Total de visualizações de página

quarta-feira, julho 18, 2012

GENTE, TODO O CUIDADO É POUCO NESTE FINAL DE SEMANA QUE PROMETE MUITO NAS PRAIAS...

Começa no dia 25 o pagamento
dos servidores do Estado
O Governo do Estado inicia na próxima quarta-feira (25) o pagamento dos servidores públicos, das administrações direta e indireta, referente ao mês de julho. Segundo o cronograma divulgado pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), os inativos militares e pensionistas civis e militares serão os primeiros a receber. O pagamento será encerrado na terça-feira (31), com os servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), da capital e do interior.
Cronograma de Pagamento
Dia 25 (quarta-feira) - Inativos militares e pensionistas civis e militares.
Dia 26 (quinta-feira) - Inativos civis e pensões especiais/Sead.
Dia 27 (sexta-feira) - Auditoria, Casa Civil, Casa Militar, Consultoria Geral, Defensoria Pública, Gabinete da Vice-governadoria, Procuradoria Geral, NAF, NGTM, Secretarias Especiais, Sepaq, Secti, Sead, Sefa, Sepof, Sagri, Sema, Secult, Seidurb, Seel, Seicom, Sejudh, Seop, Sespa, Seter, Seas, Setran e Secom.
Dia 30 (segunda-feira) - Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, CDI, Ceasa, Cohab, CPC Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, FCG, FCPTN, FCV, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clínicas, Hospital Ophir Loyola, Fundação Hemopa, IAP, Imetropará, Iasep, Igeprev, IOE, Iterpa, Jucepa, Paratur, Prodepa, Fundação Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor, Idesp e Loterpa.
Dia 31(terça-feira) - Seduc - capital e interior

Texto:
Ellen Freitas-Sead
GTAS comemora no dia 25 no HOL
o Dia Nacional de Prevenção de
cidentes do Trabalho
Grupo de Trabalho de Assistência ao Servidor- GTAS do Hospital Ophir Loyola, realiza no dia 25 de julho, no jardim interno do hospital, ação educativa alusiva ao Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho. Durante o evento serão expostos equipamentos de segurança e vídeos, distribuição de panfletos, apresentação de peça teatral e aferição da pressão arterial e glicemia. A ação objetiva elevar a qualidade de vida dos funcionários, prestando orientações de como evitar os acidentes e tornar o ambiente de trabalho mais seguro.




TIM deve apresentar proposta
para solucionar problemas
de qualidade na segunda-feira
 Agência Brasil

Luciene Cruz
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A empresa de telefonia TIM teve reunião hoje com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e deverá entregar uma proposta preliminar para solucionar os problemas nos serviços da empresa na próxima segunda-feira.
Na reunião de hoje (19), foram discutidas as premissas exigidas pela agência reguladora e que devem constar no plano de melhoria de qualidades. As informações são do superintendente de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos.
A agência reguladora suspendeu, a partir de segunda-feira (23), a comercialização de linhas de telefonia celular e internet da operadora TIM para 19 unidades da federação.
Entre as reclamações contra a TIM estão a manutenção da chamada, taxa de velocidade média, e resolução de problemas nos call centers. O último item, segundo Ramos, tem várias queixas, já que os usuários necessitam ligar várias vezes até conseguir ter o problema resolvido. O superintendente destacou ainda que a operadora aumentou a oferta de serviços, mas não manteve a qualidade.
'A questão básica da entrega (de serviços) é que precisa ter rede, para suportar o aumento de tráfego. O aumento do tráfego necessita de investimentos. A TIM necessita melhorar os equipamentos, as antenas, a capacidade de transmissão. A TIM cresceu muito. O tráfego em interurbano e a instalação de equipamentos de longa distância são coisas demoradas, e é isso que a gente vai cobrar da operadora', disse Ramos.
Para atestar a qualidade das mudanças propostas, a Anatel vai fiscalizar mensalmente a efetividade dos serviços. 'Vamos colocar pontos de controle e verificar se está sendo cumprido e a partir desse momento passamos para outro estágio de exigência'.
Ramos ressaltou que as operadoras são responsáveis por todos os postos de venda. Isso significa que mesmo as vendas em bancos de revistas ou supermercados são de responsabilidades das empresas. Caso ocorra alguma venda a partir da próxima segunda-feira, as operadoras de telefonia móvel serão punidas.
'A habilitação é feita na base de dados da empresa que tem total controle da base de dados. Ela sabe exatamente se vai habilitar ou não. Se ela habilitar a partir de segunda-feira modifica essa base de dados, a Anatel saberá e notificará a empresa'.
A suspensão da Anatel também atingiu as operadoras Oi e Claro, as empresas terão os serviços suspensos, em cinco e três estados, respectivamente. Amanhã (20), às 11h, representantes da Oi serão recebidos pelo superintendente da Anatel.

Edição: Rivadavia Severo

Portal R7: Cachoeira
teria tentado suicídio

O bicheiro Carlinhos Cachoeira tentou se suicidar no presídio da Papuda, em Brasília, diz site. Fontes próximas dizem que ele teria tentado se enfocar com uma calça http://r7.com/67Mx

Dilma 'gostou muito' da punição
da Anatel às operadoras de celular

A presidente Dilma Rousseff "gostou muito" e "considerou
acertada" a decisão da Agência Brasileira de Telecomunicações...
A presidente Dilma Rousseff "gostou muito" e "considerou acertada" a decisão da Agência Brasileira de Telecomunicações (Anatel) de suspender a venda de novas linhas de telefone celular da TIM, Claro e Oi. A informação é de fonte do Palácio do Planalto. Dilma tinha conhecimento das reclamações da população em relação às operadoras. Ela foi comunicada da decisão da Anatel, por telefone, pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, que está em viagem aos Estados Unidos.
As empresas já haviam sido advertidas e alertadas pela Anatel da baixa qualidade do serviço que estavam entregando aos consumidores e que além das multas, poderiam ser aplicadas sanções mais graves, como a suspensão das vendas de celulares. "Mas as operadoras de telefonia celular não acreditavam, porque elas estavam acostumadas a outro ritmo", comentou um interlocutor da presidente, ao explicar que esta foi "uma decisão técnica".
Este mesmo auxiliar lembrou que a presidente, ao decidir retirar os políticos das agências reguladoras e nomear técnicos, tinha por objetivo profissionalizar o trabalho desenvolvido por elas e colocá-las no verdadeiro papel fiscalizador. "Elas precisavam começar a mostrar serviço. Era isso que o governo esperava", comentou outro auxiliar. O interlocutor ressaltou ainda que as agências são independentes e que a medida só foi comunicada à presidente, com antecedência, pela sua relevância.
Ele lembrou ainda que decisões semelhantes foram tomadas pela Agência Nacional de Saúde (ANS), que na semana passada suspendeu a venda de 268 planos comercializados por 37 operadoras.



Selma Montenegro, do Pará,
é finalista em prêmio
nacional de design de joias


Com um projeto denominado “Açaí”, a designer paraense Selma Helena Montenegro, uma das pioneiras do segmento no Estado, é uma das 18 finalistas, entre 1.386 inscritos de todo o país, do maior concurso de design de joias de ouro do mundo, o Anglo Gold Ashanti AuDITIONS, que celebra a décima edição no país com o tema “Brasilidade”.
A atriz Taís Araújo é a Golden Girl, a embaixadora desta edição, representando, com a beleza tipicamente brasileira a imagem do concurso nos anos de 2012 e 2013, por meio de fotos, desfiles e eventos para divulgar o evento promovido pela Anglo Gold Ashanti, a maior mineradora de ouro do país e uma das maiores do mundo.
Selma Montenegro, informada nesta quinta-feira (19) do resultado, já se considera vitoriosa pela classificação alcançada. “É o auge da premiação na área de joalheria. É como eles mesmos (da organização do concurso), que me ligaram, disseram: ‘É uma grande vitória!’ É inesquecível. Única!”, declarou , emocionada com a notícia, acrescentando que foi no prazo de prorrogação do concurso que inscreveu três projetos: “Carimbó”, “Arara Azul” e “Açaí”.
A mineradora fornecerá, na etapa seguinte, o ouro para os classificados confeccionarem as peças, que deverão ser entregues até setembro, quando passarão por um novo julgamento. Os vencedores, em duas categorias, serão anunciados em novembro, em Belo Horizonte (MG).
Antes do julgamento final, as peças selecionadas, que identificam a variedade de raças e culturas de todo o Brasil, serão fotografadas com a Golden Girl para o catálogo do concurso. Designers, consultores, publicitários, empresários e jornalistas do Brasil e de outros países, especializados e experientes na área da joalheria, estarão entre os jurados.
Na peça, cujo projeto está guardado a “sete chaves”, Selma Montenegro disse que usará ouro e tucumã (um fruto da Amazônia). O ouro, informou, será destaque no colar, servindo como atrativo para revelar o seu estilo de criação, que privilegia a temática regional, mas com a linguagem universal. Selma pretende desenvolver o projeto em Belém, e que está estudando propostas de patrocínios e apoios para a produção da peça.
Criatividade – Fibra, madeira certificada e sementes são matérias primas constantes no trabalho de Selma Montenegro, produtos que, muitas vezes, passam despercebidos aos olhos das pessoas. “Eu vejo de outra forma. Essa matéria prima é a nossa maior joia, realmente, a joia preciosa, que é o que gera o diferencial daquela peça que você não vai achar em qualquer lugar”, frisa a designer, que procura, sem causar danos ao meio ambiente, usar o material descartado pela natureza ou pelo homem.
Para o concurso, Selma Montenegro apostou na peça que é o forte do seu trabalho, o colar, e com tema similar ao que já lhe rendeu a primeira premiação da sua carreira, em 2006, em um dos mais representativos concursos do país, com repercussão internacional, promovido pelo Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM). No Prêmio IBGM de Design de Joias ela foi a primeira designer do norte do país a figurar entre os profissionais selecionados, ficando em terceiro lugar entre os melhores designers do Brasil com a peça “Fruto da Terra: Açaí”.
Divulgada em 33 países, o colar é composto de fibras de miriti e gemas minerais diversas, como quartzo verde, ágata, citrino, crisoprázio e malaquita, além da gema orgânica caroço de macaúba. Também já foram finalistas em edições anteriores do Anglo Gold Ashanti AuDITIONS Brasil as designers paraenses Lídia Abrahim e Clara Amorim, que também integram o Programa de Gemas, Joias e Metais Preciosos do Pará, gerenciado pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), com apoio do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom).
Trajetória – Designer de joias vinculada ao Polo Joalheiro do Pará desde a inauguração do Espaço São José Liberto, em 2002, Selma Helena Montenegro é natural do município de Afuá, no Arquipélago do Marajó. Apesar de criar anéis, pulseiras e pingentes, os colares são suas peças preferidas. Graduada em Educação Artística, também é responsável pela loja “Montenegro’s”, que tem no Polo Joalheiro, onde comercializa suas peças.
Em 2008, também no Prêmio IBGM, Selma ficou entre as melhores do Brasil na categoria Arquitetura Brasileira, com o colar “Ver-o-Peso” inspirado na arquitetura da maior feira livre da América Latina. Na peça, de forma harmônica a vista aérea do mercado é retratada pela artista em formas ovais no colar, que tem na composição ouro, madeira de pupunheira, fibra de arumã e gemas minerais diversas, como ametista, turmalina verde, esmeralda e água marinha, e vários tipos de quartzo, remetendo ao colorido e à diversidade dos produtos comercializados na feira.
No mesmo ano, Selma também ficou em segundo lugar com o designer da joia “Carimbó”, com a qual foi agraciada na categoria profissional no “I Prêmio de Design em Joias do Pará”, promovido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PA), com apoio do Igama.
O trabalho da designer também lhe rendeu, em 2010, a homenagem na 29ª edição do “Mulher Padrão do Pará”, evento destinado a profissionais que se destacam pela qualidade do trabalho que realizam nos mais diversos segmentos, numa iniciativa do Conselho de Profissionais do Estado do Pará. Segundo Selma, foi a primeira vez que o setor de Joalheria foi representado na premiação, que leva em conta a seriedade e a organização que acompanham a trajetória de cada homenageada.
Definindo-se como uma pessoa inquieta, curiosa e arrojada, Selma Montenegro lembrou que, há 10 anos, eram poucos os designers de joias no Estado, e ressaltou que as conquistas dela e dos demais profissionais envolvidos no setor são creditadas, principalmente, ao trabalho do Polo Joalheiro, que tem ultrapassado fronteiras.
Ela informou que foi pelo Polo Joalheiro que participou, há alguns anos, de um encontro nacional, no qual peças premiadas expostas lhe chamaram a atenção. Na ocasião, Selma disse a uma amiga que, um dia, estaria no Anglo Gold Ashanti AuDITIONS Brasil. Foi quando decidiu participar de concursos na área e incentivou outros profissionais a fazerem o mesmo.
“Essa conquista é o reconhecimento de um esforço, para que a gente melhore cada vez mais a produção joalheira do Estado. Estamos nesse patamar de alcançar qualidade e reconhecimento, pois estamos adquirindo a cultura de ser um Estado com tradição na joalheria, que ainda não tínhamos, apesar de sermos ricos em ouro, minerais e gemas. Estamos adquirindo muito nesse sentido e este destaque está se dando, principalmente, por causa desse trabalho desenvolvido pelo Polo, que hoje nos permite afirmar que ‘O Pará é joia! e aqui se faz joia”, enfatizou a designer.
Dados – Após serem avaliados, para escolha dos 18 finalistas, os projetos inscritos passaram por um júri técnico, que selecionou 70 projetos na categoria Prêmio AuDITIONS e 35 na categoria Prêmio AuDITIONS 10 anos. Dos 18 agraciados, doze concorrem ao primeiro prêmio e os outros seis ao segundo, comemorativo aos dez anos do concurso. Selma Montenegro foi selecionada na primeira categoria. O paraense Fares Cardoso Farage, também vinculado ao Polo Joalheiro, ficou entre os pré-selecionados, com o projeto da peça “Marajó”.
Entre os 1.386 inscritos estavam 85 designers paraenses, um dos 23 Estados participantes com mais representatividade, atrás apenas do Paraná (com 98 participantes), Rio de Janeiro (205), Minas Gerais (307) e São Paulo (398). As mulheres são maioria em participação: 964 contra 422 homens. Pela primeira vez, o concurso recebeu inscrições de designers dos Estados do Acre, Rondônia e Sergipe. Entre os selecionados na categoria “Prêmio 10 anos AuDITIONS" está Eliânia Rosetti, de São Paulo, com a peça “Carnival”, que já esteve no Polo ministrando ações de capacitação aos designers locais.
O Concurso AuDITIONS foi criado há doze anos na África do Sul, com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento do setor joalheiro, principal destino do ouro extraído pela Amglo Gold Ashanti. Além de promover as práticas de governança, sustentabilidade, responsabilidade social e sustentação do negócio da empresa, a iniciativa estimula a inovação, contribui para a renovação do design de joias, estabelecendo tendências e incentivando o uso de novas tecnologias pelo setor joalheiro. O AuDITIONS Brasil ainda permite a projeção do país no exterior, como exportador de capacidade técnica e criatividade, sendo também realizado bianualmente na China, Índia, África do Sul e Emirados Árabes.(Com informações do site Midiorama Entertainment Media).

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto

Travessia Murubira-F​arol é
atração esportiva em Mosqueiro
Para encerrar a programação de verão da Prefeitura de Belém a Secretaria Municipal de Esporte Juventude e Lazer (Sejel), realiza neste domingo, 22, a 17ª Travessia a Nado em Mosqueiro.
 São mais de 30 atletas inscritos.A prova . que é  tradição na ilha, terá largada da Praia do Murubira e chegada na Praia do Farol num percurso de 2.500 metros. O inicio será às
9h, o horário foi definido conforme a tábua das marés.
O secretário municipal de Esporte e Lazer, Francileno Mendes, alerta que essa competição só pode ser disputada por competidores profissionais, pois há risco de  incidentes, que os atletas profissionais estão acostumados a contornar.
Para a segurança de todos os participantes o Secretário informa que homens do Corpo de Bombeiros, assim como profissionais da Sejel e da Federação Paraense de Desportos Aquáticos estarão acompanhando os nadadores de perto em lanchas e em terra.Uma equipe de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil dará apoio ao evento.

Conselho rejeita aumento
de tarifa de ônibus
proposto pelo Setrans-Be​l



O Conselho de Transporte do Município de Belém reprovou por maioria absoluta, com 11 votos contra, 1 a favor e 1 abstenção, a  proposta do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setrans-Bel) de reajustar a tarifa do transporte público da capital em 17%. Caso a proposta tivesse sido aprovada, o preço da passagem de ônibus em Belém passaria a custar R$ 2,34.
 A reunião aconteceu na tarde desta quinta-feira, 19, na sede da Companhia de Transporte do Município de Belém (CTBel). A decisão sobre possíveis reajustes na tarifa somente será votada no próximo encontro do Conselho, marcada para terça-feira, dia 24.
  Para Ellen Margareth, diretora-superintendente da Ctbel e presidente do Conselho, toda proposta no sentido de reajuste deve ser objetivamente técnica. “São levados em consideração elementos como insumos e custos operacionais, reajustes salariais, além da inflação do período”, assegurou. Durante a reunião, ela adiantou que a CTBel já tem estudo elaborado para adequação do preço da passagem. Ainda segundo ela, a proposta do órgão será fundamentada com uma planilha de custos totais, a ser apresentada na próxima reunião, “Vamos apresentar o estudo elaborado, no qual chegamos ao valor de R$ 2,18 para a nova tarifa”, adiantou.
 Outras entidades também devem apresentar propostas no próximo encontro do Conselho. A exemplo, o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), adiantou um cálculo efetuado com base na inflação, que é de 6% durante o ano. Desta forma a tarifa passaria a R$ 2,12. Segundo Roberto Sena, representante da entidade, esse aumento resultaria num impacto mensal de R$ 101,76, caso o usuário utilize duas conduções por dia. Se este usuário tiver renda de um salário mínimo (R$ 622), 16,32% dos seus rendimentos ficariam comprometidos somente para o transporte.
 O Conselho é composto por 17 instituições, com 18 membros e seus suplentes, reunindo representantes do Gabinete do Prefeito, CTBel, Seurb, Segep, Secon, Sesan, Comando de Policiamento da Capital (CPC), Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Pará (STTREPA), Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém (Setrans-Bel), Sindicato dos Taxistas do Estado do Pará (STEPA), Comissão de Bairros de Belém (CBB), Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese), Federação das Associações de Aposentados e Pensionistas do Estado do Pará (Faapa) e União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas (Umes), Associação Paraense dos Portadores de Deficiência (APPD). O Detran-PA, contudo, tem dois representantes no Conselho. Dos 18 Conselheiros, cinco não participaram da reunião.

 Texto: Lauro Lima-NID Comus
Fotos:  Adriano Magalhães

Adepará apreende na Alça
Viária carne de procedência ilegal

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) tirou do mercado 350 quilos de carne de procedência ilegal. Fiscalização da Polícia Rodoviária Estadual na Alça Viária interceptou, nesta quarta-feira (18), uma caminhonete S10 que saía do município de Abaetetuba, no Baixo Amazonas, com destino a Belém.
Segundo o gerente do Serviço de Inspeção Estadual (SIE) da Adepará, Jefferson Oliveira, Abaetetuba tem apenas um matadouro municipal, ou seja, a carne só poderia ser comercializada dentro do próprio município. Como a PRE não tem um amparo legal sanitário para autuar, os policiais acionaram a Adepará.
O motorista do veículo foi autuado pelo fiscal estadual agropecuário Gilson Araujo por transportar produtos de origem animal de maneira inadequada e sem o documento sanitário correspondente. “Ele diz que veio de Abaetetuba, mas sem a origem não dá para saber, então é como se fosse uma carne clandestina”, explicou.
O material foi encaminhado à Sociedade Cooperativa da Indústria Pecuária do Pará (Socipe), para ser triturado e transformado em farinha de carne e osso para o consumo animal.

Texto:
Andréa Ferreira-Adepara

Governo do Pará abre sindicâncias
para apurar denúncias
na Colônia Agrícola





Duas sindicâncias já foram abertas, uma pela Corregedoria do Sistema Penitenciário do Pará e outra pela Corregedoria da Polícia Militar, para apurar denúncias de possíveis excessos cometidos contra internos da Colônia Agrícola Heleno Fragoso (CAHF), por policiais militares. Na manhã desta quinta-feira (19), o coordenador geral penitenciário, tenente coronel Jean Marcel, afirmou em entrevista coletiva que o Governo do Estado determinou total apuração dos fatos, mas ressaltou que nunca será admitido "que presos dominem qualquer penitenciária no Pará". As denúncias foram feitas por parentes de internos. Na quarta-feira (18), o corregedor penitenciário Robério Pinheiro esteve na Colônia Agrícola acompanhando uma comissão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção Pará.
Jean Marcel explicou que o Estado já vem adotando medidas de controle na Colônia Agrícola Heleno Fragoso. “As revistas de rotina são necessárias para coibir a entrada de bebidas alcoólicas, drogas e celulares, e para isso contamos com o apoio da Polícia Militar. Se houve excesso por parte dos policiais será apurado e, se for comprovado, os envolvidos serão responsabilizados”, afirmou.
O coordenador ressaltou ainda o processo de reestruturação implantado na Colônia Heleno Fragoso. “Há um investimento sendo feito na Colônia. Estamos concluindo a instalação de cerca em toda a área, e na segunda quinzena de agosto serão inaugurados um centro de ensino, três alojamentos e novos projetos que tornarão a Colônia autossustentável e permitirão aumentar o número de presos trabalhando”, concluiu.
As denúncias contra os PMs surgiram após uma revista realizada por agentes prisionais nos alojamentos da Colônia, com o apoio de 40 homens das tropas da Companhia de Operações Especiais (COE), Ronda Tática Metropolitana (Rotam) e Batalhão de Polícia de Choque. Durante a revista foram apreendidos 27 celulares, 52 carregadores, seis fones de ouvido, 54 petecas de substância entorpecente, 48 latas de bebida lacradas e mais de 300 latas já consumidas, além de dezenas de garrafas de bebidas alcoólicas destiladas, como vodca, cachaça e wisky. Após a revista, familiares de presos procuraram a OAB e o Ministério Público para denunciar que a PM teria cometido excessos contra um grupo de internos na Colônia.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Atendimento ao público
no Detran vai até meio-dia
nesta sexta (20)
O atendimento ao público no Departamento de Trânsito do Estado (Detran) nesta sexta-feira (20) vai até o meio-dia. As atividades serão retomadas segunda-feira (23). No fim de semana, grande contingente de agentes de trânsito estará no interior, em ações de fiscalização da operação "Verão na Paz, é a gente que faz", do governo do Estado.

Hangar - Centro de Convenções
entra em manutenção neste mês
Para receber com excelência os eventos agendados para o segundo semestre, o Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia está em fase de manutenção de diversos serviços, nas partes elétrica, hidráulica e de refrigeração. De segunda (23) a quarta-feira (25), o setor administrativo do Hangar ficará lotado nas dependências da Estação das Docas. Quem precisar entrar em contato com as áreas de comunicação, eventos e operacional, pode telefonar para (91) 3212-5660.

Uepa oferece 50 vagas
para pós-graduação
em Ouvidoria
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) oferece nova oportunidade a quem deseja se tornar especialista em Ouvidoria. O Centro de Ciências Sociais e da Educação (CCSE) reabriu a turma do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Ouvidoria, em Belém, ofertando 50 vagas. As inscrições iniciaram nesta quinta-feira (19) e prosseguem até 31 de agosto, pelo site da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) -  www.fadesp.org.br.
Os interessados devem ser graduados e atuantes como gestores ou técnicos de organizações públicas nos sistemas de Ouvidoria. O processo seletivo ocorrerá em duas etapas. Na primeira, será feita uma análise do Curriculum Lattes e seleção do pré-projeto produzido pelo candidato. Os aprovados passarão pela  segunda etapa, que consiste em uma entrevista conduzida por uma banca avaliadora. A lista dos aprovados será divulgada em 12 de setembro.
Para participar da seleção, o candidato deve apresentar os seguintes documentos: fotocópia da Carteira de Identidade e CPF; duas fotos ¾ recentes; Curriculum Lattes, em três vias, sendo uma comprovada; cópias autenticadas do diploma e histórico da graduação; pré-projeto de pesquisa (em três vias); fotocópia do comprovante de residência e comprovante de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 50,00, com a emissão do boleto bancário pelo site www.fadesp.org.br.
A documentação deve ser entregue no Centro de Ciências Sociais e Educação/UEPA – Pós-Graduação/CCSE –, na Travessa Djalma Dutra, s/nº, bairro Telégrafo, Bloco III, térreo, no período de 19 de julho a 31 de agosto de 2012, até 18h. Mais informações: (91) 3233-9355 ou 4009-9550.
 O edital nº 71/2012 – Uepa - está disponível no endereço
 http://www.uepa.br/portal/downloads/especializacaoemouvidoria.pdf

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa

Defensoria Pública do Estado
inaugura nova sede de Benevides
 A Defensoria Pública do Pará inaugurou nesta quinta-feira (19) em Benevides, região metropolitana de Belém, a nova sede para atendimento ao público. O prédio fica na rua João Franjas, 126, ao lado do Fórum, no centro da cidade. Cerca de 400 pessoas são atendidas por mês na cidade. Dentre as principais demandas, estão ações de divórcio, curatela, defesa criminal e ações de alimentos.
Participaram da inauguração, entre outras autoridades, o defensor público geral, Luís Carlos de Aguiar Portela, o juiz de direito Fábio Araújo Marçal, e o promotor de Justiça Pezaliel Castro Alvarenga. É a segunda inauguração da Defensoria em um mês. A outra foi a da sede de Santarém, no Baixo Amazonas. O objetivo, segundo Portela, é ampliar o atendimento humanizado e garantir maior conforto à população.
“Este é o principal objetivo da gestão atual: ampliar a estrutura física e, consequentemente, assegurar um atendimento de qualidade aos nossos assistidos, que necessitam de estrutura e de apoio. Quando estruturamos um prédio como este, pensamos no conforto do defensor e do servidor público, mas acima de tudo demonstramos a preocupação com o público”, disse o defensor geral.
Segundo Luís Carlos Portela, a nova sede da Defensoria Pública de Benevides  atende a um desejo antigo dos defensores da região, que estavam sem prédio fixo para trabalhar. O atendimento ao público era feito em uma sala no Fórum Cível, sem o auxílio de servidores e com pouca estrutura, o que fazia o serviço acumular.
A nova sede é composta por uma sala de espera com capacidade para 14 pessoas, sala de triagem, dois gabinetes para o atendimento dos defensores públicos, secretaria, sala de arquivo, banheiros e copa. Trabalham em Benevides os defensores públicos Edernilson Barroso e Mauro Pinho, os servidores Roseane Oliveira e Ádamo Castilho e a estagiária Alexia Brasil.

Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública

Bosque Rodrigues Alves oferece
programaçã​o no fim de semana
Neste final de semana o Bosque Rodrigues Alves segue com a programação de férias para animar crianças e adolescentes que permanecem na capital paraense. No sábado, 21, a partir de 08h, o público poderá conferir a Exposição de Fotografias Antigas e dos Elementos Naturais do Bosque no Salão de Exposição do Chalé de Ferro.
  No domingo, 22, a partir de 09h, nas trilhas do Bosque o ator Leoci Medeiros apresenta o espetáculo “Costura Teatral: Visita de Antonio Lemos”, e de 09h até 12h a criançada poderá aprender como fazer o reaproveitamento de garrafas Pet com uma mini oficina na Brinquedoteca do Bosque.
 A programação terá ainda contação de História: Adalgisa e O Mágico Em Nós e Brincadeiras e Pinturas em Matrizes na Brinquedoteca e ainda com o Plantio de Arbórea Nativa pelos visitantes através do “Projeto Plantando uma Ideia”. Outra atração será o Cine Bosque com a exibição do filme Kauan: a lenda das águas, no auditório do Bosque a partir das 11h da manhã.
 Serviço: O Jardim Zoobotânico Bosque Rodrigues Alves funciona de terça-feira a domingo, das 8h às 17 horas. A entrada custa R$ 2,00 e R$ 1,00 a meia entrada.


Texto: Luciana Benício - NID Comus

Abertas inscrições para
Seminário de Educação do Campo
Estão abertas até o dia 10 de agosto as inscrições para o I Seminário da Licenciatura em Educação do Campo do Pará e Amapá e o III Encontro de Pesquisa da Educação do Campo do Estado do Pará. Professores licenciados em Educação do Campo e áreas afins podem se inscrever e/ou inscrever seus trabalhos para apresentação. Para quem não for apresentar trabalhos, as inscrições podem ser realizadas até o dia do evento, que acontecerá de 29 a 31 de agosto, no auditório Professor José Vicente Miranda Filho, na Universidade Federal do Pará (UFPA). A inscrição, que é gratuita, é feita pelos sites da Seduc (www.seduc.pa.gov.br) ou www.educampoparaense.org.
Além das apresentações dos trabalhos científicos, os participantes assistirão a palestras e mesas redondas, para discussão de diversos temas, entre os quais “Os desafios atuais da Educação do Campo nas políticas, nas pesquisas e na formação de educadores”; “Procampo e os desafios da licenciatura plena em Educação do Campo”; “O licenciado em Educação do Campo e suas perspectivas quanto à inserção profissional nas redes públicas de ensino”; “Educação do Campo, pesquisa e desenvolvimento na Amazônia” e “Educação do Campo e redes sociais”.
A formatação, assim como as informações para o envio dos trabalhos e período de análises e publicações, constam do site. Os trabalhos poderão ser apresentados de quatro maneiras, a critério do autor: Comunicação Oral; Pôster; Relatos de Experiências Educativas e Produção Cultural, cada um com um formato específico.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Idosos atendidos pela Seas
participam de implantação de horta

A implantação de uma horta com diversas culturas vai muito além de estimular a alimentação saudável. A prática pode adquirir função terapêutica para os acolhidos do Abrigo Estadual Lar da Providência, vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas). O projeto da Seas objetiva melhorar a qualidade de vida das pessoas abrigadas com a produção de hortaliças para autoconsumo e distribuição.
A horta com plantação de oito culturas foi implantada em maio deste ano. Ocupa um espaço de 391 metros quadrados no abrigo para idosos. Nesta quarta-feira (18), foi feita a primeira colheita das culturas de jambu e cariru, totalizando 120 maços, que foram distribuídos entre as cinco unidades de abrigamento do Estado: Lar da Providência, Socorro Gabriel, Eapi, Domingos Zaluth e Abrigo de Mulheres.
A engenheira agrônoma da Seas, Roberta Oliveira, diz que o espaço é um instrumento terapêutico que ajuda no desenvolvimento psíquico-social dos idosos. "Este local de cultivo potencializa ainda o sentido da residência, já que está instalado do pátio, fortalecendo os vínculos de relacionamento e do sentimento da família", explica. Roberta diz ainda que o trabalho coletivo da plantação, com a participação e coordenação dos monitores, ajuda no desenvolvimento dos acolhidos.
"O projeto estimula a educação alimentar e ambiental, bem como funciona como um grupo de convivência, fortalecendo vínculos sociais e de amizade entre os idosos acolhidos", reforça a engenheira agrônoma.
O coordenador de Proteção Social Especial de Alta Complexidade do Abrigo, Charles Tuma, reconhece os efeitos positivos do projeto no sentido de contribuir e qualificar o tratamento dado aos acolhidos. Ele ressalta que o objetivo é levar a iniciativa também às outras unidades. Os produtos da horta servem como complemento, já que a alimentação diária segue orientação nutricional e tem suprimento constante e regular sem a dependência da horta.

Texto:
Inara Soares-Seas

Setran alerta motoristas sobre
obras nas estradas estaduais
Máquinas e operários continuam as obras de recuperação e manutenção das rodovias que fazem parte da malha viária estadual mesmo durante o veraneio, por isso é necessário que os condutores de veículos redobrem a atenção ao se aproximar dos trechos em obras. Os motoristas devem ficar atentos às sinalizações e aos trechos onde houver estreitamento de pista, principalmente durante a noite.
Uma dessas vias é a Alça Viária, que liga a Região Metropolitana de Belém ao sul do Pará e Baixo Tocantins, onde as obras estão sendo executadas próximas ao quilometro 30. No trecho há uma intensa movimentação de máquinas pesadas e de trabalhadores do consórcio contratado pela Setran. Nesse perímetro está sendo finalizada a primeira etapa de repavimentação da Alça Viária, com a reconstrução da base e sub-base. Os trabalhos no local incluem a aplicação de 10 centímetros de asfalto, ampliação do acostamento para um metro e meio de cada lado da pista e implantação de nova sinalização horizontal e vertical, que garantirá aos motoristas uma viagem mais tranquila, inclusive durante a noite.
Outras rodovias também estão sendo recuperadas e apresentam techos de pista reduzidos pela atividade das máquinas e trabalhadores, como na PA-287, entre Redenção e Conceição do Araguaia, no sul do Pará; na rodovia PA-238, entre a PA-140 e Colares; na PA-124, entre Garrafão do Norte e Nova Esperança do Piriá; na PA-263, entre Goianésia e Tucuruí, onde a Setran está construindo uma ponte de concreto sobre o rio Mojuzinho; e na PA-154, principal rodovia do arquipélago Marajoara, onde está sendo construída uma ponte de concreto e metal à altura da localidade Mãe de Deus.
“Estamos trabalhando continuamente e pedimos aos condutores que tenham cuidado e paciência ao se aproximar dos trechos que estão em obras. Outras estradas entrarão em manutenção até o início de agosto”, alerta o secretário de Estado de Transportes, Eduardo Carneiro.

Texto:
Dinan Laredo-Setran





Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...