Total de visualizações de página

segunda-feira, julho 22, 2013

Bosco Moysés, ex-prefeito de Pirabas, no PA e eterno presidente do Rancho






O ex-prefeito de São João de Pirabas, e um dos ‘cap’s’ do jogo do bicho Parazão, João Bosco Rufino Moysés, morreu nesta segunda-feira no município de São João de Pirabas, nordeste do Estado do Pará, distante da capital 200 quilômetros. Ele tinha 74 anos e sofreu um ataque cardíaco. Moysés era natural de Benevides, na região metropolitana de Belém, mas fez carreira política no nordeste do Estado.
Bosco Moysés foi prefeito de Pirabas entre os anos de 1998 e 2006 pelo PR. Ele atuou como deputado estadual e se desligou do partido em setembro de 2011 para disputar as eleições de 2012 pelo PSDB, porém não chegou a concorrer por problemas de saúde.
O corpo de Moysés continua no hospital de Pirabas, aguardando liberação. Familiares do ex-prefeito se de Salinas onde estavam, para a cidade de Pirabas, distante aproximadamente 20 Km.

BOSCO TEM UMA BELA HISTÓRIA NO JURUNAS

Bosco Moysés foi uma pessoa que passou pela Escola de Samba Rancho Não Posso Me Amofiná, onde comandou a mesma por 9 anos e dentro deste período, arrebatou 9 títulos consecutivos, inclusive o último como o Tempo de Crianças, cujo o enredo foi repetido na gestão de seu amigo Jango Vidal, conquistando o título de campeão do carnaval paraense.
Bosco, José Manoel Lhamas e Jango Vidal construíram juntos o que é hoje a sede do Rancho. A sede antes era de madeira, na Timbiras com a Honório José dos Santos, bairro que Bosco Moysés aprendeu a amar e inclusive tinha também residência fixa.
Apesar de não aparecer na Escola (de vez em quando apenas), mas Bosco sabia de tudo que se passava na mesma. A Velha Guarda da escola era a sua paixão maior, e sempre que realizava qualquer evento na cidade de Pirabas onde residia e foi prefeito por duas vezes, Bosco Moysés mandava um ônibus especial para buscar a Bateria Nota 10 do Rancho e integrantes da Velha Guarda da Escola, dentre as quais, a sra. Alzira, Milta, Barata e tantas outras que viveram a época marcante de Bosco Moysés no comando do Rancho.

CORPO DE BOSCO MOYSÉS SERÁ
VELADO NO RANCHO PELA MANHÃ

Jango Vidal, presidente da Escola de Samba Rancho Não Posso Me Amofiná, acaba de informar ao CORREIO JURUNENSE ON LINE que os restos mortais de João Bosco Moysés será velado na manhã desta terça-feira na sede da Escola, no Jurunas, sede que ele Bosco com Jango e José Manoel Lhamas ajudaram a construir.
O horário do sepultamento ainda será confirmado, sabendo-se apenas que acontecerá no Cemitério de Santa Izabel, no túmulo onde está sepultada a sua mãe.

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...