Total de visualizações de página

quarta-feira, fevereiro 01, 2012

RESUMO DAS NOTÍCIAS DO DIA 1º DE FEVEREIRO DE 2012


Sespa confirma morte dos

bebês siameses de Alenquer

                A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) confirma a morte dos bebês siameses que nasceram no município de Alenquer, no oeste do Pará, na noite da última segunda-feira (30). Os óbitos ocorreram às 3h34 e 3h38 desta quarta-feira (1º), no Hospital Santo Antônio, no município.

                De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Alenquer, o laudo aponta que os bebês nasceram cianóticos (com baixo nível de oxigênio no sangue) e dispnéicos (com dificuldade de respirar), sendo mantidos em oxigênio desde o nascimento.

                Diante do quadro clínico, que necessitava de cuidados especializados, a equipe médica pediu a transferência dos recém-nascidos para Belém, sendo os leitos imediatamente solicitados pelo Setor de Regulação do Município. Os leitos foram disponibilizados pela Fundação Santa Casa, que já estava com toda a equipe e estrutura neonatal prontas para recebê-los.

                Para a transferência dos bebês, que nasceram ligados pelo tronco, a Sespa havia providenciado a UTI aérea, cujo serviço é prestado pela empresa Norte Jet. No entanto, considerando que as condições do município não permitem pouso e decolagem de aeronaves durante a noite, a transferência seria realizada na manhã desta quarta-feira, tendo sido cancelada logo após a notícia do falecimento dos bebês.

                Este foi o segundo caso de gêmeos siameses registrado no Pará em menos de dois meses. No município de Anajás, no Arquipélago do Marajó, nasceram há pouco mais de um mês os gêmeos siameses Jesus e Emanuel, que permanecem internados na Santa Casa, com o quadro estável.



Texto:

Roberta Vilanova-Sespa

Paratur encerra curso de

gastronomia a 20

profissionais do turismo

                Será encerrado nesta quarta-feira (1º) o curso de cozinheiro de restaurante promovido pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur) em parceria com a Associação Paraense de Recursos Humanos (APRH) e Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Pará (Abrasel). Durante 20 dias, os 20 participantes tiveram noções de cidadania, ética profissional, qualidade no atendimento e técnicas de cozinha e também aprenderam na prática o preparo de alguns pratos.

                Segundo a instrutora do curso, Sônia Santos, o objetivo foi oferecer aos profissionais técnicas de aperfeiçoamento no manuseio de alimentos. “Aqui os alunos aprenderam a agregar valores às habilidades que já trazem para se tornarem profissionais de verdade”, diz, destacando que nenhum dos alunos participantes havia passado por algum tipo de qualificação antes. “Eles ficaram muito interessados, pois sabem o quanto é importante se especializar”, reitera.

                A cozinheira Conceição Reis Machado diz que o curso é de grande auxílio para o trabalho que ela desenvolve no restaurante onde trabalha. Agora, reforça, ela já consegue entender algumas receitas mais complexas. “Gostei muito de aprender aqui, até a relação com o turismo também, de você saber receber bem as pessoas. Achei isso muito interessante”, considera.

                O casal Rosiane Trindade e Manuel Medeiros, funcionários de um restaurante na ilha do Combu, tem a meta de construir o próprio negócio. Para ela, o curso de cozinheiro de restaurante foi o primeiro passo. “Eu e meu marido pretendemos abrir um restaurante porque vemos que o turismo está crescendo na nossa região e a gente precisa se qualificar pra esse mercado”, avalia. Manuel Medeiros revela que os ensinamentos apreendidos serão aplicados no novo restaurante.

                Um total de 10.280 profissionais que atuam direta e indiretamente na área do turismo em 68 municípios do Pará devem passar por algum tipo de qualificação entre 2012 e 2015, por meio do Programa Estadual de Qualificação do Turismo (Peqtur), lançado em novembro do ano passado pela Paratur. O programa é uma continuidade à capacitação oferecida em 2011 pelo Plano Emergencial de Qualificação Profissional do Turismo, que contemplou 1.330 pessoas.

                Os municípios que receberam a qualificação em turismo foram: Belém, Bragança, Marapanim, Curuçá, Quatipuru, Parauapebas, Marabá, Vigia, Santarém, Paragominas, Soure, Salvaterra, São Caetano de Odivelas, Salinópolis e Benevides.



Texto:

Benigna Soares-Paratur

Carnaval da Fundação

Curro Velho envolve pais e filhos

                Todo início de ano as “crias”, como são chamadas as crianças e adolescentes que participam dos projetos da Fundação Curro Velho, comparecem à instituição para as atividades de carnaval da escola de samba “Crias do Curro Velho”, que existe há 21 anos. Um exemplo de dedicação é a jovem Thalia dos Santos, 13 anos, que está na fundação desde os 5 anos de idade, incentivada pelos colegas que participavam de oficinas.

                Ela já saiu pela agremiação em várias alas, mas o momento mais marcante na vida da adolescente como cria foi a oportunidade de ser porta-bandeira da escola. ”Ano passado fui porta-bandeira. Nos outros anos saí também como Cria do Curro Velho, desfilei em quase todas as alas, só que a porta-bandeira marcou demais, porque é muita responsabilidade levar a bandeira da fundação”, lembra Thalia, que cursa o primeiro ano do ensino médio.

                O engajamento nos projetos da Fundação Curro Velho tem dois lados importantes: ensinam às crianças ofícios, desenvolvendo habilidades artísticas, e também reforça nelas o sentido de responsabilidade social para com aqueles que moram em área de risco. É como pensa Sandra Santos, mãe da jovem porta-bandeira e moradora na mesma rua onde a Fundação Curro Velho está localizada.

                Quando soube dos projetos, ela incentivou Thalia dos Santos a participar das oficinas. “Fico feliz por ver que minha filha é uma cria e pode ser um destaque, porque desde pequena ela participa do desfile e isso me deixa contente. É um trabalho tão bonito que fazem aqui com as crianças, e como mãe espero que continue assim”, diz Sandra Santos, que também participa dos preparativos para o carnaval do Curro Velho, nas oficinas “Pais e mães das crias”.

O desfile das Crias do Curro Velho está marcado para 11 deste mês, a partir de 9 horas, com saída da praça Brasil, seguindo pela avenida Senador Lemos e travessa Djalma Dutra, até a sede da Fundação Curro Velho. O evento integra a Bumbarqueira – Carnaval do Pará, promovido governo do Estado em parceria com a iniciativa privada.



Texto:

Andreza Gomes-FCV

Servidores do Pará

festejam o

Carnaval no Servifolia

                A Escola de Governo do Pará (EGPA) promove a valorização do servidor público com a retomada do Servifolia, baile de carnaval que volta em sua sétima edição para o calendário de eventos do Estado. O último Servifolia aconteceu em 2009. Este ano a festa acontece dia 10 de fevereiro, às 21 horas, na casa de shows “Cangalha”, situada no quilômetro 1 da rodovia BR-316.

                O grito de carnaval dos servidores estaduais terá como principais atrações shows de Viviane Batidão e da banda Quero Mais, que vão comandar a folia apresentando repertórios em ritmo carnavalesco. A entrada será franca e cada servidor já pode retirar até dois ingressos com o agente de desenvolvimento e capacitação do órgão ou diretamente na sede da EGPA, nos horários de 9 horas ao meio-dia e de 14 às 17 horas, de segunda a sexta-feira. Basta apresentar qualquer identificação funcional, como crachá ou contracheque.

                A EGPA fica na avenida Almirante Barroso, 4.314, bairro do Souza, Belém.

                Sugestão de entrevistados: diretor geral da EGP, Ruy Martini, e a coordenadora de Valorização da Cidadania e coordenadora do evento, Andrea Cordeiro.

Governador em exercício

apresenta mensagem

do Executivo à Alepa

                "Nenhum governo vai superar os desafios do Pará se nós não fizermos um grande debate. Precisamos nos unir e lutar contra o esgarçamento do pacto federativo”, enfatizou o governador do Pará em exercício, Helenilson Pontes, na manhã desta quarta-feira (1º), após ler na tribuna da Assembleia Legislativa do Pará a mensagem ao Executivo, abrindo o período legislativo. Aos deputados estaduais, Helenilson Pontes afirmou que todos os projetos enviados ao Legislativo são submetidos ao debate na Casa, o que comprova o respeito que o atual governo tem pelos princípios democráticos.

                Logo no início da mensagem, o governador Simão Jatene ressalta os grandes desafios encontrados no Estado ao assumir o governo, em 2011. Mas o esforço empreendido no primeiro ano de governo resultou em outro cenário, destacando que o Pará está pronto para iniciar uma nova etapa de desenvolvimento.

                "Longe de mim a pretensão ou ingenuidade de achar que tudo está resolvido, que os problemas desapareceram e que vencemos a batalha final. Sei que, até pela condição humana, não há vitória definitiva ou permanente, pois, como na vida, a administração pública é uma eterna renovação de desafios a superar. Mas há também, como na vida, momentos de celebrar conquistas. E este é um deles. Com o apoio político desta Casa, a compreensão da sociedade, a dedicação e o talento dos servidores do Estado, o Pará reequilibrou suas finanças, e está pronto para retomar os investimentos e o crescimento. O Estado terminou o ano melhor do que começou", garante Simão Jatene na mensagem.

                Os números apresentados pelo governo são significativos. O Pará saiu do Resultado Primário de R$ 433 milhões negativos em 2010, para em 2011 apresentar um valor positivo que, superando as expectativas, alcançou, pela metodologia do Programa de Ajuste Fiscal, R$ 811 milhões. Desse montante, mesmo retirando despesas empenhadas e não liquidadas, e as cotas disponíveis a empenhar, ainda resulta em R$ 344 milhões, superando o compromisso de R$ 51 milhões assumido pelo governo anterior, como meta no Programa de Ajuste Fiscal assinado com o governo federal.

Comentários - Após a leitura da mensagem, o presidente da Alepa, Manoel Pioneiro, em atendimento ao Regimento Interno da Casa, passou a palavra ao deputado estadual Edilson Moura (PT), que falou em nome da bancada de oposição. O parlamentar contestou alguns números apresentados na mensagem sobre o governo anterior, mas ao final afirmou que a oposição manterá a postura de cobrar do governo, quando for necessário. “Mas vamos aprovar os projetos que tragam o bem da população paraense, como o projeto da Taxa de Mineração, que com certeza será importante para o desenvolvimento do nosso Estado”, afirmou.

                Em seguida, o deputado estadual Márcio Miranda (DEM), líder do governo na Assembleia, expôs aos parlamentares a importância dos números apresentados na mensagem do Executivo, e os definiu como uma prestação de contas com o povo do Pará.

                Segundo ele, a oposição tem o direito de cobrar, e deve ser respeitada, mas enfatizou que os números apresentados na mensagem assinada pelo governador Simão Jatene não foram inventados, e estão no Tribunal de Contas do Estado. “O governador não diz em nenhum momento que encontrou um Estado falido. Ele apenas explica na mensagem que o ano de 2011 foi um ano atípico e de grandes desafios para todos os paraenses, por conta do desequilíbrio das contas públicas, mas afirma que após 12 meses de lutas, percalços e vitórias, o cenário é outro, e o pior da tempestade passou”, reiterou.

                Márcio Miranda relembrou alguns fatores essenciais para que o Estado tenha terminado o ano melhor do que começou. “Foram chamados mais de 5 mil concursados. O Hospital de Tailândia (município do sudeste do Pará), que estava fechado, foi reinaugurado e um novo hospital surgiu para socorrer a saúde pública, o Jean Bittar”, citou.

                O parlamentar reconheceu o papel importante da oposição, a qual, segundo ele, tem debatido de forma tranquila e equilibrada os projetos de lei de autoria do Executivo. “Foram mais de 30 projetos de autoria do Executivo aprovados ao longo de um ano”, concluiu Márcio Miranda.



Texto:

Bruna Campos-Secom

Sejudh discute com órgãos

parceiros programação

pelo dia da mulher

                O secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, José Acreano Brasil Junior, recebeu nesta quarta-feira (1º) representantes de diversos órgãos do governo do Estado para articular uma ação de comemoração ao Dia Internacional da Mulher, celebrado dia 8 de março. “O governo vai mostrar que está de braços abertos para ajudar a mulher a recuperar sua auto-estima”, disse a coordenadora do Departamento de Atenção à Saúde da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Jane Monteiro.

                Durante a reunião, foi lembrada a importância de inserir a mulher no mercado de trabalho para que ela tenha autonomia, “O Estado precisa inserir a mulher em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho, ou então ela irá voltar para o círculo vicioso que é o local onde mora e ser sustentada novamente pelo marido”, comentou a representante da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ana Laura Brito.

                Na próxima semana acontece nova reunião para definir a programação e o local de todos os eventos da semana da mulher. Uma das ações definidas são os cursos de moda que serão oferecidos pelo Instituto de Artes do Pará (IAP), no próprio instituto e

                em duas casas penais. Haverá ainda mostra de cinema e um circuito de música, dança e teatro, seguidos de debates relacionados à temática da semana.

                Ainda na semana do dia da mulher, haverá diversas outras discussões, sobre temas como sociedade patriarcal e feminista e conscientização sobre a prevenção do câncer de colo do útero, entre outras. Para finalizar, haverá uma caminhada, com a bateria de crianças da Fundação Curro Velho, que será recepcionada por um grande show de artistas locais e apresentações culturais de movimentos sociais.



Texto:

Leba Peixoto-Sejudh

Policiais civis prendem

em flagrante acusada

de tráfico em Paragominas

                Em uma operação realizada por policiais civis da Seccional Urbana de Paragominas, município do nordeste do Pará, foi presa por tráfico de entorpecentes Maria Soares Silva, conhecida por "Rosilene". Com ela, os policiais encontraram cerca de um quilo de pedras de óxi (produto derivado da cocaína), quase 30 petecas de pasta de cocaína, uma balança digital usada para pesar drogas, três cartuchos de munição para espingarda, um relógio de pulso, dois celulares e dinheiro.

                "Rosilene" estava em sua casa, na Rua Paulo VI, bairro Cidade Nova, periferia da sede municipal. Ao ser abordada por policiais civis, a mulher escondeu cerca de 300 gramas da cocaína no corpo do filho, de apenas 8 anos. A tentativa foi descoberta dentro da casa, quando os policiais perceberam que a acusada demonstrava cuidado excessivo com a criança.

                A equipe encontrou a droga dentro da roupa do menino. "Rosilene" chegou a oferecer aos policiais R$ 50 mil para não ser presa, sob alegação de que estava em liberdade condicional. Foi a terceira prisão da acusada, em um período de dois anos e quatro meses, pelo mesmo crime: tráfico de entorpecentes. Ela havia saído da prisão há apenas três meses.

                De acordo com o delegado Hilton Monteiro, da Seccional Urbana de Paragominas, após sair em condicional, a mulher passou a ser novamente investigada pelos policiais civis de Paragominas, pois havia denúncias de que continuava a vender entorpecentes naquele bairro. Por determinação do delegado José Ricardo Oliveira, superintendente da Região Guajarina, os policiais foram até o endereço da acusada para investigar as denúncias.

                Apresentada na Seccional Urbana de Paragominas, "Rosilene" foi novamente enquandrada por tráfico de drogas. A criança foi levada para a unidade policial sob acompanhamento de conselheiros tutelares, para ser ouvida em termo de informação, por proposição do Ministério Público de Paragominas. Depois, a criança foi entregue ao Conselho Tutelar, e a mulher permanece presa, à disposição da Justiça.

Resultados - No ano passado, a Polícia Civil registrou mais de 100% de aumento no número de prisões de traficantes de drogas na Região Guajarina, que abrange as cidades de Paragominas, Ipixuna do Pará, Mãe do Rio, Aurora do Pará, Rondon do Pará, Dom Eliseu, Ulianópolis e Irituia, no nordeste paraense.

                Foram presos 162 envolvidos com venda de drogas, contra 80 prisões em 2010. Apenas em Paragominas foram registradas 45 prisões de traficantes de drogas em 2011, 18 prisões a mais em comparação ao ano anterior. Ainda em 2011, a Polícia Civil registrou as apreensões de mais de 2,2 mil petecas de cocaína e 172 "pedras de óxi", superando as marcas de 2010, quando foram apreendidas 922 petecas de cocaína e 11 pedras de óxi nos oito municípios da Região Guajarina. Já as apreensões de maconha superaram, no ano passado, 32 quilos, além de 493 "trouxas" da droga.



Texto:

Walrimar Santos-Polícia Civil

Perícia constata danos

na rede da Cosanpa

que atende conjunto


                Obras da Secretaria Municipal de Saneamento de Belém (Sesan) prejudicaram a rede de distribuição de água que atende o conjunto Gleba I, no bairro da Marambaia, em Belém. A constatação é de técnicos do Instituto de Perícia Científica Renato Chaves, que fizeram perícia no local na tarde desta quarta-feira (1º ). O problema deixou sem água, desde o dia 26 deste mês, moradores da Passagem do Além, esquina com a passagem Fé em Deus.

                A perícia foi feita em conjunto com a Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe), da Polícia Civil, que foi acionada pela Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). As supostas irregularidades na obra foram denunciadas por moradores à Cosanpa, que enviou dois engenheiros sanitaristas para fazer a vistoria no local.

“Constatamos dano na rede de distribuição de água e na rede de esgoto fecal da Cosanpa. Eles seccionaram uma rede de distribuição de água, que ocasionou o interrompimento do serviço, e conectaram uma rede de distribuição pluvial em uma fecal. Pela norma, isso não é permitido, é um erro”, informou o coordenador de Engenharia Legal do Renato Chaves, Silvio Conceição.

                O coordenador explicou ainda que a rede de esgoto pluvial geralmente é despejada num córrego, que pode ser contaminado sem os cuidados necessários, ocasionando danos à saúde humana. “A Cosanpa entrou com expediente na Dioe nesta quarta-feira acerca dos prejuízos causados por conta da obra, e por isso estamos aqui fazendo a perícia no local. Após o laudo, poderemos informar as medidas que serão tomadas”, informou o delegado Rogério Moraes, lembrando que na Dioe existe a Delegacia de Combate aos Crimes Contra as Concessionárias.

                Após as constatações das irregularidades, o IML formulará um laudo, que será encaminhado à Dioe, num prazo de até 10 dias. A engenheira Cleide Ferreira, da Cosanpa, disse que a companhia recebeu várias denuncias de moradores, desde a semana passada. “Nossa equipe esteve aqui e constatou que a tubulação da Cosanpa tinha sido danificada, então, informamos a Polícia Civil”, reiterou.

                O técnico de informática Benedito Vieira, morador do conjunto, foi uma das pessoas que enviaram e-mail para a Cosanpa denunciando o problema. “Nossa situação está precária. Não temos uma rede de saneamento em condições de funcionamento e por isso sofremos com falta de água”, desabafou.



Texto:

Manuela Viana-Secom

Polícia civil começa a ouvir

militares que viram

linchamento em Curuai

                Na noite desta quarta-feira (1º), a Polícia Civil do Pará começa a ouvir, na 16ª Seccional, os sete policiais militares que presenciaram o linchamento de João Augusto Farias Viana, 26 anos, há 10 dias, no Lago Grande do Curuai, localidade do município de Santarém, no oeste do Estado. Segundo o delegado Silvio Maués, diretor de Polícia do Interior, os procedimentos para apuração do caso começaram no mesmo dia do ocorrido - 22 de janeiro.

“O inquérito foi aberto no mesmo dia. Também no mesmo dia deslocamos uma equipe para a localidade, que fica a cerca de 6 horas de barco da sede de Santarém. Estamos colhendo informações e identificamos as pessoas que participaram do linchamento. Algumas já foram identificadas. A partir disso, devemos requerer as medidas cautelares cabíveis”, informou o delegado.  

                A Polícia Militar informa que também já abriu inquérito administrativo para apurar a atuação dos policiais no conflito. A segurança na localidade foi reforçada com mais uma guarnição da PM e da Polícia Civil.

Assassinato - Após ter cometido um assassinato na tarde de sábado, 21 de janeiro, na região do Lago Grande, durante um torneio de futebol, João Augusto teria fugido do local e se escondido na mata. Moradores da área teriam localizado o acusado e o atingiram na perna, com um tiro de espingarda. Na manhã seguinte, a Polícia Militar conseguiu capturar João Augusto e levá-lo ao Centro de Saúde de Curuai.

                Quando a notícia da captura do acusado começou a circular pela localidade, dezenas de pessoas se concentraram em frente ao Centro de Saúde. O sargento Bibian, o cabo F. Corrêa e o soldado M. Vinícius solicitaram reforço. Com a chegada do Sargento Silva Brito, do cabo R. Lima e dos soldados Andil e Aguiar, do destacamento de Juruti (município da região), os ânimos teriam ficado mais exaltados. A população acabou invadindo o prédio e executando o acusado de assassinato.



Texto:

Amanda Engelke-Secom

Comitê organizador da

Copa de 2014 avalia

campos de futebol no Pará
NO MANGUEIRÃO





                Representantes da Federação Internacional de Futebol (Fifa) desembarcam, nesta quinta-feira (2), em Santarém, oeste paraense, para fazer uma vistoria técnica no estádio Colosso do Tapajós, candidato a receber treinos de seleções participantes da Copa do Mundo de 2014. Acompanhados pelo titular da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Marcos Eiró, os técnicos do comitê organizador do mundial iniciam a vistoria a partir das 10 horas, avaliando itens que vão do gramado do estádio até a infraestrutura da cidade.

                Considerado o maior estádio da região, o Colosso do Tapajós tem capacidade para cerca de 20 mil pessoas, mas atualmente recebe apenas a metade dessa lotação. A imprensa local poderá acompanhar as vistorias, obedecendo às regras da Fifa. A comissão não vai conceder entrevistas durante a visita, somente ao final das inspeções, em todas as cidades candidatas.

                Nesta terça-feira (1°), a comissão cumpriu a primeira etapa da visita ao Pará. "Estamos muito otimistas. O Pará tem grandes chances de ser sede do Centro de Treinamento de Seleções na Copa do Mundo de 2014. Vamos continuar fomentando o esporte paraense, seja com a promoção de grandes eventos, seja com o incentivo ao setor. Belém hoje tem condições de servir como centro de treinamento", disse Marcos Eiró, após a vistoria do representante do comitê organizador da Copa de 2014, Luiz Roberto Roselli, ao Mangueirão e ao campo de futebol do clube da Assembleia Paraense.

                Marcos Eiró, o diretor do Mangueirão, Saulo Afalo, o responsável pelo gramado do Mangueirão, Raimundo Nonato Mesquita, e o presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF), Antônio Carlos Nunes, acompanharam a visita técnica ao estádio, que durou cerca de duas horas. O especialista da Fifa observou o gramado, a estrutura externa e interna e os ambulatórios.

                Investimentos – "Luiz Roselli não deu nenhuma pista, mas tenho certeza que saiu com a melhor impressão do Mangueirão. Tiramos a medida do campo oficial e ligamos os refletores. O gramado aqui tem padrão internacional", disse Raimundo Mesquita após a inspeção. Para o presidente da FPF, o Pará está em um excelente momento esportivo. "Com a possibilidade real de participar da Copa, o Estado tem a ganhar ainda mais destaque no mundo inteiro, graças ao futebol. A autoestima da população paraense se enche de novo", comentou.
NA ESEFPa



                Segundo Marcos Eiró, o marketing de Belém e do Pará será ampliado na próxima fase, para que o Estado seja escolhido como Centro de Treinamento de Seleções na região Norte. "Na primeira etapa fizemos um trabalho de consultoria, mostrando as potencialidades que a capital paraense tem, como a infraestrutura, os setores turísticos e hoteleiros e a hospitalidade da população. Podemos trazer qualquer seleção para treinar aqui”, disse o secretário.
COLOSSO DO TAPAPÓS



“A distância não será problema. Já falamos com o governo francês e eles demonstraram interesse em treinar em Belém ou em Santarém, outra cidade candidata a ser centro de treinamento. Daqui para frente é continuar ressaltando que o Pará pode e tem condições de receber grandes e importantes eventos, como mostramos com a partida da Seleção Brasileira e o campeonato de ginástica, e vamos fazer com o Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, em março deste ano, e o GP de Atletismo, em maio", destacou.



Texto:

Bruna Carvalho-Seel

Hospital de Clínicas forma

18 residentes em

seis especialidades





                Dezoito médicos que fizeram residência no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna participaram da cerimônia de formatura, realizada na última terça-feira (31), no auditório da instituição. A residência contemplou as especialidades Clínica Médica, Nefrologia, Cirurgia Geral, Psiquiatria, Medicina Intensiva e Cardiologia.

                Durante a cerimônia, a diretora de Ensino e Pesquisa do HC, Alessandra Bentes, enfatizou “a importância do momento não só para os concluintes, mas também para o Estado”, e ressaltou que os médicos devem ter consciência do “papel que irão representar para a saúde do Pará”.

Representando os residentes, Carla Sawada Toda agradeceu pelas “condições mais do que suficientes para o aprendizado”. Ela também agradeceu ao corpo técnico, aos funcionários e pacientes do hospital. Segundo ela, o grupo estava consciente do “início de uma jornada”.

A coordenadora da Residência Médica, Sueli Araújo, disse aos concluintes que “tomem as melhores decisões para seus pacientes”, frisando que eles “farão a diferença se puderem olhar, tocar e ouvir seus pacientes”.

Interior - A secretária adjunta de Saúde, Rosemary Góes, que representou o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, disse que esperava ver os novos médicos trabalhando no Pará, onde ainda há “muito médicos de outros Estados”, especialmente no interior.

                Ela também citou algumas conquistas da atual gestão, como a criação da Residência Médica no Hospital Regional de Santarém, e a recente aprovação de 68 projetos de Residência Multiprofissional do Pará pelo Ministério da Saúde, o maior entre todos os Estado do país.

                A diretora-presidente do HC, Ana Lydia Cabeça, ressaltou que foi oferecido aos residentes “o melhor ensino e formação profissional possível”. “Mas não basta só a instituição. É preciso o empenho pessoal e o esforço de cada um, para que devolvam à sociedade o que receberam da instituição”, acentuou.

Histórico - O Programa de Residência Médica da Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna foi iniciado em 2004, com a implantação de cursos de especialização nas áreas de Terapia Intensiva e Psiquiatria, em parceria com a Universidade do Estado do Pará (Uepa), com credenciamento do Ministério da Educação.

                O objetivo principal é a formação e qualificação de médicos para atuação na região, visando a melhoria da assistência prestada à população nas áreas de alta e média complexidade. Além das aulas práticas, fazem parte da programação da Residência os Cursos Teóricos Continuados, em diversas áreas, ministrados por profissionais especializados. O processo seletivo ocorre sempre no fim do ano, sendo divulgado por meio de edital.


Texto:

Polícia Militar comemora
os 30 anos da
presença feminina
na corporação
                Com o objetivo de valorizar os 30 anos da participação feminina na corporação, a Polícia Militar do Pará iniciou desde 2011 o projeto “Mulheres Policiais: rumo aos trinta anos da presença feminina na PMPA”, conjunto de atividades que nesta quinta-feira, 2, comemora os 30 anos da primeira turma de mulheres policiais na corporação.
                Pelo projeto, ao longo de 2011, diversas atividades foram desenvolvidas para prestigiar o trabalho da policial militar na força, fortalecendo sua identidade e o respeito a seus direitos dentro da corporação que, em três décadas, tem aprendido a conviver com o sexo feminino, desde que a primeira turma feminina ingressou na corporação.
                Foram várias ações do grupo responsável pelo desenvolvimento do projeto durante o ano que marcaram estas comemorações. Houve pesquisa sócio-econômica, aplicada no quartel do 20º Batalhão PM, que visou conhecer o perfil da Policial Militar; propostas de melhoria e adequações nas instalações físicas de unidades para utilização do público feminino; o “I Seminário de Policiais Militares Femininas da PMPA”, realizado no período de 2 a 6 de maio de 2011, palestras com temas sobre DST/Aids e a atividade profissional; câncer do colo uterino; Direitos da mulher e violência contra a mulher, além do trabalho do “Espaço Beleza - Instituto Embelleze”, que tratou da autoestima das policiais, valorizando a beleza feminina.
                Além destas atividades, também aconteceram fóruns de discussões, quando foram tratados muitos dos anseios da Policial Militar na corporação, por meio de um diagnóstico preliminar que resultou em visitas aos quartéis para observar “in loco”, desde questões mais simples; embora de grande importância, como a adequação dos banheiros femininos nos quartéis até questões mais complexas, envolvendo o relacionamento na tropa.
                Como resultado de todas estas ações foi elaborado, pelo grupo de trabalho, um documento que foi entregue ao Comando da PMPA, para que fosse conhecido o que o público feminino espera da corporação no presente e no futuro, envolve questões de infraestrutura, elaboração e execução de atividades formativas, palestras; desenvolvimento de políticas específicas que tratem da adequação de fardamentos e equipamentos para uso por parte das policiais, onde sejam levadas em consideração a anatomia e a fisiologia feminina; questões ligadas a programas de qualificação e capacitação continuada, de valorização da família e do planejamento familiar, saúde da mulher, etc.
                Foi um ano de aprendizado e de reflexões que contou com o apoio do Comando da PMPA, por meio do Estado Maior Estratégico da Corporação e do próprio gabinete do Comandante Geral da PMPA; que, abraçando a ideia das comemorações da data, cuja repercussão foi além dos muros da caserna, acabou por motivar o desdobramento de atividades na Câmara Municipal de Belém, na Assembleia Legislativa do Estado do Pará, ambas as instituições com sessões solenes e premiações e, mesmo fora da capital, nas regiões do Estado onde aconteceram atividades comemorativas.
                Este é o legado que o grupo formado pelas policiais militares: Capitão PM R/R Ailsi Carvalho Guimarães, Tenente PM R/R Bernadeth Bastos Pinheiro, Subtenente PM R/R Amélia Coelho Garcia, Sargentos PM Rosângela do Socorro Oliveira, Jocélia Souza da Silva, Ruth Chistian Bastos de Souza, Solange do Socorro Freitas Pantoja, Cabos PM R/R Tereza Cristina de Lima, Meriam do Carmo Ferreira Chaves e Soldado PM Talita Caroline Collares Machado deixam para as novas gerações de mulheres policiais como marcas deste momento histórico de comemoração, reflexão e presença efetiva da mulher na PMPA.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar
1ª Oficina para a elaboração
do Plano de Mineração
do Estado do Pará
                O Pará é o segundo estado minerador do Brasil. Gerou, em 2011, divisas de mais US$ 18 bilhões, das quais 89% foram provenientes da venda externa de metais e minerais. O peso da indústria extrativa e de transformação mineral no PIB estadual está estimado em mais de 20%. Devido a essa importância, uma das prioridades do Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) é a elaboração do Plano de Mineração do Estado do Pará - 2030, desafio a ser desenvolvido seguindo as linhas de ação do Plano Nacional de Mineração - 2030, a cargo do Ministério de Minas e Energia (MME), do Governo Federal.
                O Plano de Mineração do Estado do Pará será resultante de um processo que envolverá diversas etapas, desde a elaboração de estudos básicos até a realização de reuniões de trabalho para finalmente resultar nas audiências públicas e nos Seminários Estaduais para o lançamento do Plano no primeiro semestre de 2013. Importante ressaltar que cada etapa será uma oportunidade ímpar para o aprendizado coletivo e para celebração de compromissos e a favor da efetiva implementação das propostas que emergirão dos consensos estabelecidos Entre as ações estratégicas a Seicom estabeleceu a realização de 13 oficinas temáticas e uma para a consolidação das discussões, encaminhamentos, que vão reunir os atores e instituições mais expressivos do setor mineral local.
                As oficinas também vão contribuir com o fortalecimento da governança pública do setor mineral do estado e servir de instrumento à valorização das pessoas dessa área e atualizar os conhecimentos das riquezas minerais do Pará. São convidados das 13 oficinas temáticas a serem realizadas em Belém, Santarém, Marabá, Paragominas, Parauapebas e Itaituba, de fevereiro a dezembro de 2012, as instituições de gestão municipal (prefeituras e secretarias), empresas e instituições de mineração, comunidades e associações garimpeiras, universidades públicas e privadas, sindicatos e associações de mineradoras, agências de desenvolvimento regional e órgãos afins ao setor mineral tanto federais, como estaduais e municipais, entre outros. O público estimado para o total das oficinas é de cerca de 600 pessoas representantes de entidades federais, estaduais e municipais, citadas acima.
Programação
                1º Tema : “Dinamização Segmentada do Polo de Gemas e Joias do Pará”
Data: 9 de fevereiro de 2012 (Quinta-feira)
                Hora: 8h às 18h30
                (Intervalo almoço, 13h às 14h30)
                Observação: as oficinas são exclusivas para os agentes e parceiros institucionais que têm expertise reconhecida na área.
Sugestão de entrevistada:
                Profa. Dra. Maria Amélia Enríquez - Secretária Adjunta da Seicom e principal articuladora do Plano de Mineração do Estado do Pará – 2030
Prodepa informa
janela de manutenção
A Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa) informa que está agendada uma "janela de manutenção" de internet para esta quinta-feira, 2, às 20h, com duração de três horas. Assim sendo, os serviços de internet ficarão intermitentes. Os serviços da rede Estadual não serão atingidos, apenas os de Internet.
Governador Simão Jatene
envia mensagem à
Assembleia Legislativa
                O governador em exercício, Helenilson Pontes, apresentou, nesta quarta-feira, 2, na Assembleia Legislativa do Estado, a mensagem do Executivo para a sessão de abertura do ano legislativo de 2012. O documento faz um balanço das ações do governo no ano de 2011, com os principais resultados alcançados além de indicativos das ações para 2012.
                O governador começa a mensagem falando sobre os grandes desafios encontrados no Estado, no início do novo governo. "O fiz para demostrar a urgência de um esforço coletivo e de um pacto social, bem como a necessidade de estabelecer uma linha demarcatória, um ponto de partida que permitisse ao governo se avaliar e ser avaliado. Na mesma ocasião, porém, também vaticinei que se o desafio era grande, não era impossível de ser vencido. E que essa era a nossa obrigação, minha e dos senhores, eleitos pela vontade e esperança da maioria do povo paraense", afirmou.
                O texto afirma, ainda, que após o primeiro ano de governo, o cenário já é outro, ressaltando que o Pará está pronto para iniciar uma nova etapa de desenvolvimento. "Longe de mim a pretensão ou ingenuidade de achar que tudo está resolvido, que os problemas desapareceram e que vencemos a batalha final. Sei que, até pela condição humana, não há vitória definitiva ou permanente, pois, como na vida, a administração pública é uma eterna renovação de desafios a superar. Mas há também, como na vida, momentos de celebrar conquistas. E este é um deles. Com o apoio político desta Casa, a compreensão da sociedade, a dedicação e o talento dos servidores do Estado, o Pará reequilibrou suas finanças, e está pronto para retomar os investimentos e o crescimento. O Estado terminou o ano melhor do que começou".
                Para corroborar o cenário positivo do Estado, a mensagem traz alguns números relevantes. O Pará saiu do Resultado Primário de 433 milhões de reais negativos em 2010, e em 2011, voltou a apresentar um valor positivo que, superando as expectativas, alcançou, pela metodologia do Programa de Ajuste Fiscal, 811 milhões de reais, dos quais mesmo retirando despesa empenhadas e não liquidadas e as cotas disponíveis a empenhar, ainda atinge 344 milhões de reais, ou seja, muito superior, inclusive, ao compromisso de 51 milhões de reais assumido pelo governo anterior como meta no Programa de Ajuste Fiscal assinado com o Governo Federal.
                As ações de contenções de gastos para a manutenção da “máquina pública”, as quais, em 2010, haviam alcançado 2,6 bilhões de reais; graças aos mecanismos de controle adotados, em 2011, foram de apenas 2,4 bilhões de reais, número inferior até mesmo ao que foi gasto em 2009, num indicativo claro do sucesso das ações adotadas. Esse resultado permitiu, por exemplo, a admissão de aproximadamente 5 mil concursados, cujos prazos de validade dos referidos concursos estavam prestes a expirar, resgatando o compromisso de avançar na profissionalização da administração pública. Tudo no esforço de recuperar a credibilidade e os mecanismos de gestão.
                Entre as novas experiências adotadas pelo governo, Simão Jatene destacou o governo regional em Santarém e em Marabá. "Nos roporcionaram conhecimentos que nenhum estudo, nenhuma pesquisa, pode oferecer. Ouvir a voz do povo, direto e sem intermediários, permite avaliar a real dimensão de suas necessidades. A riqueza desses contatos só encontra paralelo no corpo-a-corpo que se trava durante as campanhas eleitorais, de onde se retiram ensinamentos para todo o período de governo". O texto se refere, ainda, à Agenda Mínima de Governo. "Um documento público dos compromissos assumidos com a sociedade e, como tal, passível de uma cobrança futura. O documento, amplamente divulgado, também sinaliza a transparência como valor fundamental para a administração pública".
                A seguir o governo enumera os avanços e projetos desenvolvidos nas áreas consideradas essenciais pelo Governo: saúde, segurança e educação e relacionou, também, os desafios a ações ligadasà produção, infraestrutura e logística, bem como sobre as ações voltadas à cultura e ao esporte. A mensagem ressaltou, ainda, que "Se 2011 merece destaque como o melhor ano de que se tem registro no que se refere a saldo de empregos formais, do mesmo modo cabe atenção ter sido o ano em que mesmo sob forte expansão econômica o Estado acabou por apresentar sinais claros e consistentes de mudança na tendência histórica de desmatamento".
                A mensagem encerra com o governador agradecendo o apoio recebido da Assembleia Legislativa para efetivar as ações necessárias para a volta do crescimento do Estado e convidou a todos os deputados para continuar a grande cruzada em torno dos grandes interesses do Pará. "O ano que se inicia, para o qual se prevê a redefinição dos critérios e índices de distribuição do FPE, as novas bases dos royalties do petróleo, os novos royalties da mineração, as novas alíquotas para o comércio interestadual, etc. não poderia ser mais propício para um exercício dessa natureza. Estamos sendo chamados a fazer História. Que não nos falte coragem e humildade para levarmos adiante o que nos foi confiado pelo povo do Pará. Que o espírito público prevaleça neste e nos próximos anos, em favor do desenvolvimento continuado do Pará, em favor do povo do Pará, de todos os cantos, vindos de todos os lugares para fazer, aqui, em paz, com Deus, um Estado caboclo, mestiço, alegre, otimista e feliz".
               
Texto:
Marly Quadros-Secom
Operação vai apurar
depredação de
sistema da Cosanpa
                Uma operação coordenada pela Divisão de Operações e Investigações Especiais (Dioe) da Polícia Civil, com a participação de peritos do Instituto Médico Legal (IML), apura na tarde desta quarta-feira, às 14h30, uma denúncia de depredação do sistema de coleta de esgoto da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), no conjunto Gleba I, na Marambaia. A informação, que partiu da própria comunidade, dá conta de que uma empreiteira contratada pela Prefeitura de Belém para construir um sistema de escoamento de água pluvial estaria danificando a rede de esgoto desta área do bairro, prejudicando a rotina dos moradores.
Polícia Militar apura
atuação de PMs em Curaí
                Sobre o linchamento que ocorreu há 10 dias em Curaí, localidade do município de Santarém, no oeste do Estado, a Polícia Militar informa que a Polícia Civil já está apurando o caso, juntamente com o Ministério Público. A PM abriu inquérito administrativo também para apurar a atuação dos policias no conflito. A segurança na localidade foi reforçada com mais uma guarnição da PM e da Polícia Civil.
Livros com temáticas
amazônicas são
lançados no Centur
                Anani vem do tupi. É uma árvore que produz resina de cerol usada nas embarcações. Foi desse significado que surgiu o nome da cidade de Ananindeua. Muitos já contaram a história do município, mas sempre há uma nova forma. Dessa vez, as crianças e os adolescentes terão uma obra sobre Ananindeua feita especialmente para eles. Nesta quinta-feira, 2, às 19h, será realizado o lançamento do livro infantil "Anani, a árvore que chora" do escritor Andersen Medeiros, com o selo da editora “Estudos Amazônicos”, no Hall Benedicto Monteiro, da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, no prédio do Centur.
                Na oportunidade, o autor também relançará a 5ª edição do livro "A Lenda da Chuva Vespertina de Belém", que ganhou edições em inglês e espanhol. Segundo Medeiros, a publicação sobre Ananindeua nasceu de sua vontade de contar de forma particular a história da cidade. A narrativa tem como ponto de referência os olhos da índia Anani. “Escrever pra mim é um prazer. Tenho cuidado com o texto e com a estética. Não tenho pressa. Assim a qualidade do meu trabalho se torna mais importante que qualquer outra coisa”, afirma o escritor.
                A obra certamente chamará a atenção de paraenses de todos os cantos. Mas não há como negar: os habitantes do município homenageado lançarão especial leitura sobre o trabalho. É o caso da estudante Katherine Mesquita: “Logo que me mudei para Ananindeua, achei que ia estranhar muito. Mas, no final das contas, gosto de morar lá. É bem mais arborizado e quase não tem prédios, o que faz bater um vento maravilhoso”.
Outros títulos
                A editora Estudos Amazônicos promoverá o lançamento de outros títulos nesta quinta: “Fundação de Belém” de Mauro Coelho; “A Independência no Pará (1823): novos tempos, novos acontecimentos, novos personagens” de Geraldo Mártires Coelho e “Enfim a liberdade: a descolonização da África e Fazer sair da selva: as missões jesuítas na Amazônia” de Karl Arenz.
                Também estarão ao dispor as obras “Economia da borracha na Amazônia” de Patrícia Sampaio; “A família na economia da borracha” de Cristina Cancela; “Política Indigenista” de Marcel Rolim e de Tamyris Monteiro; “O clima e o tempo na Amazônia” de José Edilson Rodrigues e “Amapá: experiências fronteiriças” de Sidney Lobato.
                Serviço:
                Lançamento do livro infantil "Anani, a árvore que chora", do escritor Andersen Medeiros. Dia 2 de fevereiro, às 19h, no Hall Benedicto Monteiro da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, no prédio do Centur.

Texto:
Hélio Granado-FCPTN
I Residência Multiprofissional do HOL
                O Hospital Ophir Loyola inscreve, até 5 de fevereiro, para o processo seletivo de Residência Multiprofissional na área de concentração em oncologia: Cuidados Paliativos. As inscrições serão realizadas on-line pelo site da Universidade do Estado do Pará (Uepa) (www.uepa.br) e contemplará as áreas de psicologia, serviço social, nutrição, fonoaudiologia e enfermagem.
Defensoria Pública articula
parceria com a Secretaria
Nacional dos Direitos Humanos
                A mobilização nacional pela erradicação do sub-registro civil de nascimento e ampliação do acesso à documentação básica é um desafio que norteia uma das ações promovidas pela Secretaria Nacional dos Direitos Humanos - SDH. Em razão dessa mobilização, o Coordenador da Promoção do Registro Civil de Nascimento da SDH, João Alves de Souza, visitou a Defensoria Pública do Estado do Pará, com o intuito de estabelecer uma possível aliança com a instituição, visando o combate ao sub-registro no Estado do Pará.
“Tivemos o primeiro contato com o trabalho feito pela Defensoria Pública do Pará há meses, durante uma ação que estava sendo realizada pelo Programa Balcão de Direitos, no município de Altamira. Ficamos muito satisfeitos com tudo o que constatamos e, nesse momento, sugerimos que a Defensoria se inscrevesse para concorrer na categoria ‘Santa Quitéria do Maranhão’, que é uma premiação oferecida anualmente às entidades que atuam em prol da erradicação do sub-registro em todo o país”, explicou João Alves de Souza, destacando ainda: “Ficamos muito felizes em saber que a Defensoria do Pará foi contemplada por este prêmio”.
Durante o encontro, além do Coordenador da Promoção do Registro Civil de Nascimento da SDH, também estiveram presentes: o Defensor Público Geral, Antônio Roberto Cardoso; o Assessor de Planejamento da Defensoria, Silvio Darley; o Coordenador do Programa Balcão de Direitos, Jucemir Siqueira e a Gerente de Convênios, Cecília Freitas Teixeira.
                João Alves ressaltou que a intenção da Secretaria Nacional do Direitos Humanos é manter um canal de diálogo com a Defensoria Pública e estabelecer novos vínculos de parceria, para que seja possível garantir que toda a população paraense tenha acesso à documentação básica. “Acredito que essas ações da Defensoria Pública são muitos eficazes nesse combate. Possuímos uma parceria com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado, que visa a mobilização nacional pela erradicação do sub-registro civil de nascimento e a ampliação do acesso à documentação básica. Parceria que se encerará no final deste semestre, e a partir daí estaremos procurando um novo parceiro, e contamos com a Defensoria para ocupar este posto”, esclareceu o coordenador.
                Na ocasião, o Defensor Público Geral, Antônio Cardoso, frisou a questão dos cartórios privados como um dos grandes obstáculos na garantia do acesso à documentação básica no Estado. “Apesar da Lei 6.015 garantir a todo cidadão a gratuidade da primeira via do registro civil, ainda assim encontramos muitas dificuldades no que diz respeito aos outros documentos básicos. A Defensoria trava uma luta constante no combate ao sub-registro, juntamente com outras entidades, em especial o Pro-Paz, que possui uma parceria ativa com o nosso órgão e nos ajuda muito neste intuito. Acredito que até o fim desta gestão, a parceria com a SDH já estará encaminhada”, acrescentou Cardoso.
                No Brasil, o combate ao sub-registro baseia-se no esforço conjunto, coordenado pela Secretaria de Nacional de Direitos Humanos - SDH. A mobilização, que também inclui uma campanha publicitária, apresenta resultados positivos: a média nacional de crianças sem registro de nascimento caiu mais de 50% em cinco anos. O índice era de 20,9% em 2002, recuou para 12,2% em 2007 e caiu para 8,2% em 2009. Ou seja, em um ano, baixou 3,3 pontos percentuais e, pela primeira vez, ficou abaixo de dois dígitos. Nesse ritmo, o Brasil tem a chance de vencer o desafio e reduzir a 5% o índice de sub-registro de nascimento, patamar considerado pelos padrões internacionais como erradicação.
“Nosso intuito também é dar apoio às ações que a Defensoria fará brevemente no Marajó, que é uma região que temos bastante interesse, por se tratar de uma localidade onde existem muitos casos de sub-registro, tanto de crianças quanto de adultos, e, assim, impulsionar está parceria que tem tudo para dar certo”, finalizou João Alves.

Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública
Chocolate e Paixões em
Românticos Anônimos
                O Cine Estação das Docas apresenta uma das obras surpresas do ano: "Românticos Anônimos", do francês Jean-Pierre Améris, o mesmo diretor de "Eu me chamo Elisabeth" e "Más Companhias". De fato, é uma estreia ao sabor de chocolate, já que os protagonistas estão envolvidos com este alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau. A estreia acontece nesta quinta-feira, 2, com sessões às 18h e 20h30.
                O título original "Les Emotifs Anonymes", ou emotivos anônimos, é uma comédia leve que trata de timidez crônica. O diretor Jean-Pierre Améris já frequentou grupos de ajuda e usou sua experiência pessoal com a timidez como fonte de inspiração para o longa, o que contribuiu para o realismo das situações vividas pelos personagens, mostradas sempre de um ponto de vista bem humorado.
                Angélique (Isabelle Carré) é uma talentosa chocolateira que fez a fama de uma marca de chocolates belga mantendo-se anônima, atribuindo a fórmula do doce a um ermitão. Quando o dono da fábrica morre, e ninguém conhece o tal ermitão, ela fica sem emprego. Sai em busca de outra fábrica de chocolate e conhece o dono, Jean-René (Benoît Poelvoorde), tão ou mais tímido do que ela, incapaz de se relacionar sem se ensopar de suor. É a timidez que paralisa personagens que não dominam o dom da comunicação, nem a postura estrategicamente correta, o que pode afastar a coragem e a possibilidade de compromisso que acena.
                Segundo o diretor Jean-Pierre Améris, que é também roteirista do filme: “As pessoas que frequentam esses grupos vivem sob uma tensão permanente, têm uma grande vontade de se apaixonar, de trabalhar, de existir, mas alguma coisa muito forte as bloqueia. São cheias de energia, não estão deprimidas e nem são depressivas. A tensão interna as leva, muitas vezes, para situações inacreditáveis, constrangedoras".
                Na trilha sonora, algumas cenas de Angélique são montadas com formato de musical, e Jean-René faz uma belíssima interpretação em francês da canção russa "Ochi Chernye". Há também inserções de "I have confidence" (J'ai confiance), escrita por Richard Rodgers originalmente para o filme "A Noviça Rebelde", interpretada por Isabelle Carré; e "You Are My Destiny", com Paul Anka.
                "Românticos Anônimos" possui um enredo simples. No filme, maturidade não rima necessariamente com experiência e sabedoria. O processo de risco, mais engraçado do que dramático, pode ser observado na expectativa do amor a se realizar, assim como degustações e conversas sobre o chocolate, seu sabor inigualável, tentador, e que pode ser constantemente melhorado. Boa química entre os atores e até mesmo alguns clichês de gênero são os elementos que dão sabor a esta comédia romântica francesa.
                O filme foi selecionado para o Festival de Tribeca 2011 e indicado ao César 2011 (Oscar do cinema francês) na categoria de melhor atriz para Isabelle Carré. Jean-Pierre Améris ganhou o Prêmio da Juventude no Festival de Cannes, em 1996 com o filme "Les aveux de l'innocent". Dirigiu também C'est la vie (2001), vencedor do prêmio de melhor diretor no Festival de San Sebastián.
                Serviço:
                Românticos Anônimos (Les Emotifs Anonymes).  França/Bélgica, 2010
                Direção: Jean-Pierre Améris. Com Benoît Poelvoorde e  Isabelle Carré. 80m. 14 anos. Comédia romântica.
                Trailer: http://imovision.blogspot.com/2011/12/estreia-romanticos-anonimos.html
Datas em fevereiro
                               2 (quinta): 18h e 20h30
                               3 (sexta): 18h e 20h30
                               5 (domingo): 10h, 18h e 20h30
                               9 (quinta): 18h e 20h30
                               10 (sexta), às 18h e 20h30
                               12 (domingo): 10h, 18h e 20h30
                               Ingressos: R$ 7,00 (com meia-entrada para estudantes).
                               Realização: OS Pará 2000 e Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Texto:
Jose Pacheco-Secult
Emater cumpre metas
de chamada pública de
bacia leiteira no sul do Pará
                Desde segunda-feira (30), o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) está no sul do Pará validando o cumprimento de metas, por parte da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), previstas em dois lotes de um contrato de chamada pública para a cadeia produtiva do leite na região do Alto Xingu. Até sábado (4), o fiscal do MDA Alexandre Alves, médico-veterinário, visita escritórios locais da Emater e comunidades rurais em Redenção, Santana do Araguaia e Santa Maria das Barreiras, nas quais vem sendo executada a etapa de visitas técnicas e reuniões temáticas.
“A proposta dessa visita do MDA é apenas confirmar, via amostragens, todo o esforço da Emater no atendimento dessas famílias. Na prática, verifica-se a correspondência entre o banco de dados que tem sido constituído pela Emater e é compartilhado pelo Ministério, a partir das metodologias de trabalho acordadas em contrato, com a realidade dos agricultores incluídos na chamada pública”, explica o supervisor do escritório regional da Emater em Conceição do Araguaia, o engenheiro agrônomo Luiz Flávio Cavalcanti.
                Os dois lotes da chamada pública beneficiam 1,6 mil famílias de 11 municípios do sul do estado. Só em Redenção, Santana do Araguaia e Santa Maria das Barreiras há mais de 400 famílias. A pecuária é a base da agricultura familiar da região – e a leiteira acaba responsável por cerca de 70% da renda das famílias. “Aqui todo mundo tem gado leiteiro. Nem que seja para produzir leite para a própria subsistência”, diz Cavalcanti.
                O principal desafio para a atividade, de acordo com a Emater, é a falta de tecnologia: pelo diagnóstico dos extensionistas, alguns mecanismos de produção, beneficiamento e comercialização podem ser aperfeiçoados, como o manejo de ordenha e a gestão da propriedade.

Texto:
Aline Miranda-Emater
Paratur tem assento no
Conselho Estadual dos
Direitos da Pessoa Idosa
                A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) será representada por servidores na posse da nova fase da 4ª gestão, biênio 2012 a 2014 no Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (CEDPI-PA). A realização do evento constitui-se em um momento para a construção da Política Estadual com participação da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e de outras secretarias envolvidas no processo. A reunião acontece nesta quinta-feira, 2, às 9h, no auditório do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), localizado na Avenida Almirante Barroso, nº 1765, ao lado da Igreja da Santa Cruz. Bairro Marco.
                As técnicas Edmê Silva, da Gerência de Assuntos Nacionais (Gean) e Thais Neiva, da Diretoria de Fomento (Difom) representarão a Paratur no Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa, em que são titulares desde 2011. Segundo Edmê, o objetivo da Paratur na gestão do Conselho é de diagnosticar o perfil das pessoas que estão na faixa da melhor idade paraense, em especial os consumidores ou potenciais consumidores de serviços do setor de turismo.
                O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa foi criado sob a Lei de nº 6.634 de 29 de março de 2004, é um órgão superior de deliberação, orientação e normatização da Política Estadual da Pessoa Idosa. Vinculado a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Assistência Social (Sedes), possui como finalidade a formulação de princípios e diretrizes da política de atenção a pessoa idosa. Seu papel articulador de políticas públicas voltadas ao idoso, objetiva assegurar direitos sociais, criando condições a promoção e autonomia, integração e participação efetiva desse idoso na sociedade. A CEDPI-PA está em fase de transição para a 4ª gestão, biênio 2012 a 2014 e realizou, no dia 2 de dezembro de 2011, a assembleia geral para a escolha das entidades não governamentais.
                Com um calendário de reuniões todas as primeiras quintas-feiras de cada mês na plenária da Casa dos Conselhos, composta por um colegiado paritário de 14 entidades, divididas entre órgãos públicos estaduais e entidades estaduais não-governamentais. Atualmente, a presidência do Conselho está no assento de uma governamental que é a Seduc, pois semelhante aos outros conselhos, há a alternância de governo e sociedade civil na presidência. Assim como no Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca), no CEDPI quem compõe a mesa diretora é o órgão ou entidade.

Texto:
Benigna Soares-Paratur
Técnicos da Sespa
debatem os rumos
do PMAQ no Estado

                Coordenadores estaduais de programas de saúde vinculados à atenção primária estiveram reunidos nesta quarta-feira, 1º, no gabinete da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), para debater os tópicos da Portaria do Programa de Melhoria e da Qualidade da Atenção Básica (PNMAQ), instituída em julho de 2011 a título de reforço financeiro a ser aplicado pelas gestões municipais ao Programa Saúde da Família. Andréa Souza e Olavo Fontoura, consultores da Diretoria de Atenção Básica (DAB), órgão do Ministério da Saúde, foram os facilitadores da oficina.
                O objetivo do encontro foi explicar, aos coordenadores, sobre como preparar as secretarias municipais de saúde, por meio dos Centros Regionais de Saúde da Sespa, para as quatro fases do PMAQ, instituído pela Portaria n° 1.654, publicada em 19 de julho de 2011, com objetivo de induzir a ampliação do acesso e melhoria da qualidade da Atenção Básica em todo o País. O Programa será desenvolvido em quatro fases: Adesão e Contratualização Desenvolvimento Avaliação Externa e Recontratualização.
                Entre outras orientações dos técnicos do MS, também foram esclarecidas dúvidas sobre o que é o PMAQ, seu funcionamento e qual a participação do Estado no desenvolvimento do Programa. “A adesão é feita diretamente pelo município junto ao MS e o processo será homologado pela Comissão Intergestora Bipartite (CIB)”, explica a diretora técnica da Sespa, Dione Cunha. A Sesap ficará responsável pelo monitoramento dos indicadores e pelo apoio institucional e o Ministério da Saúde fará a avaliação nos municípios.
                Segundo o consultor do MS, Olavo Fontoura, a Portaria instituiu o incentivo financeiro denominado Componente de Qualidade do Piso de Atenção Básica Variável, para que os municípios possam investir na qualidade da atenção básica, na estrutura dos locais de atendimento e na formação das equipes de Saúde da Família.
                Desde que a Portaria entrou em vigor, o MS tem realizado pelas secretarias estaduais de saúde um movimento de adesão ao PMAQ. Todos os dados dos Estados podem ser acompanhados no site http://bit.ly/qWjCzn. Neste endereço, além de conhecer a quantidade de municípios e equipes, é possível saber quais são, em que área atuam e qual o tipo de equipe, conforme informações do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).
                Para tanto, a Sespa realizará neste mês de fevereiro uma série de oficinas sobre o assunto, para contemplar representantes dos 143 municípios paraenses. A agenda das atividades obedecerão aos quesitos local, regionais e período: Belém, 1°, 2° e 6° Regional de Saúde, 16 e 17/02; Belém, 7°, 8° e 13° Regional, de 29/02 a 01/03;  Castanhal, 3°, 4° e 5°, de 27 a 28/02; Santarém, 9°  Regional de Saúde, 05 e 06/03, e Marabá, 11° e 12° Regional de Saúde, 12 e 13/03.

Texto:
Mozart Lira-Sespa
Telefônica Vivo envia
100 mil torpedos sobre
doação de sangue


                A partir desta quarta-feira, 1º, cerca de 100 mil usuários da Telefônica Vivo, com DDD 91, receberão SMS (torpedos) com a mensagem: “Neste carnaval, vista-se de doador. Doe Sangue. Salve vidas. Para informações sobre postos de doação, ligue 0800-2808118. Vivo e Hemopa”. A parceria que foi celebrada na manhã desta quarta-feira, às 9h, na sede do hemocentro, prevê que 10% dos portadores de celulares da “Vivo” devem atender o apelo para impulsionar a campanha de doação do Carnaval, que será deslanchada no período de 11 a 18 de fevereiro, com a meta de 300 coletas/dia.
                O evento contou com a presença do secretário de Estado de Saúde, Hélio Franco, que agradeceu e parabenizou a iniciativa da empresa . “É uma contribuição que vai ajudar a restaurar estoque técnico de sangue do Carnaval e a melhorar a saúde da população de um modo geral”, ressaltou, destacando a responsabilidade do Hemopa em suprir a demanda transfusional do Estado. Ele remete também à sociedade em geral o compromisso com o voluntariado no processo da doação de sangue.
                Para o diretor Regional Norte da Telefônica Vivo, Maurício Santos, o reconhecimento do trabalho realizado pelo Hemopa levou a operadora a apoiar a campanha do Carnaval. Ele acredita na adesão de boa parcela dos usuários da empresa. “É uma causa nobre estimular esse ato de generosidade”, enfatizou, revelando que a empresa possui grupo de voluntariado que desenvolve anualmente campanha de doação internamente, nos meses de fevereiro e agosto.
                A presidente do hemocentro, Luciana Maradei, reforçou o agradecimento à telefônica Vivo. “Essa parceria vai despertar consciências. Motivar o sentimento humano para a doação de sangue”, ressaltou, apostando na superação de meta de 300 coletas por dia, durante a campanha do Carnaval. A médica adiantou, ainda, que a parceria se estenderá por todo o ano para divulgação de outras ações estratégicas.
                A “Vivo” apoia ações de utilidade pública que auxiliem os usuários a se conscientizar socialmente. Milhões de torpedos já foram enviados com alertas sobre combate à dengue, vacinação contra a rubéola e a hanseníase, incentivo à doação de sangue e ainda com mensagens de ajuda às vítimas de tragédias provocadas pelas chuvas.
                A campanha de doação de sangue do Carnaval do Hemopa se estenderá para sua hemorrede estadual, composta pelos Hemocentros Regionais de Castanhal, Marabá e Santarém; Hemonúcleos de Abaetetuba, Altamira, Tucuruí, Redenção e Capanema. No entanto, as datas serão definidas de acordo com a realidade de unidade.
                Quem pode doar sangue: candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos. Peso acima de 50 kg . Necessário portar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas: Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses. O doador deve estar bem alimentado.
                Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou  mulher  saudáveis e com faixa etária de 18 a 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
                Serviço: O Hemopa funciona na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Horário para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 2808 118

Texto:
Vera Rojas-Hemopa
Provas de Transferências
Internas e Externas
 - Vestibulinho Uepa -
                A Universidade do Estado do Pará (Uepa) realiza neste domingo (5) a segunda e última etapa do processo seletivo de Transferências Internas e Externas, o chamado Vestibulinho. Exatos 150 candidatos concorrem às vagas ofertas pela instituição. Destes, 93 são pela primeira modalidade, destinada apenas a quem já é matriculado na Uepa. Os outros 57 candidatos concorrem a uma vaga no processo que é aberto somente a graduandos regularmente matriculados em outras Instituições de Ensino Superior (IES).
                As provas serão realizadas de 8h às 12h, de acordo com o horário local. Os portões serão abertos uma hora antes. Na capital, as provas serão realizadas no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), o Campus II da Uepa, no bairro do Marco. Nos municípios de Paragominas, Conceição do Araguaia, Cametá, Marabá, Altamira, Igarapé-Açu, Santarém, Tucuruí e Moju, os candidatos farão prova no próprio campus da Uepa.
                Nesta segunda etapa, os candidatos irão se submeter a 20 questões objetivas de múltipla escolha, de caráter classificatório, sendo 10 de Língua Portuguesa e o restante de conteúdo específico, de acordo com o curso escolhido. A primeira fase da seleção, realizada no último mês de janeiro, teve caráter eliminatório e foi composta pela análise dos documentos dos candidatos que tiveram as inscrições homologadas.
Aula Magna –
Recepção dos calouros Uepa
                Começa no dia 6 de fevereiro o ano letivo de 2012 da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Até o dia 10, os campi da instituição realizam a programação da Semana do Calouro - com exceção do campus II, na capital, onde funciona o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), que realiza a mesma atividade dias antes, entre 30 de janeiro e 3 de fevereiro -, com o objetivo de promover a integração entre os novos alunos. Em Belém, a tradicional Aula Magna, que marca a chegada dos calouros ao Ensino Superior, acontece no próprio dia 6 no ginásio do campus II, a partir das 9h, e é ministrada pela reitora Marília Brasil Xavier. Nos municípios do interior, a Aula Magna acontece nos respectivos campi no dia 7, e contará com a presença de membros da Gestão Superior levando a mensagem de acolhimento da reitora.
Dief 2012 está disponível
aos contribuintes no site Sefa
                A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) disponibilizou nesta terça-feira, 31, no site na internet, download da versão 2012 da Declaração de Informações Econômico-Fiscais (Dief). A nova versão apresenta alteração, em relação a Dief 2011, no anexo da declaração. “As alterações visam melhorar a qualidade das informações e ao mesmo tempo facilitar o preenchimento da Declaração”, informa a diretora de Arrecadação e Informação Fazendárias da Sefa, Edna Farage.
                A nova Dief foi desenvolvida em linguagem Java, com um layout simples e de fácil instalação. O programa estará disponível no site da Sefa ( www.sefa.pa.gov.br). Para utilizar a Dief 2012 será necessário baixar o arquivo do novo aplicativo. A Dief é entregue mensalmente, em meio digital, até o décimo dia do mês subsequente, e serve de base para o cálculo do valor adicionado, utilizado para definir os valores da cota parte do ICMS para os municípios. Em janeiro, 13.754 contribuintes paraenses estão obrigados fazer a Declaração junto a Sefa, cujo prazo final de entrega é 10 de fevereiro.
Policiais civis flagram
traficantes de drogas
em Castanhal e Marabá
                Duas operações de combate ao tráfico de drogas foram efetuadas pela Polícia Civil nos municípios de Castanhal, na zona do Salgado, nordeste do Estado, e em Marabá, sudeste do Pará. Em Castanhal, quatro pessoas - três mulheres e um homem - foram flagradas em um ponto de venda de drogas durante investigação realizada pela equipe policial da Superintendência Regional da Zona do Salgado.
                Idelson Lima Camargo, Lenir Marques da Silva, Antônia de Cássia Maia do Nascimento e Jéssica do Socorro Reis da Silva estavam em uma casa no bairro Cristo Redentor, periferia da cidade, de posse de 26 petecas de pasta de cocaína. A ação policial foi efetuada após a equipe da Superintendência receber determinação do delegado Casemiro Beltrão para se deslocar até a rua Barão do Rio Branco, na área conhecida por "Invasão da Exposição", para apurar denúncia anônima de que o local era usado para comércio de entorpecentes.
                Ali, os policiais observaram primeiramente os acusados que estavam parados na via pública. Depois de algum tempo, eles passaram a retirar de trás de um monte de lajotas, escoradas em um muro, alguns volumes que foram entregues a pessoas que passavam no local. Em seguida, a equipe de policiais civis, composta pelo delegado Casemiro Beltrão e investigadores Mateus Almeida, Olimpio, Nivaldo, Azevedo e Souza, realizou a abordagem no local e ali encontrou o entorpecente. Na revista, os investigadores encontraram as 26 petecas de pasta de cocaína. Presos, os acusados foram levados à sede da Polícia Civil para serem autuados pelos crimes de tráfico e associação para fins de tráfico de drogas.
Marabá
                Janiel Alves da Silva, 19 anos, está preso por tráfico de drogas e tentativa de homicídio em Marabá. A prisão foi efetuada por policiais civis da Superintendência Regional do Sudeste do Pará, sob comando do delegado Alberto Teixeira. Com ele, um adolescente foi apreendido também pelos mesmos delitos. Segundo o delegado, os dois tentaram matar Adeladio Bispo Araújo a facadas. O crime foi motivado porque os acusados suspeitavam que a vítima teria se apropriado de certa quantidade de drogas pertencentes aos dois. A equipe da Superintendência passou a investigar a informação para localizar Janiel e apreender o adolescente.
                Os dois foram encontrados em um imóvel no núcleo de Nova Marabá. No local, foram encontradas 15 petecas de “crack”, telefones celulares e documentos pessoais. A origem dos aparelhos e dos documentos será devidamente investigada. Os dois foram apresentados na 21ª Seccional Urbana de Nova Marabá, onde o adulto foi autuado em flagrante pelos crimes. Já o adolescente vai responder por prática de ato infracional de tráfico de drogas e de tentativa de homicídio. “O flagrante é resultado do intenso combate não só ao crime de tráfico de drogas, mas principalmente aos crimes de homicídio. É uma das diretrizes traçadas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social para o ano de 2012”, explica o delegado.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Por-do-Sol da Estação no
clima do Japão neste domingo
                O imaginário japonês toma conta da apresentação deste domingo, 5, do Projeto Por-do-Sol, com a contação de história “O Abanador Mágico do Tengu”, do Grupo de Teatro Desabusados e Cia, a partir das 17h30, no Terminal Fluvial da Estação das Docas.
                A atriz Ester Sá conta um pouco mais da apresentação de domingo: “Esse conto da Cultura Popular do Japão é mais ou menos assim: Era uma vez um jovem muito preguiçoso, ganancioso e espertalhão. Um dia, este jovem ficou sabendo que um Tengu (criatura fantástica do folclore Japonês) possuía um abanador mágico, que tinha poderes muito estranhos. O jovem espertalhão consegue enganar o Tengu e toma para si o abanador mágico, porém os trapaceiros vão se vingar...”
O primeiro Por-do-Sol de fevereiro da Estação das Docas promete transportar todos que estiverem prestigiando o projeto para esse mundo mágico do teatro, com ajuda de vários elementos chineses e japoneses que o Grupo Desabusados e Cia através de muita pesquisa incorporou ao espetáculo.
                Serviço:
                Grupo de Teatro Desabusados e Cia: "O Abanador Mágico do Tengu"
                Data: 5/02/2012 (Domingo)
                Horário: A partir das 17h30
                Local: Terminal Fluvial da Estação das Docas
                Entrada Franca

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000
Pará foi o Estado nortista
que mais gerou
emprego em 2011
                A variação de emprego no mercado de trabalho paraense, no ano passado, foi de 8,04%. São 51.493 novos empregos formais se comparado ao número de trabalhadores assalariados com carteira assinada existentes no Estado em dezembro de 2010. Esses dados colocam o Pará na primeira posição na geração de trabalho formal entre os estados da Região Norte no ano de 2011.
                As informações foram divulgadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), através do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged) e sistematizadas pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp). Se destacado apenas o mês de dezembro, constata-se que, à exceção da Extrativa Mineral (58 postos) e dos Serviços Industriais de Utilidade Pública (83), todos os demais setores apresentaram saldos negativos: Construção Civil (-2.327); Indústria de Transformação (-2.080); Comércio (-1.054); Serviços (-1.051); Agropecuária (-734 postos) e Administração Pública (-9).
                Apesar da perda de 7.114 postos no último mês do ano, acompanhando a tendência nacional e regional, ocasionada pela sazonalidade comum à época, o Pará foi responsável por quase 40% de todos os empregos gerados no Norte do país. Durante o mês de dezembro de 2011, os 10 municípios paraenses com população de 30 mil habitantes ou mais que mais se destacaram no saldo de postos de trabalho formal foram: Moju (249), Dom Eliseu (228), Altamira (99), Igarapé-Açu (64), Abaetetuba (60), Almeirim (44), Marituba (41), Óbidos (34), Oriximiná (29) e Acará (25).
                Na contramão, com os maiores saldos negativos ficaram Belém (-1.233 postos), Marabá (-734), Xinguara (-484), Ananindeua (-421), Castanhal (-417), Paragominas (-336), Parauapebas (-316), Itaituba (-260), Tailândia(-240), Santarém (-212).

Texto:
Fernanda Graim-Idesp
Residência Multiprofissional  - HOL
O Hospital Ophir Loyola inscreve  até 05 de fevereiro para o processo seletivo de Residência Multiprofissional na área de concentração em oncologia: Cuidados Paliativos. As inscrições serão realizadas on-line no site da Universidade doEstado do Pará – UEPA (www.uepa.br) e contemplará as áreas de psicologia, serviço Social, nutrição, fonoaudiologia e enfermagem.

Atenciosamente,
Lívia Soares
Assessoria de Comunicação Social/HOL
ascom.hol@hotmail.com
(91)3342-1325
Conselho Estadual de
Trânsito comemora 16
anos com sessão especial
                O Conselho Estadual de Segurança Pública (Consep) realizará nesta quinta-feira (2) uma sessão especial comemorativa aos 16 anos de sua criação, no auditório de Treinamento do Departamento de Trânsito do Pará (Detran). A abertura da sessão, marcada para as 17h, será feita pelo presidente do Consep e secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha.
                Em seguida, o secretário executivo do Conselho, coronel da reserva da Polícia Militar, Raimundo Nonato Barbosa Lima, fará uma exposição sobre o Consep e sua trajetória. A solenidade prosseguirá com a posse da conselheira titular, capitão PM  Vanessa Corrêa Vasconcelos, representante das entidades de classe dos órgãos que compõem o Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sieds).
                O diretor geral do Detran e conselheiro do Consep, Álvaro Ayres de Oliveira Júnior, apresentará aos demais membros do Conselho os principais aspectos do Detran no Pará. Em seguida será apresentado o Programa Estadual de Segurança Viária 2009-2019, incluindo ações, metas, cronograma de execução e os resultados já obtidos. O Programa foi homologado pelo Decreto nº 1.647, de 11 de maio de 2009, conforme resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
                Depois, a representante do Grupo Gestor do Programa Pro Paz, Izabela Jatene de Souza, vai expor o tema “Políticas Públicas de Integração – Áreas Social e Segurança Públicas”.
Serviço: O auditório de Treinamento do Detran/PA tem entrada pealo portão da Vistoria, na Avenida Augusto Montenegro, KM-03, s/n, ao lado do estádio Mangueirão.

Texto:
Orlando Cardoso-Detran
Ano letivo da Uepa
começa em 6 de fevereiro
                Começa no dia 6 de fevereiro o ano letivo de 2012 da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Até o dia 10, os campi da instituição realizam a programação da Semana do Calouro - com exceção do campus II, na capital, onde funciona o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), que realiza a mesma atividade dias antes, entre 30 de janeiro e 3 de fevereiro -, com o objetivo de promover a integração entre os novos alunos.
                Em Belém, a tradicional Aula Magna, que marca a chegada dos calouros ao Ensino Superior, acontece no próprio dia 6 no ginásio do campus II, a partir das 9h, e é ministrada pela reitora Marília Brasil Xavier. Nos municípios do interior, a Aula Magna acontece nos respectivos campi no dia 7, e contará com a presença de membros da Gestão Superior levando a mensagem de acolhimento da reitora.
                Na ocasião será apresentada a estrutura, o funcionamento e os espaços da instituição disponíveis aos novos estudantes. Também será entregue o Kit do Calouro, composto por pasta, camisa, agenda e bloco de anotações. A mesma programação se repete no dia 7 nos demais municípios e, com a presença dos gestores no interior, serão promovidos ainda fóruns abertos para discutir os mais diversos aspectos sobre a missão e o funcionamento da universidade.
                Durante a Aula Magna do dia 6, em Belém, os calouros do curso de Medicina, Paulo Mateus Sanches de Souza e Danielle Oliveira de Sousa receberão a Medalha Fernando Guilhon. A comenda é entregue todos os anos aos candidatos que se destacaram nos primeiros lugares do Processo Seletivo (Prosel) e do Programa de Ingresso Seriado (Prise) da universidade.
                No decorrer da semana de 6 a 10 de fevereiro, as coordenações dos cursos de graduação e os centros acadêmicos também preparam a Semana do Calouro, que envolve palestras, oficinas, visita às instalações da Uepa e atividades culturais. Um dos destaques da recepção dos calouros acontece nos cursos da área da Saúde com a tradicional Cerimônia do Jaleco, onde os alunos de Medicina, Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Enfermagem e Educação Física fazem o juramento. Já os cursos da área da Educação e Tecnologia marcam a chegada dos novos alunos com o trotes solidários de doação de material escolar e até mesmo atividades que fogem da aula, como a pintura de escolas públicas.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa
Centro de Terapia Renal
da Santa Casa realiza gincana





                Muitas brincadeiras, animação e muitos sorrisos, assim foi a I Gincana Cultural e Educativa do Centro de Terapia Renal Substitutiva Pediátrica da Santa Casa de Misericórdia do Pará nesta quarta-feira, 1º. O evento, que aconteceu pela manhã e à tarde, teve como objetivo minimizar o sofrimento de crianças em tratamento de hemodiálise e, ao mesmo tempo levar, de forma lúdica, a sensibilização e educação para os cuidados com a saúde e o meio ambiente.
                Fernanda Lobato, terapeuta ocupacional, destaca que a atividade está inserida na programação anual e cultural do centro. “Tentamos resgatar o caráter educativo e cultural focando o meio ambiente, a saúde, bem estar e direitos de cidadania de nossos pequenos pacientes”.
Gilvan Pereira da Silva, do município de Bragança, nordeste do estado, pai de Pablo da Silva, 12 anos, que faz tratamento de hemodiálise há quatro anos, disse que a inauguração do novo Centro de Terapia Renal ajudou muito na melhora da saúde de seu filho, tanto no atendimento oferecido quanto no transporte de locomoção. “Este tipo de atividade é muito importante para melhorar os ânimos dos nossos filhos. Ficamos aqui muito tempo fazendo tratamento. Hoje é só brincadeira, nem parece que estão fazendo hemodiálise” diz Gilvan da Silva.
                Para a psicóloga Marlene Barbosa, as atividades foram desenvolvidas por toda a equipe de profissionais do centro durante todo o mês de janeiro e culminou com a festa para reunir os pacientes. “Fizemos entregas de medalhas e troféus. As medalhas foram  para as crianças que mais se destacaram no cumprimento das tarefas e os troféus para as equipes de profissionais  que orientam nossos pacientes no desempenho das atividades", explica Marlene Barbosa.
                Alene Cunha, mãe de Agla Melo, de cinco anos, do bairro do Mangueirão, em Belém, acha que as atividades da gincana foram muito bem vindas. “Vejo alegria na minha filha, mesmo diante desse tratamento que é difícil, doloroso, ela fica toda animada e não para de falar, sorrir. As brincadeiras tiram toda a atenção do tratamento, distrai até nós que acompanhamos nossos filhos”, conclui Alene Cunha.
                Segundo a nefropediatra e coordenadora do espaço, Monique Calandrine, para o paciente renal ser atendido no novo centro, precisa estar dentro da faixa etária e deve ser encaminhado por uma Unidade Básica de Saúde (UBS), pela Central de Leitos da Secretaria Municipal de Belém (Sesma) ou também pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
                Os novos aparelhos de hemodiálise são dotados com a mais avançada tecnologia. Das dez máquinas, oito são destinadas para pacientes com sorologia negativa, uma para pacientes com hepatite B e uma para pacientes renais agudos. Monique Calandrine destaca que a doença não apresenta sintomas aparentes e que só a consulta regular ao pediatra pode detectá-la.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa
Alunos de escola pública
conhecem estrutura e
serviços do Hemopa


                Como parte da programação da Feira do Conhecimento, promovida pela Escola Estadual Agostinho Monteiro, alunos da instituição visitaram, na manhã desta quarta-feira (1º), a sede da Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa). O grupo foi recebido pela assistente social Lilian Bouth, da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), que coordenou a visita às instalações do hemocentro, mostrando o processo de coleta, processamento, armazenamento e distribuição do sangue para a rede hospitalar.
                Os alunos que atenderam aos critérios básicos encerraram a visita fazendo a doação voluntária de sangue e o cadastramento de doadores de medula óssea. “O Hemopa agradece a visita, as coletas e os cadastros de medula efetivados entre esses jovens solidários, que demonstram compromisso com a vida”, ressaltou Lilian Bouth.
                A doação de sangue por ser feita por pessoas com boa saúde, que estejam na faixa etária de 16 anos completos a 67 anos e com peso acima de 50 kg. É necessário portar documento de identidade original, com foto, e não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre as quais Aids, sífilis, doença de Chagas, hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. O homem pode doar a cada dois meses, e a mulher a cada três meses.
                O cadastro para doação de medula óssea pode ser feito por homem ou  mulher em bom estado de saúde, na faixa etária de 18 a 55 anos. Também é necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: A sede da Fundação Hemopa fica na Travessa Padre Eutíquio, 2109, esquina com a Rua dos Caripunas. A coleta é feita de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, das 7h30 às 17h. Mais informações pelo fone 0800 2808 118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa
Susipe oferece cursos
profissionalizantes para
parentes de internos
                Parceria entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter) oferece este mês curso de cabeleireiro a 20 mulheres parentes de detentos. Trata-se de uma oportunidade de geração de renda a familiares de internos.
                A Divisão de Assistência Integrada da Susipe é a responsável pela coordenação e divulgação do curso. Segundo a gerente da divisão, Silvina Cunha, “a capacitação possibilita a inserção desse público no mercado de trabalho. Buscamos desenvolver a valorização do cidadão e oferecer alternativas para uma vida digna”, destaca.
                Uma das alunas, Maria da Conceição Medeiros, 51 anos diz que a oportunidade é bem-vinda. “Não falto às aulas, pois cada ensinamento é precioso”, afirma. As aulas acontecem no Centro Técnico Laide Guimarães, localizado no bairro da Guanabara, em Ananindeua.
                A instrutora Laide Guimarães explica que a carga horária total do curso é de 200 horas, divididas em aulas teóricas e práticas. “No término do curso elas terão noções de corte e saberão fazer terapia capilar, lavagem de cabelo, escova, penteados e colorimetria. Com isso poderão ganhar um dinheiro extra para ajudar na renda familiar”, destaca.
                Cerca de 180 pessoas também estão participando, este mês, de outros cursos oferecidos pela Susipe, entre eles mecânica de automóvel e motocicleta, eletricista de automóvel, pintor predial, culinária de restaurante, doces e salgados, assistente administrativo e informática.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...