Total de visualizações de página

quinta-feira, novembro 15, 2012

DESTAQUE: Governador recebe diretoria do Paysandu



Estado garante saúde, segurança e lazer durante o feriado prolongado
Quem não pretende viajar neste feriado prolongado deve ficar atento ao que funciona em Belém. Alguns serviços básicos funcionam normalmente na capital, como postos de saúde, hospitais de urgência e emergência, delegacias e seccionais. Além disso, alguns espaços oferecem programações culturais e de lazer. Confira o roteiro:
Saúde - Segundo a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), os serviços de urgência e emergência da unidade da Pedreira e o Hospital Abelardo Santos, no distrito de Icoaraci, funcionam 24 horas durante o todo feriado. A Sespa informa também que as outras unidades na Região Metropolitana de Belém (RMB) devem funcionar em regime de escala, atendendo somente pacientes referenciados.
A Santa Casa também funcionará em regime de escala. Somente o setor de obstetrícia vai fazer atendimento normal, devido ao movimento diferenciado dos outros setores. O Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, por sua vez, atenderá somente emergência obstétrica e psiquiátrica, e o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, atende normalmente. Somente o setor administrativo não funciona no feriado.
Segurança – Para procedimentos policiais, a população deve procurar as Seccionais de Icoaraci, Marambaia e Marituba, que funcionarão em regime de plantão 24 horas. Segundo a Polícia Civil, é nelas que se deve fazer o procedimento de flagrantes nas localidades e redondezas. O serviço também se estende à Central de Flagrantes da Cidade Nova, que vai proceder todas as ocorrências no município de Ananindeua.
O policiamento urbano feito pela Polícia Militar terá maior concentração nas ruas e vias de acesso à capital devido ao feriado. O objetivo é garantir a segurança de pedestres e condutores, evitando acidentes e a prática de crimes diversos. Além da “Operação Integrada Rodovias”, a PM fará operações de rotinas, como rondas em bairros considerados violentos, fiscalização em bares e casas de show e atendimento de ocorrência pelo 190 e pelo disque-denúncia 181.
Cultura – Quem fica em Belém poderá participar de várias programações culturais, na Estação das Docas, Fundação Cultura do Pará Tancredo Neves e museus da cidade. Nesta quinta (15) e sexta-feira (16), a partir das 19h45, ocorrem na Estação das Docas shows no palco deslizante, nos Armazéns 1 e 2, com apresentações de artistas regionais como Lidia Ronety, Henrique Colares, Geo Rock e Junior Gonçalves.
Na sexta-feira (16), o grupo de carimbó Mistura Regional se apresenta na orla da Estação, a partir das 18h30. Para quem gosta de cinema a pedida é o Cine Estação, que apresenta nesta sexta-feira o filme “Deus da Carnificina”, às 18h e 20h30. De quinta a sábado, o Cine Líbero Luxardo, do Centur, exibe o filme "Embriagado de Amor”, com sessões sempre às 19 horas, na Fonoteca Satyro de Mello, quarto andar. Os ingressos devem ser retirados na bilheteria uma hora antes da exibição.
O Sistema Integrado de Museus (SIM), da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), informa que haverá redução no horário de funcionamento dos museus do Estado. Devido ao feriado, a visitação do público será das 10 as 14 horas.

Texto:
Pablo Almeida-Secom
Fone: (91) 3202-0910 / (91) 8240-2141
Email: 
pabloc.almeida@gmail.com


Hospital Abelardo Santos inaugura serviço de registro de nascimento

O Hospital Regional Abelardo Santos (HRAS) inaugurou, na manhã desta quarta-feira (14), o serviço de cartório que emitirá certidão de nascimento às crianças nascidas na maternidade do hospital. A solenidade foi prestigiada por representes da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), do Cartório Givaldo Araújo, líderes comunitários e servidores do Hospital.
A diretora do HRAS, Vera Cecim, disse que a inauguração do serviço foi mais um desafio vencido no distrito de Icoaraci. “Agora, os nossos bebês já nascem com sua certidão de nascimento nas mãos”, comemorou Vera.
Ela também agradeceu o empenho da equipe da obstetrícia e de todos que trabalham em prol do Hospital Amigo da Criança. “Este cartório é mais um critério que pontuamos para nos tornarmos um Hospital Amigo da Criança, e brevemente, ganharemos esse titulo”, garante Vera Cecim.
Para Luzia Ribeiro Santana, enfermeira e coordenadora da maternidade, o serviço é uma vitória. “Estamos há três anos nessa luta tentando implantar o cartório no Hospital Abelardo Santos, pois é um pré- requisito para sermos um Hospital Amigo da Criança, e hoje foi o grande dia. Foi lindo ver a mãe e o pai tirando a certidão de nascimento do seu bebê, isso foi um grande marco e é motivo de grande alegria proporcionar o direito à cidadania ao bebê”, comemorou Santana.
De acordo com Maysa dos Anjos de Almeida, diretora de Cidadania e Direitos Humanos da Sejudh, com essas medidas é possível combater ou até mesmo erradicar o sub-registro que mantém crianças de zero a dez anos sem registro de nascimento. “Isso impacta na vida do cidadão, uma vez que sem o registro ele não conseguirá ter acesso à escola e a outros serviços sociais, ou seja, não terá acesso à cidadania”, explica.
O tabelião Givaldo Araújo falou da importância da parceria com o HRAS. “Essa é a nossa missão como oficial do cartório e o nosso objetivo nessa parceria com o Hospital Abelardo Santos. Esse convênio é a efetivação de um pedido da corregedora de Justiça, Dahil Paraense, além de ser uma determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que está preocupado em vencer o sub-registro no Brasil inteiro”, contou.
Edilena Silva e Silva, 20 anos, e José Felipe de Souza dos Santos, 18 anos foram os primeiros pais a registrarem seu filho dentro do Hospital Abelardo Santos. Wenderson Felipe Silva dos Santos, que nasceu no dia 12 de novembro de 2012 foi o primeiro recém-nascido a ser registrado no cartório.
“Antes tínhamos que sair para procurar onde tirar o registro, já tinha vindo à urgência do hospital e vi que melhorou bastante. Agora, vim ter meu bebê aqui na maternidade e já saio com o registro de nascimento dele. Isso é bom demais, estou muito satisfeita com o tratamento que estou recebendo no hospital”, festejou a mãe do pequeno Wanderson.(Com informações e fotos de Helder Ribeiro)

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa
Fone: (91) 4006-4822 / (91) 8116-7719
Email: 
ascomsespa@gmail.com


Programação alusiva ao Dia Nacional de Combate ao Câncer
A Rede Paraense de Controle ao Câncer promove dia 27 deste mês o Dia nacional de Combate ao Câncer, de 8 horas às 11h30, com o ciclo de palestras “Caminhos da prevenção: prevenir o câncer é com todos nós”. A programação faz parte do projeto “Riscos e rabiscos pela vida”, que visa promover o protagonismo juvenil no controle da doença, além de divulgar os fatores de risco relacionados direta e indiretamente aos diversos tipos de câncer.
Serão abordadas as perspectivas da prevenção no Estado e municípios. Haverá ainda a premiação do concurso de ilustrações “Riscos e Rabiscos”, cujo tema foi o câncer como uma questão de vida. Participaram alunos que cursam o ensino médio em escolas estaduais. As melhores ilustrações nas categorias cartum, caricatura, charge e quadrinho serão usadas em materiais como folders, panfletos, cartazes, livretos e cartilhas da rede.
A Rede Paraense de Controle ao Câncer é coordenada pelo Hospital Ophir Loyola. Atua na implantação de ações educativas que ajudem a transformar os hábitos da população paraense, em busca de uma melhor qualidade de vida. Para consagrar os objetivos, conta com parceiros de diversos setores da sociedade, incluindo órgãos públicos e entidades do terceiro setor. Por meio das ações  desenvolvidas, chama atenção para a  doação de um estilo de vida mais saudável para minimizar  e enfrentar  fatores os riscos de adquirir a doença.
Programação
27/11/12 – Auditório do Hospital Ophir Loyola
Abertura: 8h
Horário: 9h-9h30
Palestra: “Caminhos da prevenção” perspectivas da prevenção do câncer a nível de Seduc. Palestrante: Natalene Teixeira - SEDUC
Horário: 09h30 – 10h
Palestra: “Caminhos da prevenção” perspectivas da prevenção do câncer a nível estadual. Palestrante :  Dione Cunha – Sespa
Horário: 10h – 1030
Palestra: 09h30 – 10h
Palestra: “Caminhos da prevenção” perspectivas da prevenção do câncer a nível municipal. Palestrante: Sylvia Cristina de Oliveira Santos - Sesma
Horário: 10h30 -11h
Palestra: A experiência da prevenção do câncer.
Palestrante: Dr. Antenor Madeira Neto – RPCC
Encerramento: 11h30

Data da pauta: 27/11/2012 08:00:00
Data de expiração: 27/11/2012 11:30:00
Local: Auditório Luiz Geólas de Moura Carvalho do Hospital Ophir Loyola
Endereço: Avenida Magalhães Barata, 992, São Brás
Contatos: Ascom Hospital Ophir Loyola: 3342-1325/ 1373


Belém recebe dois navios cruzeiros neste fim de semana
Belém recebe neste fim de semana mais dois navios trazendo turistas de outros países. O primeiro a chegar é o cruzeiro alemão Aida Vita, que desembarca com 1,2 mil turistas em Icoaraci, no sábado (17), a partir das 7 horas. O Silver Cloud chega domingo (18), às 14 horas. O fundeio do navio será no canal de Minas, em frente à Estação das Docas, onde vão atracar as embarcações que trazem os cerca de 250 turistas oriundos dos Estados Unidos até Belém.
Tanto os turistas do Aida Vita, no sábado, quando os do Silver Cloud, no domingo, vão visitar os principais pontos turísticos de Belém, entre os quais a Estação das Docas, Complexo Ver-o-Peso, Complexo Feliz Luziânia, Museu Paraense Emílio Goeldi e Basílica de Nazaré, entre outros. O Aida parte de Icoaraci às 17 horas de sábado e o Silver Cloud às 23 horas da frente da Estação das Docas.
Ainda no sábado, entre as atividades agendadas aos turistas alemães, está um almoço típico oferecido no Restaurante do Hotel Beira Rio, na orla de Belém, localizado na Rodovia Bernardo Sayão. Participam do almoço, além de representantes do trade envolvidos no receptivo, representantes da Diretoria de Marketing da Paratur.
A temporada 2012/2013 de cruzeiros no Pará teve início no dia 13 de outubro, com a passagem do navio alemão Amadea, com 600 turistas que chegaram na capital paraense em plena Romaria Fluvial, procissão do Círio de Nossa Senhora de Nazaré.
Segundo João Ribeiro, da Amazon Incoming Service, principal operadora de receptivo de cruzeiros no Pará, a temporada 2012/ 2013, que segue até outubro do ano que vem, deve trazer quase 20 mil turistas ao Pará no total, em 27 cruzeiros, de diversas nacionalidades.
Ainda segundo João Ribeiro, cada turista gasta, em média, US$ 150 nas programações que envolvem visitas a locais turísticos, bares, restaurantes e lojas.
“Este valor pode ser maior se a visita envolver pernoite, o que aumenta o tempo de permanência”, explica. A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) promoveu, este ano, na Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), uma reunião para planejar ações de receptivo turístico, com a presença de representantes de diversas entidades, instituições públicas e empresários do setor.


Mais de 9 mil fazem cursos profissionalizantes oferecidos pelo Estado
O curso técnico em enfermagem foi a maneira que a estudante Lorenza Flor dos Santos, 16 anos, encontrou para confirmar a vocação na área da saúde. Há dois anos, ela faz a capacitação, na Escola de Ensino Médio Francisco da Silva Nunes, na Marambaia, onde são ofertados outros três cursos profissionalizantes: podologia, nutrição e técnico em Informática.
Lorenza e outros 9,5 mil alunos estão matriculados em cursos profissionalizantes na rede pública de ensino, nas modalidades médio integrado (matriculados na rede pública), subsequente profissionalizante (alunos que já concluíram o ensino médio, mas retornaram para os cursos técnicos) e educação de jovens e adultos. Lorenza vai cursar por mais dois anos a capacitação em enfermagem.
“Busquei a enfermagem para sentir se a área da saúde era mesmo o que eu queria. O curso é muito bom, e estou aprendendo muitas coisas. Minha intenção é prestar vestibular para medicina, já com o conhecimento de enfermagem”, planeja. A rede pública de ensino oferta atualmente 42 cursos profissionalizantes, em 18 escolas de dez municípios.
Segundo a coordenadora de Cursos Profissionalizantes da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Márcia Ribeiro, a rede começou a ofertar os cursos profissionalizantes em 2009, e o modelo de ingresso neles está sendo planejado para 2013. “Até 2012 foi feito o processo seletivo para os cursos profissionalizantes, mas observamos que não é modelo adequado. Estamos redefinindo este acesso para melhor aproveitamento dessas vagas. O novo modelo deve ser divulgado até o fim de novembro”, explica.
Segundo a coordenadora dos cursos profissionalizantes da Escola Francisco da Silva Nunes, a oferta é uma oportunidade para os alunos saírem da escola e ingressarem direto no mercado de trabalho. “Podologia, por exemplo, é um mercado especifico. Os participantes são adultos, das modalidades subsequente e EJA. Além da prática junto à comunidade, eles também fazem estágios”, ressalta.
O governo do Estado também oferta cursos profissionalizante por meio da Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter), principalmente nos municípios do interior. A maioria deles atende a demanda das empresas. Segundo o titular da Seter, Celso Sabino, a maior demanda é na área da construção civil. “Planejamos os cursos de acordo com o que a demanda empresarial necessita. Dessa forma, além do empreendimento, a mão de obra local recebe qualificação com a garantia de emprego”, observa.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Fone: (91) 3202-0912 / (91) 9117-7020/ 8272-3665
Email: 
danielleferreira@agenciapara.com.br


Presidente da Fundação Roberto Marinho conhece o São José Liberto
Durante a manhã desta terça-feira (13), o Espaço São José Liberto recebeu a visita do presidente da Fundação Roberto Marinho, José Roberto Marinho, que estava acompanhado pelo príncipe dom João de Orleans e Bragança, trineto de Dom Pedro II e bisneto da Princesa Izabel, e de Tarso Azevedo, consultor em sustentabilidade, floresta e clima, que foi diretor geral do Serviço Florestal Brasileiro e diretor executivo do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora).
A visita fez parte do roteiro turístico que o Governo do Pará preparou para a comitiva, que veio a Belém por conta do evento “Florestabilidade”, projeto nacional de educação lançado terça-feira (13), em cerimônia no teatro Maria Sylvia Nunes, da Estação das Docas. A ação resulta de parceria entre o governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação (Seduc) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Fundação Roberto Marinho e Fundo Vale.
Acompanhados pela assessora especial do governo do Estado, Telma Guerreiro, os visitantes foram recebidos por Carmem Macedo e Thiago Gama, respectivamente gerente de Eventos e coordenador Comercial do Espaço São José Liberto. No local, eles conheceram a Capela, o Jardim da Liberdade, as lojas do Polo Joalheiro, a Ilha de Ourivesaria, o Coliseu das Artes e a Casa do Artesão.
“Toda vez que a gente vem ao Pará sempre conhece alguma coisa nova”, disse Tarso Azevedo, que esteve pela primeira vez no São José Liberto. Para José Roberto Marinho, “o espaço é muito bem montado, os produtos com bom acabamento, muito atraentes”. Ele disse ainda que ficou encantou com o artesanato feito com balata e levou miniaturas de animais para o neto, como arara, jacaré, macaco aranha e arraia.
“O local é muito bonito. Além de ser um gerador de renda para essas comunidades, que produzem o artesanato comercializado no São José Liberto”, completou dom João de Orleans e Bragança.
Thiago Gama explicou ao grupo que o “Búfalo Montado”, artesanato de balata criado pelo mestre Darlindo José de Oliveira Pinto, do Grupo de Mestres Artesãos de Modelagem em Balata, de Monte Alegre, oeste do Pará, foi agraciado este ano com o certificado da terceira edição do “Reconhecimento de Excelência da Unesco para os produtos artesanais do Mercosul”.
O artesanato em balata beneficia, direta e indiretamente, 20 famílias de Monte Alegre, entre extrativistas, artesãos e familiares dos profissionais. O grupo de Monte Alegre está vinculado ao Espaço São José Liberto, onde os mestres balateiros comercializam suas peças na Casa do Artesão, que expõe e vende produtos de 392 artesãos, de 43 municípios paraenses, reunindo as variadas tipologias do artesanato paraense, como manualidades, adornos, bolsas, sapatos e peças decorativas e utilitárias.
Além das miniaturas de balata, o espaço oferece o artesanato de miriti (palmeira da região), as réplicas de cerâmicas arqueológicas e tradicionais e o encauchado, produto originário do látex da seringueira, desenvolvido pelo Projeto Encauchados de Vegetais da Amazônia, criado pelo professor Francisco Samonek, mestre em ecologia e manejo de recursos naturais.
O Espaço São José Liberto é gerenciado pelo Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama), em parceria com o governo do Estado, via Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom).

Texto:
Luciane Barros-São José Liberto
Fone: (91) 3344-3514 / (91) 08300-3961
Email: 
lucianefiuza@gmail.com


Uepa divulga resultado do Prêmio Melhor TCC 2011
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgou, nesta quarta-feira (14), o resultado preliminar do Prêmio Melhor TCC 2011. Os autores dos melhores Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) receberão um certificado e o 1º lugar de cada curso fará jus à menção honrosa conferida pela Uepa. A entrega da premiação será realizada no dia 26 de novembro, às 17 horas, no auditório do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE).
A relação dos trabalhos premiados já está disponível no site da Uepa (ww.uepa.br). O prazo para recursos termina 48 horas após a divulgação do resultado, de acordo com item 7.1 do Edital Nº080/2012.
A seleção se propõe a destacar e difundir os trabalhos de conclusão de graduações da Uepa, que além de excelência, apresentam aspectos inovadores em sua elaboração.
Os trabalhos fazem referência às áreas de Saúde, Educação, Ciência e Tecnologia. Participaram do certame somente os TCCs produzidos e aprovados por concluintes dos cursos da Uepa, no ano letivo de 2011, depois de cumpridas todas as exigências curriculares de conclusão.
Serão premiados o 1º, 2º e 3º lugar de cada curso, independente do município ao qual o egresso é vinculado.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 / (91) 8059-1090 - 91018820
Email: 
ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Diversidade cultural da região do Salgado é tema de seminário na Uepa
A região do Salgado, no nordeste paraense, é reconhecida por suas belíssimas praias, mas também por sua rica diversidade cultural. Para socializar os resultados de trabalhos feitos nesta área, a Cooperação Acadêmica entre a Universidade do Estado do Pará (Uepa) e a Pontifícia Universidade Católica (PUC-RS) realizam, nesta segunda-feira (19), o seminário “Educação e Saberes Amazônicos: discursos e práticas sobre a diversidade cultural da região do Salgado”.
Durante o encontro, realizado no período das 9 às 18 horas, no Campus da Uepa em Vigia, serão apresentados os resultados de duas pesquisas desenvolvidas nos municípios de Colares, Vigia e São Caetano de Odivelas.
A primeira pesquisa intitulada “Diálogos de Saberes: processos educativos cotidianos e práticas docentes” trata dos saberes religiosos, ambientais, lúdicos e poéticos que caracterizam a vida cotidiana desses municípios e a forma como esses saberes se fazem presentes nas escolas locais.
Já a pesquisa “Inteligência espiritual: ampliação da consciência na prática docente em ambientes educativos formais de comunidades ribeirinhas” analisou as relações entre os fatores de inteligência espiritual dos professores investigados e suas práticas docentes, apontadas pelos alunos por meio de cartas a ele dirigidas como professores que fazem a diferença em suas vidas.
Durante o seminário, estão previstas palestras, mesas-redondas e programações culturais com o objetivo de socializar o resultado dos trabalhos e a troca de saberes entre professores e alunos do Mestrado em Educação da Uepa, os moradores que fizeram parte das pesquisas e demais interessados nesta área.

Texto:
Irna Cavalcante-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 / (91) 8059-1090 - 91018820
Email: 
ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


PRE mobiliza 100 agentes em 15 postos de fiscalização no feriado
Nesta quarta-feira (14), ainda é considerado baixo o fluxo de veículos saindo de Belém em direção aos balneários e municípios do interior do Estado para aproveitar o feriado da Proclamação da República. Segundo o comandante da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), major Sidney Profeta, a maioria das pessoas deve pegar a estrada no fim do dia ou somente nesta quinta-feira (15).
Cerca de 100 policiais rodoviários foram escalados para fiscalizar e orientar os condutores em 15 postos da PRE em todo o Estado, principalmente nas estradas e rodovias que levam a localidades que concentram um grande número de pessoas, como Mosqueiro, Salinas, Marudá e Bragança.
“A PRE vai trabalhar dentro das normalidades adotadas em períodos de feriado prolongado. A ideia principal é fazer o trânsito fluir, pois nessas épocas, graças ao volume de carros, o tráfego tende a ficar lento. Também estaremos fazendo as fiscalizações. Todos os postos estão equipados com bafômetro, para identificar condutores trafegando sob efeito de bebidas alcoólicas”, explica o comandante.
Condutores dirigindo sem a Carteira Nacional Habilitação (CNH) ou com irregularidades no veículo – como pneus carecas e a ausência do extintor de incêndio – também são alvo da fiscalização. A PRE também ficará atenta ao excesso de velocidade e ultrapassagens indevidas. Além disso, serão feitas orientações sobre uso da cadeirinha para crianças e sobre o cinto de segurança, principalmente no banco traseiro dos veículos.
“Segundo a Norma Nacional de Trânsito, o cinto de segurança deve ser usado por todos os passageiros do veículo, inclusive os que estão no banco traseiro. Infelizmente temos a cultura de não usar. Por isso, vamos passar orientações aos condutores de que é bom estar nessas condições para que se evitem acidentes mais graves”, ressalta o major.
Com o objetivo de garantir a segurança de pedestres e condutores, evitar acidentes e a prática de crimes diversos, a PRE deve trabalhar em conjunto com a Polícia Militar, que iniciou também nesta quarta-feira a “Operação Integrada Rodovias”. Ao todo, a PM empregará cerca de 100 policiais, 25 viaturas e 30 motocicletas, que serão distribuídas nos postos de fiscalização da PRE e nos principais corredores de tráfego.
A prioridade da PM são as ações preventivas e de enfrentamento à criminalidade. O foco serão as estradas que ligam os municípios que têm praias e igarapés, assim como a região do Entroncamento, terminal interurbano da Alça Viária, área do viaduto do Coqueiro, residencial Almir Gabriel, Marituba, trevos da Pirelli, de Mosqueiro e Salinas, além dos municípios de Benevides, Capanema, Bragança e São Miguel do Guamá.

Texto:
Pablo Almeida-Secom
Fone: (91) 3202-0910 / (91) 8240-2141
Email: 
pabloc.almeida@gmail.com


Escola Temístocles de Araújo adere ao Programa Ensino Médio Inovador
A escola estadual de tempo integral Temístocles de Araújo será mais uma a receber o Programa Ensino Médio Inovador/ Jovem de Futuro (ProEMI/PJF). O lançamento acontecerá, nesta quarta-feira (14), a partir das 19h, nas dependências da unidade de ensino. O evento será aberto pela apresentação teatral "Juca Pirama" do projeto “Arte e Linguagem nas asas do Romantismo”, além do sarau lítero-musical com alunos do ensino médio, hip hop e do professor Alcir Costa, com voz, violão e sax.
O ProEMI integra as ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), como estratégia do Governo Federal para induzir a reestruturação dos currículos do Ensino Médio, compreendendo que as ações propostas inicialmente vão sendo incorporadas ao currículo das escolas, ampliando o tempo na escola e a diversidade de práticas pedagógicas, atendendo às necessidades e expectativas dos estudantes do ensino médio.
Juntamente com o ProEMI encontra-se o PJF, configura-se nesta ação conjunta MEC, Instituto Unibanco e Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que tem como objetivo aumentar o desempenho escolar dos estudantes e diminuir os índices de evasão por meio de uma nova forma de gestão: a de rsultados. Além disso adota o uso de metodologias para melhorar a proficiência dos alunos nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc
Fone: (91) 3201-5181 / (91) 9902-1475
Email: 
danielly.gomes@seduc.pa.gov.br


Seas reúne técnicos e municípios para tratar sobre atendimento especial
A melhoria do atendimento na rede de serviços com foco nas vítimas de violação de direitos ou em situação de risco social foi o assunto debatido nesta quarta-feira (14) com a equipe da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome e 18 municípios do Estado, em reunião do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Acessuas (Pronatec) e serviços volantes.
O encontro foi promovido pela equipe da proteção especial básica da Seas, que atua de forma preventiva nos agravos sociais e também na rede de serviços da proteção social especial nas situações de abandono, negligência, violência sexual e psicológica, cumprimento de medidas socioeducativas, situação de rua e situação de trabalho infantil.
Durante a reunião houve debate sobre o Pronatec Brasil Sem Miséria, programa criado pelo governo federal e desenvolvido em parceria com Estados e municípios, que oferta cursos de qualificação profissional para as pessoas inscritas no Cadastro Único dos Programas Sociais. Com ele, são criadas alternativas de elevação de renda para as famílias em situação de vulnerabilidade social.
O Acessuas garante o repasse de recursos aos municípios para operacionalização do Pronatec, principalmente para auxiliar na divulgação, atendimento e apoio durante o período dos cursos. Para esse programa, a atuação da equipe volante é fundamental para o acesso das famílias em vulnerabilidade social aos cursos de qualificação.
Segundo a representante do Ministério do Desenvolvimento Social, Sandra Braga, a intenção é construir um plano de ação em conjunto entre as esferas federal, estadual e municipal para ampliar e melhorar a prestação de serviços de média e alta complexidade no Estado. “A equipe estadual está empenhada em relação aos municípios no que tange à orientação e execução dos serviços da assistência social especial", destacou.
Para a coordenadora da proteção social especial da Seas, Edivane Duarte, o Estado precisa de investimentos em capacitação. "Queremos o auxílio do governo federal para oferecer capacitações às pessoas envolvidas diretamente no atendimento das ocorrências de violação de direito, principalmente dos serviços volantes. Além disso, queremos um maior apoio na produção de orientações técnicas para a proteção especial, principalmente de média complexidade", salientou.
A prestação de serviços socioassistencias para as vítimas de violação de direito se divide em duas vertentes. São considerados serviços de proteção social especial de média complexidade aqueles que oferecem atendimentos às famílias e indivíduos com seus direitos violados, mas cujos vínculos familiares e comunitários não foram rompidos.
A alta complexidade envolve os casos de indivíduos e famílias que necessitam de apoio integral do Poder Público, inclusive com acolhimento em casas ou instituições que ofereçam moradia, alimentação e condições de higiene. O atendimento na proteção social especial requer, em muitos casos, o envolvimento do Poder Judiciário, Ministério Público e demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos.

Texto:
Inara Soares-Seas
Fone: (91) 3219-6304 / (91) 8215-8555
Email: 
inarasoares@hotmail.com


Fapespa e Ceplac concedem bolsas de programa científico do cacau
A Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) e a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac) lançaram o edital do Programa de Concessão de Bolsas de Desenvolvimento Científico e Tecnológico das Regiões Produtoras de Cacau. O objetivo é fortalecer a Ceplac como instituição capaz de integrar informações e gerar conhecimento científico e tecnológico.
Estão disponíveis 22 bolsas, com duração de doze meses, renováveis por igual período, que terão apoio de recursos da Ceplac, destinados à execução exclusiva nas superintendências regionais da instituição nos Estados do Pará, Bahia e Rondônia, e nas gerências regionais nos Estados do Mato Grosso, Espírito Santo e Amazonas.
Os candidatos podem se inscrever para as bolsas de extensão e pesquisa. Os interessados em extensão devem ter, no mínimo, diploma de graduação emitido por instituição de ensino superior reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), em um dos seguintes cursos: agronomia, engenharia agrícola e engenharia florestal. Para concorrer à modalidade de bolsa de pesquisa, o candidato deve ter o título de doutor ou mestre.
Mais informações podem ser obtidas na sede da Fapespa, que fica na travessa Nove de Janeiro, 1.686, entre avenidas Gentil Bittencourt e Conselheiro Furtado, bairro de São Brás, pelo telefone (91) 3323-2564 ou pelo e-mail dicet@fapespa.pa.gov.br. O edital completo está no link http://www.sig.fapespa.pa.gov.br/index.php?id=3&acao=4&edital_id=383.

Texto:
João Ramos-FAPESPA
Fone: (91) 3323-2560 / (91) 8128-7694
Email: 
joaoramos.jornalista@gmail.com


Fundação Curro Velho prorroga inscrições para oficinas regulares
Foram prorrogadas até a próxima quarta-feira, dia 21 de novembro, as inscrições para as oficinas regulares da Fundação Curro Velho. Segundo a diretora de oficinas da Fundação Curro Velho, Sandra Rebelo, são ofertadas 28 oficinas nas linguagens visual, cênica, verbal e musical. Somente no Núcleo de Oficinas, que funciona no prédio sede, no bairro do Telégrafo, serão 23 oficinas, entre elas, desenho e pintura; desenho e gravura; cerâmica; papel reciclado; decoração natalina em miriti; fotografia 3D e violão.
A diretora de oficinas acrescenta que o período de realização das formações vai até 07 de dezembro, no horário de 9h às 11h e de 15h às 17h. O aluno da rede pública é isento taxa de inscrição, mas deve apresentar a declaração da escola onde está matriculado. Os demais pagam 20 reais. “Este é o último módulo de oficinas regulares do ano de 2012. Em dezembro, será o encerramento com apresentação do Auto de Natal, onde participam as crianças da Iniciação Artística”, informa Sandra Rebelo.
Em 2013, as atividades da Fundação Curro Velho iniciam em janeiro com as oficinas para o Carnaval.
Casa da Linguagem – As oficinas de Linguagem Verbal serão realizadas na Casa da Linguagem. Para este mês de novembro, o aluno pode participar das oficinas de Redação, Canto Coral e Cartão de Natal feito a partir do papel reciclado e colagem. A técnica em gestão cultural da Fundação Curro Velho, Deusa Vasconcelos, explica que a oficina pretende incentivar a criatividade dos alunos. “Tivemos essa ideia de colocar essa oficina devido a aproximação do Natal, para que as pessoas aprendam a produzir. São ofertadas 20 vagas, a oficina será realizada no horário de 15h às 17h”, acrescenta Deusa Vasconcelos.
Os interessados em se inscrever nas oficinas da Fundação Curro Velho/Casa da Linguagem devem procurar a instituição até o dia 21 de novembro, no horário de 9h às 17h, munido de documento de identificação. O aluno da escola pública que não paga a taxa de inscrição deve apresentar a declaração da escola. Os demais pagam uma taxa de 20 reais. A sede da Fundação Curro Velho fica localizada na Rua Professor Nelson Ribeiro, nº 287 (Esquina com a travessa Djalma Dutra), Telégrafo. A Casa da Linguagem está localizada na avenida Nazaré, nº 31. Mais informações pelos telefones: 3184-9100/ 8895-1334/ 3241-9786

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Fone: (91) 3184-9102/ 3184-9127 / (91) 8895-1334/ 8890-0357
Email: 
andreza_gomes@ig.com.br


Quero-Quero que vivem no lago do Hangar reproduzem dois filhotes
O lago do Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia ganhou mais dois filhotes, desta vez de aves da espécie Quero-Quero. Após três semanas da fêmea chocando os ovos, nasceram os animais. A equipe do complexo tomou as providências para a proteção dos recém-nascidos. “Logo que os ovos foram postos, cercamos o ninho com pedras e isolamos a área para evitar qualquer interferência”, diz o supervisor operacional do Hangar, Pedro Serra.
O biólogo e diretor do Parque Mangal das Garças, Igor Seligmann, conta algumas curiosidades sobre a espécie. “Os Quero-Quero já nascem se alimentando sozinhos, caçando pequenos insetos no gramado. Aos pais cabe apenas o cuidado e proteção contra predadores e o excesso de sol e chuva. Eles são agressivos quando se deparam com alguma ameaça. A partir de um mês, já dão os primeiros voos”, explica.
Por todo o lago do Hangar vivem três famílias de Quero-Quero, que se adequaram muito bem ao espaço por ser aberto e ter fácil acesso à água e grama “Depois que a primeira família se forma, é normal o surgimento de outras, secundárias”, ressalta Igor Seligmann.

Texto:
Fernanda Scaramuzzini-Pará 2000
Fone: (91) 3344-0127 / (91) 8831-5371
Email: 
hangar.ascom@gmail.com


Samba, MPB e música internacional nos palcos da Estação das Docas
A Estação das Docas oferece diariamente aos visitantes do complexo turístico shows de artistas paraenses, que se apresentam nos palcos deslizantes – estrutura metálica suspensa no ar -, com repertório musical variado, que vai da MPB à música internacional. Em novembro, o projeto “Música no Ar” traz algumas estréias e a retomadas de artistas conhecidos no cenário musical da cidade.
“O músico Henrique Colares, que tem show carregado no rock e pop rock, é o estreante no palco deslizante. Rogério Almeida, Herlon Tavares, Felipe Rosa, Flávio Cristiano, Gigi Furtado, Aguinaldo Barrar, Trio Geo Rocks, são músicos que já se apresentaram e que estão retornando aos palcos deslizantes”, explica a assistente cultural da OS Pará 2000, Larissa Brito.
Na estrada musical há 12 anos, a cantora paraense Gigi Furtado transita entre o erudito e o popular. A paraense volta aos palcos deslizantes da Estação depois de uma temporada afastada. “A volta sempre é muito prazerosa. Belém tem muitos artistas talentosos e essa rotatividade é um presente para o público, que pode conhecer vários intérpretes bons. Estou feliz em voltar à casa e entrar em contato com o público paraense e os visitantes que passam pelo complexo”, comenta.
Com foco no samba, Gigi apresenta em seus shows sucessos de Wilson Simonal, Jorge Bem, Paulo César Pinheiro, entre outros nomes consagrados “Trabalhando com samba, dou um toque de bossa nova para deixar a música mais gostosa de ouvir na hora do almoço. Vou levar aos visitantes da Estação, canções de Arlindo Cruz, Paula Lima e Elza Soares”, adianta.
O projeto “Música no Ar” é uma realização do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), através da Organização Pará 2000, que promove diariamente programações musicais nos palcos deslizantes da Estação das Docas. Confira a programação de novembro no site: www.estacaodasdocas.com.br.
Serviço - Projeto "Música no Ar" na Estação das Docas. Diariamente, das 19h à meia noite, nos palcos deslizantes 1 e 2, na Estação das Docas. Mais informações: (91) 3212.5660. A entrada gratuita.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000
Fone: (91) 3212-5660 / (91) 8896-4318
Email: 
comunicacao@estacaodasdocas.com.br


Secretário de Saúde recebe enfermeiros do Hospital Metropolitano
O titular da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Helio Franco, ouviu de representantes do Sindicato dos Enfermeiros do Pará (Senpa), em reunião nesta quarta-feira (14), no gabinete da Sespa, reivindicações em relação ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, que em breve passará a ser gerido por uma nova organização social, considerando o fim do contrato com o Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma).
A principal preocupação da categoria é com os pagamentos dos salários de novembro e dezembro e do 13º, além da indenização rescisória, já que terão que ser dispensados do Idesma para serem contratados pela nova organização. A presidente do sindicato, Antonia Trindade, também solicitou a mudança na escala de trabalho dos enfermeiros, que hoje trabalham doze horas seguidas e descansam 36. A proposta é voltar para doze horas de trabalho por 48 ou 60 de descanso, além de sete dias de folga ao mês – condições que, pediu, constem no novo contrato.
Helio Franco expôs as dificuldades que o governo do Estado está enfrentando para manter os repasses em dia para as organizações sociais. Ele informou que foram repassados, terça-feira (13), R$ 28 milhões para os seis hospitais regionais, incluindo o Metropolitano, referentes a saldos de setembro e outubro.
Limitações - O secretário disse ainda que houve uma redução drástica na arrecadação estadual em função de medidas do governo federal, como a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), que tem impactado no Fundo de Participação dos Estados (FPE). “O Estado deixou de arrecadar R$ 140 milhões por mês”, informou, criticando o fato de o Pará ser exportador de minério e energia e não receber nada por isso.
O secretário apontou ainda a dificuldade em manter serviços de anestesiologia, cardiologia e neurologia, já que os profissionais dessas especialidades não aceitam os salários que são pagos pelo serviço público. Disse também que a população pressiona pela implantação de novos serviços, principalmente nos municípios mais distantes da capital.
Segundo o titular da Sespa, o Estado tem limitações para fazer tudo isso, e a contratação das organizações sociais ainda é a melhor opção para oferecer serviços hospitalares de alta complexidade sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal, apesar de o Ministério Público e o Sindicato dos Médicos, por exemplo, serem contrários a esse modelo de gestão.
Sobre as reivindicações, Helio Franco disse que as entidades contratadas têm de cumprir a legislação trabalhista, uma vez que contratam os profissionais sem interferência do Estado. No que tange ao processo de escolha da nova organização para o Hospital Metropolitano, Helio Franco informou que o resultado será divulgado dia 5 de dezembro, e que a Sespa está se esforçando para que essa transição ocorra de forma tranquila.
O secretário de Saúde se comprometeu em avaliar a possibilidade de incluir as questões trabalhistas no novo contrato, desde que não seja necessário suspender o processo de escolha da nova gestão. A próxima reunião ficou marcada para 23 deste mês, na Sespa.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa
Fone: (91) 4006-4822 / (91) 8116-7719
Email: 
ascomsespa@gmail.com


Inscrições abertas ao Prêmio Paraense Destaque Científico
Premiar pesquisadores que se destacaram no período 2011-2012 é a finalidade do Prêmio Paraense Destaque Científico lançado pelo Governo do Estado, por meio da parceria entre a Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Os interessados podem se inscrever até 28 de dezembro, nas categorias Mérito Científico e Pesquisador Destaque do Ano.
O objetivo com o prêmio é valorizar os pesquisadores que contribuem de forma significativa para o avanço da Ciência, Tecnologia e Inovação no estado, bem como dar mais visibilidade à produção científica, tecnológica e inovadora desenvolvida nas instituições de ensino e pesquisa do Pará.
Na categoria “Mérito Científico”, será premiado um pesquisador com reconhecida produção científica e notório saber, e que tenha contribuído para o avanço do conhecimento científico na Amazônia e, em especial, no Estado do Pará. “A premiação demonstra reconhecimento e valorização do Estado à trajetória de pesquisadores que marcaram sua geração e construíram e/ou ainda constroem um legado indispensável para o conhecimento da realidade local e regional”, ressaltou o presidente da Fundação, Mário Ramos Ribeiro.
A categoria “Pesquisador Destaque do Ano” premiará até três pesquisadores com atuação destacada no período de janeiro de 2011 a julho de 2012, nas seguintes áreas do conhecimento: Ciências Exatas, da Terra e Engenharias; Ciências da Vida; Ciências Humanas e Sociais, Letras e Artes.
Regulamento e outras informações:

Texto:
João Ramos-FAPESPA
Fone: (91) 3323-2560 / (91) 8128-7694
Email: 
joaoramos.jornalista@gmail.com


Fapespa e Secti lançam I Prêmio de Jornalismo Científico
A Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) lançam, nesta quarta-feira (14), o edital do I Prêmio Paraense de Jornalismo Científico, que premiará trabalhos jornalísticos que tenham contribuído para a divulgação dos resultados obtidos pela Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no Pará, em meios de comunicação de massa do estado, estimulando assim, a cultura de popularização da CT&I.
O edital vai abranger três categorias: Impresso (Jornal ou Revista), Televisão e Rádio. Poderão concorrer matérias jornalísticas produzidas durante o período de 01 de janeiro de 2011 a 30 de julho de 2012 e veiculadas em jornais e revistas impressos, emissoras de TV e Rádio, de grande circulação do Estado do Pará, que tenham abordado assuntos, temáticas ou ações relacionados à ciência, tecnologia e inovação a partir de ações ou projetos realizados no Pará.
Somente poderão se inscrever os profissionais com diploma do curso de Bacharel em Jornalismo ou Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, ou jornalistas com registro profissional, não vinculados a instituições de ensino e/ou pesquisa e a órgãos públicos municipais, estaduais e/ou federais.
As matérias e os nomes dos jornalistas vencedores serão divulgados até março de 2013. O valor da premiação individual, oferecida aos primeiros colocados em cada categoria, será de R$ 5 mil. O valor total a ser distribuído entre os vencedores chega a R$ 15 mil.
A inscrição deverá ser feita por um único responsável a partir do preenchimento do formulário de inscrição disponível para download no portal da Fapespa através do endereço www.fapespa.pa.gov.br.
Maiores informações poderão ser obtidas na sede da Fapespa, localizada à Travessa Nove de Janeiro, nº 1686, entre Avenidas Gentil Bittencourt e Conselheiro Furtado, bairro de São Brás, pelo fone (91) 3323-2564 ou pelo e-mail dicet@fapespa.pa.gov.br.
Para conferir o edital completo acesse o link: http://www.sig.fapespa.pa.gov.br/index.php?id=3&acao=4&edital_id=384

Texto:
João Ramos-FAPESPA
Fone: (91) 3323-2560 / (91) 8128-7694
Email: 
joaoramos.jornalista@gmail.com


Escolas definem programações da Semana da Consciência Negra
As escolas estaduais da Região Metropolitana de Belém e do interior do Estado já definiram suas programações em comemoração à Semana da Consciência Negra 2012. Os eventos e mostras culturais seguem até 25 deste mês. O Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, foi estabelecido pelo Decreto de Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003.
A data faz parte do calendário escolar, conforme a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e a Resolução 1/ 2010 do Conselho Estadual de Educação (CEE). Trata-se de uma alusão à morte de Zumbi, líder dos Quilombos dos Palmares, que representou a luta do negro contra a escravidão, no período do Brasil Colonial. Ele morreu em combate, defendendo seu povo e a comunidade. Os quilombos representavam uma resistência ao sistema escravista e também uma forma coletiva de manutenção da cultura africana no Brasil.
O Dia da Consciência Negra serve como um momento de conscientização e reflexão sobre a importância do povo africano na formação cultural brasileira. A professora Gisele Nascimento Barroso, da Escola em Regime de Convênio Nossa Senhora da Conceição, localizada no distrito de Icoaraci, foi uma das vencedoras do 6º Prêmio Educar para a Igualdade Racial, concedido pelo Centro Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdade em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
Com o projeto “Literatura infantil e a construção da identidade da criança”, ela conseguiu ficar entre os oito primeiros colocados na categoria professor. Foram quase 900 inscritos de todo o Brasil. O trabalho de Gisele Barroso foi selecionado entre as 31 práticas finalistas, que participarão da publicação virtual que vai divulgar, nacionalmente, experiências educacionais bem-sucedidas, voltadas à eliminação da discriminação racial. A premiação ocorre dias 11 e 12 de dezembro, no Sesc Vila Mariana, em São Paulo.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc
Fone: (91) 3201-5181 / (91) 9902-1475
Email: 
danielly.gomes@seduc.pa.gov.br


Alunos de Mosqueiro conhecem as instalações do Mangal das Garças
O Mangal das Garças recebeu a visita dos alunos da Cooperativa Centro de Estudos Paulo Freire, nesta quarta-feira (14). O grupo, formado por 15 crianças entre 3 e 4 anos, veio de Mosqueiro para conhecer a fauna e a flora amazônica. O Parque foi escolhido para a primeira aula externa das crianças, que estão desenvolvendo projeto de educação ambiental.
Os alunos, que foram acompanhados por professores e pelos pais, passaram pelo Memorial Amazônico da Navegação, Viveiro das Aningas e pela Reserva Ambiental José Márcio Ayres – o Borboletário. De acordo com a professora, Juliana Marques, estar ao lado das borboletas foi o momento mais divertido para as crianças. “Foi à primeira vez de alguns alunos no Mangal e todos eles ficaram encantados com o Borboletário. Nessa visita eles aprenderam onde os animais vivem e como cuidar deles e da natureza de uma maneira geral”, explica.
Foi a primeira vez que os alunos da Cooperativa Paulo Freire saíram juntos. Eles aproveitaram o fechamento do projeto “Educação ambiental e sustentabilidade: na busca pela cidadania” para colocar em prática aquilo que aprenderam na sala de aula.
“As crianças tiveram um contato muito importante com a natureza. Elas estão se empenhando num projeto de educação ambiental dentro do colégio e nós percebemos que elas conseguiram unir os ensinamentos dos livros com a vivência que ganharam aqui. Elas viram de perto as garças, as borboletas e os guarás, por exemplo”, conta a professora.
As visitas monitoradas podem ser feitas no Mangal das Garças de 9h às 18h, de terça a domingo. Antes, é necessário que os grupos façam agendamento pelo e-mail mangaldasgarcas@mangalpa.combr. As visitas monitoradas passam por todos os espaços do Parque, com acompanhamento de guias.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000
Fone: (91) 3212-5660 / (91) 8896-4318
Email: 
comunicacao@estacaodasdocas.com.br


Estação recebe espetáculo inédito de lendas amazônicas

O grupo Mistura Regional faz novas interpretações das lendas amazônicas e do tradicional carimbó, nesta-feira (16), no projeto Pôr-do-Som, da Estação das Docas. A apresentação foi preparada para ser apresentada em janeiro de 2013 no Encontro Cultural de Laranjeiras, em Sergipe. Porém, será na Estação que a grande estréia vai ocorrer.
O Mistura Regional atualiza o repertório de coreografias a cada seis meses. Dessa vez, eles deram atenção a duas lendas muito presentes no imaginário amazônico: a da Iara e do Tupã. O grupo passou um mês entre trabalhos de pesquisa e de criação para finalizar a interpretação das duas lendas novas.
“Essas duas lendas foram escolhidas porque ainda não haviam entrado no nosso repertório e porque são de extrema importância para o folclore amazônico. Nós esperamos que a estreia do projeto Pôr-do-Som seja uma prévia da aceitação que vamos encontrar no encontro de Sergipe”, revela o vice-diretor do grupo, Bruno Santiago.
As lendas amazônicas são as grandes inspiradoras do Mistura Regional. Eles já deixaram sua marca nos palcos da Estação das Docas com a apresentação da lenda da Vitória-Régia. E é por essa proximidade com o ponto turístico, que o novo espetáculo vai ser apresentado no complexo turístico.
“A Estação tem uma programação muito diversificada. O público já conhece os nossos 11 anos de trabalho. A gente se apresenta tanto para eles, quanto para o turista que conhece a nossa cultura e passa a valorizá-la muito mais”, conta Bruno Santiago.
A apresentação do grupo Mistura Regional começa a partir das 18h e tem entrada franca. O espetáculo ocorre na Orla do Armazém 3. O projeto Pôr-do-Som é uma realização do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) em parceria com a Organização Social Pará 2000.

Texto:
Camila Barros-Pará 2000
Fone: (91) 3212-5660 / (91) 8896-4318
Email: 
comunicacao@estacaodasdocas.com.br


Presidente da Santa Casa é sabatinada na Assembleia Legislativa
A presidente da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, Maria Eunice Begot, foi sabatinada por deputados no plenário da Assembleia Legislativa do Pará, em sessão especial nesta quarta-feira (14). Ela levou para aprovação dos parlamentares as referências e metas da gestão da fundação, prática prevista na Constituição Estadual e no Regimento Interno do Poder Legislativo.
A sessão, comandada pelo presidente da Casa, Manoel Pioneiro, teve na arguição a participação direta dos deputados Edmilson Rodrigues (PSOL), Carlos Bordalo (PT), Zé Maria (PT) Márcio Miranda (DEM) e Raimundo Santos (PEN), que sugeriram ações e fizeram observações sobre o funcionamento da Santa Casa, e também destacaram a importância da fundação para a história do Pará, principalmente para os menos favorecidos.
Eunice Begot fez um relato sobre sua formação técnica e sobre o convite feito pelo governo, em agosto de 2011, para integrar um colegiado de gestão da Fundação Santa Casa. Em seguida, expôs as diretrizes do trabalho que vem fazendo, com o objetivo de melhorar o atendimento por meio de soluções, em curto e médio prazo, que atendam aos anseios da população, proporcionando um atendimento digno e humanizado.
A Santa Casa é a maior maternidade do país e tem como maior característica a área materno-infantil. “O hospital tem atualmente 406 leitos, dos quais recebe 353 do Sistema Único de Saúde (SUS). Os outros 53 leitos, que até agora não foram regulados pelo SUS, vêm sendo bancados inteiramente pelo governo do Estado”, destacou.
Eunice Begot também destacou programas de relevância desenvolvidos na instituição, entre os quais o Banco de Leite, Mãe Canguru, Pro Paz, Hemodiálise Pediátrica e Paives (que atende vítimas de escalpelamento). Atualmente, a Fundação Santa tem cerca de 2,7 mil servidores. Outro ponto destacado foram os investimentos feitos para a instituição, com equipamentos e implementação de serviços aos usuários.
Entre os investimentos, estão a ampliação de leitos da unidade de terapia intensiva (UTI) neonatal e da unidade de cuidados intermediários (UCI), além da implantação do Centro de Hemodiálise Pediátrica, com capacidade para atender 32 pacientes.
O deputado Carlos Bordalo desejou sucesso à equipe pela gestão e manifestou sua torcida pela Santa Casa. “Todos temos pela Santa Casa o sentimento de paternidade e maternidade”, frisou. Para Márcio Miranda, a exposição da gestora foi bem explanada por mostrar a força da instituição para a sociedade. O deputado Raimundo Santos ressaltou que o trabalho da Santa Casa no decorrer da história tem sido em benefício da população. Ele deseja que a fundação continue na mente do povo paraense, como um compromisso que tem o apoio dos parlamentares.
Eunice Begot agradeceu pela oportunidade e pelo apoio dos parlamentares e disse que as observações dos deputados aumentam o compromisso de se administrar a instituição em benefício daqueles que mais precisam, e para isso é fundamental a parceria com os representantes do Legislativo.

Texto:
Samuel Mota-Santa Casa
Fone: (91) 4009-2258 / (91) 8128-9832
Email: 
samota@estadao.com.br


Sistema de Segurança Pública divulga números da megaoperação Eirene

O Sistema de Segurança Publica do Pará divulgou, no final da manhã desta quarta-feira (14), o balanço da megaoperação Eirene, que, durante cinco dias, preveniu, reduziu e combateu os índices de violência registrados nos bairros do Guamá, Cremação, Condor, Jurunas, parte da Terra Firme e Batista Campos. Os dados foram apresentados no Comando Geral da PM. Para o comandante de Policiamento da Capital, coronel Hilton Benigno, o sucesso da ação foi marcado pela ausência de registros nas unidades policiais nos dias de diligências.
Os bairros foram selecionados com base nos dados registrados no Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp). As ações terminaram na madrugada de terça-feira (13), o aumento do efetivo policial nessas áreas teve como foco a fiscalização de veículos, pessoas, estabelecimentos comerciais, repressão ao tráfico de drogas e comercio ilegal de mercadorias e produtos de origem suspeita ou sem procedências e o cumprimento de mandados de prisão.
O subcomandante da Policia Militar, Coronel Walci Queiroz, fez uma avaliação positiva da operação. “Em face dos dados alcançados, verificamos que a integração dá resultados. Foi uma operação que reuniu os órgãos do sistema de segurança do Estado e do Município e a população foi a principal beneficiada com este tipo de trabalho. Vamos nos reunir na próxima semana para delinear novas ações”, comentou o coronel.
O Inspetor Luis Freitas, da Companhia de Transportes de Belém (CTBel) também falou sobre a parceria. “Com a presença da Policia Militar nas nossas barreiras houve um trabalho bem mais dinâmico, alguns motoristas tentaram furar nossas barreiras, mas com o apoio da PM conseguimos apreender as motos dessas pessoas que estavam com irregularidades”, disse o inspetor.
Em toda a operação 3.822 motos foram abordadas, sendo que 91 foram apreendidas e 100 multadas. Esse trabalho foi desenvolvido tanto pela CTBel quanto pelo Detran.  A abordagem nas motos foi maior porque a maioria dos registros policiais de roubos, furtos e homicídios foram cometidos por pessoas que conduziam este tipo de veículos.
O delegado Roberto Teixeira, diretor de Policiamento Metropolitano, da Policia Civil, falou que o disque denuncia 181, teve um aumento de chamadas durante a operação. “Como existe a chamada lei do silêncio, nós verificamos consideravelmente o aumento no número de chamadas para o serviço. A presença da policia fez com que essas pessoas denunciassem bocas de fumo, traficantes e assaltantes que agem nestes bairros”, explicou o delegado.
Apreensões – Durante os quatro dias de ações, também foram apreendidas mídias falsificadas, madeira ilegal, bebida alcoólica comercializada em feiras e mercados, animais silvestres e drogas, como crack e cocaína. Na avaliação do comandante de Policiamento da Capital, coronel Hilton Benigno, a operação Eirene provocou uma sensação de segurança na população residente nos bairros envolvidos. “Além dos próprios moradores, os elogios sobre a operação também vieram nas redes sociais”, observa.
A Eirene envolveu mais de 500 agentes de segurança dos comandos de Policiamento da Capital, de Missões Especiais e de Policiamento Especializado. Participaram ainda o Departamento Estadual de Transito (Detran), Corpo de Bombeiros, Centro de Perícias Renato Chaves, Guarda Municipal de Belém, Grupamento de Polícia Fluvial, Companhia de Transportes do Município de Belém (Ctbel), Secretaria Municipal de Econômia, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Juizado da Infância de Juventude e Conselho Tutelar.
Dados Gerais da Operação Eirene
3.822 motos abordadas
91 motos apreendidos
100 motos multadas
1.667 veículos abordados
280 veículos multados
08 veículos removidos
1.132 bicicletas abordadas
71 ônibus abordados 29 caminhões abordados 1 caminhão apreendido
57 vans abordados 1 van apreendida
10 táxis abordados
394 notificações
4.928 pessoas abordadas
99 bares vistoriados 21 bares fechados
32 embarcações abordadas
01 embarcação apreendida

Prisões
-01 prisão de um adulto por porte ilegal de arma (Revolver calibre 32)
-02 prisões de adultos por Roubo ao Estabelecimento Comercial “Armazém das Festas”-01 prisão por desacato.
-05 foragidos recapturados
-05 mandados de prisões efetuados
-01 prisão por Lei Maria da Penha
-01 prisão por tráfico de drogas

Apreensões de adolescentes
-18 apreensões de adolescentes em situação de risco em bares. -01 apreensão de adolescente por porte ilegal de arma (Revolver calibre 38)
-02 apreensões de adolescentes

Materiais apreendidos
-9 m3 de madeira apreendidas
-12 Cx de Cerveja,
-07 Pacotes de Vinho contendo 06 Unidades,
-03 Garrafões de Vinho de 05 litros,
-05 Garrafas de Cachaça
-1/2 Pacote de Cerveja em Lata
-7.060 mídias piratas
-6 pássaros
-61 kg de Pirarucu
-01 apreensão de crack
-01 apreensão de cocaína
-01 apreensão de entorpecentes
-02 apreensões de máquinas caça níqueis (BOP Nº 00003/2012.012446-0)

Texto:
Antenor Filho-Secom
Fone: 
(91) 3202-0912 /  (91) 8122-5456
Email: 
antenorfilho@agenciapara.com.br


Banco Mundial vai investir R$ 700 milhões em empresas paraenses
A International Finance Corporation (IFC), ou Corporação Financeira Internacional, braço financeiro do Banco Mundial (Bird), vai investir no Pará R$ 700 milhões, em sete empresas paraenses atualmente em análise pela instituição. O acordo de cooperação que oficializa o aporte financeiro foi assinado na manhã desta quarta-feira (14), durante reunião entre o governador Simão Jatene, representantes da IFC e secretários de Estado.
Para o governador Simão Jatene o interesse do IFC é de suma importância para o desenvolvimento econômico do Estado. “É fundamental que cada vez mais possamos valorizar o que nos aproxima para conseguirmos alcançar nossas metas e objetivos”, disse. O acordo de cooperação assinado entre o governo e o organismo prevê que as partes, de comum acordo, se comprometem a apoiar – de acordo com processos de aprovação internos – o setor privado via operações de investimento, dando assistência técnica a empresas e projetos localizados no Pará.
Parcerias– “Este termo assinado representa um grande avanço no desenvolvimento sustentável do Estado. Com o acordo, diversas iniciativas sustentáveis na área da economia verde no Pará podem ser apoiadas pelo IFC. O apoio deve vir já no ano que vem, a sete empresas que ainda não sabemos quais são e que estão sendo mantidas sob sigilo do banco”, explicou o secretário extraordinário do programa Municípios Verdes, Justinano Neto.
Com o apoio da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), o IFC vai instalar em breve um escritório em Belém, para fazer consultorias estratégicas principalmente na área do licenciamento ambiental no Estado. A parceria com o governo do Estado existe desde quando os representantes da instituição mostraram interesse em apoiar o programa estadual Municípios Verdes.
O gerente Norte e Nordeste da IFC, Hector Gomez, explica que um dos focos prioritários no Brasil é a promoção do desenvolvimento econômico social e ambientalmente sustentável na região da Amazônia, por meio do investimento, financiamento e assessoria às empresas do setor privado com planos de crescimento na região. A entidade também faz assessoria a organismos do governo no desenho e melhoria de políticas e processos que visam o desenvolvimento sustentável.
“O objetivo é investir em empresas paraenses tendo uma participação societária nelas, para que possamos contribuir no fortalecimento do posicionamento competitivo e, ao mesmo tempo, atrair investimentos em economias verdes e sustentáveis”, enfatizou.

Texto:
Bruna Campos-Secom
Fone: (91) 3202-0923 / (91) 9306-0990
Email: 
brunacampos@agenciapara.com.br


Ingressos para o Servifest Etapa Belém já estão disponíveis

Os ingressos para a etapa eliminatória de Belém do 11º Festival de Música do Servidor (Servifest) já podem ser retirados na sede da Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA), na sala da Coordenadoria de Valorização da Cidadania, até o próximo dia 19. Para adquirir as entradas, basta estar munido de RG e contracheque. As apresentações ocorrem nos dias 21 e 22 de novembro. Nesta quarta e última eliminatória do concurso, seis músicas serão escolhidas para disputar a final com outras seis concorrentes do interior do Estado.
As apresentações da Etapa Belém serão na Casa de Shows Fronteira sempre às 21h. No dia 21 o encerramento será com o show do cantor Marcelo Aguiar e no dia 22 ficará por conta do Grupo Irreverência.
Após ter faturado o 4º lugar no ano passado, com a música “Oferenda”, Reginaldo Viana, servidor da Fundação Carlos Gomes traz para o 11º Servifest uma nova composição inspirada na temática religiosa. “Estou concorrendo agora com ‘Canto de Louvação’. O festival é um momento de realmente mostrarmos o nosso trabalho”, diz.
Bruno Benitez, 30, é músico há 17 anos e servidor do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep). Embora já tenha participado do Servifest em outras edições, como músico convidado, desta vez ele mostra seu lado compositor com a canção “Corpo Barco”. “O grande barato do festival é vir para participar, porque a música e se eu for para a final vai ser ótimo, vai ser mais uma oportunidade de rever todo mundo e ver também as obras que tão vindo do interior”, disse.
Este ano, o Servifest trouxe de volta a proposta itinerante das etapas regionais, para abranger a participação de servidores dos municípios do interior do estado. O Festival elegeu finalistas com eliminatórias em Santarém (Baixo Amazonas), Soure (Marajó) e Bragança (Nordeste do estado), incluindo candidatos das cidades próximas.
Da etapa Santarém (1ª) as músicas finalistas são: “Isoca Toca no Céu”, do compositor e intérprete José Azevedo Aguiar (Prefeitura de Santarém) e “Cantiga de Quintais” do compositor Wander Barbosa de Andrade (Seduc). Da etapa Soure, as músicas finalistas são: “Caboclo Rústico”, da compositora e intérprete de Cachoeira do Arari, Maria de Jesus Rodrigues Barbosa (prefeitura local) e “Caroço Pretinho” do compositor e intérprete de Muaná, Domingos Sávio Marçal Alves (Secretaria Municipal de Meio Ambiente). Já da etapa Bragança, as músicas finalistas são: “Sou do Pará” do compositor Joelder Ramos de Oliveira (Prefeitura de Bragança) e  “Baião Rasgado” do compositor de Augusto Corrêa, Moacir de Pinheiro Cardoso Filho (Secretaria Municipal de Infraestrutura – Sinfra).
Final - A grande final do 11º Servifest será realizada no dia 16 de dezembro, também na Casa de Shows Fronteira, em Belém, a partir das 21h. Cada uma das 12 músicas finalistas será defendida pelo seu intérprete, acompanhada pela banda base do festival. Um corpo de jurados formado por especialistas vai eleger as melhores canções. Os vencedores receberão prêmios em dinheiro, sendo o valor de R$ 15 mil para o 1º lugar, R$ 13 mil para o 2º lugar, R$ 10 mil para o 3º lugar, R$ 7 mil para o 4º lugar, R$ 6 mil para o 5º lugar e os prêmios de R$ 2 mil para Melhor Arranjo e Melhor Intérprete. Além disso, todas as 12 músicas finalistas do Servifest serão registradas em CD e DVD gravados durante a grande final. A premiação será embalada pelos shows da cantora Lia Sofia.
O Servifest é uma realização da Escola de Governo do Estado do Pará em conjunto com as Prefeituras dos municípios-sede das eliminatórias, Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, Secretaria Especial de Estado de Gestão e Governo do Pará.

Texto:
Daniele Brabo-EGPA
Fone: (91) 3214-6804 / (91) 8282-6815
Email: 
dani.brabo@gmail.com


Arcon reúne com dirigentes da Equatorial Energia
A direção da Agência de Regulação e Controle de Serviço Público do Pará (Arcon) se reuniu, na manhã desta quarta-feira (14), com os diretores da Equatorial Energia, empresa que adquiriu a Rede Celpa, concessionária de energia do Estado. O caráter da reunião foi de apresentação de ambas as partes com esclarecimentos sobre os objetivos da Equatorial ao assumir a Celpa e também sobre o trabalho de regulação realizado pela agência. Na área da energia, a Arcon tem a delegação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para executar atividades de fiscalização e de apoio à regulação e concessão dos serviços de eletricidade no Pará, excetuando os casos de competência exclusiva da Aneel.
A reunião contou com a presença do diretor geral da Arcon, Antônio Figueiredo Neto e dos diretores do órgão, Suzana Lobão e Waldineise Alcântara, além dos técnicos Américo Ribeiro e José Fernando Frazão. A Equatorial Energia foi representada pelos diretores Nonato Castro, Finn Amado, Álvaro Bressan, Guilhermina de Almeida e Mauro de Almeida.
A reunião também teve o objetivo de ampliar os laços da agência com a nova concessionária, já que “a fiscalização feita pelo órgão visa à melhoria do serviço prestado pela empresa à população”, garantiu Antônio Neto, da Arcon.
Nonato Castro, diretor presidente da Equatorial, afirmou que a empresa tem como grande desafio contribuir com o desenvolvimento do Pará, reconhecendo que a Celpa tem uma série de problemas a serem resolvidos e que isso levará algum tempo. Hoje, segundo ele, a Celpa é classificada como a última em eficiência no setor, mas disse acreditar na sua plena recuperação. “É provável que haja aumento das reclamações durante esse período de adaptação pelo qual a empresa passará, mas até janeiro entregaremos à Arcon um plano de recuperação de perda de energia, que hoje chega a 35% no Estado”, disse.
A Arcon, por sua vez, colocou-se à disposição para auxiliar a empresa a se adequar as demandas do Estado, informando que a sua prioridade sempre será defender os interesses do consumidor e a comunidade assistida.

Texto:
Leiliane Souza-Arcon
Fone: (91) 3213-3445 / (91) 8225-8085
Email: 
comunica@arcon.pa.gov.br


Funcionamento dos principais serviços públicos municipais no feriado de 15 de novembro
A prefeitura de Belém informa o funcionamento dos principais serviços públicos municipais.

SESMA- No dia 15 de novembro (feriado da proclamação da República), o atendimento da Secretaria Municipal de Saúde à população permanece normal  nos Hospitais Municipais de Pronto Socorro dos bairros do Guamá e Umarizal, Hospital de Mosqueiro, Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci e SAMU 192 e também nas Unidades Municipais de Saúde que trabalham em regime de 24h, atendendo casos de urgência e emergência de baixa complexidade, nos bairros da Sacramenta, Telégrafo, Jurunas, Marambaia, Tapanã, Outeiro, Cotijuba, Icoaraci, Benguí e Carananduba (Mosqueiro), o atendimento será normal.

Nas demais Unidades, que realizam atendimentos ambulatoriais, o serviço será retomado na sexta-feira (19/11).

SESAN: Os serviços de coleta de lixo e de entulho da Secretaria Municipal de Saneamento funcionam normalmente.


SECON-A Secretaria Municipal de Economia (Secon) não funcionará para atendimento ao público na próxima quinta-feria (15) e sexta-feira (16), em decorrência do feriado. O atendimento volta ao normal na segunda-feira (19), das 8h às 15h. Durante o feriado e o final de semana serão mantidas as fiscalizações de rotina, realizadas nas feiras, mercados, portos, principais vias da cidade e áreas de concentração de vendedores ambulantes.

SEMMA- Na Secretaria Municipal de Meio Ambiente o expediente será facultado na sexta-feira 16. O Parque Zoobotânico Bosque Rodrigues Alves funciona normalmente de Quinta-feira a Domingo, no horário de 8h às 17h. Venda de ingressos até as 16h.



Estacionamento Belém Rotativo começa pelo centro comercial

A partir de dezembro, a cidade passará a contar com quatro ruas para 500 vagas de estacionamento rotativo de veículos. O Belém Rotativo será implementado inicialmente nas ruas 15 de Novembro, Gaspar Vianna, Marechal Hermes e Boulevard Castilhos França, todas no centro comercial.

O estacionamento rotativo de veículos controlado em Belém foi instituído pela Lei Municipal nº 8.222/03, com a denominação Zona Azul, que foi implantada inicialmente na Avenida Braz de Aguiar.

 Após suspensão e agora parecer favorável da Justiça, a empresa Espaço Vago, vencedora da licitação para a exploração do estacionamento rotativo, começou a sinalização das quatro ruas.

O Belém Rotativo é uma necessidade para democratizar o espaço público, pois muitos são os problemas gerados por falta de espaço para estacionamento de veículos nas vias da cidade, consequência sobretudo do aumento crescente da frota de veículos nos últimos anos.

Como funciona

O motorista, ao estacionar seu veículo nas vias de estacionamento rotativo sinalizadas, deve antes adquirir cartões nos postos credenciados ou com os fiscais da empresa no local. Esse cartão custa R$ 1,50, vale por uma hora de estacionamento e deve ficar visível no painel interno do veículo. Se ficar por duas horas, tempo máximo para a ocupação da vaga, o motorista deve preencher um segundo cartão.

 Quem descumprir as regras do Belém Rotativo, estará sujeito a multa aplicada pelo agente da CTBel nos casos de avanço no limite de horas, estacionar sem cartão, cartão adulterado, cartão sem visibilidade, cartão do lado externo do veículo e veículo estacionado irregularmente. Além da multa, que é leve, custa R$ 53,20 e 3 pontos na carteira de habilitação, será aplicada  medida administrativa  com a remoção do veículo para o parque de retenção da CTBel.      

O estacionamento rotativo vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h; e aos sábados, das 9h às 13h. Fora desses horários e aos domingos, o estacionamento é gratuito.


Texto: Ascom CTBel


PM dá início à operação do feriadão com 100 homens nas rodovias
Com o objetivo de garantir a segurança de pedestres e condutores, evitar acidentes e a prática de crimes diversos, a Polícia Militar iniciou na manhã desta quarta-feira, 14, a “Operação Integrada Rodovias”, que irá até a segunda-feira, 19. Ao todo, a PM empregará cerca de 100 policiais, 25 viaturas e 30 motocicletas, que serão distribuídas nos postos de fiscalização e nos principais corredores de tráfego durante todo o decorrer da operação.
O patrulhamento e a fiscalização de trânsito abrangem locais como a rodovia BR-316, principal corredor de acesso à Grande Belém e as diversas rodovias estaduais. As ações preventivas e de enfrentamento à criminalidade se estenderão nos trajetos entre todos os municípios que possuem praias e igarapés, assim como a região do Entroncamento e Shopping Castanheira, terminal interurbano da Alça Viária, área do viaduto do Coqueiro, residencial Almir Gabriel, Marituba, trevos da Pirelli, de Mosqueiro e Salinas, além dos municípios de Benevides, Capanema, Bragança e São Miguel do Guamá.
Participam da operação oficiais e praças da PM, homens da Companhia Independente de Polícia Rodoviária, do 6º e 21º batalhões PM, além do efetivo dos Comandos, da Região Metropolitana, de Missões Especiais e de Policiamento Especializado. A ação conta com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar
Fone: (91) 3277-5623 / (91) 88831346
Email: 
ascom@pm.pa.gov.br


Concurso para professor da Uepa encerra inscrições nesta quinta-feira
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) prorrogou até quinta-feira, 15, as inscrições do concurso público para preenchimento de 99 cargos de professores de carreira da instituição. Serão oferecidas vagas em diversas disciplinas para os Centros de Ciências Sociais e Educação (CCSE), o de Biológicas e Saúde (CCBS) e o de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Uepa, na capital e no interior.
A organização do certame esclarece que a mudança foi ocasionada para que o calendário de provas não coincidisse com o segundo turno das eleições em Belém, realizado no último dia 28 de outubro.
As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet, no endereço eletrônico
http://paginas.uepa.br/concursos, até as 23h59 do dia 15, com prazo até o dia seguinte para pagamento da taxa de inscrição, que varia entre R$ 100, R$ 150 ou R$ 180, dependendo do cargo que o candidato pretende disputar.
As oportunidades estão, sobretudo, nos campi do interior, que respondem por 71 das 99 vagas em aberto na instituição. Os cargos para a carreira de Magistério Superior são para as classes de Professor Auxiliar, Assistente e Adjunto, cuja remuneração inicial pode variar ente R$ 2.488 a R$ 9.876,04, dependendo do grau de titulação e do regime de trabalho pleiteado.
Com o novo cronograma, o calendário de provas também foi alterado. Os candidatos que se inscreveram para as vagas previstas na capital (Editais 89/2012, 91/2012 e 93/2012), farão a primeira etapa do certame no dia 13 de janeiro de 2013, com previsão de divulgação do resultado para o dia 16 do mesmo mês. Já os candidatos que pleiteiam vagas no interior (Editais 90/2012, 92/2012 e 94/2012) deverão fazer a primeira prova no dia 20 de janeiro de 2013, com previsão de divulgação de resultado para esta etapa para o dia 22 do mesmo mês.
O concurso público será realizado em quatro etapas. A primeira, será uma prova escrita, com questões de natureza dissertativa, de caráter eliminatório e classificatório. Os aprovados seguirão para a segunda fase composta de prova didática, de caráter eliminatório, classificatório e público. Depois disso, os aprovados serão avaliados por meio de uma análise do Plano de Trabalho Institucional, com defesa, de caráter classificatório (3ª Fase) e por fim, será feita a análise de títulos, de caráter classificatório (4ª fase).
Nos últimos quatro anos, já foram realizados três concursos públicos para preenchimento de vagas para professor da universidade. Foram mais de 150 novos efetivos, dentre os quais 17 doutores e 78 mestres, que somados aos já pertencentes ao quadro, totalizam 804 efetivos e mais 315 temporários em 2012, quadro esse que regularizou inclusive a situação de professores com vínculos frágeis existentes na Uepa. No interior foram fixados mais 122 docentes, onde antes existiam apenas 19.

Texto:
Ize Sena-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 (91) 3299-2221 / (91) 8112 0744
Email: 
ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Programas prestam assistência de saúde aos servidores do Governo
O Governo do Estado está desenvolvendo dois grandes programas voltados para a saúde do servidor público: o Vitalidade e o Iasep Móvel. Os dois programas foram abordados pelo presidente do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), Kleber Miranda, durante a programação da 3ª Semana da Saúde do Servidor, nesta quarta-feira, 14, na Secretaria de Estado de Cultura (Secult).
“A adoção de hábitos saudáveis é fundamental para a qualidade de vida e decisivo para o envelhecimento com saúde”, disse o presidente do Iasep, falando sobre os objetivos do programa Vitalidade. O programa oferece atendimento geriátrico, nutricional e psicológico aos segurados maiores de 60 anos e portadores de doenças crônicas.
Através do Iasep Móvel, mais de 1.300 servidores receberam atendimento em oftalmologia, urologia, fonoaudiologia e odontologia. Sem usar a cota anual de consultas e exames, os servidores são atendidos pelo Iasep Móvel no próprio local de trabalho, facilitando a detecção de doenças ainda no estágio inicial.
As atividades da 3ª Semana da Saúde do Servidor iniciaram na terça-feira, 13, pela manhã, com palestras educativas e ações diretas de saúde. Na manhã desta quarta-feira, além da palestra do Iasep, os servidores receberam vacina contra gripe e realizaram teste contra hepatite.

Texto:
Ettiene Angelin-IASEP
Fone: (91) 4006-7962 / 4006-7903 / (91) 8134-7163
Email: 
imprensa@iasep.pa.gov.br / ettieneangelim@gmail.com


Cheque Moradia muda a vida de 2.300 famílias em situação de vulnerabilidade social
Duas Marias – Maria do Carmo e Maria Antônia – moradoras do bairro da Cremação, compartilham situações de moradia semelhantes e sonhos de uma vida mais digna. Ambas moram em casa de madeira, em condições sub-humanas, e há anos tentam, sem sucesso, melhorar suas habitações.  As duas Marias receberam nesta quarta-feira, 14, a visita técnica da Companhia de Habitação do Pará (Cohab) que faz a seleção das famílias que solicitam o auxílio do programa Cheque Moradia.
A casa de Maria do Carmo da Costa foi a primeira a ser visitada. A aposentada divide o imóvel de apenas um cômodo com seis adultos e oito crianças, desde que a antiga construção desabou, há quatro anos. A atual edificação foi avaliada pela Defesa Civil, que atestou que a moradia também corre o risco de desabar. Apesar de conhecer os riscos, Maria do Carmo diz que nunca teve condições de construir uma nova casa, por isso se inscreveu no programa que, segundo ela, é a única esperança para mudar a vida de sua família.
“Tenho esperança de ser contemplada. Não tenho nenhuma condição de construir nada. Esse programa do Governo do Estado é muito importante para pessoas como eu. Espero que esse programa possa mudar a vida de muita gente, como tenho certeza que vai mudar a minha”, afirmou Maria do Carmo.
Neste ano, o Governo do Estado concedeu cerca de R$ 16 milhões à população de baixa renda de Belém e do interior do Estado por meio do Cheque Moradia. Mais de 2.300 famílias foram contempladas com o benefício. Até o fim de 2012, a meta é repassar R$ 27 milhões, entre cheques moradia para servidores públicos e especiais para pessoas com deficiência e famílias em situação de risco e vulnerabilidade social.
As casas que receberam o laudo da Defesa Civil atestando risco de desabamento e as que sofreram sinistros por incêndio têm prioridade no atendimento do Cheque Moradia. No caso de Maria do Carmo, basta que ela apresente os documentos necessários e passe pela entrevista com a assistente social para ter direito ao cheque, conforme explicou Nágela Noronha, coordenadora do Programa Cheque Moradia.
“Se tudo estiver correto com a documentação da dona Maria, ela deve receber o cheque no prazo de uma semana. Sempre priorizamos os encaminhamentos que chegam com o laudo da Defesa Civil, mas atendemos a todas as solicitações. Só este ano, 800 famílias em vulnerabilidade social receberam o benefício do cheque. Cerca de 20% dessas famílias estavam em situação de risco de desabamento ou sofreram com incêndio”, contou Nágela Noronha.
ESPERANÇA
Maria Antônia de Souza também teve a casa visitada equipe da Cohab. Ela ficou sabendo do programa Cheque Moradia através de uma propaganda na TV, e imediatamente se inscreveu para receber o benefício que, para ela, é o único meio de melhorar as condições da moradia. “Esse projeto do Governo é muito bom porque ajuda os pobres que, como eu, não têm condições de fazer as suas casas. Essa é a única esperança que a gente tem”, ressaltou.
Para acelerar os trâmites para a liberação do benefício a Cohab vem fazendo mutirões de visitas desde o mês de agosto, triplicando o número de visitas mensais. O trabalho visa agilizar a primeira etapa de avaliação dos requerimentos e visitas técnicas, já que havia uma demanda represada desde 2008.
“Estamos unindo esforços para conseguir fechar o ano atendendo a todas as solicitações. Ainda estamos fechando as solicitações feitas em 2011 e iniciando as de 2012. Temos essa meta muito clara e caso não seja possível cumprir, vamos iniciar 2013 fazendo essas visitas”, ratificou a coordenadora do programa.
Para receber o benefício, o candidato deve comprovar renda mensal de até três salários mínimos, e o crédito só pode ser usado na compra de materiais de construção para reforma, ampliação e construção de casa própria, entre outros critérios. A mão de obra fica por conta do beneficiado. Em alguns casos, como de vítimas de desabamentos e incêndios, a própria coordenação do programa procura as famílias, para que possam ser beneficiadas com o cheque especial. No caso das pessoas com deficiência, a concessão do benefício é viabilizada pelo Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (Ciic), vinculado à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas).
SERVIÇO
Para saber como participar do programa, acesse www.cohab.pa.gov.br/images/Downloads/Manual_ChequeMoradia.pdf. Para inscrição de pessoas com deficiência, basta se dirigir ao Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (Ciic), na avenida Almirante Barroso, 1.765 (entre travessas Barão do Triunfo e Angustura, bairro do Marco). Telefones: (91) 3276-6161 / 2903 e 3277-2812.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom
Fone: 81185849 / 81185849
Email: 
danifilgueiras@agenciapara.com.br


Simpósio em Ciências Ambientais inscreve professores e estudantes
Continuam abertas as inscrições para o 1º Simpósio de Estudos e Pesquisas em Ciências Ambientais na Amazônia, que acontecerá no período de 19 a 21 deste mês, no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Universidade do Estado do Pará (Uepa). A programação é voltada a professores, pesquisadores, estudantes e a comunidade interessada no assunto.
Para se inscrever, basta preencher o formulário disponível no site do evento (http://www.uepa.br/paginas/pcambientais/simposio/) e pagar taxa via depósito bancário, que varia de R$ 40 a 60, de acordo com a categoria. Para confirmar a inscrição, o formulário e o comprovante de pagamento devem ser enviados para o e-mail simpambientais@gmail.com.
Os interessados em submeter resumos têm até sexta-feira, 16, para enviar o trabalho para o e-mail do Simpósio. Os candidatos poderão inscrever até dois resumos, que serão avaliados pela Comissão Científica do evento. Todos os trabalhos aceitos serão apresentados por meio de pôsteres e publicados em anais disponibilizados online. Os resumos podem ser em diversas áreas temáticas, entre elas, Saúde Ambiental, Ecologia e Biodiversidade e Indicadores de Sustentabilidade.
O evento abordará, por meio de palestras e mesas-redondas, temas relacionados a questões ambientais e suas interfaces. A realização do 1º Simpósio de Estudos e Pesquisas em Ciências Ambientais na Amazônia é uma iniciativa do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientaisda Uepa.
Segundo o professor e coordenador do curso, Altem Pontes, o Simpósio contribuirá de forma positiva para as pessoas que desejam fazer mestrado na área. Ele ressalta ainda a importância da apresentação de resumos nas áreas temáticas, que serão realizados ao longo do Simpósio. “O evento possibilita, com a submissão de trabalhos, a abordagem em distintos eixos temáticos, o que proporcionará debates e discussões importantes”, avalia.

Texto:
Ize Sena-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 (91) 3299-2221 / (91) 8112 0744
Email: 
ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Governador recebe diretoria do Paysandu
A diretoria do Paysandu Sport Clube foi recebida na manhã desta quarta-feira, 14, pelo governador Simão Jatene, em seu gabinete no Comando Geral da Polícia Militar. O time, que obteve o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol, foi parabenizado pelo governador.
“Parabenizo o feito do Paysandu e vejo esta vitória como um grande ganho para todos os paraenses. Um dos grandes desafios que todos nós temos é elevar a autoestima da população e a vitória de vocês tem muito haver com isso, porque o futebol paraense tem esse condão. Se não existir autoestima não há chance de algo dar certo”, avaliou.
Para o governador, o acesso do Paysandu valoriza todos os times do futebol paraense. “Qualquer disputa que represente um time do Pará, principalmente fora do Estado, valoriza o futebol paraense como um todo. Até porque não existe um time sozinho. É essa paixão mútua que move todos os times e seus torcedores”.
O presidente do Paysandu, Luiz Omar Pinheiro, agradeceu o incentivo do governador e enfatizou o apoio que o governo estadual tem dado para o fortalecimento do futebol paraense. “Estamos passando por uma situação complicada, com dívidas trabalhistas e muitas preocupações, mas estamos buscando caminhos para sair dessa situação e qualquer ajuda que vier será bem vinda”. Como grande incentivador do esporte no Pará, o governador ressaltou que o governo continuará parceiro dos times paraenses e garantiu que possíveis soluções serão estudadas para reparar a situação financeira dos clubes.
Também estiveram presentes na reunião o assessor do presidente do time, Raimundo Feliz, o conselheiro Alexandre Severino e o secretário de Estado de Comunicação, Ney Messias Jr. Ao final da audiência, o governador foi presenteado pelos diretores do clube com uma camisa do Paysandu.

Texto:
Bruna Campos-Secom
Fone: (91) 3202-0923 / (91) 9306-0990
Email: 
brunacampos@agenciapara.com.br


Unidades da Sespa oferecem testes para detecção de diabetes
A Unidade de Saúde da Pedreira, Unidade de Referência Especializada em Doenças Infecciosas Parasitárias Especiais (Uredipe) e Caps Icoaraci realizaram nesta quarta-feira, 14,  ações para lembrar do Dia Mundial de Combate ao Diabetes Mellitus. Vinculados à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), os três órgãos colocaram à disposição da população testes de glicemia, que são a única maneira de se detectar a doença, caracterizada pelo acúmulo de açúcar no sangue, o que aumenta o risco de doenças do coração e do rim e pode levar à cegueira, entre outras complicações.
Oficialmente, no Pará, estão cadastrados 77.803 pacientes no Sistema do Programa Hiperdia. Desse montante, 18.454 residem na Região Metropolitana e outros 10.617 só na capital paraense, representando 14% de todos que fazem tratamento no Estado. Deste número, cerca de 60% são mulheres, o que corresponde a 37 mil pacientes.
A coordenadora estadual do Hiperdia, Marta Bouillet, explica que a quantidade real de diabéticos pode ser 50% maior do que aquela que já está em tratamento, porque muitos possuem a doença e nem sabem. Porém o diabetes é silencioso e suas seqüelas implicam em doenças cardiovasculares, deficiências visuais e até a insuficiência renal, que leva o paciente à dura rotina da hemodiálise. “Por isso a importância das campanhas de prevenção e de tratamento para que o paciente não chegue a esse ponto. A cada 10 paraenses, quatro poderão desenvolver a doença em algum momento da vida”, explica.
A mais recente nota técnica veiculada pelo Ministério da Saúde aponta que a variação mais comum da doença é a chamada diabetes tipo 2, que aparece em cerca de 90% dos diabéticos. Nela, o pâncreas, responsável por produzir a insulina, hormônio que leva o açúcar para dentro das células, começa a falhar aos poucos. A doença tem carga genética e em muitos casos está associada à obesidade e ao sedentarismo.
Na Uredipe, local de referência para tratamento de pacientes com HIV e outras doenças infecciosas, a campanha foi aberta para quem quisesse fazer o exame de glicemia. A própria diretora da Unidade, Jane Durans, se submeteu ao teste. “Nosso objetivo é sempre chamar a atenção da população para esse problema de saúde pública, e consequentemente, através da prevenção, reduzir o adoecimento e a mortalidade por Diabetes Mellitus. O desconhecimento sobre o que é a doença e seus sintomas tem sido um dos obstáculos para conter essa epidemia”, explica.
Mais de 300 testes foram disponibilizados pela Sespa só nesta quarta-feira. Para prevenir o Diabetes é preciso estar atento a sintomas como fadiga, perda de peso repentino, sede excessiva, problemas oculares e vontade de urinar com freqüência, que são os sintomas mais clássicos da doença quando já instalada no organismo.
O atendimento inicial ao portador de diabetes ocorre nas unidades de saúde do município de residência do paciente. Só em Belém, existem 29 Unidades Básicas de Saúde administradas pela Prefeitura de Belém. Nelas o paciente é cadastrado no sistema do programa Hiperdia. Para tanto, basta ter em mãos um documento de identidade com foto e comprovante de residência. O passo seguinte é o tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que atualmente fornece, de graça, os medicamentos para o controle da doença, incluindo a insulina e as seringas, assim como o aparelho e as fitas reagentes necessários para o controle dos níveis de glicemia.
No País, atualmente, 12 milhões de pessoas são portadoras da doença. A Federação Internacional de Diabetes estima que, em 2030, serão 552 milhões de pessoas com diabetes, e que a expectativa de mortes em decorrência da doença chegue a 3,8 milhões/ano em todo o mundo – cerca de 6% da taxa de mortalidade mundial.
O Ministério lançou também um portal voltado aos pacientes com diabetes, que inclui informações sobre a doença e dicas sobre alimentação e atividade física. O site inclui ainda uma lista de sintomas da diabetes, para facilitar o diagnóstico de quem ainda não sabe que tem a doença. O endereço é autocuidado.saude.gov.br.
A campanha para a prevenção da doença continuará na semana que vem, quando os servidores do Laboratório Central do Estado (Lacen) terão orientações e exames disponíveis entre os dias 20 e 22. Já nos dias 22 e 23 será a vez dos que atuam no gabinete da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), sediado na rodovia Augusto Montenegro. A Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) também programa uma ação para o dia 27 deste mês.

Texto:
Mozart Lira-Sespa
Fone: 
(91) 4006-4822/ 4823 /
Email: 
ascomsespa@gmail.com


Seminário aponta pesquisa como o caminho para regularização de produtos regionais
Uma ação conjunta de várias entidades com foco na atividade agrícola, para apontar um caminho de pesquisas que vise à regularização, padronização e o aumento da produção de produtos regionais paraenses, foi o tema principal das discussões do seminário “Sabores do Pará”, realizado pela Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) na terça-feira, 13, em sua sede em Belém.
O seminário é parte do projeto Sabores do Pará, desenvolvido pela Sagri, em parceria com a Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Universidades Federais do Pará (UFPA), Rural da Amazônia (Ufra) e do Estado do Pará (Uepa), Federação da Agricultura do Pará (Faepa) e representantes do setor gastronômico.
No início do evento, o secretário de Estado de Agricultura, Hildegardo Nunes, deu as boas-vindas aos presentes e aos representantes do Ministério Público Estadual, Marco Aurélio Nascimento; da Ufra, Lauro Itó; e da Secretaria Estadual de Turismo (Setur), Álvaro Espírito Santo, que compuseram a mesa de abertura.
Hildegardo destacou que o tema dos produtos alimentícios artesanais paraenses já vem sendo debatido em reuniões preliminares e que isso resultou em uma dimensão maior que a esperada. “Nossas preocupações quanto à questão da regularização de produtos, como mandioca, jambu, pimenta de cheiro e o queijo do Marajó, agora fazem parte da agenda do Ministério Público Estadual, por exemplo, que entende que o setor necessita ser regulamentado”, lembrou o secretário.
O secretário enfatizou também o caso do queijo do Marajó, que após muitas discussões obteve, por meio de Lei Estadual, uma certificação de produto a ser comercializado dentro do Pará. A meta, agora, é negociar junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para que o queijo possa obter a certificação que permita essa negociação em nível nacional.
Para Álvaro do Espírito Santo, da Setur, a gastronomia deve buscar algo que seja singular e isso é possível no Pará. “A culinária amazônica, ao lado da chinesa e da peruana, atualmente, é uma tendência internacional, porque é única. Para que isso se torne uma realidade maior, é necessária uma ação de estado integrada, com atos inovadores para mostrar o enorme potencial do segmento gastronômico do Pará”, avaliou.
Na palestra “O mercado de produtos regionais: limites e possibilidades”, a empresária Joana Martins, do Instituto Paulo Martins, destacou que a preocupação com a regularização dos produtos regionais começou com o pai dela, o chef Paulo Martins, e se consolidou com o evento “Ver-o-Peso da Cozinha Paraense”, que traz a Belém chefs renomados no Brasil e exterior.
“A singularidade da matéria prima local aponta para um rico mercado a ser trabalhado. Ao perceber esse segmento procuramos a Sagri, que acolheu a nossa demanda, e passou a nos orientar especialmente em relação aos padrões de produção e conhecimento nutricional, tendo foco no pequeno agricultor”, disse Joana.
Ao abordar o tema “Tecnologias Agroindustriais”, os pesquisadores da Embrapa Raffaella Mattietto e Marcus Vasconcelos disseram que 80% das pesquisas da entidade são focados no melhoramento genético dos produtos. Além das pesquisas em curso com açaí, cupuaçu, acerola e outros, a Embrapa está pesquisando frutas como o camu-camu, rica em vitamina C, e também as cascas de frutas de maracujá e bacuri, além da pesquisa de uma farinha à base de pupunha.
Outra pesquisadora presente ao seminário, Eliza Cunha, da Embrapa, concorda que o melhoramento genético é o caminho para a obtenção de produtos melhores. Ela destaca também a troca de experiência entre os produtores de municípios paraenses distantes entre si, mas que buscam, na pesquisa, o melhor para seus produtos. Pesquisa é o que a Ufra faz e tem potencial para isso, disse o pesquisador Lauro Itó. A universidade tem parcerias com Uepa e UFPA que priorizam as pesquisas sobre os produtos locais. “A Ufra não tem como fazer certificação, mas tem o aparato laboratorial para tal, para dar condições ao Estado de ser uma espécie de catalisador de ações de pesquisa”, argumentou.

Texto:
Dede Mesquita-Sagri
Fone: (91) 4006-1210 / (91) 9146-6681 - 8883-1339
Email: 
dedemesquita@gmail.com

Atletas com paralisia cerebral participam do Brasileiro de Futebol de Sete
O esporte paralímpico paraense está ganhando cada vez mais destaque no Brasil, assim como a participação de atletas paraenses em importantes eventos nacionais e internacionais. A Seleção Paraense de Futebol de Sete – PC (paralisia cerebral) viaja ainda nesta semana para participar do XIV Campeonato Brasileiro da modalidade, que será disputado de 18 a 24 de novembro, em Belo Horizonte (MG).  Alguns atletas estiveram na sede da Secretaria de Estado Esporte e Lazer (Seel) para acertar os últimos detalhes da viagem, que será custeada com o apoio do apoio do Governo do Estado.
O atleta paralímpico Carlos Eduardo Casanova, 35 anos, que fez parte da equipe da Seleção Brasileira de Futebol de Sete em 2004, falou sobre a importância da participação paraense na competição. “Representar o Pará sempre é uma alegria muito grande e nós faremos de tudo para obter uma performance similar à da campanha de 2006, quando a seleção paraense ficou em terceiro lugar”, frisou.
A competição será acompanhada por 'olheiros' e técnicos da Seleção Brasileira, que iniciou um novo trabalho, já visando as Paralimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. “Já tive esse gostinho de participar da seleção brasileira e o nosso grupo vai em busca de bons resultados e, quem sabe, tenhamos a sorte de ter algum dos nossos atletas convocado”, disse.
Enéas Palheta, que também faz parte da delegação paraense, falou da dificuldade em participar de competições fora do Estado por conta da ausência de parceiros para apoiar essa prática. “Competimos por amor ao esporte, mas precisamos de apoio e isso nós encontramos na Seel. Nossas dificuldades são grandes, mas nunca deixamos de acreditar”, concluiu.

Texto:
Angela Bazzoni-Seel
Fone:  / 
(91) 8883-5649
Email: 
ascomseel22@gmail.com

Uepa reabrirá cadastro para prestação de serviços nos Processo Seletivos 2013
Os servidores da Universidade do Estado do Pará (Uepa) interessados em prestar serviço durante os Processos Seletivos 2013 têm mais um chance para se cadastrar. Neste sábado, 17, e domingo, 18, o sistema será reaberto para receber as inscrições dos servidores efetivos, contratados, prestadores de serviços, de cargos comissionados, estagiários ou monitores com vínculo na universidade. As provas da 1ª, 2ª e 3ª etapas dos Processos Seletivos 2013 da Uepa ocorrerão, respectivamente, nos dias 2, 3, e 16 de dezembro.
A partir das 18h da próxima terça-feira, 20, o servidor poderá conferir o seu local de lotação. O treinamento acontecerá no dia 24, às 9h, onde o servidor estiver lotado. O cadastro é feito pelo site http://sistemas.uepa.br/pagamentos.  Na primeira tela o interessado escolherá a opção “Cadastro para eventos” e em seguida “Processo Seletivo 2013”. O sistema pedirá que o interessado informe o CPF. Caso o servidor já esteja cadastrado, o sistema solicitará a data de nascimento. Um formulário será aberto com todos os dados pessoais. Se estiverem incorretos será possível alterar.
Se for a primeira vez de serviços prestados, o servidor deverá preencher uma ficha eletrônica com os dados pessoais. O próximo passo é confirmar a inscrição preenchendo os dados até o fim.  O endereço deve ser residencial. Tanto para quem tem ou não os dados no sistema, o cargo e a conta bancária devem estar atualizados. O servidor deve escolher a opção de pagamento.

Texto:
Ize Sena-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 (91) 3299-2221 / (91) 8112 0744
Email: 
ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Pesquisa vai traçar diagnóstico da rede de atendimento à mulher no Pará
Com o objetivo de melhor atender as mulheres em situação de violência, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) vai preparar um diagnóstico da rede de proteção existente em 16 municípios do Estado do Pará. A pesquisa será executada por empresa ou organização contratada por meio de licitação, na modalidade pregão eletrônico. O aviso de licitação foi publicado na edição desta quarta-feira, 14, do Diário Oficial do Estado. A licitação será aberta no dia 28 deste mês, às 10h.
A pesquisa abrangerá os quatro eixos do Pacto Nacional de Enfrentamento a Violência contra a Mulher. São eles: implementação da Lei Maria da Penha e fortalecimento dos serviços especializados de atendimento; proteção dos direitos sexuais e reprodutivos e enfrentamento da feminização da Aids; combate à exploração sexual de meninas e adolescentes e ao tráfico de mulheres; e promoção dos direitos humanos das mulheres presas. Além da pesquisa, a instituição contratada vai auxiliar na elaboração do Planejamento Integral Básico 2012/2015.
O levantamento será desenvolvido nos municípios de Belém, Ananindeua, Abaetetuba, Santarém, Castanhal, Marabá, Breves, Itaituba, Paragominas, Parauapebas, Redenção, Tucuruí, Xinguara, Altamira, Capanema e Jacundá. O diagnóstico será realizado na rede de serviço de atendimento à mulher de cada município, especializado ou não, incluindo delegacias, centros de referência, promotorias, varas criminais, serviços de saúde, assistência social, abrigos e outros inseridos neste contexto.
Dados da Delegacia da Mulher de Belém indicaram que em 2011 houve cerca de 9 mil registros de violência contra a mulher, com destaque para os crimes previstos na Lei Maria da Penha. Quanto ao atendimento nos Centros de Referência da Mulher, nos municípios de Belém e Ananindeua, em 2011 foram atendidas 968 mulheres. No entanto, ainda não se sabe a real dimensão da problemática no Estado como um todo, devido às precárias fontes de sistematização de dados.
O diagnóstico visa preencher esta lacuna e fornecer indicadores como números da violência, números de atendimentos à mulher em situação de violência, serviços existentes e o funcionamento, número de notificações nos serviços de saúde, situação socioeconômica das mulheres, eficiência e eficácia dos serviços, entre outros pontos.
A implantação dos Centros Integrados de Atendimento a Mulher (Pro Paz Mulher) é um dos compromissos do Governo do Estado do Pará para fomentar as políticas públicas para as mulheres. O primeiro destes centros foi inaugurado em Santarém e há previsão para lançar outros três.
Atualmente, o Estado do Pará possui 11 centros de referência de atendimento à mulher em situação de violência, nos municípios de Breves, Parauapebas, Capanema, Abaetetuba, Xinguara, Santarém, Itaituba, Jacundá, Tucuruí, Belém e Ananindeua. A rede de atendimento inclui ainda quatro casas abrigos, nos municípios de Belém, Marabá e Parauapebas; 12 Delegacias Especializadas de Atendimento a Mulher (Deam) nos municípios de Belém, Marabá, Altamira, Abaetetuba, Santarém, Castanhal, Breves, Parauapebas, Itaituba, Paragominas, Redenção e Tucuruí; quatro promotorias especializadas em Belém; um Núcleo Especializado de Atendimento a Mulher – Defensoria Pública em Belém; seis varas especializadas em Violência Doméstica nos municípios de Belém, Altamira, Santarém e Marabá; uma equipe multidisciplinar de Atendimento à Família em Situação de Violência do Tribunal de Justiça do Estado; um Serviço de Aborto Legal na Santa Casa de Misericórdia em Belém; um posto de orientação e atendimento à pessoa em trânsito para o Suriname e Guiana Francesa em Belém; duas Casas de Saúde da Mulher nos municípios de Santarém e Belém; e um CREAS Temático de Atendimento à Família em Situação de Violência em Belém.
O contrato com a organização vencedora da licitação terá vigência de quatro meses, a contar da data de sua assinatura. O edital completo está disponível no endereço http://www.compraspara.pa.gov.br/mural/mural.cfm (SEJUDH - Pregão Eletrônico Nº 036/2012).

Texto:
Carlos Gondim-Secom
Fone:  / 
(91) 8415-6866
Email: 
chgmidia@gmail.com


Pará terá representante paralímpico na Corrida de São Silvestre
O atleta paralímpico Bruno da Costa Palheta, 21 anos, portador de deficiência visual, representará o Pará na 88ª Corrida Internacional de São Silvestre, que acontecerá no dia 31 de dezembro, na cidade de São Paulo (SP). A prova, que tem percurso de 15 quilômetros, está prevista para começar às 9h para os deficientes visuais masculinos e seus guias. A Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) garantirá passagem aérea, hospedagem e alimentação para Bruno e seu guia.
Ele estreou na São Silvestre em 2011, o que aumenta suas expectativas para a participação deste ano. O paraense está se preparando há bastante tempo e os primeiros resultados disso já podem ser visto em diversas provas das quais tem participado, como a Corrida do Círio deste ano, em que conquistou o primeiro lugar.
Para o treinador e guia de Bruno, Raimundo Vales Lobo, 46 anos, o atleta está preparado para manter o alto nível de competitividade contra seus adversários. “Nós treinamos três vezes por semana e, nos finais de semana, fazemos corridas em períodos longos; queremos chegar, pelo menos, em terceiro lugar na São Silvestre”, diz.
Antes da viagem, o atleta participará da Meia Maratona do Sesc, no dia 2 de dezembro, em Belém, sendo apontado como um dos favoritos por já ter disputado a prova no ano passado e obtido a 5ª colocação. Bruno começou a disputar  “corridas de rua” em agosto de 2011, mas o treinador Raimundo Vales já acumula uma experiência de mais de 20 anos. Bruno é o sexto atleta deficiente treinado por ele ao longo da carreira.

Texto:
Angela Bazzoni-Seel
Fone:  / 
(91) 8883-5649
Email: 
ascomseel22@gmail.com


Recital da Orquestra Infanto Juvenil do Conservatório Carlos Gomes
A Orquestra Infanto-Juvenil de Cordas do Conservatório Carlos Gomes se apresentou  em recital nesta quarta-feira, 14, às 17h, na Sala Ettore Bosio. Atualmente constituída por 15 alunos que tocam violinos, contrabaixo e viola, é coordenada pela professora Licia Arantes, contando com as professoras e regentes adjuntas Aline Onace, Carla Prist e Margareth Beltrão.
O repertório que foi executado nessa tarde foi  formado basicamente por obras natalinas tradicionais e peças de Handel (Chorus from Judas Maccabeus), Bach (Jesus alegria dos homens), Franz Gruber (Noite Feliz) e Haydn (Kinder Simphonie). A entrada foi franca.


Idesp vai convocar candidatos inscritos em bolsas de pesquisa
O Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) publicou, na edição desta quarta-feira, 14, do Diário Oficial do Estado (DOE), uma portaria indicando um comitê interno para selecionar os candidatos inscritos na chamada pública resultante do acordo de cooperação técnica celebrado entre o Idesp e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
Após a seleção, os candidatos serão convocados e terão direito a bolsas de pesquisa concedidas pelo Ipea no âmbito do Subprograma de Apoio a Redes de Pesquisas do Programa de Mobilização da Competência Nacional, que compõe o projeto “Governança Metropolitana no Brasil”.
As atribuições da comissão estão previstas em portaria do Ipea e os critérios de seleção foram relacionados pelo Idesp. A portaria pode ser consultada no caderno 3, página 6, do DOE desta quarta-feira, disponível em http://www.ioe.pa.gov.br/diarios/2012/11/14.11.caderno.03.pdf.

Texto:
Carlos Gondim-Secom
Fone:  / 
(91) 8415-6866
Email: 
chgmidia@gmail.com


Concurso Doris Azevedo para jovens instrumentistas 2012
O “Concurso Doris Azevedo para jovens instrumentistas”, promovido pela Fundação Carlos Gomes e Instituto Estadual Carlos Gomes, teve a sua 8ª versão realizada de 7 a 10 de novembro, com o objetivo de promover o desenvolvimento técnico musical do alunado do IECG, dos alunos dos projetos vinculados à Fundação Carlos Gomes e dos alunos da Escola de Música da Universidade Federal do Pará - EMUFPa, assim como estimular a disputa saudável que faz parte da vida de todos os instrumentistas que querem fazer carreira na profissão de executante.
O concurso é realizado em cinco categorias de acordo com o desenvolvimento técnico artístico dos candidatos, e abertas para as especialidades, ou seja, aos instrumentos contemplados pelo concurso. Assim os instrumentos de cordas (violino, viola, violoncelo, contrabaixo e violão), sopros (flauta-doce, e todos os metais e madeiras) e percussão inclusive piano que constitui especialidade à parte, fazem parte de cada categoria. Neste ano foi incluída a especialidade de Canto Lírico, atendendo a solicitação da vasta classe de alunos cantores paraenses, e o concurso recebeu inscrições de 82 alunos nas diversas categorias sendo premiados quarenta e um alunos. Confira aqui a classificação final.


Sead destina 2,5 toneladas de materiais para coleta seletiva
A Secretaria de Estado de Administração (Sead) destinou 2,5 toneladas de materiais recicláveis (papel, papelão, livros), para coleta seletiva. A iniciativa está prevista no decreto nº 801, de fevereiro de 2008, que determina que todo material reciclável gerado dentro de órgãos estaduais seja destinado a associações e cooperativas de catadores. A ação, que ocorreu na última segunda-feira, 12, e termina nesta quarta-feira, 14, é uma iniciativa da Diretoria de Desenvolvimento de Gestão (DDG), através da Coordenadoria de Qualidade na Gestão (PQ-Sead).
O trabalho de descarte da Sead está previsto no programa 5S, que utiliza os sensos de organização e limpeza como ferramentas importantes no melhoramento das condições dos locais de trabalho, como acabar com os acessos e com os desperdícios, a boa apresentação do ambiente de trabalho, rapidez e facilidade na busca de matérias e documentos. O programa 5S busca aprimorar e aperfeiçoar as atividades do dia a dia da organização, através da educação, treinamento e manutenção de atitudes e ações.
Parte do material coletado foi encaminhada para a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis (Concaves), situada no bairro da Terra Firme. “O que para muitas pessoas pode ser considerado como lixo, pra gente é ouro, uma vez que os catadores têm a oportunidade de legitimar suas reivindicações por meio de parcerias com órgãos públicos e privados”, destaca o coordenador da Concaves, Jonas de Jesus. Outros órgãos e instituições apoiam a iniciativa, como a Secult, Sedes, Iterpa, Emater, CIG, Banpará, UFPA, Ufra, Banco da Amazônia, Emilio Goeldi, Instituto Evandro Chagas e Embrapa.
O material coletado foi levado para a sede da Concaves para a seleção e triagem de papéis, livros, papelão, entre outros. Posteriormente, será destinado a empresas e indústrias que trabalham com reciclagem. Segundo o responsável pelo Arquivo da Sead, Lázaro Barbosa, a intenção é sensibilizar a todos sobre a importância da coleta para que esse tipo de ação seja permanente no governo.
Barbosa informou ainda que, seguindo a tabela de temporalidade, algumas documentações já estão em processo de digitalização e poderão ser posteriormente descartados. “A tabela de temporalidade é usada como referência sobre o tempo que a documentação deve permanecer no órgão. Cada diretoria tem a sua para facilitar no processo de digitalização. A ideia é que esse trabalho vire rotina, assim, também como o trabalho de coleta de material reciclável para coleta seletiva”, explica.

Texto:
Ellen Freitas-Sead
Fone: 
(91) 3289-6241 /
Email: 
ellenfreitas13@gmail.com


EGPA convoca aprovados em cursos de pós-graduação
A Escola de Governo do Estado (EGPA) divulgou nesta quarta-feira, 14, no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado final do Processo Seletivo Simplificado para os cursos de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Pública e Gestão de Logística e Patrimonial. O edital também convoca servidores aprovados para realizar suas matrículas nesta quarta-feira, das 8h às 17h, na sede da EGPA, localizada na avenida Almirante Barroso, nº 4314, bairro do Souza.
A lista de candidatos aprovados e classificados pode ser consultada na edição desta quarta-feira do DOE e pode ser acessada online no endereço www.ioe.pa.gov.br/diarios/2012/11/14.11.caderno.03.pdf (caderno 3, página 4).
Os aprovados deverão procurar a Coordenadoria de Desenvolvimento e Habilidades Profissionais (CDHP/Setor de Especialização). Caso o candidato não possa efetuar pessoalmente a sua matrícula, esta poderá ser feita por representante legal, através de procuração pública ou particular específica para esta finalidade.
A matrícula somente será efetivada mediante a apresentação dos documentos: cópia do CPF, cópia do comprovante de residência, apresentação do termo de compromisso (anexo V do edital de seleção), Declaração de Liberação (assinada pelo dirigente do órgão ao qual o servidor está vinculado), duas fotos 3x4 recentes e cópia do Diploma de Graduação, além dos originais, dos documentos declarados no curriculum vitae.

Texto:
Carlos Gondim-Secom
Fone:  / 
(91) 8415-6866
Email: 
chgmidia@gmail.com


HOL promove Jornada Multiprofissional de Oncologia Pediátrica
O Hospital Ophir Loyola promove nos dias 23 e 24 deste mês, no auditório Luiz Geolás, a partir das 8 horas, a Jornada Multiprofissional de Oncologia Pediátrica. O evento tem como objetivo  proporcionar uma reflexão e aquisição de conhecimentos com base ao funcionamento  da equipe multiprofissional. Inscrições e informações pelo telefone (91) 3342-1209.


Uepa divulga lista dos aprovados no habilitatório em Música
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulga nesta quarta-feira, 14, a relação dos candidatos que foram considerados aptos nos exames habilitatórios para os cursos de Licenciatura e Bacharelado em Música, dentro do Processo Seletivo 2013 da instituição. As provas foram realizadas nos dias 5 e 6 de novembro, no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Uepa e no Conservatório Carlos Gomes, em Belém, e nos campi da Universidade nos municípios de Santarém e Vigia. A lista dos aprovados está disponível no site da universidade (www.uepa.br).
O candidato considerado habilitado continua concorrendo ao respectivo curso. O inabilitado concorre à outra opção, escolhida no ato da inscrição. Já o candidato ao curso de Bacharelado em Música considerado parcialmente habilitado poderá, se no ato da inscrição fez esta opção, concorrer ao curso de Licenciatura em Música.
Este ano, 782 candidatos se inscreveram no certame em busca das 136 vagas ofertadas no Prise e no Prosel para os dois cursos nos campi de Belém, Santarém e Vigia. Nos dois dias de exame – a primeira teórica e a segunda prática – foram registrados 567 faltosos.
Os Exames Habilitatórios fazem parte dos Processos Seletivos da Uepa. Todos os candidatos já podem imprimir o cartão de confirmação de inscrição no site da Uepa. As provas objetivas da seleção estão marcadas para os dias 2, 3 e 16 de dezembro, das 8h às 13h, no horário local (Belém).
Os candidatos inscritos pelo Processo Seletivo (Prosel) fazem as três etapas em apenas um ano. Já os do Programa de Ingresso Seriado (Prise) devem comparecer aos locais de prova somente no dia destinado à etapa em que está concorrendo. Em todas as etapas, os portões serão abertos às 7h.

Texto:
Ize Sena-Uepa
Fone: (91) 3244-5201 (91) 3299-2221 / (91) 8112 0744
Email: 
ascom.uepa@gmail.com / ascom@uepa.br


Detran prorroga prazos
O Departamento de Trânsito do Pará (Detran) retificou a portaria n° 3581/2012/DG, publicada no Diário Oficial do Estado no último dia 13 de novembro, que prorroga prazo de vistorias, processos de mudança de jurisdição, recibos de transferência de propriedade, processos de habilitação vencidos ou a vencer e não cobrança de diárias de veículos recolhidos nos parques de retenção do órgão no período de 15 a 19/11/2012.


Consultor defende participação da sociedade na construção da Justiça
Em palestra proferida nesta terça-feira, 13, no 3º Simpósio de Justiça Restaurativa, realizado no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, o consultor internacional de práticas restaurativas da ONG Terre des Hommes, Dr. Victor Herrero Escrich, defendeu a ideia de que a justiça deve ser construída conjuntamente pela comunidade, em parceria com as organizações não governamentais e órgãos públicos.
Justiça restaurativa (conceito ainda pouco difundido no Pará) é uma proposta de aplicação da justiça na qual se busca o atendimento das necessidades da vítima ao mesmo tempo em que o agressor é convocado a participar do processo de reparação do dano. O objetivo é substituir a simples pena punitiva por um processo produtivo e de reintegração à sociedade.
“Acreditamos que este trabalho de justiça de restaurativa deve ser público, mas com o auxílio de organizações é possível uma parceria com promotores públicos e com a comunidade, trabalho que a Terre des Hommes faz em diversos países da América Latina”, afirma o consultor. A ONG Terre des Hommes foi criada na Suíça, nos anos 1960.
Com o tema “Justiça Juvenil restaurativa na América Latina”, a palestra do Dr. Victor Herrero foi a última do simpósio e apresentou as ações da Terre des Hommes em países da América Latina em que a ONG atua, como a Nicarágua. Segundo o consultor, cada país pode ter o seu modelo de justiça restaurativa.
Cerca de 400 pessoas participaram do 3º Simpósio de Justiça Restaurativa, organizado pela ONG Terre des Hommes, Pro Paz e Fundo das Nações Unidas para a Infância. Foram dois dias de palestras, em que vários especialistas dos estados do Pará, Maranhão, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte mostraram os projetos que desenvolvem e novas formas de fazer e praticar a justiça restaurativa. O evento também trouxe palestrantes do Canadá e Estados Unidos.
Logo após a última palestra, o diretor da Terre des Hommes no Brasil, Anselmo de Lima, o Gerente de Planejamento do Pro Paz, Simão Bastos, e a representante do Unicef, Sônia Gama, agradeceram a presença de todos e falaram da responsabilidade em colocar em prática tudo que foi discutido durante as palestras.
O encerramento ficou sob a responsabilidade de 11 jovens que cumprem medidas socioeducativas na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), que fizeram uma apresentação de carimbó. A apresentação serve como aquecimento para o evento de final de ano da Fasepa, que será realizado na próxima segunda-feira, 19, no Teatro Estação Gasômetro (Parque da Residência).

Texto:
Brena Moreira-Pro Paz
Fone: (91) 3201-3633 / (91) 9333-7755
Email: 
brenamoreira@gmail.com


Estação das Docas funcionará no feriado
A Organização Social Pará 2000, que administra a Estação das Docas, informa que o complexo funcionará normalmente durante o feriado da Proclamação da República. Nesta quarta-feira, 14, a Estação estará aberta das 10h à 1h e na quinta-feira, dia 15 de novembro, das 10h às 3h.


Seminário discute certificação e registro geográfico da produção regional
A certificação de produtos foi um dos temas do Seminário Sabores do Pará, que discutiu nesta terça-feira, 13, na sede da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), um modelo de desenvolvimento da produção regional. A conquista de novos mercados exige a organização dos produtores para que possam alcançar o nível de qualidade e a padronização que agrega valor ao trabalho no campo.
O gerente de inspeção vegetal da Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará), José Severino Silva, falou das legislações federal e estadual que determinam as condições higiênico-sanitárias das instalações, máquinas e equipamentos para o processamento dos produtos nas agroindústrias. “Os produtores já começam a ter consciência da necessidade de mudar o atual modelo de produção e se adaptar às normas da lei, mas ainda falta muito para se chegar ao nível de qualidade desejado”, observou Severino.
Severino Silva citou como exemplo os produtores de farinha de Santo Antônio do Tauá e Tracuateua, no nordeste do Estado, que já melhoraram suas instalações e obedecem ao manual de boas práticas agrícolas. Pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado em julho no Ministério Público Estadual, os produtores têm até dezembro para se adequarem às normas de higiene. Quem não se adaptar vai ficar sem trabalho porque não terá para quem vender a produção.
A engenheira agrônoma Martha Parry, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), advertiu que, diante da inexistência de empresas certificadoras no Estado, um ajuste na lei poderia tornar a Adepará um órgão não só de fiscalização, mas também de certificação de produtos. “O Pará é o Estado que mais possui produtos orgânicos no país, 3.347, mas não tem quem certifique essa produção”, informou.
Martha Parry também lembrou que o Pará tem muitos produtos com indicação geográfica, como a castanha do Pará, o açaí das ilhas, piracuí de Santarém, farinha de tapioca de Americano. Mas, nenhum tem o registro oficial fornecido pelo Instituto Nacional de Produção Industrial (INPI). Somente o queijo do Marajó já está com o processo de indicação geográfica em andamento. Para obter o registro basta ter uma entidade, contar a história do produto, o regulamento de uso e um órgão para fiscalizar se as regras são cumpridas, e a delimitação da área de origem do produto.
A secretária adjunta da Sagri, Eliana Zacca, informou que já existe um movimento do governo junto com políticos, a iniciativa privada e o Ministério Público para pressionar o Ministério da Agricultura, no sentido de agilizar o processo de padronização e classificação dos produtos paraenses.
No encerramento do seminário, as pesquisadoras Alessandra Lopes e Cristine Macedo, das Universidades Federal e Estadual do Pará, falaram sobre os estudos que vem sendo desenvolvidos na UFPA e Uepa sobre a mandioca. O que se pretende é mudar o cenário de cultura de subsistência explorando a sua biodiversidade para o uso sustentável e buscar novas formas de utilização da mandioca.

Texto:
Leni Sampaio-Sagri
Fone: (91) 4006-1210 / (91) 9114-3113
Email: 
lenisampaio@agenciapara.com.br


Brasília, 14 de novembro de 2012

Declaração do ministro da Justiça confirma incompetência do governo na segurança pública, apontam deputados

A declaração do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, de que prefere morrer a cumprir pena em uma cadeia brasileira por conta das condições degradantes dos presídios revela a omissão, a incompetência e a ineficiência do governo federal com a segurança pública. Essa é a avaliação do deputado João Campos (GO). Para o tucano, em vez de lamentar o problema, o ministro deveria adotar providências. Leia mais


José Cardozo deveria falar menos e agir mais para mudar situação dos presídios, avalia ITV

O ministro da Justiça trata da questão da (in)segurança pública no país como se o problema não fosse com ele, avalia a Carta de Formulação e Mobilização Política desta quarta-feira (14). ”Mas o governo do PT tem muito a ver com a crítica situação dos presídios e a aguda superlotação ‘denunciadas’ ontem por José Eduardo Cardozo. Promessas e planos mirabolantes são anunciados, sem jamais atingir os objetivos a que se propõem”, aponta a Carta de Formulação e Mobilização Política. Leia mais


Ministra do Meio Ambiente é chamada para debater riscos na exploração de petróleo

A Comissão de Meio Ambiente aprovou nesta quarta-feira (14), por unanimidade, requerimento do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (SP) que convida a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, para esclarecer o relatório de auditoria operacional do Tribunal de Contas da União (TCU) que revelou situação de risco no acidente ambiental causado pelo vazamento de óleo no Campo de Frade, em novembro de 2011. Leia mais


Comissão de Educação aprova parecer a projeto de tucano sobre benefício da meia-entrada

A Comissão de Educação e Cultura aprovou, nesta quarta-feira (14), parecer da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) ao projeto de lei do deputado Eduardo Azeredo (MG) e do ex-senador Flavio Arns (PR) que dispõe sobre o benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes e idosos em espetáculos artístico-culturais e esportivos. Leia mais


Pinto Itamaraty defende urgência na votação da PEC dos direitos das empregadas domésticas

O deputado Pinto Itamaraty (MA) cobrou a votação em plenário da Proposta de Emenda à Constituição que trata dos direitos das empregadas domésticas (PEC 478/10), aprovada na última semana em comissão especial. A medida estende a domésticas, babás, cozinheiras e outros trabalhadores 16 direitos já assegurados a pessoas contratadas no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Leia mais


Eduardo Barbosa quer informações sobre regulamentação de programas da Saúde

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou, nesta quarta-feira (14), requerimento do deputado Eduardo Barbosa (MG) que pede informações ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, sobre a regulamentação do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas), instituídos pela Medida Provisória 563/2012, convertida na Lei 12.715/2012. Leia mais


Gomes de Matos critica descaso do Executivo federal com seca no Nordeste

O presidente da Comissão de Agricultura da Câmara, deputado Raimundo Gomes de Matos (CE), ressaltou o drama da seca no Ceará, detalhado em caderno especial do jornal “O Povo”. Os repórteres percorrem mais de dois mil quilômetros passando por 184 municípios e constataram que apenas seis cidades não se encontram em estado de emergência. Leia mais


MP 579 pode reduzir receita dos estados e investimentos do setor elétrico, alertam parlamentares

Parlamentares da oposição e da base aliada manifestaram preocupação nesta quarta-feira (14) com a redução de receita do estados e com a perda de capacidade de investimentos das concessionárias de energia com a medida provisória MP 579/12, que altera o marco regulatório do setor elétrico. Como alertou o presidente do Fórum Nacional de Secretários de Energia, o deputado licenciado José Aníbal, os estados deixarão de recolher R$ 5,5 bilhões se for mantido o texto editado pelo Palácio do Planalto. Leia mais


Pestana quer discutir a certificação das entidades filantrópicas na área de assistência

A Comissão de Seguridade Social e Família aprovou, nesta quarta-feira (14), requerimento do deputado Marcus Pestana (MG) que solicita a realização de audiência pública para debater a certificação das entidades filantrópicas na área de assistência social. A reunião será conjunta das comissões de Finanças e Tributação, de Fiscalização Financeira e Controle, de Seguridade Social e Família, de Educação e Cultura e de Direitos Humanos e Minorias. Leia mais


Aécio defende fortalecimento da relação do PSDB com movimentos sociais

O senador Aécio Neves (MG) afirmou que o PSDB precisa intensificar sua relação com os movimentos sociais. Segundo o parlamentar, o partido é a melhor opção para uma sociedade que almeja um projeto alternativo de política. “Eu defendo que o PSDB ouse. Dialogue com os movimentos sociais, com a sociedade, com os movimentos sindicais e as entidades estudantis." Leia mais


Território da Bahia é indivisível e inegociável, destaca Jutahy Junior

O deputado Jutahy Junior (BA) defendeu nesta quarta-feira (14) a manutenção do território da Bahia. Em discurso no plenário da Câmara, ele destacou o litígio da região com os estados de Goiás, Tocantins e Piauí quanto aos limites das divisas. Segundo ele, o território baiano foi conquistado e recebeu milhões em investimentos, principalmente na produção de grãos. Leia mais


Governo só ofereceu ajuda a São Paulo depois das eleições, reprova William Dib

Nessa terça-feira (13), durante audiência pública promovida pela Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, o deputado William Dib (SP) classificou de “absurdo” o fato de o governo federal ter esperado acabar a eleição municipal para se sensibilizar e oferecer ajuda ao Governo de São Paulo para combater ataques do crime organizado. O deputado lembrou ainda que os criminosos usam armas e drogas que entram pelas desprotegidas fronteiras brasileiras. Leia mais


Colegiado busca solução para conflitos de terras indígenas no Mato Grosso do Sul

Na busca por uma solução que possa colocar fim aos conflitos causados pelas demarcações de terra indígenas, foi criada uma comissão formada por parlamentares estaduais, representantes do Governo do MS e de órgãos ligados a ruralistas e índios. Um grupo formado pela bancada federal sul-mato-grossense em Brasília também terá a missão de alocar recursos junto à União para indenizar produtores com títulos de posse em áreas consideradas indígenas. Leia mais


Prospecção do pré-sal exige fiscalização mais rigorosa dos órgãos de controle, diz Thame

Técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU) estiveram na liderança da Minoria na tarde dessa terça-feira (13) para apresentar o Relatório de Auditoria Operacional realizado pelo órgão. A visita deve-se ao fato de o líder da Minoria, deputado Antonio Carlos Mendes Thame (SP), ter apresentado requerimento para a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, na comissão de Meio Ambiente para esclarecer a situação de risco revelada na auditoria do TCU em decorrência do acidente ambiental causado no vazamento de óleo no Campo de Frade. Leia mais


Direto do Twitter, com os deputados William Dib (SP), Andreia Zito (RJ), Mara Gabrilli (SP), João Campos (GO), Luiz Nishimori (PR) e Otavio Leite (RJ)


Direto do Plenário, com os deputados Raimundo Gomes de Matos (CE) e Jutahy Junior (BA)





Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...