Total de visualizações de página

terça-feira, abril 16, 2013

Hemopa mobiliza a sociedade para restaurar estoque de sangue






Detran participa do esquema de segurança no aniversário de Marituba
O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) destacou 30 agentes de fiscalização para atuar em parceria com a Polícia Militar nos festejos em comemoração ao aniversário de emancipação política do município de Marituba, domingo (21). O gerente de Operação do Detran em Belém, Ivan Feitosa, informa que os agentes estarão em vários pontos da cidade, principalmente nos trechos próximos ao evento, já que haverá um grande fluxo de pessoas e veículos no local.
“É uma data comemorativa. Estaremos dando apoio para o evento com abordagens educativas e repassando informações sobre documentos e equipamentos obrigatórios, mas sempre atentos a qualquer irregularidade”, diz.
Futebol – O Detran também compõe o esquema de segurança para o jogo entre Remo e Paysandu pelo Campeonato Paraense de Futebol, sábado (20). Os agentes farão o controle de acesso dos veículos nas imediações do Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, usando etilômetros, aparelho que mede a dosagem alcoólica no condutor. O objetivo é impedir o consumo de bebida alcoólica entre os motoristas que vão para o estádio.
A Diretoria Técnica Operacional do Detran fez um balanço da operação Trânsito sem Álcool, durante os três primeiros meses de 2013. De janeiro a março, foram feitas 19 operações, sempre em parceria coma Polícia Militar, que resultaram em 2.742 abordagens, 994 notificações, 177 veículos removidos, 238 documentos recolhidos e 104 testes de etilômetros. No total, 65 condutores foram autuados nos termos do artigo 165, que trata da questão da alcoolemia.

Texto:
Edson Matoso-Detran







Governador garante que Santa Casa não será privatizada
“A população do Pará pode ter certeza que jamais os hospitais serão privatizados. Essa conversa eu já ouvi quando construímos os hospitais Metropolitano, o de Marabá, de Santarém e de Redenção. É só lembrar o passado. E hoje a população utiliza os serviços desses hospitais, em todas as regiões do Estado, sem precisar pagar um centavo por eles”, afirmou nesta sexta-feira (19) o governador Simão Jatene, ao rebater o boato de que a Santa Casa de Misericórdia do Pará seria privatizada pelo governo do Estado.
Simão Jatene foi enfático ao assegurar que o governo está estudando uma nova forma de gestão para a Santa Casa – maior maternidade pública do Estado, com mais de 300 anos de existência -, que será entregue pelo governo com novas e modernas instalações. “Vamos entregar um prédio bonito, do ponto de vista da engenharia, mas principalmente um hospital que vai bem atender a população”, afirmou o governador.
“Não sei qual a razão para algumas pessoas insistirem em afirmar esse tipo de coisa, apenas para confundir a sociedade, a cabeça da população. É uma pena que ainda se faça política dessa forma”, ressaltou Jatene, ao desafiar que alguém prove ter gasto um centavo para ser atendido nos hospitais públicos do Pará.
Esclarecimento - A direção da Fundação Santa Casa do Pará se reuniu nesta sexta-feira com os servidores da instituição, para informar sobre o funcionamento do novo prédio do hospital, que está em fase de conclusão.
Tendo à frente a presidente da Fundação, Eunice Begot, a reunião serviu para desmentir a notícia de que o governo estaria negociando repassar a administração do novo prédio à iniciativa privada.
“Sou militante do SUS (Sistema Único de Saúde), como a maioria de vocês. Acredito que a qualidade do serviço e a satisfação dos usuários do SUS dependem única e exclusivamente de nós”, afirmou Eunice Begot.
A presidente garantiu que não há qualquer risco de desvalorização profissional dos servidores da instituição, pois a nova estrutura física foi projetada para atender a média e alta complexidade, e no prédio centenário, com cerca de 200 leitos, serão mantidos os serviços de Obstetrícia e Neonatologia de baixo risco, além de todo o atendimento ambulatorial. “É definitivo. Este hospital centenário vai continuar trabalhando”, assegurou.
Também participaram da reunião o diretor administrativo, Daniel Miranda; a diretora assistencial, Mary Lucy Ferraz Fiuza de Mello, e a diretora de Ensino e Pesquisa, Lizomar Moia, além de quase 200 servidores, entre psicólogos, assistentes sociais, médicos, nutricionistas, enfermeiros e pessoal de apoio. (Com informações da Ascom/Santa Casa).


Escola Rui Barbosa comemora 115 anos com aluno nota 10
As comemorações pelos 115 anos de fundação da Escola de Ensino Fundamental e Médio Rui Barbosa, no bairro da Cidade Velha, reuniu nesta quinta-feira, 18, diretores, ex-diretores, professores, alunos, técnicos e ex-alunos da instituição, implantada na gestão do governador Augusto Montenegro, em 22 de março de 1901.
Antes de se chamar “Rui Barbosa”, a unidade era o Grupo Escolar do 1º Distrito, instituído pelo decreto de 1918, na administração de Lauro Sodré. Todas as informações podem ser conferidas no histórico da escola, datilografado sem nenhuma rasura, e também nos depoimentos da professora Maria de Fátima Lopes de Souza, que ajuda a preservar a história do estabelecimento de ensino. 
Concursada do ano de 1978, Maria de Fátima desenvolve função pedagógica há quase 40 anos e já passou por vários cargos. Hoje ela é secretária escolar e confirma que pelos bancos do Rui Barbosa passaram figuras importantes do cenário político nacional, como os ex-governadores Almir Gabriel, do Pará, e João Capiberibe, do Amapá. A atuação das primeiras diretoras da escola foi tema do Trabalho de Conclusão de Curso apresentado pela docente, no antigo colégio Moderno, e pelo qual obteve nota 8,5.
A solenidade pela fundação da escola contou com a presença da ex-aluna Marília Menezes, hoje com 80 anos, filha do escritor paraense Bruno de Menezes. Ela estudou no Rui Barbosa desde o jardim da infância até a 6ª série, quando a escola ainda funcionava no prédio onde hoje está sediada a Assembléia Legislativa do Pará. “Recebi com satisfação o convite para participar desse momento importante. Foi ótimo poder relembrar a minha infância e juverntude”, desabafou. Durante a cerimônia, ela entoou o hino da escola e destacou o papel dos professores para a sua formação. Atualmente a ex-aluna desenvolve trabalho religioso como missionária.
Aluno Nota 10 - Na ocasião, Roseane Silva, diretora do anexo da escola Rui Barbosa que funciona na Ilhas da Onças, entregou ao estudante Evandro Félix o brinde que homenageia o 'Aluno Nota 10', em reconhecimento pelo esforço em concluir o Ensino Médio com nota 10 em todas as disciplinas no ano de 2012. Na oportunidade, a gestora pediu aos alunos da escola que seguissem o exemplo do jovem ribeirinho.

Texto:
Izabel Cunha-Seduc




Simão Jatene vistoria obras de reforma no Hospital Ophir Loyola
O governador Simão Jatene fez uma visita ao Hospital Ophir Loyola na manhã desta sexta-feira (19) para vistoriar o andamento das obras de reforma em execução. Acompanhado pela primeira-dama do Estado, Ana Jatene, pelo diretor do geral do hospital, Vitor Moutinho, e pela arquiteta Áurea Elyete, responsável pelo projeto, o governador percorreu diversas alas, como a Unidade de Atendimento Imediato (UAI), ambulatório, Clínica de Cabeça e Pescoço e o bloco cirúrgico.
No fim da visita, o governador falou sobre os desafios de fazer uma obra mantendo o hospital em funcionamento e informou que o tomógrafo está sendo trocado. “É como se tivéssemos de trocar a roda de uma bicicleta com ela andando”, comparou. “O que posso garantir à população é que o aparelho está muito melhor do que há três anos. A triagem, por exemplo, era um local aonde as pessoas não podiam sequer chegar, com mesas feitas de madeira de construção e com pessoas em cima. Hoje isso melhorou bastante, mas o hospital ainda está muito longe do que deve ser e do que a população do Pará merece”, disse.
Segundo o governador, a expectativa, com a construção do setor oncológico infantil, ao lado do prédio principal, é que novos leitos sejam liberados nos demais setores do Ophir Loyola, além dos que já serão incorporados com o novo prédio. “É importante lembrar que essa obra foi iniciada no nosso governo, mas passou um tempo parada, em função de conflitos contratuais graves. Apenas agora estamos conseguindo retomá-la e dar ritmo. O compromisso das empresas é de entregarem a obra até o início do ano que vem ”, informou.
Simão Jatene também fez referência aos servidores do hospital. “Andando e conversando com os pacientes, a palavra que mais ouvi foi de agradecimento pelo carinho dos servidores. Por isso faço questão, também como governador, de agradecer por esse carinho com que os profissionais do Ophir Loyola têm tradado a nossa gente, a nossa população”, concluiu.
Atualmente, o Hospital Ophir Loyola dispõe de 222 leitos, dos quais 114 cirúrgicos, 82 clínicos e 26 pediátricos. Em média, o hospital atende mensalmente 85 mil pacientes. Em fevereiro deste ano, a Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) retomou os serviços no hospital, paralisados devido à necessidade de mudanças no projeto arquitetônico, para adequar as instalações. As alterações atingem três dos cinco pavimentos do hospital.

Texto:



Detran divulga nota oficial sobre a paralisação desta sexta-feira
O diretor geral do Departamento de Trânsito do Pará (Detran), Walter Pena, esclarece que, muito embora reconheça o direito de greve dos servidores, repudia todo e qualquer ato contra a regular prestação dos serviços ofertados pela autarquia, como a obstrução do acesso à vistoria veicular, em afronta aos interesses da população em geral e dos servidores que não aderiram ao movimento, o que desrespeita o direito de ir e vir previsto na Constituição Federal. O Detran informa, ainda, que o Programa de Cargos Carreira e Remuneração (PCCR), uma das motivações do estado de greve, está em processo de análise, seguindo os trâmites inerentes à gestão pública.
A direção geral também salientou que o órgão tomará as providências necessárias para que o público usuário do Departamento não sofra com a paralisação dos serviços. Desta forma, visando evitar eventuais prejuízos aos usuários dos serviços do Detran, comunicamos a prorrogação do prazo final para o licenciamento dos veículos com placa finalizada no intervalo 72 a 92, até a próxima segunda-feira (22). O atendimento ao público do Departamento operou nesta sexta-feira, 19, com cerca de 70% do total do seu efetivo, na sede localizada na avenida Augusto Montenegro e nos demais postos de atendimento do interior do Pará.

 
 


Hemopa mobiliza a sociedade para restaurar estoque de sangue
O atendimento da demanda transfusional da rede hospitalar pode ser prejudicado, com o adiamento de cirurgias eletivas (sem rico de morte) e priorização de urgência e emergência, por conta da drástica redução do número de coletas de bolsas de sangue ao longo desta semana, que reduziu de 250 para 150 por dia no Hemopa. O período chuvoso é um dos entraves para o restabelecimento do banco de sangue .
De segunda até esta quarta-feira (17), o hemocentro havia coletado apenas 628 bolsas de sangue, quando a média prevista seria de pelo menos 750. Diante da situação, a direção do hemocentro mobiliza a sociedade paraense para regularizar o estoque de sangue, comparecendo ao hemocentro ou aos pontos de coleta itinerantes, instalados em parceria com diversos órgãos públicos e empresas privadas.
A ação também depende diretamente do fortalecimento da parceria com o corpo clínico dos hospitais, especialmente, os de grande porte. Para a gerente de Captação de Doadores do Hemopa, a assistente social Juciara Farias, somente o comprometimento com o próximo pode mudar esse quadro. “Sabemos de todas as dificuldades para enfrentar o período chuvoso em Belém. Vamos fazer mais um esforço para celebrar a vida, inspirando a esperança, através da doação de sangue”, destacou.
De acordo com ela, várias são as ações para reverter o quadro, entre elas, a realização de campanhas externas; mobilização social por meio da mídia local, que está destinando todo o apoio para a causa; divulgação da convocação nas redes sociais e solicitação de fortalecimento de parcerias com todos os segmentos sociais. Para quem não tem tempo para doar nos dias úteis, Juciara Farias informa que o hemocentro também funciona para coleta de sangue aos sábados, de 7h30 às 17h. "Faça da doação de sangue um programa de final de semana com familiares ou amigos”, sugeriu.
Quem pode doar sangue :candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg. Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado. O resultado dos exames dos doadores podem  ser obtidos on line, através do site: www.hemopa.pa.gov.br, em 30 dias após a coleta do sangue.
Serviço:
O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118

Texto:
Vera Rojas-Hemopa



Operações policiais reforçam a segurança na região metropolitana de Belém
O Comando de Policiamento da Capital (CPC), da Polícia Militar, esta mobilizando o efetivo de todos os batalhões da Região Metropolitana de Belém (RMB) para ações de segurança em todos os bairros da capital paraense durante o fim de semana. Iniciadas na ultima quarta-feira (17), as operações "Ocupação", na capital, e “Clima de Paz”, em Ananindeua, Marituba e Benevides, estão intensificando o policiamento nas ruas.
A “Ocupação” é composta pelas ações de incursão (rondas em áreas de difícil acesso e com altos índices de violência), saturação (abordagens a veículos e transeuntes em vias públicas) e barreira (fiscalização a carros particulares em vários pontos espalhados pela cidade com o objetivo de coibir tráfico de drogas, porte ilegal de armas e crimes de trânsito). Recebem essas ações s bairros Barreiro, Benguí e Sacramenta.
Segundo o comandante da operação, capitão Elton Medeiros, o objetivo é diminuir o índice de homicídios, coibir a prática de ilícitos e garantir a ordem e o sossego públicos. Estão envolvidos na operação agentes dos comandos de Missões Especiais e do Policiamento Especializado, com apoio do Departamento Estadual de Transito (Detran) para a fiscalização viária, além dos policiais militares do CPC, totalizando cerca de 50 agentes no trabalho.
A operação tem ainda a ação Hypnus, que começa às 22 horas de sexta-feira (19) e vai até domingo (21), com objetivo de fiscalizar casas noturnas, bares, boates e similares. Atuam no trabalho todos os órgãos do Sistema Integrado de Segurança Pública e demais parceiros, como Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Economia (Secon), Conselho Tutelar e Guarda Municipal de Belém.



Teatrinho do Mangal terá o espetáculo “Estrelas em greve”
Valorizar a natureza e as coisas simples da vida é o tema do espetáculo “Estrelas em greve”, que será apresentado pela contadora de histórias Marluce Araújo neste domingo (21), na programação do Teatrinho do Mangal. Destinado a toda a família, o espetáculo será apresentado a partir das 10h30, no entorno do Memorial Amazônico da Navegação, no Mangal das Garças.
“Estrelas em greve” é baseado em um conto do escritor paulista João Carrascoza. A história mostra um lugar onde cada habitante tem uma ocupação específica. Com as tarefas do dia a dia, eles acabam se esquecendo de contemplar as estrelas. Estas, entristecidas por não serem mais olhadas, resolvem entrar em greve. A ausência do brilho das estrelas causa um estrago na natureza.
O conto foi escolhido por Marluce Araújo por falar da preservação da natureza e de uma das questões mais atuais no século XXI: a falta de tempo. “Com a quantidade de informações que temos hoje em dia, ignoramos muitas coisas. Não olhamos mais para o céu, não temos mais tempo de apreciar a natureza. Esse espetáculo reflete a importância de valorizar aquilo que estamos esquecendo de fazer”, contou a atriz.
Pela temática da preservação do meio ambiente, o Teatrinho do Mangal foi o local escolhido pela atriz para encenar, pela primeira vez, o espetáculo “Estrelas em greve”. “Gosto muito de me apresentar nesse projeto. O ar livre, o vento no rosto, a proximidade com a natureza, tudo isso faz com que estejamos próximos da oralidade – aquilo que o contador de histórias tem de mais valioso. Além disso, sinto-me muito acolhida pelas crianças”, declarou Marluce Araújo.
O Teatrinho do Mangal é um projeto gratuito, que ocorre quinzenalmente, aos domingos. É uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) e da Organização Social Pará 2000, que administra o parque.
Serviço: Apresentação do espetáculo "Estrelas em greve" com Marluce Araújo. Domingo (21), a partir das 10h30, no entorno do Memorial Amazônico da Navegação, no Mangal das Garças (Passagem Carneiro da Rocha, bairro Cidade Velha). Entrada gratuita. Mais informações: (91) 3212-5525.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000


Cosanpa combate lava a jatos clandestinos no bairro de Canudos
A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) continua o combate a lava a jatos clandestinos em Belém. Nesta quinta-feira (18), a fiscalização chegou ao bairro de Canudos. O primeiro lava a jato fechado funcionava em uma casa, mas os carros eram lavados no meio da via pública. O negócio irregular ficava na rua Américo Silva Rosado, 378, entre as travessas Guerra Passos e Nina Ribeiro.
O dono do lava a jato é Francisco Sérgio. Com três funcionários, o estabelecimento lavava em torno de sete a dez carros por dia. A ligação de água estava em estado suprimido, pois, segundo o responsável pelo local, desde 2008 a matrícula na Cosanpa estava cancelada. Os técnicos da companhia, porém, identificaram o abastecimento irregular e fizeram o corte.
Francisco Sérgio ainda alegou que, no mesmo ano em que havia feito o cancelamento, mandou fazer a perfuração de um poço freático, que hoje mede 23 metros de profundidade. Esta, porém, segundo os técnicos, é uma informação contraditória, pois a ligação da Cosanpa na casa continuava em uso. Tanto a ligação clandestina quanto o poço freático perfurado estavam em área de passeio, isto é, em via pública.
O segundo lava a jato irregular fechado pela fiscalização ficava na rua Doutor Américo Santa Rosa, 628, esquina com a travessa Guerra Passos, também em Canudos. Desde maio de 2011, o domicílio havia sido cortado do sistema da Cosanpa. Na fachada, lia-se “Armando Películas”, mas na verdade ali funcionava um lava a jato clandestino.
Segundo o dono do negócio, José Armando de Oliveira, no local são apenas instaladas películas para automóveis, mas não é o que diz o alvará de licença da Prefeitura de Belém, emitido em 16 deste mês: “serviços de lavagem e polimento de veículos automotores – lavador de carro”. O alvará também informa que as atividades começaram dia 9 de abril de 2013.
Segundo os técnicos da Cosanpa, porém, o estabelecimento funcionava há pelo menos seis meses. No local, as irregularidades já começavam pelo tipo de tubulação usada, com tubos de 40mm, quando o correto são tubos de 20mm. Foi feita a religação do abastecimento por uma ligação clandestina, que puxava água direto da rede da Cosanpa. No local, também era possível observar a lavadora de pressão e as mangueiras usadas para lavar os veículos.
Os técnicos perfuraram a calçada em frente à residência, desfizeram a ligação e interromperam o fluxo da água. O dono chegou a perfurar um poço freático, mas ele só poderá prestar os serviços de lava a jato se usar a água deste poço. Deverá, ainda, obedecer ao alvará da prefeitura, o qual tem validade até 10 de abril de 2014.

Texto:
Andrea Cunha-Cosanpa



Cohab entrega mais de 100 cheques moradia em programação especial
Como parte das comemorações pelos 48 anos de criação da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), 101 Cheques Moradia foram entregues nesta quinta-feira (18), na sede da empresa, para famílias em situação de risco social do município de Belém. Segundo a coordenadora do programa na Cohab, Nágela Noronha, para essa entrega o governo do Estado destinou recursos no valor de R$ 1.189.900. 
A Cohab fez, ainda nesta semana, a entrega de Recibos de Quitação e Hipoteca para 20 famílias de Belém e Ananindeua. Entre as agraciadas esteve Maria Nilce Reis de Farias, que mora no conjunto Cidade Nova VI, em Ananindeua, região metropolitana de Belém. Moradora do conjunto há doze anos, ela disse que fez a renegociação para quitar o imóvel. "Consegui um bom desconto e o valor ficou razoável. Estou feliz por mais esse passo. Meu marido saiu do emprego e, com a indenização, resolvemos quitar a casa", declarou.
A programação de aniversário da Cohab prossegue até o fim do mês. Nesta sexta-feira (19), haverá um acolhimento para o público da loja de atendimento, na sede da companhia, e à tarde, um culto ecumênico para os servidores da instituição.

Texto:
Rosa Borges-Cohab



Cohab faz levantamento das famílias que ocupam o residencial Liberdade
A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) fez, durante toda a manhã desta quinta-feira (18), o levantamento das famílias que ocuparam as unidades habitacionais dos residenciais Liberdade I e II, no bairro do Guamá. A ação foi comunicada à comissão que representa os ocupantes na quarta-feira (17), durante reunião na sede da Cohab.
O residencial Liberdade, que integra o Programa de Aceleração do Crescimento(PAC), foi ocupado em janeiro de 2012. Destina-se a famílias remanejadas do projeto Tucunduba, Perimetral e Acampamento, que hoje recebem o auxílio moradia do governo do Estado até que as obras sejam concluídas e elas possam receber suas moradias.
Por haver desencontro de informações quanto ao real número de famílias que ocupam hoje o residencial Liberdade, já que a comissão de representantes protocolou mais de uma listagem junto à Cohab, houve a necessidade de fazer, em regime de mutirão, este levantamento.
"Estamos com mais de 30 funcionários da Cohab na ação, que tem o apoio da Polícia Militar", disse a diretora de Relações com o Cliente da Cohab, Bernadete Costa. As quatro equipes de entrevistadores foram acompanhadas de dois representantes da comissão de ocupantes, cada uma. "Fomos de porta em porta para fazer o levantamento e identificar o perfil de cada família, para qualificar esse levantamento e posteriormente saber em que programa elas podem se enquadrar", informou a diretora.
Bernadete Costa esclareceu ainda que existe a opção de um programa habitacional destinado aos movimentos sociais. "O Ministério das Cidades dispõe do Minha Casa Minha Vida Entidades, um programa federal que assegura recursos para compra de terreno a fim de implantação de conjuntos habitacionais, o que poderia ser uma solução para o caso das famílias que hoje ocupam o Liberdade", reforçou.
As obras do residencial Liberdade I foram paralisadas em julho de 2011, pois a empresa contratada foi distratada e declarada inidônea para atuar executar o empreendimento. A Cohab providenciou novo processo licitatório e já contratou nova empresa, que poderá reiniciar os serviços imediatamente após a desocupação das unidades. O prazo de conclusão está estimado em doze meses.

Texto:
Rosa Borges-Cohab



Espaço São José Liberto é tema de reportagens de veículos nacionais
O Espaço São José Liberto foi assunto de reportagens produzidas por jornalistas do Rio de Janeiro e do Amazonas, que visitaram o local na primeira quinzena deste mês, por ocasião da 11ª edição do Festival Ver-o-Peso da Cozinha Paraense. O evento trouxe para Belém importantes chefs de cozinha do Brasil e do mundo, além de jornalistas especializados em gastronomia.
As visitas e entrevistas resultaram de parceria entre a Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e São José Liberto. A diretora executiva do espaço, Rosa Helena Neves, recebeu os jornalistas, concedeu entrevista e mostrou as dependências do local, que abriga o Polo Joalheiro do Pará, a Casa do Artesão, o Jardim da Liberdade e o Museu de Gemas do Estado.
A primeira equipe a visitar o local, dias 8 e 9 de abril, foi a dos jornalistas Aline Medeiros, Rui Barbosa e Bruno Fonseca, da Amazon Sat, rede de comunicação que abrange veículos como a TV Amazon Sat e o Portal Amazônia. Considerada um dos grandes grupos de Comunicação do Amazonas, a Amazon Sat oferece programação ao vivo para quase todos os Estados da região Norte e mantém o site www.amazonsat.com, considerado o maior canal de vídeos sobre a Amazônia.
Iniciada em 2004, a parceria entre a Paratur e a Amazon Sat tem permitido a divulgação do Pará nos nove Estados da Amazônia Legal e em outros países onde as mídias sociais e a TV a cabo levam a programação jornalística e de entretenimento oferecida pelo grupo. As ações seguem as diretrizes do Ver-o-Pará, Plano Estratégico de Turismo do Pará, da Paratur, que tem como missão promover e divulgar o turismo paraense.
Destaque–O artesanato e a joia do Pará foram destacados pela equipe da Amazon, que ressaltou, ainda, outros atrativos turísticos do São José Liberto. A equipe produziu matéria especial sobre joalheria e artesanato, que será veiculada no programa Amazon Shop, no quadro “Assim que se faz”. No Polo Joalheiro do Pará, a equipe filmou as etapas de criação e confecção de uma joia artesanal.
Entre os entrevistados, o artesão Darlindo José de Oliveira Pinto, do Grupo de Mestres Artesãos de Modelagem em Balata, de Monte Alegre, oeste do Pará. Ele trabalha com a balata, artesanato feito de uma goma elástica semelhante ao látex da seringueira, que permite a produção artesanal de objetos similares aos de borracha.
Entre outras peças, Mestre Darlindo mostrou o “Búfalo Montado”, com a qual foi agraciado, em 2012, com o certificado da 3ª edição do Reconhecimento de Excelência da Unesco para os produtos artesanais do Mercosul+. O Grupo de Mestres Artesãos de Modelagem em Balata está vinculado ao Espaço São José Liberto, onde os mestres balateiros comercializam as peças na Casa do Artesão.
No último dia 12, o Espaço São José Liberto também integrou o roteiro de visitação a pontos turísticos de Belém de um grupo de jornalistas convidados para o Ver-o-Peso da Cozinha Paraense: Lou Bittencourt e Luciana Fróes, do jornal “O Globo”, e Luciana Neiva, assessora de imprensa da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança, que homenageará o Pará no Festival Gastronômico Rio Bom de Mesa, de 31 de maio a 9 de junho, no Rio de Janeiro, reunindo segmentos diversos, como cultura, artesanato, natureza e culinária. “O Globo” veiculará matéria sobre o trabalho de joalheria artesanal desenvolvido pelos profissionais do Polo Joalheiro do Pará, adianta Luciana Neiva, que assinará o artigo.

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto



Estudantes de escolas estaduais elegem representantes de turmas
As escolas da rede estadual de ensino da Região Metropolitana de Belém fizeram nesta quinta-feira (18) a eleição dos representantes de turma, em projeto da Assessoria Política da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que tem como objetivo sensibilizar a comunidade escolar sobre a prática da gestão democrática, permitindo a participação do aluno no processo pedagógico das escolas.
O projeto Representante de Turma pretende orientar os educadores acerca dos aspectos relacionados à liderança de sala de aula; facilitar a relação interpessoal dentro da escola; valorizar a participação dos alunos de forma democrática e significativa; propiciar experiências de grande valor educativo para o desenvolvimento do aluno; e, principalmente, estabelecer parcerias com as famílias.
A assessora política da Seduc Mônica Altman disse que o projeto tem como objetivo fomentar o exercício da cidadania e participação política nas escolas da região metropolitana de Belém. “Vivenciar a prática da democracia e seu exercício, através de representante de turma, visa desenvolver a participação, iniciativa, representatividade, mobilização, criatividade e outros componentes na prática da gestão democrática”, enfatizou.
A gestora da 7ª Unidade Seduc na Escola, Carmem Lúcia de Souza, que estava acompanhando as eleições nas escolas, falou da importância do projeto para o desenvolvimento dos alunos. “É uma forma de mostrar que dentro das escolas existe processo democrático, gestão democrática. Os alunos estão animados com a eleição e, principalmente, de ter uma relação estabelecida com o governo, um canal de comunicação aberto a partir da seleção”, afirmou.
O aluno Patrick Gomes, da Escola Estadual Augusto Meira, foi eleito representante da turma do primeiro ano do ensino médio do turno da manhã. Para ele, é uma responsabilidade grande representar os colegas. “Teremos a oportunidade de expressar nossas ideias, promover a comunicação entre a direção e os alunos, e assim colaborar com a escola”, enfatizou Patrick. Para Carlos Henrique, também do Augusto Meira, a eleição é uma forma de expressar a vontade da turma de informar as necessidades e interesses da escola.
Na Escola Estadual Dom Pedro I, os alunos confeccionaram cartazes e faixas e fizeram campanha para ajudar seus candidatos. Cada sala tinha três chapas concorrendo, e os candidatos tiveram a oportunidade de expor propostas e apresentar o plano de gestão aos demais estudantes. A diretora da escola, Juliana Santana, disse que a organização já vinha acontecendo durante a semana e que os alunos tiveram acompanhamento e formação de técnicos.
“Eles aprenderam o que significa ser representante de turma e qual a importância disso para a sua vida e para escola. Eles têm a oportunidade de ter voz e vez e apresentar projetos. Isso se chama gestão democrática”, enfatizou a diretora. O aluno Luiz Fernando Brabo, candidato da chapa 3 da oitava série do ensino fundamental, disse que participar do projeto requer muita responsabilidade.
Na Escola Palmira Gabriel, a eleição foi tranquila. Por volta das 11 horas, os representantes de turma neste turno já estavam eleitos e comemorando. O diretor da escola, Walter Kemper, considerou o projeto essencial para o amadurecimento dos estudantes. “Esta ação trabalha a questão da responsabilidade do estudante, conceitos de gestão democrática e cidadania são absorvidos por eles”, avaliou o diretor.
Após o período eleitoral, os alunos eleitos serão apresentados à escola e inseridos em um sistema criado em parceria com a Diretoria de Tecnologia da Informação (Ditec) da Seduc, que permitirá ao representante de turma se comunicar com os representantes da escola e de outros estabelecimentos de ensino de Belém e com a Seduc. Cada estudante fará um login, com e-mail e senha, para ter acesso às informações. Tudo isso com o acompanhamento de um técnico.
Os novos representantes de turma passarão por um período de formação e preparação com técnicos de órgãos parceiros do projeto: Pro Paz na Escola, Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Corpo de Bombeiros Militar, Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) da Polícia Militar, Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Departamento de Trânsito do Pará (Detran), Ditec, Secretaria Adjunta de Ensino da Seduc, Coordenação de Ações Educacionais Complementares (Caec), Diretoria de Ensino Médio e Profissionalizante (Demp) e Coordenação de Ensino Médio (Coem).

Texto:
Eliane Cardoso-Seduc



Fiscalização conjunta apreende equipamentos e mercadorias na Terra Firme
Na operação de fiscalização “Porta a Porta”, realizada na quarta-feira (17) pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), Receita Federal do Brasil (RFB), Secretaria Municipal de Finanças de Belém (Sefin) e Delegacia  Regional do Trabalho, no bairro da Terra Firme, houve a apreensão de mercadorias, no valor de R$ 28,4 mil. Deste total, R$ 15 mil resultam de mercadorias por quebra de trânsito, o bem que era destinado a um contribuinte e foi entregue em outro local. Também foram apreendidos sete equipamentos emissores de cupom fiscal não autorizados, 13 boletos de cartão de crédito, dois blocos de nota fiscal vencidos e uma nota de balcão irregular.
Segundo o balanço da operação, apresentado nesta quinta-feira (18) pela coordenadora da unidade regional da Sefa em Belém, Márcia Costa, foram fiscalizadas 89 empresas, das quais 61 tinham registro fiscal e 28 receberam intimações da RFB por não possuírem registro. Márcia Costa informou que 24 empresas fecharam as portas para evitar a fiscalização.
A operação “Porta a Porta” tem o objetivo de verificar a regularidade fiscal das empresas. A Delegacia do Trabalho participou da operação verificando o vínculo empregatício dos funcionários nos estabelecimentos visitados.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa





HEMOPA convoca doadores de
sangue. Veja o vídeo abaixo





Governo nomeia 136 professores aprovados em concurso público



  
O governo do Estado nomeou na última segunda-feira (15), em publicação no Diário Oficial, todos os 136 professores aprovados no concurso C-167, que preencheu vagas do cargo professor classe I, nível A, para a disciplina ensino religioso, na Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
Dos nomeados, 72 ficarão lotados na Unidade Regional de Educação (URE) de Belém. Os demais foram distribuídos para Bragança (sete), Cametá (um), Abaetetuba (nove), Marabá (um), Santarém (sete), Óbidos (dois), Castanhal (dez), Maracanã (dois), Santa Izabel do Pará (nove), Breves (dois), Capanema (oito), Conceição de Araguaia (quatro), Capitão Poço (um) e Mãe do Rio (um).
Os professores nomeados receberão um carta de convocação enviada pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), na qual constam a data, o horário e o local para a apresentação da documentação necessária. Cada nomeado tomará posse na respectiva URE. A contar da publicação do decreto de nomeação, o docente tem 30 dias para habilitar-se ao cargo.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc




Licenciatura em música abre vagas para cursos livres na Uepa
A licenciatura em música da Universidade do Estado do Pará (Uepa) oferta vagas para os cursos livres – abertos ao público em geral e gratuitos – em canto coral, teoria musical e curso básico de violão. A matrícula deve ser feita sexta-feira (19), entre meio-dia e 18 horas, na coordenação de licenciatura em música.
As aulas serão ministradas no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) até dezembro deste ano, por alunos do último ano de licenciatura em música da Uepa. Para se inscrever, o aluno que não tem vínculo com a instituição deve apresentar cópias e originais de carteira de identidade e comprovante de endereço com CEP. Estudantes, professores e funcionários da Uepa que desejarem participar dos cursos estão dispensados de apresentar a documentação, bastando apenas preencher a ficha de matrícula.
O curso de canto coral é destinado a pessoas interessadas no conhecimento preliminar sobre técnica vocal. A partir de 22 deste mês, ele vai apresentar técnicas de canto geral e em conjunto, como: afinação, definição de naipe, abertura de vozes e ajuste vocal, entre outras. As aulas ocorrerão segunda-feira, no horário das 19 às 21 horas.
Dia 23 deste mês, começa o curso de teoria musical, com o objetivo de fornecer formação básica para os alunos sobre notação musical, propriedades de som, escrita musical, partituras musicais, figuras musicais, compassos, leitura e ditado rítmico e solfejos. São ofertadas 25 vagas. As aulas ocorrerão terça-feira, das 19 às 21 horas. Também dia 23, começam as aulas do curso básico de violão. Para se matricular, o estudante deve ter violão com cordas de nylon. As aulas serão no horário de 14 às 18 horas.
O projeto Música na Comunidade, que oferta os cursos livres, proporciona a adolescentes de comunidades de baixa renda o acesso à formação musical, ao abranger conhecimentos teóricos, práticos e técnicos instrumentais, além do canto. A iniciativa também oferta curso pré-vestibular de exame habilitatório de música, com o objetivo de tornar os jovens aptos aos processos seletivos de cursos superiores na área. Mais informações pelo telefone (91) 4009-9509 ou pelo e-mail clpmccse@gmail.com.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa





Dia do policial civil é comemorado com a entrega de medalhas
A Polícia Civil faz nesta quinta-feira (18), às 17h30, na delegacia geral, a solenidade de entrega de comendas em alusão ao dia do policial civil. Ao todo, serão agraciados com as honrarias 37 personalidades, entre servidores públicos, representantes dos poderes Executivo e Judiciário, professores, médicos, advogados, promotores de Justiça e militares das Forças Armadas.
Os homenageados receberão as medalhas Evanovick de Investigação Policial e do Mérito Policial Civil, além do Diploma de Amigo da Polícia. Será feita ainda a entrega da Medalha Evanovich a uma equipe formada por oito policiais civis que se destacaram no trabalho de investigação criminal. As comendas são destinadas a personalidades que prestaram contribuições relevantes para a Polícia Civil no ano anterior.
A Medalha Evanovich de Investigação Policial é entregue a policiais civis que desvendaram crimes, em investigações de alta complexidade e de ampla repercussão, obtendo respostas que destacaram positivamente a Polícia Civil. A Medalha do Mérito Policial Civil é concedida a personalidades que desenvolveram trabalhos importantes em prol da corporação e que se destacaram pelo valor pessoal e profissional, contribuindo para aperfeiçoar e projetar a instituição policial. O Diploma de Amigo da Polícia é destinado aos cidadãos que prestaram contribuições relevantes à polícia, por meio de atos ou de deferências.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Edição do Jonal CORREIO JURUNENSE circulando. Você pode comprá-la na Revistaria da Yamada Jurunas


Sespa começa ações de combate à malária no conjunto Grajaú
Técnicos da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realizaram na tarde de segunda-feira (15) um levantamento entomológico (dos tipos de insetos) no conjunto Grajaú, no bairro do Icuí, no município de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, onde ocorreram 33 casos de malária. Segundo o técnico do Departamento de Controle de Endemias da Sespa, Amaury Cunha, foi encontrado em um terreno próximo ao local uma das espécies transmissoras da doença.
O técnico informou que o trabalho está sendo realizado em conjunto com o 1° Centro Regional de Saúde, que auxilia na coleta de sangue para o diagnóstico da doença e o tratamento supervisionado do paciente. Foram sugeridas ações para a prevenção dos casos no local, como a implantação de uma unidade de diagnóstico e tratamento na sede da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro.
Será realizada, a partir desta quarta-feira (17), a borrifação de inseticida para eliminar o vetor transmissor da malária, a fêmea do mosquito Anopheles. Os moradores foram orientados a enviar um documento à Prefeitura de Ananindeua solicitando a limpeza e a drenagem do terreno, onde há suspeita de existir um criadouro do mosquito.
Redução - Amaury Cunha destacou que, apesar da gravidade registrada no conjunto Grajaú, esta situação é atípica no quadro da malária no Pará. Ele ressaltou que houve uma redução de 75% no número de casos confirmados este ano, em relação ao ano passado. Em 2013, até agora foram registrados 9.941 casos de malária, contra 40.509 no mesmo período do ano passado.
Em conjunto com os municípios, a Sespa realiza ações de prevenção, incluindo a distribuição de mosquiteiros, realização de testes rápidos e entrega de microscópios, motocicletas e “rabetas” (pequenos barcos com motor), para o fortalecimento das ações em todo o Estado, principalmente nos municípios considerados prioritários.
Em 2012, além da distribuição de 90 mil mosquiteiros pelo Ministério da Saúde, a Secretaria iniciou a entrega de mais 60 mil mosquiteiros impregnados com inseticida não venenoso nos municípios prioritários.
Segundo Amaury Cunha, a parceria das Prefeituras é fundamental para a efetivação das ações. “O trabalho precisa ser contínuo. Vamos continuar orientando e auxiliando todas as localidades paraenses para a redução da malária no Pará, principalmente os municípios prioritários”, concluiu.

Texto:
Edna Sidou-Sespa





Uepa aplica nesta quinta prova da seleção ao mestrado em enfermagem
O programa de pós-graduação em enfermagem da Universidade do Estado do Pará (Uepa) aplica quinta-feira (18) a primeira etapa da seleção para o mestrado, turma de 2013. Os candidatos inscritos já podem verificar em que sala da Escola de Enfermagem Magalhães Barata farão a prova escrita, que ocorrerá no horário de 8 horas ao meio-dia.
Para fazer a prova – que terá três questões discursivas referentes à linha de pesquisa escolhida –, o candidato deve comparecer ao local com 30 minutos de antecedência, munido de documento de identificação com foto. Dia 6 de maio, a partir das 18 horas, a lista de aprovados estará disponível no site da Uepa (www.uepa.br) e na página do programa de pós-graduação (http://paginas.uepa.br/ppgenf/).
Os aprovados na prova escrita deverão entregar no protocolo da Escola de Enfermagem Magalhães Barata, até às 18 horas do dia 10 de maio, os seguintes documentos: uma foto 3x4; uma cópia do histórico escolar e do diploma do curso de graduação em enfermagem; cópias do documento de identificação, CPF, título de eleitor com comprovante de votação nos dois turnos da última eleição e certificado de quitação com o serviço militar, para os candidatos do sexo masculino.
Além disso, os candidatos devem apresentar, na Escola de Enfermagem, uma via do currículo lattes; duas cópias do pré-projeto de pesquisa, identificado somente pelo número de inscrição do candidato; declaração de liberação do candidato por 24 meses, emitida pelo órgão com o qual mantém o vínculo; e uma cópia do boleto de pagamento da inscrição.
Após a prova escrita, as próximas etapas da seleção são a conferência de documentação, análise de pré-projeto, avaliação de currículo lattes e entrevista. O resultado final está previsto para ser divulgado dia 10 de junho. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (91) 3259-0193 e 3211-1614 ou pelo e-mail ppgenf_mae.2010@yahoo.com.br.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa


Revista MEDIÚNICA, tudo para você entender o que ocorre no plano espiritual e aqui na terra. Você compra nas Revistaryas da Yamada Jurunas, Yamada Plaza e na Banca do Alvino, na Avenida Presidente Vargas, e na Associação Espírita CASA DO CAMINHO, no Jurunas. Revista editada aqui mesmo em Belém, via CASA DO CAMINHO.

Clube dos Oficiais da PM promove corrida de aventura neste domingo
O Clube dos Oficiais da Polícia Militar (COPM), em comemoração ao Dia de Tiradentes, patrono das Polícias Militares do Brasil, promove domingo (21), a partir das 8h30, o III Circuito de Aventura do COPM. As equipes podem se inscrever nas categorias geral (para atletas de ambos os sexos e maiores de 18 anos) e Sistema de Segurança Pública.
Para participar da competição, cada equipe deverá ter, obrigatoriamente, um aparelho celular lacrado (somente para emergências), bússola e uma caneta com tinta resistente a água. Cada competidor deverá ter bicicleta, capacete, colete salva-vidas e um apito. Por outro lado, não será permitido qualquer outro meio de transporte que não seja o especificado pela organização.
Também é proibido o uso de aparelho de GPS ou qualquer outro equipamento de orientação eletrônica ou de comunicação, como rádio comunicador. Ajuda externa não será igualmente permitida, sob pena de desclassificação. Ao final da competição, todos os participantes receberão uma medalha de participação.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar


Sinfônica de São Paulo ensaia para concerto de abertura do "Música das Américas"

 A Banda Sinfônica do Estado de São Paulo (Bsesp), corpo artístico do Governo do Estado de São Paulo, realiza nesta quarta-feira (17), no Theatro da Paz, a partir das 14h30, seu ensaio para o concerto de abertura da primeira fase do XXVI Festival Internacional de Música do Pará – “Música das Américas”, marcado para às 20h30 desta quarta-feira. O grupo, que está no Pará pela pela primeira vez, é convidado especial e banda residente do evento.  
Nesta primeira apresentação, o maestro Marcos Sadao Shirakawa, regente titular da Banda Sinfônica, divide a batuta com Mônica Giardini, regente adjunta, Marcelo Jardim e Dario Sotelo, regentes convidados, em um programa que reúne um vasto repertório para Banda Sinfônica. Marcelo de Jesus, ao trombone, é o solista da noite.





Operação Belém, Clima de Paz fecha bares e apreende veículos
Mais de 150 agentes de segurança participaram da operação Belém, Clima de Paz, deflagrada pelo sistema estadual de segurança pública entre sexta (12) e segunda-feira (15). O comandante do policiamento da capital, coronel da Polícia Militar Roberto Campos, informou que cerca de 30% dos bares e casas noturnas fiscalizados foram fechados, em função de irregularidades, como a presença de menores em situação de risco. Outros foram notificados pela Vigilância Sanitária.
Nas ações de barreira e Trânsito sem Álcool, mais de 500 veículos foram abordados, entre vans, carros particulares e motocicletas, resultando em diversas notificações e até remoções, além de registros de flagrantes de direção sob efeito de bebida alcoólica. Segundo o coronel Roberto Campos, mais operações integradas serão efetivadas nos próximos dias, sem prejuízo do policiamento ordinário nem das ações como o policiamento nos jogos das finais do Campeonato Paraense 2013.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar


Na Revistaria da Yamada Jurunas, você adquiri esta revista de humor: ESPIA



Solenidade alusiva ao Dia de Tiradentes será na UFPA
Cerca de 400 pessoas deverão participar da solenidade alusiva ao Dia de Tiradentes, o alferes Joaquim José da Silva Xavier, patrono da Polícia Militar. Realizada no Centro de Eventos Benedito Nunes, na Universidade Federal do Pará (UFPA), a solenidade acontecerá na próxima sexta-feira (19), a partir das 19h30, com a presença do governador Simão Jatene, do comandante geral da PM, coronel Daniel Mendes, e de outras autoridades civis e militares.
Da programação constam as promoções de policiais militares e a outorga da Medalha Tiradentes a integrantes do quadro da PM e pessoas que se destacaram no apoio à corporação.





Uepa faz debate entre as chapas que disputam a eleição para Reitoria
Servidores, professores e alunos da Universidade do Estado do Pará (Uepa) têm nesta quarta-feira (17) mais uma oportunidade de conhecer melhor as propostas dos candidatos que estão na disputa pelo cargo de reitor e vice-reitor da instituição para o quadriênio 2013-2017. Três chapas estão inscritas: Viração, Uepa Forte e Novos Tempos. O debate ocorre às 18 horas, no ginásio de esporte do campus II, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS).
O debate será transmitido online, a partir das 17 horas, pelo link http://paginas.uepa.br/uepatv. A campanha eleitoral é permitida desde o dia 26 de março. Compõem a chapa “Viração” a professora Ana Cláudia Serruya Hage e Laura Maria Vidal Nogueira; pela chapa “Uepa Forte”, concorrem Juarez Antonio Simões Quaresma e Rubens Cardoso da Silva; e pela “Novos Tempos”, Moacyr Magno Palmeira e Neivaldo Oliveira Silva.
As eleições para reitor e vice-reitor ocorrem dia 24 deste mês, de 9 às 20 horas, por meio de votação universal e uninominal. Estão aptos a votar professores efetivos, substitutos e visitantes em plena atividade acadêmica ou administrativa; servidores técnico-administrativos efetivos e temporários, contratados até a data da publicação do edital de eleição; e estudantes regularmente matriculados nos cursos de  graduação e pós-graduação da Uepa.
Dia 24 de abril, o eleitor se identificará com a apresentação de um documento oficial e original de identificação. A apuração será procedida pela própria mesa receptora, logo após o encerramento da votação. Serão considerados eleitos para a composição da lista tríplice as chapas inscritas que tiverem obtido o maior número de pontos. A comissão eleitoral divulgará imediatamente os resultados finais das eleições, concluída a apuração e julgado os recursos.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa



Alunos de Pedagogia da Uepa arrecadam gibis para escola pública
Estudantes do curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Pará (Uepa) promovem, desde esta terça-feira (16) até sexta (19), a arrecadação de gibis novos e usados, para a criação da gibiteca da Escola de Ensino Fundamental Vereador Gonçalo Duarte, localizada no bairro do Jurunas. Os postos de coleta funcionam no Centro Acadêmico de Pedagogia, no Restaurante Universitário e na sala 3, do bloco 2, no CCSE, durante a manhã.
A campanha surgiu nas aulas da disciplina de Fundamentos Teóricos e Metodológicos da Linguagem, com os alunos do 3º ano de Pedagogia. Durante uma aula, a professora da Uepa, Nazaré Luna, informou sobre a Semana da Leitura, que ocorrerá na Escola Gonçalo Duarte, de 22 a 26 de abril, e sobre a proposta de criar uma gibiteca. Os estudantes ficaram interessados e decidiram organizar a campanha na Universidade.
“A área ao redor da Escola Gonçalo Duarte é muito carente, assim como a própria escola. Então, como a escola vai promover uma semana de leitura, os alunos da Uepa resolveram fazer essa doação de gibis para a sala de leitura, já que os gibis encantam as crianças”, explicou a professora Nazaré Luna.
Atividades - A entrega do material arrecadado será no dia 22 de abril, quando os estudantes da Uepa também realizarão oficinas de música, dança e interpretação de textos literários, dentre outras atividades, com alunos da Escola Gonçalo Duarte.
Para Marly Araújo, aluna de Pedagogia, a experiência na escola será a oportunidade de colocar em prática o que foi aprendido durante o curso. “Nesse trabalho, nós podemos observar as teorias que estudamos, na prática. É essencial para a formação acadêmica acompanhar o desenvolvimento dessas crianças do 6º ano do Ensino Fundamental, que até o ano passado estavam com apenas um professor, e agora estão com uma quantidade a mais de professores, e ajudá-las nesse momento do ensino”, ressaltou a estudante.
Serviço: Mais informações sobre a doação de gibis para a Escola de Ensino Fundamental Vereador Gonçalo Duarte podem ser obtidas pelos telefones 9623-8388 ou 8272-1653.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa


Banda Sinfônica do Estado de São Paulo abre o Música das Américas
A Banda Sinfônica do Estado de São Paulo abre nesta quarta-feira (17), no Theatro da Paz, a primeira fase do XXVI Festival Internacional de Música do Pará – Música das Américas, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e Fundação Carlos Gomes. O grupo, pela primeira vez no Pará, é o convidado especial e banda residente do evento.
Nesta primeira apresentação, o maestro Marcos Sadao Shirakawa, regente titular da banda sinfônica, divide a batuta com Mônica Giardini, regente adjunta, e Marcelo Jardim e Dario Sotelo, regentes convidados, em um programa que faz um apanhado do repertório para esse tipo de conjunto. Marcelo de Jesus, ao trombone, é o solista da noite.
No concerto “Alma Latina”, que será apresentado sábado (20), no Arte Doce Hall, o grupo vai receber Marcelo Jardim e Dario Sotelo, além dos americanos Matthew George, da Saint Thomas University, e Shawn Smith, da Corpus Christie University, como regentes convidados. O saxofonista Milton Vito atuará como solista.
Além das apresentações, a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo também está ministrando workshops com bandas locais de três cidades do interior paraense e com a Banda Sinfônica do Pará. Ao longo da programação do Música das Américas, que prossegue até domingo (21), as bandas que participam das oficinas se apresentarão ao lado da Sinfônica do Estado de São Paulo em vários concertos em Belém – todos com entrada franca.
O Festival Internacional de Música do Pará existe desde 1987 e faz parte do calendário dos principais festivais de música erudita e popular do Brasil. A programação diversificada tem por objetivo promover o intercâmbio entre músicos brasileiros e de fora do país. O evento já recebeu personagens de destaque, como o cubano Leo Brouwer; o quarteto americano Esterházy; Mariana Mihai e Garrick Zoeter (EUA); Jerrold Rubenstein e Dalia Ouziel (Bélgica); Tita Parra (Chile), e o maestro Jacob Slagter (Holanda), entre outros.
O festival reúne várias bandas sinfônicas e tem um viés inédito no mundo – o desenvolvimento artístico, a educação musical e integração social dos grupos participantes.
Serviço: Concerto de abertura do Música das Américas, nesta quarta-feira (17), às 20h30, no Theatro da Paz. Concerto “Alma Latina”, sábado (20), às 20h30, no Arte Doce Hall. Entrada franca. No anexo, a programação completa dos concertos.

Texto:
Elck Oliveira-Secom


Polícia Militar entrega certificados do Proerd a mais de 190 PMs
A coordenação estadual do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), da Polícia Militar, certifica nesta quarta-feira (17), no Comando Geral da corporação, 194 policiais que participaram do curso, cujo objetivo foi formar profissionais para trabalhar junto às famílias dos jovens atendidos pelo Proerd em todo o Estado.


Governo vai instalar agroindústria de beneficiamento de açaí em Breves

O governo do Estado, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), vai investir mais de R$ 1,3 milhão na instalação de uma agroindústria para beneficiamento de açaí no município de Breves, no Arquipélago do Marajó. Os recursos também garantirão a construção de um local para criação de porcos e a realização de cursos de capacitação para 200 produtores, membros da Associação dos Produtores Rurais do Rio Tucano-Açu, localizada às margens da Rodovia PA-159, que liga Breves ao município de Anajás.
A comunidade, que é atendida pela Emater há 10 anos, já recebeu neste mês a visita de técnicos do Programa Pará Rural, desenvolvido pelo governo do Estado. O projeto inclui ainda a recuperação de Áreas de Preservação Permanentes (APPs) com o manejo de açaizais nativos.
Segundo o supervisor da Emater no Marajó, Marinaldo Gemaque, a empresa teve um papel importante no processo de organização e seleção dos beneficiários. “A Emater facilitou essa parceria. Participamos do processo de mobilização, pois todos já eram beneficiários do Pronaf B (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar)”, informou.
“Ess investimento vai impulsionar a produção de açaí beneficiado, garantindo renda para o extrativista, pois seu produto agregará valor econômico ao açaí, que hoje sai da região para outras agroindústrias, de dentro e até de fora do Estado, como para o Amapá. Agora tudo ficará aqui. E isso vai trazer melhorias ao setor”, ressaltou Marinaldo Gemaque, que acompanhou a visita técnica.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater


Fasepa e ONG promovem oficina sobre justiça restaurativa
Um grupo de 45 profissionais da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) e professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) participaram, no auditório da Fasepa, em Belém, da oficina sobre justiça restaurativa promovida pelo Núcleo de Práticas Restaurativas (NPR). O treinamento foi ministrado por técnicos da organização não governamental (ONG) Terre des Hommes, de Fortaleza (CE).
A ação está em consonância com a Lei do Sistema Nacional do Atendimento Socioeducativo (Sinase), que estimula as práticas restaurativas como possibilidade de resolução de conflitos extrajudiciais, buscando a reintegração sociofamiliar do adolescente, ao invés de adotar única e exclusivamente como forma de punição o cumprimento de medida socioeducativa. A justiça restaurativa tem vários enfoques e abordagens, dependendo da situação. Ela se aplica não somente quando já se configurou a relação de vítima e agressor, mas também na prevenção e mediação destes casos na socioeducação, e nos ambientes escolar, comunitário e familiar.
A coordenadora do NPR, Eliana Penedo, diz que, desde agosto de 2012, quando o núcleo foi criado, as pessoas estão mais sensíveis e receptivas quanto à compreensão sobre as mudanças de paradigma sugeridas pelas práticas restaurativas. “Não há como efetivar a justiça restaurativa sem que as pessoas compreendam a proposta”, frisou. “Hoje as pessoas já nos procuram querendo saber mais informações, nos solicitando cursos de capacitação. À medida em que passam a compreender os processos, fica mais fácil a operacionalização”, avaliou.
A gestora do Centro Socioeducativo Masculino (Cesem), Ana Lúcia Oliveira, conta que os benefícios da atividade no são incalculáveis no atendimento. Ela pontua ainda sobre a necessidade de que o Sistema de Garantia de Direitos (SGD) trabalhe de maneira efetiva e harmônica na base. “Na socioeducação, temos de ter este suporte teórico e operacional para proporcionar um atendimento de qualidade a toda comunidade socioeducativa”, avaliou. “É preciso que os demais atores da rede de serviço socioassistencial reconheçam seu papel dentro destas ações e assumam suas responsabilidades”, finalizou.
Os palestrantes da ONG, Renato Pedrosa e Lastênia Soares, definiram a atividade como uma “grande troca de experiência”. Para eles, a decisão institucional de se elaborar um grupo de trabalho que pense cotidianamente estas questões é importante. “A gente já observa um caminhar rumo à construção de saberes, que é inerente ao processo de implementação da prática restaurativa dentro do atendimento. A Fasepa larga na frente por já incluir na sua estrutura organizacional pessoas comprometidas com esta causa”, disse Renato. Lastênia Soares destacou que o momento “é oportuno, pois possibilita um espaço de expressão, o que ajuda a fortalecer este entendimento”.
Atualmente, o NPR vem fazendo um movimento de formação nas unidades socioeducativas, com os círculos de compromisso e familiares e rodas de conversa, explicando a metodologia dos círculos à comunidade. Eleitas como unidades socioeducativas piloto na implementação das práticas restaurativas, o Centro de Internação Jovem Adulto Masculino (Cijam), o Centro Sócio Educativo Feminino (Cesef) e a unidade de Benevides estão sendo sistematicamente orientados à luz dos preceitos restaurativos. Estão previstas, ainda para este ano, ações nas Uases do interior de Marabá e Santarém.

Texto:
Alberto Passos-Fasepa


Sefa vai conceder o Certificado de Promotor de Cidadania Fiscal
A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) publicou no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (16) a Instrução Normativa 3/ 13, que regulamenta os procedimentos para a concessão do Certificado de Promotor de Cidadania Fiscal, como parte das ações do programa Nota Fiscal Cidadã. Ele será concedido como reconhecimento e valorização de iniciativas de promoção da cidadania fiscal a instituições públicas ou privadas.
O certificado será concedido anualmente às instituições que patrocinam, divulgam, estimulam ou colaboram para a melhoria do nível de conscientização do cidadão quanto à função socioeconômica do tributo e da compreensão sobre os direitos e deveres na relação com o Estado.
Para concorrer ao certificado, a instituição deverá apresentar documentação comprovando os resultados alcançados em prol do fortalecimento da cidadania fiscal. Deve ainda cumprir alguns requisitos, como: estar legalmente constituída e em efetivo funcionamento das atividades; aplicar recursos na execução das ações e sem qualquer discriminação de clientela; e fazer o registro no site do programa Nota Fiscal Cidadã.
“A instituição também deve estar em situação regular perante os fiscos federal, estadual e municipal e ante a legislação trabalhista e previdenciária”, informa o secretário da Fazenda, José Tostes Neto. Quando a promoção da cidadania fiscal for feita em caráter temporário, serão exigidos, para efeito da certificação, os seguintes requisitos: na modalidade presencial, carga horária mínima de 40 horas, com, no mínimo, 100 pessoas beneficiadas com a ação ou projeto feito; quando se tratar de ações ou projetos educativos, de orientação ou divulgação efetivados por meio de campanhas em veículos de comunicação, web sites ou outro meio não presencial, a duração deverá ser de, no mínimo, 30 dias.
A coordenação operacional do programa fará a análise das informações recebidas, e o resultado será apresentado ao conselho consultivo do programa Nota Fiscal Cidadã, ao qual compete deliberar sobre a indicação das instituições que deverão receber o certificado. A relação das instituições indicadas será publicada no site do programa. O registro deve ser feito no site www.sefa.pa.gov.br/nfc.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa


Cosanpa fecha mais dois lava a jatos que usavam água tratada









 Mais dois lava a jatos foram interditados na manhã desta terça-feira (16), no bairro da Pedreira, em Belém, em uma ação da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), com apoio da Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), da Delegacia de Combate aos Crimes contra Concessionárias de Serviços Públicos e do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.
O primeiro lava a jato interditado fica na Travessa Dr. Enéas Pinheiro, esquina com a Rua Antônio Everdosa. O dono do lava a jato, Rinaldo Ribeiro, disse aos policiais que o ponto era alugado. Segundo ele, há um poço artesiano no local, mas ainda sem condições de uso.
No trabalho preventivo que realiza, antes das interdições, a Cosanpa avisa aos donos dos lava a jatos sobre as penalidades para o uso de água tratada na lavagem de veículos, previstas em lei estadual. Porém, quando os donos não providenciam a instalação de um poço artesiano, a Companhia não tem outra alternativa a não ser interditar, para acabar com a utilização indevida da água potável.
Os técnicos utilizaram um aparelho para medir a quantidade de cloro, confirmando que estava sendo usada água tratada na lavagem de veículos.
No local, cinco funcionários lavavam de 15 a 20 veículos durante o dia. A Cosanpa retirou toda a tubulação utilizada para o furto de água, pois identificou que a matrícula havia sido desligada. Na busca da identificação do ramal ilegal, foram encontrados mais três sendo utilizados de forma irregular.
A moradora Celice Ferreira Lima, dona de parte do local alugado, onde também funciona um comércio de bebidas alcoólicas, contou que seu ramal estava em situação irregular, mas prometeu regularizá-lo. O responsável pelo lava a jato foi intimado a prestar esclarecimentos na Dioe.
Na calçada - O segundo ponto interditado, na Rua Antônio Everdosa com a Travessa Timbó, também na Pedreira, funcionava na calçada. Os agentes da Cosanpa encontraram duas ligações clandestinas, uma ligado à rede geral e outra que furtava água de uma escola. Os técnicos perfuraram a calçada e desmontaram as ligações.
O lava a jato pertencia a um grupo de 10 pessoas. Um dos donos, David Barbosa, disse aos policiais que já trabalhava no local há mais de oito anos. Ele também foi intimado a comparecer à Dioe. No local foram encontrados ainda dois poços que, segundo os lavadores, eram usados para captação de água usada na lavagem dos veículos.
Desde que a operação de combate ao desperdício e furto de água começou, em fevereiro deste ano, 26 pontos de lava a jatos clandestinos já foram fechados em Belém.

Texto:
Andrea Cunha-Cosanpa


Fundação Curro Velho encerra mais um ciclo de oficinas de arte
A massagista Socorro Fayal aprendeu um novo ofício durante as oficinas do Núcleo de Prática de Ofício e Produção da Fundação Curro Velho. Ela foi uma das alunas do curso de cestaria, ministrado pela instrutora Sônia Barros. Aprendeu a confeccionar cestas, bolsas, porta moedas, mandala e fruteira, entre outros objetos, usando como matéria-prima a piaçava e a palha da costa, folha do miritizeiro. “Achei uma maravilha participar dessa oficina, uma delícia aprender essa técnica. Já fiz também cestaria com jornal, estamparia em tecidos e serigafia”, contou.
A dona de casa Maria Lúcia Couto, 61 anos, moradora do bairro da Sacramenta, foi outra das alunas da oficina de cestaria. “A técnica é fácil, é como se fosse uma terapia”, disse. Marcelino Alberto Guedes, 18 anos, contou que aprendeu novas técnicas. “Cheguei ao Curro Velho e não sabia nada. Agora já aprendi a cestaria e papietagem. Frequento as oficinas desde os 6 anos de idade. Já fiz teatro, técnicas circenses e jazz musical. Eu me considero uma Cria do Curro Velho”, afirmou. 
As oficinas do Núcleo de Prática de Ofício e Produção iniciam o aluno em um processo de produção e estimulam atividades de pesquisas sobre materiais alternativos de aplicação técnica na construção de objetos. Têm caráter de laboratório, preparando os participantes para a execução do trabalho de forma criativa e autônoma. Estão disponíveis as oficinas de serigrafia, cerâmica, papel reciclado, tecelagem, cestaria, marcenaria, desing de objetos e cartonagem.
Nesta terça-feira (16), houve o encerramento das oficinas do Núcleo de Produção com a exposição de produtos e confraternização dos alunos e instrutores. Os interessados em participar das próximas turmas devem fazer um cadastro no local, ter idade mínima de 16 anos, apresentar uma foto 3x4 e documentos originas e xerox da identidade, CPF e comprovante de residência.
Segundo a gerente do Núcleo de Práticas de Ofício e Produção, Patrícia Ferreira, as pessoas interessadas fazem o cadastro no núcleo e passam por seleção por meio de entrevista. Até 3 de maio, as pessoas podem fazer o cadastro, no horário de 9 às 17 horas. As oficina começam dia 6 de maio.

Texto:
Andreza Gomes-FCV


Novo site da Feira Pan-Amazônica do Livro tem serviço e interação
Já está no ar o site oficial da XVII Feira Pan-Amazônica do Livro, que começa no próximo dia 26, no Hangar - Convenções e Feiras da Amazônia. No endereço www.feiradolivro.pa.gov.br, é possível conferir datas, horários e destaques da programação do evento, que vai até 5 de maio. O website está ligado também a perfis nas redes sociais: Facebook, www.facebook.com/feirapanamazonicadolivro, e Twitter, www.twitter.com/feiradolivro_pa.
A programação pode ser vista de maneira objetiva e disposta em uma configuração visual que remete à visualização das grades de canais de TV por assinatura. Ao clicar em um determinado evento do dia, o internauta vê uma pequena sinopse da atividade, e em breve poderá compartilhar as informações nas redes sociais.
Nos próximos dias, será ativada a área de inscrição aos seminários, palestras, oficinas e demais atrações, que têm número limitado de vagas. Haverá ainda uma área especial contendo apenas informações sobre o Cred Livro, o bônus ofertado aos servidores efetivos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para aquisição de livro nos estandes da feira.
Outra novidade a ser incorporada ao site da feira é a Vitrine Virtual, um sistema criado pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) para permitir que os leitores confiram também pela internet o acervo dos estandes em funcionamento durante a programação. O próprio expositor fica incumbido, mediante inscrição prévia feita por e-mail junto à própria Secom, de prover as informações ao site sobre os livros que irá comercializar no Hangar, podendo informar até mesmo o preço de cada exemplar.
A Feira Pan-Amazônica do Livro é dedicada este ano ao Pará. Ruy Paranatinga Barata é o autor homenageado, e vem de uma de suas composições o tema da programação, "Eu sou de um país que se chama Pará". Serão dez dias de funcionamento, entre 8 e 22 horas, com mais de 220 expositores espalhados por todo o Hangar e uma infinidade de atividades - completamente gratuitas - voltadas a públicos de todas as idades.
A música paraense marca a abertura da maratona no dia 26 no show Pará em Canto, enquanto Toquinho e seu show em homenagem a Vinícius de Moraes encerram a XVII Feira Pan-Amazônica do Livro, dia 5 de maio. Tony Bellotto, Guilherme Fiúza, Ignácio de Loyola Brandão, Harley Dolzane, Daniel Leite e Maria Stella Pessoa são algumas das presenças confirmadas no evento.

Texto:
Carolina Menezes-Secult


Projeto Ribeirinho da Paz leva ação social à ilha de Paquetá em Belém





Uma ação integrada envolvendo órgãos do governo do Estado e movimentos sociais resultou nesta terça-feira (16) no lançamento do programa Ribeirinho da Paz, que visa prestar uma série de serviços gratuitos a comunidades ribeirinhas de Belém.
Com apoio da embarcação da Sociedade Bíblica do Brasil e de uma lancha do Grupamento Marítimo Fluvial, as equipes seguiram para a ilha de Paquetá, na região insular da capital paraense, onde mais de 100 crianças receberam atendimentos médico e odontológico, lanches e brinquedos, e ainda participaram de atividades lúdicas de educação ambiental. Os pais foram cadastrados para obter ou atualizar a carteira de identidade e ainda renovar a certidão de nascimento.
Segundo o padre Jonas Teixeira, coordenador do Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Ilhas de Belém, trata-se de uma ação preventiva idealizada pelo Grupamento Fluvial, cuja meta é incorporar parceiros para fazer um trabalho integrado que, primeiramente, levante informações sobre a realidade da região das ilhas e busque a solução das necessidades emergenciais.
Na primeira ação do Ribeirinho da Paz, disse o padre, foi feito um levantamento de mais de 100 jovens, entre crianças e adolescentes, de 7 a 16 anos, que necessitavam de atendimentos clínicos e odontológicos. “A meta é agir no resgate da autoestima dos ribeirinhos para que percebam que não estão abandonados na região”, explicou.
O titular da Assessoria de Relações Interinstitucionais da Polícia Civil, Luiz Júnior, destacou que o programa faz parte de um conjunto de ações em que a Polícia Civil está inserida visando o bem comum. Para tanto, enfatiza, a assessoria já está atuando para promover mais ações em benefício da comunidade. “Queremos implantar um projeto que leve a polícia para as escolas para levar educação aos estudantes, visando à orientação e prevenção da violência”, frisou.
A Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) enviou dois servidores até a ilha para fazer um diagnóstico das necessidades da comunidade. O gerente de Articulação com a Sociedade, Jefferson Oliveira, e a integrante da equipe técnica da Diprev Joelma Barros fazem um mapeamento e cadastramento de associações de moradores na região das ilhas, visando planejar ações para atuar em situações de vulnerabilidade social.
Conscientização – O projeto Sala Verde, revelou a escrivã Rosicler Barbosa, da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), levou à comunidade atividades infantis voltadas à educação ambiental, como jogos educativos, pintura e manuseio de brinquedos feitos com material reciclado. A equipe fez o cadastro dos interessados em adquirir carteiras de identidade e certidão de nascimento.
A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secti) foi representada pelo engenheiro de pesca Edivanildo Camarão, que falou sobre como a tecnologia social pode ajudar a comunidade, desde a captação de água da chuva para abastecimento da área ribeirinha, até o uso adequado do matapi, espécie de cone de madeira, usado para capturar camarão.
A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), organização que atua, há 50 anos, por meio de voluntários, promoveu atendimentos de saúde, ações sociais e atividades religiosas. A coordenadora do programa Luz na Amazônia, assistente social Jérsica Moy, disse que, há cerca de cinco anos, a entidade mudou o perfil das atividades, passando a atuar não só com o voluntariado, como também com parceiras de outras instituições, em áreas diversas, como saúde e empreendedorismo, para levar serviços diversos à comunidade carente.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Abaetetuba se prepara para a 10ª edição do Miritifest
O municípo de Abaetetuba, na região do Baixo Tocantins, vai sediar nos dias 3, 4 e 5 de maio a 10ª edição do Miritifest, um dos maiores festivais de artesanato do Pará. O evento reúne dezenas de artesãos paraenses e é tido como a maior vitrine para divulgação do trabalho de dezenas de artesãos, vindos de várias regiões do estado, pautado na confecção de peças, das mais diferentes utilidades, formas e tamanhos, e que utilizam como matéria prima a fibra do miriti.
A cada ano o festival atrai um número maior de visitantes para o município, movimentando o turismo e aquecendo a economia local. Nessa época, a cidade se transforma e ganha o colorido dos artefatos - brinquedos, objetos de decoração e utilitários - feitos à mão e que hoje são a marca-registrada de Abaetetuba.
O Miritifest é uma realização da Prefeitura de Abaetetuba, juntamente com a Associação Comercial e Empresarial (ACA) e Associação dos Artesãos de Brinquedo de Miriti (ASAMAB), com apoio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), que este ano fechou parecria com o grupo Amazon Sat (que reúne o Canal Amazon Sat, Portal Amazônia, TV Amazonas, G1 Amazonas e Rádio Amazonas FM) para divulgação do evento.

Várias atrações culturais estão programadas para esta 10ª edição do Festival do Miriti, entre elas apresentações musicais, de dança, mostra de comidas típicas feitas a partir do fruto do miriti, concurso Garota Mirifest e concurso de Canção do Festival.

O miriti é uma palmeira tropical extraída das matas de várzea e beiras de igarapés, cujas folhas contém uma fibra, leve e de fácil manuseio, que permite aos artesãos confeccionar peças das mais variadas formas e tamanhos. Fácil de moldar, a fibra ganha um colorido forte que imprime leveza e alegria a objetos como cestos, balaios e brinquedos.

Texto:
Benigna Soares-Paratur


Seduc inicia encontro de formação sobre o Ideb com professores do Marajó
 Aproximadamente 500 profissionais de educação iniciaram, nesta terça-feira (16), no auditório da Computer Store, a formação sobre “O Uso Pedagógico dos Resultados na Prática Docente”. O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da Diretoria de Educação Infantil e Fundamental (Deinf), e tem como principal objetivo discutir sobre o uso pedagógico dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), na prática pedagógica escolar, contribuindo dessa forma com a melhoria da qualidade do ensino da rede pública do estado do Pará.
O Ideb foi criado em 2007 para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O indicador é calculado com base no desempenho do estudante em avaliações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e em taxas de aprovação. O índice é medido a cada dois anos e o objetivo é que o país, a partir do alcance das metas municipais e estaduais, tenha nota 6 em 2022, correspondente à qualidade do ensino em países desenvolvidos.
Esta semana a formação é destinada a professores de Língua Portuguesa do 5ª e 8ª série do Ensino Fundamental da Região Metropolitana de Belém e dos Municípios de Ponta de Pedras, Curralinho, Soure, Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Anajás, Breves e Melgaço. Os próximos encontros, que acontecem nos períodos de 23 a 26 de abril e de 7 a 10 de maio, são destinados a professores de Matemática e Educação Geral. Até o final da formação 1500 profissionais de educação devem participar deste projeto.
Luiz Miguel Queiroz, coordenador da Deinf, durante a cerimônia de abertura, disse que o estado do Pará apresenta um resultado do Ideb abaixo do esperado e precisa avançar nesse processo e que o lançamento do Pacto Pela Educação do Pará tem justamente o objetivo de melhorar a educação e fazer o estado ser exemplo e destaque no desenvolvimento da educação no país. “É impossível termos uma melhoria na qualidade de vida sem melhorarmos a educação e a formação dos professores é fundamental para que tudo isso dê certo. Precisamos fortalecer, melhorar e democratizar a gestão de nossas escolas e um dos objetivos do Pacto é esse. Isso não se faz unicamente da vontade do estado, mas sim do compromisso e comprometimento de todos, de um esforço coletivo e, desta forma, tentar mudar a realidade dos nossos alunos”, realça Luiz Miguel.
O gestor da 6ª Unidade Seduc na Escola (USE), Jones Barros, disse que esta formação é fundamental para um melhor resultado no Ideb. “É muito bom quando as escolas conseguem aumentar o seu desempenho no Ideb e quando isso acontece nós ficamos muito felizes. Esta formação tem como meta justamente melhorar esse índice, qualificação e formação continuada é essencial para que isso aconteça".
A professora de Língua Portuguesa, Elina Ferreira, do município de Ponta de Pedras, afirma que um dos motivos dos resultados não serem tão bons é a falta de leitura dos alunos e o professor tem esse compromisso de fazer o aluno interagir mais, instigar a prática da leitura e pesquisa em sala de aula. “Eu acredito que esta formação traga bons frutos e seja o fator principal na melhoria da educação”, afirma Elina Ferreira.

Texto:
Eliane Cardoso-Seduc


Parque do Utinga tem novo Plano de Manejo aprovado
O secretário de Estado de Meio Ambiente (Sema), José Alberto da Silva Colares, aprovou o novo Plano de Manejo do Parque Estadual do Utinga (Peut). O documento, já publicado no Diário Oficial, estabelece o zoneamento e as normas que devem presidir o uso da área e o manejo dos recursos naturais, inclusive a implantação das estruturas físicas necessárias à gestão da Unidade de Conservação.
Segundo o gerente do Parque, Vítor Matos, o Plano de Manejo anterior foi elaborado em 1994 e já não se enquadrava à legislação ambiental vigente. “Por ser uma ferramenta essencial de planejamento e gestão, ele precisou passar por uma série de revisões e atualizações”, explicou.
As alterações e revisões do plano foram elaboradas em parceria com o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Desde 2006, o Imazon coopera com a Sema em um consórcio de instituições na elaboração de planos de manejo.O técnico Daniel Santos, do Imazon, contou que foram realizadas várias oficinas e reuniões entre conselheiros, comunidade e a equipe da Sema, para que chegassem à versão final do documento técnico. “O objetivo é fazer um bom planejamento diagnóstico da paisagem, meio físico, biológico e socioeconômico do parque”, explicou. O planejamento de zoneamento e programas foram calculados para os próximos cinco anos.
A atualização e revisão atendem às exigências do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC, Lei Federal nº 9.985/2000), que prevê a atualização dos planos de manejo a cada cinco anos.
Criado pelo secreto estadual n° 1.552, de 3 de maio de 1993, o parque é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral. Inserido na Área de Proteção Ambiental Metropolitana de Belém, possui 1.390 hectares. Estão localizados, em sua área, os mananciais Bolonha e Água Preta, responsáveis por 70% do abastecimento de água de Belém e parte de Ananindeua. O novo plano irá assegurar a qualidade da água dos mananciais e proteger a vasta diversidade biológica do parque.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema


Simão Jatene ministra Aula Magna na Escola Superior de Magistratura






 O início das atividades acadêmicas da Escola Superior de Magistratura do Estado do Pará foi marcado por uma Aula Magna ministrada pelo governador Simão Jatene, na manhã desta terça-feira, 16. Com o tema “Um pacto pelo Pará”, o chefe do Executivo Estadual expôs aos magistrados a realidade do estado, mostrando suas características específicas, principais desafios, avanços e a busca por um novo eixo de desenvolvimento.
Já na abertura da palestra, o governador destacou uma citação de sua própria autoria e que sempre costuma utilizar para ilustrar a construção do processo de desenvolvimento de qualquer país, região, estado ou município: “Se a história dos homens, nem de longe, se confunde com a história da vida, é impossível negar o quanto a curta história dos homens tem alterado a história da vida, inclusive da vida dos homens”. Jatene ressaltou que este processo deve considerar, em primeira instância, as características particulares de cada região e, em segundo lugar, o estágio do desenvolvimento civilizatório da sociedade global.
Outro ponto abordado pelo governador foi o desafio global, que envolve a questão climática. “A crise climática atingirá todos os países, em especial as regiões e classes mais pobres, que têm menor grau de proteção e capacidade de reação, e que foram as que menos contribuíram e contribuem para o problema, o que só agrava a questão social”. E para o enfrentamento desta crise, citou a importância da implantação da tripla revolução: pelo conhecimento, produção e novas formas de gestão e governança.
Simão Jatene falou ainda sobre os novos caminhos que o Pará está buscando, principalmente através de iniciativas como o Programa Municípios Verdes, as taxas de fiscalização sobre exploração dos recursos minerais e o pacto pela educação. Na opinião do governador, as transformações pelas quais o mundo vem passando só aumentam a importância da Amazônia e do Pará para o equilíbrio do planeta, evidenciando  a necessidade de ajustar o modelo de ocupação. “É urgente rever a lógica de implantação dos grandes projetos, mostrando que a forma correta da Amazônia contribuir para o desenvolvimento brasileiro é através de seu próprio desenvolvimento”, disse.
Ao final da aula magna, ele agradeceu aos magistrados e definiu o momento como uma oportunidade ímpar para uma reflexão conjunta de pessoas que tem a tarefa de enfrentar os grandes desafios do estado. “Só uma grande aliança suprapartidária e entre os vários segmentos presentes no estado é capaz de formatar um novo modelo e cobrar responsabilidades”, concluiu.
A presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargadora Luzia Nadja Nascimento, falando em nome dos magistrados, assegurou que todas as informações repassadas pelo chefe do Executivo Estadual serão absorvidas e serão bastante úteis para o desenvolvimento do trabalho do Judiciário. “Muitos podiam achar que a palestra não teria muito a ver com as nossas atividades, mas a aula do governador nos esclareceu muitos pontos e nos fez perceber a importância de compreendermos melhor esse momento que vive a sociedade global. A tripla revolução, como ele colocou, e que passa principalmente pela questão do conhecimento, é essencial para o enfrentamento dos nossos desafios”, asseverou.

Texto:
Bruna Campos-Secom


Conselho define calendário das Conferências Territoriais de Desenvolvimento Rural
Na manhã desta segunda-feira, 15, foi realizada na sede da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), a primeira reunião da comissão organizadora da II Conferência Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, que será realizada em Belém em agosto deste ano. A Conferência Estadual é uma prévia da Conferência Nacional, que vai ocorrer em Brasília, em outubro de 2013. Tanto na Conferência Estadual como na Nacional serão discutidas diretrizes para a formulação e a implementação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento rural sustentável, a reforma agrária e a agricultura familiar.
A comissão estadual é formada por representantes da Secretaria Executiva do Conselho Estadual do Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS/Sagri), da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), da Delegacia Adjunta do Desenvolvimento Agrário (DFDA-PA/MDA), da Federação das Associações dos Municípios do Pará (Famep), da Superintendência Federal de Agricultura (SFA), da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Pará (Fetagri) e da Federação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf).
Na reunião foi aprovada uma proposta de calendário das 12 Conferências Territoriais, que irão ocorrer nos Territórios da Cidadania paraenses, entre junho e agosto deste ano. Outros municípios interessados também podem fazer as suas conferências e encaminhar as resoluções ao conselho. A proposta de calendário se inicia com a conferência nos Territórios Nordeste, em São Miguel do Guamá, e Sul, em Redenção, no dia 11 de junho; e prossegue no Sudeste, em Marabá, e Entorno Tucuruí, em Goianésia, dia 13 de junho; Baixo Tocantins, em Moju, e Nordeste I, em Capanema, dia 18 de junho; Marajó, em Belém, dia 20 de junho; Transamazônica, em Medicilândia, dia 6 de agosto; Metropolitana, em Belém, e Salgado, em Castanhal, dia 8 de agosto; e se encerra com os Territórios BR-163, em Itaituba, e Baixo Amazonas, em Santarém, no dia 13 de agosto.
Nesta quinta-feira, dia 18, a comissão volta a se reunir na Sagri para discutir e aprovar as subcomissões que irão trabalhar nos preparativos para a Conferência Estadual. Também será levado à votação o documento com a resolução que oficializa a Conferência, que será encaminhado ao presidente do CEDRS, o secretário de Agricultura do Estado, Hildegardo Nunes, para aprovação.

Texto:
Dede Mesquita-Sagri


Veículos de passeio não podem mais transitar no Parque do Utinga
A circulação de veículos de passeio no interior do Parque Estadual do Utinga foi restringida. A determinação, em vigor desde o último sábado, 13, abre exceções apenas a veículos oficiais vinculados à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte), Exército Brasileiro e Batalhão de Polícia Ambiental (BPA). Outros organismos que atuam no suporte à serviços da Sema e que necessitem adentrar as dependências do PEUT deverão obter, junto ao órgão, uma autorização especial desde que comprovem essa finalidade.
O secretário de Meio Ambiente, José Alberto Colares, defende que a restrição visa contribuir com o trabalho de zoneamento dos 1.200 hectares do Parque, por meio do Plano de Manejo aprovado pelo Conselho Gestor da Unidade de Conservação, e “que a ideia não é proibir o acesso, mas orientar o uso de visitantes no interior do PEUT”.
Ainda segundo Colares, a determinação faz parte de uma ação educativa implantada com a finalidade de conter o avanço de atividades não condizentes com o espaço e também para que o público frequentador comecesse a perceber a necessidade de conservação do ambiente do parque. A ideia é não restringir o uso, mas preservar o espaço mantendo os veículos em uma área reservada para serviços, somente”, frisou.
Os visitantes que têm o hábito de praticar esportes nas dependências do parque continuarão com acesso livre todos os dias da semana. Para garantir a segurança do local, homens do BPA fazem rondas permanentes em toda a extensão da área. Colares reforça, ainda, que a intenção da Secretaria é fortalecer a consciência ambiental para uma utilização adequada do espaço.

Texto:
Cora Coralina-Secom


Sespa realizará seminário sobre Saúde Indígena
A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), através da Coordenação de Atenção à Saúde Indígena e Populações Tradicionais, realizará no dia 30 deste mês o seminário “A Saúde Indígena nas Três Instâncias de Governo”, com o objetivo de debater a Política Nacional de Saúde da População Indígena, atualizar os profissionais envolvidos quanto à criação e atuação da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) do Ministério da Saúde e estimular parcerias entre gestores quanto à saúde dos povos indígenas.
A atividade acontecerá na Escola Técnica do SUS, em Belém, com a participação de técnicos da Sespa, Sesai, Secretaria de Saúde de Belém (Sesma), Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Fundação Nacional do Índio (Funai) e lideranças indígenas. Na ocasião, haverá a palestra “A História dos Povos Indígenas no Pará”, seguida de debate e mesa redonda “Discutindo as Políticas de Saúde Indígena e a inter-relação entre os entes”, com os representantes dos Distritos Sanitários Indígenas (Dsei’s) Guamá-Tocantins, Altamira, Tapajós e Kayapó, da Sespa e do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems).  A programação constará ainda de palestra do secretário municipal de Saúde de Tucuruí e presidente do Cosems no Pará, Charles Tocantins. Mais informações sobre o seminário podem ser obtidas pelo telefone 4006-4212 e 8895-6288.


Emater qualifica mulheres de assentamento em Ipixuna do Pará
Mulheres de agricultores familiares do Projeto de Assentamento Paranoá, a 100 quilômetros da sede de Ipixuna do Pará, nordeste do estado, estão sendo capacitadas com cursos de pintura em tecido. A qualificação faz parte de uma estratégia da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) que busca assegurar uma renda complementar às famílias.
O curso, que tem duração de uma semana, vai qualificar 20 mulheres por turma. As mulheres do PA Paranoá aprendem técnicas para pintura em guardanapo, toalhas de rosto e até em emborrachados, para a confecção de jogos de cozinha. As instruções serão repassadas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), parceiro nas qualificações. A expectativa da Emater é que com a comercialização dos produtos a renda dessas famílias seja acrescida em até 20%.
A Emater está presente no assentamento, onde vivem 378 famílias, há cerca de um ano. A mandiocultura, a pimenta-do-reino e o gado de leite e de corte são, hoje, as maiores vocações do PA. "Os cursos que serão ministrados atendem a uma demanda identificada durante a construção do Plano de Desenvolvimento do Assentamento (PDA)”, explicou a técnica Michelle Lima.
A Empresa também promove palestras e garante assistência técnica e extensão rural às famílias, com o objetivo de incentivar a diversificação da produção e ainda a mudança da forma de plantio das áreas. As ações ambientais ajudam a conscientizar os assentados quanto à importância do reflorestamento das áreas de produção. A alcançam também os estudantes. Nas escolas, a equipe técnica da Emater alerta sobre os perigos das drogas e da destinação errada do lixo.
Ainda estão previstos outros cursos voltados ao aproveitamento do excedente de leite utilizado para a fabricação de doces e queijos pela comunidade.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...