Total de visualizações de página

quarta-feira, outubro 17, 2012

Estado paga salários de outubro a partir do próximo dia 25



O governo do Estado inicia na próxima semana, quinta-feira (25), o pagamento dos servidores públicos da administração direta e indireta referente ao mês de outubro. Segundo o cronograma divulgado pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), os inativos militares e pensionistas civis e militares serão os primeiros a receber. O pagamento será encerrado na semana subsequente, quarta-feira (31), com os funcionários da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Confira abaixo o calendário completo:
 
Dia 25 – Inativos militares e pensionistas civis e militares;
Dia 26 – Inativos civis e pensões especiais/ Sead;
Dia 29 – Auditoria, Casa Civil, Casa Militar, Consultoria Geral, Defensoria, Gab-Vice, Procuradoria Geral, Naf, NGTM, Secretarias Especiais, Sepaq, Secti, Sead, Sefa, Sepof, Sagri, Sema, Secult, Sedurb, Seel, Seicom, Sejudh, Seop, Sespa, Seter, Seas, Setran, Secom e Setur;
Dia 30 – Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, CDI, Ceasa, Cohab, CPC Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, FCG, Fundação Tancredo Neves, FCV, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clinicas, Hospital Ophir Loyola, Hemopa, Iap, Imep, Iasep, Igeprev, Imprensa Oficial, Iterpa, Jucepa, Paratur, Prodepa, Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor, Idesp, Loterpa, CPH e NGTM;

Dia 31 – Seduc.
Texto:
Renan Malato-Sead



Governo começa a executar o
Programa de Investimentos Prioritários
Enquanto ocorrem as tramitações necessárias para que Estado tenha acesso ao montante de R$ 1,8 milhão oriundos de quatro operações de créditos previstas no Programa de Investimentos Prioritários do Governo do Estado, o governador Simão Jatene informou nesta quarta-feira (17), que o “pacote de obras” para os próximos dois anos já começou a ser executado, com recursos do próprio Estado. “Em Santarém, por exemplo, já estamos tocando a construção do ginásio e do estádio”, destacou.
Ao comentar a autorização da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa), no início da semana, para as operações de crédito, Simão Jatene parabenizou os deputados da casa pela forma “madura e responsável” com que analisaram o programa. “Esses investimentos são importantes, não só para este Governo, mas para toda a sociedade paraense. Pela primeira vez nós teremos a chance de ter um volume de recursos pensado de forma articulada para romper com alguns ‘gargalos’ da nossa economia e da nossa sociedade”, frisou o governador.
Com o aval dos deputados, o Governo está apto para a contratação de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco do Brasil (BB). A expectativa, segundo Simão Jatene, é de que pelo menos parte da quantia que será viabilizada através dos empréstimos (no total R$ 1,8 milhão), esteja disponível para o Estado no início do próximo ano. O governador informou que os recursos terão ingressos distintos, por se tratarem de quatro operações diferentes. “Isso vai acontecer no decorrer de todo o governo".
Do montante viabilizado através dos empréstimos, somam-se ainda recursos do tesouro do Estado, totalizando mais de R$ 2 bilhões em investimentos. O Programa prevê R$ 180 milhões para a área da saúde, R$ 672 milhões para a infraestrutura, R$ 610 milhões para as áreas de educação, esporte e turismo, R$ 610 milhões para a segurança e R$ 273 milhões para urbanismo e saneamento.
Obras
Com os investimentos previstos, de acordo com o secretário de Estado de Saúde, Hélio Franco, cerca de 500 novos leitos serão criados em todo Estado. Serão 140 novos leitos de Alta Complexidade com o Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba; 250 leitos na Região Metropolitana de Belém com o novo Hospital Abelardo Santos, e mais de 100 leitos de Alta Complexidade no Hospital Regional em Castanhal, no nordeste do Estado.
Além disso, serão implantados dois Ambulatórios Médicos de Especialidades em Santarém, no oeste do Estado, e em Marabá, no sudeste paraense. “Enquanto no Brasil existe uma discussão sobre a diminuição de leitos, no Pará estamos aumentando. Os ambulatórios também irão dar mais resolutividade à média e alta complexidade do Estado, pois irão complementar o que temos hoje nos seis Hospitais Regionais”, destacou Hélio Franco.
Na área da educação, onde serão investidos R$ 400 milhões, o Governo investirá na melhoria da qualidade ensino e expansão da cobertura da educação básica. O secretário de Estado de Educação, Cláudio Ribeiro, informou que o projeto contempla a construção de 30 novas escolas de ensino médio, duas unidades profissionalizantes, oito implantações de unidades do Pro Paz nas escolas e cerca de 350 ampliações e reformas.
“Toda e qualquer infraestrutura que venha a contribuir com a qualidade de ensino será trabalhada nesse projeto. Além disso, a gente tem toda a parte de capacitação, ou seja, de formação inicial e continuada de docentes e de servidores em geral, com ênfase na questão da gestão escolar. Então vai ser revisto o processo de gestão da educação do Pará de uma forma geral, chegando até o âmbito da escola”, informou Cláudio Ribeiro.
Principais obras previstas nas demais com os investimentos do Programa de Investimentos Prioritários:
Infraestrutura
Alça Viária – 2ª etapa (do km 33 ao km 69)
PA – 287 – Conceição do Araguaia/Redenção
PA- 150 – Moju/ Vila Bom Jesus
PA – 150 – Vila Bom Jesus/Goianesia
PA – 275 –Eldorado/Curionopolis/Paraupaebas
Esporte
Construção do Complexo Esportivo do Mangueirão
Turismo
Parque do Utinga
Segurança
Construção e aparelhamento do Centro Integrado de Operações (Ciop)
30 UIPPs – Unidades Integradas Pro Paz
5 novas Casas Penais
Aeronaves/Helicópteros
Urbanismo e saneamento
Duplicação da avenida Perimetral
Rodovia do Yamada – implantação de via estruturantes, de ligação Icoaraci/Belém
Saneamento
Restauração do 4°e 5° setor de abastecimento de água
Reabilitação do Centro de Operações da RMB
Limpeza do Lago Bolonha
Construção da adutora na Avenida João Paulo II
Texto:
Amanda Engelke-Secom





Policiais civis e militares desarticulam
quadrilha de assaltantes em Santarém
As Polícias Civil e Militar, em operação conjunta, desmontaram uma quadrilha de assaltantes que também atuava no tráfico de drogas, em Santarém, região oeste do Pará. Oito pessoas foram flagradas com drogas em quatro locais diferentes na área urbana do município. As prisões foram realizadas logo após a ocorrência de um roubo com reféns em uma casa, situada na área central da cidade. Jóias, dinheiro e equipamentos eletrônicos foram roubados da residência. Durante as investigações, a Polícia Civil identificou os locais onde os assaltantes estavam escondidos. Os objetos roubados já haviam sido entregues em três pontos da cidade. Os locais eram guardados por dois integrantes do bando que, no momento da abordagem policial, preparavam drogas para venda.
As investigações tiveram início há duas semanas, com as equipes da Superintendência e da 16ª Seccional Urbana de Santarém, do NAI e de policiais militares, para conter as ações do grupo criminoso que atuava no município. Os policiais apuraram que a quadrilha é composta de pessoas que moram em Santarém e Itaituba, na região oeste e sudoeste do Pará, e em Maracanã, nordeste do estado. O bando utilizava quatro locais distintos na cidade para não serem descobertos. “Eles praticavam roubos a transeuntes utilizando motocicletas, roubos em residências, onde entravam pelos muros e rendiam os moradores”, informou o delegado Gilberto Aguiar, superintendente da Polícia Civil na região do Baixo e Médio Amazonas.
No mais recente roubo à residência, após invadir o imóvel, os bandidos chegaram a permanecer com uma família refém desde a madrugada até as 7 horas da manhã. A operação contou com atuação de todo o efetivo de policiais civis da sede da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, equipe do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), policiais civis da 16ª Seccional Urbana de Santarém, DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) e policiais militares do Comando de Policiamento Regional I, do 3º Batalhão da PM, do Grupamento Tático Operacional (GTO) e da 16ª Zona de Policiamento. Os delegados Mardnes Tiago e Djalma Rego comandaram as ações policiais, sob coordenação do delegado Gilberto Aguiar.
Dos oito presos, quatro deles - Joanison Agenor Patrício de Sousa, 25 anos; Marinésio Sousa dos Santos, 39, de apelido “Catel”; Josieverton de Araújo Munhoz, 27; Uemerson da Costa Lima, 33, de apelido “Migué” - vão responder por roubos, posse irregular de arma de fogo e formação de quadrilha ou bando. Em poder deles, foram encontrados e apreendidos bens roubados, arma de fogo, munições e veículos. Os outros quatro acusados – Charlison Cerdeira Lopes, 29 anos, de apelido “Manga”; Erisson Dias Tapajós, 23, de apelido “Macaco”; Telmara da Rocha Queiroz, 31, conhecida por Telma, e Jonni Paulo Sousa Serra, 26 - foram apresentados sob acusação de tráfico de drogas.
Na casa de Charlison, na Rua das Verbenas, bairro Santarenzinho, foram apreendidas três porções de drogas com 125 gramas de pasta de cocaína; 54 papelotes de cocaína; mais 15 porções da mesma droga embalada em papelotes; uma balança de precisão; três telefones celulares e uma máquina digital. Também foram apreendidos uma lata com barrilha; duas munições para calibre 16; sacos plásticos transparentes; um tubo de linha; uma garrafa pet com solução de bateria; uma tesoura; duas colheres e dois baldes. Já o preso Jonni Paulo, juntamente com outros dois comparsas, praticou assalto em uma residência. Após o crime, os objetos subtraídos da casa foram encontrados em poder do acusado, em uma vila de casas, localizada na rua Castanheira, bairro do Aeroporto Velho, em Santarém.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Paraenses já conquistaram 76
medalhas nas Paraolimpíadas Escolares

Já são 76 as medalhas conquistadas pela delegação paraense nos dois dias das Paraolimpíadas Escolares, em São Paulo. Nesta quinta-feira (18), a equipe garantiu 22 medalhas de ouro, 23 de prata e 21 de bronze. Entre os principais destaques estão o atletismo, com 40 medalhas, e a natação, com 20. O evento esportivo, considerado o maior do mundo para estudantes com deficiência, termina na noite de sexta-feira (19).
A expectativa é de mais conquistas para a delegação de estudantes do Pará, nas modalidades de vôlei sentado, natação, e goalball. A equipe de tênis de mesa abocanhou duas medalhas de prata, com os estudantes Andrey Barreto e Rosicléia Correa, ambos com deficiência física. Esta foi a quarta Paraolimpíada de Rosicleia, que estuda na Escola Estadual José Mariano Machado, em Barcarena. “Estamos competindo com os melhores e esta medalha de prata tem muito valor para mim. Espero participar ano que vem de novo e, quem sabe, também estar entre os primeiros”, disse.
No vôlei sentado, praticado por estudantes com deficiência física, o Pará segue em busca de vaga nas finais. A equipe paraense venceu mais um jogo, contra a seleção de Santa Catarina. Na piscina da Escola de Educação Física da Polícia Militar, estudantes de Abaetetuba, Barcarena, Belém e Santa Maria do Pará são destaque. Na equipe de nadadores, estão estudantes com deficiência física, intelectual, visual e auditiva.
Lucilene Sousa, de 12 anos, conquistou duas medalhas, uma de bronze, com a equipe de revezamento 50 metros livre, e outra de ouro, nos 100 metros livre. Portadora de deficiência intelectual, ela só havia nadado quatro vezes antes das paraolimpíadas. “Fiz um teste e passei. Estou gostando muito de competir. Quero nadar muitas vezes”, afirmou.
Bocha – Adaptada especificamente para pessoas com paralisia cerebral, a prática da bocha virou sinônimo de superação de desafios. Pela primeira vez, a delegação paraense levou às Paraolimpíadas Escolares uma equipe para competir nessa modalidade. A participação dos quatro atletas da bocha foi encerrada nesta quinta-feira (18) sem medalhas, mas com a demonstração de um grande potencial a ser explorado nos próximos anos.
Raciocínio, concentração, esforço e coordenação motora são características exigidas ao atleta. O jogo pode ser entre duas pessoas ou equipes. A ideia é que os atletas lancem bolas, vermelhas ou azuis, uma cor para cada competidor, o mais perto possível de uma bola branca.“A bocha é um jogo de estratégia e faz com que o atleta com paralisia cerebral trabalhe no limite da possibilidade”, explica a técnica Kelen Machado que, juntamente com a técnica Cleia Gisane Rodrigues, introduziu atletas paraenses de bocha nas paraolimpíadas.
Durante o jogo, o atleta pode usar as mãos, pés, cabeça, instrumentos de auxílio e ajudantes para as pessoas com grande comprometimento nos membros superiores e inferiores. O estudante Wallace Costa, 18 anos, tem como auxiliar a tia, Márcia Costa. “Tem sido muito emocionante estar aqui. A bocha já melhorou a concentração dele, a noção de responsabilidade e o ânimo também”, conta Márcia. Tudo isso porque os treinos, duas vezes por semana, transformaram a rotina do jovem. “O esporte está mudando a vida dele, que agora pode ver o mundo de outras formas. Estar aqui é uma grande vitória”, disse a tia do estudante.
Texto:
Mari Chiba-Seduc

Notícias do PSDB (Brasília)
Segundo Barbosa, há provas de que foi constituída uma quadrilha entre Dirceu, os ex-dirigentes do PT, o grupo de Valério e a cúpula do Banco Rural
Destaques do site

Para o ministro, mensalão corrompeu parlamentares para ampliar base

Barbosa: Genoino não tinha autonomia para bater o martelo nos acordos do partido

Réus permitiram mistura de empréstimos com dinheiro público

Regimento interno prevê que, em caso de empate, prevalece o voto do presidente


Imagem do dia

Destaques da imprensa


No twitter


Frase do dia

"Não é o PSDB que coloca sobre os petistas a marca do mensalão. É a Justiça. O mensalão, sem dúvida, se tornou uma marca indissociável do PT"
Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB e deputado federal


Xx

Comércio de matéria-prima
florestal entre carvoarias
é vedado pela Sema
Em atendimento às reuniões regulares do comitê do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Carvão, o secretário de Estado de Meio Ambiente, José Alberto Colares, assinou Instrução Normativa (IN), publicada nesta quinta-feira (18), no Diário Oficial do Estado do Pará, para disciplinar o procedimento a ser adotado pelas carvoarias no Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora), gerenciado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
O TAC do Carvão define o planejamento das fiscalizações, a capacidade de produção das carvoarias e a modernização dos sistemas de controle e monitoramento florestal. O grupo é composto por representantes da Sema, do Ministério Público Federal (MPF), da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), do Programa Municípios Verdes, do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Pará (Sindiferpa) e das empresas siderúrgicas Sidepar, Cosipar e Ibérica, 
A publicação leva em consideração o TAC do Carvão firmado, em fevereiro de 2012, entre a Sema, o Ministério Público Federal (MPF), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e as indústrias siderúrgicas em funcionamento no estado do Pará, que considera que uma carvoaria não é fonte de matéria-prima para outras carvoarias e que é necessário controlar o transporte de matéria-prima florestal entre carvoarias. O documento lembra ainda que a Sema aprova os Planos de Suprimento Anuais (PSA) das indústrias siderúrgicas somente após análise da capacidade de produção das carvoarias fornecedoras.
Por isso, a Sema, por meio da IN, resolveu vedar no Sisflora a comercialização entre carvoarias ou entre carvoarias e comércios não produtores, dos produtos classificados como resíduo fonte de energia, resíduos florestais, cavaco, carvão, lenha e tico. Também deverá ser respeitado o raio máximo de 40 km, entre o ponto de carbonização e as fontes de suprimento de matéria-prima florestal e, em casos excepcionais, o raio máximo de 60 km, mediante comprovação de viabilidade técnica e econômica a ser analisada pelo órgão ambiental. A Sema terá um prazo de 40 dias úteis, contados a partir da data da publicação da Instrução Normativa, para efetivar as mudanças necessárias no Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora).
Texto:
Káthia Oliveira-Sema


Desarticulado esquema de
adulteração de veículos
em Curionópolis

Investigação de cerca de um mês levou nesta quarta-feira (17) em Curionópolis, sudeste do Pará, à desarticulação de um esquema de receptação de carros roubados e adulteração do sinal identificador de veículo. Foram presos em flagrante Diogo José Parreira, 31 anos, Frederico de Oliveira Bastos, 36, e Nélio Loberto da Silva Sobrinho, 33, acusados de transportar cinco veículos adulterados desde a cidade de Goiânia, em Goiás, com destino a Parauapebas, também no sudeste do Pará.
Eles foram autuados pelos crimes de receptação qualificada, formação de bando ou quadrilha e adulteração de sinal identificador de veículo. O flagrante foi presidido pelo delegado Bruno Fernandes, titular da Delegacia de Curionópolis. Segundo ele, os presos integram uma quadrilha responsável em vender carros no sudeste do Pará, após adulterar os sinais identificadores dos veículos.
As investigações mostraram que o esquema acontecia há, pelo menos, três anos. Eles compravam carros danificados em Goiás, que, em geral, haviam se envolvido em acidentes de trânsito, e os traziam para o sudeste paraense. Após roubar um veículo, eles falsificavam documentos repassando os dados dos carros danificados para os roubados. O automóvel, assim, passava a circular como um carro “legal”.
Os carros apreendidos apresentam placas das cidades de Goiânia e Anápolis, em Goiás; Parauapebas, no Pará, e Sinop, em Mato Grosso. Durante a operação, foram apreendidos veículos carros adulterados em Parauapebas. Eles foram levados para Curionópolis, de onde foram encaminhados para perícia no Instituto Médico Legal (IML), em Marabá. O laudo pericial comprovou a adulteração dos veículos.
Segundo as investigações, Nélio Loberto é apontado como o líder do esquema. Apenas Frederico Bastos mora fora do Pará, no bairro Vila Gaiapó, em Goiânia. Os demais moram em Eldorado dos Carajás. Um quarto homem envolvido com o bando está sendo investigado. A Polícia Civil vai investigar ainda a atuação do grupo em outras cidades.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Economista é escolhido o
Servidor Nota 10 da Segup

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) elegeu terça-feira (16) o “Servidor Nota 10”. O escolhido é o economista Hilton de Freitas Mendes, que já atua há 27 anos na instituição e hoje integra a equipe da Gerência de Projetos. Ele vai representar a secretaria na premiação, coordenada pela Escola de Governo do Pará (EGPA), que reconhece o mérito profissional dos funcionários públicos estaduais.
A Comissão de Avaliação, formada por quatro funcionários da secretaria, elegeu o “Servidor Nota 10” com base em critérios como assiduidade, disciplina, iniciativa, produtividade, competência interpessoal, trabalhos de relevância, relacionamento com o público, atualização e reciclagem profissional, integração ao projeto de governo e responsabilidade. A avaliação levou em conta toda a vida funcional dos servidores inscritos.
A quinta edição do prêmio será dia 26 deste mês, e os servidores escolhidos de cada órgão receberão certificados, medalhas e o prêmio no valor de R$ 1 mil. O “Servidor Nota 10 do Estado” receberá certificado, medalha e R$ 30 mil. Todos os prêmios serão entregues pelo governador Simão Jatene. Criado em 2003, o programa foi suspenso em 2006 e retorna como parte da Agenda Mínima de Governo, dentro do Programa Gestão de Qualidade.
Os prêmios serão entregues aos servidores de cada órgão estadual com o melhor desempenho durante o ano, segundo a opinião dos colegas que integrarão a comissão avaliadora.
Texto:
Lene Alves-SEGUP


Sefa fiscaliza transporte
intermodal de cargas
A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) iniciou, esta semana, o procedimento de fiscalização do transporte intermodal de cargas. A ação acontece em seis estabelecimentos de transportadoras localizados na Grande Belém e tem como objetivo garantir o recolhimento do Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) para o Pará na modalidade rodoviária, o que não vinha acontecendo.
No primeiro dia da ação foram apreendidas algumas carretas com produtos da Zona Franca de Manaus, trazidas de balsas para Belém, e que são levadas daqui, por estrada, para outros estados. O ICMS era recolhido para o Amazonas.
O Pará defende que o imposto referente ao trecho Belém até o seu destino final seja recolhido aqui, onde se inicia a modalidade de transporte rodoviário.  Uma reunião foi marcada entre as secretarias da Fazenda do Pará e do Amazonas para discutir o assunto. No ano passado a Sefa já havia iniciada este procedimento de fiscalização, que foi sustado a pedido do Amazonas.
De acordo com o diretor de Fiscalização da Sefa, Célio Cal Monteiro, “a legislação de transporte intermodal é nacional e o que o Pará busca é o cumprimento da norma vigente”. Ele esclareceu que o transporte aquaviário inicia em Manaus, e que ao chegar ao Pará passa para a modalidade rodoviária, passando, portanto, a haver recolhimento do imposto ao Pará. “A Sefa está cobrando o ICMS do trecho rodoviário. O contribuinte pode recolher o imposto e prosseguir com o transporte da mercadoria. Caso contrário, a Sefa  apreende a carga e lavra o auto de infração”, informa o diretor.
Segundo o auditor de receitas estaduais, estas mercadorias estão desacompanhadas de documentário fiscal, pois a Sefa não reconhece o documento de transporte rodoviário emitido no Amazonas.     
Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa

Servidoras da Segup são beneficiadas
com o Cheque Moradia

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) entregou, na manhã desta quinta-feira (18), o benefício do Cheque Moradia para três servidoras da instituição: Cleize dos Santos, Thaís Costa Barros e Rita de Cássia Paes. A entrega foi feita pelo secretário adjunto de Gestão Administrativa, Cláudio Lima.
O programa é gerenciado pela Companhia de Habitação do Pará (Cohab) e possibilita aos contemplados, com renda de até três salários mínimos, um crédito para ser usado na construção, reforma ou ampliação da casa própria, ficando a contratação e pagamento da mão de obra sob a responsabilidade do beneficiário.
A Segup fez as inscrições das servidoras e posteriormente enviou uma equipe técnica para analisar na casa delas as informações prestadas no formulário. Na visita, foram analisadas as condições de habitação e a documentação das beneficiadas. Em seguida, o processo foi encaminhado para a Cohab fazer a seleção final.
Para a servidora Thais Costa, “este é um ótimo programa do governo, pois ajuda o servidor a investir na sua moradia. O cheque veio em boa hora porque trouxe a possibilidade de reformar a minha casa”, frisou. O programa foi criado em 2003 e é executado por meio de parcerias formalizadas com órgãos da administração direta e indireta do governo do Estado.
Inicialmente foi priorizado o atendimento somente aos funcionários públicos estaduais do Poder Executivo (efetivos e aposentados), enquadrados na faixa de renda específica de três salários mínimos e residentes na região metropolitana de Belém. Posteriormente, o recurso foi estendido aos demais municípios do Estado, para o atendimento também dos inativos, atendimentos especiais (situações de risco ou miséria) e o atendimento a pessoas com deficiência.
Texto:
Lene Alves-SEGUP


Mais de 6 mil participam da
primeira etapa do concurso da Seduc

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) promove domingo (21) a primeira etapa do concurso público para professor efetivo das disciplinas de educação especial e ensino religioso. Mais de seis mil candidatos estão na disputa pelas 658 vagas ofertadas. A prova será aplicada em Belém e em mais 15 municípios paraenses, no horário de 9 às 13 horas.
A Universidade do Estado do Pará (Uepa), organizadora do certame, divulgará no site http://paginas.uepa.br/concursos, no prazo de até 24 horas após o término da prova, o caderno de questões e o gabarito oficial preliminar da primeira etapa. As provas serão feitas nas cidades de Abaetetuba, Belém, Bragança, Breves, Capanema, Capitão Poço, Cametá, Castanhal, Conceição do Araguaia, Itaituba, Mãe do Rio, Maracanã, Óbidos, Santarém e Santa Izabel do Pará.
O concurso será feito em duas etapas. A primeira é a prova escrita, com 50 questões objetivas de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório. Somente os candidatos com pontuação mínima de 60% neste exame e classificados dentro do limite de até três vezes o número de vagas ofertadas para cada cargo/ disciplina/ município serão convocados para a próxima fase, que é a prova de títulos.
Das vagas ofertadas, 502 são para o cargo de professor classe I, nível A, na modalidade educação especial, que é voltado para os profissionais com graduação em licenciatura plena em pedagogia com habilitação em educação especial ou licenciatura plena, acrescido de curso de especialização na área educação especial, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).
As outras 156 vagas são para o cargo de professor classe I, nível A, na modalidade ensino religioso, que exige graduação em licenciatura plena em ciências da religião ou ensino religioso. A remuneração do cargo de professor será constituída de vencimento base, mensal e atual, que varia de R$ 729 (20 horas) a R$ 1.458,11 (40 horas), acrescido de 80% de gratificação de escolaridade e 10% de gratificação de magistério.
Texto:
Irna Cavalcante-Uepa


Uso de agrotóxicos é tema de
reunião da Sagri na Super Norte 2012

A Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) reuniu, na tarde da última quarta-feira (17), o grupo que visa capacitar e orientar os produtores rurais paraenses para as boas práticas em horticultura, buscando minimizar os efeitos de agrotóxicos usados nas plantações de hortaliças. A reunião técnica “Boas Práticas na Horticultura” ocorreu no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, no último dia da feira Super Norte 2012, com a participação de 42 pessoas de 18 entidades diferentes que compõem o grupo.
O grupo, constituído há cerca de um ano, e que se reúne mensalmente, discutiu sobre as melhores formas para que o uso de agrotóxicos não seja feito forma indiscriminada pelos produtores, e para que isso ocorra é necessária uma conscientização mais efetiva junto aos produtores, sendo essa a meta principal do grupo, priorizando a qualidade na alimentação dos consumidores.
A reunião técnica teve a participação da Associação Paraense de Supermercados (Aspas), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae), entre outros.
Também participou do encontro o promotor do Ministério Público Estadual Marco Aurélio Nascimento, da Promotoria de Defesa do Consumidor, que acompanha de perto as ações do grupo. Ele foi um dos que começaram a provocar discussões sobre o tema do uso abusivo de agrotóxicos. As ações do grupo se concentram nas áreas de maior produção de hortaliças, que são os municípios de Ananindeua, Santa Isabel do Pará, Santo Antônio do Tauá, Castanhal, Marituba, Benevides, São Francisco do Pará e Santa Bárbara do Pará.
Segundo o engenheiro agrônomo da Sagri Jorge Soares, uma das resoluções do grupo na reunião foi o aumento das fiscalizações nas áreas de plantio, sob responsabilidade da Adepará. “O que se percebe nas fiscalizações é um alto grau de agrotóxicos usados de forma indiscriminada. O papel do grupo é conscientizar esse produtor que, muitas vezes, nem sabe o que é o produto que usa na plantação”, esclareceu Jorge.
Jorge Soares também informou que, por sugestão do professor e pesquisador Sérgio Gusmão, da Ufra, o grupo parte agora para fazer um diagnóstico mais real da situação nas propriedades rurais. “O que encontramos muitas vezes é uma resistência dos produtores em receber orientações sobre o assunto e repassar as informações. Essa conscientização não é imediata e demanda tempo”, enfatizou.
Além das fiscalizações feitas nas áreas de cultivo pela Adepará, o trabalho do grupo conta com o controle nos supermercados feito pela Sespa, por meio da Vigilância Sanitária, com a capacitação dos produtores, responsabilidade do Senar e Sebrae, além das informações técnicas repassada pelas outras entidades.
Texto:
Leni Sampaio-Sagri


Fasepa promove curso de
Práticas Restaurativas em
parceria com Fase-RS.
A Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) promove, até esta sexta-feira (19), o curso "Práticas Restaurativas", realizado na Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA), em Belém (PA). Com o tema “Dialogando Sobre Círculo de Compromisso e Círculo Familiar, no Âmbito da Socioeducação”. A iniciativa visa estabelecer um novo modelo de solução e mediação de conflitos, calcado em uma cultura de paz na qual as partes envolvidas tenham a possibilidade de resolver as mais diversas situações através do diálogo reflexivo, o respeito, a sensibilidade e o acolhimento.
A coordenadora do Núcleo de Práticas Restaurativas da Fasepa, Eliana Penedo, ressalta que a Justiça Restaurativa convida a (re) pensar e agir a partir de outra perspectiva. “A nossa intenção não é analisar ou aplicar as práticas restaurativas apenas no âmbito da socioeducação. É trazer esses fundamentos e conceitos para a nossa vida, e consequentemente, para toda a sociedade”, avalia. Ainda de acordo com ela, “ao contrário do que muitos pensam, a Justiça Restaurativa reconhece vítima e agressor, no entanto, ela propõe uma nova maneira de reparar um dano; utilizando o bom senso, a esperança, reciprocidade e a interconexão”, pontua a coordenadora.
Aprendizado - Entre as unidades federativas a que mais se destaca quando o assunto é Justiça Restaurativa, é o Estado do Rio Grande do Sul. E foi pensando nessa experiência, que a Fasepa convidou dois representantes da Fundação de Atendimento Socioeducativo (FASE-RS), a psicóloga, Vera Lúcia Biasin e o assistente social, Alexandre Onze Pacheco, para palestrarem e dividir um pouco as suas experiências. Além dos colaboradores da Fasepa, participam também servidores da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Programa Pro Paz, Funpapa, entre outros.
Vera Biasin diz que para que haja Justiça Restaurativa, é preciso seguir à risca aquilo que ela preconiza. “Os órgãos e entidades que compõem a rede de atendimento e garantias de direitos precisam estar em sintonia e sensibilizados. As partes envolvidas precisam estar dispostas a estabelecer uma comunicação não violenta e o apoio de todos é fundamental para que o trabalho possa fluir de forma plena e satisfatória. Para que não haja distorções e inversões de papeis”, frisa a palestrante.
De acordo com Alexandre Pacheco, esse é um modelo que possibilita uma nova solução de conflitos. "Temos que fazer a diferença entre aplicar as leis e buscar a justiça, partindo do pressuposto que nós devemos conceber a justiça como um valor, e não como função”, pontua Pacheco. Segundo ele, entender a essência da temática, faz toda a diferença no processo de condução, mediação e gerenciamento de conflitos e danos, bem como seus possíveis desdobramentos. “Durante esse processo, quanto maior for o nível de entendimento, a tua habilidade e a maturidade técnica, maiores são as chances de você lograr êxito”.
Entre os participantes, a técnica em educação, Clarice Pinto, que integra o Pro Paz nas Escolas, avalia o curso como algo bastante positivo e oportuno. Ela diz estar bastante empolgada e entusiasmada sobre o assunto e classifica a atividade como uma sensibilização, e não como uma instrumentalização. “A gente está se apropriando de técnicas e experiências para que nós possamos praticar os ensinamentos em nossas áreas de atuação”, assegura a participante, que garante que é perfeitamente cabível aplicar os conhecimentos dentro da comunidade escolar.  
Texto:
Alberto Passos-Fasepa

Prêmio Finep de Inovação divulga
finalistas da região Norte

Será dia 24 deste mês, às 20 horas, no Espaço São José Liberto, a entrega do prêmio Finep de Inovação 2012 na região Norte. São nove categorias contempladas, e o vencedor de cada categoria regional concorre automaticamente à etapa nacional. Este ano, pela primeira vez, serão concedidos de R$ 100 mil a R$ 600 mil para os primeiros colocados regionais e nacionais de cada categoria, totalizando cerca de R$ 9 milhões.
As categorias e os prêmios podem ser consultados no link download.finep.gov.br/noticias/premiofinep2012_valores.pdf. O prêmio recebeu 588 inscrições, um aumento de 56% em relação a 2011. Entre os 37 inscritos da região Norte, os dez finalistas são: Aga Móveis (AM); Amazon Dreams (PA); Cooperativa Agrícola Mista de Tomé-Açu (PA); Fabriq Soluções (AM); Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica do Amazonas (Fucapi); Fundação Paulo Feitosa (AM); Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (AM); Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) do Amazonas; Pentop do Brasil (AM) e Pharmakos d’Amazônia (AM). Os jurados do prêmio Finep podem ser conhecidos neste link: download.finep.gov.br/noticias/premiofinep_jurados2012.pdf.
Mais uma novidade este ano é o prêmio Jovem Inovador, que premia fotos feitas por adolescentes de 14 a 18 anos com o tema energia sustentável. O vencedor na região Norte também será conhecido na cerimônia do prêmio Finep. Foram pré-qualificadas 72 fotografias entre 130 inscritas, de todo o país. O primeiro colocado em cada região receberá R$ 2,5 mil e concorre à final nacional na mesma categoria.
De 2007 a 2012, a Financiadora de Estudos e Projetos(Finep)já investiu cerca de R$ 360 milhões na região Norte, apoiando projetos inovadores por meio de diversos instrumentos. O Norte já teve dois ganhadores nacionais no prêmio, e o Pará venceu 13 vezes na região, em diferentes categorias. Este ano, a premiação tem parceiros regionais que apoiam e dão capilaridade à iniciativa, como o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), corresponsável pela categoria inventor inovador.
As próximas premiações regionais serão dia 31 deste mês, em Porto Alegre, e dia 8 de novembro, em Belo Horizonte. A final nacional será em Brasília, em data e local a serem definidos.
Texto:
Raphael Freire-Secti

Atendimento em casos de
homofobia é tema de curso
na Delegacia Geral
Os atendentes que atuam nas seccionais e delegacias de polícia da Região Metropolitana de Belém (RMB) participarão de um curso de capacitação sobre o atendimento de casos de homofobia no Pará. Com o tema “Diversidade Sexual”, a oficina será realizada, na tarde da próxima sexta-feira (19), a partir das 14 horas, no auditório B, da Delegacia-Geral.

A programação faz parte do Plano Estadual de Segurança Pública para Enfrentamento à Homofobia. A organização da capacitação é da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade (Diprev) e Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP).

Esta será a quarta turma de capacitação voltada a servidores públicos para atender a demanda de ocorrências relacionadas aos crimes homofóbicos. O primeiro grupo sensibilizado foi formado pelos atendentes do Disque-Denúncia e ouvidoria da Segup. Escrivães cartorários que atuam em unidades da Polícia Civil, na capital e interior do Estado, e assistentes sociais e psicólogos que atuam no Sistema de Segurança Pública do Estado e no Programa Pró Paz  também já participaram do treinamento.
Texto:
Aycha Nunes-Polícia Civil

Polícia Civil adota novos
procedimentos em respeito
a orientação sexual do cidadão
O delegado-geral da Polícia Civil do Pará, Nilton Atayde, assinará na manhã da próxima sexta-feira (19), portaria que dispõe sobre o direito ao uso do nome social por travestis e transexuais nas unidades da Polícia Civil do Estado do Pará. A assinatura ocorrerá às 9 horas, no gabinete do delegado-geral, e contará com a presença da delegada Christiane Lobato, titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis, e do coordenador geral do Comitê Gestor de Combate à Homofobia (CGCH), delegado Vicente Costa.
A portaria – que entrará em vigor a partir de sua publicação no Diário Oficial do Estado – determina que por ocasião de atendimento nas unidades policiais de pessoas transexuais e travestis, os policiais civis e demais servidores lotados na Polícia Civil do Estado do Pará, devem tratá-las pelo nome social com o qual se identificarem. Considera-se nome social aquele adotado pelas pessoas travestis e transexuais e pelo qual são reconhecidas, identificadas e denominadas no meio social.
No entanto, a opção pela utilização do nome social, desde o primeiro atendimento na Polícia Civil do Estado do Pará, não afasta a obrigatoriedade de se identificar pelo nome civil. Condiciona, porém, o tratamento a ser dispensado à pessoa transexual ou travesti pelos policiais civis e demais servidores.
Através do documento, o delegado Nilton Atayde determina que o policial civil responsável pelo registro de ocorrência, faça constar o termo “homofobia” no campo referente a causa presumível, nos casos de suspeita de a infração penal ter sido praticada por motivo de preconceito e ou discriminação quanto à orientação sexual ou quanto à identidade de gênero .
A mudança leva em conta o compromisso em garantir o pleno exercício dos direitos da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, respeitando a orientação sexual e a identidade de gênero da pessoa.
Texto:
Aycha Nunes-Polícia Civil

Idoso com traumatismo
craniano é transferido de
Breves para Belém
No início da tarde desta quinta-feira (18), um idoso de 68 anos foi transferido pelo helicóptero de resgate 01 do Grupamento Aéreo da Segurança Pública (GRAESP), do município de Breves para Belém. O paciente apresentava traumatismo craniano gravíssimo, em decorrência de uma briga com o ex-marido de sua atual companheira. A agressão foi praticada na noite da última quarta-feira (17), em um bar localizado no município de Breves, e foi ocasionada por motivo de ciúmes conjugal. A vítima sofreu afundamento no crânio, em função das várias “pauladas” recebidas na cabeça.
O senhor agredido, precisou ser estabilizado no Hospital Regional, por conta da gravidade do quadro clínico. Em seguida, foi realizada uma tomografia, que diagnosticou hemorragia cerebral, sendo necessário ser mantido com medicamentos sedativos e utilização de respiração mecânica. O paciente foi embarcado no helicóptero ao lado do Hospital de Breves às 12h15, e veio monitorado durante o traslado para Belém, pela equipe de saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa), acompanhada do médico Anibal Machado e da enfermeira Criscia Damous.
Segundo o médico, o paciente apresentava um quadro clinico de traumatismo craniano gravíssimo, com risco de morte, por conta da idade avançada. Porém, caso seja submetido com urgência à neurocirurgia de descompressão craniana, para retirada do coágulo sanguíneo, poderá ter chances de sobrevivência.
O helicóptero pousou às 13h50 no campo de futebol do quartel do Comando Geral do Corpo de Bombeiros, localizado na Avenida Júlio Cesar, bairro de Val-de-Cans. A vítima foi encaminhada sedada e com auxilio de respiração mecânica, após o desembarque para o Hospital da Ordem Terceira, no bairro do Comércio, em uma viatura UTI móvel do SAMU. O helicóptero, neste atendimento, foi pilotado pelo Major do Corpo de Bombeiros Zell, tendo como copiloto o Major da Policia Militar Bailosa.
Traumatismo craniano - É um tipo de contusão ou lesão na cabeça, que pode ocorrer imediatamente ou se desenvolver lentamente no decorrer de várias horas, e nos casos mais graves chegar ao estágio de traumatismo cranioencefálico (quando atinge a massa carebral). As causas mais comuns das lesões na cabeça incluem os acidentes de trânsito, acidentes de trabalho, quedas, violência física e acidentes em casa. 
Texto:
Carlos Reis-CBM

Sema elege Servidora Nota 10
A notícia de que tinha sido eleita Servidora Nota 10 fez com que Regina Amador, lotada na Gerência de Treinamento e Desenvolvimento (GTD), na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), se sentisse honrada. “É um privilégio ver meu trabalho reconhecido por todos esses anos”, disse. A Comissão de Avaliação, formada por quatro servidores, procurou conhecer a história de cada servidor inscrito, além de ter por base os critérios estipulados pela Escola de Governo do Pará (EGPA), responsável pelo concurso. Assiduidade, disciplina, iniciativa, produtividade e responsabilidade foram referências utilizadas na escolha do Servidor Nota 10.
Segundo Regina Magno, membro da Comissão, os avaliadores contaram com a participação da chefia imediata dos indicados ao prêmio. “O chefe do servidor inscrito preencheu um formulário sobre o subordinado, destacando suas características, isso foi fundamental para nos ajudar a chegar a um veredicto, afinal, foi uma escolha pautada na meritocracia”. No dia do servidor, 26 de outubro, Regina terá mais do que uma singela homenagem. Receberá uma medalha, um certificado assinado pelo governador Simão Jatene e R$ 1.000,00 em dinheiro. Participará, ainda, de um sorteio que irá eleger o Servidor Nota 10 do Governo do Estado do Pará. O sorteado, além do título, levará um prêmio no valor de R$ 30.000,00.

Policiais desmontam ponto
de venda de drogas em
São Miguel do Guamá
A equipe de policiais civis de São Miguel do Guamá, nordeste do Pará, prendeu em flagrante, por crime de tráfico de drogas, Igor Renan do Rosário Alves, conhecido por “Igor Paulista”. Uma denúncia anônima levou os agentes até a casa do acusado, no bairro Olho D'Água, onde foi feito cerco ao imóvel. Com o acusado foi encontrada uma grande quantidade de “trouxas” de pedra de óxi prontas para a venda. O material estava dentro de dois baldes.
“Igor Paulista” já responde a outros processos de tráfico de drogas no município de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém, e Salinópolis, nordeste do Estado. Toda a operação policial foi comandada pelo delegado Augusto Damasceno, titular da Delegacia de São Miguel do Guamá, em atendimento às diretrizes da Delegacia Geral da Polícia Civil, por meio da Diretoria de Polícia do Interior (DPI) e da Superintendência Regional da Zona do Salgado.

Susipe recebe comitiva do
Ministério da Justiça e
Secretaria dos Direitos Humanos
Representantes de todos os órgãos que compõem o Sistema de Segurança Pública do Estado e dos organismos responsáveis pelo cumprimento da Lei de Execuções Penais estiveram reunidos na tarde da última quarta-feira, 17, com uma comissão formada por membros do Ministério da Justiça, Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) e do Poder Judiciário estadual para discutir o parecer elaborado após inspeção ao Polo Penitenciário de Santa Izabel, Centro de Reeducação Feminino (CRF) e Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC). O titular da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), André Cunha, abriu a reunião expondo à comitiva a estrutura organizacional, dados estatísticos levantados desde 1995 e um relatório completo das medidas que vem sendo tomadas para solucionar os principais problemas que afetam o setor, elencadas em caráter prioritário.
A superlotação das casas penais do Pará, apontada tanto pela comissão como pelo próprio Estado um dos gargalos da gestão penitenciária, abriu a pauta da reunião. André Cunha apresentou um levantamento feito entre os anos de 1995 e 2012 sobre a evolução da população carcerária e o número de vagas nas unidades. “Em janeiro de 2011, quando a atual gestão assumiu, este excedente já chegava a quase 100%. Junto, e em parte até por consequência da morosidade no andamento dos processos judiciais, essa é a principal reclamação dos detentos. Isso prejudica sobremaneira a eficácia de medidas assistenciais em áreas como saúde e educação”, explicou Cunha.
Os membros da comissão tiveram acesso a um balanço feito pela Susipe sobre a geração de novas vagas no sistema prisional, o que inclui obras concluídas - como a entrega de três alojamentos para a Colônia Agrícola Heleno Fragoso -; obras em andamento - como a construção da Cadeia Jovens-Adultos, em Santa Izabel -, e que ainda estão em processo de licitação - como é o caso da Construção do Centro de Reeducação Feminino de Marituba.
“É preciso criar novas vagas para o sistema penitenciário, reduzir o fluxo de entrada através da redução da incidência e reincidência criminal e aumentar o fluxo de saída de presos através da atuação de outros órgãos, como a Vara de Execução Penal”, avaliou o superintendente, informando que a previsão é de que até 2014 o sistema penal do Estado passe a contar com 60 unidades prisionais, aliviando a sobrecarga e zerando o excedente carcerário.
Entre os pontos apurados durante os dois dias de inspeção nas unidades prisionais localizadas na Região Metropolitana de Belém e que, segundo a comitiva, necessitam de ajustes, foi colocada a questão da proibição à visita íntima no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), em Santa Izabel. A ouvidora do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Valdirene Daufemback, propôs a adoção de mecanismos diferenciados e a criação de espaços próprios para visitação e a utilização de aparelhos de detecção eletrônica. Outra recomendação feita à Susipe foi quanto à criação de um suprimento de fundo para manutenção preventiva das unidades e também de uma Ouvidoria para o Sistema Penitenciário.
Um segundo ponto, levantado pelos membros do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) Luís Guilherme Paiva e Davi Tangerino, diz respeito à limpeza, infraestrutura para procedimentos contra incêndios nas unidades prisionais, fornecimento de produtos higiênicos e qualidade da alimentação servida aos detentos.
O superintendente da Susipe comunicou à comissão que o fornecimento de alimentação nas unidades penitenciárias da Região Metropolitana de Belém, Marabá, Santarém e Altamira será terceirizado. Uma licitação, já aberta com esta finalidade, vai garantir a melhoria na qualidade desse serviço. Já quanto à questão dos equipamentos contra incêndios, o diretor do serviço técnico do Corpo de Bombeiros, Tenente Alex Lacerda, também presente à reunião, informou que a corporação já recebeu os projetos arquitetônicos e de combate a incêndio das novas unidades prisionais que estão sendo construídas (e as demais?). No que concerne à limpeza das unidades penais, o processo licitatório para aquisição de materiais também já foi aberto e, atualmente, encontra-se na etapa de leitura de propostas.
As representantes da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Karolina Castro e Júlia Barros, questionaram pontos como a administração da segurança, gradação de carreira e capacitação dos agentes penitenciários, bem como os procedimentos de escolta da Polícia Militar, que requerem que o preso seja algemado durante a escolta, e estrutura física destinada ao acolhimento de detentas grávidas no Centro de Recuperação Feminino do Coqueiro.
Cunha ressaltou que os agentes prisionais recebem orientação através de cursos de requalificação profissional ofertados pela Escola de Administração Penitenciária. E que já foi enviado para análise e aprovação o Projeto de Lei que reestrutura a Susipe e prevê, entre outros pontos, a realização de concurso público para contratação de novos agentes penitenciários.
Já com relação à custódia de detentas parturientes, Cunha destacou que está em andamento a construção de um berçário no CRF, obra esta que tem previsão para ser entregue em dezembro deste ano. As unidades de Santarém e Marabá já possuem berçário e serão ampliadas. No projeto de construção do CRF de Marituba já está prevista a construção de berçário e creche.
Ao final da reunião, o titular da Susipe fez um balanço positivo da visita da comitiva federal e diz que a atuação integrada dos organismos responsáveis pela segurança pública e pelo cumprimento – e fiscalização deste – da Lei de Execuções Penais é fundamental para dar solução aos problemas que afetam a gestão penitenciária no País. “Quem está de fora tem uma visão mais ampla e pode ajudar na solução dos problemas. É muito bom saber que a maioria das questões colocadas pela comissão já foram levantadas pelo próprio Sistema Estadual. Isso mostra que estamos, sim, atentos às demandas do setor e buscando soluções para saná-las”, ressaltou.
A Ouvidora do Depen fez questão de parabenizar a mobilização do Sistema de Segurança Pública estadual, que enviou representantes de todos os órgãos que o integram. “É a primeira vez que temos a possibilidade de discutir a gestão penitenciária de um Estado com todos os organismos envolvidos, direta e indiretamente, nesse processo. Isso propicia uma análise mais completa e o encaminhamento de propostas mais consistentes para a melhoria do setor”, concluiu. A comitiva de Brasília seguiu nesta quinta-feira, 18, para o município de Marabá, onde inspecionará a Central de Triagem e o Centro de Recuperação Agrícola Mariano. A previsão de conclusão do relatório da inspeção às oito unidades prisionais do Estado é de 60 dias.
Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Hemopa Marabá oferece
capacitação em
hemoglopinopatias
Representantes de 14 instituições de saúde do município de Marabá participaram da "Capacitação de Doenças Falciformes e outras Hemoglobinopatias", nos dias 17 e 18, no auditório da Uepa da cidade, de 8h às 18h. O evento, promovido pela Fundação Hemopa, por meio do Hemocentro Regional de Marabá, que atualizou conhecimentos da equipe de saúde da hemorrede e de outras unidades do Sistema Único de Saúde (SUS), para o diagnóstico precoce e da terapêutica adequada dos casos de Doença Falciforme e outras hemoglobinopatias, reduzindo o índice da mortalidade no Estado do Pará.
A capacitação, que conta com recursos do Ministério da Saúde, através do convênio nº 673/2009, será realizada nas unidades da hemorrede localizadas nos municípios de Castanhal, Marabá, Santarém, Altamira, Tucuruí, Capanema, Abaetetuba e Redenção.
Segundo a médica hematologista Saide Trindade, da Gerência de Hematologia, a Doença Falciforme é genética e de maior incidência no Brasil. No Pará, dos 32.577 pacientes cadastrados no hemocentro, 597 são portadores da doença e recebem atendimento ativo. Eles recebem tratamento com equipe multiprofissional composta por médicos, enfermeiros, fisiatras, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, odontólogos, pedagogos e farmacêuticos, que garante atendimento especializado proporcionando melhor qualidade de vida aos que dependem dos serviços.
Anemia falciforme
É uma das doenças hereditárias mais comuns no Brasil. Ela é causada por uma modificação (mutação) no gene (DNA) que, em vez de produzir a hemoglobina A, produz uma hemoglobina chamada S. Se uma pessoa recebe um gene do pai e outro gene da mãe, que produzem a hemoglobina S, ela possui um padrão genético chamado SS, causador da anemia falciforme. Essa mutação genética, que produz a hemoglobina S, proliferou há muitos séculos no continente africano e, por isso, essa doença é muito presente no Brasil, cuja população tem em sua base de constituição os povos africanos.
Nas pessoas com anemia falciforme, as hemácias, em determinadas situações, assumem a forma de “meia lua” ou “foice”, daí o nome falciforme. Assim, as hemácias não oxigenam o organismo de maneira satisfatória, porque têm dificuldade de passar pelos vasos sanguíneos, causando má circulação, muitas dores e diversos outros problemas.
As pessoas com anemia falciforme (SS) apresentam sintomas muito diversificados. Enquanto em algumas a doença se apresenta de forma branda, em outras, os sintomas podem ser graves, como crises de dores ósseas, dores na barriga, infecções repetidas. A intensidade das crises varia conforme a idade da pessoa e a presença de outros tipos de hemoglobinas associadas com a hemoglobina S. Os bebês têm mais infecções e dores, com inchaço nas mãos e nos pés. Nas crianças maiores, as dores ocorrem mais nas pernas, nos braços e no abdome.
Traço falciforme
Se uma pessoa receber de um dos pais o gene para hemoglobina S e do outro o gene para hemoglobina A, ela não terá a doença, e sim o traço falciforme (AS). Portanto, essa pessoa não precisa de tratamento porque a doença não se desenvolverá. Caso tenha filhos ou filhas com outra pessoa que também herdou o traço, existe a possibilidade de ela ter uma criança com anemia falciforme (SS).
A médica faz um alerta para que as pessoas diagnosticadas com doença falciforme façam o cadastro nos Programas Estaduais de Atenção Integral, para que sejam tratadas de acordo com as normas do Ministério da Saúde (MS). As pessoas diagnosticadas com traço falciforme têm direito a orientação e informação genética na rede pública de saúde, conforme instrução do MS. Para se informar mais sobre o tratamento e a orientação sobre o traço falciforme, procure o posto de saúde mais próximo.
Texto:
Vera Rojas-Hemopa

Assentamento em Parauapebas
recebe oficinas do Biizu
Na próxima segunda-feira, 22, o projeto Biizu, da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), levará ao assentamento Palmares II, em Parauapebas, no sudeste paraense, as oficinas de fotografia, desenho, grafite, rádio, jornal impresso e audiovisual. Nesta etapa, o projeto deverá atender, sobretudo, jovens e adultos do assentamento e de comunidades próximas.
Durante a jornada, as aulas serão ministradas na escola “Crescendo na Prática. De acordo com Rodolpho Moraes, que coordenará as atividades do projeto no município, serão disponibilizadas 120 vagas. “Nosso foco é a parte técnica, no que diz respeito à produção do conhecimento, à comunicação e às mídias comunitária. Trabalhamos junto com eles na construção dos resultados, abordando conteúdos do universo deles”, explica.
Esta é a terceira vez que o projeto levará as oficinas de comunicação popular para áreas de assentamento. O Biizu já passou pelos assentamentos 17 de Abril, em Eldorado do Carajás, e 26 de Março, em Marabá. Somente em 2011, as oficinas capacitaram mais de 1,6 mil jovens na Região Metropolitana de Belém e em diversos municípios do interior Estado.
Durante as aulas, os participantes produzirão programas de rádio, tablóides, portfólios, vídeos e murais. Ao final das atividades, todos os alunos apresentarão os resultados obtidos nas oficina e receberão certificados de participação. As aulas no assentamento Palmares 2 acontecem até o dia 26.
Texto:
Amanda Engelke-Secom

Inscrições para I Corrida e
Caminhada do Servidor
terminam na segunda
Com o objetivo de valorizar e proporcionar um momento de saúde, lazer e descontração ao servidor público estadual, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Administração (Sead), que é vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges), realiza a I Corrida e Caminhada do Servidor Público Estadual, que marcará o encerramento das ações do Dia do Servidor Público. A corrida e a caminhada serão realizadas no dia 27 de outubro, no Parque Ambiental do Utinga, com patrocínio do Banco do Estado do Pará (Banpará) e organização da Diretoria de Política de Gestão de Saúde Ocupacional do Servidor (DSO). A estimativa é de 1000 participantes.
As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas pelo site da Sead (www.sead.pa.gov.br) até segunda-feira (22). Para efetivar a inscrição feita pelo site, o servidor deve levar 1 kg de alimento não perecível à DSO, localizada na avenida Gentil Bittencourt, n° 2175, até o dia 22 de outubro, no horário entre 11h e 16h. No momento do cadastro, o servidor deverá indicar uma instituição para que os alimentos sejam doados. A instituição mais votada receberá 1 tonelada de alimentos.
A corrida tem um percurso de 8 km e a caminhada de 4 km, com largada às 6h30, no dia 27 (sábado), Poderão participar os 1.000 primeiros servidores públicos ativos, do Poder Executivo Estadual, que efetivarem suas inscrições doando 1kg de alimento. Durante o percurso os participantes contarão com atrativos que prometem animar ainda mais o evento, como artistas de rua, som ambiente instalados em pontos estratégicos, DJ, além de um "aulão" de aeróbica. No final, haverá ainda a participação e pronunciamento do governador Simão Jatene; do vice-governador Helenilson Pontes; da secretária de Estado de Administração, Alice Viana; e da secretária Adjunta de Administração, Ruth Pina.
“Não preciso discorrer sobre os benefícios que os exercícios físicos proporcionam ao ser humano. Não só a melhoria física do corpo, mas a qualidade nos relacionamentos interpessoais, profissionais e particulares do servidor. É um dos grandes objetivos do Governo do Estado promover a qualidade de vida do servidor”, ressalta a secretária de Administração, Alice Viana.s premiações e outras informações sobre a Corrida e Caminhada do Servidor podem ser encontrados no site. O servidor que desejar participar deve ler o regulamento por completo.
Texto:
Ellen Freitas-Sead

Sespa participa da programação
do Dia Mundial da Alimentação
Nesta sexta-feira, 19, vários órgãos públicos, universidades e colaboradores em geral vão celebrar o Dia Mundial da Alimentação, em Belém. Uma ação será realizada a partir das 8 horas na praça Batista Campos, em Belém, para estudantes de escolas públicas e particulares do ensino básico e visitantes, que receberão orientações sobre prevenção e educação em saúde e alimentação saudável, dentre outros temas.
Em Belém, a programação é coordenada pelo Ministério Público do Estado (MPE), com a participação do Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-7), Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Escola Superior da Amazônia (Esamaz), Centrais de Abastecimento (Ceasa), Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma), Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon), empresa Flaboyant, Celpa e Guarda Municipal.
O Dia Mundial da Alimentação é lembrado no dia 16 de outubro e este ano tem como tema “Cooperativas agrícolas alimentam o mundo”, escolhido pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO). O objetivo é a chamar a atenção dos países para a adoção de políticas, programas e ações voltadas para eliminar a fome no mundo e garantir a segurança alimentar dos povos.
De acordo com a FAO, o Dia Mundial da Alimentação 2012 destaca as cooperativas agrícolas e sua contribuição para a redução da pobreza e da fome. Afinal, do número aproximado de 925 milhões de pessoas que passam fome no mundo, 70% vivem em áreas rurais, onde a agricultura é a principal atividade econômica. Para a FAO, as cooperativas agrícolas e alimentares são um importante instrumento contra a pobreza e a fome, mas podem fazer muito mais. “É tempo de fortalecer essas organizações e facilitar sua expansão, bem como criar um ambiente comercial, legal, político e social favorável em que se possam desenvolver”.
Técnicos das coordenações de Nutrição e da Divisão de Controle de Qualidade dos Alimentos do Departamento de Vigilância Sanitária da Sespa estarão distribuindo panfletos e orientando o público em estandes que estarão montados na praça. A programação começa às 8 horas e seguirá até 12 horas.
Texto:
Mozart Lira-Sespa

Reformulação da Política Nacional
de Desenvolvimento Regional
é discutida no Hangar
A abertura da I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional (Ceder) foi realizada na manhã desta quinta-feira, 18, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, com as presenças do vice-governador Helenilson Pontes, do secretário-executivo do Ministério da Integração Nacional, Alexandre Navarro e o titular da Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), Márcio Spindola. Na ocasião foram debatidos os principais desafios do Pará e da região amazônica e a reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR).
Para o vice-governador, o desenvolvimento nacional está condicionado ao regional e, por esse motivo, é impossível pensar no Plano Nacional de Desenvolvimento Regional sem estudar as peculiaridades da Amazônia. “Se o país não considerar as peculiaridades da Amazônia durante a elaboração deste plano, estará de costas para o futuro”. Helenilson aproveitou a presença do representante do ministro para fazer um apelo. “Peço que aqueles que estão elaborando o plano pensem na Amazônia de uma forma separada. O estado do Pará também requer uma atenção especial. O governo federal precisa considerar e valorizar as práticas de floresta em pé que estão sendo adotadas no Pará, como o Programa Municípios Verdes. Estamos agindo juntos para mudar o Brasil, mas é preciso criar condições para que o desenvolvimento ocorra”, enfatizou.
O secretário executivo do Ministério da Integração Nacional, Alexandre Navarro, concordou com a explanação do vice-governador e disse que o principal objetivo da Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional é colher informações sobre a região, visando sempre as desigualdades regionais. “A ideia é que possamos olhar o território, as localidades, saber qual a população, qual a deficiência de informação, para que após essa avaliação possamos investir, capacitar e ter um retorno dessa produção, envolvendo principalmente a comunidade”. O secretário da Seidurb, Marcio Spíndola, afirmou que a parceria feita entre o Estado e o Ministério da Integração Nacional tem importância histórica na retomada da questão regional como prioridade para o crescimento de estados e do país.
 A I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional continua até esta sexta-feira, 19. O encontro reúne quatro eixos temáticos de discussão: Governança, Participação Social e Diálogo Federativo; Financiamento do Desenvolvimento Regional;  Desigualdades Regionais e Critérios de Elegibilidade; e Vetores de Desenvolvimento Regional Sustentável. A programação inclui atividades como painéis com a presença de especialistas nos temas em debate e palestras sobre assuntos mais específicos, além da constituição de grupos de trabalho, que irão discutir propostas para as políticas nacional, macrorregional e estadual de desenvolvimento regional. A plenária final da Conferência elegerá delegados-representantes do Estado do Pará para as etapas macrorregional e nacional da Conferência, além de aprovar o texto final com os resultados e propostas da Conferência Estadual.
Texto:
Bruna Campos-Secom

Emater diagnostica situação
social e produtiva de
assentados de Moju
   
O escritório regional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) no Tocantins e o escritório local de Moju, na Alça Viária, estão concluindo diagnósticos participativos rurais (DPRS) de dois assentamentos federais no município, Olho D’Água I e II, onde cerca de 400 famílias vivem do plantio de mandioca, da produção de farinha, da criação de galinhas e porcos e do extrativismo de açaí. No Olho D’Água I, também são cultivados pimenta-do-reino e maracujá.
Os documentos estão sendo baseados nos resultados de cinco oficinas de autodiagnóstico realizadas em setembro nas comunidades, nas quais os próprios agricultores indicaram seus interesses quanto a cultivos e acesso a políticas públicas. Tais eventos se deram como cumprimento de metas de uma chamada pública do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), cujo principal objetivo, além da assistência técnica continuada, é a elaboração de Planos de Desenvolvimento de Assentamentos (PDAs), que devem ser entregues pela Emater ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) até novembro.
De acordo com um levantamento socioeconômico executado pela Emater, a maior parte das famílias em questão se encontra abaixo da linha da pobreza, sendo inclusive beneficiária do programa federal Bolsa Família. Não há postos de saúde nas comunidades. Algumas moradias carecem de luz elétrica e sistema de esgoto. Os agricultores também produzem sem tecnologia.
“Embora existam duas realidades bem diferentes em cada assentamento: no Olho I, que fica à margem da [rodovia] PA-150, os agricultores têm mais informação e estrutura e já chegaram a usufruir de assistência técnica e crédito rural. Já no Olho II, muitas das comunidades são ribeirinhas, com acesso apenas por rio. Nelas, as atividades são quase que exclusivamente de subsistência”, explica a engenheira de pesca da Emater Keusilene Botelho.
Segundo Botelho, determinadas ações ajudariam a transformar de imediato aquele dia-a-dia: “Os agricultores manifestaram vontade de trabalhar com piscicultura, que pode se tornar uma boa fonte de renda. Também acreditamos que manejar os açaizais nativos, nas áreas de várzea, deve aumentar consideravelmente a produtividade do extrativismo”, pontua.
Texto:
Aline Miranda-Emater

Bola com celulares é
apreendida
pela PM em Itaituba
Policias Militares do 15º Batalhão PM/ X Comando de Policiamento Regional, apreenderam dois jovens que jogaram uma bola de futebol para dentro do Centro de Recuperação de Itaituba “CRI”. O objeto recolhido pelos policiais estava com nove aparelhos celulares e seis carregadores em seu interior. Avistados pelos militares, os adolescentes estavam próximo ao muro da casa penal quando jogaram a bola, tendo em seguida fugido; contudo, foram alcançados às proximidades da rodovia Transamazônica (BR-230), no perímetro urbano da cidade e encaminhados à autoridade, sendo acompanhados pelo Conselho Tutelar do município.
Na delegacia, os jovens, alegando arrependimento, informaram que receberiam duzentos reais pela ação de um homem conhecido como “Ivanzinho”, que pode estar envolvido em outras tentativas semelhantes já ocorridas, tanto de envio de celulares como de drogas, por meio de bolas e até escondidos em pacotes de bolacha, situações que foram frustradas pela ação policial preventiva.

Alunos de teatro da Fundação Curro
Velho apresentam "Os
Apaixonados da Mangueirosa"
A história do pierrot e da colombina junto com a comédia Dell Arte é a proposta do espetáculo teatral “Os Apaixonados da Mangueirosa” que os alunos da Fundação Curro Velho apresentam nesta sexta-feira, 19, no teatro da instituição. O instrutor Alexandre Rosendo explica que o espetáculo é resultado do terceiro módulo da oficina de teatro e a construção do personagem. “Para os Apaixonados da Mangueirosa nós trabalhamos com o tema: a Comédia Dell Arte e o teatro de rua e buscamos a referência da história do pierrot e da colombina, mas essa história acontece em Belém”.
Alexandre Rosendo informa que são mais de 20 jovens envolvidos no espetáculo desta sexta-feira. “Durante a oficina trabalhamos muito a questão corporal, o próprio amor, a generosidade como os corpos inspirados na encenação da comédia Dell Arte. Os alunos gostam do espetáculo que foi uma criação coletiva, e ele é adaptado tanto para o teatro como para a rua”.
O espetáculo “Os Apaixonados da Mangueirosa” será apresentado nesta sexta-feira, 19 de outubro, às 17h, no Teatro da Fundação Curro Velho, localizado na rua Professor Nelson Ribeiro, nº287 (Esquina com a travessa Djalma Dutra). O evento tem entrada franca e integra a programação Nazaré em todo Canto, do Governo do Pará. 
Texto:
Andreza Gomes-FCV

PM prende acusados de
roubo em Benevides
Em Benevides, área sob a responsabilidade da 2ª companhia do 21º Batalhão PM, os policiais militares conseguiram deter dois homens, acusados de roubo com emprego de arma de fogo. Com os infratores, os policiais apreenderam uma motocicleta roubada utilizada pela dupla nos crimes e o revólver calibre .38 usado nas ações delituosas. Os infratores, o veículo e o armamento apreendido foram encaminhados à Depol local.
Também no município, a guarnição dos soldados PM Prado e Diego abordou, quando em ronda pela avenida “Perimetral Sul”, bairro das Flores, um homem em atitude suspeita e com ele, identificado posteriormente como “paulista”, encontraram um revólver calibre .38 municiado. Acusado da prática homicídios na região, o homem foi levado para a Depol, juntamente com a arma apreendida.
Na rua Tapera, ainda em Benevides, bairro do Murinin, os soldados Prado, França e Ewerton capturaram mais um envolvido com o comércio ilegal de drogas na região. Cem gramas de maconha estavam em poder do acusado, além de dinheiro em espécie e aparelhos celulares, material que foi encaminhado à autoridade para a composição do registro policial. 

Major Leno Carmo - Ascom PMPA
Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar

PM continua as operações
Círio 2012 na capital e Clima
de Paz na RMB
Por conta das ações relativas ao período da quadra nazarena, o Comando de Policiamento da Capital continua com a Operação Círio 2012, que envolve cerca de 4.500 policiais. Na atividade, que iniciou antes mesmo da procissão que levou mais de dois milhões de fiéis no último domingo (14), a PM emprega homens das diversas unidades da capital na região da Praça Santuário, com utilização de viaturas, animais e policiamento a pé.
Pelo Comando de Policiamento da Região Metropolitana, a operação Clima de Paz reinicia com o objetivo de reduzir os índices de crimes violentos intencionais nos municípios de Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara, preservando a ordem pública e o respeito ao ordenamento jurídico, com ações preventivas e repressivas que visem garantir a proteção ao patrimônio e a segurança da população que mora e trabalha na área. A operação está sendo desenvolvida com ações Saturação, Barreiras Integradas (com apoio da PRF) e Hypnus até o dia 26.

Sead entrega Cheque
Moradia para servidores
A Secretaria de Estado de Administração (Sead) entregou o beneficio do Cheque Moradia para sete servidores do órgão. O programa Cheque Moradia, gerenciado pela Companhia de Habitação do Pará (Cohab) é um crédito em dinheiro, dado ao servidor, com renda de até três salários mínimos, para que ele possa construir ou reformar a casa. A viabilização do programa junto a servidores públicos se dá através das parcerias formalizadas com órgãos da administração direta e indireta do Governo do Estado. O valor do beneficio concedido aos servidores da Sead totalizou R$ 28.600,00.
Para a seleção dos contemplados, a equipe técnica da Cohab analisa as informações do formulário de inscrição e realiza a visita em domicilio para comprovar as informações prestadas no cadastro. De acordo com o coordenador do Programa Cheque Moradia na Sead, Gabriel Silva, durante a visita a equipe faz a avaliação das condições de habitação e a coleta da documentação do beneficiado. “Elaboramos um relatório das condições da residência, com o auxílio de um engenheiro, que analisa as principais prioridades e a parte social”, explicou.
Após a visita, o processo é encaminhado novamente para a Companhia de Habitação para a seleção final. A preferência é dada aos candidatos mais carentes, para a construção da casa própria. Já para reforma ou ampliação, para quem vive em piores condições de habitação. Segundo a secretária de Administração, Alice Viana, o ponto crucial do programa é a valorização do servidor público. "Servidor reconhecido e valorizado, com certeza vai trazer um conjunto de serviços públicos melhores prestados à sociedade paraense", disse.
A secretária Adjunta, Ruth Pina, emocionada entregou o cheque ao servidor Raimundo Sampaio, com quem trabalhou há 15 anos e reconheceu todo o esforço e dedicação do funcionário. “Agradeço a Deus primeiramente e a oportunidade que o governo está me dando para reformar a minha casa", disse Raimundo Sampaio.
Texto:
Ellen Freitas-Sead



II Fórum Brasil-Amazônia de
TIC discute inovação
tecnológica e inclusão digital
A segunda edição do Fórum Brasil-Amazônia de TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação), que encerrou em Belém nesta quarta-feira, 17, apresentou e discutiu temas relevantes, como a Lei de Acesso à Informação, Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) e Inclusão Digital. Durante a palestra “Governança de TIC no Estado do Pará”, o presidente da Empresa de Processamento de Dados do Estado (Prodepa), Theo Pires, destacou a importância do programa Navegapará ao promover a inclusão digital e o acesso a políticas públicas, priorizando as áreas de educação, saúde e segurança.
A parceria do Governo do Estado com a Telebras, por meio da Prodepa, na aceleração da implantação do PNBL no Pará, também fez parte da palestra proferida pelo diretor de Banda Larga da Secretaria de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra de Oliveira. “Ao expandir a banda larga, estamos tentando não apenas levar inclusão digital, mas democratizar oportunidades”, ressaltou.
Para a diretora da Prodepa, Leila Daher, que mediou o debate “Inovação Tecnológica e Acessibilidade Digital”, o objetivo do Fórum é universalizar a internet. Durante o evento aconteceu o primeiro Desafio StartUps Belém, competição de negócios em estágio inicial feitos por empreendedores no mercado digital. “São eventos como esse que motivam as novas gerações de futuros profissionais na área de TIC”, relata Theo Pires, pontuando a importância da participação da Prodepa na discussão de temas relacionados à área.
Estudantes, professores, técnicos, gestores e profissionais de TIC participaram do Fórum, que foi realizado pela Associação de Usuários de Informática e Telecomunicações (Sucesu Nacional) juntamente com a seccional Pará e teve o patrocínio da Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa), Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Inovação (Secti), Banpará, Serpro e Sebrae.
Texto:
Natia Ney-Prodepa


Projeto Biizú oferece oficina
de desenho na Feira de
Ciência e Tecnologia










 
Entre as oficinas e cursos realizados durante a Feira de Ciência e Tecnologia, que está sendo realizada até esta sexta-feira, 19, no campus de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade do Estado do Pará (Uepa), está a Oficina de Desenho ministrada por membros do Projeto Biizú, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) por meio da Diretoria de Comunicação Popular e Comunitária.
As oficinas de desenho acontecem nos horários de 10h às 12h e de 15h às 17h, no Bloco A da Uepa. “Vamos realizar quatro oficinas de desenho, cada uma com mais de 20 alunos e duas horas de duração. O público são os alunos de escolas públicas que visitam a feira e pessoas que se inscreveram pelo site” revela Felipe Braun, coordenador do projeto Biizú.
A didática parte dos princípios básicos do desenho, como formas geométricas, desenho de observação, interpretação da realidade, desenho 2D, técnicas de desenho como sombreamento, anatomia humana, desenho de natureza morta, desenho em perspectiva e paisagem ao ar livre. “São princípios básicos do desenho para que as pessoas possam se interessar por algum deles e, a partir dessas dicas, desenvolverem o talento delas com o desenho” explica o professor de desenho Fabio Jansen.
Felipe Braun conta que o Projeto Biizú visa incentivar a produção de mídia popular e comunitária. “Nós atuamos nos quatro cantos do estado. A gente passa mais de uma semana em comunidades ou escolas públicas daqui de Belém. Há todo um planejamento para que possamos abranger todas as regiões do estado” conta. O projeto já atuou em mais de 30 municípios diferentes e já fez mais de 40 eventos de oficinas. “Um evento completo contém sete oficinas de comunicação: desenho, rádio, jornal impresso, grafite, web, fotografia e áudio visual, com carga horária de 20h”.
As escolas públicas que estiverem interessadas em receber as oficinas do projeto Biizú devem enviar um requerimento para a Secom. A V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação é realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).
Texto:
Pablo Almeida-Secom


Terceira Regata do Círio
será neste domingo







O jornalista Jorge Mesquita diretor do CORREIO JURUNENSE esteve na sede náutica do Clube do Remo, iniciando uma reportagem que abordará a vida de um dos grandes remistas que passaram por aquela sede apoiando esta modalidade náutica. Trata-se do Sr Azulino e sua esposa Ladica. As fotos são dos momentos de encerramento de uma manhã de quarta-feira de treinamentos, onde até belas jovens desempenham esta modalidade esportiva. O destaque da foto, essa bela jovem estava de ‘níver’ naquele dia. Parabéns! O Remo líder a competição e promete muito nesta competição, inclusive o empresário jurunense Ítalo Rego.

 A Estação das Docas será palco, no próximo domingo (21), a partir das 8h, da terceira Regata do Círio, que surgiu para homenagear a padroeira dos paraenses, Nossa Senhora de Nazaré. O evento tem patrocínio da Secretaria de Estado Esporte e Lazer (Seel) e contará com a participação dos tradicionais clubes da capital: Remo, Paysandu e Tuna Luso, além do Centro de Instrução Almirante Braz de Aguiar (Ciaba). Pelo menos 40 pessoas estão envolvidas no evento, entre clubes, atletas, comissão técnica e funcionários de equipes.
A terceira Regata do Círio é uma das cinco competições do Campeonato Paraense de Remo, que acontecem ao longo de 2012, por isso, contará pontos para a disputa estadual, na qual o Clube do Remo segue com 87 pontos, Paysandu Esporte Clube tem 73 e Tuna Luso Brasileira, 62 pontos. Trabalhando há meses para a realização do evento, o presidente da Federação Paraense de Remo, Luizomar Costa, adiantou que Belém também sediará a Copa Amazônia de Remo Máster, no dia 18 de novembro, no Portal da Amazônia, e que busca atrações de fora para o evento. Além dos clubes locais, o Clube de Regatas Vasco da Gama, do Rio de Janeiro, já confirmou presença. “Ainda pretendemos fechar com mais clubes”, ressaltou.
Costa diz que o apoio da Seel aos eventos e competições de remo faz com que o esporte desponte no Pará. “A Seel sempre esteve ao lado da regata, agora mais ainda. É muito importante contar com esse apoio e espero que essa parceria perdure”, disse. Foi nesta modalidade esportiva que as três maiores agremiações do Pará tiveram suas origens. Remo, Paysandu e Tuna eram referência na prática do remo desde o início século XX, quando família tradicionais de Belém se reuniam para acompanhar grandes competições do esporte.
Texto:
Angela Bazzoni-Seel


Defensoria Pública comemora
o Dia Nacional de
Valorização da Família
Nesta sexta-feira, 19, a Defensoria Pública do Estado oferece serviços de reconhecimento de paternidade, palestras de sensibilização da família e vacinação, entre outras ações, no auditório e no segundo andar do prédio-sede da instituição, localizado na travessa Padre Prudêncio, 154, bem como no Núcleo de Atendimento Referencial (Nare), para comemorar o Dia Nacional de Valorização da Família, lembrado no dia 21 deste mês. A programação da Semana Nacional de Valorização das Famílias iniciou na segunda-feira e é coordenada pela Diretoria Metropolitana.
De acordo com a defensora pública e diretora Metropolitana, Paula Denadai, “com a Semana Nacional de Valorização das Famílias, a Defensoria Pública demonstra a sua preocupação com a valorização das famílias. Por este motivo, o evento tem como objetivo sensibilizar a população da importância da família e fortalecer o relacionamento familiar”.
O público alvo são os assistidos do Núcleo de Atendimento Especializado à Família (Naefa); do Núcleo de Atendimento Especializado à Mulher (Naem); do Núcleo Especializado de Atendimento ao Homem (Neah); do Núcleo de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente (Naeca); assim como do Núcleo dos bairros do Guamá; Jurunas; Marambaia e do Juizado do Idoso.
Confira abaixo a programação que acontecerá no prédio-sede da Defensoria Pública:
8h - Abertura
8h15 - Palestra: “Reconhecimento de Paternidade”, com Marilda Tavares Oliveira - Assistente Social - Setor Psicossocial do Naefa.
8h30 - Palestra: “Violência Doméstica e Familiar contra a mulher: o problema é nosso!”. Ms. Mislene Lima Silva - Psicóloga, Mestre em Teoria e Pesquisa do Comportamento pela Universidade Federal do Pará - Atuação no Naem.
8h45 - Palestra: “E a família como vai?” Maria Lima dos Santos - Assistente Social Neah.
9h - Palestra: “Emilgrietty Silva dos Santos - Defensora Pública e Coordenadora do Naeca.
9h15 - Inicio dos atendimentos pelos núcleos envolvidos com suas respectivas demandas
Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública


Sead realiza o Dia “D”
A Secretaria de Estado de Administração (Sead), por meio da Coordenadora de Qualidade na Gestão (CQG/DDG), realizou na manhã desta quarta-feira (17), o Dia “D”- Dia do Descarte. Durante toda a manhã os servidores da Sead fizeram uma triagem de documentos, pastas e matérias em desuso. A ação está prevista no programa 5S, que utiliza os sensos de organização e limpeza como ferramentas importantes no melhoramento das condições dos locais de trabalho, além de acabar com os acessos e com os desperdícios e primar pela boa apresentação do ambiente de trabalho, rapidez e facilidade na busca de materiais e documentos. O programa 5S busca aprimorar e aperfeiçoar as atividades do dia a dia da organização, através da educação, treinamento e manutenção de atitudes e ações.

Casa cheia na estreia do
Festival de Ópera do Theatro da Paz












A estreia do 11º Festival de Ópera do Theatro da Paz lotou a principal casa de espetáculos de Belém. Na noite de ontem (17), a ópera Cavelleria Rusticana, do italiano Pietro Mascagni, reuniu gerações diferentes na plateia. Alguns pela primeira vez no evento, outros pela décima primeira. Todos juntos para apreciar o primeiro espetáculo apresentado na programação do festival, realizado pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult).
O governador Simão Jatene esteve no teatro prestigiando a apresentação e ao final da récita celebrou junto aos solistas do espetáculo mais uma apresentação de sucesso do festival. “É necessário o esforço de muitos para realizar este espetáculo, dos artistas daqui e dos que nos visitam. Podemos comemorar mais uma vez uma apresentação de qualidade para o público paraense”, comemorou o governador.
O primeiro dia de récita é sempre o mais tenso para Gilberto Chaves, diretor artístico do festival. Ele afirma que este é um momento de muita emoção para todos os profissionais envolvidos na montagem da ópera, um total de quase 600 pessoas. “Desde 2002, quando Paulo Chaves assumiu a Secult, começou o movimento de retorno da ópera para Belém. Havia uma ideia no ar, a de recuperar o que o Theatro da Paz havia sido no século anterior. Desde então trabalhamos para recuperar e formar plateia, sempre primando pela qualidade das montagens de óperas consagradas. A presença do público a cada edição, lotando o teatro, é um indicativo de que o caminho percorrido estava certo”, explica Gilberto Chaves.
O casal José e Dirce Paes não perde uma edição do Festival desde 2002, participaram de todas as récitas e sempre com a ansiedade e surpresa dos primeiros dias. “É um espetáculo único que temos o privilégio de assistir aqui no Theatro da Paz. Em todas as edições o teatro está cheio, nós temos bom gosto em Belém e há muito tempo sentíamos falta de um show desta qualidade. As pessoas gostam, falam bem e sempre voltam para a próxima apresentação. Eu e meu marido esperamos o festival todos os anos, pela grandiosidade, qualidade e beleza da orquestra, cantores, coro, tudo que envolve a ópera”, comentou Dirce.
A estudante de música Laura da Conceição, de 18 anos, participa pela primeira vez do festival, apaixonada pela música erudita ela desmistifica a ideia de que ópera é para um público mais velho. “Quando uma pessoa não conhece um estilo de música acaba criando preconceitos. A ópera é um movimento cultural para todos os públicos e as temáticas são atemporais. É a primeira vez que vejo ao vivo, eu espero que seja tão maravilhoso quanto na televisão”, diz Laura, ansiosa.
Durante todo o espetáculo o público manteve silêncio e acompanhou a saga de amor, ciúmes e vingança protagonizada por Santuzza, interpretada pela soprano Laura de Souza, e por Turiddo, vivido pelo tenor Rinaldo Leone. Ao final da récita o público aplaudiu de pé o espetáculo. “Cavalleria Rusticana” é considerada a obra-prima de Pietro Macagni e foi encenada pela primeira vez no Theatro da Paz há 120 anos. Com direção cênica de Iacov Hillel, direção artística de Mauro Wrona e Gilberto Chaves, e regência de Gian Luigi Zampieri, a ópera será apresentada ainda nesta sexta-feira, 19, e sábado, 20, às 20h. Os ingressos custam entre R$ 20,00 e R$ 60,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do TP.
Texto:
Julia Garcia-Secom


Balcão de Direitos leva atendimento
jurídico à população de Abaetetuba
Emissão de documentos e atendimentos jurídicos, esses foram os serviços mais procurados pela população de Abaetetuba, que foi beneficiada nesta quarta e quinta-feira, 16 e 17, com a Ação Integrada de Inclusão Social promovida pela Defensoria Pública do Pará, por meio da Regional do Tocantins e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA). A ação, realizada no IFPA - Campus Abaetetuba, teve grande participação popular. Entre os serviços oferecidos pelo Balcão de Direitos, os mais procurados foram a segunda via de certidão de nascimento; execução de alimentos e divórcio consensual.
De acordo com o Defensor Público e coordenador da Regional do Tocantins, Alan Damasceno, a procura da população de Abaetetuba pelos serviços do Balcão de Direitos foi muito grande. “Obtivemos um resultado muito positivo durante a ação. A divulgação do evento foi maciça e a população compareceu em peso em busca dos serviços, no qual se destaca a procura pela segunda via da certidão de nascimento, alimentos e divórcio. Podemos dizer foi um sucesso”, comemorou o Defensor.
Maria Helena Araújo foi em busca da segunda via da sua certidão de nascimento e ficou satisfeita com o atendimento recebido. “Perdi todos os meus documentos durante um incêndio, vim aqui na ação e consegui tirar todos, inclusive a segunda via da minha certidão, que ainda não havia tirado porque não tinha como pagar o valor cobrado pelo cartório. Foi uma grande felicidade ter participado e ter conseguido tirar todos esses documentos de graça. Sem dúvida, um evento como esse é muito importante para a população”, revelou Maria Helena.
Já Ana Luiza Castro e Manoel Almeida compareceram ao local para viabilizar o divórcio consensual, uma vez que já se encontram separados há mais de dois anos. “Concordamos com a separação, pois estamos separados há muito tempo e já estamos vivendo com outras pessoas. Quando soubemos da ação decidimos vir aqui para fazer o procedimento e nos separar legalmente”, disse Manoel. Para Ana Luiza, o projeto veio num bom momento: “Quero me casar novamente e ainda não tinha feito isso por não estar separada legalmente. Fiquei muito contente por ter conseguido resolver essa situação”, acrescentou.
O coordenador Alan Damasceno disse, ainda, que uma ação como essa “reduz uma demanda reprimida da população, que é muito encontrada nos municípios do interior do Estado. Aos poucos, a Defensoria Pública em parceria com outras entidades, através dessas ações, vem promovendo cidadania para essa parcela da população, diminuindo assim essas demandas”, destacou Alan Damasceno.
Fátima do Socorro foi em busca da execução de alimentos para o filho e mostrou-se contente com o atendimento. “Meu filho precisa desse benefício, pois no momento estou desempregada e sem condições de arcar com as despesas dele, estou contando apenas com a ajuda dos meus pais. A burocracia para conseguir esse atendimento é muito grande, principalmente no interior, e aqui na ação consegui dar andamento no processo em poucos minutos. Fiquei muito feliz com o atendimento que recebi”, ressaltou.
Para o coordenador em exercício do Balcão de Direitos, Wady Charone, a atuação do programa em Abaetetuba foi bastante proveitosa no que se refere à emissão de documentos, com o apoio da coordenação da Regional do Tocantins, por meio do Defensor e Coordenador da Regional Alan Damasceno, os demais Defensores Públicos que integraram a ação e as servidoras da Regional Emiko Alves e Francinete Gomes.
“O programa Balcão de Direitos intensificou o seu atendimento jurídico com orientações e protocolo de ações que, sem dúvida, beneficiarão com soluções judiciais e extrajudiciais a demanda populacional atendida. Só no primeiro dia de atendimento muitos assistidos buscaram serviços em questões judiciais e extrajudiciais, reforçando a importância de tal programa não só em questões documentais, mas também na finalidade do órgão, que é oferecer serviços jurídicos à população. Mais uma vez, nossa equipe que compõe o Balcão de Direitos fica orgulhosa de levar a cidadania e garantir os direitos fundamentais, representando a Defensoria Pública do Estado do Pará. Podemos dizer que o evento foi encerrado de maneira muito positiva”afirmou Charone.
Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública


Presos integrantes de bando
especializado em roubos
de joias em Redenção






Dois integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de joias que atuavam na cidade de Redenção, sul do Pará, foram presos pela Polícia Civil. A operação que resultou nas prisões de Francisco Cleyton, de apelido "Cleytinho", e Diego Gomes Sabino, conhecido como "Diego Venka", foi denominada de "Midas". Com a dupla foram apreendidos quatro revólveres, munições, uma corrente, duas pulseiras e um pingente de ouro, R$ 500,00 em dinheiro e uma balança digital de precisão. A operação foi resultado de cerca de três semanas de investigações coordenadas pela Polícia Civil do Pará, através do Núcleo de Inteligência Policial.
O delegado Lúcio Flávio Filho, titular do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), explica que o objetivo do trabalho investigativo foi acompanhar a ação de uma quadrilha de assaltantes, com atuação em Redenção, onde o foco principal do bando era a prática do roubo de joias com uso de armas de fogo. Após constatar a ocorrência de crimes desse tipo na cidade, e a similaridade do modus operandi dos bandidos em todos os caso, a Polícia Civil passou a investigá-los. "Descobrimos a existência de uma verdadeira quadrilha  especializada em praticar roubos de jóias na cidade", informou o delegado. Sob coordenação do diretor do Núcleo de Inteligência Policial, delegado Cláudio Galeno, e com apoio da Polícia Militar de Redenção, a operação localizou, inicialmente, Cleyton, que foi preso em sua residência após denúncia anônima.
A informação dava conta de que ele estaria vendendo duas armas de fogo. Com ele, os policiais encontraram, além dos dois revólveres, munições e a balança digital de precisão usada para pesar os gramas das jóias roubadas. Logo em seguida, foi preso o comparsa dele, Diego, em poder do qual foram encontrados mais dois revólveres, munições, jóias e uma quantia em dinheiro. "O curioso é que as armas e o dinheiro estavam bem escondidos no forro do sofá da casa dele (Diego), enquanto as joias estavam guardadas dentro de um carrinho de brinquedo, no compartimento onde deveriam ser colocadas as pilhas", detalhou Lúcio Flávio.
Segundo o delegado, a dupla agia de forma bem organizada. "Ao Cleyton cabia o levantamento e planejamento do crime. Ele escolhia as vítimas e os bens a serem roubados. Muitas vezes, ele seguia a vítima e esperava o melhor momento para o assalto, que era feito por Diego, sempre com uso de arma de fogo", explicou. A Polícia Civil orienta as pessoas que foram vítimas de assaltos na cidade que procurem fazer o reconhecimento dos presos e, em caso afirmativo, dirijam-se à Delegacia de Polícia Civil de Redenção para prestar depoimento. Os presos foram autuados em flagrante e ficarão recolhidos à disposição do Poder Judiciário. A operação "Midas" atendeu determinação da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social e da Delegacia Geral da Polícia Civil, visando o combate à criminalidade no Estado do Pará.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Após manutenção, tomógrafo
do Hospital Metropolitano
volta a funcionar
O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) informa que o aparelho de tomografia que estava em manutenção aguardando a chegada de uma peça do exterior, da empresa Philips, voltou a funcionar nesta terça-feira (16). Durante o tempo em que o aparelho esteve em manutenção, os pacientes que necessitaram do exame foram encaminhados para realizar o procedimento nos hospitais da rede. O Governo do Estado irá fazer a aquisição de um novo aparelho de tomografia para o HMUE, visto a crescente demanda no atendimento no último ano. O recurso para a compra do novo tomógrafo já foi aprovado e terá verbas obtidas junto ao Governo Federal. O Metropolitano é referência no atendimento de trauma e queimados de média e alta complexidade. Grande parte deste atendimento é voltado para vítimas de acidentes de moto. Para se ter uma ideia, de janeiro a setembro deste ano já foram atendidas 2.567 pessoas no HMUE.


Hemopa entrega prêmios para
crianças que participaram
de concurso de pintura
Foi divulgado na manhã desta quinta-feira (18), o resultado do concurso de pinturas com pacientes atendidos pela Fundação Hemopa, na faixa etária de 4 a 12 anos. A ação fez parte da programação alusiva ao Dia das Crianças e contou também com campanha que arrecadou 239 livros infantis, a “Caravana da Leitura” do Centur e passeio no museu Emílio Goeldi. As atividades, que envolveram cerca de 100 crianças, ajudaram a estimular a leitura infantil e despertar talentos artísticos em pacientes que fazem tratamento hematológico.
O concurso de pinturas, que foi dividido nas categorias A, B e C, de acordo com a faixa etária dos 18 concorrentes, vai premiar nesta sexta-feira, às 10h, na sala de estar do hemocentro, os seguintes participantes: na categoria A- Angel Rafael, 6 anos. Na categoria B, Ana Paula, 8 anos. Na categoria C, Dário Vilas Boas, 11 anos. Todos vão receber kits de pintura e seus trabalhos serão divulgadas no site do Hemopa e nas suas redes sociais.
A programação começou com uma campanha que arrecadou 239 livros infantis até o último dia 5. As publicações vão ajudar a fundação a oferecer maior opção de leituras para as crianças que utilizam os serviços do hemocentro. No dia 9, o Hemopa recebeu a unidade móvel do Centur com a "Caravana da leitura", que apresentou ainda teatro infantil e incentivou a leitura entre os presentes, inclusive, aos acompanhantes das crianças.
No dia 11, os pacientes participaram de um passeio ecológico no museu Emílio Goeldi. “É um momento de distração e felicidade que eu tenho a oportunidade de compartilhar com a minha filha”, disse Ivete do Socorro, mãe da pequena Jamile Cristina, 10 anos, portadora de anemia falciforme. Na oportunidade, as crianças que participaram da programação também receberam brinquedos.
Texto:
Vera Rojas-Hemopa

All Star Rodas conquista o
Campeonato Brasileiro pela 11ª vez
Com o apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), o All Star Rodas continua fazendo história no Basquete em Cadeira de Rodas. Durante o Campeonato Brasileiro feminino da categoria, realizado entre os dias 11 e 14 de outubro, em Vitória (ES), o time conquistou o ouro pela 11ª vez consecutiva. A equipe do técnico Wilson Caju venceu as seis partidas realizadas na capital capixaba. O jogo que deu o titulo às paraenses aconteceu no último domingo, 14, contra o Irefes do Espírito Santo, quando o All Star venceu ad adversárias por 82 a 22.
Além do título, o All Star Rodas também consagrou a cestinha do campeonato, a camisa 12, Lia Maria Soares Martins, de 25 anos, que conseguiu marcar 188 pontos. Com isso, a atleta vem se destacando na modalidade, já que nos Jogos Paralímpicos de Londres também foi considerada a melhor jogadora, marcando 112 pontos - 45 somente na vitória diante da França, por 59 a 34.
Texto:
Angela Bazzoni-Seel


Segup apresenta ações, projetos e
equipamentos de segurança
na Supernorte 2012
As instituições do Sistema Integrado de Segurança Pública do Estado participam da 15° Convenção de Supermercados e Fornecedores da Região Norte (Supernorte), encerrada na noite desta quarta-feira, 17, no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) instalou um estande para apresentar ao público as ações, os equipamentos e os principais projetos que estão sendo desenvolvidos pelos órgãos de segurança na gestão atual da área.
No estande da Segup, visitantes da feira, empresários e supermercadistas puderam observar como funciona o sistema de registro de imagens das câmeras de monitoramento que estão distribuídas na Região Metropolitana de Belém (RMB). O Centro de Comando, que monitora as quase 200 câmeras que funcionam 24 horas na RMB, foi instalado no prédio do Centro Integrado de Operações (Ciop).
No estande também foi montado um ponto de acesso à Delegacia Virtual para registros de boletins de ocorrências, como furtos, roubos, perdas e extravios de documentos e de telefones celulares, com o auxílio de dois policiais civis.
Uma das inovações apresentadas na Supernorte foi a maleta usada em perícias de local de crime, conhecida como “Maleta CSI”. Adquirido no início de 2012 pelo Sistema de Segurança Pública do Estado, o kit possui equipamentos, ferramentas e materiais necessários para o procedimento pericial na cena de um crime. Ao todo, o Estado adquiriu 60 maletas, que foram distribuídas nas unidades do Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves” da capital e unidades regionais do interior do Pará. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado também apresentou os equipamentos de mergulho e o desencarcerador, popularmente conhecido por material de corte, utilizado para abrir ferragens para resgatar vítimas de acidente.
Os demais órgãos do Sistema de Segurança também apresentaram seus instrumentos de trabalho, como o Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), que levou os etilômetros (bafômetro), utilizados para verificar o nível de consumo de álcool nos condutores de veículos. O Batalhão de Choque da Polícia Militar colocou à mostra o helicóptero do Grupamento Aéreo do Sistema Integrado de Segurança Pública e Defesa Social (Graesp), que pousou em frente ao Hangar. No encerramento da Supernorte, o estande da Segup expôs equipamentos da Companhia de Operações Especiais (COE), da Cavalaria da Polícia Militar e do Grupamento Fluvial Integrado (GFLU).
A Supernorte foi criada há 15 anos, a fim de ampliar a oferta do setor de varejo na região Norte. É considerado o maior encontro empresarial de supermercadistas na Amazônia e um dos cinco mais importantes do Brasil.
Texto:
Lene Alves-SEGUP







Notícias do PSDB em Brasília


Brasília, 17 de outubro de 2012
Redução das tarifas de energia elétrica está ameaçada por culpa do governo, afirma Imbassahy
O deputado Antonio Imbassahy (BA) demonstrou preocupação com a possibilidade de a promessa da redução média de 20% do preço da energia elétrica não sair do papel. O compromisso foi assumido pela presidente Dilma Rousseff durante pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV no dia 7 de setembro. Segundo o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Mauricio Tolmasquim, “as contas que foram feitas” não valerão e não será possível diminuir os preços de energia no patamar prometido se muitas geradoras de energia não aderirem à proposta de renovação antecipada das concessões que vencem entre 2015 e 2017. A informação é do jornal “O Globo”. Leia mais


“A marca do PT é o mensalão”, afirma Sérgio Guerra
O presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra (PE), em entrevista coletiva nesta quarta-feira (17), disse que as eleições transcorreram em um cenário de excessiva pluralidade partidária e que, por isso, não é correto decretar que uma sigla em especial foi a vencedora. “Ninguém pode se declarar hegemônico”, afirmou. Guerra também afirmou que a relação entre o PT e o mensalão se tornou indissociável. O parlamentar ressaltou que essa análise sobre as eleições se estende também ao próprio PT e às siglas da base aliada da presidente Dilma Rousseff. Leia mais


Barbosa comemora aprovação do PNE com 10% do PIB para educação
O deputado Eduardo Barbosa (MG) comemorou a aprovação da redação final do Plano Nacional de Educação (PNE) pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) com a aplicação de 10% do PIB no setor educacional em até dez anos. O tucano se empenhou na elaboração do projeto em comissão especial e acredita que a nova etapa vencida foi uma vitória da sociedade. Uma manobra governista tentou prolongar a discussão da matéria para que o governo ganhasse tempo e tentasse retirar os 10%, mas a proposta não deu resultado. Leia mais


Líder da Minoria critica baixo desempenho da indústria brasileira e aumento de importações
Em discurso nesta quarta-feira (17), o líder da Minoria na Câmara, Antonio Carlos Mendes Thame (SP), criticou a incapacidade do PT, em quase 10 anos de governo, de enfrentar os grandes problemas do país. Ele destacou o baixo desempenho da produção industrial brasileira no PIB e criticou o estímulo desmesurado ao consumo. Segundo Thame, a produção industrial brasileira vem desmoronando e vai refletir drasticamente sobre a vida do cidadão. “A participação da indústria no PIB caiu de um pico de 40,9% em 1980 para 27,5% em 2010. No segundo trimestre do ano passado, os dois ramos industriais, de transformação e extrativa, representavam 18,6% do PIB total. No mesmo período de 2012, essa participação caiu para 17%”, informou. Leia mais


Deputado cobra fiscalização efetiva nos serviços dos planos de saúde
Em pronunciamento, o deputado Antonio Imbassahy (BA) alertou para os problemas da saúde no Brasil, em especial dos planos de saúde, procurados por muitos brasileiros em função do déficit na oferta dos serviços em hospitais públicos. O parlamentar cobrou da Agência Nacional de Saúde Suplementar uma fiscalização mais efetiva no setor. Leia mais


Jutahy Junior condena tentativa de influenciar eleitor com pesquisas manipuladas
Em discurso nesta quarta-feira (17), o deputado Jutahy Junior (BA) criticou a manipulação de pesquisas eleitorais. Segundo ele, o problema fica pior a cada eleição. O tucano ressalta que, no interior dos estados, surgiram institutos localizados que não existem de fato. “São pesquisas compradas e registradas na tentativa de influenciar o resultado nas pequenas cidades do Brasil, onde não há rádio, não há televisão, simplesmente para passar uma ideia de que aquele candidato está à frente das pesquisas, com o intuito de induzir o eleitor ao erro”, afirmou. Leia mais


Proposta de Mendes Thame garante normas mais rígidas para produtos de outros países
A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara aprovou hoje parecer favorável às emendas do Senado Federal ao projeto de lei 717/2003 do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (SP), que obriga os produtos importados a se submeterem às mesmas exigências de segurança dos similares nacionais. Somente neste caso a importação poderá ser autorizada. Leia mais


Jorginho Mello quer debater projeto que regulamenta direito de greve
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou nessa terça-feira (16) requerimento do deputado Jorginho Mello (SC) que solicita a realização de audiência pública no colegiado para discutir projeto de lei (4497/2001) que regulamenta o direito de greve dos servidores públicos. O parlamentar ressaltou a importância de debater a proposta, principalmente após as recentes greves que tomaram conta do país. Servidores protestaram por melhores condições de trabalho e pela reposição de perdas salariais. Leia mais


Aprovado relatório de Tripoli sobre acesso a sítios naturais públicos
A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável aprovou nesta quarta-feira (17), por unanimidade, relatório do deputado Ricardo Tripoli (SP) ao Projeto de Lei 4009/2012, que trata do acesso dos cidadãos a sítios naturais públicos. O objetivo da proposição é regulamentar o acesso e assegurar o livre trânsito, nas propriedades privadas, por caminhos que conduzam a montanhas, paredes rochosas, praias, rios, cachoeiras, cavernas e outros sítios de grande beleza cênica e interesse para a visitação pública. Leia mais


Bruna Furlan participa da campanha de combate ao câncer "Outubro Rosa"
A deputada Bruna Furlan (SP) demonstrou apoio à campanha Outubro Rosa em Barueri (SP), onde o prédio do Espaço Mulher foi colorido de rosa. A iniciativa visa conscientizar a população para a prevenção do câncer de mama. A prefeitura da cidade também aderiu ao projeto. Bruna Furlan falou da importância desta campanha para informar as mulheres sobre o diagnóstico precoce desse tipo de câncer. “O câncer de mama e colo de útero tem grande chance de cura quando tratado desde o início”, argumentou a deputada. Leia mais


ITV: Brasil assiste perplexo à deslavada intromissão da máquina petista nas eleições
A cada eleição, o partido dos mensaleiros exercita o que mais sabe fazer: enganar, com um monte de embustes, a boa-fé dos brasileiros, diz a Carta de Formulação e Mobilização Política do ITV nesta quarta-feira (17). “O kit mentira inclui as mistificações de sempre em torno das privatizações, o anúncio de medidas populistas que depois não se efetivam, a manipulação de verbas orçamentárias e o emprego de bens públicos em favor de um aparelho partidário. Neste pleito não está sendo diferente.” Leia mais

Direto do Twitter, com os deputados César Colnago (ES), Antonio Carlos Mendes Thame (SP), Domingos Sávio (MG), Leonardo Vilela (GO) e Marcus Pestana (MG)

Direto do Plenário, com os deputados Vanderlei Macris (SP), Raimundo Gomes de Matos (CE) e Dudimar Paxiúba (PA)




Corpo de Bombeiros realiza
trabalho preventivo contra incêndios





Diminuir os casos de incêndios em imóveis residenciais e comerciais, especialmente, construções em alvenaria na Região Metropolitana de Belém. É com esse objetivo que o Corpo de Bombeiros executa um intenso trabalho de fiscalização em edificações e também educacional nas escolas. O caso mais recente ocorreu na última terça feira (16), vitimando duas pessoas e destruindo um imóvel no distrito de Icoaraci. As causas do sinistro ainda estão sendo analisadas pelo Corpo de Bombeiros, mas de acordo com a corporação já passam de duzentos o numero de incêndios registrados em imóveis de alvenaria na Região Metropolitana de Belém. Em 80% deles, a causa principal são as instalações elétricas clandestinas, popularmente conhecidas como “gato”.
Para reduzir esta estatística, o Corpo de Bombeiros faz um trabalho preventivo junto a crianças de escolas públicas com o projeto “Bombeiros na Escola”. As orientações são focadas principalmente em noções básicas de segurança preventiva caseira, principalmente, no que diz respeito ao manuseio de gás de cozinha e outros mecanismo que venham desencadear focos de incêndio. “Além de como prevenir, o projeto também oferece noções de primeiros socorros e como proceder em casos de incêndio”, explica o major Elton Moraes, comandante do segundo subgrupamento dos Bombeiros, em Icoaraci.    
Através da Sessão de Atividades Técnicas, o Corpo de Bombeiros também realiza fiscalizações em edificações comerciais e residenciais, com base na lei 5.088. De acordo com o major Elton Morais, além da verificação dos equipamentos de segurança e da emissão de notificações nos casos de irregularidades, a corporação orienta moradores e/ou trabalhadores durante as visitas. As principais orientações dizem respeito sobre como proceder nos casos de incêndio e a importância de se manter atualizados os equipamentos de segurança dos imóveis.
Outro procedimento preventivo, segundo Elton Morais, é observar a sobrecarga na rede elétrica. Eletrodomésticos, como os ventiladores também são muitas das vezes a causa de curtos circuitos. Outro risco bastante comum são as mangueiras dos botijões de gás de cozinha, nas quais é preciso observar o período de validade. “Esse prazo de validade tem que ser obedecido. Outro erro bastante comum é a ligação de três ou quatro equipamentos em um único condutor (benjamim), que muitas vezes não suporta a carga elétrica gerando o curto circuito”, alerta o oficial.
As quedas de energia também podem incitar condutas perigosas. Um ato extremamente inseguro é acender velas dentro de casa e não vigiar com cuidado o procedimento. Deixar crianças sozinhas em casa, sem a presença de um adulto, também são comportamentos que facilitam a deflagração de incêndios. “A combinação vela, vento e cortinas são, em muitos casos, a causa dos incêndios em residências. Ao acender uma vela, o proprietário também deve se responsabilizar por apagá-la e nunca deixar o imóvel com qualquer tipo de chama acesa, principalmente com crianças envolvidas”, conclui o major.
Texto:
Danielle Ferreira-Secom

 “Mensalão é marca indissociável
do PT”, afirma Sérgio Guerra
Brasília – O presidente nacional do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra (PE), em entrevista coletiva nesta quarta-feira (17), disse que as eleições transcorreram em um cenário de excessiva pluralidade partidária e que, por isso, não é correto decretar que uma sigla em especial foi a vencedora. “Ninguém pode se declarar hegemônico”, afirmou. Guerra também afirmou que a relação entre o PT e o mensalão se tornou indissociável.
O parlamentar ressaltou que essa análise sobre as eleições se estende também ao próprio PT e às siglas da base aliada da presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, diversas regiões sinalizam, desde 2010, já não terem mais no PT e no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma referência política incontestável.
“Lula tem o vício de pensar que é o dono do povo. Mas o PT não tem a ‘reserva de mercado’ da população. É um partido que perdeu a sintonia com a opinião pública. Não adianta mais ao Lula dar conselhos ao povo. Se fizer isso, não será ouvido”, frisou.
Sobre o julgamento dos acusados pelo mensalão, o deputado disse que o partido não tratou a exploração do caso como uma “prioridade”, nem trouxe o tema para o centro das disputas eleitorais – assim como não se preocupa em quantificar o quanto o episódio influenciou no pleito de 2012.
“O que nós sempre defendemos foi a realização de um julgamento que acontece agora e tem condenado pessoas de destaque no PT. Agora não é o PSDB que coloca sobre os petistas a marca do mensalão. É a Justiça. O mensalão, sem dúvida, se tornou uma marca indissociável do PT”, comparou.
Ao analisar o cenário político, o deputado destacou que o partido cresceu, nas eleições municipais, em regiões formadoras de opinião e nas cidades do Norte e Nordeste, definidas como estratégicas pelo partido. “Mais do que contabilizar simplesmente o número de prefeituras, nos preocupamos em verificar o avanço da legenda em áreas em que tínhamos dificuldade”, declarou.
No primeiro turno das eleições de 2012, o PSDB elegeu 691 prefeitos. Foi a segunda sigla que mais conquistou prefeituras. O partido disputa o segundo turno em 17 cidades, sendo oito capitais. Em seis estados – São Paulo, Minas Gerais, Acre, Pará, Paraná e Roraima – o PSDB foi a sigla que elegeu prefeitos.
Eleições 2014

Para o tucano, eleições presidenciais de 2014 se tornarão uma prioridade assim que o pleito municipal for concluído, enfatizando que este processo não contempla somente a escolha, por parte do partido, do candidato à sucessão de Dilma Rousseff. Guerra disse que o PSDB busca o fortalecimento do debate sobre os temas do Brasil e a apresentação de um projeto de nação à sociedade.
O parlamentar adiantou que a sigla estuda a realização de eleições prévias para a definição do candidato à presidência, se houver mais de um nome na disputa. Guerra lembrou que o PSDB promove, atualmente, um recadastramento de seus filiados, o que proporcionará a construção de uma base de eleitores na disputa interna. A expectativa, segundo ele, é a realização das eleições prévias no próximo ano e que a definição do nome ocorra nos últimos meses de 2013.
A respeito do “mensalão mineiro”, comumente citado pelos petistas como uma espécie de esquema similar ao implantado pelo PT para a compra de parlamentares, Sérgio Guerra acha que não faz sentido chamar o caso de Minas Gerais de ‘mensalão’, porque não há nenhuma denúncia sobre compra de votos. “O [deputado federal] Azeredo é uma pessoa honesta e com uma grande trajetória. Não foi flagrado andando de jatinho e nem participando de negócios escusos. O que queremos em relação ao caso é também que ocorra um julgamento justo e que o Judiciário cumpra seu papel.”

Renovação

O presidente nacional do PSDB acredita que outro sinal que vem das urnas em 2012 é o da renovação do partido. “Não há momento melhor para a renovação de um partido do que as eleições”, mensurou. Ele citou quadros como o prefeito eleito de Maceió (AL), Rui Palmeira, e o candidato derrotado do partido à prefeitura do Recife (PE), Daniel Coelho – “que, contra tudo e contra todos, fez 30% dos votos. Por essas vitórias em regiões estratégicas e pelo encaminhamento da renovação do partido, considero que a participação do PSDB nas eleições foi vitoriosa”, concluiu.



Sefa e Procon continuam
fiscalização em
estabelecimentos da Grande Belém

A fiscalização de restaurantes, realizada pela Secretaria da Fazenda do Pará (Sefa) e Diretoria de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon), prosseguiu  nesta quarta-feira (17), alcançando nove estabelecimentos da Grande Belém.  As equipes observam, além da regularidade fiscal dos estabelecimentos, a emissão de notas e cupons fiscais com CPF, que fazem parte do Programa Nota Fiscal Cidadã, que vai sortear prêmios em dinheiro.
Márcia Santos, coordenadora da unidade fazendária da Sefa em Belém explica que a fiscalização vai apurar as denúncias de consumidores que não conseguiram receber o documento fiscal com CPF. A fiscalização tem o objetivo de garantir que os consumidores tenham seus direitos respeitados. “Nesta operação a Sefa verifica a regularidade fiscal  das empresas e o cumprimento das obrigações acessórias, como a emissão de documentos fiscais. A Ouvidoria Fazendária tem recebido reclamações de consumidores que  não recebem documento fiscal nas compras, ou daqueles que pedem o documento com CPF e não recebem. Neste caso, como há infração contra o direito ao consumidor quem vai agir é o Procon”, informa a coordenadora.
Os auditores da Sefa verificam o uso dos cupons e das notas fiscais, e também os equipamentos emissores de cupom fiscal (ECF). “Se a Secretaria da Fazenda  encontra um estabelecimento funcionando sem nota e cupom fiscal pode ser feita a apreensão das mercadorias e então o estabelecimento ficará impedido de funcionar”, informa Márcia Santos.
A fiscalização de restaurantes iniciou na semana passada. Até o momento foram registradas duas infrações tributárias, com apreensão de bloco de notas fiscais série D. O Procon realizou  duas autuações de restaurantes que não faziam a emissão de cupom com CPF. Os estabelecimentos terão 10 dias para apresentar defesa junto ao Procon, e se a autuação for mantida, terão que pagar multa, prevista em lei, de 500 Unidade Padrão Fiscal (UPFPa), que está fixada em R$ 2,3020.     
Para saber mais sobre o Programa Nota Fiscal Cidadã, é possível acessar  o site www.sefa.pa.gov.br/nfc ou ligar para  o Call Center 0800. 725. 5533. No mesmo site é possível registrar denúncias.  
Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa



Feira de CT&I recebe visitação
de grande público no primeiro dia

O primeiro dia da V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), recebeu grande visitação de público no campus da Universidade do Estado do Pará (UEPA),. “Consideramos que o primeiro dia de Feira foi um sucesso. Fico satisfeito em saber que o evento tem sido uma boa opção de atividade não somente para as escolas, mas também para toda a família paraense”, comentou o diretor de Ciência e Tecnologia da Secti, Geraldo Narciso. Ao todo, a feira reúne 25 estandes de demonstrações científicas das principais instituições de ensino e pesquisa do estado e mais de 80 atividades ofertadas em três dias de evento.
A abertura oficial do evento foi realizada no final da tarde e contou com a presença de representantes de várias instituições de ciência e tecnologia do estado. A reitora da UEPA, Marília Xavier, compôs a mesa de abertura ao lado de outras autoridades e destacou a importância de sediar a Feira em sua instituição. “A produção e divulgação do conhecimento científico pode contribuir para a transformação da realidade, para amenizar as desigualdades sociais. Pela Feira, temos a oportunidade de demonstrar que nós, das universidades, temos interesse e condições de enfrentar o desafio posto de construir um estado mais justo”, ressaltou.

O titular da Secti, Alex Fiúza de Mello, enfatizou que a Feira se constitui numa ferramenta de grande importância para difundir e popularizar CT&I no estado, sobretudo aos estudantes de ensino médio e fundamental. O secretário destacou que a Feira compõe a política estadual de difusão e popularização, que engloba outros projetos voltados à formação de uma cultura científica em nosso estado, sem a qual não pode haver inovação tecnológica e desenvolvimento socioeconômico. “Temos grandes talentos em nossas escolas e é nossa responsabilidade criarmos uma ambiência e estratégias, como esta, para induzirmos o desenvolvimento científico no Pará”.

Programação da quinta-feira - A V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação  segue nesta quinta-feira (18) com uma programação variada, composta por oficinas, seminários, minicursos, palestras, exposições e apresentações artístico-culturais. Quem se interessar, pode se inscrever com até meia hora de antecedência da atividade no local de credenciamento da Feira.
Texto:
Raphael Freire-Secti


Centro de Hemodiálise Monteiro
Leite faz um ano de funcionamento

O morador do bairro do Tenoné José Itamar de Almeida, de 55 anos, passou quase dois meses peregrinando por vários hospitais de Belém. Motivo: insuficiência renal crônica, com indicação de hemodiálise para o tratamento. “Eu não sabia nada de hemodiálise nem o que eu tinha”, lembra ele, que só conseguiu atendimento na Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, de onde foi transferido para o Centro de Hemodiálise Monteiro Leite.
Inaugurado ano passado, o centro conseguiu zerar a fila dos pacientes da rede pública que aguardavam vaga para fazer hemodiálise. “Recebemos muita atenção de toda a equipe aqui”, diz José, que participa do vídeo feito em comemoração ao aniversário do espaço e apresentado durante reunião festiva com a presença da diretoria da fundação e servidores.
A diretora técnica da instituição, Marilda Moitta, deu início às comemorações lembrando “as expectativas e responsabilidades em dirigir um centro que leva o nome de um grande pesquisador paraense”. Ela também agradeceu pelo apoio e empenho d os profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e administrativos, que trabalham no centro.
Em seguida, o responsável técnico pelo centro, Pedro Paulo Assis, apresentou os números do primeiro ano de funcionamento do espaço. Foram mais de 1,8 mil sessões de diálise por mês, com um índice de mortalidade de 12%, inferior em 2% à média nacional. A diretora-presidente da fundação, Ana Lydia Cabeça, ressaltou que o centro é um sonho concretizado pelo esforço do governo, que se sensibilizou com a situação dos pacientes renais do Estado.
O Centro de Hemodiálise Doutor Monteiro Leite, inaugurado em 17 de outubro de 2011, funciona em um prédio próprio, na rua dos Mundurucús, em frente à praça Batista Campos. No local, 35 máquinas de hemodiálise têm capacidade para atender 198 pacientes por mês.
Monteiro Leite foi um professor e pesquisador paraense, que muito contribuiu para o estudo das doenças renais e cujo mérito foi reconhecido fora do Brasil, quando foi escolhido para receber comenda concedida pelo Armed Forces Institute of Pathology (Afip), instituição ligada às forças armadas norte-americanas e considerada referência mundial em patologia. Poucos patologistas brasileiros receberam essa honraria.
Cobertura– O projeto para a construção do centro começou em janeiro de 2011, quando a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) adotou medidas urgentes para dar total cobertura para a recuperação dos serviços de atendimentos aos renais crônicos, que não recebiam investimentos do Poder Público há quatro anos.
Em junho daquele ano, com a ampliação dos serviços nefrológicos em Redenção, Altamira e Santarém, a inauguração do serviço de nefrologia no Hospital Antônio Maria Zacarias, em Bragança, e as aberturas do Centro Terapia Renal da Santa Casa e do Centro de Hemodiálise Doutor Monteiro Leite, em Belém, o governo do Estado considera que conseguiu zerar a fila de nefropatas a espera de vagas em máquinas dialisadoras.
Os pacientes renais crônicos atendidos no Centro Monteiro Leite são atendidos por uma equipe multidisciplinar, que inclui médicos nefrologistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, assistentes sociais, nutricionistas, farmacêuticos, psicólogos, terapeutas, agentes administrativos e equipe de apoio. O centro desenvolveu-se dentro do requisito exigido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
São usados equipamentos de última geração, como o sistema de tratamento de água, um dos mais modernos modelos, que inclui, entre outros recursos, aparelho de ozônio para desinfecção da área do sistema, um sistema operado por controle de microprocessador, um tanque de armazenamento de água, controlado por sensores de nível e uma bomba dosadora de cloro. O valor total do investimento no novo centro foi de R$ 5.482.845, sendo R$ 3.383 milhões usados na obra e R$ 2.099.845, na aquisição de equipamentos e materiais permanentes.
Texto:
Felipe Gillet-HC

Iasep oferece atendimento
médico na Semana do Servidor

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) oferecerá atendimento médico especializado durante a programação do estado em comemoração ao Dia do Servidor Público.  No período de 24 a 27 de outubro, profissionais do Iasep estarão na Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCTPN), realizando atendimento de saúde através do programa Iasep Móvel. No dia 27, funcionários do órgão marcam presença na I Corrida e Caminhada do Servidor, no Parque Ambiental do Utinga.
Realizando consultas e exames de prevenção sem gastar a cota de anual do segurado, o Iasep Móvel levará atendimento em odontologia, fonoaudiologia, oftalmologia e urologia. Através do programa, o servidor é atendido com rapidez e facilidade, recebendo o resultado dos exames no próprio local do atendimento.
Haverá também um estande do Iasep no Centur oferecendo informações sobre o plano de saúde dos servidores. Ali, o servidor poderá realizar seu cadastramento no plano, ou incluir dependentes. Para agilizar o atendimento, o Iasep orienta aos servidores que consultem o Guia de Segurados sobre a documentação necessária para adesão ao plano. O guia está disponível no www.iasep.pa.gov.br.


Ritmos do Pará embalam Música
na Orla a partir desta sexta na Estação



 
Do carimbó ao brega. Do merengue a guitarrada. Neste final de semana, acontece o projeto “Música na Orla”, na Estação das Docas, com apresentação dos ritmos do Pará em suas várias vertentes. De 19 a 21 de outubro, a partir das 19h, seis atrações vão se revezar no palco montado entre os Armazéns 1 e 2. A programação é gratuita.

Com foco na valorização da cultura, o projeto “Música na Orla” visa aproximar a população da música produzida no Pará. Na coletânea deste mês, intitulada “Ritmos do Pará”, apresentam-se na orla da Estação as seguintes atrações: na sexta, 19, Metaleiras da Amazônia e Aíla. No sábado, 20, é a vez do Trio Manari, Grupo Frutos do Pará e Edilson Moreno. Joelma Kláudia é quem encerra a programação, no domingo, 21, com a participação de seus convidados especiais - Aíla, Gigi Furtado André Leemax e Cleopsidra.

Implantado pela atual gestão da Organização Social Pará 2000 que administra a Estação das Docas, o “Música na Orla” durante três dias de cada mês leva o melhor da produção local em diversos ritmos. No mês de setembro, o projeto levou para o grande público que frequenta o complexo uma mostra da música instrumental, durante a coletânea Jazz.

O projeto Música na Orla é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) através da OS Pará 2000, que visa a valorização da cultura e oferece ao público programações culturais gratuitas. Informações (91) 3212-5660 ou através do site: www.estacaodasdocas.com.br.


Confira a programação:

Dia 19/10 (sexta-feira)

19h30 – Metaleiras da Amazônia

21h – Aíla




Dia 20/10 (Sábado)

18h – Trio Manari

19h30 – Grupo Frutos do Pará

20h30 – Edilson Moreno



Dia 21/10 (Domingo)

19h – Joelma Kláudia convida: Aíla, Gigi Furtado André Leemax e Cleopsidra
Data da pauta: 19/10/2012 19:00:00Data de expiração: 20/10/2012 19:00:00Local: Orla do Armazém 1 e 2 - Estação das DocasEndereço: Av. Boulevard Castilhos França, s/nº - Campina.Contatos: 8896.4318 / 9302.9467 Camila Barros (Ascom OS Pará 2000)



Pará estreia com 13 medalhas
nas Paraolimpíadas Escolares







 A delegação paraense estreou com 13 medalhas nas Paraolimpíadas Escolares, nesta quarta-feira (17). Foram doze no atletismo e uma no judô. Até sexta-feira (19), mais de 80 estudantes de escolas de ensino fundamental e médio, com deficiência e idade entre 12 e 19 anos, disputam as melhores posições em sete modalidades no evento, que reúne cerca de duas mil pessoas, entre atletas e comissão técnica, em São Paulo.
Maria Sthephanie Dias, 16 anos, estudante da Escola Estadual Benvinda Araújo Pontes, em Abaetetuba, conquistou duas medalhas, uma de ouro, na modalidade de arremesso de peso, e outra de prata, nos 100 metros rasos. Foi sua primeira participação em uma competição nacional. “É tudo muito novo. Comecei a treinar este ano e já estou aqui com essas medalhas. Quero muito ser atleta profissional. Sei que não é fácil, mas é isso que quero ser”, disse.
O judô paraense paraolímpico também já conquistou o lugar mais alto do pódio com a estudante Larissa da Silva, que foi ouro na categoria ligeiro. Outros cinco atletas estão buscando vaga para as finais da modalidade. O vôlei sentado também estreou com sucesso no torneio. A equipe paraense venceu duas partidas nesta quarta-feira, contra o Distrito Federal e Minas Gerais, e está classificada para seguir adiante na competição.
Pela primeira vez, a delegação paraense levou uma equipe de bocha às paraolimpíadas, que, com seis integrantes, fez sua estreia e ainda participa da fase classificatória. “É uma responsabilidade grande e uma felicidade maior”, disse Jennifer dos Santos, 19 anos, que tem paralisia cerebral e disputou duas partidas no primeiro dia de jogos.
Acompanhada da avô, Rosilda Mendes, que viajou para acompanhá-la em São Paulo, a estudante disse estar passando por um novo momento. “O esporte ajuda muito. Antes eu só ia para a escola e para a igreja. Agora vou treinar, encontrar colegas. É muito bom”, finalizou.
Texto:
Mari Chiba-Seduc



Produtores querem simplificar
licenciamento da cadeia
produtiva do dendê

A simplificação e agilização do processo de licenciamento ambiental e, desta forma permitir a participação da agricultura familiar no processo de produção da dendeicultura no Pará, resume a proposta do setor produtivo da palma de óleo, entregue nesta quarta-feira (17), ao secretário de Estado de Agricultura, Hildegardo Nunes. O documento foi entregue pelos presidentes das Câmaras Setorial e Federal da Cadeia Produtiva da Palma de Óleo, Roberto Yokoyama e Eduardo Ieda, na Sagri.
A proposta foi discutida na câmara setorial e finalizada por um grupo de trabalho criado para revisar as normas vigentes do licenciamento ambiental da atividade. Os produtores pedem a redução da burocracia e a isenção da taxa para os agricultores familiares junto à Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema). “É uma proposta que busca aumentar a competitividade da cadeia produtiva do dendê, reduzir os custos do licenciamento, incrementar a regularização ambiental, reduzir a insegurança jurídica e contribuir para a preservação e recuperação ambiental no Pará”, enfatizou Yokoyama.
A incorporação na atividade econômica da preservação do bioma amazônico no Pará é compromisso assumido pelo setor produtivo do dendê, segundo a proposta que será encaminhada à Sema pelo secretário Hildegardo Nunes. O cultivo da palma de óleo é usado na recuperação de áreas alteradas, improdutivas e sem cobertura vegetal, e de áreas de proteção permanente e de reserva legal. “Essa prática conciliada com o desenvolvimento econômico cria oportunidades com reflexo positivo para o bem estar social da população paraense”, conclui o documento.
Texto:
Leni Sampaio-Sagri



Desarticulado ponto de venda e
distribuição de drogas em Inhangapi

Policiais civis da região do Salgado, do Núcleo de Apoio à Investigação e da Seccional Urbana da Jaderlândia, em Ananindeua, região metropolitana de Belém, desbarataram nesta terça-feira (16), no município de Inhangapi, nordeste do Pará, um grupo de traficantes de drogas. As prisões dos acusados resultaram de investigações iniciadas em agosto deste ano, quando policiais civis receberam as primeiras denúncias de moradores incomodados com a ação dos criminosos, que são da mesma família.
Os presos são Maria Benedita Silva Monteiro, 43 anos, e os dois filhos, Antônio Marcielton Silva Monteiro, 18 anos, e Antônio Mauro Silva Monteiro, 25. Eles foram flagrados em uma casa na travessa Manoel Gama, bairro Vila Nova, onde funcionava um ponto comercial que, na verdade, era usado de fachada para a venda de entorpecentes. Ali, o tráfico de drogas era comandado por Maria Benedita com apoio dos filhos.
Antônio Marcielton era responsável em gerenciar a venda da droga. Ele usava um revólver calibre 38, marca Taurus, para fazer cobranças de usuários que eram obrigados a honrar com a dívida, sob pena de pagar com a vida. Na casa onde ocorreram as prisões, foram apreendidas 96 "petecas" de pasta de cocaína; três porções maiores de pasta de cocaína, cada uma com peso de cerca de 30 gramas; uma porção de maconha, e apetrechos para preparo e distribuição de droga, como tesouras, linha, sacos plásticos para embalar a droga e fermento.
Além do revólver, foram apreendidas sete munições de calibre 38; quatro cartuchos de munição de calibre .36; uma porção de chumbo e ainda a quantia de R$ 303,95 em dinheiro. O trabalho de investigação teve a coordenação dos delegados Luiz Xavier e Fernando Rocha.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Operação Quadrado desarticula
esquema de tráfico em Porto de Moz

Esquema de tráfico interestadual de drogas coordenado por uma organização com ramificações nos Estados do Pará, Amazonas e Amapá foi desarticulado nesta terça-feira (16), durante operação integrada das polícias Civil e Militar, no município de Porto de Moz, na ilha do Marajó. Após mais de um mês de investigações, a equipe policial prendeu em flagrante, em um barco, Ricardo Pereira da Rocha, com quem foram apreendidos 4,3 quilos de "pedras de crack", droga derivada da cocaína.
A operação Quadrado foi deslanchada após a confirmação de que o acusado estava fazendo o transporte da droga na região. Segundo o delegado Eduardo Paisani, titular da Delegacia de Porto de Moz, uma guarnição da Polícia Militar local passou a acompanhar a movimentação do acusado, que fazia constantes viagens para as cidades de Tabatinga e Manaus, no Amazonas; Gurupá, no Pará, e Santana, no Amapá. A rota do esquema de tráfico de drogas começava na cidade de Altamira, no sudoeste do Pará, comdestino à Santana (AP).
Durante as investigações, os policiais tomaram conhecimento de que, na terça-feira, Ricardo da Rocha embarcaria na cidade de Vitória do Xingu, próximo a Altamira, com destino a Santana, no Amapá. Um policial militar que retornava em viagem de folga no mesmo trajeto foi orientado a acompanhar o acusado e repassar informações às equipes policiais sobre o deslocamento.
Assim que atracou no porto hidroviário, em Porto de Moz, a embarcação foi abordada pelos policiais civis e militares, que fizeram uma revista em Ricardo Pereira. Os 4,3 quilos de “pedrade crack” foram encontrados dentro de duas caixasde papel divididos em quatro tabletes. O delegado ressalta que as investigações continuam. "Vamos apurar a participaçãode outras pessoas no esquema", garante.
Ricardo da Rocha faz parte de uma organização bem estruturada com ramificações nos Estados do Amapá, Manaus e Pará, e tem ligação direta com traficantes de drogas peruanos. O delegado ressaltou que as prisões resultaram da política de combate ao tráfico de drogas no Pará, em atendimento às determinações da Delegacia Geral da Polícia Civil.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Segup avalia combate à
criminalidade na área da
2ª Região Integrada de Segurança




A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) fez uma avaliação operacional para discutir as metas e o desempenho das unidades dos órgãos do Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, localizadas na área de circunscrição da 2ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), na manhã desta quarta-feira (17), no auditório do Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará (Iesp), no município de Marituba. Com uma população de quase 670 mil habitantes, a 2ª Risp abrange os municípios de Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara.
A reunião de trabalho foi presidida pelo titular da Segup, secretário Luiz Fernandes Rocha, e contou com a presença dos secretários adjuntos de Inteligência e Análise Criminal, Antônio Cláudio Farias, e de Gestão Administrativa, Cláudio Jorge da Costa Lima. Também participaram do encontro, gestores dos órgãos do Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Centro de Perícias Científicas ‘Renato Chaves’ e Departamento de Trânsito do Estado do Pará), além de delegados da Polícia Civil e oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, que estão à frente das unidades das suas respectivas instituições na área da 2ª Risp.
O grupo discutiu estratégias de policiamento para a região, controle de informações, distribuição do efetivo policial, combate ao tráfico de drogas, roubo e apreensão de armas e de drogas. “Esta reunião será realizada regularmente nas diversas regiões integradas de segurança pública e é muito importante para o alinhamento das ações institucionais, administrativas e operacionais dos órgãos do Sistema de Segurança Pública do Pará”, frisou Luiz Fernandes Rocha.
O delegado geral da Polícia Civil, Nilton Ataide, informou que, até o final da próxima semana, o enfrentamento à violência e à criminalidade na RMB será reforçado com a instalação de uma nova Delegacia de Homicídios da PC, na rodovia Mário Covas, em Ananindeua. “Esta nova unidade também deverá contar com o apoio de uma equipe da Delegacia de Entorpecentes para incrementar o trabalho de investigação dos crimes ligados ao tráfico de drogas”, acrescentou o delegado.
T
exto:
Lene Alves-SEGUP



Círio fortalece o turismo e atrai
mais de 76 mil visitantes ao Pará

O Círio de Nazaré 2012 correspondeu todas as expectativas do turismo paraense. O Estado deve receber até o fim da quadra nazarena mais de 76 mil turistas, que devem deixar por aqui cerca de US$ 28 milhões. O destaque este ano foi para as ações de receptivo no Aeroporto Internacional de Belém e no Terminal Rodoviário, com atendentes falando várias línguas, além de grupos de carimbó 24 horas se apresentando para os turistas que chegavam à cidade, com direito à distribuição de cheiro do Pará, fitas de Nazaré e a programação cultural do mês de outubro.
O secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, enalteceu a sintonia entre os diversos níveis da gestão pública, o trade e a sociedade civil organizada, fundamental para reforçar a real importância e o significado do turismo como atividade econômica para o Estado. “Desta forma cumprimos nossa missão de promover o Círio de Nazaré como produto turístico, mas também como uma das nossas mais fortes e significativas manifestações culturais”, disse.
Autoridades acompanharam a grande procissão do Círio no domingo (14), entre elas o ministro do Turismo, Gastão Vieira, o governador Simão Jatene, o representante da Pastoral do Turismo junto à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Carlos Chiquim, e a presidente da Paratur, Socorro Costa, ao lado de Adenauer Góes.
“Estamos satisfeitos com o resultado das parcerias que firmamos visando trabalhar o Círio como um produto de atração turística ao Pará. Recebemos muitas manifestações de reconhecimento pelo receptivo de alto nível que fizemos nos principais dias do evento, no Terminal Rodoviário, Aeroporto Internacional de Belém e em outros locais”, frisou Socorro Costa, enfatizando a passagem por Belém, no dia da Romaria Fluvial, dos 600 turistas a bordo de um cruzeiro da Alemanha.
“Acompanhei pessoalmente este receptivo no Museu Paraense Emílio Goeldi, hotel Beira Rio, trilhas ecológicas no Acará e Estação das Docas, e testemunhei a satisfação dos nossos visitantes ao encontrar Belém em festa pelo Círio e preparada para este excelente momento do nosso turismo”, relatou Socorro Costa, que também acompanhou pessoalmente a chegada do ministro Gastão Vieira, que viu o Círio no palanque montado pelo governo do Estado na Estação das Docas.
Um dos convidados do barco da Paratur e da Setur, que acompanhou a Romaria Fluvial sábado (13), foi o padre Carlos Alberto Chiquim, da CNBB. Para ele, o Círio de Nazaré é uma experiência que deve ser fortalecida e divulgada para todo o Brasil e é com este propósito que a Pastoral do Turismo participa do evento. “Estamos nesta parceria com a Secretaria de Turismo do Pará e Paratur na tentativa de criar neste elemento que é o Círio de Nazaré uma atividade permanente durante o ano todo”, disse, destacando elementos como a gastronomia, a história, a cultura e a biodiversidade como pontos que tornam o evento um diferencial.
Convidado pela Paratur para acompanhar o Círio de Nazaré, o jornalista Charles Chang ficou encantado com Belém. “Tudo muito bonito, muito impressionante”, enfatizou ele, que, com apoio da Embaixada do Suriname, veio a Belém para produzir reportagens de turismo, assim como outros convidados de veículos nacionais e internacionais que acompanharam os principais eventos e romarias da Festa.
Texto:
Benigna Soares-Paratur



Classe Hospitalar do Bettina
Ferro ganha novo espaço
 de atendimento

Desde quando foi criado, em 2002, o Hospital Universitário Bettina Ferro de Sousa (HUBFS) atende cerca de 4 mil crianças com idade entre zero e 12 anos que apresentam alterações de crescimento e desenvolvimento, por meio do Serviço de Desenvolvimento e Crescimento Caminhar, formado por uma equipe multidisciplinar composta por pediatras, nutricionistas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicólogos, entre outros profissionais. 
Para garantir a inclusão e continuidade do ensino-aprendizagem na educação básica das crianças e adolescentes em tratamento de saúde no HUBFS, em especial, no Serviço Caminhar, foi criado então a “Classe Hospitalar”, um espaço onde os pacientes podem contar com apoio pedagógico e atendimento educacional especializado. A rede de atendimento é resultado de uma parceria entre a Universidade Federal do Pará (UFPA), através do HUBFS, e do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Em função da crescente demanda, o local precisou passar por reformas e, na manhã desta terça-feira (16), a Classe Hospitalar recebeu um novo espaço totalmente revitalizado e ampliado, que agora além das salas de aula, conta com atelier de artes e brinquedoteca, um espaço de caráter terapêutico que beneficiará não somente as 37 crianças matriculadas no Serviço, mas as que estiverem de passagem pelo hospital apenas para uma consulta. “Antes, víamos as salas de espera cheias de crianças, que ficavam agitadas devido a espera e que não tinham para onde ir, não tinham entretenimento. Agora, elas podem aproveitar o espaço, brincar, se distrair até a hora da consulta”, explica a coordenadora da Classe Hospitalar, professora Érika Amorin.
Oficialmente conhecido como Espaço Terapêutico Educacional Integrado Amira Figueiras, a Classe Hospitalar recebeu este nome em homenagem a médica que foi uma das idealizadoras do espaço destinado às crianças. “Estou muito feliz com a construção deste espaço, foi uma construção passo a passo e que marca a importante união entre a saúde e a educação. Dois pilares importantes para a sociedade”, frisou a médica.
Cuidados - Escolher a própria roupa ou amarrar o cadarço do sapato pode parecer uma tarefa simples para qualquer criança aos nove anos de idade, mas para a dona-de-casa Érica Cordovil ver o filho Ruan fazer tais atividades é uma conquista. “ A primeira vez que vi meu filho fazer um laço no sapato fiquei muito feliz e ele mais ainda. Ele gritava, comemorando: mamãe, mamãe, eu consegui!”. A emoção toma conta quando ela relembra a primeira vez que levou o filho ao Hospital Universitário Bettina Ferro de Sousa, após o diagnóstico de que o menino possuía um quadro de epilepsia e hiperatividade. “Depois da consulta fui encaminhada ao melhor lugar que poderia existir: o Serviço Caminhar e depois a “Classe Hospitalar”, comemora.

E foi com este Serviço, que envolve profissionais de diversas áreas da saúde e da educação, que Ruan começou a descobrir o seu mundo. A mãe relata que em cinco anos no “Serviço Caminhar”, Ruan já apresenta melhoras significativas e é capaz de sentar para assistir aos programas de televisão e brincar com outras crianças. As pequenas conquistas são compartilhadas por dezenas de pais que frequentam pelo menos três vezes na semana o hospital levando seus filhos para atendimento como é o caso da dona-de-casa Patrícia dos Santos, que em seis meses no “Serviço Caminhar” e na

  
“Classe Hospitalar”, já observa
modificações em seu filho de seis anos


Classe Hospitalar - Iniciada em 2003 no Hospital Ophir Loyola, está presente em sete hospitais e abrigos da Região Metropolitana de Belém (RMB): Fundação Hospital de Clínicas; Fundação Santa Casa de Misericórdia; Hospital João de Barros Barreto; Hospital Metropolitano; Hospital Ophir Loyola; Núcleo de Apoio ao Enfermo Egresso e abrigo João Paulo II. O projeto nasceu da necessidade de garantir a escolarização às crianças internadas, foi criada a primeira sala de aula em um ambiente hospitalar que recebeu o nome de “Projeto Prosseguir”. Posteriormente, a partir do sucesso alcançado, a proposta tornou-se um modelo a ser seguido. Em 2007, vários hospitais públicos solicitaram à Coordenação de Educação Especial (Coees), que coordena o projeto, a inclusão da classe hospitalar em seus ambientes.
Desta forma, desde sua criação, o Programa da Classe Hospitalar da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) assegura a continuidade dos estudos a centenas de pacientes- alunos internados, ou àqueles, cuja frequência nas escolas não é indicada pelos médicos. Até o momento, o Programa já atendeu aproximadamente 8 mil alunos nos níveis fundamental e médio e os números aumentam a cada dia. Alguns, garantiram inclusive uma vaga em universidades. Além de um momento de aprendizagem, as aulas servem como uma espécie de entretenimento e de carinho, onde a dor muitas vezes é esquecida.
Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Pará registra queda de 58,6%
nos casos graves de dengue

Caiu em 58,6% o número de casos graves de dengue no Pará, segundo balanço divulgado nesta quarta-feira (17) pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Este ano, foram registrados 58 casos de dengue com complicação, contra 162 ano passado, além de 38 casos de febre hemorrágica da dengue, ante os 24 de 2011. O levantamento mostra também que três pessoas tiveram síndrome do choque da dengue em 2012, um a mais que em 2011.
A redução se deve ao trabalho de vigilância epidemiológica da Sespa, em conjunto com as secretarias municipais de saúde. Segundo o 26º Informe Epidemiológico da Dengue, também houve queda de 18,57% no número de casos confirmados de dengue todos os tipos. São 10.924 registros este ano contra 13.415 em 2011. Em relação à dengue clássica, o Estado mantém uma redução de 17,96%, com 10.840 ocorrências este ano contra 13.212 em 2011.
De 1º de janeiro a 17 deste mês, o Pará notificou 24.177 casos suspeitos de dengue de todos os tipos. Os municípios com maior número de notificações continuam sendo Belém (3.904), Parauapebas (2.237), Marabá (1.434), Santarém (1.398), Altamira (1.300), Ananindeua (989) e Monte Alegre (572). Em relação às confirmações, Belém (1.806), Parauapebas (1.316), Altamira (857), Santarém (448), Ananindeua (334) e Monte Alegre (240) ficam na frente.
Continuam confirmados, até o momento, três mortes por dengue no Pará, em Parauapebas, Altamira e Ananindeua. Para saber que vírus está circulando no Estado, a Sespa trabalha com unidades sentinelas que coletam amostras de sangue de pessoas com suspeita de dengue. Até agora, 178 foram examinadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), das quais 41 deram resultado positivo para a doença.
O Departamento de Controle de Endemias da Sespa, por meio da Coordenação Estadual de Controle da Dengue, continua com as ações de vigilância epidemiológica e controle do vetor, em conjunto com as regionais de saúde e secretarias municipais.
Para informações sobre dengue, basta entrar em contato com as secretarias de saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555 e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além do telefone (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos distritos administrativos: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).
Texto:
Roberta Vilanova-Sespa

Emater realiza palestra sobre
Sistemas Agroflorestais
em evento do Pará Rural

O engenheiro florestal, Marcio Nagaishi, profissional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado Pará (Emater) fará palestra sobre Sistemas Agroflorestais (SAF´s) para um grupo de cinquenta técnicos de nível médio e superior, prestadores de serviço do setor rural, contratados pelo Programa de Redução da Pobreza e Gestão dos Recursos Naturais do Estado do Pará (Pará Rural), como parte da oficina oferecida para definir quais as medidas devem ser adotadas para compensação e prevenção dos possíveis impactos gerados pelos Projetos de Investimentos Produtivos (PIPs), que ocorre nestas quinta e sexta-feira (18 e 19), na sede da Pará Rural.
Nagaishi, que possui formação complementar internacional nesta temática, observa que o momento será de apresentação de conceitos e da aplicabilidade dos Sistemas Agroflorestais aos participantes, quando explicará que cada agricultor familiar tem a sua realidade e seu interesse na produção. “Não temos uma receita de bolo. Além do mais, seguimos os preceitos do extensionismo rural que leva em consideração o conhecimento do produtor rural”, destaca.
Nagaishi ressalta também que a importância dessa palestra está em explicar como desenvolver esses Saf´s, que buscam o consorciamento de culturas. “Esse sistemas nada mais é do que a integração de culturas com animais, que busca aumentar a eficiência do uso da terra. Diversificando a produção rural e melhorando a utilização dos recursos naturais”, explica.
O objetivo da oficina é discutir as políticas públicas estabelecidas pelo Banco Mundial, identificando gargalos e apresentando soluções para a efetividades dos PIPs. Ao final dos trabalhos, será elaborada uma carta de intenção que servirá como um termo de compromisso das ações atenuantes e preventivas associadas às atividades dos Projetos de Investimentos Produtivos.
Texto:
Kenny Teixeira-Emater

Turistas alemães visitam
comunidade ribeirinha no Acará







Turistas do cruzeiro alemão Amadea, que estiveram em Belém na última semana participando também dos eventos do Círio de Nazaré, conheceram diversos espaços na cidade e tiveram ainda a oportunidade de visitar uma comunidade ribeirinha no município de Acará. Os visitantes participaram de um almoço com comidas regionais ao som de ritmos tradicionais amazônicos no Beira Rio Hotel e depois seguiram de barco pelo rio Guamá.
Os visitantes seguiram até a comunidade Santa Maria do Acará e lá puderam conhecer a realidade de quem convive em harmonia com a floresta amazônica. Os moradores, acostumados a receber visitantes, fazem de tudo para que se sintam acolhidos, demonstrando aspectos interessantes de seu modo de vida. Os alemães puderam degustar frutas regionais e caminhar em meio à mata fechada, visualizando a rica vegetação amazônica. Um dos moradores mais antigos da comunidade, de 70 anos, demonstrou ao grupo a destreza dos apanhadores de açaí.
Até o fim do ano, o Pará deve receber 20 mil turistas em cruzeiros marítimos. Desde outubro do ano passado, o Estado já recebeu 17 mil turistas nesses navios. Os demais devem chegar a partir deste mês, quando começa a temporada de 2012. João Ribeiro, da Amazon Incoming Service, principal operadora de receptivo de cruzeiros no Pará, informa que até o fim do ano cerca de 25 navios de diversas nacionalidades passem por Belém.
Segundo dados da Cruise Lines International Association (CLIA), divulgados pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar), o Brasil é o quinto país que mais transporta turistas em cruzeiros marítimos no mundo. Na temporada 2010/ 2011, 793 mil passageiros passaram pela costa brasileira, o melhor resultado de todos os tempos. O presidente Abremar, Ricardo Amaral, destaca o impacto positivo da atividade na economia e as condições de crescimento no segmento.
Segundo a presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Socorro Costa, entre os mais importantes pontos de atenção está a segurança. Para isso, uma parceria com a Companhia Independente de Policiamento Turístico (Cipitur), da Polícia Militar, garante a segurança dos turistas. “O Setor de Atendimento ao Turista da Paratur está em sintonia com todos os órgãos e parceiros envolvidos nesse contexto de recepção do turista para garantirmos todo o apoio e a qualidade dos serviços ofertados”, diz.

Texto:
Benigna Soares-Paratur


Segundo dia da V Feira Estadual
de Ciência, Tecnologia e Inovação
terá programação para todos os públicos 









 

A V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti),  segue nesta quinta-feira (18) com uma programação variada, composta por oficinas, seminários, minicursos, palestras, exposições e apresentações artístico-culturais. O evento é gratuito e ocorre na Universidade do Estado do Pará (UEPA), das 9h às 19h. Confira, abaixo, a programação do segundo dia da V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação:

      FEIRA ESTADUAL DE CIÊNCIA,TECNOLOGIA E INOVAÇÃO - PROGRAMAÇÃO 18\10

ATIVIDADE

TEMA

HORA

LOCAL 

PALESTRA


A relação entre calendários e astronomia
  
9h 


Sala 02. Bloco A
PALESTRA

Desmatamento e suas consequências    

9h
Sala 03. Bloco A
PALESTRA

O perfil da pobreza

10h
Sala 02. Bloco A
PALESTRA

Gestão de resíduos sólidos: um panorama da coleta seletiva nos municípios do estado do Pará
10h
Sala 10. Bloco A
PALESTRA

A tecnologia e o monitoramento ambiental
10h
Sala 11. Bloco A
PALESTRA

Qualidade físico-químico das águas de consumo em comunidades de água de Barcarena
16h
Sala 02. Bloco A
OFICINA
Compostagem adubo orgânico
9h-10h
Sala 05 –Bloco A
OFICINA
Construção de experimentos históricos com materiais de baixo custo
9h-11h
Sala 12 – Bloco A
OFICINA
Acesso livre à internet
9h-12h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Oficina de desenho
10h-12h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Parasitas e parasitoses: contaminação e prevenção
10h-11h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Oficina de materiais reutilizáveis: garrafa pet
15h-16h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
O sistema solar em escala
15h-16h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Hackers:técnicas de invasão – aprenda a se defender
15h-18h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Educação para multiplicadores dos  direitos das crianças de 06 a 06 anos
16h-17h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Oficina de materiais reutilizáveis: sementes
16h-17h
Sala 05 – Bloco A
OFICINA
Oficina de produção de mudas de espécies frutíferas
9h-12h
Área externa
OFICINA
Curso Básico sobre manejo de abelhas sem ferrão
9h-12h
13h-17h

Sala 08 – Bloco A
SEMINÁRIO
A Física dos furacões
15h
Sala 11 – Bloco A
SEMINÁRIO
O método científico
15h
Sala 12 – Bloco A

Ana Carolina Pimenta.
Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação - Ascom/Secti
Fones:
4009-2514 // 8146-6642
Email: 
imprensa.secti.pa@gmail.com
Site: www.secti.pa.gov.br
Twitter: 
@SECTI_PA
https://mail.google.com/mail/?ui=2&ik=b92b0c5d18&view=att&th=13a7019ae6da4e30&attid=0.1&disp=emb&realattid=433c82bd374d8b87_0.0.1&zw&atsh=1


Sema forma comissão multissetorial
para implementar Agenda Ambiental

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) aderiu ao Projeto Agenda Ambiental, para estimular e promover mudanças comportamentais na adoção de práticas sustentáveis dentro da instituição. Lançado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) em 2001, o programa Agenda Ambiental na Administração Pública, também conhecido pela sigla A3P, tem por meta sensibilizar os gestores públicos para as questões ambientais, incentivando-os a incorporar princípios e critérios de gestão consciente em suas atividades rotineiras. Licitações sustentáveis, combate a todas as formas de desperdício, gestão ambiental de resíduos e a capacitação continuada de dirigentes públicos são alguns dos eixos temáticos.
A primeira reunião da Comissão Gestora aconteceu no início do mês de outubro. A segunda, no dia 16, preencheu o Plano de Trabalho e discutiu a possibilidade de se estender o projeto às regionais. A Comissão setorial é responsável pela implementação das ações de melhoria do desempenho ambiental na Sema, cabe a ela realizar o diagnóstico ambiental, elaborar o plano de Gestão, fazer a capacitação e a sensibilização dos servidores. Antes da adoção da Agenda, a Sema já tinha realizado diversas ações voltadas ao público interno por meio do projeto Conscientização Ambiental. Entre as ações, estão caminhadas no Parque do Utinga, uso de canecas no lugar do copo descartável, instalação de lixeiras para a coleta seletiva de lixo, palestras e exibição de filmes sobre conscientização ambiental para servidores.


Fundação Curro Velho participa
da Feira de Ciência e Tecnologia

 
Uma exposição interativa de fotografia em 3D é a proposta que a Fundação Curro Velho levou para a V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que acontece até a próxima sexta-feira, 19 de outubro, no campus da Universidade do Estado do Pará, localizado na avenida Almirante Barroso. O público vai poder conhecer a técnica da fotografia em 3D e observar mais de 20 fotografias, resultado da oficina de Fotografia em 3D realizada na sede da Fundação Curro Velho.  


Ophir Loyola inscreve para Curso
Câncer de Colo de útero e ovário

Certificado como Hospital de Ensino por meio da Portaria Interministerial nº. 2.472, o Hospital Ophir Loyola fomenta ações educativas em caráter extracurricular, aperfeiçoamento e atualização para profissionais e alunos de cursos de nível médio e superior, dentro das especificidades de atendimento oferecidas pelo hospital. Nos próximos dias 26 e 27 de outubro promove o Curso “Câncer de colo do útero e ovário”. Ministrado pelo renomado ginecologista oncológico do Inca, Dr. Olímpio Ferreira Neto, o curso tem como público alvo acadêmicos e profissionais de saúde. As inscrições serão realizadas na Divisão de Evento Científicos/HOL, localizada na avenida Magalhães Barata nº. 992 - São Brás. Mais informações pelo telefone (91) 3342-1209.


Dia do Professor é
comemorado com recital

O Conservatório Carlos Gomes comemorou o Dia do Professor com um recital, nesta terça-feira, 16, que contou com a participação de alunos de Piano, Canto lírico, Flauta Transversal, Clarinete e Marimba. O programa foi cuidadosamente pensado para uma participação efetiva dos alunos que queriam demonstrar o apreço aos professores, e para isso escolheram obras de Leila Fletcher, Schneider, Luiza Camargo, J. Otaviano e Camargo Guarnieri, entre outros, e o que se pode assistir foram solos performáticos de instrumentos e canto.
Os professores Robenare Marques e David Martins (Piano), Luciana Tavares (Canto lírico) e Ricardo Aquino (Percussão), com o Grupo de Percussão da Fundação Carlos Gomes, ofereceram aos presentes um mini recital, integrando-se à homenagem dos alunos, e mostrando obras de própria autoria, além de peças de Aaron Copland, Edu Lobo e Luiz Gonzaga.
A professora Doris Azevedo, organizadora do recital, elogiou as execuções dos músicos e agradeceu as homenagens dos alunos e professores: “Parabéns aos professores presentes; desejo que todos mantenham o entusiasmo em seu trabalho”, declarou.

Texto:
Maria Christina-FCG

I Corrida e Caminhada do Servidor

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) realiza a I Corrida e Caminhada do Servidor Público Estadual, que marcará o encerramento das ações do Dia do Servidor Público. A corrida e a caminhada serão realizadas no dia 27 de outubro, no Parque Ambiental do Utinga. A estimativa é de 1000 participantes. As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas pelo site da Sead (www.sead.pa.gov.br). Para efetivar a inscrição, o servidor que se cadastrou pelo site deve levar 1 kg de alimento não perecível na Diretoria de Saúde Ocupacional (DSO/SEAD), localizada na Av. Gentil Bittencourt, n° 2175, até o dia 22 de outubro, de segunda a sexta-feira, no horário entre 11h e 16h. No momento do cadastro o servidor deverá indicar uma instituição para que os alimentos sejam doados. A instituição mais votada receberá 1 tonelada de alimentos.

Governo já entregou R$ 10 milhões
em Cheques Moradia













 Com a entrega de 100 Cheques Moradia para os servidores do Hospital Ophir Loyola (HOL), na manhã desta quarta-feira, 17, o Governo do Estado do Pará, por meio da Companhia de Habitação do Pará (Cohab) contabiliza o montante de R$ 10 milhões para melhoria, reforma e construção de habitações neste ano. Foram contemplados no total 1.300 servidores de 40 órgãos estaduais. Em homenagem ao centenário do HOL, transcorrido no último dia 6, somente para os funcionários do hospital foram entregues 100 Cheques Moradia. O governador Simão Jatene esteve presente na cerimônia realizada nesta quarta-feira, no auditório do hospital. Na ocasião, ele falou sobre os avanços do programa e relembrou as dificuldades encontradas antes de o programa ser implantado.
“Quando pensamos em criar o programa tínhamos o objetivo de valorizar e reconhecer o servidor público, podendo oferecer para ele condições para que pudesse sair para trabalhar e ao voltar para casa ter um lar agradável para se viver. Mesmo após receber críticas e enfrentar muitos desafios, nós não desistimos do programa e hoje ele cresceu e o que antes era destinado só para o servidor público ativo, já engloba o inativo, as vítimas de sinistros ou enchentes e as pessoas portadoras de alguma deficiência”, enfatizou o governador. Para Simão Jatene, o Cheque Moradia não é o programa de um Governo e sim do Estado do Pará. “Por esse motivo a minha expectativa é que o programa cresça a cada dia, independente de quem esteja governando o nosso estado, até porque o Cheque Moradia não concorre com outros programas de habitação, ele complementa”, disse categórico.
A presidente da Cohab, Noêmia Jacob, fez um balanço dos cheques entregues no ano de 2012 e afirmou que outubro está sendo considerado um mês histórico para o programa, já que mais de mil cheques já foram distribuídos, sendo R$ 2.830.950,00 para a modalidade Construção e R$ 2.675.050,00 para melhoria e ampliação de moradias, com destaque para os seguintes órgãos: Hospital Ophir Loyola com 100 servidores (R$ 688.160,00), Adepará com 49 servidores (R$ 387.020,00), Renato Chaves com 22 servidores (R$ 183.970,00), Fasepa com 68 servidores (R$ 381.510,00), Sespa com 91 servidores (R$ 497.160,00) e Susipe com 75 servidores (R$ 441.560,00).
Servidora do Hospital Ophir Loyola há 20 anos, Edna Marinho recebeu o cheque no valor de R$ 10.500 para a construção total de sua casa. “Sempre tive um sonho de ter uma casa com banheiro, quarto e sala, mas nunca imaginei que um dia ia conseguir realizar e nem sabia por onde começar. Com o cheque eu consegui ter a casa dos meus sonhos”, contou emocionada. Assim como ela, Evelin Lira, também recebeu o Cheque Moradia das mãos do governador.
Após a entrega dos cheques, o governador Simão Jatene fez questão de visitar as dependências do hospital, inclusive o segundo pavimento, que está passando por uma reforma total nos setores de clínica cirúrgica, mastologia, cardiologia, cirurgia de cabeça e dermatologia. No total, serão reformados 110 leitos e haverá a ampliação de 25 para 31 leitos no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do hospital. A arquiteta responsável pela obra, Áurea Ramos, garantiu ao governador que a entrega das obras será em março de 2013. Antes de deixar o hospital, Simão Jatene visitou o espaço do projeto “Prosseguir” e participou da festinha de aniversariante do mês das crianças participantes do projeto.
Texto:
Bruna Campos-Secom


Reunião Pública discute riscos
ambientais da construção de
Terminal em Barcarena

Moradores do assentamento rural Trambioca, licenciado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), participarão de uma Reunião Pública, nesta quarta-feira, 17, às 15h, para discutir a construção do Terminal de Uso Privativo (TUP- Vila do Conde) em Vila do Conde, município de Barcarena. Os comunitários decidiram pela reunião pública, pois acreditam que serão diretamente afetados pelo empreendimento. O TUP foi projetado para realizar o transbordo de produtos vindos dos rios Amazonas, Tocantins, Tapajós e Madeira. O terminal será construído em Itupanema, uma zona portuária, mas o projeto alcança 51 hectares.
Antes da I Reunião Técnica, a empresa responsável pelo empreendimento, a Hidrovias do Brasil, realizou duas prévias de audiência com o objetivo de estabelecer contato com os moradores. Na I Audiência Pública, coordenada pela Sema, em 4 de setembro, compareceram cerca de 400 pessoas. A empresa apresentou o empreendimento e ouviu as manifestações das comunidades, associações de pescadores, barqueiros e moradores locais, além da presença do Ministério Público do Estado, da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração, da Secretaria de Estado de Segurança Pública, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e do Centro Comunitário local. “Um empreendimento, antes de ser do empreendedor, tem que ser da comunidade. Audiência se faz para isso: não só condicionar a sustentabilidade técnica, mas ir ao encontro dos anseios da comunidade”, destacou o titular da Sema, José Colares.
O remanejamento de famílias, despejamento ou vazamento de resíduos nas águas em caso de acidentes, interferência na atividade pesqueira e valorização da mão de obra local foram alguns questionamentos feitos durante a audiência que motivaram, por parte dos moradores da Ilha de Trambioca, uma nova reunião. “Os moradores dessa localidade acreditam que serão afetados, por isso pediram uma reunião pública antes de elaborarmos nosso parecer técnico. Será a oportunidade de conhecermos o ponto de vista deles, que vivem da pesca, artesanato e turismo. A participação popular é indispensável antes de se licenciar um empreendimento”, explicou o biólogo da Sema, Alex Ruffeil.
Grãos, farelo, fertilizantes, placas, bobinas, carvão, calcário e demais cargas serão movimentadas pelo terminal, que ampliará as importações e exportações da região. A obra reduzirá distâncias e gastos com transporte.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema


Programação comemora o
Dia do Servidor Público

No período de 24 a 27 de outubro, o Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Administração (Sead), vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges) realiza uma série de ações em homenagem ao “Dia do Servidor Público”, que é comemorado no dia 28 de outubro. Todas as atividades oferecidas aos servidores serão sem custo e acontecerão na Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCTPN), no horário das 15h às 20h. O projeto faz parte do Programa de Valorização do Servidor Público Estadual e do Programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor.
Durante a programação serão oferecidas ações de cuidados com a saúde, com a realização de exames básicos e consultas médicas; ações de cidadania: emissão de RG, certidão de nascimento e carteira profissional; sensibilização sobre responsabilidade social e informações sobre doação de sangue e como se dá o cadastro para doação de medula óssea, além de palestras e atividades culturais, como concertos, show musical, tetro e feira de talentos.


Emater participa de reunião sobre
o uso indiscriminado de
agrotóxico em hortaliças

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) participa na tarde desta quarta-feira (17), durante a realização da 15ª Convenção de Supermercados e Fornecedores da Região Norte (SuperNorte), no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, de uma reunião técnica sobre as Boas Práticas na Horticultura. O encontro, coordenado pela Secretaria de Agricultura do Estado (Sagri), em parceria com a Associação Paraense de Supermercados (Aspas), busca discutir a questão do uso indiscriminado de agrotóxico nas hortaliças comercializadas na Região Metropolitana de Belém.
Sobre esta temática, que já motivou a campanha "agrotóxicos com segurança, plante essa ideia” em maio passado, segundo o diretor técnico da Emater, Humberto Balbi Reale, a empresa há muitos anos busca junto aos agricultores familiares a conscientização e orientação do uso de defensivos naturais contra pragas e doenças, sem o uso em descontrole de produtos agrotóxicos, fundamentados na agroecologia.
Técnicos da Empresa, como o engenheiro agrônomo Ronaldo Sanches, chefe local do município de Santa Izabel do Pará, há cerca de um ano já preparam material para que seja constituído o Diagnóstico da Olericulturana na Região Metropolitana de Belém. A atividade estuda a horticultura, que trabalha com as hortaliças e engloba culturas folhosas, raízes, bulbos, tubérculos, frutos diversos e partes comestíveis de plantas. “Já estamos finalizando a coleta de dados de campo e iniciando a fase de tabulação dos dados para a formulação do diagnóstico”, afirmou Sanches que complementou, “também realizamos cursos, orientações técnicas, palestras e campanhas para o uso consciente de agrotóxicos”, disse.
O levantamento está sendo feito em Santa Izabel do Pará, Marituba, Ananindeua, Benevides, Castanhal, Santo Antonio do Tauá, Santa Barbara e Curuçá. “Estamos trabalhando esses municípios, pois são os polos originários de abastecimento de hortaliças do mercado supermercadista da capital, foco do trabalho da Comissão Estadual de Agrotóxico”, destacou Reale, diretor técnico da Emater. Nesta reunião estará presente o grupo de trabalho, coordenado pela Sagri, composto pela Emater, Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) e outros parceiros, como a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Ministério Público Estadual e Aspas.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater


Fundação Curro Velho promove
oficina de Fundamentos
e História da Arte

A partir do próximo dia 22 a Fundação Curro Velho promove a oficina “Fundamentos da Arte e História da Arte”, com o pesquisador, professor de artes com pós-graduação em Estudos Culturais, Ednaldo Britto. O objetivo da oficina é subsidiar a formação teórica de educadores, instrutores, artistas e estudantes universitários. No programa serão abordados o sentido original da palavra Arte; as distinções na relação artesanato x arte e os elementos e categorias da linguagem visual, entre outros assuntos. A oficina terá carga de 10 horas e será realizada no Laboratório de Fotografia da Fundação Curro Velho, no período de 22 a 26 de outubro, no horário de 10h30 as 12h30. Informações pelo telefone (91) 3184-9100

Coletiva sobre inspeções
técnicas nas unidades
prisionais da RMB

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) informa que fará uma reunião na tarde desta quarta-feira (17), para tratar das inspeções técnicas realizada nas unidades prisionais da Região Metropolitana de Belém ocorrida nos dias 16 e 17 deste mês. Estarão presentes membros do Ministério da Justiça (MJ), Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Conselho Nacional de Políticas Criminais e Penitenciárias (CNPCP), Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e representantes do Poder Judiciário do Pará. Após a reunião, a Susipe, juntamente com os órgãos do Poder Judiciário, concederá entrevista coletiva à imprensa. As inspeções foram realizas nas unidades prisionais polo de Santa Izabel, Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC) e Centro de Reeducação Feminino (CRF).


Ritmos do Pará embalam Música
na Orla a partir desta sexta na Estação

Do carimbó ao brega. Do merengue à guitarrada. Neste final de semana, Belém vai respirar a sonoridade amazônica. Trata-se do projeto “Música na Orla”, que este mês traz à Estação das Docas os ritmos do Pará em suas várias vertentes. De 19 a 21, a partir das 19h, seis atrações vão se revezar no palco montado entre os Armazéns 1 e 2. A programação é gratuita.
Com foco na valorização da cultura, o projeto “Música na Orla” visa aproximar a população da música produzida no Pará. Na coletânea deste mês, intitulada “Ritmos do Pará”, apresentam-se na orla da Estação as seguintes atrações: na sexta, 19, Metaleiras da Amazônia e Aíla. No sábado, 20, é a vez do Trio Manari, Grupo Frutos do Pará e Edilson Moreno. Joelma Kláudia é quem encerra a programação, no domingo, 21, com a participação de seus convidados especiais - Aíla, Gigi Furtado André Leemax e Cleopsidra.
Implantado pela atual gestão da Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas, o “Música na Orla” durante três dias de cada mês leva o melhor da produção local em diversos ritmos. No mês de setembro, o projeto levou para o grande público que frequenta o complexo uma mostra da música instrumental, durante a coletânea Jazz.
“Através do Música na Orla, queremos aproximar o público paraense e os visitantes da Estação das Docas desta efervescência cultural que vivemos, principalmente da música de qualidade que é produzida em nosso Estado. Preparamos uma programação variada para agradar a todas as preferências musicais, que vai do tradicional ao contemporâneo”, explica a presidente da OS Pará 2000, Gabriela Landé.
Mix sonoro
Que a música do Pará está com tudo e não está prosa todos sabem, e é por isso que o Música na Orla leva ao público paraense uma mostra da música produzida no Estado. Quem abre a programação da coletânea “Ritmos do Pará” é o grupo Metaleiras da Amazônia, com uma mistura de gêneros que vão da lambada, carimbó e lundu, com uma pitada de ska e rock ‘n roll. A apresentação inicia a partir das 19h.
Pipira do Trombone, Pantoja do Pará (trombone), Manezinho do Sax (sax), Leo Chermont (guitarra), Arthur Kunz (bateria) e MG Calibre (baixo), são os responsáveis por essa fusão de ritmos que resultam num show dançante. “Vamos fazer um show eletrizante pra não deixar ninguém parado. Quem estiver na Estação das Docas vai conferir uma prévia do nosso novo CD, ainda em fase de pré-produção”, adianta Leo Chermont.
Para encerrar a noite, a partir das 21h, chega Aíla. Considerada uma das revelações desse caldeirão cultural, que é o Pará, a jovem cantora apresenta o show Trelêlê, que dá nome ao seu primeiro CD, regado à brega, pop, guitarrada, num diálogo entre a tradição e o contemporâneo. No roteiro, canções como “Preciso ouvir música sem você”, “Trelêlê”, “Proposta indecente”, entre outras.
O projeto Música na Orla é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) através da OS Pará 2000, que visa a valorização da cultura e oferece ao público programações culturais gratuitas. Informações (91) 3212-5660 ou através do site: www.estacaodasdocas.com.br

Confira a programação:

Dia 19/10 (sexta-feira)
19h30 – Metaleiras da Amazônia
21h – Aíla
Dia 20/10 (Sábado)
18h – Trio Manari
19h30 – Grupo Frutos do Pará
20h30 – Edilson Moreno
Dia 21/10 (Domingo)
19h – Joelma Kláudia convida: Aíla, Gigi Furtado André Leemax e Cleopsidra
Serviço:
Música na Orla – Ritmos do Pará
A partir desta sexta-feira (19) até domingo (21), a partir das 19h, na Estação das Docas.
Informações: 
(91) 3212-5660 ou www.estacaodasdocas.com.br.
Entrada gratuita

Texto:
Camila Barros-Pará 2000
Fone: (91) 3212-5660 / (91) 8896-4318


Prorrogadas inscrições do
concurso público para
professor da Uepa

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) prorrogou até o dia 15 de novembro, as inscrições do concurso público destinado ao preenchimento de 99 cargos de professores de carreira da instituição. Serão oferecidas vagas em diversas disciplinas para os Centros de Ciências Sociais e Educação (CCSE), de Biológicas e Saúde (CCBS) e de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Uepa, na capital e no interior. A organização do certame esclarece que a mudança foi ocasionada para que o calendário de provas não coincidisse com o segundo turno das eleições em Belém, que acontece em 28 de outubro.

As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet, no endereço eletrônico http://paginas.uepa.br/concursos até às 23h59 do dia 15 de novembro, com prazo até o dia seguinte para pagamento da taxa de inscrição, que varia entre R$ 100, R$ 150 ou R$ 180, dependendo do cargo que o candidato pretende disputar. As oportunidades estão, sobretudo, nos campi do interior, que respondem por 71 das 99 vagas em aberto na instituição. Os cargos para a carreira de Magistério Superior são para as classes de Professor Auxiliar, Assistente e Adjunto, com remuneração inicial que pode variar ente R$ 2.488 a R$ 9.876,04, dependendo do grau de titulação e do regime de trabalho pleiteado.

As inscrições devem ser feitas pelo site: www.uepa.br

Texto:
Ize Sena-Uepa


Defensoria Pública de Abaetetuba
inicia Ação Integrada de Inclusão Social

A população de Abaetetuba compareceu de forma expressiva no primeiro dia da Ação Integrada de Inclusão Social promovida pela Defensoria Pública do Estado do Pará (Regional do Tocantins) e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), em parceria com os cartórios municipais, com o Instituto de Educação Permanente da Amazônia (Iepam) e com a prefeitura de Abaetetuba. O evento teve início nesta terça-feira, 16, e segue nesta quarta-feira, 17.
A Defensoria Pública ofereceu os serviços do programa "Pai Legal", com o teste de DNA gratuito, que viabiliza o reconhecimento voluntário de paternidade, e o "Balcão de Direitos", com a emissão de Certidão de Nascimento, RG, CPF, Carteira de Trabalho, foto 3x4 e orientação jurídica, que foram os serviços mais procurados durante o primeiro dia da ação. Segundo o coordenador em exercício do Balcão de Direitos, Wady Charone, o balanço do primeiro dia contabilizou 5 verificações de paternidade; 200 atendimentos jurídicos; 235 emissões de CPF 1ª e 2ª vias; 687 fotos 3x4; 149 emissões de Carteiras de Trabalho e 203 RGs.
Conceição Freitas foi em busca da segunda via do RG, e, na oportunidade, aproveitou outros atendimentos que estavam sendo oferecidos no local. “Há muito tempo estava esperando por essa oportunidade de tirar a segunda via da minha identidade e aproveitei também para tirar fotos 3x4 e receber orientação jurídica. Sempre que temos uma ação como essa, a população que tem dificuldade de conseguir esses atendimentos acaba comparecendo em grande número”, disse.
Para Isabela Souza, que recebeu atendimento do Balcão de Direitos, a ação foi muito proveitosa. “Vim hoje aqui para tirar a identidade do meu filho, que ainda não possuía. Um evento como esse é sempre muito bem vindo para todos, pois é a oportunidade que temos de ter acesso a vários atendimentos que não temos tanta facilidade de conseguir normalmente”, acrescentou Isabela.
De acordo com um dos homens que realizou o exame de DNA para o reconhecimento voluntário de paternidade, e que não quiz se identificar, a ação chegou em um excelente momento. “Estávamos esperando há muitos anos para realizar o exame, pois é muito caro, e não tínhamos condições de pagar. Acho muito importante vir aqui e fazer o procedimento, pois reconheço que sou o pai da criança e quero reconhecê-lo legalmente dando o meu nome a ele. Acho que todos os pais que estão na mesma situação que eu também deveriam aproveitar essa oportunidade”, afirmou.
Durante a ação, também foram efetuadas palestras de orientação sexual e saúde bucal, orientação profissional, viabilização do Cartão do SUS e vários serviços médicos, como tipagem sanguínea, verificação de pressão arterial e glicemia. E nesta quinta-feira, 18, a Regional do Tocantins estará realizando o III Seminário de Divulgação dos Direitos das Pessoas com Deficiência: “Saúde Pública e suas Interfaces com os Direitos das Pessoas com Deficiência”.

Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública


Preso um dos envolvidos em
roubo à agência bancária em Belém



Já está preso um dos envolvidos no assalto à agência bancária do Bradesco ocorrido na última segunda-feira, 15. Trata-se de Marcos Antônio Pantoja dos Santos, de 18 anos, que confessou em depoimento ter dado apoio logístico, para realização do assalto e para a fuga dos criminosos. Ele foi localizado ontem, no bairro do Jurunas, durante operação conjunta de policiais civis da Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) e militares da Ronda Tática Metropolitana (Rotam), sob comando do delegado Eder Mauro Barra e do tenente-coronel Neil Duarte.
Com ele, um revólver calibre 38 e uma moto usada no assalto foram apreendidos. Também foram apreendidas com o acusado 50 "pedras" de crack. Marcos foi autuado por posse e porte ilegais de arma de fogo e por tráfico de drogas. Nesta quarta-feira, o preso foi levado para a Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), que também investiga o assalto ao banco. O inquérito policial para apurar o crime foi instaurado na DRFR. Em depoimento, o preso admitiu o envolvimento no assalto.
Ele alegou ter sido convidado para usar a própria moto para dar apoio para levar os comparsas ao banco, na segunda-feira passada. Ele conta que permaneceu, durante a ação da quadrilha, no lado de fora do banco, no aguardo dos comparsas e que ajudou na fuga. A arma apreendida, segundo o acusado, é de sua propriedade. Ele afirma ter comprado a mesma de um conhecido no Jurunas. Morador na rua Honório José dos Santos, nesse bairro, Marcos Antônio foi preso em frente à sua casa. Ele admitiu já ter se envolvido em outro assalto. O alvo foi uma casa, no município de Castanhal. Quanto à droga, disse que vendia pó de cocaína em casa, há mais de um ano. Pelo menos, dois dos cerca de seis assaltantes envolvidos no assalto já estão identificados. As investigações prosseguem.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Fone: (91) 4006-9036 / (91) 9941-3490


 "Danças Amazônicas" nesta
sexta na orla da Estação

O grupo folclórico brasileiro com mais participações em festivais de dança no Brasil se apresenta na Estação das Docas. Nesta sexta-feira, 19, o Grupo Balé Folclórico da Amazônia apresenta o espetáculo "Danças Amazônicas" no projeto Pôr-do-Som, a partir das 18h. O folclore amazônico - principalmente as danças tradicionais da região - vai tomar conta da Estação das Docas. Trinta e cinco artistas, entre dançarinos e músicos, vão mostrar ao público a mistura entre a cultura local tradicional e contemporânea. A relação entre esses dois tempos é um dos diferenciais do Grupo.
"O Balé Folclórico da Amazônia é precursor da linguagem contemporânea entre o folclore e o tradicional. Por isso nós sempre estamos participando de algum festival brasileiro ou internacional. Esse é o nosso grande diferencial", revela o diretor artístico do grupo, Eduardo Vieira.  O Balé Folclórico da Amazônia foi criado em 1991, em Icoaraci - região metropolitana de Belém. Ao longo de mais de 20 anos de carreira, o grupo ganhou dois prêmios internacionais: um na França e o outro no México. Este ano, eles ainda vão passar pela Bolívia e, em seguida, param em Fortaleza para mais uma participação em festivais. Na apresentação desta sexta-feira, o BFAM apresenta novos números e uma homenagem ao Círio de Nazaré.  
O projeto Pôr-do-Som é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) em parceria com a Organização Social Pará 2000. A apresentação ocorre na orla do Armazém 3, com entrada franca.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000


Leão de Ouro no Cine Estação

O vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza, “Fausto”, de Aleksandr Sokurov, será exibido no Cine Estação das Docas a partir desta quinta-feira, 18, em sessões às 18h e 20h30, com direito à matinal de domingo, às 10h. O filme se baseia no clássico de mesmo nome, renomada obra de Goethe publicada em 1806, que retrata uma lenda popular alemã sobre o pacto com o demônio. Neste contexto, o poema épico narra a trajetória do Dr. Fausto, um cientista que, incapaz de acreditar no conhecimento de seu tempo, é levado a pactuar com Mefistófeles, que o enche de energia e paixão pela técnica e progresso. Aleksandr Sokurov, aclamado por filmes como “Arca Russa” e “Pai e Filho”, continua intrigando seus espectadores com obras visionárias em um país como a Rússia, que, novamente, desperta para o cinema mundial.

Grávida vítima de incêndio
é recebida na Santa Casa

Deu entrada na noite desta terça-feira, 16, na maternidade da Santa Casa, Simone Cardoso de Souza, 37 anos, transferida do Hospital Metropolitano. A paciente, que apresenta queimaduras em 60% do corpo, estava grávida de 35 semanas. A equipe médica que atendeu Simone fez a ausculta do batimento cardíaco do feto e detectou o óbito da criança, retirada do ventre da paciente na madrugada desta quarta-feira 17, por ocasião de parto normal. Simone Cardoso, que está sob o efeito de sedativos, já foi encaminhada de volta ao Hospital Metropolitano, onde receberá os cuidados necessários em função das queimaduras sofridas.


Pará reaIiza a I Conferência
Estadual de Desenvolvimento Regional







 Debater os principais desafios para o desenvolvimento do Estado do Pará e da região amazônica, definindo os princípios e diretrizes para reformulação da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR). Com esse objetivo será realizada em Belém, nesta quinta (18) e sexta-feira (19) de outubro, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, a I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional (I Ceder/PA).
Com a participação de representantes da sociedade civil, pesquisadores, gestores públicos, estudantes e autoridades dos governos estadual e federal, a I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional será um grande fórum de debates sobre questões essenciais, como a definição de uma política de desenvolvimento para o Estado e a abordagem das desigualdades regionais em múltiplas escalas, oferecendo também a oportunidade de um momento de reflexão, avaliação e aprofundamento das discussões sobre o desenvolvimento regional no Brasil.
A I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional será coordenada pela Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), com apoio oficial do Ministério da Integração Nacional e do Instituto de Pesquisa Aplicada. Uma parceria que tem importância histórica na retomada da questão regional como prioridade para o crescimento de estados e do país.
O encontro reúne quatro eixos temáticos de discussão para os participantes: Governança, Participação Social e Diálogo Federativo; Financiamento do Desenvolvimento Regional;  Desigualdades Regionais e Critérios de Elegibilidade; e Vetores de Desenvolvimento Regional Sustentável. A programação inclui atividades como painéis com a presença de especialistas nos temas em debate e palestras sobre temas mais específicos, além da constituição de grupos de trabalho, que irão discutir propostas de políticas nacional, macrorregional e estadual de desenvolvimento regional. A plenária final da conferência elegerá delegados-representantes do Estado do Pará para as etapas macrorregional e nacional da Conferência, além de aprovar o texto final com os resultados e propostas da Conferência Estadual. A ficha de inscrição pode ser preenchida no ato de credenciamento no Hangar, a partir das 8 horas.
Texto:
Francisco Sidou-Seidurb


Balanço da Operação Círio 2012
atesta diminuição dos
índices de criminalidade

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), divulgou o balanço das ocorrências registradas durante a Operação Círio 2012, nos municípios localizados na Região Metropolitana de Belém (RMB). A análise da secretaria faz um comparativo entre o período de 7 a 10 de outubro de 2011 e 12 a 15 de outubro de 2012.
Em relação ao ano passado, houve um decréscimo nas ocorrências em até 100%, no caso, por exemplo, do crime de latrocínio, em que foram registrados dois crimes em 2011 e nenhum no período do Círio de 2012. Sobre o crime de estupro, a diminuição foi de 50% em comparação a 2011. No caso de roubo, os números apontam o registro de 525 casos, em 2011, e 377 este ano, o que representa uma queda de 28,19%. O crime de homicídio também apresentou redução: foram 16 registros em 2011 e 14 este ano, uma queda de 12,50%.
Nos principais municípios que compõem a Região Metropolitana (Benevides, Ananindeua, Belém, Marituba e Santa Bárbara), as reduções chegaram a 36%, como ocorreu em Benevides, onde todos os registros somaram 16 neste ano e ficaram em 25 no ano passado. Na totalidade, na RMB foram registradas 1.447 ocorrências – entre estupros, furtos, homicídios, lesão corporal e roubos – no ano de 2011, contra 1.281 em 2012, o que representa 11,47% de redução na criminalidade.
Os números evidenciam o resultado positivo do trabalho integrado dos órgãos que compõem o Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, durante todo o período de festividades da Quadra Nazarena, especialmente nas romarias oficiais já realizadas pela Igreja católica em conjunto com a Diretoria da Festa de Nazaré: Romaria Rodoviária, Romaria de Icoaraci, Romaria Fluvial, Moto Romaria, Trasladação, Círio de Nazaré. O trabalho reuniu quase 6 mil agentes de segurança pública, que atuaram de forma intensiva para garantir a tranquilidade da maior festa religiosa do país.

Texto:
Lene Alves-SEGUP
Fone: (91) 3184-2513 / (91) 8883-5810


Pará terá banco de dados para
hepatites virais e
transplante de fígado

O Pará será o primeiro Estado brasileiro a ter um Banco de Dados para Hepatites Virais e Transplante de Fígado. O sistema, denominado Zeus, desenvolvido pelo Hospital das Clínicas e Coordenadoria de Transferência e Inovação Tecnológica (CTIT) da Universidade Federal de Minas Gerais, foi apresentado na última quinta-feira, 11, ao secretário de Saúde Pública do Pará, Helio Franco, pelo médico e professor adjunto da Faculdade de Medicina da UFMG, Agnaldo Soares Lima, acompanhado pela representante do CTIT/UFMG, Juliana Crepalde. Por enquanto, apenas a própria instituição utiliza essa ferramenta.
O médico mineiro explicou que o sistema está hospedado em um servidor e que o acesso a ele é feito via internet, a partir de uma senha distribuída para cada usuário. “Existem níveis de acesso, o administrador é quem limita o acesso de cada usuário cadastrado”, ressaltou. A importância do Sistema é que ele consegue consolidar num só lugar os prontuários e informações de cada paciente portador de hepatite viral que necessita de transplante de fígado ou que já tenha sido transplantado, facilitando o acompanhamento médico e de outros profissionais, já que tudo é registrado no prontuário e fica acessível on line.
"Após a consulta, o médico ainda tem um prazo para fazer alguma alteração necessária. Depois disso, não há como mudar a informação. Ao final de cada informação inserida no sistema, aparece, abaixo, a assinatura do profissional responsável por ela”, detalhou Agnaldo. Além do prontuário, o sistema Zeus pode emitir estatísticas diversas, relatórios de plantões médicos em hospitais e realizar pesquisas, bastando o ususário detalhar o que quer.
Questionado sobre a possível resistência por parte dos médicos em usar o sistema, Agnaldo disse que os profissionais com maior habilidade incorporam a tecnologia com mais facilidade, mas é possível criar formulários mais simples para quem tem mais dificuldade de lidar com a ferramenta. Com o advento do sistema, segundo ele, o Hospital das Clínicas da UFMG conseguiu abolir o uso do papel nas consultas médicas, mudança essa que agradou os médicos e gerou resultados bastante positivos, uma vez que até o receituário pode ser gerado pelo sistema.
Márcia Iasi informou que será firmado um contrato entre a Sespa e a UFMG para uso do sistema Zeus. Os custos desse investimento estão previstos no Plano Anual de Metas do Programa de Hepatites Virais da Sespa.
Também estiveram presentes à reunião, a representante da Coordenação Estadual de Hepatites Virais, Márcia Iasi; a representante da Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO), Maria Ierecê Miranda; o cirurgião Maurício Iasi; o diretor do Núcleo de Tecnologia da Informação e Informática em Saúde (NTIIS); Marcos Silva;  o assessor da Prodepa, Roberto Amanajás; e a cogestora da Sespa, Círia Pimentel.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa


Sead apresenta o programa
de Saúde e Segurança
Ocupacional do servidor

A Secretaria de Estado de Administração (Sead), vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges), apresentou aos gestores de recursos humanos dos órgãos do Poder Executivo Estadual, o programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor. A titular da Sead, Alice Viana, detalhou o conjunto de ações que integram o programa e que possuem foco principal no ambiente de trabalho, saúde e qualidade de vida do servidor. "O Governo reconhece a fundamental importância destes agentes construtores do Estado do Pará. Trata-se, portanto, de uma homenagem aos servidores e da confirmação do valor dos mesmos perante a sociedade que, ao final, é quem usufrui dos serviços prestados", explicou a secretária.
O trabalho é coordenado pela Diretoria de Saúde Ocupacional da Sead e o evento foi realizado na manhã desta terça-feira (16), no auditório da Polícia Civil. As ações fazem parte do programa de Valorização do Servidor Público do Governo do Estado do Pará. Entre as ações apresentadas, já estão em execução: o programa de reabilitação profissional do servidor, voltado para os servidores vitimados por doenças ocupacionais e a avaliação dos ambientes de trabalho, que verifica a existência de atividades insalubres e/ou perigosas sendo desenvolvidas pelos servidores. Outra das ações apresentadas na reunião foi a Blitz Ergonômica, que realizará adequações e orientações ergonômicas e posturais para os servidores.
 A secretária também adiantou que o Governo irá executar em breve o projeto Servidor na Academia, em que assinará um termo de parceria com várias academias, primeiramente localizadas no município de Belém, proporcionando desconto para os servidores e seus familiares. "Uma análise criteriosa de infraestrutura foi feita em diversas academias de Belém para definir quais poderão aderir ao termo de parceria", frisou Alice. A secretária informou ainda que outra análise está sendo feita nos polos dos interiores para expansão do programa. O termo será assinado pelo governador Simão Jatene na abertura da programação do Dia do Servidor.
Dia do Servidor
O Dia do Servidor Público será comemorado no período de 24 a 27 de outubro, na Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCTPN), com atendimento de saúde, atividades culturais, conscientização e responsabilidade social, além de cuidados estéticos e ações de cidadania e encerrará com a I Corrida e Caminhada do Servidor, no dia 27, no Parque Ambiental do Utinga, todas gratuitas. A servidora Margareth Araújo, da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), parabenizou a iniciativa do Governo. "É uma carência que sentíamos e, agora, reconhecemos todo esforço em valorizar essa peça de fundamental importância para o Estado que é o servidor".
"Considerando o grande número de servidores e a grande parcela de contribuição que estes prestam ao Estado, torna-se indispensável que os gestores do serviço público se preocupem não só com a geração de folhas de pagamento, mas consideravelmente com a promoção de iniciativas que valorizem o servidor público e que tragam benefícios não só para sua vida profissional, mas também para a vida pessoal. Pois, ao final, quem também ganha com tudo isso é a sociedade que usufrui dos serviços", afirmou Alice Viana. 
Texto:
Renan Malato-Sead
Fone: (91) 3289-6219 / (91) 8883-2885


Paraenses formam a sexta maior
delegação nas Paralímpiadas Escolares







Oitenta estudantes de escolas públicas e particulares representam o estado do Pará nas Paralimpíadas Escolares. O evento foi aberto na noite desta terça-feira (16), no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo (SP). A competição é considerada a maior do mundo esportivo para jovens com deficiêcia, de idade entre 12 e 19 anos, e reúne, até a próxima sexta-feira (19), mais de duas mil pessoas, entre atletas e comissão técnica, de 24 estados e do Distrito Federal.
“Sinto muito orgulho de representar o Pará. Vou fazer o máximo, o melhor de mim. Quero que todos se encantem com a bocha e que, quando voltarmos para casa, todos sintam orgulho do que estamos fazendo aqui”, disse o estudante José Eliandro, que integra a equipe de Bocha e participou do desfile das delegações estaduais durante a abertura dos jogos, acompahado de outros cinco atletas paraenses.
Inspiração dos novos atletas, Alan Fonteles participou do desflle da delegação estadual e afirmou que o Pará vive um momento de crescimento no esporte Paralímpico, com a expectativa de ter mais atletas de alto rendimento. “Comecei ainda quando era estudante, assim como eles. Acredito que o nosso estado tem muito a crescer nos esportes paralímpicos, com a construção de um centro de treinamento estadual para atletas com deficiêcia que está previsto para o ano que vem em Belém. Temos uma nova geração de atletas que tem muito potencial e fico feliz de saber que hoje sou um exemplo para eles”, afirmou o atleta.
As conquistas de Fonteles foram destacadas pelo presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Andrew Parsons. “O Alan é a prova viva de que vocês podem alcançar tudo o que vocês quiserem da vida. Ele foi descoberto nas Paralimpíadas Escolares e deixa claro que, não somente no esporte, vocês podem ser o que quiserem”, enfatizou Parsons, acrescentando que, em 2013, será iniciada a construção de um centro nacional de treinamento para 14 modalidades paralímpicas, sediado em São Paulo.
Coordenada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a delegação paraense é integrada por estudantes de Abaetetuba, Barcarena, Belém, Castanhal, Marabá e Ulianópolis. No ano passado, a equipe paraense conquistou a sexta colocação geral. Este ano, além das competições em que já é destaque, como Atletismo, Natação, Goaball, Tênis de Mesa, Vôlei Sentado e Judô, o estado vai estrear na modalidade de Bocha.
De acordo com a chefe da delegação da Seduc, professora Conceição Felgueiras, o crescimento da participação da delegação do Estado do Pará em números de atletas e em posições no quadro de medalhas têm destacado o estado no cenário nacional. “Temos acumulado conquistas importantes, como ocorreu no ano passado, em que ficamos em sexto lugar. Nossos técnicos estão se esforçando bastante e participam de formações que visam, cada vez mais, elevar o seu nível de profissionalização, o que possibilitou, inclusive, a participação da equipe de Bocha”, avalia Felgueiras.

Texto:
Mari Chiba-Seduc
Fone: (91) 3201-5181 / (91) 8802-032

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...