruti, Faro, Redenção, Floresta do Araguaia e Muaná, informou a titular da Cohab, Noêmia Jacob. (Com a colaboração da Ascom/Sedip).

Texto:
Rosa Borges-Cohab


Emater promove torneio leiteiro durante Exposição Agropecuária de Castanhal
Interessados em participar do torneio leiteiro realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), durante a Exposição Feira Agropecuária de Castanhal (Expofac), no nordeste paraense, podem ser inscrever até esta sexta-feira (6). A competição reunirá duas categorias: agricultura familiar e  agronegócio. “Para os animais a categoria de raça é aberta, mas necessariamente os animais precisam estar vacinados contra brucelose, tuberculose, aftosa e raiva”, explica Daniel Diniz, zootecnista da Emater. As ordenhas acontecerão duas vezes por dia, às 8h e às 16h.
Todo o leite coletado durante os três dias de competição, a exemplo do ano passado, será distribuído para a entidade filantrópica Mesa da Caridade e para o asilo do município. As inscrições podem ser feitas gratuitamente no Sindicato dos Produtores Rurais de Castanhal e na Emater pelo telefone (91) 3721-1293. O torneio oferecerá para os vencedores prêmios em dinheiro, kit de higiene e ordenha e troféu, respectivamente para o primeiro, segundo e terceiro lugares.


Seicom encerra oficinas para o Plano de Mineração do Pará
O Estado do Pará é o segundo maior produtor de bens minerais do Brasil, responde por 6% das exportações nacionais e aproximadamente 70% do saldo comercial brasileiro, que foi de US$ 17 bilhões em 2011 e US$ 13,5 bilhões em 2012. A mineração e a indústria de transformação mineral somam ainda 15% do Produto Interno Bruto e colaboram com 3,5% dos empregos formais gerados do estado.
Para debater alternativas que tornem o setor uma plataforma de desenvolvimento sustentável para o estado, a Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração do Pará (Seicom) realizou, nesta quinta-feira (5), a 13ª oficina para o Plano Estadual de Mineração (2013-2030), que teve como tema “Política Estadual e Modelo de Governança para Mineração no Pará”, no Centro Integrado de Governo, em Belém.
A última das oficinas para o Plano Estadual de Mineração reuniu alguns dos mais expressivos atores do segmento mineral no Pará. A ideia do ciclo de palestras foi abordar assuntos que vão da geologia à transformação mineral, com o objetivo de priorizar objetivos e definir ações e metas efetivas para a política mineral no estado.
"O Governo Federal não está fazendo uma gestão eficiente e o Pará acaba penalizado por esta situação. Isso precisa mudar. E uma das ações do governador Simão Jatene para ajudar no desenvolvimento do estado foi a recriação da Seicom. O trabalho estratégico desenvolvido por esta secretaria vem sendo importante para os projetos do governador", informou o titular da Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, Sidney Rosa.
A expansão do Arranjo Produtivo Local (APL) de gemas e joias, em Itaituba e Parauapebas; os Grupos de Trabalho (GTs) de insumos minerais para a agricultura, petróleo e gás, agregados de uso direto na conservação; o adensamento de valor às cadeias minerais, com estudos de cadeias produtivas do cobre, níquel, manganês, alumínio, ferro, caulim e ouro são algumas das realizações da Seicom, desde sua recriação há quase dois anos. "Estas são ações que já deveriam estar ainda mais avançadas do que estão agora, não fosse o período de quatro anos de interrupção das atividades da Seicom, entre 2007 e 2011. Mas estamos nos empenhando para dar todo o apoio para desenvolver o Pará", informou Maria Amélia Enríquez.
Participaram da 13ª oficina para o Plano Estadual de Mineração (2013-2030), além da Seicom, representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Pará (Secti), Vale, Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-Pará) e outros órgãos públicos e particulares.                                                                                                                                                                                                                           

Texto:
Sergio Augusto-Seicom


Sespa alerta para a prevenção da dengue mesmo no verão
O 12º Informe Epidemiológico da Situação da Dengue no Pará aponta que, até 29 de agosto deste ano, foram notificados 15.320 casos suspeitos de dengue, dos quais 6.555 foram confirmados, com a seguinte classificação: 6.526 de dengue clássica, 20 de dengue com complicação, cinco de febre hemorrágica da dengue e quatro de síndrome do choque da dengue. Em relação ao último boletim, divulgado no dia 30 de julho deste ano, foram mais 62 novos casos confirmados em todo o Estado.
Comparado ao mesmo período de 2012, quando foram confirmados 11.652 casos, pode-se afirmar que houve uma redução de mais de 60% em relação ao ano passado. Dados divulgados pela Coordenação do Programa Estadual de Controle de Dengue da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) indicam que os municípios com maior número de notificações são Santarém (2.390), Belém (1.293), Parauapebas (766), Marabá (527), Medicilândia (477) e Ananindeua (461). A maioria dos casos confirmados está em Santarém (866), Parauapebas (524), Oriximiná (373), Belém (352) e Altamira (220).
Em relação às mortes provocadas pela doença, há confirmação de cinco óbitos por dengue: um em Rurópolis; dois em Oriximiná; uma vítima que reside em Paragominas, mas faleceu em Garulhos (SP) e uma pessoa residente em Medicilândia, mas que morreu em Altamira.
Segundo o Departamento de Controle de Endemias, a Sespa continua auxiliando os municípios para o combate à dengue no Estado, principalmente nas regiões sul e sudeste do Pará. A secretaria trabalha na mobilização junto a hospitais regionais e municipais, entidades e sociedade civil. Com o apoio dos Centros Regionais de Saúde, também auxilia os municípios para a elaboração do plano de trabalho para a prevenção da doença. Além do valor recebido a cada quatro meses, os municípios paraenses já receberam este ano recurso extra do Ministério da Saúde para intensificar as ações contra a doença. O valor varia de acordo com a necessidade per capita de cada localidade.
Ações
A Sespa ainda ajuda os municípios com insumos e inseticidas para o controle do vetor. As principais ações desenvolvidas são o bloqueio imediato da transmissão, nas localidades ou bairros que notificam casos; atividades de educação e comunicação, visando sensibilizar a população para o problema; articulação com órgãos municipais de saneamento e limpeza urbana para melhorar a coleta e destinação adequada do lixo e manutenção das atividades de rotina no combate ao mosquito transmissor.
Apesar do verão, as chuvas continuam a cair, com menor frequência, o que não afasta o risco de se contrair dengue. Por isso a Sespa alerta a população sobre os cuidados necessários para prevenir a doença, como a retirada de objetos que possam acumular água nos quintais, como folhas e outros materiais, além da limpeza de calhas, para evitar água parada e impedir a proliferação do mosquito Aedes aegypti.
Mais informações sobre dengue são fornecidas pelas secretarias municipais de Saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555, e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além do (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos distritos administrativos da Prefeitura: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).

Texto:
Mozart Lira-Sespa


Fafá de Belém participa de reunião com dirigentes da TAP no estande do Pará na Abav
A cantora Fafá de Belém, reconhecida mundialmente por um dos mais ricos repertórios brasileiros e também por seu trabalho como atriz, é atração confirmada na tarde desta quinta-feira, dia 5, no estande do Pará, no Anhembi, em São Paulo (SP), onde acontece desde esta quarta-feira, 4, a Abav 2013 - 41ª Feira de Turismo das Américas.  A presença de Fafá de Belém no estande paraense visa fortalecer ainda mais esse destino turístico, que carrega consigo o slogan “A Obra-Prima da Amazônia”.
Fafá de Belém, carinhosamente conhecida pelos paraenses como “Madame Sabiá”, por seu repertório bem amazônico, fica no estande das 16h30 até as 18 horas, quando segue para o palco central do Ministério do Turismo (Mtur), para um show exclusivo aos cerca de 2700 expositores da Abav, que espera, até domingo, receber um público de 80 mil visitantes, incluindo 30 mil profissionais e 50 mil consumidores de produtos turísticos.
Um dos principais objetivos da presença de Fafá de Belém no estande do Pará é sua participação em uma reunião entre dirigentes estaduais de turismo do Pará e Amazonas, empresários paraenses, membros da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) e Associação Brasileira de Agência de Viagens (Abav) com os dirigentes da TAP. “Esta reunião, que conta com a participação de representantes da TAP na Europa, incluindo Portugal, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Itália e também no Brasil, visa dar andamento às negociações que iniciamos para garantir um voo regular da TAP ligando a Europa, através do Pará, à Lisboa”, explica Adenauer Góes, secretário de Turismo do Pará.
Durante a reunião vai ser apresentado o destino Pará aos dirigentes da TAP, entre eles Mário Carvalho, que representa a TAP na América do Sul. Um vídeo promocional do Pará, com participação especial de Fafá de Belém, vai ser apresentado junto com o roteiro "Pará: Obra-Prima da Amazônia - 8 dias e 7 noites".  Fafá participa da ação por ter em Portugal um dos seus maiores públicos depois do Brasil, reconhecida em Lisboa e toda a Europa pelos fados que canta.
A cantora é também convidada da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) para as principais ações promocionais do destino Pará, a partir do segmento de cultura e turismo religiosos, como aconteceu em 2012, durante a BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, em que Fafá acompanhou a programação da Paratur em Lisboa e Nazaré, apresentando a imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, sómbolo do Círio, que reúne em Belém, anualmente, no segundo domingo de outubro, mais de 2 milhões de romeiros, sendo algo em torno de 75 mil turistas de fora do Estado.
Destaque
A Estação das Docas, Mangal das Garças e o Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, espaços administrados pela Organização Social Pará 2000 estão entre os equipamentos turísticos apresentados durante a Feira. "Viemos até São Paulo com a intenção de divulgar e inserir cada vez mais os espaços administrados pela OS como grandes atrativos turísticos da capital paraense, colocá-los no circuito dos pacotes de viagens das principais agências e também apresentar esses equipamentos para a mídia especializada conhecer toda a potencialidade do Hangar, Mangal e Estação na Amazônia", informa a gerente de Marketing, Comunicação e Cultura da Organização Social Pará 2000, Isa Arnour.
A equipe da OS Pará 2000 trouxe para o estande do Pará, liderado pela Secretaria Estadual de Turismo (Setur) e a Companhia Paraense de Turismo (Paratur), todo o material gráfico dos três espaços, além dos vídeos institucionais do Hangar e Mangal que mostram o Pará como destino ideal para quem procura natureza e modernidade em um só local. "Sempre participamos dos eventos da Abav, mas neste ano de 2013 conseguimos reunir a Paratur, o Polo Joalheiro, a Organização Social Pará 2000 e a Secretaria de Turismo, além do trade de agências de viagem, guias de turismo e setor hoteleiro. Estamos divulgando o plano de marketing Ver-o-Pará, através dos diversos atrativos paraenses" destacou Jacqueline Alves, diretora de Marketing da Companhia Paraense de Turismo (Paratur).
* Colaborou Fernanda Scaramuzzini - Ascom OS Pará 2000

Texto:
Benigna Soares-Paratur


Governador recebe consules da Alemanha, Finlândia e de Portugal
O governador Simão Jatene participará do jantar de comemoração à Independência do Brasil, que será promovido pela Associação Consular do Estado do Pará, na próxima quarta-feira, 11, no Hotel Hilton, em Belém. Realizado todos os anos, além da alusão a um dos momentos mais emblemáticos da história do país, a proclamação da independência de Portugal, o jantar também marcará o momento em que os cônsules prestarão homenagens às autoridades do Estado que acolheram os diplomatas em suas cidades de trabalho.
O convite para o jantar foi entregue pessoalmente a Simão Jatene, nesta quinta-feira, 5, pelos cônsules da Finlândia, Augusto Rodrigues, e da Alemanha, Paul Steffen, e pelo vice-cônsul de Portugal, Joaquim Rosário. Os três representantes da associação foram recebidos pelo chefe do Executivo Estadual, pela manhã, no gabinete do Comando Geral da Polícia Militar, em Belém. Na ocasião, Simão Jatene conversou sobre diversos temas com os cônsules, entre eles pacto federativo, gestão e educação. Ao final do encontro, o governador confirmou sua participação no jantar.
Segundo o presidente da associação, o vice-cônsul de Portugal, Joaquim Ribeiro, o momento já é uma tradição entre os cônsules da região Norte. “Todos os anos realizamos essa comemoração e aproveitamos para homenagear as autoridades que nos acolhem”, disse. Além do Consulado do Pará, a associação congrega o corpo consular de outros estados do Norte, uma vez que, muitos dos cônsules, representam seus países em mais de um estado. Joaquim Rosário, por exemplo, é o cônsul de Portugal em seis estados da região, contando com o Pará.  

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Dia da Raça é comemorado por estudantes dos bairros da Cremação e Terra Firme
Estudantes de diversas escolas da rede pública e particular de ensino comemoraram, nesta quinta-feira, 5, o Dia da Raça. O tradicional Desfile Escolar foi realizado na Aldeia Amazônica, mas também aconteceu em outros bairros da capital. Nos bairros da Cremação e Terra Firme, por exemplo, mais de quatro mil alunos de 20 escolas estaduais se apresentaram pelas ruas. “Os desfiles nesses locais já acontecem há 27 anos e a cada ano se superam em número de participantes e de organização. Os estudantes se preparam o ano todo para esse momento”, disse Flávia Simone Lemos, coordenadora da 4ª Unidade da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) na Escola.
Os alunos da Escola Estadual Professora Antônia Paes da Silva, no bairro da Cremação, levaram para as ruas uma mostra dos projetos desenvolvidos dentro da escola ao longo do ano. Divididos em seis pelotões, os estudantes com idades entre 2 e 20 anos, apresentaram diversos números de dança, música, teatro e esporte. Segurando o cartaz com a frase “A música como meio de desenvolver a cidadania e a integração do ser”, Tainá Micaela, 10 anos, participou do desfile mostrando a importância da música dentro da sala de aula. “Eu nunca tinha segurado em um violão na minha vida e quando entrei na escola, aprendi a tocar e hoje tenho um sonho de me tornar uma grande cantora”, disse.
Com apenas 7 anos, Isadora de Fátima levava em seus braços o troféu que ganhou por ter se tornado campeã nacional de karatê. Ela desfilou no pelotão que teve como tema “O esporte tem a força de unir o mundo”. Para Nazaré de Fátima Almeida, mãe de Isadora, o desfile do Dia da Raça é um dos momentos mais esperados pela família. “Nós ficamos muito orgulhosos em ver que a nossa filha é vista como um bom exemplo para as outras crianças do nosso bairro. Esperamos ansiosos por esse dia do desfile, ela nem dormiu direito de tanta ansiedade”, contou.
No bairro da Terra Firme, o desfile realizado na Praça Olavo Bilac também mobilizou um grande número de jovens. Os estudantes da Escola Estadual Acácio Felipe Sobral apresentaram durante o desfile o projeto “Pro Paz Comunidade”, que tem como objetivo fortalecer a gestão comunitária e estabelecer uma comunicação direta da população com o governo estadual. “O nosso objetivo é mostrar para os estudantes das outras escolas que não conhecem o Pro Paz, a importância que o programa tem e os benefícios que ele oferece para os jovens”, afirmou o estudante Denílson Ramon Lopes, 17 anos.

Texto:
Bruna Campos-Secom


Doações de sangue caem 30% e afetam atendimento do Hemopa
O único hemocentro público do Pará, o Hemopa, enfrenta mais uma grave crise com a insuficiência do número de voluntários, que reduziu em torno de 40%, interferindo no atendimento transfusional com adiamento de cirurgias eletivas (sem risco de vida) e atendimento de urgência e emergência. Hoje, o Hemopa está coletando uma média diária de 150 bolsas, quando o ideal seria entre 250 a 300 unidades.
Para a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, o ato de doar sangue é uma causa de promoção da saúde, logo, todos os cidadãos são responsáveis pelo abastecimento de sangue na hemorrede do Estado. “Não temos outra fonte de coleta de sangue a não ser o voluntariado”, destacou, explicando que estimular a sociedade ao gesto, requer ações de educação continuada não apenas pelo serviço de captação do hemocentro, mas por todas as instituições parceiras, sobretudo, os estabelecimentos hospitalares que consomem o produto como medicamento.
“Restabelecer a saúde da população paraense pass, também, por manter o equilíbrio entre a demanda e a oferta de sangue”, observou, pontuando que a parceria com a rede hospitalar é fundamental, especialmente, aos hospitais de grande porte, entre eles “Ophir Loyola”, Santa Casa de Misericórdia do Pará, Metropolitano e os dois Prontos Socorros Municipais de Belém. “É imprescindível que o corpo clínico solicite aos familiares de pacientes, doadores de sangue”, comentou, citando que outros segmentos também podem colaborar para o restabelecimento do estoque.
De acordo com a assistente social, historicamente vários fatores contribuem para a queda nos estoques de sangue. Neste momento, o intenso e diário congestionamento do trânsito pode estar dificultando o acesso dos voluntários até a sede do hemocentro, tendo em vista que a maioria deles reside no distrito de Icoaraci e nos municípios de Ananindeua e Marituba.
Para reverter o quadro, a Fundação Hemopa prossegue com calendário de campanhas externas para doação voluntária de sangue, em parceria com instituições públicas e privadas. O cronograma de setembro começou nos dias 3, 4 e 5, com a unidade móvel na avenida Presidente Vargas, esquina com a rua Santo Antônio, em frente ao prédio do Banco do Brasil, de 8h às 15h. Os dois resultaram em 196 comparecimentos.
Nesta sexta-feira, 6, a campanha se dará em parceria com a Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Benjamin Constant”, de 8h às 15h. O estabelecimento fica localizado na Trav. Benjamin Constant, 497. No dia 12, de 8h às 15h, a ação estratégica será realizada em parceria com a Escola “Madre Celeste”, no Conj Cohab, Gleba III, rua C10, no bairro da Marambaia.
Serviço:
Instituições interessadas em fazer parceria com o Hemopa podem entrar em contato pelos telefones 3224-5048 / 3242-5430, de segunda a sexta-feira, de 8h às 18h; e aos sábados, até às 15h.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa


Seminário trata de governança e comunicação para o Escudo das Guianas
Durante a abertura do I Seminário de Áreas Protegidas do Escudo das Guianas (Sapeg), realizado nesta semana, no Hotel Fazenda Paraíso, na Ilha de Mosqueiro houve exibição do curta-metragem “Eu moro aqui - histórias dos povos das florestas do norte do Brasil”, produção da TV Norte Independente e dirigido por Fernando Segtowick e Pedro Afonso. O seminário, coordenado pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e apoiado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), tem como objetivo a interação, integração e troca de experiências entre as instituições que trabalham pelas áreas protegidas da região do Escudo das Guianas. Na programação estão previstas discussões em mesas temáticas sobre “Experiências em gestão territorial: reflexões e aprendizados” e “Iniciativas de comunicação”, além de workshops e exposição de pôsteres sobre as áreas protegidas estaduais do Pará e do Amapá.


Técnicos recebem qualificação para trabalhar com o Programa de Aquisição de Alimentos
Técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) participaram, durante os dois últimos dias, de uma oficina regional de Elaboração de Projetos do Programa Nacional de Aquisição de Alimentos (PAA). A qualificação, promovida pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em parceria com a Diretoria de Políticas Públicas para Mulheres Rurais envolveu, ainda, representantes de organizações sociais e entidades governamentais dos Estados de Tocantins, Roraima, Pará, Maranhão, Rondônia e Piauí.
A capacitação vai ajudar os técnicos na elaboração de projetos no âmbito do programa, além de orientar a elaboração de projetos para os editais do Fundo Conab/BNDES e capacitar os participantes para acessar a política de preços mínimos para produtos da sociobiodiversidade. A Emater já atua junto aos agricultores na aplicação do PAA, emitindo o Documento de Aptidão ao Pronaf (DAP), obrigatório para o acesso ao programa, e qualificando os agricultores por meio de oficinas práticas de acesso ao PAA.
Segundo Adda Ellen, economista da Emater, nos últimos dois anos o número de agricultores que acessaram o programa por meio da Emater aumentou em cerca de 30%. Os agricultores familiares do nordeste paraense foram os que mais se destacaram. A maioria dos produtos comercializados foi de frutas e hortaliças. Só em 2012 foram comercializados com o PAA mais de oito milhões de reais, beneficiando um total de 2.238 famílias.
Segundo dados da Emater, um agricultor que consegue acessar as políticas públicas para a comercialização dos produtos consegue aumentar a sua renda em pelo menos 40%. “Nosso trabalho é, inclusive, de orientação aos agricultores que cultivem de forma agroecológica, que é um dos critérios para acessar o programa”, disse Adda. Para a identificação dos produtos a serem comercializados com a Conab, a Emater é um dos órgãos de assistência técnica mais requisitados para a identificação dos produtos.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater
Fone: (91) 3256- 5410 / (91) 9168-0535
Email: iolanda1lopes@hotmail.com / ascomematerpara@gmail.com
E-mail automático. Por favor, não responda.
Descrição: https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/profile_mask2.png
Agência Pará <sgn2@agenciapara.com.br>
17:36 (4 horas atrás)
Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif

Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
para mim
Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ
SECRETARIA DE ESTADO DE COMUNICAÇÃO - SECOM
Data: 05/09/2013 12:36:10
Site: www.agenciapara.com.br E-mail: redacao@agenciapara.com.br
Técnicos recebem qualificação para trabalhar com o Programa de Aquisição de Alimentos
Técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) participaram, durante os dois últimos dias, de uma oficina regional de Elaboração de Projetos do Programa Nacional de Aquisição de Alimentos (PAA). A qualificação, promovida pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em parceria com a Diretoria de Políticas Públicas para Mulheres Rurais envolveu, ainda, representantes de organizações sociais e entidades governamentais dos Estados de Tocantins, Roraima, Pará, Maranhão, Rondônia e Piauí.
A capacitação vai ajudar os técnicos na elaboração de projetos no âmbito do programa, além de orientar a elaboração de projetos para os editais do Fundo Conab/BNDES e capacitar os participantes para acessar a política de preços mínimos para produtos da sociobiodiversidade. A Emater já atua junto aos agricultores na aplicação do PAA, emitindo o Documento de Aptidão ao Pronaf (DAP), obrigatório para o acesso ao programa, e qualificando os agricultores por meio de oficinas práticas de acesso ao PAA.
Segundo Adda Ellen, economista da Emater, nos últimos dois anos o número de agricultores que acessaram o programa por meio da Emater aumentou em cerca de 30%. Os agricultores familiares do nordeste paraense foram os que mais se destacaram. A maioria dos produtos comercializados foi de frutas e hortaliças. Só em 2012 foram comercializados com o PAA mais de oito milhões de reais, beneficiando um total de 2.238 famílias.
Segundo dados da Emater, um agricultor que consegue acessar as políticas públicas para a comercialização dos produtos consegue aumentar a sua renda em pelo menos 40%. “Nosso trabalho é, inclusive, de orientação aos agricultores que cultivem de forma agroecológica, que é um dos critérios para acessar o programa”, disse Adda. Para a identificação dos produtos a serem comercializados com a Conab, a Emater é um dos órgãos de assistência técnica mais requisitados para a identificação dos produtos.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater








Consulta Pública discute criação de Unidade de Conservação em Maracanã
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira, 4, a convocação para consulta pública sobre a criação de uma Unidade de Conservação Estadual de Uso Sustentável – Reserva de Desenvolvimento Sustentável Campo das Mangabas, no município de Maracanã, nordeste do Estado. Toda a sociedade civil está convocada a participar do evento.
Considerando o disposto na Lei nº 5.887, que trata da Política Estadual do Meio Ambiente, a criação de uma unidade de conservação deve ser precedida de estudos técnicos e consulta pública que permitam identificar a localização, dimensão e os limites adequados para a unidade. Os estudos técnicos que compõem a criação da Unidade encontram-se à disposição dos interessados para consulta na biblioteca da Sema e na Prefeitura de Maracanã, localizadas nos seguintes endereços: Travessa Lomas Valentinas, 2717 Marco – Belém; Prefeitura Municipal de Maracanã, na Av. Magalhães Barata s/n°, Bairro Centro. O evento ocorrerá no dia 26 de setembro, no Salão do Centro Cultural, localizado na Praça São Miguel, bairro Centro, município de Maracanã.


Feira do Pescado chega a Icoaraci neste sábado
Pela primeira vez, os moradores do distrito de Icoaraci serão beneficiados pela Feira do Pescado, que será realizada neste sábado, dia 7, na sede do Sest/Senat, na Av. Augusto Montenegro, das 8h às 14h. A grande novidade dessa feira é que os peixes não são de cativeiro. Eles foram capturados na costa do Amapá. Serão vendidos in natura (gelados) e também congelados. As espécies que estarão disponíveis para população são: Gó, Gurijuba, Piramutada, Dourada, Bagre, Pescada Branca e Pescada Amarela.
A Feira é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Pesca e Aquicultura (Sepaq) e conta com apoio do Sindicato da Indústria de Pesca do Estado do Pará. Em Icoaraci a empresa parceira será a Aguia Pesca. “Vamos ter filé de pescado, peixe inteiro e se o consumidor quiser só um pedaço, vamos vender separadamente também”, explica o secretário Estadual de Pesca de Aquicultura, André Pontes.
Ainda segundo o secretário, a feira promete oferecer aos consumidores o preço mais baixo do mercado. “Estamos trabalhando para garantir o peixe na mesa das pessoas que têm menor poder aquisitivo”.


Cosanpa investe em melhorias no abastecimento de água
A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) divulgou o resultado da licitação para contratação de empresa de engenharia para elaboração de projetos básicos de hidráulica e saneamento destinados a reabilitação, setorização e subsetorização da rede de distribuição de água da zona central de Belém, que abrange 20 bairros. Este projeto visa melhorias no fornecimento de água da capital paraense, tanto na distribuição como nos serviços que a empresa realiza nas redes de abastecimento. Os bairros terão suas redes de água setorizadas, o que significa que o serviço vai afetar o abastecimento apenas na rua, avenida ou travessa onde estiver localizado o problema.
A Cosanpa publicou também aviso de licitação na modalidade tomada de preço com vistas à contratação de empresas de engenharia para a construção, montagem e instalação de setorização das redes de distribuição da água da Unidade de Negócio do Jurunas (Unisul), que abrange o fornecimento de água dos bairros do Jurunas, Guamá, Canudos, Condor, Cremação, Cidade Velha, Batista Campos, Campinas, Nazaré, Reduto, Umarizal, Terra Firme, Comércio e São Braz. A abertura das propostas para a contratação destes serviços ocorrerá no dia 20 de setembro, às 9h, na sede da empresa, em São Braz.


Projeto "Bem Conviver" realiza formação de multiplicadores
A Coordenadoria de Ações Educativas e Complementares (Caec) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) abriu inscrições para o Encontro de Formação de Multiplicadores da Cultura de Paz e Não Violência nas Escolas do Projeto Bem Conviver. As inscrições podem ser realizadas até o dia 10 de setembro e têm como público-alvo professores, técnicos, vice-diretores e diretores das escolas de Icoaraci contempladas com a formação.
O objetivo do Bem Conviver é contribuir com as escolas da Rede Estadual de Ensino na construção de uma cultura de paz e prevenção para não violência no ambiente escolar. Sua metodologia segue a realização de algumas etapas, como a formação de multiplicadores, o levantamento situacional da comunidade escolar, formação específica para profissionais de serviço e apoio escolar, a produção do projeto da escola, o assessoramento dos profissionais da escola, monitoramento das atividades realizadas e a realização de trabalho junto às famílias através do projeto Lição de Vida.
Cada escola possui três vagas para inscrever os interessados. A ficha de inscrição de dever ser preenchida e enviada para o seguinte e-mail: caec.seduc@gmail.com. As pessoas que se interessarem pela formação devem escolher apenas uma das oficinas que estão listadas na ficha de inscrição. Mais informações e ficha de inscrição estão disponíveis no site da Seduc : www.seduc.pa.gov.br.

Texto:
Eliane Cardoso-Seduc


Emater implanta Unidade de Observação de avicultura em Mojuí dos Campos
A equipe técnica da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) em Mojuí dos Campos, oeste do Pará, está implantando uma Unidade de Observação de Avicultura e Olericultura na comunidade do Garrafão.O objetivo é introduzir junto aos agricultores familiares locais o sistema de produção agroecológico.
De acordo com Iomar Nascimento, técnico da Emater, a expectativa é que com esse projeto os agricultores assimilem esse sistema integrado e sustentável, unindo animal e vegetal, como meio de sustento e de garantia da segurança alimentar. “Na unidade vamos mostrar a criação de galinha caipira, cultivo de hortaliças, como coentro, cebolinha, alface e rúcula, além da cultura da banana”, explica o técnico.
Na comunidade do Garrafão – distante cinco quilômetros da sede do município - a unidade será implantada em um espaço de meio hectare. A estimativa da equipe é que em 90 dias inicie a colheita das hortaliças e a criação de ave em cerca de um ano. Os resultados obtidos com o projeto serão apresentados em setembro de 2014. “Com orientação técnica, a expectativa é que se reduzam os custos e aumente a produção e produtividade na comunidade entre 30% e 50% neste período”, diz Nascimento.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Mangal das Garças abrirá normalmente no feriado
O Parque Zoobotânico Mangal das Garças funcionará normalmente neste sábado, 7 de setembro, feriado pela Independência do Brasil. O Parque estará aberto para os visitantes em horário normal: das 9h às 18h. A visita ao Mangal é uma boa opção de lazer para as famílias que ficam em Belém neste final de semana. O acesso ao Parque é gratuito, mas para conhecer os espaços monitorados é cobrado ingresso de R$ 4, com meia entrada para estudantes. Outra opção neste feriado é a visita guiada do “Roteiro Expresso”, que inicia às 10h, no Armazém do Tempo. O público poderá conferir, ainda, o Momento Alimentação das garças: às 11h, 15h e 17h30; dos peixes e tartarugas às 9h e a soltura das borboletas, às 10h e 16h.


Pesquisa sobre o trânsito em Santarém será apresentada em congresso
Servidores da Coordenadoria do Núcleo de Planejamento do Detran defenderão trabalho sobre o comportamento da população no trânsito do Pará no X Congresso Brasileiro sobre Acidentes e Medicina de Tráfego, evento promovido pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, a Abramet, que ocorrerá nos dias 13 e 14 de setembro, em Foz do Iguaçu, no Paraná. O estudo, intitulado “Comportamentos de risco no trânsito entre jovens universitários: um inquérito entre acadêmicos de medicina no município de Santarém, Pará, Brasil em 2011”, pesquisou o comportamento de 65 alunos do curso de medicina da Universidade do Estado do Pará (Uepa).
Sendo a maioria dos estudantes homens com média de idade de 21 anos, solteiros e com renda familiar acima de quatro salários mínimos, verificou-se que 63% destes não ingere bebida alcoólica e 36,9% vai a pé para a universidade, porém 90% dos entrevistados relataram hábito de dirigir, com 47% destes dirigindo sem habilitação. Entre outros dados, a pesquisa verificou também que apenas 14% utilizam o cinto de segurança como passageiro no banco de trás, 22% não utilizam capacete na condição de condutor e 33% já se envolveram em algum tipo de acidente de trânsito. O levantamento vai possibilitar a criação e aprimoramento de estratégias visando a redução dos fatores que favorecem a ocorrência de acidentes de trânsito entre esses universitários.


Estação das Docas funcionará normalmente no feriado da Independência
A Direção da Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas, informa ao público que neste sábado, 7, feriado nacional pela Independência do Brasil, o complexo turístico funcionará normalmente, das 10h às 3h, com programação cultural normal. Na programação, shows de músicos paraenses, nos Palcos Deslizantes, pelo projeto Música no Ar.  Nesta sexta-feira, 6, o espaço abre partir das 10h e segue até às 3h de sábado. Maiores informações (91) 3212-5525.


Ballet Folclórico Amazônia Brasil apresenta “Cantos Amazônicos” na Estação
“Cantos Amazônicos” é o nome do espetáculo preparado pelo grupo Ballet Folclórico Amazônia Brasil para abrir a programação deste mês do Pôr-do-Som. Nesta sexta-feira, 6, o grupo estreia no projeto da Estação das Docas. A apresentação é gratuita e inicia às 18h na orla do Armazém 3.
Esta é a primeira apresentação do grupo para público aberto e, segundo o produtor artístico Valter Viegas, será de uma maneira diferenciada. “Nossa ideia é levar para o público uma montagem de espetáculo com uma roupagem diferente e coreografias que são baseadas em nossas pesquisas. Além disso, vamos apresentar músicas de autores paraenses para a plateia, sendo que 90% delas são inéditas”, adianta o produtor.
O Ballet Folclórico é do bairro do Jurunas e conta com sete músicos e 16 bailarinos. Este mês, eles irão ao México, onde participarão do 12° Festival de Folclore das Américas. “Temos uma percussão profissional completa e também instrumentos como curimbó, maraca e marabaixo. É uma comunicação entre o contemporâneo e o tradicional”, afirma Valter Viegas.
“Será uma grande satisfação recebermos em nosso projeto Pôr-do-Som mais um grupo novo. Ainda mais este, que tem um vasto número de apresentações nacionais e internacionais. Inclusive, o responsável pelo grupo, Valter Viegas, já é bastante experiente nessa área, pois ele já montou várias coreografias de grupos folclóricos que já se apresentam conosco”, conta a assistente de Eventos da Estação das Docas, Larissa Cortez. “A intenção do projeto é aproximar cada vez mais a cultura dos visitantes ”, completa.
O projeto Pôr-do-Som é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas. Confira a programação completa no site: www.estacaodasdocas.com.br.
Serviço:
Pôr-do-Som – Grupo Ballet Folclórico Amazônia Brasil
Nesta sexta-feira, 6, a partir das 18h, na orla do Armazém 3, na Estação das Docas (Av. Boulevard Castilhos França, s/n° - Campina).
Informações: (91) 3212-5525
Entrada gratuita

Texto:
Camila Barros-Pará 2000


PM forma mais 27 policiais no método Giraldi de tiro defensivo
Foi realizada na manhã desta quarta-feira, 4, no auditório do Comando Geral da Policia Militar, a solenidade de formatura dos 27 novos instrutores do curso de Tiro Defensivo na preservação da vida - Método Giraldi/2013. O evento contou com a presença de diversas autoridades e foi presidido pelo comandante geral da PM, coronel Daniel Borges Mendes, acompanhado pelo subdiretor de Ensino da PM e diretor geral do curso, tenente coronel PM Heyder Calderaro Martins; o coordenador da formação, tenente coronel PM Sadala Nagib Salame Filho e a coordenadora pedagógica da atividade formativa, major PM Aida Moreira da Costa, além da presença do coronel PM Eledilson Renato, um dos pioneiros da formação pelo método Giraldi.
Nos pronunciamentos dos presentes foi destacada a relevância do curso para a capacitação na atividade policial e conjunto de conhecimento construído ao longo da formação, o que envolveu 23 disciplinas em um desenho curricular que trabalhou os diversos aspectos do conhecimento profissional em 245 horas/aula, efetivadas em regime intensivo. Todos os 27 concluintes receberam o certificado de conclusão do curso, com destaque para os três primeiros colocados, que foram aplaudidos pelos presentes no evento e emocionaram os familiares que ajudaram a lotar o auditório do Quartel do Comando Geral.


Portel discute uso dos recursos naturais
O município de Portel recebe, entre os dias 6 e 12 deste mês, as assembleias gerais para aprovação do documento de Planos de Uso dos recursos naturais nas glebas públicas estaduais do município - Alto Camarapi, Acangatá, Jacaré-Puru e Acutipereira. O documento vem sendo elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor), juntamente com as comunidades, para a proteção da fauna e flora, buscando contribuir para o desenvolvimento sustentável de Portel.
A ação faz parte do Plano de Desenvolvimento Local de Portel (PDL Portel), projeto que é desenvolvido pelo Ideflor e vai beneficiar cerca de 1.500 famílias no município. “O PDL Portel busca promover o ordenamento fundiário e ambiental, com incremento de renda e uso sustentável da floresta, por meio de Sistemas Agroflorestais (SAFs) e com a implantação dos planos de manejo comunitário naquele município”, explica Daniel Francez, técnico do Ideflor e coordenador do projeto.
As glebas totalizam 272 mil hectares e foram destinadas ao uso sustentável por povos, comunidades tradicionais e agricultores familiares (PCTAF), por meio do Decreto nº 579, de 30 de outubro de 2012, que assegurou a afetação das áreas para o desenvolvimento do PDL, além de reservar cerca de 500 mil hectares para fins de ordenamento fundiário e ambiental.
O PDL Portel vem trabalhando em cima do decreto que permite a criação dos planos de manejo florestal comunitário. “Após a aprovação dos planos de uso dos territórios, serão feitos os planos de manejo e implantação de SAFs nas comunidades e o Iterpa fará os cadastros das famílias”, conta Francez. Na ocasião, a própria comunidade poderá contribuir com as regras que serão destinadas às atividades de caça, pesca, agricultura, extrativismo, moradia e limites de respeito, monitoradas pela comissão de plano de uso da comunidade.
A ação contará com a participação de todas as pessoas interessadas no desenvolvimento sustentável do Marajó, em especial no município de Portel. As reuniões serão realizadas pelo Ideflor em parceria com o Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Procuradoria Geral do Estado do Pará (PGE), Ministério Público do Estado do Pará (MPE), Prefeitura de Portel e Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Portel.

Texto:
Flávia Ribeiro-Ideflor


Ophir Loyola recebe técnios dos Ministérios da Saúde e Educação
O Hospital Ophir Loyola receberá, nesta quinta e sexta-feira, 5 e 6, um grupo de Técnicos Certificadores dos Ministérios da Saúde e Educação. Realizada a cada dois anos, a visita objetiva recertificar a instituição como hospital de ensino - um centro de atendimento hospitalar que colabora com universidades, com a finalidade de participar nas atividades de formação e desenvolvimento de profissionais de saúde, pesquisa e desenvolvimento tecnológico para o SUS.
O processo de certificação é instituído por meio da Portaria Interministerial MEC/MS n° 2.400, de 2 de outubro de 2007, e estabelece os requisitos que um hospital deve preencher para ser considerado hospital de ensino, a partir de quatro dimensões: atenção à saúde, ensino, ciência e tecnologia e gestão. O HOL recebeu o título pela primeira vez em 2009 e busca manter a tradição no ensino, já que abrigou na década de 70 a primeira faculdade de medicina do Estado.


Jucepa apresenta serviços na Feira Norte de Materiais de Construção
Belém está recebendo a terceira maior feira de materiais de construção do Brasil e a maior da Região Norte, a 5ª Feira Norte de Materiais de Construção (Fenormac). A Junta Comercial do Estado do Pará está presente com seus técnicos do Registro Mercantil num estande apresentando os serviços da instituição e se aproximando cada vez mais do cidadão e do setor produtivo da região. No total, a Feira reúne 60 expositores e deve gerar um volume de negócios de aproximadamente R$ 22 milhões, segundo o Sindicato do Comércio de Materiais de Construção e Similares de Belém e Ananindeua (Sindmaco), entidade que promove o evento. A Fenormac será realizada até o próximo sábado, 7, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. A estimativa do evento é receber um público de 35 a 40 mil pessoas. 



Helenilson Pontes palestra para alunos da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército
As ações de governo e os desafios que o Pará enfrenta foram os temas da palestra ministrada pelo vice-governador Helenilson Pontes, na tarde desta quarta-feira (4), no Comando Geral da Polícia Militar do Estado. Na plateia estiveram 24 oficiais alunos do curso de Altos Estudos Militares, que estão percorrendo o país em busca de uma visão abrangente acerca da região amazônica.
Com o tema “Estado do Pará: potenciais e desafios”, Helenilson Pontes apresentou aos oficias, os números e as características geopolíticas do Pará. Entre os temas abordados estiveram a situação fiscal do Estado, energia, hidrelétricas, futuros investimentos que o Pará receberá nos próximos anos e os impactos sociais que estes investimentos trarão. “Enfrentamos no Pará dois grandes desafios, que são a pobreza e a desigualdade. Sobre os grandes projetos que ainda estão por vir, nós, paraenses, não podemos aceitar a exploração do nosso território sem um planejamento adequado e muito bem pensado”, ressaltou o vice-governador durante a palestra.
Segundo Helenilson Pontes, o Pará tem a oportunidade de transformar a riqueza natural que tem em solo em benefícios e oportunidades para o desenvolvimento social e econômico do Estado. “Para transformar os recursos naturais que temos em benefícios para a população, o desafio é muito maior, pois as discussões sobre as questões territoriais do Pará acontecem em Brasília, já que temos a maior parte do nosso território federalizado. Além disso, os grandes projetos de mineração presentes no Estado, que possuem lucros extraordinários, aqui não são tributados nas exportações, pois estão protegidos por lei”, disse.
Para o coronel Peregrino, comandante da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, o principal objetivo dos alunos foi alcançado durante a palestra do vice-governador. “Nosso principal objetivo é ter um conhecimento mais profundo de diversas áreas, que consideramos estratégicas em nosso país. Hoje conhecemos a Amazônia Oriental através da palestra do vice-governador, que foi bastante objetiva e alinhada com os objetivos que nós propomos. As informações repassadas permitem um contraponto em diversas áreas que o Governo Estadual vivencia, em contrapartida com outras empresas”, afirmou o coronel, que ainda informou: “No final do ano, estes 24 alunos que participaram da palestra serão distribuídos por todo o país e, sem dúvidas, estarão habilitados para qualquer auxílio necessário”, concluiu.
Após a palestra, o vice-governador respondeu os questionamento dos alunos militares sobre o Estado do Pará. Após conhecer o Pará, o grupo de alunos militares seguirá para o Estado do Maranhão, onde participará de mais um ciclo de palestras sobre a região.

Texto:
Cintya Simões-Vice-Governadoria


Como abrimos o voto



Descrição: https://ssl.gstatic.com/ui/v1/icons/mail/profile_mask2.png
Caroline d'Essen - Avaaz.org <avaaz@avaaz.org>




Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
Imagens não exibidas Exibir imagens abaixo - Sempre exibir imagens de avaaz@avaaz.org
Caros amigos do Brasil,
Deputados são recebidos pela Avaaz no aeroporto de Brasília
Na terça-feira de manhã, os parlamentares que chegaram à Brasília para trabalhar foram recebidos com uma festa surpresa da Avaaz. E no final do dia, depois de vários encontros, a Câmara do Deputados aprovou o fim do voto secreto! Veja como nós fizemos com que nossas 650 mil vozes fossem ouvidas nesta semana…

No aeroporto nossos legisladores viram duas placas: "Tudo a esconder: Voto Secreto" ou "Tudo a declarar: Voto aberto já." Com a presença de jornalistas, os deputados – de diferentes partidos – se viram no centro das atenções, tiveram que declarar seu posicionamento em relação ao voto secreto e muitos se comprometeram a derrubá-lo.

Foi incrível -- veja o vídeo da ação e algumas das notícias aqui: G1, Correio Braziliense.

Na sessão que aprovou o voto aberto, o Presidente da Câmara recebe petição com 650 mil assinaturas.
Em seguida, acompanhamos os deputados até o Congresso, onde a Comissão Especial estava prestes a discutir a proposta do voto aberto para perda de mandato. Lá, um deputado aliado, Vanderlei Macris (PSDB-SP), pendurou nossa petição em frente à mesa para demonstrar seu apoio. Depois tivemos a oportunidade de entregar nossa petição na mesa do plenário ao presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, minutos antes da votação. Alves mencionou nossa campanha para todo plenário: “Foi a solução que encontrei para uma resposta rápida desta Casa, e aqui estão, por exemplo, 650 mil assinaturas que me foram entregues agora pelo voto aberto. Manifestações que os senhores têm recebido, com certeza, como eu no Rio Grande do Norte.”

Nós esperamos e, finalmente, às 21h, recebemos a notícia de que havíamos vencido! É um enorme passo para nossa poderosa comunidade da Avaaz e para democracia brasileira. É uma proposta que acaba com todos os tipos de voto secreto, não somente aqueles que podem manter o mandato como os de Donadon. Uau!

Frente Parlamentar pelo Voto Aberto com faixa em apoio à campanha
Mas ainda falta o Senado aprovar. E Renan Calheiros, presidente do Congresso, já anunciou que irá desmembrar a proposta para votar apenas as partes que lhe interessam. Afinal, ele só se elegeu presidente do Congresso por causa do voto secreto. Nós temos o momento e essa vitória a nosso favor e estamos estudando como podemos pressionar o Senado a aprovar a voto aberto para todas situações.

Para festejar o sucesso dessa semana e compartilhar nossas ideias de como seguir adiante, escreva seu comentário clicando no link da página abaixo:

https://secure.avaaz.org/po/como_abrimos_o_voto/?byiUoeb&v=28843

Deputado Sandro Mabel (PMDB-GO) é cercado por ativistas e pela imprensa
Nos disseram que seria impossível votar a Ficha Limpa, mas nós provamos o contrário. Agora estamos fazendo o impossível novamente com o fim do voto secreto. Para relembrar o que fizemos juntos até agora nesta campanha, veja a linha do tempo produzida pelo Estadão alguns dias atrás aqui.

Essa batalha já dura mais de um ano, e não vamos desistir até que o Senado aprove o fim do voto secreto. E iremos além: nós precisamos de um sistema político que seja profundamente transparente e novas regras para as eleições do ano que vem. Todos nós desempenhamos um papel fundamental no combate aos acordos obscuros e à corrupção na política, porque a voz de cada um faz diferença. Compartilhe sua opinião sobre esse momento valioso para nossa democracia e para nosso trabalho em conjunto clicando abaixo:

https://secure.avaaz.org/po/como_abrimos_o_voto/?byiUoeb&v=28843


Com muito respeito por essa comunidade inspiradora,

Carol, Nádia, Diego, Joseph, Alex e todo o time da Avaaz.

Apoie a comunidade da Avaaz!
Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas:

Descrição: Doe Agora




A Avaaz é uma rede de campanhas globais de 25 milhões de pessoas
que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 18 países de 6 continentes, operando em 17 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.

Você está recebendo essa mensagem porque assinou a campanha "Community Petitions Site" no dia 2013-03-12 usando o seguinte endereço de email: jornalcorreiojurunense@gmail.com.
Para garantir que as mensagens da Avaaz cheguem à sua caixa de entrada, por favor adicione avaaz@avaaz.org à sua lista de contatos. Para mudar o seu endereço de email, opções de idioma ou outras informações pessoais, entre em contato conosco, ou clique aqui para descadastrar-se.


Nicias Ribeiro.



O MARAJÓ E OS MÉDICOS



No artigo da semana passada, intitulado “O MARAJÓ E A SUA MISÉRIA”, tratamos sobre as razões do baixíssimo índice do IDH (índice do desenvolvimento humano) dos municípios marajoaras, constantes do levantamento feito pela ONU e divulgado no início de agosto passado.

É claro que no referido artigo lembramos de tempos idos, quando a economia daRegião das Ilhas, que é a parte doArquipélagodo Marajó que é coberto de floresta, era baseada fundamentalmente na extração da madeira e do palmito, com exceção de Breves que, em grande parte, cultivava o arroz de várzea, tendo sido, inclusive, o maior produtor desse grão nos anos 50 e 60.

Mas, ao lembrarmos isso, obviamente que não podemos esquecer que, naquele tempo, só tinha hospital na Cidade de Breves, da antiga Fundação SESP (hoje FUNASA), que atendia toda a Região das Ilhas e atendia muito bem, uma vez que tinha um competente quadro de médicos, enfermeiros e de técnicos que mantinham em funcionamento pleno o ambulatório, o laboratório de análises, além de todo um serviço de saneamento básico. Era um hospital que possuía apenas 12 leitos de internação. Mesmo assim a população era bem atendida, em razão, é claro, do nível técnico-profissional dos médicos, enfermeiros, atendentes e técnicos. Daí porque, ao nos candidatarmos a deputado estadual, em 1978, assumimos o compromisso de lutarmos pela ampliação daquele hospital de Breves, bem como trabalhar no sentido de que cada cidade marajoara tivesse o seu próprio hospital, até porque as distâncias entre sí era muito grandes. E assim foi. Com a graça de Deus, conseguimos a ampliação do hospital de Breves de 12 para 30 leitos de internação, bem como a construção dos hospitais de Portel, Afuá, Anajás e outros. Contudo, após passar a euforia da inauguração dos hospitais, sofríamos com a falta de médico e de pouco adiantava o hospital ser todo equipado. Era revoltante.

Quando os hospitais ainda eram administrados pelo Estado, a SESPA dava um jeito e mantinha médicos no interior. Contudo, a partir dos anos 90, quando a saúde foi municipalizada, na atenção básica, e os hospitais foram entregues às prefeituras, os médicos desapareceram do interior e os hospitais transformaram-se num monumento a irresponsabilidade, uma vez que só serviam ou servem para fazer encaminhamento de doentes para os hospitais dos municípios vizinhos ou da Capital.

Na verdade, poucos são os municípios do interior que tem condições de manterem médicos em seus quadros de servidores, especialmente os especialistas e cirurgiões, em razão dos altos salários que exigem e que é da ordem de R$ 30.000,00 (trinta mil), ao mês, além de outras vantagens.Daí festejarmos o programa “Mais Médicos”, do Ministério da Saúde, por vir ao encontro das necessidades dos nossos municípios, principalmente os mais pobres. E, ao contrário do que dizem, especialmente os membros do Conselho Federal de Medicina, no Paráo que falta é médicos. Os hospitais existem e estão equipados para o pleno exercício da atenção básica, inclusive para realizar cirurgias de pequeno porte, até porque dispõem de bloco cirúrgico e tudo mais.

Por isso é que imaginávamos que os municípios do Pará fossem prioritários para o recebimento dos médicos, especialmente os do Arquipélago do Marajó, pelo fato de figurarem no estudo da ONU com os mais baixos IDH. Infelizmente, porém, não foi essa a atitude do programa “Mais Médico”, e, para surpresa de todos, só tem um médico para a Ilha do Marajó e que irá trabalhar no Município de Breves. Será porque lá tem um hospital de média e alta complexidade? E como fica Melgaço, que é o município de menor IDH?E Portel, Bagre, Anajás, Afuá?...

Sinceramente, pouco importa se o médico é cubano, português ou boliviano. O que precisamos é de médicos, para cuidar da nossa gente. E que o Marajó seja a prioridade da prioridade na fixação dos médicos importados, até porque “pior do que um médico ruim, é não ter médico nenhum”.



Caros amigos do Brasil,
Descrição: https://mail.google.com/mail/u/0/?shva=1#inbox/140ccc548280ed0a

Ontem, a Câmara dos Deputados decidiu manter o mandato de um deputado condenado e já preso por roubar 8 milhões de reais dos cofres públicos. Essa decisão insana nunca teria acontecido se os votos dos deputados fossem públicos! Vamos fazer desta a última vez em que o sistema duvidoso de votação secreta foi usado para resgatar um parlamentar corrupto! Junte-se aos quase 500 mil de membros da nossa comunidade que já assinaram a petição e compartilhe com todos!

Descrição: Assine a Petição
Ontem, a Câmara dos Deputados decidiu manter o mandato de um deputado condenado e já preso por roubar 8 milhões de reais dos cofres públicos. Essa decisão insana nunca teria acontecido se os votos dos deputados fossem públicos! Vamos fazer desta a última vez em que o sistema duvidoso de votação secreta foi usado para resgatar um parlamentar corrupto!

Envergonhado por essa situação anti-democrática, o presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves prometeu não colocar mais nenhuma proposta de cassação na pauta até que o fim do voto secreto seja votado. Esta é a nossa chance!

Precisamos acabar com o voto secreto o mais cedo possível, ou então os parlamentares condenados no processo do Mensalão continuarão em seus mandatos – exatamente como aconteceu ontem com Donadon. Precisamos agir agora e exigir o fim do voto secreto! Quase 500 mil membros da Avaaz já se uniram à petição – vamos nos juntar a eles e entregar nossas vozes à Câmara para assegurar que os deputados acabem com o voto secreto:

https://secure.avaaz.org/po/brazil_open_vote_nd/?byiUoeb&v=28679

No ano passado, nós vimos o inimaginável acontecer quando – graças a seus colegas – a deputada Jaqueline Roriz escapou da cassação, mesmo depois de ter sido flagrada em vídeo colocando na bolsa dinheiro de corrupção. Culpa do voto secreto! E agora aconteceu de novo: Natan Donadon, condenado e preso por corrupção, também foi ajudado por seus colegas. É a mesma velha história, em que nos fazem de palhaços.

Na teoria, o voto secreto existe para garantir que parlamentares não sejam alvo de ameaças e mantenham sua independência ao representar os eleitores. Atualmente, porém, é apenas mais uma ferramenta usada por nossos políticos para salvar a própria pele e atender aos próprios interesses. O voto aberto não só fará com que os deputados sejam responsáveis
​​por aquilo que fazem no Congresso, mas também com que seja possível para nós exigir as mudanças que queremos para o país. Ou o Congresso acaba com voto secreto ou o voto secreto acaba com o Congresso.

Todo mundo está falando sobre isso hoje. A imprensa também está indignada com o que aconteceu e há um grande número de parlamentares apoiando a proposta do voto aberto. Vamos exigir que o deputado Henrique Eduardo Alves coloque urgentemente o voto aberto na pauta, enquanto todos estão de olho e antes que esse momento acabe:

https://secure.avaaz.org/po/brazil_open_vote_nd/?byiUoeb&v=28679

Nossa incrível comunidade está crescendo rapidamente e no epicentro das maiores mudanças que estamos presenciando em nosso país: ao longo dos últimos 18 meses, lideramos a luta contra o sistema de votação secreta que estraga nossa democracia. Vamos usar este momento para acabar com ele de uma vez por todas e criar a política limpa e transparente que merecemos. Podemos conseguir esta vitória!

Com esperança e determinação,

Carol, Nádia, Diego, Alex, Maria Paz, Laura, Ricken e toda a equipe da Avaaz


MAIS INFORMAÇÕES:

Câmara afronta decisão do STF e livra deputado-presidiário da cassação (Folha de S. Paulo)
http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/08/1333663-camara-afronta-decisao-do-stf-e-livra-deputado-presidiario-da-cassacao.shtml

Henrique Alves: ‘Com voto secreto, não coloco mais em votação nenhum pedido de cassação’ (UOL)
http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2013/08/29/henrique-alves-com-voto-secreto-nao-coloco-mais-em-votacao-nenhum-pedido-de-cassacao/

Decisão abre brecha que pode favorecer condenados no mensalão (Estadão)
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,decisao-abre-brecha-que-pode-favorecer-condenados-no-mensalao-,1069064,0.htm

Conheça os deputados que faltaram à sessão para cassar Natan Donadon (UOL)
http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/2013/08/29/conheca-os-deputados-que-faltaram-a-sessao-para-cassar-natan-donadon/

Voto secreto em votações da Câmara estimula conivência com o crime (Rádio CBN)
http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/kennedy-alencar/2013/08/29/VOTO-SECRETO-EM-VOTACOES-DA-CAMARA-ESTIMULA-CONIVENCIA-COM-O-CRIME.htm#ixzz2dNGG7Jbl

Câmara decide manter o mandato de Natan Donadon (O Globo)
http://oglobo.globo.com/pais/camara-decide-manter-mandato-de-natan-donadon-9724715

Apoie a comunidade da Avaaz!
Nós somos totalmente sustentados por doações de indivíduos, não aceitamos financiamento de governos ou empresas. Nossa equipe dedicada garante que até as menores doações sejam bem aproveitadas:



Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...