Total de visualizações de página

terça-feira, outubro 02, 2012

Notícias do dia 03 de outubro



Secretário de Saúde fala sobre o atendimento no Hospital Metropolitano
Na manhã desta quarta-feira (03), a partir das 10h, o secretário estadual de Saúde, Hélio Franco, fará uma coletiva de imprensa no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, para falar do balanço dos atendimentos e da capacidade do hospital, que é referência em trauma de média e alta complexidade.
Entre algumas das ações de destaque do Hospital Metropolitano estão a inserção no programa S.O.S Emergência, que ocorreu em 2 de maio de 2012, quando o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, esteve no Metropolitano e assinou o termo de compromisso com os gestores locais, bem como a Certificação Ouro em Boas Práticas de Lesões de Pele, concedida ao hospital em fevereiro deste ano
Programa -O S.O.S. Emergências funciona articulado com os demais serviços de urgência e emergência da Rede Saúde Toda Hora, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas) e Salas de Estabilização. A meta do Ministério da Saúde é alcançar 40 hospitais até 2014, nos 26 Estados brasileiros e no Distrito Federal, em parceria com Estados e Municípios. No Pará, o foco do S.O.S. Emergências é a Região Metropolitana de Belém (RMB), com a finalidade de qualificar a gestão e ampliar o acesso dos usuários em situações de urgência.
Outra importante ação prevista é a adoção do Protocolo de Acolhimento, com classificação de risco na emergência, assim como o método Kan Ban, que será usado para controlar o tempo de permanência dos pacientes e gerenciar a rotatividade dos leitos. A equipe do Metropolitano será treinada pelo Grupo Brasileiro de Classificação de Risco no mês de julho.
Para funcionar bem, o S.O.S. Emergências precisa de uma rede de leitos de retaguarda, para onde devem ser encaminhados os pacientes estabilizados, diminuindo o tempo de permanência no hospital e garantindo maior rotatividade dos leitos. Com esse objetivo, o governo do Estado já adquiriu o espaço físico do Hospital Galileu, com 100 leitos, destinando 50 deles para retaguarda do Metropolitano.
Certificado -  O Metropolitano é o primeiro hospital da Região Norte, entre instituições públicas e privadas, a receber a Certificação Ouro em Boas Práticas de Lesões de Pele. A empresa 3M do Brasil foi a responsável pela entrega da premiação. Para a conquista do prêmio, a empresa realizou três visitas ao HMUE, entre os meses de agosto e outubro de 2011, com o objetivo de aprovar os critérios estabelecidos para a Certificação Ouro em Prevenção de Lesões de Pele. A certificação faz parte do reconhecimento do trabalho efetuado na gestão do Metropolitano, que já foi contemplado com a Certificação Ouro em Central de Material e Esterilização, e pleiteia para 2012 a Certificação Diamante.
O certificado de Prevenção de Lesões de Pele serve como parâmetro para o reconhecimento de hospitais com as melhores práticas do mercado, habituados a trabalhar dentro de protocolos e diretrizes considerados de excelência. Para tanto, a certificação leva em conta uma avaliação rigorosa de diretrizes internacionais aplicadas no ambiente hospitalar, como definição e execução dos protocolos assistenciais, educação e treinamento das equipes multidisciplinares envolvidas no cuidado ao paciente, documentação de todo o processo e auditoria contínua.


Operação Sentinela V faz revista em casas penais do Estado








Representantes do Sistema Estadual de Segurança Pública divulgaram na tarde desta terça feira (2) o balanço da operação Sentinela do Norte V, deflagrada em conjunto pela Secretaria de Segurança Publica e Defesa Social(Segup) e Superintendência do Sistema Penal (Susipe), com a participação de 548 pessoas, entre policiais civis e militares e agentes penitenciários e do Serviço de Inteligência da Polícia Civil.
A operação, comandada pelo coronel Walcir Queiroz, ocorreu em cinco casas penais de Ananindeua e do Complexo de Americano, em Santa Isabel do Pará: Centro de Recuperação Feminino, Centros de Recuperação Penitenciário do Pará (CRPP) I, II e III e Centro de Triagem Metropolitana I.
A revista manual, feita na manhã desta terça-feira, teve como saldo a apreensão de 211 aparelhos celulares, 182 carregadores, 157 baterias, 56 chips e 67 fones de ouvido, material usado para a comunicação dos presos com o ambiente externo. Segundo o titular do Susipe, André Cunha, a entrada de aparelhos celulares nas penitenciárias é hoje o maior problema enfrentado pelos órgãos de segurança pública em todo o país.
Além do aperfeiçoamento dos equipamentos para bloqueio dos sinais de celular dentro das penitenciárias, Andre Cunha acredita que é preciso mais rigor no que diz respeito às visitas de familiares, principalmente as íntimas. “O contato íntimo com o preso é sempre uma forte via de acesso aos aparelhos celulares e drogas”, reforça, informando que no Centro de Triagem Metropolitana I, localizado em Santa Isabel – onde não são permitidas visitas íntimas, pois o contato dos familiares com os presos é no parlatório – não foi apreendido nenhum celular.
Durante a operação também foram apreendidos 151 estoques, 18 armas brancas, 80 objetos pontiagudos, quatro serras e drogas. Foram 47 porções de maconha, duas porções de cocaína, 13 de pasta de cocaína e 201 de crack. Em algumas unidades, o saldo de apreensão na operação desta terça-feira foi menor que o material apreendido  na operação Sentinela IV. No CRPP II, foram apreendidos oito aparelhos celulares, 14 a menos que na ultima ação. A quantidade de entorpecentes caiu pela metade no CRPP I. “Isso demonstra que a Sentinela tem gerado resultados positivos”, avaliou o superintendente.
Segundo a Susipe, de janeiro a setembro deste ano, 47 pessoas foram autuadas em flagrante por tentar ingressar nas penitenciárias do Estado com objetos de uso proibido ou drogas. No mesmo período, 18 servidores foram desligados das atividades por facilitarem e negligenciarem essas práticas.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Sistema de Segurança Pública apresenta as ações de segurança para as Eleições 2012


Representantes do Sistema Integrado de Segurança Pública do Pará, à frente o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, concedem nesta quarta-feira (3) entrevista coletiva na sede da Segup para falar sobre as ações de segurança nas Eleições Municipais 2012, que ocorrem no próximo domingo (7).
No total, incluindo Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, 12.320 agentes de segurança do Estado serão enviados a todos os municípios paraenses, para trabalhar em conjunto com as forças federais (Exército, Marinha e Aeronáutica), que foram autorizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para atuar em 67 cidades do Pará.
Além do secretário de Segurança Pública, participam da coletiva o o secretário adjunto operacional da Segup, coronel da PM Mário Solano; o delegado geral da Polícia Civil, Nilton Atayde; o comandante da PM, Daniel  Mendes; e o secretário adjunto de Estatísticas e Análises Criminais, Antônio Farias.
Nas eleições do próximo domingo, o Sistema de Segurança Pública vai usar a Central de Monitoramento, que será montada em Belém e irá monitorar todo o território paraense, numa ação preventiva e reativa a qualquer fato que possa influenciar imediatamente na decisão de voto do eleitor, como é o caso da boca de urna. Qualquer denúncia de irregularidade que comprometa o bom andamento do pleito poderá ser feita pelo número 181 (Disque Denúncia), pelo twitter @siacpa e pelo e-mail cmsiac.ssp@gamail.com.



Uepa participa do encontro nacional de estudantes de secretariado
Professores e alunos do curso secretariado executivo trilíngue da Universidade do Estado do Pará (Uepa) participaram do Encontro Nacional de Estudantes de Secretariado (Enesec), de 26 a 28 de setembro, em Macapá (AP). O objetivo foi ampliar os conhecimentos de técnicos, tecnólogos e bacharéis de secretariado para além da sala de aula.
Foi apresentado no encontro o curso de metodologia secretarial, que mostrou o perfil empreendedor do profissional da área e as novas tendências do mercado. O treinamento foi ministrado pelo professor da Uepa Marcelo Correia, também mediador da mesa redonda “Empresas juniores de secretariado: da teoria à prática”.
Na ocasião, foi apresentada a experiência da Infocus, empresa criada pela Uepa que tem contribuído na formação profissional dos alunos antes de chegarem ao mercado de trabalho. Também foi aberto espaço para que o público pudesse fazer perguntas sobre a empresa.
Criada em 2006, a Infocus é uma empresa júnior do curso de secretariado executivo trilíngue, que presta serviços de consultoria; revisão de textos da língua portuguesa, inglesa e espanhola; e cerimoniais, entre outras atividades desempenhadas por alunos da universidade, coordenados por professores do curso.
A Infocus também tem caráter social, e em parceria com o Laboratório Beneficente de Belém, faz a “Campanha do Dia das Crianças’’ para arrecadar sapatos, roupas, brinquedos, livros infantis e alimentos não perecíveis para serem doados para a Associação Filhos do Aurá, Comunidade Santana do Aurá e Associação Lar Acolhedor.
Para ajudar, basta se dirigir à Infocus, localizada no bloco I, primeiro andar do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCBS), na travessa Djalma Dutra. O site da empresa (Infocusjr.blogspot.com.br) traz mais informações sobre a campanha, dicas de como se comportar na entrevista de emprego, fotos e programações da área.
O Pará se destacou na quinta edição do Enesec por ter sido o Estado com o maior número de estudantes a participar da programação. Em 2013, em, novembro, o evento será organizado por acadêmicos e professores do curso da Uepa.

Texto:
Ize Sena-Uepa

Delegacias de Polícia funcionam normalmente durante as eleições
Delegacias e seccionais do Pará funcionarão normalmente durante o próximo domingo (7), quando ocorrem as eleições municipais. A determinação consta das portarias 341 e 342/ 2012, assinadas pelo delegado geral, Nilton Atayde, e publicadas nesta terça-feira (2), no Diário Oficial do Estado. O objetivo é evitar acontecimentos que possam acarretar transtornos à ordem pública, especificamente no dia do pleito eleitoral.
A determinação leva em conta que o exercício do direito de voto deve transcorrer sem prejuízo à manifestação da vontade livre e consciente do eleitor, “e que a autoridade pública se impõe o dever de preservar o clima de absoluta ordem e tranquilidade durante o período de votação”, pontuou o delegado.
Com a Portaria nº 342/ 2012, Nilton Atayde determinou que as diretorias de Polícia Metropolitana e Polícia Especializada mantenham contingentes de policiais civis, em Belém e área metropolitana, suficientes para atender às demandas necessárias até a conclusão da votação. A folga correspondente será compensada oportunamente, resguardando-se durante o serviço o direito de alimentação aos servidores em atividades e o exercício do voto.
No interior do Estado, o regime será o mesmo. A portaria nº 341/ 2012 determina que todos os policiais civis designados para exercer atividades no interior permaneçam em seus respectivos municípios de lotação até a conclusão do pleito eleitoral, com folga assegurada posteriormente.
Para auxiliar o trabalho dos policiais durante o período eleitoral, a Polícia Civil do Pará elaborou o “Manual de Orientação do Policial”, uma espécie de passo a passo do pleito eleitoral de 2012 que tem como objetivo informar e orientar os operadores da segurança pública, em especial os delegados e agentes.
O manual reproduz basicamente as normas de conteúdo penal e de condutas dos agentes públicos contidas na legislação eleitoral vigente no país, pela qual os policiais deverão se pautar. Além destas normas, o manual recomenda que policiais devam agir com equilíbrio e cautela no exercício da função, sempre atentos para manter o equilíbrio no processo de isonomia que deve existir entre os candidatos ou entre os partidos políticos.

Texto:
Aycha Nunes-Polícia Civil

Exposição dos mantos de Nossa Senhora de Nazaré confeccionados por alunos da Educação Especial
A Coordenação de Educação Especial (Coees), através da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), realizará o lançamento oficial da marca dos 40 anos da Coees e exposição dos mantos de Nossa Senhora de Nazaré confeccionados pelos alunos, professores e técnicos da Educação Especial.
A exposição com o título “Símbolos e Objetos da Fé” e com o subtítulo “Somos todos iguais como nas diferenças”, tem como objetivo valorizar as ações desenvolvidas pelos alunos e profissionais da educação especial em comemoração aos 40 anos de atuação da Coees.
Participarão do evento sete Unidades de Referência que estão vinculadas aos projetos da Coees. A exposição, segundo a professora Dacilene Costa, terá algumas surpresas e ficará em destaque na Praça Central do Shopping Castanheira até o dia 15 de outubro.

EGPA recebe visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré
Outubro começou com muita emoção para os servidores da Escola de Governo do Estado do Pará, devotos de Nossa Senhora de Nazaré. A Imagem Peregrina, que percorre diversas instituições de Belém antes da grande festa do Círio, visitou a sede da autarquia na manhã desta segunda-feira (1º), sendo recebida com aplausos e lágrimas pelos funcionários, terceirizados, diretores, familiares e alunos presentes. Na ocasião foi realizada uma cerimônia de benção em homenagem à padroeira do Pará, celebrada pelo padre Wender José da Silva, da Paróquia Santo Antônio de Lisboa. Ao final do rito, todos tiveram a oportunidade de tocar e fazer suas orações, bem próximo da Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré. 
O servidor Heleno de Paula conta que desde 2007 a EGPA recebe a Santa no período do Círio. “Todos os anos eu colaboro com a organização dessa visita, fazendo contato com a Diretoria da Festa de Nazaré, para agendar a data e as homenagens dos servidores da Escola de Governo”. O celebrante da benção falou na cerimônia sobre a importância do trabalho, compartilhando com todos os presentes um evangelho sobre a Parábola dos Talentos. “Deus espera que cada um de nós possa progredir e prosperar. Nossa Senhora se traduz como mãe e também serva do Senhor”, destacou padre Wender aos trabalhadores do serviço público estadual. A visita da Imagem Peregrina foi acompanhada pelo diretor de Peregrinação da Festa de Nazaré, Rodolfo Kalume, e pela Guarda da Santa, encerrando com um breve cortejo dos servidores, que foram contemplados com camisas alusivas ao Círio 2012.

Hospital Ophir Loyola comemora 100 anos de assistência
Uma história marcada pelo amor à medicina e a luta contra o câncer, resultando em um dos maiores Centros Hospitalares de Alta e Média Complexidade do Norte do Brasil. E uma Homenagem materializada através do bisneto do Fundador, Duda Ribeiro (ator global). Pioneiro em diversos serviços e Centro de alta complexidade em oncologia, o Hospital Ophir Loyola completa em outubro, 100 anos de assistência à população paraense. Em comemoração ao centenário, marcado por conquistas e desafios, o Hospital promoverá diferentes programações para atender os diversos públicos da instituição. A solenidade de abertura das será realizada no dia 8 de outubro. Em novembro será realizada uma grande Jornada Cientifica no Centro de Convenções da Amazônia, além de um calendário comemorativo durante o ano de 2013. Além das programações sociocultural e científica, o Hospital contará com um novo site institucional, Hotsite com depoimentos de profissionais que ao longo das décadas marcaram história, painéis de memória e galeria expositiva com todos os diretores que passaram pela instituição.
Programação
Dia 8 de outubro/ manhã
- Solenidade Comemorativa aos 100 ANOS - coletiva de imprensa com a diretoria da Instituição (resultados, avanços, desafios).
- Apresentação do Hospital Ophir Loyola e  Resultados;
- Apresentação da Jornada Científica do Centenário;
- Apresentação da Campanha dos 100 anos;
- Lançamento do Novo Site do Hospital;
- Lançamento do Hotsite Comemorativo do Centenário;
- Homenagem ao Voluntariado do Hospital;
-Ação Saúde - Atendimento à população com informações sobre prevenção do câncer, teste de glicemias, verificação de pressão arterial;
-Exposição - Vida e História do Dr. Ophir Loyola pelos alunos do Programa Prosseguir;
- Visita do bisneto do Dr. Ophir Loyola, o ator global Duda Ribeiro.
- Programação musical - Apresentação do Coral Voz e Vida e de diversos cantores locais.
Dia 26 de outubro/  Em alusão ao Dia do Servidor Público
Entrega de medalhas aos grandes nomes da instituição
Dias 9 e 10 de novembro
Jornada Científica
A programação científica será realizada nos dias 9 e 10 de novembro deste ano no Centro de Convenções da Amazônia - Hangar. O evento será dividido em painéis, mesas redondas, palestras e conferências.  Temas atuais como “Lúpus  Eritematoso Sistêmico - Uma abordagem Multiprofissional”, “A Evolução da Cirurgia  Bariátrica no Brasil”, “Cuidados Paliativos Oncológicos”, " Cancerologia", entre outros serão debatidos por especialistas do HOL e convidados. Haverá ainda exposições de pôsteres de trabalhos originais, com premiação aos três primeiros colocados e uma programação cultural com a participação da banda Jass Banda.
- 09/11Homenagens aos ex - diretores do HOL ou famílias destes (durante a jornada)
Histórico
Idealizado pelo Dr. Ophir Pinto de Loyola - considerado o pai da pediatria no Pará, o Hospital nasceu  do anseio de amenizar os problemas de saúde das crianças desvalidas. Assim  foi fundada uma instituição filantrópica denominada de Instituto de Proteção e Assistência à Infância do Pará, em 6 de outubro de 1912, com contribuição de sócios--fundadores. Somente em 1934, o Instituto passa à avenida Magalhães Barata, mesmo ano em que Dr. Ophir Loyola falece de câncer de fígado no Rio de Janeiro. Em homenagem a ele, a instituição passou a se chamar Instituto Ophir Loyola. E porironia do destino, anos mais tarde o IOL torna-se referência em oncologia, a mesma doença que findou a vida do renomado médico que a fundou.
O Instituto Ophir Loyola é Inaugurado em 19 de abril de 1941, tendo como presidente o empresário Eugênio Soares. No ano de 1947 é implantado o Departamento de Câncer (DC), inicialmente na rua Osvaldo Cruz, para atender ambulatorialmente os funcionários do Banco da Borracha (atual Banco da Amazônia), em prédio que posteriormente foi doado, passando a compor o patrimônio do Instituto, um grande passo para a medicina no Estado. Os serviços foram organizados aos poucos, como o de Radiologia e radioterapia, Anatomia Patológica e de Cirurgia, peças indispensáveis na estruturação do diagnóstico e tratamento do câncer. Nesse contexto, o corpo clínico era composto por renomados cirurgiões, alguns com experiênciaoncológica adquirida no Instituto Nacional de Cancerologia (Inca). No ano de 1950 é inaugurado o Serviço de Radiologia e de Radioterapia, iniciando de forma pioneira o tratamento do câncer através da Radioterapia no Estado do Pará e no Norte do Brasil.
Em 9 de fevereiro de 1961, foi assinado um convênio, com durabilidade de 30 anos, entre o Instituto Ophir Loyola (IOL) e o Hospital dos Servidores do Estado (HSE, uma instituição criada pelo Decreto nº. 2114 de 29/12/1960). Nesse convênio, incorporou-se troca de serviços, incluindo a instalação de HSE, na área física IOL. Quando o convênio terminou, o Instituto Ophir Loyola, por determinação governamental, foi desapropriado em 1992. Após a desapropriação,  foi criada a autarquia Hospital Ophir Loyola, em 2006.
Em 2010, o HOL inaugura o novo Parque Radioterápico e a Divisão de Medicina Nuclear. O parque está instalado num espaço de 1.650 metros quadrados, concentrando três aceleradores, uma braquiterapia  e dois simuladores. A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que utiliza técnicas seguras e indolores para formar imagens do corpo e tratar doenças. Em agosto de 1999 é Implantado o Serviço de Transplante Renal. Em 2000, o HOL é o primeiro hospital em todo o Norte do Brasil a realizar transplante com doador cadáver, aumentando as expectativas de crescimento do número de cirurgias e dando novas esperanças aos pacientes. No mesmo ano implanta o Serviço de Cirurgia da Obesidade, que credencia o Hospital como referência na Região Norte para este procedimento.
O Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) inicia suas atividades em 2001, inspiradas no Centro de Suporte Terapêutico Oncológico (CSTO) do Instituto Nacional do Câncer (Inca). O Banco de Olhos, antes pertencente à Sociedade Paraense de Oftalmologia, em 2002, por força de portaria ministerial, foi reformado e inaugurado no HOL, com um laboratório equipado para avaliar e preservar a córnea a ser distribuída pela Central de Captação de Órgãos. O Núcleo de Acolhimento ao Enfermo Egresso (NAEE) é inaugurado em 16 de março de 2004. Espaço voltado com exclusividade para pacientes com câncer, egressos do interior do Estado, que não possuem residência em Belém. Em 29 de abril de 2005, é inaugurado o Hospital Dia do HOL, modelo de assistência moderna, onde são tratados pacientes que necessitam de atendimento especializado, mas que não ficam internados, pois retornam para suas residências ao final do dia.
Quimioterapia
Espaço com salas para consultas, preparação de medicamentos e atendimento quimioterápico. Capelas de fluxo laminar. Mensalmente são realizadas 2.463 sessões no setor.
Certificações
Em 2009, por meio da Portaria Interministerial nº. 2.472, o HOL foi certificado pelo Ministério da Saúde como Hospital de Ensino, e recertificado em 2011. Possui mecanismos de gerenciamento das atividades de ensino e pesquisa desenvolvidas no âmbito do Hospital, de acesso à biblioteca atualizada e especializada na área da saúde, além de programas de residência médica, devidamente credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). Desenvolve também programas de Especialização em Enfermagem, modalidade Residência que obedece a legislação da Comissão Nacional de Residência em Enfermagem (Conarenf).
Referências / Serviços
O HOL atende demanda encaminhada pela rede básica, ambulatorial e hospitalar, de todo o Estado do Pará, destinando 100% de sua capacidade instalada a pacientes do SUS. O Hospital é credenciado como Centro de Alta Complexidade em Oncologia (Cacon), com serviço de Radioterapia e a única entidade na Região Norte a atender pacientes em Banco de Tecido Ocular Humano, Busca Ativa de Órgãos, Centro de Oncologia, Unidade Cardiovascular, Unidade em Nefrologia, Unidade de Assistência em Terapia Nutricional, Unidade de Assistência ao Paciente Portador de Obesidade Grave, Transplante Renal, Coração e Córnea, Videocirurgias, Unidade de Terapia Intensiva II Adulto e Neurocirurgia II.
Principais serviços do HOL
Centros de Alta Complexidade:
1.      Centro de Atenção Oncológica: Oncologia Clínica, Oncologia Cirúrgica, Cuidados Paliativos, Quimioterapia, Radioterapia,Tratamento da Dor Crônica, Medicina Nuclear.
2.      Centro de Atenção Cardiovascular: Cardiologia, Cirurgia Cardíaca, Hemodinâmica, Estudos Eletrofisiológicos, Marca Passso,Transplante Cardíaco
3.      Centro de Atenção Nefrológica: Hemodiálise, Diálise Peritoneal, Nefrologia Clínica,Transplante Renal.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...