Total de visualizações de página

domingo, julho 21, 2013

ATENÇÃO: ALERTA PARA QUEM TEM LÙPOS NESTE VERÃO...







Médicos alertam portadores de lúpus para os cuidados durante o verão


O lúpus, doença de origem autoimune rara e que pode ocorrer em pessoas de qualquer raça, sexo e idade, principalmente entre os 20 e 45 anos, em como uma das principais restrições a exposição ao sol. Segundo o presidente da Sociedade Paraense de Reumatologia (SBR), Otávio Paz, estima-se que no Pará existam cerca de 800 pacientes com esse diagnóstico e, por ser um estado onde a incidência de raios solares é alta especialmente no período do verão, os médicos recomendam cuidado redobrado nesta época do ano.
Ele destaca que a luz do sol pode comprometer todos os órgãos envolvidos na doença, e não somente a pele, como se imagina. “A frequencia do lúpus eritematoso sistêmico (LES) varia entre as populações, dadas diferenças genéticas e ambientais. A luz do sol em países tropicais pode causar uma piora ou ressurgimento de sintomas anteriormente presentes. Um estudo finlandês realizado em 2004, acompanhando 33 pacientes com lúpus ao longo de 12 meses, foi categórico em comprovar a influência da sazonalidade na piora do lúpus”.
Caracterizada por um processo inflamatório crônico, o lúpus apresenta sintomas que podem surgir em diversos órgãos, de forma lenta e progressiva (em meses) ou mais rapidamente (em semanas), e variam com fases de atividade e de remissão. É mais frequente em mulheres do que em homens, e pode manifestar-se também em crianças recém-nascidas e até mesmo em idosos, sendo um pouco mais frequente em pessoas mestiças e nos afrodescendentes.

Dentre as diversas formas de comprometimento da pele causadas pela doença, destaca-se a sensibilidade excessiva à luz, ocasionando uma inflamação da pele, chamada de fotossensibilidade. Um paciente exposto indevidamente a luz solar pode apresentar piora do seu quadro clínico, ressurgimento de sintomas anteriormente controlados, e aparecimento de lesões de pele bastante diversas, algumas agressivas do ponto de vista estético. Os cuidados com a pele devem ser contínuos e mais intensificados no verão.
Os pacientes devem evitar a exposição solar direta no período que vai das 9h às 16h, além de fazer uso diário e sistemático (reforço a cada duas horas) de protetor solar UVA e UVB, com fator de proteção solar mínimo de 30 (FPS30). Estes cuidados ajudam os pacientes a aproveitar a estação sem comprometer a qualidade de vida. “A exposição solar desencadeia uma reação inflamatória que pode afetar estruturas como articulações, cérebro, rins, vasos sanguíneos, e ainda causar anemias, queda de cabelo e redução nas células responsáveis pela coagulação do sangue, entre outros”, esclarece Otávio Paz.
O lúpus causa sérias alterações imunológicas no organismo da pessoa acometida, demanda consultas e internações frequentes. A reumatologista Thayana Kajitani, do Centro Hospitalar Jean Bitar – que oferta assistência aos casos mais graves encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde - explica que a principal delas é o desequilíbrio na produção de anticorpos que reagem com proteínas do próprio organismo e causa inflamação em diversos órgãos como a pele, mucosas, pleura e pulmões, articulações, rins etc. “Entendemos que o tipo de sintoma que a pessoa desenvolve, depende do tipo de auto-anticorpo que ela tem. E como o desenvolvimento de cada anticorpo se relaciona às características genéticas que trazemos, cada paciente com lúpus tende a ter manifestações clínicas (sintomas) específicas e muito pessoais”.
Embora a causa do LES não seja conhecida, sabe-se que fatores genéticos, hormonais e ambientais contribuem para o seu desenvolvimento. “Pessoas que nascem com susceptibilidade genética para desenvolver a doença, em algum momento, após uma interação com fatores ambientais (irradiação solar, infecções virais ou por outros micro-organismos), passam a apresentar alterações imunológicas”, explica Thayana.

O diagnóstico - É feito através do reconhecimento pelo médico de um ou mais dos sintomas da doença. Algumas alterações nos exames de sangue e urina são muito características, e também são habitualmente utilizados para a definição final do diagnóstico, sendo muito importantes para definir se há atividade do LES. “Embora não exista um exame que seja exclusivo da doença (100% específico), a presença do exame chamado FAN (fator ou anticorpo antinuclear), principalmente com títulos elevados, em uma pessoa com sinais e sintomas característicos de LES, permite o diagnóstico com muita certeza”, destaca a reumatologista.
O tratamento da pessoa com lúpus depende do tipo de manifestação apresentada e deve, portanto, ser individualizado. A pessoa com LES pode necessitar de um, dois ou mais medicamentos em uma fase (ativa da doença) e, pouco ou nenhum medicamento em outras fases (não ativas ou em remissão). O tratamento sempre inclui remédios para regular as alterações imunológicas e outros medicamentos gerais para regular as alterações apresentadas em consequência da inflamação causada pelo lúpus, como hipertensão, inchaço nas pernas, febre, dor, etc.
“Há dois tipos principais de lúpus: o cutâneo, que se manifesta apenas com manchas na pele, geralmente avermelhadas ou eritematosas, daí o nome lúpus eritematoso, principalmente nas áreas que ficam expostas à luz solar (rosto, orelhas, colo, “V” do decote e nos braços), e o sistêmico, no qual um ou mais órgãos internos são acometidos. Os sintomas mais comuns são gerais e extremamente freqüentes, embora inespecíficos. Os mais comuns são a anorexia (falta de apetite), perda de peso e febre, que podem ser identificados no início e até preceder em meses o aparecimento das manifestações orgânicas”, destaca a médica.
A doença também pode trazer danos para a estética já que as manifestações cutâneas são características marcantes. Podem estar presentes no início da doença em até 70% dos casos. A mais conhecida é o rash malar ou eritema em “asa de borboleta”, que é uma mancha vermelha no rosto caracteristicamente acometendo a região malar (maçã do rosto). Outros sintomas comuns em 80% dos casos são manifestações articulares como artralgias (dor nas articulações) ou artrite (inflamação das articulações). Falta de ar e dor no peito podem aparecer como conseqüência da inflamação das membranas que revestem o pulmão (pleurite) e do coração (pericardite). A doença também pode causar alterações nas células do sangue, podendo causar anemias e outras doenças linfáticas.

Thayana chama a atenção também para a nefrite, inflamação nos rins que podem ocorrer em cerca de 50% das pessoas com LES. “No início pode não haver qualquer sintoma, apenas alterações nos exames de sangue ou urina. Nas formas mais graves surge pressão alta, inchaço nas pernas, a urina fica espumosa ou é eliminada em pequena quantidade. Quando não tratada rapidamente e adequadamente o quadro pode evoluir para uma insuficiência renal e o paciente pode precisar fazer diálise ou transplante renal”, alerta.
Foi o que aconteceu com Cássia Brito, 22 anos. Ela descobriu a doença com apenas sete anos. Devido às sérias complicações renais impostas pelo lúpus, iniciou à época um tratamento emergencial com a hemodiálise e em 2008 passou por transplante renal no Hospital Ophir Loyola. “Procuro levar uma vida normal. Vou à praia e busco os lugares com sombra. Hoje a doença está controlada, a mancha no rosto sumiu, no entanto ainda sinto dores nas articulações, por isso não descuido do bloqueador solar e dos meus remédios”.

Texto:
Leila Cruz-Ophir Loyola







Uepa prorroga até o dia 22 inscrições para o Programa Ciência sem Fronteiras
A Coordenadoria do Programa Ciência sem Fronteiras, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), com o apoio da Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI), publicou nesta quarta-feira (17) um termo aditivo, que prorroga às 11 horas do dia 22 de julho as inscrições referentes ao Edital 43/2013, de homologação de candidaturas ao processo de seleção de bolsas de graduação sanduíche no exterior.
Os documentos devem ser entregues impressos no Protocolo Geral, que funciona no prédio da Reitoria da Uepa - Rua do Una, 156, no bairro do Telégrafo, em Belém, CEP: 66113-320.
Os editais para bolsas em cada um dos países, e os respectivos cronogramas e critérios de inscrição, podem ser acessados no site do “Ciências sem Fronteira”.
O formulário para inscrição e o Edital estão disponíveis no site http://paginas.uepa.br/csf e www.uepa.br. Mais informações pelo e-mail: cienciasemfronteira.uepa@gmail.com, e pelos telefones: (91) 3299-2271 e 3299-2281.

Texto:
Ize Sena-Uepa


Cozinha e refeitório da nova Santa Casa estão em fase de conclusão
A cozinha e o refeitório da nova Santa Casa estão em fase de acabamento. Agora, só falta a construção, pela Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), da passarela que ligará a nova área ao antigo hospital. Conforto, segurança e eficiência estão garantidos, também com a implantação de um moderno sistema de climatização no novo refeitório, e de exaustores na cozinha do hospital.
A área construída é de 1.864,50 metros quadrados. O refeitório tem capacidade para atender 120 servidores e usuários da Santa Casa. A cozinha fornecerá refeições para pacientes e acompanhantes.
Renilde Alves, gerente de Nutrição, informa que, para servir uma alimentação de qualidade, a infraestrutura é primordial. “O espaço terá um padrão de eficiência que se refletirá nos serviços. Todos nós estamos ansiosos para ocupar a nova cozinha”, diz a gerente.
Segundo ela, o serviço de Nutrição da Santa Casa conta, atualmente, com 89 profissionais, entre agentes de artes práticas e nutricionistas, que trabalham na cozinha, no refeitório, nas copas e no lactário do hospital. O setor é responsável por cerca de 3 mil refeições diárias, preparadas com carne vermelha, frango, peixe  e legumes frescos, para eliminar os riscos de contaminação. “Aqui só trabalhamos com gêneros de primeira qualidade, para evitar os perigos físicos. Trabalhamos de olho na segurança alimentar, tanto que os surtos de contaminação alimentar são zero no hospital”, afirma Renilde Alves.
Márcio Gomes, há quatro anos servidor da área de Nutrição da Santa Casa, ressalta a estrutura do espaço onde funcionará a nova cozinha do hospital. “A cozinha está equipada. O espaço é muito bom e as expectativas são as melhores, principalmente quanto à qualidade de nossos serviços, pois teremos condições de oferecer uma alimentação dentro dos padrões de qualidade, para usuários e servidores”, conta Márcio Gomes.
A Gerência de Estrutura Física e Funcional da Fundação Santa Casa informa que foram investidos R$ 440 mil na compra de equipamentos e utensílios para a cozinha e o refeitório, que funcionarão atrás do novo prédio da Santa Casa.

Texto:
Samuel Mota-Santa Casa




Primeiro dia da Caravana Pro Paz Cidadania em Parauapebas registra 1,3 mil atendimentos
A Caravana Pro Paz Cidadania, que está levando serviços de emissão de documentos e atendimento jurídico gratuito à população do sul e sudeste do Pará, chegou neste sábado, 20, ao município de Parauapebas, onde permanece até a próxima segunda-feira, 22. A cidade, com cerca de 200 mil habitantes, é uma das maiores da região e, a cada dia, atrai mais pessoas, vindas principalmente de outros estados, como o Maranhão. No primeiro dia da ação, foram realizados 1.387 atendimentos, sendo 171 emissões de carteiras de trabalho, 190 CPFs, 305 fotografias para documentos, 636 RGs, 21 certidões de nascimento e 64 orientações jurídicas.
De acordo com Terezinha Guimarães, da Secretaria de Assistência Social do município, a população de migrantes é justamente a que mais tem precisado desse tipo de serviço e, como a demanda é muito grande, muitas vezes, não é possível atender a todos. A maioria chega à cidade atraída pelos projetos de mineração instalados na região e acaba ficando de vez.
“A Assistência Social do município tem tentado oferecer esse tipo de serviço, mas, realmente, às vezes não é possível zerar a demanda, daí a importância da parceria com o Governo do Estado. Juntos, Estado e município, certamente, têm mais força para enfrentar os desafios”, destacou, acrescentando que a prefeitura local aproveitou a presença da Caravana para estender o leque de serviços ofertados à população, incluindo ações na área da saúde e voltadas a públicos específicos, como as mulheres e os jovens.
Os jovens, aliás, constituíram uma grande parcela do público que procurou os serviços da Caravana neste primeiro dia de ação, que acontece na sede da antiga Câmara Municipal. É o caso de Leonardo Henrique Silva, 18 anos, que procurou o mutirão para tirar a segunda via da carteira de identidade. “Vou precisar muito neste ano, principalmente porque vou prestar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e tentar conseguir a minha vaga em um curso superior, pois pretendo ser engenheiro civil”, contou.
Quem também já está pensando no futuro é a estudante Fernanda Silvestre, 14 anos. Nascida no Maranhão e moradora do município desde muito cedo, ela aproveitou a ação para garantir o CPF, documento que ainda não possuía. “Daqui a pouco vou ter idade para trabalhar e é bom já ter a documentação completa. Além disso, quero fazer cursos e as escolas sempre pedem CPF. Eu já tinha tentado tirar, mas nunca consegui, aqui foi rápido e fácil”, comemorou.
A agilidade dos servidores envolvidos na Caravana Pro Paz também chamou a atenção do pedreiro Riquecharde Alves, de 28 anos. Ele, que trabalha em uma empresa privada localizada na serra dos Carajás, diz que tinha muita dificuldade para obter a segunda via da certidão de nascimento – a primeira está rasurada – por falta de tempo.
Como o mutirão chegou à Parauapebas no final de semana, surgiu a oportunidade perfeita para ele. “Cuidar dessas coisas é muito difícil pra gente, que trabalha o dia inteiro na serra e já chega à sede da cidade à noite, quando é impossível resolver esse tipo de problema. Aqui, no entanto, embora seja final de semana, está dando para resolver essa pendência e de maneira rápida”, observou.
Já o pedreiro José Rodrigues, 42 anos, festejou a obtenção da segunda via da carteira de trabalho, da qual ele estava precisando para ter todos os seus direitos trabalhistas assegurados. “A empresa onde eu trabalho já estava me cobrando a carteira para assinar, mas, como eu tinha perdido a primeira via, ainda não tinha sido possível providenciar. A carteira é a segurança de qualquer trabalhador e eu estou muito feliz em conseguir a minha”, ressaltou.
O atendimento em Parauapebas prossegue até esta segunda-feira, 22, das 8 às 17h, na sede da antiga Câmara Municipal da cidade. Todos os serviços são gratuitos.

Texto:
Elck Oliveira-Secom


Polícia Civil prende acusado de estupro de vulnerável em Jacundá
A Polícia Civil prendeu, neste sábado, 20, Alfredo Borges Leal, 62 anos, acusado de estuprar a própria filha em Breu Branco, município do sudeste paraense. O crime aconteceu em 2007, quando a vítima tinha 13 anos. Ele estava com mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça da região.
A captura foi realizada por dois investigadores da Delegacia de Jacundá, que localizaram o foragido. A dupla chegou ao acusado depois que Alfredo Leal se envolveu em uma briga com a atual companheira. A mulher pediu apoio à equipe policial, que, por determinação do delegado Sérgio Máximo, foi até o local para apurar os fatos. Alfredo foi localizado no bairro Alto Paraíso, em Jacundá. Após averiguação por parte dos investigadores, foi constatado que ele respondia inquérito por crime de estupro de vulnerável.
Os policiais civis entraram em contato com o Fórum da cidade de Breu Branco, que confirmou a decretação do mandado de prisão. Alfredo está preso na Delegacia de Jacundá à disposição da Justiça. A pena prevista para o crime de estupro de vulnerável é de 8 a 15 anos de reclusão em regime fechado.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Governo Digital terá novo sistema para a Procuradoria Geral do Estado
Os servidores da Procuradoria Geral do Estado (PGE) serão capacitados, até o final de agosto, para utilização do novo sistema e-PGE, um protocolo eletrônico e jurídico do órgão, pelo portal de serviços Governo Digital.
Desenvolvido pela Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), o e-PGE será primeiro utilizado pela Procuradoria Ambiental e a chefia de gabinete. O projeto prevê que todas as procuradorias do órgão, e cerca de 250 servidores, possam utilizar o novo sistema.
Dois treinamentos serão realizados, um para os gestores - procurador geral, procurador geral adjunto e diretores -, e outro específico para técnicos, advogados e procuradores.
O processo de concessão do sistema é via internet, o que automatiza e faz com que todos os processos passem pelo sistema, sem necessidade de papel, agilizando a tramitação. “Se for necessário, o usuário poderá imprimir e dar andamento ao processo de forma tradicional”, informa Luzio Filho, gerente de Negócios de Sistemas da Prodepa.
Outra característica do sistema é a distribuição automática e aleatória dos processos, o que contribui para a impessoalidade no julgamento dos processos.
Sigilo - O e-PGE está hospedado em servidores da Prodepa, que fazem a conexão segura com SSL (Secure Sockets Layer) – Protocolo de Camada de Sockets Segura -, garantindo a confiabilidade do sigilo durante a troca de informações. “Caso algum dado seja interceptado, ele estará criptografado, impedindo o acesso às informações”, garante Luzio Filho.
O e-PGE é mais um serviço do Governo Digital, que alia praticidade, organização e agilidade. Com ele, já são 16 sistemas que beneficiam mais de 5 mil usuários, de 185 órgãos estaduais - incluindo unidades das secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Saúde Pública (Sespa).
O sistema é um caminho para a modernização das ações de Tecnologia de Informação (TI) no governo do Estado, uma vez que segue a tendência de utilização dos conceitos de Governo Eletrônico (e-GOV), Computação em Nuvem (Cloud Computing) e Serviços Unificados (Sinlge Sign-On).

Texto:
Natia Ney-Prodepa



Praias de Mosqueiro e Salinópolis são as mais procuradas neste final de semana
Um aumento considerável no fluxo de veículos que deixam Belém rumo aos balneários do interior do Estado, no penúltimo final de semana das férias de julho, foi registrado pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) nesta sexta-feira (19). Durante toda a manhã, em frente à barreira da PRE na Rodovia PA-391 – que dá acesso ao distrito de Mosqueiro – passaram cerca de 500 veículos por minuto, informou o comandante do posto, sargento Souza Paixão.
“A tendência é aumentar o número de veículos neste final de semana, principalmente na manhã deste sábado (20), devido à intensificação do veraneio. Sem dúvida, o congestionamento será grande amanhã e no domingo (21). Não registramos nenhuma ocorrência grave, assim como nenhum acidente. Por enquanto, o movimento está tranquilo. O aumento do fluxo será nas primeiras horas do dia”, disse o comandante.
O sargento Souza contou que somente um caso de embriaguez ao volante foi registrado pela guarnição na última quarta-feira (17). Ele disse que o motorista estava conduzindo o veículo em ziguezague, colocando a vida dele e de outros condutores em risco. “Nós atuamos o motorista, que foi encaminhado para a Penitenciária de Americano. Há relatos que apontam que ele dormia ao volante e acordava prestes a cometer um acidente. Mas, felizmente, não aconteceu nenhuma colisão”, informou.
O posto da PRE na Rodovia PA-483 (Alça Viária) vem registrando um fluxo pequeno de veículos, nos dois sentidos. O subtenente Milson Dias disse que o movimento está normal. “A fiscalização está sendo intensificada, tanto na entrada da Alça Viária como aqui, na frente do quartel. Tem uma viatura nossa também na entrada do município de Acará, dando suporte na fiscalização”, ressaltou.
Segundo o subtenente, geralmente no final de semana o movimento fica mais intenso. “Acredito que o fluxo será intensificado na tarde de sábado e no domingo. Está previsto também o retorno desses veículos, o que aumentará o fluxo”, afirmou.
Procura - Os destinos mais procurados pelos veranistas são as praias do distrito de Mosqueiro, na Região Metropolitana de Belém, e do município de Salinópolis, no nordeste paraense. Com essa procura, o movimento na BR-316 aumenta, causando engarrafamentos.
Em Salinópolis, a barreira da PRE montada na PA-124 – que dá acesso às praias da região – registrou uma média de 100 veículos por minuto na manhã desta sexta-feira, fluxo que aumentou no decorrer do dia. “Desde a manhã, o fluxo de veículos está bastante intenso, e crescente. Acredito que neste sábado e no domingo o movimento será maior”, disse o comandante da PRE, major Sidney Profeta.
Segundo ele, os agentes também estão fazendo um trabalho preventivo, principalmente com orientações ao condutor em relação ao consumo de bebida alcoólica, respeito à legislação de trânsito, ultrapassagem em local proibido, uso do cinto de segurança e da cadeirinha para crianças, e excesso de velocidade – uma das principais causas de acidentes nas estradas intermunicipais.

Texto:
Pablo Almeida-Secom


Caravana Oftalmológica Pro Paz encerra atendimento em Marapanim
Santino Teixeira, 79, sofria há dois anos com dificuldade para enxergar melhor devido à catarata que afetou seu olho direito. Após diversas tentativas de fazer a cirurgia em Belém, ele finalmente conseguiu passar pelo procedimento cirúrgico na Caravana Oftalmológica Pro Paz, que fez o último dia de atendimentos, consultas e cirurgias em Marapanim, no nordeste do Pará.
Ao sair do local da cirurgia, Santino Teixeira não escondia a expectativa em enxergar melhor. “Não enxergava muito bem para longe, o que dificultava bastante para que eu pudesse identificar as pessoas, até mesmo a minha família. Confesso que estava um pouco com medo da cirurgia, mas a minha filha me incentivou bastante, e tudo deu certo. Agora é esperar a minha visão melhorar e ajudar nas tarefas de casa”, disse.
Roberto Pacheco, 55 anos, sofria uma grande irritação no olho esquerdo. Ele faria apenas uma consulta oftalmológica, mas após perceber que tinha pterígio, aproveitou a oportunidade para passar pelo procedimento cirúrgico. “Apenas apareci aqui para saber como estavam os meus olhos. Eu sofria um incomodo há alguns meses, e hoje descobri que sofria de carne crescida. Como dificilmente vou a Belém, aproveitei a oportunidade para acabar com o problema”, contou.
Para a coordenadora da Caravana Oftalmológica Pro Paz, Dulce Venturieri, o atendimento em Marapanim ficou na expectativa. A população respondeu ao chamado e compareceu em grande número. “Esperamos atender grande parte da população da cidade que sofre com problemas oftalmológicos, e contamos com uma grande estrutura para que esse objetivo seja alcançado”, destacou.
Após o atendimento em Marapanim, a Caravana Oftalmológica Pro Paz segue em direção ao município de Magalhães Barata, nesta sexta-feira (19), e vai passar ainda por São Francisco do Pará, Inhangapi e São Domingos do Capim. A Caravana Oftalmológica oferece consultas, exames e procedimentos cirúrgicos para a população, numa iniciativa do governo do Estado, por meio do Pro Paz e em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Texto:
Brena Moreira-Pro Paz



Polícia Civil prende autor da morte do próprio irmão em Capanema
A Polícia Civil prendeu na última terça-feira (16), em Capanema, nordeste paraense, Onir da Silva Santiago, 32 anos, que estava foragido desde 23 de dezembro de 2007. O preso é apontado como autor da morte do próprio irmão, Willyams da Silva Santiago, 20 anos. O crime aconteceu na rodovia BR-316, à altura do quilômetro 135, em Vila de Jacarequara, zona rural do município.
O crime foi resultado de uma confusão em que se envolveu o acusado e um morador da localidade, Nilo Correia de Moraes. Durante a briga, os dois irmãos de Onir – Willyams Santiago e Celso da Silva Santiago, 23 anos – tentaram impedir a agressão, mas, armado com uma  faca, o preso esfaqueou os dois.
Celso Santiago foi socorrido ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, na Região Metropolitana de Belém, e sobreviveu, mas o irmão dele não resistiu ao ferimento e morreu no local. Onir Santiago fugiu. Ele estava em local incerto desde a data do crime. O delegado Herbert Renan explica que há uma semana a Polícia Civil passou a receber informações de que o foragido da justiça havia retornado a Capanema e estava na localidade Vai Quem Quer.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Governo vai certificar 550 batedores em processamento higiênico do açaí
Ao entregar mais 550 certificados a participantes dos cursos de capacitação em Boas Práticas de Manipulação e Processamento do Açaí, em cerimônia marcada para as 17 horas desta quinta-feira (18), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, o governo estadual contabilizará mais de 2 mil profissionais já treinados, desde que criou, há oito anos, o Programa Estadual de Qualidade do Açaí.
A iniciativa tem o objetivo de valorizar a qualidade do fruto, que em algumas ocasiões tem sido associado à transmissão oral da doença de Chagas. Em 2012, foram confirmados 146 casos da doença no Estado.
O programa é coordenado pela Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), mas as ações de Vigilância Sanitária e capacitação de técnicos da área e de batedores de açaí são de responsabilidade da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da Divisão de Alimentos do Departamento de Vigilância Sanitária do Estado.
No período de 2011 a 2012 foram capacitados 1.218 batedores, e doados 1.107 kits, para uso no processamento do açaí, a profissionais de 30 municípios das regiões Metropolitana de Belém, Marajó, Baixo Amazonas e Baixo Tocantins. Os kits contêm camisas, aventais, bonés, toucas, termômetro e cronômetro digital, filtro para água, copo dosador e peneira em alumínio, com tela plástica.
A nutricionista Doriléa Sena, do Departamento de Vigilância Sanitária da Sespa, explica que, durante a capacitação, os batedores aprendem todas as etapas do processamento do açaí: Peneiramento, para eliminar a sujeira do fruto; primeira lavagem em água corrente, para retirada de mais resíduos; segunda lavagem em solução de hipoclorito de sódio (150 ppm) por 20 minutos; terceira lavagem com água potável para retirada do resíduo do cloro; branqueamento/escaldamento, para reduzir a carga microbiana e deixar inativas as enzimas oxidantes, mergulhando o açaí em água quente a 80º C por 10 segundos, e depois em água fria, e, finalmente, o despolpamento, que ocorre pelo atrito do fruto com água em máquina própria. O suco deve ser acondicionado em sacos plásticos transparentes, para a preservação da qualidade do produto.
Controle - Paralelamente, a Sespa tem mantido o compromisso de apoiar, auxiliar e monitorar as atividades em todos os municípios, principalmente os prioritários, para o Programa de Controle da Doença de Chagas no Pará.
O treinamento para os servidores das Vigilâncias Sanitárias dos Centros Regionais de Saúde (CRS), e dos respectivos municípios de abrangência, acontece em dois momentos: O primeiro é teórico, e aborda temas relacionados às noções de microbiologia, perigo nos alimentos, doenças transmitidas por alimentos e boas práticas. 
No segundo há uma demonstração prática de todas as etapas de processamento do açaí e a degustação do produto. Outro assunto abordado em treinamentos da Sespa no interior do Estado é a coleta de amostra, uma das ações de competência dos municípios, voltada ao monitoramento dos produtos alimentícios expostos à venda.
Os 550 batedores certificados fazem parte de uma etapa do programa, lançada em março deste ano, quando foi iniciado, na sede da Sagri, o primeiro ciclo de cursos de capacitação em Boas Práticas para batedores de açaí da Região Metropolitana de Belém. Pela primeira vez foi utilizada a máquina de branqueamento, equipamento que consegue retirar quase 100% das impurezas do fruto.
Um segundo ciclo deve começar na segunda semana de agosto, também na Sagri. A meta é capacitar, até dezembro, mais de mil batedores na Região Metropolitana de Belém.
Conservação - A técnica do branqueamento não significa desbotar a cor do açaí ou comprometer o sabor da fruta. Segundo Doriléa Sena, trata-se de um processo de conservação de alimentos, que consiste em mergulhar os frutos durante pouco tempo em água fervente e, em seguida, em água fria, podendo ser feito em equipamentos de aço inoxidável, tanto na forma artesanal, como vem sendo incentivado no interior do Estado, ou com o tanque usado em Belém nos treinamentos da Sagri. “O importante, para a Vigilância Sanitária, é o batedor realizar esse processo”, ressaltou Doriléa Sena.
A meta do governo é melhorar a cadeia produtiva do açaí, por meio da colheita, transporte e processamento, reforçando as ações já realizadas pelas secretarias e apoiadores envolvidos, a fim de melhorar o fornecimento do suco de açaí para a população e para a merenda escolar das escolas públicas, associando elementos essenciais, como procedimentos higiênico-sanitários, fiscalização, inspeção, monitoramento e educação continuada.
Os esforços também contemplam maior acesso à informação sobre as linhas de financiamento disponíveis em três bancos públicos, para que batedores regulares possam comprar equipamentos para o branqueamento.
Além das articulações entre Sagri e Sespa, o Programa Estadual de Qualidade do Açaí tem o apoio da Associação dos Vendedores Artesanais de Açaí da Região Metropolitana de Belém (Avabel), Eletronorte, VAR do Brasil Ambiental Ltda. (VBA), Secretaria Municipal de Saúde de Belém (Sesma), Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), Banco do Brasil, Banco do Estado do Pará (Banpará), Banco da Amazônia, Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PA), Secretaria Municipal de Saneamento de Belém (Sesan), Secretaria Municipal de Economia (Secon), Delegacia Federal de Agricultura (DFA) e de representantes dos vendedores artesanais, dos trabalhadores da cadeia produtiva do açaí e das agroindústrias produtoras do fruto.
Serviço: Os municípios interessados em obter mais informações sobre as capacitações devem entrar em contato com a Divisão de Controle da Qualidade dos Alimentos do Departamento de Vigilância Sanitária da Sespa, em Belém, pelo telefone (91) 4006-4283, ou no Centro Regional de Saúde. (Com informações da Ascom/Sagri).

Texto:
Mozart Lira-Sespa



Cohab atualiza o Plano Estadual de Habitação e Interesse Social
A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) contratou uma consultoria para fazer a Síntese e Atualização do Plano Estadual de Habitação de Interesse Social. O plano de atuação da empresa foi apresentado ao grupo de trabalho responsável pelo acompanhamento do trabalho. A versão preliminar deverá ser concluída até 30 de agosto, informa a gerente da Célula de Gestão do Sistema de Habitação do Interesse Social, Anna Carolina Holanda.
O grupo de trabalho que acompanhará o trabalho da consultoria – criado em março este ano – é formado por 15 representantes de instituições governamentais e da sociedade civil. Finalizadas, a síntese e atualização do documento serão debatidas durante a Conferência Estadual das Cidades, que ocorre de 12 a 14 de setembro, em Belém.
Anna Carolina informa que o trabalho da consultoria será desenvolvido no período de julho a novembro deste ano, em duas etapas. "A primeira consistirá na elaboração de uma versão preliminar da atualização do plano. A segunda fase será para validação e conclusão final do documento, com a apresentação do material na Conferência Estadual das Cidades e no Conselho das Cidades", diz.
Ainda segundo a gerente, para a elaboração dos textos preliminares, nos meses de julho e agosto a consultoria levará em consideração as informações do diagnóstico habitacional e do plano já elaborado, assim como as características do Estado, como a demografia, aspectos sociais e econômicos, as necessidades habitacionais das regiões de integração e as estratégias de ação.
O grupo de trabalho acompanhará o processo em reuniões específicas, contribuindo com sugestões para a conclusão da versão preliminar e na fase de validação, ficando à frente do processo de discussão ampliada. A proposta obedece aos pontos abordados inicialmente no Plano Estadual de Habitação de Interesse Social.
O representante da consultoria contratada pela Cohab, Cicerino Cabral, explica que o Plano Estadual de Habitação de Interesse Social tem por objetivo estabelecer diretrizes e programas gerais, considerando uma visão estratégica. Ele se refere a questões mais operacionais, tratados na execução de projetos habitacionais.

Texto:
Rosa Borges-Cohab


Seicom debaterá potencial de minerais críticos existentes no Pará
A Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) realizará, no próximo dia 2 de agosto, a 12ª oficina para o Plano de Mineração do Estado do Pará (2013-2030). Nas reuniões serão debatidos desde a geologia até a transformação mineral, a fim de identificar, propor, estabelecer e priorizar objetivos, alternativas, ações e diretrizes a serem efetivadas pela política mineral do Estado. A oficina reunirá representantes do setor mineral, de instituições públicas e privadas, de Belém, de outros municípios paraenses e de outros Estados.
O tema da 12ª oficina é “Minerais Críticos e as Novas Oportunidades para o Pará”, que abordará o debate sobre a situação atual e as perspectivas do conhecimento geológico sobre minerais críticos e terras raras existentes no território paraense. O objetivo é identificar possíveis ambientes de negócios que auxiliem o planejamento das políticas públicas voltadas ao desenvolvimento da mineração.


Técnicos e enfermeiros da Santa Casa do Pará são objeto de pesquisa acadêmica
Duas mestrandas Milene Santos e Geyse Dias, da Universidade Federal do Pará (UFPA), estão produzindo uma pesquisa encomendada pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz, que tem como objetivo traçar o perfil do profissional de enfermagem no Brasil, incluindo questões como origem socioeconômica, formação, acesso técnico-científico, mercado de trabalho e participação sócio-política. Um dos locais escolhidos pelas duas para a coleta dessas informações é a Fundação Santa Casa, onde trabalham 297 enfermeiros e 818 técnicos de Enfermagem.
A pesquisa envolverá, pelo menos, 25 enfermeiros e 70 técnicos da instituição, abrangendo os três turnos. “É interessante ressaltar que esta pesquisa foi solicitada pelos conselhos de classe”, disse Márcia Bragança, coordenadora regional da pesquisa, referindo-se ao Conselho Federal de Enfermagem, Associação Brasileira de Enfermagem e Federação Nacional de Enfermeiros. “A ideia é saber, por exemplo, se a enfermagem é uma profissão que vem de família e como o profissional se identificou com a Medicina”, concluiu Márcia.
Além da Santa Casa, que é uma unidade de referência em saúde neonatal no Pará, outros três hospitais da capital serão alvos da pesquisa, entre eles o Ophir Loyola. O resultado preliminar desse trabalho será divulgado em outubro, durante o Congresso Brasileiro de Enfermagem, que será realizado no Rio de Janeiro. Os dados pessoais dos servidores serão preservados. 

Texto:
Nilson Cortinhas-Santa Casa


Iasep quer credenciar médicos e hospitais para ampliar atendimento em Tucuruí
O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) iniciou nesta quarta-feira (17) uma Chamada Pública para o credenciamento de médicos, hospitais para internação e serviços de diagnóstico, destinados ao atendimento de segurados do plano de saúde dos servidores em Tucuruí, no sudeste paraense. Os interessados podem se inscrever até 16 de agosto próximo.
O Iasep também deve entregar, em breve, a nova agência para atendimento aos segurados em Tucuruí. “Uma das principais metas da atual gestão é melhorar a qualidade dos serviços prestados aos segurados do interior do Estado, por isso estamos melhorando o acolhimento e buscando ampliar a rede de atendimento médico”, informou o presidente do Instituto, Kleber Miranda.
Em Tucuruí, o Iasep está credenciando os seguintes serviços clínicos: Cardiologia, Dermatologia, Fonoaudiologia, Gastroenterologia, Geriatria, Infectologia, Nefrologia, Nutrição, Ortopedia e Traumatologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Neurologia, Mastologia, Ginecologia, Obstetrícia, Fisioterapia, Fonoterapia, Psicoterapia e Odontologia básica.
O Instituto quer ainda credenciar os seguintes serviços de apoio diagnóstico: Análises clínicas, mamografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, ultrassonografia, diagnose em Cardiologia, Ginecologia, Dermatologia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Gastroenterologia e Neurologia. O credenciamento também inclui hospitais especializados em Urgência e Emergência, internação clínica, cirurgia, obstetrícia e pediatria, que disponham de UTI adulto, neonatal e pediátrica.
Os interessados podem retirar a Chamada Pública na Agência do Iasep em Tucuruí (Rua Santa Terezinha, nº 151, Centro), ou pelos seguintes sites: www.compraspara.pa.gov.br e www.iasep.pa.gov.br.

Texto:
Ettiene Angelin-IASEP


Governo do Pará investe R$ 220 mil na cadeia produtiva do açaí
Nesta quinta-feira, 18, às 17 horas, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, o Governo do Estado do Pará, por meio das Secretarias de Agricultura (Sagri) e de Saúde (Sespa), realiza uma cerimônia que visa o incremento e maior visibilidade à cadeia produtiva do açaí no estado do Pará. Essa ação faz parte do Programa Estadual de Qualidade do Açaí (PEQA), instituído pelo Governo do Pará em 2010.
Na cerimônia, será assinado um termo de compromisso entre o Governo do Estado e a Associação dos Vendedores Artesanais de Açaí de Belém (Avabel), que vai destinar R$ 220 mil à compra de 100 Tanques de Branqueamento que serão cedidos, posteriormente, aos associados da Avabel. O equipamento é capaz de retirar em quase 100% as impurezas e microorganismos do açaí manipulado nos pontos de venda.
Também no evento, serão entregues os certificados do curso de capacitação em Boas Práticas de Manipulação e Processamento do Açaí a 550 batedores da Região Metropolitana de Belém, que participaram do curso de capacitação que é promovido pela Sagri, Sespa e Associação VAR do Brasil (Avab).
O Banco da Amazônia estará presente à cerimônia e assina um termo de compromisso com a Avabel visando à qualificação de batedores de açaí e a ampliação do acesso ao crédito e aos serviços financeiros do banco.
A Prefeitura de Belém também assina termo de compromisso para a aquisição de 100 filtros de dupla filtragem de água que serão cedidos aos batedores integrantes da Avabel, processo que envolve um custo de R$ 70 mil.
Sugestão de entrevistas:
Simão Jatene - Governador do Estado
Eliana Zacca - secretária adjunta de Agricultura do Pará
Hélio Franco - secretário de Saúde
Carlos Noronha - presidente da Associação dos Vendedores Artesanais de Açaí de Belém (Avabel)


Fapespa prorroga edital para Primeiros Projetos
A Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) informa que, em função de problemas técnicos, o sistema de submissão online de propostas de editais da Fundação, “SigFapespa”, ficou intermitente ao final da noite desta segunda (15). Assim, para que nenhum proponente fique prejudicado, a Fapespa estendeu o prazo para submissão de propostas ao Edital 007/2013 – Programa Primeiros Projetos PPP – FAPESPA/CNPq no seguinte período: abertura - 18/07/2013 – Quinta-feira – 12h (ao meio dia) e encerramento - 19/07/2013 – Sexta-feira – 12h (ao meio dia).
As demais atividades que constam no cronograma do Edital (Item 1.2), incluindo a entrega da documentação complementar, ficam automaticamente com os prazos de encerramento dilatados de quatro dias. O Programa de Infraestrutura para Jovens Pesquisadores (PPP) tem por objetivo apoiar a infraestrutura de pesquisa de CT&I nas instituições públicas de ensino superior e de pesquisa, sediadas no Pará, como suporte à fixação de jovens pesquisadores e nucleação de novos grupos de pesquisa, em quaisquer áreas do conhecimento. O investimento inicialmente será de mais de R$ 2 milhões, sendo R$ 700 mil vindos da Fapespa e R$ 1,4 milhão do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Acesse o edital PPP diretamente por aqui.


Iasep contrata serviços médicos em Tucuruí
O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) está com chamada pública aberta para a contratação de serviços médico, hospitalar e de diagnóstico em Tucuruí. O credenciamento está aberto a partir desta quarta-feira, 17, até o dia 16 de agosto. Os interessados podem retirar a Chamada Pública na Agência do Iasep em Tucuruí (Rua Santa Terezinha nº 151, Bairro: Centro), ou nos seguintes sites: www.compraspara.pa.gov.br e www.iasep.pa.gov.br.
Além do credenciamento de serviços, o Iasep está prestes a entregar a nova agência para atendimento aos segurados e credenciados em Tucuruí. “Uma das principais metas da atual gestão é melhorar a qualidade dos serviços prestados aos segurados do interior do estado, por isso estamos melhorando o acolhimento e buscando ampliar a rede”, diz o presidente do Instituto, Kleber Miranda.
Em Tucuruí, o Iasep está credenciando os seguintes serviços clínicos: cardiologia, dermatologia, endocrinologia, fonoaudiologia, gastroenterologia, geriatria, infectologia, nefrologia, nutrição, ortopedia e traumatologia pediátrica, oftalmologia, otorrinolaringologia, pediatria, homeopatia, mastologia, psiquiatria, ginecologia, obstetrícia, fisioterapia, fonoterapia, hemodiálise, terapia ocupacional, psicoterapia e odontologia básica.
Os serviços de apoio diagnóstico procurados pelo Iasep são: análises clínicas, polissonografia, eletroneuromiografia, endoscopia, radiodiagnóstico, diagnose especializada em: cardiologia, dermatologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, ginecologia/obstetrícia e gastroenterologia. Além desses, o Iasep busca hospitais especializados em urgência/emergência, internação clínica, cirúrgica, obstetrícia e pediátrico, além de UTI adulto, neonatal e pediátrico.

Texto:
Ettiene Angelin-IASEP


Projeto técnico da Emater beneficia índios Kayapó em Bannach
Um projeto técnico desenvolvido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em Bannach, sudeste paraense, vai beneficiar 40 famílias da etnia Kayapó. Na aldeia Krinor, distante 90 quilômetros da sede do município, as famílias vão começar a cultivar hortaliças.
O projeto, que prevê o cultivo de cebolinha, cheiro verde, pimentão, repolho, alface e pimentão, consideradas de ciclo curto, vai ajudar na garantia da segurança alimentar das famílias. A atividade técnica de iniciativa da Emater tem a parceria da Fundação Nacional do Índio (Funai), Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) e prefeitura municipal.
A horta que será desenvolvida no modelo comunitário é o primeiro trabalho que a Emater realiza junto aos indígenas. A atividade também quer aperfeiçoar as técnicas de manejo junto aos Kayapó, a fim de que eles se tornem autossuficientes no desenvolvimento das culturas.
Na aldeia, a Emater oferece assistência técnica para o cultivo de arroz e mandioca. Essa será a primeira vez que os Kayapó vão produzir o grão, princípio alimentar das famílias. Ao todo serão plantados cerca de 10 hectares das culturas. “Realizaremos análises de solo e faremos a mecanização das áreas que estão em estado de degradação”, disse Paulo Henrique Ribeiro, técnico da Emater.
Segundo dados da Emater, a área dos Kayapó registra índices de desatamento, devido principalmente a exploração madeireira, por serem as terras ricas em madeira de lei, entre elas, cumaru e mogno. Os plantios do arroz e da mandioca começam a ser feitos a partir do mês de setembro.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Campanhas externas do Hemopa já somam quase 800 doações voluntárias
Desde o início deste mês, a Fundação Hemopa vem realizando campanhas externas de doação de sangue em parceria com várias instituições da Região Metropolitana de Belém. Do dia 02 até a última terça-feira, 16, foram promovidas oito ações estratégicas que garantiram o comparecimento de 797 voluntários. Nesta quarta, 17, até às 16h, a unidade móvel do hemocentro estará recebendo coletas e inscrições no cadastro de medula óssea na Avenida Presidente Vargas, em frente ao prédio do Banco do Brasil, à esquina da rua Santo Antônio. A meta a ser atingida é de 100 doações.
Para a sexta-feira, 19, já está programada para o período de 8h as 18h uma campanha interna na sede do hemocentro, em parceria com a 5ª Companhia de Guardas, com previsão de 40 coletas. Entre os parceiros das ações realizadas este mês estão a Empresa Dinamo Engenharia, o Shopping Castanheira e a Igreja Adventista do 7º Dia. As ações prosseguem nos dias 19 e 20, das 7h às 19h, em parceria com a Igreja Batista, que vai reunir seus fiéis no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia. Um dos pontos da programação será justamente a doação voluntária de sangue.
No dia 27, acontece a campanha nacional de doação de sangue com membros e amigos da Igreja de Jesus Cristo dos Últimos Dias. A ação faz parte do programa social “Mãos que ajudam”, que no Pará envolverá as unidades do Entroncamento e Cabanagem. Serão mais de 30 mil voluntários em todo o Brasil. No Pará, os candidatos à doação serão encaminhados à sede do Hemopa, de 8h as 15h. A previsão é de 300 doações.
As instituições interessadas em compor parceria com o Hemopa devem entrar em contato pelços fones 3224-5048 / 3242-5430, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 15h. O Hemopa também ressalta aos veranistas que pretendem se deslocar para outras cidades paraenses que podem aproveitar o recesso de julho para fazer suas doações nas unidades de coleta de Santarém, Castanhal, Marabá, Altamira, Tucuruí, Redenção, Capanema e Abaetetuba.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118, de 2ª a 6ª-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 17h.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa


Servidores públicos do Estado receberão Cheque Moradia na terça-feira
A Companhia de Habitação do Pará (Cohab) entregará 650 cheques moradia, na próxima terça-feira, 23, no Hangar, a partir das 8h30. O governador Simão Jatene irá presidir a cerimônia de entrega do benefício. Serão beneficiados 500 servidores públicos e 150 pessoas com deficiência selecionados por meio de parceria com a Secretaria de Assistência Social (Seas) e o Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC).
Os servidores públicos contemplados com o benefício pertencem a 27 órgãos do governo estadual, que aderiram ao programa habitacional. O Cheque Moradia já conseguiu melhorar a vida de 1.625 famílias paraenses, somente neste ano de 2013, liberando mais de R$ 13 milhões em recursos para a compra de material de construção. Criado em 2003, o programa habitacional tem caráter eminentemente social, com transferência direta de recursos, o que possibilita às famílias com renda até três salários mínimos, construir, ampliar e reformar suas casas, buscando diminuir o déficit e a inadequação habitacional do Estado.


Papa Francisco será presenteado com imagem da Virgem de Nazaré
Foi apresentada na noite desta terça-feira, 16, a réplica da imagem de Nossa Senhora de Nazaré que será entregue pelo Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) e Companhia Paraense de Turismo (Paratur), ao Papa Franciso, durante a Jornada Mundial da Juventude, que ocorre de 23 a 28 de julho, no Rio de Janeiro. Concomitante à Jornada, o Pará participará também da 10ª Expocatólica - Feira Internacional de Carismas, Turismo, Educação, Livros e Artigos Religiosos, entre os dias  20 a 26 deste mês.
“Os artesãos são os grandes responsáveis por este presente que será entregue ao sumo pontífice, Papa Francisco, que virá ao Brasil por ocasião da Jornada Mundial da Juventude. O Governo do Pará, por meio da Setur e Paratur, e a Diretoria da Festa de Nazaré, apostam que muito além de seu aspecto religioso, o Círio de Nazaré possa ser o evento de convergência principal do nosso turismo, não só no âmbito regional, mas também nacional e internacional”, diz o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes. “O grande desafio do Estado é fazer a sociedade e a classe empresarial compreenderem o turismo como uma atividade econômica capaz de gerar emprego e renda e também atrair divisas”, completa.
A réplica que será levada à Expocatólica e com a qual será presenteado o Papa Francisco contou, no seu processo de confecção, com os conhecimentos e a colaboração de vários profissionais: o escultor Max Santos, o ourives Francisco de Assis Cardoso, da gemóloga e lapidadora Leila Salame, e ainda dos artistas Jean Negrão, que foi responsável pelo manto, Socorro Lassance e as irmãs da Congregação Coração Imaculado de Jesus.
A imagem foi confeccionada em cedro vermelho, policromia e folhas de ouro. As coroas de Nossa Senhora de Nazaré e do Menino Jesus são de prata, banhada em ouro 18 quilates, com 24 diamantes e 12 rubis, ao todo. Já o manto em tecido branco foi ornamentado com bordados em fios dourados, cravejado por gemas preciosas: 18 ametistas, 10 águas marinhas, um citrino, uma esmeralda e mais de 500 cristais tchecos. Por fim, o broche foi feito em gema de ametista com grafismos marajoaras, diamante e safira.
“A escultura tem as dimensões exatas da imagem peregrina. O trabalho foi feito em duas etapas, sendo a primeira a escultura, seguida pela pintura em policromia. Ao todo, o trabalho levou cerca de dois meses para ficar pronto”, conta o escultor santeiro, especializado em imagens e restaurador de antiguidades Max Santos. Ourives há 28 anos, Francisco Cardoso falou das minúcias em torno da criação artística. “Foram mais ou menos 15 dias entre o processo de fundição, a composição das filigranas, as tramas e a cravação das gemas”, revelou ele, que trabalhou nas coroas e no broche.
Feira – Na Expocatólica acontecerá o Salão Internacional de Turismo Religioso – Peregrinus, uma feira profissional voltada para a promoção do turismo religioso, a única focada neste setor na América Latina. Apoiado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) desde sua primeira edição, o evento passa a contar com a atuação efetiva da Pastoral do Turismo, entidade da Igreja Católica no Brasil atuante no fomento do Turismo Religioso.
O objetivo da feira é promover e incentivar a organização e comercialização do turismo religioso, que vem se expandindo e profissionalizando a cada ano. O Governo do Estado e a Diretoria do Círio de Nazaré vão defender o Pará, com apoio também do Sebrae, Belemtur e Polo Joalheiro do Pará. O Ministério do Turismo (MTur) disponibilizou ao Pará um espaço de 300m², para se fazer presente com a maior manifestação de fé católica do Brasil: o Círio de Nazaré. A religiosidade é um dos produtos, dentro do segmento “Turismo Cultural”, contemplado no portfólio da grade de produtos selecionados pelo Plano Estratégico de Turismo Ver-o-Pará.
Confira a programação:

20 de julho (sábado)
10h - Missa de abertura da Expocatólica 2013, no Rio Centro - Rio de Janeiro (RJ).
11h - Abertura da Expo Católica no Rio Centro

21 de julho (domingo)
11h às 21h - Expo Católica - Rio Centro        

25 de julho (quinta-feira)
18h - Cortejo do mini Círio - Rio Centro - com a presença do Secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes e do Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, que coordenarão o cortejo com a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré.

Texto:
Israel Pegado-Paratur











Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...