Total de visualizações de página

segunda-feira, outubro 29, 2012

Zenaldo Coutinho e o Paysandu deixaram o céu azul celeste nesta segunda





Zenaldo festeja a vitória

e agradece apoio




Após a divulgação oficial feita pelo TRE na noite deste domingo (28), o candidato eleito com mais de 438 mil votos para a prefeitura de Belém, Zenaldo Coutinho do PSDB, dirigiu-se para a Avenida Visconde de Souza Franco, para agradecer a todos que o apoiaram nas eleições.
Zenaldo estava acompanhado de sua candidata, a vice prefeita Karla Martins, o Governador do Estado Simão Jatene, o candidato eleito no primeiro turno das eleições em Ananindeua, Manoel Pioneiro e o senador Flexa Ribeiro. No local eles foram recebidos com muita festa por correligionários.
Em seguida, as autoridades discursaram enfatizando a questão da harmonia e a unidade entre os poderes dos municípios de Belém e Ananindeua como o Governo Estadual e Federal, a fim de resgatar a Belém que sempre foi considerada Metrópole da Amazônia, mas que durante anos esteve entre os piores índices na educação, saúde, segurança e saneamento. "A cidade merece mais atenção, para que as pessoas possam viver melhor e dignamente". Concluindo, o candidato eleito afirmou que contará com o apoio da sociedade em seus projetos. A festa continuou na Avenida com a apresentação de bandas locais.
(Luana Taveira/ DOL)


Valry Moraes assumirá
cadeira de Zenaldo


O suplente Valry Morais (PRP-PA) é quem assumirá em definitivo a vaga do deputado federal Zenaldo Coutinho (PSDB), eleito prefeito de Belém hoje (28). Moraes obteve 11.482 votos.

Terceiro na linha sucessória do prefeito eleito, o político já ocupa a titularidade na Câmara dos Deputados, com a licença de Zenaldo. Moraes só deixará o cargo na hipótese da volta do secretário estadual Nilson Pinto à Câmara.

O 1º suplente dessa coligação era André Dias (PSDB), que hoje é membro do TCE (Tribunal de Contas do Estado); o 2º é Dudimar Paxiúba (PSDB), que hoje é deputado federal no lugar de Nilson Pinto.

Valry Moraes, natural de Capanema, é o 3º suplente. A radialista santarena Nel Fernandes (PSDC), que obteve apenas 5.507 votos, é a 4ª suplente.

(DOL, com informações do TSE)





Papão perde, mas conta com a
ajuda do Águia e vai às quartas

Próximo adversário do Paysandu
será o Macaé (RJ), em Paragominas




Ufa! Quem pensou que a ida do Paysandu para o seu segundo 'acerto de contas' na Série C, desta vez contra o Icasa, depois de ter goleado o Salgueiro, seria tranquila, pode ter começado a noite deste domingo com poucas unhas. Isto porque o Paysandu perdeu por 1 a 0 para o Verdão do Cariri, em Juazeiro do Norte (CE), e só se classificou porque o Águia conseguiu derrubar o Santa Cruz, em Marabá, pelo mesmo placar. O resultado ainda livrou o Azulão de ser rebaixado à Série D de 2013.


Com a derrota, o Paysandu, que começou a rodada em terceiro lugar, cai para quarto e vai enfrentar o primeiro colocado do grupo B, o Macaé (RJ), neste domingo (4), provavelmente no estádio Arena Verde, em Paragominas, no nordeste paraense. O local ainda não foi confirmado porque a divulgação do laudo da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) acerca da disponibilidade do campo para a partida ainda não aconteceu. Vale lembrar que o Bicola não jogará em Belém pois foi punido pelo STJD com a perda de quatro mandos de campo.
A partida da volta entre Paysandu e Macaé será no estádio Claudyo Moacir, em Macaé (RJ), no outro domingo (11), valendo uma vaga nas semifinais da Série C, que já colocará o vencedor na Série B de 2013.
1º tempo - O primeiro ataque perigoso do jogo aconteceu por conta de um erro de passe de Leandrinho. O Icasa partiu de encontro ao gol de João Ricardo com Canga. Ele tocou para o paraense Luís Mário, que lançou Éder que, sozinho na área, cabeceou perto da trave bicolor, aos dois minutos.
A resposta do Papão veio com 10 minutos, em uma cobrança de falta, em que Alex Gaibu rolou para a pancada de Yago Pikachu, que passou muito próximo ao gol de João Paulo, que voltou a aparecer com destaque aos 45 minutos, quando Harison cobrou da intermediária com muito veneno. O goleiro do Verdão espalmou pela linha de fundo.
2º tempo - Já no segundo tempo, o Paysandu, que vinha tentando controlar a partida levou um golpe logo aos 13 minutos, quando Carlinho, da intermediária bateu com violência e mandou a redonda sem defesa para o goleiro João Ricardo. Gol do Icasa!
Dez minutos depois o Paysandu respondeu com Kiros, que recebeu o passe de Thiago Potiguar, após boa jogada de Rodrigo Fernandes e mandou muito perto da trave do Icasa.
A apreensão tomava conta do Papão, até que Wando marcou o gol do Águia, aos 35 minutos. A informação foi rapidamente repassada aos jogadores do Papão dentro de campo pela comissão técnica e dois minutos depois quase veio o gol alviceleste. Thiago Potiguar cobrou o escanteio na testa de Kiros, que mandou no canto e viu João Paulo salvar o Icasa.
Aos 43 minutos, o Verdão do Cariri, no entanto, voltou a assustar e com uma bola no travessão, quue foi mandada pelo jovem Rafinha, de bicicleta, dentro da área alviceleste. O Papão ainda chegou também três minutos depois, quando Lineker pegou a sobra da zaga dentro da área e bateu no canto. João Paulo espalmou pela linha de fundo.
Agenda - O Paysandu volta a jogar neste domingo (4) contra o Macaé (RJ), provavelmente em Paragominas, no nordeste paraense, enquanto que o Icasa vai enfrentar o Duque de Caxias no Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE).
Carlos Fellip (Portal ORM)



BICOLORES TEM QUE AGRADECER AO ÁGUIA
Águia vence por 1 a 0 e
se mantém na Série C

O Águia venceu o Santa Cruz-PE por 1 a 0 na tarde deste domingo (28), no estádio Zinho Oliveira, em Marabá, sudeste do Pará, e conquistou a permanência na Série C. O resultado não classificou o time pernambucano para as quartas de final, mas o manteve na 3ª Divisão.
A partida iniciou disputada, com um lance para cada equipe antes dos 10 minutos. Depois disso, o Azulão teve pelo menos três boas oportunidades  para marcar, mas não obteve êxito nas conclusões.
Com as duas equipes precisando do resultado, a partida ficou aberta no segundo tempo. Quem aproveitou melhor foi time marabaense, que fez o gol da vitória aos 31 minutos, com o atacante Wando. O time da casa ainda pressionou mais, porém, não conseguiu marcar o segundo gol.
Com o resultado o time marabaense chegou a 22 pontos e terminou a competição na 7ª colocação do grupo A. O Santa Cruz-PE também permaneceu com 22 pontos e ficou em 6º, por causa dos saldos de gol. O placar também ajudou o Paysandu, que perdeu por 1 a 0 para o Icasa-CE, mas garantiu a classificação para as quartas de final da Terceirona.
(DOL)


SEGUNDA DIVISÃO DO PARAZÃO
Paragominas vence nos
pênaltis e é campeão

O Paragominas venceu o Santa Cruz de Cuiarana por 4 a 3, nos pênaltis, e se sagrou campeão da 2ª Divisão do Campeonato Paraense 2012. A partida decisiva foi disputada na tarde deste domingo (28), no estádio Mário Couto, em Cuiarana. No tempo normal, o PFC repetiu o placar do primeiro jogo, que terminou em vitória do Santa Cruz por 2 a 1, na última quinta-feira (25), em Paragominas.
O Jacaré precisava do resultado e começou o jogo apertando o Tigre. Aos 12 minutos, Magno fez boa jogada e chutou para o gol. A dupla de zaga do Santa Cruz bateu cabeça e o meia Michel aproveitou e chutou para o fundo do gol. O empate do time de Cuiarana veio só aos 40 minutos, com Ratinho. O meia chutou quase sem ângulo para marcar.
O Paragominas demonstrava que queria o título e fez o segundo gol aos 13 minutos do segundo tempo. Nenê Apeú recebeu cruzamento na área empurrou para o gol de Evandro. O Santa Cruz ainda pressionou, mas não conseguiu o empate que daria-lhe o título. 

PÊNALTIS
Na disputa dos pênaltis, as equipes empatavam em 3 a 3, quando Dudu perdeu a quarta cobrança para o PFC. Em seguida, Rafael Paty também perdeu, deixando tudo empatado. Na quinta e última cobrança, Rubran marcou o gol para o Paragominas e Ratinho perdeu para o Santa Cruz, decretando a vitória do Jacaré.

PRIMEIRA FASE
As duas equipes já estavam classificadas para a primeira fase do Campeonato Paraense 2013. O Santa Cruz de Cuiarana participa do jogo de estreia da competição, em 10 de novembro, às 17h, contra o Independente, em Tucuruí, no estádio Navegantão.
O Paragominas estreia contra o Castanhal, no domingo, 11 de novembro, às 15h30, no estádio Maximino Porpino, na Cidade Modelo. As equipes ainda terão como adversários o São Raimundo e o Parauapébas, que se enfrentam também no dia 11.

(DOL)





Ítalo Mácola

Vitória anunciada! Belém sempre foi muito bem dividida eleitoralmente entre vermelhos e amarelos, porem dependendo do desempenho das matizes políticas nas administrações públicas de cada qual, ou das esperanças que conseguem exprimir este ou aquele, leva vantagem. Sem dúvida dois fatores iminentes (dentre outros) foram importantes em minha lógica para esse resultado:

A gestão da Ana Júlia e o plebiscito

O PT no governo não apresentou nem uma novidade que pudesse garantir uma continuidade de sucesso eleitoral, e nem o Edmilson representou mais aquela esperança de outrora. Já o plebiscito foi o último movimento político no Pará, que mexeu com toda uma gama de sentimentos nos quatros cantos do Estado, principalmente na região metropolitana em que o não venceu esmagadoramente, criando um sentimento de "união" do Pará, mote da campanha do Zenaldo, este já conhecido do povo de Belém, apontado sempre como deputado Federal muito bem votado na capital, e embalado pelo Governador tendo um vizinho vitorioso (Pioneiro) também campeão de votos que somou no contexto.
O Belenense não suporta mais o caos do transito que liga os municípios em direção a saída para as estradas do Pará, "com todo o respeito" e graças a Deus o Zenaldo venceu, temos a esperança de uma comunhão para resolver problemas que são comuns a estes municípios e que não precisam de jeito e maneira de vaidade política individual mais de solução conjunta.


PSDB é partido que mais venceu
eleições no segundo turno


Brasília – Com vitórias em nove cidades, o PSDB é o partido que mais venceu eleições no segundo turno da disputa municipal, realizado neste domingo (28). O PT, com oito cidades, é o segundo colocado.
O partido venceu nas capitais Manaus (AM), Teresina (PI) e Belém (PA) e também nos municípios de Blumenau (SC), Franca (SP), Pelotas (RS), Campina Grande (PB), Sorocaba (SP) e Taubaté (SP). Com esses triunfos, a legenda chega a um total de 701 prefeituras conquistadas na disputa de 2012. No primeiro turno, o partido foi o mais votado para o executivo em 692 municípios.
A excelente representatividade em quatro capitais – a vitória em Maceió (AL) foi obtida ainda no primeiro turno – sinaliza um avanço em relação à ao desempenho da sigla no pleito de 2008, quando o PSDB esteve à frente em apenas três capitais. “Nós temos de comemorar os resultados nas regiões Norte e Nordeste onde tivemos um crescimento e nos fortalecemos em relação às eleições anteriores”, declarou o líder do PSDB na Câmara, deputado Bruno Araújo (PE).
No primeiro turno foram eleitos 5.146 vereadores, em todos os estados.
Perfil dos prefeitos eleitos:
Belém (PA) – Zenaldo Coutinho




O tucano recebeu 237.252 votos válidos, o que equivale a 30,67%, no primeiro turno. Agora, disputa o segundo, reforçando a representatividade do PSDB no Pará e na região Norte. O estado foi um dos seis onde o partido alcançou o maior número de votos, elegendo prefeitos em 32 municípios.
Apoiado pelo governador do estado, Simão Jatene (PSDB-PA), Zenaldo tem a saúde como o foco de sua campanha. A área é apontada pela população como um dos principais problemas de Belém. Também quer priorizar ações para estimular o turismo e a sustentabilidade, além de promover melhorias na educação, segurança e infraestrutura.
Casado, pai de duas filhas e advogado começou a carreira política em 1982, aos 21 anos, como vereador de Belém, sendo reeleito em 1988. Entre 1995 e 1996 ocupou a Presidência da Assembléia Legislativa do Pará (ALEPA), onde, em 1997, foi líder do governo. Elegeu-se pela primeira vez deputado federal pelo PSDB, em 1998. Hoje está na terceira legislatura. Na Câmara, é titular da Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania (CCJC).
Blumenau (SC) – Napoleão Bernardes

O advogado Napoleão Bernardes, 30 anos, é militante do PSDB desde os 16 anos. Aos 17, tornou-se presidente da Juventude do partido. Assim, iniciou sua trajetória na vida pública, candidatando-se, no mesmo ano, para a Câmara de Vereadores de Blumenau, com a bandeira de defender os direitos dos cidadãos.
Em 2008, foi eleito vereador e, dois anos depois, candidatou-se a deputado federal, pelo PSDB. Agora, concorrendo pela primeira vez ao cargo de prefeito da cidade natal, passou para o segundo turno em primeiro lugar, com 71,7 mil votos, o equivalente a 38,7% do total válido.
Entre os tópicos do plano de governo apresentado por Napoleão Bernardes estão a área de habitação, com projetos de revisão do Plano Municipal de Redução de Riscos, para adequá-lo às necessidades de intervenção nos assentamentos precários e a promoção dos projetos habitacionais do desenvolvimento social nas comunidades, incluindo oportunidades de geração de renda na região.
Campina Grande (PB) – Romero Rodrigues

Romero Rodrigues não venceu as eleições para a prefeitura de Campina Grande (PB) no primeiro turno por uma diferença muito pequena. Ele recebeu 97,6 mil votos, o equivalente a 45% do total válido.
Ele encara essa nova etapa, porém, como mais uma oportunidade de apresentar e discutir suas propostas para o município paraibano. Esse engenheiro agrônomo de 46 anos foi vereador por quatro mandatos. Em 2004, foi o mais votado do estado. Em 2006, foi além. Tornou-se deputado estadual com recorde histórico na cidade.
Também atuou na Secretaria da Interiorização do Estado, entre 2007 e 2008 e, depois, na chefia da Casa Civil do Governo da Paraíba, entre 2008 e 2009. No ano seguinte, Romero Rodrigues foi eleito deputado federal, sagrando-se, novamente, campeão de votos em Campina Grande. Casado com a médica Micheline Moura, é pai de Vitória Moura e Vitor Romero.
Franca (SP) – Alexandre Ferreira

Médico veterinário e professor universitário, 44 anos, tem mestrado em promoção da saúde e pós-graduação em gestão pública. Disputa, em 2012, sua primeira eleição, apoiado pelo atual prefeito Sidney Franco da Rocha – cujo trabalho é aprovado por 90% da população.
Como secretário municipal de Desenvolvimento e Saúde, executou ações como o projeto Remédio em Sua Casa, que possibilitou a entrega de medicamentos a pessoas com deficiência física. Também foi o responsável pela informatização do sistema de marcação de consultas e exames.
Entre as propostas, estão a criação de uma central de monitoramento do trânsito e a implantação de um ônibus-biblioteca – chamado “BusãodaEducação.com”, que também conterá um laboratório de informática. No primeiro turno, foi o candidato mais votado, com 38,14% dos votos válidos. Sua coligação elegeu seis vereadores, formando, assim, a maior bancada na Câmara Municipal. É filiado ao PSDB desde 2011, casado e pai de dois filhos.
Manaus (AM) – Arthur Virgílio Neto

Casado e pai de quatro filhos, o diplomata formado pelo Instituto Rio Branco começou desde cedo na vida pública: foi líder estudantil e crítico da ditadura militar. Em 1982 foi eleito para seu primeiro cargo público, deputado federal, e em 1988, prefeito de Manaus. Ainda no início de seu mandato, em 1989, migrou para o PSDB, partido que ajudou a fundar. No ano de 1994 foi eleito para seu segundo mandato de deputado federal, agora pelo PSDB, sendo reeleito em 1998. Com gestões reconhecidamente eficientes, Arthur foi apontado consecutivamente pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) como um dos parlamentares mais influentes do Congresso.
O candidato tucano foi um dos maiores defensores da Zona Franca, que possibilitou a geração de milhares de empregos para o povo manauense no distrito industrial. Virgílio também foi um dos líderes do governo Fernando Henrique na Câmara, ocupando o cargo de Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência. Em 2002 elegeu-se senador, tornando-se líder da bancada do PSDB no Senado e um dos críticos mais firmes do governo Lula.
Pelotas (RS) – Eduardo Leite

Nascido no dia 10 de março de 1985 em Pelotas, Eduardo Leite, 27 anos, começou cedo na vida política. Caçula de uma família de três irmãos, bacharel em Direito pela Universidade Federal de Pelotas, recebeu mais de 2.900 votos ao se candidatar pela primeira vez ao cargo de vereador, com apenas 19 anos, em 2004.
Depois disso, o tucano foi convidado para atuar como oficial de gabinete na Secretaria Municipal de Governo, ocupando a Secretaria Municipal de Cidadania, tornando-se o secretário mais jovem da história pelotense. Com a posse de Fetter Júnior (PP) na prefeitura, Eduardo assumiu a chefia do gabinete do prefeito, cargo que ocupou até assumir o segundo mandato na Câmara, como o segundo vereador mais votado do PSDB gaúcho.
Autor das leis municipais de transparência no serviço público e da proposta do Código de Ética da Câmara de Vereadores, se conduzido à prefeitura, vai priorizar questões como a educação, com a alfabetização de todas as crianças de até oito anos, melhoria da infraestrutura das escolas e valorização do magistério; além da saúde, segurança, transportes e meio ambiente.
Sorocaba (SP) – Antônio Carlos Pannunzio

Aos 69 anos, o engenheiro metalúrgico Antonio Carlos Pannunzio tem uma ligação umbilical com Sorocaba. O pai do candidato do PSDB à prefeitura da cidade, Armando Pannunzio, foi prefeito por duas vezes nas décadas de 60 e 70 e teve papel fundamental do desenvolvimento econômico e industrial da região.
Antonio Pannunzio segue os passos paternos. Ele começou sua carreira pública como secretário de Serviços Públicos em 1987. Dois anos depois, elegeu-se prefeito e, em 1995, conquistou uma vaga na Câmara dos Deputados, onde permaneceu por 16 anos. Na época, chegou a ser vice-líder do governo Fernando Henrique Cardoso na Casa.
Agora, Pannunzio chega ao segundo turno das eleições municipais praticamente empatado com seu adversário. Ele obteve 116,5, mil votos, o equivalente a 35,6% do total válido, somente três pontos percentuais a menos que seu concorrente.
Taubaté (SP) – Ortiz Júnior

Aos 38 anos, Ortiz Júnior quer dar continuidade ao trabalho que seu pai, Bernardo Ortiz, fez quando comandou a prefeitura da cidade entre 2001 e 2005.
É formado em Direito, com cursos de pós-graduação em Direito Público, Gestão Ambiental, Direito Administrativo e Gerência de Cidades. Recebeu 78.029 votos no primeiro turno, o que equivale a 48,7% dos votos válidos – seu adversário no segundo turno foi escolhido por somente 40.869 eleitores. A bancada de vereadores da coligação – que inclui 14 partidos – será a maior da Câmara de Vereadores a partir de 2013.
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, é um dos principais apoiadores da candidatura do tucano. “O Ortiz Júnior conhece os problemas de Taubaté, tem grande capacidade de trabalho, e, juntos, vamos acelerar as obras e serviços”, afirmou o governador.
Entre as propostas para a cidade constam o ensino em período integral e a criação de uma “comissão de mães” responsáveis pela fiscalização da qualidade da merenda servida nas escolas públicas. Ortiz é casado com Mariah e tem uma filha.
Teresina (PI) – Firmino Filho

O deputado estadual Firmino Filho busca retomar o cargo de prefeito de Teresina, que exerceu entre 1997 e 2004. Quando venceu sua primeira eleição para governar a cidade, em 1996, Firmino tinha apenas 33 anos, o que fez dele um dos prefeitos de capital mais jovens do Brasil. Três anos antes, fora nomeado secretário de Finanças da prefeitura, quando iniciou sua vida pública.
Sua passagem pela prefeitura teve como um de seus principais marcos as ações em defesa das crianças e adolescentes. Projetos para a educação e combate à violência renderam o prêmio Prefeito Criança, concedido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e Fundação Abrinq. O mandato recebeu também destaque na área da habitação: o projeto Vila Bairro, para urbanização de favelas, foi apresentado pela ONU como referência em eventos na Ásia.
Foi eleito vereador em 2008 e, em 2010, deputado estadual. Está no PSDB desde o início de sua vida pública. Economista pela Universidade de Illinois (EUA), é casado com Lucy e pai de Bárbara, Bruno e Cristina.
O que dizem os vencedores:
Belém (PA) – Zenaldo Coutinho







“Tenho um compromisso verdadeiro de construir uma nova cidade, sustentável. Emergencialmente, vou investir em saúde, saneamento e segurança pública.”

Blumenau (SC) – Napoleão Bernardes
“Temos consciência de que fizemos uma campanha com os pés no chão, com humildade.”

Campina Grande (PB) – Romero Rodrigues
“Existe um dito popular que fala que você é melhor avaliado na sua própria casa. Aqui sou bem recebido depois de 20 anos de vida pública. Vou retribuir com muito trabalho e tratamento digno ao cidadão.”

Franca (SP) – Alexandre Ferreira
“Segundo turno é um desafio muito maior e isso permitiu que pudéssemos fazer uma campanha limpa, descente, sem confusão, sem bagunça. A gente conseguiu mostrar para o eleitor que somos o melhor caminho para a cidade continuar crescendo.”

Manaus (AM) – Arthur Virgílio
“Espero que (minha eleição) represente que a cidade de Manaus é independente, acima de caciquismo. A cidade está mostrando todo seu toque de rebeldia”.

Sorocaba (SP) – Antonio Carlos Pannunzio
“Eu confio no meu povo”

Taubaté (SP) – Ortiz Júnior
“Resultado é reflexo do nosso trabalho diário, incansável e que esperamos que se traduza nas urnas. Só tenho a agradecer aos taubateanos e todos que de alguma forma colaboraram conosco.”

Teresina (PI) – Firmino Filho
“Foi uma campanha difícil, tensa, porque nós enfrentamos forças poderosas, os políticos mais fortes do estado.”

Pelotas (RS) – Eduardo Leite
“No primeiro turno tivemos um resultado expressivo, de quase 40%. Setenta e sete mil pessoas estiveram conosco. Foi a maior votação já obtida por um candidato no primeiro turno desde que as eleições em Pelotas passaram a ter dois turnos. Isso nos enche de confiança.”



Respeito às urnas e ao
estado democrático de direito


Artigo do presidente em exercício do PSDB, Alberto Goldman


Saudamos a realização das eleições municipais de 2012 como mais um passo para a consolidação das instituições democráticas.  Por meio da resposta dos cidadãos ocupamos a segunda posição entre os partidos que mais fizeram prefeituras. Fomos a sigla que mais elegeu prefeitos em seis estados. A partir de janeiro do ano que vem estaremos à frente do executivo em 701 cidades e recebemos essa tarefa com muita honra e consciência de nossa responsabilidade. Afinal, os prefeitos são os administradores mais próximos do dia-a-dia da população.

Chegamos a este patamar apoiados única e exclusivamente por aqueles que apostaram nos nossos projetos, por aqueles que conhecem e aprovam o modo PSDB de administrar. O povo entendeu que, para a nossa legenda, cuidar dos municípios é uma prioridade.

Mostramos resistência, uma oposição firme e atuante. A vitória de Arthur Virgílio, em Manaus (AM) é símbolo maior da força tucana. É prova de que nem sempre o abuso da máquina pública traz vitórias. Nessa capital e em tantos outros municípios, a população foi soberana e fez o PSDB lograr êxito, juntamente com quase seis mil representantes da legenda em todo o país, entre prefeitos e vereadores que agora terão a grande responsabilidade de honrar as diretrizes do partido e servir a quem os escolheu.

Em relação às perdas, há duas considerações. A primeira é que elas não tiram, em absoluto, nossa vontade de fazer política e trabalhar pelo Brasil. Nós, tucanos, entendemos que se pode lutar pela melhoria da qualidade de vida das pessoas mesmo sem comandar o município. O cidadão que votou no partido – e mesmo aquele que não votou – pode ter a certeza que encontrará nossos representantes sempre dispostos a zelarem pela democracia e pela administração pública de qualidade.

Além disso, respeitamos a democracia e a decisão tomada por meio do voto. Diferentemente do que faz o PT quando é contrariado, não tratamos escolhas populares referendadas pela Justiça como um “golpe” – e nem culpamos inimigos abstratos como a “imprensa” e as “elites”. Para o PSDB, o que importa é a soberania popular.

No entanto, precisamos registrar que a seriedade do processo eleitoral foi atacada em muitas oportunidades ao longo dos últimos meses. À frente do governo federal, o PT não se furtou a fazer o possível – ainda que ilegal ou imoral – para dar a vitória aos seus aliados. Os exemplos são vários. A começar pelas viagens da presidente Dilma Rousseff para tratar de assuntos eleitorais. Embora, como cidadã, ela seja livre para expressar suas opiniões, não podemos concordar com o fato de receber aliados e de participar de comícios e reuniões partidárias em horário de expediente, transmitindo aos eleitores que poderiam ter mais recursos para enfrentar suas dificuldades se apoiassem os seus candidatos preferidos.

Lembramos também que a presidente antecipou a reforma ministerial com vistas a reforçar a candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo, nomeando a senadora Marta Suplicy para a pasta da Cultura. Com isso, um ministério importante foi tratado como uma simples moeda de troca eleitoral.

É diante deste cenário que o PSDB se insere, sentindo-se ainda mais motivado a permanecer na disputa política, com sua excelência em gestão e com um legado de conquistas, sempre a favor do Brasil. Queremos honrar os mandatos que recebemos, discutir o modelo de país do futuro e reafirmamos, mais uma vez, nossa posição como a principal alternativa ao modelo autoritário que ainda insiste em se manter no plano federal.


“Governo deve explicações convincentes e urgentes
sobre série de apagões
elétricos”, afirma líder do PSDB


O governo federal deve uma explicação à sociedade sobre os sucessivos apagões elétricos que atingiram o Brasil nas últimas semanas. A avaliação é do líder do PSDB na Câmara, Bruno Araújo (PE), após a região Nordeste e parte da região Norte ficarem sem energia elétrica na madrugada desta sexta-feira (26). Para o deputado, a sequência de quedas de energia não pode ser considerada coincidência, como defendeu inicialmente o governo. Leia mais



Nova queda de energia desmente discurso do Planalto de segurança no sistema, alertam deputados

Mais uma onda de apagões afetou regiões do país, dessa vez atingindo nove estados do Nordeste e parte do Norte. O blecaute na madrugada desta sexta-feira (26) desmente afirmação do governo federal de que o sistema é robusto e seguro. Para o deputado Antonio Imbassahy (BA), o discurso não passa de falácia. “O sistema não é confiável e nem seguro como afirmam as autoridades do setor”, completou o tucano. Leia mais



Ficar no escuro virou rotina
para o brasileiro, diz ITV

Na madrugada desta sexta-feira (26), um novo apagão atingiu todo o Nordeste e parte do Norte e do Centro-Oeste. As quedas de energia têm sido cada vez mais frequentes e prolongadas, atingindo milhares de brasileiros. “Este foi o quarto apagão ocorrido no país desde setembro, numa triste rotina que se acentuou no governo Dilma. Em 22 de setembro, oito dos nove estados nordestinos já haviam ficado sem luz”, lembra a Carta de Formulação e Mobilização Política do ITV. Leia mais



Para Mendes Thame, STF deve punir condenados do mensalão
com o mesmo rigor

O líder da Minoria na Câmara, Antonio Carlos Mendes Thame (SP), disse nesta sexta-feira (26) que o memorial entregue pela defesa de José Dirceu aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo punições mais brandas é a aceitação de que o petista já foi condenado. De acordo com o jornal “Correio Braziliense”, diante das penas altas impostas ao empresário Marcos Valério no julgamento do mensalão, a defesa do ex-ministro da Casa Civil pede no documento que os magistrados da Suprema Corte considerem o passado do petista como atenuante para as condenações. Leia mais



Kaefer: falta de luz é resultado da inexistência de planejamento, coordenação e investimentos

“Faltam planejamento, coordenação e investimentos no setor elétrico brasileiro para possibilitar suas modernização e confiabilidade”. A avaliação é do deputado e empresário Alfredo Kaefer (PR) após a ocorrência do quarto apagão no Brasil de grande proporção desde setembro último e que ontem – ao final da noite – e hoje – no início da madrugada – prejudicou econômica e socialmente os estados do Nordeste e parte daqueles do Norte. Leia mais



Medidas pontuais não resolvem caos nos aeroportos, avalia Nilson Leitão

A medida anunciada pelo governo para evitar novas panes nos aeroportos não é suficiente para resolver os problemas dos terminais brasileiros. A avaliação foi feita nesta sexta-feira (26) pelo deputado Nilson Leitão (MT). O tucano acredita que a decisão de elevar as multas aplicadas ao setor em até mil vezes nos casos de transtorno à ordem pública, comprometimento da segurança e caos, é apenas uma forma de remediar algo que a gestão petista não consegue prevenir. Leia mais

PSDB - Comissão Nacional - Avenida L2 Sul, quadra 607,
Edifício Metrópolis, cobertura 2 - CEP 70200-670 - Brasília-DF
Fone: (0xx61) 3424-0500 - Fax: (0xx61) 3424-0515 - tucano@psdb.org.br




Veja os percentuais de
votação por zona eleitoral


O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) divulgou os percentuais de votação em Belém em cada zona eleitoral:  





Sistema de Segurança Pública registra apenas uma ocorrência de crime eleitoral
O Sistema de Segurança Pública do Estado Pará registrou apenas uma ocorrência referente a crime eleitoral durante o segundo turno da eleição municipal na capital paraense. Marcio Antônio Silva foi abordado e conduzido até a seccional da Cremação por utilizar um veículo com amplificadores e caixas de som para promoção e propaganda de um candidato a prefeito de Belém. A prisão resultou de uma denúncia feita pela promotora de Justiça Lucinery Helena Ferreira. O fato ocorreu por volta das 11 horas deste domingo, na avenida Bernardo Sayão. A ocorrência policial foi registrada pela delegada Tania Maria dos Santos Nascimento.


Governador vota e chama atenção para questões metropolitanas
Logo após votar no fim da manhã deste domingo, 28, no Núcleo de Esporte e Lazer da Secretaria de Estado de Educação, em Belém, o governador Simão Jatene garantiu que, independentemente de quem venha ganhar a eleição, o Governo do Estado sempre estará aberto a parcerias para dinamizar o desenvolvimento da capital.
O governador também reiteirou sua opinião de que o desenvolvimento urbano de Belém deve ser integrado e fomentado a partir de um  plano metropolitano. “Não podemos mais encarar planejamento urbano de Belém sem levar em conta também as carências e as necessidades das outras cidades que integram a Região Metropolitana, como Ananindeua e Marituba, por exemplo. É necessário também que trabalhemos no sentido de união, não só de recursos, mas também de ideias e soluções para os problemas comuns de todos”, afirmou o governador.
Simão Jatene disse que para ele a eleição é sempre um aprendizado, não só como político, mas como ser humano. Neste processo, segundo o governador, todos aprendem e evoluem. “A cada novo pleito o eleitor aprende cada vez mais a discernir, os candidatos aprendem e a sociedade cria filtros. Com isso, acredito eu, evoluimos em todos os sentidos, principalmente no exercício da cidadania”.
O governador também chamou atenção para a questão da união e da identificação de propostas entre Prefeitura e Governo do Estado. “Quem me conhece sabe que não sou hipócrita. Prefiro, claro, trabalhar com pessoas que conheçam o meu programa de governo e que tenham afinidades com minhas ideias de desenvolvimento social. E aqui me refiro a ideias e propostas vencedoras, que tenham coerência e beneficiem, de fato, a população”.
Durante sua permanência na seção eleitoral, o governador Simão Jatene esteve acompanhado da primeira-dama, Ana Jatene; do senador Flexa Ribeiro; e do candidato do PSDB à Prefeitura de Belém, Zenaldo Coutinho. Depois de votar e conversar com a imprensa, Jatene acompanhou a primeira-dama até Vila de Icoaraci, onde ela exerceu seu direito ao voto. 

Texto:
Mauro Neto-Secom



Corregedorias das polícias Civil e Militar atuam integradas durante o pleito
Da mesma forma como ocorreu no primeiro turno das eleições, a Corregedoria Geral da Polícia Civil atuará de forma integrada com a Corregedoria da Polícia Militar neste domingo. As duas corporações contam com uma Unidade Móvel, utilizada pela primeira vez nas eleições do dia 7 de outubro, destinada a garantir o bom andamento das atividades policiais nas Delegacias e postos da Polícia Militar.
“O objetivo é assegurar o comparecimento de todos os servidores convocados a trabalhar durante o pleito nas unidades policiais e  verificar a ocorrência de desvios de função”, explica a delegada Nilma Lima, corregedora geral da Polícia Civil.
Segundo ela, não foi registrada qualquer ocorrência desse tipo durante o primeiro turno. "Percorremos todas as unidades da capital para averiguar se os policiais estavam a postos e se o atendimento das ocorrências no dia de votação transcorriam dentro da normalidade, e nada foi registrado.
No primeiro turno, a Central de Monitoramento do Sistema de Segurança Pública montada para acompanhar as ocorrências de crime eleitoral contabilizou 127 procedimentos em todo o Estado. Os principais delitos foram “boca de urna”, transporte de eleitor e corrupção eleitoral. Cerca de 20 pessoas foram detidas por crimes eleitorais no Pará.

Texto:
Aycha Nunes-Polícia Civil



Santa Casa de Misericórdia celebra a Procissão da Festa











Pela primeira vez em mais de 130 anos de procissão, a Capela da Santa Casa de Misericórdia do Pará foi o ponto de partida da décima romaria do calendário do Círio 2012. A Procissão da Festa foi acompanhada, na manhã deste domingo, 28, pela diretoria do hospital, diretoria da Festa, pelas comunidades que se congregam na Basílica Santuário e pelos moradores que residem no entorno da instituição.
A imagem peregrina chegou à Santa Casa às 6h e foi homenageada com uma missa celebrada por Dom Mário Silveire, Bispo de Propriá, em Sergipe, na presença de Dom Alberto Taveira, Arcebispo Metropolitano de Belém; e Padre Jaime, da Paróquia de São Raimundo. Quase duas mil pessoas acompanharam a liturgia e, sequência, saíram em procissão até a Praça Santuário.
A presidente da Santa Casa, Eunice Begot, destacou a honra que foi, para a direção e para todos os servidores da Santa Casa de Misericórdia, ter a instituição como ponto de partida da Procissão da Festa. “A família Santa Casa se sente muito honrada de ter esse privilégio de receber a imagem peregrina para uma procissão tão importante. Estamos muito emocionados e esperamos que ano que vem esse momento se repita e que Nossa Senhora possa interceder por todos os nossos pacientes, profissionais e familiares”, disse.
Histórico - A Procissão da Festa é a terceira romaria mais antiga da Quadra Nazarena, depois do Círio e da Trasladação. Não se sabe ao certo quando a primeira edição dela foi realizada, mas há registros de que em 1881, 24 anos antes dos Barnabitas assumirem a Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré do Desterro, ela já acontecia. Costumava ser realizada à tarde, até que uma forte chuva, em 1953, fez com que a comunidade transferisse a romaria para a parte da manhã, no ano seguinte. Antes da construção da Praça Santurário, a procissão costumava sair de dentro da Basílica.
No dia 22 de outubro de 2000, a procissão coincidiu com o jubileu de ordenação de Arcebispo Metropolitano de Belém à época, Dom Vicente Zico e, por esse motivo, passou a sair da Praça Santuário em direção à Catedral. Em 2001, a procissão passou a percorrer  todas as comunidades que fazem parte da Paróquia de Nazaré, ganhando um percurso o mais longo, de 4,3 quilômetros.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa



Especialização em Gestão da Atenção Primária à Saúde tem aula inaugural em Paragominas
Profissionais de saúde de Paragominas e de mais 22 municípios paraenses assistiram a primeira aula do Curso de Especialização em Gestão da Atenção Primária em Saúde, ministrada na última sexta-feira, 26, no Teatro Reinaldo Castanheira, do Espaço Cultural do município. A iniciativa é da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e da Universidade Estadual do Pará (Uepa), com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Ministério da Saúde e a adesão do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde (Cosems). Estiveram presentes o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, além de representantes da reitoria da Uepa, diretores e coordenadores da Sespa.
O curso é ofertado pelo Campus VI, da Uepa de Paragominas com o objetivo de formar gestores de saúde e organizar a Rede da Atenção Primária à Saúde da Região Metropolitana III, que abrange os 22 municípios.
A aula inaugural foi ministrada pelo consultor da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e do Conass, Eugênio Vilaça Mendes, que com o tema “Rede de Atenção à Saúde” fez uma análise da saúde no Brasil e abordou assuntos relacionados às doenças crônicas que mais afetam a população nos últimos anos. O consultor ressaltou a importância do comprometimento dos profissionais de saúde para o bom funcionamento da rede. “Com a dedicação dos trabalhadores de saúde é possível melhorar a qualidade dos serviços oferecidos pela Atenção Primária. São esses atores que ajudarão os gestores a mudar o cenário da Atenção Primária de seus municípios”, destacou.
A Especialização oferece 60 vagas a trabalhadores da saúde de nível superior, efetivos das Secretarias de Saúde dos municípios da Região de Saúde Metropolitana III, que atuam na Atenção Primária e Vigilância à Saúde. Segundo Helio Franco, o curso é essencial para o fortalecimento da Atenção Primária do SUS do Pará, pois garante a preparação necessária dos profissionais da área de saúde para que o serviço funcione de maneira eficaz. “A Atenção Primária é fundamental para a população. Sem a qualificação não é possível garantir saúde de qualidade. Com atendimento adequado, previne-se uma séria de doenças crônicas que, se não tratadas, poderão futuramente comprometer a qualidade de vida das pessoas. A Sespa vem trabalhando   incansavelmente para o fortalecimento desse setor em todo o Estado”, reiterou.
Para a diretora de Atenção Primária da Sespa, Jane Neves, este o curso é um dos resultados do compromisso firmado pelo Governo do Estado. “Uma especialização dessa magnitude reforça o comprometimento do Governo do Pará com a saúde em todos os municípios paraenses. Nossa finalidade é mudar o modelo de Atenção Primária para atender as necessidades da população”, afirmou.
O prefeito de Paragominas, Adnan Demachki, que participou da aula de abertura, agradeceu ao Estado pela escolha do município para sediar a especialização,  que considera de "extrema importância para a população, em especial a dos município do interior. " A interiorização desse tipo de formação possibilita a capacitação dos profissionais que residem em localidades mais distantes da capital e consequentemente, a melhoria dos serviços de atenção básica à saúde prestados à população que vive nessas regiões", ressaltou.
O curso será financiado com recursos da Educação Permanente em Saúde da Sespa, de acordo com os critérios metodológicos selecionados pelo Conass. Seu objetivo geral é desenvolver ações e estratégias para aprimorar e promover melhorias no âmbito da Atenção Primária, de forma a responder de forma regionalizada, contínua e sistematizada às principais necessidades de saúde das populações, integrando ações preventivas e curativas.

Texto:
Edna Sidou-Sespa



Casa Cor Rio expõe joias e
Acessórios  de moda do Pará
Com cerca de 80 peças, entre joias e acessórios de moda, o Espaço São José Liberto será a atração do Ambiente Joalheria, que integra o projeto “Joia da Casa”, na 22ª edição da Casa Cor Rio, realizada na capital carioca. Criadas e confeccionadas por 17 designeres e nove empresas vinculadas ao Programa de Desenvolvimento do Setor de Joias e Metais Preciosos do Pará, as peças mostram ao público do evento – estimado em até 70 mil visitantes – a criatividade, a diversidade e a sustentabilidade que caracterizam os produtos do Polo Joalheiro do Pará, no período de 30 de outubro a 4 de novembro.
Sob coordenação da jornalista e consultora de moda e estilo, Cristina Franco, o processo de criação de várias peças expostas na Casa Cor Rio valorizou a matéria prima regional, a capacidade criativa dos artistas da joalheria e do artesanato local, e as referências culturais e históricas do Pará, dentro dos conceitos da Economia Criativa.
Em braceletes, brincos, anéis, colares e maxicolares, pingentes, bolsas, carteiras e até um ostensório, estão as texturas, as cores e o modo de ser do povo da Amazônia. A beleza e a durabilidade dos metais nobres, como ouro e prata -, se harmonizam com o brilho das gemas minerais (greengold, quartzo, turmalina, citrino, diamante e jaspe), o colorido das fibras e da chita (tecido muito usado nas vestimentas de grupos folclóricos), a dureza do chifre de búfalo e da madeira regional, com a rusticidade de fibras vegetais, de escamas de peixes da região e do inusitado coador descartável de café reciclado.
O público também terá a oportunidade de conhecer um pouco da produção de joias com inspiração na festividade do Círio de Nazaré, que homenageia a padroeira dos paraenses. As peças foram criadas para a coleção "Joias de Nazaré 2012".
Participam desta edição da Casa Cor Rio as empresas Amorimendes, Danatureza, Celeste Heitmann, Ivete Negrão, Joiartmiro, Mãe D'Água Biojoias, Montenegro's, Rosa Leal e Sila Brasila. As peças foram criadas por Argemiro Muñoz, Bárbara Müller, Circe do Socorro, Eli Cascaes, Fábio Monteiro, Izaías Lopes, Ivam Pereira e Silva, Joseli Limão, Júlia Mendes, Marcilene Rodrigues, Celeste Heitmann, Ivete Negão, Nilma Arraes, Rosa Leal, Rosáurea da Cunha Simões, Roseli Matias e Selma Montenegro.
Público seleto - O projeto “Joia da Casa” é destinado a joalheiros e designeres de joias, que a cada semana do evento expõem e vendem suas criações para um público formado principalmente por arquitetos, decoradores e paisagistas, além de jornalistas especializados nas áreas de decoração, moda e estilo. O projeto da loja do espaço “Joia da Casa” é de autoria dos arquitetos Mariana Dornelles, Fillipi Sartori e Luciana Arnaud.
A Casa Cor Rio 2012 é realizada em um prédio histórico, construído em 1922, no bairro do Flamengo, em frente ao Pão de Açúcar. Todo o trabalho desenvolvido no Espaço São José Liberto é coordenado pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama) e pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom).

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto



Valorizaçao marca o Dia dos Servidores no Estado
A jornada de trabalho da técnica em enfermagem Edna Maria Lessa, de 56 anos, começa cedo. Todos os dias, às 7 horas, ela inicia os serviços na Central de Processamento de Material e Esterilização da Santa Casa de Misericórdia do Pará. Há 25 anos como funcionária estadual, Edna iniciou sua carreira no serviço público no antigo Instituto de Previdência e Assistência de Servidores do Estado (Ipasep), atual Instituto de Assistência aos Servidores do Estado do Pará (Iasep). Na Santa Casa, a servidora está há oito anos.
Neste mês, por ocasião do Dia do Servidor Público, comemorado neste domingo, 28, Edna e outros 61 servidores do Estado representaram os 107 mil que integram a administração pública estadual na cerimônia de premiação “Servidor Nota 10”, realizada na última sexta-feira, 24, pela Escola de Governo. Como servidora nota 10 da Santa Casa, Edna foi homenageada com um diploma assinado pelo governador Simão Jatene, medalha e um cheque no valor de R$ 1 mil.
Na Central da Santa Casa, Edna é uma das funcionárias responsáveis pelo controle, preparo e esterilização de todos os artigos médicos utilizados no hospital. Por turno, cada funcionário prepara cerca de mil peças. Anualmente, os 38 servidores da Central da Santa Casa chegam a preparar mais de um milhão. “Sai tudo daqui e após ser utilizado, esse material retorna para ser lavado, processado e preparado novamente. Não existe hora, nem setor. Estamos prontos sempre que precisar, 24 horas”, afirma orgulhosa, a técnica.
Além de Edna, outros sete servidores da Santa Casa atenderam todos os requisitos do concurso, entre eles, assiduidade, pontualidade, capacidade de resolver problemas, humanização no atendimento e dedicação ao trabalho. Para a escolha da técnica, o tempo de serviço prestado à população foi determinante. Somado ao tempo de carteira assinada, a técnica totaliza mais de 32 anos de serviços prestados à população.
Para uma carreira longa, a servidora acredita que a seriedade no serviço é fundamental. “Sou voltada para o trabalho, de chegar e meter a mão na massa mesmo, cumprir minhas obrigações. Mais do que qualquer coisa fico feliz pelo reconhecimento. O serviço não pode parar porque não tem funcionário. Trabalhamos em hospital para salvar vidas, então temos que estar sempre atentos para ajudar todos os setores. O paciente está ali porque precisa de cuidados”, afirma.
Dedicação – Na Secretaria de Estado de Educação (Seduc) a eleita foi Laudinéa Andrade Souza, 56, que trabalha na Escola de Educação Tecnológica “Francisco Chagas Azevedo (Cacau)”, no distrito de Icoaraci. Laudinéa está há 36 anos no Estado e, como secretária, já passou pelas escolas estaduais Instituto São Vicente de Paulo, Américo de Souza, Aldebaro Klautal e Claudine Gabriele.
“Cheguei à conclusão que gosto muito do que faço, senão não estaria há tanto tempo”, diz a servidora. Em todos os anos de serviço público, Laudinéa se ausentou somente para cumprir a licença maternidade. “Quando têm esses feriados prolongados sinto falta de vim para a escola trabalhar”, declarou a secretária, que costuma chegar ao trabalho pontualmente às 6h50.
Exemplos de dedicação no trabalhado também foram premiados no interior do Estado. Um deles foi o agente de defesa agropecuário Aprígio Lins de Oliveira, 32, eleito servidor nota 10 da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará). Natural de Porto de Moz, município do Baixo Amazonas, atualmente ele está locado na Unidade Local de Sanidade Agropecuária (Ulsa) de Itaituba, na mesma região.
Há três anos no serviço público, para integrar a administração efetiva do Estado, Aprígio precisou de muita dedicação. Tão logo chegou a Itaituba, o técnico começou os trabalhos na Adepará como temporário. “Assim que abriu um concurso, em 2009, fiz e passei. Em 2010 já estava trabalhando como concursado”, recorda. Na unidade o servidor participa de palestras educativas e auxilia agrônomos e veterinários no controle do rebanho paraense.
Outra servidora do interior que ganhou o concurso pelo seu órgão foi a pedagoga Elizamar Gomes da Silva Púpio, 40, que trabalha como na regional de Conceição do Araguaia, no sul do Estado, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater). “Comecei a trabalhar cedo no serviço público na área da educação. Na Emater o trabalho não deixa de ser educacional, já que nosso maior objetivo é levar as políticas públicas do Estado para o campo”, afirma a servidora, que exerce suas atividades na Emater há seis anos.  
Valorização – Ao reconhecer e premiar o bom trabalho dos servidores, o diretor geral da Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA), Ruy Martini, acredita que o evento materializa uma das propostas da atual gestão, de incentivo à meritocracia. Criado em 2003, o “Servidor Nota 10” foi suspenso em 2006. O retorno da premiação e do programa de valorização do servidor era um dos projetos da Agenda Mínima de Governo, dentro do Programa Gestão de Qualidade.
“Resgatamos uma ação concreta que vai ao encontro da valorização e do mérito de cada um daqueles que contribuem efetivamente para que as políticas públicas tenham o alcance desejado na sociedade. O setor público é grande mola das políticas públicas e servido,r sendo reconhecido e valorizado, tenho certeza que se sentirá motivado a contribuir ainda mais para as políticas do seu órgão. Desta forma, o Estado poderá caminhar com uma velocidade muito maior”, afirma o diretor da EGPA.
Ao serem eleitos em seus órgãos por uma comissão composta pelos próprios colegas, os servidores concorreram a uma premiação no valor de R$ 30 mil. A grande vencedora foi Ciane Monteiro, que há 15 anos trabalha no Centro de Perícias Cientificas “Renato Chaves”. Ela foi escolhida através de um sorteio feito durante a cerimonia. Além da premiação, para comemorar o Dia do Servidor, a última semana ainda contou com uma série de ações como parte do Programa de Valorização do Servidor Público Estadual e do Programa de Saúde e Segurança Ocupacional do Servidor.  

Texto:
Amanda Engelke-Secom



1° Corrida e Caminhada do Servidor reúne quase mil pessoas no Parque do Utinga
Funcionários lotados nos órgãos da administração direta e indireta do Estado participaram, na manhã deste sábado, 27, da 1° Corrida e Caminhada do Servidor, que encerrou a programação da Semana do Servidor Público realizada para Secretaria de Estado de Administração (Sead). A atividade foi realizada no Parque Ambiental do Utinga e contou com a participação de cerca de mil servidores.
Foram premiados os três primeiros colocados nas categorias masculina e feminina. O policial militar Renato Teixeira Alves conquistou o primeiro lugar, com um tempo de 29'17", e levou para casa o prêmio de R$ 500,00, além da medalha de ouro e troféu pela colocação. “Essa vitória é fruto de um treinamento diário. Eu gosto muito de correr para adquirir preparo físico e isso ajudou bastante. Esporte é vida e essa iniciativa do governo incentiva os servidores públicos a praticarem o esporte e manterem a saúde em dia”, declarou o policial, que também disputa maratonas profissionais pela Associação dos Corredores do Pará (Ascorp).
Na categoria feminina o primeiro lugar ficou com a também policial militar, da Ronda Tática Metropolitana (ROTAM), Ana Claúdia Brito Coimbra, que fechou a corrida com um tempo de 37'17", faturando a medalha de ouro. “Os servidores se sentem homenageados e privilegiados em ter uma competição voltada para eles. Para mim, que tenho como uma vitória ser uma servidora pública, é muito bom participar de uma prova que é prefeita para quem gosta de esporte. É um incentivo para gente continuar cuidando da saúde” conta ela, que treina há mais de 11 anos.
O vice-governador do Estado, Helenilson Pontes, participou da corrida como forma de prestigiar o funcionalismo e comemorar a data junto com os servidores. “O que nós vimos aqui foi uma grande festa voltada ao servidor público estadual, feita não apenas a título de homenagem, mas sobretudo para integrar os profissionais dos diversos órgãos. Esse é um reconhecimento justo que do Governo do Estado faz pelo trabalho árduo e continuo que eles desenvolvem”.
Para a secretária de Administração, Alice Viana, iniciativas como essa são fundamentais para valorizar e reconhecer a dedicação dos servidores públicos estaduais. “Essa não é uma ação isolada. Ela integra um conjunto de atividades que tem como prioridade a qualidade de vida, a atenção com a saúde e a integração do conjunto de servidores, que hoje já somam 107 mil em todo o Estado", ressaltou ela.
A segurança do evento foi garantida pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros. A Sead contou também com o apoio da Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges) na organização da corrida. A Central de Abastecimento do Pará (Ceasa) doou cerca de mil frutas para que os corredores pudessem repor as energias gastas durante a competição. A Secretaria de Esporte e Lazer (Seel) disponibilizou técnicos para auxiliar no aquecimento dos atletas antes da corrida. Empresas privadas também disponibilizaram protetores solares, água mineral, as camisas utilizadas na maratona e até tratamentos estéticos para relaxar os competidores após o evento.

Texto:
Pablo Almeida-Secom



Edmilson Rodrigues agradece
os mais de 300 mil votos no 2º turno



Na noite deste domingo (28), após o resultado final do segundo turno das Eleições municipais, o candidato Edmilson Rodrigues, do PSOL, esteve em seu comitê e agradeceu os mais de 300 mil votos recebidos pela Frente formada pelo PSOL, PC do B e PSTU, mais o apoio do PT, PPL, PDT, PTN e PRTB. 
O candidato do PSOL destacou também que é hora da soberania popular ser respeitada, mas advertiu que o povo e a bancada eleita na Câmara serão soberanos também para cobrar as mudanças prometidas pelo prefeito eleito. 'É claro que tivemos uma grande vitória política. São pessoas que acreditam na mudança expressa no nosso programa, que iria, realmente, revolucionar Belém', destacou.
Edmilson observou que parte da população viu no candidato eleito a possibilidade de mudança. O importante agora, na avaliação dele, é que todos estejam também atentos para o cumprimento das promessas. 'Vamos estar vigilantes. O povo tem que estar vigilante', alertou.
'Tivemos uma vitória eleitoral importante porque conseguimos uma bancada eleita de 10 vereadores, mais os aliados. Esses representantes do povo vão ser fundamentais para cobrar que o programa apresentado seja cumprido', disse. Edmilson concluiu seu pronunciamento dizendo que deseja uma 'boa administração ao novo prefeito eleito e sorte ao povo'.
Com informações da assessoria do candidato
Foto: Marcelo Seabra




Show pirotécnico encerra quadra nazarena



A tradicional missa de encerramento do Círio, que antes era campal, desta vez foi interna, pois a chuva iria despencar segundo a previsão do tempo havia anunciado.
O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira, relembrou os 15 dias de devoção e expressão de fé à Rainha da Amazônia.
Na concha acústica, o Círio Musical teve como atração o cantor mineiro Eros Biondini que fechou o evento cantando para uma verdadeira multidão de católicos.
Na sequência, um dos momentos mais esperados. Por volta das 23h deste domingo (28) centenas de fiéis  já aguardavam o show pirotécnico na Basílica Santuário de Nazaré. A tradicional queima de fogos que encerra a quadra nazarena.
Este ano, a atração contou com cerca de 1,5 toneladas de fogos de artifícios, o diferencial foi menos barulho e mais apelo visual.
De acordo com a diretoria da festa o show durou apenas 12 minutos. Tempo suficiente para colorir o céu no bairro de Nazaré.
(Ronald Sales /DOL com informações do repórter Isidoro Calixto/RBATV)

(Foto: Reprodução @CirioOficial)



PSOL elege seu primeiro
prefeito em uma capital




O PSol elegeu seu primeiro prefeito em uma capital neste domingo (28), após sete anos de registro do partido. Candidato em Macapá (AP), Clécio Luís venceu o atual prefeito da cidade, Roberto Góes, do PDT, na disputa mais acirrada da região Norte, com 50,59% dos votos. A vitória do candidato só se confirmou após 99% das urnas terem sido apuradas.
Clécio já havia sido secretário estadual de Educação e está no seu segundo mandato consecutivo como vereador de Macapá, sendo o primeiro mandato pelo PT, e o segundo pelo PSOL.
(DOL)



Governo Dilma investe só 22%

do previsto em saneamento




Quase na metade do mandato, água
e esgoto ainda estão no papel

Tristes ironias cercam Ercival Pereira de Almeida. Ao se aposentar, resolveu deixar Brasília e morar com a família em um local bucólico. Escolheu terreno no topo de um morro, onde constrói desde 1998 um sobrado. Um buraco cavado à enxada, no jardim, deixa antever a esperança de construir uma piscina. O fundo da casa dá para um lago artificial, criado por barragem que formou um reservatório de água. Mas para Almeida realizar seu sonho falta o fornecimento seguro e contínuo de água e esgoto, o que, aliás, ocorre só em metade dos domicílios brasileiros.
A maior ironia é que a cidade que Almeida escolheu para viver se chama Águas Lindas, em Goiás, na divisa com o Distrito Federal, onde está localizado o Lago Descoberto, que abastece 70% de Brasília, mas não deixa nem uma gota no município goiano.
Desde 2007, há expectativa da chegada de R$ 60 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para saneamento na cidade, além de outros milhões de um acordo entre Brasília e Goiás para instalar a rede em 31 anos, a partir de 2003. Até hoje, porém, o sistema de abastecimento de água na casa de Almeida é o mesmo de quatro anos atrás. A fossa séptica ele mesmo que construiu.
— A água que temos aqui é de poço artesiano e chega para nós de uma forma precária — lamenta Almeida.
Já quase na metade do mandato, a presidente Dilma Rousseff aplicou menos de um quarto do orçamento previsto para saneamento básico. Entre 2011 e 2012 (até a primeira quinzena deste mês), de R$ 16,094 bilhões disponíveis — somados FGTS e orçamento da União — foram desembolsados R$ 3,549 bilhões, ou 22% do programado. Para especialistas, no ritmo atual, o país não alcançará a meta de universalização do serviço até 2030 (com fornecimento público de 100% de água e 88% de esgoto).
Repetir modelo da habitação
Segundo eles, o quadro só vai mudar se o governo abraçar a causa, como fez na habitação, ao criar o Minha Casa Minha Vida com forte subsídio e com foco principal na baixa renda.
Pelos cálculos incluídos no Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab), que esteve em consulta pública até setembro, seriam necessários R$ 15 bilhões por ano para atingir a meta. Em 2011, foram investidos apenas R$ 8 bilhões, somados recursos públicos e privados, de acordo com cálculos do setor e neste ano o valor deverá ser ainda menor.
A eficácia do Plansab dependerá, em parte, dos resultados das urnas neste ano, por causa da responsabilidade dos municípios em oferecer acesso a água, esgoto, drenagem e recolhimento de resíduos sólidos.
Mesmo quando contratados, muitos projetos não deslancham por falhas de concepção e resultam em bloqueios das obras. Segundo o Ministério das Cidades, dos R$ 40 bilhões previstos para saneamento no PAC 1, que vigorou de 2007 a 2010, 57% foram efetivamente executados até setembro deste ano. Pelo PAC 2, dos R$ 17,4 bilhões, 5% foram realizadas.
Ministério: não há atraso
O ministério avalia que o andamento está dentro do cronograma e não considera baixo o ritmo de execuções.
— Pelos números do próprio governo, os investimentos não atingem a universalização — disse o presidente da Associação das Empresas Estaduais de Saneamento Básico (Aesbe), José Carlos Barbosa.
De acordo com levantamento da Caixa Econômica Federal, dos R$ 9,648 reservados pelo FGTS para saneamento em 2011 e 2012, apenas R$ 2,560 bilhões foram pagos. Segundo levantamento da Consultoria de Orçamento do Congresso, dos R$ 6,446 bilhões autorizados para obras de tratamento de água e esgoto no período, só R$ 989 milhões foram desembolsados e, ainda assim, utilizando-se restos a pagar de anos anteriores.
— Os recursos não têm sido suficientes para aumentar, de forma significativa, a cobertura — reforçou o especialista em saneamento do Banco Mundial, Thadeu Abicalil.
As desculpas para a falta de investimentos no setor são as mesmas de décadas atrás: faltam bons projetos, concessionárias estão quebradas e estados e municípios não têm capacidade de tomar empréstimos. Além disso, há morosidade nas licitações. O Ministério das Cidades repassa recursos e oferece apoio, mas os projetos dependem das empresas, estados e municípios.
— Falta uma política de recuperação das empresas municipais país afora. A maioria tem uso político e são deficitárias — disse a consultora da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) Maria Henriqueta Arantes.
Enquanto queimava o lixo que nunca foi recolhido de sua casa em Águas Lindas, o pintor Bruno Inácio dos Santos via, ao longe, um asfalto novinho sendo instalado:
— Aqui a pavimentação veio antes.
Ali perto, sua vizinha Laiane Pires da Silva lembra que há algumas semanas equipes do governo deixaram “toquinhos” de madeira no chão, indicando que poderiam fazer o saneamento.
— Depois das eleições não vimos mais ninguém aqui na rua — disse ela.
Fonte: O Globo



Vítima reage a assalto e mata criminoso

Uma tentativa de assalto terminou em morte na noite deste domingo (28), no bairro do Jurunas. A ação ocorreu por volta das 21h dentro de um veículo alternativo, na rua Fernando Guilhon com a passagem Jacó. O passageiro que foi abordado pelos assaltantes portava uma arma e trocou tiros com os criminosos.
Um dos assaltantes, identificado apenas como 'Hebert', morreu a caminho da Unidade Básica de Saúde do Jurunas. Seu comparsa, ainda não identificado, conseguiu fugir do local mesmo estando ferido.
O passageiro que também ainda não identificado, abandonou o local antes da chegada das autoridades. A polícia investiga o caso.
(DOL,com informações do Diário do Pará)





Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...