Total de visualizações de página

terça-feira, outubro 16, 2012

Governo inicia pagamento do retroativo do piso dos professores nesta terça


 
O Governo do Estado inicia o pagamento, nesta terça-feira (16), do retroativo do piso dos professores referente aos meses de janeiro e fevereiro de 2012. O procedimento será realizado por meio da Secretaria de Estado de Administração (Sead) e da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
Apesar do momento de contingenciamento que o Estado vive, a titular da Sead, Alice Viana, destaca que o pagamento é mais um compromisso assumido nas mesas de negociação. “O contexto que vivenciamos é de escassez de recursos. Mas, o Governo do Estado, conforme orientações do governador Simão Jatene - que insistentemente diz que compromisso se honra - tem mantido todos os esforços para cumprir com esses pagamentos", explica a secretária.
O piso nacional dos professores, conforme fora negociado, foi pago a partir de março de 2012, e era devido desde janeiro de 2012. Essa diferença, de janeiro e fevereiro, que totaliza cerca de R$ 24 milhões será paga em 3 parcelas, com quitação total ainda este ano. A primeira agora em outubro, ainda decorrente de setembro, a segunda até o início de novembro e a terceira até o início de dezembro, em folhas suplementares. Cada parcela acrescenta R$ 8,5 milhões na folha, já com encargos.
Contingenciamento - A secretária reitera que mesmo com as receitas do Estado passando por limitações em função da queda no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e dívidas herdadas de gestões anteriores, o Governo vem cumprindo os compromissos assumidos com os servidores públicos estaduais de todas as áreas.
Somente a queda no FPE, acumula em quatro meses uma perda de receita de aproximadamente R$ 300 milhões, que representa o equivalente a 30% da receita total do Estado.
Ao longo, de 1 ano e 10 meses de gestão Simão Jatene, foram pagas dívidas herdadas como o interstício dos policiais militares de 5%, o auxílio fardamento dos militares no contracheque de setembro e o reajuste de 4% como primeira parcela decorrente do acordo negociado com o Sindicato dos Servidores Estaduais do Município de Belém (Sispemb) em 12%, pagando mais 4% em 2013 e 3,56% em 2014, além das vantagens dos servidores que estavam acumuladas sem pagamento desde 2007 e representavam uma dívida de R$ 160 milhões. Deste montante, o Estado já honrou cerca de R$ 140 milhões.
"A situação financeira do estado do Pará não é diferente da maioria dos estados brasileiros que vivem um contexto de crise econômica decorrente da crise mundial que tem afetado as receitas estaduais. Apesar da ampliação dos investimentos, a receita de ICMS não é suficiente para arcar com todas as despesas e o desenvolvimento de todas as políticas públicas que a sociedade precisa", disse a secretária. "Então, é preciso investir em políticas públicas, de modo geral, que exigem do Estado um enorme esforço de contenção de gastos para fazer face esse compromisso que Governo assume", completou Alice Viana. 
Alice alerta que o Estado já gastou mais de 50% da receita total do estado, "Estamos no limite prudencial. O comprometimento da receita corrente liquida é de 45,53%. Isso requer do estado melhoria na capacidade de gestão, contendo gastos, para evitar que se descumpra a Lei de Responsabilidade Fiscal e também para assegurar que investimentos sejam feitos em políticas publicas já quitadas, como saúde, educação e segurança pública", conclui.


Texto:
Renan Malato-Sead
Fone: (91) 3289-6219 / (91) 8883-2885
Email: renan.malato@sead.pa.gov.br, malatows@gmail.com

Governador reforça interesse
em instalar Colégio Militar no Pará






 O governador Simão Jatene reuniu-se na tarde desta terça-feira (16) com o comandante geral do Exército, general Enzo Martins, em Brasília, no Quartel General, onde reiterou o compromisso e a intenção do Estado em firmar parceria com as Forças Armadas para a instalação de um Colégio Militar no Pará.
"Sem dúvida, um dos maiores desafios que temos na nossa gestão é melhorar a qualidade do ensino no Estado. São várias frentes em que temos de atuar, com diferentes alternativas e mecanismos para que isso ocorra. Inclusive, já estamos desenvolvendo várias ações. Assim, não tenho dúvida de que um desses mecanismos é a instalação no Pará de um Colégio Militar, que é excelência na educação de jovens. Vejo que um Colégio Militar serve como um farol, iluminando as demais instituições de ensino, públicas e privadas, nivelando por cima nossa educação", afirmou Simão Jatene.
O governador destacou ainda que já foram feitas outras reuniões sobre o assunto, uma delas em março deste ano, com o comandante da 8ª Região Militar, general Carlos Peixoto, em Belém. "Estamos dispostos a firmar uma grande parceria para a efetivação deste que é um sonho nosso, do governo do Estado e de toda a sociedade paraense, sem dúvida", reiterou Jatene.
O senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA), coordenador da bancada federal do Pará, também esteve na reunião e informou que já existe compromisso de toda bancada em reservar verbas em emendas de bancada no Orçamento da União para o projeto executivo da construção do Colégio Militar.
"Esse é um objetivo conjunto e que certamente, independente de partido, todos da bancada apóiam sem nenhuma restrição. Sabemos que um projeto deste porte só pode ser efetivado se tiver verba no orçamento e para isso a bancada está, assim como o governo do Estado, à disposição do Exército Brasileiro", argumentou.
Parceria – O comandante geral do Exército, Enzo Martins, elogiou a iniciativa do governo do Estado em abrir o diálogo com as Forças Armadas e demonstrar a intenção de forma explícita para que o Estado receba um colégio militar. "Aprecio a seriedade com que o tema é tratado, assim como o reconhecimento da qualidade de ensino nos colégios militares. Entendo que existe a necessidade e queremos sim ter um colégio militar em Belém, não só para os filhos de militares – em que temos um grande contingente –, mas também para a sociedade civil, uma vez que são abertas vagas para alunos do município onde o colégio é instalado", disse o comandante.
"No momento estamos finalizando um processo de reestruturação de nosso efetivo em todo Brasil, para então darmos início a projetos desse porte. Fico satisfeito com a intenção do governo do Estado e a seriedade com que o governador veio tratar do assunto. Vamos manter nossos estudos e aprofundar este tema, para sinalizar e sabemos que o fundamental para que isso ocorra é justamente essa porta aberta e esse diálogo que está sendo feito com o governo do Estado e com o Congresso Nacional”, destacou Enzo.
O projeto inicial de um colégio militar em Belém foi abordado em março deste ano. A proposta é de construir uma unidade de ensino que poderá beneficiar até 2,5 mil alunos dos ensinos fundamental e médio (sexta série ao terceiro ano) por ano no Pará, com infraestrutura completa para a formação integral de crianças e jovens. Atualmente, o Brasil tem apenas doze colégios militares. Os últimos foram instalados em 1992, em Juiz de Fora (MG), e Campo Grande (MS).
Ainda segundo o projeto inicial, o Colégio Militar será instalado em Belém, no bairro da Marambaia, onde o Exército articula com a Marinha a concessão de uma área de 150 mil metros quadrados para a construção. Os colégios militares são reconhecidos em todo país pela alta qualidade de ensino e baixo custo, quando comparados ao mercado educacional. A média de mensalidade é de R$ 110, oferecendo a estrutura completa para o ensino de crianças e jovens. Metade das vagas é reservada para civis.


Programa de Investimentos de
mais de R$ 2 bilhões é aprovado
por unanimidade na Alepa

 
Foi aprovado por unanimidade, na sessão ordinária desta terça-feira (16), da Assembléia Legislativa do Pará (Alepa), o Programa de Investimentos Prioritários do Governo do Estado para os próximos dois anos. O Programa prevê um pacote de investimentos de mais R$ 2 bilhões - R$ 180 milhões na área da saúde, R$ 672 milhões na área de infraestrutura, R$ 610 milhões nas áreas de educação, esporte e turismo, R$ 610 milhões na área de segurança e R$ 273 milhões nas áreas de urbanismo e saneamento. Do total deste montante, R$ 1,8 bilhão serão oriundos de empréstimos e os recursos restantes serão a contrapartida do Estado. 
As operações de crédito foram divididas em quatro projetos de lei, que tiveram como relator o deputado estadual Raimundo Santos. Segundo ele, o Executivo respondeu todas as solicitações, informações e detalhamentos exigidos pelas comissões durante a tramitação dos projetos, o que facilitou o esclarecimento e a importância dos investimentos para o desenvolvimento do estado e melhora da qualidade de vida da população. “Essa aprovação unânime representa o diálogo estreito mantido entre o Governo do Estado e a Alepa, que reconheceu a importância desses investimentos para a população”, ressaltou o parlamentar.
Os projetos foram aprovados por unanimidade, com apenas uma emenda proposta pela bancada do Partido dos Trabalhadores, referente ao remanejamento do percentual livre, reduzindo a porcentagem de 25% para 18%. A mudança segundo o lider do governo na Alepa, deputado José Megale, não alterou em nada o projeto original. “A bancada do governo quer parabenizar a forma democrática como todos os partidos entenderam esse projeto e a sua importância para o desenvolvimento do estado. São investimentos que irão beneficiar a população de vários municípios, integrando todas as regiões do Pará”, afirmou Megale.  
Com o aval da Alepa, o Governo do Estado fica apto para a contratação de crédito junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Banco do Brasil (BB). O programa de investimentos aprovado pelos parlamentares atende principalmente aos três setores fundamentais, que são saúde, educação e segurança. As obras, segundo José Megale, também contemplam áreas estratégicas e fundamentais para o desenvolvimento do estado, como, por exemplo, a recuperação das PA’s, a duplicação e prolongamento de algumas vias de grande circulação na Região Metropolitana de Belém (RMB) e projetos de urbanismo e saneamento.
“São projetos de grande importância para a população, na área da saúde com a construção de mais um hospital regional (Itaituba), infraestrutura turística, de melhoria da malha viária na capital e no interior, esporte entre outras. O mais importante é que houve um empenho dos parlamentares em aprovar essas operações de crédito, demonstrando a unidade dessa casa em priorizar projetos que beneficiem a população do estado”, observou Megale.
Principais obras previstas com os investimentos do Programa de Investimentos Prioritários:
Saúde
Construção do Hospital Regional de Castanhal
Construção do Hospital Regional do Tapajós, em, Itaituba (com equipamentos)
Construção do Hospital Abelardo Santos
Implantação do Ambulatório Médico de Especialidades – Santarém
Implantação do Ambulatório Médico de Especialidades - Marabá
Infraestrutura
Alça Viária – 2ª etapa (do km 33 ao km 69)
PA – 287 – Conceição do Araguaia/Redenção
PA- 150 – Moju/ Vila Bom Jesus
PA – 150 – Vila Bom Jesus/Goianesia
PA – 275 –Eldorado/Curionopolis/Paraupaebas
Educação
Melhoria da Qualidade do Ensino e expansão da cobertura da educação básica
Esporte
Construção do Complexo Esportivo do Mangueirão
Turismo
Parque do Utinga
Segurança
Construção e aparelhamento do Centro Integrado de Operações (Ciop)
30 UIPPs – Unidades Integradas Pro Paz
5 novas Casas Penais
Aeronaves/Helicópteros
Urbanismo e saneamento
Duplicação da avenida Perimetral
Rodovia do Yamada – implantação de via estruturantes, de ligação Icoaraci/Belém
Saneamento
Restauração do 4°e 5° setor de abastecimento de água
Reabilitação do Centro de Operações da RMB
Limpeza do Lago Bolonha
Construção da adutora na Avenida João Paulo II

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Fone: (91) 3202-0912 / (91) 9117-7020/ 8272-3665


Belém será sede da I Conferência
Estadual de Desenvolvimento Regional

Nos próximos dias 18 e 19 de outubro, Belém será sede da I Conferência Estadual de Desenvolvimento Regional (Ceder/Pa), no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. O fórum tem como objetivo principal debater soluções para os principais problemas e desigualdades que emperram o desenvolvimento regional, além de uma oportunidade de avaliar os princípios e diretrizes para um novo modelo de desenvolvimento de Estado e não apenas de governo.

Estarão presentes as discussões técnicos e gestores de órgãos públicos, além de representantes da sociedade civil organizada, como associações de classe e de comunidades, que terão a oportunidade de apresentar sugestões sobre questões essenciais que afetam o processo de desenvolvimento regional. A plenária final da Conferência elegerá delegados-representantes do Estado do Pará para as etapas macrorregional e nacional da Conferência, além de aprovar o texto final com os resultados e propostas da Conferência Estadual.

A I Ceder/PA  é coordenada pela Secretaria de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), representando o Governo do Estado, em parceria com o Ministério da Integração Nacional e Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA). Inscrições ainda podem ser efetuadas até o credenciamento, a partir das 8 horas, no Hangar.

Texto:
Francisco Sidou-Seidurb
Fone: (91) 3222-9621 / (91) 8883-4093


Cohab vai construir mais de
duas mil novas unidades habitacionais

A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) publicou, dia 11 deste mês e nesta terça-feira (16), no Diário Oficial do Estado, os editais para contratar as empresas que ficarão responsáveis pela construção de mais de duas mil novas unidades habitacionais nos municípios de Belém e Ananindeua, por meio do programa Minha Casa Minha Vida. Os empreendimentos serão destinados a famílias com renda até R$ 1,6 mil.
"Com esse lançamento, a Cohab resgata o seu papel de agente fomentador da habitação no Pará. Estamos estudando ainda a possibilidade de fazer o mesmo nos municípios em que nenhuma unidade habitacional tenha sido construída por meio do Minha Casa Minha Vida, como foi o caso de Belém", diz a presidente da Cohab, Noêmia Jacob.
Ela destaca a ação do governo estadual, que garantiu os terrenos para a construção das novas moradias. "Desde que foi lançado, em 2009, o programa não havia viabilizado nenhuma moradia em Belém, o que será possível graças à iniciativa do governo do Estado em fornecer terrenos para a construção dos empreendimentos", informa.
Segundo Noêmia Jacob, as novas moradias estarão localizadas no distrito de Icoaraci e no bairro Tenoné, em Belém, e nos conjuntos Cidade Nova V e VI e no Loteamento Uirapuru, em Ananindeua. Em Icoaraci serão 1.720 unidades habitacionais, no Tenoné, 280, e em Ananindeua, 364, totalizando 2.364 novas moradias.
Após a seleção das construtoras e apresentação do projeto básico, as empresas terão 90 dias para assinatura de contrato junto ao agente financeiro, que poderá ser o Banco do Brasil ou a Caixa Econômica. "Para esses agentes financeiros, as construtoras terão que apresentar os projetos técnicos e executivos, atendendo aos critérios do programa e às normativas do banco", explicou a gerente estratégica de Fomento Habitacional da Cohab, Cláudia Zaidan.

Texto:
Rosa Borges-Cohab
Fone: (91) 3214-8466 / (91) 9622-1306 / 8331-1317
Email: ascomcohab@gmail.com


Feira de Ciência, Tecnologia e
Inovação oferece oficinas e minicursos

A V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que começa nesta quarta-feira (17), no Campus de Ciências Biológicas da Universidade Estadual do Pará (UEPA), oferece uma variedade de oficinas e minicursos aos participantes do evento. As inscrições poderão ser feitas no próprio local de realização da Feira até meia hora antes do início de cada oficina. A Feira ficará aberta ao público das 9h às 19h.
Para quem se interessa pela arte de desenhar, a Oficina de Desenho, ofertada pelo projeto Biizu, da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), será ministrada durante os três dias de Feira, nos turnos da manhã e da tarde de acordo com o interesse dos inscritos, totalizando um workshop de 6h. “Repassaremos teorias e exercícios práticos com a finalidade de ensinar técnicas de iniciação ao desenho aos alunos inscritos. Na metodologia, serão dadas dicas sobre uso de luz e sombra, perspectiva e outros aspectos do desenho artístico”, explica Fábio Jansen, um dos ministrantes da oficina. As inscrições são gratuitas e o participante deve ter a partir de 13 anos.
Os educadores, por exemplo, podem se inscrever em oficinas dedicadas ao uso de ferramentas alternativas no processo de ensino-aprendizagem. As oficinas intituladas “O uso do cinema na Geografia” (turno manhã) e “Histórias em quadrinho e Cinema como ferramenta didática em sala de aula” (turno tarde) ofertadas pelo Instituto Federal do Pará (IFPA) são duas das opções. Além disso, a criação de abelhas sem ferrão, a construção de experimentos a partir de materiais recicláveis, a construção de foguetes para crianças, a desidratação de plantas para confecção de herbários (exsicata) serão outros assuntos abordados no primeiro dia de oficinas da Feira Estadual de CT&I.
Além de oficinas e minicursos, o primeiro dia de Feira será marcado por exposições em estandes de diversas instituições de ciência e tecnologia e por palestras e seminários. Os assuntos são variados e abordam diferentes áreas do conhecimento, como Astronomia, Geofísica, Cinema, Ecologia, entre outros.
Serviço - V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, no Campus de Ciência Biológicas e da Saúde da UEPA, na Travessa Perebebuí, 2623, com entrada pela Av. Almirante Barroso (ao lado do Bosque Rodrigues Alves), de 17 a 19 de outubro, das 9h às 19h. Mais informações pelo site www.semanact.pa.gov.br ou pelo telefone: 4009-2532.

Texto:
Ana Carolina Pimenta-Secti
Fone: (91) 4009-2514 / (91) 8146-6642

Preso ex-radialista condenado
por crime de estupro em Castanhal

A Polícia Civil de Castanhal divulgou, nesta terça-feira (16), o cumprimento da prisão preventiva decretada contra o ex-radialista Amós Silva Freitas, 26 anos, que estava foragido da Justiça, após ser condenado à pena de oito anos de reclusão pelo crime de estupro de vulnerável. Ele foi preso em flagrante após fazer ameaças de morte à companheira. Freitas se disfarçava de policial civil para tentar escapar da prisão. Uma carta com as ameaças escritas pelo acusado foi apresentada ao delegado Fábio Veloso de Castro, da Seccional de Castanhal, pela vítima, uma professora do Estado.
A prisão de Freitas foi efetuada no último dia 12. O ex-radialista foi apresentado na 12ª Seccional Urbana de Castanhal e já está recolhido no presídio do Centro de Reabilitação do Sistema Penitenciário do Pará, em Castanhal. A condenação de Amós Freitas foi consequência do processo criminal em que ele foi indiciado por estuprar uma adolescente em Garrafão do Norte, no mês de janeiro do ano de 2010. Na época, ele trabalhava como locutor em uma rádio do município. Após ser condenado pelo estupro, Amós Freitas recorreu da sentença na Justiça e aguardava em liberdade, desde então, a decisão judicial.
No dia 18 de maio de 2010, ele foi novamente preso, desta vez, autuado em flagrante pela prática do crime de receptação por ter comprado uma motocicleta roubada. Na época, ele ficou recolhido no cárcere da Delegacia de Nova Esperança do Piriá, município vizinho a Garrafão do Norte. Em novembro de 2010, ele conseguiu fugir do local juntamente com outros presos. Após a fuga, o ex-radialista fugiu da cidade e passou a viver escondido no bairro do Jaderlândia, em Ananindeua, na Grande Belém. Segundo o delegado Fábio Veloso de Castro, o condenado passou a frequentar uma igreja evangélica, em Ananindeua, iniciando um relacionamento amoroso com uma professora do Estado.
A professora, cujo nome será mantido sob sigilo, após alguns meses de relacionamento com Amós passou a desconfiar dele, pois ele omitia informações sobre sua vida à companheira. "Ele chegou a alegar à mulher que trabalhava como escrivão da Polícia Civil e havia sido transferido recentemente da cidade de Anapu (oeste do Pará) para a Seccional de Icoaraci (distrito de Belém)", apurou o delegado. Ainda, segundo o policial, a professora passou a investigar a vida do companheiro até descobrir o verdadeiro nome dele. Ao pesquisar a vida do acusado na Internet, a mulher descobriu que ele era foragido da Justiça. Dessa forma, conta o delegado, a professora terminou o relacionamento com o ex-radialista, que, no entanto, passou a ameaçar de morte a mulher.
"Ele dizia para ela que iria matar a mesma ou a seus pais se ela não reatasse o relacionamento com ele", salientou Castro. Na última quinta-feira (11), o ex-radialista chegou a ir até a escola onde a professora trabalha e ali entregou uma carta a uma funcionária da escola. Na carta, ele fazia ameaças à professora. Ela, então, procurou ajuda na Seccional de Castanhal, onde o delegado Fábio Veloso de Castro e o investigador Amoras passaram a investigar o paradeiro de Amós.
A mulher, no mesmo dia, descobriu que, naquela ocasião, o acusado estava na casa de uma irmã, no Conjunto Bibiana, no bairro de Jaderlândia, em Castanhal. Assim, a equipe policial foi até o endereço e ali conseguiu capturar o ex-radialista. Com ele, foi apreendida uma blusa escura com o brasão da Polícia Civil bordado na cor cinza na parte frontal. Também foi apreendido o aparelho de telefone celular que continha mensagens com ameaças à vítima. 
Ouvido em depoimento, o ex-radialista confessou as ameaças feitas à professora e admitiu que realmente se identificava como policial civil. Assim, o delegado o autuou em flagrante por ameaça e pertubação do trabalho, crimes previstos na Lei Maria da Penha, e ainda por usurpação da função pública, previsto no Código Penal, por ter se passado por servidor público da Polícia Civil. Após comunicada ao Poder Judiciário de Castanhal, o procedimento de flagrante contra Amós foi homologado pela Comarca de Justiça de Castanhal. O cumprimento da prisão de Amós Freitas foi comunicado à Justiça de Nova Esperança do Piriá e à Seccional de Jaderlândia, em Ananindeua, pois existe ali um boletim de ocorrência registrado pela professora contra o ex-radialista.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Fone: (91) 4006-9036 / (91) 9941-3490

EGPA abre processo seletivo
simplificado para vagas
de especialização

A partir desta terça-feira (16) estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado destinado ao preenchimento de 14 vagas mais cadastro de reserva para cursos de pós-graduação em nível de especialização (lato sensu), ofertados gratuitamente aos servidores públicos do Poder Executivo Estadual, por meio de uma parceria entre a Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA) e Secretaria de Estado de Administração (Sead). O edital com todas as informações foi publicado no Diário Oficial do Estado e pode também ser consultado no site da EGPA (www.egpa.pa.gov.br)
O novo certame visa preencher as vagas remanescentes do primeiro processo seletivo regido pelo Edital nº 01/2012, que ofertou um total de 240 vagas, das quais 14 ainda estão em aberto. Agora estão disponíveis 10 vagas para o curso de Gestão Pública e 4 para Gestão Logística e Patrimonial. O Processo Seletivo Simplificado visa ainda formar um cadastro de reservas para suprir as vagas que venham a surgir, por desistência ou outro motivo qualquer, até o início dos cursos, confirmado para o próximo dia 22 de outubro.
Os cursos de especialização serão presenciais, ministrados pelo Instituto Educacional Sociedade de Ensino Superior Unitoledo, conforme as determinações do Ministério da Educação (Mec) e do Conselho Nacional de Educação, que estabelecem normas e procedimentos para pós-graduações. Os cursos serão financiados integralmente com recursos do Programa Nacional de Apoio à Modernização da Gestão e do Planejamento do Estado do Pará (PNAGE-PA), provenientes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Contrapartida Estadual, sem custo para o servidor.
As aulas ocorrerão em formato de módulos mensais, divididos em dez semanas letivas, dentro do cronograma a ser desenvolvido de outubro de 2012 a setembro de 2013. Neste período será aplicada a metodologia de imersão, que requer do servidor comparecimento em período diurno (manhã e tarde), a cada semana de curso por mês.
As inscrições serão realizadas até 26 de outubro, no horário de 8h às 12h e de 14h às 17h, na sede da EGPA, situada na avenida Almirante Barroso nº 4314, bairro do Souza, em Belém. O candidato precisa ser servidor ocupante de cargo efetivo da administração direta e indireta do Poder Executivo Estadual; possuir diploma ou certificado de graduação de ensino superior em qualquer área, reconhecido pelo Ministério da Educação; não ter participado de curso de especialização financiado pelo Estado nos últimos 03 (três) anos, dentre outros requisitos especificados no edital do processo seletivo. Será necessário apresentar documentação, currículo, preencher a ficha de inscrição e os formulários que constam nos anexos do edital, também disponíveis no site da EGPA.
A seleção dos candidatos será realizada em uma única etapa, de caráter eliminatório e classificatório. Análise da documentação completa será exclusivamente de caráter eliminatório e a análise do currículo será classificatória. Os nomes dos aprovados e classificados serão divulgados por meio da Imprensa Oficial do Estado do Pará, no Diário Oficial, e do site da EGPA. O resultado final está previsto para 14 de novembro.

Texto:
Daniele Brabo-EGPA
Fone: (91) 3214-6804 / (91) 8282-6815
Email: dani.brabo@gmail.com


Canoista santareno traz mais
uma medalha para o Pará

O paraense Hiel Gesã, 43 anos, contabiliza mais uma competição de canoagem em 2012. A última conquista do atleta santareno foi o vice-campeonato na XXIII Meia Maratona de Vilegangnon de Canoagem Oceânica, ocorrida no último domingo, 14, promovida pela Escola Naval do Rio de Janeiro, e disputada na Baía de Guanabara. Com esse resultado, ele soma oito títulos em oito competições este ano, tendo assim 100% de aproveitamento. Hiel Gesã e seu parceiro de competição e títulos, o paulista Humberto Santana, conquistaram a Meia Maratona na categoria Duplo Oceânico, em embarcação mista, onde cada remador representa o seu Estado de origem. A dupla concluiu os 11 quilômetros de prova em pouco mais de 56 minutos.
Na soma da classificação geral, Hiel Gesã e Humberto Santana ficaram com o vice-campeonato. Ao todo, a competição teve 194 atletas inscritos. O paraense falou sobre o orgulho de representar o Pará e a cidade de Santarém. "É muita responsabilidade sair sozinho pra defender nossas cores lá fora", comentou, agradecendo o apoio que a Secretaria de Estado e Esporte e Lazer (Seel) vem dando à carreira dele. "A Seel é parte importante de todo esse processo. Integro o Projeto Bolsa Talento desde 2001 e sempre que precisei pude contar contar com o apoio do órgão", ressalta.
As competições de Canoagem oceânica  em 2012 já encerraram, mas Hiel Gesã tem um novo desafio. Em novembro, na Cidade de Palmas, no Tocantins, ele disputará a Maratona de Palmas. Hiel competirá na modalidade Canoagem Maratona, que é realizada em barcos olímpicos, diferente do que ele está acostumado. O paraense se diz motivado e espera trazer mais um bom resultado. "Pra competir em Palmas terei que passar por uma adaptação. Os barcos da canoagem oceânica são diferentes dos barcos da modalidade olímpica, mas como sou movido a desafios, vou encarar mais essa", finalizou.

Texto:
Angela Bazzoni-Seel
Fone:  / (91) 8883-5649
Email: ascomseel22@gmail.com

Festival de ópera abre com
história de amor e vingança

“Cavalleria Rusticana”, mostrada em um ensaio geral na noite da última segunda-feira, 15, emocionou os jornalistas e um grupo de pessoas convidadas a assistirem, em primeira mão, a obra-prima de Pietro Macagni, encenada pela primeira vez no Theatro da Paz há 120 anos. Com direção cênica de Iacov Hillel, direção artística de Mauro Wrona e Gilberto Chaves, e regência de Gian Luigi Zampieri, a estreia para o público em geral é nesta quarta-feira, 17, com mais duas récitas, na sexta, 19, e sábado, 20, às 20h. Os ingressos custam entre R$ 20,00 e R$ 60,00e podem ser adquiridos na bilheteria do TP.
A trama de amor, ciúme e vingança que acaba em tragédia, ganha impulso com a bela peça musical do autor italiano, em cenas alternadas em leveza e forte tensão, protagonizadas pelos solistas Laura de Souza (Santuzza), considerada, hoje, uma das maiores sopranos do país, Luciana Tavares (Lola) e Alpha de Oliveira (Mama Lucia), duas paraenses que também se destacam no cenário lírico, e ainda pelo barítono Rodolfo Giugliani (Alfio) e pelo tenor Rinaldo Leoni (Turiddu).
A história se passa na Sicília, no século XIX, tendo como pano de fundo um domingo de Páscoa. Os moradores de uma aldeia se reúnem com a família, acompanham uma procissão e vão à igreja enquanto, paralelamente, um grande drama se constrói. Em uma relação pouco amistosa com Mama Lucia, mãe de Turiddu, que o protege e a destrata, Santuzza acaba sendo vítima de sua própria vingança. Ao descobrir que seu amado a trai com Lola, ela acaba contando ao carreteiro Alfio, que quando ele viaja a trabalho sua esposa o engana com Turiddu. Após esta revelação, com o desfecho fatal, ela cai em arrependimento e remorso.
Curta, com duração de 55 minutos, a ópera traz um enredo aparentemente simples, mas digno de um conto de Nelson Rodrigues, só que enriquecido pelo coro de 60 vozes, treinadas pelo maestro Vanildo Monteiro, e pelos figurinos concebidos por Cássio Brasil, executados por Hélio Alvarez, além do cenário que reproduz um anfiteatro grego, projetado e construído em Belém por Fernando Pessoa.
Envolvendo cerca de 600 pessoas, a 11ª edição do festival não se restringe às três óperas programadas. Ainda em outubro, a soprano Laura de Souza (foto) ministra Master Class na igreja de Santo Alexandre, no dia 23, às 19h, com entrada franca. Os interessados em participar devem se inscrever no Theatro da Paz, em horário comercial.
O público poderá assistir, ainda, gratuitamente, na Igreja de Santo Alexandre, o Recital Luso-Brasileiro, com o baixo-barítono português Antônio Salgado, no dia 25, às 20h.  Já o concerto "Quando o Jazz encontra a Ópera", com a Amazônia Jazz Band, será no 31 de outubro, às 20h, também no Theatro da Paz. Os ingressos para esta atração custam R$ 20,00 ou R$ 10,00, a meia entrada, também já à venda na bilheteria do Theatro.
Mas a engrenagem do evento não para e ainda há muito mais o que mostrar ao público. Enquanto “Cavalleria Rusticana” está em cartaz, os ensaios de "João e Maria" já iniciaram junto à Orquestra Jovem Vale Música e, paralelamente, o cenário de "Salomé", a ópera desafio deste ano, já está sendo montado. Entre a estreia de uma e outra ópera, haverá  mais um concerto na Igreja de Santo Alexandre, em homenagem ao centenário do maestro Gentil Puget, no dia 25 de novembro. O festival encerra no dia 1º de dezembro, com o tradicional concerto ao ar livre, em frente ao Theatro da Paz.
FICHA TÉCNICA
 Cavalleria Rusticana

Ópera em um ato >>  17,19 e 20 de outubro >>  Theatro da Paz >> 20h
Música: Pietro Mascagni (1863-1945)
Libreto: Giovanni Targioni-Tozzetti e Guido Menasci
Drama de Giovanni Verga
Direção Musical e Regência: Gian Luigi Zampieri
Direção Cênica e Iluminação: Iacov Hillel
Regente do Coro: Vanildo Monteiro
Cenário: Fernando Pessoa
Figurino: Cássio Brasil
Visagismo: Omar Júnior
Supervisão Artística: Gilberto Chaves

Elenco:
Santuzza, aldeã (soprano): Laura de Souza
Turiddu, jovem siciliano  (tenor): Rinaldo Leone
Alfio, carreteiro da aldeia (barítono): Rodolfo Giugliani
Lola, esposa de Alfio (soprano): Luciana Tavares
Mamma Lucia, mãe de Turiddu (soprano): Alpha de Oliveira (Aldeãos)

Execução musical: Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz
Coral Lírico do Festival de Ópera do Theatro da Paz

Assistente de Direção Cênica: Max Costa
Assistente de cenografia: Ribamar Diniz
Assistente de Figurinos e Confecção: Hélio Alvarez
Assistente de Iluminação Cênica: Rubens Almeida
Direção de Palco: Claudio Bastos
Pianista correpetidora: Ana Maria Adade
Maestros internos  Ana Maria Adade  e Adriana Azulay
Legendas: Gilda Maia

Serviço: Ingressos à venda na bilheteria do Theatro.

Óperas
R$ 60,00 (Varanda, Plateia, Camarote de 1ª e Frisas)
R$ 50,00 (Camarote de 2ª e Proscênio PNE – Portadores de Necessidades Especiais)
R$ 30,00 (Galeria)
R$ 20,00 (Paraíso)

Concerto da Amazônia Jazz Band
R$ 20,00 (Varanda, Plateia, Camarote de 1ª e Frisas)
R$ 10,00 (Camarote de 2ª, Proscênio PNE, Galeria e Paraíso)

Texto:
Luciana Medeiros-Theatro da Paz
Fone: (91) 4009-8773 / (91) 8134-7719


Mais de 90% das obras da nova
Santa Casa estão concluídas

Ainda este mês, as obras de construção da nova Santa Casa de Misericórdia do Pará, em Belém, entrarão na fase final. Quem afirma é o secretário de Estado de Obras Públicas, Joaquim Passarinho, assegurando que as novas instalações serão entregues até o final do ano, prazo estabelecido pelo governador Simão Jatene. “Já estamos limpando e fechando os andares. Agora terá início a fase de acabamento”, informou o secretário, nesta terça-feira, 16. O cronograma do projeto, orçado em R$ 110 milhões, já foi cumprido em 95%. “A nova Santa Casa é, hoje, sem dúvida, nossa maior obra física e nosso compromisso mais urgente com a população”, destacou o secretário.
O prédio possui oito pavimentos, onde serão disponibilizados 332 leitos e mais 64 unidades de berçário. No primeiro pavimento funcionará a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Adulto com 10 leitos (sendo um de isolamento), a obstetrícia (com 10 suítes), a UTI Neonatal com 40 leitos (dos quais 4 para isolamento), uma sala cirúrgica e uma sala de curetagem. Os 4°, 5° e 6° pavimentos abrigarão um total de 168 leitos destinados ao setor de enfermaria. No 7° pavimento funcionarão as salas cirúrgicas, uma enfermaria com 17 leitos (incluindo um isolamento), uma UTI neonatal com 22 leitos (dos quais dois para isolamento) e uma UTI infantil com 10 leitos (um para isolamento).
Para que a obra fosse viabilizada, Joaquim Passarinho explica que a atual gestão precisou fazer adequações ao projeto original. “Onde estava previsto um restaurante, por exemplo, optamos por colocar mais leitos e remanejamos esse espaço de alimentação”, informou o secretário, destacando que, graças a essas adaptações, serão criados 70 leitos a mais do que o previsto inicialmente. Outra mudança diz respeito às instalações elétricas. A instalação prevista anteriormente atenderia apenas o novo prédio e agora alimentará toda a Santa Casa, inclusive o prédio antigo.
Segundo Passarinho, ainda em outubro, o novo espaço será repassado à direção da maternidade para que possa receber os equipamentos necessários. Em setembro, o Estado repassou cerca de R$ 12 milhões para aquisição dos equipamentos que serão usados no novo prédio da Santa Casa, entre eles tomógrafo, raio-x telecomandado, cinco equipamentos de ultrassom com dopller e três raio-X portáteis. Com parte desses recursos, já foram adquiridos 190 berços e 228 camas hospitalares, uma processadora de vídeo endoscópio (que será usada na impressão de exames endoscópicos) e um equipamento de desintometria óssea, que vai ampliar os serviços aos usuários que procuram a Santa Casa.

Texto:
Amanda Engelke-Secom
Fone: (91) 3202-0911 / (91) 8150-8965
Email: amanda@agenciapara.com.br

Governador entrega Cheque-Moradia
a servidores do Hospital Ophir Loyola
Nesta quarta-feira, 17, a partir das 8h, o governador Simão Jatene fará a entrega de 98 cheques-moradia a servidores do Hospital Ophir Loyola. O programa foi criado para possibilitar às famílias com renda de até três salários mínimos construir, ampliar ou reformar suas casas, ficando a contratação e pagamento da mão de obra sob a responsabilidade do beneficiário. Somente no HOL, o investimento será de R$ 700.00,00, além de outros órgãos que serão beneficiados.

Polícia Civil cumpre mandado
de prisão de autor de
homicídio em Paragominas

A equipe da Polícia Civil de Paragominas, nordeste do Estado, divulgou, nesta terça-feira, 16, a prisão de Robson Alves de Souza, conhecido como "Robson Boca Torta", acusado da autoria de um homicídio. Ele, que também usava os nomes falsos de Anderson Rodrigues e Moisés Francelino Santos, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva decretada pela Comarca de Paragominas, no processo em que figura como envolvido na morte de Francisco de Souza, conhecido por "Pernambuco".
O crime aconteceu no dia 2 de outubro do ano passado, no bairro do Jaderlândia. A vítima estava em um bar, quando chegaram ao local Robson e um comparsa em uma moto. Testemunhas relataram que Robson desceu da moto atirando em "Pernambuco", que morreu no estabelecimento comercial.
Pouco mais de um ano depois do crime, a equipe policial chegou ao paradeiro do acusado, que já havia inclusive fugido de uma unidade prisional do Sistema Penitenciário em Marabá, onde cumpria pena por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e furto qualificado. Em Paragominas, Robson estava atuando com o tráfico de drogas. Ele era responsável pela cobrança de dívidas com a venda de drogas. A morte de "Pernambuco", por exemplo, foi motivada por uma dívida de R$ 2 mil que a vítima tinha com traficantes de drogas, entre eles, o próprio Robson.
A vítima antes de morrer tentou vender uma moto para quitar a dívida, porém não houve tempo para pagar os traficantes. O outro envolvido no homicídio já foi identificado e está também com mandado de prisão expedido pela Justiça. Robson também é investigado por participação em mais dois homicídios em Paragominas relacionados ao tráfico de drogas. A investigação foi realizada pela equipe formada pelos investigadores Paulo Henrique, chefe de operações da Seccional; Denilson e Fábio Jardim, sob a supervisão do delegado José Ricardo Oliveira, superintendente regional da Zona Guajarina.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Fone: (91) 4006-9036 / (91) 9941-3490
Email: walrimar@gmail.com

Amazônia Jazz Band encerra
projeto Nazaré em Todo Canto 2012

Com um repertório baseado em temas tradicionais do jazz norte-americano, a Amazônia Jazz Band encerrou com chave de ouro a programação do projeto Nazaré em Todo Canto, no último domingo, 14, com uma apresentação no Teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas. Quase 400 pessoas acompanharam o concerto, cujo repertório reuniu clássicos como “Moondance” (Van Morrison), “Mercy, Mercy, Mercy” (Josef Zawinul), “I’ll never fall in love again” (Burt Bacharach) e “Cute” (Neal Hefti), entre outros sucessos do gênero.
As músicas latinas também compuseram o roteiro dos 21 músicos, regidos pelo maestro Nelson Neves, que agradeceu a oportunidade dada ao grupo de encerrar o projeto mostrando o trabalho que já vem sendo feito há mais de 20 anos para difusão da música instrumental. “Agradecemos a todos que tornaram este projeto possível: ao Governo do Estado, Secult, Academia Paraense de Música, Fundação Carlos Gomes, à toda a Amazônia Jazz Band, e principalmente, a vocês que vieram nos prestigiar esta noite”.
A autônoma Emília Jacob acompanha o trabalho do grupo há quase15 anos e revela que a cada concerto se encanta ainda mais com o talento dos músicos. “A cada concerto que acompanho a Amazônia Jazz Band sempre me proporciona experiências diferentes. Eles me emocionam na forma de tocar e interpretar as canções, como hoje, domingo de Círio, quando eles homenagearam Nossa Senhora de Nazaré e, levados por eles, o público também pode renovar a sua fé”, contou. Para o músico Rodrigo Feitosa, a maior qualidade do grupo é procurar fazer sempre uma releitura das composições. "Eles sempre inovam a cada arranjo. A Amazônia Jazz Band é o nosso orgulho musical do jazz amazônico”, frisou
Nando Lima, um dos coordenadores do projeto, explica que esta edição do projeto Nazaré em Todo Canto apresentou ao público dois eixos que se intercalam: as orquestras e as danças populares. "O show do CaBloco Muderno e o Canções em Romaria traduzem muito bem esses dois eixos", ressaltou, reforçando os agradecimentos feitos por Rodrigo Feitosa, ao público. "Eles também colaboraram muito, foram bastante participativos, lotando o Teatro Maria Sylvia Nunes. Estou certo de que, mais uma vez, cumprimos o nosso papel de levar cultura à população”, avaliou.
O Projeto Nazaré em Todo Canto 2012 é uma realização do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), com apoio da Organização Social Pará 2000.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000
Fone: (91) 3212-5660 / (91) 8896-4318
Email: comunicacao@estacaodasdocas.com.br


Governo realiza I Corrida e
Caminhada do Servidor no dia 27

A Secretaria de Estado de Administração (Sead), vinculada à Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges) e sua Diretoria de Saúde Ocupacional (DSO) realiza a I Corrida e Caminhada do Servidor Público Estadual, que marcará o encerramento das ações do Dia do Servidor Público. A programação será realizada no dia 27 de outubro, no Parque Ambiental do Utinga. A estimativa é de 1000 participantes. O projeto faz parte do Programa de Valorização do Servidor Público Estadual e do Programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor.
As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas pelo site da Sead (www.sead.pa.gov.br). Para efetivar a inscrição, o servidor que se cadastrar pelo site deve levar 1 kg de alimento não perecível à Diretoria de Saúde Ocupacional, localizada na avenida Gentil Bittencourt, n° 2175, no período de 8 a 22 de outubro, de segunda a sexta-feira, no horário entre 11h e 16h. No momento do cadastro, o servidor deverá indicar uma instituição para que os alimentos sejam doados. A instituição mais votada receberá 1 tonelada de alimentos.
A corrida tem um percurso de 8 km e a caminhada de 4 km, com largada às 6h30, no dia 27 (sábado). Poderão participar os 1.000 primeiros servidores públicos ativos do Poder Executivo Estadual que efetivarem suas inscrições doando 1kg de alimento. Durante o percurso, os participantes contarão com atrativos que prometem animar ainda mais o evento, como artistas de rua, som ambiente instalado em pontos estratégicos, DJ, entre outros. No final haverá ainda a participação e pronunciamento do governador Simão Jatene, da secretária de Estado de Administração, Alice Viana; e da secretária Adjunta de Administração, Ruth Pina, além de um "Aulão" de aeróbica.
“Não preciso discorrer sobre os benefícios que os exercícios físicos proporcionam ao ser humano. Não só a melhoria física do corpo, mas a qualidade nos relacionamentos interpessoais, profissionais e particulares do servidor. É um dos grandes objetivos do Governo do Estado promover a qualidade de vida do servidor”, ressalta a secretária de Administração, Alice Viana. As premiações e outras informações sobre a Corrida e Caminhada do Servidor podem ser encontrados no site e o servidor que desejar participar deve ler o regulamento por completo.

Texto:
Ellen Freitas-Sead
Fone: (91) 3289-6241 /
Email: ellenfreitas13@gmail.com

Seel seleciona servidor nota 10

O servidor público concursado Elber José Oliveira Maia foi escolhido pela comissão avaliadora da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) como o servidor nota 10 do ano de 2012. Ele atua há quatro anos como assistente administrativo no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), onde vem se destacando pela assiduidade, disciplina, iniciativa, produtividade e responsabilidade, itens de avaliação do concurso. Sob organização da Escola de Governo do Estado do Para (EGPA), o concurso visa valorizar o servidor, incentivando a meritocracia. Pela Seel, concorreram nove funcionários públicos efetivos temporários.
Inscrito pela primeira vez no Concurso Servidor Nota 10, Elber conta que acredita que a premiação é uma maneira do Governo do Estado demonstrar o reconhecimento pelo trabalho dos servidores. “Eu fiquei muito feliz por ter sido escolhido pela Seel. É muito bom receber esse incentivo e ser valorizado enquanto profissional”, disse. Os servidores nota 10 de cada órgão receberão medalha, certificado assinado pelo governador Simão Jatene e uma premiação no valor de R$ 1.000 em evento que acontecerá no dia 26 de outubro, no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Na ocasião, os servidores participarão de sorteio que vai escolher o Servidor Nota 10 do Governo do Estado do Pará, que levará para casa um prêmio no valor em dinheiro de R$ 30.000.

Projeto transforma resíduo em
ração alternativa para peixe

Um projeto desenvolvido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em parceria com a Secretaria Municipal de Pesca de Bragança, nordeste paraense, está dando destino ao resíduo de uma fábrica de pescado do município e transformando o material em complemento alimentar para peixe.
O composto à base de escama, espinha, pele de pescado, cabeça, ossos, que utiliza ainda soro de leite e melaço de cana, transformado em laboratório em silagem desidratada em pó apresenta todos os aminoácidos essenciais para a alimentação do peixe. O processo tecnológico laboratorial foi realizado na Universidade Federal do Pará (UFPA), campus de Bragança.
A experiência surgiu da necessidade de fortalecer a piscicultura no município e ajudar a diminuir os custos do piscicultor com a compra da ração. Pelo menos 30% dos custos com a criação do peixe estão relacionados à ração. Além disso, o reaproveitamento do resíduo está dando um novo destino ao material que era despejado no lixão da cidade, prejudicando o lençol freático e atraindo roedores, insetos.
A equipe técnica parte agora para o segundo momento dos testes e começa a desenvolver uma tecnologia alternativa adaptada às condições do piscicultor. O espaço para o novo teste será a Unidade Didático-Agroecológica do Nordeste Paraense (UDB), uma vitrine de tecnologias da Emater. Para desenvolver a produção da ração serão utilizados também produtos descartados como lixo: vasilhames plásticos, garrafas pet, baldes, que ajudarão na construção do ciclo artesanal.
Segundo a engenheira agrônoma da Emater, Maria Eduarda Sousa, o processo ainda envolve a implantação de duas Unidades de Observação nas comunidades Gessé Guimarães e Montenegro. Bragança é o terceiro município maior produtor de pescado no Pará que é responsável pela segunda maior produção pesqueira do Brasil.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater
Fone: null / (91) 9168-0535
Email: ascomematerpara@gmail.com


Campanha “Outubro Rosa” alerta
para a prevenção ao câncer de mama

Com o objetivo de chamar atenção para a realidade atual do câncer de mama e a importância do diagnóstico precoce, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio das coordenações estaduais de Saúde da Mulher, Nutrição, Hipertensão e Diabetes, realizou nesta terça-feira, 16, uma mobilização alusiva à campanha “Outubro Rosa”, que agregou palestras e exames preventivos entre a biblioteca e o hall de entrada do Nível Central da Sespa, em Batista Campos, centro de Belém.
O secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, lembrou que o mês de outubro é marcado, em todo o mundo, por um reforço nas ações de combate ao câncer, principalmente os que mais afetam as mulheres, como os do colo do útero e o de mama. “É o momento em que mais chamamos a atenção, com toda a naturalidade, que é possível enfrentar essa doença no momento do diagnóstico precoce, como também alertando sobre os fatores de riscos que podem desencadear tal processo. Nesse sentido, repensar uma mudança no estilo de vida é fundamental para deixarmos bem distante o risco de desenvolver câncer”, explicou.
Segundo o Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), a doença é a terceira mais incidente entre as mulheres, atrás do câncer de pele e de útero. O INCA estima 740 novos casos deste tipo de câncer no Estado para este ano, sendo mais da metade destes registros só em Belém. Conforme informações do Hospital Ophir Loyola (HOL), no período de 2000 e 2010, entre os cânceres mais freqüentes nas mulheres são os de útero (4.884 casos); de mama (2.871); estômago (547) e do sistema hemato e reticuloendotelial (434).
A campanha “Outubro Rosa” chegou ao Brasil em 2008, por iniciativa da Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama), baseada em outro movimento surgido um ano antes, na Califórnia, Estados Unidos, igualmente empenhado em conscientizar as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce. Na Sespa, dezenas de servidores aderiram à campanha e muitos foram submetidos a testes, como os de glicemia, pressão arterial e demais procedimentos, a exemplo da avaliação antropométrica, nutricional, seguidos de entrega de um kit de alimentação saudável.
Na biblioteca, outro grupo assistiu à palestra do médico mastologista Antonio Nahum Pinho, membro da Sociedade Brasileira de Mastologia, que enumerou o quanto o câncer de mama pode ser evitado, caso a mulher mantenha o hábito de realizar exames de rotina em prazos já amplamente divulgados por profissionais de saúde.  “Tumores de até 1,5 cm possuem uma probabilidade maior de terem chances de cura. Por isso que os exames são essenciais, pois pois quanto mais cedo a pessoa souber que apresenta a doença, melhor para o tratamento”, lembrou.
De acordo com o mastologista, quem possuir um membro da família que teve ou tem câncer deve redobrar a atenção, visto que o fator genético é decisivo na incidência não são do tipo que afeta a mama, mas também de outros tipos. A respeito dos sintomas, Antonio Pinho lembrou que o principal sinal é o nódulo acompanhado ou não de dor mamária. Lembrou ainda que o auto exame, tão propagado nos anos 1990 como primordial na detecção da doença, não tem se mostrado eficaz na descoberta precoce da doença. “Ele continua sendo recomendado, mas preferimos a mamografia, que costuma ser mais precisa. E as mulheres precisam repensar seus hábitos, pois a saúde, em muitos casos, tem sempre ficado em segundo plano por causa das tarefas do dia-a-dia”, comenta.
O ciclo de palestras ainda contou com o pronunciamento da médica Consuelo Oliveira, que reforçou o empenho da classe em sensibilizar profissionais de saúde de outros ramos a propagar informações em favor da prevenção do câncer de mama. A técnica da Coordenação Estadual de Saúde da Mulher, Michelle Monteiro, informa que a Sespa encontra-se à disposição da comunidade em geral para orientações acerca da campanha, reproduzindo-a em escolas, centros comunitários e em outros espaços de concentração popular. “O importante é que seja feita a conscientização da população quanto ao exame clínico das mamas, apontado como a primeira providência para a detecção precoce do câncer de mama em favor de uma maior chance de sobrevida e cura”, explicou.
Interessante ressaltar, ainda, que o Pará apresentou aumento de 7% no número de mamografias realizadas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), se comparado ao primeiro semestre de 2011. Até ao final de setembro deste ano, 17.585 exames foram realizados, enquanto em 2011 realizou-se 16.410. Na faixa prioritária (50 a 69 anos), foram realizadas 6.587 mamografias, o que representa 7% a mais que no passado, quando foram feitas 6.291 exames.

Texto:
Mozart Lira-Sespa
Fone: (91) 4006-4822/ 4823 /
Email: ascomsespa@gmail.com

Sema realiza audiência
pública sobre projeto em Outeiro

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) reúne entidades municipais, estaduais e federais, órgãos públicos e privados, associações, organização não-governamentais (ONGs) e a população em geral para participar da Audiência Pública que discutirá o projeto de Parcelamento do Solo e Loteamento – Alphaville III, localizado na Ilha de Caratateua, distrito de Outeiro.
A partir das 15 h desta terça-feira, 16, na Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira, a empresa MR2 Participações Ltda, responsável pelo empreendimento, fará a exposição do Relatório de Impacto Ambiental (Rima). Depois, haverá a participação dos interessados com perguntas e informações acerca do projeto.
O objetivo da audiência é coletar informações com a comunidade, entidades de produção científica e demais participantes. Essas contribuições serão reunidas e anexadas ao Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) para serem analisadas pela Sema e pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual. Somente com esses dados, a Sema poderá elaborar o parecer técnico e avaliar os possíveis impactos do projeto e as medidas mitigadoras propostas pela empresa. A audiência pública é a etapa essencial para que se possa obter o licenciamento de um empreendimento.


Contação de Histórias é tema
de oficina no Centur

Criada no interior, a vida de Rosa Leitão sempre foi povoada por histórias e sua relação com a prática da contação é antiga. Neta de contadores, ouvia contos europeus dos avôs maternos e, a cada vez que vinha à cidade grande, fazia de conta que estava visitando um dos países construídos em sua imaginação de criança. A menina cresceu e se tornou professora, atriz e contadora de histórias, profissões que se relacionaram naturalmente. Hoje ela transmite o que aprendeu a outras crianças, cuja imaginação ela procura estimular através de narrações cheias de emoções. E quem quiser conhecer um pouco mais dessa atividade pode participar da oficina “Contação de Histórias”, que acontece até o dia 19 de outubro, das 9h às 11h, na seção infantil da Biblioteca Pública Arthur Vianna. Promovida pela Fundação Tancredo Neves, a oficina tem entrada franca e não necessita de inscrições prévias.
A oficina ensinará cada participante a contar histórias, saber as origens da contação, perder a timidez e entender a importância da contação no mundo moderno. “O contador de histórias saiu da informalidade. Antes eram só os avôs e professores que contavam histórias para as crianças, hoje atores, acadêmicos e até professores de Matemática se envolveram com o mundo da contação”, conta Rosa.
Para ela aprender a contar histórias é uma ferramenta didática que faz com que a palavra “interdisciplinaridade” ganhe um sentido real no âmbito escolar. “Trabalho há 14 anos como contadora e percebi que a contação está por toda a parte, nos livros, no cotidiano, na pesquisa cientifica e nas religiões”, sorri a contadora, que se declara apaixonada pelo o que faz.
A seção infantil da Biblioteca Pública Arthur Vianna tem como um dos principais objetivos estimular a leitura nas crianças, por isso se preocupa na formação de contadores que despertem uma relação afetiva entre as crianças e os livros. Segundo a assistente cultural da Fundação, Marlúcia Passos, contar histórias deve ser um hábito iniciado em casa, incentivado pelos pais. “A criança e o jovem não podem se afastar dos livros e a contação de histórias faz essa conexão ficar mais prazerosa”, diz.
Serviço: Oficina “Contação de Histórias”, com Rosa Leitão. Até o dia 19 de outubro, das 9h às 11h, na seção infantil da Biblioteca Pública Arthur Vianna. A entrada franca.

Texto:
Luiz Flávio-FCPTN
Fone: (91) 3202-4391 / (91) 8814-3364/9144-4225
Email: lfmcosta@gmail.com

Feira de Ciência, Tecnologia e
Inovação será realizada
este mês (para segunda)

Professores e estudantes dos ensinos fundamental e médio vinculados às redes pública e particular já podem se programar para a V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, a ser realizada a partir desta quarta-feira, 17, até o dia 19 de outubro, no campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) na Almirante Barroso, ao lado do Bosque Rodrigues Alves.
Organizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), o evento reunirá as principais instituições de pesquisa, educação e cultura do estado num espaço destinado à exposição de trabalhos e experimentos que permitirão ao público apreender os assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação de forma mais lúdica e interativa.
Além disso, oficinas, minicursos e palestras serão ofertados a estudantes e a um público mais especializado, como universitários e profissionais de diversas áreas, com a possibilidade de inscrições pelo website do evento a partir da próxima semana.
“Este ano, a Feira incorpora o componente da Inovação, que complementou a Ciência e a Tecnologia no próprio nome da secretaria. Por isso, serão incorporadas à programação palestras e minicursos relacionados ao tema assim como em relação às Tecnologias Sociais, que é outro ponto crucial à agenda política nessa área”, explica o diretor de Ciência e Tecnologia da Secti, Geraldo Narciso.
Experimentos de física e astronomia, coleções de plantas e animais e uma exposição de fotografia em três dimensões estão entre as atrações da Feira Estadual de CT&I deste ano. Palestras sobre tecnologia, como desenvolvimento de jogos virtuais e técnicas de invasão de hackers sobre sistemas, também fazem parte da programação, que será disponibilizada na íntegra na página da eira na internet.
Participam da rede de parceiros que realiza o evento instituições como o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG); as Universidades Federal do Pará (UFPA), Rural da Amazônia (Ufra) e da Amazônia (Unama); os Institutos Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), de Estudos Superiores da Amazônia (Iesam) e Evandro Chagas (IEC); a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental); as Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e Comunicação (Secom); a  Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa); a Fundação Amazônia Paraense; o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp); o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá); o Centro Universitário do Pará (Cesupa); o Museu Interativo Parque de Ciência; a Faculdade Ipiranga; e as Fundações Carlos Gomes, Curro Velho e de Telecomunicação do Pará (Funtelpa).
A Semana Nacional de C&T – A V Feira Estadual de CT&I é parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que em 2012 é realizada entre os dias 15 e 21 de outubro. Promovida anualmente pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), a programação nacional congrega eventos em todos os estados brasileiros e está disponível no site http://semanact.mct.gov.br. 
Serviço: A V Feira Estadual de CT&I será realizada de 17 a 19 de outubro, das 9 às 19h, no campus da Universidade do Estado do Pará (Uepa) na Almirante Barroso, ao lado do Bosque Rodrigues Alves. A entrada será livre. Mais informações no site www.semanact.pa.gov.br.

Texto:
Raphael Freire-Secti
Fone: (91) 4009-2514 / (91) 8146-6642
Email: raphael.freire@secti.pa.gov.br

Altamira sedia audiência pública
sobre Direitos de
Crianças e Adolescentes

Nos próximos dias 18 e 19 de outubro, o município de Altamira receberá a audiência pública sobre o tema “Direitos de Crianças e Adolescentes em Territórios de Grandes Obras”. A programação conta com assembleias que ocorrerão no Centro de Convenções de Altamira e no campus da Universidade Federal do Pará (UFPA), reunindo epresentantes do governos federal, estadual e municipal, do Poder Judiciário, Ministério e Defensoria Publicas, empresários e sociedade civil.
A ação é organizada pelos Conselhos Nacional (Conanda), Estadual (Cedca-Pa) e Municipal (Cmdca) dos Direitos da Criança e do Adolescente, em parceria com a Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), via Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente. A comissão composta por representantes desses organismos visitará todos os espaços de atendimento do Sistema de Garantia de Direitos do município, como delegacias, escolas, creches, postos de saúde e Conselho Tutelar, entre outros, e conversará com profissionais que atuam na rede de proteção local para ver de perto em que condições é realizado o atendimento desses menores e, com base nas informações colhidas, elaborar um diagnóstico e traçar estratégias para combater as violações de direitos humanos contra crianças e adolescentes na região.
A presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Mirian Santos, destaca que as regiões que estão na área de influência dos grandes projetos infraestruturais do governo federal são alvos importantes desse levantamento e, por este motivo, é necessário ouvir as pessoas que vivem o cotidiano destas obras. “As grandes obras e eventos são pauta nacional nesta década. Temos em Rondônia a Usina Jirau de Santo Antônio, Belo Monte aqui no Pará e ainda os grandes eventos, como a Copa e as Olimpíadas. E diante das ocorrências de violações de direitos que podem ocorrer em razão da grande atração de pessoas e das tranformações que esses projetos trazem, o Conanda resolveu ouvir a população destes locais e tentar minimizar os impactos”, explica Mirian Santos.
Um dos representantes do Governo do Estado no Cedca é a Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), que atualmente preside o Conselho. Segundo a conselheira Angelina Falcão, o momento é histórico e uma ótima oportunidade para que todos se comprometam na prática pela garantia dos diretos de meninas e meninas. “A Audiência em Belo Monte é importante porque irá debater os impactos sociais que esta obra vem causando, que são muito grandes. E o Governo do Estado só tem a ganhar, porque a partir de uma ação integrada e do compromisso de todos os envolvidos no sentido de atingirmos as metas que serão estabelecidas, certamente teremos grandes avanços”, defende a conselheira do Cedca.
Estão confirmadas as participações de representantes de todos os ministérios federais que fazem parte do Conanda, do ouvidor nacional da SDH, Bruno Teixeira, do Fórum Nacional dos Conselhos Tutelares e representante do Unicef. Pelo Governo do Estado estarão presentes representantes das Secretarias de Segurança (Segup), Assistência Social (Seas), Saúde (Sespa) e Direitos Humanos (Sejudh), entre outros.
Programação:

18/10/12

09h às 12h
MICRO AUDIÊNCIAS
Local: Campus da UFPA - Rua Coronel José Porfírio, nº 2515, bairro São Sebastião
- Operadores de Direitos (MP, Vara da Infância, Conselho Tutelar, Defensoria Pública);
- Comunidades Tradicionais;
- Sociedade Civil
- Conselhos,Gestores das Esferas de Governo,Empresarial;

14h30 às 18h
AUDIÊNCIA PÚBLICA
Local: Centro de Convenções e Cursos (Rua Acesso 2, s/n, bairro Premem)
- Apresentação dos encaminhamentos das micros audiências;
- Respostas das autoridades às demandas apresentadas;
- Manifestação do CONANDA.

19h
Reunião do CONANDA, CEDCA e CMDCA
Local: Campus UFPA

19/10/12

9h às 12h - ASSEMBLEIA DO CONANDA
Local: Centro de Convenções e Cursos
- Assinatura do Pacto de Garantia de Direitos

14h às 17h
- Plenária Restrita do CONANDA
- Reunião ampliada do CEDCA com os Conselhos de Direitos da região do Xingu.
Local: UFPA
Data da pauta: 18/10/2012 09:00:00Data de expiração: 19/10/2012 17:00:00Local: Altamira - PAEndereço: UFPA (Rua Coronel José Porfírio, n° 2515, bairro São Sebastião) / Centro de Convenções (Rua Acesso 2, s/n, Bairro Premem)Contatos: Assessoria de Comunicação: Luciana Kellen (91) 8121-3493

VII Fórum de Pesquisa, Ensino,
Extensão e Pós-Graduação

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) promove, de 17 a 19 de outubro, o VII Fórum de Pesquisa Ensino Extensão e Pós-graduação (FORPEEXP), que acontecerá no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). O evento tem por objetivo mostrar à comunidade os trabalhos desenvolvidos pela universidade. A expectativa é que mais de mil projetos de pesquisa sejam apresentados.
O FORPEEXP integra a programação da V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. O Fórum vem consolidar um espaço de encontro da comunidade acadêmica da Uepa com pesquisadores de instituições locais, nacionais e internacionais, ao mesmo tempo em que se propõe ao debate de questões importantes para o crescimento da região Amazônica e busca popularizar o tema ciência e tecnologia entre a população.
Durante o evento serão realizadas conferências, mesas redondas, palestras, comunicações orais e exposição de pôsteres. Além disso, os visitantes poderão conhecer um pouco mais sobre o trabalho desenvolvido nos centros de Educação (CCSE), Saúde (CCBS) e Tecnologia (CCNT) no estande da UEPA. O Planetário também tem seu espaço garantido com atividades interativas que levam os visitantes a descobrir uma forma divertida de aprendizado. As atividades culturais ficarão por conta das apresentações do Quarteto de Cordas da Uepa, Madrigal e grupo Jazz Bens Enseble.

V Feira Estadual de Ciência,
Tecnologia e Inovação

A V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), com o apoio de diversas instituições de ensino e pesquisa do Estado, este ano será realizada no Campus de Ciências Biológicas e da Saúde  (CCBS) da Universidade do Estado do Pará, localizado na avenida Almirante Barroso. As inscrições para oficinas e mini-cursos já estão abertas e são gratuitas.

De 17 a 19 de outubro, o público paraense terá oportunidade de mergulhar no curioso e fascinante universo da ciência. É neste período que será realizada a quinta edição da Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), com o apoio de diversas instituições de ensino e pesquisa do Estado. 

São mais de 80 atividades, entre palestras, oficinas, seminários, minicursos e exposições, sobre diversas áreas do conhecimento e destinadas a atender diferentes públicos e gostos. A novidade este ano é a realização de ações ligadas à inovação e às tecnologias sociais, o que faz com que a programação se estenda para além do público habitual do evento – em sua maioria composto por estudantes e professores dos ensinos Fundamental e Médio - e alcance, também, graduandos, pesquisadores, empresários, produtores rurais, gestores públicos e representantes de comunidades tradicionais.

Além de um espaço de aprendizagem, a Feira é uma ótima oportunidade de lazer, já que há várias atividades destinadas a demonstrar como ciência pode ser divertida e envolvente.  Como usar histórias em quadrinhos, cinema, jogos eletrônicos e aplicativos móveis como ferramentas didáticas? Qual a maneira correta de manipular plantas medicinais? Como produzir cosméticos artesanais?Como fazer uma horta usando garrafa pet? Qual a maneira correta de proteger nosso computador de ataques de hackers? Estas e muitas outras questões serão respondidas por especialistas de maneira lúdica e interativa.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento, a partir do dia 08 de outubro, no endereço www.semanact.pa.gov.br. Não é necessário se inscrever para participar das palestras. A Feira contará, também, com atrações artísticas e culturais. Para conferir a programação completa da V Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação clique aqui.

Promovida pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), a V Feira Estadual de CT&I conta com o apoio de instituições como o Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG); das Universidades do Estado do Pará (Uepa), Federal do Pará (UFPA), Rural da Amazônia (UFRA) e da Amazônia (Unama); dos Institutos Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), de Estudos Superiores da Amazônia (Iesam), Evandro Chagas (IEC) e de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp); das Empresas Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Amazônia Oriental) e de Processamento de Dados do Pará (Prodepa); das Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e Comunicação (Secom); das Fundações Amazônia Paraense, Carlos Gomes, Curro Velho e de Telecomunicação do Pará (Funtelpa); Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam); do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá); Centro Universitário do Pará (Cesupa); Museu Interativo Parque de Ciência; Planetário do Pará, Faculdade Ipiranga, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Grupo de Agroecologia Iara.

Serviço: Mais informações pelo site www.semanact.pa.gov.br ou pelo telefone (91) 4009-2532.

São José Liberto tem horário
diferenciado durante a
quadra nazarena

Em função da Festividade de Nazaré, no mês de outubro o Espaço São José Liberto está funcionando em dias e horários diferenciados.Nas próximas semanas, o espaço só fechará ao público no domingo do Círio (14) e na segunda-feira do Recírio (29). No sábado (13), véspera da procissão, o horário de funcionamento será das 9 às 15h. Aos domingos e feriados, o horário de funcionamento é das 10 às 19h. Nos demais dias, das 9 às 19h. O espaço também estará aberto nas próximas segundas-feiras, dias 15 e 22, das 9 às 19h.
Na programação de outubro preparada para os visitantes do São José Liberto se destacam as exposições "Joias de Nazaré – Procissões do Círio – A fé renovada em todos os caminhos" e "Para Todos", montadas, respectivamente, na Casa do Artesão e no Coliseu das Artes.
A exposição “Joias de Nazaré 2012" pode ser visitada até 4 de novembro. A realização é das secretarias de Estado de Cultura (Secult) e de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), e do Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama). Como forma de integrar o Espaço São José Liberto às várias homenagens prestadas a Nossa Senhora de Nazaré, padroeira dos paraenses, a mostra acontece no local desde 2003. Nas vitrines estão expostos os trabalhos de designers, ourives, lapidários e artesãos vinculados ao Polo Joalheiro do Pará. São coleções exclusivas de joias artesanais temáticas, dispostas em um espaço ambientado pelo artista visual Emanuel Franco, com recortes de fotografias de João Ramid.
Já a exposição "Para Todos" fica aberta ao público até 25 de outubro, contando a evolução do movimento político das pessoas com deficiência no Brasil, numa promoção da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência (SNPD) e da Organização dos Estados Ibero-Americanos, com apoio do Governo do Estado. O Espaço São José Liberto fica na Praça Amazonas, s/n, bairro Jurunas. Mais informações pelo fone (91) 3344-3500. A entrada é franca.

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto
Fone: (91) 3344-3514 / (91) 08300-3961
Email: lucianefiuza@gmail.com
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...