Total de visualizações de página

quinta-feira, março 21, 2013

Ações do Governo do Estado



Sead anuncia reajuste dos servidores públicos estaduais nesta quinta-feira
O governo do Pará, através da Secretaria de Estado de Administração (Sead), anuncia, nesta quinta-feira, 21, pela manhã, em reunião com os sindicatos das diversas categorias de servidores públicos estaduais civis, o reajuste salarial a ser dado por ocasião da data-base desses trabalhadores, estabelecida, por lei, no mês de abril.
O anúncio será feito pela titular da Sead, Alice Viana, que receberá os representantes dos servidores e explicará a política de reajuste salarial estabelecida pelo Estado para o ano de 2013. Segundo a secretária, o aumento percentual nos salários dos servidores será superior ao índice da inflação projetada até o mês de março (que é de 6,5%, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor - INPC, do IBGE), como tem sido a prática do atual governo em seus dois anos e meio de vigência.
“Desde o início da gestão do governador Simão Jatene, a política de remuneração dos servidores públicos tem se pautado pela elevação dos valores, sem acúmulo de perdas em decorrência da inflação, de tal modo que, ao longo desses últimos dois anos e meio, quando a inflação esteve no patamar de 15,76%, todas as categorias profissionais do Estado tiveram aumentos que propiciaram ganhos reais efetivos na remuneração que variam de 2 a 10%”, cita.
Segundo a secretária, a política de remuneração dos servidores no atual governo também tem sido pautada pela incorporação de vantagens, como aconteceu no ano passado com os servidores públicos de nível superior, cujo salário saltou de R$ 1.100 para R$ 2.183, em função da incorporação de abono e reajuste que repôs a inflação do período, o que culminou com um ganho real efetivo de 10% na remuneração.
Alice Viana explica que o reajuste salarial dos servidores foi pensado de modo que a capacidade efetiva do Estado de custear os gastos com pessoal não seja extrapolada. “Não podemos esquecer jamais da Lei de Responsabilidade Fiscal, à qual todos os governantes estão submetidos. Segundo a Lei, o limite prudencial de gastos com pagamento de pessoal não deve ultrapassar os 46,17% da receita corrente líquida do Estado. Hoje, nós estamos na casa de 45,44%, o que demonstra uma pequena folga, estabelecida para dar conta do que chamamos de crescimento vegetativo da folha, que prevê aumentos decorrentes da vida funcional normal do servidor, como variação de tempo de serviço, gratificações incorporadas e decisões judiciais, entre outras”, ressalta, acrescentando que o índice de comprometimento da receita cresceu pouco nos últimos dois anos e meio: de 44,5% em 2010 para os atuais 45,44%.
Em função disso, foi preciso estabelecer um reajuste para os servidores que não comprometesse a capacidade de pagamento do Estado. “Essas limitações não dependem da mera vontade política do governante em estabelecer este ou aquele percentual, mas sim, da necessidade de trabalhar de forma responsável, mantendo equilibrada a despesa, para que o governo não seja responsabilizado pelo descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e seja obrigado a adotar medidas extremas, como a demissão de servidores, o contingenciamento das despesas com horas extras e a nomeação de novos concursados, entre outras”, completa.
A secretária de Administração diz, ainda, que, embora a receita líquida do Estado tenha crescido algo em torno de 15% nos dois últimos anos, as despesas com a folha aumentaram na ordem de 40%, uma conta que não fecha. “Ainda assim, o governo tem feito um enorme esforço para manter a política de remuneração que prevê a reposição das perdas decorrentes da inflação e oportuniza aumentos reais para os servidores, sem comprometer o equilíbrio fiscal e financeiro do Estado”, destaca.
Ela cita o exemplo dos policias civis (investigadores, escrivães e papiloscopistas), que, hoje, recebem o quarto melhor salário do Brasil, e, apenas no ano de 2012 tiveram ganhos que variaram de 22 a 31%. “Assim, não se pode dizer que os servidores públicos do Estado do Pará estão acumulando perdas salariais, porque, como já demonstramos, essas perdas estão sendo repostas e temos tido um patamar de reajuste, de fato, acima da inflação. Mas, como a política não é pautada apenas no aumento de salário, vamos anunciar, também, o acréscimo no valor do auxílio alimentação dos servidores”, informa.
De acordo com Alice Viana, em 2012 o auxílio alimentação de 60% dos cerca de 105 mil servidores públicos era de R$ 120,00. O valor foi elevado para R$ 200,00 e, agora, receberá um novo aumento. No caso dos servidores da área de segurança pública, esse auxílio foi reajustado de R$ 120,00 para os atuais R$ 325,00 e também sofrerá novo acréscimo.
Justamente em função do aumento no valor do auxílio alimentação dos servidores públicos, o governo do Estado vai deixar de reajustar os salários dos cargos em comissão, os chamados DAS, cujo aumento deverá ficar para outro momento, “quando houver maior capacidade financeira do Estado”, frisa a secretária. Hoje, as despesas com pessoal giram em torno de R$ 409 milhões.
Abono dos policiais civis
Informações fartamente veiculadas pela Imprensa dão conta de que os policiais civis estão reivindicando, já para esta data-base (abril/2013), a incorporação de abono salarial, como aconteceu, no ano passado, com os servidores de nível superior e se dará, neste ano – segundo cronograma estabelecido pelo governo do Estado – com os servidores de nível médio.
A secretária Alice Viana, no entanto, explica porque é impossível atender a essa demanda neste momento. “Toda a área de segurança pública tem direito ao abono e não é possível, neste momento, atender a todos. Temos que trabalhar essa incorporação de uma forma global e vamos negociar oportunamente a melhor forma de fazê-lo, dependendo da disponibilidade orçamentária e financeira do Estado”, esclarece.
Segundo a titular da Sead, somente para incorporar esse abono, seria necessário um acréscimo na folha de pagamento da ordem de R$ 11 milhões, algo que não só a receita do Estado não comporta como extrapolaria a Lei de Responsabilidade Fiscal. “Além da incapacidade financeira, temos a incapacidade fiscal de fazê-lo”, observa.
O abono citado é de cerca de R$ 540,00 para investigadores, escrivães e papiloscopistas, R$ 780,00 para delegados e de R$ 560,00 a R$ 1.965,00 para oficiais. “Entendemos que é justa e merecida a incorporação, mas o Estado precisa de tempo para fazê-la. E o vem fazendo gradativamente. Fizemos isso no ano passado para os servidores de nível superior, estamos fazendo agora para os servidores de nível médio e estamos trabalhando a melhor forma de assegurar isso também para a área de segurança pública, mas em outro momento, que não a data-base, pela total incapacidade fiscal, financeira e legal”, conclui.
Hoje, o Estado conta com 105.942 servidores, entre os quais:

Servidores de nível operacional – 16.563
Servidores de nível médio – 27.880
Servidores de nível superior – 37.351
Policiais militares, incluindo bombeiros – 17.580
Policiais civis – 2837 (sendo 518 delegados e 2319 investigadores, escrivãs, papilos e motoristas policiais)
Servidores da Susipe – 3.234
Servidores do CPC Renato Chaves – 497
Servidores do Detran – 1.870

Texto:
Elck Oliveira-Secom


Mangal das Garças comemora o Dia Mundial da Água
O Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março, será lembrado em uma programação organizada pelo Parque Naturalístico Mangal das Garças no próximo domingo, 24, focada na preservação da natureza. Com o o espetáculo teatral "O guardador de águas" e a oficina "O ciclo da água em mosaico e colagem", a Cia Cênica Extraordinários pretende despertar no público a consciência ambiental e hábitos ecologicamente corretos. As atividades iniciam às 10h, no entorno do Memorial da Navegação.
O espetáculo "O guardador de águas" abre a programação. Voltado ao público infantil e utilizando a técnica da contação de história, o  enredo tem como personagem principal uma menina, que narra os ensinamentos de seu pai. Um deles é o de fazer o encurtamento da água, que consiste em apanhar um pouco da água de rios e lagos e armazená-la em frascos de vidro.
Em seguida, será ministrada a oficina "O ciclo da água em mosaico e colagem". "Vamos fazer uma introdução poética sobre o ciclo da água no planeta e até o momento em que ela chega às nossas casas. Através de músicas, colagens e a criação de mosaicos com papel, convidaremos as crianças para interagirem conosco em uma criação coletiva", conta a produtora da Cia Cênica Extraordinários, Mônica Gouvêa. 
"Nosso objetivo é oferecer, cada vez mais, programações voltadas para o público infantil com foco na preservação da natureza. Queremos despertar as crianças para a importância deste bem para todos nós, utilizando uma linguagem lúdica, acessível para elas, de forma a transformá-las em multiplicadores da preservação ambiental", explica a presidente da Organização Social Pará 2000, Gabriela Landé.
Clubinho Mangal
Durante a programação, a criançada também conhecerá o funcionamento do projeto Clubinho do Mangal. Lançado em 2012, ele busca aproximar as crianças do conceito de ecologia, fazendo com que elas procurem compartilhar os conhecimentos adquiridos com familiares e outras crianças. Quem integra o Clubinho é considerado um embaixador do Mangal das Garças. Para fazer parte do projeto é preciso que a criança participe de uma programação cultural do Parque, como o teatrinho do Mangal ou as visitas monitoradas. Depois disso ela pode solicitar a carteirinha, que dá direito a ser sócio do clube por um ano.


Texto:
Isa Arnour -Pará 2000


Agências do Detran recebem novos equipamentos


O Departamento de Trânsito do Pará (Detran) está reequipamento as Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans). Inicialmente, 13 agências receberem novo mobiliário, dentre elas, Belém, Bragança, Mãe do Rio, Santarém, Alenquer, Capitão Poço, Monte Alegre, Óbidos, Oriximiná, Salinas, São Miguel do Guamá e Tucuruí. Para o diretor geral do Detran, Walter Pena, a aquisição do material para as agências é uma forma de atender melhor aos usuários, garantindo a qualidade na prestação de serviços, bem como, a modernização das agências, proporcionando ao servidor condições de desenvolver um bom trabalho. A proposta é contemplar todas as agência de trânsito do Estado.
Ano passado, o Detran realizou a entrega de novos equipamentos de trabalho em 12 Agências Ciretrans: Belém, Castanhal, Ananindeua, Vigia, Abaetetuba, Parauapebas, Soure, Capanema, Marituba, Cametá, Jacundá e Tailândia. A gerência de Patrimônio da autarquia informa que no decorrer do ano outras agências também serão contempladas com novas estações de trabalho. 
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...