Total de visualizações de página

terça-feira, abril 10, 2012

Primeiro transplante de rim no interior da Amazônia






CORREIO JURUNENSE AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS 
DO GOVERNO DO ESTADO NESTA
 TERÇA-FEIRA, DIA 10 DE ABRIL

Indústria do Pará contraria
tendência nacional
e cresce em 2012

O setor industrial do Pará foi o que mais cresceu no país no início deste ano, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (10). Na passagem de janeiro para fevereiro de 2012, o Estado alcançou um crescimento de 6,2%, cerca de 450% acima da média nacional, que ficou em 1,3%. O Pará ultrapassou Estados fortes e com tradição na indústria, como Rio de Janeiro (3,7%), Minas Gerais (3,0%), Ceará (2,5%) e São Paulo (1,5%).
Na comparação com fevereiro de 2011, que teve um dia útil a menos no calendário, o Pará também apresentou resultado positivo de 0,1%, enquanto a média nacional registrou queda de -3,9%. Em fevereiro deste ano, também cresceu a indústria dos Estados do Espírito Santo (1,3%) e região Nordeste (0,8%). Por outro lado, Paraná (-7,7%), Goiás (-3,9%) e Rio Grande do Sul (-3,5%) assinalaram as taxas negativas mais acentuadas, em comparação com Bahia (-0,6%), Pernambuco (-0,5%), Amazonas (-0,4%) e Santa Catarina (-0,2%).
O supervisor técnico do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) do Pará, Roberto Sena, avalia positivamente o resultado alcançado pela indústria paraense. “Esse é um resultado extremante promissor para o Pará, ainda mais por se tratar de um setor tão importante quanto o da indústria, pelo potencial de desenvolvimento que agrega. O crescimento do setor faz com que cresça também a oferta de postos de trabalho no Estado. Enquanto nas regiões Sul e Sudeste está havendo recuo do emprego, estamos batendo recorde de geração”, afirma.
O ritmo de crescimento da indústria paraense segue na contramão do cenário nacional, analisa o economista. “Estamos vivendo um processo hoje no Brasil em que a palavra de ordem é desindustrialização, que nada mais é do que um ‘pé no freio’ na indústria do país, em consequência, sobretudo, da crise internacional. Não estamos vivendo em uma ilha isolada, mas esse processo tem surtido um efeito diferente para nós, em função da força econômica que o Pará apresenta atualmente. Os dados do IBGE mais uma vez ratificam essa condição”, ressalta.
Segundo a pesquisa, no índice acumulado nos últimos doze meses, o total nacional apontou queda de 1% em fevereiro de 2012, prosseguindo com a trajetória descendente iniciada em outubro de 2010 (11,8%). Na contramão da queda nacional, o Pará novamente apresentou crescimento de 2,1% no mesmo período.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Nota Sesma - Fim da greve
dos anestesista

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) informa que todos os valores referentes aos débitos de 2012 com a Cooperativa dos Anestesistas já foram quitados pelo município de Belém e que já apresentou os comprovantes desses pagamentos aos Ministérios Públicos Estadual e Federal.
Em reunião na sede do MPF, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) se comprometeu em repassar 600 mil reais, até a próxima quinta-feira (12), a fim de complementar os pagamentos da tabela SUS aos anestesistas.
Em relação aos débitos referentes ao ano de 2011, foi acordado entre as partes, um prazo de 90 dias, para juntos, elaborarem um planejamento de quitação da dívida. Uma vez que, a Sesma aponta um investimento de 2 milhões e 800 mil pagos às cooperativas, referentes aos anos de 2010 e 2011.
Diante dos fatos apresentados no encontro, a Cooperativa dos Anestesistas se comprometeu a voltar imediatamente aos trabalhos, na manhã desta quarta-feira (11), assim normalizando o atendimento destes profissionais em Belém.

Pará ganha divisão policial
de atendimento a
grupos vulneráveis

As homenagens a 31 pessoas, entre policiais civis, representantes dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, empresários e integrantes das Forças Armadas marcaram a solenidade em homenagem ao Dia do Policial Civil do Pará, nesta terça-feira (10). Durante o evento, no auditório da Delegacia-Geral, em Belém, o delegado-geral, Nilton Atayde, anunciou a criação da nova Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis da Polícia Civil.
A cerimônia teve a entrega de condecorações a servidores da Polícia Civil e a personalidades que prestaram relevantes serviços à instituição policial no último ano. Eles foram homenageados com as medalhas “Mérito Policial Civil” e “Evanovich de Investigação Policial” e o “Diploma de Amigo da Polícia”. A data que homenageia os policiais civis paraenses foi sancionada em 21 de setembro do ano passado, por meio da Lei nº. 7.554, sancionada, na ocasião, pelo governador do Estado em exercício, Helenilson Pontes. Antes, o evento acontecia em 21 de abril, Dia de Tiradentes, patrono das polícias do Brasil.
A medalha “Evanovich de Investigação Policial" é entregue a policiais civis que desvendaram crimes de investigação complexa e de ampla repercussão. A medalha “Mérito Policial Civil” é concedida a personalidades que desenvolveram trabalhos importantes em prol da corporação e que se destacaram pelo valor pessoal e profissional, contribuindo para aperfeiçoar e projetar a instituição policial. O diploma “Amigo da Polícia” é destinado aos cidadãos que prestaram contribuições importantes à Polícia Civil, através de atos ou deferências.
Nilton Atayde falou sobre os desafios da profissão e fez um breve apanhado dos avanços conquistados durante os últimos doze meses. Segundo ele, o policial civil do Pará está com motivos para comemorar. “A Polícia Civil não fica devendo em nada para qualquer Polícia Judiciária do Brasil. Temos demonstrado nossa capacidade investigativa. Os mais hediondos crimes cometidos no Pará, especialmente no último ano, foram solucionados e seus autores, presos”, disse.
O delegado-geral lembrou casos emblemáticos, como o Joelson, que foi morto em um motel; as chacinas de sete pessoas em Santa Izabel do Pará e de seis jovens em Icoaraci; e o homicídio que vitimou o jovem Patrick, na ilha de Mosqueiro. “A Polícia Civil está fazendo sua parte, cumprindo sua missão”, declarou, destacando também o apoio recebido do governo do Estado.
O secretário de Estado de Segurança Pública, Luiz Fernandes Rocha, disse que tem orgulho de ser policial civil. Ele ressaltou e agradeceu a todos os órgãos, não só os compõem o Sistema de Segurança Pública, mas também os parceiros, como Guarda Municipal, Polícia Federal e Forças Armadas, que fazem valer a integração da segurança pública em prol da sociedade. Ressaltou ainda a integração com o Sistema Judiciário, sem a qual não seria possível dar andamento às investigações criminais.
Vulneráveis – Durante a solenidade em homenagem ao policial civil, Nilton Atayde anunciou a criação da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis. A adequação da estrutura organizacional da instituição significa a intensificação do enfrentamento à violência, criminalidade e à discriminação de credo, faixa etária, gênero raça e orientação sexual, no Estado. Ficará a frente da diretoria a delegada Cristiane Lobato, atual titular da Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data). No total, 168 servidores integrarão a nova diretoria: 37 delegados, 35 escrivães, 75 investigadores, onze motoristas e cinco auxiliares técnicos.
Entre as atribuições da nova diretoria está o planejamento, coordenação, orientação e fiscalização das atividades operacionais e administrativas das divisões especiais e delegacias especializadas. Ela também será responsável pela coleta, registro e análise das informações técnicas relativas às atividades desempenhadas pelas divisões e delegacias especializadas, além de coordenar as operações preventivas e repreensivas no âmbito das divisões especializadas.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Hospital Metropolitano
comemora o Dia
Mundial da Saúde

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência iniciou nesta terça-feira (10) a II Semana da saúde, destinada a funcionários e acompanhantes de pacientes e alusiva ao Dia Mundial da Saúde, celebrado em 7 deste mês. Foram oferecidos diversos serviços, entre exames de glicose, tipagem sanguínea e pressão arterial, além da mensuração do Índice de Massa Corpórea (IMC). A programação acontece até quinta-feira (12).
O evento foi pensado como forma de prevenir doenças como pressão alta, obesidade e estresse, entre outras, explicou a diretora técnica do hospital, Socorro Sarquis. “A identificação precoce de algumas doenças ajuda no tratamento. Se uma pessoa tiver propensão à pressão alta, no futuro pode vir a ter um infarto por conta disso. Se ela identificar isso logo cedo, pode prevenir, levando uma vida com hábitos mais saudáveis, praticando exercício, se alimentando melhor”, disse.
A programação inclui também exposição de equipamentos de proteção individual, indispensáveis para a proteção do trabalhador da saúde. Foram distribuídos folders explicativos sobre obesidade e pressão alta. Durante os três dias da ação de saúde acontece também uma campanha de vacinação para funcionários do hospital.
O Dia Mundial da Saúde foi instituído pela OMS em 1948, com o objetivo de, por meio de alertas e campanhas, manter o bom estado de saúde da população mundial. A técnica de enfermagem Alcirene Franklin gostou da iniciativa do Hospital Metropolitano. "Na correria do dia a dia acabamos não tendo tempo de cuidar da saúde. Sou hipertensa e preciso estar atenta. A iniciativa de cuidar também dos funcionários que prestam serviço neste hospital foi uma grande ideia", disse.

Texto:
Ana Claudia-Hospital Metropolitano


Pará Rural abre processo
seletivo para
consultoria individual

O Núcleo de Gerenciamento do Programa Pará Rural, executado pelo governo do Estado, abriu segunda-feira (9) o processo seletivo de consultoria individual para pessoa física. São ofertadas três vagas para quem estiver interessado em desempenhar atividades de apoio na área de tecnologia da informação. Interessados devem encaminhar, até 17 deste mês, currículos para Rua dos Mundurucus, 2.313, Batista Campos, CEP 66035-360, ou para o email consultoria@ngpr.pa.gov.br.
Uma das vagas é referente à composição da equipe de informática do Núcleo de Gerenciamento do Pará Rural. As qualificações mínimas exigidas no edital para a execução dos serviços são: curso superior completo em processamento de dados, rede de computadores, análise de sistemas, sistemas de informação, ciência da computação, engenharia da computação ou afins; experiência comprovada de, no mínimo, dos anos no setor de tecnologia da informação nas áreas de gerência de redes e suporte; boa comunicação verbal e capacidade de expor ideias de forma eficaz e clara.
Outra vaga corresponde ao cargo de coordenador de desenvolvimento municipal no município de Alenquer, oeste do Pará. As qualificações exigidas são: experiência de trabalho com metodologia participativa e abordagem sistêmica; experiência em elaboração e acompanhamento de projetos produtivos ou planos de desenvolvimento; atuação anterior no município em que se pretende trabalhar; conhecimento da realidade territorial e das atividades a se acompanhar; bom relacionamento com os movimentos sociais da região, em especial, com os que trabalham diretamente com a agricultura familiar; boa interlocução e liderança; e que o candidato more ou esteja disposto a morar em Alenquer.
A terceira vaga aberta é para o cargo analista de projetos do programa Pará Rural. Para concorrer ao cargo, o candidato deve preencher os seguintes requisitos: nível superior completo; experiência de no mínimo um ano em elaboração, acompanhamento e análise técnica de projetos voltados à agricultura familiar; bom domínio das ferramentas de informática, como Word, Excel e Power Point; postura ativa e habilidade nas relações interpessoais, apresentando cordialidade e urbanidade; boa comunicação verbal e escrita, de forma eficaz, rápida e clara.
Os termos de referências para a seleção e documentos relacionados deverão ser solicitados pelo endereço eletrônico consultoria@ngpr.pa.gov.br. Mais informações pelos telefones (91) 3222-9520 e 3230-4368.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Detentos de casa penal em
Santarém cursam
o ensino médio

Cerca de 30 internos do Centro de Recuperação Silvio Hall de Moura, em Santarém, oeste do Pará, participaram nesta segunda-feira (9) da aula inaugural que marcou o início do ensino médio na unidade. O convênio para a oferta da educação dentro da casa penal foi firmado pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e Secretaria de Estado de Educação (Seduc).
As aulas acontecem pela manhã e são ministradas por nove professores da rede estadual de ensino. “Os presos têm direito à educação e aqui estão tendo a oportunidade de estudar”, disse a diretora da 5ª Unidade Regional de Educação (URE) da Seduc, em Santarém, Maria Maia. “Com a implantação do ensino médio nesta unidade penal o Estado mostra que está presente", diz. Outros 127 internos do centro já fazem o ensino fundamental.
Para o diretor da unidade, Valter dos Santos, a implantação do ensino médio no sistema penitenciário representa um grande passo no processo de reinserção dos internos. "A educação é um dos mais importantes instrumentos de reintegração e a Susipe tem acreditado nesse caminho, oferecendo oportunidades aos internos que queiram estudar e buscar uma vida diferente", finalizou.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Jornalistas de revista francesa
divulgam atrativos
turísticos do Pará

Com apoio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), chegam a Belém terça-feira (17) repórter e fotógrafa da revista especializada em odontologia  "Le Chirugien Dentiste De France". Daniéle Grobsheiser e Janine Houard vão indicar roteiros turísticos em Belém, Marajó e Algodoal para franceses que atuam na área, entre outros que desejam visitar o Pará.

Sagri participa de reunião
da Câmara Setorial de Flores

A Secretaria de Estado de Agricultura estará presente na reunião da Câmara Setorial de Flores, que acontece em São Paulo, quinta-feira (12). A gerente de Floricultura e Olericultura, Dulcimar Melo, vai representar a Sagri no encontro promovido pelo Ministério da Agricultura, com objetivo de integrar as ações do setor em todo o Brasil. Ela vai apresentar a política estadual de floricultura, que incentiva o aumento da produção. Atualmente a flor mais produzida no Pará é a orquídea, exportada principalmente para Holambra, em São Paulo. Os municípios de Castanhal e Santo Antônio do Tauá são os maiores produtores de orquídea do Estado.
Leni Sampaio - SAGRI

Paratur garante apoio a
rede de TV que cobre
eventos no Pará

Com apoio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), está em Belém desde a última quinta-feira equipe de reportagem da Amazon Sat, TV fechada com sede em Manaus retransmitida também pela web para o Brasil e diversos países. Na pauta dos cinco programas que vão se gravados no Pará, está o X Festival Gastronômico Ver-o-Peso da Cozinha Paraense e a Paixão de Cristo de Barcarena.

Sema e BNDES fazem
oficina para interessados
em chamada pública

Uma grande participação foi registrada no primeiro dia da oficina de preparação para a chamada pública organizada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), nesta terça-feira (10), no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. O objetivo é selecionar propostas candidatas a obter apoio financeiro não reembolsável para o desenvolvimento de atividades econômicas de uso sustentável da floresta e da biodiversidade no bioma Amazônia.
O valor total disponível para financiamento é R$ 50 milhões, e cada proposta selecionada pelo Fundo Amazônia será financiável em no mínimo R$ 2 milhões e no máximo R$ 10 milhões. Cada subprojeto ficará limitado até R$ 500 mil. A contrapartida da proponente poderá ser financeira ou bens ou serviços contemplados na proposta, desde que economicamente mensuráveis.
O secretário de Estado de Meio Ambiente, José Alberto Colares, chamou atenção para o atendimento das necessidades das pequenas comunidades do Estado. O fomento de atividades sustentáveis no Pará, segundo o titular da Sema, é essencial para mudar a realidade de diversas famílias. “Visar a aquicultura em áreas de assentamento, por exemplo, é um tipo de bom projeto para ser financiado. Por isso, queremos fazer desse encontro uma permanente parceria com o BNDES. A demanda é grande. É preciso um trabalho muito grande também”, afirmou.
O evento vai até quarta-feira (11) e reúne representantes de universidades públicas e privadas, associações, comunidades quilombolas e indígenas, povos tradicionais e organizações não governamentais (ONGS). Também compareceram servidores públicos federais, estaduais e municipais da área ambiental, do Ministério do Meio Ambiente e do Serviço Florestal Brasileiro, entre outros.
A equipe técnica e jurídica do BNDES, coordenada pelo gerente do Fundo Amazônia, Guilherme Accioly, explicou como funciona o fundo, formas de captação de recursos e a transparência das ações, e detalhou a chamada pública, os termos do financiamento, quem pode participar e como. Até 27 de maio deste ano, serão recebidas as propostas de projetos que necessariamente devem beneficiar povos e comunidades tradicionais, povos indígenas, assentados da reforma agrária, pescadores artesanais, aquicultores e agricultores familiares.
Para Guilherme Accioly, a ideia é levar benefícios diretos para o pequeno produtor, investir nas comunidades e contemplar até projetos de produtos medicinais. “O maior desafio é encontrar bons proponentes, principalmente em articulação entre entidades e aglutinadores, que são os proponentes do BNDES. Essa articulação é com as comunidades locais. A chamada pública é para beneficiá-las”, afirmou.
Podem participar da chamada pública pessoas jurídicas legalmente constituídas há, pelo menos, dois anos, devidamente inscritas no registro competente, que desempenhem ou apoiem atividades econômicas de uso sustentável da floresta e da biodiversidade, de acordo com as categorias estabelecidas no documento disponível no site da Sema.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Cohab discute retomada
das obras do PAC na Pratinha

Cerca de 600 moradores da Comunidade Pratinha, em Belém, participaram de uma audiência pública promovida pela Companhia de Habitação do Pará (Cohab), na noite de segunda-feira (9), na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro da Pratinha 2. O objetivo foi tratar sobre a retomada das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que tive início na semana passada pela finalização da rede de esgoto. Com 83% do projeto executado, a previsão é concluir a obra até dezembro.
O projeto habitacional, iniciado em meados de 2007, prevê a construção de 350 novas casas e a melhoria de outras 335, beneficiando famílias das comunidades Duas Irmãs e Parque Vitória. Até o momento, 134 casas foram construídas e 29 já receberam melhorias. O projeto ainda contempla serviços de terraplanagem e pavimentação, redes de drenagem, abastecimento de água, esgoto sanitário, de energia elétrica e iluminação pública. O valor total do projeto é de R$ 28 milhões, com contrapartida de cerca de 25% do Governo do Estado.
Por cerca de três horas, os moradores da área de abrangência do projeto puderam esclarecer as dúvidas diretamente com a presidente da Companhia de Habitação do Pará, Noêmia Jacob, e definir as prioridades para a retomada das obras. A instalação da rede de esgoto sanitário foi uma das principais solicitações dos moradores, que também validaram a inclusão de novos membros na Comissão de Fiscalização (Cofis), comissão responsável por acompanhar o andamento das obras.
Para o presidente da Associação de Moradores da Comunidade Duas Irmãs, Luiz Carlos de Jesus, o encontro representou um passo importante para a conclusão das obras. “Esse momento é bastante positivo para alcançarmos esse objetivo. Estávamos precisando desse contato direto com a Cohab e prova disso é que o povo veio e participou”, avaliou Luiz Carlos, destacando que a comunidade atualmente engloba 2.300 famílias.
Noêmia Jacob avaliou positivamente a audiência. “Nosso objetivo é era que a comunidade fosse ouvida e isso foi alcançado”, afirmou, destacando os pontos principais do encontro. “A ligação da rede de esgoto foi ponto apresentado pela comunidade como mais crítico nesse momento. Cerca de 96% das ruas já estão asfaltadas ou com bloquetes. O que precisa agora é a definição das casas, a finalização das melhorias e construção das casas que ainda faltam e, principalmente, a reurbanização do igarapé e a definição dos espaços comunitários. Isso que vamos discutir com a comunidade a partir de agora”, ressaltou.
Também participaram da audiência pública o deputado estadual Edmilson Rodrigues e o deputado federal Zenaldo Coutinho, os vereadores Marquinhos e Orlando Reis, membros da Comissão de Fiscalização da obra, e do Fórum de Entidades e Moradores de Áreas de Projetos do PAC (Femapac), além do diretor de Urbanismo e Construção da Cohab, Eduardo Loureiro.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Sexta-feira 13 com muita
lenda no Projeto
Pôr-do-Som da Estação

Na sexta-feira 13, o Projeto Pôr-do-Som receberá o Grupo Frutos do Pará com o Espetáculo “Amazônia Lendária II” com o Boto, a Matinta Pereira e a Cobra Grande, a partir das 18h na orla da Estação das Docas. Nazaré Azevedo, integrante do Grupo Parafolclórico Frutos do Pará, comenta que a escolha do espetáculo é do público. “Nas nossas páginas na internet, sempre pedimos sugestão e para essa apresentação foram unânimes os pedidos pelas nossas lendas” conclui.
O espetáculo “Amazônia Lendária II” é uma continuação do trabalho realizado pelo grupo Frutos do Pará, que terá a participação de 32 pessoas responsáveis pelo figurino, música, produção, além dos dançarinos. As lendas do Boto, Matinta Perera e da Cobra Grande ganham destaque e prometem encantar a todos. “Teremos muitos efeitos, fogo, as duas cobras que nós confeccionamos, toda uma indumentária para atrair os olhos do nosso público”, ressalta Nazaré Azevedo.
A coreógrafa aproveita a oportunidade para fazer um convite “Há vinte anos divulgamos o folclore e nesta sexta-feira na Estação das Docas estaremos esperando todo mundo para conhecer um pouco das nossas lendas e como não poderia faltar um pouco do nosso siriá e carimbó para dançar” convida.
Serviço:
Grupo Frutos do Pará – “Amazônia Lendária II”
Data: 13/04/2012 (Sexta-feira)
Horário: A partir das 18h
Local: Orla do Armazém 3, Estação das Docas
Entrada Franca

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Ideflor analisa propostas
de preço para
concessão florestal

Até o final da semana será publicado o resultado da sessão de licitação para concessão na Floresta Estadual do Paru. A abertura dos envelopes com as propostas de preço foi realizada na manhã desta terça-feira, 10, na sede do Ideflor, em Belém.  Ao todo, estão sendo licitados 434,7 mil hectares de área, divididos em nove áreas de manejo, abrangendo os municípios de Almeirim e Monte Alegre. Depois que o resultado for publicado, as empresas licitantes têm o prazo de cinco dias para interporem recursos.
Xxxx
Governo vai leiloar
madeira apreendida
no oeste do Pará

Cerca de 4 mil metros cúbicos de madeira nobre apreendida no município de Juruti, no oeste paraense, serão leiloados pelo Estado. O material foi encontrado durante trabalho de monitoramento via satélite, pelo qual o governo identificou exploração ilegal em área destinada para a criação do primeiro centro de treinamento de manejo florestal do Pará naquele município. O leilão, que será realizado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), ainda não tem data para ocorrer.
Equipes da operação Mamuru II, que acontece em Juruti desde março para combater o desmatamento na região, estiveram no local nesta terça-feira, 10, onde o monitoramento encontrou a exploração ilegal e apreenderam o material. Segundo informações do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado (Ideflor), a madeira foi derrubada na área do centro de treinamento por meio de um projeto de manejo florestal.
A área era intitulada no projeto como Fazenda Jatobá, mas o Estado identificou que o título da propriedade era falso. A partir desta constatação, o projeto de manejo aprovado pela Sema foi suspenso e o proprietário da autorização, conhecido como César Brusnelo, que falsificou os documentos da suposta fazenda, foi autuado por depósito ilegal de madeira, comércio de 10 mil metros cúbicos de madeira derrubada em área estadual e prestação de informações falsas ao Estado. Ele responde à Justiça por essas acusações, bem como passa por processo criminal.
Operação
A operação Mamuru II contra o desmatamento e a exploração ilegal de madeira, também já desarticulou duas madeireiras ilegais que agiam nesta região. A Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada em Meio Ambiente (Dema), iniciou investigação para chegar até os responsáveis pela exploração das florestas. Segundo depoimentos, a madeira era retirada de comunidades do rio Mamuru, ao sul do município, e levada para Parintins (AM) e Belém. A Polícia investiga ainda um suposto acordo para repasse financeiro que teria sido feito em 2010 entre a Associação dos Produtores Rurais do Rio Mamuru (Aprim) e os madeireiros, com o aval da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
Ainda de acordo com os depoimentos já apurados pela Dema, dois homens, Claudecy Pereira, que reside em Paritins (AM), e “Mica”, de Santarém (PA), trabalhavam para a GC Madeiras, que teria como donos dois homens chamados Ciro e Tiago, pai e filho, de Belém. Estes seriam os principais exploradores da região, e faziam acordos financeiros e materiais com as comunidades para garantir a extração.
A Polícia Civil do Pará solicitou apoio da Polícia do Amazonas, que já identificou Claudecy e deverá ouvi-lo nos próximos dias. A polícia paraense ainda ouvirá em Santarém o homem conhecido como “Mica”. Conforme o rumo das investigações, e os próximos depoimentos, a Polícia Civil do Pará poderá indiciar os culpados pela exploração.

Texto:
Thiago Melo-Secom

Jucepa recebe imagem
peregrina de Nossa
Senhora de Fátima

Na manhã desta terça-feira, 10, a Junta Comercial do Estado do Pará entrou na programação do calendário litúrgico da Paróquia de Fátima e recebeu a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima. Durante a visita, a imagem percorreu as dependências do órgão e foi recebida com muita emoção pelos usuários e servidores. No final, foi realizada uma bênção pelo padre Marcio Mota, do Santuário de Fátima.
A Jucepa é o órgão responsável pelo registro de atividades ligadas a sociedades empresariais e portanto, a porta de entrada para toda e qualquer empresa que queira iniciar um empreendimento no Pará. Às vésperas de inaugurar sua sede revitalizada, a Jucepa teve seu prédio abençoado pelo padre que falou do importante papel da Junta Comercial ao longo dos seus 135 anos, no crescimento econômico do Estado. Nossa Senhora de Fátima está percorrendo diversas instituições públicas e privadas em Belém. A passagem da Imagem pela Jucepa faz parte dos festejos de Nossa Senhora, que realizará a Procissão das Velas, com milhares de devotos no mês de maio.

Arquivo Público do Pará
apresenta pesquisa de
documentos a
estudantes da rede pública

A importância de guardar e preservar o patrimônio documental foi exposta para crianças da 3ª série do Ensino Fundamental da Escola Municipal Honorato Filgueiras, localizada no bairro da Cidade Velha, em Belém. A instituição recebeu nesta terça-feira, 10, a visita de técnicos do Arquivo Público do Estado do Pará, como parte das ações que celebram seus 111 anos de criação, a serem comemorados no próximo dia 16.
Apresentar este assunto e traduzi-lo para o universo infanto-juvenil foi tarefa para a pedagoga Cilene Nabiça, que explicou aos alunos a importância dos documentos e o melhor modo de manuseá-los e preservá-los. Uma simples certidão de nascimento e um álbum de fotografias foi o ponto de partida. Estabelecendo uma associção entre estes documentos, que todo o mundo tem em casa, e os que estão guardados no Arquivo Público, as crianças puderam conhecer as principais funções do órgão, que guarda e preserva documentos que datam do século XVII.
Após a exibição de um vídeo sobre cuidados com o manuseio de livros e documentos, as crianças partiram para a prática. Usando luvas, máscaras e lupas, como um legítimo pesquisador de acervos, as crianças vasculharam cópias de alguns documentos e puderam perceber detalhes como a linguagem e tipologia utilizada neles, como é o caso do português arcaico e da caligrafia utilizada em documentos dos séculos XVIII e XIX. “A idéia é aproximar a criança do Arquivo Público explorando o lado lúdico e, como uma grande brincadeira, apresentar um pouco da realidade do público que visita e pesquisa regularmente no Arquivo”, comentou Cilene Nabiça.
Para o técnico do Arquivo Público Marcos Almeida, a visita à escola foi uma experiência gratificante. "As crianças mostraram bastante interesse nas atividades. Fiquei surpreso de ver elas decifrando textos que só quem conhece paleografia consegue ler. O olhar minucioso para o vídeo, detectando normas de conduta para consulta de documentos históricos e o aplauso delas no final foi a prova de que a atividade foi acertada”.
No dia 16 de abril, quando o Arquivo Público faz aniversário, será a vez dos alunos da Honorato Filgueiras visitarem o prédio da instituição, onde poderão ver tudo que foi apresentado para eles durante a atividade desta terça. Nesse dia, o APEP vai suspender o atendimento ao pesquisador e estará de portas abertas para a população em geral, que poderá conhecer o trabalho desenvolvido no tratamento técnico de documentos, além de ouvir algumas das histórias presentes nos quase quatro milhões de documentos que compõem o acervo do Arquivo, apresentadas por contadores, e acompanhar apresentações musicais e teatro em miniatura.

Texto:
Antonio Pacheco Neto-Secult

Aniversário de 111 anos do
Arquivo Público do
Estado do Pará

O Arquivo Público do Estado do Pará (Apep) comemorará, no dia 16 de abril de 2012, 111 anos de existência. Para celebrar suspenderá o atendimento ao pesquisador e estará aberto para o público em geral. Durante todo o dia haverá apresentação de contadores de histórias e teatro em miniatura, além de atrações musicais no encerramento, às 15h. Durante o período da manhã, a programação terá a presença de alunos da terceira série do ensino fundamental da Escola Municipal Honorato Filgueiras.

Ministro afirma que o
Pará está preparado
para enfrentar as cheias

O Estado do Pará está preparado para enfrentar as cheias que ocorrem nesta época do ano. A afirmação foi feita pelo ministro em exercício da Integração Nacional, Alexandre Navarro, que se reuniu na manhã desta terça-feira, 10, com o governador Simão Jatene, em seu gabinete no Comando Geral da Polícia Militar.
Acompanhado do secretário nacional de Defesa Civil, Humberto de Azevedo Viana Filho, o ministro - a pedido da presidente Dilma Rousseff - está percorrendo todos os estados brasileiros para saber como as equipes da Defesa Civil estão se preparando para o enfrentamento das enchentes. “Podemos afirmar que o Pará está mais preparado do que muitos estados do país. Saímos daqui com tranquilidade, pois percebemos que a equipe está unida e qualificada. No ano passado mais de mil pessoas morreram em todo o Brasil por conta das enchentes. Neste ano, no mesmo período, o numero de óbitos não chegou a 200. Isto mostra que o trabalho está dando certo e as equipes estão cada vez mais preparadas. Comprovamos esta situação aqui no Pará”, afirmou o ministro em exercício.
O comandante geral do Corpo de Bombeiros e coordenador estadual da Defesa Civil do Pará, Hegésipo Donato, acompanhado do coordenador adjunto da Defesa Civil, tenente coronel José Almeida, apresentou ao ministro e ao governador o Plano de Contingência de Enfrentamento dos Desastres de 2012 e a situação atual de como está o cenário das cheias no estado.
O plano será encaminhado para a Secretaria Nacional de Defesa Civil,  afim de que os recursos necessários sejam repassados pela União ao Estado ou diretamente para os municípios atingidos, através do cartão de pagamento, disponibilizado aos prefeitos das cidades que se encontram em situação de emergência. “Somos um país continental onde as esferas municipal, estadual e federal precisam se articular para superar os seus desafios. Para o homem simples, não existe governo federal, estadual e municipal. O que ele quer é saber se suas necessidades vão ser atendidas. Por isso, festejo esta iniciativa do ministério”, disse o governador Simão Jatene.
Dados da Defesa Civil do Pará mostram que 635 famílias já foram afetadas pelas enchentes e atualmente existem 17 municípios em estado de alerta, sendo os 14 da região do Baixo Amazonas e os municípios de Trairão, Marabá e Tucuruí. Nos municípios onde as cheias já começaram a causar problemas, a Defesa Civil do Estado conta com Salas de Situações, onde as enchentes são monitoradas diariamente, através de uma parceria com o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).
Atualmente, o estado apresenta apenas um município em situação de emergência, que é Santana do Araguaia, na região sudeste do Pará, decretada por conta das estradas vicinais que estão danificadas e se tornando intrafegáveis em decorrência das fortes chuvas. Segundo o coordenador estadual do órgão, o município de Altamira está em análise e o município de São João do Araguaia, chegou a entrar em situação de emergência, mas já foi descartado.
“Estamos com um plano de enfrentamento que começou a ser elaborado em dezembro do ano passado e se estenderá até 30 de setembro deste ano. O plano consiste em várias fases, com base nas estatísticas de desastres de anos anteriores. Agora, estamos saindo da fase de preparação para iniciarmos a fase da resposta, que é a entrega das cestas básicas, o kit de enxoval de emergência, kit de limpeza e kit madeira, entregue por família. Quando as chuvas passarem, nós entraremos em ação com a última fase, que é a reconstrução dos estragos”, declarou.
Dos 144 municípios paraenses, a Defesa Civil possui coordenadorias em 88 e atende, por ano, 34 mil famílias. Nas cheias deste ano, a previsão é que o órgão atenda em média 4 mil pessoas. A Defesa Civil do Pará trabalha em articulação com os órgãos integrantes do Sistema Nacional de Defesa Civil, que utiliza como ferramenta gerencial o “Sistema Regional de Manejo de Incidentes”, para prevenir as enchentes.
Atualmente a região do Baixo Amazonas é a que mais causa preocupação para a Defesa Civil. O Rio Tapajós, por exemplo, já apresenta um nível elevado de 7.66 e pode chegar a marca de 7.91, até o início do mês de junho. Já o rio Amazonas está com um nível de 7.82 e a previsão é que chegue a 8.20 no final do mês de maio.

Texto:
Bruna Campos-Secom

Sespa promove workshop
sobre o programa
“Cantina escolar saudável”

Com o objetivo de levar orientações às cantinas dos colégios da rede estadual para garantir uma alimentação saudável ao alunado paraense, a coordenação de Nutrição da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) promove nesta quarta-feira, 11, o workshop “Cantina escolar saudável: uma proposta viável”, que visa ampliar o tema junto às escolas públicas e privadas.
A realização do workshop segue as orientações da Portaria Interministerial nº 1010, de 08/05/2006, que institui as diretrizes para a Promoção da Alimentação Saudável nas Escolas de Educação Infantil, Fundamental e de Nível Médio das redes públicas e privadas em âmbito nacional.
O workshop também coincide com a recente criação do programa "Cantinas escolares saudáveis: promovendo a alimentação saudável", a ser desenvolvido pela parceria entre a Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep) e o Ministério da Saúde, conforme anunciado no dia 4 de abril.
Segundo a coordenadora estadual de Nutrição, Railda Tuma, a ideia de se fazer o workshop é mostrar que as escolas podem adotar medidas que vão desde melhoria das condições sanitárias dos espaços onde a comida é preparada e vendida até orientações sobre como montar um cardápio variado, com itens que contenham levam sal, gordura e açúcar. “É uma orientação de toda a rede da saúde pública para minimizar essa tendência de aumento de casos obesidade e sobrepeso entre as crianças no Brasil”, explica.
Conforme dados da Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) colhidos no Estado do Pará, 4,2 % das crianças com idade entre 5 e 9 anos, e 2,3% de adolescentes estão acima do peso recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde. Outra pesquisa, a de Orçamento Familiar feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostra que 34,8% das crianças brasileiras com idades entre 5 e 9 anos estão acima do peso. Na faixa entre 10 e 19 anos, o percentual é de 21,7%.
A organização do workshop trabalha também com uma avaliação sobre saúde escolar, a qual atesta que somente um terço dos alunos matriculados na rede particular consome frutas e hortaliças em cinco dias ou mais na semana. Para Railda Tuma, essas orientações vão desencadear um impacto também na residência dos estudantes, que vão levar essas orientações aos pais e também aos avós, que fazem parte de uma população com maiores índices de sobrepeso, incluindo a obesidade mórbida.
Durante o workshop será abordado, entre outros temas, a adoção do manual denominado Cantinas Escolares Saudáveis. Participarão do evento diretores e professores dos cursos de graduação em Nutrição existentes em Belém; membros e envolvidos no Programa Saúde na Escola; coordenadores e nutricionistas do Programa Estadual de Alimentação Escolar da Secretaria de Estado de Educação (Seduc); coordenadores e nutricionistas da Fundação Municipal de Alimentação Escolar (FMAE) e representações do Sindicato das Escolas Particulares do Pará, do Sindicato dos Nutricionistas do Pará (SINDNUT), do Conselho Regional de Nutricionistas - 7ª região (CRN 7) e do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Conseans).
Programação:
08h00 às 08h30: Credenciamento
08h30 às 09h00: Abertura
09 às 09h30: Exposição dialogada “Contextualização do Programa Cantina Saudável no Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil, 2011-2022”, com Railda Tuma, coordenadora estadual de Nutrição.
09h30 às 10h00: Apresentação da Pesquisa Nacional de Saúde Escolar Pense 2009, com a nutricionista Elenilma Barros, da Unama.
10h00 às 10h30: Intervalo
10h30 às 10h45: Apresentação do Programa Cantina Saudável, com a nutricionista Adriana Simões, da Sespa.
10h45 às 11h00: Apresentação dos resultados da pesquisa “Avaliação da qualidade nutricional de alimentos comercializados na cantina de uma escola privada de Belém-PA”, com a nutricionista Elenilma Barros, da Unama.
11h00 às 11h30: Visita orientada à exposição “Cantina escolar saudável: uma proposta viável”, com a nutricionista Elenilma Barros, alunos do curso de Nutrição da Unama e nutricionistas da Coordenação Estadual de Nutrição.
11h30 às 12h00: Construção do plano de implantação do Programa Cantina Saudável no Pará.
Serviço: o workshop acontece na sede do Grupo Educacional CBES, situado na avenida Magalhães Barata, 551, esquina com travessa Nove de Janeiro, altos da loja HC Pneus, no bairro de São Brás, em Belém. Informações pelo fone 4006-4291.

Texto:
Mozart Lira-Sespa

Circunscrições vão facilitar
atuação dos órgãos de
segurança pública

Com o objetivo de aprimorar as políticas na área de segurança pública, a Secretaria de Estado de Segurança Publica e Defesa Social (Segup) aprovou o Plano de Harmonização das Circunscrições dos Órgãos Integrantes do Sistema Estadual de Segurança Pública, estratégia que divide o Estado em regiões, áreas, setores e subsetores de integração, delimitando novos territórios de atuação.
A partir do plano, que já estava em execução desde dezembro do ano passado, o Estado foi dividido em 15 regiões, e as ações de planejamento, coordenação, controle, fiscalização e execução das atividades vão acontecer de forma integrada, envolvendo todos os órgãos que compõem o Sistema Estadual de Segurança Publica e Defesa Social do Estado. “Os órgãos que fazem parte do sistema vão acompanhar as ações desde o planejamento até os resultados, pois cada região, área, setor ou subsetor terá suas ações integradas”, explica o comandante de Policiamento da capital, Hilton Benigno.
A Região Metropolitana de Belém (RMB) faz parte da 1ª Região Integrada de Segurança Publica (Risp) e é a primeira do Estado já dividida em setores. Segundo o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, as novas circunscrições facilitam o planejamento operacional e a alocação de equipamentos e policiais. Na RMB, por exemplo, as viaturas são monitoradas durante 24 horas.
O sistema de operação é via GPRS (Pacote de Serviços de Rádio Geral), que permite o rastreamento das viaturas e a identificação do ponto onde elas estão na cidade, facilitando e aumentando a rapidez do atendimento. “Com isso a comunidade sempre terá uma viatura em pontos estratégicos ou em sua área de atuação. Caso a viatura se desloque para outra área, o Centro Integrado de Operações (Ciop) é acionado para verificar a situação”, explica, informando que além do monitoramento das viaturas, a Segup pretende atuar com o cercamento eletrônico, sistema que delimita a área patrulhada.
O plano já está em plena execução na capital; nas demais regiões, os órgãos que compõem o sistema têm até 60 dias para adequação. A principal delas diz respeito ao Sistema Integrado de Segurança Publica e ao Ciop, de forma que as ocorrências (online ou 190) sejam encaminhadas para suas novas circunscrições. O planejamento conjunto das ações também prevê a participação da comunidade.
A partir do próximo mês, em fase de experimentação, algumas viaturas que atuam na Unidade Integrada Pro Paz, no bairro da Terra Firme, irão circular com um número de telefone na parte externa, pelo qual a população poderá acioná-las. Também serão distribuídos nas casas adesivos com os números das viaturas responsáveis pelo patrulhamento nos bairros. A partir do acionamento, a mesma ligação será desviada ao Ciop, que fará o registro da ocorrência simultâneo ao deslocamento dos policiais. A medida pretende agilizar o atendimento das ocorrências.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Lutador paraense terá
apoio da Seel em
campeonato paulista de MMA

A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) garantiu apoio ao lutador Silmar “Sombra” Nunes, de 30 anos, que nesta quarta-feira, 11, viaja para Campinas, em São Paulo, para disputar o Max Fight. O paraense foi convidado para o evento depois de sagrar-se vencedor no Amazon Fight, evento realizado em março e que também teve o apoio da Seel, derrotando o cearense Alexandre Macaco, numa vitória por finalização.
Natural de Dom Eliseu, no sudeste do Estado, "Sombra" faz parte da categoria dos pesos médios (até 77 kg) e tem um cartel de 64 lutas, com 57 vitórias e apenas sete derrotas. Em Campinas, o paraense vai enfrentar Flávio Álvaro (Macaco Gold Team), na sexta-feira, 13. Se vencer, estará credenciado para uma próxima luta que vale o cinturão da categoria dos pesos médios, contra adversário ainda a ser definido. Depois de passar por São Paulo, “Sombra” segue para São Luís, no Maranhão, onde disputa, no domingo, 15, o Campeonato Maranhense de Jiu Jitsu.
Silmar Nunes é treinado por Ricardinho Bulldog, que além de mestre em MMA e faixa preta de Jiu Jitsu, é também presidente da Federação Paraense de Jiu Jitsu. O paraense resume em uma frase o sonho que acalenta no esporte: “Um dia quero chegar no UFC!”.

Texto:
Bernardo Tommaso-Seel

EGPA inicia programação
de cursos do mês

A Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA) abriu, nesta segunda-feira, 9, a programação de cursos do mês de abril. Serão ofertadas mais de 30 qualificações em diversas áreas, durante três semanas de aulas, na sede da instituição, em Belém. A relação completa dos cursos e a ficha de inscrição estão disponíveis no sitewww.egpa.pa.gov.br.
 A novidade ndeste módulo é a oferta do curso de Gestão da Informação no Serviço Público, que acontece entre os dias 16 e 20 de abril, no horário de 14h as 18h, abordando a utilização dos sistemas de armazenamento de dados nas repartições. Esta semana, de 8h as 12h, será reofertado o curso de Introdução à Gestão Ambiental, em virtude da grande procura registrada no final do ano passado por essa capacitação.
 Os demais cursos nas áreas administrativas e humanas são: Treinamento em SISPAT-Web, Clima Organizacional, Análise e Melhoria de Processos Administrativos, Sindicância e Processo Administrativo Disciplinar, Básico de Libras, Estatística Aplicada ao Serviço Público, Planejamento Estratégico (módulos I e II), Controle Interno na Administração Pública, Cerimonial em Eventos Institucionais, Elaboração de Projetos e Captação de Recursos (Módulo I), Sistema E- Protocolo, Negociação e Administração de Conflitos e Elaboração de Projetos na Área da Saúde.
 Também serão ministrados os cursos de Técnicas de Elaboração de Relatórios no Processo Administrativo Disciplinar, Introdução à Gestão Ambiental, Direção Defensiva e Primeiros Socorros, Licitação e Contratos na Administração Pública, Contabilidade Pública Básica, Gestão da Informação no Serviço Público, Controle do estresse no Ambiente de Trabalho, Noções de Direito Previdenciário, Gestão Estratégica de Pessoas, Elaboração de Indicadores de Desempenho Institucional, Gestão de Convênios na Administração Pública, Auditoria Pública Avançada, Oratória: Técnicas para se Comunicar em Público, Formação de Pregoeiros: Presencial e Eletrônico  e SIAFEM Operacional.
 Inscrições - Para se inscrever nos cursos, servidores efetivos do estado devem procurar os Agentes de Desenvolvimento e Capacitação (ADCs) nos seus respectivos órgãos de atuação. Excepcionalmente os servidores que estiverem usufruindo de Licença Prêmio ou férias e desejarem se inscrever nos cursos devem se dirigir à EGPA, munidos da cópia do último contracheque e RG. A Ficha de Inscrição será entregue à EGPA assinada pela chefia imediata e pelo ADC. O material didático é distribuído em sala de aula.
 Serviço: A programação completa dos cursos e a ficha de inscrição estão disponíveis no sitewww.egpa.pa.gov.br. Quaisquer informações adicionais serão fornecidas pela Coordenadoria de Cursos/Qualificação (CDHP) pelos telefones (91) 3214-6842 e 3214-6813 (fax). O e-mail para contato é:egpa.qualificacao@gmail.com.

Texto:
Daniele Brabo-EGPA

Iasep muda horários de
atendimento na sede e
central de segurados

O Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) informa que está adotando novos horários de atendimento ao público em seu prédio sede (das 8h às 14h) e na Central de Segurados (das 8h às 15h). A mudança de horário atende necessidade de readequação do espaço físico do instituto e redistribuição do trabalho. O instituto informa ainda que, em razão da grande procura por autorização de exames e solicitação de procedimentos eletivos (que não sejam de urgência e emergência), os atendimentos estarão sendo agendados, a fim de que os segurados retornem ao órgão com hora marcada.
O atendimento na rede credenciada (hospitais, urgência e emergência, consultas e exames) não sofre qualquer alteração. A Central de Leitos permanece funcionando 24h, garantindo normalidade às internações. O instituto registrou um aumento superior a 35% no volume de atendimentos (Média mensal de 294 mil guias de atendimento em 2010 e de 400 mil em 2011). A sede do Iasep funciona na travessa Dom Romualdo de Seixas, 1563 e a Central de Segurados na avenida João Paulo II, 277.

Estado regulariza 1,6 mil
famílias de
agricultores em Juruti

Até junho pelo menos 1.600 famílias de agricultores do município de Juruti, no oeste paraense, deverão receber o título definitivo de posse de suas terras, emitido pelo Governo do Estado, por meio do Instituto de Terras do Pará (Iterpa). Com o benefício, esses microprodutores terão acesso a projetos e programas do Governo Federal, como créditos de financiamentos e bolsas.
O coordenador do trabalho de regularização fundiária em Juruti, engenheiro agrônomo Antônio Vila Nova, do Iterpa, ressalta ainda que, com a entrega dos títulos, o Estado busca também combater a grilagem de terras e o desmatamento naquela região. “É um trabalho que começou a ser desenvolvido em 2008, mas que só esta gestão está concluindo. Além de beneficiar as famílias, a concessão do título de propriedade também deve inibir a ação de grileiros e de madeireiros na região”, afirma.
A regularização está ocorrendo na Gleba Curumucuri, que faz parte do conjunto de cinco glebas conhecido como Mamuru-Arapiuns, em Juruti. O nome faz referência aos dois rios que cortam a região. A área total deste complexo soma 1,312 milhão de hectares, onde vivem diversas comunidades.
O Iterpa, que vem trabalhando na área desde março, está identificando as famílias que querem receber o título de posse em conjunto, fazendo parte do Projeto de Assentamento Extrativista da Associação Comunitária da Gleba Curumucuri, ou individual. A partir disto, é feita a demarcação dos terrenos para a titularização até junho. “Com o título essas famílias de agricultores terão acesso a projetos, financiamentos e outros fomentos para a agricultura. Poderão desenvolver mais ainda o trabalho na terra”, assegura Vila Nova.
Quem está passando pela regularização comemora o benefício que o governo estadual está concedendo. A agricultora Leuda Gama, 24 anos, mora desde criança na comunidade São Paulo, na Gleba Curumucuri. Hoje, casada e mãe de família, ela vive da plantação de tucumã, açaí, buriti e mandioca. Para ela, o título de posse da terra onde trabalha e vive representa o futuro do filho de 3 anos. “Desde quando eu era pequena era um sonho dos meus pais receber esse título. Hoje eu serei contemplada por este benefício, que ajudará muito a nós todos. É um patrimônio que deixarei para o meu filho quando ele crescer”, comemora a mulher, que vende o que cultiva na Feira de Produtores de Juruti.
O mesmo faz o agricultor Adalberto Machado, de 46 anos, com o que planta na gleba. Ele aguarda ansioso pela titularização do seu terreno, localizado na comunidade Café Torrado. “A gente trabalha tanto para garantir o sustento da nossa família. Esse título será muito importante para todos nós, pois vamos conseguir desenvolver ainda mais esse trabalho com recursos que até então não tínhamos acesso. Com certeza é a melhora do nosso futuro”, diz Adalberto, que planta milho, mandioca e tucumã.

Texto:
Thiago Melo-Secom

População de Gurupá
participa de palestras
sobre saúde e
combate ao fogo

A Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva continua suas ações em Gurupá oferecendo mais de 50 serviços gratuitos na área de saúde, arte e educação. Os irmãos Ana Beatriz Lima, 9 anos, e Giovane Lima, 5 anos, aguardavam atendimento com o pediatra e aproveitaram o tempo de espera para passar pelo escovódromo. “Foi muito legal. Eu aprendi a escovar os dentes direitinho”, disse o pequeno Giovane. “Eu gostei muito. Já sabia escovar os dentes, mas agora sei mais coisas, sei que tem que usar o fio dental. A gente até ganhou uma escova de dente nova”, emendou Ana Beatriz.
Odeilson Viana, 11 anos, também participou da palestra e disse que gostou de tudo, menos do gosto do flúor que foi aplicado após a escovação. “A aula foi bacana, a professora é muito legal, mas no final eles deram o flúor e disso eu não gostei, mas a tia disse que é bom pros dentes, então tem que usar. Já expliquei isso pra todos os meus amigos”, contou.
Apesar da demanda para o escovódromo ser espontânea, o público tem lotado todas as sessões. A grande presença de adultos nas palestras tem surpreendido a técnica em Enfermagem, Rosiran Ribeiro, que dá explicações sobre as noções básicas de higiene bucal. “O nosso público principal é o infantil, mas os adultos têm procurado bastante as palestras aqui em Gurupá. Isso mostra a preocupação deles com a saúde da boca, o que nos deixa muito satisfeitos e com a sensação de dever cumprido”.
Outra palestra que tem atraído a atenção do público é a demonstração de prevenção e combate ao fogo realizado pela Defesa Civil. Durante a apresentação, os técnicos mostram os cuidados básicos que se deve ter com o manuseio de equipamentos como o botijão de gás, um dos principais causadores de incêndio doméstico.
Dona Angelina Costa disse que nunca tinha pensado que o botijão de gás poderia causar um acidente doméstico fatal, como os que foram apresentados, e destacou a importância de ter aprendido a apagar o fogo em caso de acidente com o gás. “Eu nuca nem prestei atenção na data de validade da mangueira do botijão de gás, que perigo que estamos correndo. Mas vou verificar tudo isso quando chegar em casa e ensinar os meus filhos a se defender do fogo”, prometeu.
O município de Gurupá ainda não possui uma equipe municipal da Defesa Civil, por isso a equipe presente na Caravana Pro Paz foi acionada pela prefeitura municipal para fazer uma visita técnica nas áreas baixas da cidade, e em algumas localidades, por conta do volume de água que alagou uma área nas proximidades do rio, causando transtornos para a população. Apesar de Gurupá não figurar na lista dos municípios em risco de desastres naturais por conta das chuvas, a solicitação foi atendida e após a vistoria, a Defesa Civil constatou que as áreas alagadas ainda não configuram Estado de Alerta.
“As grandes águas que causaram o transbordamento do rio Amazonas em Santarém no dia 4 de abril geraram uma onda que passou por Gurupá, e esta subida do rio é normal. O principal problema são as construções nas áreas de várzea e as obstruções dos igarapés, que causam o represamento da água e consequentemente a inundação das ruas prejudicando parte da população”, explicou Josinaldo Pinheiro, Técnico em Defesa Civil.
O técnico destacou ainda, que a presença da Defesa Civil na caravana incentiva o município a criar uma Coordenadoria Municipal de Defesa Civil. “Não ter uma equipe preparada para uma situação de risco é o principal problema. E parte do nosso trabalho e mostrar para o poder municipal a importância da criação do Comdec. Nós estamos à disposição para qualquer esclarecimento nesse sentido”, reiterou Josinaldo Pinheiro.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom

Paratur participa da
Feira Pará Negócios

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) estará presente na Pará Negócios deste ano, que acontece de 12 a 15 de abril, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Realizada pela Associação Comercial do Pará (ACP), Conselho de Jovens Empresários e Conselho da Mulher Empresária, a feira multissetorial reúne todos os segmentos do comércio e serviços do Estado. A Paratur pretende divulgar junto ao público visitante do evento as várias ações que desenvolve no setor do turismo, dentre as quais as relativas ao Plano Estratégico de Turismo – Ver-o-Pará, ao Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI) e ao Cadastro Geral do Turismo (Cadastur), que garante legalidade à oferta de produtos e serviços no segmento.
O Plano Estratégico de Turismo – Ver-o-Pará, lançado pelo Governo do Estado em novembro de 2011, tem o objetivo de fortalecer o setor turístico através de ações estratégicas de mercado, baseada em dois eixos: a promoção do turismo paraense em nível regional, nacional e internacional e o desenvolvimento de novos produtos e fortalecimento dos já existentes. O Plano prevê nove macroprogramas e 42 projetos, que a partir deste ano até 2014 pretende buscar um melhor posicionamento turístico do Pará, sendo que o período de 2015 a 2020 será destinado primordiamente à consolidação do Pará como líder de turismo na Amazônia.
Desenvolvido pelo Núcleo de Registro e Qualidade (NRQ) da Paratur, o Programa Turismo Sustentável e Infância (TSI) foi lançado em 2004 pelo Ministério do Turismo, durante o I Fórum Mundial do Turismo para a Paz e o Desenvolvimento Sustentável, prevendo o compromisso da proteção à criança e do adolescente dentro da atividade turística. Várias ações são desenvolvidas neste sentido, como palestras de conscientização e distribuição de fôlderes para o trade dos seis polos turísticos do Pará. Além disso, o Núcleo de Registro e Qualidade desenvolve as ações do Cadastur, um banco de dados dos prestadores de serviços turísticos feito pelo Ministério do Turismo com validade de dois anos. O objetivo do cadastro é facilitar a profissionalização do setor e criar um banco de registro nacional dos prestadores de serviços turísticos.
Segundo Silmara Resque, Gerente de Negócios da Diretoria de Fomento da Paratur, estes e outros programas serão apresentados no Hangar, em um estande de 16 metros quadrados, que será organizado conforme a nova proposta visual de promoção do turismo paraense, inspirada no “Ver-o-Pará”. A Pará Negócios é uma das principais feiras do setor de comércio e serviços da região e nesta edição conta com aproximadamente 70 expositores das mais diversas áreas, como turismo, educação, moda, eventos, artesanato, institucional e tecnologia, entre outros, além de uma extensa programação com palestras e mesas redondas.

Texto:
Benigna Soares-Paratur

Hospital Metropolitano
realiza programação
para comemorar o
Dia Mundial da Saúde

No dia 7 de abril é comemorado o Dia Mundial da Saúde e para lembrar a data o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) iniciou nesta terça-feira (10) um Circuito de Atendimento para funcionários e acompanhantes de pacientes, que puderam realizar diversos exames médicos, como glicose, tipagem sanguínea, pressão arterial (PA) e medir o Índice de Massa Corpórea (IMC), para saber como andam a sua saúde. A programação acontece até a próxima quinta-feira (12).
O evento foi pensado como forma de prevenir doenças como pressão alta, obesidade, estresse, entre outras. “A identificação precoce de algumas doenças ajuda no tratamento. Se uma pessoa tiver propensão a pressão alta, no futuro pode vir a ter um infarto por conta disso. Se ela identificar isso logo cedo, pode prevenir, levando uma vida com hábitos mais saudáveis, praticando exercício, se alimentando melhor”, explica Dra. Socorro Sarquis, diretora técnica do HMUE.
A programação no HMUE inclui também exposição de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), item indispensável para a proteção do trabalhador da saúde. Foram distribuídos folders explicativos sobre obesidade e pressão alta. Dia 7de abril é a data que foi instituída para comemorar e lembrar dos cuidados em relação à saúde. Ela foi criada pela OMS em 1948 com o objetivo de manter o bom estado de saúde de toda população mundial.
Cuidar da saúde dos funcionários de uma empresa é um desafio diário. Além disso, é importante também envolver toda a família para a busca de uma melhor qualidade de vida. Por isso, o Hospital Metropolitano disponibilizou também cartilhas educativas, para que o funcionário possa levar para casa e compartilhar com seus familiares e, juntos, desenvolver hábitos saudáveis.
Xxxx
UIPP da Terra Firme oferece
curso de brigada de
incêndio para a comunidade

A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará dão início nesta terça-feira, 10, ao primeiro Curso de Brigada de Incêndio voltado especificamente para a comunidade. Por meio da Assessoria de Relações Interinstitucionais (Arin), da Polícia Civil, as aulas acontecerão na sede da UIPP (Unidade Integrada Pro Paz), na avenida Celso Malcher, bairro da Terra-Firme, na capital.
Ao todo, 50 pessoas dos bairros da Terra-Firme e Guamá assistirão ao treinamento teórico e prático que visa levar conhecimentos para prevenir e combater incêndios em ambiente doméstico. Assim, as pessoas poderão atuar em situações como princípios de incêndios e vazamentos de gás de cozinha. Durante este curso, o manuseio de extintores de incêndio, por exemplo, será uma das disciplinas. As aulas serão realizadas até sexta-feira, de 8 horas da manhã até meio-dia.
O mesmo curso será realizado em agosto, no distrito de Outeiro, em Belém. A parceria conta com apoio do tenente-coronel Heliel Monteiro, diretor de Ensino e Instrução do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. Além do curso de Brigada de Incêndio, a parceria com os Bombeiros também possibilita a realização de outro curso gratuito à comunidade, o de primeiros-socorros. "A meta é beneficiar mais de 200 pessoas até o final do ano com cursos gratuitos na Região Metropolitana de Belém. A primeira área da Grande Belém que recebeu os cursos foi Icoaraci, no mês passado, quando foi realizado o curso de primeiros-socorros", ressaltou Waldenize Braga, titular da Arin.
O curso de primeiros-socorros tem por objetivo habilitar as pessoas para prestação de primeiros socorros sempre que alguma situação exigir, como desmaios e acidentes domésticos. Em maio, o bairro do Jurunas vai receber o curso de primeiros-socorros. O mesmo curso será levado em junho ao bairro do Tapanã no distrito de Icoaraci; em setembro, ao bairro da Condor; em outubro à Pratinha e em novembro ao Benguí.
A Assessoria de Relações Interinstitucionais atua em ações em prol do relacionamento e integração da Polícia Civil com outras instituições, órgãos públicos e privados, bem como, com a comunidade em geral; promove palestras e campanhas de esclarecimento das atividades desenvolvidas pela instituição e mantém cadastro de comunidades organizadas. A Assessoria também planeja, coordena e executa programas e projetos de ações ao exercício da cidadania.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Semana da saúde integra
servidores do Hemopa

Nesta quarta-feira (11), o Hemopa prossegue com a programação da XI Semana da Saúde, com palestra às 12h, na sala de estar, sobre “Saúde Bucal”, que será proferida pelo odontólogo do Hemopa, Eduardo Pádua. Dia 12, às 13h, também na sala de estar, os funcionários poderão participar de oficina sobre saladas, que será realizada pela professora Cilea Ozela, da Clínica de Nutrição do Centro de Estudos Superiores do Pará (Cesupa).
Dia 13, às 12h, no auditório, haverá lançamento do projeto da “Terapia do Riso”, com a psicóloga Suzana Repolho. O evento será encerrado no dia 14, com promoção de “Caminhada Ecológica”, às 7h30, no Parque do Utinga, para servidores e familiares. Os interessados em participar dessa atividade devem fazer suas inscrições no ramal 237, de segunda sexta-feira, de 8h às 13h.

Sudeste do Pará recebe
projeto "Pará Cidadão"
no próximo dia 15

A partir do próximo dia 15, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e a Diretoria de Identificação "Enéas Martins" (Didem), da Polícia Civil, farão atendimentos na área de cidadania em quatro municípios da região sudeste. O serviço faz parte do projeto "Pará Cidadão", da Sejudh, cujo objetivo é reduzir o chamado sub-registro - pessoas sem documentos de identificação - no Pará, o que dificulta o acesso a uma série de benefícios e programas mantidos tanto pelos Governos do Estado e Federal, quanto pelos municípios.
O projeto percorrerá todo o Estado, para garantir a maior cobertura possível da população no que diz respeito à emissão de documentos - como certidão de nascimento, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e carteira de identidade. Este mês, a ação de cidadania percorrerá, entre os dias 15 e 25, os municípios de Marabá, Itupiranga, Parauapebas e Palestina do Pará.
A previsão da Diretoria de Identificação é que, em cada cidade, sejam atendidas em torno de 300 pessoas, totalizando mais de 1,2 mil atendimentos na região. A equipe da Didem  será composta pelos papiloscopistas Paulo Tavares e Marlene Veiga, que atuarão na emissão da carteira de identidade. Os dados coletados serão enviados à sede do órgão, em Belém, para posterior emissão dos documentos. Também fazem parte do Projeto a Defensoria Pública e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego.
O projeto já passou por três cidades da região sudoeste do Pará - Anapu, Pacajá e Novo Repartimento - entre os dias 29 de março e 4 de abril. Nos dias 17 e 18 deste mês, a ação social esteve no município de Porto de Moz. A prefeitura garantiu apoio logístico e cedeu funcionários da Secretaria de Ação Social para ajudar no atendimento, visto que a procura por carteiras de identidade foi grande. Em média, somente para a aquisição do documento de identificação, foram atendidas 300 pessoas por dia.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Belém recebe a exposição
"Bem do Brasil"

A partir desta quinta-feira, 12, às 19 horas, o Museu do Estado do Pará - Palácio Lauro Sodré, em Belém, recebe a exposição "Bem do Brasil", mostra itinerante realizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) com o objetivo de instigar o público a compreender e refletir sobre a diversidade cultural brasileira. A mostra acontece até o dia 17 de junho, com horários de visitação diferenciados. De terça a sexta, das 10h às 18 horas, e sábados e domingos, das 10h às 14 horas. A exposição está montada na Galeria Manoel Pastana. O museu fica na Praça D. Pedro II, S/N - Cidade Velha.

Formação docente nas
escolas de Tempo Integral

Professores e técnicos do Ensino Médio da Escola Estadual Augusto Meira participaram, na última segunda-feira, 9, da Formação Docente e Assessoramento Pedagógico para a implantação das Escolas em Tempo Integral. A preparação é promovida pela Diretoria de Ensino Médio e Educação Profissional da Rede Pública Estadual de Ensino e visa apresentar o projeto, diretrizes e possibilitar a troca de experiências entre os profissionais. A mesma formação acontecerá nos dias 10 e 11, nas nas Escolas Raimundo Vera Cruz e Temístocles Araújo.
A Augusto Meira é uma das 10 escolas que, a partir deste ano, ofertará essa modalidade de ensino. Neste ano letivo, a escola ofertará o 1º ano do Ensino Médio em tempo integral. Cerca de 150 estudantes já foram matriculados para as turmas, cujas aulas iniciam no dia 16 de abril. A maioria desses alunos, de acordo com a diretora da escola, professora Catarina Miranda, reside nos bairros do Guamá, Canudos e Terra Firme. Mas há, também, alunos que vêm do município de Benevides.
O projeto da Escola em Tempo Integral foi apresentado aos pais dos estudantes em janeiro. “Muitos queriam entender melhor como vai funcionar esse regime, saber de mais detalhes”, contou a diretora, explicando que os estudantes permanecerão na escola durante os turnos da manhã e da tarde, receberão aulas do ensino regular e participarão de atividades pedagógicas diferenciadas.
O diretor de Ensino Médio e Educação Profissional da Secretaria de Estado de Educação, professor José Roberto Alves, destacou a importância da implantação das Escolas em Tempo Integral para a elevação da qualidade do ensino, que implica “não somente na melhoria do rendimento, mas no espaço escolar como um ambiente de convivência social e de cultura geral”.
A professora de Química, Lúcia Teixeira, trabalha há 14 anos na Augusto Meira. A inovação com a turma do 1º ano funcionando em tempo integral está abrindo novas perspectivas para as formas de se trabalhar na escola. “Vamos ter condições de nos concentrar mais na preparação das aulas e das provas, além de aprofundarmos o vínculo com o alunado, o que garante mais qualidade no ensino”, disse.
Lúcia ressaltou, ainda, que com maior tempo para o desenvolvimento de projetos pedagógicos, o ensino e o aprendizado serão facilitados. “A Química, infelizmente, ainda é vista como aquela disciplina cheia de fórmulas, que é importante apenas para passar no vestibular. Nós já trabalhamos na contramão disso. Procuramos mostrar que a Química está no nosso cotidiano, está nas questões ambientais, na reciclagem do lixo. Com o funcionamento em Tempo Integral, já estamos trabalhando em projetos que reforcem essa concepção”, explicou a professora.

Texto:
Mari Chiba-Seduc


Treinamento para ações
de regularização
fundiária no Iterpa

Nesta quarta-feira (11), às 10h, quatro prefeitos municipais estarão no Iterpa, onde participarão de um treinamento, junto com técnicos das respectivas prefeituras, para fazer um levantamento fundiário nas comunidades e colônias de produtores rurais. O treinamento e assinatura de convênio partiu de um acordo entre o Instituto de Terras do Pará (Iterpa), a Secretaria Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, e os municípios de São Miguel do Guamá, Mãe do Rio, Irituia e Aurora do Pará, firmado no último dia 4. O objetivo do acordo é fazer um levantamento fundiário para identificação das áreas de jurisdição do Estado e assim proporcionar a titulação e regularização das terras, entregando aos proprietários o título definitivo de posse, para que tenham acesso a linhas de crédito e outros benefícios.
Sugestão de entrevistado:
- Carlos Lamarão, presidente do Iterpa, e demais prefeitos presentes na reunião

Fapespa divulga resultado
do Edital de monitores
de infocentros

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa) divulgou, nesta segunda-feira, 9, o resultado do edital para seleção de monitores de infocentros do Navegapará. O objetivo é ampliar o atendimento das demandas para implantação de unidades do gênero no Estado do Pará. Os candidatos selecionados receberão bolsas no valor de R$ 350 mensal, com duração de 12 meses.
Os inscritos foram avaliados nos seguintes critérios: histórico de atividades de trabalho voluntário desenvolvidas na comunidade em que reside, curso básico de informática em software livre e experiência profissional em áreas relacionadas ao trabalho a ser desenvolvido no Infocentro.
Além de atuar no atendimento ao público no espaço do Infocentro, o monitor será capacitado em várias atividades de aperfeiçoamento, tais como, informática básica, cursos de software livre, de capacitação política e pedagógica, com a certificação respectiva. A capacitação incentivará o uso das tecnologias da informação e comunicação como ferramentas para alavancar transformações sociais na comunidade na qual o monitor está inserido. Os candidatos podem conferir o resultado acessando o link: http://sig.fapespa.pa.gov.br/diversos/file/resultados/II_publicacao_resultado_preliminar_edital%20004_2011.pdf
Os interessados em concorrerem às bolsas para monitoria dos infocentros do Programa Navegapará deverão inscrever-se até 31 de outubro de 2012 pelo site da Fapespa (www.fapespa.pa.gov.br). São 52 vagas que serão distribuídas para os municípios de Barcarena, Belém, Bragança, Capanema, Igarapé-Miri, Jacundá, Marabá e Santo Antônio do Tauá.

Texto:
Simone Campos-FAPESPA

Balanço indica redução da
criminalidade durante
o feriado prolongado

O feriado da Semana Santa foi um dos mais tranqüilos nos últimos dois anos em todo o estado, segundo o balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). O comparativo entre os anos de 2011 e 2012 indica que houve queda significativa nos registros dos principais crimes: furto, roubo, homicídio doloso e tráfico de drogas.
O balanço mostra que o número de roubos caiu 14,17% em todo o Pará. No mesmo período do ano passado as ocorrências desse tipo de crime somaram 494, já em 2012 caíram para 424. Somente na Região Metropolitana de Belém, a queda registrada foi de 7,67%. Outra modalidade de crime bastante comum em feriados prolongados e que também apresentou redução este ano foi o furto. Em 2011 foram 481 ocorrências em todo o estado. No feriado deste ano foram 374 as autuações por furto, 102 registros a menos que no mesmo período do ano passado, 39 somente na RMB.
A repressão ao trafico de drogas trouxe resultados positivos neste feriado, com 34 autuações em flagrante, sete ocorrência a menos que em 2012. Segundo o secretario adjunto de Inteligência e Análise Criminal, da Segup, Antônio Cláudio Farias, a redução da criminalidade se deve ao intenso trabalho integrado do Sistema de Segurança Publica. “É um planejamento eficiente que envolve diversos órgãos da área. Fazemos o levantamento dos pontos com maior índice de crimes, montamos barreiras e garantimos a presença maciça da polícia nas ruas”, explica.
Os números de homicídios e lesão corporal praticamente se mantiveram iguais nos dois períodos. Em 2012 foram 33 homicídios em todo o estado; no ano passado, 34. O Sistema Integrado de Segurança Publica (SISP) registrou no feriado deste ano 218 ocorrências de lesão corporal, sete a mais que no mesmo período do ano passado.
Bombeiros - Durante toda a Semana Santa, o Corpo de Bombeiros Militar do Pará colocou em prática o serviço de prevenção e proteção balneária, feito por 314 homens (guarda-vidas e socorristas) em 20 municípios, num total de aproximadamente 39 balneários de mar e rios, localizados nas diversas regiões do Estado. De 05 a 08 de abril foram registradas 162 ocorrências, 24% a menos que no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 214 registros. As principais demandas foram curativos (38); princípios de afogamento (30); acidentes com animais marinhos (25); acidentes com objeto cortante (25) e crianças perdidas (12).
Em relação a 2011, houve diminuição de 43% no número de casos que necessitaram de curativos, 23% nos casos de princípio de afogamento, e 14% nos de ferimentos com objeto cortante. As ocorrências que tiveram aumento em relação a 2011 foram: acidentes com animais marinhos (12%) e crianças perdidas (17%). O Corpo de Bombeiros também registrou este ano um óbito por afogamento de um surfista, ocorrido na praia do Atalaia, em Salinas, no sábado, 7.
Os balneários com maiores números de ocorrências foram Salinas (26); Ajuruteua, em Bragança (18); Caripi (18) e Vila do Conde (11), em Barcarena, e balneário do Caraparu, em Santa Izabel (11). Outro trabalho importante realizado pelo Corpo de Bombeiros durante a Semana Santa foi a entrega de pulseirinhas de identificação para as crianças, ação que facilitou bastante o serviço dos guarda-vidas nos casos de menores perdidos.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Governador do Pará recebe
o ministro da
Integração Regional

O encontro entre o ministro em exercício da Integração Regional, Alexandre Navarro, e o governador do Estado do Pará, Simão Jatene, acontecerá na manhã desta terça-feira,10, as 10h30 no gabinete do Comando Geral da Polícia Militar, localizado na avenida Dr. Freitas s/n. A pauta será os assuntos relacionados às enchentes neste período chuvoso no Estado.

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...