Total de visualizações de página

segunda-feira, julho 06, 2015

Governo tenta fechar o Boteco das Onze


Um dos pontos turísticos mais celebrados de Belém pode acabar. O Boteco das Onze pode ser extinto por intransigência do Governo do Pará. A afirmação é do empresário Augusto Mesquita.
Segundo ele, o secretário de Cultura, Paulo Chaves, pede na justiça a devolução do espaço, explorado há 13 anos pelo Boteco das Onze. A explicação do secretário é que o espaço do bar e restaurante seria usado para criar uma galeria.
O contrato de locação do espaço foi celebrado junto à OS Pará 2000 e vinha sendo renovado desde 2002. Mesquita diz que vem tentando renovar, da melhor maneira possível, o contrato que possui com a OS, porém enfrenta a intransigência de Chaves.
“Há interesses do Paulo Chaves em favorecer os antigos sócios pernambucanos. Ele vem usando a máquina do Estado para tentar nos tirar do lugar”, garante o empresário.
O Boteco possuía como sócios o paraense Augusto Mesquita, que gerencia o lugar, e o pernambucano, Pedro Berison, amigo do secretário.
“Nós somos o único espaço administrado pela Pará 2000 que vem sofrendo esse tipo de perseguição. Nem a Estação das Docas, onde existem diversas dívidas, isso acontece”, diz o empresário, indignado.
Um mandado de segurança tenta agora suspender a ação de reintegração movida por Chaves, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE). O empresário também deve entrar com novo recurso nesta segunda-feira (6) para evitar a desapropriação.
Ele afirma que, caso o Boteco seja fechado, cerca de 100 funcionários poderão perder os empregos.
O DOL entrou em contato com a Secult e com a Pará 2000 - através de e-mail - e aguarda posicionamento sobre o caso.
(Antonio Santos/DOL)
 (Foto: Divulgação Boteco das Onze)
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...