Total de visualizações de página

quarta-feira, novembro 07, 2012

DESTAQUE: FUNTELPA abre oportunidade de ganho de dinheiro










Funtelpa credencia profissionais para captação de verbas publicitárias
A partir desta quarta-feira (7), a Fundação Paraense de Radiodifusão (Funtelpa) credencia profissionais (pessoas físicas) para captação de verbas publicitárias. O edital de credenciamento completo está disponível no Diário Oficial desta quarta-feira, que pode ser lido na íntegra no site da Imprensa Oficial do Estado CLIC AQUI E CONFIRA (www.ioe.pa.gov.br).
Poderão participar do credenciamento liberais autônomos, com experiência comprovada em atividades relacionadas à captação de recursos, devidamente habilitados, com idoneidade econômico-financeira. Os interessados devem entregar documentação especificada no edital de credenciamento, até o dia 6 de dezembro, das 8h30 às 17h30, no prédio da Funtelpa, localizado na Av. Almirante Barrroso, em Belém.
As verbas de que trata o edital poderão oriundas de intidades públicas e privadas, para veiculação na forma de apoio cultural, patrocínio e produção de programas exibidos pela TV Cultura, Rádio Cultura FM, Rádio Cultura Ondas Tropicais, além do Portal Cultura.

Texto:
Carlos Gondim-Secom
Fone:  / (91) 8415-6866
Email: chgmidia@gmail.com





Inscrições para oficinas da Fundação Curro Velho começam nesta quinta
Começa nesta quinta-feira, 08, e encerra no dia 14 de novembro o período de inscrições para oficinas da Fundação Curro Velho. Entre as atividades ofertadas estão Desenho Animado, Desenho de moda, Miniaturas em miriti, Pintura e colagem, Iniciação ao ensaio fotográfico, Fotografia 3D, Fundamentos do Desenho, Desenho e gravura e Papel reciclado.
O aluno da rede pública de ensino está isento da taxa de inscrição e os demais pagam uma taxa de 20 reais. As oficinas serão ministradas de 19 de novembro a 07 de dezembro, na sede da Fundação Curro Velho, no bairro do Telégrafo. Informações pelos telefones (91) 3184-9100 e 8895-1334.  


“Alta Fidelidade” abre mostra de filmes românticos no Centur
O Cine Líbero Luxardo, do Centur, abre nesta quinta-feira (8) a mostra “Muito Mais que Uma Comédia Romântica - Ciclo de Filmes Atuais sobre o Amor e seus Dramas”. O ciclo de filmes será realizado durante todo o mês de novembro, com sessões de quinta-feira a sábado, às 19h, na Fonoteca Satyro de Mello (devido à reforma do Líbero). A entrada é franca, mas os ingressos devem ser retirados na bilheteria do cinema.
“Alta Fidelidade”, “Embriagado de Amor”, “Dois Dias em Paris” e “500 Dias com Ela” são os filmes que serão exibidos durante essa programação especial feita para os românticos. Os filmes de amor nem sempre são os favoritos do público masculino, mas para alguns cinéfilos, se as produções conseguirem abordar o tema de um jeito mais profundo e menos “meloso”, podem sim ganhar o coração dos rapazes.
“Não gosto da maioria dos filmes com temáticas de amor, mas esses têm um diferencial, porque tratam o tema de forma diferente, não é só aquela coisa melosa. Chegam a ser bem realistas e maduros”, avalia o estudante Rafael Monteiro.
Para a estudante Luana Coelho, a presença de outros debates, além do amor, faz toda a diferença.“Tenho uma atração esquisita pelo ‘Dois Dias em Paris’. É especial a forma como ele mostra algumas relações familiares entre as personagens e o conflito de gerações”, diz.
“500 Dias com Ela” e “Alta Fidelidade” são filmes carregados de referências musicais e de cultura pop. A artista Larissa Gitirana, que confecciona camisas alternativas sobre filmes, bandas e ícones da cultura pop, informa que é grande a procura por camisetas desses filmes, principalmente de “Alta Fidelidade”, pela identificação que as pessoas têm com o fato de criarem listas de música para se lembrar de seus grandes amores.
“As pessoas se identificam com a paixão que o personagem principal tem pela música e com as frustrações dele. Muita gente, depois que viu o filme, teve vontade de fazer algumas ‘top fives’ de suas vidas”, conta Larissa.
A mostra faz parte do projeto Plano Sequência, realizado pelo Líbero Luxardo. A Fonoteca Satyro de Mello funciona no quarto andar do Centur.
Confira a programação:
De 8 a 10/11 – Alta Fidelidade (“High Fidelity”, Stephen Frears, EUA, 2000, 113')
De 15 a 17/11 – Embriagado de Amor (”Punch-Drunk Love”, Paul Thomas Anderson, EUA, 2002, 95')
De 22 a 24/11 – Dois Dias em Paris (”2 Days in Paris”, Julie Delpy, FR/ALM, 2007, 96')
De 29/11 a 01/12 – 500 Dias com Ela (“(500) Days of Summer, Marc Webb, EUA, 2009, 95')
Serviço
A mostra “Muito Mais que Uma Comédia Romântica” será aberta nesta quinta-feira (8), às 19h, na Fonoteca Satyro de Mello (quarto andar do Centur). Entrada franca. Ingressos disponíveis uma hora antes de cada sessão, na bilheteria do Cine Líbero Luxardo.

Texto:
Luiz Flávio-FCPTN
Fone: (91) 3202-4391 / (91) 8814-3364/9144-4225
Email: lfmcosta@gmail.com





 Feira comercializa peixes com 10% de desconto neste sábado
A Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq) realiza neste sábado (10) mais uma edição da Feira do Pescado, que comercializará peixes com preços cerca de 10% mais baratos do que o mercado oferece. A feira será montada no Centur e poderá ser visitada das 8h às 14h.
Entre as tradicionais espécies vendidas, estão a sardinha inteira (R$ 7 o quilo), o xaréu com cabeça (R$ 3 o quilo), o filé de pescada branca (R$ 13 o quilo), o filé de dourada (R$ 13 o quilo) e o filé de pescada amarela (R$ 20 o quilo). Alguns produtos considerados nobres também estarão à venda, como é o caso do camarão sem cabeça (tamanho G, R$ 35 o quilo), o filé do bacalhau dessalgado (R$ 23 o quilo) e o bacalhau salgado e desfiado (R$ 23 o quilo).
Nesta edição, ainda estará em promoção o camarão descascado tamanho G, com o preço de R$ 30 o quilo. A Sepaq, desde o começo do ano, realiza pelo menos uma feira com preços populares por mês, para incentivar o consumo do pescado no Estado. Além do pagamento à vista, os consumidores também terão a opção de pagar suas compras usando cartões de crédito.
Em dezembro, mais uma feira será realizada no dia 22. Será a Feira do Pescado especial de Natal, para quem quiser fazer uma ceia natalina saudável e com produtos de boa qualidade.

Texto:
Anna Carla-Sepaq
Fone: (91) 3241-2545 / (91) 8157-5767
Email: anna.ascom@gmail.com





Projeto vai integrar órgãos governamentais para prevenção de mortes no trânsito no Pará
Nesta quinta-feira, 8, será lançado em Belém o Projeto Vida no Trânsito, que tem origem na iniciativa da organização internacional Bloomberg de Segurança Viária, com o objetivo de subsidiar gestores nacionais no fortalecimento de políticas de prevenção de lesões e mortes no trânsito por meio da qualificação, planejamento, monitoramento, acompanhamento e avaliação das ações, por um período de cinco anos.
Os acidentes envolvendo veículos automotores estão entre as principais causas de mortes no Brasil e no mundo. De acordo com o Sistema de Informação sobre Mortalidade, do Ministério da Saúde, em 2010 o trânsito fez 40.610 vítimas fatais em todo país, sendo 147 somente na capital paraense. Atento a essa estatística, o Brasil aderiu, nesse mesmo ano, ao Projeto Vida no Trânsito. “Infelizmente, no Brasil os acidentes estão diretamente ligados ao comportamento dos condutores. De nada adiantam as regras e leis de trânsito, se no dia a dia eles não adotarem uma conduta responsável”, ressalta Carlos Valente, coordenador de Planejamento do Detran/PA.
No Pará o projeto é desenvolvido de forma integrada pelos órgãos de segurança pública e de saúde: Departamento de Trânsito do Estado do Pará, Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel), Secretaria de Urbanismo (Seurb) e Universidade do Estado do Pará, além de represententes das Prefeituras de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e dos governos dos Estados do Tocantins e Minas Gerais.
Para Hélio Franco, secretário de Saúde do Pará, a inciativa é muito bem vinda e tem tudo para dar certo. "Há muito tempo que vínhamos lutando para que houvesse uma integração entre os órgãos, nas diferentes esferas, que proporcionasse um debate sobre essa questão da violência no trânsito. E esse projeto vai além das ações defensivas e preventivas, porque procura avaliar as causas na sua origem, ou seja, nas relações humanas que refletem um comportamento ofensivo ou imprudente”.
Durante a apresentação do projeto Vida do Trânsito, que acontece no Hotel Beira Rio, será lançado também o Seminário de Lançamento da Década pela Segurança Viária 2011-2020, em que será assinado um Termo de Compromisso que prevê a elaboração de um Plano Único de Ações a serem desenvolvidas de forma integrada, com o objetivo de reduzir a ocorrência de acidentes e mortes no trânsito.

Texto:
Edson Matoso-Detran
Fone: (91) 3214-6262 / (91) 9100-0495
Email: asdecom@detran.pa.gov.br




Nota Fiscal Cidadã inicia cadastramento no dia 12
Na próxima segunda-feira (12), inicia o cadastramento de consumidores e contribuintes no Programa Nota Fiscal Cidadã. O consumidor deverá informar, no ato do cadastramento, nome, identidade, CPF e conta bancária que será utilizada para o depósito dos prêmios, caso este seja contemplado. Para se cadastrar, será necessário aceitar o regulamento do sorteio.   
O Nota Fiscal Cidadã é um programa do Governo do Pará que incentiva a cidadania fiscal e vai realizar sorteios com premiação em dinheiro. Você pode pedir as notas e cupons fiscais com seu CPF/CNPJ para participar. Até dezembro, serão válidos documentos fiscais emitidos em Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Marabá e Santarém. A partir de janeiro, valerão os documentos fiscais emitidos em todo o Estado.
A cada R$ 100 em compras o consumidor terá direito a um bilhete eletrônico para concorrer ao sorteio de dezembro.  No site da Nota Fiscal Cidadã (www.sefa.pa.gov.br/nfc)) será possível obter as informa


Secretaria de Assistência Social inscreve entidades para conselho estadual
A Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) inscreve até o dia 22 deste mês entidades da sociedade civil para solicitação de habilitação no processo eleitoral de eleição, para composição do Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas). O edital completo está disponível no Diário Oficial desta quarta-feira, 7, e pode ser acessado no endereço www.ioe.pa.gov.br.
As inscrições devem ser encaminhadas à Comissão Eleitoral, no endereço: avenida Marquês de Herval, nº 2411, na Secretaria Executiva, mediante protocolo, em horário comercial, nos dias úteis.
A assembleia de eleição será realizada no dia 10 de janeiro de 2013, em Belém. O prazo para as entidades não governamentais indicarem o nome dos representantes, titulares e suplentes, vai até o dia 17 de janeiro. A posse da nova gestão ocorrerá em 31 de janeiro.
Mais informações podem ser obtidas no local ou pelo telefone (91) 3233-2471 ou e-mail ceas_pa@yahoo.com.br.

Texto:
Carlos Gondim-Secom
Fone:  / (91) 8415-6866
Email: chgmidia@gmail.com


Secti lança segunda edição da Revista Ver-a-Ciência
Já está disponível no site www.veraciencia.pa.gov.br a versão eletrônica da revista quadrimestral Ver-a-Ciência, que busca dar visibilidade à produção científico-tecnológica paraense e às iniciativas voltadas à inovação na Amazônia. Editada pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), a publicação é composta por artigos, reportagens e outras seções produzidas por pesquisadores e jornalistas de diversas instituições da área no Estado.
Nesta segunda edição, os parques tecnológicos são o tema da reportagem de capa, que apresenta os projetos de desenvolvimento dos três parques paraenses nos municípios de Belém, Santarém e Marabá. Outros assuntos abordados em reportagens são a aplicação de tecnologias sociais no estado do Pará e o cultivo bem sucedido de clones de cupuaçu resistentes a doenças. Pesquisas com células-tronco no Brasil e no Pará; a inclusão digital de povos da Amazônia, a economia gerada pela comercialização de produtos florestais não madeireiros,e a ecologia e a antropologia na distribuição das castanheiras em solo paraense são assuntos dos artigos publicados.
“A revista Ver-a-Ciência traz, nesta edição, artigos e reportagens que conduzem o leitor a uma reflexão instigante e que aponta horizontes comuns para todos aqueles comprometidos com o futuro de uma região que ainda se constitui como o maior desafio brasileiro do século XXI”, ressalta o titular da Secti, Alex Fiúza de Mello. O edital para colaboração por meio de artigos e fotos está aberto e é de fluxo contínuo. Podem colaborar pesquisadores, estudantes, educadores, técnicos e demais interessados. Quem deseja texto ou fotos publicados na terceira edição pode enviar artigo até 17/12/2012 para o e-mail revistaveraciencia@gmail.com.
A edição completa da Revista Ver-a-Ciência e as normas de submissão estão disponíveis no site da revista (www.veraciencia.pa.gov.br). Mais informações pelo telefone (91) 4009-2514 e pelo email: revistaveraciencia.pa.gov.br.

Texto:
Ana Carolina Pimenta-Secti
Fone: (91) 4009-2514 / (91) 8146-6642
Email: carolpimenta@secti.pa.gov.br




Idesp realiza o workshop “Observatório Belo Monte”
O Idesp realiza no dia 13 deste mês, a partir das 8h30, o workshop “Observatório Belo Monte: uma contribuição para o planejamento e o desenvolvimento da região do Xingu”, no qual ocorrerá a assinatura de Acordo de Cooperação Técnica entre o instituto e outros órgãos, além de palestras sobre o papel do Idesp no planejamento do Estado, os cenários do aproveitamento hidrelétrico no Pará e o lançamento oficial do link do projeto Observatório Belo Monte, que vem sendo discutido no órgão desde 2011 e vai congregar diversas informações sobre as dinâmicas socioeconômicas e ambientais que envolvem a construção da Usina Hidrelétrica (UHE) de Belo Monte.
Durante o evento, também será divulgado o plano de trabalho do projeto do instituto, que irá avaliar e monitorar as condicionantes ambientais da UHE, definidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para a liberação das licenças necessárias para a construção do empreendimento. O órgão foi aprovado para desenvolver o trabalho após submeter projeto e se qualificar para o Edital 2012 do Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável da Região de Integração do Xingu (PDRS). O processo de seleção do projeto durou de agosto a outubro deste ano.
O workshop será realizado no auditório do Idesp (Rua Municipalidade, 1461, entre Trav. Dom Pedro I e Dom Romualdo de Seixas). As inscrições podem ser feitas pelo site www.idesp.pa.gov.br.


Expansão do sistema de fibra óptica garante implantação das Redes Comep no Pará
Já está em andamento o projeto de implantação e construção das redes de fibra óptica para o acesso à Internet em Altamira, Castanhal, Marabá e Santarém. A rede faz parte do projeto Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa (Comep), iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia, coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa em parceria com a Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (Prodepa).
Para a implantação das redes foi criado um Comitê Gestor da Rede Metropolitana em cada um dos municípios. Inicialmente, elas beneficiarão instituições de ensino e pesquisa e órgãos públicos estaduais e municipais.
Hoje esses municípios são atendidos pelo Navegapará, que chega através de fibra óptica, mas tem o sinal distribuído por rádio. A partir da implantação das redes metropolitanas, Altamira, Castanhal, Marabá e Santarém serão 100% atendidos por fibra óptica. “Quando toda a rede for coberta por fibra óptica, quem estiverem dentro do anel metropolitano poderá navegar com alta velocidade e maior qualidade”, declara Leila Daher, diretora de Projetos Especiais da Prodepa.
Nos quatro municípios citados já aconteceram as reuniões que marcaram o início do projeto executivo, anunciando oficialmente o cronograma de implantação das redes Metro e apresentando a empresa vencedora da licitação, que vai instalar a fibra ótica nas cidades.
Segundo Raniery Pontes, consultor de engenharia da RNP, o projeto técnico tem o objetivo de criar redes próprias de alta velocidade, fundamental para o dia a dia das instituições que produzem ciência. “A partir de agora a empresa Ômega começará a visitar as instituições para a instalação da infraestrutura necessária à implantação da rede”, afirma Pontes. A expectativa é que em janeiro de 2013 a fibra esteja toda testada e entregue. 

Texto:
Natia Ney-Prodepa
Fone: (91) 3344-5263 / (91) 8895-5994
Email: natia.ney@prodepa.pa.gov.br


Fomenta Pará incentiva pequenas empresas a vender para o Governo do Estado
A administração pública é um dos maiores contratantes de bens e serviços das micro e pequenas empresas. No Pará, do total de compras feitas pelo Governo do Estado de janeiro a outubro deste ano, mais de 38% foram negociados com os pequenos negócios, segundo estatísticas da Secretaria de Estado de Administração (Sead). Os números mostram uma evolução de 35,35% em relação a 2011.
De olho nessas oportunidades, o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas ) no Pará realiza nesta quinta-feira (8) o Fomenta Pará, evento que tem como objetivo orientar empresários e representantes da administração pública a fazer bons negócios, utilizando as vantagens da Lei Complementar 123, conhecida como Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (MPE). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas com antecedência no site www.fomentapa.com.br.
O diretor-superintendente do Sebrae no Pará, Vilson Schuber, aposta no sucesso do evento. “Acreditamos que esse evento abrirá muitas portas para que os pequenos negócios paraenses cresçam e contribuam, cada vez mais, para o fortalecimento da economia estadual. Temos certeza de que ele solidificará as relações comerciais das micro e pequenas empresas com o governo do Estado e as prefeituras”, ressalta.
O Fomenta Pará é uma realização do Sebrae Pará, com apoio do Governo do Estado e Famep (Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará).
Programação
O evento terá com uma ampla programação, com palestrantes paraenses e de outros estados, reconhecidos nacionalmente na área de compras governamentais. São eles: Maurício Zanin, coordenador da Confederação Nacional de Municípios (CNM) Internacional; Helder Salomão, prefeito de Cariacica (RS), primeiro gestor municipal a apostar nos benefícios da Lei Geral das MPE e que hoje tem resultados positivos na economia local; Alexandre Quaresma, do Ministérios do Planejamento,Orçamento e Gestão; Bruno Quick, gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional; David Leal, titular da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração; entre outros.
Dados publicados no Portal de Compras do Governo Federal (Comprasnet) mostram que 33% das aquisições públicas foram feitas diretamente de pequenas e médias empresas, somando cerca de R$ 7,5 bilhões de janeiro a setembro de 2012. Um dos assuntos que serão debatidos no Fomenta Pará será a preferência das MPE no fornecimento de bens e serviços para a administração pública com valor de até R$ 80 mil, conforme está previsto na Lei Complementar 123/2006. Segundo dados do Comprasnet, esse segmento teve 73% de participação nas vendas de até R$ 80 mil para o governo federal entre janeiro e setembro deste ano.
A análise dos dados do Comprasnet, feita pelo Ministério do Planejamento, mostra o crescimento acumulado do segmento na comparação entre os anos de 2007 e 2012. Nesse período, essas empresas tiveram um aumento de 104% na sua participação nas compras governamentais de até R$ 80 mil.
Serviço
O Fomenta Pará acontece nesta quinta-feira (8), a partir das 8h, no Hangar - Centro de Convenções da Amazônia. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.fomentapa.com.br.


Hemopa recebe apoio da Sociedade dos Amigos da Marinha
O estoque estratégico da Fundação Hemopa ganhou reforço na tarde de terça-feira, 6, com o início da campanha interna de doação de sangue da Sociedade dos Amigos da Marinha (Soamar), que se estenderá até a sexta-feira, 9, e deverá somar 270 doações ao hemocentro. As coletas possibilitarão o atendimento de aproximadamente 1.080 pacientes.
A atividade faz parte de um conjunto de ações que buscam estimular o número de comparecimentos para doação e cadastro de doadores de medula óssea no hemocentro a fim de assegurar o atendimento da demanda transfusional hospitalar.
No sábado, 10, estão previstas duas novas campanhas. A primeira é em parceria com o Paramotoclub, com o tema “Motociclista sangue bom”. A ação contará com apoio de outros motoclubes de Belém e tem como meta a coleta de 50 bolsas. A segunda será realizada junto à torcida "Fiel", que reúne torcedores paraenses do Sport Club Corínthians Paulista, com  previsão de 40 doações.
Para a assistente social Lilian Bouth, da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), essas ações contribuem significativamente para a melhoria da saúde dos pacientes portadores de doenças hematológicas e que precisam frequentemente de transfusão. “Muitas pessoas desconhecem a complexidade da demanda da rede hospitalar, por isso precisamos manter ações permanentes junto ao público externo”, explicou, convocando antigos e novos doadores a participarem dessas campanhas.

Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três. O doador deve estar bem alimentado.

Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudáveis, com idades entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.

Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Padre Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118, de 2ª a 6ª-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, até as 17h.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa
Fone: (91) 3241-1811 / (91) 88953089
Email: Imprensa.hemopa@yahoo.com.br




Pará investe R$ 5 milhões na produção de filhote em cativeiro
O filhote é uma das espécies de pescado mais consumidas no Pará. Considerado um peixe de qualidade, com grande demanda na mesa dos paraenses e nos restaurantes, o filhote será a mais nova espécie produzida em cativeiro no Estado. Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Aquicultura e Pesca (Sepaq), o projeto pioneiro representa um investimento de R$ 5 milhões.
Até janeiro do ano que vem, pelo menos quatro estações estarão reproduzindo a espécie. As estações que irão receber os viveiros estão localizadas em Santarém, no bairro Amazonas; no estuário do município de Terra Alta; na Estação Marinha de Curuperé, em Curuçá; e na sede da Embrapa, em Belém.
Segundo o secretário de Pesca e Aquicultura, Henrique Sawaki, a produção de filhote em cativeiro vem atender um pedido do governador Simão Jatene, como forma de suprir a demanda pelo peixe no Estado. “O filhote é uma espécie nobre, com grande aceitação, procura e valor comercial bom, além do que é uma espécies cotadas para extinção”, destaca o secretário.
A Sepaq conta com o apoio da Embrapa, Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal do Oeste do Para (Unifopa), Universidade do Estado do Pará (Uepa) e Instituto Federal do Pará (Ifpa), no sentido de avançar nas pesquisas relacionadas à criação do filhote em cativeiro.
“Não existem estudos sobre a reprodução da espécie em cativeiro, então estamos desenvolvendo pesquisas que tenham resultados na retirada das espécies do seu habitat natural. Para isso, estão sendo montadas nas estações estruturas como laboratórios, viveiros, tanques de fibra de vidro e outros equipamentos necessários à produção”, explica o secretário.
Pirarucu
O Pará tem avançado na reprodução de outra espécie bastante consumida pela população: o pirarucu. Hoje, a produção é focada na engorda, mas a intenção da Sepaq é firmar um convênio com a Reserva de Mamirauá, no Amazonas, que já possui a técnica de manejo da espécie em lago natural, e ampliar a reprodução em seu habitat natural para, pelo menos, sete regiões do Estado, entre elas o Baixo Amazonas, Araguaia-Tocantins, Tucuruí, Marajó e Região das Ilhas de Belém.
As pesquisas também têm avançado quando o assunto é o “bacalhau paraense”. Graças às parcerias firmadas com as universidades, está sendo possível fazer pesquisas relacionadas ao DNA e ao tipo sanguíneo das espécies. Ainda este mês, técnicos da Sepaq visitarão algumas propriedades para realizar o manejo.
A maior produção em cativeiro do pirarucu está concentrada no município de Conceição do Araguaia. A iniciativa tem o estímulo da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) desde 2006 e a despesca anual é de cerca de 50 toneladas – 100% vendidos para a indústria dos estados de Tocantins e Mato Grosso. A produção é o carro chefe das famílias de piscicultores do município, que cultivam também, além do pirarucu, o tambaqui, tambacu, piau, curimatã e surubim pintado.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Fone: (91) 3202-0912 / (91) 9117-7020/ 8272-3665
Email: danielleferreira@agenciapara.com.br


Polícia Militar reúne com lideranças comunitárias para avaliar ações de segurança
Comandantes da Polícia Militar e líderes comunitários de diversos bairros de Belém se reuniram nesta quarta-feira, 7, com o objetivo de avaliar as ações de segurança e sugerir melhores formas de policiamento. Nesses encontros, realizados semanalmente, os policiais militares e os representantes das comunidades trocam informações e debatem formas de melhorar a segurança pública nos bairros.
A parceria entre comunidade e Polícia Militar tem gerado excelentes resultados no combate à criminalidade em diversos bairros de Belém. A afirmação é do funcionário público Antonio Ernesto Teixeira, que participou da reunião representando os funcionários da Eletronorte. A empresa possui uma unidade no bairro do Barreiro, que já foi considerado um dos mais perigosos da capital.
Segundo ele, em 2006, quando a empresa abriu seu escritório no Barreiro, dezenas de funcionários se queixavam dos constantes assaltos no entorno da unidade. Foi a partir do diálogo entre a comunidade e o comando da PM que o numero de crimes caiu consideravelmente. “É um trabalho que é reconhecido pelo nosso superintendente. A troca de informações possibilitou uma melhor atuação dos policiais, dando mais tranquilidade não só para os moradores do Barreiro, como também para quem trabalha na área, como é o nosso caso. As ações desenvolvidas no bairro do Barreiro comprovam a eficiência do trabalho que a PM realiza na capital”, enfatizou Ernesto.
De acordo com o Comandante de Policiamento da Capital, Hilton Benigno, as ações de combate à criminalidade são planejadas com base nos dados estatísticos registrados no Sistema Integrado de Segurança Publica (Sisp) e nos relatos da própria comunidade. Uma vez por semana o Comando Geral da PM indica um comandante e uma comunidade para a troca de informações e avaliação das ações de policiamento. “É a comunidade que está nos bairros que pode nos indicar qual a melhor forma de atuação, os locais com maior incidência de crimes, nos permitindo avaliar o resultado das ações de segurança desenvolvidas pela Policia Militar”, explica o oficial.
Hilton Benigno também destacou a redução significativa de algumas modalidades de crimes em Belém, como os assaltos e homicídios. Em 2011, foi registrada uma redução de 32% no número de homicídios em relação a 2010. No mesmo período, o numero de assaltos também teve uma queda de quase 50%. Em 2012, o numero de homicídios se manteve praticamente no mesmo patamar de 2011. Já o numero de assaltos caiu em 12% comparado com o ano passado. Segundo o coronel, no mês de outubro 83% dos homicídios registrados em Belém estavam relacionados ao trafico de drogas. “O roubo é um dos delitos que mais incomoda a sociedade e graças as ações da PM estamos conseguindo reduzir esse tipo de crime. Já os homicídios estão relacionados, na sua maioria, ao tráfico de drogas e é preciso que toda a sociedade se envolva no sentido de denunciar casos dessa natureza”, avalia o oficial.
Para garantir a segurança da população a PM também aumentou o numero de operações repressivas. Hypnos, Eirene, Saturação e Barreira são exemplos de ações que tem ajudado a reduzir significativamente a criminalidade na Região Metropolitana de Belém. Mas a população também pode colaborar, denunciando situações que configuram ilegalidades por intermédio do Centro Integrado de Operações (Ciop) 190 e do Disque Denuncia 181.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Fone: (91) 3202-0912 / (91) 9117-7020/ 8272-3665
Email: danielleferreira@agenciapara.com.br




Parceria com a comunidade garante maior eficácia às ações da Polícia Militar
Comandantes da Polícia Militar e líderes comunitários de diversos bairros de Belém se reuniram nesta quarta-feira, 7, com o objetivo de avaliar as ações de segurança e sugerir melhores formas de policiamento. Nesses encontros, realizados semanalmente, os policiais militares e os representantes das comunidades trocam informações e debatem formas de melhorar a segurança pública nos bairros.
A parceria entre comunidade e Polícia Militar tem gerado excelentes resultados no combate à criminalidade em diversos bairros de Belém. A afirmação é do funcionário público Antonio Ernesto Teixeira, que participou da reunião representando os funcionários da Eletronorte. A empresa possui uma unidade no bairro do Barreiro, que já foi considerado um dos mais perigosos da capital.
Segundo ele, em 2006, quando a empresa abriu seu escritório no Barreiro, dezenas de funcionários se queixavam dos constantes assaltos no entorno da unidade. Foi a partir do diálogo entre a comunidade e o comando da PM que o numero de crimes caiu consideravelmente. “É um trabalho que é reconhecido pelo nosso superintendente. A troca de informações possibilitou uma melhor atuação dos policiais, dando mais tranquilidade não só para os moradores do Barreiro, como também para quem trabalha na área, como é o nosso caso. As ações desenvolvidas no bairro do Barreiro comprovam a eficiência do trabalho que a PM realiza na capital”, enfatizou Ernesto.
De acordo com o Comandante de Policiamento da Capital, Hilton Benigno, as ações de combate à criminalidade são planejadas com base nos dados estatísticos registrados no Sistema Integrado de Segurança Publica (Sisp) e nos relatos da própria comunidade. Uma vez por semana o Comando Geral da PM indica um comandante e uma comunidade para a troca de informações e avaliação das ações de policiamento. “É a comunidade que está nos bairros que pode nos indicar qual a melhor forma de atuação, os locais com maior incidência de crimes, nos permitindo avaliar o resultado das ações de segurança desenvolvidas pela Policia Militar”, explica o oficial.
Hilton Benigno também destacou a redução significativa de algumas modalidades de crimes em Belém, como os assaltos e homicídios. Em 2011, foi registrada uma redução de 32% no número de homicídios em relação a 2010. No mesmo período, o numero de assaltos também teve uma queda de quase 50%. Em 2012, o numero de homicídios se manteve praticamente no mesmo patamar de 2011. Já o numero de assaltos caiu em 12% comparado com o ano passado. Segundo o coronel, no mês de outubro 83% dos homicídios registrados em Belém estavam relacionados ao trafico de drogas. “O roubo é um dos delitos que mais incomoda a sociedade e graças as ações da PM estamos conseguindo reduzir esse tipo de crime. Já os homicídios estão relacionados, na sua maioria, ao tráfico de drogas e é preciso que toda a sociedade se envolva no sentido de denunciar casos dessa natureza”, avalia o oficial.
Para garantir a segurança da população a PM também aumentou o numero de operações repressivas. Hypnos, Eirene, Saturação e Barreira são exemplos de ações que tem ajudado a reduzir significativamente a criminalidade na Região Metropolitana de Belém. Mas a população também pode colaborar, denunciando situações que configuram ilegalidades por intermédio do Centro Integrado de Operações (Ciop) 190 e do Disque Denuncia 181.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Fone: (91) 3202-0912 / (91) 9117-7020/ 8272-3665
Email: danielleferreira@agenciapara.com.br



Seminário estuda medidas para diminuir acidentes de trânsito no Pará
O número crescente de acidentes envolvendo carros e motocicletas e metodologias aplicadas na gestão do tráfego em outras capitais serão algumas das questões que serão discutidas no Seminário “Vida no Trânsito”, que acontecerá nesta quinta (8) e sexta-feira (9), em Belém. Representantes do Ministério da Saúde, Governo do Estado – representado pela Secretaria de Saúde (Sespa) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran) –, e órgãos fiscalizadores estarão discutindo melhores formas de amenizar o cenário de imprudência, negligência e imperícia que norteia hoje as ruas de Belém e do interior do Pará.
O evento é alusivo ao projeto “Vida no Trânsito”, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Fundação Bloomberg, financiado pelo Ministério da Saúde e executado pelos governos estaduais. No Pará, o plano tem a coordenação da Sespa e Detran e soma recursos da ordem de R$ 1 milhão, sendo R$ 500 mil para o Estado e R$ 500 mil para a capital paraense. O Estado tem o compromisso de promover a articulação entre os órgãos governamentais e não governamentais para qualificar e integrar as ações sobre lesões e mortes causadas por veículos.
A pauta do seminário envolve fatores de risco, como o álcool, excesso de velocidade, motociclistas e pedestres, e os focos de ação, a exemplo da educação, fiscalização e engenharia. O evento acontecerá no Hotel Beira Rio, localizado na avenida Bernardo Sayão, 4804, entre travessas José Bonifácio e Augusto Corrêa.


Idosos participam de competições no IV Jogos do Projeto Vida Ativa na Terceira I
Começou na terça, 6, e segue até a próxima sexta-feira, 9, a quarta edição dos jogos do Projeto Vida Ativa na Terceira Idade. Centenas de idosos atendidos pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), que coordena o projeto, participam de disputas em diversas modalidades esportivas, como futsal, corrida, arremesso de peso, caminhada atlética, queimada, dominó e xadrez, entre outros.
Na manhã de hoje, 7, começaram as competições de dominó, xadrez e queimada na sede da Tuna Luso Brasileira. A equipe feminina do núcleo Tuna venceu o núcleo do Clube do Remo e sagrou-se campeã de queimada. Já no xadrez masculino, Valter Miranda, 58 anos, conquistou o campeonato para o núcleo Asalp. Os jogos prosseguem pela tarde na pista olímpica do Estádio Olímpico do Pará, a partir das 16h, com disputas de atletismo. A competição, que começaria ontem com o futsal, foi adiada para quinta-feira, às 15h, na quadra coberta da sede campestre do Clube dos Advogados, na Augusto Montenegro.
A abertura oficial dos IV Jogos do Projeto Vida Ativa na Terceira Idade aconteceu ontem, 6, no ginásio da Escola de Educação Física da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Pelo menos 400 idosos participaram do evento, que contou com a presença do titular da Seel, Marcos Eiró, e do secretário adjunto do órgão, Léo França, além da participação de todos os núcleos do Projeto Vida Ativa (EOP- Mangueirão, OAB, Clube do Remo, Tuna Luso, Asalp e Hospital Abelardo Santos). 
“Os IV jogos do Projeto Vida Ativa vêm para consolidar as atividades desenvolvidas dentro do projeto. É um orgulho para a Seel poder contribuir para assegurar a essas pessoas uma qualidade de vida melhor e podem ter certeza de que vamos trabalhar ainda mais para que essa iniciativa se expanda e beneficie muitas outras pessoas, destacou Marcos Eiró.
Neide Branco, 76 anos, uma das idosas participantes do projeto, fez questão de agradecer o apoio da Seel, dos professores e da equipe técnica do Projeto. “Há muitos anos faço parte desse projeto e sempre participo dos jogos. Nossas vidas mudaram bastante, e para melhor, depois que passamos a fazer parte dessa família. Mais uma vez queria agradecer ao Governo do Estado por acreditar na gente e, aos nossos professores e funcionários, pela paciência e dedicação que sempre demonstraram para conosco”, concluiu.

Texto:
Angela Bazzoni-Seel
Fone:  / (91) 8883-5649
Email: ascomseel22@gmail.com








Alunos de técnicas circenses do Curro Velho encenam o espetáculo "A Noiva"
Quem gosta de trapézio, malabares e tecidos aéreos não pode deixar de assistir o espetáculo “A Noiva”, da Companhia Circense Fênix, com a participação dos alunos da oficina de técnicas circenses da Fundação Curro Velho. A estreia será nesta quinta-feira, 8, às 18h, no teatro da FCV, com entrada franca. A montagem ficará em cartaz até o dia 10 de novembro, sempre às 18h.
Segundo Everton Figueiredo, da Companhia Circense Fênix, “o espetáculo “A Noiva” é uma história criada a partir do filme “A noiva cadáver”, um conto russo-judaico do sec. IX transformado em animação gráfica, em 2004, conquistando crianças, jovens e adultos. Agora a Companhia Circense Fênix e a Fundação Curro Velho recontam a história com uma abordagem, a de um espetáculo circense, voltado para todos os públicos”.
O enredo conta a historia de Emily, uma noiva fantasma que passa muito tempo a espera de um noivo até que um dia conhece Victor, um jovem rapaz que acabara de firmar compromisso com Vitória, moça romântica que sonha em se casar com o seu grande amor. No desenrolar da história Victor acaba por se casar enganado com Emily, dando início a um inusitado triângulo amoroso. “Levado ao mundo subterrâneo, Victor passa a conviver com um mundo onde há mais vida do que naquele que habita. Através de Emily, ele passa a conhecer o sentido do amor que sobrevive até à própria morte”, conta Erverton Figueiredo.
Artista circense, Erverton Figueiredo diz que a montagem tem tudo para agradar o público e convida a todos para conhecer a magia do circo no roteiro romântico que mistura sonho e realidade e “A Noiva”. O espetáculo será apresentado nos dias 08, 09 e 10 de novembro, sempre às 18h, no teatro da Fundação Curro Velho, situado à rua Professor Nelson Ribeiro, nº 287 (esquina com a travessa do Chaco). Entrada Franca.  

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Fone: (91) 3184-9102/ 3184-9127 / (91) 8895-1334/ 8890-0357
Email: andreza_gomes@ig.com.br


Santa Casa promove aula inaugural do Mestrado Profissional
O Mestrado Profissional em Gestão e Saúde na Amazônia, ofertado pela Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará em parceria com a Universidade Federal do Pará (UFPA) e Universidade do Estado do Pará (UEPA), terá a sua aula inaugural na manhã desta quinta-feira, 8, no auditório do hospital. O mestrado oferece duas linhas de pesquisa: 'Saúde-adoecimento e seus Agravos' e 'Gestão e Planejamento em Saúde'.
O corpo docente é composto por médicos, enfermeiros, psicólogos e farmacêuticos, com doutorado em Instituições de Ensino Superior reconhecidas e concluídos há mais de cinco anos. Todos apresentam experiência em docência e têm vínculo com a UFPA ou UEPA.


Comitiva do Governo do Pará visita UNODC em Viena
A comitiva do Governo do Estado do Pará, comandada pelo vice governador, Helenilson Pontes, que desembarcou na tarde desta terça-feira (06), na cidade de Viena, capital da Áustria, para participar do "4th Global Social Business Summit", cumpriu várias agendas na manhã de hoje (07). Como parte dos compromissos assumidos pela delegação paraense, esteve a visita ao Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC, sigla em inglês para United Nations Office on Drugs and Crime).
Izabela Jatene, integrante do comitê gestor do Pro Paz/UFPA, que também faz parte da comitiva e está coordenando a implantação do UNODC, em Belém, aproveitou a oportunidade para trocar experiências com os responsáveis local e vivenciar o trabalho na prática.
A comitiva paraense foi recebida pela chefe da divisao de Operações e Justiça Criminal, Valerie Lebaux. Durante o encontro o vice governador, Helenilson Pontes, aproveitou para estreitar ainda mais a relação do governo do estado com Organização das Nações Unidas (ONU), onde foi discutida a implantação e o desenvolvimentos de novos projetos no Pará.

Texto:
Brena Moreira-Pro Paz
Fone: (91) 3201-3633 / (91) 9333-7755
Email: brenamoreira@gmail.com


Emater participa de estudo de viabilidade de Complexo Hidrelétrico no Tapajós
Técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater) no município de Itaituba, oeste do estado, participaram na manhã desta quarta-feira (07), de reunião com o representante da entidade "Diálogo Tapajós", empresa responsável pela divulgação de todas as etapas do Projeto Complexo Hidrelétrico de São Luiz do Tapajós, a respeito do aproveitamento hidrelétrico do Rio Tapajós.
Segundo a supervisora regional da Emater no Tapajós, a engenheira agrônoma Inês Guayba, a empresa foi procurada pelo trabalho que já realiza na região, em especial nas áreas que serão mais afetadas com a implantação da hidrelétrica, como o Posto Buburé e a Comunidade Vila do Pimental, onde vivem cerca de 160 famílias agricultoras.
“Pelas explicações que recebemos do coordenador do 'Diálogo do Tapajós', Gil Rodrigues, o projeto ainda está em fase de estudos e como temos conhecimento dessas áreas, podemos assim, subsidiá-los com informações que, no futuro, vão aferir a viabilidade do empreendimento ou não”, explicou Inês Guayba.
Outra preocupação dos técnicos da Emater está intimamente ligada às questões antropológicas, já que parte da área inundada pertence a indígenas, da etnia Munduruku, e populações ribeirinhas. “E outras questões como os impactos ambientais e a realocação das famílias atingidas também estão em fase de levantamento”, disse a supervisora regional da Emater.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater
Fone: (91) 3256-5410 / (91) 8883-9329
Email: ascomematerpara@gmail.com


EGPA vai premiar Agentes de Desenvolvimento e Capacitação
Em reconhecimento ao trabalho e dedicação dos servidores que atuam como Agentes de Desenvolvimento e Capacitação (ADCs) nos órgãos da rede pública estadual, a Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA) promove o concurso ADC Revelação 2012, que vai premiar os profissionais que atuam como mediadores na gestão pública, incentivando a qualificação profissional entre os servidores. A cerimônia de entrega dos prêmios acontece no dia 22 de novembro.
Os servidores que exercem a função de ADC são fundamentais para o desenvolvimento das ações da Escola de Governo, pois são eles que fazem a ponte entre os funcionários  públicos e o Estado, verificando as necessidades e demandas de cada órgão e categoria. Todos os organismos da administração direta e indireta têm seu ADC titular e os suplentes, os quais geralmente são lotados no setor de Recursos Humanos (RH).
Eles atuam como representantes da EGPA nas respectivas instituições, promovendo a divulgação interna das programações de cursos e eventos voltados ao servidor público, sendo também responsáveis, dentre outras coisas, por viabilizar as inscrições nas atividades e fazer regularmente os Levantamentos de Necessidades de Qualificação, que definem as ações de capacitação e valorização em prol dos servidores.
Além de um estímulo a estes colaboradores, o Prêmio ADC Revelação 2012 é mais uma iniciativa de valorização do servidor pautada na meritocracia, como prevê o Programa de Gestão de Qualidade da Agenda Mínima. Podem concorrer todos os ADCs titulares e suplentes designados por meio de Portaria pelos dirigentes dos respectivos órgãos, entidades, unidades regionais ou correspondentes. A escolha dos premiados será feita por uma Comissão de Avaliação designada pelo diretor geral da Escola de Governo do Estado do Pará, Ruy Martini, composta preferencialmente de quatro servidores efetivos da autarquia, dos quais dois serão da Coordenadoria de Desenvolvimento de Habilidades Profissionais (CDHP), um da Coordenadoria de Valorização da Cidadania (CVC) e um da Assessoria Pedagógica (ASPED).
A proatividade junto à EGPA, ou seja, a capacidade de lidar com as dificuldades do dia-a-dia, será um dos pontos importantes a serem considerados nesta premiação. Também serão avaliados outros critérios pré-estabelecidos no regulamento do concurso, como conhecimento do trabalho de ADC, habilidade, atitude e assiduidade às reuniões com a EGPA. A Comissão de Avaliação vai atribuir pontos a cada candidato e os quatro ADCs que obtiverem as maiores pontuações receberão, cada um, prêmio em dinheiro, cujo valor ainda será definido pela direção geral da EGPA. Todas as regras do concurso estão dispostas no regulamento, disponível para consulta no site www.egpa.pa.gov.br .
A primeira ação de reconhecimento aos ADCs surgiu no ano passado, com o Prêmio ADC Destaque 2011, mas a partir deste ano a EGPA pretende tornar anual a realização do Prêmio ADC Revelação. 

Texto:
Daniele Brabo-EGPA
Fone: (91) 3214-6804 / (91) 8282-6815
Email: dani.brabo@gmail.com


Cartão de confirmação da Uepa poderá ser impresso a partir do dia 13
Os candidatos inscritos no Processo Seletivo 2013 da Universidade do Estado do Pará (Uepa) poderão imprimir o cartão de confirmação de inscrição a partir do dia 13 de novembro no site da Uepa (www.uepa.br). Este ano, 106,6 mil candidatos estão na disputa pelas 3.262 vagas ofertadas, nos 23 cursos de graduação da instituição.
As provas vão ocorrer nos dias 2, 3 e 16 de dezembro, das 8h às 13h, de acordo com o horário de Belém. Os candidatos inscritos pelo Prosel fazem as três etapas em apenas um ano. Já os do Prise devem comparecer aos locais de prova somente no dia destinado à etapa em que está concorrendo. Os portões serão abertos às 7 horas.
Na primeira etapa, os candidatos devem responder a 56 questões objetivas de conhecimentos gerais nas áreas de Química, Matemática, Física, Biologia, Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Portuguesa, História e Geografia. Já na segunda etapa, serão 60 questões objetivas de conhecimentos gerais e Língua Estrangeira. Na última etapa, os candidatos responderão a 54 questões objetivas, incluindo Língua Estrangeira, e uma redação valendo 30 pontos. Para todas as etapas, cada questão valerá 1 ponto.
No dia da prova, os candidatos deverão ter em mãos documento oficial com foto, como a carteira nacional de habilitação (novo modelo), carteira de identidade ou carteira de trabalho. Não serão aceitos CPF, títulos eleitorais, carteira de estudante, ou quaisquer documentos ilegíveis ou fotocópias. Caso o candidato esteja impossibilitado de apresentar os documentos originais por perda, roubo ou furto será necessário apresentar um atestado de registro da ocorrência em órgão policial, expedido há, no máximo, 90 dias.
O Processo Seletivo 2013 da Uepa teve início nos últimos dias 5 e 6 de novembro com a realização do exame habilitatório para candidatos aos cursos de Licenciatura Plena em Música e Bacharelado em Música. O resultado desta fase será divulgado no dia 16 de novembro de 2012 no site http://www.uepa.br e http://www.prodepa.psi.br/uepa e em listas afixadas no prédio da Reitoria e Campus de Santarém e Vigia. O candidato considerado habilitado continua concorrendo ao respectivo curso. O inabilitado concorre à outra opção, escolhida no ato da inscrição. O candidato ao curso de Bacharelado em Música considerado parcialmente habilitado poderá, se no ato da inscrição fez esta opção, concorrer ao curso de Licenciatura em Música.
Novidades
O curso de medicina em Marabá e o de Licenciatura em Geografia, em Barcarena, são as grandes novidades do Processo Seletivo 2013 da Uepa.  Outra mudança é que o curso de Tecnologia Agroindustrial, que antes possuía duas habilitações (alimentos e madeira), passou por uma reformulação e agora será ofertado em duas graduações diferentes: Engenharia Florestal e a de Tecnologia de Alimentos.
Nos municípios de Cametá, Castanhal, Redenção e Salvaterra serão ofertadas vagas para o curso de Tecnologia de Alimentos. Em Paragominas, para o de Engenharia Florestal.  Já nas cidades de Belém e de Marabá serão abertas turmas para as duas graduações.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 / (91) 8059-1090 - 91018820
Email: ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Parceria beneficia alunos da educação tecnológica em Monte Alegre
Alunos da Escola de Educação Tecnológica do Pará (EETEPA), em Monte Alegre, na região oeste do estado, são o público alvo do projeto coordenado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) na realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) para o benefício de agricultores com até quatro módulos fiscais de terra, os considerados familiares.  A ação que é parte de um termo de cooperação técnica entre a prefeitura do município, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), tem ainda como colaborador a Agencia de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará).
A força tarefa que deve ser iniciada já na segunda quinzena deste mês, pretende atender cerca de dois mil agricultores em seis meses, tempo de duração da cooperação. Vinte acadêmicos fazem parte do processo que também servirá como estágio obrigatório para os alunos, a maiores  deles formandos nas áreas de agropecuária, agricultura e meio ambiente.
Para a execução, serão divididos grupos de trabalho coordenados por técnicos da Emater. Parte da equipe estará no campo coletando dados das propriedades rurais. O trabalho será realizado com o apoio de GPS, ou Global Positioning System (Sistema de Posicionamento Global). Outra equipe permanecerá na sede do município e se responsabilizará por inserir o material coletado no sistema da Sema para a emissão do documento obrigatório de regularização ambiental das propriedades rurais, o que garantirá agilidade no processo.
Nesse momento, técnicos da Emater, passam por um processo de unificação de procedimentos para a emissão do CAR com as novas atualizações do Código Florestal Brasileiro. Os trabalhos devem começar pelas propriedades do entorno do Parque Estadual de Monte alegre. “Mas, algumas propriedades são de difícil acesso, chegam a ficar distante 90 quilômetros da sede do município”, informa Alain Xavier, engenheiro agrônomo da Emater.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater
Fone: null / (91) 9168-0535
Email: ascomematerpara@gmail.com


Emater e Embrapa fazem palestras sobre pecuária leiteira no sudeste do estado
O ciclo de palestras de Produção Integrada de Sistemas Agropecuários (Projeto Pisa), com foco na pecuária leiteira, encerrou na tarde desta quarta-feira (07), no município de Rondon do Pará, sudeste do estado. A programação foi promovida pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), com o apoio de técnicos do município e de Abel Figueiredo, responsáveis por mobilizar produtores e demais profissionais para os dois dias do evento.
O objetivo principal da atividade foi apresentar aos produtores rurais e técnicos da região, informações sobre os processos de produção integrada em sistemas sustentáveis em exploração de leite. Para o técnico em agropecuária da Emater, Lupércio Marques, o que mais chamou a atenção dos participantes foi a conversa sobre a formação e manejo de pastagens, além do bem estar animal.
Temáticas como a evolução e desenvolvimento de sistemas integrados na região Amazônica; o desenvolvimento de arranjos produtivos de culturas temporárias, com foco na produção de alimentos para os animais e a recuperação de pastagem; a inserção do componente arbóreo no processo de desenvolvimento de sistemas integrados de produção; a importância e métodos de recuperação de áreas de proteção permanente; e sobre a implantação e manejo de pastagem compuseram o conteúdo programático.
“O que estava previsto no cronograma foi cumprido a contento. Ficamos muito satisfeitos com a participação do público, principalmente, pelos produtores rurais, tanto de Rondon do Pará, quanto de Abel Figueiredo. Oportunizamos as palestras para os representantes de associações de classe e aos atendidos pela Emater, que terão agora a função de multiplicadores”, destacou Lupércio Marques.
Projeto Pisa
O Projeto Pisa (Produção Integrada de Sistemas Agropecuários - Pecuária leiteira) promove o desenvolvimento agropecuário sustentável, por meio da transferência de tecnologias, para transformação do processo produtivo, buscando alimentos seguros, agregação de valor, competitividade e geração de emprego e renda. Oferece alternativa à produção convencional de leite bovino com tecnologia sustentável, e envolvimento de instituições oficiais e sociedade civil organizada.  Especificamente o projeto busca a inovação do processo de produção, a recuperação da capacidade produtiva dos solos, a recuperação de áreas alteradas em conformidade com o novo código florestal, a redução dos custos de produção com aumento da rentabilidade, apoio à organização da base produtiva e aumento da produtividade.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater
Fone: (91) 3256-5410 / (91) 8883-9329
Email: ascomematerpara@gmail.com


Salão do Chocolate rende bons negócios para produtores paraenses
Os integrantes da comitiva paraense que esteve presente a 18ª edição do Salão do Chocolate, em Paris (França), de 31 de outubro a 4 de novembro, comemora os bons negócios realizados e o retorno obtido durante o evento. O grupo foi composto por representantes da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), Serviço Brasileiro de Apoio à Pequena e Média Empresa (Sebrae-Pa), da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Federação da Agricultura do Pará (Faepa) e produtores paraenses de cacau, sob a liderança do secretário de Estado de Agricultura, Hildegardo Nunes.
Para o gerente de Estudos do Agronegócio da Sagri, Sérgio Menezes, o principal foi comprovar a evolução, não só da produção, como também da qualidade do cacau produzido no Pará. “Essa evolução permitirá com que nas próximas edições do Salão do Chocolate nós possamos levar e mostrar a produção local de chocolate, que não fica atrás da produção artesanal que foi vista no Salão”, enfatiza.
Sérgio destaca que a produção paraense tem condições de ser bastante competitiva no mercado internacional. “Nossa vantagem está na diversidade de sabores e aromas que só existem aqui. A ideia, no futuro, é levar chocolates com toques de cupuaçu, bacuri, açaí, castanha-do-pará e outros. Essas frutas eles não têm por lá e isso gera vantagem para nós”, disse. O gerente prossegue dizendo que a Sagri vai estimular e aumentar a participação dos produtores paraenses no evento para que eles possam levar seus produtos para demonstração e venda ao mercado europeu.
Para o produtor Francisco Wataru Sakaguchi, da Cooperativa Agrícola Mista de Tomé Açú (Camta), essa primeira participação no Salão do Chocolate de Paris foi decisiva para que tomasse a decisão de montar uma fábrica de chocolate na sua área de produção. “Vamos iniciar o projeto em 2013 e já contactamos com o fornecedor de equipamentos na França”, informou Sakaguchi. Tomé Açú produz, hoje, 1500 toneladas de cacau, das quais 500 toneladas são processadas pela Camta.
Francisco Sakaguchi espera para breve o contato das indústrias que se interessaram pelo cacau paraense no Salão do Chocolate, para iniciar negócios com a safra de cacau do próximo ano. O produtor considera que é preciso tirar o Brasil do anonimato e particularmente o Pará, que tem condições de oferecer não só cacau, mas também outros produtos, como o cupuaçu e a castanha, agregados ao chocolate.  
Outro produtor que fez parte da comitiva paraense em Paris foi José Lino Borges, da Cooperativa de Tucumã (Coopertuc). Entusiasmado, ele já reuniu com os produtores do município para discutir uma forma de melhorar ainda mais o cacau produzido na região, para atender as exigências do mercado externo. “O Pará tem condições de atender as indústrias internacionais em quantidade e qualidade, mas precisamos avançar para conquistar o mercado externo”, avalia o produtor.
O município de Tucumã produz hoje 3 mil toneladas de cacau com possibilidade de chegar a 4 mil toneladas na safra 2013/2014. Toda essa produção vai para as indústrias esmagadoras de Ilhéus, na Bahia, onde a produção cacaueira está em decadência por causa da vassoura de bruxa, principal doença da lavoura cacaueira. Mesmo assim, a Bahia ainda é o maior produtor brasileiro de cacau, entretanto, o Pará caminha para superar a produção baiana nos próximos cinco anos.

Texto:
Leni Sampaio-Sagri
Fone: (91) 4006-1210 / (91) 9114-3113
Email: lenisampaio@agenciapara.com.br


Governo amplia investimentos em programas de segurança alimentar

O governo do Estado tem investido na área de segurança alimentar como ferramenta de mudança social e qualidade de vida da população mais necessitada. Projetos como o restaurante Prato Popular – que será ampliado a partir do ano que vem – e o Programa de Aquisição de Alimentos se consolidam como iniciativas de sucesso da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), responsável pelas políticas públicas do setor no âmbito estadual.
As ações ganham ainda este ano reforço de mais quatro projetos em fase de implantação, contemplando a região metropolitana e mais de 30 municípios paraenses. O programa que oferece refeições de qualidade com preço popular chegará, por exemplo, aos municípios de Rondon do Pará, Ulianópolis e Xinguara, graças ao projeto “Cozinhas Comunitárias”, que vai fornecer refeições nutricionalmente balanceadas e de baixo custo no mesmo padrão do que é oferecido no restaurante Prato Popular. Serão 100 pratos por dia, servidos de segunda a sexta-feira.
O programa de segurança alimentar desenvolvido pela Seas mais conhecido é o restaurante Prato Popular, que fornece 300 refeições por dia ao preço de R$ 1 cada. Localizado próximo à feira do Entroncamento, foi inaugurado em 2006 e funciona em parceria com as empresas Companhia Paraense de Refrigerantes (Compar) e Boa Mesa. Este ano, o espaço foi completamente reformado, proporcionando mais conforto aos usuários que frequentam o local, como o feirante Josiel dos Santos, cliente desde a inauguração.
“A comida é muito boa e o preço é excelente, considerando que as refeições por aqui custam em média R$ 7. Com o dinheiro que economizo, consigo comprar roupas e mais comida para casa. Melhora a vida de todo mundo em casa”, afirmou. A qualidade da refeição e o atendimento são os principais destaques do público frequentador do Prato Popular.
“A comida é ótima, e somos muito bem atendidos. Moro sozinho e trabalho aqui perto. Além da comodidade em fazer as refeições aqui, existe a facilidade do preço”, disse o mestre de obras Milton Farias. A aposentada Enilde Brito contou que sempre que precisa ir ao Entroncamento, vai almoçar no restaurante. “Venho cedo para garantir meu tíquete e aproveitar o benefício. Muita gente não tem dinheiro para comer fora de casa, muito menos uma alimentação completa como essa que é servida aqui”, frisou.
O benefício será ampliado, ano que vem, para mil refeições por dia, graças ao Restaurante Popular que será inaugurado em junho, com investimento de R$ 1,5 milhão do governo do Estado. O novo espaço está sendo construído em uma área próxima à rotatória do Entroncamento, em um terreno cedido pelo Corpo de Bombeiros. Por causa do novo restaurante, o “Prato Popular” irá para outro endereço, segundo a gerente de equipamentos da Seas, Mariza Muribeca.
A diretora de segurança alimentar da Seas, Nilza Sarmento, diz que o Restaurante Popular também será um espaço destinado à capacitação de profissionais que trabalham com alimentos. “Não queremos nos resumir só no fornecimento de alimentos, e sim promover a profissionalização de pessoas que tenham interesse em se capacitar na área, como garçons e cozinheiros. Projetos como o Restaurante Popular são uma retaguarda para as famílias que estão em situação de vulnerabilidade social. Com esse apoio, o cidadão começa a perceber o processo de inclusão social feito pela segurança alimentar, e é nisso que o Estado está trabalhando”, enfatizou.
Qualidade – Os programas desenvolvidos pela Diretoria de Segurança Alimentar da Seas contemplam tanto o abastecimento de alimentos de qualidade como o desenvolvimento econômico de famílias de baixa renda com a produção de alimentos. É o caso do Programa de Aquisição de Alimentos, que promove a articulação entre agricultores familiares atendidos pelo Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e entidades socioassistenciais atuantes nos municípios assistidos.
O programa consiste na compra do que é produzido pelos agricultores familiares para o abastecimento de entidades que desenvolvem programas sociais. Presente em 30 municípios, ele fomenta o desenvolvimento da economia local, gerando trabalho e renda no campo, e também proporciona a melhoria alimentar e nutricional das pessoas beneficiadas pelas doações de alimentos.
Seguindo o modelo de desenvolvimento econômico aplicado no programa, a Seas está implantando o Programa de Inclusão Sócio-Produtiva, que propõe o fortalecimento das cadeias produtivas locais. O objetivo é gerar opções de emprego e renda para as famílias que fazem parte do programa Bolsa Família, do governo federal, por meio da produção familiar, aproveitando o potencial de cada localidade.
Na ilha de Marajó, por exemplo, o fomento será na área da pesca e do açaí; em Bragança, o caranguejo será o produto principal; em Palestina do Pará e Piçarra, o carro-chefe será a farinha de mandioca; em Santarém e na região metropolitana, o desenvolvimento será focado nas cadeias produtivas dos resíduos sólidos.
O Programa de Inclusão Sócio-Produtiva será desenvolvido em três fases. O cadastramento das famílias já foi concluído, e neste mês, está previsto o início da segunda fase, que é a capacitação da mão de obra. A terceira e última etapa fica para 2013, com a implantação efetiva de hortas e criadouro, beneficiando 35 municípios paraenses.
O projeto Auto Consumo de Alimentação para os Quilombolas é outro programa da Seas que alia qualidade alimentar ao beneficio econômico. Seis comunidades quilombolas do município de Salvaterra, na ilha de Marajó, já promovem o melhoramento da qualidade dos alimentos consumidos na comunidade graças ao incentivo na produção de alimentos para o próprio consumo local. Os moradores foram capacitados para a plantação de hortas e criação de pequenos animais e receberam investimento para a compra de insumos agrícolas e matrizes animais para a criação.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom
Fone: 81185849 / 81185849
Email: danifilgueiras@agenciapara.com.br


Pará e Maranhão agrupam mais da metade das aves em extinção na Amazônia
A elaboração do Plano de Ação Nacional (PAN) das Espécies de Aves Ameaçadas de Extinção da Amazônia coordenado pelo Instituto Chico Mendes para a Biodiversidade (ICMBio) esteve em foco, entre 29 de outubro e 01 de novembro, no município de Iperó (SP). Estiveram presentes a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) do Pará, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Ministério do Meio Ambiente, Ministério de Minas e Energia, Universidade Federal do Espírito Santo, Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo, Museu Paraense Emílio Goeldi, Ibama do Amazonas, Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e ICMbio do Maranhão e de Roraima.
O Plano de Ação segue um roteiro metodológico estabelecido pelo ICMbio em colaboração com a União Internacional para a Conservação da Natureza e busca pactuar iniciativas de conservação entre instituições, levando-se em consideração as ameaças e oportunidades de proteção para as espécies. O processo objetiva o estabelecimento de compromissos e responsabilidades das instituições para a redução das ameaças sobre as espécies.
De acordo com a gerente de Proteção à Fauna, da Sema, Nívia Pereira, a principal ameaça detectada é a perda de habitat, através de desmatamento, queimadas, conversão de floresta em pasto e agricultura. Das 46 espécies listadas por pesquisadores como ameaçadas de extinção na Amazônia, mais de 50% dos casos estão presentes no Centro de Endemismo Belém – com área em torno de 243 mil Km2, que abrange 62 municípios no Pará e 85 do Maranhão. “A região está bastante degradada e caso não sejam executadas ações para conter os efeitos desta acelerada degradação, muitas espécies serão extintas e todo o efeito ecológico benéfico gerado por estas espécies será perdido”, atesta a pesquisadora.
Entre as aves vulneráveis de extinção que se encontram no Centro Endêmico Belém estão a ararajuba (Guaruba guarouba), o gavião real (Harpia harpyja), araçari (Pteroglossus bitorquatus bitorquatus) e a jacupiranga (Penelope pileata). Em perigo de extinção foi identificado, entre outras, o mutum (Crax globulosa). Algumas das que estão criticamente ameaçadas de extinção são o mutum de penacho (Crax fasciolata pinima) e o jacamim das costas verdes (Psofia obscura).
A Sema, através do Projeto Proteção das Espécies da Flora e Fauna Ameaçadas de Extinção, da Diretoria de Áreas Protegidas e Coordenadoria de Ecossistemas, contribui para promover a gestão ambiental integrada, compartilhada, compatível com o desenvolvimento sustentável e assegurar a preservação, a conservação do meio ambiente e a melhoria da qualidade de vida.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema
Fone: (91) 3184-3341 / (91) 8896-3106 (Oi)
Email: ascom@sema.pa.gov.br


Uepa divulga lista dos aprovados na 2ª etapa do Mestrado em Religião
A coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgou, nesta quarta-feira (07), a lista dos candidatos aprovados na 2ª etapa do Processo Seletivo ao Mestrado em Ciência da Religião. O mestrado oferece 24 vagas divididas em duas linhas de pesquisa “Movimentos e instituições religiosas” e “Hermenêutica das linguagens da religião”. A relação dos aprovados está disponível no site da Uepa (www.uepa.br). 
Os classificados nesta segunda etapa serão submetidos agora à habilitação e avaliação dos pré-projetos de pesquisa, o que corresponde à terceira etapa do certame.
Ainda restam a entrevista (4ª etapa) e uma prova escrita de proficiência em Língua Estrangeira ou Vernácula, escolhida dentre as oferecidas pelo PPGCR (espanhol, francês e inglês, para os candidatos brasileiros e o português, para os candidatos estrangeiros), de caráter obrigatório e não-eliminatório (5ª fase).
A linha de pesquisa ‘‘Movimentos e Instituições Religiosas’’ foca em estudos socioculturais, levando em consideração as dinâmicas individuais e coletivas da práxis religiosa. Já a ‘’Hermenêutica das Linguagens da Religião’’ concentra no estudo das linguagens da religião (símbolo, mito, rito e doutrina) e da tradição interpretativa da religião, incluindo narrativas fundantes (textuais ou orais) e as histórias da interpretação que daí advém. Os estudos serão fundamentalmente de natureza hermenêutica teológica, filosófica, antropológica e literária.
O resultado final do processo de seleção do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, ano acadêmico 2013, será divulgado, por ordem decrescente de classificação e por linha de pesquisa, no dia 28 de dezembro de 2012, a partir das 9h no site: www.uepa.br e no quadro de avisos da Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 / (91) 8059-1090 - 91018820
Email: ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Sefa inicia fiscalização de lojas em Marabá
A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) Marabá iniciou, nesta última terça-feira (06), fiscalização para acompanhar as vendas do novo shopping da cidade. A "Operação Natal" prossegue até o dia 15 de janeiro do próximo ano. Quatro auditores fiscais vão acompanhar, semanalmente, a emissão de notas e cupons fiscais dos lojistas.
De acordo com o coordenador fazendário, João Guilherme Cavaleiro de Macedo, a operação tem por objetivo acompanhar a regularidade fiscal dos contribuintes e também o uso de notas fiscais e dos Equipamentos Emissores de Cupom Fiscal (ECF), além de verificar a situação cadastral.

Já no primeiro dia foram fiscalizadas todas as 54 lojas, com avaliação da "leitura X" dos equipamentos ECF e verificação do uso dos talonários de Notas Fiscais de Venda ao Consumidor. A "leitura X" permite a visualização das vendas realizadas pelos estabelecimentos comerciais.

“Estes procedimentos fornecerão subsídios à fiscalização, permitindo comparar os valores registrados nos equipamentos emissores de cupom fiscal e aqueles declarados pelos contribuintes. E, havendo divergência, iniciar o necessário procedimento fiscal”, informou o auditor de receitas da Sefa.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa
Fone: (91) 3323-4210  / (91) 9991-3237
Email: anamar@sefa.pa.gov.br


Reunião debate sobre medidas de segurança nas escolas estaduais

Gestores, professores, técnicos e diretores de escolas estaduais localizadas na Região Metropolitana de Belém participaram nesta quarta-feira (7), no Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará (Iesp), de reunião com representantes das polícias Civil e Militar. Em pauta, ações para coibir a violência no ambiente escolar e entorno.
A Polícia Militar apresentou os trabalhos desenvolvidos em escolas e comunidades pelo Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) e pela Companhia Independente Especial de Polícia Assistencial (Ciepas), que já conseguiram identificar problemas e modificar hábitos por meio da cooperação entre escola polícia e família.
Além de orientações e troca de informações, os participantes expuseram os problemas das escolas e unidades de educação à polícia, que se comprometeu a tomar medidas importantes. Gestores e diretores terão reuniões individuais com os comandantes das zonas de policiamento onde estão inseridas as escolas, para que sejam traçadas medidas específicas para cada unidade.
Ainda nas discussões sobre violência escolar, a Escola Estadual Cônego Calado promove, até sexta-feira (9), palestras e debates que abordarão temas como a maioridade penal, o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA) e o abuso sexual, entre outros.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc
Fone: (91) 3201-5181 / (91) 8802-0325
Email: inezfabianabatista@gmail.com


Região sudeste do Pará não registra mortes por conflitos agrários em 2012
A região sudeste do Pará não registrou qualquer caso de homicídio motivado por conflito agrário, em 2012. A informação foi divulgada, nesta quarta-feira (07), durante reunião, na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em Belém. Presidido pelo titular da Segup, Luiz Fernandes Rocha, e pelo delegado-geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, o encontro tratou dos conflitos agrários e a violência no campo no Estado. Estiveram presentes o ouvidor agrário nacional, José Gercino Filho, e Ailson Silveira Machado, coordenador de Mediação de Conflitos Agrários da Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República.
Também estiveram presentes representantes das Polícias Civil e Militar; Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”; Corpo de Bombeiros Militar; Incra de Marabá; Ouvidoria Agrária do Tribunal de Justiça do Pará; Defensoria Pública Agrária do Pará; Ministério Público do Estado; Procuradoria Geral do Estado (PGE); Comissão Pastoral da Terra (CPT) de Marabá, e integrantes da empresa Terra Norte, administradora da fazenda Santa Marta, em Mojú.
Um dos assuntos enfatizados no encontro foi a proteção de defensores de direitos humanos ameaçados no Pará. A Segup garantiu que verificará as solicitações feitas dentro do Programa de Proteção a Testemunhas no Pará, resultado de um convênio com o Governo Federal, que possivelmente será renovado. O secretário garantiu que, independente da renovação ou não do convênio, o Governo do Pará não irá suspender qualquer proteção a pessoas no estado.
Fernandes orientou os representantes de movimentos sociais sobre registro formal da denúncia de ameaça para que as providências legais sejam tomadas pelas Delegacias de Conflitos Agrários. José Gercino Filho garantiu que irá oficiar a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República para que agilize agendamento de reunião com a Segup e a Sejudh (Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos) com objetivo de renovação do convênio para proteção aos defensores de Direitos Humanos.
Durante a reunião foram apresentados dados sobre a atuação das três Delegacias de Conflitos Agrários (Decas) – que atuam no Nordeste do Pará, em Marabá e em Redenção – sobre as ameaças de defensores de direitos humanos. Os diretores das duas Decas – Victor Leal, da Deca de Marabá, e Marcelo Dias, da Deca de Redenção – participaram da reunião. O diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil, delegado Sílvio Maués, apresentou um relatórios das atividades e das áreas de atuação das Decas no interior do Pará. “Atualmente, a atuação das Decas se pauta na mediação de conflitos para antecipar e prevenir ocorrências de crimes agrários. Para tanto, as delegacias contam com as parcerias de outros órgãos, como a Polícia Militar, a Ouvidoria Agrária do Incra, a Ouvidoria Agrária Nacional, o Tribunal de Justiça do Estado e o Ministério Público Estadual”, detalhou. Ele explica que os casos de crimes ocorridos tem como pano de fundo uma nova característica: as disputas internas entre membros dos acampamentos.
Com relação aos tipos de crimes mais registrados pelas Decas está em primeiro lugar o crime de ameaça, seguido de casos de homicídios, esbulho possessório, porte e posse ilegal de arma de fogo. “Nossa meta é fechar o ano sem qualquer registro de morte no campo ”, enfatizou Maués.
O secretário Luiz Fernandes ressaltou os investimentos feitos na segurança pública pelo Governo do Estado para combate aos conflitos agrários e violência no campo. Entre as medidas estão a criação da Unidades Integradas de Polícia no interior do Estado, com as presenças das Polícias Civil e Militar em um mesmo local; aumentar do  efetivo das Polícias Civil e Militar por meio de concursos públicos e a aquisição de aeronaves para o combate aos crimes no campo. Além disso, já há o projeto de criação de uma nova Delegacia de Conflitos Agrários, sediada em Altamira, para atender a região.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Fone: (91) 4006-9036 / (91) 9941-3490
Email: walrimar@gmail.com


Divulgado locais de prova dos candidatos a Bolsa de Monitoria do CCNT
Os candidatos que estão concorrendo ao Processo Seletivo de Bolsa Monitoria e Voluntária do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), da Universidade do Estado do Pará (Uepa), já podem consultar data, horário e locais de provas. A relação está publicada no site da Uepa (www.uepa.br). As provas serão realizadas no dia 13 de novembro nos campi de Belém, Paragominas, Redenção, Castanhal, Cametá e Marabá. O horário pode variar de acordo com o curso e o campi.
O processo de seleção se dará em duas fases: análise da ficha individual e prova escrita ou prova prática ou teórico- prática a ser definida pela banca examinadora.
Será considerado aprovado o candidato que alcançar a média igual ou superior a sete no computo geral do Processo Seletivo, e será classificado o candidato que estiver dentro do número de vagas ofertadas. Os demais aprovados poderão ser admitidos como monitores voluntários, de acordo com a ordem de pontuação, desde que seja justificada a necessidade na disciplina ou área de conhecimento pelo professor orientador, através de requerimento de solicitação encaminhado a sua chefia de Departamento.
As vagas do Processo Seletivo são decorrentes de, entre outras coisas, desligamento de monitores por desistência voluntária, formaturas, indisponibilidade de horário, opção por outra bolsa, desempenho insatisfatório, contratos não renovados em 2011, encerramento de contratos vigentes até o final de 2012. Ao todo são ofertadas 252 bolsas, divididas entre os Centros de Educação da Universidade.
Entre os critérios para ser um monitor, o aluno da Universidade deve estar regularmente matriculado no curso de graduação; ter integralizado a Área de conhecimento ou Disciplina e ter disponibilidade comprovada através do horário acadêmico para atuar na vaga desejada.
O monitor atuará sem vínculo empregatício, em regime de 15 horas semanais, em atividades de ensino, pesquisa e extensão, definidas em Plano de Trabalho a ser elaborado junto aos professores orientadores.
O contrato é pelo período de um ano letivo, podendo ser renovado por igual período e receberá uma bolsa de R$ 622,00 (seiscentos e vinte e dois reais), a partir da apresentação de sua ficha de frequência mensal devidamente preenchida e assinada pelo professor orientador. Os candidatos classificados no Processo Seletivo/2012 ingressarão a partir do início do 1º semestre de 2013, conforme vacância das bolsas e necessidade das áreas de conhecimento.
As inscrições para concorrer às bolsas foram até o dia 26 de outubro, tanto no CCNT quando no CCSE. No CCBS, as inscrições seguem até 11 de janeiro de 2013.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 / (91) 8059-1090 - 91018820
Email: ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Turistas alemães lideram presença em cruzeiros no Pará este ano
Alemanha, Inglaterra e Estados unidos estão entre os países de onde partem cruzeiros com destino a Belém e Santarém em novembro e dezembro deste ano. A temporada atual de cruzeiros, que começou em outubro, já trouxe ao Pará 600 passageiros alemães. Até o fim do ano, sete mil turistas em mais oito cruzeiros chegam ao Pará, totalizando cerca de 7,5 mil visitantes estrangeiros aportando no Estado.
Segundo João Ribeiro, da Amazon Incoming Service, principal operadora de receptivo de cruzeiros no Pará, a temporada 2012/ 2013, que segue até outubro do ano que vem, deve trazer quase 20 mil turistas ao Pará no total, em 27 cruzeiros, de diversas nacionalidades. Durante os dias 17 e 18 e 28 e 29 deste mês, devem passar por Belém os cruzeiros Aidae Silver Cloud, com passageiros da Alemanha e dos Estados Unidos, respectivamente.
Ainda segundo João Ribeiro, cada turista gasta, em média, US$ 150 nas programações que envolvem visitas a locais turísticos, bares, restaurantes e lojas. “Este valor pode ser maior se a visita envolver pernoite, o que aumenta o tempo de permanência”, explica. A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) promoveu, este ano, na Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), uma reunião para planejar ações de receptivo turístico, com a presença de representantes de diversas entidades, instituições públicas e empresários do setor.
Atendimento - “Foi a primeira de uma serie de reuniões com as entidades e empresas de receptivo de cruzeiros para encontrarmos pontos em comum e receber melhor os turistas”, disse a presidente da Paratur, Socorro Costa, ressaltando o compromisso do governo do Estado como articulador de parcerias das mais diversas esferas para a promoção do turismo como atividade geradora de emprego e renda para o Estado.
“É muito gratificante ver que o Pará atrai cada vez mais turistas, afinal, nossa meta é fechar o ano com cerca de um milhão de visitantes, e os cruzeiros que passam por Belém e Santarém deixam importantes divisas em nosso Estado, sem contar a absorção da nossa mão de obra e contratação dos serviços de receptivo”, frisa Socorro Costa.
Segundo a presidente do Paratur, a atenção que o Pará tem recebido dos turistas alemães se dá, entre outras coisas, pela divulgação feita em grandes eventos internacionais nos quais a Paratur está, como a Bolsa de Turismo de Lisboa e a International French Travel Market (IFTM Top Resa), a maior feira da indústria de viagens e turismo da França.
“Mostramos ao mundo em eventos como estes as belezas e atrativos da obra-prima da Amazônia, de acordo com o que sugere o Ver-o-Pará, Plano Estratégico de Turismo do Pará, que já está em fase de implementação. Essas ações concretas fazem parte do nosso objetivo de transformar o Estado em líder no turismo na Amazônia até 2020”, informa.
Fluxo – A segurança dos turistas foi reforçada no Estado. O major Henrique Pereira, do Comando de Policiamento Turístico (Ciptur), informa que em Belém a policia turística mantém pontos fixos de atendimento na sede da Paratur, Aeroporto Internacional de Belém, Estação das Docas e em frente à Basílica de Nazaré. “Nos últimos cruzeiros que passaram por Belém, não registramos ocorrências”, informa.
O cruzeiro alemão Amadea inaugurou a temporada em Belém durante o Círio de Nazaré, com 600 passageiros, participando também dos eventos da grande festa católica dos paraenses, época em que a cidade recebeu cerca de 67 mil turistas, segundo o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Secretaria de Estado de Turismo (Setur).
Segundo dados da Cruise Lines International Association (Clia), divulgados pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Abremar), o Brasil é o quinto país que mais recebe turistas em cruzeiros marítimos no mundo. Na temporada 2010/ 2011, foram transportados 793 mil passageiros pela costa brasileira, o melhor resultado de todos os tempos. O presidente Abremar, Ricardo Amaral, destaca o impacto positivo da atividade na economia e que, “apesar da colocação favorável, o Brasil tem condições de crescer ainda mais neste segmento”.

Texto:
Benigna Soares-Paratur
Fone: (91) 8360-0506 / (91) 8842-8129
Email: turismoparaense@gmail.com / benignasoares@globo.com


Começam os Painéis Funarte de Bandas de Música na Vigia













Cerca de 350 instrumentistas provenientes de Salvaterra, Colares, São Caetano de Odivelas, Belém, Almeirim, Anajás, Marabá e de outros 20 municípios paraenses, confirmaram sua participação nos Painéis Funarte de Bandas de Música, abertos na manhã desta quarta-feira, 7, na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Presidente Kennedy, em Vigia de Nazaré. A cidade, que tem aproximadamente 46 mil habitantes, possui uma longa tradição musical e é berço de bandas centenárias. Desde muito cedo longas filas se formaram para a confirmação da inscrição.
Depois de se apresentar os músicos receberam suas credenciais e informações práticas para começar os trabalhos, que foram precedidos de breve cerimônia na quadra da escola, com a presença do professor Paulo José Campos de Melo, superintendente da Fundação Carlos Gomes - parceira local da Fundação Nacional de Artes do Ministério da Cultura na realização do evento -, da professora Ana Telma de Souza, coordenadora do Núcleo de Arte da Universidade do Estado do Pará, representando a Reitora Marília Xavier, e dos músicos convidados ministrantes dos 11 cursos oferecidos.
Rosana Lemos, coordenadora geral do Projeto Bandas da Funarte, abriu o evento falando sobre os objetivos desse programa, que cria possibilidades de intercâmbio entre músicos de várias formações enquanto propicia aprofundamento de conhecimentos por meio de cursos intensivos voltados aos instrumentistas de bandas. “É com muita alegria que a Funarte dá as boas vindas a todos os que aqui chegaram para participar de mais um Painel. Sabemos das dificuldades que muitos encontraram para participar e temos que agradecer à FCG por todo o apoio, na pessoa do professor Paulo Melo e de Jorge Sousa, que não economizaram esforços para estarmos hoje, aqui”, declarou.
Em seguida Rosana apresentou os professores, vindos de várias partes do país, que ministrarão as aulas até domingo, 11. São eles Nailor Proveta (Instrumentação e Arranjo), Dario Sotelo (Regência e Prática de Conjunto), Andrea Ernest Dias (Flauta), Carlos Rieiro (Clarineta), Rodrigo Capistrano (Saxofone), Zezé Queiroz e Cristina Arruda (Percepção Musical), Leandro Soares (Trompete), Marcelo Bam Bam (Trombone), Valmir Silva (Tuba), Sérgio Luiz da Silva (Reparo e Manutenção de Instrumentos de Sopro), e Luis Caldana (Percussão).

Texto:
Maria Christina-FCG
Fone: (91) 3201-9452 / (91) 9622-6814 / 8198-9370
Email: fcarlosgomes.imprensa@gmail.com


Pará recebe Semana Global do Empreendedorismo
Belém será uma das cidades sede da Semana Global do Empreendedorismo, na próxima segunda-feira, dia 12 de novembro. Na capital paraense, o evento que é realizado em 124 países de 12 a 18 de novembro, ocorre no Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá (PCT Guamá) da Universidade Federal do Pará (UFPA)e no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Em todo o Brasil serão realizadas atividades de incentivo ao espírito empreendedor e de crescimento das empresas. 
No "Dia D da Semana Global do Empreendedorismo em Belém", a participação é gratuita e aberta a todo público que pretende abrir um negócio ou que faz parte do ramo empreendedor e está disposto a colocar em prática ideias de estímulo ao crescimento em escala mundial das empresas. A programação começará às 15 horas, no auditório do Ceamazon, no PCT Guamá, localizado no campus Guamá da UFPA, com a palestra ‘’Empreendedorismo na Universidade’’, ministrada pela gerente de empreendedorismo da Secti, Márcia Macedo, e em seguida "A Importância da Propriedade Intelectual para o Empreendedor’’, com a assessora jurídica na Universitec da UFPA, Maria Brasil.
A partir das 18h30, o evento continua no CCNT da Uepa, situado na travessa Enéas Pinheiro, nº 2626, próximo da avenida Perimetral. Para aqueles que não estiveram no início da programação à tarde, a gerente de empreendedorismo da Secti, Marcia Macedo, repetirá a palestra sobre ‘’Empreendedorismo na Universidade’’ e às 19h30, o coordenador do Núcleo de Inovação e Tecnologia da Uepa, Karan Valente, palestrará sobre ‘’Inovação e Proteção do Conhecimento’’.
Quem quiser garantir a vaga no evento basta se inscrever antecipadamente pelo e-mail semanaglobalempreendedorismobe@gmail.com. É necessário informar as palestras na qual há o interesse, nome completo e e-mail para contato.
Serviço - "Dia D da Semana Global do Empreendedorismo" ocorre em 12 de novembro, às 15 horas, no auditório do Ceamazon, no PCT Guamá, localizado no campus Guamá da UFPA. À noite, evento segue a partir das 18h30, no CCNT da Uepa, situado na travessa Enéas Pinheiro, nº 2626, próximo da avenida Perimetral.


Texto:
Ize Sena-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 (91) 3299-2221 / (91) 8112 0744
Email: ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Hospital de Clínicas promove III Jornada de Nutrição
A Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (FHCGV) promove, nestas quarta e quinta-feira (07 e 08), de 8h às 18h, no auditório Dr. Ronaldo de Araújo, a III Jornada de Nutrição. A terceira edição traz como tema “Dietoterapia na Prática Clínica”. O evento, que já faz parte do calendário da instituição, busca o aperfeiçoamento e a atualização de profissionais e estudantes da área de saúde para a nutrição no ambiente hospitalar. Para a chefa do serviço de Nutrição da FHCGV, Fátima Coelho, “o evento é extremamente importante, pois cada palestrante vai trazer para os participantes um pouco de suas experiências na prática clínica”.
Na abertura da jornada, a diretora técnica da FHCGV, Marilda Moitta, fez questão de ressaltar o “esforço da equipe de nutrição pela qualidade dos serviços oferecidos aos pacientes”. Por sua vez, a diretora-presidente da instituição, Ana Lydia Cabeça, lembrou que “a alimentação é importante na recuperação do paciente” e que essa jornada “é uma forma de trocar experiências e a chance enriquecer o currículo à prática diária.
Dietoterapia
A dietoterapia é um ramo da nutrição que se dedica às dietas especificas para cada enfermidade. A finalidade básica da dietoterapia é oferecer ao organismo debilitado os nutrientes adequados da forma que melhor se adapte ao tipo de condição patológica, características físicas, nutricionais, psicológicas e sociais do indivíduo. É utilizada não apenas para o tratamento, mas também para a prevenção de enfermidades.
O cuidado nutricional para uma pessoa saudável pode significar apenas uma avaliação nutricional de rotina, enquanto que para uma pessoa hospitalizada esse cuidado é bem mais complexo e inclui o acompanhamento da ingestão de alimentos, a adequação desses alimentos à sua patologia e deverá incluir o aconselhamento do paciente.

Texto:
Felipe Gillet-HC
Fone: (91) 4005-2667 / (91) 8123-6001
Email: felipegillet@yahoo.com.br


Aprovado Projeto da Carteira de Identidade Social para Travestis e Homossexuais

O Conselho Estadual de Segurança Pública (Consep) aprovou por unanimidade, em reunião ordinária ocorrida nesta quarta-feira (07), o projeto para implantação da Carteira de Identidade Social para Travestis e Homossexuais no Estado do Pará. A apresentação do relatório e parecer do projeto foram feitas, na reunião, pelo delegado-geral da Polícia Civil, Nilton Atayde, que fez uma avaliação a favor do projeto e em consonância com a portaria 362/2012, de outubro deste ano, que disciplina o tratamento dispensado a travestis e transsexuais por policiais civis nas Delegacias da Polícia Civil.
No parecer, Nilton Atayde enfatiza que o projeto da Carteira de Identidade Social garante e reconhece o exercício pleno da cidadania à comunidade LGBT. O projeto foi encaminhado ao Consep pelo delegado Vicente Costa, coordenador do Comitê Gestor do Plano Estadual de Combate à Homofobia (CGCH) e diretor de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade (Diprev), da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).
No mesmo projeto, consta a Carteira de Identidade Social a ser implantada no Estado do Pará, cujo modelo foi aprovado pelos representantes do movimento LGBT. O documento será emitido pela Diretoria de Identificação “Enéas Martins” (Didem), da Polícia Civil. A reunião foi presidida pelo titular da Segup, delegado Luiz Fernandes Rocha, presidente do Consep, e contou com as presenças dos membros do Conselho e integrantes do Grupo de Resistência de Travestis e Transexuais da Amazônia (Gretta).
O delegado-geral enfatizou que a Polícia Civil tem se reunido com o seguimento LGBT na Delegacia-Geral para discutir os avanços na busca da garantia de direitos à comunidade. Ele ressaltou o empenho dos delegados Vicente Costa e Christiane Lobato, diretora de Atendimento aos Grupos Vulneráveis (DAV), da Polícia Civil, na busca dessas conquistas. “Temos buscado alternativas para um tratamento diferenciado e para garantir os direitos de seguimentos sociais”, salientou, ao citar a criação da Delegacia de Combate aos Crimes Homofóbicos, vinculada à DAV.
Atayde mencionou ainda os treinamentos já realizados para categorias policiais, como escrivães cartorários e agentes administrativos, que atuam em Delegacias, visando capacitar os profissionais da Segurança Pública para prestar um atendimento adequado à comunidade LGBT, e ainda as modificações feitas no sistema Sisp, no qual são registradas as ocorrências policiais, para permitir constar, no boletim de ocorrência, a orientação sexual da pessoa.
Ainda, durante a reunião, o diretor do Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, Orlando Salgado, anunciou que os laudos periciais do órgão passarão a ser feitos dentro de um sistema que vai permitir constar o nome social do travesti ou transsexual. Em nome da comunidade LGBT, Simmy Larrat, do Gretta, agradeceu ao delegado-geral pelo empenho na aprovação do projeto da Carteira de Identidade Social e enfatizou que o novo documento não representa apenas, para a comunidade, apenas uma identificação, mas representa uma política de melhoria da qualidade de vida. Da mesma forma, Bruna Lorrane, também do Gretta, elogiou o empenho do Governo do Estado em garantir a cidadania à comunidade LGBT no Pará, por meio do documento de identidade. Com a aprovação pelo Consep, o projeto seguirá para sanção do governador do Estado, Simão Jatene.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Fone: (91) 4006-9036 / (91) 9941-3490
Email: walrimar@gmail.com


Governador Jatene recebe comitivas estrangeiras nesta quinta-feira
O governador do Estado, Simão Jatene, recebe nesta quinta-feira (08), duas comitivas estrangeiras importantes para as relações comerciais do Pará. Pela tarde ele se encontrará com Roy Nir, Cônsul da Missão Econômica da Embaixada de Israel, e já pela noite participa de um jantar com o ministro Cônsul da Embaixada Americana, Todd Chapman, com o assessor da Seção de Meio Ambiente, Ciência, Tecnologia e Saúde da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, Aamir Alavi e o adido da Embaixada Americana, Jefffrey Lodermeir. Na pauta das reuniões está o interesse de ambos os países em realizar negócios no Pará.
O chefe de missão econômica israelense no Brasil, Roy Nir, lidera as missões de estreitamento de relação econômicas com os países do Mercosul, iniciadas com a visita do ex-presidente Lula em 2007. Segundo entrevistas de Roy Nir para jornais do sudeste do Brasil, a intenção é triplicar o comércio bilateral até 2014.
Acompanhando Roy Nir estarão representantes de várias empresas israelenses que possuem o interesse de estabelecer relações econômicas com o estado do Pará. Antes da visita ao governador Simão Jatene, a comitiva se reunirá com o Secretário de Estado de Indústria, Comércio e Mineração, David Leal, no Centro Integrado de Governo (CIG) pela manhã.  
Já a comitiva norte-americana que jantará com o governador Simão Jatene faz uma série de visitas ao Brasil dentro do projeto intitulado “Route 66”, inspirado em uma das rodovias mais famosas e historicamente importante para os Estados Unidos, no início da era do automóvel. Hoje, a comitiva de diplomatas percorre o Brasil estreitando relações econômicas com o país.
“Usando como exemplo nosso próprio legado da Rota 66, nós continuaremos a explorar mais o Brasil e descobrir as semelhanças entre Brasil e Estados Unidos, botando o pé na estrada”, explicam os diplomatas no site da Embaixada dos Estados Unidos.
No Pará, a comitiva do “Route 66” irá visitar, além da capital, Ananindeua na Região Metropolitana de Belém e Santarém, no oeste do Estado, partindo em seguida para o estado de Goiás. Ao todo serão mais de 80 cidades visitadas pelo “Route 66” em todo o Brasil.

Texto:
Marcio Flexa-Secom
Fone:  / (91) 80301615
Email: marcioflexa@agenciapara.com.br


Jatene avalia com cautela proposta do governo de unificar o ICMS



O governador Simão Jatene participou nesta quarta-feira (7), em Brasília, da reunião em que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, propôs aos governadores a unificação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) interestadual para acabar com a guerra fiscal entre os Estados. A alíquota seria unificada em 4% para todas as mercadorias que passam de uma unidade da Federação para outra. Atualmente, o imposto é 7% ou 12%, dependendo do Estado de origem da mercadoria.
A proposta foi vista positivamente pelo governador, mas com cautela. “A guerra fiscal acabou se instalando no Brasil pela falta de uma política de desenvolvimento regional. Somos um país continental que não soube, historicamente, usar esses recursos para diminuir as desigualdades. Então, qualquer mecanismo de compensação e reparação das perdas é válido, embora seja preciso avaliar com mais cuidado a proposta apresentada pelo Ministério da Fazenda”, disse Simão Jatene.
Para o governador paraense, a unificação da alíquota não resolverá o problema da guerra fiscal, mas pode minimizá-lo, por se tratar de uma maneira satisfatória de transferir o ICMS para os Estados consumidores. “A alíquota de 4% é benéfica para o Estado do Pará, assim como para todos os que têm resultados negativos na balança comercial, ou seja, que importam mais que exportam. Somos superavitários no comércio exterior, mas no interno, importamos mais. Pode ser uma saída, portanto, para os Estados menos desenvolvidos”, avaliou.
Apesar de bem recebida no geral pelos governadores presentes, a proposta do governo federal é vista com cautela pelos chefes das Unidades Federativas. “É uma insegurança que surge a partir de outros mecanismos de compensação criados em Brasília – seja pelo Executivo, seja pelo Congresso – que, no frigir dos ovos, acabaram não surtindo efeito. É o caso da Lei Kandir, que até hoje não compensou nada”, asseverou. “Os Estados ficam sempre inseguros, mas, é claro, existe o sentimento que é preciso enfrentar essas questões”, frisou Jatene.
O governador também falou sobre os fundos que o governo federal criaria para compensar os Estados perdedores, que são justamente os que mais produzem mercadorias. “É necessário saber se esses fundos vão ter o condão para atrair empresas”, destacou, lembrando que a compensação fiscal é apenas uma das questões federativas a serem sanadas. “Existem outras, que desequilibram a relação entre os Estados, e que são fruto de decisões tomadas em Brasília. Para mim o que está em questão aqui é o esgarçamento do Pacto Federativo”, reforçou Jatene.
Uma das propostas do ministro Mantega é a criação do fundo de desenvolvimento regional, que funcionaria por 16 anos, destinaria R$ 12 bilhões ao ano para os Estados perdedores – R$ 9 bilhões em financiamentos de bancos oficiais e R$ 3 bilhões do Orçamento Geral da União. Haveria ainda um segundo fundo, que compensaria as perdas a cada ano, mas os recursos ainda não estão previstos.
Manifestações - A proposta dividiu os governadores. Alguns elogiaram o fim da guerra fiscal, mas pediram que os repasses da União para os Estados perdedores sejam automáticos e definidos em lei. Outros, principalmente os dos Estados do Norte e do Nordeste, pediram a fixação de duas alíquotas: 2% para os Estados mais ricos e 7% para os menos desenvolvidos, que teriam espaço para a concessão de incentivos fiscais a indústrias.
A proposta do governo não encontrou respaldo, por exemplo, nos governadores do Amazonas, Omar Aziz, e do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli. Para Aziz, o Amazonas depende não só do ICMS interestadual, mas também da Zona Franca de Manaus, que, na prática, explicou ele, perderia o diferencial de ter tributação menor. "O Amazonas vai perder 75% da arrecadação do ICMS, que é de R$ 6 bilhões por ano", declarou.
Já o governador do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, disse que todos os Estados da região Centro-Oeste perderiam arrecadação com a proposta do governo e que o fundo de compensação, via Medida Provisória, não traria segurança jurídica de que as perdas seriam compensadas.
"Seria como por voluntariamente o pescoço na guilhotina. A federação quer fazer a reforma tributária às custas dos estados. O que eles propuseram para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste é palavrão", afirmou Puccinelli. Segundo ele, o Mato Grosso do Sul perderia 33% da arrecadação do ICMS, Goiás perderia 26% e Mato Grosso 17%.
(Com informações da Agência Brasil)

Texto:
Luiz Carlos-Secom
Fone: (91) 3202-0927  / (91) 8810-0656
Email: luizcarlos@agenciapara.com.br


Salão do Livro leva cultura e informação à região do Capim
 








Mais de 15 mil pessoas já visitaram o I Salão do Livro da Região do Capim, que vai até domingo (11), no Parque Ambiental de Paragominas, nordeste do Pará. A programação do evento, promovido pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), oferece cerca de 20 atividades literárias, culturais e artísticas, como oficinas, palestras, contação de histórias infantis, comercialização de mais de 20 mil títulos, além de shows culturais.
O Salão do Livro está instalado em uma área de mil metros quadrados, com 24 estandes, 150 editoras e cerca de 1,3 mil pessoas participando diariamente das atividades do evento. “Estamos alcançando as expectativas. Apesar de ser o primeiro salão, esta ação tem mobilizando muitas escolas públicas não só de Paragominas, mas também de toda a região”, diz a diretora de Cultura da Secult, Ana Catarina Brito.
Os professores da rede pública da região do Capim têm à disposição, cada um, R$ 200 para a compra de livros no salão, representando um investimento total de R$ 400 mil do programa Cred Livro, mantido pelo Estado com os objetivos de estimular o hábito de leitura e de garantir aos servidores da educação a oportunidade de adquirir os mais diversos títulos nos eventos literários do Estado.
Público – O Papo Cabeça e o Encontro Literáriosão as atividades que mobilizam o maior número de visitantes nas feiras literárias, segundo a coordenadora do salão, Andressa Malcher. O primeiro é direcionado ao público jovem e debate assuntos como sexualidade, bullying e mercado de trabalho. O outro reúne autores nacionais e paraenses para apresentar obras e falar sobre o ofício da escrita.
O escritor paraense Salomão Larêdo participou do Encontro Literário nesta quarta-feira (7) e participa do Papo Cabeça nesta quinta (8), às 15h30, no Memorial do Município Verde, que fica no salão. “No Encontro Literário falei sobre o desenvolvimento do meu trabalho e o processo de criação do autor. Também destaquei a importância da cultura, da educação e da valorização da leitura. Para o Papo Cabeça, que reúne um público mais jovem, vou propor um debate sobre os caminhos para a escolha profissional”, conta.
Ele ressalta a importância da interiorização de eventos culturais que aproximam o público dos autores. “É importante a Secult levar esse evento para o interior e dar oportunidade para que o público conheça de perto o autor e sua obra, além de proporcionar o encontro dos profissionais da área. A maioria desses eventos se concentra em Belém, e para muitos estudantes do interior fica difícil o acesso”, avalia.
Um dos objetivos do evento, segundo Andressa Malcher, é justamente promover este intercâmbio entre escritores nacionais, paraenses e da região do Capim, além de ampliar a cultura literária no interior do Estado. “Todos os dias cerca de dez ônibus com estudantes de escolas da região visitam o salão. Dessa forma, estamos trazendo esse público para estudar fora da escola também. No salão eles podem conhecer um grande número de títulos comercializados, além de ter contato com os autores e participar das conversas”, frisa.
Ana Catarina Brito lembra que as programações têm recebido grande número de pessoas. “O auditório tem 150 cadeiras, e todas ficam ocupadas durantes os encontros. O Papo Cabeça com um público muito mais jovem e o Encontro Literário, com um público diferente. Os debates estão agradando”, pondera.

Texto:
Pablo Almeida-Secom
Fone: (91) 3202-0910 / (91) 8240-2141
Email: pabloc.almeida@gmail.com

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...