Total de visualizações de página

domingo, outubro 07, 2012

PESQUISA DE BOCA DE URNA DA TV GLOBO APONTA 2º TURNO EM BELÉM ENTRE EDMILSON E ZENALDO





No Rancho teve eleitor
Procurando candidato ainda
Na lista fornecida pelo TRE






Obras inacabadas atrapalham eleitores

Pessoas não tem opção a não ser caminhar entre os carros

Ao fundo o trecho em obras que atrapalharam e continuarão atrapalhando sabe lá até quando

Na Rua dos Pariquis, buracos foram sinalizados com bandeiras dos candidatos
 
O jurunense que tinham seus locais de votação nos locais de obras inacabadas pela Prefeitura Municipal de Belém, teve que enfrentar grandes transtornos. O Jornal CORREIO JURUNENSE registrou o dilema na Avenida Fernando Guilhon, próximo ao Complexo de Abastecimento do Jurunas, onde além do dilema dos feirantes às margens do que resta de calçada e os poucos espaços no que estão previstos a ser pista de rolamentos para veículos.
O jornalista Jorge Mesquita constatou empresários caminhando ao longo daquele trecho que fica entre Avenida Bernardo Sayão e Travessa Monte Alegre, para poder exercer seus direitos do voto. Eles pediram para não serem identificados, mas acharam um absurdo, pois o tempo em que já começaram estas obras e acabaram não entregando a tempo, como prometido.


 O 1º Voto de Camila Mesquita

Camila Mesquita aguarda sentada a sua vez de ir à Mesa...

... Camila recebendo segundos após assinar pela primeira vez o Livro...

... após seu voto, Camila recebe seu Título e o documento de identificação e o comprovante do seu 1º voto

... Camila Mesquita, na Urna excercendo o seu 1º Direito do Voto...

... depois sorridente, Camila abraça o seu amigo Jackson Santarém, o seu candidato a vereador
Nestas eleições municipais inúmeros jovens votaram pela primeira vez. De certo, eles se sentiram felizes em poder estar exercendo esse direito de poder escolher seus governantes, e começaram justamente na escolha de vereador e prefeito para Belém.
O CORREIO JURUNENSE acompanhou a jovem Camila Mesquita, estudante do ensino Médio Fundamental da Escola Estadual Camilo Salgado, ela que é filha do jornalista Jorge Mesquita, diretor do este veículo de comunicação.
Camila se disse feliz “primeiro porque desde quando eu era ainda criança de colo, meu pai me levava – segundo ele me revelou – para votar na Escola Zacarias de Assunpção, no bairro do Guamá. Ele me orientava a apertar nas teclas e por isso, não estranhei e sequer me senti nervosa em ir à cabine sozinha. Ao contrário, ele é quem estava nervoso, sentir isso”, declarou a jovem, acompanhou seu pai até o Guamá para que ele votasse. Camila exerceu seu primeiro voto na sede do Rancho Não Posso Me Amofiná, no Jurunas.





Jackson Santarém votou no Rancho
ao acompanhado do deputado
e secretário estadual do
Trabalho, Celso Sabino

Jackson Santarém após votar no Rancho

Jackson Santarém com o deputado Celso Sabino e Waldemar, do Rancho




O jornalista Jorge Mesquita
Votou no Guamá


O jornalista Jorge Mesquita, diretor do CORREIO JURUNENSE, exerceu seu direito do voto, por volta das 13 horas, na Escola Zacarias de Assunpção, no bairro do Guamá. “Acredito que Belém desta vez avançará mais ainda no progresso, já que se os políticos do passado tivessem feito suas partes corretamente, Belém, já estaria muito melhor. Mas ainda há tempo para corrigir estas falhas”, disse o Jornalista.





Vigiar o parceiro nas redes
sociais pode acabar
até com casamento
por Tatiana Ades




Agora, imagine as consequências de *stalkear o namorado (a) ou o marido (esposa)?

Relacionamento amoroso: mau uso das redes sociais
A forma como parte das pessoas usa as redes sociais vem provocado brigas e até separações entre casais. Em consultório, uma das principais queixas dos pacientes está vinculada ao uso que se faz dessas redes. O motivo é o ciúme decorrente de postagens e de novos contatos feitos pelo companheiro.
Ana Amelia (nome fictício) me conta que  passa cerca de seis horas por dia no Facebook vigiando o perfil do namorado. Ela observa tudo: quais postagens ele “curte “, quais pessoas entraram pra sua rede de amigos, quantas mulheres falam com ele, de que forma falam e se ele responde ou não a elas.
Sua insegurança chegou ao ponto de ficar conectada à página do namorado até mesmo no trabalho, perdendo o foco de suas tarefas como secretária. As discussões com seu parceiro são diárias e ele chegou a cancelar o perfil várias vezes e voltou, pois ela assim lhe exigiu, argumentando que ele poderia criar um fake para enganá-la.
Eduardo (nome ficiticio) também chega no consultório eufórico e exclama:
- Consegui as senhas ... as senhas do Facebook e de outras redes sociais dela!
Ele me conta que passou a noite digitando senhas até sentir o prazer de ter acesso ao mundo secreto da namorada, ler mensagens pessoais e verificar com que amigos ela conversava em segredo. Ele não encontrou nenhum sinal de traição, mas está tão obcecado com a possibilidade de vigiá-la virtualmente, que não consegue parar; diz que algum dia achará uma pista.

Amélia (nome ficiticio) terminou um casamento por causa do Facebook. Ela começou a mandar mensagens para as mulheres da lista de contato do marido, chamando-as de nomes vulgares e pedindo para ficarem longe dele. Além disso, criou um perfil fake para testar a fidelidade do marido, seduzindo-o e enviando mensagens eróticas e provocadoras. E no dia em que ele aceitou receber uma foto da desconhecida e se mostrou mais aberto e simpático, ela diz que sentiu ciúme do próprio fake e esperou ele chegar em casa para iniciar mais uma briga violenta. Mas dessa vez ele não suportou e foi embora de casa.
Cada vez mais a sociedade se transforma numa espécie de stalker virtual. Muito próxima ao objeto amado, tem a possibilidade de espioná-lo.
A brincadeira de estar numa espécie de reality show cibernético transforma as pessoas em seres muito mais desconfiados, ciumentos e bisbilhoteiros. As possibilidades de traição aumentam com a internet, por isso a desconfiança também.
Mas... confiança é incondicional, independe de época e de valores sociais. Deveríamos aprender a exercitar mais esse canal tão fechado.
Esperto que tenham “curtido’ o artigo e que compartilhem.
* Stalkear: obsessão em perseguir a vitima sem parar, seguindo, telefonando, enviando mensagens, etc.

Nota sobre o estado de saúde
do presidente nacional
do PSDB, Sérgio Guerra

Hospital Santa Joana
O paciente Sérgio Guerra está internado no Hospital Santa Joana desde a tarde de ontem devido a um quadro de gastroenterite e desidratação. Está no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), em quarto privado, com a companhia de familiares. Devido a um quadro de Insuficiência Renal fará sessões de hemodiálise pelos próximos dias. O quadro clínico é bom, está consciente, bem orientado e alimentando-se por via oral.

Recife, 07 de outubro de 2012
Odin Barbosa da Silva
Coordenador da CTI

Emoção marca a segunda noite do Terruá Pará em São Paulo


















 


















O relógio ainda não marcava 20h e o hall do auditório do Ibirapuera, em São Paulo, já estava lotado de expectadores ansiosos para conferir as atrações do Terruá Pará. O show marcou a segunda noite reservada à música paraense em terras paulistanas e repetiu o sucesso de público e crítica alcançado no dia da estreia. Quando o espetáculo começou, a capacidade máxima do auditório já estava completamente preenchida. A plateia deu um show à parte, emocionando os artistas que estavam no palco.
“Foi uma noite emocionante. Participei de todas as edições do Terruá e sempre me surpreendo com a receptividade do público aqui em São Paulo. Não é nem preciso dizer que estou muito feliz de participar desse projeto, que foi e continua sendo muito importante pra todos nós, artistas paraenses”, contou Dona Onete, eleita a rainha do chamegado.
Para o cantor Almirzinho Gabriel, o show deste sábado foi mais tranquilo para os artistas. Passada a tensão típica de noite de estreia, todos estavam mais soltos no palco . “O segundo dia é sempre mais relax. Mesmo com tanto ensaio, a gente sempre fica tenso no primeiro dia de show, e olha que só aqui em Sampa foram cinco dias de ensaio direto, sem contar os que fizemos para os shows em Belém”.
O Terruá Pará, além de ser uma vitrine para os artistas regionais é também a oportunidade de integrar os trabalhos de diversos músicos. "O tempo que o elenco passa junto para montagem do espetáculo auxilia na formação de novas parcerias", defende Almirzinho, que já programou o lançamento de duas músicas em parceria com a Gang do Eletro e com o músico Félix Robatto.
“Participar do Terruá Pará é como fazer parte de uma grande família. Esse sentimento transborda pra fora desse show e a mistura continua em outros trabalhos. Isso é o grande barato desse projeto, que se ramifica no trabalho de todos os participantes.  A gente reencontra amigos, parceiros antigos e firma novas parcerias. Vida longa ao Terruá Pará!”, saudou.
A emoção foi, sem dúvida, o que uniu artistas e público na noite deste sábado. Levados a um passeio pela memória afetiva, paraenses que estão longe de casa há muitos anos, mas que conservam na alma a raiz da cultura de sua terra-natal, puderam matar as saudades. “Estou tremendo de emoção, como a jamburana da música da Dona Onete. Eu já conhecia o trabalho de vários artistas que tocaram essa noite, mas juntar todo mundo em um único show é realmente maravilhoso, e uma prova cardíaca pra qualquer um. Esse projeto é uma iniciativa incrível. Foi feito com tanta competência que me deixou roxo de orgulho de ser paraense”, afirmou o estilista Lino Villaventura.
A top model Caroline Ribeiro concorda com Lino Villaventura. Para ela o show desperta grandes recordações e consegue mostrar a cultura do estado como um todo. “O Pará é uma mistura de cores, músicas e cheiros. Esse show é tão forte, tão penetrante, que consegui sentir o cheiro da cidade, o cheiro da minha cidade. Foi realmente um grande espetáculo”, comentou
A iniciativa do Governo do Estado, via Cultura Rede de Comunicação e Secretaria de Estado de Comunicação, em promover a cultura paraense por meio do Terruá Pará também conta com a aprovação da jornalista Rose Silveira, que acredita na importância da difusão da cultura paraense como forma de manutenção da história do Estado. “Tornar público o que é público também é uma responsabilidade do governo. As coisas produzidas em nosso Estado precisam e merecem ser apresentadas em outros mercados. Assisti todas as edições do Terruá aqui em São Paulo e é sempre bom constatar que a música ativa na nossa memória as melhores recordações e que nosso corpo responde à todo esse estímulo”, ressalta.
O paulista Fábio Andrade já conhecia alguns dos artistas paraenses presentes no Terruá. Assim que soube do show, reuniu os amigos e foi para o Ibirapuera. As poltronas ocupadas pelo grupo ficaram vazias logo nos primeiros quinze minutos de shows, pois eles preferiram assistir de pé as apresentações. “Não dá pra ficar sentado nesse show. A música é contagiante e a gente fica tentando aprender a dançar, a fazer parte dessa cultura que é nova pra gente. Estou muito feliz de ter vindo, adorei o carimbó, e vou voltar amanhã para assistir tudo de novo”, prometeu.
Após o encerramento do show, o público ainda foi presenteado com uma roda de carimbó, organizada do lado de fora do auditório Ibirapuera. O público também pode conferir as exposições da fotógrafa Walda Marques e do artista plástico Júnior Lopes, com imagens dos artistas do Terruá, montadas no hall do auditório, e adquirir os CDs e DVDs do projeto e dos artistas que se apresentaram no evento. 
A antropóloga Karla Valentin e o diplomata Thienny Valentin, compraram o box completo do Terruá Pará para apresentar a cultura paraense aos amigos da França, país onde residem. “Pra mim é um orgulho enorme apresentar a cultura do nosso Estado aos meus amigos franceses, sinto como se estivesse levando um pedaço do Pará pra casa. O legal desse produto é que a gente leva o show na mala e pode relembrar a emoção de tudo o que vivemos na noite de hoje”, explicou Karla.
Cyz Zamorano, produtora musical do Terruá Pará, comemorou o sucesso do show e disse que a decisão de misturar um pouco das duas primeiras edições em uma edição especial foi bastante acertada e já planeja o próximo espetáculo, no ano que vem. “Queremos homenagear o maestro Waldemar Henrique e abrir um espaço pra música erudita, que é muito bem produzida no Pará. Acho que o Estado está começando a se projetar no cenário nacional e a presença maciça do público no Ibirapuera mostra que o povo quer saber mais dessa sonoridade, e se o povo quer isso, nós daremos muito mais pra eles”, afirmou.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom


Gabinete de Gestão Integrada acompanha o pleito municipal no TRE










As atividades do Gabinete de Gestão Integrada, instalado no prédio do Tribunal Regional Eleitoral do Pará, começaram bem cedo neste domingo, 7. O núcleo reúne representantes dos órgãos do Sistema Integrado de Segurança Pública do Pará (Polícias Civil e Militar e a Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal - SIAC), Guarda Municipal de Belém (GBel), Polícia Federal e TRE, no acompanhamento das demandas do pleito eleitoral. O grupo de trabalho é responsável por atender e dar encaminhamento às denúncias de crimes eleitorais, além de gerenciar eventuais situações de crise decorrentes do pleito nos municípios.
As equipes irão se revezar nos turnos da manhã e tarde, até o final do período de votação. Pela Polícia Civil, estão em atividade, no Gabinete, os delegados Christiane Lobato, diretora da DAV (Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis), pela manhã, e João Bosco Junior, diretor da DPE (Diretoria de Polícia Especializada), à tarde. A Polícia Militar está representada pelo tenente coronel Viana. Já a SIAC conta com a major Eli.
A delegada Christiane Lobato explica que a atividade do Gabinete envolve a triagem de informações recebidas pelo TRE. "Nós recebemos, avaliamos e damos o devido encaminhamento das demandas para a tomada das providências cabíveis", detalha, ressaltando que nessas primeiras horas do pleito não houve qualquer ocorrência de relevância registrada pelas equipes.
A instalação do Gabinete atende a uma determinação do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral,que  visa garantir maior agilidade no atendimento às demandas relacionadas ao pleito eleitoral, como a apuração de denúncias de crimes eleitorais em qualquer parte do território paraense.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Jatene conclama eleitores paraenses a votarem com tranquilidade e consciência







A movimentação nas zonas eleitorais e nas ruas de Belém tem sido tranquila desde a abertura do processo de votação, às 8 horas deste domingo, 7. No Núcleo de Esporte e Lazer (NEL) da Secretaria de Estado de Educação, muitos eleitores chegaram bem cedo para votar, evitando a espera prolongada em filas. A Zona 69, montada no NEL, tem entre seus eleitores o governador do Estado, Simão Jatene, que também se programou para votar ainda pela manhã. Acompanhado da primeira-dama, Ana Jatene, ele chegou por volta das 10h30 e seguiu rapidamente para a Sessão 49, onde exerceu o seu papel de cidadão.
Compromisso cumprido, o chefe do Executivo Estadual fez questão de também deixar sua mensagem aos paraenses. Em  entrevista concedida à imprensa, que o aguardava desde cedo no local, Jatene enfatizou a importância de uma eleição pacífica. “Nossa expectativa é de que até ao final do dia as eleições transcorram de forma tranquila e que este momento seja mais um passo que damos no processo democrático. Espero que todos paraenses possam ir às unas e escolher de forma livre, soberana e pacífica o candidato que acreditam representar melhor seus interesses”, frisou o governador.
Depois de votar, a aposentada Estelita Nunes de Castro, 80, fez questão de cumprimentar o governador Simão Jatene e também de sensibilizar os demais eleitores para a importância do voto. “Não sou mais obrigada a votar, mas sou danada. Todas as eleições eu participo. Considero o voto limpo e honesto como aquele que faz a diferença para a população. Não adianta trocar o voto por uma camisa, pois a camisa a gente usa uma vez e depois joga fora, e o voto não”, ponderou.
As eleições em todo o território nacional prosseguem até à 17 horas. A expectativa do Tribunal Regional Eleitoral é que a apuração seja rápida, e para isso conclama à população a não deixar para votar na última hora.

Texto:
Cora Coralina-Secom


Venda de ingressos para o Festival de Ópera do TP começa nesta segunda
Vai começar a corrida por um lugar na plateia de um dos maiores eventos culturais do Estado. O XI Festival de Ópera do Theatro da Paz inicia, nesta segunda-feira, 8, a venda dos ingressos para as três obras que serão apresentadas este ano - “A Cavalleria Rusticana”, de Pietro Mascagni, “João e Maria” (Hänsel und Gretel), de Engelbert Humperdinck, e “Salomé”, de Richard Strauss - e ainda para o Concerto “Quando a Ópera encontra o Jazz”, com a Amazônia Jazz Band. A programação, que este ano será bem mais extensa, será aberta no dia 17 de outubro e vai até 1º de dezembro.
Para atender o público de fora do Estado e do País, que procura o festival, este ano as vendas também estão sendo feitas através do e-mail bilheteriatp@supridados.com.br, a partir da mesma data. Os preços variam de R$ 20,00 a R$ 60,00.
A bilheteria do teatro ficará aberta de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados e domingo, das 9h às 12h. Nos dia 12 (feriado), ela estará aberta ao público de 09h as 16h, e no dia 13, de 09h as 14h. No dia 14, em virtude do Círio de Nazaré, não haverá expediente no TP. A visitação do teatro acompanhará o horário especial da bilheteria, nos dias 12 e 13.
Este ano, além das récitas das óperas e da apresentação do concerto da Amazônia Jazz Band, sediadas no Theatro da Paz, haverá programação com entrada gratuita, sem distribuição de ingressos, na Igreja de Santo Alexandre. É lá que será realizada a Master Class com a soprano gaúcha Laura de Souza, uma das principais vozes da “Cavalleria Rusticana", e o Recital Luso-Brasileiro, com o baixo barítono português Antônio Salgado, além do concerto que comemora o Centenário de Gentil Puget, com a soprano paraense Carmen Monarcha.
Já o encerramento como acontece tradicionalmente, será ao ar livre, em frente ao Theatro da Paz, reunindo orquestra, coro, solistas e uma coreografia inédita do Bolero de Ravel, além de uma homenagem à Verdi, pelos duzentos anos de seu nascimento, que se aproximam, constando também de um ballet inédito, entre outras atrações que prometem surpreender o público.
Ensaios começaram em agosto
Há um ano sendo elaborado, os preparativos para o festival agora entram na fase mais intensiva. A OSTP ensaia diariamente com o maestro italiano Gian Luigi Zampieri, enquanto o elenco principal da "Cavelleria Rusticana" já se prepara no palco do teatro, onde também está sendo montado o cenário confeccionado pelo artista paraense Fernando Pessoa.
O coro que compõe a ópera de abertura iniciou seus trabalhos em agosto, sob a batuta do Maestro Vanildo Monteiro. Uma das engrenagens fundamentais do festival, o coro chama atenção por sua diversidade. Nem todos os cantores que o integram vivem somente da música, como é o caso da veterana Cleucilene Costa Miranda, que é policial militar; Marco Aurélio, que trabalha no Porto de Belém, e da cantora Cacau Novaes, funcionária pública e atriz. 
“Quando  chegam ao ensaio, geralmente eles estão todos cansados da rotina do trabalho, mas participar do coro, para eles é também uma forma de relaxar, de aliviar as tensões do dia a dia”, diz Cristina Viana, produtora de elenco e do coro.
Entre os solistas estão Raimundo Mira e Andrei Mira, pai e filho, que participarão de “Salomé”, e as jovens Juliane Lins, Beth Melo, Ione Carvalho e Aliane Souza, que farão parte da ópera “João e Maria”. Aliane, por sinal, que é mezzo soprano, hoje é considerada a grande revelação do canto lírico no Pará.
Aliane cursa o Ensino Médio, mas já pensa em uma carreira profissional. Recentemente, no concurso de canto Salvalírico da Bahia, ela não só arrematou os prêmios de Júri Popular e Voz e Revelação, como recebeu uma bolsa para estudar no Instituto Politécnico do Porto, em Portugal, para onde ela viaja logo depois do Festival de Ópera.
Há também coralistas muito jovens, como Dhuly Contente, 18, morador na Vila da Barca, e Wigson Rafael, 17, que já havia  participado, ainda criança, de um dos primeiros festivais de ópera realizados no Estado.
Outra faceta interessante desse universo é o que coro do festival de ópera propicia um momento de encontro e integração, pois reúne cantores paraenses vindos de outros coros, como o da Fundação Carlos Gomes, do Madrigal da UEPA e do Madrigal Experimental de Repertório. São 30 vozes femininas e 30 vozes masculinas, que atuarão na “Cavalleria Rusticana” e participarão dos concertos da Amazônia Jazz Band e de encerramento, ao ar livre, em frente ao Theatro da Paz.
Saiba um pouco sobre as óperas que serão encenadas este ano:
“Cavalleria Rusticana” estreou no ano de 1890, em Roma, e dois anos depois, em Belém do Pará, neste mesmo espaço que agora recebe uma nova montagem: o Theatro da Paz. Dirigida por Iacov Hillel e regida por Gian Luigi Zampieri 120 anos depois, esta será a ópera de abertura do XI Festival de Ópera do Theatro da Paz. Inaugurando o verismo, tem apenas um ato e explora temas cotidianos, não mais os históricos, até então interpretados na época de sua estreia no século IX.
"João e Maria" (Hänsel und Gretel), de Engelbert Humperdinck, é sucesso em todo o mundo há 150 anos graças aos irmãos Grimm, que popularizaram a história ao produzir um conto infantil. A ópera fala de dois irmãos que se perdem na floresta e durante a procura pelo caminho de volta encontram uma casa coberta de doces, onde mora uma bruxa malvada. A produção, que se propõe a encantar adultos e crianças, tem como diretor cênico Flávio de Souza, regência a cargo de Jamil Maluf e cenografia de Fernando Anhê.
"Salomé", de Richard Strauss, encerra o festival. Trata-se de um grande clássico baseado na peça de mesmo nome, de autoria do dramaturgo e poeta irlandês Oscar Wilde. Em apenas um ato, a ópera estreou em 1905, e será o maior desafio deste ano para a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, pois sua execução é de extrema dificuldade.
Além disso, o cenário de "Salomé", criado pela grande artista brasileira Duda Arruk, está sendo todo produzido em Belém. Terá regência de Mauro Wrona e Miguel Campos Neto, à frente da OSTP.
Serviço: XI Festival de Ópera do Teatro da Paz. De 17 de outubro a 1º de dezembro de 2012, com apresentações e récitas no Theatro da Paz e Igreja de Santo Alexandre. Ingressos à venda a partir do dia 08 de outubro, a partir das 9h, na bilheteria do Theatro.
Valores: R$ 60,00 (Varanda, Plateia, Camaorote de 1ª e Frisas); R$ 50,00 (Camarote de 2ª e Proscênio PNE – Portadores de Necessidades Especiais); R$ 30,00 (Galeria); R$ 20,00 (Paraíso).
Os ingressos para o Concerto da Amazônia Jazz Band custam: 
R$ 20,00 (Varanda, Plateia, Camaorote de 1ª e Frisas)
R$ 10,00 (Camarote de 2ª,  Proscênio PNE, Galeria e Paraíso.

Texto:
Luciana Medeiros-Theatro da Paz
Fone: (91) 4009-8773 / (91) 8134-7719



EDIÇÃO 151 DO CORREIO JURUNENSE, ESPECIAL SOBRE ELEIÇÃO.



NOTA À IMPRENSA:
 Presidente nacional do
PSDB, Sérgio Guerra,
é internado no Recife

O PSDB informa que o deputado federal Sérgio Guerra, presidente nacional da legenda, encontra-se internado desde ontem (06/10) no Hospital Santa Joana, no Recife, após ser acometido de uma infecção intestinal e apresentar um quadro de desidratação. O internamento foi recomendado pelos médicos para que seja realizado com mais tranquilidade o processo de reidratação do paciente.


Receptivo da Paratur aos turistas do Círio será feita em cinco idiomas
Com a chegada de mais um Círio de Nazaré, a rotina de Belém é alterada radicalmente em função da grande festa do povo paraense, com as homenagens à Padroeira do Pará. Mais do que uma festa religiosa, o Círio também marca a alta temporada para o turismo no Pará e um incomparável aquecimento da economia, maior até mesmo que o período do Natal. Belém é preparada cuidadosamente para receber quem chega e os equipamentos turísticos recebem milhares de visitantes. Além da programação religiosa, uma intensa agenda cultural com acontecimentos para todos os tipos de público acontece em diversos locais da cidade, aproveitando esta intensa movimentação.
Socorro Costa, presidente da Paratur, informa que para o receptivo do Círio de Nazaré, Setur e Paratur prepararam um esquema especial que conta com cerca de 30 técnicos. Para receber os turistas de outras localidades, a equipe vai prestar informações multilíngue em quatro idiomas além do português: francês, inglês, espanhol e alemão. Além dos técnicos, também devem compor a equipe estagiários e voluntários de várias instituições parceiras como Instituto Federal de Educação do Pará (IFPA), Universidade Federal do Pará (UFPA), Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Universidade da Amazônia (Unama), Faculdade Ipiranga, além de outras.
O Círio é considerado a porta principal de entrada para os turistas em solo paraense, momento imprescindível de divulgação dos atrativos do estado, que faz com que os visitantes retornem em outros momentos ao longo do ano. 
Os técnicos recepcionarão os visitantes nos diversos postos de informações turísticas, no Terminal Rodoviário e Aeroporto Internacional de Belém, distribuindo material informativo sobre a cidade e a programação cultural, além de proporcionar o auxílio necessário a jornalistas da imprensa especializada em turismo, documentaristas e cineastas que vêm à Belém para produção de vídeos sobre o Círio, à convite da Paratur. 
Um dos grandes destaques do receptivo é a chegada de um cruzeiro alemão com 600 passageiros que aportará em Belém especialmente por ocasião da festa.
Jacqueline Alves, diretora de Marketing da Paratur, ressalta ainda que grupos de carimbó vão se apresentar no Terminal Rodoviário e no Aeroporto de Belém, onde a equipe vai também oferecer bombons regionais, cheiro do Pará e demonstrar toda a alegria e receptividade do povo paraense.

Texto:
Benigna Soares-Paratur
Fone: (91) 8360-0506 / (91) 8842-8129







Governador define horário de votação nas Eleições 2012.

O governador Simão Jatene deverá votar as 10h da manhã deste domingo, 7, no Núcleo de Esporte e Lazer, localizado na Dom Romualdo de Seixas, em Belém. 


Representantes de seleções que participam da Soccerex aprovam Estádio Olímpico
Na manhã deste sábado, 6, o Estádio Olímpico do Pará recebeu a visita dos representantes das oito delegações de futebol que participam, em Belém, do Roadshow Soccerex - Inglaterra, Chile, Romênia, África do Sul, Ucrânia, Zâmbia, Costa Rica e Nigéria. O grupo foi ciceroneado pelo secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, que apresentou aos dirigentes todas as instalações do complexo esportivo, desde a área externa, passando pelos vestiários e sala de monitoramento de segurança. O grupo se mostrou bastante impressionado com a infraestrutura do Estádio, que recebeu aprovação unânime da comissão.
Do gramado, os visitantes puderam ter uma perspectiva mais ampla da grandiosidade do Estádio Olímpico do Pará. O representante da seleção da Costa Rica, Álvaro Mensen, que foi goleiro do seu país nas Copas do Mundo da Coreia e Japão, em 2002, e da Alemanha, em 2006, gostou muito da estrutura apresentada e se declarou satisfeito com o que viu na capital paraense. ‘’Belém  mostrou que tem um projeto consistente para receber as seleções e se preocupou em explorar cada uma de suas potencialidades. O Mangueirão é um belo estádio e tem plenas condições de receber qualquer seleção no período de treinamentos que antecede a Copa’’, concluiu.
Gafar Olawale Liameed, que representa a Federação Nigeriana de Futebol, ficou encantado com a estrutura do Estádio Olímpico do Pará. “A estrutura é fantástica e com certeza vamos fazer de tudo para trazer a Nigéria aqui para Belém. Estamos lutando para nos classificar para a Copa e depois de garantirmos nossa vaga faremos de tudo para que a seleção nigeriana venha para cá”, afirmou.
Marcos Eiró, titular da Seel, acompanhou o bate-papo da comitiva no centro do gramado e frisou a importância da realização do Roadshow Soccerex em Belém e da presença dos representantes das seleções e ligas esportivas durante os três dias da programação. ‘’O evento da Soccerex foi um sucesso; credenciamos Belém e mostramos para o mundo que podemos receber as seleções internacionais durante o período que antecede a Copa. Isso mostra que a capital do Pará está mais do que habilitada a sediar um Centro de Treinamento de Seleções. O Governo do Pará, por intermédio da Seel, não vai resumir seus esforços a essa etapa preparativa da visita. Novas ações já estão sendo elaboradas e serão colocadas em prática em breve. Queremos transformar Belém e Santarém em Centros de Treinamento para a próxima Copa e deixar esse legado aos esportistas do Estado.
Após a visita ao Estádio Olímpico, os representantes das delegações visitaram o Mangal das Garças, onde tiveram a oportunidade de vislumbrar um pedaço da floresta amazônica e onde puderam degustar um pouco da culinária regional no restaurante do parque ecológico - Manjar das Garças - e em seguida foram conhecer o centro histórico de Belém, o complexo Feliz Lusitânia e a Estação das Docas, de onde partiram para um passeio fluvial pela Baía do Guajará ao som dos ritmos paraenses.

Texto:
Antenor Filho-Secom


Formandos em Medicina do Cesupa dão exemplo de solidariedade
Neste sábado, 6, a Fundação Hemopa recebeu a primeira turma de formandos do curso de Medicina do Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa) para uma campanha interna de doação de sangue e efetivação de cadastro de doadores de medula óssea. A ação solidária faz parte da programação intitulada “100 dias para a formatura”.
A ideia partiu do estudante medicina, Hildebrando Junior, 25, que sugeriu aos colegas de classe que a doação de sangue fizesse parte da programação festiva da formatura. “Estamos nos formando em Medicina para salvar vidas, e quem sabe através da doação de sangue não estaremos ajudando a salvar as primeiras delas?”, disse o aluno, que espera ver a iniciativa se repetir junto a outros formandos. "Nossa esperança é que esse gesto solidário também faça parte do calendário de formatura das próximas turmas". 
O primeiro exemplo já foi dado pela coordenadora do curso de Medicina do Cesupa, Dra. Milena Caldato, que acompanhou os alunos durante a doação de sangue no Hemopa. “Fico feliz de ver que os meus alunos incluíram esse ato de solidariedade em um momento tão importante da vida deles, que é a formatura”. Gabriela Coelho, 24, uma das formandas, destacou a importância dessa ação. “Nos dois últimos anos de curso nós passamos por um estágio, foi onde eu pude ver o quanto é importante esse tipo de gesto”,comentou.
No Hemopa, a turma foi recepcionada pela equipe do Serviço Social de Doadores, que parabenizou e agradeceu a iniciativa. “É muito louvável a atitude dessa garotada em incluir na programação da formatura uma ação de responsabilidade social que vai contribuir para  salvar muitas vidas”, destacou a gerente de Captação de Doadores do Hemopa,  Juciara Farias, ressaltando a importância da parceria com médicos para a sensibilização e captação de doadores na rede hospitalar.
A iniciativa dos futuros médicos do Cesupa também reflete uma significativa participação do segmento jovem nas doações voluntárias de sangue. Atualmente, mais de 50% das coletas efetivadas no Estado são de pessoas com idade entre 18 e 29 anos, embora a hemorrede brasileira já aceite a coleta de doadores a partir de 16 anos com autorização dos pais ou responsáveis.

Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. O doador deve estar bem alimentado.

Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.

Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118, de 2ª a 6ª-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 17h.

Texto:
Denis Baima-Hemopa


Terruá Pará repete o sucesso da primeira edição em São Paulo
O som dos tambores do Conjunto de Carimbó Uirapuru ecoou no auditório Ibirapuera na noite desta sexta-feira, 5, marcando a abertura do Terruá Pará em terras paulistanas. O evento atraiu um grande público interessado em conhecer de perto os ritmos que vem do Norte do país e também paraenses que vivem em outros estados e até fora do país, ansiosos por matar as saudades de casa.
Esse foi o caso da paraense Camila Nobushige, que tratou de garantir seu ingresso assim que soube que o show aconteceria novamente em São Paulo. Para ela, a concepção do projeto Terruá conseguiu sintetizar o cenário musical paraense e demonstrar a força e energia da cultura do Norte do país. “Foi emocionante. Fiquei arrepiada logo quando o show começou. Foi difícil ficar sentada na cadeira diante do calor humano que tem na nossa música. Vim pro show pra matar as saudades de casa, mas acabei ficando com mais saudades ainda da nossa cidade, da nossa comida, do nosso artesanato, de tudo”, confessou Camila.
Muita gente na plateia deixou de lado a timidez e dançou o show inteiro na frente do palco. Até a equipe da produção e organização do evento arriscou uns passos ao som dos ritmos regionais. André Taiariol, produtor do auditório Ibirapuera, conta que se conteve para não ceder à vontade de sair dançando. “Estou trabalhando e não posso ficar dançando. Mas de vez em quando não tem como não balançar um pouquinho. O ritmo paraense é contagiante, ninguém consegue ficar parado assistindo esse show”, disse André, que conheceu o Terruá Pará por meio do DVD lançado em agosto desse ano.
Fã de Pio Lobato, Mestre Vieira e Sebastião Tapajós, André, que já cuidou de vários shows no Ibirapuera, disse que nada se compara ao som dos artistas paraenses e nem ao show ao vivo do Terruá Pará. “Só vendo pra entender como é. Essa guitarrada e essa percussão só se encontra no Pará. Não consigo lembrar de nenhum lugar que tenha um som com essa pegada. Me surpreendi com a mistura feita pela Orquestra de Violoncelistas da Amazônia, que uniu o erudita ao popular em uma sintonia perfeita”, afirmou o produtor.
O jornalista e humorista Rafinha Bastos também foi conferir o show e disse ficou encantado com o carimbó. Ele até ensaiou alguns passos e depois se rendeu ao tecnobrega com a Gang do Eletro. “O carimbó tem uma batida muito forte, de raiz, é contagiante. Recebi o convite do Miranda e vim conferir essa música que ele sempre fala e divulga. Eu gosto muito do Pará, sou fã do Lioto Machida e agora também da música produzida lá. Gostei muito do show”, declarou.
Mesmo acostumado a tocar no palco do Ibirapuera, o músico Félix Robatto, que faz parte da banda base e participou das três edições do Terruá em São Paulo, disse que sempre sai renovado depois de uma apresentação como a desta sexta. “Me sinto muito feliz por fazer parte desse projeto. Na primeira edição, acompanhei a banda La Pupuña, depois passei para a banda base do show. Mas é sempre uma grande festa e uma alegria dividir o palco com todos esses artistas, e sobretudo estar representando a nossa cultura, o nosso estado”, contou.
Para Miranda, produtor musical do Terruá Pará, esse é o momento da música paraense em todo o Brasil. "A cena musical paraense, como um todo, ganhou força no país e se consolida no cenário nacional. “Nós (Terruá Pará) somos um grande destaque da semana aqui em São Paulo e olha que esta cidade tem um monte de coisas boas acontecendo simultaneamente a este evento. Dá muito orgulho ver isso e é, antes de mais nada, uma honra e prazer incomensuráveis ter a oportunidade de fazer algo tão importante para cultura do nosso país e do mundo. Me sinto muito grato por fazer parte disso”, concluiu.
A programação do Terruá Pará em São Paulo também incluiu pocket shows na Livraria Cultura e na FNAC - rede de lojas que opera no mundo todo, oferecendo produtos culturais e eletrônicos. No hall de entrada do Ibirapuera, uma exposição da fotógrafa Walda Marques e do artista plástico Júnior Lopes faz uma homenagem aos artistas que fazem parte do show. 
Serviço: O Terruá Pará é uma realização do Governo do Pará, por intermédio da Cultura Rede de Comunicação e da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom). O show acontece até o próximo domingo, 7.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom

Estação das Docas é preparada para as festividades do Círio 2012
Representantes do Governo do Estado reuniram-se, na última quinta-feira (04), para definir as ações operacionais do Círio de Nazaré 2012, na Estação das Docas, em Belém. O encontro contou com a participação de integrantes da Companhia de Turismo do Pará (Paratur), Companhia Docas do Pará (CDP), Comando da Polícia Militar, Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur), Palácio dos Despachos, Cerimonial do Governo, Companhia de Transportes de Belém (CTBel), Coordenadoria Municipal de Turismo (Belemtur) e Valeverde Turismo.
Para garantir o conforto e segurança, a Organização Pará 2000, que administra o complexo turístico, fará melhorias no local para melhor atender a demanda de visitantes. A escadinha, grades e calçada na Praça Pedro Teixeira estão sendo revitalizadas; os banheiros femininos da Estação serão adaptados com a implantação de oito fraldários; revitalização do projeto paisagístico; iluminação interna, externa e cênica, com destaque para os guindastes, caldeira e palmeiras ao longo da orla.

Foi definido também, o horário que o atrativo turístico ficará aberto ao público visitante. A Estação das Docas abrirá no sábado, 13 de outubro, a partir das 7 horas e fechará às 16h, para que os presentes possasm prestigiar a chegada da Romaria Fluvial. Já no dia do Círio, domingo, 14 de outubro, a Estação abrirá os seus portões somente a partir das 16 horas.  

“Preparamos para o Círio deste ano uma ação operacional diferenciada, visando à segurança dos visitantes que vierem a Estação para acompanhar a Romaria Fluvial. Contratamos cerca de 40 seguranças particulares para o evento”, destacou a presidente da Organização Social Pará 2000, Gabriela Landé.

De acordo com o Capitão Martins, do 1º batalhão da Polícia Militar, será realizado o policiamento em todo o entorno da Estação, com viaturas, motos e um grande efetivo de homens, além de suporte ao trabalho da Ciptur, com objetivo de garantir a segurança dos turistas e dos paraenses durante as festividades e procissões do Círio 2012.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000


Veja os locais e horários de
votação dos candidatos do
PSDB nas capitais e de outros representantes do partido
nas eleições de domingo (7). 
Candidatos
Arthur Virgílio – Manaus (AM)
8h – Colégio Dom Pedro Segundo – Avenida 7 de Setembro, 1097 – Centro.
Cícero Lucena – João Pessoa (PB)
8h45 – Colégio Meta – Rua Maria Rosa Jacinto, 71 – Bessa.
Daniel Coelho – Recife (PE)
9h – Colégio Maria Tereza – Rua Barão de Souza Leão, 1647 – Boa Viagem – local (local de votação da esposa). Em seguida, vota no Colégio Atual – Rua Mamanguape, 486 – Boa Viagem.
Firmino Filho – Teresina (PI)
9h – Colégio Sinopse – Avenida Presidente Kennedy, 1444 – São Cristóvão.
Guilherme Maluf – Cuiabá (MT)
8h – Escola Esmeralda Fontes – Rua Bolívia, 365 – Ribeirão da Ponte.
João Castelo – São Luís (MA)
10h – Colégio Divina Pastora – Avenida Santos Dumont, 3 – Anil.
José Serra – São Paulo (SP)
Previsão: Entre 10 e 11h30 – Colégio Santa Cruz – Avenida Arruda Botelho, 255 – Alto de Pinheiros.
Luiz Paulo Vellozo Lucas – Vitória (ES)
9h – Faculdade de Direito de Vitória – Rua Dr. João Carlos de Souza, 779 – Santa Lúcia.
Marcos Cals – Fortaleza (CE)
9h – Náutico Atlético Cearense – Avenida da Abolição – 2.727 – Meireles.
Mariana Carvalho – Porto Velho (RO)
9h30 – Colégio Santa Marcelina Rua Belo Horizonte, 331 – Embratel
Otávio Leite – Rio de Janeiro (RJ)
10h30 – Agência da Caixa Econômica Federal – Rua Siqueira Campos, 34 – Copacabana.
Reinaldo Azambuja – Campo Grande (MS)
10h – Escola Estadual Lúcia Martins Coelho – Rua Bahia, 355 – Jardim dos Estados.
Rogério Marinho – Natal (RN)
10h30 – Universidade Potiguar – Avenida Senador Salgado Filho, 1610 – Lagoa Nova.
Rui Palmeira – Maceió (AL)
11h – ESAMC – Rua Professor Sandoval Arroxelas, 239 – Ponta Verde.
Tião Bocalom – Rio Branco (AC)
9h (horário do Acre) – sede do Incra – Rua Santa Inês, 135 – Aviário.
Wambert di Lorenzo – Porto Alegre (RS)
10h – Escola Estadual de Ensino Médio Santos Dumont – Rua Caeté, 328. Assunção.
Zenaldo Coutinho – Belém (PA)
10h – Escola Estadual José Veríssimo – Rua Presidente Pernambuco, 573 – Batista Campos.
Lideranças do partido
Aécio Neves (MG), senador
11h – Colégio Estadual Central – Rua Fernandes Tourinho, 1020 – Lourdes, Belo Horizonte (MG)
Aloysio Nunes (SP), senador
9h – Faculdade Dom Pedro – Av. Bady Bassitt, 3777 – São José do Rio Preto (SP)
Alvaro Dias (PR), líder do PSDB no Senado
Entre 10h e 11h – Colégio Mãe de Deus – Rua Pará, 845 – Londrina (PR)
Bruno Araújo, deputado federal (PE) e líder do PSDB na Câmara
10h – Colégio Atual – Rua Mamanguape, 486 – Boa Viagem, Recife (PE)
Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República
11 horas – Colégio Sion – Avenida Higienópolis, 983 – Higienópolis, São Paulo (SP)
Mendes Thame, deputado federal (SP) e líder da Minoria na Câmara
11h – Escola Estadual Barão do Rio Branco – Rua Ipiranga, 924 – Piracicaba (SP)
Sérgio Guerra, deputado federal (PE) e presidente do PSDB
10h – Colégio Santos Dumont – Rua Barão de Souza Leão, 792 – Boa Viagem – Recife (PE)
Governadores de estado
Antonio Anastasia, governador de Minas Gerais
10h – Colégio Arnaldinum – Rua Vitório Marcola, 360 – Cruzeiro, Belo Horizonte (MG)
Beto Richa, governador do Paraná
11h – Colégio Estadual Amâncio Moro – Av. Presidente Washington Luiz, 620 –Jardim Social, Curitiba (PR)
Geraldo Alckmin, governador de São Paulo
Horário indefinido – Colégio Santo Américo – Rua Santo Américo, 275 – Vila Sônia, São Paulo (SP)
José de Anchieta Júnior, governador de Roraima
10h – Universidade Estadual de Roraima – Av. Sete de Setembro, 231 – Canarinho, Boa Vista (RR)
Marconi Perillo, governador de Goiás
10h – Colégio Estadual de Palmeiras de Goiás – Rua São João, sem número – São João, Palmeiras de Goiás (GO)
Simão Jatene, governador do Pará
Período da manhã – Núcleo de Esporte e Lazer da Secretaria Estadual de Educação – Av. Dom Romualdo de Seixas, 1215 – Umarizal, Belém (PA)
Teotonio Vilela Filho, governador de Alagoas
11h – Iate Clube Pajuçara – Av. Doutor Antônio Gouveia, 1259 – Pajuçara, Maceió (AL)

Exposição resgata a trajetória das pessoas com deficiência no Brasil
Foi aberta nesta sexta-feira (5) em Belém a exposição “Para Todos - O Movimento das Pessoas com Deficiência no Brasil”. Promovida pela Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Presidência da República e Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), em parceria com a Secretaria Especial de Estado de Proteção e Desenvolvimento Social do Pará, a mostra está instalada no Espaço São José Liberto.
A exposição conta, em uma linha do tempo, toda a trajetória de luta das pessoas com deficiência pela inclusão social no Brasil. A cerimônia de abertura contou com a presença de autoridades e representantes das instituições que promovem a exposição, incluindo a primeira-dama do Estado, Ana Jatene. A mostra, que já
percorreu cinco capitais brasileiras, é resultado de uma pesquisa da Secretaria de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que no Pará ganhou apoio da Secretaria Especial de Proteção Social.
O material levantado durante a pesquisa embasou a elaboração dos textos, vídeos e áudios apresentados na exposição itinerante. Segundo a diretora da OEI, Ivana Siqueira, a mostra foi concebida para que todos possam visitá-la. “A exposição tem um componente pedagógico muito forte, e as pessoas portadoras de deficiência têm acesso livre a todo o conteúdo da exposição, planejada para receber esse público”, explica.
Conquistas – O Pará tem papel de destaque no cumprimento das ações para acessibilidade das pessoas com deficiência. No Pará, essa parcela da população já comemora vitórias, como a isenção do pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotivos (IPVA) e a inclusão no programa Cheque Moradia, concedido pelo governo do Estado. “São conquistas que demonstram o compromisso do governo com os portadores de deficiência”, ressalta o presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Valdir Moura.
Durante a cerimônia de abertura da exposição, o secretário especial de Proteção e Desenvolvimento Social, Sérgio Leão, anunciou que no próximo dia 23 será lançado o Plano Estadual para a Pessoa com Deficiência, que contém uma série de ações para ampliar os projetos e programas de governo já em curso no Estado. Outro investimento o é Centro de Reabilitação para Portadores de Necessidade Especiais e o Jardim das Palmas, um espaço de convivência para a população, no local onde hoje está o Terminal Hidroviário Luiz Rebelo.
“Existem diversas ações que já estão sendo desenvolvidas pelos órgãos de governo. O plano vem centralizar essas iniciativas, dando mais força a elas, com incentivo financeiro e a integração de diversas áreas do governo”, explicou o secretário. A exposição “Para Todos - O Movimento das Pessoas com Deficiência no Brasil” fica em Belém até 27 deste mês, no Espaço São José Liberto, com entrada franca. O horário de visitação é das 10 às 18 horas.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Enciclopédia virtual resgata história e fatos do Círio de Nazaré
Uma enciclopédia virtual que resgata a história e os fatos marcantes do Círio de Nazaré, seus símbolos, as tradições, a cultura, as procissões e curiosidades das festas. Este é o objetivo da Ciriopédia, página on line criado e desenvolvida pelo Governo do Estado, por meio da Secretária de Estado de Comunicação (Secom), desde o ano passado, em homenagem ao tradicional evento religioso que reúne todos os anos aproximadamente 2 milhões de paraenses e turistas pelas ruas de Belém. As informações podem ser acessadas pelo endereço web http://cirio.pa.gov.br/ciriopedia/
O diretor de comunicação institucional, Antonio Neto, explica que o intuito é atender o público local, mas principalmente o público que nunca veio ao evento. “Percebemos que na época do Círio muitas pessoas acessam os sites do governo em busca informações sobre o evento, então desenvolvemos uma enciclopédia falando em termos gerais do Círio. Nós estamos abordando cada pedacinho do Círio como um conteúdo individualizado. A idéia é mostrar as peculiaridades da festa, o que é a Romaria Fluvial, o que é a Descida do Glória, o que são os brinquedos de miriti”, revela.
Antonio Neto informa ainda que é possível compartilhar as informações da Ciriopédia nas redes sociais. “A pessoa pode acessar cada link como um dicionário, uma enciclopédia. Além de ter uma visão alusiva, ela tem a opção de compartilhar nas suas páginas sociais após a leitura dos textos”, conta o diretor.
O Ciriopédia possui também um hotsite no qual outras informações são atualizadas diariamente. Entre tais informações estão as ultimas noticias vinculadas no site Agencia Pará (www.agenciapara.com.br) voltadas ao tema, o percurso das procissões e a agenda cultura de todo evento.
“Postaremos também uma reprodução de vídeo direcionado ao público externo. A idéia é cada dia, apresentar um vídeo documentário com depoimentos de promesseiros, guardas da santa ou pessoas que tomam conta da berlinda, para que eles possam passar um pouco dessa emoção”, destaca Antonio Neto.
A Ciriopédia traz também o “Bem Na Foto”, serviço no qual qualquer foto do Círio 2012 poderá ser visualizada no site da Agência Pará. Para isso é preciso ser usuário do Instagram.com, rede social de postagem de fotos e imagens. Ao postar um foto do evento com a hashtag #ciriobemnafoto, automaticamente a imagem será carregada no banco de dados reservado a Ciriopédia no site da agência de notícias. O serviço foi desenvolvido pela Diretoria de Comunicação Institucional em parceria com Diretoria de Processamento de Dados do Estado.

Texto:
Pablo Almeida-Secom


Capitania dos Portos acerta detalhes para a Romaria Fluvial 2012
A Capitania dos Portos da Amazônia Oriental (CPAOR) convocou organismos governamentais, proprietários de embarcações e representantes de associações para duas reuniões, esta semana, nas quais foram definidos os detalhes de segurança da edição da Romaria Fluvial 2012. O evento faz parte do calendário oficial do Círio de Nazaré, realizado sempre no sábado que antecede a grande procissão.
A participação na Romaria Fluvial é aberta a todos os interessados, no entanto a Capitania incentiva que as embarcações sejam registradas para que possam passar pela vistoria do órgão, além de poder fazer parte do concurso promovido pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e Companhia Paraense de Turismo (Paratur) que premia as embarcações com as melhores ornamentações. Cerca de 400 embarcações participaram no ano passado, mas apenas 120 estavam devidamente inscritas. Para este ano espera-se que o número total chegue a 500, mas se pretende que a quantidade de inscritos seja muito maior que em 2011..
De acordo com o Capitão de Mar e Guerra Francis Pereira Valle, responsável pela CPAOR, a necessidade da inscrição visa garantir a segurança não apenas quando da realização do evento, mas no cotidiano de quem utiliza os rios como via de transporte. “O trabalho da Capitania é o de garantir a segurança na navegação, que é responsabilidade de todos. Durante a vistoria checamos itens obrigatórios de segurança e fazemos o devido registro da embarcação. Isso garante a integridade da vida de quem navega nos nossos rios”, informa o Capitão.
O esquema de organização durante a romaria foi demonstrado pelo Capitão, que indicou a participação de um helicóptero da Marinha do Brasil, além de lanchas, um rebocador e jet skis da CPAOR e ambulanchas do Corpo de Bombeiros e do SAMU para garantir a segurança. De acordo com o Capitão será proibido soltar fogos na área de Miramar e as balsas com fogos deverão passar obrigatoriamente por inspeção e liberação prévia tanto por parte da CPAOR quanto do Corpo de Bombeiros. “Até hoje nunca tivemos nenhum tipo de acidente e com certeza este ano não teremos mais uma vez. Para isso pedimos que Nossa Senhora de Nazaré nos abençoe e cubra com seu manto”, comentou o Capitão.
As inscrições para participação na Romaria Fluvial podem ser feitas até o dia 10, na Capitania dos Portos em Belém, localizada na Rua Gaspar Viana nº 575 – Reduto. Todas as embarcações inscritas receberão uma bandeira indicativa com uma numeração para participação do concurso de decoração.
Romaria – Este ano será a 27ª edição da Romaria Fluvial, que teve seu início em 1986, organizada pelo então presidente da Paratur, Carlos Rocque. O cortejo formado por embarcações sai do trapiche do distrito de Icoaraci, após uma missa campal, com destino à “Escadinha”, na orla de Belém. A Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré segue no alto da Corveta Garnier Sampaio, da Marinha do Brasil e na chegada a imagem é recebida no cais com honras de Chefe de Estado. De lá tem início a Moto Romaria e o Arrastão do Círio, do Instituto arraial do Pavulagem.
A participação da Paratur e Setur inclui ainda um gesto de solidariedade às crianças atendidas pela Creche Frei Daniel de Samarate, localizada na área do Tucunduba, em Belém. Como já é tradição, a Paratur disponibiliza uma embarcação para a participação de convidados do trade turístico e imprensa especializada, além de funcionários e familiares. Desta vez o ingresso desses convidados será trocado por um kit contendo produtos de alimentação ou de higiene destinados ao público infantil, que será encaminhado às crianças da creche. A imagem que deve estampar a camiseta do evento foi escolhida através de um concurso de desenhos realizado com as crianças da própria creche. A vencedora, de apenas 7 anos, também sugeriu um slogam especial: “A fé nos faz ser criança”.
Concurso de Embarcações – O que também já é tradição na Romaria Fluvial é a realização do concurso para a escolha das embarcações com a melhor ornamentação, nas categorias embarcação regional e outras embarcações, com prêmios do primeiro ao terceiro colocado em cada categoria. Um júri formado por profissionais ligados à arte e cultura no Pará escolherá as vencedoras. Podem participar do concurso somente as embarcações devidamente inscritas na CPAOR, que receberão uma bandeira de identificação numerada. A entrega dos prêmios, bem como das doações à Creche Frei Daniel de Samarate será feita no dia 31 de outubro, em um evento especial no Pólo Joalheiro. Na ocasião a criança vencedora do concurso também receberá seu prêmio.

Texto:
Benigna Soares-Paratur



Para tucanos, José Dirceu

está prestes a ser

condenado por

comandar mensalão



Brasília, 5 de outubro de 2012




Para tucanos, José Dirceu está prestes a ser condenado por comandar mensalão



Os integrantes do Supremo Tribunal Federal emitiram vários sinais, durante a sessão dessa quinta-feira (4), de que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu será condenado por corrupção ativa no processo do mensalão. Até agora, são três votos favoráveis à punição de Dirceu. Pelo menos quatro magistrados que ainda não votaram questionaram trechos da conclusão do revisor do processo, Ricardo Lewandowski, que defendeu a absolvição. Leia mais



Nilson Leitão: apagões não foram “coincidência”, mas fruto da má gestão do governo

Nem pedido de desculpas e muito menos explicação convincente. O governo optou por minimizar e até debochar do cidadão ao tentar justificar os apagões que têm deixado o Brasil às escuras nos últimos dias. O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema, Hermes Chipp, classificou de “apaguinho” a falta de energia em 12 estados anteontem. Leia mais



Azeredo: sem legislação para punir crimes na internet, Brasil virou “paraíso” de fraudes

Estudo divulgado pela empresa Symantec nessa quinta-feira (4) revela que 28,3 milhões de pessoas foram vítimas de crimes cibernéticos no Brasil nos últimos 12 meses, o que representa um prejuízo total de quase R$ 16 bilhões. A informação é do “Jornal da Globo”. O deputado Eduardo Azeredo (MG) considera o número preocupante e reitera a necessidade de uma legislação para punir esse tipo de delito. Leia mais



Kaefer propõe criação de fundo para socorrer setores agropecuários em crise

A criação de Fundo Garantidor Emergencial “para socorrer setores agropecuários em situações de crise, como tem ocorrido recentemente” no aviário e no suíno em diversos estados, sobretudo nos do Sul, foi proposta pelo deputado Alfredo Kaefer (PR) por meio de emenda à Medida Provisória 581, de 20 de setembro de 2012, em tramitação na Câmara. Leia mais









geprev moderniza atendimento e facilita acesso de beneficiários aos serviços do órgão
O site do Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Pará (www.igeprev.pa.gov.br) agora permite aos beneficiários atendimento online e agendamento de atendimento nas unidades do Instituto, que funcionam em Castanhal e Belém. A novidade faz parte do plano de modernização e descentralização do órgão, que pretende melhorar os serviços e garantir mais comodidade aos beneficiários.
O presidente do Igeprev, Allan Gomes Moreira, explica que o site passou por algumas modificações, ganhou novo layout e ampliou os serviços do Instituto. Agora, além de se comunicar pela rede com funcionários do órgão, o segurado poderá marcar hora e data para ir até uma das unidades. “Os beneficiários podem acessar o atendimento online no site, fazer consultas de processo e tirar dúvidas sem precisar se deslocar a uma das unidades do Instituto. Outra comodidade oferecida ao usuário é o agendamento eletrônico, que lhe permite marcar o atendimento com antecedência, na data e hora que lhe convier”, explica.
A descentralização dos serviços também é uma preocupação constante do Igeprev, que possui 42 mil beneficiários distribuídos em todo o Pará e apenas duas unidades para atender esse público. Para suprir essa demanda e facilitar a vida dos beneficiários, o Igeprev deverá instalar 38 terminais de autoatendimento. “Estas são ações elementares para proporcionar mais conforto e facilidade aos segurados. Nestes terminais e pela internet será possível consultar o contracheque, acompanhar processos e acessar outros serviços, ajudando a desafogar o atendimento pelas demandas mais específicas, que de fato exigem o deslocamento das pessoas até uma de nossas unidades”, avalia Allan Gomes Moreira.
Os terminais serão distribuídos da seguinte forma: 11 na Região Metropolitana de Belém e no interior, sendo dois em unidades do Instituto e dois em Santarém. Os municípios de Marabá, Capanema, Bragança, Castanhal, Redenção, Conceição do Araguaia, Abaetetuba, Cametá, Salvaterra, Tucuruí, Altarmira, Itaituba, Barcarena, Breves, Viseu, Santa Isabel, São Miguel do Guamá e Salinópolis receberão, cada um, um terminal. Esse processo conta, ainda, com a parceria do Banco do Estado do Pará (Banpará), que instalará 18 terminais em agências localizadas na Região Metropolitana e no interior do Estado.

Texto:
Julia Garcia-Secom


Santa Casa homenageia servidores nota 10
Assiduidade, pontualidade, capacidade de resolver problemas, humanização no atendimento e dedicação ao trabalho foram alguns dos critérios para a escolha de sete servidores da Santa Casa que ganharam nota dez pelos serviços prestados à instituição. O programa de valorização da Escola de Governo do Estado (EGPA) realiza no dia 26 de outubro a quinta edição do prêmio Servidor Nota 10, que vai eleger servidores destaque no desempenho do trabalho na rede pública estadual.
Eunice Begot, presidente da Santa Casa, destaca que é uma satisfação ter sete servidores indicados e que todos passaram pelos mesmos critérios e ganharam dez em tudo, porém o que fez a diferença para a indicação da servidora Edna Lessa dentre os sete classificados foi o tempo de serviço. “Estou muito feliz de ter sete servidores indicados, agradeço a dedicação, o comprometimento, são esses servidores que fazem a diferença dentro do serviço público". Diz Eunice Begot. Edna Lessa ganhou mil reais como a servidora indicada à Escola de Governo e concorrerá ao prêmio de 30 mil reais na final que acontecerá no dia 26 de outubro. “A homenagem é uma forma de reconhecimento pelo serviço, pela dedicação, só o fato de ser a servidora nota 10 da Santa Casa já me deixa muito feliz” conclui Edna Lessa.


Portal do PSDB terá cobertura

online das eleições 2012


O portal do PSDB (www.psdb.org.br) acompanhará, em tempo real, as eleições deste domingo (7). Durante todo o dia, o site e as redes sociais do partido publicarão notícias, entrevistas, fotos, vídeos, sonoras e charges dos principais momentos da votação. No portal também poderão ser conferidas as agendas com horários e locais de votação dos 17 candidatos tucanos às prefeituras de capitais, dos governadores e de lideranças partidárias.
Após o fechamento das urnas, os internautas serão abastecidos com informações sobre a apuração e a repercussão dos resultados com os principais candidatos eleitos e com aqueles que disputarão o pleito em segundo turno. O site também disponibilizará entrevista com o presidente nacional do partido, deputado federal Sérgio Guerra (PE), que fará uma análise geral das eleições, e um boletim especial “PSDB nas eleições 2012”, com um resumo dos acontecimentos.
Este ano, o PSDB abrirá espaço para que os cidadãos enviem fotos dos melhores momentos do pleito. As imagens serão publicadas no site oficial e nos perfis do partido no Twitter e no Facebook ao longo do dia. Os internautas poderão encaminhar imagens dos seus candidatos e de eleitores, bem como da movimentação nas ruas, apuração e das comemorações em suas respectivas regiões.
Em 2012, o partido chega às eleições com 37 mil candidatos, em 4,4 mil cidades, que concorrem aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Além disso, a representatividade das candidaturas tucanas aparecerá em 17 capitais.
“Atualmente, administramos mais de 600 municípios. Fizemos um bom trabalho de reestruturação na legenda, executamos uma articulação eficiente entre os diretórios estaduais e municipais e isso terá reflexo nas urnas. Queremos eleger, pelo menos, 900 prefeitos. Temos certeza que iremos crescer principalmente nas localidades com mais de 200 mil eleitores”, avalia Sérgio Guerra.







Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...