Total de visualizações de página

domingo, maio 04, 2014

Governador dá largada em obras no sudeste do Pará








Multinacional argelina garante instalação de filial no Pará
O governador Simão Jatene recebeu na tarde desta quinta-feira (8), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, representantes da empresa Cevital International, multinacional especializada em produtos alimentícios com sede na Argélia. No encontro, mediado pelo titular da Secretária Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável (Seinfra), Vilmos Grunvald, os empresários elogiaram a política de incentivos a novos investimentos no Estado e disseram que, desde dezembro do ano passado, desenvolvem o projeto de instalação da empresa no Pará.
Na reunião, o diretor geral da empresa, Adam Iskounem, afirmou que o grupo já comprou um terreno no distrito de Miritituba, localizado à margem direita do Rio Tapajós, no município de Itaituba, sudoeste do Estado. A aquisição da área é o primeiro passo para a instalação do mega investimento, que, segundo os empresários, deve gerar cerca de dois mil empregos diretos no Estado.
Essa foi a segunda reunião do governador com o grupo de investidores da Argélia. Em dezembro de 2013, os empresários visitaram Jatene para anunciar os investimentos no Estado. “O Pará tem grande potencialidade, em diferentes setores, por isso resolvemos investir aqui. Antes de entrar em contato com o governo, já tínhamos visitado o Pará por duas vezes e, após uma análise técnica, decidimos escolhê-lo como ponto inicial da nossa ação em montagem de agroindústria no Brasil”, revelou Adam Iskounem.
Para o conselheiro de investimentos da Cevital, Paulo Hegg, esse segundo encontro serviu para mostrar os avanços que o grupo já começou a fazer no Pará. “Da primeira reunião para cá, houve um evolução considerável, pois já adquirimos uma área para a implantação do projeto, e por outro lado, conseguimos o apoio do governo local, principalmente em relação às condições de estrutura para área, o que mostra a preocupação do Estado em priorizar a vinda de novos investimentos para cá”, ressaltou.
Satisfeito com os encaminhamentos da reunião, Vilmos Grunvald destacou que os avanços no projeto de implantação do polo da Cevital International no Estado são resultado direto da política de incentivos a investimentos, promovida pelo governo do Estado. “Esses investimentos fazem parte de uma condição natural do Estado e que tem se intensificado com as ações do governo. O Pará é um espaço privilegiado de integração de logística entre os grandes mercados demandadores de grãos e minérios, com os grandes centros de oferta desses produtos. Para que esses investimentos se desenvolvam, de fato, é fundamental criar um ambienta favorável para novos investidores. E é isso que o governo do Estado vem fazendo”, afirmou o titular da Seinfra.

Texto:
Adison Ferrera


Licenciamento sem multa para veículos com placas de 43, 53 e 63 termina nesta sexta-feira
Termina nesta sexta-feira (09) o prazo para o pagamento sem multa do licenciamento anual de veículos com placas finalizadas em 43, 53 e 63. Os condutores devem imprimir o boleto de pagamento no site do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) - www.detran.pa.gov.br -, menu “Boleto licenciamento ano atual”. Para pagamentos de débitos de anos passados o condutor deve clicar em “Boleto Licenciamento Ano anterior”. O acréscimo para quem perde o prazo do pagamento sem multa varia de R$ 7,71 a R$ 30,84, dependendo do período em atraso. Já o condutor flagrado em uma operação de trânsito, em situação irregular, é autuado de acordo com o previsto no artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB): multa de R$ 191,54 (infração gravísima), perda de 7 pontos na carteira nacional de habilitação (CNH) e remoção do veículo ao parque de retenção. O proprietário também deve arcar com os encargos para a retirada do veículo.

Texto:
Edson Matoso


Prorrogado prazo para recursos ao Tecnova Pará
Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) prorrogou o prazo de interposição de recursos administrativos ao resultado final do Edital – 003/2014 – Tecnova Pará, do Programa de Incentivo à Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, lançado em fevereiro em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). O prazo para manifestações de recursos administrativos ao edital do Tecnova Pará termina às 17 horas da próxima segunda-feira (12). Os interessados devem seguir todas as orientações contidas no edital. O Programa Tecnova é uma iniciativa da Financiadora de Estudo e Projetos (Finep) para trabalhar de forma conjunta com as Fundações de Amparo de Pesquisa dos Estados, como parcerias descentralizadas, estruturadas e capacitadas para dar apoio e amparo a projetos. No Pará, a parceria foi ampliada com a Secti e tem a coexecução do Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá (PCT Guamá) e da Universidade Federal do Pará (UFPA), que resultou em um edital de subvenção econômica para financiar propostas de micro e pequenas empresas, sediadas no Estado, para o desenvolvimento de projetos inovadores.

Texto:
Simone de Campos


Fapespa amplia prazo para recursos ao Pronem
Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) comunica aos interessados em interpor recursos administrativos ao resultado final do Edital – 008/2013 – Programa de Apoio a Núcleos Emergentes (Pronem), que o prazo foi ampliado em mais 13 dias, após o resultado final. As interposições de recursos administrativos ao edital do Pronem podem ser realizadas até às 17 h da próxima quinta-feira (15). A Fapespa informa que os interessados devem seguir as informações do edital. O Pronem vai fomentar a execução de projetos em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) com caráter preferencialmente interdisciplinar e interinstitucional e, com suporte financeiro aos trabalhos dos grupos de pesquisas com excelência reconhecida no Pará, sobretudo nos setores de Agricultura, Pecuária e Pesca; Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Assistência Social e Direitos humanos; Ciências Biológicas; Biomedicina (saúde) e Biotecnologias; Ciências Exatas e Naturais; Educação, Trabalho e Renda; Engenharias; Direito e Reforma do Estado e de Música e Cultura.

Texto:
Simone de Campos


Vice-governador entrega mais de R$ 1 milhão em Cheques Moradia
O vice-governador Helenilson Pontes entregou mais de R$ 1 milhão em Cheque Moradia nas cidades de Floresta do Araguaia e Rio Maria, no sudeste do Estado, nesta quinta-feira (8). Foram beneficiadas mais de 100 famílias e cerca de 500 pessoas nos dois municípios. O programa, criado há dez anos, já beneficiou mais de 250 mil pessoas, com 40 mil cheques entregues. Para Helenilson, esta é maior ferramenta de combate à pobreza e desigualdade de um governo comprometido com os mais necessitados.
Em Floresta do Araguaia, Helenilson Pontes entregou cheques para 51 famílias, em um investimento de R$ 717,2 mil. Entre os beneficiados estão o lavrador Sebastião Pereira Alves, 57 anos, casado e com três filhos. O recurso será usado na construção de uma casa própria, já que hoje ele mora de favor. “Depois que perdi minha casa, adoeci e tive que ser operado, só faltava um lugar para morar”, disse.
Também em Floresta do Araguaia, a cadeirante Domingas Soares de Souza, 63 anos, há três anos teve um problema na coluna e perdeu o movimento nas pernas. O marido, o lavrador Antônio Barbosa de Souza, 63 anos, acompanha todo o sofrimento da esposa. “Uma mulher forte e batalhadora”, descreve. Ele diz que, em três anos, para a esposa se movimentar é um sacrifício, já que a casa deles não é adaptada para uma pessoa em cadeira de rodas. “É isso que vamos fazer, uma casa confortável onde ela possa se movimentar com liberdade”, afirmou.
O vice-governador disse que a história de Domingas de Souza é o que dá força para que ele percorra todos os municípios do Estado concedendo o benefício para aqueles que mais necessitam da ajuda do poder público. “A política só se justifica se for para combater a pobreza e a desigualdade, e é isso que o governo do Estado quis quando criou este grande programa. É esta a nossa forma de fazer política: trabalhar para quem mais precisa”, comentou.
Em Rio Maria – município de 17 mil habitantes, que tem na pecuária, na mineração e no comércio sua base econômica –, foram entregues 50 Cheques Moradia, em um investimento de R$ 625 mil. A dona de casa Rosana Suely Balbinotti, 52 anos, casada e com seis filhos, foi uma das beneficiadas. Ela contou que vive em dificuldades financeiras e recorre ao serviço social do município e à ajuda de amigos para sobreviver. “Meu sonho é fazer uma casa para minha família, bonita, com quatro quartos para podermos viver melhor”, comentou.
O diretor da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), Walber Milhomem, informou que a Cohab tem como meta atender todos os municípios do Estado. No sul e sudeste do Pará, 39 municípios já aderiram ao programa, e novos municípios já estão sendo conveniados. “Este não é apenas um programa, é uma política pública estabelecida pelo governo para atender todos os municípios onde houver necessidade com pessoas carentes, em situação de risco e portadores de necessidades especiais”, asseverou. Mais informações sobre o Cheque Moradia estão disponíveis no site da Cohab: www.cohab.pa.gov.br.
Obras –Helenilson Pontes também visitou, nesta quinta-feira (8), as obras de pavimentação de 44 quilômetros da Rodovia PA-449, a vicinal do Bambu, no trecho entre Floresta do Araguaia e a BR-155, e as obras de construção da escola de ensino médio com doze salas, ginásio poliesportivo e laboratório de informática, localizada no bairro Vila Nova, um dos mais populosos da cidade. O vice-governador disse que o governo do Estado está inaugurando diversas obras nas regiões sul e sudeste do Estado.
A PA-449 é uma importante via para a integração da região do Araguaia, com uma intensa economia de pecuária de corte, mineração e comércio. Nesta obra estão sendo investidos R$ 33,8 milhões. Após a conclusão, a vicinal do Bambu permitirá o escoamento da produção agrícola dos municípios da região, como Floresta do Araguaia, maior produtor de abacaxi do Estado, além de beneficiar diretamente moradores de Conceição do Araguaia, Redenção e demais municípios do sul do Estado.
A nova pista terá sete metros de largura e revestimento em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ), com três centímetros de espessura. O acostamento será revestido em capa selante, e a sinalização horizontal e vertical terá tachas refletivas. A vicinal contará ainda com pórticos e sistema de drenagem.
Em Floresta do Araguaia, Helenilson Pontes também visitou construção da unidade escolar que vai beneficiar cerca de três mil alunos em três bairros: Vila Nova, Centro e Telepará, com uma população de cerca de cinco mil pessoas. Esta é segunda escola estadual do município, e fica localizada na margem do lago municipal, onde a prefeitura irá construir um complexo esportivo, que fará parte das atividades da escola. Nesta obra, o governo do Estado investe cerca de R$ 4 milhões, junto com o governo federal.

Texto:
Márcio Flexa


Curro Velho inscreve para oficinas de preparação a espetáculo junino
Crianças a partir dos 7 anos de idade podem se inscrever nas oficinas de iniciação artística da Fundação Curro Velho. As oficinas são preparatórias para o espetáculo junino, que será apresentando em junho. A iniciação artística é ofertada a crianças de 7 a 14 anos, por meio de brincadeiras, jogos teatrais e músicas. São oficinas de teatro, dança e música, que desenvolvem o olhar artístico dos participantes, e serão encerradas no final do semestre, com a organização de um espetáculo com temática junina.
Segundo Jorge Cunha, gerente de Artes Cênicas da Fundação Curro Velho, o espetáculo é uma relação da cultura tradicional das festividades juninas com a sociedade contemporânea, abordando os conflitos entre os jovens que se interessam pela tecnologia oferecida no mundo atual e se esquecem das festas tradicionais do mês de junho. “No espetáculo pretendemos resgatar esses jovens para a cultura tradicional, sem tirá-los totalmente do seu mundo de tecnologia”, afirma Jorge Cunha.
Para o processo de criação do espetáculo, Jorge Cunha informa que há um texto inicial, “com uma visão geral do que vai ser o espetáculo. Mas ele só começa a ser organizado realmente junto com as oficinas, a partir do trabalho que é feito com os alunos da iniciação artística. Assim, o texto vai tomando forma e surgindo os personagens. O texto fala de uma família que é envolvida com as danças, a cultura em geral da época junina e tem um garoto que é totalmente avesso a isso. Entra aí o conflito, e a família vai tentar resgatar o menino para sua cultura popular”, relata o gerente.
Os interessados em participar das oficinas de iniciação devem comparecer à sede da Fundação Curro Velho aos sábados e domingos, para participar das oficinas. Aos sábados, das 15 às 18 h, e aos domingos das 09 às 12 h, durante os meses de maio e junho. O espetáculo será apresentado no dia 27 de junho, durante o Arraial Junino da Fundação Curro Velho. Mais informações pelos fones 3184-9112 e 8895-1334.
Arte e ofício - As oficinas oferecidas pela Fundação Curro Velho têm como objetivo dar ao aluno a oportunidade de ampliar seus conhecimentos sobre as artes em geral. Por isso, nos cursos existem pessoas das mais variadas idades e diferentes formações, como Everton Pereira e o Clebirson Furtado.
Everton Pereira, 21 anos, é formado em Publicidade e Propaganda, e está fazendo pós-graduação em produção em audiovisual. Ele procurou as oficinas como uma forma de aprimorar conhecimentos no curso de fotografia, uma das oficinas mais procuradas pelo público. “Eu estou começando agora a trabalhar com audiovisual e procurei as oficinas como uma forma de buscar novos conhecimentos e aprender novas técnicas”, disse o publicitário.
O estudante Clebirson Furtado, 15 anos, se inscreveu em sua segunda oficina na instituição. Ele começou fazendo o curso de informática básica, e agora está matriculado em serigrafia. A família o incentivou a buscar as oficinas de arte e ofício. Para sua mãe, Jacirene dos Prazeres, os cursos “são ótimos para o currículo dele”.
As inscrições para as oficinas da Fundação Curro Velho e da Casa da Linguagem prosseguem até o dia 16 de maio. As oficinas serão realizadas de 19 de maio a 06 de junho. Para se inscrever é preciso apresentar a declaração escolar, se for aluno da rede pública, para ser isento da taxa de inscrição; documento de identificação e comprovante de residência.
Para quem já completou os estudos são exigidos documento de identificação e comprovante de residência, além do pagamento de uma taxa no valor de R$ 20,00. Mais informações pelo fone 3184-9100. 




Governador dá largada em obras no sudeste do Pará
Três das cidades mais importantes do sudeste do Pará recebem nesta sexta-feira (9) e sábado (10) a visita do governador Simão Jatene. Redenção, Xinguara e Parauapebas compõem, juntamente com outros 36 municípios, a mesorregião paraense que mais cresce economicamente e que mais impactos demográficos sofreu nos últimos 40 anos. A atenção do governo do Estado para a região se intensificou desde 2011, com a adoção da Agenda Mínima de investimentos, com mais de R$ 100 milhões aplicados especialmente nas áreas de infraestrutura, transporte, turismo e saúde.
Nas últimas décadas, o sudeste paraense teve um crescimento econômico significativo. O Produto Interno Bruto (PIB), cuja participação no PIB do Pará era de 12,3% em 1980, passou em 2007 para 30,4%, igualando-se ao de Estados como Sergipe e superando Rondônia, Piauí, Tocantins, Amapá, Acre e Roraima. Hoje, Parauapebas tem o segundo maior PIB do Estado e Redenção, o 13º, e outros cinco municípios estão entre as 20 maiores economias do Pará.
O desenvolvimento do sudeste paraense chama atenção pelas transformações na base de produção econômica. O autoconsumo típico da economia extrativista vem sendo substituído gradativamente desde a década de 1960 pela expansão da agropecuária, à qual se somou a produção local de madeira e castanha-do-pará. Por outro lado, emergiu a economia da mineração em larga escala, que somente agora ganha regulamentação efetiva do governo do Estado, que começa também a receber maior compensação pela atividade, com a Taxa Mineral e o Plano Estadual de Mineração.
Foi a pecuária que mais impulsionou a economia local, com encadeamento para as atividades frigoríficas e de laticínios. Já a mineração teve importância mais global na geração de emprego e renda e na remuneração das cidades impactadas pelos grandes projetos, através da Compensação Financeira pela Extração Mineral (Cfem). 
O crescimento populacional, nos últimos 40 anos, foi dez vezes maior que a média regional, ultrapassando 1,5 milhão de pessoas em 2010. Os impactos sociais foram inevitáveis, mas alguns deles vêm sendo mitigados ou resolvidos com obras estruturantes, entre as quais se destacam, no atual governo, a recuperação da Rodovia PA-150 e, no primeiro mandato, a construção do Hospital Regional de Redenção.
Mobilidade – Na visita deste fim de semana, o governador dará largada a uma das obras mais esperadas pela população de Redenção: o prolongamento da Avenida Brasil, espinha dorsal da mobilidade urbana municipal. Com a obra, estimada para ser entregue até o fim de agosto, ao custo de R$ 3 milhões, o Centro de Redenção terá acesso rodoviário à saída da cidade pela BR-155, rodovia federal que se prolonga até Marabá, conectando-se com a PA-150.
A pavimentação da Avenida Brasil vai do Espaço Cultural até o Córrego Acaba-Saco, facilitando também o acesso ao Hospital Regional, cujo entorno será urbanizado. A obra prevê a construção de duas vias, na mesma largura da avenida no centro da cidade, e quatro pontes sobre os dois córregos existentes na área, bem como a implantação de um novo projeto paisagístico em todo aquele setor.
Ainda em Redenção, o governador Simão Jatene entrega recursos do Cheque Moradia, assina ordem de serviço para o asfaltamento e revitalização da Avenida Araguaia e para o prosseguimento das obras de construção do Quartel da Polícia Militar, que mantém um efetivo com cerca de 80 homens e oito viaturas na cidade.
Em Xinguara, o governador assina convênios de cooperação com a prefeitura local, dá ordens de serviço para pavimentação de ruas e entrega recursos do Programa Crédito Cidadão. No sábado (10), Simão Jatene se desloca a Parauapebas, onde participa das comemorações pelo 26º aniversário do município.

Texto:
Paulo Silber


Detentas grávidas custodiadas pela Susipe participam de Baby Chá solidário
Doze detentas grávidas custodiadas pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) participaram do segundo baby chá coletivo promovido pela  Coordenadoria da Mulher, da Prefeitura de Belém, em parceria com a Rede de Serviços de Atenção à Mulher. O evento ocorreu na última quarta-feira (7), em comemoração ao Dia das Mães, e reuniu 100 grávidas.
As internas custodiadas no Centro de Reeducação Feminino (CRF), em Ananindeua, região metropolitana de Belém, foram inseridas no programa municipal e estão recebendo toda a assistência para o pré-natal dos bebês.
"Geralmente a mulher que está privada de liberdade quando fica grávida muitas vezes é abandonada pelo companheiro, ou a família mora em outras localidades distantes e não tem como participar ativamente desse momento especial. Além disso, muitas já chegam grávidas ao sistema prisional, e muitas vezes a família é de baixa renda. A Prefeitura de Belém, em parceria com a Susipe, está assistindo e acolhendo essas mulheres. Como dever do município, estamos integrando todas essas mulheres ao programa”, explicou Noeme Barbosa, da Coordenaria da Mulher de Belém.
Rosilene Amaro, 22 anos, natural de Mãe do Rio, está presa por tráfico de drogas há três anos. Ela é uma das doze grávidas que estão sendo atendidas pelo programa. “É muito difícil ter uma gravidez sozinha. Não recebo visitas pela distância e condições financeiras da minha família, e até esse momento minha filha ainda não tinha seu enxoval. Estou feliz pelo carinho que recebemos e pelo apoio desse presente, que veio no momento certo. Com certeza a Ágata vai receber todo amor e carinho de mim. Depois da perda do meu terceiro filho, ela vem preencher esse vazio que ficou”, disse.
A detenta Kelen Patrícia também participou do baby chá. Aos 24 anos, ela já é mãe de duas crianças. “Desde quando descobri minha gravidez comecei a trabalhar nos serviços gerais do Centro de Reeducação Feminino para juntar dinheiro e poder dar o melhor ao meu filho. Estou muito feliz por ter ganhando fraldas, banheira, roupinhas e materiais de higiene pessoal para o enxoval do bebê. É uma oportunidade de perceber que a gente já ganhou uma segunda chance independente da nossa condição”, afirmou.
Para o prefeito Zenaldo Coutinho, a ação é um dever do poder público na garantia de direitos à mulher presa. "Este é um projeto que busca com outras secretarias atender essas mulheres grávidas, oferecendo assistência médica, qualificação profissional, fundo habitacional, casamento gratuito no civil e creches para essas crianças. No caso das detentas, o trabalho de acolhimento também é importante para que essa mãe busque a reintegração social e tenha seus direitos e do bebê garantidos”, frisou.
"A maioria dessas internas está em situação de abandono do companheiro, e não há uma condição financeira para adquirir esse enxoval. O baby chá é uma oportunidade para que elas se sintam especiais e responsáveis por essas novas vidas. Estamos muito felizes com essa parceria entre a Susipe e a Prefeitura de Belém”, finalizou a diretora do CRF, Carmen Botelho.

Texto:
Timoteo Lopes


Oficina debate a influência das drogas nos casos de violência doméstica
O Núcleo Especializado de Atendimento ao Homem Autor de Violência Doméstica e Familiar (Neah), da Defensoria Pública do Pará, promoveu a oficina “A Violência Doméstica e a Necessidade de uma Cultura de Paz” nesta quinta-feira (8), no auditório da instituição, reunindo mais de 70 pessoas que foram assistidas pelo núcleo em casos de violência doméstica e familiar.
O evento debateu a conscientização sobre as violências incentivadas pelo uso de drogas, e seus efeitos desastrosos no convívio social e familiar. A programação também teve o objetivo de dar continuidade ao cumprimento do Programa de Educação e Reabilitação do Autor de Violência Doméstica atendido pelo Neah.
O diretor da Escola Superior da Defensoria Pública do Pará, Antônio Roberto Figueiredo Cardoso, representou o defensor público geral, Luís Carlos de Aguiar Portela, e abriu a oficina enfatizando a importância do Programa de Educação e Reabilitação desenvolvido pelo núcleo, que é uma exigência prevista na Lei Maria da Penha.
“Toda a equipe da Defensoria Pública está feliz de poder fazer parte deste trabalho, inédito no Brasil, e que já é uma referência nas atuações do nosso órgão. Estamos oferecendo uma oportunidade para que os nossos assistidos possam se redimir de suas falhas, recomeçar e melhorar a cada dia. Então, peço que todos aproveitem o máximo de seu tempo para buscar alternativas para ser uma pessoa melhor. Comecem mudando o ambiente familiar, depois a comunidade e sua cidade e, por fim, vocês estarão mudando o mundo”, ressaltou.
A coordenadora do Neah, Maria Vilma Araújo, disse que qualquer autor de violência doméstica e familiar tem a possibilidade e o direito de se reeducar e ressocializar. “Estas nossas programações, que incluem palestras, seminários e grupos de reflexão, ajudam muito no processo de reeducação dos assistidos. Além disso, nós também fazemos um importante trabalho de prevenção da criminalidade, pois sabemos que os maiores problemas no ambiente familiar são causados pelo consumo de álcool e drogas”, completou.
Maria Vilma Araújo também ressaltou que o trabalho da Defensoria Pública é essencial à Justiça. “Os autores de violência doméstica, principalmente os que são presos em flagrante, podem ficar encarcerados muitos meses. Então, a Defensoria Pública, através do Neah, resgata esse agressor, principalmente a sua autoestima. Devido ao aumento da credibilidade dos trabalhos desenvolvidos pelo Neah, a Justiça já tem emitido sentenças determinando a soltura dos nossos assistidos ou amenizando as penas, com a condição de que cumpram este Programa de Educação e Reabilitação do Autor, que está disposto na própria Lei Maria da Penha”, enfatizou a coordenadora.
Palestras - Durante a programação, autores de violência doméstica e familiar assistiram à palestra “Violência Doméstica e Familiar e Drogas”, ministrada pela técnica da Coordenadoria de Prevenção e Resolução de Danos do Uso de Drogas, Lilian da Silva, que enfatizou os efeitos estimulantes, depressores e perturbadores das drogas, bem como doenças crônicas, progressivas e até incuráveis.
Em seguida, o pedagogo Raimundo Silva abordou o tema “Profissionalização como base de superação de violência: melhoria da autoestima pessoal e profissional”. Ele frisou que o trabalho da Defensoria Pública é importante não só para promover a educação, mas também para resgatar a autoestima. “Por meio de diversos parceiros, a Defensoria Pública proporciona cursos de profissionalização, que têm o papel de ressocializar e gerar a inclusão social”, acrescentou.
Os participantes do evento também assistiram ao filme “A vida é bela”, do italiano Roberto Benigni, que de acordo com Raimundo Silva teve o propósito de demonstrar a gravidade dos efeitos de uma guerra, que além de destruir laços familiares pode provocar sequelas e traumas para a vida toda.
A assistente social Maria Lima Sena reforçou que, com estas atividades, o Neah está cumprindo as disposições impostas pelo ordenamento jurídico e desenvolvendo um trabalho social, que envolve a agregação familiar.
Ao final da programação, os assistidos receberam a cartilha “Direito de Defesa ao Homem em Prática de Violência Doméstica”, além de certificados e encaminhamentos específicos para a realização de cursos profissionalizantes.
Oficina - No auditório lotado, os participantes aprovaram a oficina e reconheceram a importância do trabalho realizado. “Esta palestra da Defensoria Pública, que diz respeito a nossa comunidade, seja homem ou mulher, é muito bem vinda. Hoje, nós estamos vendo que as drogas estão acabando com o nosso futuro”, disse um assistido de 56 anos.
Outro beneficiado, de 32 anos, também ressaltou a preocupação da Defensoria em promover uma palestra específica sobre drogas. Segundo ele, o consumo de drogas tem contribuído para a degeneração do ser humano. “Na minha época, não era assim. Eu já usei, e usei muito, mas hoje as drogas são mais fortes e a galera usa descontroladamente. Eu quero dizer que já participei de outras palestras com esse tema, e não me arrependo de nada, cada vez aprendo mais”, declarou.
“Esta foi a primeira vez que participei de uma palestra com esse tema, mas penso nos meus filhos, e quero poder explicar tudo, justamente para que eles não procurem na rua. Acho que esse tipo de divulgação da Defensoria Pública deveria ser mais forte, porque tem uma importância muito grande na vida de todos”, disse um autor de violência doméstica, de 38 anos.

Texto:
Micheline Ferreira


Governador participa de reunião da Convenção das Assembleias de Deus
O governador Simão Jatene foi recebido nesta quinta-feira (8), na reunião de diretores e supervisores de áreas da Convenção Interestadual de Ministros e Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Estado do Pará (Comieadepa), localizada na Rodovia Mário Covas, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. A reunião foi presidida pelo pastor Gilberto Marques, e contou com a participação do presidente da Convenção das Assembleias de Deus no Brasil, pastor José Wellington.
Cerca de 300 pessoas participaram do evento. A Convenção tem cerca de 800 mil fiéis no Pará, Estado onde foi fundada, em 18 de agosto de 1921, a primeira Convenção das Assembleias de Deus do Brasil.
Segundo o pastor Josué Almeida, consultor da Convenção e supervisor da região Sul do Pará, a Assembleia de Deus está presente nos 144 municípios paraenses. "Temos um total de 3.280 pastores em todo o Estado", informou, acrescentando que, além da Convenção, existe a Associação Amazônica Evangélica, entidade social cujos trabalhos são direcionados à cidadania indígena.
Simão Jatene foi recebido pelo pastor Gilberto Marques e demais diretores da Convenção. O presidente da Comieadepa agradeceu a presença do governador, do prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro, e do deputado federal Zequinha Marinho. "Fico feliz com a participação de autoridades na nossa reunião, e peço a Deus que suas ações sejam voltadas à melhoria de vida de nossa população", disse o pastor.
O governador declarou que a alegria de participar daquele momento era potencializada pelo desejo de muitos anos de vida ao pastor Gilberto Marques, que fez aniversário nesta semana. Jatene também agradeceu a presença no Pará da autoridade maior da Assembleia de Deus, pastor José Wellington. "Tenho certeza que o que nos une é a vontade de fazer o melhor por este Estado", afirmou, e citou a transformação do Hospital Galileu em um hospital público de retaguarda. "Mais do que uma obra em concreto, o Galileu tem essa dose de determinação de um povo que não se curva diante das dificuldades", ressaltou. Ele disse ainda que, com fé, é possível fazer um mundo melhor. "Não dá para fazer transformação sem uma força superior que nos conduz", afirmou o governador.
Parceria – Para superar a violência, que tanto preocupa a sociedade atual, Jatene disse ser necessária uma mudança de comportamento de toda a população. "A mudança está em nossos corações. Nenhum governo tem competência para fazê-la. Estado e igrejas têm que estar juntos na construção de uma sociedade mais justa e fraterna", reiterou.
O governador pediu a parceria dos religiosos para vencer a violência. "O governo pode chegar até a porta das casas, mas são as igrejas que entram nas casas e nos corações das pessoas. Aí é que começa a transformação", disse Simão Jatene.
Galileu - Após a reunião, governador e diretores da Comieadepa visitaram o Hospital Galileu, que começará a atender a população a partir da próxima semana, recebendo 20 pacientes cardiopatas do Hospital de Clínicas Gaspar Viana. A visita foi monitorada pelo diretor do Galileu, Paulo Czrnhak.
O secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, disse que durante o final de semana o Hospital será preparado para receber os primeiros pacientes. "Vamos começar com esses pacientes do Hospital de Clínicas, até ocupar os 120 leitos com pacientes do Metropolitano e do Abelardo Santos”, informou.
Segundo Helio Franco, no Hospital Galileu funcionará o projeto Âncora, que atenderá as famílias dos pacientes. O objetivo é treinar os familiares a ajudar os pacientes quando eles receberem alta. "Queremos evitar a reinternação dos pacientes sequelados, cardiopatas, neuropatas e idosos, geralmente causada por pneumonias, fraturas e infecções", explicou o secretário.

Texto:
Janise Abud


Cerca de mil jovens participam dos Jogos Abertos do Pará em Castanhal
A fase metropolitana dos VIII Jogos Abertos do Pará foi aberta na noite de quarta-feira (7), no ginásio de esportes Loyola Passarinho, em Castanhal, nordeste do Estado. O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e segue até domingo (11). Participam da competição cerca de mil atletas, a grande maioria alunos das escolas da rede pública de ensino do Estado.
Desta etapa, participam equipes de handebol, voleibol, futsal e basquete, nas categorias masculino e feminino, dos municípios de Ananindeua, Benevides, Castanhal, Colares, Curuçá, Igarapé-Açu, Inhangapi, Maracanã, Marituba, Santa Izabel do Pará, Santa Maria do Pará, São Domingos do Capim, São Francisco do Pará, São Miguel do Guamá, Terra Alta e Vigia de Nazaré. Os jogos são uma olimpíada estudantil que busca a integração entre os jovens e também descobrir novos talentos do esporte amador.
A base e a secretaria dos jogos são o ginásio Loyola Passarinho, no bairro Estrela, em Castanhal, mas há partidas, como as de basquete, que ocorrem no ginásio do Serviço Social da Indústria (Sesi), na rodovia BR-316. Os jogos de futsal serão nos ginásios Loyola Passarinho e Ianetama, e os de vôlei, no ginásio da academia Personal Sport, no Centro.
As disputas são no sistema de eliminação simples, pelo confronto direto. Por ter sido a única equipe inscrita, a seleção feminina de basquete de Castanhal será a representante da regional na grande final dos VIII Jogos Abertos do Pará, que ocorre em agosto deste ano, na cidade. As equipes vencedoras em cada modalidade ganham o troféu Eficiência, que concede cinco pontos ao primeiro colocado, três para o segundo e dois para o terceiro lugar.
A titular da Seel, Renilce Nicodemos, disse que todo o corpo técnico da secretaria está empenhado no sucesso dos jogos. “O papel da Seel vai muito além do esporte e do conceito de vida saudável. É uma questão também de agregar valores sociais incalculáveis quando se oportuniza o incentivo às práticas esportivas aos jovens estudantes paraenses. Essa missão é da secretaria, e estamos empenhados nela”, disse.
Para o coordenador geral dos jogos, Luiz Haroldo de Melo e Silva, a competição tem um papel social bem definido. “Sabemos que o esporte tem um poder de chamamento, de convocação, e que isso pode ser determinante para a vida de jovens que possam estar em risco social. Por isso, nos empenhamos para que as competições tenham um alcance bem amplo”, considerou.
Os VIII Jogos do Pará já passaram pelas cidades de Paragominas, Bragança e Santarém. As próximas região serão o Marajó, com sede em Ponta de Pedras, de 14 a 18 de maio; e o Baixo Tocantins, em Barcarena, de 21 a 25 deste mês. A região do Araguaia, com sede em Parauapebas, está com data a ser definida.

Texto:
Dedé Mesquita


Sefa e Receita Federal fiscaliza lojas na operação Dia das Mães
Auditores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) e Receita Federal deflagraram nesta quinta-feira (8) a operação de fiscalização do Dia das Mães, em um shopping de Belém. Três empresas que receberam notificação da Receita por estarem funcionando sem o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) têm o prazo de dez dias para comparecerem ao órgão. A Sefa, por sua vez, apreendeu nove equipamentos, dos quais quatro emissores de cupom fiscal e cinco pontos de vendas (POS), que registram vendas com cartão de crédito.
No total, 180 lojas foram vistoriadas. A Sefa atuou com 20 auditores e a Receita Federal, com cinco. A fiscalização verificou a regularidade das empresas, e se tinham CNPJ e inscrição fiscal. Os auditores da Fazenda Estadual também apuraram se os estabelecimentos tinham documentário fiscal e se os equipamentos emissores de cupom fiscal estavam regulares. “Nenhuma empresa pode funcionar sem o CNPJ, a inscrição estadual e os documentos fiscais”, disse a coordenadora da unidade da Sefa em Belém, Márcia Costa.
Para ela, o resultado da operação é positivo, pois mostra que, após sucessivas fiscalizações, caiu o número de irregularidades encontradas, o que mostra a tendência de os contribuintes de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) se regularizarem junto ao Fisco.
Bebida – A coordenação de fiscalização de mercadorias em trânsito da Sefa em Carajás, localizada em Marabá, apreendeu dois caminhões com bebida escondida no meio de frutas e legumes, oriunda de Goiás com destino aos municípios de Marabá, Altamira e outros do sudeste do Estado. No último dia 5, os auditores apreenderam um caminhão transportando legumes e, no meio, estavam 299 caixas de aguardente e duas caixas de uísque. O valor do termo de apreensão, somando ICMS mais multa, é de pouco mais de R$ 22 mil.
No dia 1º de maio, na mesma unidade fazendária, houve apreensão de 122 caixas de aguardente, 24 caixas de uísque e 144 caixas de energético, também escondidas num caminhão, em meio a uma carga de legumes. Os alimentos tinham documentário fiscal, mas a bebida não, e por isso foi apreendida. Para liberar as mercadorias, será necessário recolher o valor referente ao ICMS mais multa, que totaliza R$ 53,8 mil.
Segundo o coordenador da unidade, Amadeu Fadul, a fiscalização observou que os caminhões tentam aproveitar o carregamento de mercadorias regulares, acompanhadas de nota fiscal, para esconder mercadorias desacompanhadas de documento fiscal, e que não recolhem imposto.

Texto:
Ana M. Pantoja


Pará é o Estado com mais Cadastros Ambientais Rurais na agricultura familiar
O Pará é o Estado brasileiro com o maior número de Cadastros Ambientais Rurais (CARs) emitidos em favor da agricultura familiar. A conclusão consta do relatório de atividades de 2013 da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), aprovado em reunião ordinária do Conselho Técnico Administrativo (CTA), nesta quinta-feira (8). Segundo a Emater, 14 mil propriedades rurais familiares foram contempladas com o CAR no ano passado.
Para agilizar a emissão do documento, a Emater lançou o Sistema de Informações Georreferenciadas e Ambientais (Siga). A atuação do Pará com relação à elaboração do documento – que é obrigatório para o acesso a políticas públicas e crédito, entre outros – é considerada modelo para o Brasil.
O relatório da Emater também apresenta o número de projetos internalizados junto aos agentes financeiros Banco da Amazônia e Banco do Brasil. Foram 11.584 projetos, com valor superior a R$ 184 milhões e a contratação de R$ 89 milhões. “Devido à capilaridade da Emater, temos muitos números e resultados a serem apresentados. Estamos sempre à disposição para qualquer esclarecimento sobre os assuntos da empresa”, disse a presidente da Emater, Cleide Amorim, durante a reunião.
Mandioca – Ainda durante a reunião, órgãos das esferas estadual e federal concordaram em trabalhar integrados para disseminar tecnologias entre os agricultores familiares paraenses, a fim de fortalecer a cadeia produtiva da mandioca. A Emater estará à frente do processo, pois já desenvolve, em todo o Estado, ações que contemplam a cadeia produtiva da mandioca, mais especialmente no nordeste paraense.
Na região, é incentivado o desenvolvimento de tecnologias que ajudam a aumentar a produtividade das áreas, como a adoção de práticas do trio da produtividade, que combina espaçamento, material de propagação e tratos culturais adequados. Os agricultores também são orientados a cultivar variedades resistentes às pragas e doenças e com alta produtividade. “Em Castanhal, por exemplo, as áreas que em geral produziriam de oito a dez toneladas de raiz de mandioca por hectare já chegam a 20 toneladas”, disse diretor técnico da Emater, Humberto Reale.

Texto:
Iolanda Lopes


Técnicos da Sema são capacitados em conservação da biodiversidade
Aprimorar conhecimentos acerca das prioridades espaciais para conservação da biodiversidade, viabilizando a identificação de áreas prioritárias para a conservação de ecossistemas paraenses, foi o objetivo do curso Prioridades para a Conservação da Biodiversidade, encerrado nesta quinta-feira (8). A capacitação foi destinada aos técnicos da Diretoria de Áreas Protegidas (Diap), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
O curso foi promovido pela Gerência de Proteção à Fauna, da Sema, em parceria com o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), e ministrado pela doutora Priscila Lemes, da Universidade Federal de Goiás (UFGO), no auditório do Sipam, em Belém. A identificação das áreas prioritárias será feita com a operação e aplicação do software Zonation 3.1, estudado no curso pelos servidores.
De acordo com a gerente de Proteção à Fauna da Sema, Nívea Pereira, é fundamental selecionar novas áreas para gestão e fiscalização, zoneamento da Unidade de Conservação (UC) e ordenamento, entre outras ações, com ferramentas específicas de suporte para tomada de decisão, incluindo critérios científicos e eliminando, ao máximo, critérios subjetivos de escolha.
“Com essa estratégia, é possível pensar em um plano sistemático para a conservação, que inclua efetivamente a porção mais representativa da biodiversidade regional. Para atender esta necessidade, a ferramenta indicada seria o Zonation (versão 3.1)”, explicou a gerente.
Inovação - O Zonation é um software para a priorização espacial em conservação, usado como uma ferramenta de suporte para decisão, em um contexto de planejamento em conservação que tem sido amplamente utilizado para determinar áreas de conservação. O software identifica áreas ou paisagens que são importantes para reter qualidade de habitat e conectividade, simultaneamente, para múltiplas espécies (ou para qualquer outra característica da biodiversidade), assim como avalia diferentes cenários no decorrer do tempo, utilizando indicadores de pressão sobre a biodiversidade.
Desse modo, oferece um método quantitativo que visa a persistência da biodiversidade por longo prazo. O Zonation produz um ranking de prioridades, tendo como base áreas protegidas já existentes. Trata-se de um software com interface de fácil uso, e por ser livre não é necessária para instalação e uso.

Texto:
Káthia Oliveira


Balcão de Direitos leva serviços para o Benguí e Terra Firme
O Balcão de Direitos da Defensoria Pública espera atender nesta sexta-feira (9), em comemoração ao Dia das Mães, mais de sete mil pessoas em Belém, nos bairros de Benguí e Terra Firme, e no sábado (10), em São João de Pirabas, no nordeste do Pará. No Benguí, das 8 às 16 horas, o atendimento será feito na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Emaús, localizada na rua São Clemente.
Segundo o coordenador do programa, Jucemir Siqueira da Silva, o Balcão de Direitos vai levar para o Benguí a emissão de documentos como CPF, RG, carteira de trabalho, certidão de nascimento e fotografia 3x4. Os serviços são gratuitos para quem solicitar a primeira ou segunda via de qualquer um destes documentos. No Benguí, a expectativa é beneficiar pelo menos 3,5 mil pessoas. Na sexta feira, o atendimento será restrito aos alunos da Escola Emaús; no sábado, qualquer cidadão do bairro poderá participar, pois o atendimento será aberto à comunidade.
Outra equipe do programa vai se deslocar para São João de Pirabas, que vai receber os serviços de emissão de documentos, na Escola Municipal Casulo, das 8 às 16 horas. A meta é atender mais de 2,5 mil pessoas. A Escola Municipal Parque Amazônia, no bairro da Terra Firme, em Belém também vai receber a equipe do programa, das 8 às 14 horas, para emissão de primeira via de carteira de trabalho, segunda via de certidão de nascimento e CPF.
Segundo o coordenador do Balcão de Direitos, o objetivo destas ações é levar cidadania à população, garantindo direitos fundamentais. A Defensoria Pública está voltada, principalmente, para o atendimento às pessoas que têm dificuldades de acesso aos serviços, hipossuficientes e em situação de vulnerabilidade.

Texto:
Micheline Ferreira


Defensoria promove encontro com áreas de saúde e assistência em Santarém
O Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública do Pará promove nesta sexta-feira, (09) e no sábado (10), no município de Santarém, no oeste do Estado, um encontro Interinstitucional entre Defensoria e Secretarias Municipais de Saúde e Assistência Social. A programação prevê a realização de um workshop com a exposição do trabalho. Ao final, será celebrada a parceria entre as instituições.
No sábado, o defensor Márcio Cruz, coordenador do Núcleo de Defesa de Direitos Humanos, ministrará o curso de capacitação de conselheiros tutelares. O curso pretende debater todos os papéis na rede de proteção à criança e ao adolescente no município. Segundo o defensor Márcio Cruz, a qualificação abordará a doutrina para a menor idade e a doutrina da proteção integral, assim como os princípios e direitos fundamentais da criança e do adolescente.
Também estão entre os temas do curso as atribuições e competências do Conselho Tutelar e o Programa Estadual de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados. A composição e as atribuições do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente terão um enfoque especial, junto com a temática sobre o Fundo Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, e a própria atuação da Defensoria Pública, do Ministério Público e do Poder Judiciário na área da Infância e Adolescência.
O curso também enfatizará as responsabilidades penal, civil e administrativa do conselheiro tutelar, abrindo no final espaço para os debates.

Texto:
Micheline Ferreira


Fórum Estadual de Ensino Médio reúne gestores e educadores
Com o tema “Juventude, educação e trabalho: desafios contemporâneos do ensino médio”, a a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o Conselho Estadual de Educação (CEE) e as instituições de ensino superior do Pará iniciaram, nesta quinta-feira (8), o Fórum Estadual do Ensino Médio, que tem como objetivo discutir a situação do ensino médio e da educação profissional no Estado, especialmente quanto à gestão do currículo por área de ensino e enfrentamento das dificuldades relativas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
O fórum segue até sexta-feira (9) e é direcionado a professores das redes estadual e privada de ensino médio e superior, gestores das Unidades Regionais de Educação (UREs) e Unidades Seduc na Escola (USEs), diretores das escolas de ensino médio, gestores da instituições federais de ensino superior e instituições públicas de ensino superior participantes do Fórum Estadual de Educação, gestores e técnicos dos sindicatos e instituições profissionalizantes.
A professora Ana Lúcia Brito, que ministra aulas de língua portuguesa na Escola Zacarias de Assunção, acredita que o fórum vai contribuir com a capacitação dos professores do ensino médio. “Essas discussões são muito interessantes, pois o educador deve sempre estar motivado a aprender algo novo. Precisamos ir atrás de novos conhecimentos, adaptando o conteúdo ao dia a dia dos alunos”, afirmou.
Além disso, o fórum debate a relação entre ensino médio e educação profissional na perspectiva dos desafios à formação dos professores, e também apresenta experiências exitosas quanto a gestão do currículo do ensino médio no contexto dos programas do governo federal. Segundo o diretor de Ensino Médio e Profissionalizante da Seduc, Franciney Palheta, essa é a hora de repensar o currículo.
“Esse evento pretende abrir espaço para que possamos discutir um novo currículo para o ensino médio de acordo com as diretrizes curriculares nacionais, o que não vem ocorrendo há alguns anos no Estado. A ideia é tornar as aulas mais atrativas para os alunos, em consonância com as necessidades da juventude e da sociedade contemporânea”, frisou.
Segundo a presidente do CEE, Suely Menezes, a intenção é discutir o ensino médio na sua estrutura completa. “Chamamos todos para essas discussões, para encontrarmos soluções. A ideia é que no segundo semestre o conselho reveja as normas e encaminhe algumas questões para serem modificadas no ensino médio”, realçou.
O secretário adjunto de Ensino da Seduc, Licurgo Brito, disse que são grandes os desafios e as responsabilidades do Estado na busca pela melhoria e desempenho dos alunos do ensino médio. “O Pará tem uma grande responsabilidade na formação dos alunos, e sabemos que temos que melhorar muito, considerando a proficiência dos alunos nas disciplinas de língua portuguesa e matemática”, afirmou.

Texto:
Eliane Cardoso


Emater faz diagnóstico sobre a produção de hortaliças em Itaituba
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) vai fazer um trabalho para identificar os problemas e as potencialidades de horticultores de Itaituba, no sudoeste paraense. A expectativa é conhecer o número de produção, identificar as famílias, inserir os agricultores do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e melhorar a qualidade do que é produzido.
Na cidade, a Emater já atende agricultores por meio do projeto Cinturão Verde, que repassa técnicas de cultivo e dá assistência técnica a fim de garantir a melhoria da produtividade nas hortas com alface, pimentão, cheiro verde, pimentinha, berinjela e couve.
O diagnóstico da Emater já identificou que, mensalmente, 25 famílias produzem 120 mil pés de hortaliças folhosas, mas existe um potencial para que a produção cresça pelo menos 30%. “Oito agricultores já comercializam com o Pnae, mas a meta é que 20 produtores tenham acesso à política pública”, diz o técnico da Emater Felipe Cordeiro.
A expectativa da Emater é que, dentro das propriedades, sejam recuperadas as perdas com a produção, que podem ultrapassar os 30%. Outro objetivo do projeto é estimular o consumo de hortaliças nas escolas. “Estaremos trabalhando com a conscientização da necessidade e da importância de consumir hortaliças. A ação também vai possibilitar que aumentemos o número de horticultores comercializando com o Pnae”, diz Felipe Cordeiro.

Texto:
Iolanda Lopes


Cohab realiza atendimento no prédio da Seidurb em Marabá
A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) está realizando, no prédio da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), em Marabá, o atendimento para inscrição no Cheque Moradia. Uma média de 70 senhas estão sendo distribuídas diariamente, para que o atendimento possa ser adequado, já que foi grande a procura de interessados no benefício habitacional, na Estação Cidadania, inaugurada no dia 1 de maio último, naquele município.
O prédio da Seidurb fica na Rua João Pessoa, 1491, no bairro Novo Horizonte, e das 8h às 14 horas é feito o atendimento das pessoas com senha. A Cohab informa que após essa fase de inscrição passará para as etapas seguintes: visitas técnicas às moradias dos inscritos para levantamento das obras e social das famílias. Por isso é que um novo período de inscrição só será iniciado em julho deste ano.

Texto:
Rosa Borges


Parfor convoca candidatos classificados para o curso da Ufpa
O Plano de Formação Docente (Parfor) convoca os candidatos classificados no processo seletivo 2014 nos cursos da Universidade Federal do Pará (Ufpa) a comparecer no período de 12 a 20 deste mês para a entrega de documentos necessários à efetivação do vínculo institucional, a fim de tornarem-se aptos à matrícula em atividades curriculares dos cursos para os quais foram classificados.
O candidato aprovado no Parfor 2014 deverá apresentar originais e cópias dos seguintes documentos: comprovante de Residência; CPF; cédula de Identidade (RG); comprovante de quitação eleitoral (para maiores de 18 anos); comprovante de quitação com as obrigações militares (para homens maiores de 18 anos); Histórico Escolar de conclusão do Ensino Médio; certificado de conclusão do Médio; Formulário de Atualização de dados cadastrais, devidamente preenchidos, disponível na página eletrônica do Ciac; uma foto 3 x 4 recente e de frente (já colada no cadastro); contracheque do mês imediatamente anterior, para professores efetivos ou temporários da rede pública municipal ou estadual do Pará;
Além dos documentos, será exigida a apresentação de uma declaração, assinada pelo secretário de Educação do Município, para professor com vínculo empregatício municipal, ou pelo gestor da Unidade Regional de Educação (URE) ou Unidade Seduc na Escola (USE), para o professor com vínculo empregatício estadual. A declaração deverá conter a informação de que o professor está no exercício da docência, especificando a área e disciplina em que atua.
Os dias, horários e locais para a efetivação da matrícula estão no edital do processo seletivos disponível no site da Secretaria de Estado de Educação – Seduc (www.seduc.pa.gov.br).

Texto:
Danielly Gomes


Transferida data da Pan na Escola
As Pans na Escola, ação de incentivo à leitura que compõe a programação da Feira Pan-Amazônica do Livro, que seriam realizadas nesta sexta (8) e sábado (9) nas escolas Aldebaro Klautau e Cordeiro de Farias, foram transferidas para os dias 20 e 21, respectivamente, em virtude da greve dos ônibus em Belém.

Texto:
Alexandra Cavalcanti


Servidores do Iasep debatem melhorias para o plano no interior do estado
Os gerentes e supervisores das 27 unidades do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado (Iasep) estarão em Belém, nesta segunda-feira (12), para debater melhorias na rede de serviços médicos e hospitalares no Pará. O II Encontro de Gestores do Iasep será realizado a partir das 8h, no auditório da Secretaria de Estado de Administração (Sead).
O evento terá como pauta a implementação de melhorias na assistência à saúde; melhorias no atendimento aos segurados e questões administrativas das unidades. A presidente do Iasep, Iris Gama, acredita que o evento beneficiará tanto aos servidores do Iasep quanto aos segurados do plano, que deverão aguardar um atendimento mais ágil e eficaz nas agências.
Antes da realização do encontro, a direção do instituto realizou um levantamento nas unidades para saber quais os principais problemas que afetam aos usuários do sistema Iasep no interior do Estado. Desde 2012, o Iasep construiu ou reformou agências em Abaetetuba, Bragança, Capanema, Castanhal, Igarapé-Açu, Marabá, Maracanã, Redenção, Santarém, Tucuruí, Vigia e São Miguel do Guamá.

Texto:
Ettiene Angelim





Jair Rodrigues desencarnou hoje, dia 08 de maio. Missão cumprida nesta vida e com sucesso. Até na próxima vida!






HGT comemora aniversário com ampliação de atendimento e diversificação de serviços
Nesta sexta-feira, 9, o Hospital Geral de Tailândia (HGT), completará três anos de inauguração. Desde julho do ano passado, o hospital, que está sendo administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com o Governo do Estado, investe em modernização, nova estrutura física, diversificação na oferta de especialidade médicas e ampliação de serviços, aumento em 33% do número de leitos e garantindo a manutenção e aquisição de novos equipamentos.
Isto significa mais qualidade no atendimento, com maior cobertura para os casos de urgência e emergência, na assistência básica e de média complexidade. O HGT tem a responsabilidade de atender boa parte da população da mesorregião do nordeste paraense.
Somente de julho de 2013 a abril de 2014, o HGT garantiu um total de 217.954 atendimentos. Destes, 65.464 na urgência e emergência, 139.985 exames complementares, 6.147 atendimentos laboratoriais, 3.290 internações, 1.959 cirurgias e 1.109 partos, o que impactou no aumento do número de atendimentos, devido a contratação de novas especialidades e a elevação de 33% do número de leitos, que passou de 42 para 56.
Em novembro passado, os usuários ganharam um novo e importante serviço com a inauguração da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), com 10 leitos, sendo sete destinados a pacientes adultos e três para crianças. A unidade funciona em regime semi-intensivo para receber pacientes em estado grave e, desde seu funcionamento, o índice de ocupação passou de 18% para 41%, o que significa que a grande maioria dos casos atendidos pelo HGT estão sendo resolvidos no próprio município, cumprindo um dos principais objetivos da regionalização dos serviços de saúde pública do Governo do Estado.
A terceira filha da dona de casa Elieude Galvão da Silva, 28, residente no município de Novo Repartimento, no sudeste paraense, fez parte da estatística de bebês nascidos no HGT. Foi a terceira e última gravidez de parto cesareana. Ela aproveitou a oportunidade para realizar a cirurgia de laqueadura (método de estereliza

ção) no próprio HGT. “Foi a primeira vez que tive atendimento aqui e fui muito bem tratada. Ainda bem que tem esse hospital nessa região para nos atender. Seria muito complicado se tivesse que ir para Belém e tentar atendimento. Nem sei o que poderia acontecer”, ressaltou a paciente.
Para o diretor geral do INDSH, administrador do hospital, José Cleber do Nascimento Costa, o HGT representa maior segurança à saúde pública de Tailândia e da região. “Por isso estamos felizes em comemorar seu aniversário. Não foram três anos fáceis, mas foram horas, dias, meses e anos de aperfeiçoamento e crescimento. O hospital hoje está mais profissional, está mais limpo, mais seguro e com muito mais recursos. O HGT tem salvo muitas vidas”, acentuou, parabenizando o Governo do Pará, a prefeitiura de Tailândia, a equipe do HGT. “Estendo meus parabéns, sobretudo, à sociedade tailandense, que se utiliza e se sente mais segura com este hospital”.
A doméstica Iara Carolina Pantoja Paiva, 19 anos, festeja até hoje o êxito da cirurgia corretiva que sua filha, Yasmin Caroline, então com sete meses, realizou em fevereiro deste ano. Ela nasceu no HGT com má formação congênita nos pés (tortos para dentro). “Me sinto abençoada. Agradeço muito a Deus por ter à nossa disposição um hospital com essa estrutura, aqui em nosso município. Nunca teria condições de fazer uma cirurgia particular. Também não teria condições de ir para a capital. Agradeço de coração pela atenção e carinho do atendimento destinado à minha filha. É muita felicidade. Isso não tem preço”, enfatizou, revelando a ansiedade de ver, futuramente, sua filha dando os primeiros passos, graças ao HGT.
Segundo o diretor Executivo do HGT, Izair Polack, não haverá festa comemorativa à data. “Nossa satisfação é a satisfação de nossos usuários. É para eles que trabalhamos, juntamente com o Governo do Estado. Toda a população está de parabéns pelo aniversário do HGT, que é um guardião da assistência à saúde em pleno funcionamento, salvando vidas da população dos municípios dessa região”.
Responsável pela assistência básica e de média complexidade de parte dos usuários da mesorregião do nordeste paraense, o HGT , melhora a cada dia os serviços oferecidos com a disponibilidade, agora, com 56 leitos, com as especialidades de clínica médica, pediatria, cirurgia geral, ginecologia/obstetrícia, ortopedia/traumatologia, radiologia, anestesiologia, oftalmologia, cardiologia e endocrinologia.
Os usuários também contam com a realização de exames de mamografia, endoscopia, ultrassom, eletrocardiograma, raio X e exame de laboratório. Outros equipamentos foram adquiridos, como o de vídeoendoscopia, ultrassonografia e eletrocardiograma. 
Serviço:
O Hospital Geral de Tailândia fica na avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo. Mais informações pelo fone (91) 3752-1273.

Texto:
Vera Rojas


Operação Minerva Total reforça segurança em todo o Estado
Três pessoas já foram presas durante a Operação Minerva Total, deflagrada pelo Sistema Estadual de Segurança Pública, nesta quinta-feira, 8, em todas as regiões do Estado do Pará. Uma delas é Jailson Lisboa Nogueira, capturado por policias civis e militares nesta manhã, no bairro da Pedreira, em Belém, onde deverão ser cumpridos, ao todo, 19 mandados judiciais. Acusado de roubo qualificado, ele estava foragido há seis meses. As outras duas pessoas, um homem e uma mulher, foram presas em Marabá, no sudeste paraense. Também já foram aprendidos vários papelotes de cocaína e um resolver calibre 38. Três adolescentes foram detidos.
Durante a operação, que se estenderá até a madrugada de segunda-feira, 12, além do cumprimento de mandados judiciais, serão realizadas ações de "Barreira", "Incursão" e "Saturação", a fiscalização de bares e postos de gasolina (Hypnos) e a presença irregular de menores (Anjos da Guarda). O objetivo é intensificar o combate ao tráfico de drogas e reduzir os índices de ocorrências, especialmente dos crime de roubo e letalidade violenta (homicídio e latrocínio), mantendo a ordem pública e o respeito ao ordenamento jurídico, com ações ostensivas, preventivas e repressivas de policiamento.
Cerca de 3.500 homens e mulheres das Policias Civil e Militar estão envolvidos na mega operação, que ainda conta com o reforço de helicópteros do Grupamento Aéreo de Segurança Pública, do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e de órgãos federais e municipais, a exemplo da Secretaria de Economia de Belém, que realizará a fiscalização e apreensão de mídias "pirateadas" nas feiras da capital.
De acordo com o coronel Lázaro Saraiva, coordenador geral da operação, as ações ocorrem simultaneamente em todas as 15 Regiões Integradas de Segurança Pública, com apoio dos comandos da Capital, Região Metropolitana, Castanhal, Capanema, Paragominas, Tucuruí, Redenção, Marabá, Itaituba, Altamira, Abaetetuba e Salvaterra. "Ao todo, estamos atuando com ações integradas, reforçadas pela operação, em 30 municípios do Estado. E nossa expectativa é fazermos isso pelo menos uma vez por mês”, informou o coronel.
Em Belém, a concentração ocorreu por volta das 9 horas, no Comando Geral da Polícia Militar, de onde as equipes se deslocaram para vários pontos da capital, com foco nos bairros da Pedreira, Terra Firme, Guamá, Jurunas, Comércio e o distrito de Icoaraci. Com o apoio de órgãos de trânsito, nessas áreas foram montadas barreiras, onde veículos e motociclistas foram fiscalizadas.
Na avenida Marquês de Herval, entre as travessas Antônio Baena e Três de Maio, um dos abordados foi o marceneiro João Guilherme Silva, de 50 anos, que aprovou a ação. "Quanto mais constantes forem essas operações, mais a 'bandidagem' vai se sentir inibida e a população protegida. Sei que costumam assaltar muito de moto, então não me importo. O cidadão de bem não tem nada a temer, eles sim", opinou o marceneiro, após ser revistado e ter apresentado os documentos da motocicleta que conduzia.
Uma Central de Processamento de Dados, instalada na Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), está realizando o monitoramento das prisões e apreensões. Lá também está sendo feita a apuração do resultado das ações, na capital e interior do Estado.
Ação Social - Ainda como parte da operação, uma ação cívico-social será realizada, nos dias 9 e 10 (sexta-feira e sábado), das 9h às 14h, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Márcio Ayres, localizada na rodovia do Tapanã, em frente ao cemitério do bairro, em Belém. A ação será coordenada pela Diretoria de Prevenção Social da Violência e Criminalidade (Diprev), da Segup.
Durante a ação, serão ministradas palestras educativas para a comunidade sobre temas como prevenção de acidentes e educação bucal (Diprev e Corpo de Bombeiros) e aplicação de vacinas contra a gripe e HPV, pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesma). Também haverá atendimento médico (clínica geral e pediatria), serviços de prevenção odontológica, distribuição de medicamentos e serão emitidos documentos (carteira de identidade, CPF, passe livre, meia passagem e Carteira de Trabalho).
Parceiros - A Operação “Minerva Total” tem a parceria dos seguintes órgãos: Polícia Federal, Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Programa Pro Paz, Hospital Adventista de Belém, Conselho Tutelar, Prefeitura de Belém, por meio da Guarda Municipal, Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) e das secretarias municipais de Economia (Secon), de Saúde/Vigilância Sanitária (Sesma), de Meio Ambiente (Semma) e de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Texto:
Amanda Engelke


Estação das Docas promove programação especial no Dia das Mães
A OS Pará 200 organizou uma programação especial para homenagear as mães na Estação das Docas. O domingo, 11, dia dedicado a elas, será embalado por shows dentro do projeto Música no Ar. O cantor Márcio Farias abre a programação, a partir das 12h, seguido por Edgar Castro, com apresentações no Palco Deslizante do Armazém 1.
A música popular brasileira é a inspiração do repertório de Márcio Farias, que tem como ídolos João Bosco, Caetano Veloso e Chico Buarque, entre outros. Para o show deste domingo, o músico preparou uma apresentação especial para as mães. “Algumas canções podem até ser consideradas clichês, mas não poderiam ficar fora de uma homenagem tão especial. Entre elas estão "Pai e mãe’ e ‘Super Homem”, ambas de Gilberto Gil, além da música ‘Canô’ feita para a mãe de Caetano”, comenta Márcio.
De Serra do Navio, município do Amapá, Márcio Farias está na estrada desde 1994. Filho de pais paraenses, o cantor que vive em Belém desde criança, tem uma relação especial com a Estação das Docas. “Me apresento no projeto Música no Ar desde a inauguração do complexo,  há 14 anos. Sou da primeira leva de músicos que fazem shows nos Palcos Deslizantes”, conta.
“Diariamente realizamos programações culturais na Estação das Docas, como o Música no Ar. Neste domingo, os shows são dedicados às mães, com músicas para ambientar o almoço ao lado da família”, explica a gerente de marketing da Organização Social Pará 2000, Isa Arnour.
O grupo The Vynil é a atração do Palco Deslizante do Armazém 2, com apresentação a partir das 12h15. A programação completa pode ser conferida no site: www.estacaodasdocas.com.br.
Teatro infantil também destaca o amor de mãe
O Dia das Mães também será tema do projeto Pôr-do-Sol, que traz a peça "Minha mãe é um problema", encernada pela atriz Adriana Cruz, a partir de 17h30, no Anfiteatro São Pedro Nolasco.
Inspirada em livro homônimo da inglesa Babette Cole, "Minha mãe é um problema" conta a história de uma mãe com características não muito comuns. A protagonista do conto tem poderes mágicos; cria bichos estranhos, como aranha e jacaré; faz doces divertidos que explodem e, ainda por cima, se locomove voando em uma vassoura. Só que ao contrário do que parece, ela não é uma bruxa e no decorrer da história a personagem enfrenta o preconceito das pessoas com a sua condição.
"Mãe não é tudo igual, como se pensa. A história mostra que as diferenças existem e que precisam ser respeitadas. Uma das mensagens centrais é a do amor que a mãe tem pelos seus filhos, que supera qualquer diferença. É uma homenagem ao amor de mãe", conta Adriana.
A atriz explica que a homenagem é para as mães, mas a mensagem também é direcionada ao público infantil. "Entre as crianças, nas escolas, há uma prática constante do bullying, por isso essa importância de conscientizar sobre o respeito às diferenças". 
Educar e divertir o público infantil é um dos objetivos do Pôr-do-Sol, que ocorre quinzenalmente, sempre aos domingos, com teatro e contações de história.

Texto:
Camila Barros


Hemopa fará campanha no Hospital Ophir Loyola
O Centro de Alta complexidade em Oncologia Hospital Ophir Loyola, atualmente é o maior consumidor das bolsas de sangue da Fundação Hemopa. Na rede pública de saúde do Pará, o hospital é referência em transplante renal e no tratamento de pacientes com doenças linfáticas malignas, que precisam aguardar por um transplante de medula óssea, além da realização de cirurgias de alta complexidade. Pelo perfil de assistência, o HOL necessita de forma contínua de sangue e hemocomponentes como plaquetas e hemácias para assistir os pacientes.
Nos dias 14 e 15 de maio, o HOL e o Hemopa realizarão  uma Campanha de Doação de Sangue, das 8h às 17h, em frente ao hospital. A programação tem como objetivo captar doadores para aumentar o estoque de sangue do Hemocentro, já que o Ophir Loyola é um dos hospitais que mais procedimentos de transfusão fazem na Região Metropolitana de Belém e a reposição ainda continua baixa na instituição.
De janeiro a fevereiro deste ano, o hospital realizou cerca de 2.600 transfusões e apenas 220 dos familiares de pacientes compareceram para a reposição do estoque. A reposição equivale a menos 20% do total ideal, que é de 50%. O número de doadores voluntários é maior que o número de doadores relacionados (parentes), pois a maioria dos pacientes é proveniente do interior do Estado.
A agricultora Alda Cristina, 36, passou nesta quarta-feira, 7,  por uma cirurgia para a retirada do útero e ovários. Ela é mais um dos pacientes que contará com o sangue de um doador para a realização do procedimento. “Nunca imaginei que precisaria receber o sangue de outra pessoa. Não há nenhum doador na minha família. É algo para pensar, a doação é muito importante”.
Mensalmente, o HOL realiza uma média de 250 cirurgias. Alguns procedimentos cirúrgicos somente são possíveis se houver sangue em quantidade adequada. Para cada tipo de quimioterapia existe um determinado valor de hemoglobina, neutrófilos (células brancas) e plaquetas. Se o paciente estiver com esses valores muito abaixo do normal, é necessário fazer a reposição para que tenha condições de receber a quimioterapia, caso contrário poderá vir a óbito.
A necessidade de transfusão de hemocomponentes é uma realidade vivenciada por muitos usuários do HOL. Samanta Rodrigues, 23, mora no município de Ponta de Pedras e recorreu às redes sociais para conseguir doadores para o filho Maik de Jesus, de 7 anos. O menino precisou com urgência de sangue tipo 'O Positivo'.  “Ele estava bem e de repente teve uma recaída. A hemoglobina ficou muito baixa, ainda bem que existem pessoas boas de coração, capazes de gestos como este sem ganhar nada em troca. Desconhecidos ajudaram a salvar meu filho”, conta.
A campanha espera sensibilizar  funcionários do hospital, acompanhantes de pacientes e o público em geral para que doem o máximo possível de sangue na unidade móvel do Hemopa. Os doadores também poderão se cadastrar no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Cerca 150 pessoas aguardam por este tipo de  transplante no Estado, indicado para diversos tipos de câncer como leucemia, linfomas, mieloma e certas anemias consideradas graves.
Serviço:
Inscrição no Redome – Qualquer pessoa saudável entre 18 e 55 anos, pode se inscrever no Hemopa como doador de medula óssea. É realizado um cadastro dos dados pessoais e feita a coleta de uma pequena quantidade de sangue (5 a 10 ml) para a realização da tipagem de seus glóbulos brancos (tipagem HLA). As informações dos doadores são enviadas para o Redome. É necessário portar documento de identidade original e com foto. Caso selecionado para a doação, o voluntário passará por novos exames. O cadastro no Redome deve ser atualizado regularmente, pois é utilizado com frequência por bancos de sangue e medula de todo o país.
Doação de Sangue - O doador deve ter idade entre 18e 65 anos; estar bem de saúde e alimentado; ter peso igual ou superior a 50 kg; não ter tido hepatite após 10 anos de idade; não ter Doença de Chagas ou entrado em contato com o vetor - no caso o inseto “barbeiro”; não ser portador de epilepsia; não ter feito tratamento dentário nas últimas 72 horas; e não ter diabetes. É necessário portar documento de identidade original  com foto.

Texto:
Leila Cruz


Balcão de Direitos emite documentos em Belém e São João de Pirabas
O Balcão de Direitos da Defensoria Pública deve atender, neste final de semana do Dia das Mães, mais de seis mil pessoas em Belém e São João de Pirabas, na região nordeste do Pará.
O programa, que é vinculado ao Gabinete da Defensoria, vai realizar duas grandes ações nesta sexta e sábado, 9 e 10 de maio. A primeira ação será o atendimento especial para os moradores do Benguí, que será feito na Escola Estadual de Ensinos Fundamental e Médio Emaús, localizada na rua São Clemente.
O atendimento começará a partir das 8 horas e será encerrado às 16 horas. Segundo o coordenador do programa, Jucemir Siqueira da Silva, o Blacão vai levar para o Benguí a emissão de documentos como CPF, RG, Carteira Profissional de Trabalho, Certidão de Nascimento e fotografia 3x4. Todos esses serviços serão disponibilizados gratuitamente para quem deseja solicitar a primeira ou segunda via de qualquer um destes documentos.
No bairro do Benguí, a expectativa é de beneficiar pelo menos 3,5 mil pessoas com os serviços do Balcão de Direitos. Nesta sexta-feira, o atendimento será restrito aos alunos da Escola Emaús. Já no sábado, 10 de maio, qualquer cidadão do bairro poderá acessar, pois será feito o atendimento aberto à comunidade.
Outra equipe do programa vai se deslocar para o município de São João de Pirabas. Naquela cidade, os serviços de emissão de documentos estarão disponíveis na Escola Municipal Casulo, de 8h às 16 horas. O Balcão de Direitos vai atender mais de 2.500 pessoas, tanto da sede quanto de localidades próximas.
Segundo o coordenador do Balcão de Direitos, Jucemir Siqueira, o objetivo destas ações é levar cidadania à população, garantindo direitos fundamentais. A Defensoria Pública, por meio do Balcão de Direitos, está voltada, principalmente, para o atendimento às pessoas que tem dificuldades de acesso aos serviços, hipossuficientes e em situação de vulnerabilidade.

Texto:
Micheline Ferreira


Sistema de Segurança Pública realiza Operação “Minerva Total” em todo o Pará
O Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sieds) realiza, pela primeira vez, a Operação “Minerva Total”, simultaneamente, em todas as regiões do Estado. As ações operacionais tiveram início na manhã desta quinta-feira, 8 de maio, com a participação de todas as instituições que integram o Sieds, além de diversos parceiros das esferas federal, estadual e municipal.
A operação visa reduzir os índices de ocorrências, especialmente o crime de roubo e letalidade violenta (homicídio e latrocínio), mantendo a ordem pública e o respeito ao ordenamento jurídico, com ações ostensivas, preventivas e repressivas de policiamento, visando garantir a proteção do patrimônio e o reforço da segurança da população paraense.
Em Belém, a base de operações da “Minerva Total” vai funcionar na sede do Comando de Policiamento da Capital (CPC) da Polícia Militar, localizado na travessa Francisco Monteiro, bairro de Canudos.
Ao longo da Operação “Minerva Total”, serão realizadas várias ações de segurança, em municípios localizados nas quinze regiões integradas de Segurança Pública (RISPS) e nos bairros da capital.
Coordenação - Em Belém, a operação está sendo coordenada pelo coronel PM Roberto Campos, comandante do Policiamento da Capital, e tenente-coronel PM Erika Nathalie Miralha, subcomandante do CPC. Pela Polícia Civil, está à frente das ações de polícia judiciária, na capital, o delegado Sílvio Maués, diretor de Polícia Metropolitana da PC.
A coordenação geral das ações operacionais da “Minerva Total”, em todo o Estado, está sob a responsabilidade do coronel PM Lázaro Saraiva de Brito Júnior, chefe do Departamento Geral de Operações da Polícia Militar, da delegada geral adjunta da Polícia Civil, Christiane Ferreira, e do diretor de Polícia do Interior da PC, delegado João Bosco Júnior.
Contatos:
- Ascom Segup – (91) 3184-2551
- Lene Alves - Ascom Segup: (91) 8883-5810
- Walrimar Santos - Ascom PC: (91) 9941-3490
- Tenente-Coronel Leno Carmo - Ascom PM: (91) 8883-1343

Texto:
Lene Alves


Emater viabiliza recursos do Pronaf para Pescadores de Porto de Moz
Quarenta e uma famílias de pescadores artesanais de Porto de Moz, região da Transamazônica, serão contempladas com recursos que totalizam R$ 102.500,00 oriundos do Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (Pronaf) na Linha B, para incentivo à cadeia produtiva no município. Os projetos foram elaborados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) e encaminhados ao Banco da Amazônia.
De acordo com o técnico em agropecuária e coordenador do escritório da Emater em Porto de Moz, Jackson Lima, os recursos – cada família receberá R$ 2.500,00 - serão destinados a reforma de embarcação e aquisição de apetrechos de pesca (rede, anzol, caixa térmica). “Com esses recursos os pescadores poderão ter um aumento de pelo menos 15% na produção do pescado”, afirma.  
As famílias beneficiadas pertencem às comunidades de Santa Clara, Santa Luzia, Vila Serrinha, Vila Tapará, Vila Turica e Urucuricaia, ao longo do rio Xingu e seus afluentes. “Essas famílias que serão beneficiadas estão acessando este crédito pela segunda vez, já que todas quitaram seu primeiro empréstimo, não deixando o município na inadimplência e isso só foi possível através de um acompanhamento técnico destas famílias pela equipe da Emater local”, diz Lima. A previsão é de que os recursos sejam liberados até o final deste semestre.
A pesca artesanal em Porto de Moz tem como destaques o tambaqui, filhote, dourada, curimatã, pirarucu e tucunaré. A produção é comercializada para o mercado local e também para Macapá (AP).

Texto:
Paula Portilho


Alunos da escola Palmira Lins de Carvalho participam da Roda Poética
Alunos da Escola Municipal Palmira Lins de Carvalho encerraram a Roda Poética da Casa da Linguagem, na noite desta quarta-feira, 7. Em torno de 10 alunos integram o grupo Som Maúma, que encantou a plateia do evento. Além do grupo, a cantora Renata Del Pinho e o poeta Apolo de Caratateua também participaram da Roda Poética, um evento que será realizado mensalmente na Casa da Linguagem, unidade da Fundação Curro Velho.
Para o coordenador do grupo Som Maúma, professor Sinval Santos, participar da Roda Poética foi um exercício para os alunos que participam do grupo de Artes. “Essa apresentação tem tudo a ver com o nosso trabalho, buscamos exercitar a música, poesia, a dança na Escola”. O grupo surgiu em agosto do ano passado e já realizou mais de 10 apresentações na escola e fora do ambiente escolar. Os alunos, jovens na faixa etária de 13 a 15 anos, demonstraram boa desenvoltura com o mundo das artes, a música, os instrumentos musicais e a poesia.

Texto:
Andreza Gomes


Idesp divulga índice do IPC de abril na RMB
O Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) realiza coletiva nesta sexta-feira, 9, às 10 horas, para apresentação dos resultados da pesquisa de Índice de Preços ao Consumidor (IPC) referente ao mês de abril de 2014.
O levantamento mensal, realizado pelo instituto, mede a variação de preços de produtos e serviços que integram o orçamento das famílias com rendimentos entre um e oito salários mínimos, residentes na Região Metropolitana de Belém (RMB).
Durante a coletiva, serão detalhados os resultados de todos os grupos de despesas, assim como destacados os itens que mais influenciaram o índice geral. A pesquisa observa os preços de mais de 300 produtos em cerca de 800 estabelecimentos.
Entrevistada:
Augusta Pereira – coordenadora do Núcleo de IPC do Idesp

Texto:
Fernanda Graim


PM reforça o policiamento no comércio e shopping na Operação Dia das Mães
A Polícia Militar reforçou o policiamento ostensivo nas áreas do comércio e shoppings de Belém, por conta da Operação Dia das Mães, que conta com a participação dos alunos do Curso de Formação de Soldados PM. o efetivo concluirá a formação no dia 16 de maio, após dois semestres de aulas e treinamento no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), no complexo do Comando Geral da PMPA.
Ao todo,150 alunos soldados, sob supervisão dos instrutores e monitores do CFAP, atuam desde a última quarta-feira, 7, na operação, que segue até o sábado, 10, em dois turnos de atividades que incluem o policiamento ostensivo regular, realizado pelo efetivo do 1º e 2º Batalhão PM, responsável pelo policiamento na área comercial e de shoppings da cidade.
A iniciativa, além de colaborar para o reforço na formação dos futuros soldados, trabalhando o enfoque prático do policiamento ostensivo estudado no curso preparatório, também intensifica a presença policial nas áreas de comércio de Belém, além da praça da República, durante um período de grande movimentação de pessoas por conta do Dia das Mães, considerada a segunda data mais importante para o setor comerciário do país. O objetivo é prevenir toda e qualquer ação delituosa. A operação conta também com apoio motorizado e supervisão por parte de homens do Comando de Policiamento da Capital.

Texto:
Leno Carmo


Fundação Carlos Gomes investe na profissionalização de alunos com o Ópera Estúdio
A Fundação Carlos Gomes está investindo na profissionalização completa dos seus alunos através do Ópera Estúdio, um projeto da coordenadoria de pesquisa e extensão do Instituto Estadual Carlos Gomes (IECG), que tem como objetivo principal preparar os alunos de canto lírico para a carreira artística profissional de um cantor de ópera.
Uma parte do resultado do Ópera Estúdio será apresentado nesta sexta-feira, 9, com a conclusão do módulo “Cenas de Ópera”, que será apresentada no projeto “Concertos Didáticos”, da Fundação Carlos Gomes (FCG), que a cada mês apresenta um grupo artístico do Conservatório. Na primeira sessão, às 10h, serão apresentadas cenas da ópera Don Pasquale; e na segunda sessão, cenas da ópera Elixir do Amor.
A apresentação será realizada no Teatro da Paz para alunos de escolas públicas. O projeto Concertos Didáticos tem o intuito de contribuir para o acesso à arte e formação de plateia para ópera. O professor da Escola de Música da UFPA, Milton Monte, será um dos atores na apresentação desta sexta. Ele conta que se apresentar para crianças é sempre uma surpresa.
“A gente nunca sabe o que esperar das crianças. O bom é que elas não tem preconceito, elas não enxergam a ópera como algo elitista. O único problema é a lingua, mas teremos um telão com a tradução das falas. Estamos caprichando nas cenas e tenho certeza que elas vão dar boas rizadas”, afirmou Milton Monte O professor da Escola de Música da UFPA.
A coordenadora do Ópera Estúdio, Jena Vieira, explica que a ideia do projeto não é novidade, mas esta é a primeira vez que esse o projeto recebe o apoio total do instituto. “Estamos institucionalizando o Ópera Estúdio. Existia uma lacuna muito grande entre a formação do músico e cênica e é essa lacuna que nós estamos preenchendo com os módulos que temos no curso que é ofertado tanto para alunos, quanto para profissionais de dentro e de fora do Carlos Gomes”.
Jena Vieira acredita que em 2015 será possivel montar óperas experimentais com o resultado das oficinas. Na opinião dela os profissionais daqui estão à altura dos profissionais de fora. “Teremos óperas inteiras, experimentais, para apresentar ao público. Poderemos ter uma agenda anual com essas montagens locais. Do ponto de vista do canto, os nosso profissionais se destacam e são reconhecidos no mundo inteiro. Agora estamos agregando o que faltava, amarrando as pontas”.
Os módulos de aulas do Ópera Estúdio são capitaneados por profissionais de renome internacional. No módulo “Cenas de Ópera”, que tem duração de 20 dias, com 8h/aula por dia, o professor é o norte-americano Willian Ferrara, conhecido por ministrar esse curso no mundo inteiro e que realiza cursos de verão em Verona, na Itália.
Ferrara esteve em Belém para as montagens de ópera do Festival Internacional de Ópera. Ele conta que na ocasião percebeu a necessidade de formação de alunos para torná-los profissionais completos. “É muito importante essa iniciativa do Carlos Gomes. A formação de profissionais para óperas é uma escada e esse é um degrau importante que marca, inclusive, um novo momento para o próprio Instituto. Acredito que esse projeto coloca a instituição em um novo patamar e pode atrair olhares de investidores que possam fortalecer a produção no estado. O Pará é um celeiro de profissionais de altíssimo nível, falta apenas desenvolver os talentos existentes”, reiterou Willian Ferrara, professor do módulo Cenas de Ópera do curso Ópera Estúdio.
O diretor do “Estúdio Ópera Pará Amazônia”, da Escola de Música da UFPA, e colaborador do Ópera Estúdio do IECG atuando como diretor cênico, Gual Dídino, destaca que o projeto é completo e dá ao aluno a portunidade de ter uma visão panoramica de todo o processo. “Não é só o treinamento para uma montagem. A cena é uma etapa de um processo que envolve musicalidade,  linguagem, a história que está sendo contada em cena”.
Para a aluna do 3º ano básico de Canto Lírico,  Dulciane Ribeiro, esta é uma oportunidade de aprender e se profissionalizar. “A gente aprende coisas que não estavamos acostumados antes como a representação no palco. Na formação do curso a ênfase é para o canto, mas na ópera é preciso saber também encenar e é isso que estamos aprendendo nesse módulo. Aqui estamos aprendendo a ser um artista completo, beneficiando as futuras gerações que poderão nos ter como instrutores”.

Texto:
Dani Filgueiras


Alunos de escola Cidade de Emaús recebem programação especial para emissão de documentos
O programa Pro Paz e a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por meio do Pacto pela Educação do Pará, vai disponibilizar para alunos, pais e servidores da Escola Cidade de Emaús, localizada no bairro do Benguí, nesta sexta-feira (9) e sábado (10), a partir das 8h, programação que tem como objetivo incentivar a comunidade escolar, principalmente alunos a partir de 14 anos, a tirar novos documentos de identificação, como carteiras de identidade e de trabalho, CPFs e certidões de nascimento, com o objetivo de garantir todas as documentações necessárias para as inscrições nas provas de vestibulares realizadas no segundo semestre de 2014.
O evento é destinado à comunidade escolar, formada por professores, alunos e seus pais e é uma oportunidade para que muitos adolescentes possam tirar os seus primeiros documentos de identificação, visando as inscrições para as provas de vestibulares como o Enem, UFPA e Uepa.
A programação faz parte da parceria entre o programa Pro Paz e a Secretaria de Estado de Educação, por meio do Pacto pela Educação do Pará, que integra os diferentes níveis e setores de Governo, comunidade escolar, da sociedade civil organizada, com o objetivo de promover a melhoria da qualidade da educação no Pará.
No primeiro dia de programação, nesta sexta-feira (9), um ônibus Biblioteca da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves vai realizar atividades de incentivo à leitura para os alunos da Escola de Emaús, levando apresentação de histórias infantis, gincanas e teatro de fantoches, além de disponibilizar acesso ao acervo móvel da biblioteca.
Os adolescentes também contarão com ações de educação no trânsito realizadas pelos servidores do Departamento de Trânsito do Pará (Detran). Já no sábado (10), será disponibilizado corte de cabelo e maquiagem gratuitamente para os jovens estudantes e seus responsáveis.
Esse é o segundo evento realizado para a comunidade escolar, o primeiro foi na Escola Estadual Camilo Salgado, localizada no bairro do Jurunas, nos dias 25 e 26 de abril.
O evento conta com a parceria da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Policia Civil, Defensoria Pública do Estado, Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCPTN) e Departamento de Trânsito do Pará (Detran). A Escola Cidade de Emaús fica na rua São Clemente, bairro do Benguí, próximo ao antigo cemitério da área.

Texto:
Tiago Furtado


Orquestra de Câmara de Berlim se apresenta na capital paraense
Música e cinema têm um encontro marcado em Belém no próximo dia 10. É o “Berlim - Sinfonia da Metrópole”, uma apresentação exclusiva da Orquestra de Câmera de Berlim, com regência do maestro brasileiro Marcelo Falcão, que traz à capital paraense composições musicadas para um dos mais importantes e visionários filmes da história do cinema. A apresentação será às 20h, no Museu do Estado do Pará (MEP), com entrada franca.
Com direção de Walther Roitman, “Berlim - Sinfonia da Metrópole” é um dos mais famosos filmes mudos de 1927. O documentário apresenta o dia-a-dia da Berlim de sua época. A película começa com os operários, que levantam cedo para o trabalho nas fábricas e termina com a agitada vida noturna berlinense dos anos 20. No decorrer de um dia, temos uma visão multifacetada da sociedade da época, desde a pobreza e a vida de operário até a riqueza e o luxo. “A apresentação consiste naexecução da Orquestra concomitantemente ao filme”, explica a coordenadora da Casa de Estudos Germânicos da Universidade Federal do Pará, Sabine Reiter, que promove o evento em parceria a Secretaria de Estado de Cultura (Secult).
A edição foi realizada juntamente com o compositor Edmund Meisel, permitindo a ele criar uma trilha sonora em perfeita sintonia com o filme. Esse verdadeiro poema músico-visual possibilita uma viagem no tempo a essa importante época da história de Berlim.
Em 2010, o pianista e arranjador Hans Brandner fez uma nova orquestração da obra original, em comemoração ao jubileu de 200 anos da Universidade Humboldt de Berlim, numa formação para a orquestra de câmara. Esta nova versão foi lançada em 2011 pela editora especializada em cinema-mudo Ries & Erler e já foi apresentada com grande sucesso em cinemas da capital alemã, recebendo críticas positivas de Ian Wekwerth, pianista da Max Raabe Palast Orchester (famosa orquestra berlinense especializada no repertório dos anos 20 e 30), entre outros.
A idéia de apresentar essa mesma versão numa série de concertos pelo Brasil surgiu do encontro entre Hans Brandner e o maestro brasileiro Marcelo Falcão.
Em Belém, o local escolhido para a apresentação é o Museu do Estado do Pará. O evento é uma promoção do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Secretaria de Promoção Social, Sistema Integrado de Museus, Museu do Estado do Pará e Casa de Estudos Germânicos da UFPA, com patrocínio do Bertelsmann e Visit Berlim.
Serviço: Apresentação da Orquestra de Câmara de Berlim. Dia 10 de maio, às 20h. Local: Museu do Estado do Pará (Salão das Artes). End: Palácio Lauro Sodré, Praça D. Pedro II, s/n – Cidade Velha. Fones: (91) 4009-9812 / 9331.

Texto:
Alexandra Cavalcanti


Imprensa Oficial do Estado reforça campanha de doação de livros
Durante a programação da XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro, que será aberta no próximo dia 30 de maio, no Hangar – Centro de Convenções da Amazônia, a Imprensa Oficial do Estado (IOE) vai reforçar a campanha intitulada "Já leu? Não quer mais?", para incentivar os visitantes do evento a doarem livros usados, em bom estado, que irão ajudar a compor os acervos dos Espaços de Leitura implantados pelo projeto Livro Solidário.
Durante a Feira também serão lançados dois vídeos institucionais que mostram os resultados das ações do projeto nos três anos de existência: "Carrinhos de Leitura" - que leva livros para instituições como Santa Casa e Hospital Ophir Loyola; e "Espaços de Leitura" implantados em escolas, centros comunitários, ONGs, entre outros.
Neste ano, o Livro Solidário vai receber o apoio logístico da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado que sugeriu a integração de todos os projetos de órgãos estaduais que lidam com a questão do livro para unirem esforços e alcançarem maior número de doações.
Segundo Carmen Palheta, coordenadora do projeto na IOE, os livros arrecadados e doados pela comunidade em geral durante a Feira do Livro serão encaminhados aos órgãos para atender às demandas específicas de suas atividades. E ressalta que a campanha deste ano pretende “afunilar as doações”, o que significa que irá priorizar o recebimento de livros nas áreas infanto-juvenil, esporte, saúde e também gibis.
Leitura
No próximo dia 20 de maio, o projeto vai realizar uma Ação Leitura no Centro Comunitário do bairro Maracajá, em Mosqueiro. A iniciativa – que já ocorreu na ilha de Urubuoca e em praças de Belém, envolve, além da leitura, contação de história e teatro de fantoche. As crianças também vão receber kits de livros para colorir. O evento está marcado para começar a partir das 10h, com a presença de alunos, professores e moradores do bairro.

Texto:
Ronaldo Quadros


Emater elabora projetos de crédito rural para pescadores de Santarém
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em Santarém, atende até o dia 30, os pescadores artesanais associados à Colônia Z- 20, com a elaboração de projetos para financiamento da atividade, importante fonte econômica local. Neste sentido, já foram encaminhados ao Banco da Amazônia, 50 projetos que totalizam o valor de R$ 1 milhão, via Programa Nacional de Fortalecimento a Agricultura Familiar (Pronaf), a serem investidos na cadeia produtiva.

Texto:
Paula Portilho


Atendimento de pré-natal é tema de reunião na agência distrital de Icoaraci
O Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), em parceria com a Agência Distrital de Icoaraci, realizou nesta quarta-feira (7), uma reunião com os integrantes de parte da rede de saúde de Icoaraci para discutir sobre o funcionamento da rede e operacionalização do atendimento do pré-natal na rede de saúde, que impacta diretamente na Saúde da Mulher e da Criança na maternidade.
A reunião aconteceu no auditório da agência distrital e contou com a participação de representantes do Programa Saúde da Família, da Unidade de Pronto Atendimento e do Conselho Tutelar. Para Vera Cecim, diretora do HRAS, a reunião foi proveitosa, pois é importante ouvir as dificuldades apresentadas pelos integrantes da rede e buscar a melhor solução possível coletivamente.
“Acredito que cada gestor e profissional de saúde deve ter o compromisso coletivo de fazer as coisas funcionarem de acordo com os princípios do Sistema Único de Saúde. E esta reunião teve como objetivo abrir um diálogo entre as unidades que compõem a rede de saúde em Icoaraci”, concluiu.
A próxima reunião com os integrante da rede de saúde de Icoaraci será realizada no dia 6 de junho, às 9h, no auditório da agência distrital de Icoaraci.

Texto:
Helder Ribeiro


Vice-governador visita obras e entrega Cheques Moradia no sudeste do Pará
O vice-governador Helenilson Pontes entregou R$ 652 mil em Cheques Moradia para 46 famílias no município de Água Azul do Norte, no sudeste do Pará. Em 10 anos de existência do programa habitacional, o Governo do Estado, por intermédio da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), já beneficiou cerca de 40 mil famílias, garantindo melhores condições de moradia a mais de 250 mil pessoas em mais de 100 municípios, num investimento superior a R$ 223 milhões.
Entre estas pessoas está o vigilante André Luis Oliveira Santos, 29 anos, casado e com dois filhos, e a diarista Claudiane Honorato da Costa, 24 anos, casada e também com dois filhos. Ambos são moradores de Água Azul do Norte, município com população estimada em 25.506 habitantes.
André Luis comenta que mora de aluguel e enfrenta dificuldades para sustentar a família, pois quase todo o dinheiro que recebe vai para a moradia. Como milhares de brasileiros, ele sonha com o dia em que terá a casa própria. “Sair do aluguel e investir o dinheiro que pago todos os meses na minha família é o que vou fazer assim que construir minha casa. Este é um sonho que começa a se realizar a partir de agora”, explicou.
Já a diarista Claudiane mora em uma casa de madeira e sobrevive com uma renda inferior a um salário mínimo, reforçada pela do companheiro, que é lavrador. Ela diz que não tem condições de construir uma casa melhor e dar o conforto que deseja aos filhos, mas agora, com o benefício do programa habitacional, estes dias estão contados. “Sempre sonhei em ter uma casa com dois quartos e banheiro dentro de casa. O que ganho mal dá para viver, mas com a ajuda de Deus e, agora, do Cheque Moradia as coisas vão melhorar”, declarou.
Helenilson Pontes, o principal condão do programa Cheque Moradia é justamente o caráter social, que possibilita assistir as pessoas que mais necessitam. "Esse é um dos principais instrumentos de combate à pobreza e a desigualdade no Estado. Nosso compromisso é com a população paraense de todas as regiões do estado, sem distinção”, ressaltou.
O diretor da Cohab,  Walber Milhomem, destacou os investimentos feitos pela Companhia e ressaltou o o aspecto unilateral do benefício. “Esse é um programa de transferência de renda onde as pessoas são beneficiadas naquilo que já lhes pertence, nos casos de reforma e adaptação, ou pertencerá, em se tratando de construção, ou seja, elas não têm que mudar para outro lugar e tampouco devolver o valor repassado”, explicou.
Milhomem também destaca que o Programa foi transformado em Lei pelo Governo, consistindo em uma política social voltada exclusivamente às pessoas de baixa renda, vítimas de sinistro e portadores de necessidades especiais.
Obras estruturantes – O vice-governador Helenilson Pontes aproveitou a viagem ao sudeste do Pará para visitar obras que estão sendo executadas pelo Governo do Estado nos municípios de Xinguara e Água Azul do Norte. No primeiro, Helenilson visitou as obras de pavimentação de 10 quilômetros de vias nas avenidas Seis, Oito e Dez do bairro de Itamarati. “Este é um sonho antigo dos moradores daqui que está sendo realizado”, lembrou a dona de casa Dalva Oliveira, 58 anos, que acompanhou a visita.
Helenilson também visitou as obras de construção de uma escola de 12 salas em Água Azul do Norte, que vai beneficiar mais de cinco mil alunos, e resulta de um investimento de mais de R$ 3 milhões em recursos dos governos Federal e do Estado. O vice-governador também anunciou a captação de mais R$ 5 milhões para a pavimentação das vias que dão acesso à escola. O estabelecimento de ensino contará com estrutura moderna de laboratórios, salas de informática e ginásio poliesportivo.
“São obras estruturantes de uma gestão que recebeu as contas do Estado no vermelho e logo no primeiro ano passou a ter superávit, abrindo as portas das instituições financeiras e conquistando a credibilidade para captar recursos e investir no combate às desigualdades de que é vítima grande parte da população paraense”, finalizou Helenilson Pontes.

Texto:
Márcio Flexa


Taça da Fifa será exposta no São José Liberto
A Taça da Copa do Mundo Fifa, que percorrerá todas as 27 capitais brasileiras, chegará a Belém no próximo dia 20 de maio, e ficará exposta no Espaço São José Liberto. A capital paraense será a 21ª cidade no País a receber o Tour da Copa, evento que faz parte da campanha promovida pela Coca-Cola para o campeonato mundial de futebol que acontecerá no Brasil. A exposição da Taça no São José Liberto é resultado da parceria entre a Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), Organização Social que gerencia a instituição. Quem quiser ver a Taça deverá seguir o regulamento, disponível no site http://www.cocacola.com.br/tourdataca, e marcar o horário da visitação. O Espaço São José Liberto fica na Praça Amazonas, s/n, no bairro do Jurunas.

Texto:
Luiz A. P. L. Viana


Presos acusados de matar militar da Aeronáutica em Icoaraci
A Polícia Civil autuou em flagrante nesta quarta-feira (7) uma quadrilha envolvida em homicídios e roubos a casas. Os quatro presos agiam em assaltos em Castanhal, no nordeste paraense, e são apontados como responsáveis por homicídios no distrito de Icoaraci, em Belém. O bando foi preso por policiais militares, durante a madrugada, logo após assaltar uma casa no bairro Estrela, em Castanhal.
Na fuga, Ederleno Mendes Sandin, 28 anos; Edson Marlos de Barros Nunes, 22; Kleybson Magno de Oliveira, 23, e Sérgio Renan Gomes dos Santos, 23, foram perseguidos pela guarnição policial, até serem capturados, em Marituba, na região metropolitana de Belém. Eles foram reconhecidos como os autores da morte do sargento da Aeronáutica Rubens Silva Cristo, crime ocorrido na última segunda-feira, em Icoaraci.
Os criminosos estavam em um carro Ford Fiesta, vermelho, placa JVG 7649. Dentro do veículo, os policiais apreenderam objetos roubados durante o assalto, como um televisor de 32 polegadas, dois aparelhos celulares, um carregador de celular, relógios de pulso e outros bens. Os presos moram em Belém. No ato da prisão, foi apreendido um revólver de calibre 38 usado pela quadrilha.
O delegado Luís Xavier, de Castanhal, disse que os presos estavam envolvidos em, pelo menos, dois homicídios em Icoaraci. Um dos crimes foi a morte do sargento da Aeronáutica. “A esposa da vítima e testemunhas do crime estiveram na sede da Superintendência da Polícia Civil, em Castanhal, onde reconheceram os presos como as mesmas pessoas que cometeram o assalto que resultou na morte do militar”, explicou.
Os presos são ainda acusados do homicídio ocorrido no último dia 5, no bairro Sideral, em Ananindeua, durante assalto a uma casa. Em relação ao carro em que estavam os presos, os policiais constataram que se trata de um veículo roubado. Os quatro vão responder pelos crimes de roubo qualificado, formação de quadrilha e porte ilegal de arma de fogo. Eles estão recolhidos no Centro de Recuperação Regional de Castanhal à disposição da Justiça.

Texto:
Walrimar Santos


Fiscalização apreende mais de quatro toneladas de pescado no Guamá
A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), a Superintendência Federal de Agricultura e o Procon apreenderam na última terça-feira (6) quatro toneladas de pescado impróprio para o consumo. A apreensão de camarão salgado e peixes das espécies gó e dourada foi possível graças a denúncia feita ao Ministério da Agricultura sobre possível fracionamento de pescado em um estabelecimento no bairro do Guamá, em Belém.
No local, os agentes encontraram produtos sem certificado de origem, fora do prazo de validade e mal acondicionados. Havia peixes em sacas de ração e caixas de cerveja, além de embalagens falsificadas para redistribuir produto importado como espécie regional, informou o gerente de Inspeção Estadual da Adepará, Jefferson Oliveira.
A ação resulta de trabalho contínuo dos agentes estaduais e federais de inspeção sanitária para garantir a qualidade do alimento que vai para a mesa do consumidor. “O estabelecimento fiscalizado não tem registro junto aos órgãos competentes. Além disso, encontramos produtos de origem clandestina armazenados de forma irregular, e o camarão salgado estava com a data de validade vencida. Tudo isso estava sendo comercializado para a rede varejista e atacadista”, explicou o gerente.
O material foi encaminhado para incineração na Cooperativa da Indústria Pecuária do Pará, e o dono do estabelecimento recebeu auto de infração do Ministério da Agricultura e da Adepará. O fiscal federal Francisco Aguiar ressaltou a importância da comercialização de produtos com os selos do Serviço de Inspeção Federal (SIF) e Serviço de Inspeção Estadual (SIE).
“O dono do local foi autuado por comercializar produtos sem nenhum nível de inspeção estadual e federal. Ele tem o prazo de dez dias para apresentar a documentação da Vigilância Sanitária que prove que ele pode pelo menos redistribuir os produtos regularizados, ou seja, aqueles com os selos que atestam o processamento do alimento dentro das condições higiênico-sanitárias estabelecidas pela legislação”, declarou o fiscal.
O dono do estabelecimento, que pediu para não ser identificado, se comprometeu a cumprir as normas sanitárias. “A estimativa do prejuízo aproximado é de R$ 60 mil, e não quero mais isso. Agora só entram aqui produtos dentro das normas legais”, garantiu.

Texto:
Claudiane Santiago


Hemopa enfrenta queda de 50% na doação de sangue
Com a drástica redução do estoque de sangue, a Fundação Hemopa está com sérias dificuldades para atender a demanda hospitalar do Estado. No momento, só há atendimento para casos de urgência e emergência. Nos últimos dias, a quantidade de bolsas coletadas não chegou a 150, quando o ideal seria entre 250 e 300 doações.
Muitos fatores dificultam a ida de voluntários ao hemocentro, e entre elas estão as intensas chuvas do período, que provocam casos de virose em boa parte da população, o que impede temporariamente a doação de sangue. Outro fator complicador são os constantes congestionamentos na Região Metropolitana de Belém (RMB), onde mora boa parte dos doadores.
Segundo a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, Juciara Farias, a situação com a insuficiência de doadores vem se arrastando há mais de duas semanas. “A queda está acima de 50%. Dessa forma, muitos pacientes podem ficar sem atendimento. Não há oferta para essa demanda, que só cresce. Na contramão, o número diário de doações só tem caído”, comentou, pedindo para que o os voluntários façam um esforço e enfrentem chuva ou congestionamento para doar sangue. “Todo esforço é válido para salvar muitas vidas”, disse, ressaltando a importância da parceria com o corpo clinico dos hospitais.
Um exemplo de iniciativa é o das irmãs Marileide Corrêa Reis, 44, Iolanda Pinheiro da Silva, 34, e Arlene do Rosário Reis Pinheiro, 29, que foram orientadas pelo médico do Hospital Ophyr Loyola a doar sangue para o irmão, que está internado e passará por uma cirurgia. A sugestão incluiu outros familiares e amigos. “Ele vai precisar de sangue, e os médicos sugeriram que os familiares com o mesmo tipo sanguíneo dele doassem. Ainda vêm meu filho de 16 anos e outro irmão nosso”, informou Marileide Reis.
Dos tipos sanguíneos A Positivo e O Positivo, elas já são doadoras habituais. “Mesmo tendo um tipo de sangue diferente do meu irmão, entendi que também deveria doar. É um gesto importante e nobre. Independente de quem vá receber, estamos ajudando a salvar vidas”, disse Arlene Pinheiro.  Residentes no município de Marituba, elas enfrentaram todas as dificuldades de acesso até chegar ao Hemopa, e lembram ainda aos doadores voluntários que nem todos os pacientes têm uma família grande como a delas ou muitos amigos com quem contar numa hora dessas.
O Hemopa fica Travessa Padre Eutíquio, 2.109, em Batista. Funciona para coleta de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Mais informações: 0800-2808118.

Texto:
Vera R. Rojas


Servidora do PSM do Guamá é presa em flagrante por venda de atestados médicos falsos
A Polícia Civil flagrou nesta quarta-feira (7) um esquema de venda de atestados médicos falsos, realizado por uma servidora pública do Pronto-Socorro Municipal do Guamá, em Belém. A agente de portaria Lorilene Vieira de Araújo, 40 anos, foi presa em flagrante, por policiais da Seccional Urbana do Guamá, coordenados pelo delegado Marco Antônio Duarte, no momento em que iria vender mais um atestado médico em sua casa, situada na Passagem Fé em Deus, próximo à Rua Augusto Corrêa. Com ela foram apreendidos diversos formulários de receituários médicos, guias de atendimento de urgência e emergência e atestados médicos carimbados. Todos os documentos estavam em branco, mas com o timbre do PSM.
Lorilene foi conduzida à Seccional, junto com o material apreendido, para ser autuada em flagrante por falsificação de documento público e falsidade ideológica. Conforme a delegada Cynthia Viana, responsável pela lavratura do flagrante, a equipe de policiais civis estava na Passagem Fé em Deus à procura da testemunha de um homicídio investigado pela unidade policial, por volta de 11h30.
Ao chegarem à casa onde estaria a testemunha, os policiais viram um homem batendo na porta do imóvel. Aos policiais, ele disse ter sido informado que, naquela residência, uma pessoa vendia atestados médicos, e foi ao local pois precisava justificar a falta ao trabalho. No momento em que a mulher abriu a porta, os policiais entraram no imóvel para fazer uma revista, e apreenderam os documentos do PSM do Guamá.
Em depoimento à delegada, Lorilene de Araújo confessou o crime e alegou que a venda dos atestados contava com a participação de outros funcionários de hospitais públicos do Guamá e da Terra Firme, e revelou alguns nomes no interrogatório. Segundo a acusada, cada atestado era vendido a R$ 20,00 por outra pessoa, e ela ficava com a metade desse valor.
Os documentos apresentados foram encaminhados ao Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, onde será averiguada a autenticidade. Os fatos serão investigados, para apurar o envolvimento de outras pessoas no esquema.

Texto:
Walrimar Santos


Cultura marajoara é atração na orla da Estação das Docas
Sexta-feira é dia de música e danças regionais na Estação das Docas com o projeto Por do Som, que traz semanalmente apresentações de grupos folclóricos da região. Na próxima sexta-feira (09) quem anima o fim de tarde na orla é o Grupo Parafolclórico Frutos do Pará, com o espetáculo “Raízes Marajoaras”, a partir de 18 h, na Orla do Armazém 3. A programação é gratuita.
A cultura negra e marajoara são destaques na apresentação do grupo, que mostra o quanto essas tradições influenciaram a cultura amazônica. Músicos e dançarinos do grupo, que já tem 22 anos de atividade, prometem contagiar o público da Estação.
O Projeto Por do Som é realizado pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e da Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas. A programação completa do mês de maio está no site www.estacaodasdocas.com.br
Serviço: Grupo Parafolclórico Frutos do Pará apresenta o espetáculo “Raízes Marajoaras”. Sexta-feira (09), a partir de 18 h, na Orla do Armazém 3 (Boulevard das Feiras) na Estação das Docas (Boulevard Castilhos França, s/nº, bairro da Campina). Mais informações: (91) 3212-5525. Entrada gratuita.

Texto:
Camila Barros


Aprovada a minuta do Acordo de Pesca para a Reserva Alcobaça
A minuta do Acordo de Pesca da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Alcobaça foi aprovada por unanimidade pelos representantes das comunidades de São Pedro, Rio Jordão, Cajazeira Grande, Água Fria, Mocaba, Acapu I, Acapu II, Piquiá, Pedra Branca, Cajazeirinha e Mururé, durante reuniões que aconteceram do dia 24 a 28 de abril de 2014, em pontos estratégicos da Região do Lago de Tucuruí. Agora, a minuta seguirá os trâmites legais para que a portaria possa ser publicada e implementada na região.
O acordo de pesca é um instrumento de participação comunitária, que surgiu a partir da necessidade de disciplinar o uso dos recursos pesqueiros da região, estabelecendo regras entre o poder público e as comunidades locais ou populações e povos tradicionais, de forma democrática e compartilhada.

Texto:
Káthia Oliveira


Polícia Civil prende segundo acusado de participar de assalto contra juiz
A Polícia Civil apresentou nesta quarta-feira (7), na Delegacia Geral, em Belém, o segundo preso por envolvimento em tentativa de latrocínio contra um juiz, em Vigia de Nazaré, nordeste do Pará, no ano passado. Acácio Alves Costa, 20 anos, foi preso na noite de terça, na casa da mãe, na Rua Cinco de Agosto, bairro Arapiranga, em Vigia, após ser denunciado à equipe da delegacia local.
A delegada geral adjunta, Christiane Ferreira, o delegado Luís Xavier e o delegado Cleiton Costa, titular da Polícia Civil em Vigia, presidiram a apresentação. Em depoimento, Acácio confessou participação no assalto ao sítio do magistrado, mas negou ter sido o autor do disparo contra a vítima, imputando ao comparsa, Pedro Paulo Junior Mescoito Cunha, 21, a autoria do crime. Com a prisão, a Polícia Civil deu por encerradas as investigações do caso.
Pedro Paulo foi preso, no fim da semana passada, em Vigia. Durante a apresentação do preso, foi feita a divulgação da foto de Acácio Costa, na condição de foragido de Justiça, com mandado de prisão preventiva decretado. Segundo a delegada geral adjunta, a divulgação da imagem do foragido foi fundamental para a localização e prisão dele. O delegado Cleiton Costa conta que uma denúncia recebida pela Delegacia de Vigia levou a equipe policial até a casa onde estava o rapaz.
Em depoimento, Acácio disse que teria sido Pedro o responsável pelo disparo, feito com uma espingarda, contra o juiz. Pedro Paulo teria ficado aborrecido por não ter encontrado alta quantia em dinheiro no sítio da vítima. Segundo o delegado Xavier, os dois presos foram devidamente reconhecidos e, assim, tiveram os mandados de prisão decretados. Acácio já tem passagem pela polícia por roubo, tráfico de drogas e homicídio. Agora, ambos permanecerão recolhidos à disposição da Justiça.

Texto:
Walrimar Santos


Hemopa faz campanha em homenagem ao dia das mães
Com o tema “Mulher, multiplique vidas. Doe vidas”, a Fundação Hemopa lançará campanha de incentivo à doação voluntária de sangue no segmento feminino, em homenagem ao Dia das Mães. A ação será desenvolvida em Belém e nos regionais de Castanhal, Marabá, Santarém, Altamira, Abaetetuba, Tucuruí, Redenção e Capanema. O objetivo é elevar o número de coletas entre as mulheres, que atualmente é de 30%, em alguns municípios, para elevar a coleta de sangue e manter o estoque para atendimento transfusional.
Em Belém, a campanha ocorre na sexta-feira (9) e sábado (10), com a meta de 300 coletas de bolsas de sangue em dois dias. A programação terá campanha interna de doação. Haverá distribuição de camisetas personalizadas que foram doadas para o evento, além de lanche especial. Todas as doadoras receberam orientações em saúde. No dia 10, o hemocentro dará orientações e serviços de beleza, como cuidados faciais, maquiagem, massagem corporal e tratamento capilar, tudo em parceria com as empresas Mary Kay e Mundial Talentos Escola Salesiano do Trabalho.
Com estoque de sangue bastante reduzido, a campanha em homenagem às mães será promovida em parceria com a escola técnica de enfermagem DNA, Igreja de Jesus Cristo dos Últimos Dias, Associação de Agentes da Comunidade, Grupo de Mulheres Luluzinhas, Centro Espírita Luzes do Caminho (Celuz), comunidade católica Shalon, Igreja Adventista, Força Sindical da Mulher e A Partilha.
A gerente de Captação de Doadores do Hemopa, Juciara Farias, reforça o convite para participar da campanha. “Aposto na adesão maciça da campanha para mostrar a força e a sensibilidade feminina na doação de sangue. Tenho certeza que vamos superar a meta de 300 doações”, diz.
Interior – No Hemopa em Capanema, no nordeste paraense, a campanha começou nesta quarta (7) e vai até a sexta-feira (9), de 7h às 12h30. A meta é de 60 doações. A ação vai incluir o cadastramento de doadores de medula óssea. Nesta quarta, as doadoras receberão informações e orientações em serviços de beleza em parceria com a empresa Reflexo - Centro de Beleza e Estética.
Na quinta-feira (8), será apresentada a palestra "Sua saúde em primeiro lugar!", por técnicos da Coordenação Regional de Saúde da Mulher, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). O evento será encerrado na sexta-feira (9), com café da manhã especial para as mães doadoras e servidoras do Hemopa de Capanema, que fica na Rodovia BR-308, km zero, s/n. Informações (91) 3411-1450 e 3411-1453.
No Hemopa de Castanhal, a campanha ocorre nesta quarta e quinta-feira, com o apoio da equipe que faz o cadastro para o programa Bolsa Família, que visita cerca de 200 mães, diariamente. A meta de coleta é de 70  doações. Segundo a responsável técnica pela unidade, Sandra Lobato, a campanha ganhou apoio da Racco Cosméticos, que oferece dicas sobre serviços de beleza e faz demonstração de produtos. Segundo a médica, os homens podem e devem colaborar para aumentar o número de coletas. “Os casais podem fazer um programa solidário com a doação de sangue casada”, enfatizou.

Texto:
Vera R. Rojas









Ex-volante do Paysandu acusado de homicídio é absolvido
O ex-volante do Paysandu Wellington Luiz Cardoso Mendes, 29 anos, foi absolvido nesta quarta-feira (7) em júri popular presidido pelo juiz Edmar Pereira, da 1ª Vara Penal. A defesa do atleta foi feita pelo defensor público Alessandro Oliveira, que reverteu a acusação de homicídio duplamente qualificado. Em 2005, Wellington foi apontado como chefe de uma gangue de rua e de ter participado do assassinato de Geraldo Lopes Brasil, ocorrido em 12 de março daquele ano, no bairro do Guamá.
“Hoje tirei um grande peso das minhas costas”, disse ele, aliviado, após o julgamento. O defensor público Alessandro Oliveira disse que usou como tese de defesa a absolvição por insuficiência de prova. Segundo ele, as provas existentes não mostraram claramente que o atleta teria sido o autor do homicídio. “As provas produzidas no inquérito policial, que foram produzidas de novo na instrução processual, eram contraditórias”, afirmou o defensor. Além disso, nenhuma testemunha de acusação compareceu ao julgamento, que só teve testemunhas de defesa.
Wellington Mendes atualmente é cobrador de ônibus da empresa Guajará, desde julho do ano passado. Ele continua jogando futebol no clube da empresa, mas pretende voltar a ser atleta profissional no segundo semestre. “Essa acusação atrapalhou a minha carreira, mas é claro que quero voltar a jogar em clubes. Vou correr atrás disso depois da Copa do Mundo”, revelou. Ele compareceu ao julgamento mesmo com prisão preventiva decretada. A preventiva foi decretada porque houve um ato processual ao qual o jogador não compareceu.
Por conta da acusação, o jogador contou que perdeu inúmeras oportunidades de trabalho no futebol. “Vários treinadores queriam me levar para outros clubes, mas minha vida sofreu uma reviravolta muito grande com essa situação”, destacou, avisando que agora vai cuidar da vida e analisar os convites que recebeu recentemente para jogar, enquanto segue com o emprego de cobrador, pois o atleta casou e já tem um filho. “Quero virar essa página”, concluiu.

Texto:
Micheline Ferreira







Emater facilita acesso de pescadores artesanais de Ponta de Pedras a recursos do Pronaf
Quarenta e cinco famílias de pescadores artesanais do município de Ponta de Pedras, no Arquipélago do Marajó, foram contempladas com R$ 112.500,00, oriundos do Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar (Pronaf), Linha B, como forma de garantir a manutenção da cadeia produtiva no município. Os recursos foram viabilizados pelo Banco da Amazônia, mediante projetos de financiamento elaborados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater).
As famílias residem nas comunidades de Fortaleza I, Fortaleza II, Fortaleza III, Paraicatuba, Tijuquara, Ilhinha, Rio Ipauaçu e Urimduba. De acordo com o engenheiro agrônomo Carlos Lobato, coordenador do escritório da Emater em Ponta de Pedras, o recurso está destinado à aquisição de rede, caixa térmica, gelo e combustível. “Cada família recebe R$ 2.500,00, que ajudarão a manter a atividade, a segunda mais importante no município”, informou Carlos Lobato.
Em Ponta de Pedras, a Emater atende a 600 famílias, que têm a produção de açaí como principal atividade econômica, seguida da pesca artesanal, com as espécies pescada, mapará, tamuatá e aracu, e ainda das culturas de subsistência (milho, feijão e mandioca).
O pescado é comercializado para o mercado local e o município de Barcarena. “Trabalhamos com a orientação para a melhoria das cadeias produtivas locais e com relação à legislação ambiental”, disse o técnico da Emater.

Texto:
Paula Portilho





Credlivro beneficiará mais de 22 mil servidores da Seduc na Feira do Livro
Mais de 22.550 servidores efetivos do grupo magistério, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), serão beneficiados com o bônus Credlivro, no valor de R$ 200,00, na XVIII Feira Pan-Amazônica do Livro, que acontecerá no período de 30 de maio a 8 de junho, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. Dos servidores beneficiados, 20 mil são da Região Metropolitana de Belém. O investimento do governo do Estado no Credlivro é de R$ 4 milhões.
Os critérios para o recebimento do bônus são os seguintes: ser professor ou técnico do magistério; estar lotado em regência de classe ou em projetos educacionais; ser ocupante de cargo de professor e estar lotado em função técnica na escola ou na Seduc; ser ocupante de cargos ou funções técnicas, como administrador escolar, orientador, supervisor e especialista em educação, ou secretário escolar.
Também recebem o bônus o professor ou o técnico que esteja licenciado para aprimoramento ou com licença-prêmio, de saúde, maternidade ou paternidade; ser técnico que assessora diretamente escolas e alunos, como bibliotecário, psicólogo, fonoaudiólogo, assistente social, sociólogo, enfermeiro e nutricionista.
Os servidores que não puderem ir à feira ou não possuírem o cartão do Banco do Estado do Pará (Banpará) poderão receber o bônus por meio de representante legal, munido de procuração registrada em cartório e com os seguintes documentos de identificação: RG, CPF e contracheque. Na entrega da documentação, o servidor receberá um cartão, da equipe do Credlivro, que dará direito ao bônus.
Os servidores aposentados ou inseridos no código de aposentadoria não terão direito ao bônus, assim como os temporários, cargos comissionados (DAS) e demais categorias não enquadradas nos critérios de concessão do benefício.
Qualquer dúvida, durante a Feira do Livro, os interessados devem procurar a equipe do Credlivro, que atenderá na sala 10, no Hangar. A lista de contemplados está disponível no site da Seduc - www.seduc.pa.gov.br.

Texto:
Eliane Cardoso







Turismo do Pará vai ser homenageado pela Escola de Samba da Matinha no carnaval 2015
Uma reunião nesta terça-feira, 6, entre o presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Marcelo Mendes, e dirigentes da Escola de Samba da Matinha deu início a uma iniciativa inédita na capital paraense, uma homenagem à cultura e natureza do Pará associadas ao turismo e traçando uma relação histórica e geográfica com os demais países da Amazônia.
“Nossa ideia é narrar, através do desfile da nossa escola de samba, a história e a cultura do Pará, como principal representante da Amazônia e também de outros países, como a Venezuela, Bolívia, o departamento francês Guiana Francesa, entre outros”, explicou Ademir Dias, diretor da Matinha.
Marcelo Mendes, presidente da Paratur, diz que essa é uma iniciativa inovadora e que sem dúvida vai trazer excelentes resultados à imagem do Pará. “Escolas de outros estados já homenagearam o Pará, como a Viradouro e Beija Flor, mas esta é a primeira vez que uma escola paraense vai apresentar o turismo através da cultura e natureza da Amazônia destacando o Pará aos paraenses e turistas que passam o carnaval aqui”, diz Marcelo, ao enaltecer a decisão de antecipar o desfile dos carnavais em 2015 e garantir que a Paratur vai fazer a articulação institucional com dirigentes municipais de turismo, consulados dos países amazônicos e outros para ajudar a Matinha a realizar esse projeto.
Jacqueline Alves, diretora de Marketinhg da Paratur, aposta no projeto como estratégia para dar visibilidade às principais manifestações do calendário de eventos culturais do Pará. O Carimbó, tradicional ritmo musical do Pará, encontrado principalmente no município de Marapanim; a Marujada, manifestação cultural que expressa devoção a São Benedito, padroeiro da cidade de Bragança, com danças nos ritmos de xote, retumbão, boi-bumbá, encontrados na região turística Amazônia Atlântica; a festa do Çaairé, na Vila de Alter do Chão, em Santarém, ritual que expressa a cultura do povo paraense, em especial da tradição dos índios Borari, através das danças regionais, gastronomia, artesanato e outros atrativos da região turística do Tapajós, são algumas das manifestações culturais que podem estar presentes no desfile da Escola de Samba da Matinha, que também pretende expressar o carnaval da Vigia e o desfile de blocos dos Pretinhos do Mangue, em Curuçá, entre outras manifestações que devem ser apresentadas durante o desfile, que também vai expor as particularidades e características dos outros setes países que abrangem a Amazônia (Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Suriname e Guiana Francesa).
No carnaval deste ano a escola de samba da Matinha homenageou a escritora e jornalista Eneida de Moraes. A escola é tetra-campeã paraense, ficou em primeiro lugar nos anos de 1986, 1987, 2003 e 2013.

Texto:
Benigna Soares






Borboleta Olho-de-Coruja volta a ser criada no Mangal das Garças
No Parque Zoobotânico Mangal das Garças está localizada a reserva José Márcio Ayres – em homenagem ao cientista paraense. Também conhecido como o maior borboletário da América Latina, com 1.400 m², o espaço é uma reprodução da floresta amazônica com vegetação propícia para a morada de várias espécies de animais, entre eles borboletas que não são encontradas com facilidade na capital paraense e são manejadas no próprio criatório do parque.
Do ovo à saída da pupa, o manejo da borboleta é feito internamente no criatório do Mangal. Todo o processo de reprodução das espécies Júlia (Dryas julia), Ponto-de-laranja (Anteus menippe) e Olho-de-coruja (Caligo ilioneus) é realizado pela equipe do parque.
O Mangal das Garças é o único Borboletário do Brasil que produz durante o ano inteiro a espécie Ponto-de-laranja. Além desta, em determinados períodos do ano, há a ocorrência das espécies sazonais Monarca (Danaus erippus), Fetusa (Dryadula phaetusa) e Ponto-de-prata (Agraulis venillae) e Borboleta-branção (Ascia monuste). O clima é o fator determinante para a aparição das borboletas sazonais.
O processo de metamorfose do ovo até a fase adulta dura, em média, um mês para ser concluído. No Borboletário, o ciclo de vida vai de um a três meses. Este é o caso da espécie Olho-de-coruja, que chega a viver três meses. Atualmente, a equipe do Mangal das Garças realiza o manejo desta espécie, que na Região Metropolitana de Belém não é encontrada com facilidade.
Para a reprodução da Olho-de-coruja foi criado um espaço específico em anexo ao Borboletário, onde o desenvolvimento é acompanhado diariamente. “Desde fevereiro estamos trabalhando na reintrodução desta espécie, iniciando uma nova criação da Olho-de-coruja. Nossa expectativa é para que em julho elas sejam remanejadas do anexo para o Borboletário, onde o visitante poderá vê-las de perto”, estima o encarregado dos tratadores do Mangal das Garças, Lelio Mota.
Encontrada na América do Sul, a Olho-de-coruja recebe este nome pela semelhança com a coruja, por conta de dois ocelos claros sobre fundo escuro, que imitam perfeitamente os olhos da ave, usados para se proteger dos predadores. Vivem em ambientes sombreados, áreas bosqueadas próximas a árvores frutíferas, tais como jaqueiras, bananeiras, cupuaçuzeiros, entre outras.
A espécie tem esta preferência por conta da alimentação ser a base de frutas fermentadas. Tem hábito crepuscular, com atividade no final do dia. Considerada a maior borboleta do Brasil, a Olho-de-coruja chega a alcançar até 25 cm de envergadura.
Diariamente, cerca 200 a 300 borboletas são soltas no Borboletário, o que resulta na criação de cerca de seis mil animais ao mês. “Esta média diária de produção é espetacular. Nossa meta é realizar a soltura destas quatro espécies de 300 animais ao dia, com picos de 600 borboletas”, adianta Lelio Mota.
Colônia Agrícola
As folhagens e flores que servem de alimento às borboletas e lagartas do Borboletário são cultivadas por um grupo de seis internos da Colônia Penal Agrícola de Santa Isabel, unidade prisional de regime semiaberto. A ação faz parte do projeto “Transformando Vidas”, fruto de um convênio que existe há oito anos entre a Organização Social Pará 2000, que administra o Mangal das Garças, e a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe).
Os visitantes do parque podem conferir de perto a soltura das borboletas, de terça a domingo, às 10h e às 16h, na Reserva José Márcio Ayres. O bilhete para visitação do espaço custa R$ 4, com meia entrada para estudantes. Informações: (91) 3242.5052 ou no site www.mangalpa.com.br.

Texto:
Camila Barros


Amazônia é tema de reportagem em site do Reino Unido
A jornalista inglesa Kiki Deere publicou, no dia 29, terça-feira, um artigo sobre as 10 coisas inesquecíveis para ser fazer na Amazônia. A publicação está no site do “Rough Guides”, um dos mais importantes guias turísticos do Reino Unido, cobrindo mais de 200 destinos. No artigo Kiki indica as melhores coisas para fazer na Amazônia para quem visitará o Brasil durante a Copa do Mundo, como escalar o Monte Roraima, relaxar em Alter do Chão, comprar no mercado do Complexo do Ver-o-Peso, aproveitar as praias da Ilha do Marajó, além de outras coisas.
É o segundo artigo que a jornalista publica sobre a região amazônica. O primeiro foi sobre a vila de Fordlândia, no município de Belterra, região turística do Tapajós, no sudoeste do Pará. A jornalista veio a Amazônia a convite da Gerência de Comunicação da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) no período de 15 a 31 de janeiro e sua pesquisa jornalística resultará em uma edição especial do guia, comercializado ainda este ano a países europeus, americanos e das Américas. Leia a matéria na íntegra: http://www.roughguides.com/article/things-to-do-in-brazil/

Texto:
Benigna Soares


Pagamento com descontos do IPVA para placas de 75 a 95 termina na segunda-feira
Na próxima segunda-feira (5) termina o prazo para que proprietários de veículos, com placas terminadas entre 75 e 95, paguem com desconto o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). O licenciamento destes veículos no Departamento de Trânsito do Pará (Detran) poderá ser feito até 4 de julho. Os descontos são de 15% sobre o valor do imposto para quem está há dois anos sem multa; 10% para quem não recebeu multas no ano passado, e 5% de desconto nas demais situações. O desconto não é cumulativo.
São três as opções de pagamento do IPVA - antecipação em parcela única, com desconto; parcelamento em até três parcelas antes do vencimento, sem desconto, ou pagamento integral junto com o licenciamento no Detran. Após a data do licenciamento, o pagamento será feito com acréscimo de multas e juros. 
O contribuinte poderá acessar o Portal de Serviços da Sefa (www.sefa.pa.gov.br), item IPVA Antecipação, para consultar o valor do imposto e emitir o Documento Estadual de Arrecadação (DAE), para pagamentos em parcela única ou parcelados. 
O pagamento do DAE é feito na rede bancária autorizada (Banpará, Banco da Amazônia, Bradesco, Banco do Brasil, Itaú e Caixa Econômica Federal) e em lotéricas. Quando não há antecipação do recolhimento do imposto, o IPVA é pago no boleto de licenciamento anual do Detran.
Mais informações estão disponíveis no site da Sefa ou pelo serviço de atendimento telefônico 0800-725-5533.

Texto:
Ana M. Pantoja



Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...