Total de visualizações de página

quarta-feira, abril 18, 2012

NOTÍCIAS QUENTES: GOVERNO GARANTE AUMENTO DOS SERVIDORES...


 Governo garante aumento de
salário para todos os
servidores do Estado

O governador Simão Jatene sinaliza positivo o aumento do salário
dos servidores do Estado


O Governo do Estado do Pará voltou a se reunir com a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores para dar continuidade às negociações da pauta da categoria. A reunião aconteceu nesta quarta-feira (18), na Secretaria de Estado de Administração (Sead). No encontro, o Governo assegurou o reajuste salarial de 5% para todas as categorias de servidores e a incorporação do abono de R$ 560,00 para o nível superior.
A partir do reajuste concedido, o vencimento base das categorias de nível médio passa de R$ 622,00 para R$ 653,00. No caso dos servidores que possuem ensino superior, a secretária de Administração, Alice Viana, explica que além do vencimento base atual, que é de R$ 622,00 e que passará para R$ 653,00, soma-se a esse valor mais 80% de gratificação de escolaridade, chegando-se ao total de R$ 2.183,00 de remuneração.
Além do abono, os servidores passam a ter também todos os direitos legais assegurados, no que se refere ao adicional por tempo de serviço, incidência de hora extra, gratificação de tempo integral, aposentadoria e demais vantagens que serão pagas já na folha do mês de abril. “Os reajuste concedido às categorias ativas e inativas do Estado gera um gasto na folha de 22 milhões de reais”, acrescentou Alice Viana.
A secretária de Administração destacou, ainda, que o abono salarial do nível médio deverá ser incorporado num segundo momento. “Vamos analisar a capacidade de crescimento da receita do Estado, e se for possível incorporar até o final deste ano, caso contrário, apenas em 2013”,  concluiu. Uma nova rodada de negociações acontecerá entre o Governo do Estado e representantes da Federação no dia 8 de maio (terça-feira), no gabinete da Sead, às 10h.

Texto:
Ellen Freitas-Sead




Mangal comemora Dia do Índio
com palestra para 150 estudantes

Nesta quinta-feira, 19 de abril, quando se comemora o Dia do Índio, o Parque Mangal das Garças realizou uma programação especial para estudantes, que assistiram à palestra “Universo Amazônico dos Caruanas”, ministrada pelo professor Leonardo Verçosa.
Os 150 alunos do 1° ao 5° ano das escolas Centro de Atividades Educacionais e Sistema de Ensino e Conhecimento aprenderam no Mangal a história do cacique e a linguagem indígena Caruana, e aproveitaram para tirar dúvidas com o professor.
Leonardo Verçosa informou que o objetivo do projeto é levar às crianças o conhecimento sobre a cultura local, “e nada melhor que ensinar e aprender no Mangal, que representa a nossa região”.
As crianças dançaram, representando elementos indígenas. “Achei muito bacana. Aqui no Mangal a gente conhece melhor o que o nosso Estado possui. Dancei, me diverti e ainda aprendi sobre os índios”, ressaltou a aluna Bianca Lohani, 09 anos.
“Íamos fazer nosso passeio em outro espaço, mas quando ficamos sabendo da programação do Dia do Índio, no site do Mangal, resolvemos trazer nossos alunos para cá e aproveitarmos a oportunidade”, explicou Carolina Silva, secretária do Centro de Atividades Educacionais.
O gerente do Parque, Igor Seligmann, destacou a importância do evento. “São programações como essa que integram o espaço do Mangal das Garças à comunidade. O parque exerce seu papel como zoológico, ambiente turístico e educacional. O Memorial Amazônico da Navegação e outros espaços monitorados também contribuem para a educação e aprendizado de todo visitante”, ressaltou.

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000



Novos conselheiros de recursos
hídricos tomam posse na Sema

Na XVI reunião ordinária do Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH), o presidente do Conselho e secretário de Meio Ambiente do Pará, José Alberto Colares, empossou nesta quinta-feira (19), os novos conselheiros titulares e suplentes representantes do poder público, da sociedade civil, dos usuários, dos municípios e do governo federal, para o próximo biênio.
Durante a solenidade, realizada na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), também foram tratados temas relacionados aos usuários de recursos hídricos, ao calendário anual das reuniões, à futura criação do Instituto de Águas do Pará e outros temas de interesse da população.
A nomeação dos conselheiros do poder público será oficializada no Diário Oficial do Estado. O Conselho tem representantes das secretarias de Estado de Agricultura (Sagri), de Saúde Pública (Sespa), de Pesca e Aquicultura (Sepaq), de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), de Integração Regional e Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb), da Companhia de Portos e Hidrovias (CPH), do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE). A presidência do Conselho é exercida pelo titular da Sema.
O Conselho tem ainda mais quatro representantes de Associações de municípios do Pará (estes com mandato anual), e outras 12 representações da sociedade civil, incluindo universidades, associações e consórcio intermunicipal, que juntamente com os usuários de recursos hídricos e o governo federal completam a formação do CERH.
José Alberto Colares, ressaltou a importância da Criação do Instituto de Águas e Clima do Pará para a gestão dos recursos hídricos do Estado. Uma exposição mais detalhada sobre as atribuições do Instituto será feita na próxima reunião do Conselho, em maio. A secretária executiva do Conselho e diretora de Recursos Hídricos da Sema, Verônica Bittencourt, acompanha todo o processo de criação do Instituto, considerado por ela “imprescindível para a gestão da água”.
O representante da Federação das Indústrias do Pará, Luiz Moura, na condição de usuário industrial de recursos hídricos, destacou a “importância de haver uma política estadual de recursos hídricos para o desenvolvimento do Estado e para o nosso controle da produção industrial”.
Os novos conselheiros receberam informações sobre a composição das Câmaras Técnicas do CERH e vazões da água e compensação ambiental. Eles também assistiram à apresentação do tema Cobrança pelo Uso dos Recursos Hídricos no Brasil, realizada por Giordano Carvalho, gerente de Cobrança pelo Uso dos Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA).

Texto:
Káthia Oliveira-Sema




Operação Capital apreende
drogas e veículos em Belém

A Polícia Militar divulgou no fim da tarde desta quinta feira (19) balanço parcial da operação “Capital”, deflagrada pelo Sistema de Segurança Publica do Estado. Cerca de 500 homens integram a ação, que durante 24 horas leva para as ruas barreiras, fiscalização itinerante e incursões em todos os bairros de Belém. Além de situações relacionadas à segurança pública, também serão fiscalizados veículos irregulares.
Durante a manhã os policiais apreenderam um quilo de pasta de cocaína no bairro do Sideral, além de pedras de oxi. Também foi estourado um desmanche de motos roubadas, em uma casa. Cinco pessoas foram presas, entre elas três menores, que foram encaminhados para a Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data).
No bairro da Cabanagem, a PM conseguiu capturar dois foragidos do Sistema Penal, durante abordagem em via pública. Também foram apreendidas diversas petecas de pasta de cocaína em uma residência, além de uma moto roubada. Três pessoas foram detidas e encaminhadas à Seccional da Marambaia.
Os policiais também apreenderam entorpecentes no bairro do Barreiro. Foram encontrados em uma casa 700 gramas de cocaína, 40 papelotes prontos para o comércio e três tabletes de maconha. Três pessoas foram autuadas em flagrante na Seccional da Sacramenta pelo crime de tráfico de drogas.
Segundo o comandante de Policiamento da Capital, Hilton Benigno, a operação tem como objetivo reduzir os índices de ocorrências policiais com ações preventivas e repressivas que garantam a proteção da população e do patrimônio. Os locais escolhidos para a montagem das ações se baseiam nos índices indicados no Sistema Integrado de Segurança Publica (Sisp), Centro Integrado de Operações (Ciop) e boletins de ocorrência.
Além de policiais militares dos comandos da Capital e de Missões Especiais, a operação tem agentes da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal, Superintendência do Sistema Penal (Susipe), Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, Polícia Civil, Guarda Municipal de Belém, Departamento Estadual de Transito (Detran) e Companhia de Transportes do Município de Belém (Ctbel). O balanço final da operação será divulgado na manhã desta sexta-feira (20).

Texto:
Danielle Ferreira-Secom



Governo implanta modelo de
gestão e programa de
qualificação de servidores

O governador do Pará, Simão Jatene, implantou na tarde desta quinta-feira (19), no Hangar, em Belém, o novo modelo de gestão da administração pública paraense, denominado Gestão para Resultados. A partir de uma tecnologia pioneira, será possível ao governador e aos demais gestores estaduais acompanhar o andamento de todas as ações e investimentos realizados pelo Estado, tornando a administração mais eficiente e transparente, e garantindo resultados mais concretos.
Durante o lançamento, o governador também autorizou o programa de formação de gestores e qualificação do servidor público, que será executado pela Escola de Governo do Pará (EGPA). O programa capacitará os servidores a partir de agosto, para que o Estado cumpra as metas presentes no planejamento estratégico do novo modelo de gestão estadual.
Simão Jatene afirmou que com o programa de qualificação e o novo modelo de gestão o Estado dá um passo ainda maior para combater a pobreza e as desigualdades sociais. “É um desafio de toda a sociedade, mas nós, enquanto governo, vamos trabalhar com mais eficiência e clareza as nossas ações e programas, para dar uma resposta melhor e mais rápida à população”, ressaltou o governador.
O secretário de Estado de Planejamento, Orçamento e Finanças, Sérgio Bacury, disse que o modelo Gestão para Resultados permite à administração transformar o Estado privilegiando o conhecimento, a produção e a gestão. “Com o novo modelo de gestão, cada secretário ao executar uma ação poderá planejar, realizar e avaliar, posteriormente, os resultados para a população. Significa melhoria na gestão pública das ações governamentais”, destacou.
Para a secretária de Estado de Administração, Alice Viana, o Pará está vivenciando um novo tempo na gestão pública, “que é ímpar na história da administração pública do país”. “O objetivo primordial deste novo modelo é a eficiência na prestação de serviços para a população, com o cumprimento dos programas que estão no Plano Plurianual e na Agenda Mínima do governo. Com isso, quem ganha é a população paraense, que terá mais qualidade no atendimento em todas as áreas do Estado”, afirmou a secretária.
Ainda de acordo com Alice Viana, a partir da nova metodologia de gestão, com a tecnologia que está sendo aplicada, cada gestor poderá mensurar as ações e os indicadores paraenses. “Essa avaliação vai ajudar na eficiência e na otimização de recursos, para agirmos no que o Estado mais necessita”, acrescentou.
Diretrizes - Com a Gestão para Resultados o Pará é governado a partir de cinco diretrizes, como a inclusão social e a produção sustentável, que envolvem 26 objetivos centrais, os quais incluem a redução do deficit habitacional, a ampliação da infraestrutura de saúde e o fortalecimento do ensino profissionalizante.
Tudo isto é contemplado pelos mais de 60 projetos e programas que o Estado está executando, ou que ainda irá desenvolver. Além de tornar a administração pública mais eficiente, o novo modelo de gestão é ainda mais transparente e permite que o cidadão acompanhe pela internet o andamento de cada investimento e programa executados do governo.
O novo modelo de gestão começou a ser implantado no ano passado, com a aquisição de uma tecnologia inovadora, o Balanced Scorecard, feita com base na consultoria da empresa especializada Symnetics. Trata-se de uma tecnologia que auxilia grandes empresas e instituições a traduzir estratégias em objetivos operacionais e resultados concretos para a população.
Com uma abordagem baseada na transferência de conhecimento, o novo modelo de gestão paraense conta também com a parceria do Movimento Brasil Competitivo (MBC). Com esta parceria, o governo incorporou novos conceitos de planejamento e gestão, além de parâmetros que vêm sendo adotados em outros Estados, com significativos ganhos na qualidade dos serviços públicos.
Gilson Teichholz, consultor do MBC, explicou que a parceria com o governo paraense foi iniciada em junho do ano passado, com um levantamento dos projetos que estão sendo implementados no Estado. “Com esta análise, nós fazemos a introdução desta nova metodologia, que é a Gestão para Resultados. Nada mais é do que um novo meio de administrar, que prioriza as necessidades mais urgentes, otimizando recursos e oferecendo mais eficiência no atendimento à população. Com esta metodologia que ajudamos a instalar no Pará, o governador e os seus gestores poderão planejar, gerenciar e monitorar todos os investimentos realizados”, informou Gilson, que já prestou a mesma consultoria para os Estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul, além de vários ministérios.
Qualificação – O programa de formação de gestores e qualificação dos servidores públicos será executado pela Escola de Governo, em parceria com as secretarias de Estado de Administração (Sead) e de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof). Segundo o diretor geral da Escola de Governo, Ruy Martini, a partir desta segunda-feira (23) será feito um levantamento nos órgãos, identificando a necessidade de qualificação em cada um.
“Com este levantamento vamos montar o programa de capacitação, para trabalhar os objetivos estratégicos estabelecidos nas metas do Governo do Estado para a população. Com o levantamento também teremos o número de servidores que passarão pela qualificação”, afirmou Ruy Martini. Ele informou ainda que o programa terá três eixos principais: qualificação profissional, formação de gestores - com cursos de especialização -, e capacitação de pelo menos 2.700 novos servidores, recém-nomeados.

Texto:
Thiago Melo-Secom



Semana dos Povos Indígenas
encerra com caminhada pela paz

Foi cantando o Hino Nacional brasileiro na língua “Jê”, idioma falado pelos Kayapó, que cerca de 500 mil índios saíram em caminhada pelas ruas do município de São Félix do Xingu, sul do Pará, para celebrar o encerramento da quarta Semana dos Povos Indígenas e o Dia do Índio, comemorado nesta quinta-feira (19). Nas mãos, eles seguravam bandeiras brancas, simbolizando a paz.
“Tudo o que queremos é paz, alegria e ser tratados como ser humano nesse país que é feito de índio. Essa caminhada é uma demonstração de que somos todos irmãos, companheiros e que devemos lutar juntos pelos nossos direitos”, disse o cacique Paulinho Paiakan, um dos representantes da nação Kayapó.
Para o coordenador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai), Odenildo Coelho, que acompanhou o evento, a Semana dos Povos Indígenas é fundamental para que o branco passe se interessar pela cultura do índio. “Infelizmente é necessário ter o dia do índio para que as pessoas passem a saber quem eles são e de onde vieram. O correto seria que todos tivéssemos conhecimento sobre a origem e a importância que eles representam para o povo brasileiro”, enfatizou.
Segundo o coordenador, a etnia Kayapó tem como principal característica a valorização da cultura. Antigamente, eles eram considerados agressivos, mas foram mudando com o passar dos tempos. Os kayapó somam hoje mais de 115 mil índios e distribuem- se em 14 grupos. “A população Kayapó aumenta por ano cerca de 10%. Cada família tem uma média de dez filhos. Isto acontece porque as meninas se casam muito cedo e começam a ter filhos aos 12 anos. Tem índio com 30 anos que já é avô”, informou Odenildo Coelho. Mesmo sendo uma das etnias com maior número de habitantes no Brasil, há indicações de grupos ainda sem contato com a sociedade nacional.
O Dia do Índio também foi marcado pela pratica de atividades esportivas. Eles disputaram provas de arco e flexa, cabo de guerra, partidas de dama, sinuca e vôlei. “A semana está acabando e já está deixando saudades. Vamos agora ficar esperando pelo próximo ano, para poder fazer todas as atividades de que mais gostamos”, resumiu o índio Mydjere Kayapó.
A Semana dos Povos Indígenas superou as expectativas dos organizadores. Segundo a secretaria de Educação do município e organizadora do evento, Viviane Cunha, durante três dias os índios foram atendidos em tudo. “O apoio do governo do Estado foi fundamental para que eles fossem atendidos na questão da cidadania, com a emissão de documentos e também com educação, nas oficinas”, ressaltou. Nesta sexta-feira (20), às 6 horas, os mais de quatro mil índios que participaram da programação enfrentam uma viagem de mais de doze horas de barco para retornar às suas aldeias.

Texto:
Bruna Campos-Secom



Oficinas do Biizu encerram a
Semana dos Povos Indígenas

O projeto Biizu, da Secretaria de Comunicação do Estado (Secom), fechou a Semana dos Povos Indígenas, em São Felix do Xingu ,certificando mais de 160 pessoas, entre crianças e idosos, que saíram qualificados a fotografar, desenhar, grafitar, gravar vídeos e fazer entrevistas para as rádios locais. Os participantes já estão ansiosos pelas atividades do ano que vem.
“Este ano escolhi fazer a oficina de rádio e adorei. Aprendi a usar o tom de voz e quando falar mais alto ou mais baixo. Ano que vem, se o projeto voltar, quero fazer grafite”, disse o jovem Mateus Dias, 15. Com dificuldades de falar o português, Tedjore Kaiapó, 19, expressou sua alegria em participar da oficina de audiovisual e, em poucas palavras, resumiu: “Eu gosta de vídeo muito”.
O instrutor da oficina, Eduardo Souza, falou da experiência de ensinar uma técnica tão admirada por indígenas e não indígenas. “De todos os lugares em que já ministrei a oficina, este foi o mais rico em conteúdo, até pela temática do Xingu, que muitas vezes veio à tona pelos próprios participantes da atividade”, frisou. “A gente fica com a sensação de querer ficar pelo menos mais duas semanas, de tanto que percebemos a carência por informação da população”, reiterou Eduardo, ao identificar o grande desafio de ensinar pessoas de uma cultura tão diferente da sua.
Imagens dos rios Xingu e Fresco puderem ser eternizadas pelas lentes e pelo olhar de crianças como Yuri Reis Ferreira, 11 anos, na oficina de fotografia. Yuri é estudante da escola municipal Teorema do Saber, onde aconteceram as aulas, e confessou sua paixão antiga por esta forma de expressão. “Sempre gostei de fotografia e estou muito feliz, porque o professor ensinou como fazer um melhor enquadramento na regra dos terços”, disse.
Grafite – A escola Teorema do Saber não será mais a mesma depois das imagens que a turma de grafitem deixou como recordação nas paredes. A artista visual Adriana, que ministrou a oficina, disse que “a grafitagem é uma manifestação artística de caráter popular que tem como foco a objetividade”.
“Não conhecíamos muito o grafite e por isso tínhamos a ideia que o grafite remetia à pichação. A professora tirou isto de nossa cabeça e nos mostrou as inúmeras possibilidades de trabalharmos esta forma de expressão artística”, defendeu Cleyton de Souza,17 anos, universitário que atua na escola pelo projeto governo federal “Mais Educação”.
A diretora de Mídia Popular e Comunitária da Secom, Helena Müller, responsável pelo projeto Bizzu, avaliou a atividade no município como excelente. “Sempre trazemos aos municípios 150 certificados, mas este ano, em São Felix, ficamos devendo, por causa da procura. Ano passado, das doze regiões de integração do Estado, atendemos dez, o que muito nos gratifica, porque percebemos que a demanda é grande e a carência por informação também”, disse.

Texto:
Cora Coralina-Secom



Uepa lamenta falecimento do
diretor do NAC, Valmir Bispo

A Universidade do Estado do Pará (Uepa), em nota divulgada na tarde desta quinta-feira (19), lamenta o falecimento do diretor de seu Núcleo de Arte e Cultura (NAC), Valmir Bispo Santos, 50 anos, e presta condolências a seus familiares, amigos e colegas de profissão. Em função do ocorrido, o expediente na Reitoria da Uepa nesta quinta-feira foi encerrado às 14h.
Antes de assumir a direção do NAC, Valmir Bispo foi superintendente da Fundação Curro Velho, diretor do Bosque Rodrigues Alves e presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE).
O corpo de Valmir Bispo será velado no prédio do Centur (Centro Turístico e Cultural) e sepultado nesta sexta-feira (20), no cemitério de Santa Izabel, no bairro do Guamá.
O Núcleo de Formação Indígena, que realizava até hoje a Celebração do Dia do Índio na Uepa, cancelou a programação, que contava com grande participação do NAC.

Texto:
Ize Sena-Uepa



Servidores do Estado recebem
salários de abril com aumento

Todos os servidores públicos do Estado do Pará recebem, a partir deste mês de abril, aumento de 5% no contracheque referente à inflação acumulada no país nos últimos doze meses. A confirmação foi feita pelo governador Simão Jatene, na tarde desta quinta-feira (19), no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, durante a inauguração do novo modelo da administração pública paraense, conhecida como Gestão para Resultados.
Além do reajuste com base na inflação, Jatene garantiu também para este mês a incorporação do abono de R$ 560 para o nível superior. A partir do aumento concedido, o vencimento-base das categorias de nível superior passa de R$ 622 para R$ 1.213,00. No caso dos servidores que ocupam cargos de nível superior, a secretária de Administração, Alice Viana, explica que ao vencimento-base somam-se ainda mais 80% de gratificação de escolaridade, resultando em R$ 2.183 de remuneração.
“Precisamos dar condições para o servidor público trabalhar e isto passa pela remuneração. Estamos concedendo o reajuste de 5% da inflação registrada no país e, para os servidores de nível superior, mais a incorporação de um abono de 80%. Isto significa dizer que eles terão todos os benefícios atrelados a este abono”, assegurou Simão Jatene.
Alice Viana afirmou que, além do abono, os servidores passam a ter também todos os direitos legais assegurados, no que se refere ao adicional por tempo de serviço, incidência de hora extra, gratificação de tempo integral, aposentadoria e demais vantagens que serão pagas já na folha de abril. O reajuste concedido às categorias ativas e inativas do Estado gera, segundo a secretária, um gasto de R$ 22 milhões a mais na folha de pagamento.
A secretária de Administração destacou, ainda, que o abono salarial do nível médio deverá ser incorporado num segundo momento, com o aumento da arrecadação estadual. “Vamos analisar a capacidade de crescimento da receita do Estado, e se for possível incorporá-lo até o fim deste ano, caso contrário, apenas em 2013”, informou.
O Estado também está concedendo aumento para os servidores da área da saúde. Segundo Alice Viana, a categoria recebe a partir deste mês elevação na remuneração de R$ 1.993 para R$ 2,6 mil. Jatene explicou que os servidores da área da saúde estão recebendo este aumento porque dependem, muitas vezes, do plantão e do sobreaviso como complemento salarial. “É uma equação que precisa ser feita, pois esses funcionários trabalham mais de 160 horas por semana, em alguns casos”, ponderou o governador.

Texto:
Thiago Melo-Secom



Escola Técnica do SUS oferta
curso técnico em hemoterapia

Servidores públicos que atuam na área hemoterápica têm até 2 de maio para se inscrever no curso em “Hemoterapia”, que será ofertado pela Escola Técnica do Sistema Único de Saúde (SUS) do Pará. São ofertadas 25 vagas. A aula inaugural está prevista para o dia 4 de maio. A inscrição é gratuita e deve ser feita na secretaria da Escola do  Etsus, na rua Cônego Jerônimo Pimentel, 207. Para a Fundação Hemopa, estão disponíveis vagas para os seguintes setores: distribuição de sangue, processamento, imunohematologia, sorologia e hematologia laboratorial. Os interessados podem obter neste endereço o edital na íntegra:http://ioepa.dominiotemporario.com/2012/04/11.caderno.04.pdf.



Sefa divulga balanço da
arrecadação trimestral 2012

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) divulga nesta sexta-feira (20) o  balanço das ações de fiscalização feitas este ano e da arrecadação do primeiro trimestre de 2012 . O titular da Sefa, José Barroso Tostes Neto, vai detalhar os valores da arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e demais impostos estaduais que ingressaram no Tesouro do Estado.



Ato de Consagração ao
Imaculado Coração de Maria

Pelo Papa Pio XII

Oh! Rainha do Santíssimo Rosário, auxilio dos cristãos, refugio do gênero humano, vencedora de todas as batalhas de Deus!
Ante vosso Trono nos prostramos suplicantes, seguros de impetrar misericórdia e de alcançar graça e oportuno auxilio e defesa nas presentes calamidades, não por nossos méritos, mas sim unicamente pela imensa bondade de vosso maternal Coração.
Nesta hora trágica da história humana, a Vós, a vosso Imaculado Coração, nos entregamos e nos consagramos, não apenas em união com a Santa Igreja, corpo místico de vosso Filho Jesus, que sofre e sangra em tantas partes e de tantos modos atribulada, mas sim também com todo o mundo dilacerado por atrozes discórdias, abrasado em um incêndio de ódio, vítima de suas próprias iniqüidades.

Que vos comovam tantas ruínas materiais e morais, tantas dores, tantas angustias de pais e mães, de esposos, de irmãos, de crianças inocentes;

Tantas vidas cortadas em flor, tantos corpos despedaçados na horrenda carnificina, tantas almas torturadas e agonizantes, tantas em perigo de perderem-se eternamente.
Vós, Oh! Mãe de misericórdia, consegui-nos de Deus a paz; e, ante tudo, as graças que podem converter-se em um momento os humanos corações, as graças que reparam, conciliam e asseguram a paz.

Rainha da paz, rogai por nós e dai ao mundo em guerra a paz por quem suspiram os povos, a paz na verdade, na justiça, na caridade de Cristo.
Dai a paz das armas e a paz das almas, para que na tranquilidade da ordem se dilate o reino de Deus.

Concedei vossa proteção aos infiéis e a quantos jazem ainda nas sombras da morte; concedeis a paz e fazei que brilhe para eles o sol da verdade e possam repetir com nós ante o único Salvador do mundo: glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens de boa vontade.
Dai a paz aos povos separados pelo erro ou a discórdia, especialmente a aqueles que vos professam singular devoção e nos quais não havia casa onde não se achasse honrada vossa venerada imagem (hoje quiçá oculta e retirada para melhores tempos), e fazei que retornem ao único redil de Cristo sob o único verdadeiro Pastor.

Obtende paz e liberdade completa para a Igreja Santa de Deus; contei o dilúvio inundante do neopaganismo, fomentai nos fiéis o amor à pureza, a prática da vida cristã e do zelo apostólico, a fim de que aumente em méritos e em número o povo dos que servem a Deus.
Finalmente, assim como foram consagrados ao Coração de vosso Filho Jesus a Igreja e todo o gênero humano, para que, postas nele todas as esperanças, fosse para eles sinal e prenda de vitória e de salvação;

De igual maneira, Oh! Mãe nossa e Rainha do Mundo, também nos consagramos para sempre a Vós, a vosso Imaculado Coração, para que vosso amor e patrocínio acelerem o triunfo do Reino de Deus, e todas as gentes, pacificadas entre si e com Deus, Vos proclamem bem-aventurada e entoem convosco, de um extremo a outro da terra, o eterno Magníficat de glória , de amor, de reconhecimento ao Coração de Jesus, no qual apenas se podem achar a Verdade, a Vida e a Paz.



Seduc e Sintepp discutem lotação
de professores em 2012

Representantes da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp) se reuniram na manhã desta quinta-feira (19), na sede da instituição, para dar continuidade ao diálogo sobre a lotação de professores para o ano letivo de 2012 e a assuntos da pauta social apresentada pela categoria.
A Portaria nº 617/2012, que disciplina a lotação de pessoal nas unidades escolares, USE's e URE's (Unidades Seduc na Escola e Regional de Educação) e demais unidades administrativas, foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) na última quarta-feira (18). Os ajustes técnicos no texto dessa regulamentação foram definidos em reunião realizada no dia 30 de março, com a participação de representantes do Sintepp.
Este ano, os professores ainda serão lotados por carga horária, aos moldes da lotação realizada em 2011. “A lotação para este ano letivo se dará da mesma forma utilizada no ano passado. Consideramos melhor rediscutir e esclarecer conceitos, ao longo deste ano, para que possamos implementar o sistema de Jornada em 2013”, explicou o secretário adjunto de Gestão, Waldecir Costa.
A implantação da jornada está prevista no Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos professores da rede estadual. O objetivo, acrescentou o secretário adjunto, é esclarecer as possíveis dúvidas que ainda possam existir em torno de conceitos de jornada, carga horária e hora atividade, entre outros itens.
Durante a reunião, Waldecir Costa esclareceu que a carga horária de professores lotados em espaços pedagógicos, como a sala de leitura, será de 100h ou 150h, conforme proposta de trabalho apresentada pelo docente. Ele também explicou que a carga horária dos professores em regência de classe, afastados por motivo de licenças com duração de até seis meses, será mantida e, ao retornar ao trabalho, o professor passará assumir turmas que estejam disponíveis. Além disso, o professor que assumir as turmas de docentes em licença receberá o pro labore com todas as vantagens da função.

Texto:
Mari Chiba-Seduc



Governo apoia time de futsal que
levou vice-campeonato na Turquia




O secretário de Educação Nilson Pinto recepcionando os atletas


O time de futsal feminino sub-17 da Escola Madre Celeste conquistou, este mês, o vice-campeonato no torneio mundial da modalidade, em Antares, na Turquia. Com a ajuda financeira do governo do Estado, as meninas puderam participar da competição internacional e, nesta quinta-feira (19), foram à Secretaria Especial de Promoção Social para agradecer pelo apoio.
As atletas foram recebidas pelo secretário Nilson Pinto e falaram sobre as vitórias por 9 a 0 contra a Turquia “A”, por 17 a 0 contra a Bélgica, de 17 a 0 e por 15 a 2 contra a Turquia. Só na final, contra a França, perderam com diferença de um gol: 7x6. “Vocês foram fantásticas, venceram todos os jogos anteriores de goleada e impuseram o Brasil lá fora. Vocês são revelações paraenses que nos dão orgulho e o Pará precisa de mais atletas como vocês para aplaudir”, disse o secretário.
“Temos um projeto de potencializar a área esportiva e pretendemos implantar um programa estruturado de esporte nas escolas, para que tornemos a prática algo mais permanente nas escolas e que faça parte efetiva da formação do aluno”, afirmou Nilson Pinto, informando que, dentro das próximas semanas, o governo do Estado assina convênio com o Ministério da Educação (MEC) para construção e reforma de mais de 100 quadras esportivas nas escolas públicas estaduais.
Para as meninas do futsal, a experiência na Turquia foi inédita em muitos sentidos: foi a primeira viagem internacional para elas e a primeira equipe paraense a representar o Brasil, trazendo um importante vice-campeonato. A atleta paraense Mayara Andréia Moreira, 17 anos, foi consagrada artilheira da competição, com 26 gols. Ela é campeã sul-americana de futebol de campo pela Seleção Brasileira Sub-17 e já foi convocada para o mundial, que acontece no Azerbaijão, em setembro deste ano.
A delegação brasileira era formada por doze atletas, além do técnico, Dhones Oliveira, e o chefe da delegação, Mauro Cabral, que também é presidente da Federação Paraense de Desporto Escolar. “Uma das lições que tiramos dessa viagem e dessa competição é a importância do intercâmbio com outros povos, outras línguas, não só no aspecto esportivo, mas cultural também”, disse Mauro.
Todas as atletas são oriundas de escolas públicas estaduais da capital e do interior do Pará, como Capitão Poço e Mãe do Rio, e recebem bolsas de estudos da Esmac para estudar e competir pela escola. Os talentos das jogadoras foram descobertos nos campeonatos estudantis. “A equipe sub-15 vai participar do Brasileiro de Seleções em Manaus, agora em junho, e das 14 atletas doze também são de escolas públicas”, ressaltou Dhones Oliveira.
“Tínhamos o receio de não ser bem recebidos por sermos vice, e agora vemos que não. Estamos sendo reconhecidos e isso valoriza o trabalho do profissional e das meninas. A nossa artilheira Mayara tem até proposta para jogar no exterior, em países como a França”, complementou o técnico. Entre outros títulos, o time vice-campeão é bicampeão brasileiro escolar sub-14, venceu a Taça Brasil de Clubes em 2009 no sub-15 e foi campeão brasileiro escolar este ano, o que credenciou a equipe feminina a disputar o mundial na Turquia.
Nem o frio europeu amedrontou as meninas. “Foi uma experiência nova que vou levar pra toda a vida. Faço aniversário amanhã e esse título foi um presente”, disse a goleira reserva Gilena Mesquita. “Fiquei muito feliz, mesmo sendo vice. Aprendi até a falar água em turco”, contou a atacante Letícia Pantoja que participou de todos os jogos e fez cinco gols. Bruna Mayara, conhecida como Filó, é central do time e se machucou no primeiro jogo. Não pode jogar o restante da competição, mas isso não impediu que levantasse a taça junto com a equipe paraense.

Texto:
Elyne Santiago-SEPROS



Operação Eirene III reduz índice
de homicídios em Parauapebas

A operação "Eirene III", coordenada de forma integrada pelas polícias Civil e Militar, Conselho Tutelar e Departamento de Trânsito do Estado (Detran), dentre outros órgãos municipais de Parauapebas, no sudeste do Pará, está garantindo a redução da criminalidade na cidade. Até esta quinta-feira (19), nenhum homicídio - doloso ou culposo - foi registrado no município.
O balanço final das ações desenvolvidas durante a operação foi divulgado pela Seccional Urbana de Parauapebas nesta quinta-feira. Com objetivo de reduzir os índices de criminalidade registrados na cidade, mantendo a ordem pública e o respeito ao ordenamento jurídico, com ações preventivas e repressivas, a operação policial resultou na apreensão de onze mil mídias "piratas" (CDs e DVDs), conforme relatório da prefeitura local.
Os agentes recolheram ainda 89,86 quilos de carne em situação irregular no açougue “Rei do Boi” e outros 63,92 quilos de carne suína e frango retirados do açougue “Ki Frango”. No total, 160 veículos e 335 foram abordados em via pública para averiguações. Dentre os veículos, a maioria (83) era particular. A Polícia Civil lavrou cinco termos circunstanciados de ocorrência, procedimento policial por crime que não gera prisão em flagrante.
Dois termos foram por condução de veículo sem habilitação, e os demais por desacato; ameaça e receptação culposa. Os agentes policiais fizeram rondas em diversos pontos comerciais para coibir a receptação e o comércio ilegal de mercadorias ou objetos de origem suspeita ou sem procedência. "As abordagens de pessoas buscaram apreender material contrafeito ou proveniente de roubo, furto, contrabando ou descaminho e pirataria", explicou o delegado Antônio Miranda Neto, titular da Seccional Urbana de Parauapebas.
Os agentes fizeram ainda barreiras policiais de fiscalização nas principais vias de acesso ao município, a fim de prevenir e reprimir a prática de infrações de trânsito e roubo praticado contra transporte coletivo, bem como a fiscalização e revista de pessoas.
Fiscalização – Ainda dentro da operação, houve outras ações específicas, como as operações "Anjos da Guarda", com objetivo de verificar as presenças de crianças e adolescentes desacompanhados dos pais ou em situação de risco, e operação "Hypnos" que fiscalizou estabelecimentos como casas noturnas, bares e boates, para coibir o funcionamento de locais sem a devida licença ou com presença de adolescentes. Quinze estabelecimentos foram fiscalizados em oito bairros.
As ações prosseguem no município em datas não previamente divulgadas pelas polícias locais. Segundo o delegado, o controle dos horários de funcionamento de bares e boates tem contribuído para a redução dos crimes, principalmente os homicídios culposos no trânsito.
"Antes, a média era de até dez ocorrências de homicídios no trânsito por mês. Agora, com as essas ações, esse índice caiu para duas ocorrências mensais", detalha. Por determinação da Seccional Urbana de Parauapebas, bares devem fechar até 1 hora da madrugada e casas noturnas até às 3h30. As boates só têm autorização de funcionar nos fins de semana.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Delegado-geral é homenageado
na solenidade do Dia do Exército

O delegado-Geral Nilton Athayde recebendo a comenda


O secretário do Trabalho Celso Sabino em primeiro plano e o
Secretário de Segurança Luiz Fernandes recebendo
suas respectivas comendas


O delegado-geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, foi homenageado na manhã desta quinta-feira (19) durante as comemorações pelo Dia do Exército, em Belém. A cerimônia cívico-militar alusiva aos 364 anos do Exército Brasileiro aconteceu no pátio do 2º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS) e reuniu autoridades civis e militares.
Na ocasião, o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha; o comandante-geral da Polícia Militar, Daniel Mendes, e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar, Donato Teixeira, também receberam homenagens. O diploma de “Colaborador Emérito do Exército” foi entregue pelo general Carlos Roberto Peixoto, anfitrião do evento.
Criado para homenagear autoridades civis e militares, nacionais e estrangeiras, que prestaram relevantes serviços ao Exército, a comenda também é entregue às organizações militares e instituições civis, nacionais e estrangeiras, que tenham dado constribuições à instituição.

Texto:
Aycha Nunes-Polícia Civil



Emater dá início ao Cadastramento
Ambiental Rural em quatro
municípios do Xingu

O Escritório Regional de Altamira da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) iniciou nesta quarta-feira, 18, a implantação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) que acontecerá primeiramente em quatro municípios: Vitória do Xingu, Senador José Porfírio, Porto de Moz e Gurupá.
O CAR é um instrumento de ordenamento para efetivar a regularização ambiental em propriedades rurais que tenham até quatro módulos fiscais. Segundo o Engenheiro Ambiental da Emater do Escritório Regional de Altamira, Rodrigo Fagundes, a ação é resultado de uma parceria entre a Emater e as prefeituras locais e será efetivada nas regiões ribeirinhas de Vitória do Xingu e Senador José Porfírio, Porto de Moz e Gurupá. A implantação tem como objetivo retirar esses municípios da situação de embargo econômico, cujo índice chega a 80 por cento.
Das reuniões participam a sociedade civil, envolvendo sindicatos e associações do município. Todas as implantações fazem parte de um Projeto Modelo do Plano de execução que pretende atingir 19 mil CAR nos 11 municípios que formam a área de influência da hidrelétrica de Belo Monte, no Xingu.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater



Uepa ganha visibilidade
internacional pelo
Ciência sem Fronteiras

Letícia Moura, 22 anos, estudante do curso de Enfermagem da Universidade do Estado do Pará (Uepa), nem imaginava, quando foi aprovada para participar do Programa Ciência Sem Fronteiras (CsF), do Ministério da Educação, para fazer parte de seus estudos em Connecticut (EUA), que teria a chance de conceder uma entrevista (realizada nesse mês de abril) a uma emissora de Nova Iorque sobre a experiência e escrever uma carta de agradecimento para ser entregue à presidenta da República, Dilma Rousseff, pela possibilidade de estudar fora do país. "A visibilidade que a Uepa recebeu na semana em que a entrevista foi ao ar foi muito grande", declara a jovem, que permanece no intercâmbio e só retorna ao Brasil em dezembro.

Tudo começou quando a universitária foi convidada a participar de uma programação que incluía a presidenta, convite esse que Letícia não pôde aceitar. "A nossa presidenta estava vindo para Washington (DC) juntamente com alguns ministros para uma conferência sobre acordos entre Estados Unidos e Brasil para possibilitar intercâmbios como esse, que estou fazendo, e alguns estudantes do programa Ciencias sem Fronteiras que moram perto do distrito foram convidados para estar nesse encontro, inclusive eu. Mas por ter provas na mesma semana, não pude ir. Mesmo assim, me deixei à disposição para qualquer coisa que eles precisassem", lembra. "Quatro dias antes da comitiva chegar, a BBC - NY decidiu fazer entrevistas com estudantes de varios níveis de Educação que estão nos EUA para poder embasar a visita da presidente ao país. Me contactaram para conceder uma entrevista sobre a minha experiência de intercâmbio na Universidade de Fairfield, em Connecticut, e eu aceitei", explica.

Após a entrevista, Letícia e outros três estudantes que estão nos Estados Unidos graças ao CsF decidiram escrever uma carta de agradecimento à presidenta, em nome de todos os beneficiados pelo programa. O documento foi lido para Dilma Rousseff por um dos autores do documento que pôde participar do encontro. "A entrevista nem foi a coisa mais importante disso tudo, acho que o interessante mesmo foi a visibilidade que a Universidade do Estado do Pará pôde receber na semana em que a matéria foi ao ar. Pelo Ciência sem Fronteiras eu participo de uma experiência engrandecedora, pessoalmente e profissionalmente, e tenho grandes oportunidades de incrementar meu currículo. Há outras chamadas do CsF abertas e eu recomendo que os interessados participem", afirma a estudante de Enfermagem da Uepa.

Serviço: Mais informações sobre o Ciência Sem Fronteiras pelo site:
http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa



Contrato que reduziu custos
com locação de viaturas
policiais ganha aditivo

O Governo do Estado aditivou em 25%, conforme permite a legislação, o contrato firmado em 2011 para a locação de veículos para a área de segurança. Com isso, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) ganhou a capacidade de ampliar em até 110 unidades a frota de veículos disponíveis para uso pelos órgãos de segurança. O pregão eletrônico realizado pela atual gestão do Estado resultou em uma economia de 20% no valor unitário de aluguel mensal da frota, com a utilização de automóveis muito mais adequados ao policiamento.
O pagamento do aditivo só será feito em caso de uso dos carros. Trata-se de uma prevenção para atender a necessidade de aumento da frota. Ou seja, se os veículos adicionais - 88 pálios weekend, 16 pick-ups abertas e 6 pick-ups fechadas – não forem usados, o valor do aditivo não será pago.
A economia obtida pelo Governo do Pará na locação de novos veículos para a área de Segurança Pública, por meio de pregão eletrônico realizado ano passado, é um exemplo do esforço empreendido pela atual gestão para a diminuição de gastos administrativos. Veículos do tipo Palio Weekend que, em contrato assinado em 2010 ainda pela gestão anterior do governo, foram locados a um custo mensal de R$ 2.874,50 por veículo, tiveram o preço de locação reduzido para R$ 2.228,00. Ou seja, um ano depois de fechado o primeiro contrato de locação, a nova gestão, ao abrir um novo pregão, conseguiu alugar carros por um valor 20% mais barato.
A redução de custos é ainda maior quando se comparam as especificações dos veículos no contrato de 2010 com as do contrato de 2011. Em 2010 foram alugados apenas carros do tipo Pálio, num total de 400 viaturas com motor 1.0,  e Pálio Weekend, totalizando 50 viaturas com motor 1.6. A nova política de governo, implantada a partir de 2011 e que privilegia investimentos nas áreas de segurança, saúde e educação, optou por alugar Pálios Weekend e Pick-Ups - veículos mais potentes e mais adequados para o policiamento, principalmente no interior do Estado.
Em 2010, além de mais caros, os Pálio Weekends estavam equipados apenas com rádios analógicos, sinalizador e grafismo. No contrato de 2011, os mesmos automóveis vêm equipados com cela, rádios digitais, sinalizadores, rastreadores, grafismo, ar condicionado e direção hidráulica. Portanto, veículos muito melhores por um valor muito menor.
Os preços mais baixos obtidos pelo Governo do Pará com o pregão eletrônico, realizado em 2011 para locação de veículos destinados à área de Segurança Pública, levaram órgãos de outros Estados a aderir à ata da licitação, conforme já foi divulgado pela Segup. A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, o Corpo de Bombeiros da Paraíba, a Prefeitura de Campo Largo (PR) e o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná estão entre alguns dos entes públicos que aderiram ao processo, para economizar gastos com a renoivação ou ampliação de suas frotas.




Hemopa recebe palestras
sobre Hematologia

Com a finalidade de divulgar e estimular o ensino da Hematologia e Hemoterapia entre os estudante do curso de Medicina e entre servidores, a Fundação Hemopa, por meio do Núcleo de Ensino e Pesquisa (Nepes), promoverá reunião com a Liga de Hematologia e Hemoterapia do Pará (Lahhepa), nesta quinta-feira (19), às 19h, no auditório do hemocentro, com palestras sobre “Hemograma”, ministrada pela Dra. Ana Maria Almeida; e “Exames para diagnóstico de anemias”, proferida pela Dra. Larissa Francês.



Pesquisadores monitoram
ninhos de gaviões-reais no Pará

Uma equipe do Programa de Conservação do Gavião-real (Harpia harpyja) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) fez a pesquisa e monitoramento ambiental nos dois ninhos localizados na Área de Proteção Ambiental (APA) Araguaia e na Aldeia indígena Suruí Sororó, ambas em São Geraldo do Araguaia. A visita técnica, este mês, além de registrar o regurgito e dimensões dos ninhos construídos nas árvores, coletou vestígios de presas consumidas pela ave, penas e galhos utilizados para construção do abrigo do filhote. A espécie monitorada está ameaçada de extinção.
O monitoramento do gavião-real é desenvolvido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) por meio de uma equipe de técnicos do Parque Estadual Serra das Andorinhas, formada pela zootecnista Giselle Leandro, pelo sociólogo Cassiano de Oliveira, e com apoio do agente ambiental e agrônomo Joari Procópio. Eles recepcionaram a bióloga Helena Aguiar Silva e o escalador de árvores francês Olivier Jaudoin, para a realização da expedição ambiental.
Helena Silva demonstrou o objetivo do Inpa de fazer o reconhecimento dos ninhos mapeados pelos pesquisadores do Parque. Ela informa que no Pará são mapeados e monitorados 15 ninhos de gavião-real e estão catalogados dois ninhos em São Geraldo do Araguaia, dois em Marabá, três em Parauapebas e oito em Santarém. Ainda de acordo com Helena, evidências encontradas indicam que o filhote do ninho localizado na APA Araguaia está com cerca de seis meses, já o ninho da Terra Indígena ainda está em fase de construção pelo casal de harpias.
“No ninho da aldeia foram encontrados folhas e galhos verdes ainda secando, mostrando que ele ainda está em construção, e no ninho da APA foi encontrado um galho de árvore com cerca de 90 centímetros de comprimento, que o filhote utiliza para se exercitar e aprender a manipular as presas arboríveras”, relata a bióloga Helena Aguiar. Os ossos encontrados nos ninhos da rapineira são utilizados para estudar as espécies e a quantidade de presas consumidas pelo gavião-real. A pesquisa genética é feita com a coleta de sangue das penas para identificar o sexo e a diversidade da espécie. “Por meio do estudo realizado descobri que o gavião-real se alimenta principalmente de bicho preguiça, seguido de macaco, porco-espinho, mucura e arara”, revela a especialista, frisando que a castanheira, angelinzeiro, sumaumeira, jatobazeiro, tauarizeiro, jutaizeiro e cedroarana são as árvores preferidas para a construção de ninho do gavião-real.
A coordenadora da Pesquisa em São Geraldo do Araguaia, Gisele Leandro, explica que tanto as medidas do ninho quanto da árvore nidificada são registradas para fortalecimento do banco de dados sobre a Harpia harpyjana Amazônia. “O registro desses dados servem para diagnosticarmos o tamanho médio dos ninhos de gavião-real, bem como das árvores preferidas para nidificação da harpia, na Amazônia”.
Os cientistas também monitoram os poleiros do gavião-real nas árvores vizinhas ao ninho onde a harpiacostuma pousar para observar o filhote, a movimentação de outros animais ou devorar suas presas. Quando capturam um filhote de gavião-real, os especialistas colhem as medidas biométricas da rapineira e o devolve para a natureza. Em São Geraldo do Araguaia, uma palestra sobre o gavião-real foi ministrada para professores que atuam nas escolas da zona rural do município, inclusive os docentes das escolas da APA Araguaia. Os índios da Aldeia Suruí também assistiram a uma explanação sobre a maior ave das Américas.
Utilizando cordas especiais e com habilidade na técnica de movimentação, o escalador Olivier Jaudoin escala a árvore do ninho e se move com cautela entre galhos ou árvores diferentes. “É necessário bastante atenção. Se o gavião retorna para alimentar o filhote enquanto estou trabalhando no ninho, ele pode me atingir”, certifica o escalador, que monta plataformas entre os galhos da copa de árvores próximas ao ninho. Dessas estruturas, os cientistas observam e anotam cada passo do filhote e do casal.
Fonte: Programa de Comunicação do Parque Serra das Andorinhas e APA Araguaia

Texto:
Káthia Oliveira-Sema



Período chuvoso interfere no
comparecimento de
doadores de sangue

O atendimento transfusional da rede hospitalar do estado pode ficar comprometido com a queda de 30% no comparecimento de doadores voluntários de sangue, especialmente os tipos negativos, cuja queda chegou a 50%, especialmente dos tipos A Negativo e O Negativo. O período chuvoso é um dos fatores que dificultam acesso dos voluntários ao hemocentro, além da proximidade do feriado de “Tiradentes”, dia 21, quando o hemocentro não fucionará para coleta de sangue.
Para reverter o quadro e garantir a restauração do estoque, o Hemopa convoca doadores de sangue e intensifica ações estratégicas, entre elas, realização de oficinas para Formação de Agentes Multiplicadores junto do Programa de Agentes Comunitários da Saúde (PACS) e Programa Saúde Família (PSF), que colaboram diretamente na captação de doadores.
Segundo a gerente de Captação de Doadores, a assistente social Juciara Farias, somente este ano, foram realizadas 11 oficinas com 203 participantes que se desdobraram em duas campanhas externas. Nesta sexta-feira (20), será realizada a 12ª Oficinas com agentes do PSF do Tapanã II. Passaram pela capacitação agentes da Pirajá, Benguí, Canal do galo, Cristo Redentor, Mangueirão, Parque Verde, Una, Carmelândia, Sacramenta.
Sobre a insuficiência no estoque de sangue, a assistente social convoca todas as pessoas potencialmente doadoras. “Com a extensão da faixa etária para doação de sangue, o Pará dispõe de quase 800 mil doadores em potencial, segundo IBGE 2010”, informou, revelando que das coletas efetivadas no Estado, 50% são de jovens, 27% de mulheres e 72% são espontâneas. “Não vamos deixar que a chuva impeça esse gesto solidário. Façam um esforço a mais para salvar vidas”, sugeriu.
Responsável pela coordenação estadual da Política do sangue, o Hemopa tem a responsabilidade de atender 218 hospitais, através de 48 unidades espalhadas pelo território paraense. Em situação normal, a sede do hemocentro coleta diariamente cerca de 250 doações para atender aproximadamente 300 transfusões, quando o ideal seria ter equilíbrio entre oferta e demanda.
Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto
Serviço: O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 08002808118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa



Seop abre licitações para
asfaltamento em cinco
municípios do oeste paraense

A Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) vai abrir nesta sexta-feira, 20, em Santarém, o processo licitatório para o Programa Asfalto na Cidade, que vai contemplar os municípios de Óbidos, Alenquer, Faro e Terra Santa. As obras previstas incluem, ainda, a repavimentação da PA-370, conhecida como Rodovia Curuá-Una, que corta o perímetro urbano de Santarém, atendendo a uma reivindicação antiga da população do oeste paraense e assumida em compromisso pelo governador Simão Jatene, quando de sua última visita ao município. O valor dessas licitações chega a RS 5 milhões, com previsão para asfaltamento de 23 quilômetros de vias - e rodovias (no caso da PA-370). Na recuperação de vias urbanas de Óbidos, Alenquer, Faro e Terra Santa será usado o revestimento com TST – Tratamento Superficial Triplo. Já no trecho urbano da Rodovia Curuá-Una será usado o CBUQ - Concreto Betuminoso Usinado a Quente.



Assinatura de convênio do Serviço Estadual pra o uso de tecnologias no ensino à distância
Nesta sexta-feira, 20, acontece, no auditório da Prodepa, a assinatura do acordo de cooperação técnico-científico celebrado entre a Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), a Universidade do Estado do Pará (Uepa), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e a Escola de Governo do Pará (EGPA), objetivando a criação do Serviço Estadual para o Uso de Tecnologias no Ensino à Distância (Seuted).
A finalidade do serviço é agregar esforços e economizar recursos, tendo uma gestão centralizada das capacitações à distância, para atender a crescente demanda, principalmente, por parte dos usuários do NavegaPará, estudantes e profissionais de educação e servidores públicos. Um portal com serviços integrados vai permitir um aprendizado mediado por tecnologias que permitem que aluno e professor estejam conectados, interligados, mesmo não estando presentes num local específico durante o período de formação.
O portal vai utilizar a plataforma moodle, por ser de fácil adaptação, sem custos, usada pela maioria das instituições de ensino públicas e privadas e com recursos pedagógicos essenciais para a educação à distância. A nova ferramenta tecnológica vai facilitar o acesso à informação e ao conhecimento, fomentando educação e cultura.



Empresários conhecem o
projeto do Porto do Guamá

Nesta quarta-feira (18), uma reunião para a apresentação do projeto do Porto do Guamá mobilizou cerca de 30 empresários e representantes de sindicatos de empresas de navegação no Centro Integrado de Governo. A reunião, coordenada pelo secretário Especial de Produção, Sidney Rosa, envolveu os empresários do setor de navegação para fazer uma primeira exposição, mostrando a concepção do projeto, sua estrutura e viabilidade.
O projeto do Porto do Guamá, chamado anteriormente de Porto Pernambuco, consiste na construção de uma plataforma logística intermodal integrada a um polo industrial para dinamizar a economia do nordeste do Pará, atraindo novos empreendimentos. Para tanto é preciso considerar, também, a participação das empresas que já atuam no estado. “Precisamos pensar entre o presente e os próximos 15 anos” afirmou Sidney Rosa, enquanto apresentava os primeiros conceitos do projeto.
“Nós queremos, ao máximo, transferir essas empresas para o novo porto. São cerca de 1500 carretas que trafegam saindo e entrando em Belém, tumultuando o trânsito. Transferir essas empresas para a Plataforma Logística do Guamá vai trazer muitos benefícios para a região, não só econômicos, mas também de trânsito”, completou.
Temas como a estrutura da plataforma multimodal, as demandas públicas, a logística para armazenagem, transporte, estoque e distribuição, foram abordadas no encontro. A preocupação com a eficiência logística é fator prioritário para a equipe do governo que faz parte do grupo de trabalho encabeçado pela Comissão de Portos e Hidrovias, Companhia de Desenvolvimento Industrial, secretarias de Transporte e de Meio Ambiente, além do Instituto de Terras do Pará, Agência de Regulação e Controle do Serviço Público (Arcon), Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará, entre outras.
O deputado Márcio Miranda, de Castanhal, presente na reunião, ressaltou que o empresário enxerga as boas oportunidades, por isso a importância da participação da categoria no conceito do projeto, que funcionará no município de Inhangapi. Já o empresário Eduardo Carvalho, presidente do Grupo Paes de Carvalho, que engloba duas empresas de navegação, relatou que a ideia é coerente, porém o estudo precisa ser bem consolidado e de estrutura de transporte, de funcionários, entre outros detalhes.
"A reunião foi muito importante, pois conhecemos melhor o conceito do projeto e soubemos que existirá área para todos os empresários. A participação do setor é importante, pois além dele ajudar a definir o que é mais conveniente pelas mazelas, pelos problemas que existem em cada setor, ele se envolve no projeto. Assim, certamente todos vão querer se mobilizar e participar dessa plataforma logística”, ressalta.
No sábado (28), os empresários visitarão a área do projeto, a convite do secretário Sidney Rosa e do deputado Márcio Miranda. A intenção é ter o pré-projeto do Porto do Guamá concebido até o final de maio.

Texto:
Andréa Amazonas-SEDIP



 Detran avisa que não há previsão
de concurso para este ano

Depois da publicação de anúncios, em jornais locais, em que cursos preparatórios anunciavam a formação de turmas para um concurso do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran/PA), o órgão estadual decidiu vir a público esclarecer que não há nenhuma previsão nesse sentido para este ano. O concurso, se ocorrer, será provavelmente só em 2013. Atualmente, o Detran faz o levantamento da necessidade de vagas para as Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretran) A e B, criadas a partir da reestruturação do órgão, aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado e sancionada pelo governador Simão Jatene em dezembro do ano passado, o que implicará na necessidade de contratação de pessoal concursado a partir do próximo ano.
Além disso, está em análise pelo Governo o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) dos servidores do órgão que, se aprovado pela Assembleia Legislativa, reorganizará os níveis salariais dos funcionários e deverá implicar em pedidos de aposentadoria de servidores, obrigando a abertura de novas vagas na autarquia.
Por hora, o Detran está fazendo o levantamento das demandas criadas pela reestruturação e aguardando a definição sobre o PCCR, para que possa chegar ao número de vagas necessárias para o próximo concurso público.

CIRETRAN

De acordo com o coordenador de Planejamento do Detran, Carlos Valente, a partir da Lei de Reestruturação, as antigas Agências Regionais foram transformadas em Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretran), que podem ser do tipo A ou B. As Ciretrans A são maiores, estão localizadas em 13 municípios-polo e habilitadas para realizar procedimentos nas áreas de Habilitação, Veículos e Fiscalização de Trânsito. As Ciretrans B têm estruturas menores, atendem nas área de Veículos e Habilitação e algumas também têm agentes de trânsito.
Além das atuais 46, o Detran/PA abrirá mais sete Ciretrans, conforme homologado pelo Conselho de Administração do órgão. Além disso, o Plano Plurianual do Governo do Estado prevê a construção e reforma de prédios para abrigar as novas Ciretrans. Com isso, a autarquia estará presente em 53 municípios paraenses. Diante disso, será necessária a realização de concurso público. No entanto, a previsão é de que o certame ocorra só em 2013, e que o provimento das vagas seja feito por município. “É certo que 70% das vagas serão destinadas ao interior”, diz Carlos Valente, acrescentando que ainda não é possível afirmar quantas delas serão abertas.

Texto:
Orlando Cardoso-Detran



Crianças visitam sede da
Fundação Curro Velho

Cerca de 12 crianças do Centro de Estudo Mundo Infantil, do bairro da Marambaia, visitaram nesta quinta-feira, 19, pela manhã, as oficinas realizadas na Fundação Curro Velho, no bairro do Telégrafo. Segundo a professora Adriane Marques, o objetivo da visita era conhecer o espaço que trabalha como tema as várias linguagens artísticas. “Nós estamos desenvolvendo o nosso projeto da Feira da Cultura, que será em junho, abordando sobre artes. A gente achou interessante estar conhecendo a fundação Curro Velho que tem uma relação com a cultura paraense e envolve todas as artes, desde do miriti até pintura”.
Alexandre de Oliveira Júnior, de 9 anos, adorou a aula diferente em um espaço cultural. “Eu gostei das pinturas, das obras. Eu gostei da oficina de escultura de argila”. O pequeno João Arthur de Lima conta que foi a primeira vez que visitou um espaço como o Curro Velho. “Eu gostei das artes, dos peixes”.
Ana Carolina, Alisson Ataíde e Helder Costa aprovaram a visita e pretendem se inscrever nas oficinas oferecidas pelo Governo do Estado por intermédio da Fundação Curro Velho. “Gostei das pinturas, serigrafia. Eu quero fazer oficinas de desenho”, conta a estudante Ana Carolina.

Texto:
Andreza Gomes-FCV



Vice-governador participa em
Brasília de discussão sobre
a dívida dos Estados



Dez governadores participaram de audiência pública na Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta quinta-feira (19), para discutir o endividamento dos estados. O vice-governador e secretário Especial de Gestão, Helenilson Pontes, representou o Governo do Pará. A audiência foi convocada pelo coordenador do grupo de trabalho que analisa a dívida dos estados com a União, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).
O grupo de trabalho é formado por 13 deputados. O presidente da Câmara, Marco Maia, optou por montar uma equipe suprapartidária, para evitar a politização do assunto e facilitar a discussão. “Esse é um trabalho coletivo para uma questão de Estado, sem vinculação partidária”, disse Vaccarezza. O deputado Vitor Penido (DEM-MG) avisou que “não se pensará em partido político, pois todos estarão discutindo o Brasil”. Os deputados destacaram que o grupo vai entrar também na discussão da dívida dos municípios.
Ainda neste semestre, os deputados devem apresentar uma proposta para reduzir o peso do pagamento das dívidas sobre as contas estaduais e liberar recursos para investimentos. No último dado disponibilizado pela Secretaria do Tesouro Nacional, de agosto de 2011, as dívidas renegociadas dos estados somavam R$ 388,4 bilhões.
Um dos obstáculos para a renegociação é a Lei de Responsabilidade Fiscal. O artigo 35 da norma proíbe a revisão dos contratos feitos com os estados. Por conta disso, Vaccarezza apresentou uma proposta de manter o pagamento mensal das dívidas, preservando a lei, mas reservar 50% do montante para investimentos estaduais em infraestrutura. Ele ressaltou que essa é apenas uma ideia a ser discutida, mas há na Câmara projetos nesse sentido.
Participaram da audiência, além do vice-governador do Pará, os governadores de Alagoas, Teotônio Vilela Filho; da Bahia, Jaques Wagner; de Minas Gerais, Antônio Anastasia; do Paraná, Carlos Richa; do Rio Grande de Norte, Rosalba Ciarlini Rosado; do Rio Grande do Sul, Tarso Genro; de Rondônia, Confúcio Moura; de Roraima, José de Anchieta Júnior; e de São Paulo, Geraldo Alckmin, além do vice governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão. Pela bancada paraense no Congresso, o senador Flexa Ribeiro (PSDB/PA) foi o único presente.
Durante a reunião, o deputado Vaccarezza apresentou uma minuta de proposta, que inclui os três pontos em que há consenso entre os deputados. A substituição do IGP-DI (Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna) pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Ampliado) como indexador para correção da dívida; a redução dos juros, que variavam de 6 a 9%, para 2%, com adoção da Selic (taxa básica de juros do Banco Central) como teto para essa correção (se o IPCA mais os juros for maior, vale a taxa Selic); e a criação de um fundo de investimentos em infraestrutura para que o Governo federal retorne aos estados metade dos pagamentos efetuados à União.
Unidos nos discursos, os governadores falaram sobre a situação difícil em que se encontram as economias dos estados por causa do endividamento com a União e defenderam um alongamento do financiamento para permitir um alívio nas parcelas das dívidas. Segundo eles, a economia brasileira passa por um momento excepcional. Há estabilidade e o poder de compra da população aumenta. Essa mesma população, segundo os governadores, cobra melhores serviços dos governos estaduais, com mais presença dos governos estaduais e prefeituras. Aeroportos mais modernos, estradas com melhor conservação, mais saúde e segurança. O endividamento, segundo eles, não permite que se façam investimentos em melhorias na qualidade de vida da população. Parlamentares ouvidos na audiência disseram que há casos de estados pedindo empréstimos ao Banco Mundial para o pagamento de dívidas com a União.
O vice-governador Helenilson Pontes foi incisivo durante o discurso. Disse que os estados têm cumprido fielmente seus compromissos, principalmente no que diz respeito à lei de Responsabilidade Fiscal e pagamento de dívidas, mas isso tem custado caro à população. “Não há como fazer investimentos e melhorar a qualidade de vida de um povo com uma dívida desumana a pagar. A população mora nos estados e municípios, não na União e por isso cobra melhorias na qualidade de vida dos governos estaduais e prefeituras, mas como investir se grande parte da nossa receita vai para o pagamento da dívida?” disse Helenilson.
O vice-governador chamou a relação existente hoje entre Governo federal e estados de “federalismo de subordinação”. Segundo ele, essa relação, se não for revista, vai se transformar em um “federalismo de destruição”. Os contratos das dívidas devem ser revistos, através da definição de uma regra fixa de juros, sem correção monetária, disse o vice-governador. “Estamos pagando juros maiores que os pagos pela iniciativa privada aos bancos privados e por isso não há como fazer investimentos públicos, completou.
O senador Flexa Ribeiro cobrou do Governo federal uma solução imediata para o problema, afirmando que não parece haver vontade política da União em avançar na solução do problema da dívida. “O estado do Pará devia, em 1998, R$ 388 milhões à União. Pagou R$ 864 milhões e ainda devia, até dezembro de 2011, R$ 886 milhões. Quando essa bola de neve alimentada por juros e correção vai parar de crescer?”, perguntou o senador. Flexa disse que o pacto federativo deve prevalecer e os interesses dos estados devem ser levados em consideração. “Ou se faz isso, ou os estados vão quebrar, definitivamente”, disse o senador paraense.
Depois da audiência com os governadores, Vaccarezza espera fechar uma proposta do grupo a ser apresentada ao ministro da Fazenda, Guido Mantega. Depois disso, ele vai sugerir ao presidente da Câmara, Marco Maia, e ao Colégio de Líderes a realização de uma Comissão Geral para envolver toda a Câmara nesse debate.
* Pascoal Gemaque - De Brasília



Começam neste sábado as
oficinas de preparação para
o Arraial do Curro Velho

Neste sábado, 21 de abril, a partir das 16 horas, começa a programação de oficinas em preparação para o Arraial da Fundação Curro Velho. As atividades da área de iniciação artística, que atende crianças e adolescentes na faixa etária de 7 a 14 anos, dispõem de oficinas na área de teatro, dança e canto coral.
Cerca de 200 crianças são aguardadas e o ritmo de atividades será semelhante ao do Auto de Natal, para o qual as crianças ensaiavam durante os finais de semana. Beatriz Vicente, gerente de iniciação artística, faz o convite às crianças e adolescente. “Esse sábado, dia 21, vamos fazer as inscrições e também algumas brincadeiras lúdicas com as crianças”.
O espetáculo vai envolver e tratar a cultura popular paraense e no roteiro, danças folclóricas serão apresentadas dentro do show. “Vamos ter um texto, um roteiro, para que seja desenvolvido todo esse projeto, com danças folclóricas, brincadeiras, para desenvolver esse universo popular”, ressaltou a gerente de Iniciação Artística.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas na Fundação Curro Velho, situada na rua Professor Nelson Ribeiro, 287, a partir deste sábado, dia 21 de abril, a partir das 16h. Maiores informações pelo telefone 3184-9100 / 8890-0357.

Texto:
Andreza Gomes-FCV



Emater ajuda plantadores de
Mandioca de Igarapé-Açu a
combater podridão-da-raiz


Quatro técnicos do escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Igarapé-Açu, na região bragantina, e 21 agricultores assistiram, na manhã desta quinta-feira (19), a uma palestra, proferida por especialistas da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), sobre alternativas de combate à doença podridão-da-raiz, que já contaminou pelo menos 30% dos mais de mil hectares plantados com mandioca no município.
A ação educativa aconteceu no campi da Ufra. A principal recomendação científica reforçada foi a inserção de variedades resistentes (poty e cearense, por exemplo), desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). “Quando detectamos a contaminação, orientamos que o agricultor antecipe a colheita, para salvar o máximo possível. No mais, como não há remédio para a doença, a única opção é lançar mão de variedades resistentes”, explica o técnico em agropecuária da Emater Manoel Vieira.
Para permitir o acesso gratuito das famílias às variedades, desde o começo do ano a Emater vem instalando viveiros de manivas. Já são três: um no campi da Ufra e outros dois na comunidade São Jorge. Cada centro de produção tem um hectare, do qual serão retiradas 10 mil plantas a cada ciclo (de até um ano e oito meses), que devem ser distribuídas entre os agricultores, para que reproduzam em suas propriedades.

Texto:
Aline Miranda-Emater



Nota CPC Renato Chaves sobre
morte de Walmir Bispo

A respeito da morte do Sr. Walmir Carlos Bispo Santos, de 49 anos, o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves informa que já realizou a perícia de Local de Crime com cadáver e a remoção cadavérica ao Instituto Médico Legal (IML). O corpo será necropsiado e liberado à família ainda nesta tarde. Os laudos serão emitidos no prazo legal e logo em seguida serão entregues às autoridades policiais responsáveis pelo caso.




Nota de pesar sobre o falecimento
de Valmir Bispo dos Santos

A Universidade do Estado do Pará (Uepa) lamenta profundamente o falecimento do diretor de seu Núcleo de Arte e Cultura (NAC), Valmir Bispo dos Santos, de 50 anos, e se junta a seus familiares, amigos e colegas de profissão nesse momento de dor e sofrimento. Valmir, antes de ocupar o cargo no NAC, foi superintendente da Fundação Curro Velho e também presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE). A Gestão Superior está em contato com a família do servidor e aguarda informações sobre o velório e o sepultamento para divulgá-las.



Seminário discute políticas de
garantia de direitos para
crianças e adolescentes

Foi realizado nesta quinta-feira (19), em Belém, o II Seminário do Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçadas de Morte (PPCAAM). O evento, realizado pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) com a parceria do Cedeca/Emaus, tem o objetivo de identificar estratégias de enfrentamento ao problema e fortalecer as políticas públicas estaduais e federais de redução da violência letal contra menores de idade.
O Pará é o único estado da região Norte do país a ter um programa do gênero, que garante a segurança e integridade física de crianças e adolescentes ameaçados de morte. Atualmente 500 menores de idade em todo o Brasil estão sob a guarda do programa, sendo 14 no Pará.
Sandro Andrade, coordenador de direitos violados da Sejudh e Presidente Estadual do PPCAAM, explica que existem três portas de entrada para o programa: através do Ministério Público, Tribunal de Justiça e Conselho Tutelar. E três passos para a inclusão. "Quando recebemos a solicitação, uma equipe técnica da secretaria faz uma avaliação do caso, que é encaminhada ao Conselho Gestor do Programa, formado por Sejudh, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria de Estado de Assistência Social, Defensoria Pública, Tribunal de Justiça e Ministério Público Estadual, que determina o ingresso no programa”.
O terceiro passo de todo o processo é a retirada do menor, junto com sua família, do local de risco. “Distanciar a criança e adolescente deste ambiente de violência e perigo é fundamental para sua inserção social e, principalmente garantia de vida”, diz Jailson Tenório, coordenador nacional do PPCAAM.
Durante este afastamento a vítima não pode ter qualquer contato com a vida pregressa, é proibido o uso de computadores e celulares, bem como o contato com familiares. “Por isso é que é muito difícil a manutenção destas pessoas no programa. A inclusão deve ser feita de forma voluntária e a saída também é”, afirma Jailson. Durante o período em que os menores estão sob a tutela do estado é garantido a eles os direitos a educação, saúde, alimentação, além de apoio psicológico e financeiro.
A integração entre os poderes foi um dos temas da discussão entre as autoridades presentes no evento. Mais importante do que a proteção à vítima em risco é evitar que elas sejam ameaçadas, coibir as situações de risco, por isso, a necessidade de projetos de segurança e inclusão social. “O ponto principal que rege o PPCAAM são as ações integradas entre governos e sociedade civil. Estas devem fortalecer as medidas preventivas e por consequência salvar a vida de crianças e adolescentes. Para tanto o Governo do Pará inseriu no seu plano de ações e metas o Movimento pela Valorização do Estatuto da Criança e do Adolescente (Mover), voltado para a efetivação do Sistema de Garantias de Direitos (SGD)”, explica Izabela Jatene, coordenadora do comitê gestor do Propaz.
Segundo Izabela Jatene, “este seminário é importante, pois reforça as proposições e ações preventivas. O PPCAAM, além de garantir a segurança das vítimas estimula todos os atores sociais a agir em prol da garantia de direitos humanos, para isso, nosso principal desafio é fazer com que o programa chegue aos menores municípios do Pará”. Sandro Andrade avalia que as ações do Pro Paz cumprem alguns objetivos do PPCCAM e do Mover. “As caravanas de cidadania são um instrumento eficaz de inclusão social, as pessoas precisam sentir a presença do estado”.
A maioria das 14 crianças e adolescentes atendidas pelo PPCAAM são vítimas do tráfico de drogas no Estado. “No Pará, 70% dos óbitos relacionados ao tráfico de drogas são de adolescentes”. Os dados fornecidos por Sandro Diniz, presidente do Conselho Estadual de Drogas é uma mostra dos problemas vivos por menores de idade no Estado e comprovam a importância de projetos de prevenção.
Deise Benedito, diretora nacional de proteção a testemunhas ameaçadas de morte, da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República, resume o objetivo das ações. “Temos que enfrentar as ameaças às testemunhas, o estado não pode permitir. Ninguém nasce com vocação para o crime, na vida aprendemos a amar e odiar, precisamos quebrar este ciclo em que estão inseridas algumas crianças e adolescentes do Brasil através de programas como este”.

Texto:
Julia Garcia-Secom



Exposição na Sespa lembra o Dia do Índio





Fotos acima mostram os índios
tirando as suas carteiras de identidades



Um pouco da cultura e dos costumes da aldeia indígena Gorotire/Kayapó, de Cumaru do Norte, no sudeste paraense, foi mostrado nesta quinta-feira, 19, numa exposição organizada pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da coordenação estadual de Saúde Indígena e Populações Tradicionais. O momento aconteceu na biblioteca do nível central da Sespa para lembrar o Dia do Índio. Além da exposição, uma palestra ministrada pelo professor de História da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e etnólogo Robinson Santos Araújo expôs, com maiores detalhes, o cotidiano da aldeia, que no final do mês de março recebeu ações de prevenção às hepatites B, C e D.
Para Tamar Monteiro, a exposição serviu de preparação para dois momentos alusivos à questão indígena. O primeiro deles é o lançamento da Cartilha sobre as Condições de Vulnerabilidade nas Comunidades de Remanescentes de Quilombo, neste sábado, 21, durante a abertura do XVI Congresso Médico Amazônico, na sala Guaraciaba Gama, do Hangar Centro de Convenções. O outro é um encontro que envolverá a Sespa e demais parceiros em evento a ser realizado entre 21 e 25 de maio no Parque dos Igarapés, em Belém.
Já a exposição do historiador Robinson Araújo, feita por meio da exibição de filmagens caseiros realizadas por ele mesmo nas aldeias, contou um pouco do cotidiano dos cerimoniais típicos, como a festa das mulheres, o clima de euforia com a chegada dos caçadores carregando nas costas uma imensidade de jabutis, principal alimento, e a pintura corporal coletiva. "Essa festa chega a durar 12 horas e inclui cantos e saudações", explica Robinson, que também é integrante da Associação Instituto Kenourukware Gorotire, localizada em Redenção.
Numa pausa realizada durante a exibição do material, Tamar Monteiro ressaltou que é muito bonito, no sentido teórico da palavra, lembrar a cultura e a importância dos povos indígenas, mas que os índios do Pará passam por problemas que começaram com a progressiva entrada de drogas e bebidas nas aldeias, o que também está favorecendo a disseminação de doenças como hepatites e tuberculose, além da falta de alimentação, em meio às históricas denúncias de invasão do território por madeireiros.
"Por conta de todo esse cenário a nossa coordenação está muito empenhada em desenvolver um trabalho com outras coordenações da Sespa, no sentido de envolver psicólogos, antropólogos, pedagogos, assistentes sociais, entre outros profissionais habilitados para auxiliar essas comunidades, estabelecendo um diálogo que contemple a sabedoria indígena, o conhecimento científico e a prevenção e a assistência às vulnerabilidades dos índios", explica Tamar Monteiro.

Texto:
Mozart Lira-Sespa



Segup dá início à "Operação Capital"

A Polícia Militar, em parceria com os demais órgãos do Sistema de Segurança Pública do Estado, iniciou na manhã desta quinta-feira, 19, a “Operação Capital”, que consiste no aumento do emprego de agentes do Sistema de segurança nos bairros da capital para a realização de diversas ações, como barreiras, fiscalização itinerante e incursão, com base em dados coletados e fornecidos pelos setores de inteligência e análise estatística da Segup.
O objetivo é reduzir os índices de ocorrências registradas na capital, preservando a ordem pública e o respeito ao ordenamento jurídico, por meio de ações preventivas e repressivas que garantam a proteção da população e do patrimônio público. A 'Operação Capital" está sob a coordenação do sub-comandante geral da PM, Coronel PM Walci Queiroz, e comando do Tenente Coronel PM Hilton, do Policiamento da Capital.
Cerca de 500 homens integram a operação, que conta, além de policiais militares dos Comandos da Capital e de Missões Especiais, com agentes da Segup (Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal), Susipe, Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, Polícia Civil (Grupo de Pronto Emprego, Delegacia de Polícia Especializada e Diretoria de Polícia Metropolitana), Detran, Prefeitura Municipal de Belém (Guarda Municipal e e Companhia de Transportes do Município de Belém).
Às 17h desta quinta-feira (19) será realizada uma coletiva para a imprensa na sede do Comando de Policiamento da Capital (Tv. Francisco Monteiro, bairro de Canudos) para a divulgação das parciais da Operação.



Criminologista da USP ministra
curso de pós-graduação da Susipe




Servidores da área de segurança pública estão dando continuidade à pós-graduação em gestão penitenciária oferecida pelo convênio entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e o Ministério da Justiça, por meio do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). O quarto módulo do curso tem como tema “teorias criminológicas” e está sendo ministrado pelo professor Alvino Augusto de Sá, da Universidade de São Paulo (USP), na Faculdade Estácio/ FAP.
Esta etapa traz aos alunos a discussão da criminologia e o seu estudo dentro das penitenciárias, capacitando-os para trabalhar, de maneira mais eficaz, as questões psicologias e sociais. Alvino de Sá, doutor em psicologia clínica, diz que o objetivo é passar a visão da educação mais dinâmica dentro do cárcere.
“O interesse dos alunos é surpreendente, eles buscam saber mais de como levar melhorias aos internos”, afirma o professor, que também elogia a gestão penitenciária do Estado. “Fico feliz em ser chamado para dar aula aqui. Fica claro que há interesse em aperfeiçoar a qualidade da gestão dentro da Susipe”, analisa.
Para os alunos, este módulo é importante porque gera novas informações e oportunidades para o crescimento profissional dos servidores. “As aulas trazem um enriquecimento e muitas experiências para trabalhar com mais eficiência com os internos”, comenta a assistente social da Divisão de Assistência Integrada da Susipe Régia Sarmento.
O psicólogo Hércio Teixeira, da Central de Triagem da Cidade Nova, diz que o curso é importante para trazer a discussão psicossocial entre todos os setores da Susipe. “O professor trouxe uma reflexão de como a assistência ao preso pode partir da integração dos diversos setores do sistema prisional e se tornar pauta de discussão no Senado Federal”, afirma.
O curso de pós-graduação tem carga horária de 378 horas, dividida em 23 matérias, com duração de doze meses, tudo de acordo com as exigências da grade curricular exigida pelo Depen.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe



Pagamento dos servidores
começa na próxima quarta-feira

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) divulgou nesta quinta-feira, 19, o cronograma de pagamento dos funcionários públicos estaduais. O salário dos servidores começará a ser pago na próxima quarta-feira, 25, prosseguindo até o dia 30 de abril. A folha contemplará primeiramente os pensionistas militares e civis, em seguida será a vez dos inativos civis e os que recebem pensões especiais. A remuneração será feita na seguinte ordem:
Dia 25 (quarta-feira) - Inativos militares e civis, e pensionistas civis e especiais (Sead)
Dia 26 (quinta-feira) - Auditoria, Casa Civil, Casa Militar, Consultoria Geral, Defensoria, Gabinete do vice-governador, Procuradoria Geral, NAF, NGTM, Secretarias Especiais, Sepaq, Secti, Sead, Sefa, Sepof, Sagri, Sema, Secult, Sedurb, Seel, Seicom, Sejudh, Seop, Sespa, Seter, Seas, Setran e Secom
Dia 27 (sexta-feira) – Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, CDI, Ceasa, Cohab, Centro de Perícias Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, Fundação Carlos Gomes, FCPTN, FCV, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clinicas, Hospital Ophir Loyola, Hemopa, IAP, IMEP, Iasep, Igeprev, IOE, Iterpa, Jucepa, Paratur, Prodepa, Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor, Idesp e Loterpa
Dia 30 (segunda-feira) – Seduc capital e interior

Texto:
Amanda Engelke-Secom



Jucepa informa mudança
no horário de atendimento

A Junta Comercial do Estado do Pará vem passando por reformas para modernização do seu prédio sede e informa aos usuários que o atendimento externo, nos dias 19 e 20, será encerrado às 14h, devido a obra de restauração do forro de gesso na sede do órgão.




Fundação Tancredo Neves
representa Pará em Feira
do Livro na Colômbia

Começou no último dia 16 a 25ª edição da Feira Internacional do Livro de Bogotá, na Colômbia, considerada um dos maiores eventos literários da América do Sul. Este ano a programação tem o Brasil como convidado de honra, além de contar com a participação de diversos autores e artistas brasileiros. O Pará também garante presença no evento compondo a delegação do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas do Brasil, por meio dos gestores da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves.
O diretor de Leitura e Informação da FCPTN, Sérgio Massoud, e o secretário do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Pará, Guilherme Relvas, participam do “Colóquio de Biblioteca Pública e Biblioteca Escolar”, nesta quinta-feira, 19, a convite do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas. Para Guilherme Relvas, a experiência da Biblioteca Arthur Vianna tem muito a acrescentar nos debates do evento, que enfocam o sistema de intercâmbio do livro e da leitura. “O Sistema Nacional de Bibliotecas está levando algumas coordenações estaduais para participar desse momento, não só pra aprender com a experiência deles, mas apresentar a nossa experiência brasileira também”, comentou Guilherme.
Além de levar o conhecimento das bibliotecas e da literatura na Amazônia, os gestores da Fundação Tancredo conhecerão o BibloRed, o sistema de bibliotecas de Bogotá, que funciona em instalações grandiosas que guardam um enorme acervo bibliográfico além de teatros, cinemas e outros espaços de cultura. “Eles têm uma forma de atuar que é referência no mundo todo”, destacou o secretário do Sistema de Bibliotecas do Pará.
A abertura da Feira do Livro de Bogotá contou com a participação da ministra da Cultura do Brasil, Ana de Hollanda, que esteve acompanhada do presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos. A programação prossegue até o dia 1º de maio e conta com diversos autores brasileiros em suas mesas de debate, como Marina Colasanti, Zuenir Ventura, Ziraldo, entre outros. Serão discutidos assuntos como as políticas públicas sobre a leitura no Brasil, escritores, livros, cultura em geral e até as teledramaturgias brasileiras.
Bogotá foi eleita, em 2007, a Capital Mundial do Livro pelas suas numerosas iniciativas em prol da promoção da leitura e pela forte participação de setores públicos e privados na na produção literária. Este ano o título ficou com a cidade de Everan, na Armênia.

Texto:
Hélio Granado-FCPTN



Sema participa da I Jornada
dos Povos Indígenas

“Etnoeconomia e sustentabilidade: novas formas de desenvolvimento para sociedades indígenas da Amazônia” foi o tema da palestra apresentada pelo economista Carlos Pacheco de Vilhena, técnico da Gerência de Gestão de Terras Indígenas da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), durante a I Jornada dos Povos Indígenas com a Estácio (FAP), realizada nesta quinta-feira (19), Dia Nacional do Índio.
O evento, promovido pela FAP (Faculdade do Pará/Estácio), visa um intercâmbio entre os estudantes e os povos indígenas, com a transmissão de informações da cultura tradicional e o desenvolvimento e a integração do ensino com a sociedade.
Dividida em tópicos, a palestra destacou a importância da biodiversidade da Amazônia para o equilíbrio do clima no planeta, a sustentabilidade e as regras de um mercado econômico diferenciado para a produção indígena. Estudantes de Publicidade e Jornalismo discutiram alternativas de investimentos em marketing, fluxos de comercialização, inserção de produtos no mercado nacional e internacional e estratégias de publicidade com a valorização dos recursos naturais.
Um dos exemplos de sucesso de um produto feito pelos índios é a pimenta em pó, que mesmo com a concorrência de outras especiarias mantém-se em alta no mercado. Cultivada pelos índios Wai Wai, comunidade indígena do oeste do Pará, as pimentas são secas, moídas e embaladas para comercialização. Os alunos e os índios presentes ao evento ainda assistiram a filmes e à exposição de fotos alusiva à data.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema



Defensoria Pública implanta
Núcleo Especializado da Família

A Defensoria Pública do Estado do Pará anunciou, na última segunda-feira, 16, o Lançamento do Núcleo de Atendimento Especializado à Família - NAEFA. Para dar início às atividades da nova unidade, o órgão promoverá os Ciclos de Direito de Família, que tem como objetivo promover a reflexão acerca de temas atuais relativos a esse ramo do Direito Civil. Os primeiros temas a serem trabalhados no Núcleo sob o ponto de vista da defesa dos direitos fundamentais serão o perfil constitucional da família e a guarda inerente ao poder familiar. O Ciclo de Direito de Família ocorrerá nesta sexta-feira, 20, às 15h, no auditório do prédio-sede da Defensoria Pública, e terá como temas principais: as Entidades Familiares e a União homoafetiva.



Viseu terá casa de farinha mecanizada

Até o fim deste semestre, o escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) em Viseu, na região do Guamá, inaugurará a primeira casa de farinha mecanizada do município, para usufruto e gestão comunitárias da Associação dos Micro e Pequenos Trabalhadores do Carrapatinho (AMPTC), onde 100 famílias vivem do cultivo de mandioca e feijão caupi. O projeto, orçado em mais de R$ 100 mil, tem parceria da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), Banco do Brasil e Prefeitura.
A capacidade de beneficiamento da estrutura, de quase 400 metros quadrados, ultrapassará, por semana, três toneladas e meia de farinha – vinte vezes mais do que os produtores costumam conseguir nas casas de farinha artesanais. O aumento da produção deve ser absorvido também pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), sendo vendido para a Prefeitura, de modo a compor a merenda de colégios municipais. “A mecanização permite não só alta produtividade: a farinha produzida tem mais pureza e qualidade”, explica o engenheiro agrônomo Osmar Filho, chefe do escritório local da Emater.
Ainda como investimentos na mandiocultura, em fevereiro deste ano, a Emater em Viseu intermediou a liberação de R$ 450 mil, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Banco da Amazônia (Basa), para 180 famílias de duas comunidades, Fernandes Belo e São Miguel.

Texto:
Aline Miranda-Emater



Concurso de curtas de
animação é lançado no IAP

“A Onda – Festa na Pororoca”, “Admirimiriti”, “A Revolta das Mangueiras” e muitos outros. Não é de hoje que a animação ocupa um lugar de destaque no audiovisual paraense. Para estimular esse segmento, a Rede Cultura de Comunicação, em parceria com o Instituto de Artes do Pará (IAP), lança nesta sexta-feira, dia 20, o Culturanimação, I Concurso de Apoio à Produção de Curta-Metragem de Animação para Interprogramas da TV Cultura e Portal Cultura.

O lançamento será às 18h30, no teatrinho do IAP (Praça Justo Chermont, 236, Nazaré). Na ocasião serão exibidos quatro curtas de animação: o pioneiro “A Onda”, de Cássio Tavernard; “Muragens – Crônicas de um Muro”, de Andrei Miralha; “Visagem?”, de Roger Elarrat; e “Voa Japiim, Voa”, de Jhames Sousa.

Indaiá Freire, coordenadora do concurso, explica que, além de incentivar a realização de curtas de animação, o objetivo é fomentar o debate sobre o tema e a teledifusão de obras de audiovisual de animação inéditas de realizadores independentes do Pará. O edital, publicado no Diário Oficial do Estado no último dia 10, está disponível no site do IAP e no Portal Cultura.

Serão selecionados cinco projetos, cada um com três propostas inéditas de curtas, dentro dos seguintes temas: Meio ambiente (água, lixo, preservação da natureza), Cultura de Paz, Tolerância (racial, religiosa, sexual), Memória (patrimônio público ou personalidades da cultura paraense), Amazônia e Infância/Adolescência. Cada animação deverá ter um minuto de duração.

Cada projeto contemplado receberá R$ 18 mil (dezoito mil reais) e os curtas serão lançados durante a XVI Feira Pan-Amazônica do Livro e exibidos na grade de programação da TV Cultura e também no Portal Cultura.

Inscrições
Podem participar autores/realizadores residentes e domiciliados no Pará com no mínimo dois anos de permanência. As inscrições podem ser realizadas até dia 24 de maio, através dos Correios ou pessoalmente, na sede da TV Cultura (Av. Almirante Barroso, 735, Bairro do Marco – CEP: 66093-020), no horário de 9h ao meio-dia e de 14h às 17h.

Oficina
Para os interessados em participar do concurso, será realizada uma oficina, na sede do IAP, de 4 a 6 de maio, com a presença de dois realizadores de renome nacional: Luciana Druzina, coordenadora nacional do Dia Internacional da Animação; e Márcio Moraes, produtor, diretor, animador e professor de animação em duas universidades do Distrito Federal. Durante a oficina será abordada a produção de séries animadas para TV e o mercado nacional e internacional de animação.

Serviço:
Lançamento do CulturAnimação – I Concurso de Interprogramas de Animação. Nesta sexta-feira, dia 20, às 18h30, no teatrinho do Instituto de Artes do Pará (IAP – Praça Justo Chermont, 236, ao lado da Basílica). Mais informações: 4005-7746/ 4006-2924 e nos sites www.portalcultura.com.br e www.iap.pa.gov.br.

Texto:
Márcia Carvalho-Funtelpa



Incubadora da Uepa inscreve para
cursos de empreendedorismo

A Rede de Incubadora de Empresas (Ritu) da Universidade do Estado do Pará (Uepa) realiza ao longo desta e da outra semana cursos sobre a temática de empreendedorismo em Belém e no município de Paragominas. A capacitação em "Informática para o empreendedor”, que acontece de 23 a 27 de abril, ainda está com inscrições abertas. Os interessados devem, primeiramente, fazer a pré-inscrição no http://www.uepa.br/paginas/empreenda. Para confirmar a participação nas atividades escolhidas, o pagamento da taxa a de inscrição no valor de R$ 20 poderá ser feito na sede da Ritu, em Belém, ou no dia do evento. Para todos os cursos serão emitidos certificados. Confira a tabela de cursos e mais informações:(91) 3276-9511 - Ramal 217 |ritu.uepa@gmail.com



Campus da Uepa em Redenção oferta
Estudos Linguísticos e Análise Literária

O Centro de Ciências Sociais e da Educação (CCSE), da Universidade do Estado do Pará, inscreve entre 26 de março e 4 de maio ao processo seletivo para o curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Estudos Lingüísticos e Análise Literária, que será ministrado no município de Redenção. São 50 vagas ofertadas a graduados em Letras e áreas afins. Os interessados devem se inscrever no endereço www.fadesp.org.br (é cobrada uma taxa de R$ 50) e entregar a documentação descrita no item III ("DA INSCRIÇÃO") do edital no campus XV da instituição, localizado em Redenção - Rua Mato Grosso, 137, Alto Paraná, telefone (94) 3424-1655.

O curso tem carga de 405 horas/aula e será desenvolvido em regime intervalar, com início previsto para junho deste ano. Para concluí-lo, o aluno deverá elaborar e defender um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), orientado por professores envolvidos nas atividades dessa pós-graduação. Serão concedidas 10% do total de vagas sob forma de bolsas de estudo, destinadas, em ordem de prioridade, para professores e técnicos-administrativos efetivos no exercício de suas funções e alunos egressos da Uepa.

A seleção é constituída de duas etapas eliminatórias: a primeira, a ser realizada entre 5 e 8 de maio, consiste na análise de Curriculum Lattes (comprovado) e seleção do Pré-Projeto de Pesquisa. A segunda, prevista para acontecer entre 10 e 11 de maio, consiste em uma entrevista realizada com os candidatos aprovados na fase anterior, conduzida por uma banca avaliadora indicada pela coordenação do curso. O resultado final deve ser divulgado em 16 de maio.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa



Defensoria Pública terá nova
Central de Atendimento

Está em ritmo acelerado a obra da nova Central de Atendimento ao Cidadão da Defensoria Pública do Pará, que funcionará no antigo prédio do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Ipasep), situado na rua Manoel Barata, nº 50. De acordo com o Defensor Geral, Antônio Roberto Cardoso, com a inauguração da nova Central, a instituição dará um passo definitivo para garantir o acolhimento necessário aos assistidos. “Com bastante espaço e conforto ambiental serão eliminadas as filas e haverá a redução do tempo de espera para que o assistido seja atendido. Para os defensores e servidores públicos, o novo prédio também trará melhores condições de trabalho”, ressaltou Cardoso.
A nova Central será construída em um edifício de 11andares, comportando 66 gabinetes simples e três gabinetes para conciliação. Possuirá também seis bancadas destinadas ao Disk Defensoria 129; uma biblioteca digital; três gabinetes para o Psicossocial; duas salas para a equipe técnica e três salas multiuso; um estacionamento rotativo; um refeitório para o servidor; um espaço de convergência no terraço, onde poderão ser realizados encontros e reuniões; um andar destinado às coordenações Cível, Criminal, Central de Flagrantes e Execução Penal; além de um ambiente para triagem, onde será realizado o primeiro atendimento. O orçamento da obra é de R$ 5.411.368,14 e o seu prazo de execução é de 10 meses.
Matéria: Kelly Beltrão.



Por-do-Som traz o espetáculo "Cantando
e Dançando com o Pará" nesta sexta

O espetáculo “Cantando e Dançando com o Pará” é a pedida desta sexta-feira, 20, na Estação das Docas. O projeto Pôr-do-Som dá continuidade à programação do mês de abril, trazendo todo o charme e alegria do Grupo Cheiro do Pará, que se apresenta a partir das 18h, a orla do Armazém 03. Músicos e dançarinos vão mostrar ao público alguns dos ritmos regionais, como o lundu, siriá, dança da angola, vaqueira e invernada, típicos da ilha do Marajó.
“Escolhemos, em média, 10 coreografias para mostrar na orla da Estação. E tem, ainda, o carimbó, que não pode faltar, afinal é uma das nossas maiores representações”, comentou Ana Suelly Martins, coordenadora do Grupo de Expressão Folclórica do Cheiro do Pará. "Este espetáculo é fruto de muito trabalho. Eu faço as pesquisas que fundamentam todas as danças, e monto a coreografias com base na história de cada uma. Mas é no carimbó que deixamos nossa marca. O Daniel Miranda, que é o nosso cantor, também compõe, o que faz com que o grupo tenha muitas músicas de carimbó e lundú em repertório próprio. O mesmo acontece com a confecção dos figurinos, que também é feito por nós”, detalhou a coordenadora.
Serviço:
Grupo Cheiro do Pará
Data: 20/04/2012 (Sexta-feira)
Horário: A partir das 18h
Local: Orla do Armazém 03, Estação das Docas
Entrada Gratuita

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000



Sinal de internet normalizado em Altamira

Prodepa informa que o sinal de internet em Altamira foi normalizado no final da manhã desta quinta-feira, 19.



Servidores da Jucepa participam de palestra

O Procurador Chefe da Jucepa, Fernando Velasco Júnior, vem realizando palestras em diversas instituições, tanto na capital como no interior do estado, para mostrar a importância do papel da Jucepa no Pará. O projeto também é direcionado para os servidores da autarquia e na última terça-feira, 17, incluiu também uma abordagem sobre a Lei 12.441/2011, que criou a Eireli.
A iniciativa foi da Gerência de Projeto de Depuração de Banco de Dados (DBD), coordenado pela servidora Socorro Porto. na Unidade eles recebem processos tanto das coordenadorias como da própria sede e os 25 colaboradores lotados no setor tiveram a oportunidade de aprimorar mais seus conhecimentos sobre a instituição. A iniciativa conta o apoio do presidente da Junta, Artur Tourinho. Para a gerente Socorro Porto, a ação foi muito relevante "porque temos funcionários e estagiários novos que agora passaram uma visão geral do órgão".



Prodepa informa queda do sinal
de internet em Altamira

Nesta quarta-feira, 18, por volta das15h, o fornecimento da concessionária de energia foi interrompido em Altamira, o que tirou do ar o NavegaPará na cidade. Com o reestabelecimento da energia, a Prodepa constatou que os equipamentos não voltaram a funcionar. A Prodepa já está trabalhando para que os serviços sejam reestabelecidos no menor espaço de tempo possível.



Fasepa realiza oficina sobre
Sinase para equipe técnica

A Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa) realiza a oficina de instrumentalização do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo do Pará (Sinase), com a participação de técnicos da fundação e também na Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa). A ação é realizada pelo eixo família da Diretoria de Assistência Social (DAS) e tem como objetivo aprimorar os funcionários na operacionalização das diretrizes do Sinase, que hoje é Lei Federal. A oficina está sendo realizada na Prodepa nesta quinta-feira, 19, e na sede administrativa da Fasepa nesta sexta-feira, 20, sempre a partir das 9h.




NOTAS PARA AGENDA CULTURAL: CINE OLYMPIA

Mostra Cultura de Documentários. Dia 20/4: “Saudade da minha Terra”, de Nélio Palheta e Aladim Júnior. Dia 21/4: “Camisa de 11 Varas”, de Walério Duarte. Sessões às 18h30, com entrada franca. Em maio, nova programação, de 22 a 27. Mais informações: www.portalcultura.com.br.
CONCURSO DE CURTAS
Lançamento do CulturAnimação – I Concurso de Interprogramas de Animação. Dia 20, sexta-feira, às 18h30, no teatrinho do Instituto de Artes do Pará (IAP – Praça Justo Chermont, 236, ao lado da Basílica). Mais informações: 4005-7746/ 4006-2924 e www.portalcultura.com.br.




Operação Sentinela do Norte ocupa as ruas de Belém
O Sistema Estadual de Segurança Pública realiza, nesta quinta-feira, 19, a partir das 8h30, a operação Sentinela do Norte. Ela consiste em uma série de ações integradas dos órgãos do Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, que alcançarão toda a capital paraense, no combate à criminalidade.
A operação Sentinela do Norte resume-se no aumento do emprego de agentes das instituições componentes do Sistema de Segurança Pública na área correspondente aos bairros da capital, efetuando as ações "Barreira", "Saturação" e "Incursão", conforme dados coletados e fornecidos pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal da Segup e da Seção Estratégica do Comando de Policiamento da Capital. Ela tem como missão intensificar o patrulhamento nas ruas da cidade, aumentando o poder de fiscalização da operação com a presença de órgãos estaduais e municipais de trânsito, realizando abordagens de veículos e pessoas.
As barreiras, assim como o trabalho de saturação e incursão, ocorrerão simultaneamente em todos os bairros de Belém, incluindo Outeiro e Icoaraci. Todas as ocorrências serão encaminhadas à delegacia de Polícia Civil da área. O posto de comando integrado será instalado no quartel do Comando de Policiamento da Capital – CPC, localizado na travessa Francisco Monteiro, no bairro do Marco. Onde haverá uma equipe do CPC Renato Chaves de prontidão, a fim de atender demandas referentes a verificação de documentos de identidade e chassis adulterados. A Sentinela do Norte será comandada pelo tenente coronel Hilton Celson Benigno de Souza, comandante do policiamento da capital.



Representantes da Secretaria Nacional
de Direitos Humanos visitam a Sejudh

O secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Brasil Júnior, e o coordenador estadual de Monitoramento de Direitos Violados, Sandro Andrade, receberam, na tarde da última quarta-feira, 18, a visita de representantes da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR). O grupo está em Belém buscando a parceria do governo estadual para a implantação de um Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos.
"Essa reunião permitiu a definição de vários ajustes nos convênios existentes entre a SDH e o Estado. Todos os esclarecimentos que procuramos fazer e obter dos governos destinam-se a garantir que as pessoas assistidas por algumas dessas políticas públicas ou por programas de proteção tenham um atendimento ainda mais qualificado”, afirmou a secretária nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, Salete Camba.
Brasil Júnior relatou aos visitantes as principais ações e programas voltados à promoção da cidadania que vem sendo executados pelo Governo do Estado. “O Programa Pró Paz Cidadania Presença Viva é um bom exemplo de que o trabalho integrado pode produzir excelentes resultados. Reunindos vários órgãos estaduais em uma ação itinerante, o programa vem percorrendo o arquipélago do Marajó e já realizou mais de 450 mil atendimentos à população. A Praça da Diversidade, que busca aproximar públicos e enfrentar a homofobia, e a primeira Semana Estadual do Bebê, também são algumas das medidas que têm feito a diferença neste governo”, explicou Brasil.
“A reunião nos deus uma grande oportunidade para estreitar relações com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e mostrarmos para eles o viés da segurança pública. A vinda desses representantes é muito salutar e faz com que eles vivenciem a nossa realidade e vejam o quanto estamos empenhados na causa dos Direitos Humanos”, avaliou o assessor da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup), Cinélio Ferreira.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh



Socioeducandos da Fasepa iniciam
curso de capacitação no Apoena

Está sendo realizado até o dia 4 de maio, no Centro Cultural Arte, Lazer e Desporto Apoena, em Ananindeua (PA), o Projeto de Profissionalização “Montagem e manutenção de Microcomputadores”, que tem como objetivo promover a socioeducação, através de práticas que possibilitem a capacitação e a qualificação dos jovens para o mercado de trabalho. O projeto é realizado pela Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), com o apoio do Movimento República de Emaús. O Apoena dispõe de um laboratório de manutenção e um centro de recondicionamento de micros, além de um Infocentro, onde está sendo realizada parte dos cursos.
As aulas acontecem três vezes por semana e estão divididas em dois períodos, manhã e tarde. Ao todo, participam cerca de 30 alunos, entre socioeducandos e membros da comunidade. Os cursos estão separados em três módulos (Noções de Eletricidade e Eletrônica, Sistemas Operacionais e Montagem e Manutenção de Micros), com carga horária total de 45h.
O estudante de Física da Universidade Federal do Pará (UFPA) e um dos professores do curso, Walber Pinheiro, se diz surpreso e muito motivado em relação ao andamento das aulas, já que a procura foi grande e nem todo mundo pode garantir uma vaga. “A gente observou que este curso está causando realmente uma expectativa muito positiva, tanto na questão do aprendizado teórico-tecnológico, quanto à prática da capacitação profissional".
“O projeto surgiu a partir de um programa do governo federal de recondicionamento de computadores obsoletos. Para que estes possam desempenhar determinadas atividades damos um 'up-grade' e eles poderão ser usados por outras autarquias ou pela própria comunidade em centros comunitários”, diz o professor.
Garantia de Direitos
De acordo com a gerente em exercício do Centro Cultural Apoena, Angela Barros, todos os cursos, atividades e oficinas são cuidadosamente elaborados para atender as necessidades dos jovens para o mercado do trabalho, associado ao lazer, sem perder de vista o convívio saudável entre servidores, os socioeducandos e seus familiares e a comunidade.
“É importante estabelecer uma relação de respeito e cumplicidade mútua com toda a comunidade socioeducativa, isto é, todos que estão diretamente ou indiretamente envolvidos com a socioeducação. A sociedade, a família, nós enquanto servidores, o Estado; para que possamos concretizar e operacionalizar de fato um atendimento qualificado a esses jovens”, reflete Angela.
Um dos jovens que cumpre medida socioeducativa na Fasepa há três meses e que não terá o nome divulgado, diz que espera que através da educação e o acesso à informação, possa mudar a sua vida. “Vai servir muito pra mim lá fora, continuar estudando e me qualificando para tentar conseguir um bom emprego”, enfatiza o jovem.

Texto:
Alberto Passos-Fasepa



Nota oficial Devisa/Sesma
AOS BATEDORES DE AÇAÍ DA CAPITAL

A Secretaria Municipal de Saúde – Sesma informa que o Departamento de Vigilância Sanitária – Devisa, encerrou o período de orientação para os batedores de açaí da capital.
 O Devisa esclarece que, desde junho de 2011, vem realizando cursos de capacitação para os batedores se adequarem às normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, mas não recebe a devida resposta dos batedores no sentido deles participarem dos cursos e irem até o Departamento solicitar a licença de funcionamento.
 O Devisa informa ainda que a partir de agora o procedimento será punitivo, fiscalizando, interditando e fechando os estabelecimentos que não cumprirem tais normas.
 O Devisa ressalta ainda que está participando regularmente de reuniões com o Ministério Público Estadual e outras instituições de interesse, informando a situação. O Devisa garante que já está fiscalizando pontos de venda de açaí para posteriores licenciamentos de 2012.



Liandro Brito



Adepará participa do lançamento da
Plataforma de Gestão Agropecuária

A Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) lançou quarta-feira (18), em Brasília, a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), sistema que vai controlar a movimentação do rebanho em todo país brasileiro. A ferramenta pública de interação e tecnologia da informação envolve a agropecuária e também fortalece o centro operacional, oferecendo mais transparência na criação dos animais e transporte nos 27 Estados do Brasil.
Os Estados do Pará, Espírito Santo e Rio de Janeiro são os mais avançados para a implantação do novo sistema, porque já usam ferramentas como a Guia de Trânsito Animal eletrônica, o Cartão do Produtor, o Sistema Brasileiro de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov) e o Sistema de Informações Gerenciais do Sistema de Inspeção Federal e Estadual.
Segundo a presidente da CNA, a PGA é um sistema de dados único, que interliga todos os Estados da Federação com as informações agropecuárias, dando ao setor produtivo acesso aos dados em tempo real. A plataforma garante agilidade na coleta de informações sobre o trânsito de bovinos e a integração de vários sistemas de controle, inclusive sanitário. Os registros dos Estados devem ser integrados ao sistema em até 60 dias.
Para o diretor geral da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Mário Moreira, o Estado une forças para sair na frente nesse trabalho. O vice-presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), Waldemir Moka, disse que a plataforma é a maior gestão agropecuária do mundo. “Vamos abrir muito o nosso volume de exportação dos produtos brasileiros”, observou.
Os principais benefícios da PGA são a elaboração de políticas públicas com maior eficiência, interligando produtores; a agilidade das informações agropecuárias; a facilidade de se encontrar dados; a redução dos discursos extensos; e facilidade na emissão do e-GTA, com mais segurança. O Brasil está dando um grande passo no desenvolvimento do setor produtivo com a CNA e federações de agricultura de todos os Estados, pontuou.

Texto:
Andréa Ferreira-Adepara













Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...