Total de visualizações de página

quarta-feira, outubro 02, 2013

Nova Santa Casa recebe pacientes




Pacientes aprovam a estrutura do novo prédio da Santa Casa
Três dos sete andares da Unidade Materno Infantil "Dr. Almir Gabriel", conhecida como Nova Santa Casa, já estão ocupados por pacientes que estavam internados no prédio centenário da instituição. As alas reservadas à maternidade e pediatria, localizadas nos 4°, 5° e 6° andares, foram as primeiras a receber os novos ocupantes. No total, cerca de 130 pacientes já usufruem da nova e moderna estrutura.
Vinda do município de Cametá, Eliane Marçal, 36 anos, estava com a filha internada no antigo prédio há mais de dez dias e no inicio desta semana foi remanejada para a nova unidade. “Este novo prédio está mil vezes melhor que o outro. A diferença está em tudo, até no clima do hospital. As melhorias fazem até com que o nosso ânimo para combater a doença se renove", disse a dona de casa, que acompanha sua filha internada com um grave quadro de desnutrição.
Entre as melhorias citadas por ela está a questão do número de pacientes por enfermaria, que diminuiu para três, e a infraestrutura disponível, que inclui instalação de TVs de plasma, ar condicionado, banheiro e sistema eletrônico para chamar a enfermeira nos quartos. “No prédio antigo o banheiro ficava fora do quarto, a televisão era muito pequena e o quarto vivia lotado. Agora estamos muito mais confortáveis e satisfeitos”, completou Eliane.
Na ala da maternidade, as mães que tiveram filhos no prédio centenário já ocupam os espaços da nova unidade. “Eu só tive meu filho na antiga Santa Casa e logo fui transferida para cá. Estou achando maravilhoso, pois nunca imaginei receber um atendimento de tanta qualidade e com tanto conforto como estou tendo aqui”, disse Elizanete dos Santos, que teve alta na manhã desta quarta-feira.
A médica e diretora assistencial da Santa Casa, Mary Lúcia Fiúza de Melo, frisou que mesmo com a nova unidade já em funcionamento, é necessário ter cautela, pois a instituição está tomando todos os cuidados que uma transferência requer. Ela ressaltou que o próximo passo é a transferência dos setores de UTIs, que são um pouco mais críticos. “Vamos fazer essa transferência com muito cuidado, porque teremos que proceder a uma nova esterilização de equipamentos”. Segundo ela, o prazo para que o acolhimento comece a acontecer no novo prédio é de três a quatro dias.
A Unidade Materno Infantil "Dr. Almir Gabriel", conta com 406 novos leitos instalados em uma área de 22 mil metros quadrados. O complexo tem oito andares, com leitos, distribuídos nas alas de pediatria, neonatologia, UTI materna e pediátrica, maternidade, Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), ala para o programa "Mãe Canguru" e acolhimento obstétrico.
A infraestrutura do hospital, que envolve uma área construída de cerca de 26 mil metros quadrados, custou cerca de R$ 171 milhões e inclui, ainda, um heliponto, para facilitar a transferência de pacientes de outras localidades. Além de alas de pediatria clínica e cirurgia pediátrica, a Unidade Dr. Almir Gabriel conta também com farmácia satélite e uma equipe multidisciplinar.
A antiga unidade continuará funcionando, mas reduzirá o número de atendimentos para que o prédio seja reformado. A expectativa, segundo a Santa Casa, é concluir a transferência de todos pacientes até o fim do mês de outubro. No antigo prédio, continuarão sendo oferecidos os serviços de ambulatório médico, enfermaria de clínica médica e clínica cirúrgica, terapia substitutiva renal e diagnóstico por imagem. Com isso, o complexo da Fundação Santa Casa, que inclui o prédio centenário e novo, passará a disponibilizar 576 leitos.

Texto:
Bruna Campos-Secom






Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...