Total de visualizações de página

quarta-feira, outubro 23, 2013

Ophir Loyola informa sobre disponibilização de quimioterápicos







Aécio Neves critica veto da presidente ao Mais Médicos

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), criticou, nesta quarta-feira (23/10), a presidente Dilma Rousseff por ter quebrado acordo feito pelo ministro da Saúde ao vetar emenda ao projeto do Mais Médicos. A proposta estabelecia carreira específica para os profissionais do programa, através de concurso público, garantindo a eles progressão, e assegurando que os benefícios do programa fossem garantidos à população por longo prazo.

Abaixo, fala do senador Aécio Neves:
“Fomos ontem informados que a presidente da República, no momento em que sancionava o programa Mais Médicos, vetou uma única emenda, de autoria do deputado Marcus Pestana, ex-secretário de Saúde de Minas Gerais, que havia sido acordada com o próprio ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e criava a carreira de médicos. Um instrumento absolutamente necessário para que a médio e longo prazo tenhamos médicos em todas as regiões do país.

Temos hoje juízes e promotores de justiça nas mais variadas comarcas, nas mais variadas regiões do país, porque existe uma carreira que estimula aquele servidor a estar lá. Esta proposta foi objeto de ampla negociação no Congresso Nacional, repito, houve inclusive o telefonema do ministro da Saúde ao deputado Marcus Pestana confirmando que aquilo seria objeto de entendimento, e, lamentavelmente, a presidente da República vetou.

Algo contraditório, porque a presidente faz ali um desagravo, ao qual nos unimos, ao médico cubano que foi recebido indevidamente quando chegou ao Brasil – não entramos nesse campo –, e ao mesmo tempo faz um agravo grave aos médicos brasileiros, ao negar-lhes a construção definitiva de uma carreira com crescimento sustentado.

Quero fazer esse registro. Lamento que a medida de curto prazo e do marketing eleitoral sempre prevaleça quando se trata da decisão em última instância, da Presidência da República. Tivemos uma enorme e talvez uma das poucas oportunidades de construir no campo da saúde medidas de médio e longo prazo, essas sim, acredito, atenderiam à população mais carente do Brasil.”


Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação é aberta no Hangar
A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) abriu oficialmente, na tarde desta quarta-feira (23), a sexta edição da Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que prossegue até sexta-feira (25), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. A emoção marcou a solenidade de abertura, que teve uma homenagem ao escritor, antropólogo, folclorista e musicólogo Vicente Salles, morto em março deste ano e cuja trajetória profissional foi marcada pelo trabalho de preservar a cultura regional.
A viúva do estudioso, Marena Salles, recebeu das mãos do titular da Secti, Alberto Arruda, uma placa em reconhecimento pela vasta obra do marido, um dos mais destacados intelectuais paraenses. “É com um misto de alegria e tristeza que recebo esta homenagem, porque gostaria que ele estivesse aqui, mas estou certa que ele estaria muito feliz por ver sua obra sendo reconhecida, valorizada e perpetuada”, disse. Vicente Salles também está sendo homenageado com um estande especial sobre sua vida e obra.
Alberto Arruda destacou a importância do legado deixado por Vicente Salles e sua contribuição para a pesquisa histórica e cultural do Estado. “A Secti está muito feliz por poder homenagear Vicente Salles pelo conjunto da obra. Seu legado para o crescimento científico, cultural e educacional do nosso Estado é inestimável”, destacou.
O Coro Cênico da Universidade da Amazônia (Unama) finalizou a solenidade de abertura apresentando o recital “Modas e Modinhas”, baseado na pesquisa de Vicente Salles. O evento teve a presença de representantes do governo do Estado e de instituições de ensino e pesquisa.
Novidades – A Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação segue com uma programação gratuita voltada à popularização da ciência produzida nas instituições paraenses. Nos três dias de evento, o evento oferta 32 oficinas, oito minicursos e mais de 50 palestras sobre os mais diversos temas.
A pedagoga Maria da Conceição Moreira visitou os estandes da feira e se disse encantada com o que viu. “Sou educadora há 30 anos e me sinto feliz em ver os jovens ensinando ciências aparentemente tão difíceis, como a física e a química, de maneira lúdica e criativa. Uma ótima oportunidade para os estudantes aprenderem”, disse.
Como produzir um blog? Qual a relação entre matemática e os esportes olímpicos? Como montar uma radioweb? Como os videogames evoluíram desde o Atari? Estas e outras perguntas serão respondidas nas palestras e oficinas ofertadas quinta-feira (24). Na sexta (25), a programação segue atraente para todos os públicos e gostos. Astronomia, ecologia, sensoriamento remoto, tecnologia e química são algumas das temáticas abordadas nas palestras, experimentos e minicursos. A programação completa do evento está no site www.semanact.pa.gov.br.

Texto:
Ana Carolina Pimenta-Secti


Jovens internos da Fasepa ganham bolsa no Hospital de Clínicas
Jovens internos da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) foram apresentados nesta quarta-feira (23) na Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna para ingressarem como bolsistas na instituição. Eles vão cumprir quatro horas diárias de trabalho, em setores do hospital ainda não estabelecidos, recebendo remuneração mensal, em programa de profissionalização que diversos órgãos do governo do Estado oferecem a jovens egressos do sistema socioeducativo.
O tempo de duração da bolsa-estágio é de um ano. Após esse período, os beneficiados poderão ser encaminhados a outras oportunidades de trabalho e dar lugar a outros jovens que terão as mesmas chances de aprendizado. No Hospital de Clínicas, o trabalho será supervisionado pela assistente social Rute Nicodemos, que terá ainda o apoio da psicóloga Lucilea Carrera e da agente administrativa Socorro Machado.
Rute acredita que a ressocialização é possível, com o apoio da família. "Convido a família para que compareça e participe, nos visitando e procurando saber como está sendo o desempenho do jovem”, disse.
Segundo a técnica de referência do eixo de profissionalização da Fasepa Catia Santos, o principal critério para seleção e inserção dos jovens aptos a ingressar em um ambiente de trabalho é o interesse pelos estudos, pelo trabalho e pelas atividades sociopedagógicas de uma unidade de atendimento socioeducativo, além do bom relacionamento interpessoal. "Essas características são imprescindíveis na escolha do adolescente para oferecer-lhe oportunidades de se profissionalizar", concluiu.

Texto:
Felipe Gillet-HC


PM inicia nona turma de instrutores do Proerd
A Polícia Militar do Pará inicia, nesta segunda-feira, 21, a 9ª edição do curso de Formação de Instrutores do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A formação segue até o dia 1º de novembro, nas dependências do Centro Social Sagrada Família, localizado à rodovia BR-316, quilômetro 6, próximo ao 6º Batalhão PM, e terá carga horária de 80 horas/aula.
Instrutores pertencentes aos quadros da Polícia Militar do Pará e da PM do Distrito Federal participarão da formação, que objetiva capacitar os policiais para o trabalho preventivo junto às crianças e adolescentes, ajudando os jovens a reconhecer e resistir às pressões para o uso de drogas e à prática da violência.
O tenente coronel PM Carlos Emílio, diretor do Instituto de Ensino em Segurança Pública do Estado (Iesp) será o palestrante da aula inaugural, que será realizada no auditório do Quartel do Comando Geral e contará com a presença do comandante Geral da PMPA, coronel PM Daniel Mendes. 
A formação é resultado do acordo de cooperação técnica celebrado entre a PM e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), cuja finalidade é formar mais 38 novos instrutores do Proerd, dos diversos comandos intermediários da capital e do interior do Estado.
Amapá
O Proerd na PMPA é referência na região Norte, prova disto foi a participação de policiais militares paraenses, integrantes da coordenação estadual no estado do Amapá, na formação de novos instrutores do programa naquele Estado, por meio do curso de capacitação, realizado no período de 16 a 27 de setembro.
A sargento PM Fernanda Cristina e o cabo PM Rosinaldo Maciel foram convidados pela coordenação do Proerd no Amapá, à frente a coronel Maria Raimunda de Souza Martins, para atuarem, respectivamente, como pedagoga e mentor da equipe de facilitação na sétima edição do curso, que contou como Master/Facilitador da equipe, o subtenente PM Raimundo Ribeiro Santos, da PM do Amapá.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar


Governador destaca potencial hidroviário do Pará para empresários do MT
O governador Simão Jatene recebeu, na tarde desta quarta-feira (23), empresários do Mato Grosso que estão com investimentos no Pará na ordem de R$ 1 bilhão. O encontro ocorreu na sede do Comando Geral da Polícia Militar. O tema principal da reunião foi o potencial da logística paraense para o transporte da produção de grãos.
Os investimentos estão concentrados na construção de uma plataforma no distrito de Miritituba, no município de Itaituba, no oeste paraense, e de um terminal hidroviário privado na cidade de Barcarena, no Baixo Tocantins. "As duas obras estão em fase de conclusão. Por isso, viemos convidar o governador para a inauguração desses empreendimentos, em janeiro de 2014", disse Martus Tavares, vice-presidente da Bunge, uma das empresas investidoras.
Na oportunidade, o governador destacou o potencial hidroviário e ferroviário do Estado. Jatene também afirmou que logística e energia são dois setores fundamentais para o avanço da economia paraense.

Texto:
Samilla Batista-Secom





Estado inicia pagamento dos salários de outubro nesta sexta-feira
O governo do Estado inicia nesta sexta-feira, 25, o pagamento dos servidores públicos da administração direta e indireta, referente ao mês de outubro de 2013. Segundo o cronograma divulgado pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), os inativos militares e pensionistas civis e militares serão os primeiros a receber. O pagamento será encerrado na quinta-feira, 31, com os servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), da capital e do interior. Acompanhe o calendário:

Dia 25 (sexta-feira) - Inativos Militares e Pensionistas Civis/Militares.

Dia 28 (segunda-feira) – Inativos Civis e Pensões Especiais/Sead.

Dia 29 (terça-feira) – Auditoria, Casa Civil, Casa Militar, Consultoria Geral, Defensoria, Gab-Vice, Procuradoria Geral, Naf, Secretarias Especiais, Sepaq, Secti, Sead, Sefa, Sepof, Sagri, Sema, Secult, Sedurb, Seel, Seicom, Sejudh, Seop, Sespa, Seter, Seas, Setran, Secom e Setur.

Dia 30 (quarta-feira) – Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, CDI, Ceasa, Cohab, CPC/Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, FCG, FCPTN, FCV, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clínicas, Hospital Ophir Loyola, Hemopa, IAP, Imep, Iasep, Igeprev, IOEPA, Iterpa, Jucepa, Paratur, Prodepa, Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor, Idesp, Loterpa, CPH e NGTM. 

Dia 31 (quinta-feira) – Seduc capital e interior.

Texto:
Thays Rosario -Sead


Ophir Loyola informa sobre disponibilização de quimioterápicos
Para melhorar a gestão da aquisição de medicamentos especiais, anteriormente adquiridos para situações excepcionais, o Hospital Ophir Loyola realizou em junho deste ano a atualização da padronização técnica, para inclusão de novas linhas terapêuticas. Assim a instituição amplia a lista de medicamentos destinados ao tratamento de pacientes oncológicos. Sobre o medicamento Nilotinibe, a Diretoria Técnica do HOL informa que aguarda abertura de licitação para aquisição de novos lotes, de forma a otimizar o atendimento aos pacientes.


Projeto Enem Digital estreia com aulas de linguagem e literatura







Estreou nesta quarta-feira (23), com aulas de linguagem e de literatura, o projeto Enem Digital, iniciativa da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em parceria com a Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), que visa oferecer reforço para os alunos que vão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcadas para o próximo fim de semana, em todo o país.
As aulas do Enem Digital serão ministradas até sexta-feira (25), por professores da rede estadual de ensino, e gravadas em estúdio da TV Cultura do Pará. Em tempo real, serão transmitidas pela internet – na fanpage do governo do Estado (www.facebook.com/governopara) e no site seduc.pa.gov.br/enemdigital – e pela TV Cultura do Pará, para 110 municípios do Estado.
Na estreia do projeto, foi feita uma discussão sobre linguagem e códigos – um dos eixos temáticos abordados pelo Enem –, coordenada pelo professor Wandré Lisboa. Doutor em linguística e servidor do Estado há 23 anos, o educador apresentou questões do Enem do ano passado, a fim de dirimir dúvidas e chamar a atenção dos estudantes para determinados aspectos da prova, como o uso, no exame, de imagens e outros tipos de linguagens, que não apenas a verbal.
“O mundo em que vivemos é um mundo de imagem. As pessoas já não dizem mais as coisas apenas com palavras, aliás, nunca fizeram isso. Então, este é um mundo altamente semiótico, e a prova do Enem não vai fugir desse contexto. É importante que os alunos lembrem que a imagem é, também, um texto, e, como tal, tem uma gramática própria”, analisou.
Wandré também deu dicas de redação para a plateia, composta por estudantes da Escola Estadual Paes de Carvalho e por milhares de telespectadores alcançados pelo sinal da TV Cultura.
Atualidades - “Para aqueles que gostam de treinar temas para a redação do Enem, aposto em questões relacionadas a temáticas do mundo atual, como redes sociais, tecnologia e problemas como a violência ou a questão da saúde no país. Também é possível que sejam temas altamente subjetivos, como felicidade, amor e escolhas pessoais. Como se trata de uma prova nacional, não esperem problemas específicos do Pará, mas do Brasil, o que é próprio da pós-modernidade”, completou o professor.
Em seguida, foi a vez do professor de literatura Reginaldo Jatty dar dicas sobre a disciplina para os estudantes, que acompanharam atentamente as explanações, inclusive fazendo perguntas. Foi o caso do jovem Andrews Leão, 17 anos. Aluno do terceiro ano do ensino médio da Escola Paes de Carvalho, ele aprovou a iniciativa do Estado ao promover o Enem Digital.
“Muitos de nós acabam esquecendo o que foi visto no início do ano ou em séries passadas, daí a importância desse projeto, que nos faz relembrar muitas coisas já estudadas”, relatou, acrescentando que vai aguardar ansiosamente pelas aulas de física a serem ministradas no programa.
A mesma opinião tem a colega de Andrews, Liliane Pantoja, 16 anos. Segundo ela, no primeiro dia de aula foi possível absorver muitos conhecimentos oferecidos no Enem Digital. “A experiência foi muito boa, porque deu para reter vários conhecimentos dos professores, que são experientes e têm uma didática muito boa. O mais interessante foi que eles trouxeram questões que já caíram nas provas anteriores, o que nos faz ter uma segurança maior para fazer a nossa”, enfatizou.
As aulas, de língua portuguesa, ciências naturais, ciências humanas e matemática, serão ministradas nesta quarta, quinta (24) e sexta-feira (25), nos horários de 10, 15 e 19 horas, tudo com transmissão pela TV Cultura e pela web, na fanpage do governo do Estado. O programa é interativo e permite aos alunos que tirem dúvidas em tempo real.

Texto:
Elck Oliveira-Secom


Santa Casa é selecionada como referência em segurança do paciente
A Santa Casa do Pará está entre os 57 hospitais selecionados em todo o Brasil pela Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como instituições de referência para receber o Núcleo de Segurança do Paciente. Participaram da seleção mais de 200 estabelecimentos de saúde de todas as regiões do país, componentes da Rede Sentinela para Vigilância Sanitária.
Segundo a enfermeira Dociana Formigosa, que fez parte da equipe que elaborou o projeto, a Santa Casa do Pará cumpriu todas as exigências solicitadas, como plano de segurança do paciente, apresentação de relatos de experiências e formação dos agentes do Núcleo de Segurança do Paciente. “Estamos muito felizes. O credenciamento é resultado do trabalho da equipe da Assessoria de Gestão de Risco Hospitalar”, diz.
O núcleo faz parte do Programa Nacional de Segurança do Paciente, que foi lançado em abril deste ano pelo Ministério da Saúde e Anvisa, propondo um conjunto de medidas para prevenir e reduzir a ocorrência de incidentes nos serviços de saúde – eventos ou circunstâncias que podem resultar em dano ao paciente. “A administração de um medicamento em dosagem maior que a adequada, a queda do paciente de uma maca ou leito hospitalar e um procedimento errado são exemplos de incidentes”, destaca a enfermeira.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa


Emater destaca a importância de inserir hortaliças na merenda escolar
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) ministra, a partir das 9 horas desta sexta-feira (25), uma oficina de alimentação alternativa na creche Casulo, no bairro do Icuí, em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. No local, em agosto deste ano, a empresa implantou uma horta para atender a merenda escolar. O objetivo da oficina é mostrar novas formas de apresentação de pratos, que usem cariru, jambu e couve, e assim incentivar, entre as crianças, o hábito de consumir essas hortaliças.
Segundo a técnica da Emater Hilma Gusmão, que vai ministrar a oficina para 20 pessoas – entre mães e profissionais que manipulam alimentos na creche –, na ocasião será mostrada a farofa de couve, jambu e cariru, uma receita, segundo ela, fácil e saborosa, que deve agradar às mães e alunos da creche. “O prato é muito fácil de fazer e serve como acompanhamento, além de ser uma forma de introduzir hortaliças no hábito alimentar das crianças”, explica ela, ressaltando ainda que a expectativa é que esse conhecimento passado seja repetido em casa.
Na horta escolar implantada pela Emater, são cultivadas hortaliças como couve, salsa, coentro, tomate, pimentão e cebolinha, que fazem parte da merenda escolar das crianças atendidas pela creche, que já está retirando da horta 20% da produção para a alimentação escolar. A creche atende hoje 160 crianças em idade entre 2 a 8 anos. A implantação da horta visa assegurar a segurança alimentar e também a qualidade dos alimentos consumidos.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Professores ocupam a Seduc e causam prejuízo ao patrimônio público
Professores em greve, liderados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), invadiram na manhã desta quarta-feira (23) o prédio sede da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Durante a ocupação, foi danificado o servidor da rede de computadores da secretaria, o que inviabilizou o acesso à internet, prejudicando a rotina de trabalho. O grupo, que ficou concentrado no hall de entrada do prédio, não solicitara oficialmente nenhuma audiência com representantes do governo do Estado.
Quanto aos danos causados ao patrimônio público, a Seduc registrou um boletim de ocorrência, e uma equipe do Instituto de Perícias Científicas Renato Chaves fez perícia no servidor da rede de computadores do prédio. O desligamento brusco da central poderá ocasionar danos ao banco de dados e aos sistemas acadêmico, financeiro e administrativo.
Segundo o secretário adjunto de Ensino da Seduc, Licurgo Brito, cinco dos seis pontos apresentados na pauta de reivindicação da categoria já foram atendidos. “Estamos garantindo conquistas e reafirmando a ausência de qualquer tipo de perdas nas propostas apresentadas aos professores. O único ponto pendente é o pagamento do retroativo do piso salarial, e estamos dispostos a negociar essa pendência, desde que os professores retomem as atividades e as aulas voltem à normalidade”, ressaltou.
A maior parte da pauta de reivindicação da categoria já foi atendida pelo governo. O Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do magistério está em processo de implantação desde setembro de 2012, quando os cerca de 23 mil professores e especialistas em educação do Estado foram enquadrados. A Seduc já cumpre todos os aspectos financeiros do PCCR e, até o fim de 2014, todas as etapas de implantação serão cumpridas.
Além disso, todos os professores da rede estadual recebem, desde 2012, no vencimento-base, o valor do Piso Nacional Docente, que é de R$ 1.574,68 para funcionários de nível superior com carga-horária de 40 horas semanais. Com a adição de vantagens e gratificações, a remuneração sobe para R$ R$ 4.009,95, uma das maiores pagas no país à categoria.
A última reunião com os representantes dos professores ocorreu no último dia 17 e foi mediada pelo Ministério Público do Estado (MPE), que recomendou o retorno às aulas, já que as negociações poderiam continuar com o funcionamento da rede estadual em total normalidade.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc


Encontro de Percussão da Fundação Carlos Gomes destaca o carimbó
O som do carimbó ecoou nesta quarta-feira (23) no Instituto Estadual Carlos Gomes durante uma aula sobre o ritmo paraense ministrada na programação do V Encontro de Percussão da Fundação Carlos Gomes. O evento, que começou na última segunda-feira (21), trouxe a Belém o baterista Diego Scliar, os percussionistas Fernando Chaib e Nat Calan, do Kontakte Duo (SP), e o professor John Boudler, fundador do Piap, grupo de percussão do Instituto de Artes da Unesp.
Na aula sobre o ritmo, os integrantes do grupo Som de Pau Oco falaram sobre a origem do carimbó, mostraram os instrumentos característicos dessa música e contaram histórias sobre os mestres que contribuíram para a divulgação do ritmo.
Ronaldo Farias, integrante do Som de Paulo Oco e da banda Soatá, de Brasília, há 20 anos pesquisa e se apresenta tocando e cantando o carimbó. Para ele fazer uma oficina sobre o ritmo é mais uma forma de valorizar a cultura paraense. “É muito importante repassar conhecimento e fazer com que as pessoas valorizem esse ritmo. Se não existe acesso a essa música, ela deixa de aparecer, e quando as pessoas conhecem o carimbó elas acabam tendo outra visão e passam a valorizar o ritmo”, disse.
A oficina reuniu músicos de várias idades e gerações. O baterista Otávio Gorayeb, que já integrou diversas bandas locais, foi um dos participantes. Atualmente músico da Fruta Quente, ele diz que é sempre bom aprimorar o conhecimento. “Mesmo para quem já toca, é sempre um aprendizado. Hoje, por exemplo, aprendi coisas que não sabia sobre o carimbo, que é tão importante para a nossa cultura”, afirmou.
O professor do Instituto Estadual Carlos Gomes Ricardo Aquino, que dirige o grupo de percussão da instituição e também integra o Som de Pau Oco, disse que a ideia de fazer um masterclass – aula para aperfeiçoar a técnica do instrumento – sobre o carimbó surgiu porque a música faz parte da cultura dos alunos. “Isso é tão importante quanto assistir ao concerto de uma orquestra”, comparou.
O ensino de ritmos regionais está no currículo da Fundação Carlos Gomes, que, desde 2007, desenvolve um projeto na área da percussão que é único no país. “Cada aluno tem aulas com quatro professores de instrumento em áreas específicas do universo da percussão, entre elas a percussão popular. Esta estrutura dá ao aluno um amplo leque de conhecimento, apresentando todas as condições para a formação técnica mais adequada ao seu desenvolvimento artístico”, explica o professor.
O aprendizado ao longo do curso abre muitas possibilidades para os alunos atuarem profissionalmente. “O mercado não é apenas em orquestras sinfônicas. Com a carga curricular do curso, o aluno se habilita a tocar percussão e bateria em bandas, bandas de baile e das Forças Armadas, além de grupos de percussão, e ainda pode dar aulas”, conclui Ricardo Aquino.
No fim da oficina, músicos, professores e alunos tocaram juntos usando os instrumentos de base do carimbó e também clarinete e bateria. O baterista Diego Scliar, convidado do evento deste ano, se encantou com o ritmo regional e participou da aula tocando bateria durante a música “Luar de Algodoal”, de autoria do professor Ricardo Aquino.

Texto:
Rosa Cardoso-FCG


Ophir Loyola promove jogos internos para alunos em tratamento




Crianças e adolescentes internadas e em tratamento no Hospital Ophir Loyola participaram nesta terça-feira (23) da XI edição dos Jogos Internos da Classe Hospitalar Prosseguir. A programação abordou o tema “Esporte, saúde e qualidade de vida”. Cera de 50 atletas disputaram jogos como futebol de botão, jogo da memória, jogos eletrônicos, varetas, quebra-cabeça, dominó, boliche e dama, na sala de aula da quimioterapia e brinquedoteca.
Os momentos de entretenimento proporcionam melhor adesão ao tratamento e diminuem o tempo de permanência no hospital, segundo os profissionais. “A programação extracurricular visa desenvolver as potencialidades motoras, afetivas e sociais dos alunos. Em respeito às limitações físicas dos pacientes, escolhemos modalidades que possam ser praticadas. Nosso principal objetivo é mostrar que eles não estão à parte da sociedade”, disse o coordenador da Classe Hospitalar pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Tarcísio Cardoso.
O juramento do atleta foi feito pelo aluno do primeiro ano do ensino médio Leonardo Torres, 16 anos, durante a abertura oficial, na última terça-feira (22), na quimioterapia infantil. Morador de Tailândia, no nordeste do Pará, Leonardo vê na educação especial a possibilidade de concluir os estudos. “Estou tratando um osteossarcoma, e mesmo com as dificuldades impostas pela doença, pretendo concluir o ensino médio. Tenho planos para o futuro”, disse.
Cleide Lousada, 33 anos, observava atenta a alegria da filha Eduarda Vitória, de 7 anos. “As atividades aqui são essenciais para amenizar a rotina deles. É um incentivo a mais para continuar o tratamento, já que não frequentam outra escola. A minha filha é uma criança bem ativa e faz de tudo para não faltar às aulas, principalmente quando ocorrem brincadeiras como estas”, frisou a mãe.
Mãe de Rubens Reis Junior, 13, Marcilene Reis também acredita que os momentos de interação são fundamentais para a recuperação do adolescente. “O Prosseguir é muito importante para que nossos filhos concluam o ano letivo. É uma ponte para que estabeleçam comunicação com outras pessoas. Ele fica visivelmente mais animado toda vez que sai do leito”, avaliou.
A classe hospitalar visa assegurar aos pacientes o direito à educação pela continuidade do processo ensino-aprendizagem e a reintegração ao grupo escolar. A coordenadora pedagógica, Zoe Cota, explicou que o programa ajuda a minimizar as perdas sociais, psicológicas e cognitivas dos alunos. “É notório o resgate da autoestima com o sorriso e a alegria demonstrada enquanto nossos alunos participam das atividades pedagógicas e extracurriculares”, disse.
Cerca de 300 alunos recebem educação especial em nove espaços distribuídos na região metropolitana de Belém. O programa segue a grade curricular estabelecida pela Seduc e possibilita a continuidade da escolaridade para aqueles que estão fora do município de origem ou não conseguem chegar até a escola devido a uma enfermidade.

Texto:
Leila Cruz-Ophir Loyola


Uepa altera local de prova dos processos seletivos em Santarém
Em virtude da reforma que começa a partir de 8 de novembro, a Escola Estadual de Ensino Médio Álvaro Adolfo da Silveira, em Santarém, no oeste do Estado, deixará de ser local de prova dos processos seletivos 2014 (Prise e Prosel) da Universidade do Estado do Pará (Uepa).
Os candidatos lotados na escola devem acessar novamente o site www.prodepa.psi.br/uepa, para a reimpressão do cartão de confirmação de inscrição. Agora, eles farão as provas da primeira e segunda etapas na Escola Julia Gonçalves Passarinho, localizada na avenida Gonçalves Dias, 70, bairro Santíssimo.
No cartão de inscrição, devem constar os dados pessoais, número definitivo de inscrição, curso, turno, semestre, município de opção, língua estrangeira, data, hora e local correto das provas. O cartão deve ser apresentado junto com documento oficial com foto nos dias de exame.
As provas objetivas da seleção, correspondentes à primeira e segunda etapas, serão aplicadas dias 24 e 25 de novembro. A terceira e última estão marcadas para 15 de dezembro. Em todas as etapas, o candidato deverá responder a questões relativas às disciplinas ministradas em cada série do ensino médio. Na segunda etapa, será incluída a língua estrangeira e, na terceira, a redação.
Este ano, a instituição oferta 3.106 vagas, distribuídas em 25 cursos de graduação. Entre as novidades, está a oferta de licenciatura plena em história, com 40 vagas para Belém. Os calouros 2014 da Uepa devem ser conhecidos até 31 de janeiro. Mais informações pelo telefone (91) 3299-2216 ou pelo e-mail daa@uepa.br.

Texto:
Ize Sena-Uepa


Belém será sede do XIX Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia
A comissão do XIX Congresso Brasileiro de Geriatria e Gerontologia fez na última terça-feira (23), no hotel Hilton, o coquetel de apresentação para adiantar detalhes do evento – promovido pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – e expor dados sobre a pessoa idosa.
Segundo dados de 2012 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem uma população de 24,85 milhões de idosos. Os octogenários são o grupo que mais cresce, o que comprova o processo de envelhecimento pelo qual o país está passando.
A respeito da saúde dos idosos, segundo informações dos hospitais particulares brasileiros, aos 60 anos de idade, 40% das pessoas têm pelo menos três doenças crônicas; aos 75 anos, metade dessa população sofre com cinco doenças crônicas. A projeção estimada é que, nos próximos anos, os profissionais que lidam com idosos ocuparão o primeiro lugar entre as dez profissões mais requisitadas – justamente pelo envelhecimento da população e também aumento da esperança média de vida.
No Pará, o IBGE calculou em 2010 um número de 505.135 idosos e apenas 13 geriatras registrados no Conselho Federal de Medicina (CFM). Para o presidente do Conselho Estadual da Pessoa Idosa, José Eduardo, “o congresso é um evento de âmbito nacional com bastante destaque e referências, o Pará só tem a ganhar”, observa. Cerca de 200 palestrantes, especialistas em diversas áreas, são aguardados no encontro, que terá ainda doutores brasileiros e estrangeiros, vindos da Argentina, Austrália, Estados Unidos e Espanha.
“Além da abordagem médica, o evento pretende envolver todas as esferas que trabalham com o processo de envelhecimento, como a área acadêmica, social e política”, afirma a presidente do congresso, Nezilour Lobato Rodrigues. “Queremos chamar atenção também de gestores e das políticas públicas, trabalhar o olhar que a sociedade tem sobre os idosos. Este ano, por exemplo, o Estatuto do Idoso completa dez anos, mas nem tudo é posto em prática. Precisamos assegurar a todos os idosos os alicerces protocolados pela Organização Mundial de Saúde: saúde, acessibilidade, participação e segurança”, explica.
O XIX Congresso Brasileiro de Geriatria e Geriontologia  ocorrerá no período de 29 de abril a 3 de maio de 2014, com o tema “A nova geração de idosos e os desafios contemporâneos”. A conferência de abertura será feita pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Texto:
Marina Pedroso-Seas


Banco de sangue do Hemopa recebe doações de mototaxistas
O banco de sangue da Fundação Hemopa obteve um importante reforço na manhã desta quarta-feira (23), com a campanha em parceria com o Sindicato dos Mototaxistas  e Motoentregadores e mais 16 associações da categoria, em Belém. Até às 13 horas, havia o registro de quase 50 coletas. As doações ocorrem durante todo o dia.
O voluntário Messias Bento da Silva, 29, fez sua primeira doação de sangue. “Estou colaborando com a campanha para salvar vidas. Temos que reservar um pouco de nosso tempo para ajudar a quem precisa. Isso é um sinal de amor ao próximo”, ressaltou, destacando a necessidade de o Hemopa manter o estoque de sangue sempre em alta.
Jetro Santos Melo, 41, também fez sua primeira doação ao aderir à campanha do sindicato. “È muito importante doar um pouco de nosso sangue para quem precisa. Vou doar outras vezes e me tornar um doador frequente”, prometeu o voluntário, que elogiou a iniciativa. “Isso deve servir de exemplo para as demais entidades de classe”, sugeriu.
A ação envolveu familiares e amigos dos mototaxistas e motoentregadores. O sindicato foi criado em 2006 e hoje congrega mais de 800 membros e cerca de 25 mil profissionais em todo o Estado. A gerente de Captação de Doadores do Hemopa, Juciara Farias, recepcionou os integrante da campanha, que chegaram, uniformizados, à sede do hemocentro em motocarreata que saiu às 9 horas da Praça Magalhães, no Reduto.
“O Hemopa agradece pela atuação do sindicato e pelo empenho em ajudar a salvar vidas, ao incentivar a doação voluntária de sangue entre a categoria”, enfatizou a gerente. Instituições interessadas em fazer parceria com o hemocentro devem entrar em contato pelos telefones (91) 3224-5048 e 3242-9100, ramal 205, de segunda a sexta-feira, de 8 às 18 horas; e aos sábados até às 17 horas.
Podemdoar sangue candidatos com boa saúde, que tenham entre 16 e 67 anos e pesem acima de 50 quilos. Menores de 18 anos podem doar somente com autorização dos pais ou responsáveis. É necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher, a cada três meses.
O Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2.109, em Batista Campos. Funciona para coleta de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18 horas, e aos sábados, de 7h30 às 17 horas. Mais informações pelo telefone 0800-2808118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa


Fundação Curro Velho leva oficina de animação Stop Motion à Feira de Ciência
A Fundação Curro Velho integrará a programação da VI Feira Estadual de Ciência, Tecnologia e Informação, que acontece de 23 a 25 deste mês no Hangar Convenções e Feiras das Amazônia, promovida pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). No estande da FCV o visitante conhecerá de perto o universo da animação com a oficina de Stop Motion. "Vamos demonstrar o processo de movimentação do personagem, captura de imagem e geração do vídeo de animação da cena produzida”, explica o instrutor Rosinaldo Pinheiro. "O objetivo é oferecer aos alunos o primeiro contato com essa arte, que possibilita dar vida a qualquer objeto”, conta.
A animação stop motion é uma técnica que consiste em fotografar cada pequena alteração na posição de um personagem ou objeto com a intenção de criar um movimento idealizado pelo animador. “Da sequência fotografada é gerado um vídeo em que o personagem ou objeto animado se movimenta como se tivesse vida própria”, pontua o instrutor. Rosinaldo Pinheiro conta que o primeiro contato com animação foi em 2000 quando participou de cursos de animação no Instituto de Artes do Pará. “Participei de um curso ministrado pelo Marco Magalhães, Cesar Coelho e Ida Queiroz, organizadores do Anima Mundi, um festival de animação que ocorre anualmente no mês de julho na cidade do Rio de Janeiro. Os anos foram passando e eu fui me aperfeiçoando nas técnicas, como o 2D, Stop Motion e recortes, entre outros”.
Rosinaldo, além de professor de animação é design gráfico e criador da Turma do Açaí. Em relação a sua participação da Feira, o professor afirma que será uma nova experiência. “Estou animado em poder participar da Feira de Ciência e Tecnologia. Será uma experiência, será uma troca de informações, diferente do que acontece numa sala de aula. Na feira vou estar próximo do público, mostrando a essa garotada como funciona esse mundo do desenho animado, qual técnica é usada em cada filme de animação, etc”, antecipa.

Texto:
Andreza Gomes-FCV


Concerto e Show de carimbó encerram V Encontro de Percussão da FCG
A 5ª edição do Encontro de Percussão da Fundação Carlos Gomes termina nesta quinta-feira, 24, com a celebração dos 25 anos de criação do Grupo de Percussão da FCG (GPFCG), fundado pelo professor Roberto Luiz Cioci Sampaio em 1988. Cioci também foi o primeiro professor de percussão do Conservatório, responsável pela formação de grandes talentos da música percussiva aqui em Belém.
A comemoração será em grande estilo, com um concerto de gala e com um show de carimbó. O concerto terá a presença do professor John Boudler (SP), responsável pela criação do grupo PIAP, no final dos anos 70, por onde passaram vários músicos paraenses como os percussionistas Ricardo Aquino, que foi aluno de Boudler na Unesp, e Marcos Matos, atualmente professores do Conservatório Carlos Gomes.
O concerto de encerramento contará com a participação de ex-alunos, integrantes da primeira e segunda formação do GPFCG, e também do fundador do grupo, Luiz Cioci, que vai mostrar seu trabalho de percussão popular e composições próprias.
Sob a regência de John Boudler, os integrantes do grupo de percussão da FCG apresentarão um repertório todo dedicado à música feita para a percussão. "Eles ensaiaram "Bayport Sketch", de Jared Spears - uma ouverture, com energia e sonoridade impressionantes; "Onde o Vento Faz a Curva", de Marisa Resende - obra rica em timbres, e "A Maldição de Alzioth", de Ivan Chiarelli Monteiro, uma música de grande dificuldade técnica, que será um desafio para os alunos’, revela Ricardo Aquino, diretor artístico do grupo.
O V Encontro de Percussão da FCG teve início no dia 21 com o concerto do Bach Pará, grupo de percussão formado por alunos do curso de bacharelado em Música da FCG/Uepa. A programação contou, ainda, com as apresentações do grupo Tambores do Conde (PA), do baterista Diego Scliar (RJ), do Kontakte Duo (SP), formado pelos experientes e premiados Fernando Chaib e Nat Calan, além do grupo de Percussão Vale Música (PA).
Este ano, a novidade do V Encontro de Percussão da FCG foi a realização, pela primeira vez, de um master class de carimbó com músicos que integram o grupo Som de Pau Oco, que desde 2009 trabalha pela valorização e preservação do ritmo paraense, uma das mais antigas manifestações da cultura popular do Pará. O Som de Pau Oco vai fechar a noite do encontro com um show que vai reunir, além dos convidados, alunos do Conservatório e também de outras instituições de ensino de música do estado.
Serviço: V Encontro de Percussão da FCG - A Festa do Ritmo - Dia 24/10
Concerto de Gala em Comemoração pelos 25 anos do Grupo de Percussão da Fundação Carlos Gomes
Homenagem ao Professor Luiz Cioci
Grupo de Percussão da Fundação Carlos Gomes
Participação Especial: John Boudler
Hora: 18h30
Local: Sala Ettore Bosio ( Instituto Estadual Carlos Gomes, Gentil 909)

Show de Encerramento: Grupo de Carimbó Som de Pau Oco
Hora: 20h30
Local: Ettore Bosio
Entrada Gratuita

Texto:
Rosa Cardoso-FCG


Secretário de Saúde presta esclarecimentos sobre obras do Hospital Galileu
Em entrevista à RBA TV na tarde desta terça-feira, 22, o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, esclareceu alguns pontos sobre o andamento da obra do Hospital Galileu, que continua em ritmo acelerado. Helio Franco ressaltou que a implementação está dentro do cronograma previsto e destacou que o hospital está sendo padronizado e readaptado conforme as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que asseguram o padrão de referência em média complexidade, para os serviços de Clínica Médica, Ortopedia e Cardiologia.
O secretário reiterou, ainda, que o Hospital Galileu será entregue à população até o final de novembro deste ano. O espaço vai funcionar como retaguarda para dar rotatividade aos leitos do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, Hospital de Clínicas Gaspar Vianna e Hospital Regional Abelardo Santos. Serão cerca de 40 novos leitos para pacientes de longa permanência do Metropolitano, além de 40 leitos para dar rotatividade às cirurgias cárdicas do Hospital de Clínicas.
Com relação aos valores citados na matéria do jornal Diário do Pará desta terça-feira, 22, Helio Franco afirmou que estão de acordo com o que exige a lei, pois os custos referem-se à reforma, estruturação e eaparelhamento do hospital. A respeito do aluguel, o valor segue o metro quadrado avaliado pelo mercado de imóveis no Pará. Franco concluiu a entrevista destacando a importância da entrega dessa obra à população, como forma de garantir suporte aos hospitais de clínica e emergência citados, que recebem uma grande demanda de pacientes para a alta complexidade.


Mangal das Garças funcionará no Recírio
A direção da OS Pará 2000, que administra o Parque Zoobotânico Mangal das Garças, informa que o espaço funcionará em horário especial para receber visitantes e turistas durante o feriado do Recírio, na próxima segunda-feira, 28. O Mangal estará de portas abertas das 9h às 18h. Aproveite e confira as exposições “Harmonia” e “A Poética do Miriti”. Maiores informações pelo fone (91) 3242-5052 e 8814-0589 ou pelo site www.mangalpa.com.br.


Poço do Conjunto Maguari passará por manutenção preventiva nesta quinta
Nesta quinta-feira,24, ocorrerá uma manutenção programada no Poço 7, responsável pela captação para o sistema de distribuição de água do conjunto Maguari, localizado na Rodovia Augusto Montenegro, em Belém. Para que o trabalho possa ser realizado, o abastecimento em todo o residencial será suspenso. O serviço está programado para iniciar às 10h e previsto para encerrar às 4 da manhã do dia 25. A expectativa é que na manhã de sexta-feira, o abastecimento de água no conjunto já esteja normalizado. A Cosanpa ressalta que a manutenção é preventiva, mas necessária para evitar futuros problemas no abastecimento do conjunto Maguari.



Sepaq avalia parceria para reforçar fiscalização do defeso em Cametá
O secretário estadual de Pesca e Aquicultura, André Pontes, recebeu nesta quarta-feira, 23, o prefeito de Cametá, Iraci Nunes, que veio solicitar apoio da Sepaq para os projetos de aquicultura no município, onde cerca de 500 famílias trabalham com essa atividade. Outra preocupação do gestor é com o período do Defeso, que começa no próximo dia 1º de novembro, em toda região do Baixo Tocantins. Por isso solicitou uma parceria para aumentar a fiscalização sobre a pesca ilegal nesses meses de reprodução das espécies.
Durante a reunião ficou decidido que no próximo dia 6 de novembro será realizado um seminário na cidade de Cametá, que terá como convidados todos os organismos envolvidos nas ações de fiscalização - entre eles a Secretaria Estadual de Meio Ambiente, a Polícia Fluvial, Polícia Militar e Superintendência Regional da Pesca e Secretaria Municipal de Meio Ambiente -, além de representantes da Colônia de Pescadores de Cametá e municípios vizinhos.
A Sepaq também estuda a possibilidade de adquirir equipamentos - baterias, holofotes e capas de chuva - para as famílias que trabalham na vigilância das áreas de pesca do município durante o período de Defeso. “São integrantes de várias comunidades ribeirinhas que se revezam durante a noite na fiscalização dos rios, para evitar a pesca proibida”, explica o prefeito Iraci Nunes.


Sagri participa da Feira do Servidor Público
A Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) participa da programação especial alusiva ao Dia Nacional do Servidor Público, comemorado no dia 28 de outubro. Desta quarta, 23, até a próxima sexta-feira, 25, a Sagri estará com um estande de serviços na Feira do Servidor Público, montada no hall Ismael Nery, do Centur.
No estande, o público terá acesso a informações sobre as atividades da Sagri, desde a produção de açaí, com o Programa Estadual de Qualidade do Açaí, Programa de Baixo Carbono (ABC), passando pela agricultura familiar e outros temas, além de poder levar para casa mudas de cacau, açaí e de pau preto. A Feira do Servidor Público fica aberta das 15 às 20 horas, no Centur, e tem entrada gratuita.


Esclarecimento do Programa Nota Fiscal Cidadã
A propósito de nota publicada na edição do dia 21/10 por um jornal local, a Secretaria da Fazenda (Sefa) informa que, diferente do que foi noticiado, havia e continua havendo, no site do Programa Nota Fiscal Cidadã, área de acesso para que os consumidores vejam se as notas e cupons fiscais emitidos com CPF foram informados pelo estabelecimento comercial. O sistema de reclamação está funcionando normalmente, todo automatizado, e elimina a necessidade do Fisco fazer contato pessoal com as empresas. Portanto, a informação contida na nota não procede.
De janeiro até dia 21/10 foram formalizadas 541 reclamações de consumidores no site do Programa. Este ano, foram emitidos 2.858 Autos de Infração e Notificação Fiscal para estabelecimentos comerciais enquadrados no Programa Nota Fiscal Cidadã, por omissão no registro eletrônico de documentos fiscais a que estavam obrigados, de acordo com a legislação tributária. O valor da multa por arquivo não enviado é de 200 Unidades Padrão Fiscal (UPF).
A Secretaria da Fazenda está apta a ouvir o consumidor sobre reclamações quanto ao Nota Fiscal Cidadã, no próprio site do Programa, e sobre outros assuntos, que podem ser apresentados junto à Ouvidoria Fazendária.


Iasep móvel oferece consultas e exames na semana do servidor
Agendamento, consulta médica, exame clínico e retorno ao especialista, tudo de uma vez só, sem usar a qucota anual de consultas e exames. É o que garante o programa de prevenção Iasep Móvel, que será levado ao prédio da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (Centur) durante a programação da Semana do Servidor, que acontece de 23 a 25 de outubro. Desenvolvido pelo Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), o programa deve atender 260 servidores durante os três dias do evento.
“Esse programa facilita muito pra gente, porque o agendamento, a consulta, o exame e o retorno acontecem de uma vez só”, diz a professora Nazaré Silva, segurada do Iasep. “Eu estava de passagem para ir ao banco e vi os carros do Iasep. Como eu estava com a carteirinha, fiz logo uma consulta e já recebi a receita dos óculos”, afirma a professora.
O presidente do Iasep, Kleber Miranda, diz que o objetivo do programa é estimular o servidor a fazer exames preventivos, “principalmente o público masculino, que costuma protelar o exame de próstata”. No Iasep Móvel, os segurados têm acesso à consulta com urologista e podem fazer o exame de ultrassom da próstata e do aparelho urinário logo em seguida.
Durante todos os dias são oferecidas 30 consultas em Oftalmologia e Odontologia. Na quinta-feira, 24, serão ofertados 40 atendimentos em Fonoaudiologia e na sexta, 25, outras 40 consultas e exames na especialidade de Urologia. Os atendimentos oferecidos no Iasep Móvel não intereferem na quota anual de segurados do plano dos servidores. "Durante a Semana do Servidor, os funcionários de outras secretarias podem entrar em contato com a equipe do Iasep Móvel, solicitando o agendamento de ações nas suas unidades de trabalho”, informa o presidente do Iasep.
Além das consultas, os serviços ofertados, por especialidade, são:
Urologia - Ultrassonografia de abdome total, ultrassonografia de próstata abdominal e bolsa escrotal; 
Oftalmologia – Exames de tonometria, fundoscopia, ceratoscopia, motilidade ocular e acuidade visual; 
Odontologia - Aplicações de flúor, extrações de tártaro, prótese total imediata; 
Fonoaudiologia - Teste de audiometria e das cordas vocais.

Texto:
Ettiene Angelim-IASEP


Apresentações de piano e coral encerram projeto Círio de Todos os Timbres
O ciclo de apresentações do projeto Círio de Todos os Timbres, realizado em homenagem à Virgem de Nazaré, chega ao fim nesta quarta-feira, 23, com concerto na Igreja de Santo Alexandre, do complexo Feliz Lusitânia, às 19h. Para este último dia de evento, o Núcleo de Arte e Cultura da Universidade do Estado do Pará (Uepa) programou quatro exibições: três para piano e uma do Grupo Madrigal.

O pianista e professor Urubatan de Castro vai abrir o evento com a execução em Piano Solo de obras de sua autoria, ainda inéditas. Em seguida, Eliana Cutrim e Lenora Brito fazem um Duo Pianistico, com um repertório que inclui 'Suíte nº 2' de Waldemar Henrique e Ernst Mahle. Para finalizar as apresentações de piano, Lenora Brito executa o Duo Piano Canto ao lado de Márcia Aliverti. Entre as obras estão 'Canção Pro Meu Brasil', 'Sabiá' e 'Nêga Dengosa', de Gentil Puget. Já o Grupo Madrigal da Uepa vai executar obras eruditas de temática religiosa, com destaque para canções como 'Ave Maria' de Verdi, 'Alleluia' de Ralph Manuel e 'Dulcissima Maria' de Dante Andreo.

Ana Telma, coordenadora do NAC, avalia que o ciclo de apresentações do projeto neste ano alcançou um público expressivo. “Considero positiva a participação do público no evento, tanto no Polo Joalheiro, Estação das Docas e na Catedral. Hoje esperamos um público bem significativo, por conta de toda a divulgação feita e também porque ainda há muitas pessoas na cidade por causa das festividades do Círio”, explicou.

Serviço: As apresentações desta quarta-feira, 23, iniciam às 19h, na Igreja de Santo Alexandre (Complexo Feliz Lusitânia - Praça Frei Caetano Brandão - Cidade Velha). Mais informações pelo fone (91) 3222-5600 (NAC/Uepa).

Texto:
Ize Sena-Uepa


Uepa abre inscrições para o II Seminário de Integração Científica
A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp) da Universidade do Estado do Pará está organizando o II Seminário de Integração Científica, com o tema “A produção científica na Uepa fortalecendo o desenvolvimento da Amazônia”. A programação acontecerá no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), nos dias 4, 5 e 6 de dezembro, e recebe inscrições no período de 21 de outubro a 05 de novembro.

O Seminário tem o objetivo de apresentar oficialmente os resultados das pesquisas realizadas por acadêmicos através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) no período 2012-2013. Os alunos do programa e seus respectivos orientadores estão automaticamente inscritos. Porém, para garantir a participação no evento o candidato deve enviar um resumo do trabalho para o e-mail sic.uepa@gmail.com, respeitando as normas exigidas pela Circular nº 1.

Os interessados em participar como ouvintes também podem se inscrever enviando o Formulário de Inscrição de Ouvintes devidamente preenchido para o mesmo endereço de e-mail citado. Segundo o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Jofre Jacob da Silva Freitas, “o objetivo principal desse Seminário é socializar os conhecimentos produzidos na instituição, prestando contas tanto à comunidade academica como ao público geral sobre como os recursos públicos são utilizados”, destacou.

Além dos resultados obtidos no PIBIC, o Seminário prevê também uma programação sobre os Mestrados próprios da Uepa, e de alunos que retornaram do Programa Ciência Sem Fronteira. Novas e importantes informações devem ser divulgadas no decorrer do período de inscrições e nos dias de realização do evento. Maiores informações sobre o evento pelos telefones (91) 3244-7833 / 3233-4138.

Texto:
Ize Sena-Uepa


PM mobilizará seis mil homens para o Enem no Pará
O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que será aplicado em todo o país nos próximos sábado, 26, e domingo, 27, contará com um forte esquema de segurança envolvendo os órgãos do Sistema Estadual de Segurança Pública. Somente a Polícia Militar mobilizará, nos dois dias, mais de seis mil homens, além de contar com o apoio de cerca de 400 viaturas, entre motos e carros. Em cada turno (manhã e tarde) serão mobilizados 1.517 policiais. Este ano, o efetivo destacado para garantir a tranquilidade do evento é quase 30% maior do que o do ano passado.
No Pará, cerca de 330 mil estudantes se inscreveram para realizar o exame. Destes, mais de 100 mil são provenientes da rede pública estadual. O trabalho, que envolverá os Comandos da Capital (CPC), da Região Metropolitana (CPRM), de Policimento Especial (CPE) e de Missões Especiais (CME), será posto em prática nos 71 municípios paraenses onde as provas serão realizadas. Belém concentra o maior número de locais de provas. Serão 136 escolas. Em todo o Estado, mais de 750 estabelecimentos de ensino receberão os estudantes para exame.
Segundo o subcomandante de Missões Especiais, tenente coronel Simão Salim Júnior, responsável pela coordenação operacional da operação, nos dois de dias de prova o efetivo será distribuído de acordo com o grau de risco de cada área e terá uma atuação ampla. “Estão estamos trabalhando com várias possibilidades, desde manifestações e interferências no trânsito, que podem dificultar a chegada dos estudantes aos locais, até os excessos de sons nos arredores das escolas, que também podem atrapalhar. O objetivo é criar um ambiente seguro, calmo e sem interferência para que o aluno possa realizar a sua prova”, informou.
Nos dias de prova a Polícia Militar também atuará na escolta dos malotes de provas até as escolas. “A partir das 6h começarão a ser entregues os malotes”, informou o tenente coronel Salim Junior. As provas chegaram à Belém no final de agosto e permaneceram guardadas em um quartel do Exército na capital. Em setembro começou a distribuição dos malotes pelos municípios polos do Estado. Nos locais em que foi utilizado transporte rodoviário para a distribuição das provas, a Polícia Militar também fez a escolta dos veículos do Correios, responsável pela entrega.
Em virtude do horário de verão que entrou em vigor no último domingo, 20, no Pará, os estudantes devem atentar para os horários de abertura e fechamento dos portões, diferente do horário de Brasília, que é utilizado como referência no território nacional. No Estado, a prova será aplicada pontualmente às 12 horas (horário local) e os portões das escolas serão abertos às 11h. Os alunos poderão sair sem a prova a partir das 14h, e com a prova às 16h do sábado e às 17h do domingo. A avaliação termina às 16h30 no sábado e às 17h30 no domingo.

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Obras do Centro de Convenções de Marabá seguem cronograma
As obras do Centro de Convenções de Marabá seguem o cronograma estabelecido pela Secretaria de Obras Públicas (Seop). O bloco administrativo, por exemplo, já está com a estrutura concluída e coberta. No próximo mês terá início a cobertura do auditório, em forma de um semicírculo, que terá capacidade para 550 pessoas sentadas. “A área destinada a shows, feiras e eventos, com 4.800m² e capacidade para receber até 15 mil pessoas, também será coberta”, informou Joaquim Passarinho, titular da Seop, responsável pelo projeto e construção do Centro de Convenções.
Com a conclusão do Centro de Convenções, prevista para agosto de 2014, Marabá vai poder receber grandes eventos culturais e de negócios. “O espaço terá ainda salas multiuso, restaurante, lanchonete, banheiros públicos, vestiários e ainda um teatro”, informou Passarinho. Iniciada ano passado, a obra está orçada em cerca de R$ 18 milhões e está sendo executada em uma área de propriedade do Estado com aproximadamente 35 mil metros quadrados – sendo 13 mil reservada às instalações físicas, localizada em frente ao Hospital Regional Geraldo Veloso, na Nova Marabá.

Texto:
Clara Costa-Seop


Polícia Civil investiga morte de vereador em Vigia de Nazaré
A Polícia Civil já iniciou as investigações sobre a morte do vereador José Maria Ribeiro Pinto Marques, 75 anos, mais conhecido como Zé Canela (PSDC), em Vigia de Nazaré, região nordeste do estado. Ele foi morto a golpes de faca pelo corpo, por volta de 14 horas desta terça-feira, 22, dentro de casa, na localidade de Vila de Itapuã, zona rural do município. A vítima, que morava sozinha, teria sido morta por, pelo menos, dois homens ainda não identificados.

A equipe da Delegacia de Vigia, comandada pelo delegado Cleiton Costa, logo que foi comunicada dos fatos seguiu até a região e acionou o Instituto Médico Legal de Castanhal para fazer a remoção do corpo e a perícia de local de crime. Simultaneamente, uma equipe da Divisão de Homicídios, chefiada pelo delegado Glauco Valentim, foi deslocada de Belém para o município.
Conforme o delegado Cleiton Costa, ainda não é possível estabelecer uma linha de investigação para apontar a motivação do crime. Pessoas que moram perto do local teriam ouvido os gritos da vítima. Zé Canela estava no primeiro mandato como vereador e morava sozinho em uma casa simples. A vítima foi encontrada caída na sala do imóvel apenas de short e com ferimentos pelo corpo. No havia sinais de arrombamento.
Mesmo assim, ainda não é possível afirmar que a vítima conhecia os autores do crime. O corpo foi removido para o IML de Castanhal na noite de terça-feira, 22. Ainda, segundo o policial, nenhum objeto de valor que estava na casa, como televisor e aparelho de DVD, foi roubado. Da mesma forma, os cômodos do imóvel não foram revirados. O inquérito será presidido pelo delegado Glauco Valentim, da Divisão de Homicídios.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Projeto Pixirum utiliza mão de obra carcerária na limpeza de ruas e canais de Belém
Quarenta e cinco internos custodiados na Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel (CPASI) estão fazendo a limpeza de canais em diversos pontos da capital paraense desde o mês de junho. No último dia 18, os internos iniciaram a limpeza do Canal São Joaquim, que seguirá no trecho e sentido da Avenida Júlio César até a Bacia do Una. A ação faz parte do projeto “Puxirum”, que em tupi guarani significa "reunião de pessoas para trabalhar", e resulta de um convênio firmado entre a Prefeitura de Belém e a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) que prevê a geração de postos de trabalho para internos do regime semiaberto. Mais de 100 toneladas de entulho e lama já foram retirados do canal São Joaquim só este ano, com a ajuda dos detentos.
Os internos trabalham de segunda a sexta, promovendo serviços de roçagem, retirada de entulhos de bueiros e canais, além de limpeza do meio-fio. O trabalho dos internos é acompanhado por um fiscal da prefeitura e por agentes prisionais. Todos são remunerados e recebem o benefício da remissão de pena, que consiste na redução de um dia da setença a cada três trabalhados.
Ricardo Soares está preso há mais de sete anos, dos quais já cumpre dois em regime semiaberto. Ele já desenvolvia atividades de serviços gerais antes de ser preso e vê seu primeiro trabalho fora da unidade prisional como uma oportunidade de mudar de vida. “Trabalhar por meio deste convênio está sendo uma ótima oportunidade e eu tenho aproveitado bastante. Apesar do preconceito, estou disposto a me reintegrar à sociedade de cabeça erguida. Por meio deste trabalho, eu posso mostrar que é possível mudar de vida, reconquistar a confiança de minha família e da sociedade, além de ajudar financeiramente meus familiares, como a minha esposa, que atualmente está sem trabalhar”, destaca o interno.
De acordo com Marcos Carvalho, técnico do Departamento de Resíduos Sólidos da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan), “a produtividade dos internos veio somar com o trabalho já desenvolvido pela Prefeitura. Com esse reforço na mão-de-obra já conseguimos efetuar a limpeza dos canais do Galo, Água Cristal, Jacaré e mais dois canais da Bacia do Una. Esse projeto, além de proporcionar a reinserção social, também traz benefícios para a população de Belém”, afirma Marcos.
Para o diretor do Núcleo de Reinserção Social da Susipe, Ivaldo Capeloni, o projeto também é um resgate da autoestima do interno. “Ele passa a se sentir útil, pois está trabalhando para o bem da coletividade, e com o fruto desse trabalho pode auxiliar financeiramente sua família, o que é um claro exemplo de reinserção social desse indivíduo”, explica.
Márcio Vilhena está preso há três anos e desde que entrou na Colônia Agrícola, há mais de um ano, sempre procurou desenvolver algum tipo de trabalho na unidade prisional, onde fazia limpeza e roçagem. “Eu gosto muito de estar trabalhando, pois é do meu interesse começar uma nova história sem dever nada para a sociedade. Por meio do trabalho eu posso ser visto novamente como pessoa”, garante.
Márcio também destaca a importância do trabalho e do apoio familiar para quem está preso. “Se nós não tivermos oportunidades, como vão saber se a gente quer mudar de vida? Ter uma chance e quem acredite em nossa mudança nos faz muito bem. Todos que participam desse projeto tem interesse de serem reintegrados à sociedade e não mais serem vistos como criminosos. Quero que minha família tenha orgulho de mim, pois vi que eu também era importante para eles. Hoje quero ter uma vida digna e de paz e não quero ser visto novamente com olhar de desprezo pelas pessoas”, conclui o interno.

Texto:
Timoteo Lopes-Susipe


Tambores do Conde encanta público no V Encontro de Percussão
O grupo Tambores do Conde foi uma das atrações do V Encontro de Percussão - A Festa do Ritmo, realizado na noite da última terça-feira, 22, no auditório da Fundação Carlos Gomes. O objetivo da programação, que segue até a quinta-feira, 24, é divulgar a música percussiva e aproximar os novos talentos paraenses dos demais profissionais da área que atuam no Brasil e em outros países. A proposta também tem caráter educativo, e inclui masterclasses para aperfeiçoamento de técnicas musicais.
Com um repertório composto por músicas de autores paraenses, nacionais e do cancioneiro popular, o Tambores do Conde contagiou o público com canções como 'Alma não tem cor', 'Sinhá Pureza' e 'Dona Maria'. O grupo surgiu há cinco anos, no município de Barcarena, e ajudou a transformar dos jovens que o integram, como a do estudante e percussionista Júnior Ribeiro Santos, 17 anos. "A música é minha terapia. Com ela me desestresso, relaxo e aprendo a ter mais responsabilidade. Até minha autoestima mudou. Por isso, a possibilidade de me apresentar em um evento como esse, além da visibilidade profissional, me dá um grande prazer", declarou.
A estudante Yasmim Lorrane dos Anjos, 17 anos, outra integrante do grupo, diz que a música faz parte de seu presente e futuro. "Desde que comecei a cantar soube que era isso que queria para a minha vida. Fiz disso uma profissão e pretendo levá-la adiante. Além disso, aprendi a respeitar o próximo e a me desinibir", relatou ela, que integra o time de vocalistas do Tambores do Conde. O idealizador do grupo, formado por 28 componentes, é o músico e professor Waldiney Machado, que vê na música um instrumento de transformação social.
O encontro deste ano também comemora os 25 anos de existência do Grupo de Percussão da Fundação Carlos Gomes. Criado no final da década de 80, o grupo foi o primeiro do país a ter uma formação totalmente percussiva. A grande atração desta quarta-feira, 23, é o Kontakte Duo, formado pelos percussionistas Fernando Chaib e Nath Calan, que se apresentam a partir das 19h.
Serviço: V Encontro de Percussão - A Festa do Ritmo. Até o dia 24 de outubro, no auditório da Fundação Carlos Gomes (avenida Gentil Bittencourt, 909). Informações: (91) 3212-0746.

Texto:
Samilla Batista-Secom


Investimentos garantem expansão da lavoura do cacau na Grande Belém
  
O cultivo de cacau na Região Metropolitana de Belém será incrementado nos próximos 12 meses. O projeto de expansão e fortalecimento da lavoura cacaueira nos municípios de Ananindeua, Benevides, Santa Isabel, Santa Bárbara e Acará foi aprovado na reunião do conselho gestor do Fundo de Desenvolvimento da Cacauicultura do Pará (Funcacau), realizada nesta terça-feira, 22, na Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri).
O Funcacau vai destinar R$ 500 mil ao projeto que foi proposto pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), cuja contribuição será de R$ 100 mil, juntamente com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que terá participação de igual valor, num total de R$ 700 mil reais. As prefeituras municipais também serão parceiras do projeto.
O objetivo é capacitar 250 produtores, 50 em cada município, para o cultivo de uma área de 1.250 hectares de novos cacauais e produção de 1.455 toneladas de cacau na fase de estabilização. A fase de execução do projeto está prevista para o período que vai de novembro deste ano a outubro de 2014.
A reunião do conselho gestor do Funcacau, presidida pelo secretário estadual de Agricultura, Hildegardo Nunes, também apreciou o relatório da pesquisa de opinião realizada entre os produtores durante o I Festival Internacional do Chocolate e Cacau da Amazônia, realizado em Belém no mês de setembro. Mais de 50% dos participantes consideraram o evento uma grande oportunidade de negócios e divulgação dos produtos da cacauicultura regional para o Brasil e o mundo.
O Funcacau destinou recursos de R$ 3 milhões para 11 projetos e R$ 2,1 milhões para sete convênios aprovados e em execução neste ano. O fundo ainda tem um saldo de R$ 2 milhões para incentivar o crescimento da cacauicultura no Pará. Participaram da reunião do conselho, a secretária adjunta da Sagri, Eliana Zacca, o superintendente da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), Jay Wallace Mota, além de representantes da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa).
  

Texto:
Leni Sampaio-Sagri


Curso Livre de Violão ministrado por alunos da Uepa tem vagas abertas
O Curso Livre de Violão, ministrado pelos alunos do Curso de Licenciatura Plena em Música da Universidade do Estado do Pará (Uepa), abriu 42 novas vagas. As inscrições acontecem nos dias 23 e 24, sempre das 14h às 18h, e devem ser feitas na Coordenação do Curso de Música, localizada no Campus I da Uepa, no bairro do Telégrafo.
Serão abertas duas turmas, sendo uma com 21 alunos, no horário das 14h às 16h, e outra com mais 21, das 16h às 18h. As aulas acontecerão às segundas-feiras, no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Uepa.
Os cursos são gratuitos e abertos ao público em geral. Os interessados em se inscrever, e que não possuem vínculo com a Uepa, devem apresentar, na Coordenação de Música, o original e a cópia da carteira de identidade e do comprovante de endereço com CEP. Caso seja menor de idade, o estudante deve levar a cópia e original do responsável.
O curso faz parte do projeto Música na Comunidade, idealizado pela coordenadora de Licenciatura em Música, Valdecíria Lâmego, com a finalidade de proporcionar a adolescentes de baixa renda o acesso à formação musical, abrangendo conhecimentos teóricos, práticos e técnicos instrumentais. Além do Curso de Violão, outros cursos como Canto Coral, Flauta Doce e Teoria Musical são ministrados dentro do projeto.
Serviço: Mais informações sobre o Curso Livre de Violão e o projeto Música na Comunidade podem ser obtidas pelo telefone (91) 4009-9509.

Texto:


Site do Idesp disponibiliza perfil socioeconômico do município de Altamira
O perfil do município de Altamira já pode ser encontrado no site do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) como um dos produtos do projeto “Aproveitamento Hidrelétrico Belo Monte e Desenvolvimento Regional: Observatório da Dinâmica Econômica, Social e Ambiental na Região de Integração do Xingu, Estado do Pará”, conhecido como “Observatório Belo Monte”.
A publicação oferece ao leitor uma síntese histórica e a localização do município de Altamira, com ilustração de mapa, porém as principais informações dizem respeito à demografia, taxa de crescimento populacional, saúde, educação, índice de desenvolvimento humano (IDH), índice de extrema pobreza, saneamento básico, energia elétrica, economia, território, meio ambiente e gestão ambiental, seus registros e alterações ao longo dos últimos anos.
De acordo com a diretora de Pesquisas e Estudos Ambientais do Idesp, Andréa Coelho, “o objetivo é divulgar a síntese econômica, social e ambiental dos municípios que compõem a Região de Integração do Xingu, facilitando ao cidadão o entendimento relativo à nova dinâmica à qual a região vem sendo submetida, além de subsidiar a gestão pública, o setor privado e a comunidade acadêmica no que tange a formulação e implementação de ações voltadas ao desenvolvimento destas localidades”.
Em breve, o Idesp também divulgará os perfis dos outros nove municípios da RI Xingu: Vitória do Xingu, Brasil  Novo, Medicilândia, Pacajá, Porto de Moz, Uruará, Anapu, Placas e Senador José Porfírio. Além dos perfis, a página do Observatório Belo Monte no site do Idesp (www.idesp.pa.gov.br) oferece outras informações a respeito do empreendimento em questão e seus impactos.

Texto:
Fernanda Graim-Idesp


Seop concluirá iluminação da Transamazônica em Marabá até dezembro
Até o fim do ano, a Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) vai concluir a iluminação do trecho urbano da Rodovia Transamazônica (BR-230) à altura do município de Marabá, na mesorregião do sudeste paraense. Serão cerca de 15 quilômetros de extensão atendidos com a instalação de luminárias, com investimento de R$ 4 milhões.
O sistema de iluminação implantado corta toda a cidade e vai da ponte sobre o Rio Itacaiúnas até a rotatória do km 06. A ponte recebeu 36 postes galvanizados a fogo, de 12 metros, com luminárias tipo pétala e lâmpada de vapor metálico de 400W. Já na rodovia são 296 postes de 16 metros, luminárias de duas pétalas com lâmpada de vapor de sódio de 400W.
Para o titular da Seop, Joaquim Passarinho, a energia não só proporciona a melhoria de qualidade de vida aos marabaenses, como também o desenvolvimento econômico. “As melhorias infraestruturais na rodovia vão alavancar a geração de trabalho e renda e contribuir para a redução dos índices de violência”, ressaltou Passarinho.
Também conhecido como Cidade Poema, por ter o nome inspirado no poema 'Marabá', do escritor Gonçalves Dias, o município é atualmente o quarto mais populoso do Pará, contando com aproximadamente 243.583 mil habitantes, segundo o Censo 2012 do IBGE.

Texto:
Clara Costa-Seop


Governo lança o Enem Digital para reforçar a preparação dos alunos
A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) lançou, nesta terça-feira (23), o Enem Digital. O programa visa contribuir na preparação dos alunos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será aplicado no próximo fim de semana. Os estudantes terão à disposição, na TV e na internet, aulas complementares, com foco na revisão dos conteúdos pautada em exercícios e esclarecimentos. Cerca de 105 mil estudantes do terceiro ano do ensino médio da rede estadual de ensino farão o exame este ano. Em todo o Pará, 328.624 se inscreveram no Enem.
O anúncio do Enem Digital foi feito durante entrevista coletiva com os secretários de Promoção Social, Alex Fiúza de Melo, e de Educação, Cláudio Ribeiro, além do adjunto de Gestão da Seduc, Waldecir Costa, e do diretor de Ensino Médio e Educação Profissional, Franciney Palheta, no Centro Integrado de Governo (CIG). O desenvolvimento do Enem Digital – que é uma das ações do Pacto pela Educação do Pará – estava previsto somente para 2014, mas, devido ao contexto de greve, a Seduc optou por antecipar o uso da ferramenta.
As aulas serão ministradas por professores da rede estadual de ensino, com experiência em preparação e aprovação de alunos do ensino médio sobre os quatros eixos de conhecimento: língua portuguesa e códigos de linguagem; ciências da natureza e códigos; ciências humanas e códigos e matemática.
Os professores usarão equipamentos de alta tecnologia, como quadro interativo, em um estúdio de TV, e as aulas serão transmitidas pela web, na fanpage do governo do Estado (facebook.com/governopara), e pela TV Cultura. O Enem Digital também será transmitido ao vivo no site seduc.pa.gov.br/enemdigital. Todo o conteúdo também ficará à disposição para ser acessado depois.
As aulas ocorrerão nesta quarta (23), quinta (24) e sexta-feira (25), nos horários de 10 horas ao meio-dia, das 15 às 17 horas e de 19 às 21 horas. Em cada turno, serão duas aulas por horário, e os alunos poderão tirar dúvidas em tempo real por meio da fanpage. Uma equipe de cerca de 20 professores da rede estadual, com larga experiência em preparação para o Enem e processos seletivos de ingresso ao ensino superior, participará das transmissões e atuará nos bastidores do projeto.
Reforço – Segundo o secretário de Estado de Educação, Cláudio Ribeiro, o Enem Digital é um desdobramento do Programa de Orientação ao Estudante para o Enem 2013 (Proenem). “O Proenem, desde 2011, é uma forma proporcionar um reforço para os alunos que vão fazer o Enem, sobretudo para aqueles do terceiro ano do ensino médio. Dentro do programa, desenvolvemos o Enem Digital, ferramenta tecnológica que vai fazer uma revisão, com exercícios, e esclarecimento de dúvida, que poderá ser acessado por alunos da rede e por todos aqueles que farão o Enem, uma vez que será aberto para toda a sociedade”, explicou.
O secretário informou, ainda, que o Pacto pela Educação do Pará tem um resultado específico para o uso das chamadas TIs, por meio do resultado do desafio “Tecnologia da informação usada para a melhoria da prática docente e da gestão escolar, e para a mobilização da comunidade escolar e da sociedade”, o sétimo definido pelo pacto. Ele explicou que o uso de ferramentas digitais não tem o objetivo de substituir o ensino modular.
“Em nenhum momento, o Estado sequer pensou em acabar com o Sistema Modular de Ensino (Some). Pelo contrário, estamos regulamentando o Some. A ideia é reforçar instrumentalmente o Sistema Modular e capacitar os professores que atuam lá”, esclareceu.
Negociação – Durante a entrevista coletiva, o secretário especial de Promoção Social, Alex Fiúza de Mello, reiterou que o governo do Estado sempre esteve disposto a negociar com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), antes mesmo da deflagração da greve, que completa um mês. “O Estado espera que os professores, o mais rápido possível, encerrem a greve para retomar as negociações, que nunca foram interrompidas e que já estavam em curso, com avanços já garantidos”, afirmou o secretário, acrescentando que a greve foi deflagrada pelo sindicato antes mesmo da mesa de negociação que já estava agendada.
Ele destacou que, além de cumprir o piso salarial nacional do magistério desde 2012, o Estado já pagou R$ 32 milhões de retroativos. Falta, ainda, o pagamento do retroativo referente ao ano de 2011, num montante de R$ 72 milhões. “O governo reconhece que o retroativo terá de ser pago e é um direto dos trabalhadores. A nossa proposta é de que seja formalizada uma comissão conjunta, com a presença do Ministério Público e com outras entidades, para acompanhar as finanças do Estado. A medida que a arrecadação melhorar em 2014, a gente poderá definir um calendário e começa a pagar”, disse, acrescentando que o Estado já atingiu o teto previsto em lei para gastos com folha de pessoal.

Texto:
Mari Chiba-Seduc


Cantores homenageiam Nossa Senhora no show Festa do Círio, no IAP
O Instituto de Artes do Pará (IAP) faz o encerramento da programação Nazaré em Todo Canto nesta sexta-feira (25), às 19 horas, com o show “Festa do Círio”, produzido após oficina ministrada em setembro com o músico José Luiz Mazziotti. Participam da apresentação os cantores paraenses Larissa Leite, Pedrinho Cavalléro, Leonardo Meneses, Rosemary, Alba Maria, Eraldo Costa, Jeferson Medeiros, Agostinho Filho, Deyse Addário e Ziza Padilha, Ivan Cardoso, Edmilson Cadete e Iva Rothe.
O show será apresentado no palco do montado no anfiteatro do IAP, tudo produzido para homenagear Nossa Senhora de Nazaré. Cada músico interpretará em média três canções, entre sucessos da música nacional e paraense, em ritmos que vão do samba ao carimbó, passando pelo xote bragantino, choro e MPB. O show tem entrada franca.
Serviço: Musical Festa do Círio. Sexta-feira (25), às 19h, no anfiteatro do Instituto de Artes do Pará (IAP), que fica na praça Justo Chermont, 236, em Nazaré. Entrada franca.

Texto:
Dani Franco-IAP


Público prestigia a exposição Auditions no Polo Joalheiro do Pará
Onça pintada, serpente, arara e cana de açúcar, o maestro Tom Jobim e a “pequena notável” Carmem Miranda. Essas são algumas das inspirações das 18 joias da exposição “Brasilidade”, do Auditions Brasil, o maior concurso de joias de ouro do mundo, promovido a cada dois anos pela mineradora Anglogold Ashanti. É a primeira vez que Belém recebe a mostra itinerante, que fica aberta à visitação no Espaço São José Liberto até sexta-feira (25), com entrada gratuita.
Depois de Belém, a edição comemorativa de dez anos do concurso segue para Belo Horizonte (MG) e Rio de Janeiro (RJ). Além da designer Selma Montenegro, uma das finalistas e única representante do Norte, com o colar “Açaí”, apresentado pela atriz Taís Araújo – a golden girl (embaixadora) desta edição –, o Pará já foi representado, em outras edições do concurso, por duas designers do programa Polo Joalheiro, Clara Amorim e Lídia Abrahim, resultados que contribuíram efetivamente para atrair o evento para a capital paraense.
Segundo a diretora executiva do Polo Joalheiro e do Espaço São José Liberto, Rosa Helena Neves, ao longo de mais de 15 anos de existência, as ações do programa têm contribuído para o profissionalismo do setor joalheiro do Estado em todos os seus segmentos, assim como potencializam a economia criativa, que é a “economia do simbólico, que se alimenta dos talentos criativos para produzir bens e serviços, como joia, acessórios de moda, artesanato e outros".
O público tem prestigiado a exposição, especialmente designers e alunos da área, como a turma de bacharelado em design da Universidade do Estado do Pará (Uepa).  Junto com a professora do curso, Rosângela Gouvêa Pinto, especialista em educação e mestre em meio ambiente, o grupo foi recebido por Selma Montenegro, que relatou sua experiência na área com colocações de incentivo, mostrando que é possível o design do Pará se destacar em diversos âmbitos, como nos concursos.
Rosângela Gouvêa assina a direção de criação artística da exposição. Ela acredita que, a partir do programa Polo Joalheiro, houve a criação de uma cadeia produtiva do setor de gemas e joias, que está em franca expansão no Estado. “Se depender dos participantes, vinculados diretamente ou como prestadores de serviços agregados ao programa, o Pará garantirá sempre lugar de destaque nos mercados nacional e internacional, mesmo sendo um Estado sem a tradição centenária dos grandes centros, como Sudeste e Sul do país”, reiterou.
Design – A seleção de três designers paraenses no concurso coloca as profissionais no seleto grupo de criadores do setor joalheiro nacional. O projeto do colar “Açaí” foi desenvolvido pela escola de ourivesaria Rahma, que funciona no São José Liberto. Para confeccionar a joia artesanal em ouro amarelo, além das técnicas tradicionais de ourivesaria, foram criadas ferramentas especiais. Com 400 gramas de ouro, oferecido pela mineradora para cada finalista, o colar é composta por caroço de arumã e outros materiais característicos da região.
Natural do município de Afuá, na Ilha do Marajó, e acumulando premiações na área, as primeiras experiências de Selma Montenegro foram com artesanato regional. “Meus projetos estão fortemente ligados ao artesanato. Essa é a minha essência”, diz a designer de joias, que se sente estimulada a continuar criando e pesquisando. Ela também lançou uma coleção de joias inspiradas no “Açaí” e comercializadas na loja que mantém no Espaço São José Liberto.
Clara Amorim foi a primeira designer paraense finalista do concurso, nos anos de 2006 e 2007. Única representante do Norte e Nordeste, ela criou o broche em ouro branco “Fogo sob Gelo”, apresentado pela modelo Isabella Fiorentino, a golden girl da referida edição, cuja tema era “Calor Glacial”. A peça móvel  mostra cristais de gelo, quando está fechada, e revela o sol, quando aberta, representando sentimentos humanos e antagonismos da vida, como razão e emoção, quente e frio, feminino e masculino.
A designer de joias explicou que a conquista só foi possível com o apoio de duas instituições: a Uepa e o Polo Joalheiro. “A primeira me deu formação acadêmica e a segunda, experiência dentro da produção; lá, fiz capacitações fundamentais para o projeto consistente de joias. Sem essas instituições eu não teria base para fazer nem um projeto básico, muito menos um que passasse por avaliação de especialistas”, disse.
Já a designer Lídia Abrahim criou, em 2010, o anel “Prece”, que, segundo ela, retrata o poder da fé para a transformação humana. Com a peça, apresentada pela golden girl Luiza Brunet, a designer foi a única representante do Pará na edição passada do Auditions Brasil (2010/2012), que teve como tema “Sincronicidade: valores humanos através do tempo”.
Segundo ela, a projeção que o concurso lhe proporcionou até hoje lhe abre portas. “A premiação veio como uma consagração da minha trajetória profissional como designer de joias. Eu vinha, desde 2004, numa evolução criativa e de aprimoramento do meu trabalho. Na época da criação da peça, eu estava fazendo vários cursos em São Paulo, repensando minha atuação e redirecionando meu rumo. A premiação foi uma espécie de confirmação de que eu estava no caminho certo”, revelou.
O prêmio Auditions é uma referência global e revela a excelência dos designers brasileiros, sendo realizado na África do Sul, China, Índia, Emirados Árabes e Brasil. Em Belém, a exposição é promovida pela Anglogold Ashanti Auditions, por meio da Lei Rouanet, do Ministério da Cultura (MinC), com apoio do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e do Instituto de Gemas do Pará (Igama), com produção executiva de Heloisa Couto Produções e Eventos. O Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral) também apoia a iniciativa.
Dos designers que disputaram a premiação, em duas categorias, saíram vencedores Camila Schmitt, com o colar “Cana do Brasil” (Prêmio Auditions), e Carla Abras, com o colar-bolsa “A Rara” (Prêmio Auditions 10 anos). Entre as 18 joias finalistas estão, ainda, Olhos da Floresta; Chica Chica Boom; Yes, Nós Temos Bananas; Águas de Março e Identidade.
Serviço: A mostra “Brasilidade” está aberta à visitação até sexta-feira (25), no Espaço São José Liberto (Praça Amazonas, s/n, bairro Jurunas), que funciona com horário diferenciado em outubro, devido ao Círio de Nazaré: de segunda a sábado, das 9 às 19 horas, e aos domingos e feriados, das 10 às 18h. Entrada gratuita.

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto


Novo Repartimento implanta o Conselho Municipal de Juventude
A cidade de Novo Repartimento, na região de integração do Lago de Tucuruí, conta com um novo Conselho Municipal de Juventude, que tem como objetivo criar políticas públicas voltadas para o segmento. É o primeiro conselho criado após o Encontro Temático da Juventude, que ocorreu em maio deste ano promovendo a discussão em diversas regiões do Estado.
Após o Encontro Temático da Juventude, o projeto para a criação do conselho municipal foi levado para avaliação da Câmara dos Vereadores, e depois sancionado pela prefeita de Novo Repartimento, Valmira Alves da Silva. O evento também teve a presença do gerente de Planejamento do Pro Paz, Simão Bastos, e do coordenador de Promoção dos Direitos da Juventude, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Raimundo Rodrigues.
Segundo Simão Bastos, a implantação do conselho facilita o acompanhamento e articulação de novas políticas públicas voltadas para a juventude do município. Ele destacou também a importância dos Encontros Temáticos, em diversos municípios do Estado. “A partir de agora, os jovens podem acompanhar e propor novas políticas de juventude que atendam o município”, disse.
No primeiro semestre deste ano, ocorreram Encontros Temáticos da Juventude em Capanema, Paragominas, Tucuruí, Marabá, Breves, Santarém e Belém. No segundo semestre, receberam o evento Castanhal, Itaituba e Redenção. Entre os próximos dias 26 e 28, o encontro ocorrerá em Abaetetuba, reunindo jovens dos municípios da região de integração do Tocantins, com o objetivo de estimular a criação do Conselho Municipal de Juventude.

Texto:
Tiago Furtado-Pro Paz


Livro Solidário leva a Ação Leitura para crianças da Ilha de Urubuoca
A Imprensa Oficial do Estado fez nesta terça-feira (22), na Ilha de Urubuoca, na região das ilhas de Belém, mais uma edição da atividade itinerante “Ação Leitura”, do projeto Livro Solidário. A programação teve contação de histórias, mágicas e vídeo sobre educação ambiental, além da presença do palhaço Tio Bob e da entrega de kits de leitura e lanche. Cerca de 40 crianças moradoras da ilha e de adjacências foram beneficiadas com a ação.
Além dos servidores da Imprensa Oficial, a Ação Leitura também teve o apoio das secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Meio Ambiente (Sema), Companhia Independente de Polícia Fluvial – com o projeto Ribeirinhos da Paz – e Grupamento Fluvial da Segurança Pública do Estado (Gflu).
O poeta e escritor paraense Juraci Siqueira encantou as crianças contando histórias e lendas amazônicas. Atento à apresentação, Maycon Henrique, 10 anos, que estuda o quarto ano e sonha em ser ator, disse que a Ação Leitura o estimulou ainda mais na busca desse objetivo. “Fiquei muito feliz com a vinda do Livro Solidário para cá, pois essas coisas fazem a gente ter mais vontade de ir para a escola e aprender”, disse. Após a exibição de um desenho animado sobre educação ambiental, as crianças interagiram e ficaram atentas às dicas das servidoras da Sema, a assistente social Edira Vidal e a pedagoga Izabelli Carvalho, sobre a importância da preservação dos rios e o descarte consciente do lixo. “As crianças entendem a importância de cuidar do ambiente e de não sujar o rio. Logo depois que falamos, elas procuraram juntar possíveis lixos que estavam no chão e colocá-los nos sacos de lixo”, frisou.
Segundo a diretora da escola estadual anexa do Urubuoca, Kátia Regina Cardoso, as atividades desenvolvidas estimulam a criatividade, a comunicação e o desenvolvimento do senso crítico nos alunos. “Este tipo de iniciativa é fundamental para as crianças ribeirinhas, pois aqui tudo é muito precário e de difícil acesso, pois vivemos, literalmente, dentro do mato e nem sempre eles encontram esse estímulo dentro de casa. Precisamos formar adultos mais críticos, para que no futuro eles lutem por melhores condições de vida”, refletiu.
O palhaço Tio Bob, que atuou pela primeira vez com crianças ribeirinhas, comentou que a educação e a atenção delas durante as apresentações e brincadeiras foram determinantes para o sucesso do evento. “É gratificante perceber o quanto nosso trabalho alcançou o objetivo proposto, que foi deixar a sementinha da leitura plantada na cabeça de cada um deles”, disse.
A coordenadora do projeto Livro Solidário, Carmen Palheta, ressaltou que a ação na Ilha de Urubuoca contribui ainda mais para alimentar a certeza de que, com parcerias e muita sensibilidade, é possível alcançar grandes resultados. “É preciso estimular o prazer pela leitura entre as crianças, que é o principal objetivo do governo do Estado por meio do projeto Livro Solidário. Com o estímulo, vemos o quanto a leitura faz parte, sim, da vida de cada criança, e isso é como contribuir para escrever mais uma página na vida de muitas delas”, analisou.
Voltado para crianças e adolescentes de comunidades em situação de vulnerabilidade social, o Livro Solidário busca despertar o interesse pela educação por meio da leitura. Atualmente, cerca 20 mil pessoas são beneficiadas, direta e indiretamente, pelas ações do projeto por meio da implantação de seis espaços de leitura na Região Metropolitana de Belém.
O projeto também já atendeu ao Hospital Ophir Loyola, com a doação de livros para pacientes e acompanhantes, contemplou com doações a Biblioteca Itinerante Hospitalar, da classe hospitalar da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Viana, além de ter beneficiado, com a doação de acervo literário para o projeto Arca da Leitura, 6.604 internos da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe).
Serviço: As doações para o projeto podem ser feitas na sede da Imprensa Oficial do Estado, na Travessa do Chaco, 2.271, bairro do Marco. A cada cinco livros de literatura infanto-juvenil ou dez gibis usados, a pessoa recebe, em troca, um livro editado pelo Estado. Mais informações: (91) 4009-7847 e 4009-7800.

Texto:
Keila Rodrigues-IOE


Santa Casa inicia transferência de bebês para Unidade de Cuidados Intermediários
Bebês que estão com o quadro clínico estabilizado, sem necessidade de equipamento para ventilação mecânica, começaram a ser transferidos nesta terça-feira (22) para a enfermaria da Unidade de Cuidados Intermediários (UCI), localizada no 3º andar da Unidade Materno Infantil Dr. Almir Gabriel, na Santa Casa de Misericórdia do Pará. O primeiro bebê a ocupar as novas e modernas instalações foi o filho de Rafael Breno Souza e Jéssica Bruna Souza, ambos com 19 anos. O pai, que acompanhou o remanejamento da criança, aprovou o novo espaço. "Aqui o conforto é maior", disse Rafael.
A meta da direção da Fundação Santa Casa para esta terça-feira é transferir 30 bebês para a UCI-A. Os outros 30 leitos da UCI-B serão ocupados nesta quarta-feira (23).
De acordo com a neonatologista Salma Saraty, a estrutura moderna e novas tecnologias permitem avanços no tratamento. "Temos respiradores novos, que possibilitam uma melhor visualização do fluxo de respiração. As modernas incubadoras também evitam a perda de líquidos e mantêm equilibrada a temperatura", informou. Entre os equipamentos da UCI estão os biliberços, que possibilitam a pesagem do bebê. A transferência dos bebês é coordenada por Salma Saraty e pela enfermeira Rosana Nunes.
Na UCI, os bebês ficam, em média, 19 dias. Em geral, são bebês prematuros, de baixo peso, com diagnóstico de sífilis ou complicação respiratória. A internação na UCI ocorre após o tratamento na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Os recém-nascidos internados na UTI foram transferidos para o novo complexo na semana passada.

Texto:
Nilson Cortinhas-Santa Casa


Governo inicia programação alusiva ao Dia do Servidor Público
A partir desta quarta-feira (23), o governo do Estado, por meio da Secretaria Especial de Gestão e Secretaria de Estado de Administração (Sead), realiza uma programação especial alusiva ao Dia Nacional do Servidor Público (28 de Outubro). Até a próxima sexta-feira (25), no hall Ismael Nery, no Centur, serão oferecidas várias atividades, como ações de saúde, serviços de estética, atividade física, atrações artísticas, feira de talentos, apresentações de música e dança e emissão de documentos. A entrada é franca.
O encerramento da programação será no sábado (26), no Parque do Utinga, onde acontecerá a II Corrida e Caminhada do Servidor Público. O Centur fica na Avenida Gentil Bittencourt, entre Rui Barbosa e Quintino Bocaiúva. O acesso ao Parque do Utinga é pela Avenida João Paulo II.
Programação
Dia 23 - Quarta-feira
Local: Praça do Artista (térreo do Centur)
15 às 15h20: Abertura oficial
Apresentações do projeto “Servidor na Academia” - Sead
15h30 às 16 h: Atração Circense - Fundação Curro Velho
16 às 17 h: Apresentação de Robenare Trio Jazz
17h30 às 18 h: Apresentação da Companhia de Dança Cabano
18 às 18h30: Show musical com Juliana Franco
18h30 às19h30: Apresentação do Grupo Parafolclórico Moara
19h30 às 20h30: Apresentação da Companhia de Dança Cabanos
21 às 22 h: Show com Jeanne Darwich
Local : Praça do Povo
Programação Infantojuvenil
17 às 21h45 – Espaço de leitura livre
18h30 – Contação de histórias
19h30 - Jogos literários
20h30 – Teatro de fantoches
Dia 24 - Quinta-feira
Local: Praça do Artista (térreo do Centur)
15 às15h20: Atração Circense - Fundação Curro Velho
15h30 às 16 h: Apresentações do projeto “Servidor na Academia”  - Sead
16 às 17 h: Apresentação do Grupo de Flauta da Amazônia – Fundação Carlos Gomes
17h30 às17h45: Exibição do filme “A Vingança das Mangueiras” – duração 15 min
17h45 às 18 h: Exibição do filme “Menino Urubu” – duração 15min
18h30 às 19h30: Apresentação da Cia. de Dança Marina Benarrós
19h30 às 20h30: Apresentação do Grupo Parafolclórico Vaiangá
21 às 22 h: Show musical com Ivan Cardoso
Local: Praça do Povo
Programação Infantojuvenil
17 às 21h45 – Espaço de leitura livre
18h30 – Contação de histórias
19h30- Jogos literários
20h30 – Teatro de fantoches
Dia 25 - Sexta-feira
Local: Praça do Artista (térreo do Centur)
16 às 17 h: Apresentação do Grupo Latim Jazz - Fundação Carlos Gomes
17h30 às 18 h: Exibição do filme “Festa da Pororoca” e “Admirimiriti”
17h30 às 18h30: Apresentação do Grupo Parafolclórico da 3ª Idade Açaí
18h30 às19h30: Show musical de Ana Mel
19h30 às 20h30: Apresentação do Grupo Ballet Folclórico da Amazônia
21 às 22 h: Show musical com Alcyr Guimarães
Local: Praça do Povo
Programação Infantojuvenil
17 às 21h45 – Espaço de leitura livre
18h30 – Contação de histórias
19h30 - Jogos literários
20h30 – Teatro de fantoches
Dia 26 - Sábado
Local: Parque do Utinga
II Corrida e Caminhada do Servidor Público
A programação oferecerá ainda serviços como corte de cabelo, massagem e emissão de documentos para servidor e dependentes (Estação Cidadania), Feira de Talentos (Escola de Governo ) e oficina de horta caseira (Secretaria de Estado de Agricultura - Sagri).


Agricultores de São Miguel do Guamá fazem o Cadastro Ambiental Rural
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) executa esta semana a segunda etapa da força-tarefa, composta por 16 ténicos, para a elaboração do Cadastro Ambiental Rural (CAR) em São Miguel do Guamá, nordeste do Estado. A ação, iniciada em setembro, contemplará 125 agricultores familiares integrantes do projeto Tijolo Verde.
O grupo de trabalho percorrerá, até sexta-feira (25), cerca de 20 comunidades do município, visitando propriedades rurais para fins de elaboração de 60 cadastros – na primeira etapa do processo, foram emitidos 65. Segundo o técnico da Emater Rômulo Cézar, a equipe vai às propriedades e em seguida emite o documento no escritório local.
O objetivo é assegurar o CAR aos 125 agricultores familiares que participam do projeto estadual. O cadastro é essencial para acessar as políticas públicas. Os agricultores inseridos no projeto vão receber mudas para a implantação de sistemas agroflorestais, para a recuperação das áreas alteradas. O Cadastro Ambiental se constitui em base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas, e ainda para planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais.
As primeiras comunidades visitadas foram Mirituera, Apuí e KM 15. Nesta quarta-feira (23), a equipe da Emater visita as comunidades Acaputeua e Urucuriteua. Segundo Rômulo Cézar, a principal dificuldade no processo é a falta do documento de posse da propriedade. Na maioria dos casos, o agricultor familiar tem uma declaração de posse, que é expedida pelo Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.
O projeto Tijolo Verde é coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado (Ideflor) e tem a parceria da Emater. O objetivo é promover o reflorestamento de áreas alteradas, com a implantação de sistemas agroflorestais, garantindo a recuperação do passivo ambiental, segurança alimentar e agregação de renda para o agricultor familiar, por meio do fomento de matéria-prima – produção limpa de tijolos – para o setor cerâmico da região.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Corpo de Bombeiros treina servidores para uso do desfibrilador
Um grupo de 40 servidores da Diretoria de Saúde do Corpo de Bombeiros Militar do Pará participou nesta terça-feira (22), na policlínica da corporação, de um treinamento para o uso do desfibrilador automático externo, aparelho usado para reanimação cardiorrespiratória. O objetivo foi preparar os funcionários para atuar em casos de emergência e no trabalho de primeiros-socorros.
O treinamento foi ministrado pelo médico Roberto Magalhães, coronel do Corpo de Bombeiros. O evento também teve a participação dos alunos residentes em medicina do Centro Universitário do Pará (Cesupa). Os universitários Rafael dos Santos Guimarães e Matheus Lamartine Nogueira têm a expectativa de enriquecer ainda mais seus conhecimentos sobre o funcionamento do aparelho.
“Repassar informações sobre o uso do equipamento é necessário para que nossos profissionais estejam preparados para atuar numa eventual necessidade, inclusive na rua. É importante dizer que o Corpo de Bombeiros recebeu recentemente três desfibriladores. É um equipamento de última geração, com sonorização que indica o procedimento do socorrista. Para atendimento à população paraense, em cada ambulância de resgate e em cada unidade bombeiro, temos um desfibrilador”, disse o coronel Roberto Magalhães.
“Eventos como esse são importantes para atualizar e informar nossos servidores, mostrando sempre a preocupação com a saúde, a qualidade de vida e o meio profissional em que vivemos”, afirmou o diretor de Saúde do Corpo de Bombeiros, coronel Helton Nóvoa.


Ponto de Partida apresenta o espetáculo Travessia no Theatro da Paz
O grupo artístico mineiro Ponto de Partida apresenta pela primeira vez em Belém o espetáculo "Travessia", musical que existe há mais de 20 anos. As apresentações serão nesta quarta (23) e quinta-feira (24), às 20 horas, no Theatro da Paz. Os ingressos, à venda apenas na bilheteria do teatro, custam entre R$ 10 e R$ 30, com meia-entrada para estudantes e cota de gratuidade aos idosos.
A encenação mistura elementos musicais e teatrais. Embalado por canções consagradas da Música Popular Brasileira, de cantores como Milton Nascimento, Chico Buarque, Caetano Veloso, Gonzaguinha e Villa-Lobos, o espetáculo mostra ao público histórias de trabalho, luta e festa do povo brasileiro.
Criado inicialmente para uma apresentação em Angola, no ano de 1990, "Travessia" já percorreu vários países, levando a cultura da diversidade brasileira. A direção é de Regina Bertola, que também integra o elenco. "É um espetáculo que celebra a vida e que tocou o mundo. Ele tem algo que eu não sei explicar, talvez uma magia, um sentimento de pertencimento. As pessoas se identificam [com a história]. Esse povo mestiço, cheio de garra e de luta", afirmou ao site G1 a produtora do Ponto de Partida, Fátima Jorge.
Criado na cidade de Barbacena, no interior mineiro, o grupo Ponto de Partida tem um grande repertório de espetáculos sendo apresentados ao redor do Brasil e do mundo. Fátima conta que a experiência de longa data facilita no processo de ensaio. "O ator é o centro do espetáculo, onde ele canta, dança e interpreta. A gente mantém no repertório de trabalho oito espetáculos atualmente. Estamos sempre preparados pra atuar. Quando chegamos na cidade de apresentação, passamos música, som, luz, espaço, porque cada teatro tem uma formação diferente", disse a coordenadora geral do grupo.
Renovação - A interação com o público ajuda bastante o grupo a permanecer tanto tempo na estrada e sempre se renovando. Dos onze atores em cena, quatro são da primeira formação de "Travessia". "Percebemos que estávamos envelhecendo, e há nove anos incorporamos mais cinco atores. Então são onze atores em cena, mais dois músicos, além de mudar o figurino, aperfeiçoar a luz, detalhes técnicos", explicou Fátima Jorge.
"O bonito no teatro é que á uma arte que nunca é igual. A gente não enjoa, sempre tem essa energia renovada junto à plateia. Estamos muito felizes aqui. A expectativa é casa cheia, que o público venha nos prestigiar", finalizou.
O espetáculo chega a Belém com patrocínio da Vivo, por meio do projeto Vivo EnCena, e com apoio institucional da Secretaria de Estado de Cultura (Secult). A turnê, que começou em Vitória, passou por Belo Horizonte, Salvador, Recife e Aracaju, e ainda passará por Manaus e Porto Alegre. Por isso, em Belém, após a apresentação desta quarta (23), a diretora Regina Bertola e integrantes do grupo Ponto de Partida participam da série Encontros Vivo EnCena.
Com o tema “Teatro e Transformação”, o debate será mediado pelo pesquisador em gestão cultural e curador do Vivo EnCena, Expedito Araujo. A série “Encontros Vivo EnCena – Teatro e Transformação” pretende envolver o público em geral da sessão desta quarta para trocas de experiências.
Com 32 anos de trajetória, o grupo Ponto de Partida estabeleceu-se como uma referência na investigação teatral. Pesquisou e desenvolveu uma linguagem única para musicais brasileiros e adaptou para o teatro obras de autores como Guimarães Rosa, Carlos Drummond de Andrade, Jorge Amado, Manoel de Barros, Adélia Prado, Bartolomeu Campos de Queirós e compositores como Milton Nascimento e Chico Buarque, construindo uma dramaturgia inédita.
O grupo formou-se tecnicamente com os principais nomes do país - Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Cacá Carvalho, Jorginho de Carvalho, Babaya, Gilvan de Oliveira, para citar alguns. E é também o responsável pela criação e coordenação dos projetos Coro Meninos de Araçuaí, Bituca: Universidade de Música Popular e Corredor Cultural Ponto de Partida.
Elenco
Carolina Damasceno, Dani Costa, Érica Elke, João Mello, Júlia Medeiros, Lido Loschi, Lourdes Araújo, Pablo Bertola, Regina Bertola, Renato Neves e Soraia Moraes
Banda
Gilvan de Oliveira - violão
Serginho Silva - percussão
Roteiro
Texto

Regina Bertola
Branca - Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira
O Cio da Terra - Milton Nascimento e Chico Buarque
Arrumação - Elomar
Bola de meia, bola de gude - Milton Nascimento e Fernando Brant
Fé cega, faca amolada - Milton Nascimento e Ronaldo Bastos
Maracangalha - Dorival Caymmi
Trenzinho do caipira - Villa Lobos e Ferreira Goulart
Maria, Maria - Milton Nascimento e Fernando Brant
Texto - Adélia Prado
Os Argonautas - Caetano Veloso
Tanto Mar - Chico Buarque
Arrastão - Edu Lobo e Vinícius de Moraes
Lamento Sertanejo - Gilberto Gil e Dominguinhos
Cajuína - Caetano Veloso
Cantiga de Caicó - Tema folclórico    
Casamento dos pequenos burgueses - Chico Buarque
Terezinha - Chico Buarque
Templo - Chico César
Águas de Março - Tom Jobim
Procissão - Gilberto Gil
Deus lhe pague - Chico Buarque
Galope - Gonzaguinha
Baião - Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira
Aquarela do Brasil (Vinheta) - Ary Barroso
Isso aqui é o que é - Ary Barroso
O que é, o que é - Gonzaguinha
Pout-pourri de sambas

Texto:
Luciana Medeiros-Theatro da Paz


Especialista mineira palestra sobre turismo receptivo em Belém e Salinas
A consultora mineira em turismo e cultura, Fernanda Fonseca, ministra a palestra com o tema “O Turismo Receptivo: Que negócio é esse?” e a oficina “O negócio do turismo receptivo”, nesta quarta-feira (23), a partir das 14h, no auditório da Associação Brasileira dos Agentes de Viagem (ABAV-Pa), em Belém. A mesma oficina será realizada no dia seguinte, quinta-feira (24), também a partir das 14h, desta vez no Hotel Solar, em Salinópolis.
Nos encontros, a profissional abordará assuntos como mobilização, o que é turismo receptivo, como funciona uma agência de turismo que atua neste segmento, os desafios e oportunidades do setor, manuais de operação, padronização e processos, requisitos e critérios, inovação e o cenário do mercado atual.
Fernanda Fonseca é sócia-diretora executiva da Libertas Turismo Receptivo (MG), que presta consultoria e assessoria para elaboração, comercialização e marketing de produtos e destinos turísticos, além de treinamento da cadeia produtiva do turismo. Natural de Tiradentes (MG), ela é turismóloga com pós-graduação na Université de Reims Champagne-Ardenne (França) em Gestão e Marketing Turístico e na UNA/BH em Gestão Estratégica de Projetos.
Durante seis anos atuou no Governo Estadual de Minas Gerais, como Diretora de Marketing de Produtos na Setur-MG, coordenando programas de capacitação do Turismo Receptivo Mineiro, formatando produtos e promovendo o estado de Minas Gerais, nos mercados nacionais e internacionais, inclusive em feiras internacionais. Além da experiência no setor público, atuou na Rede Accor, Flytour, Pampulha Turismo e na organização dos Festivais de Cinema e Gastronomia de Tiradentes.
Em ambos os municípios, o capacitação é uma realização da Secretaria Especial de Desenvolvimento e Incentivo à Produção (Sedip), por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), em parceria com a Abav e Organização das  Cooperativas Brasileiras (OCB-PA), com apoio do Sebrae. Em Salinas, a ação conta ainda com apoio da Prefeitura Municipal e da Secretaria Municipal de Turismo, bem como da Confederação Nacional do Turismo (CNTur).

Texto:
Israel Pegado-SETUR


Candidatos ao bacharelado em Música fazem prova prática
A Fundação Carlos Gomes e a Universidade do Estado do Pará realizaram nesta segunda-feira, 21, a segunda etapa do exame habilitatório para os candidatos inscritos no processo seletivo do Curso de Bacharelado em Música da FCG. As provas práticas aconteceram nas salas do Instituto Estadual Carlos Gomes pela manhã, razão pela qual não houve aula no conservatório.
No exame desta segunda-feira, os candidatos tiveram que apresentar uma música de livre escolha e outra que constava do programa. Franklin Victor Dias, de 17 anos, concorre a uma das vagas para violão. Filho de músico, ele toca há três anos, mas não chegou a frequentar um conservatório. ‘Fiquei um pouco nervoso, mas a prova foi boa’, garantiu o estudante. Ana Carla Cavalcante, também de 17 anos, é aluna do conservatório há quatro anos e também da prova. ‘Achei a prova boa, mas fiquei nervosa. Mesmo que a gente estude fica uma certa tensão’, disse a candidata, que já estudou violino e agora se dedica ao fagote, um instrumento de sopro.
Ao todo, 115 candidatos se inscreveram para o primeiro vestibular da FCG.  Foram ofertadas 36 vagas em 19 habilitações que abrangem instrumento, canto, composição e arranjo e regência de bandas. O processo seletivo começou no domingo, 20, com a aplicação da prova de teoria musical. Dos inscritos, 29 faltaram ao exame. De acordo com a Uepa, instituição responsável pela aplicação das provas, a procura foi maior para canto e violão, cuja concorrência é de 14 candidatos para uma vaga.
O Processo Seletivo é destinado a candidatos que concluíram ou que concluirão a 3ª série do Ensino Médio até o período de matrícula da FCG, para o ano letivo de 2014. A segunda etapa da seleção está marcada para 1º de dezembro, das 8 às 13h. Nesse dia, os candidatos serão submetidos a uma prova de Redação e a 60 questões objetivas de conhecimentos gerais, valendo um ponto cada, a partir de conteúdos das disciplinas: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Portuguesa, História, Geografia, Matemática, Física, Química, Biologia e Língua Estrangeira (Inglês, Francês ou Espanhol).
Em todas as etapas, o acesso ao local das provas ocorrerá das 7h às 8h, impreterivelmente. A partir das 8h os portões serão fechados para dar início ao certame. Nos dias de provas, o candidato deverá portar documento de identificação original; comprovante de confirmação de inscrição e caneta esferográfica com tinta azul ou preta. No caso do Exame Habilitatório, o candidato deverá apresentar-se munido de seu instrumento, com exceção de piano, contrabaixo e percussão.
O candidato inscrito no Processo Seletivo – Bacharelado em Música/2014 será classificado por ordem decrescente do total de pontos obtidos no conjunto das provas da 1ª e 2ª Etapas. A pontuação final será a somatória dos pontos das provas das etapas realizadas, que deverá corresponder a 120 pontos.

Texto:
Rosa Cardoso-FCG


Emater participa do Marajó Búfalo Fest em Soure
A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) é parceira do 5° Marajó Búfalo Fest, que será realizado no período de 23 a 29 deste mês, no Parque de Exposições “Irval Lobato”, em Soure, município do Marajó. Dentro da programação técnica do evento, que é promovido pela prefeitura local, a empresa ministra oficina de crédito rural com o objetivo de fortalecer os investimentos na cadeia produtiva do leite, numa parceria com o Banco do Brasil.
A oficina será realizada no sábado, dia 26, de 8h às 12h, no auditório da prefeitura, e terá como público alvo 20 produtores rurais da cadeia produtiva do leite de búfalo da região. Segundo o técnico da Emater, Fernando Moura, que ministrará a oficina, com o fortalecimento da atividade se pretende incentivar a produção de queijo de búfalo para queijarias certificadas. “Existe um mercado para o produto e, portanto, tem que se atender essa demanda. Estamos trabalhando não só para abastecer o mercado local, mas também supermercados de todo o estado”, explica Moura.
De acordo com a Emater, atualmente são produzidos no município 7.200 litros de leite por mês. Com o fortalecimento da cadeia produtiva - por meio do melhoramento genético, da qualificação das pastagens e da mecanização da coleta de leite - a expectativa é de que no período de um ano, essa produção aumente em 10 vezes, ou seja, que o município passe a produzir 72 mil litros de leite mensalmente, para atender o mercado existente hoje. Em Soure, a equipe do escritório local da Emater assiste a 18 famílias que trabalham com a produção de leite de búfalo.
A Emater também vai atuar em outra oficina, realizada pela prefeitura, de Coleta de Material para Exame de Febre Aftosa e Brucelose para Gados Bovinos e Bubalinos, tendo como público produtores rurais e estudantes de ciências agrárias. A oficina vai contar com a participação de um técnico da Emater na demonstração prática. A parte teórica da oficina será realizada na sexta-feira, dia 25, de 8h às 18h, no escritório local da Emater. Os dois exames são os mais frequentes e são exigidos para fins de comercialização.
O Marajó Búfalo Fest, que nesta edição traz como tema “Queijo do Marajó, agora é pra valer”, é um evento para exposição e comercialização de produtos derivados da bubalinocultura - tradicional no Marajó - como leite e carne, mas também abre espaço para divulgação de outras atividades como piscicultura, apicultura, pesca artesanal e produção de açaí.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Hospital de Tailândia inaugura UCI em novembro
No dia 1º de novembro, os usuários do Hospital Geral de Tailândia (HGT), no nordeste do Estado, ganharão um novo serviço: a Unidade de Cuidados Intermediários (UCI). O espaço contará com 10 leitos, sendo sete destinados a pacientes adultos e três para crianças. A unidade funcionará em regime semi-intensivo para receber pacientes em estado grave.
Desde julho deste ano, quando o hospital passou a ser administrado pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), um dos avanços apontados pelo diretor técnico, Antônio Venturieri, é a oferta de atendimento de pronto-socorro 24 horas, com 42 leitos distribuídos entre a clínica médica, pediatria, cirurgia geral e obstetrícia de média complexidade.
“O HGT é um hospital de assistência básica e atendimento de média complexidade. Isso significa dizer que é um hospital de portas abertas. Por isso, devemos buscar a implantação ou implementação de novos serviços sempre”, observou o médico, destacando que o HGT já realiza mensalmente uma média de 13.800 exames complementares, 6.200 atendimentos de Pronto Socorro, 90 partos, 170 cirurgias, 780 consultas ambulatoriais e 360 internações para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) do município e demais localidades da região.
O hospital disponibiliza, ainda, as especialidades de ortopedia, traumatologia, cardiologia, oftalmologia, radiologia, anestesiologia e endocrinologia. Já os usuários do serviço de Urgência/Emergência têm atendimento agilizado com a distribuição para atendimento em três quartos com três leitos de observação cada. O Centro Cirúrgico e Obstétrico atualmente é composto por três salas cirúrgicas, uma com três leitos para pré-parto e duas de recuperação pós-anestésica.
A paciente Marilda Teles do Nascimento, 72 anos, aprovou o atendimento médico recebido. Ela vai operar uma catara em Belém, mas precisou fazer uma bateria de exames pré-operatórios no HGT. "Vou fazer cirurgia de catarata em Belém e vim para o Hospital de Tailândia para fazer todos os meus exames. Aqui o atendimento é muito bom. Os enfermeiros, os técnicos nos trataram com muito carinho. Todo mundo muito educado. Ainda bem que tem esse hospital para atender os moradores do município”, ressaltou a idosa, que estava em companhia de sua filha, Elda Nascimento Moraes, 26 anos. Elas residem no Km 50, na Vila Boa Esperança.
Da mesma forma, o paciente Cláudio Roberto Soares da Silva, 33 anos, agricultor residente na localidade Turí, Km 65, agradeceu e parabenizou pelo atendimento médico recebido. Ele deu entrada no hospital vítima de ferimento de arma branca próximo da virilha. “Fui muito bem tratado por todos que me atenderam. Não me falta nada: médicos, enfermeiros, medicamentos. Toda hora tem gente aqui. Se não fosse esse hospital acho até que estaria morto. Como eu ia chegar até Belém para atendimento? A distância é muito grande. Fui operado e graças a Deus e aos médicos estou bem de saúde agora”.
Serviço:
O Hospital Geral de Tailândia está localizado na avenida Florianópolis, s/n, Bairro Novo. Mais informações: (91) 3752-1273

Texto:
Vera Rojas-HGT - Tailância


Helenilson garante que uso da Taxa Mineral em benefício da população é constitucional
A aplicação, pelo Estado, dos recursos da Taxa Mineral na construção de estradas, hospitais e demais serviços públicos prestados à população das áreas impactadas pela atividade mineral, está plenamente de acordo com o propósito que dá causa jurídica à criação da taxa. A afirmação é do vice-governador Helenilson Pontes, que defendeu a prerrogativa do governo estadual frente à discussão instalada na última semana, causada, segundo ele, por uma "confusão entre os conceitos de imposto e taxa, tanto de serviço quanto de poder de polícia", evidente nas matérias publicadas por grupo de comunicação local. 

Doutor e livre docente pela USP em Direito Tributário, Helenilson esclareceu que não há nenhuma regra jurídica dentro da Constituição Federal, e nem na Legislação, que determine a vinculação de recursos provenientes da Taxa Mineral exclusivamente às atividades de fiscalização, controle e acompanhamento do setor. "A nossa taxa, por definição legal (Lei nº 7.591, de dezembro de 2011), não é de serviço, e sim de poder de polícia, conceito jurídico que tem um significado próprio e que não se esgota nem se confunde com a simples fiscalização da atividade. Isso é plenamente constitucional, como aliás reconheceu o Poder Judiciário ao afastar os questionamentos que as empresas mineradoras inicialmente levantaram”, argumenta.

O vice-governador explica que a diferença entre taxa e imposto é a causa que justifica sua criação. Enquanto no imposto não é necessário existir nenhuma atividade estatal específica relacionada ao contribuinte, no caso das taxas essa atividade é necessária. Entretanto, em nenhum dos casos existe a vinculação da aplicação dos recursos. “No imposto, independentemente de qualquer atividade estatal, os governos podem criá-lo. Nas taxas, há necessidade de uma causa que as justifiquem”, reforça Pontes.

No caso da Taxa Mineral, o que justifica a sua criação “é o exercício regular do poder de polícia do Estado em relação à atividade de um setor específico, que é a mineração”. “Como ela não é uma taxa de serviço, nenhuma empresa está pagando para ter um serviço público específico e divisível relacionado a ela, mas está pagando porque o Estado desempenha uma atividade ampla de poder de polícia, que objetiva dar conta dos fatores externos gerados pela mineração. Quem paga a taxa são todos os paraenses? Não, mas sim quem causa uma despesa especial ao poder público. Esta despesa está relacionada a sua atividade, que exige ampliação de investimentos e serviços do Estado. E isso, inclusive, é compreendido pelas próprias empresas que estão pagando regularmente a taxa”, acrescenta.

Helenilson Pontes ressalta que todo e qualquer tributo, seja taxa ou imposto, tem como principal objetivo atender ao interesse público. “Só se pode falar de desvio quando os governos não aplicam os recursos provenientes desses tributos em finalidades de interesse público. Todo tributo tem este objetivo. Neste caso específico, os recursos da Taxa Mineral estão atendendo, sim, ao interesse público. Como é do conhecimento de todos, a atividade mineral em determinado município gera uma série de demandas para o Estado, nas mais diferentes áreas. Daí a causa jurídica da Taxa Mineral, esclarece o vice-governador.

O entendimento de que a taxa deve servir apenas para custear a atividade fiscalizatória, segundo o vice-governador, além de não possuir qualquer base legal ou constitucional conduziria ao absurdo de transformá-la apenas em fonte de custeio de pessoal, quando na verdade o conceito de poder de polícia, e a taxa mineral tem esta natureza jurídica, é muito mais amplo. “As taxas de serviço são aquelas instituídas para colocar um serviço à disposição do contribuinte, que paga o tributo para receber em troca, ou ter a sua disposição, esse dito serviço. Exemplo disso é quando um cidadão paga uma taxa para tirar o passaporte. Já as taxas de poder de polícia, como a nossa Taxa Mineral, estão ligadas a um leque mais amplo de atividades que o Poder Público pode prestar, justamente porque o conceito de poder de polícia abrange todas as ações do Estado que digam respeito à defesa ou realização de direitos individuais e coletivos", explica.

Para Helenilson, não se pode confundir a causa jurídica que justifica a criação da taxa, ou seja, a criação de um conjunto de despesas especiais ao Estado por um determinado setor de atividade econômica, com a vinculação da aplicação dos recursos dela arrecadados a apenas uma das ações do Estado (fiscalização) sobre o referido setor. É sabido os projetos mineradores exigem que o Estado promova investimentos nas regiões onde se instalam e é até uma exigência de justiça e de interesse público que tributariamente paguem por estes investimentos públicos. E as empresas tanto entendem isso que estão pagando regularmente a taxa mineral.

Unanimidade – A Taxa de Controle, Acompanhamento e Fiscalização das Atividades de Pesquisa, Lavra, Exploração e Aproveitamento dos Recursos Minerais do Estado (TFRM) foi criada pelo atual governo, em dezembro de 2011. O projeto de lei, de autoria do Executivo, foi aprovado por unanimidade no plenário da Assembleia Legislativa.

Na época, os próprios deputados de oposição elogiaram a iniciativa do governador Simão Jatene, em buscar compensações pelo que a atividade mineral realizada no Estado deixa de recolher em imposto. Por ser destinada basicamente à exportação, a produção mineral paraense é isenta do pagamento de impostos, por isso o governo não pode cobrar impostos equivalentes a um terço do Produto Interno Bruto (PIB) do Pará.

Em virtude dessa perda histórica, a Taxa Mineral representa um instrumento que permite o Estado dar conta das ações nas áreas impactadas pela mineração. “É um feito histórico e um avanço extraordinário para o Estado, fruto de uma construção do Governo, dos deputados estaduais e de todos aqueles que, direta ou indiretamente, compreendem a necessidade de o Pará ter essa fonte de financiamento para atender as áreas impactadas pela mineração. Essa é uma vitória de toda a sociedade do Pará”, enfatiza Helenilson Pontes.

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Governo do Estado homenageia Dia do Servidor e quadra nazarena no Centur
Os festejos do Círio de Nazaré se unem à comemoração pelo Dia Nacional do Servidor Público (28 de outubro) em uma intensa programação realizada pelo Governo do Estado do Pará com espetáculos musicais, circenses, audiovisuais e cênicos, além de atrações literárias para o público infantojuvenil. As ações ocorrem por meio do projeto "Nazaré em todo canto", do dia 23 a 25 de outubro, na Praça do Artista (andar térreo do Centur). A entrada é franca.
A programação inicia nesta quarta-feira (23), às 15h, com a abertura oficial do "Dia do Servidor", promovido pela Secretaria de Administração do Estado (Sead). Em seguida, sobem ao palco da Praça do Artista as atrações circenses do Curro Velho e o grupo Robenare Trio Jazz. Às 17h30, a Companhia de Dança Cabanos apresenta "Subúrbios", perfomance que trata do cotidiano do universo suburbano brasileiro, abordando temas como escolaridade, diversidade e juventude a partir dos ritmos samba, melody, carimbó, funk e forró.
A noite do primeiro dia de evento terá ainda o show musical de Juliana Franco, o grupo parafolclórico Moara e o espetáculo "Meus cantares", da cantora Jeanne Darwich, às 21h, reunindo músicas do primeiro e segundo álbum da artista, além de homenagens à quadra nazarena.
Na quinta-feira (24), os artistas circenses iniciam o “Nazaré em todo canto” às 15h. Nesse dia, haverá também a apresentação do Grupo de Flauta da Amazônia e a exibição dos curtas “A vingança das Mangueiras” e “Menino Urubu”. Às 18h30, o público pode prestigiar o espetáculo cênico "Dançamazônia", da Companhia de Dança Marina Benarrós, que propõe uma viagem pelos rios amazônicos a partir de músicas de compositores como Waldemar Henrique, Ruy Barata, Mestre Verequete, dentre outros.
Já o grupo Parafolclórico Vaiangá, um dos mais antigos grupos de dança do distrito de Icoaraci, mostra o show "Pará terra boa", às 19h30, que mistura dezenas de danças como chula marajoara, carimbó, siriá e xote para falar do Ver-o-Peso e do Círio de Nazaré. A apresentação musical da quinta-feira fica por conta de Ivan Cardoso, com o show "Resumo", que revisita as canções dos quatro álbuns da carreira do artista. No repertório, composições autorais como "Círio dos Milagres" e "Círios", de Vital Lima, homenageiam a padroeira dos paraenses.
No último dia de evento, sexta-feira (25), a programação inicia com o show do grupo Latim Jazz, às 16h, e ainda oferece o espetáculo de dança do grupo parafolclórico da terceira idade “Açaí”, o show musical da cantora Ana Mel e os curtas “Festa na Pororoca” e “Admirimiriti”. Às 18h30, é a vez do premiado grupo Ballet Folclórico da Amazônia apresentar a perfomance "Dançando tradições amazônicas", um conjunto de releituras de danças tradicionais e composições coreográficas inspiradas na história da nossa região.
O “Nazaré em todo o canto” encerra com o show "Transladar" do cantor Alcyr Guimarães, às 21h. O artista mostrará composições autorais já conhecidas pelo público paraense e outras inéditas, como a música que dá nome ao espetáculo, e que fazem parte do 26º álbum de Alcyr, ainda não lançado.
Programações literárias
O projeto também oferece programações literárias para o público infantojuvenil que comparecer ao evento: diariamente, ocorrem contações de história, a partir das 18h30, jogos literários, às 19h30, e teatrinho de fantoches, às 20h30. Há ainda um espaço de leitura livre, que fica disponível das 17h às 21h45. As atrações ficam na Praça do Povo (andar térreo do Centur).
O projeto “Nazaré em todo canto” é uma realização do Governo do Estado do Pará, por meio da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, Secretaria de Administração do Estado (Sead), Fundação Curro Velho, Fundação Carlos Gomes e Instituto de Artes do Pará.
Programação
23/10: (Quarta-feira)
Local: Praça do Artista:
15h – 15h20: Cerimonial de Abertura oficial do “Dia do Servidor”
Apresentações do projeto “Servidor na Academia”  - Sead
15h30 – 16h: Atração Circense - (Fundação Curro Velho)
16h – 17h: Robenare Trio Jazz
17h30 – 18h: Grupo de Dança Cabano
18h – 18h30: Show Musical - Juliana Franco
18h30 – 19h30: Grupo Parafolclórico Moara
19h30 - 20h30: Companhia de Dança Cabanos
21h – 22h:  Show Musical –  Jeanne Darwich
Local : Praça do Povo:  Programação Infantojuvenil
17h – 21h45 – Espaço de  leitura  livre
18h30 – Contação de histórias
19h30- Jogos literários
20h30 – Teatrinho de fantoches
24/10: (Quinta-feira)
Local: Praça do Artista:
15h – 15h20: Atração Circense - (Fundação Curro Velho)
15h30 – 16h: Apresentações do projeto “Servidor na Academia”  - Sead
16h – 17h: Grupo de Flauta da Amazônia – (FCG)
17h30 – 17h45: Filme “A Vingança das Mangueiras” – duração 15 min
17h45 – 18h: Filme “Menino Urubu” – duração 15min
18h30 – 19h30: Cia de Dança Marina Benarrós
19h30 – 20h30: Grupo de  Parafolclórico Vaiangá
21h – 22h: Show Musical – Ivan Cardoso
Local: Praça do Povo:  Programação Infantojuvenil
17h – 21h45 – Espaço de leitura livre
18h30 – Contação de histórias
19h30- Jogos literários
20h30 – Teatrinho de fantoches
25/10: (Sexta-feira)
Local: Praça do Artista
16h – 17h: Apresentação do Grupo Latim Jazz  - (FCG)
17h30 – 18h: Apresentação do Filme “Festa da Pororoca” e “Admirimiriti”- dur. 15 min cada
17h30 – 18h30: Grupo Parafolclórico da 3ª Idade Açaí
18h30 – 19h30: Show Musical  Ana Mel
19h30 - 20h30: Grupo Ballet Folclórico da Amazônia
21h – 22h: Show Musical Alcyr Guimarães
Local: Praça do Povo: Programação Infantojuvenil
17h– 21h45 – Espaço de leitura livre
18h30 – Contação de histórias
19h30- Jogos literários
20h30 – Teatrinho de fantoches

Texto:
Hélio Granado-FCPTN


Programação infantil do Mangal das Garças une diversão e educação
Centenas de crianças aproveitaram o último domingo, 20, para comemorar o Dia das Crianças durante uma programação especial do Projeto "Clubinho do Mangal", no Parque Zoobotânico Mangal das Garças. Quem abriu as atividades foi a Trupe de Bubuia, que apresentou o espetáculo “O Palhaço que perdeu a Graça”. De maneira bem lúdica e descontraída, os atores procuraram transmitir valores como o amor ao próximo, a amizade e a solidariedade.
A programação continuou com brincadeiras, pintura facial e oficinas de desenho. Jaqueline Neves, mãe da pequena Isabela Neves, de três anos, aprovou a comemoração. “Tudo foi muito estimulante para minha filha. Ela nunca tinha participado do Teatrinho do Mangal, foi quando vi a chamada na televisão e resolvi trazê-la para comemorar essa data de forma diferente. Me surpreendi com toda a programação. Acho que estimular a integração e socialização entre as crianças é fundamental, por isso pretendo vir mais vezes com ela”, comentou.
Para Claudiane Pureza, mãe de João Victor, de cinco anos, a programação foi bastante proveitosa. “Moramos próximo ao Parque e ainda não tínhamos tido a oportunidade de participar de nenhuma programação aqui. Pude trazer meu filho e ele se divertiu muito, foi tudo perfeito” destacou.
Momento Bicho - Além das brincadeiras, a criançada teve a chance de estar mais próxima da natureza. A veterinária do Mangal, Stefânia Araújo, e uma equipe de estagiários do Parque viram de perto os hábitos de uma família de tracajás, espécie de quelônio característica da Amazônia. Pais e mães puderam ainda efetuar um pré-cadastro para receber as informações do Clubinho do Mangal, que forma embaixadores e embaixatrizes da natureza.

Texto:
Fernanda Scaramuzzini-Pará 2000

Polícia Militar promove curso de Força Tática
O Comando de Policiamento Regional Metropolitano (CPRM) inicia no dia 4 de novembro mais um Curso de Força Tática. A formação tem por finalidade capacitar a tropa para casos de intervenção mais complexa e requeiram uma atuação especializada, sem, contudo, suplantar ou prescindir da atuação da equipe do Comando de Missões Especiais da PM. Entre esses casos estão as tentativas de roubo, que não raramente, em razão da intervenção policial, acabam resultando na tomada de reféns por parte de criminosos; a atuação de quadrilhas de infratores e outras ocorrências que extrapolam o campo de atuação do policiamento ostensivo rotineiro.
Na atividade formativa destacam-se a reflexão acerca da devida proteção dos Direitos Humanos e a aplicação e desenvolvimento do uso diferenciado da força, nos termos da padronização orientada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e conforme as diretrizes do Conselho Superior de Segurança Pública, além da doutrina policial militar.
As inscrições para o curso vão até o dia 22, e nos dia 29 e 30, respectivamente, acontece a avaliação e teste de aptidão física, realizados no Comando Geral da Corporação. No dia 31 será a vez prova na piscina, no Instituto de Ensino de Segurança do Pará 9 (Iesp), sediado na BR-316, em Marituba. A aula inaugural está marcada para o dia 4 de novembro, no auditório do Comando Geral, e a formatura para o dia 13 de dezembro, no auditório do Iesp.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar


Reconstrução da PA-150 gera mais de 800 postos de trabalho na região sudeste
As obras de reconstrução da Rodovia PA-150 estão em ritmo acelerado. O governo do Pará, por intermédio da Secretaria de Estado de Transportes­ (Setran), está revitalizando 400 quilômetros de uma das mais importantes vias de escoamento da produção de grãos, agropecuária, mineral e de biodiesel da região.
O investimento de quase R$ 380 milhões, feito pelo governo estadual, já está resultando em muitos benefícios para a população, entre os quais a geração de emprego para a mão de obra local. Com o início das obras, mais de 800 postos de trabalho foram oferecidos a pessoas que moram ao longo da rodovia.
Entre elas está Karoliny Seifert, 18 anos. Moradora do município de Goianésia do Pará, no sudeste, ela conseguiu seu primeiro emprego como secretária em uma das empresas que prestam serviços ao Estado. “A minha cidade estava muito parada. Com a recuperação da rodovia, o desenvolvimento chegará até nós, com novas oportunidades”, declarou Karoliny.
A dona de casa Aurilene Silva Pantoja, moradora da Vila Irauna, no KM-10 da PA-150, entre os municípios de Tailândia e Goianésia do Pará, sabe os benefícios que uma estrada reconstruída pode trazer para a comunidade. “Essa obra trouxe muitas coisas boas. Meu filho já está trabalhando na empresa que realiza os serviços na rodovia. Quando a estrada está boa, tem muito movimento, o que é muito bom para minha venda”, disse Aurilene.
Segundo o engenheiro Osmar Sampaio, da Diretoria de Transporte Terrestre (DTT), da Setran, a revitalização da PA-150, que é o tronco central da malha viária do Estado, “está sendo realizada com os recursos do Proinveste, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e já tem 40% das obras concluídas.

Texto:
Maísa Portal-Setran









Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...