Total de visualizações de página

quinta-feira, março 22, 2012

AS QUENTES DESTA SEXTA, DIA 23 DE MARÇO



A triste corrida eleitoral
em Igarapé-Miri


A política. Que enche os olhos dos que aspiram ao poder. E assim é que se vai fazendo-a, não por intenção das melhorias coletivas de uma determinada população, mas por interesse de uma minoria tendenciosa, que quase sempre não anseia as mesmas prerrogativas do social. Eles se Articulam a recrutar o maior número de adeptos “importantes”, dão-lhes a camisa do jogo. Nem assusta mais em ver o que antes jogara num time, defender o seu opositor de outrora, afinal, tudo não passa de uma transação “político-futibolística-econômica”. Cartolagem-política melhor dizendo. Mas para eles, consideram-se opositores, mas não fazem oposição. E assim, vão se perdendo na busca de uma identidade. Não há uma identidade que lhes posicione no campo de confronto, que lhes identifique melhor – são joguetes de si mesmos. Não há novo grupo. Há velhos grupos tentando passar-se por ser a opção. Não há opção. Há desânimo.
A Situação? Conforta-se arriscadamente sobre a máquina administrativa que lhe deve assegurar de antemão no mínino 15% da sua intenção de votos, fruto dos amigos do poder e suas extensões. Mas também é paupérrima, claudicante. Todo governo tem desgaste, todo governo tem desafetos. Isso se intensifica mais quando o líder da situação é antipopular, não passa liderança. Faz declarações infelizes. E anda pela cidade como um cidadão qualquer, renegando o seu oficio fora das paredes administrativas. Ora, quem anda lhe instruiu assim? De certo, não um companheiro. O chefe do executivo não é um cidadão qualquer. Se suas atitudes não passam confiam, postura de um bom gestor, nem adianta sê-lo. Isso nos lembra a frase de Júlio César – Não basta ser honrado; é preciso que nem sequer seja suspeito.
Porém, o mais divertido, para não dizer deprimente. É vê-los nos cem dias de campanha. A única estratégia, ou a mais praticada, é quantos votos podemos comprar? E quantos votos aparecerão na urna? Esse é o mistério do mundo para esses tipos de políticos. Sempre rodeados por palpiteiros, cientistas políticos de botecos, puxa-sacos ( esses os piores vermes que uma campanha pode ter) e assim vão formando os seus staffs até darem conta que formaram um monstro. Um tipo de câncer eleitoral, pois é dentro das suas próprias células que surgem as piores sabotagens. Humanos, demasiadamente, humanos.
O “engraçado” é vê-los acreditar que estão dando um sentido à candidatura, que se a vitória vier são por seus méritos. Mal sabem que suas campanhas são uma loteria. Que suas impressões pessoais, beirando a metafísica, podem está enganando-os e raramente não estão. Infelizmente ou felizmente, esses políticos ainda não acordaram para entender que quem planeja tem futuro e quem não tem destino. Suas campanhas para esse ano não serão diferentes. Comprarão o que não é para comprar, perderão tempo aonde não deveriam ir, negociarão com quem não lhes acrescenta nada, falarão o que ninguém está interessado em ouvir. E barulho, muito barulho. Poucas ideias, poucas propostas, poucos políticos... Muita bravata. Meu Deus! Que inferno é ser eleitor miriense.

(Ted Bastos - Publicitário e Consultor de Marketing Político)


 Jatene defende em Brasília
projeto original do
Ação Metrópole




O governador Simão Jatene, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, e o prefeito de Belém, Duciomar Costa, se reuniram nesta quarta-feira (21), em Brasília, para discutir o impasse nas obras dos governos estadual e municipal que visam agilizar e modernizar o tráfego na Região Metropolitana de Belém. Segundo a ministra, a presidente Dilma Roussef deve anunciar na primeira semana de abril investimentos para as capitais brasileiras, destinados à aquisição do Bus Rapid Transit (BRT). Belém poderá não receber os recurso, caso as incompatibilidades não sejam sanadas a tempo.
O grande impasse na implementação é causado pela superposição dos projetos do Estado e da Prefeitura na Avenida Almirante Barroso. O governo propõe à Prefeitura que implante o projeto na Rodovia Augusto Montenegro até o distrito e Icoaraci, e o Estado assumirá o trecho da Almirante Barroso.
Para ajudar na solução, a ministra disse que o governo federal está disposto a assumir o financiamento de R$ 320 milhões, prometido pela Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica), que condicionou os recursos à execução das obras na Avenida Almirante Barroso pelo governo do Estado.
"Nós achamos que os dois projetos têm qualidade, apesar de estarem fora do limite originalmente proposto para Belém. Nós estaríamos dispostos a não prescindir dos recursos da Jica para financiar os dois trechos, mas o problema é essa parte em comum", destacou a Miriam Belchior. Ela designou uma equipe de técnicos dos ministérios das Cidades e do Planejamento para visitar Belém na próxima terça-feira (27), para conhecer melhor os dois projetos e ajudar que ambas as partes cheguem ao consenso.
Compatibilidade - O governador Simão Jatene afirmou à ministra que tem todo o interesse em suprir essa incompatibilidade, para que o Estado não perca essa disposição de recursos inédita para o sistema de trânsito da Região Metropolitana de Belém. "O governo federal mostrou que tem todo o interesse em participar do projeto, mas que pra isso é fundamental que haja uma compatibilidade entre os projetos, não apenas no projeto da engenharia, mas, sobretudo, na operação dos sistemas que vão ser implantados. Estamos discutindo isso, e eu aposto num entendimento com a Prefeitura", afirmou.
Jatene explicou, ainda, que, apesar de os dois projetos terem o trecho da Avenida Almirante Barroso em comum, são totalmente diferentes. "Os dois projetos não são iguais. Primeiro porque o projeto do Governo do Estado é metropolitano. Então, essa é uma questão de diferença técnica e nós temos que avaliar. Outro ponto que nos preocupa é a necessidade de vias alternativas. Eu comuniquei essa minha preocupação ao prefeito Duciomar. Particularmente, acho uma temeridade mexer na Almirante Barroso sem ter uma via alternativa, que é o que pretendemos fazer com a ampliação da João Paulo II e da Independência. O Estado entende que para interferir no fluxo da Almirante Barroso é necessário criar vias alternativas, para não sacrificar a população", argumentou o governador.
Para o secretário Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável, Sérgio Leão a diferença entre as duas propostas é de visão técnica. "Os impasses estão vinculados às visões do projeto. A visão do projeto do Governo seria metropolitana, e a visão do projeto da Prefeitura é municipal. Então, há uma diferença de nível. A gente vai fazer uma avaliação. A ministra colocou de forma muito clara que se não houver um entendimento entre Governo e Prefeitura, Belém pode ficar fora de recursos, e a gente tem que fazer um acordo, um acerto, para redesenhar o projeto, para que todos os projetos tenham uma condição de fazer uma apresentação que consolide os interesses do Estado e do município num projeto só", ressaltou.
Da reunião participaram também César Meira, diretor geral do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM); Paulo Ribeiro, coordenador do projeto Ação Metrópole; Marilena Mácola, coordenadora técnica do projeto; Suely Pinheiro, coordenadora do PAC da Prefeitura de Belém; Francisca Carvalho, subchefe-adjunta de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais; Alexandre Cordeiro, secretário-executivo do Ministério das Cidades, e Roberto Garibe, diretor de Infraestrutura da Sepac, do Ministério do Planejamento.



17 mil medidores de água
serão instalados em Belém,
Ananindeua e Marituba

A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) deve instalar pelo menos 17 mil novos hidrômetros em Belém, Ananindeua e Marituba, com início dos serviços nos próximos dois meses. Os dispositivos serão instalados nos imóveis que ainda não tem o consumo hidrometrado e, consequentemente, pagam uma taxa fixa à empresa. De acordo com Fernando Martins, diretor de mercado da Cosanpa, o objetivo da empresa é expandir o projeto de instalação dos hidrômetros aos grandes municípios paraenses, como Santarém e Bragança, por exemplo, que, ainda, não contam com o equipamento de medição de água.
Fernando Martins revela que em todo o Estado do Pará, o déficit de economias (imóveis) sem o equipamento gira em torno de 290 mil, portanto, 70% do total atendido pela Companhia. Em Belém, das 272 mil residências abastecidas, apenas 116 mil são hidrômetradas. E no interior, poucas cidades possuem o equipamento. A empresa conta com 28 mil dispositivos em estoque. Destes, 6,5 mil serão instalados na capital, 9,5 mil em Ananindeua e 1,3 mil em Marituba.
Em Belém, os bairros que são atendidos pela UN SUL – Jurunas, Batista Campos, Guamá, Nazaré, Umarizal, Canudos e São Brás – começarão a receber os novos hidrômetros, nos próximos 60 dias. Já em Marituba e Ananindeua, o serviço de instalação começa dentro de um mês. Segundo Fernando Martins, o equipamento tem vida útil de aproximadamente cinco anos. O hidrômetro é mecânico e faz a medição do consumo através da contagem das rotações movidas pela água que chega até às residências.
O atual modelo utilizado pela empresa poderá ser adaptado futuramente, como adianta Fernando Martins: “A vantagem deste modelo, que foi adquirido, é que poderá receber um complemento para enviar as informações do consumo através de ondas de rádio ao profissional que faz a contagem e, já de imediato, imprimir a conta de água”. Cada equipamento custa à empresa, aproximadamente, R$ 40. Somado aos custos da instalação, o valor chega a R$ 280, tendo incluso a caixa protetora, o serviço de perfuração do solo e o pagamento dos funcionários. “No Pará, a Cosanpa tem em torno de 420 mil clientes em 58 municípios. Hoje, nós temos instalados cerca de 125 mil hidrômetros. Estamos precisando de 290 mil. É um volume significativo”, concluiu Fernando Martins.

Texto:
Milena Medeiros-Cosanpa

Programação pelo Dia Mundial
das Florestas destaca
qualidade de vida

O II Encontro pelo Dia Mundial das Florestas, realizado no auditório da Universidade do Estado do Pará na última quarta-feira, 21, sob coordenação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), deu destaque para a sustentabilidade e para os serviços ambientais “pela importância da preservação do meio ambiente e da qualidade de vida das pessoas”, explica Fábio Cardoso, um dos organizadores do evento.
As palestras foram proferidas por profissionais da diretoria de Áreas Protegidas (organizadora do evento), de Recursos Hídricos e de Planejamento da Sema, do Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor), Secretaria Extraordinária Municípios Verdes e da Organização Não Governamental The Nature Conservance (TNC). Os temas abordados para uma plateia onde predominavam estudantes universitários giraram sobre áreas protegidas no Pará, Programa Municípios Verdes, Cadastro Ambiental Rural (CAR), avaliação ambiental de bacias hidrográficas nos rios Peixe-boi, Caetés, Apeú e Capim.
A coordenadora do encontro, Maria Bentes, explanou sobre áreas potenciais para conservação e problemáticas ambientais do Baixo Tocantins; o Ideflor expôs sobre concessão de florestas e a ONG TNC sobre suas experiências com Redução de Emissão por Desmatamento e Degradação na região Xingu.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema



Emater incentiva cultivo
de soja em Altamira
para reduzir custo da ração

Em uma experiência inédita, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) começou a produzir soja no município de Altamira, na região do Xingu. Na Unidade Demonstrativa (UD) implantada na propriedade do agricultor familiar Nelson Gonçalves da Costa, no Projeto de Assentamento Assurini, estão sendo cultivadas quatro variedades de soja.
O projeto atenderá exclusivamente à demanda local de produtores de suínos e outros pequenos animais, assistidos pela Emater, no preparo da ração que alimenta os animais. Feita a partir do farelo de soja, a ração acaba custando caro ao pequeno produtor, porque a matéria prima precisa ser comprada em outros municípios.
Um saco de farelo de soja, no mercado de Altamira, pode ser vendido por até R$ 60,00. O projeto pode resultar em uma redução em torno de 35% nos custos de produção de ração.
A partir de maio começa a colheita. Segundo o técnico da Emater, Ademar Rodrigues, no Projeto de Assentamento foi plantado um hectare de soja, a partir de semente certificada pelo Ministério da Agricultura. A expectativa é colher pelo menos 30 sacos de grãos. O produto será beneficiado na propriedade do agricultor familiar.
O Projeto de Assentamento Assurini, maior produtor de pequenos animais em Altamira, tem um dos melhores rebanhos suínos da região, com raças puras do tipo Sorocaba, Pietran, Landrace e MS-111.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Governo paga em julho
auxílio-fardamento
para militares



A partir de julho, o auxílio-fardamento será pago no contracheque dos servidores militares do Pará. A medida foi anunciada pelo governo do Estado em reunião realizada na quarta-feira (21), na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). Da reunião participaram representantes da Secretaria de Estado de Administração (Sead), Polícia Militar, Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Associações da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.
A titular da Sead, Alice Viana, explicou que, devido a limitações orçamentárias, e também aos vários reajustes concedidos a outras categorias do funcionalismo estadual neste primeiro semestre, a primeira parcela do auxílio-fardamento só poderá ser paga no mês de julho, e a segunda em novembro deste ano. O auxílio-fardamento totaliza mais R$ 16 milhões nas despesas com pessoal.
A definição do pagamento do auxílio-fardamento foi o assunto tratado na reunião. Logo no início do encontro, a secretária Alice Viana reafirmou o empenho do governo em honrar o compromisso de incorporar ao salário o pagamento do auxílio-fardamento, equivalente a um soldo, ainda em 2012.
“Tudo o que vem sendo feito até agora é um demonstração clara de que o governo está cumprindo os compromissos assumidos com a segurança pública do Estado. Com isso os resultados são vistos na prática, a partir dos acordos legalmente feitos nas mesas de negociação”, frisou Alice Viana.
Interiorização - No dia 19 de abril, o governo do Estado se reunirá novamente com representantes da área de segurança pública, para tratar sobre o pagamento de interiorização e outros itens constantes da pauta de negociações com a área de segurança.
Alice Viana informou que o Estado já está fazendo um levantamento da situação individual de cada um dos militares que trabalham em municípios do interior, a fim de identificar também os valores retroativos e negociar a melhor forma de pagamento.
Segundo a secretária, os estudos ainda não foram concluídos devido à complexidade da questão, uma vez os sistemas utilizados atualmente não informam com rapidez a movimentação de pessoal e o número de processos em tramitação na Procuradoria Geral do Estado.
“As negociações só poderão continuar quando tivermos o conhecimento do impacto financeiro que este adicional vai gerar para o Estado. A ideia, até agora, é que possamos ter um projeto de lei que estabeleça um determinado percentual e a forma como ele será tratado”, concluiu Alice Viana.

Texto:
Ellen Freitas-Sead

Oficina de Consumo
Sustentável certifica 240
professores de Portel

Bolsas confeccionadas com caixas de polietileno, porta-lápis feito com latas descartáveis e CDs que viram porta-quadros foram alguns objetos confeccionados a partir de materiais recicláveis, durante a Oficina de Consumo Sustentável e Geração de Renda, oferecida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), no município de Portel, em mais uma ação da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva no Arquipélago do Marajó.
A atividade é voltada a professores das escolas estaduais do município e visa formar multiplicadores para educação ambiental. Nesta quinta-feira (22), 240 professores foram certificados, e agora poderão repassar o conhecimento nas salas de aula, e ainda aumentar a renda mensal comercializando os objetos oriundos da reciclagem.
A arte educadora Eliana Ferreira disse que a proposta é conscientizar os professores sobre a importância do consumo sustentável e a redução do lixo, formando multiplicadores na comunidade escolar. “Esses professores poderão repassar aos alunos os conceitos de educação ambiental e, na pratica, a importância da reciclagem enquanto medida de proteção do meio ambiente”, ressaltou.
A oficina agradou a professora Elisângela Vieira da Costa, que leciona no ensino fundamental da Escola Júlia Barbalho. Ela contou ter aprendido muito durante a oficina, principalmente como transformar lixo em dinheiro. “Vou levar para os meus alunos toda essa riqueza de conhecimento. O nosso município sofre bastante com a falta de informação ambiental. Agora vou poder ensiná-los a proteger o meio ambiente, através da reciclagem”, disse a professora.
Alunos de escolas públicas de Portel também estão recebendo orientações sobre educação ambiental, ecologia e reciclagem, em palestras realizadas nas próprias escolas. A coordenadora da ação ambiental da Sema, Graciete Nogueira, informou que o objetivo é formar uma grande rede de multiplicadores ambientais. “Os professores levam para a sala de aula o que aprendem no curso, e os alunos levam para sua comunidade o que aprendem na escola, e assim o conhecimento é ampliado e divulgado”, destacou.
Nesta sexta-feira (23), durante uma caminhada ecológica pelas ruas da sede municipal, serão apresentados os resultados da oficina. Haverá ainda exposição dos objetos confeccionados e ações de sensibilização.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Estado e União lançam
Pacto pela Leitura no
aniversário da
biblioteca Arthur Vianna



 O governador Simão Jatene e a ministra da Cultura, Ana Buarque de Holanda, lançaram na noite desta quinta-feira (22), em cerimônia comemorativa aos 141 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna, o “Pacto pela Leitura”, uma união de forças entre as esferas governamentais para incentivar a leitura no Pará.
Durante o evento, realizado no Teatro Margarida Schivasappa, que integra o Centro Turístico e Cultural Tancredo Neves (Centur), Ana de Holanda anunciou o repasse de R$ 2,5 milhões para reforma da biblioteca, considerada a terceira maior da Região Norte, com um acervo de quase 1 milhão de obras. Os recursos serão viabilizados por um convênio que será assinado em abril, entre o Ministério da Cultura (MinC) e o Governo do Estado, por meio da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves (FCPTN).
Simão Jatene ressaltou a importância da longevidade da Biblioteca Arthur Vianna. “Só o fato de uma biblioteca completar 141 anos na Amazônia já valeria este momento. Mas temos ainda muitas razões para festejar”, afirmou, destacando os avanços que o Pará tem conquistado no campo da cultura e do incentivo à leitura. Jatene citou como exemplo a Feira Pan Amazônica do Livro, realizada anualmente em Belém, no mês de setembro, que em 2011 foi visitada por cerca de 600 mil pessoas.  
Além de anunciar a liberação dos recursos, Ana de Holanda ressaltou a diversidade cultural do Pará, falou sobre a campanha do governo federal de incentivo à leitura “Leia mais, seja mais”, e parabenizou o Estado pela iniciativa do Pacto pela Leitura entre as esferas federal, estadual e os municípios do Pará. “Nós estamos lançando essa campanha para acompanhar e estimular a leitura”, frisou. O objetivo, segundo ela, além de ajudar na educação, também é incentivar o potencial lúdico nas pessoas.
Parcerias - Nilson Chaves, presidente da FCTN, destacou o fortalecimento da parceria entre os governos federal e estadual. “O ponto principal é que iniciamos e fortalecemos uma parceria concreta do governo do Pará com o Ministério da Cultura, favorecendo não só a Fundação, mas todos os municípios do Pará. Isso reforça o quanto a leitura ainda é muito forte na nossa região”, afirmou. 
Nesta sexta-feira (23), Ana de Holanda participa da inauguração da biblioteca pública no município de Afuá, no Arquipélago do Marajó. Com isso, o Pará encerrará um ciclo histórico de incentivo à leitura, zerando o déficit de bibliotecas em todos os 143 municípios.
Em dois anos, foram inaugurados 21 novos espaços públicos dedicados à leitura. O evento em Afuá será realizado pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Pará, da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, em parceria como Ministério da Cultura.
Também participaram da cerimônia autoridades federais e estaduais, entre as quais o secretário de Articulação Institucional do MinC, Roberto Peixe; o presidente da Fundação da Biblioteca Nacional, Galeno Amorim; os secretários de Estado de Promoção Social, Nilson Pinto, e de Cultura, Paulo Chaves, e a coordenadora do Grupo Gestor do Programa Pro Paz, Izabela Jatene.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Emater apresenta o Cadastro
Ambiental Rural na
região do Xingu

Representantes de sindicatos, associações e prefeituras dos 11 municípios da área de influência da Hidrelétrica de Belo Monte, que formam o Território da Cidadania do Xingu, se reuniram nesta quinta-feira (22) em Altamira, para conhecer o Cadastro Ambiental Rural (CAR). Executado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Para (Emater), o cadastro deve atingir, em um ano, 19.643 propriedades de agricultores familiares.
O CAR é um documento que regulariza o imóvel rural nas áreas ambiental e fundiária, dando condições ao agricultor de desenvolver de forma legal suas atividades, além de torná-lo apto a acessar políticas públicas, como o crédito rural. O CAR é obrigatório para todo imóvel rural, independentemente de realizar atividade lucrativa.
Para viabilizar o cadastro, a Emater promoverá reuniões em cada um dos 11 municípios, a fim de conhecer a realidade local e definir metodologias para o trabalho de mapeamento das propriedades. Para a execução do trabalho, a Emater equipará os escritórios locais, e realizará cursos de capacitação para 130 técnicos.
Segundo Letrízia Duarte Souto, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Porto de Móz, a realização do CAR será fundamental para a região, não só pela regularização da propriedade, mas por identificar onde as familiais podem trabalhar sem prejudicar a floresta, abrindo o acesso a benefícios que contemplam o trabalhador rural. “Até para nos aposentarmos a Previdência Social precisa estar informada da propriedade. Estamos nos sentindo fortalecidos com essas parcerias”, afirmou Letrízia.
O cumprimento das metas estabelecidas requer parcerias com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Terras do Pará (Iterpa), Programa Municípios Verdes, Superintendência do Patrimônio da União (SPU), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e outras instituições.
A iniciativa coloca em prática o Termo de Compromisso assinado, em janeiro de 2011, por diversos municípios paraenses com o Ministério Público Federal e o governo do Estado, que estabelece o comprometimento com o desmatamento zero e o cadastramento ambiental rural em pelo menos 80% da área territorial de cada município.
Os técnicos da Emater já estão trabalhando. Dos 19.643 documentos que precisam ser elaborados, mais de quatro mil estão prontos.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Caravana atende vítimas
de escalpelamento em Portel



A Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva no município de Portel vem realizando um trabalho de prevenção a acidentes com escalpelamento, por meio da Comissão Estadual criada para erradicar esse tipo de acidente nos rios do Pará. Nesta quinta-feira (22), os técnicos da Comissão se reuniram com membros do Comitê Municipal de Erradicação aos Acidentes com Escalpelamento, visando reforçar as ações preventivas, o atendimento e a busca pelas vítimas.
Durante o encontro foram repassadas novas informações sobre o atendimento às vítimas oferecido pelo Programa de Atenção Integral às Vítimas de Escalpelamento (Paives), realizado na Santa Casa de Misericórdia do Pará, em Belém.
De acordo com a técnica da Comissão, Socorro Silva, coordenadora da ação do Comitê em Portel, o grande desafio é fazer com que as vítimas retornem ao tratamento, já que muitas desistem por falta de acesso ao Tratamento Fora de Domicílio (TFD), um benfício fornecido pelo município para os pacientes que precisam de tratamento fora da cidade de origem. “Muitas não conseguem o TFD e acabam desistindo do tratamento. Nosso trabalho é buscar essas pacientes, para que voltem ao tratamento na capital”, informou.
Foi em uma dessas buscas que o técnico da Diretoria de Políticas de Atenção Integral à Saúde da Sespa, Marcus Lobato, integrante da caravana, conheceu a adolescente Neusa Sousa Reis, 18 anos. Ela sofreu o acidente em 26 de agosto de 2008, e perdeu 80% do couro cabeludo. A desistência do tratamento foi por falta de condições para ir à capital. “Eu cheguei a ser atendida, mas não tive como continuar o tratamento. Agora vou tentar mais uma vez”, disse Neusa.
Embarcações - O trabalho da Comissão também inclui a identificação e o registro das embarcações que navegam com o eixo do motor descoberto ou com cobertura inadequada. Um relatório será enviado à Capitania dos Portos, órgão responsável pela fiscalização e fornecimento da cobertura. Somente em Portel foram registradas mais de mil embarcações sem a proteção no eixo do motor. “Nosso próximo passo é firmar uma parceria com o órgão fiscalizador, para intensificar as ações de erradicação do escalpelamento na região do Marajó”, informou Marcus Lobato. 
O Marajó registra a maioria dos acidentes com escalpelamento no Pará. Em 2011, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da Comissão Estadual de Erradicação aos Acidentes com Escalpelamento, registrou em todo o Estado oito acidentes envolvendo escalpelamento, dos quais sete foram em municípios do arquipélago marajoara. Só nos primeiros meses de 2012 já aconteceram três acidentes em Breves e Portel (no Marajó) e Oeiras do Pará, na região do Tocantins.
Durante a caravana em Portel, Marcilene Silva Reis, 14 anos, que sofreu o acidente quando ainda era criança (aos 5 anos), foi uma das atendidas. Vítima de escalpelamento total (perda do couro cabeludo), ela se prepara para a terceira cirurgia. Marcilene recebeu atendimento odontológico e oftalmológico, e fez exames de rotina. A vontade de se tornar médica surgiu após o acidente. Ao receber o atendimento, a adolescente disse que espera “poder ajudar outras meninas como eu”.
O tratamento das vítimas de escalpelamento é longo e doloroso. As intervenções cirúrgicas envolvem expansores de pele, para reparo de lesões, e preparo da área lesionada para enxerto. O resultado do tratamento é a recuperação da autoestima e a oportunidade de ter uma vida normal.
Outra conquista para as vítimas de escalpelamento é o benefício assistencial. Ano passado, os ministérios da Previdência Social e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, com apoio da Defensoria Pública da União, assinaram um termo de cooperação técnica visando inserir vítimas de escalpelamento nos serviços socioassistenciais.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Conferência de Saúde em
Bragança debate
acesso e acolhimento

O secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, participou da mesa de abertura da 8ª Conferência Municipal de Saúde no município de Bragança, no nordeste do Pará. O evento, iniciado na quarta-feira (21), tem como tema “Acesso e acolhimento com qualidade: Um desafio para o Sistema Único de Saúde (SUS)”, que propõe uma discussão sobre o acesso e qualidade da assistência de saúde para a população. 
Helio Franco ministrou palestra sobre o tema, destacando que a participação efetiva do controle social faz com que os gestores tenham retorno dos recursos destinados à saúde. Segundo ele, as conferências possibilitam uma reflexão ampla sobre a situação da saúde pública, pois debatem os serviços, a problemática e as estratégias que visam melhorar a qualidade da saúde pública. “Acesso é uma das coisas mais importantes no SUS. É a certeza da garantia de atendimento”, ressaltou.
O secretário também destacou a importância do bom funcionamento da Atenção Primária nos municípios, para garantir o nível ideal de atendimento em saúde oferecido à população. “Os profissionais de saúde precisam trabalhar para mudar o comportamento das pessoas, no sentido de adotar hábitos e atitudes mais saudáveis, evitando doenças crônicas e mortes por causas externas, como acidentes automobilísticos”, frisou.
Visitas - Acompanhado pelo vice-prefeito de Bragança, José Américo Sarmento, pelo secretário Municipal de Saúde, Gilberto Oliveira, e por Raimundo Sena, diretor da Escola Técnica do SUS, Helio Franco visitou o Hospital das Clínicas, o Hospital Geral de Bragança e o Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria, conveniados ao SUS, referências no município. Ele inspecionou ainda a obra da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Bragança, que será inaugurada em julho deste ano.
Helio Franco foi homenageado pela equipe do Hospital Santo Antonio Maria Zaccaria com uma placa de honra ao mérito “Dom Eliseu Maria Coroli”, fundador da instituição. Segundo a superintendente do hospital, Estelina de Oliveira, “este é um reconhecimento à competência e aos serviços prestados à saúde do Estado, em especial à região bragantina”.
“Estamos demonstrando, através desta homenagem, nossos sinceros respeitos pela sua competência como secretário estadual de Saúde. Este é um gestor que tem responsabilidade pelas políticas públicas de saúde”, afirmou ela.
O secretário agradeceu a homenagem e reiterou a preocupação da atual gestão com a saúde em todo o Estado. “A saúde é uma das grandes prioridades do governo do Estado. Nossa intenção é estimular os municípios polos, para se tornarem exemplos. Bragança tem um significado muito importante pela sua estrutura hospitalar”, destacou.
Na volta a Belém, Helio Franco visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Capanema, inaugurada em fevereiro pelo governo do Estado, onde conversou com médicos, enfermeiros e pacientes.

Texto:
Edna Sidou-Sespa

Atletas brasileiras ganham
ouro no nado sincronizado




Com a trilha sonora do filme “Burlesque”, de 2010, as atletas do nado sincronizado do Brasil conquistaram nesta quinta-feira (22) a medalha de ouro na prova Rotina Livre Combinada, que reúne elementos de solo, dueto e equipe na mesma coreografia. Foi mais uma vitória brasileira no Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado em Belém até o próximo sábado (24).
A equipe brasileira venceu com 86,613 pontos. A Colômbia ficou com a medalha de prata, e a Venezuela com a de bronze. A competição de nado sincronizado continua nesta sexta-feira (23), com as rotinas livres de solo, a partir das 09h, e de duetos às 16h, que definirão as medalhistas das duas provas.
A brasileira Giovana Stephan conseguiu a nota mais alta na disputa da Rotina Técnica de Solos, realizada na manhã desta quinta-feira (22). Ela atingiu 84,750 pontos, seguida pelas solistas argentina e colombiana. Essas notas serão somadas às de rotina livre.
No polo aquático masculino, o Brasil manteve a invencibilidade ao derrotar a Colômbia por 16 a 7, com as parciais de 3 x 0; 6 x 0; 4 x 4 e 3 x 3. Pela seleção brasileira marcaram Marcelo Franco (3), Felipe Silva (2), Gustavo Coutinho (4), Bernardo Gomes (2), César Queiroz (2), Gustavo Grummy (2) e Gabriel Reis (1).
O Brasil, líder da competição com oito pontos, enfrenta ainda o Equador no encerramento da fase de classificação. A Argentina está com seis pontos; Colômbia e Venezuela com quatro; Equador com dois, e Uruguai sem pontos. As semifinais serão disputadas entre o 1º e o 4º colocado, e o 2º e o 3º. O 5º e 6º disputarão apenas a colocação final.
Marcos Eiró, secretário Estado de Esporte e Lazer, fez uma avaliação positiva do campeonato. “Além da preparação que fizemos, o governo do Estado tem acompanhado tudo de perto, para que esse campeonato seja fechado com chave de ouro, tanto nos bons resultados que esperamos das equipes brasileiras, quanto na organização”, disse ele.
O Sul-Americano de Desportos Aquáticos é uma realização da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e do governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Texto:
Bruna Carvalho-Seel

Governo levará serviços de
saúde a moradores das ilhas

A partir de 1º de junho deste ano um barco do governo do Estado prestará serviços de saúde à população ribeirinha, residente nas ilhas de vários municípios paraenses. Moradores ds ilhas de Belém receberão 80% desse atendimento, informou a diretora da Secretaria Especial de Proteção e Desenvolvimento Social, Heloisa Guimarães, nesta quinta-feira (22), durante a realização do Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Ilhas - o Grito das Mulheres,  no Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas. O evento reuniu também representantes do governo estadual e da Prefeitura de Belém.
Heloisa Guimarães, que representou a secretária especial Teresa Cativo no evento, informou que o barco está sendo equipado para oferecer à população os principais exames, principalmente aqueles direcionados à saúde da mulher. "Estarão disponíveis todos os exames necessários para prevenir e tratar as principais doenças que atingem as mulheres", afirmou a diretora, que é médica e já trabalhou na região das Ilhas.
No Fórum, mulheres residentes nas ilhas de Belém e nos municípios de Abaetetuba, Ananindeua e Barcarena, abordaram as dificuldades que enfrentam para conseguir atendimento na área de saúde. A principal queixa das mulheres está relacionada à falta de assistência nas ilhas. "Na minha comunidade não tem posto de saúde. Quando a gente fica doente tem que se deslocar para Barcarena ou Belém", disse Maria das Graças Pereira, moradora há 25 anos da Ilha Trambioca, localizada em frente ao município de Barcarena. No local, onde vivem 600 famílias, segundo ela não há energia elétrica e escolas.
Moradora há 22 anos da Ilha de Urubuoca, localizada em frente ao distrito de Icoaraci, a professora Kátia Regina Cardoso ressaltou que a principal preocupação da comunidade é com a contaminação da água e a dificuldade de transporte. "Precisamos de alguém que abrace a causa dos ribeirinhos", afirmou Kátia, lembrando que a equipe da Assessoria de Articulação e Cidadania, coordenada pela primeira-dama Ana Jatene, já conseguiu alguns avanços, como levar serviços de cidadania e colocar a escola da comunidade na lista das unidades que serão reformadas pela Secretaria de Estado de Educação ainda este ano.
Infraestrutura - O Fórum foi promovido  pela Paróquia Nossa Senhora da Conceição das Ilhas, com o apoio do governo do Estado, por meio da Assessoria de Articulação e Cidadania da Casa Civil. O coordenador do evento, padre Jonas Teixeira, afirmou que o principal objetivo foi criar uma nova consciência de participação nas comunidades residentes na região insular da capital paraense. "Não existe infraestrutura para quem reside nas ilhas. As parcerias são bem vindas, para que essa população seja bem atendida", ressaltou o padre.
Belém tem 39 ilhas, que agregam mais de 70 mil habitantes. Segundo  Evandro Ladislau, representante do Programa Pobreza e Meio Ambiente na Amazônia (Poema/UFPA), a maior parte da cobertura vegetal de Belém está concentrada nas ilhas, assim como a maioria dos recursos naturais. "Nesse contexto existem moradores, ribeirinhos que resistem à urbanização, mas que precisam de políticas públicas", disse ele, ressaltando que as parcerias com o governo do Estado avançaram bastante no atual governo. "Porém, precisamos avançar mais. A falta de água tratada, por exemplo, é um dos nós que precisamos vencer para dar mais saúde a essa população", ressaltou.
Participaram também do Fórum o coordenador da Rede Paraense de Controle ao Câncer, Antenor Madeira; Kendra Botelho Soares, da Coordenadoria da Mulher de Belém, da Prefeitura de Belém; Daniele Kayath, representando a primeira-dama, Ana Jatene, e as palestrantes da Rede Paraense de Controle ao Câncer, Noêmia Maués e Patrícia Martins.

Texto:
Janise Abud-Casa Civil

Gestores penitenciários
participam de curso
de qualificação




Despertar nos gestores a necessidade de práticas efetivas na gestão penitenciária, que ampliem a qualidade dos serviços oferecidos, é o objetivo do curso de qualificação “Gestão Estratégica: um desafio constante”, que reúne 180 gestores da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe). A primeira turma iniciou as atividades na terça-feira (20), na Escola de Administração Penitenciária (EAP), localizada no Instituto de Ensino de Segurança Pública do Pará (Iesp), em Marituba, município da Região Metropolitana de Belém.
Diretores, vice-diretores, chefes de segurança e coordenadores das unidades prisionais de Belém e demais municípios da Região Metropolitana participam do curso, que terá várias turmas até 19 de abril.
“Nós precisamos estar atualizados sobre os procedimentos administrativos e de custódia, porque somos os gerenciadores do sistema. O conhecimento dos servidores faz parte da reinserção do interno, que um dia vai voltar ao convívio social”, destacou vice-diretor do Centro de Recuperação de Mosqueiro, Éder Cardoso.
Da primeira turma, que concluiu as atividades nesta quinta-feira (22), participaram 49 servidores. Geane Salzer, instrutora do curso e diretora do Núcleo de Execução Criminal da Susipe, declarou que “estar em sala de aula é um momento de troca. Eles levantam as problemáticas e nós, instrutores, reforçamos o conhecimento específico, de acordo com a rotina de trabalho de cada um”.
O curso tem carga horária total de 20 horas/aula e três disciplinas: Comportamento humano em instituições carcerárias, Procedimento de custódia e Gestão penitenciária com foco sistêmico. Também são ministradas palestras pelos gerentes de Recursos Humanos e da Divisão de Assistência ao Servidor da Susipe.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Pagamento dos servidores
do Estado começa na segunda-feira

O governo do Estado inicia na próxima segunda-feira (26) o pagamento dos servidores públicos, das administrações direta e indireta, referente ao mês de março. Segundo o cronograma divulgado pela Secretaria de Estado de Administração (Sead), os inativos militares e pensionistas civis e militares serão os primeiros a receber. O pagamento será encerrado na sexta-feira (30), com os servidores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), da capital e do interior.
CRONOGRAMA DE PAGAMENTO – MARÇO DE 2012
Dia 26 – segunda-feira - Inativos militares e pensionistas civis/militares
Dia 27 – terça-feira - Inativos civis e pensões especiais/Sead
Dia 28 – quarta-feira - Auditoria, Casa Civil, Casa Militar, Consultoria Geral, Defensoria Pública, Gabinete da Vice-governadoria, Procuradoria Geral, NAF, NGTM, Secretarias Especiais, Sepaq, Secti, Sead, Sefa, Sepof, Sagri, Sema, Secult, Seidurb, Seel, Seicom, Sejudh, Seop, Sespa, Seter, Seas, Setran e Secom
Dia 29 – quinta-feira – Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar, Segup, Adepará, Arcon, Asipag, CDI, Ceasa, Cohab, CPC Renato Chaves, Detran, EGPA, Emater, FCG, FCPTN, FCV, Fasepa, Funtelpa, Fapespa, Hospital de Clínicas, Hospital Ophir Loyola, Fundação Hemopa, IAP, Imetropará, Iasep, Igeprev, IOE, Iterpa, Jucepa, Paratur, Prodepa, Fundação Santa Casa, Susipe, Uepa, Ideflor, Idesp e Loterpa
Dia 30 – sexta-feira – Seduc – capital e interior


Santa Casa reúne-se com
médicos para otimizar
a assistência

Mais médicos nas alas dos recém nascidos prematuros, salas de partos, pediatria e maternidade, além da busca da melhoria de gestão de pessoas. Principalmente a situação dos médicos pediatras, neonatologistas e ginecologistas. Esta foi a principal discussão que a direção da Fundação Santa Casa teve nesta terça-feira, 20, com a equipe de médicos pediatras, neonatologistas da instituição.
Segundo Eunice Begot, presidente da Fundação Santa Casa, o objetivo da atual gestão é garantir todo o suporte técnico para o bom desempenho da assistência prestada e, dessa forma, proporcionar à equipe, condições necessárias para que os médicos possam desenvolver suas atividades de forma tranquila, com todo o apoio da direção do hospital. Considerando que a Santa Casa realiza cerca de 500 partos por mês, dos quais 80% são de gravidez de alto risco, a maior dificuldade está em compor a escala de serviço de pediatras de forma equilibrada, principalmente na assistência às salas de partos e alas de bebês prematuros, que necessitam de cuidados especiais. “Abrimos contratações para novos médicos e não conseguimos suprir a necessidade. A falta de pediatras é um problema nacional” disse a titular da Santa casa.
“Queremos a colaboração, união e o compromisso de nossos médicos que estão distribuídos em vários setores do hospital, para que juntos e unidos, possamos encontrar uma solução para aliviar a sobrecarga dos que estão trabalhando exaustivamente”, ressalta Eunice Begot. A presidente destacou ainda o importante apoio do Secretário Estadual de Saúde, Helio Franco, e da Secretária Especial de Proteção e Desenvolvimento Social, Teresa Cativo, para resolver estas adequações no hospital.
Na reunião, os médicos tiveram a oportunidade de expor suas dificuldades e propor soluções. Na ocasião, foi apresentado pelas gerências das áreas envolvidas, a sugestão de escala de serviço de acordo com os parâmetros técnicos do Ministério da Saúde. A titular da Santa Casa enfatizou que se houver o compromisso com a escala de serviço e o cumprimento da jornada de trabalho de 20 horas semanais e a colaboração dos 136 médicos pediatras da instituição, possivelmente haverá uma solução.
Luciana Cordeiro, assessora jurídica da Santa Casa, garante que a proposta tem todo o fundamento jurídico. “A proposta está amparada nos preceitos legais que garantem o pagamento dessas escalas de serviços”. Além da presidente da Santa Casa e médicos da instituição, participaram da reunião Neyla Dahas, diretora assistencial; Cyane Markert, diretora técnica; Ana Marta, gerente da maternidade; Mary Lucy, gerente da pediatria; Luciana Ataíde, gerente da neonatologia; Luciana Cordeiro, assessora jurídica; Roselene Brandão, gerente de pessoas e Cinthya Pires, assessora da presidência.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa


Santa Casa discute
consumismo infantil

O Serviço Biopsicossocial da Fundação Santa Casa realiza nesta quinta-feira, 22,  às 15h, no auditório do hospital, a apresentação do documentário “Criança, a Alma do Negócio”, um filme sobre o consumismo e a publicidade na infância. Após a exibição, será aberto um debate sobre o tema do filme. Participam dos debates sobre o documentário, em uma reflexão mais ampla sobre o tema, Jurelda Guerra, psicóloga e vice-presidente do Conselho Regional de Psicologia e conselheira da Sociedade Paraense de Direitos Humanos; Pilar Moraes, nutricionista, especialista em nutrição clínica, mestre em Saúde, Sociedade e Endemias da Amazônia, além de outros profissionais da área de Saúde e Ciências Humanas.  

Defensoria Pública analisa
processos de detentos
da Colônia Agrícola

A Defensoria Pública do Estado do Pará, em parceria com a Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe), iniciou na última quarta-feira, 21, um mutirão para atendimento e análise dos processos dos internos da Colônia Agrícola Heleno Fragoso, unidade localizada no município de Santa Izabel que custodia 392 internos em regime semi-aberto. Durante os atendimentos, os defensores públicos analisam a certidão carcerária do interno, documento que relata a trajetória do indivíduo no sistema prisional; além das informações do processo, para adotarem as medidas adequadas a cada caso. Somente no primeiro dia, quarenta e cinco detentos foram beneficiados.
“Fazemos um cálculo para o interno ter conhecimento do tempo que ainda falta para ele ter livramento condicional, progressão de regime e remição de pena, em seguida peticionamos para o Judiciário avaliar”, explica o defensor público Arthur Neto. Os atendimentos na Colônia Heleno Fragoso continuarão, sempre às quartas-feiras, até que todos tenham a situação jurídica analisada. Para o interno José Rodrigues da Mata Neto, 60 anos, obter informações sobre o processo é importante. “A presença de mais advogados na unidade prisional acelera os benefícios e alivia a tensão no cárcere”, diz.
Segundo o diretor da Colônia Agrícola, Major Claúdio Gifoni, “os mutirões são importantes porque garantem o que a Constituição Federal expressa: atendimento gratuito para os internos que não possuem condições financeiras para pagar os honorários advocatícios e custas processuais“.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe



SHOW ‘RIO DOS MUNDOS
‘ RONALDO SILVA
E ALLAN CARVALHO
dias 23 e 30 de março
no SESC Boulevard


RONALDO SILVA- considerado um dos mais importantes compositores amazônicos. Tem dois CDs em carreira solo, o “Via Norte” e “Faróis”, além dos sete discos produzidos pela banda Arraial do Pavulagem, onde é fundador. Sua obra também já foi registrada na voz de vários intérpretes, como Jane Duboc, Nilson Chaves, Pedrinho Cavalero, Cabinho, Maria Lídia etc. e, mais recentemente, Gabi Amarantos.
ALLAN CARVALHO - da nova geração de compositores. Em breve lança, também pelo selo Rios do Mundo, seu primeiro disco solo. Tem sua obra registrada no CD do seu grupo Quaderna, disco que teve grande aceitação de público e crítica. Além disso, seu trabalho musical passeia pelos documentários da série “Barcos da Amazônia” (de Chico Carneiro), em trilhas para teatro e nos CDs de Fábio Cavalcante, Eduardo Dias, Rafael Barros, João Paulo Tubarão e do grupo Curimbó de Bolso.

 PROPOSTA DE SHOW: RIOS DO MUNDO

O encontro musical entre os compositores paraenses Ronaldo Silva e Allan Carvalho propõe painéis de ritmos e de sonoridades tradicionais e contemporâneas, resultantes de vivências acumuladas ao longo de suas trajetórias individuais e do trabalho de parceria, desenvolvido nos últimos anos.
Rios do Mundo é um passeio a bordo de um navio-gaiola, repleto de cantigas, folias, toadas, batuques, que retratam a riqueza do imaginário amazônico. A poética presente nas obras desses dois violeiros é um bilhete de passagem para navegar paisagens culturais de rara beleza.
A montagem desse espetáculo musical é motivada pela necessidade de oportunizar ao público os resultados dessa dedicação e aprimoramento.
Músicos: Zeca Sagica (bateria), Bruno Mendes (percussão), Rubens Stanislaw (baixo) e Marcelo Fernandes (guitarra).

Serviço:
Dias: 23 e 30 de março.
Local: Sesc Boulevard
Horário: 19:00hs

Contatos:
E-mail: allan_oak@hotmail.com
Fones: (91) 8120-6634 ou (91) 9607-9057.



Fasepa participa de reunião
nacional que debate a
socioeducação no País

Uma reunião que fará balanço dos caminhos traçados na execução de políticas para a socioeducação em todo o país. Este é o objetivo do encontro técnico do Fórum Nacional de Dirigentes Governamentais de Entidades Executoras da Política de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fonacriad) nos próximos nesta quinta e sexta-feira, 22 e 23, em Maceió (AL).
O Fonacriad reúne gestores dos órgãos públicos estaduais que executam as medidas socioeducativas no Brasil. O Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) dará o tom das discussões. Todos os Estados brasileiros irão apresentar o que estão fazendo para a implantação e/ou implementação do Sinase, que desde o último mês de janeiro se transformou na Lei Federal n º12.594. Os Estados têm até o mês de maio para se adequarem. O Pará será representado pela presidente da Fundação dos Direitos da Criança e do Adolescente do Pará (Fasepa), Ana Célia de Oliveira, que preparou uma apresentação para mostrar o que o Estado executa pela socioeducação.

Sine de Marabá oferece quase
90 vagas para várias funções

Marabá, no sudeste do Estado, é uma das cidades do interior que mais ofereceram vagas de emprego em 2011 e a tendência continua em 2012. O Sistema Nacional de Empregos (Sine) do município informa a relação de empregadores com ofertas de 89 vagas para os sexos masculino e feminino para diversas vagas, como atendente de açougueiro, atendente de alarme, garçom, garçonete, auxiliar de refrigeração, babá, assistente de marketing, carpinteiro, consultor de vendas, entre outros, além de vagas para pessoas com deficiência. Veja a relação abaixo e entre em contato com o Sine de Marabá pelos telefones (94) 3322-2731 e 3322-5673 ou no endereço Folha 32, quadra 7, lote 2, Nova Marabá.
Açougueiro
Uma vaga para o sexo masculino com ensino Fundamental, experiência de seis meses na Carteira de Trabalho. Para trabalhar no bairro São Félix.
Almoxarifado
Duas vagas para o sexo masculino com ensino médio completo, experiência mínima na função de seis meses na Carteira de Trabalho e experiência em peças de motos.
Atendente de alarme
Uma vaga para o sexo masculino com ensino médio completo, curso de vigilante ou que tenha servido o Exército em, no mínimo, 5 anos, e Carteira de Trabalho AB.
Auxiliar de cozinha
Três vagas para o sexo feminino com ensino médio completo e experiência de seis meses, para trabalhar à noite.
Auxiliar de cozinha
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo e experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho.
Auxiliar de refrigeração
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo, informática básica, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho.
Assistente de Departamento Comercial
Uma vaga para o sexo feminino com ensino médio completo, informática e experiência de seis meses na Carteira de Trabalho.
Assistente de Marketing
Uma vaga para o sexo feminino com ensino médio completo, informática e experiência de seis meses na Carteira de Trabalho.
Babá
- Uma vaga para o sexo feminino com ensino médio, experiência mínima de seis meses. Para cuidar de uma criança e que possa morar no local de trabalho.
 - Uma vaga para o sexo feminino. Pode ter o ensino fundamental incompleto, mas com experiência de seis meses.
Barman
Uma vaga para o sexo masculino ou feminino com ensino médio completo, experiência mínima de seis meses. Para trabalhar das 17h a zero hora.
Caixa
Uma vaga para o sexo feminino com ensino médio completo, informática básica e experiência de seis meses na Carteira de Trabalho.
Caseiro
Uma vaga para o sexo masculino. Pode ter o ensino fundamental incompleto, experiência como caseiro e com gado. Para trabalhar em uma fazenda localizada a 35 km de Marabá.
Carpinteiro
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo e experiência de um ano na Carteira de Trabalho em carrocerias.
Chefe de oficina
Uma vaga para o sexo masculino com ensino médio, experiência de seis meses na Carteira de Trabalho com caminhões.
Consultor de vendas
Uma vaga para o sexo feminino ou masculino com ensino médio completo, informática básica, experiência de seis meses e disponibilidade para trabalhar à tarde e à noite.
Costureira
- Uma vaga para o sexo feminino com ensino fundamental completo e experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho.
 - Uma vaga para o sexo feminino com ensino fundamental e experiência em tecidos e malhas.
Cozinheiro (a)
Três vagas para o sexo feminino ou masculino com ensino fundamental e experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho.
Garçom ou garçonete
- Três vagas para o sexo masculino ou feminino com ensino médio, informática básica, experiência mínima de seis meses e referências.
- Quatro vagas para o sexo masculino com ensino fundamental completo, experiência mínima de seis meses. Para trabalhar aa noite.
- Uma vaga para o sexo feminino com ensino fundamental completo, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho. Para trabalhar de terça a sábado, das 17h a zero hora.
Líder operacional
Uma vaga para o sexo masculino com ensino médio completo ou cursando faculdade na área de logística, com experiência de dois anos na Carteira de Trabalho.
Mecânico de automóveis
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental e experiência de seis meses na Carteira de Trabalho.
Mecânico de caminhões
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo, conhecimentos em caminhonetes e experiência de três anos na Carteira de Trabalho.
Mecânico de motos
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho ou prática de muitos anos.
Operador de monitoramento
Uma vaga para o sexo feminino com ensino médio completo, informática básica e experiência mínima de seis meses.
Padeiro
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental, experiência de seis meses na Carteira de Trabalho para trabalhar no bairro São Félix.
Pintor de carrocerias
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo e experiência em pintura de carrocerias.
Pizzaiolo
Uma vaga para o sexo feminino ou masculino com ensino médio completo, experiência de seis meses na Carteira de Trabalho e conhecimentos em salgados. Para trabalhar à noite.
Para pessoas com deficiência
Quatro vagas para o sexo masculino ou feminino com ensino médio completo, informática e experiência de almoxarife ou auxiliar administrativo.
Preparador de tintas
Uma vaga para o sexo masculino com ensino médio, curso de informática e experiência de seis meses na Carteira de Trabalho e com Carteira de Habilitação AB.
Soldador MIG
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo e experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho.
Técnico de refrigeração
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo, informática básica, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho e conhecimentos em Split e Self.
Vendedor externo
- Uma vaga para o sexo feminino com ensino médio, informática básica, experiência em vendas de preferência na área de cosméticos, motocicleta própria e Carteira de Trabalho A ou AB.
- Duas vagas para o sexo masculino ou feminino com ensino médio completo, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho e motocicleta própria.
- Duas vagas para o sexo masculino com ensino médio completo, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho em vendas, de preferência em móveis; e CNH AB.
- Duas vagas para o sexo masculino com ensino médio completo, experiência de seis meses na Carteira de Trabalho, e que tenha carro ou motocicleta própria.
- Uma vaga para o sexo masculino ou feminino com ensino médio completo, informática básica, experiência mínima de seis meses e que tenha carro ou motocicleta.
- Uma vaga para o sexo masculino com ensino médio completo, experiência mínima de seis meses em vendas na Carteira de Trabalho e CNH AB.
- Quatro vagas para o sexo feminino ou masculino com ensino médio completo, experiência mínima de seis meses em vendas na Carteira de Trabalho.
- Cinco vagas para o sexo masculino ou feminino com ensino fundamental completo, informática, com ou sem experiência na função.
- Uma vaga para o sexo masculino com ensino médio completo, experiência mínima de seis meses na Carteira de Trabalho e CNH D.
- Duas vagas para o sexo masculino com ensino fundamental completo, experiência de seis meses na Carteira de Trabalho, disponibilidade para viajar e motocicleta própria.
Vidraceiro
Uma vaga para o sexo masculino com ensino fundamental completo e experiência mínima de seis meses.

Texto:
Rusele Mendes-Seter

Seop promove licitações
no Baixo Amazonas

No dias 29 e 30 de março, a Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) promoverá licitação para a execução de obras nos municípios de Santarém e Itaituba, no oeste paraense. Os investimentos do Governo do Estado naquela região somam aproximadamente R$ 2 milhões somente neste primeiro semestre. Estão previstas a conclusão da Unidade Regional do Instituto de Perícias de Itaituba, e, em Santarém, a construção de duas quadras de ensaio do Festival do Çairé, a ampliação da Câmara Municipal e a construção da Unidade Integrada de Polícia. O processo será conduzido pela Comissão Permanente de Licitações da Seop.

Paratur firma parceria
com a Coréia do Sul

O presidente da Paratur, Adenauer Góes, iniciou nesta quarta-feira, dia 21, parceria com representantes da Coreia do Sul para a vinda, ao Pará, de duas importantes emissoras de TV daquele país com a finalidade de divulgar o turismo paraense. Na pauta da produção, açaí, maracujá e guaraná como insumos da gastronomia, além dos atrativos turísticos de Belém e da ilha do Marajó. As emissoras são a MBC e a KBS e a parceria é com a representação, no Brasil, do Conselho de Unificação das Coreias.

Paratur fortalece gestão
do turismo em Altamira

Dentro da execução do Plano Estratégico de Turismo do Pará “Ver-o-Pará", lançado no ano passado, com nove macroprogramas e 42 projetos de desenvolvimento, a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) realiza, no município de Altamira, uma ação de fortalecimento da gestão municipal de turismo. A ação acontecerá até o dia 1º de abril e será executada pela Diretoria de Fomento da Paratur. O objetivo é  apresentar aos gestores do município o novo modelo de gestão do turismo e fortalecer a institucionalização dos roteiros turísticos de acordo com os critérios para a classificação turística, como explica Liliane Obando Lima, diretora de Fomento da Paratur.
A qualificação dos gestores da atividade turística terá a finalidade de identificar a estrutura institucional para o melhor aproveitamento dos instrumentos de gestão local, como o órgão municipal de Turismo, Conselho Municipal de Turismo e Fundo Municipal de Turismo. Além disso, será feita a adequação dos dados da oferta turística levantada pelo município aos critérios de hierarquização da classificação turística, que segundo o Plano Estratégico de Turismo do Pará somam 465 produtos e recursos turísticos nos polos Belém, Marajó, Tapajós, Amazônia Atlântica e Xingu.
“O fortalecimento da gestão municipal de turismo é uma ação determinante para que se atinja resultados  planejados previstos no plano Ver-o-Pará, além de promover o desenvolvimento sustentável da atividade turística”, diz Liliane. Altamira faz parte da região turística do Xingu, onde o Plano Estratégico de Turismo aponta 12 produtos e recursos turísticos, com destaque para os produtos considerados estrelas (os melhores do destino) que são: sítio pesqueiro do Xingu, mosaico de unidades de conservação da Terra do Meio, comunidades indígenas do Xingu, todas em Altamira. Marapanim e Salinópolis são os próximos municípios a receber a ação, de 9 a 13 de abril. Em  Bragança, Tracuateua e Curuçá, a Paratur vai realizar a ação de 23 a 27 de abril.

Belo Monte

Como forma de fortalecimento do turismo no polo Xingu, o presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Adenauer Góes, se reúne na noite desta quinta-feira, 22, com dirigentes da Norte Energia, empresa responsável pela construção de Belo Monte. O encontro, segundo Adenauer, tem como objetivo a apresentação aos dirigentes da empresa, pela Paratur, do Plano Estratégico de Turismo do Pará, que contempla diversos investimentos no turismo do pólo Xingu.  A reunião será com a superintendente da Norte Energia, Cassandra Gelsomino Molisani e com  Paulo Sergio Silva da Costa, gerente do Meio Socioeconômico da Norte Energia.

Texto:
Benigna Soares-Paratur

Plano de Turismo beneficia
área de Belo Monte

O presidente da Paratur, Adenauer Góes, se reúne nesta quinta-feira, 22, com a superintendente da Norte Energia, Cassandra Gelsomino Molisani, no município de Altamira. Vai apresentar os projetos e programas do Plano Estratégico de Turismo do Pará voltados ao polo Xingu, entre eles alternativas para aproveitamento turístico e de mão de obra das comunidades locais no entorno de Belo Monte. A Norte Energia é a empresa responsável pela construção da hidrelétrica.

Feiras do Pescado Popular
e do Peixe Vivo chegarão
a 26 municípios

Até esta quinta feira, 22, a Secretaria de Pesca e Aquicultura do Pará (Sepaq) conseguiu firmar parceria com 26 municipios do interior para a realização da Feira do Pescado Popular e Feira do Peixe Vivo durante a Semana Santa. Outros, todavia, ainda estudam a viabilidade diante dos custos que uma operação deste nível acarreta. Por enquanto, estão confirmados os seguintes municipios: Santa Izabel do Pará, Santa Bárbara, Soure, Breves, Tucuruí, Marituba, Castanhal, Barcarena, Primavera, Salinópolis, Oeiras do Pará, Baião, Ponta de Pedras, Vigia, Santarém, Goianésia, Inhangapi, Santa Luzia, Irituia, Óbidos, Limoeiro do Ajuru, Conceição do Araguaia, Mojuí dos Campos, Belterra, Moju e Afuá.
A Coordenadoria de Pesca da Secretaria, que tem à frente a diretora Jossandra Pinheiro, continua nos entendimentos para aumentar o número de municípios que oferecerão peixe mais barato durante a semana santa. A iniciartiva é do Governo do Estado, através da Secretaria de Pesca e Aquicultura, tendo o Banco da Amazônia como um dos colaboradores.
Em Belém e na Região Metropolitana serão 20 os pontos de venda. Só o município de Ananindeua terá oito pontos de venda, sendo que dois deles terão Peixe Vivo (Ginásio Abacatão e Conjunto Júlia Seffer). Neste ano, a Feira oferecerá também o caranguejo a R$ 1,00 a unidade em quatro pontos de venda (Centur, Entroncamento, Ginásio Abacatão e Feira da Jaderlândia) e tambem venda de ostras a R$ 8,00 a dúzia nos seguintes locais: Ceasa, Ginásio Abacatão (Ananindeua), Entroncamento, Centur e Escola Salesiana.

Texto:
Sérgio Noronha-Sepaq

Semana de acolhida e
homenagens na FCG

A Fundação Carlos Gomes realiza sua homenagem pelo Dia Internacional da Mulher e recebe novos e antigos alunos para o ano letivo de 2012 com uma programação de acolhida apropriada a uma instituição de ensino musical: com muita música. Na próxima terça-feira (27) acontece o recital em homenagem às mulheres seguindo pela quarta-feira (28) com a projeção do filme mudo “Luzes da Cidade”, uma das obras primas de Charles Chaplin, com acompanhamento ao vivo do pianista Paulo José Campos de Melo, e encerrando a programação de acolhida acontece a apresentação de professores do Conservatório Carlos Gomes no “Recital de Boas Vindas” na quinta-feira (29). Toda a programação será na Sala Ettore Bósio do CCG, sempre às 18h com entrada franca.

Sejudh define apoio à
Parada LGBT 2012

Integrantes da coordenação da Parada LGBT 2012, que reúne integrantes, ativistas e simpatizantes da causa de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais do Pará, foram recebidos na última quarta-feira, 21, pelo secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos, Brasil Júnior, na sede do órgão, em Belém, para apresentar o projeto e discutir parcerias que viabilizem a realização do evento, que este ano chega à 11° edição.
A mobilização - sinônimo de afirmação da identidade e de respeito para com a diversidade sexual - será realizada no dia 30 de setembro. O percurso permanece o mesmo: inicia na Avenida Doca de Souza Fraco e encerra na Presidente Vargas. A reunião, que iniciou as articulações para a marcha, contou com a presença de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará (OAB/PA), militantes de organizações LGBT e da sociedade civil.
Os integrantes do Comitê Arte Pela Vida e do Grupo Homossexual do Pará, Francisco Vasconcelos e Beto Paes, respectivamente, pontuaram as necessidades para a elaboração da campanha e destacaram a importância desta ação para a comunidade LGBT do estado. Outro ponto destacado durante o encontro foi a necessidade de uma aproximação da população em geral com a causa gay, já que os organizadores acreditam que o evento deve contemplar a comunidade como um todo.
Para este ano, diversas ações estão sendo elaboradas para compor a programação oficial. A proposta inicial é promover uma série de atividades - de saúde, cidadania, cultura -  que culminem com a realização da parada. De acordo com a organização do evento, em vários pontos espalhados pela cidade serão promovidas oficinas, mostras de filmes, feiras “Mix”, concursos e distribuição de materiais informativos sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis e preservativos.
A campanha contará ainda com rodas de debates sobre problemáticas vividas pelo segmento e informes sobre políticas públicas e direitos humanos. O secretário Brasil Júnior reafirmou a parceria da Sejudh e destacou o sucesso da parada em 2011, quando o trabalho integrado com diversos órgãos do Governo do Estado "possibilitou a realização de um evento pacífico, ordeiro e com resultados bastante significativos para o segmento”.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh

Adepará interdita propriedade
rural no sudeste do Estado

A Fazenda Santa Maria, localizada no município de Brejo Grande do Araguaia, foi interditada pela Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) em razão do não cumprimento das normas de imunização do rebanho durante a campanha contra aftosa realizada em novembro de 2011. A intervenção na propriedade aconteceu após o recebimento de uma denúncia pelos fiscais da gerência regional de São Geraldo, no último dia 19. Feita a investigação, com base em exames clínicos dos animais, foi constatado que a denúncia tinha fundamento. O proprietário também admitiu ter vacinado apenas 50% dos bovinos existentes.
A Adepará proibiu a entrada e saída de animais suscetíveis à doença vesicular, com aplicação de auto de infração e multa ao proprietário. O órgão também determinou a revacinação de todos os animais existentes na propriedade, uma vez que, seria impossível determinar quantos haviam sido ou não imunizados.
A diretoria da Adepará deslocou dois técnicos de outros escritórios, além de um médico veterinário da Central para auxiliar os servidores da gerência de São Geraldo do Araguaia, para garantir a transparência nas atividades de vacinação junto ao setor produtivo da região. Dois veículos também foram encaminhados à regional para dar suporte na vigilância sanitária e epidemiológica da área, que hoje é considerada livre de febre aftosa com vacinação, como acontece em todo o Estado.
“Esperamos contar com o apoio do setor produtivo para evitar indicentes dessa natureza. Estamos sempre prontos a receber e investigar as denúncias feitas pelo setor rural, que acaba sendo o mais prejudicado com a atitude de alguns produtores inconseqüentes”, alertou o gerente de inspeção estadual.

Texto:
Andréa Ferreira-Adepara

Doadores do Hemopa terão acesso
a resultados de exames pela internet

A partir desta quinta-feira, 22, os doadores de sangue atendidos pela Fundação Hemopa poderão obter os resultados de seus exames on line, através do site do hemocentro. A direção do hemocentro ressalta, no entanto, que o serviço é oferecido apenas para  resultados negativo. As doações de sangue com resultadopositivo ou inconclusivo, para qualquer um dos exames da sorologia, apresentarão automaticamente a seguinte mensagem: “Resultado não disponível. Procure a Fundação Hemopa”. O serviço deve atender cerca de 100 mil doadores/mês.
Segundo o coordenador de Sorologia, o biomédico Maurício Koury Palmeira, o serviço só vai oferecer resultado de coletas efetivadas a partir de março. Outra dica muito importante é que o laudo on line não descarta outras formas de entrega do documento: via correios ou na própria Fundação.
Somente ano passado, o Hemopa efetivou 92.582 doações de sangue, onde em cada bolsa são feitos nove exames para liberação transfusional. “Estamos investindo em tecnologias para melhorar cada vez mais atendimento aos usuários. Temos que atender todos os segmentos sociais”, comentou, destacando que o serviço vai contemplar demanda de doadores de sangue com acesso à internet.
O biomédico reforçou que o mesmo serviço também já é oferecido aos pacientes portadores de doenças hematológicas atendidos pelo hemocentro para agilizar e garantir maior acessibilidade a esses documentos. “O site indica o passo a passo para obtenção de ambos os laudos”, explicou, relevando que somente no ano passado o Hemopa realizou 61 mil exames laboratoriais resultantes de 23.313 consultas médicas.
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Atendimento para doação de sangue: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 às 17h. Maiores informações pelo fone08002808118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa

Hemopa apóia criação
de liga acadêmica

No próximo dia 29, de 19h às 20h, a Fundação Hemopa sediará o lançamento da Liga Acadêmica de Hematologia e Hemoterapia do Pará (Lahhepa), que tem o objetivo de promover e disseminar o conhecimento em hematologia e hemoterapia por meio de palestras, aulas, conferências proferidas por profissionais renomados na área do sangue, sempre abordando temas de interesse e relevância no diagnóstico e tratamento clínico de doenças do sangue. A abertura contará com a presença do secretário de Estado de Saúde do Pará, Hélio Franco.
Sem fins lucrativos, a criação da liga é resultado do movimento de um grupo de acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Estadual do Pará (Uepa). Presidida pelo acadêmico João Carlos Pina Saraiva Filho, o encontro se dará  na primeira e terceira quinta-feira de cada mês. Ele estende o convite para que todos os hematologistas do estado participem do movimento. A implantação da Lahhepa conta com a parceria do Hemopa e de outras entidades.


Ação integrada apreende
drogas e veículos irregulares
em Tucuruí e Ananindeua

Uma operação integrada entre a Polícia Militar e o Departamento Estadual de Trânsito resultou na apreensão de 23 motos irregulares, sendo uma produto de roubo, no município de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. A mesma ação também foi deslanchada em Tucuruí, onde três carros de som irregulares foram retirados de circulação e três pessoas foram detidas acusadas por envolvimento em ilícitos.
 Ainda em Tucuruí, a Polícia Militar desativou um ponto de venda de drogas no bairro da Jaqueira, onde foram presos um adulto e um adolescente. Os dois erm os responsáveis pela venda dos entorpecentes, mas disfarçam o comércio ilegal com a venda de cervejas em uma caixa de isopor. Ao todo, 78 papelotes de cocaínas, dinheiro em espécie, uma motocicleta e dois celulares, utilizados pelos envolvidos para a venda de entorpecentes, foram apreendidos e encaminhados à Depol local.

Educadores recebem
orientações sobre o
Projeto Jovem de Futuro

Gestores, professores e diretores de escolas da capital e do interior do Estado participaram nesta quinta-feira, 22, de uma reunião com gerentes e consultores do Instituto Unibanco. A reunião, que aconteceu um dia depois do lançamento do Projeto Jovem de Futuro (PJF), tem como objetivo principal tirar dúvidas dos profissionais da educação em relação a implementação e execução do PJF nas escolas do Pará. “É um momento para sanar eventuais dúvidas por parte de professores e gestores e reorientar para a importante fase do planejamento dos projetos”, explica a gerente de projetos sociais do Instituto Unibanco, Graciete Sant' Anna do Nascimento.
O PJF integra o Programa Mais Saber do Governo do Estado, que está investindo na redução da evasão escolar; na redução da defasagem idade-série e no reforço das disciplinas de Português e Matemática, além da formação dos professores. A metodologia do PJF foi testada em Minas Gerais e Rio Grande do Sul e os resultados foram surpreendentes. As notas nas disciplinas de Português e Matemática tiveram um aumento entre 10% e 25%, respectivamente. Em função desta melhora, o projeto foi estendido a outros seis estados: Pará, Ceará, Piauí, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul.
Na região Norte, o Pará é o pioneiro na implementação do PJF, que inicialmente abrangerá 141 escolas, sendo 85 do interior e 56 da Região Metropolitana de Belém. Dentro de três anos, as escolas deverão trabalhar para apresentar os primeiros resultados. Graciete conta que nos estados onde já é desenvolvido, “os resultados são maravilhosos e que ficou comprovado que a cada dois anos no Projeto, os alunos ganharam o equivalente há 23 anos de estudos”.
No Estado, o primeiro desafio é melhorar o desempenho dos alunos nas disciplinas de Português e Matemática, e assim, aumentar os índices do Pará no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). As experiências do Instituto Unibanco em Minas e Rio Grande do Sul garantem que isso é possível.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Ação integrada cumpre
mandados judiciais na RMB

Nesta quinta-feira, 22, ocorreu mais uma etapa da Operação Integrada envolvendo as Polícias Militar e Civil destinada ao cumprimento de mandados de prisão na capital e Região Metropolitana. Ao todo, 14 mandados foram executados. A operação continua até que todos os pedidos de prisão sejam efetivados.

RExPA de domingo terá
1.200 homens no policiamento

O Comando de Policiamento da Capital divulgou, na última quarta-feira, 21, o planejamento estratégico para o jogo Remo x Paysandu, que acontece no domingo (25), a partir das 16h, no Estádio Olímpico do Pará. Ao todo, 1.200 agentes de segurança estarão envolvidos. Somente a PM estará presente com com quase 800 homens, que ficarão responsáveis pela segurança dos mais de 30 mil torcedores que são esperados para o clássico “Rei da Amazônia”.

Sefa e MPE assinam acordo
para combate aos
crimes tributários




Combater os crimes contra a ordem tributária de forma mais ágil e eficaz é o objetivo do Acordo de Cooperação assinado entre a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) e o Ministério Público Estadual (MPE) na manhã desta quinta-feira (22). A intenção é estabelecer mecanismos de cooperação e intercâmbio de informação em ações conjuntas, num processo de investigação e autuação de empresas que trabalham de forma irregular. Estiveram na solenidade o secretário da Fazenda, José Tostes Neto e o Procurador Geral de Justiça, Antônio Barleta de Almeida.
Não entregar nota fiscal ou fraudar valores de mercadorias em notas é crime contra a ordem tributária, e qualquer tentativa para deixar de pagar imposto ou pagar valor menor que o devido será combatida pela Sefa e MPE. A expectativa dos dois órgãos é a celeridade. A partir da assinatura do acordo haverá redução dos prazos de informação entre ambos. Quando a Sefa encerra o processo de fiscalização, e há a identificação de fraude, a secretaria encaminha uma representação ao Ministério Público Estadual solicitando a apuração do crime fiscal e iniciando o processo penal.
Este ano a Sefa já fez 1200 autuações fiscais, um crescimento de 8% em relação a 2011. As investigações são feitas diariamente pelo setor de inteligência da secretaria, além de fiscalizações programadas aos estabelecimentos comerciais e periódicas nos postos de circulação de mercadorias em estradas e portos. Em fevereiro deste ano foi feita a primeira ação da operação “Porta a Porta”, que pretende mensalmente investigar empresas no Estado.
O secretário da Fazenda explicou que “a primeira operação aconteceu no comércio de Belém. Foi escolhida uma rua para realizar as investigações. Os fiscais da secretaria, junto aos agentes da Delegacia da Receita Federal, percorreram a rua indo de loja em loja, verificando se havia alguma irregularidade”. Os números espantam, em cerca de 35% das empresas avaliadas foi identificado algum tipo de irregularidade. “Este número reforça a minha convicção de que a sonegação é muito alta no Pará”, lamenta José Tostes Neto. Esta semana as equipes da operação “Porta a Porta” estão em Capanema e no mês que vem voltam à capital.
O promotor Francisco Lauzid trabalha no escritório do MP que funciona dentro da Sefa e avalia de forma positiva o novo acordo. “Depois que a Sefa identifica a sonegação, o MP recebe o auto de infração de forma imediata, com este documento em mãos o MPE começa persecução criminal. A redução dos prazos é fundamental para o combate ao crime tributário”. Consumidores são agentes na identificação de empresas fraudadoras, é imprescindível exigir a nota fiscal e caso o estabelecimento se recuse a emitir é possível entrar em contato com a Sefa e fazer a denúncia através do telefone 0800-725-5533 e pedir para falar com a Ouvidoria Fazendaria.

Texto:
Julia Garcia-Secom

Capoeiristas incrementaram
doação de sangue

Uma campanha de incentivo à doação de sangue promovida pelo Hemonúcleo de Abaetetuba entre os dias 12 e deste mês, mobilizou integrantes da Associação de Capoeira Luanda D'Abaeté. A meta da campanha “Capoeira Sangue Bom”, de 50 doações, foi superada em mais dezoito comparecimentos. A participação da entidade, coordenada pelo Mestre Fiola, foi mais além e incluiu demonstrações dessa arte em frente ao prédio do Hemopa de Abaetetuba. Os jogos de capoeira atraíram a atenção dos transeuntes e sensibilizaram a população para adesão à campanha, cujas coletas de sangue serviram para reforçar estoque técnico daquela unidade.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa

Odontologia e Oftalmologia
batem recordes de
atendimentos na
caravana do Pro Paz





Uma das especialidades mais procuradas durante a etapa Portel da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva é a Odontologia. Somente nos dois primeiros dias de ação no município (20 e 21), foram realizados mais de 4 mil procedimentos entre restaurações, raspagem, profilaxia, remoção de raiz, capeamento pulpar, aplicação tópica de flúor, suturas, escovação orientada e palestras.
O marceneiro Jorge Vitor Barbosa, de 21 anos, procurou o atendimento odontológico pela primeira vez na vida após ouvir no rádio a divulgação dos serviços da caravana. A busca foi pela extração dentaria e raspagem de tártaro. Ele admite que só procurou o atendimento por conta da facilidade. “Já tentei atendimento em Portel, mas nunca conseguia ficha. Só vim  porque meu vizinho disse que conseguiu ser atendido e ficou muito satisfeito com o resultado”, contou.
A dona de casa Andreza Lopes também aguardava sua vez de entrar no consultório. Ansiosa pelo atendimento de restauração e limpeza dentaria, a dona de casa diz que a ação no município vem preencher uma carência no serviço que não é prestado de forma eficiente na unidade de saúde de Portel. “É muito difícil conseguir uma consulta com os dentistas que atuam aqui na cidade. Além de ser muita gente na sede do município, ainda tem as comunidades rurais. A ação do Pro Paz está sendo um alívio para quem precisa de atendimento dentário”, agradeceu a moradora.
Segundo a coordenadora geral da etapa Pro Paz Cidadania Presença Viva em Portel, Hebe Ripardo, nos municípios pelos quais a caravana já passou a grande procura é pelo serviço de Oftalmologia, seguido pelo atendimento nas Clínicas Médica e Pediátrica. Em Portel, a segunda maior demanda foi a Odontologia. “Isso demonstra que o município tem uma demanda reprimida nessa área. Além do tratamento, estamos realizando um trabalho preventivo, com orientações sobre a importância da higiene bucal”, explica.

Óculos

Outro recorde de atendimento somente nos dois primeiros dias de ação foi na clínica Oftalmológica, com aproximadamente 5 mil consultas. Os problemas mais comuns identificados pelos oftalmologistas da Caravana foram a presbiopia, principalmente em pacientes com idade entre 40 a 60 anos. Já a catarata foi o principal diagnóstico em pacientes com idade acima de 60 anos. Outro problema bastante comum entre portelenses é piterismo, também conhecido como “carne crescida”.
Segundo o médico Rafael Eidi Yamamoto, os pacientes passam por vários exames para confirmação do diagnóstico. A estrutura do consultório permite a realização de exames de lâmpada de fenda, que identificam a biomicroscopia do paciente, exames de fundo de olho para análise da retina, nervo ótico, mácula e por último os pacientes passam pelo exame de refração, que indica a necessidade do uso de óculos. Os casos de piterismo, dependendo do grau, são encaminhados para tratamento continuado na Unidade de Referencia à Saúde do município. “Existem vários graus de piterismo e a indicação cirúrgica é para os pacientes que já possuem dificuldade para enxergar”, explica o médico.
Nos casos de prescrição de óculos o paciente é atendido na ótica que funciona ao lado da clínica oftalmológica. Após a consulta o paciente escolhe o modelo da armação fornecendo aos técnicos a receita prescrita pelo médico. Cinco pessoas trabalham na fábrica de óculos e cada um fica responsável por uma etapa do processo. “O paciente entrega a receita, um dos funcionários anota todas as medidas, repassa para o responsável pelas lentes, que identifica a necessidade do paciente e depois nos passa para fazermos os recortes. O óculos é entregue em no máximo 15 minutos", explica Rudivaldo Martins, coordenador da Ótica.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Oficina debate problemas
de saúde causados pela
produção de alumínio





O atendimento ao trabalhador vitimado pela cadeia produtiva do alumínio é o tema da oficina que o Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), promove nestas quinta, 22, e sexta-feira, 23, no auditório do Centro Estadual da Fundacentro no Pará, em Belém. Ministrada pelos técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), médicos pneumologistas Hermano Castro e Patrícia Canto, a oficina também debate as condições de saúde da população exposta à contaminação de rios, igarapés e do solo pelas atividades minerais realizadas no Estado há mais de 30 anos.
A atividade é destinada aos profissionais de saúde do Cerest  Estadual, das regiões Metropolitana, Baixo Amazonas, Itacaiúnas, Tocantins, Araguaia, além de gestores da Vigilância em Saúde Estadual e dos municípios de Belém, Marabá, Santarém e Conceição do Araguaia. Uma pesquisa feita pelo Cerest indica que no período de 2008 a 2011 foram acolhidos 237 trabalhadores da região de Barcarena, Abaetetuba e de Vila do Conde, dos quais 71 com fortes suspeitas de problemas de saúde acarretados pelo manejo do alumínio. Desse quantitativo, três são mulheres.
“É uma situação muito preocupante, pois a maioria dessas pessoas tem idade média de 30 anos, está no auge da produção, mas vulnerável às doenças ocupacionais que acabam surgindo por conta da sobrecarga de serviço vinculada a toda sorte de assédio moral que acontece nos ambientes de trabalho”, explica a coordenadora estadual do Cerest, Jarina Gomes. Ela também citou as principais ocorrências na saúde dos trabalhadores em contato com a produção do material, como a perda da capacidade produtiva, bursite, distúrbios mentais, tendinite, problemas na coluna e contaminação por pó de alumínio.
Durante a abertura do evento, a diretora de Vigilância em Saúde da Sespa, Rosiana Nobre, cobrou mais empenho dos participantes da oficina em multiplicar os conhecimentos que serão adquiridos e principalmente atentar para a notificação de casos envolvendo trabalhadores com saúde prejudicada em decorrência da exposição à produção do alumínio. “É um dever nosso, enquanto gestores da saúde do Estado, manter os trabalhadores em alerta sobre seus direitos, inclusive na busca de laudos médicos que possam ser usados para a obtenção de provas processuais, em caso de neglicência dos empregadores”, afirma.
Na programação desta quinta-feira, 22, os ministrantes da oficina e o representante da Associação em Defesa dos Reclamantes e Vitimados por Doenças do Trabalho na Cadeia Produtiva do Alumínio no Estado do Pará (ADRVDT-PA), Reinaldo Damasceno, abordarão os principais impactos ambientais e ocupacionais decorrentes dos processos produtivos da cadeia do alumínio e adoecimentos relacionados e as políticas para a atenção integral à saúde das populações expostas e as linhas de cuidados do Sistema Único de Saúde (SUS). Na sexta, Hermano Castro e Patrícia Canto farão uma apresentação dos protocolos existentes para os principais agravos relacionados ao manejo do alumínio e também orientarão os participantes para a elaboração de protocolos adequados à região, incluindo proposta final e pactuação de uma agenda de acompanhamento.
Serviço: A oficina "Linhas de Cuidados Relacionados aos Agravos Provocados pela Cadeia Produtiva do Alumínio no Pará” acontece até esta sexta-feira (23), de 8 as 17 horas, no auditório do Centro Estadual da Fundacentro no Pará, em Belém, localizado na travessa Bernal do Couto, 781, entre Generalíssimo e Dom Romualdo, bairro do Umarizal. Fone: 3212-9008.

Texto:
Mozart Lira-Sespa

Hemopa faz ação de cidadania

Nesta sexta-feira, 23, de 9h às 16h, a  Associação dos Servidores do Hemopa (Asmopa) promove a 12ª  “Campanha de Cidadania”, com emissão de Carteiras de Identidade e abertura de contas no Banpará. Em 11 anos de ações foram emitidas cerca de cerca de 4.500 RG's para funcionários e parentes. A ação será realizada no auditório do hemocentro. Os interessados em participar devem entrar em contato com o presidente da Asmopa, o servidor Mauro Freitas, através do Ramal 227.

TV Cultura exibe especial
sobre Waldemar Henrique

O espetáculo que homenageou os 134 anos do Theatro da Paz e 107 anos do maestro Waldemar Henrique, em fevereiro, foi gravado pela TV Cultura do Pará e transformado em um especial que será exibido neste domingo, 25, às 18h30. No espetáculo, as cantoras líricas Carmen Monarcha, Patrícia Oliveira e a pianista Ana Maria Adade, juntamente com o Grupo Charme do Choro, interpretam canções clássicas e raras do maestro Waldemar Henrique.
Dentre os pontos altos do espetáculo, destaque para as interpretações de “Tambatajá”, “Boi-Bumbá, “O Boto”, “Há de acabar um dia o nosso amor”, “Uirapuru” e “Minha Terra”. Ao final do espetáculo as cantoras dançaram ao som de “Folia”, que uniu as vozes líricas com o instrumental do Charme do Choro e as participações especiais de Emílio Mininéa (surdo) e Bruno Mendes (caixa clara).
Tanto o Theatro da Paz quanto o maestro Waldemar Henrique são dois importantes nomes da cultura paraense. No dia 16 de fevereiro de 1878 o Theatro foi aberto ao público com o drama “As Duas Órfãs”, de Adolphe d’Ennery. Ao lado do Theatro Municipal de São Paulo, Rio de Janeiro e de Manaus, o Da Paz é considerado uma das casas mais importantes e imponentes do país.
Alguns anos mais tarde, em 1905, nasceu o maestro Waldemar Henrique, um dos diretores do imponente Theatro da Paz. O compositor viveu a infância em Portugal e passou a dedicar-se à música quando voltou ao Brasil. Estudou no Conservatório Carlos Gomes e é um dos grandes nomes da música erudita brasileira. Entre suas obras estão “Minha Terra”, “Tamba tajá” e “Uirapuru”. O maestro faleceu em 1995, vítima de câncer.
Serviço:
Especial Theatro da Paz e Maestro Waldemar Henrique na TV Cultura
Exibição: domingo, 25, às 18h30
Horário alternativo: sábado, 31, às 18h

Texto:
Ronaldo Quadros-Funtelpa

Crianças Internadas no
Ophir Loyola visitam
Grupamento Aéreo






A quebra da rotina hospitalar é sempre um agente motivador para quem está internado para tratamento oncológico, principalmente para aqueles pacientes que precisam enfrentar longos períodos de afastamento da rotina normal de atividades. E foi justamente para garantir essa motivação que o Hospital Ophir Loyola firmou parceria com a Infraero para levar as crianças internadas na instituição a conhecer o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (GRAESP) - que dá suporte às polícias Civil e Militar e também ao Corpo de Bombeiros –, sediado no Setor de Hangares do Aeroporto Internacional de Belém.
Durante a visita, os pequenos pacientes e seus acompanhantes conheceram os helicópteros de fabricação francesa utilizados nas operações policiais. “É recompensador pra nós podermos proporcionar esse momento para essas crianças, até mesmo pelo fato de que todo o equipamento, assim como nossos cargos, pertencem ao serviço público. E por sermos servidores, poder compartilhar da alegria delas é muito gratificante”, disse o  piloto responsável pela segurança de vôo, delegado Nelson Sobreiro.
De acordo com a psicóloga do setor de Pediatria, Regina Lima, os momentos de lazer são importantes para a aceitação da terapia. “É fundamental que as crianças tenham momentos de lazer, já que elas acabam ficando muito limitadas por conseqüência da doença. A quebra da rotina implicar em uma melhor qualidade de vida, beneficia a autoestima e faz com que desviem a atenção da doença e regatem a alegria que é própria da infância”, frisou.
Queria voar nele”, revelou Mateus Batista, 5 anos, visivelmente encantado com os equipamentos. Igualmente empolgada com a visita, Erivan Silva, 11, fez questão de registrar o momento para mostrar para os coleguinhas. “Nunca tinha visto um helicóptero tão de perto, nem acredito que entrei lá, foi muito legal”, disse.
Marta Platon, representante da Infraero, fez questão de elogiar a iniciativa. “Poder participar de um momento assim nos dá uma sensação muito boa. Eu também já tive um filho internado e sei da importância desses momentos de descontração. A parceria com o Hospital Ophir Loyola foi firmada exatamente quando tive a oportunidade de acompanhar de perto essa rotina das crianças, e por isso tenho consciência sobre o benefício das atividades lúdicas e do trabalho voluntário para o sucesso do tratamento”.

Texto:
Leila Cruz-Ofir Loyola

TV Cultura estreia temporada
2012 com novidades

A partir deste domingo, 25, a TV Cultura do Pará põe no ar a temporada 2012 de seus programas. Além da volta dos programas inéditos, a grande novidade é a criação de uma faixa local. Todo dia, às 19 horas, tem produção local na tela da Cultura. A faixa vai ao ar logo depois do Jornal da Noite, que vai começar um pouco mais cedo: às 18h30.
Segunda tem os bastidores do espetáculo e a trajetória do artista com Linda Ribeiro no “Coxia”. Terça-feira é hora de rever as raridades da TV no “Arquivo Cultura”. Quarta-feira é dia de cinema com o bom humor das apresentadoras Larissa Bezerra e Luiza Braga no “Curta Cultura”. Na quinta-feira, o “Invasão” leva música e atitude para a sua tela com programas inéditos a partir de abril. E a semana encerra com o “Cozinha Amazônia”, o primeiro programa de culinária do Estado.
O programa “Paidégua”, que completa dez anos no ar em agosto, continua mostrando os eventos que movimentam a cidade às quintas e sextas das 13h45 às 14h, com horários alternativos às segundas, quintas, sextas e sábados, das 19h30 às 19h45. Outro programa que mantém seu horário na grade é o “Serenata Dum Dum”, que é exibido às segundas, quintas e sábados às 19h45.
O programa “Sem Censura Pará”, apresentado por Renata Ferreira, continua ao vivo de segunda à sexta às 14h30. Também ao vivo às 11 horas de sexta-feira tem “Conexão Cultura” que é transmitido simultaneamente pela TV, rádio e portal.
Que tal reunir em um único programa a rica e exótica culinária paraense e as receitas de cinco chefs bem diferentes? Esse é o “Cozinha Amazônia”, programa que traz como apresentadores renomados chefs do Estado: Ophir Oliveira, Felipe Gemaque (A Casa do Chef), Solange Saboia (Benjamin), Ilca Carmo e o apaixonado por gastronomia Arturzão (Rock'n Roll Circus). Além de receitas, você vai receber dicas para resolver problemas simples na cozinha e descobrir curiosidades da culinária amazônica.
Cultura.DOC volta com carimbó
A faixa de documentários da TV Cultura do Pará “Cultura.DOC” volta em abril com uma produção que mostra a tradição do carimbó pela linguagem dos videoclipes. “Pau & Corda – Histórias de Carimbó” mostra quatro grupos de diferentes municípios. Dirigido por Robson Fonseca e produzido por Felipe Cortez, o documentário inaugura a era HDTV da Cultura, que, no segundo semestre deste ano, migra para o sistema digital. A produção foi toda gravada com imagens em Full HD. A faixa de documentários exibidos na TV Cultura vai ao ar todo domingo às 18h30.
O premiado Catalendas, programa infantil produzido pela TV Cultura do Pará também traz novidades. Além da nova vinheta de abertura, foram produzidos dez novos episódios agora em alta definição. Ainda este ano, os fãs do programa vão conferir novas histórias com Dona Preguiça e Preguinho.

Texto:
Ronaldo Quadros-Funtelpa

Fundação Tancredo Neves
e Ministério da Cultura
propõem Pacto pela Leitura

Com o propósito de aglutinar forças em prol de uma política pública que incentive a produção literária e a própria leitura, a Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves e o Ministério da Cultura irão propor nesta quinta-feira, 22, um “Pacto pela leitura”, somando os esforços de programas e projetos dos Governos Federal, Estadual e Municipal com o objetivo de ampliar o público leitor no Pará. O Pacto será proposto durante a participação da ministra da Cultura, Ana Buarque de Holanda, no aniversário da Biblioteca Pública Arthur Vianna. A cerimônia ocorre a partir das 16h, no Teatro Margarida Schivasappa.

Estudantes de Enfermagem
visitam Hemopa

Estudantes do curso técnico de Enfermagem do “Ômega” visitaram a Fundação Hemopa nesta manhã de quinta-feira, 22. Eles foram recepcionados pela assistente social Aparecida Salgado, da Gerência de Captação de Doadores (Gecad), que ministrou palestra sobre a importância da participação da sociedade no processo da doação de sangue e sobre a atuação do enfermeiro nos serviços de hemoterapia, que foi ministrada pela enfermeira Marilda Souza, da Gerencia de Interiorização (Gerin). O estudante Técnico de enfermagem Robson William, 19, destacou que a palestra foi de grande importância para o seu crescimento profissional. “Tirei todas as minhas duvidas e mitos sobre doação de sangue, e poderei utilizar esses conhecimentos como futuro técnico de enfermagem”, ressaltou o estudante.


Seminário internacional
discute comunicação pública


Ética, conteúdo, autonomia, financiamento, interatividade, acessibilidade e todos os desafios de regular a comunicação pública estão sendo discutidos no Seminário Internacional Regulação da Comunicação Pública, que acontece no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados, em Brasília, até esta sexta-feira, 23. O objetivo é discutir as experiências de diversos países, entre eles México, Portugal, Argentina e Estados Unidos. Os debates deverão subsidiar os deputados na elaboração de propostas que assegurem a pluralidade de ideias e opiniões na área de comunicação e que respeitem e valorizem a diversidade da cultura nacional.
A presidente da Funtelpa, Adelaide Oliveira, participa do evento e considera esse debate importante para garantir a voz da sociedade nas emissoras públicas. "As emissoras de TV e rádio precisam ficar atentas às demandas da sociedade. Nas emissoras públicas o desafio é ainda maior, já que a busca por mais audiência só é válida se a qualidade de conteúdo na programação também for uma missão de todos, ouvintes, telespectadores e profissionais de comunicação", disse Adelaide Oliveira.
O evento é promovido pela Frente Parlamentar pela Liberdade de Expressão, em parceria com a Secretaria de Comunicação Social da Câmara, e conta com a participação de deputados, representantes do governo federal, especialistas e pesquisadores. O objetivo é discutir o aperfeiçoamento da legislação do setor no Brasil, de forma a assegurar a pluralidade de ideias e opiniões nos veículos de comunicação e o pleno exercício do direito à liberdade de expressão. Entre outros temas, serão debatidos o financiamento e a gestão dos recursos; a regulação dos conteúdos; o controle social e a infraestrutura.

Texto:
Ronaldo Quadros-Funtelpa

Dia da Água é comemorado
com minicurso sobre o tema

Profissionais da área de Recursos Hídricos das universidades e outras instituições de ensino superior do Pará participam desde a manhã desta quinta-feira, 22, do Seminário “O Futuro das Águas e a Sustentabilidade”, no campus de Ciências Naturais e Tecnologia, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em Belém. Organizado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), o evento inclui mesas redondas e minicurso sobre a temática.
De acordo com a diretora de Recursos Hídricos (Direh) da Sema, Verônica Bittencourt, o seminário objetivou mostrar para a sociedade o que as instituições e organizações estão fazendo em relação à preservação das águas do Estado. “Estamos discutindo aqui as ações principais do Pará na área hídrica. Um dos nossos pontos fortes é a outorga, instrumento pelo qual poderemos conhecer quem está utilizando o recurso e a quantidade retirada. Outro foco relevante é a mobilização social para a criação de comitês de bacias hidrográficas”, exemplificou Verônica.
Sobre a criação desses comitês, o gerente de Planejamento e Usos Múltiplos da Sema, Edson Pojo, conduzirá um minicurso para sensibilizar a população paraense. Ele explica que o processo de mobilização e sensibilização ocorre a longo prazo, uma vez que imposto não tem condições de perdurar. “Foi assim nos outros estados, naturalmente. Eles formaram os comitês por alguma necessidade específica, escassez dos recursos, insatisfação por causa de empresas que derramavam nos efluentes resíduos industriais, dentre outros casos. No Pará, essa formação talvez ainda não tenha ocorrido pela abundância dos recursos hídricos”, comparou Pojo.
Professores da Universidade do Estado do Pará, da Federal, do Centro de Estudos Superiores do Pará e da Universidade da Amazônia participaram de mesa redonda para discutir o que cada instituição tem feito no setor de Recursos Hídricos. Os profissionais, mestres e doutores, compartilharam os projetos, estudos e resultados obtidos do trabalho que têm feito desde que o Estado começou a se preocupar mais seriamente com o tema.
A programação que vai até a sexta-feira, 23, terá, além do minicurso de Bacias Hidrográficas, outro curso de Avaliação qualitativa e quantitativa das águas com a Dra Aline Meiguins, técnica da Diretoria de Recursos Hídricas.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Paratur certifica 115
profissionais de turismo
de Benevides e Belém

Mais 115 profissionais que atuam direta e indiretamente na prestação de serviços na área do turismo recebem certificação da Paratur no próximo dia 27. Os certificados resultam da conclusão de cursos oferecidos no município de Benevides e de Belém, através do Programa Estadual de  Qualificação do Turismo (PEQTUR), por meio do Plano Emergencial de Qualificação Profissional, iniciado em 2011 pela Companhia Paraense de Turismo (Paratur). O PEQTUR prevê qualificação até 2015 de 10.280 profissionais oriundos de 68 municípios. Já o Plano Emergencial qualificou em 2011 mais de 1300 profissionais.
Entre os 115 concluintes da qualificação, 89 trabalhadores são de Belém e estão sendo certificados nos cursos de cozinheiro de restaurante, manipulação de alimentos, qualidade no atendimento, inglês básico e elaboração de roteiros turísticos. Em Benevides os 26 concluintes são jovens oriundos de programas sociais que participaram dos cursos de condutor local e recreação no turismo.
A certificação, que conta com a participação do presidente da Paratur, Adenauer Góes, e de representantes da Associação Paraense de Recursos Humanos (APRH) é coordenada pelo Núcleo de Registro e Qualidade da Paratur (NRQ). Acontecerá às 16 horas, no Auditório Carlos Rocque, da Paratur, localizada na Praça Maestro Waldemar Henrique, s/n, no bairro do Reduto. Maiores informações: (91) 3212-0669 (NRQ)

Texto:
Benigna Soares-Paratur

Hebe Camargo: "Desta vez
foi bem mais sério"





Hebe Camargo deixou o hospital Albert Einstein, em São Paulo, por volta de 12h30, nesta quinta-feira (22). Sorrindo, dando tchau para todos e aparentemente bem disposta, a apresentadora falou à pequena multidão de fãs, jornalistas, seguranças e até membros do Corpo de Bombeiros que aguardavam por ela do lado de fora.
Em um púlpito, Hebe disse que "desta vez foi bem mais sério que a (cirurgia) anterior. Um dia eu mostro pra vocês o tamanho da cicatriz". E continuou: "Mais uma vez eu fui salva e só tenho a agradecer a essa equipe maravilhosa que eu tenho". Mas a apresentadora fez questão de contar que está bem: "Não sinto dor nenhuma".
Sobre sua volta para a RedeTV!, Hebe disse que pretende tirar um licença mais longa. Segundo iG Gente apurou, antes de maio ela não retorna para a emissora. "Mas eu volto! E para provar a todos que pensaram que eu não voltaria que eu estou aqui! Os médicos não querem que eu volte agora porque faço muita estripulia no palco."
Hebe, então, fez um coração com a mão, deu beijos em duas crianças e em funcionários do hospital que estavam no local, como enfermeiros e seguranças. E disse que se o médico deixasse, ela dava também em todos os presentes.
A apresentadora embarcou em sua Mercedez branca e disse que ia pra casa ver seus bichinhos, pássaros, cachorros e as pessoas que moram com ela, de quem ela está com saudade.
Hebe estava internada desde o dia 11 de março após passar por um cirurgia de emergência para a retirada de um tumor que estava provocando uma obstrução na alça do intestino. Em conversa com a reportagem, o filho da apresentadora,Marcello Camargo, contou que o tumor foi diagnosticado na semana anterior da cirurgia. Ela reclamava de falta de apetite e dificuldades para se alimentar. Hebe deixou a UTI depois de oito dias.

Governo Federal bate martelo
e vai tocar obras da
hidrovia do Tocantins


  
A Ministra do Planejamento, Miriam Belchior anunciou nesta quinta-feira (22 ) que o Governo Federal irá realizar as obras do chamado Pedral do Lourenço e a dragagem do rio Tocantins, viabilizando a hidrovia que é fundamental para o pólo industrial de Marabá. A informação, que era esperada há meses no Estado, foi repassada diretamente pela Ministra Belchior em audiência na manhã de hoje com o senador Flexa Ribeiro e o líder do Governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM). A ministra disse ainda que já autorizou o Ministério dos Transportes a realizar a licitação para o projeto executivo do derrocamento.
 A reunião ocorreu uma semana depois que o senador Flexa Ribeiro fez um requerimento de audiência na Comissão de Infraestrutura do Senado solicitando informações sobre os investimentos da Vale na Alpa (Aços Laminados do Pará), em Marabá. No mesmo dia (quarta-feira, 14), Flexa Ribeiro fez mais um pronunciamento na tribuna sobre a hidrovia, fundamental para a efetiva implementação da siderúrgica na região. O pronunciamento da última semana foi mais um entre vários feitos desde agosto de 2011, quando foi divulgada a informação de que a obra de derrocamento do Pedral do Lourenço havia sido retirada do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento).
 Também desde 2011, o Governo do Estado mobilizou a bancada paraense em torno do tema e foram realizadas duas reuniões em Brasília, no Ministério dos Transportes e no Ministério do Planejamento. “O governador Simão Jatene liderou toda essa mobilização. É uma vitória, sobretudo, de todos os paraenses”, disse Flexa Ribeiro. “Explicamos para a Ministra que sem essas obras, as eclusas de Tucuruí, inauguradas em 2010, não cumprem seu objetivo, que é tornar o rio navegável durante todo o ano. Sem o derrocamento, o rio é navegável no máximo oito meses. E isso, sem dúvida, inviabiliza a hidrovia e compromete os investimentos previstos para a região. Felizmente, o Governo Federal tomou a decisão correta e vai realizar as obras”, afirmou Flexa Ribeiro.
 Além do derrocamento, a Ministra Miriam Belchior informou ainda que o Governo Federal também irá realizar a dragagem do rio Tocantins. A obra também é necessária para permitir a movimentação dos comboios de grande porte, tanto à montante da barragem de Tucuruí próximo à Marabá, como à jusante da barragem, principalmente na época de níveis mínimos de água liberada, quando se faz necessária a navegação pelo canal principal do rio Tocantins. “Entendemos que as obras são importantes não só ao Pará, mas também para outros Estados e ao Brasil. Por isso, analisamos o caso, foi feita uma reavaliação e iremos tocar as obras”, disse a Ministra Miriam Belchior.
 Também na reunião com os senadores Flexa Ribeiro e Eduardo Braga, a ministra Miriam Belchior agendou para meados de abril uma nova audiência com o Governador do Pará, Simão Jatene. No encontro, serão tratados outros investimentos no Estado, especialmente a construção do Porto Intermodal de Marabá. “É uma obra de vital importância para o pólo industrial em desenvolvimento na região”, destacou Flexa Ribeiro.
 Segundo o senador Flexa Ribeiro, a notícia confirmada pelo Ministério do Planejamento evidencia maturidade da bancada e o empenho do Governo do Estado. “Deixamos de lado as diferenças partidárias e todos atuaram em conjunto, somando forças. Em vários outros assuntos do Estado temos desempenhado esse papel e atuado dessa forma. É uma conquista em que todos tem sua parcela. E quem ganha com isso são todos os paraenses”, destacou Flexa.
 Para Flexa Ribeiro, a informação acaba com dúvidas que surgiram acerca da efetiva implementação da Alpa (Aços Laminados do Pará), a siderúrgica da Vale, em Marabá. “Agora, a Vale não tem mais desculpas. Tem o dever e a obrigação de acelerar a obra da siderúrgica e concretizar esse sonho de todos os paraenses e tão importante para a região e nosso Estado”, disse Flexa.


Detran promove em Portel
ações de educação no
trânsito para mototaxistas

O município de Portel, no Arquipélago do Marajó, tem atualmente cerca de 400 mototaxistas, que atuam no transporte de passageiros sem regulamentação. A profissão, que não é reconhecida pelo poder municipal, já conquistou a liderança em número de acidentes. Pelo menos três são registrados a cada semana no município.
Um quadro preocupante, que levou a educação no trânsito a ser abordada no encontro entre a Coordenação de Educação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), mototaxistas e vereadores de Portel, na noite de terça-feira (21). Os mototaxistas receberam várias orientações, como a importância do uso de equipamentos de segurança (principalmente o capacete), da prevenção de acidentes e da regulamentação da profissão.
A atividade educativa do Detran integra a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, com o objetivo principal de conscientizar os condutores sobre a necessidade de mais segurança no trânsito.
Atualmente, tramita na Câmara Municipal de Portel um projeto de lei do Executivo destinado a municipalizar a gestão do trânsito, garantindo fiscalização, ordenamento e regulamentação. Outro projeto de lei, também em fase de tramitação na Casa, prevê a regulamentação da profissão de mototaxista.
Segundo a técnica em Educação da Coordenadoria de Educação do Detran, Clarisse Pinto, a regulamentação da profissão irá garantir à população de Portel um serviço de qualidade, com a redução no número de acidentes. “Nós sabemos que muitos desses mototaxistas não são sequer habilitados. Com a regulamentação, o Detran entra em cena encaminhando equipes da habilitação ao município para qualificar os trabalhadores”, informou Clarisse Pinto.
O presidente da Associação Portelense de Mototaxistas, Anderson Alves Brito, disse que a categoria tem se empenhando para regulamentar a profissão. Ele reconhece que muitos acidentes envolvendo o transporte alternativo em motos tem como causa principal a falta de habilitação. “Muitos que trabalham com esse tipo de transporte não possuem habilitação. É uma luta antiga da categoria a regulamentação, que iria, por exemplo, evitar que muitas pessoas sem capacitação exercessem a profissão”, ressaltou.
Além do trabalho com os mototaxistas, o Detran também realiza ações de educação no trânsito com crianças, jovens e adultos, na Escola Rafael Gonzaga, onde estão concentradas as atividades da caravana. As orientações sobre um comportamento seguro no trânsito são realizadas por meio de atividades lúdicas.
Na sexta-feira (23), o trabalho envolverá 200 adolescentes do ensino fundamental e 300 adultos do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Brasil vence a Venezuela
por 11 x 2 no polo
aquático feminino

A seleção brasileira feminina de polo aquático voltou a sair com vitória da piscina do Parque Aquático do Pará, nesta quarta-feira (21), ao enfrentar a seleção da Venezuela. Por 11 x 2, as brasileiras conseguiram a segunda goleada no Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, que acontece em Belém até o próximo sábado (24). A primeira foi contra a seleção argentina, na partida de estreia na competição.
No nado sincronizado, o Brasil se classificou em primeiro lugar com 85,750 pontos, seguido pela Argentina, com 80,125 pontos, e pela Colômbia, com 77,000 pontos. 
A seleção de polo aquático entrou na piscina disposta a não dar sossego às venezuelanas. Logo nos primeiros momentos da partida, a capitã do time, Luiza Carvalho, fez o primeiro gol. O primeiro período terminou com o placar de 1 x 0 para o Brasil, animando o público nas arquibancadas.
No segundo período, Luiza Carvalho e Gabriela Mantellato Dias fizeram mais dois gols. O técnico da seleção brasileira, Roberto Chiappini, acompanhou o jogo demonstrando tranquilidade, comportamento inverso ao do técnico da Venezuela.
A seleção brasileira fez mais três gols no terceiro período de jogo, marcados por Cecília Canetti, Gabriela Mantellato e Marina Zablith. No terceiro período, o placar já estava 6 x 0 para o Brasil.
Os cinco gols que garantiram a vitória da seleção brasileira foram feitos no período final do jogo, quando as venezuelanas marcaram seus únicos dois gols. O placar final, de 11 x 2, fez a festa do público.
Segundo o técnico Roberto Chiapinni, a seleção brasileira teve “um desempenho normal para uma equipe jovem, que está em formação”. O técnico explicou que a seleção brasileira fechou um ciclo nos jogos Pan-Americanos de Guadalajara, com a conquista da medalha de bronze.
A atual formação da seleção brasileira está se preparando para as Olimpíadas de Londres, que acontecerão neste ano. “Estas foram as primeiras vitórias oficiais da equipe”, disse Chiappini.
A estudante de Educação Física Ruhanne Monteiro, 17 anos, que está acompanhando o Campeonato Sul-Americano, era uma das mais animadas na torcida durante o jogo de polo aquático feminino. Ela comemorou o resultado e disse que as seleções brasileiras feminina e masculina de polo aquático estão surpreendendo, de forma positiva, a torcida paraense.

Texto:
Marcio Flexa-Secom

Comitê de Enfrentamento
ao Tráfico de Pessoas
será criado no Marajó

A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos realizará nesta sexta-feira (23), às 09h, no município de Breves, no Arquipélago do Marajó, a reunião para criação do Comitê de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas na Região do Marajó (CETPRM). Durante a reunião, que acontecerá no Espaço Tagaste, serão discutidas as ações, atividades e metas para o enfrentamento ao tráfico de pessoas no Marajó.
Esse tipo de tráfico é caracterizado pelo "recrutamento, transporte, transferência, abrigo ou recebimento de pessoas, por meio de ameaça ou uso da força ou outras formas de coerção, de rapto, de fraude, de engano, do abuso de poder ou de uma posição de vulnerabilidade ou de dar ou receber pagamentos ou benefícios para obter o consentimento para uma pessoa ter controle sobre outra, para o propósito de exploração", conforme o Protocolo de Palermo, como é chamada a Convenção das Nações Unidas contra o Crime Organizado Transnacional, adotada pela Organização das Nações Unidas (ONU) em novembro de 2000.
 A Sejudh, por meio do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, tem a missão de propor, coordenar e executar políticas públicas de prevenção, defesa e atenção às vítimas de tráfico de pessoas, com o objetivo de unir esforços nas três esferas de governo, com apoio das entidades sociais, no combate a esse crime.
A reunião contará com a presença do coordenador do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, Murilo Sales, da representante da Secretaria Nacional de Justiça, Ana Luiza Moraes Patrão, e de representantes da região.

Texto:
Leba Peixoto-Sejudh

Mostra Camillo Vianna leva
ciência, tecnologia e cultura
ao interior do Estado

O município de Marabá, no sudeste paraense, recebe nos dias 26 e 27 de março a Mostra de Ciência e Cultura Camillo Vianna, projeto itinerante promovido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que tem como objetivo aproximar os alunos paraenses do universo da ciência, tecnologia e cultura. A programação será realizada na Escola Estadual Dr. Geraldo Mendes de Castro Veloso, localizada no bairro Belo Horizonte, e contará com minicursos, oficinas, palestras e exposições interativas, além de atividades culturais.
Voltada especialmente a estudantes do ensino fundamental, médio e profissional, desde 2009, quando foi criada, a Mostra congrega ações voltadas à popularização da ciência, da tecnologia e da arte, sobretudo no interior do Estado. De acordo com o diretor de Ciência e Tecnologia da Secti, Geraldo Narciso Filho, até o fim deste ano 12 municípios deverão receber a Mostra. Além de Marabá, outros sete municípios receberão as programações ainda neste primeiro semestre.
“É fundamental nós sairmos da capital. Em Belém nós já temos no mês de outubro a Feira Estadual de Ciência e Tecnologia, durante a Semana Nacional de Ciência. Além disso, também existe uma série de outras ações, que beneficiam bastante o público. Por isso, este ano buscamos cidades polos, para que a partir delas possamos disseminar o conhecimento sobre ciência e tecnologia”, explica Geraldo Filho.
Calendário - Nos dias 29 e 30 de março será a vez de Conceição do Araguaia, no sul do Pará, receber a programação. Em abril, a Mostra Camillo Vianna chegará a Soure, no Arquipélago do Marajó, nos dias 12 e 13, e a Terra Alta, no nordeste paraense, em 26 e 27. Em maio, serão contemplados Capanema, nos dias 10 e 11, e Paragominas (14 e 15). A programação do primeiro semestre encerra em junho, quando a mostra será realizada nos municípios de Moju, nos dias 14 e 15, e Abaetetuba, em 28 e 29.
Toda a programação é gratuita e aberta à comunidade do município. A previsão é atingir pelo menos de 20 mil estudantes em todo o Estado.
A cada ano a Mostra recebe o nome de uma personalidade da área científica ou educacional com atuação de destaque no Pará. Em 2012, o médico e ecologista Camillo Vianna foi o escolhido, por sua contrubuição à eduação ambiental, à reanimação cultural e à valorização das pessoas e dos vários ecossistemas nos municípios paraenses.
As mostras são viabilizadas com o apoio de instituições de pesquisa, além de organizações governamentais e não-governamentais, como a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal do Pará (UFPA), Parque de Ciências e Associação Agroecológica Iara.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Congresso Médico-Amazônico
oferece cursos para
profissionais de saúde

De 10 de março a 22 de abril serão realizados os cursos que antecedem o XVI Congresso Médico Amazônico, sendo uma grande oportunidade de capacitação e atualização para profissionais de saúde que atuam tanto no serviço público como no privado.
Marcado para o período de 22 a 25 de abril, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, o XVI Congresso Médico Amazônico tem como tema central “Gestão em Saúde: Desafios Amazônicos”. O principal patrocinador do evento é o governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
O Congresso é promovido pela Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará (SMCP), com a participação das instituições que representam as 14 profissões da área de Saúde, como Medicina, Fisioterapia, Nutrição, Terapia Ocupacional, Enfermagem e Odontologia.
Nesta edição, o evento é presidido pela médica infectologista Cléa Bichara, e tem como presidente da Comissão Científica o médico e pesquisador Manoel Soares.
Segundo a secretária adjunta da Sespa, Rosemary Góes, “é uma grande satisfação” para a Sespa contribuir para a realização de um evento desse porte. Para ela, os gestores municipais de Saúde não podem perder essa oportunidade de capacitação, “já que muitos problemas atuais na área da Saúde estão relacionados à dificuldade de gestão e gerência de serviços”.
Cursos - No dia 27 de março, das 8 às 12h, será realizado no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), da Universidade do Estado do Para (Uepa), o Curso de Triagem Neonatal (teste do pezinho), ministrado pela equipe de profissionais da instituição.
Nos dias 30 e 31 de março, das 8 às 12h e das 14 às 18h, no Conselho Regional de Medicina, acontece o Curso de Gestão de Segurança e Saúde do Trabalhador na Área Hospitalar, com vários subtemas ministrados por especialistas em Saúde do Trabalhador.
Outro curso oferecido é Redes e Serviços de Saúde Mental – como integrar?, que será realizado em 16 de abril, das 14 às 18h, no auditório do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (HC), ministrado por especialistas na área de Saúde Mental. Na mesma área será promovido o curso de Instalação de Caps AD, no dia 21 de abril, das 8 às 12h, na sala “Dr. Leopoldo Costa”, e Emergência em Psiquiatria Conduzida pelo Médico Generalista, das 14 às 18h, na sala “Dr. Guaraciaba Quaresma da Gama”.
No dia 17 de abril será realizado o curso Doença Renal – Custos e Benefícios da Prevenção e do Tratamento, das 8 às 12h, no auditório do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna. O curso será ministrado por nefrologistas, nutricionistas e enfermeiros especialistas.
No dia 21 de abril, das 8 às 12h, no CCBS da Uepa, acontecerá o curso Processo do Cuidado ao Idoso: o enfoque na funcionalidade. No mesmo dia, na sala “Dr. Jayme Aben-Athar”, acontecerá o curso Ferramentas Gerenciais: Monitoramento e Avaliação na Gestão Participativa.
Ainda no dia 21, das 8 às 12h e das 14 às 18h, na sala “Dr. Juracy Brito”, será realizado o curso Alimentação Saudável e Prevenção da Obesidade e Outras Doenças e Agravos Não Transmissíveis (Dants). Das 14 às 18h, haverá o curso Rede de Atenção Primária em Saúde, na sala “Dr. Jayme Aben-Athar”.
Com a inclusão de novas vacinas no calendário básico de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS), é fundamental que os profissionais de salas de vacina estejam mais capacitados para atender a população. Por isso, o Congresso Médico Amazônico promoverá, no dia 22 de abril, o curso Vacinações para Técnicos de Sala de Vacinação – Básico de Imunizações, das 09 às 12h30 e das 14 às 18h, na sala “Dr. Amanajás Filho”.
Também no dia 22 será realizado o curso Formação Educacional em Doação e Transplante de Órgãos, das 8 às 12h e das 14 às 17h, na sala “Dr. Oscar Miranda”.
Para participar dos cursos os interessados devem estar inscritos no Congresso. Mais informações no site: www.congressomedicoamazonico.com.br

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa

Dia Mundial da Água é
comemorado no
Parque do Utinga

A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) promovem nesta quinta-feira (22) programação alusiva ao Dia Mundial da Água. A abertura será na Estação de Tratamento de Água do Bolonha, com a participação de representantes dos três órgãos promotores da programação, que inclui palestra, exibição de vídeos e passeios pelo Parque do Utinga.
PROGRAMAÇÃO
Estação de Tratamento de Água do Bolonha: Palestra e apresentação de vídeo sobre as etapas de tratamento de água; visita monitorada pela ETA; exposição de animais taxidermizados (empalhados) e caminhada às margens dos lagos Bolonha e Água Preta.
Centro de Visitação do Parque do Utinga: Saída da Cosanpa; parada no Lago Bolonha; plantio simbólico; visita e reflexão no Lago Água Preta; apresentação do vídeo do Parque e teatro de fantoche. Programação destinada a crianças de 06 a 12 anos.
Caminhada e Trilha: Saída da Cosanpa; caminhada até o Lago Bolonha; trilha do Bolonha (acompanhamento de militares do BPA) e Centro de Visitação. Programação destinada a adolescentes.
Passeio de lancha no Lago Água Preta. Programação para adultos.
Sugestão de entrevista: Antonio Crisóstomo, diretor de Operações da Cosanpa

Data da pauta: 22/03/2012 09:00:00
Data de expiração: 22/03/2012 12:00:00
Local: Parque Estadual do Utinga
Endereço: Avenida João Paulo II
Contatos: Milena Medeiros - Ascom/Cosanpa - (91) 8883-1147
E-mail automático. Por favor, não responda.

Seduc e Sintepp avaliam
lotação de profissionais
de educação

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) se reuniu novamente, na tarde desta quarta-feira (21), com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp).
O secretário adjunto de Gestão, Waldeci Costa, e a diretora de Recursos Humanos, Maria José Brígido, entregaram aos sindicalistas a minuta da portaria que trata sobre a lotação de profissionais de educação na rede de ensino, para ser avaliada pela categoria. A Seduc tem até o dia 30 deste mês para enviar a minuta à Secretaria de Estado de Administração (Sead).
Sobre os outros assuntos debatidos na reunião, como Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR), Waldeci Costa informou que alguns itens estão sendo discutidos com a Sead.
A Seduc voltará a se reunir com a direção do sindicato na próxima segunda-feira (26), às 15h, na Secretaria Adjunta de Ensino (Saen).

Texto:
Izabel Cunha-Seduc

Governo começa a discutir
instalação do Porto Pernambuco

Buscar uma solução para o sistema portuário de Belém é um dos objetivos da construção do Porto Pernambuco, cujo pré-projeto começou a ser discutido nesta quarta-feira (21), em reunião entre os secretários Especiais de Incentivo à Produção, Sidney Rosa, e de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável, Sérgio Leão, outras autoridades e técnicos do Estado. A obra já foi autorizada pelo governador Simão Jatene.
Os secretários começaram o estudo de viabilidade do projeto, que prevê a construção de um porto de transbordo rodoviário-fluvial, destinado principalmente às cargas das empresas que operam na rota Belém (PA) – Manaus (AM).
O porto deve também contribuir para a diminuição do tráfego diário de cerca de 1.500 carretas em Belém, possibilitando a instalação na região de um distrito industrial, para atender às atividades que necessitam de acesso ao transporte por balsa e rodovia.
Segundo Sidney Rosa, “a criação do porto é fundamental para o desenvolvimento de toda a região de Castanhal, no nordeste paraense, mas principalmente do Estado”.
O porto será construído no município de Inhangapi, a cerca de 20 km de Castanhal. Após aprovação do pré-projeto, a obra possibilitará um grande investimento no local, em pavimentação e infraestrutura do porto, além das desapropriações e da instalação do distrito industrial.
A Companhia de Desenvolvimento Industrial do Pará (CDI) e a Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará (CPH) vão coordenar o grupo de trabalho e apresentar, em 15 dias, o pré-projeto ao governador.
Também participaram da reunião representantes das secretarias de Estado de Meio Ambiente (Sema) e de Transportes (Setran); da CDI, CPH, Idesp e Prefeitura de Inhangapi; o deputado Márcio Miranda; o procurador Geral do Estado, Caio Trindade, e Frederico Bussinger, consultor da área de portos, vinculado ao Instituto para o Desenvolvimento da Logística de Transporte e Meio Ambiente.
Bussinger foi secretário Municipal de Transporte de São Paulo, e diretor do Metrô de São Paulo e da Companhia Docas. Nesta quinta-feira (22), ele será recebido pelo governador Simão Jatene, para tratar da instalação do Porto Pernambuco.

Texto:
Andréa Amazonas-SEDIP

Idesp e Defensoria lançam
coletânea
“Redescobrindo o Assistido”

Na manhã desta quarta-feira (21), Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) e a Defensoria Pública do Estado assinaram um termo de autorização de divulgação dos relatórios gerados a partir do Projeto “Redescobrindo o Assistido”, fruto da parceria entre os dois órgãos, iniciada em 2010. A cerimônia marcou o lançamento oficial da coletânea de cinco volumes, que apresenta os resultados da pesquisa realizada pelo Idesp, entre 2010 e 2011, nos núcleos especializados da Defensoria Pública localizados na Região Metropolitana de Belém.
De acordo com o defensor Público Geral, Antônio Cardoso, transparência, eficácia, qualidade no atendimento e autocrítica devem estar presentes no processo de planejamento do órgão, daí a importância do olhar externo sobre o trabalho desenvolvido pela Defensoria Pública do Pará.
O coordenador acadêmico do projeto, Josep Vidal, considerou muito boa a primeira fase do projeto, que agora chegará ao interior. “A imagem da Defensoria é boa entre a população. A avaliação foi positiva porque a Defensoria presta contas à sociedade, o que todas as instituições deveriam fazer. O grande ganho foi conhecer melhor o entorno e transmitir à sociedade, de forma transparente, tudo o que está acontecendo, e buscar informações de qualidade para a tomada de decisões na Defensoria”, reiterou.
Qualidade - Ainda segundo ele, os temas centrais foram a qualidade e a excelência. Vidal mostrou ao público como foi feita a pesquisa - por meio de contato direto com defensores, servidores, assistidos e familiares - e suas conclusões. Ele destacou as diferenças entre conceitos de “atendimento”, “qualidade de atendimento” e “assistido”, de um núcleo para o outro, além das vantagens e dificuldades na utilização do Sistema de Controle do Processo Jurídico (SCPJ).
Foram ainda traçados a imagem e o perfil institucional da Defensoria, e apresentado o “Mapa de Exclusão de Direitos dos Municípios”.
O estudo também especificou 11 recomendações à Defensoria, entre as quais o entendimento do trabalho do defensor, a melhor comunicação interna do órgão, a disponibilização da justiça eletrônica,  a otimização dos relatórios, a satisfação dos cidadãos e a consolidação qualitativa e quantitativa do trabalho em rede.
O diretor de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação do Idesp, Sérgio Gomes, destacou o sucesso do projeto, “pelos seus resultados, pelo conhecimento que conseguimos produzir e as informações que disponibilizamos aos gestores públicos e à sociedade. Na elaboração, condução e conclusão dessa primeira etapa de pesquisa, o Idesp cumpre a sua missão de desenvolver processos de avaliação de políticas públicas, e este é o primeiro de um conjunto maior de pesquisas que poderão ser desenvolvidas”.
Para um dos palestrantes, o professor Carlos Alberto Maciel, que abordou o tema “Políticas Públicas do Sistema de Justiça do Estado do Pará”, um processo de avaliação e acompanhamento como o realizado no projeto é importante e necessário. Segundo ele, historicamente as pesquisas “eram mais focadas no orçamento, nos recursos gastos com determinados serviços. Hoje, essa é uma avaliação insuficiente, pois são necessárias também as evidências socioeconômicas e culturais”.
Carlos Alberto Maciel recomendou que a experiência seja compartilhada com outros Estados da Amazônia, a fim de auxiliar no enfrentamento de problemas comuns à região.
O outro palestrante do evento, o juiz da capital Marcos Alan de Melo Gomes, falou sobre “A pesquisa científica como condição para o aprimoramento do serviço público em busca de resultados”, ressaltando a necessidade de por fim à ideia de que o mundo está dividido entre o pensar e o saber.
Para ele, “a pesquisa científica serve para promover o bem estar humano, e aprimorar o ato de gestão de uma instituição pública”.
Os interessados podem ter acesso à coletânea nos sites www.idesp.pa.gov.br e www.defensoria.pa.gov.br, e ainda nas sedes do Idesp e da Defensoria Pública do Pará, em Belém.
Continuação - No final de setembro de 2011, Idesp e a Defensoria renovaram o Termo de Cooperação Técnica para continuação do projeto “Redescobrindo o Assistido”, estendendo-o a todos os Núcleos Regionais da Defensoria e aos municípios onde há atendimento itinerante e defensor público lotado.
Agora, o objetivo é responder a questionamentos, como o tipo de comunicação que se estabelece entre os núcleos do interior e o conselho gestor; a organização das ações da Defensoria e da atenção aos assistidos nestes núcleos, e qual a imagem da Defensoria Pública para a população e os assistidos.

Texto:
Fernanda Graim-Idesp

Programa Água Boa vai
beneficiar agricultores
familiares em 60 municípios

No Dia Mundial da Água, comemorado nesta quinta-feira (22), a Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri) iniciará as ações do Programa de Apoio à Implantação de Sistemas de Geração Hídrica para Atividades Produtivas Rurais (Programa Água Boa). Com recursos para o desenvolvimento de ações ainda este ano, o programa beneficiará agricultores familiares.
“Este ano começamos com poucos recursos, mas temos uma previsão orçamentária para atender 60 municípios do Pará, e a tendência é que esse programa seja ampliado com recursos orçamentários, pela importância em levar água de qualidade para as famílias de pequenos produtores rurais do nosso Estado, principalmente os praticantes da agricultura familiar”, ressaltou o diretor de Desenvolvimento Agropecuário da Sagri, Francisco Neto.
Ele explicou que o Programa Água Boa foi desenvolvido por técnicos da Sagri, a pedido do secretário Hildegardo Nunes, que pretende encontrar soluções para a carência no abastecimento de água em várias regiões, principalmente no Arquipélago do Marajó e no nordeste do Estado.
Segundo Francisco Neto, o Pará tem regiões com sérios problemas de estiagem, que precisam encontrar alternativas para garantir o abastecimento. O programa permitirá que a Sagri celebre convênios com prefeituras e associações, para dar condições de construir microssistemas de abastecimento de água destinados a atender as demandas de agricultores familiares.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri

Jucepa divulga resultado
preliminar do concurso
para Tradutores e Intérpretes

A Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) divulgou o resultado preliminar da prova oral do Processo Seletivo Simplificado para Habilitação aos cargos de tradutor juramentado e intérprete comercial, de acordo com o Departamento Nacional de Registro do Comércio, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A publicação está no Diário Oficial desta quarta-feira, 21. O resultado corresponde a etapa que foi realizada no último domingo, 18, sob a responsabilidade do Instituto Cidades, fundação responsável pelo concurso, e do Núcleo de Monitoramento e Controle Interno (MCI), departamento da Junta que faz o acompanhamento do concurso.
Os candidatos habilitados participaram da segunda e última fase do processo, que consistia na prova oral para os candidatos que foram convocados. Dos 57 candidatos aprovados na prova escrita, 51 compareceram para inscrição à prova oral. No dia da prova, 49 estiveram presentes e foram submetidos à avaliação, destes 45 foram aprovados.
Após 30 anos sem um concurso nesta área, para a Jucepa é muito importante ver mais uma meta de seu planejamento ser alcançada e, mais uma etapa fundamental ser concluída. O Processo Seletivo de Tradutor e Intérprete para a Jucepa faz parte das ações do Planejamento Estratégico Institucional e Plano Plurianual da instituição.
Os candidatos aprovados em diversas línguas, como alemão, árabe, espanhol, mandarim, russo, francês, italiano e inglês, não serão servidores públicos, mas receberão habilitação para atuar nos atos registrados na Junta Comercial. De acordo com a equipe formada por 12 professores de língua estrangeira que se integraram a coordenação de aplicação da prova do Instituto Cidades, o nível do candidatos selecionados é excelente. O resultado preliminar está disponível no site da Jucepa (www.jucepa.com).

Texto:
Diane Maués-Jucepa

Fórum de Desenvolvimento
Sustentável das Ilhas
- O Grito das Mulheres

Com o objetivo de buscar alternativas e soluções para a construção de um projeto estratégico, que contribua para a valorização da saúde, no sentido de qualificar o acesso da mulher ribeirinha às ações e aos serviços de saúde, acontece nesta quinta-feira, 22, a partir das 8 horas, na Estação das Docas, o Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Ilhas - O Grito das Mulheres. O Fórum, que terá como tema : "Políticas Públicas de Saúde para a Mulher", discutirá, principalmente, a garantia de qualidade de vida das famílias que residem nas ilhas próximas a Belém. É esperada a participação de cerca de 300 mulheres das ilhas, representantes do Governo do Estado e da Prefeitura de Belém. O evento é uma realização da Paróquia da Conceição das Ilhas com o apoio do Governo do Estado, por meio da Assessoria de Articulação e Cidadania da Casa Civil da Governadoria.

Projeto "Jovem de Futuro"
vai investir R$ 11 milhões
na qualidade da educação

Foi lançado nesta quarta-feira (21), no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, o Projeto Jovem de Futuro (PJF). A iniciativa é uma parceira entre Governo do Estado, Ministério da Educação, Secretaria de Assuntos Estratégicos do Governo Federal e Instituto Unibanco. Serão investidos R$ 11 milhões, beneficiando quase 700 mil estudantes. O objetivo do Projeto é mudar a face da educação no Pará com a implantação de um plano de gestão abrangente e de estratégias articuladas nas escolas públicas de Ensino Médio no Estado.
O Projeto Jovem de Futuro integra o Programa Mais Saber do Governo do Estado, que está investindo na redução da evasão escolar; na redução da defasagem idade-série e no reforço das disciplinas de Português e Matemática, além da formação dos professores. A metodologia do PJF foi testada em Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Os resultados foram surpreendentes. As notas nas disciplinas de Português e Matemática chegaram a aumentar entre 10% e 25%, respectivamente. O Projeto começa no Pará em 141 escolas, são 85 instituições do interior e 56 da Região Metropolitana de Belém, que terão três anos para apresentarem os primeiros resultados.
O governador Simão Jatene afirmou que o projeto faz parte de um conjunto de ações do Estado que só terão sucesso com o envolvimento de diretores, professores e alunos. "Terminar com a desigualdade é um desafio coletivo da sociedade e a educação constrói os elementos para combater esta desigualdade. Aposto muito no PJF, pois sei que coisas boas contagiam, e que começaremos com 141 escolas, mas alcançaremos todas”.
O projeto é focado em resultados. O primeiro desafio é melhorar o desempenho dos alunos nas disciplinas de Português e Matemática, o próximo é aumentar os índices do Pará no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). A meta é que o crescimento seja de 25 e 5 pontos, respectivamente. As experiências do Instituto Unibanco em Minas e Rio Grande do Sul garantem que é  possível. “O Jovem de Futuro é um instrumento poderoso, no entanto os protagonistas deste processo são os gestores da Secretaria de Educação, da escola e os alunos”.
 “A escola pública é capaz”. A frase de Wanda Hengel, presidente do Instituto Unibanco, direcionada aos alunos, gestores e professores presentes no evento resume a expectativa do projeto. Ela se refere à redução de desigualdades, uma das metas do PJF. “Reduzir a desigualdade educacional entre a escola pública e a escola particular, reduzir a desigualdade entre alunos que têm maior e menor facilidade de aprendizado, reduzir as desigualdades de oportunidades para estes jovens através da educação de qualidade, é a grande virada na história de vida destes alunos”.
Oportunidades perdidas, essa é uma preocupação constante de Wanda. “Hoje o Estado do Pará é um dos que mais cresce no Brasil. Novos postos de trabalho são criados diariamente e não estão sendo preenchidos por falta de mão de obra qualificada. Este ciclo tem que ser quebrado, proporcionando a todos os jovens a conclusão do ensino médio”.
 Mais Saber
O Programa Mais Saber, coordenado pela Seduc, está dividido em cinco sub-programas, destinados à recuperação e revitalização da rede física escolar, implantação do sistema de tempo integral nas escolas, melhoria do ensino médio (por meio de parcerias com fundações), aceleração da aprendizagem para combater a defasagem escolar e o atraso dos alunos nas séries regulares, além da premiação de servidores e alunos que se destacam na comunidade estudantil. Neste ano, só na recuperação e restauro de pelo menos 150 escolas, o Estado investirá R$ 100 milhões. A expectativa é que, nos próximos três anos, 600 unidades da rede estadual de ensino sejam reestruturadas pelo programa.

Texto:
Julia Garcia-Secom

Pará zera déficit de bibliotecas
públicas nos municípios do Estado

A ministra da Cultura, Ana Buarque de Holanda, chega a Belém nesta quinta-feira (22) para a inauguração da biblioteca pública no município de Afuá. Com isso, o Estado zera o déficit de bibliotecas pública nos municípios. A inauguração ocorre na sexta-feira (23) e será realizada pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Pará, da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, em parceria como Ministério da Cultura.
Ana Buarque de Holanda participa também, a partir das 16h desta quinta-feira, das comemorações do aniversário de 141 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna, em uma cerimônia no Teatro Margarida Schivasappa, onde será apresentado à ministra um pouco da história e do trabalho da maior bilbioteca do Estado do Pará e terceira maior da região. A ministra ainda divulgará no Estado a campanha do governo federal de incentivo à leitura “Leia mais, seja mais”, quando será realizado também um pacto pela leitura entre as esferas federal, estadual e os municípios do Pará.
A inauguração da Biblioteca Pública de Afuá terá a participação de gestores da Fundação Tancredo Neves, como o presidente da instituição, Nilson Chaves, além de outras autoridades como Galeno Amorim, presidente da Fundação Biblioteca Nacional; Luiz Fernando de Almeida, presidente do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); Márcia Rollemberg, secretária de Cidadania Cultural do Minc, além de outras autoridades nacionais. A cerimônia será acompanhada de uma festividade com elementos da cultura amazônica.
O evento completa um ciclo histórico de incentivo à leitura nos diversos municípios paraenses: em 2010, havia 21 municípios sem bibliotecas públicas no Pará, o que representaria mais de meio milhão de paraenses sem acesso gratuito ao livro e à leitura. Historicamente, o fluxo de crescimento no número de bibliotecas públicas no Estado iniciou na década de 60, prolongou-se pelos anos 80 e ganhou renovado fôlego no século XXI. “A inauguração da biblioteca de Afuá credenciou o Estado a vencer um déficit histórico há muito almejado. Pela primeira vez na história, todos os municípios paraenses possuem biblioteca pública”, afirma Nilson Chaves, presidente da Fundação Tancredo Neves.
O trabalho de inauguração de uma biblioteca pública é longo e composto de diversas fases, como o estudo técnico inicial do local onde será montada, a aquisição de infraestrutura, aquisição de acervo, treinamento do pessoal que trabalhará no espaço e, finalmente, a inauguração da biblioteca pública. Além do planejamento e estruturação do espaço, as distâncias percorridas para levar a leitura a todos os municípios são grandiosas: apenas em 2011, proximadamente 40 mil quilômetros foram percorridos de avião, balsa, barco e veículos terrestres.
“Em 2011, os técnicos do Governo do Estado percorreram mais de 40 mil quilômetros para atender 72  municípios nas 12 regiões de integração do Pará. 145 multiplicadores que atuam em bibliotecas foram capacitados e 18 municípios receberam investimentos em acervo, mobiliários, equipamentos audiovisual e capacitações, totalizando aproximadamente 1,5 milhões de reais investidos pelo Governo federal e pelo governo do Pará”, comenta Guilherme Relvas, secretário do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Pará.

Campanha

Além da inauguração, a ministra Ana Buarque de Holanda irá divulgar no Pará a campanha “Leia mais, seja mais”, que visa tornar a aquisição e o reforço do ato da leitura um hábito nacional. A campanha envolve metas como o aumento do número de livros que os brasileiros lêem anualmente: hoje em dia, o Brasil lê apenas 1,8 livro por ano, mas a ideia é que esse número chegue à quatro livros anualmente.
Esse objetivo consta, ainda, no Plano Nacional de Cultura, lançando em dezembro de 2011 pelo Ministério da Cultura. A campanha parte do pressuposto que o desenvolvimento pessoal e o de uma nação passa pela aquisição de conhecimento como fator fundamental.

Texto:
Hélio Granado-FCPTN

Palhaços Trovadores
apresentam “Reprises”
neste domingo no
Mangal das Garças

A Organização Social Pará 2000 continua com a programação do Projeto Pôr-do-Sol no Mangal das Garças neste domingo, 25 de março, com o espetáculo “Reprises” do grupo Palhaços Trovadores, garantindo gargalhadas a partir das 10h da manhã, no Armazém do Tempo.
Quem não prestigiou o Projeto no último domingo, 18, na Estação das Docas, pode conferir as melhores e mais engraçadas cenas de palhaços de circo, desta vez no Mangal das Garças. “O espetáculo é um roteiro de várias cenas clássicas misturadas com muito improviso e interação com o público” comentou o diretor do grupo Marton Maués.
“É a primeira vez que vamos nos apresentar pelo Pôr-do-Sol, aqui no Parque, essa iniciativa é muito boa, pois é mais um espaço público, onde os artistas podem se apresentar e divulgar a cultura. Espero que o público prestigie” frisou Marton Maués sobre o Projeto.
Serviço:
Grupo Palhaços Trovadores - “Reprises”
Dia: 25/03/2012 (Domingo)
Hora: A partir das 10h
Local: Armazém do Tempo - Mangal das Garças, Pass. Carneiro da Rocha s/n ao lado do Arsenal da Marinha, Cidade Velha.
Entrada Franca

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Emater orienta agricultores
familiares na Transamazônica
para a produção de pescado

Agricultores familiares de Medicilandia, na altura da BR-230, a Transamazônica, estão sendo orientados para a produção de peixe em suas propriedades. Através do projeto governança, desenvolvido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em parceira com a Fundação Viver Produzir e Preservar (FVPP), com sede em Altamira. O projeto cria condições para as comunidades e suas organizações representativas desenvolverem e legitimarem junto às autoridades governamentais sistemas de governança de recursos naturais. Sete famílias estão envolvidas no projeto, que orienta os agricultores a realizarem de forma adequada o manejo em geral da piscicultura, como alimentação e recepção dos alevinos, que são repassados a custo zero para o produtor.
Segundo a técnica em piscicultura da Emater, Simone Silva, os agricultores recebem orientações básicas durante a construção dos tanques ou pequenas barragens que servem para a criação dos peixes, quanto a questões ambientais e preservação das nascentes de água. Alguns agricultores que participam do projeto já desenvolviam a piscicultura, mas por conta do manejo inadequado, a mortalidade dos alevinos chegava a 50%. As atividades são desenvolvidas de acordo com a realidade e a necessidade dos agricultores, que optaram por criar tambaqui e tambatinga, este último resultado de um cruzamento das espécies, pirapitinga e tambaqui.
Depois de uma experiência ruim, quando perdeu quase 70% dos alevinos, agora o agricultor Roseno Pereira, morador da vicinal 90 Sul, recebe orientação técnica da Emater. O agricultor acredita que no período de um ano já estará com peixes de até um quilo. Toda a produção é comercializada na própria comunidade. Apesar da atividade promissora, um dos grandes entraves para a piscicultura em Medicilandia é a falta de ração para a alimentação dos peixes no comércio local.
Por isso, o próximo passo da Emater será desenvolver com os próprios agricultores uma ração alternativa, que obedeça a todos os critérios de níveis da alimentação, como a proteína, essencial para o crescimento e o desenvolvimento do peixe, o objetivo é diminuir os custos de produção.  “A piscicultura é uma atividade secundária desenvolvida pelos agricultores, o que não tira a sua importância como fonte de renda e garantia da segurança alimentar das famílias”, Finalizou Simone Silva.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Novo poço artesiano
será instalado na Ceasa

Com o objetivo de melhorar a qualidade e o fornecimento da água na Central de Abastecimento do Pará (Ceasa) e na comunidade ribeirinha do entorno, um novo poço artesiano e um novo sistema de tratamento de água vão ser instalados. Os serviços começaram na semana passada, e nesta quarta-feira, 20, o diretor presidente do órgão, Marco Raposo, fez uma visita para verificar o andamento das obras. “O serviço irá corrigir as constantes faltas de água, ocorridas devido a degradação do poço artesiano atual, que já existe deste a fundação da Ceasa, há 37 anos, e o antigo sistema de tratamento de água”, afirma Raposo.
A primeira etapa dos trabalhos é a perfuração do poço, que terá 60 metros de profundidade. De acordo com a Engenheira Civil da Ceasa, Regina Duarte, 26 metros já foram perfurados. Na segunda etapa será feita a instalação da tubulação. “Depois que for feita toda instalação, começarão os testes de percurso da água e após o exame bacteriológico para saber a qualidade da água” explica.
O novo poço será instalado em localização melhor e estratégica, próximo do reservatório, o que vai favorecer a subida da água até a caixa d’agua, e melhorar o fornecimento e a distribuição em todo complexo. O poço atual não será desativado, pois servirá para suprir uma necessidade emergencial. De acordo com Jorge Souza, gerente da empresa que vai realizar os serviços, o poço é considerado semi-artesiano, com revestimento geomecânico em PVC. “O poço atual já está deteriorado, devido a técnica de encamisamento em ferro utilizada na época, e que hoje não se utiliza mais” explica. O prazo para conclusão das obras é de 40 dias.

Texto:
Izabelle de Mesquita-Ceasa

“Gran Circo Curro Velho”
dedica uma tarde às
artes circenses

A Fundação Curro Velho vai promover no dia 27 uma tarde dedicada às artes circenses, homenageando o Dia Nacional do Circo. O evento contará com a presença de crianças e adolescentes que são assistidas pelo projeto Pro Paz de Marituba, além de contar com a presença de artistas de companhias voltadas para as técnicas. Cerca de 20 integrantes da oficina de Técnicas Circenses realizada no polo do Pro Paz em Marituba através da Fundação Curro Velho.
Com idades entre 7 e 18 anos, os novos artistas circenses vão apresentar números de acrobacia aérea, no tecido, e de contorcionismo. A apresentação será uma mostra de resultado da atividade que teve início em janeiro e encerra no final deste mês. Também no evento, palhaços, malabaristas e espetáculos de mágicos abrilhantam a tarde no circo da Fundação Curro Velho. Companhia Le Parkour Belém, Companhia Circense Fênix, Estrelas do Picadeiro, Os Palhaços Extraordinários e Nos Tantos, companhia de malabares, são os convidados para o circo da Fundação Curro Velho. O “Gran Circo Curro Velho” propõe o envolvimento de pessoas da comunidade, sugerindo entretenimento para crianças, adolescentes e pessoas em geral que apreciam as artes circenses.


II Seminário de Tuberculose:
Conhecer para Controlar

Mostrar que até 85% das pessoas que se submetem ao tratamento da tuberculose podem ser curadas e que pra compor essa estatística é necessário ter acesso ao diagnóstico precoce e correto, obedecer as recomendações médicas e seguir o tratamento até o fim. Estes pontos serão discutidos no “II Seminário Tuberculose: Conhecer para Controlar”, que acontecerá nesta sexta-feira (23), no auditório da Polícia Civil, em Belém. O evento é alusivo ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose, 24 de março, e terá continuidade neste domingo (25), com ações na praça da República, em parceria com o Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose.

Seminário e ações previnem
contra a tuberculose na
 Praça da República

Mostrar que até 85% das pessoas que se submetem ao tratamento da tuberculose podem ser curadas e que pra compor essa estatística é necessário ter acesso ao diagnóstico precoce e correto, obedecer as recomendações médicas e seguir o tratamento até o fim estão os objetivos do “II Seminário Tuberculose: Conhecer para Controlar”, que acontecerá nesta sexta-feira, 23, no auditório da Polícia Civil, em Belém. O evento é alusivo ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose (24 de março) e terá continuidade no domingo, 25, com ações na Praça da República, em parceria com o Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose.
Nos dois momentos serão disseminadas informações simples destinadas a todos os públicos sobre o que é a tuberculose, como é transmitida, quais os principais sinais e sintomas, como é feito o diagnóstico, o tratamento e, principalmente, quais os métodos de prevenção dessa doença, que ainda mata 2,6% do total de acometidos por ela.
O Estado registra, em média, cerca de 3.300 casos novos por ano e possui sete municípios prioritários para o controle da tuberculose pelo Ministério da Saúde: Abaetetuba, Ananindeua, Belém, Bragança, Castanhal, Marituba e Santarém, inseridos em uma lista de 181 municípios em todo o Brasil.
Em 2011 foram registrados 3.637 casos novos de todas as formas de Tuberculose no Estado, que por sua vez vem mantendo ao longo dos últimos anos uma média de cura de 73% e abandono de tratamento em torno de 10%, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
O Pará ocupa, atualmente, o 3º lugar em incidência no país, com uma taxa de 47,9/100.000hab, configurando-se como área endêmica, ou seja, apresentando casos durante todo o ano e independente de qualquer fator externo. A mortalidade no Pará em 2010 foi de 2,2 óbitos/100.000 hab, menor que a taxa nacional, que é de 2,4 óbitos/100.000 hab, comprovando que o poder de letalidade da doença quando os casos são diagnosticados tardiamente.
Aliados no combate à doença no Estado, o Programa de Controle da Tuberculose da Sespa e o Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose tem como objetivo maior a descoberta de casos para tratá-los corretamente, eliminando as fontes de infecção e quebrando a cadeia de transmissão. O Estado hoje descobre cerca de 70% dos casos programados para cada ano, segundo o que preconiza o Programa Nacional, e os esforços despendidos tem sido voltados para o alcance das metas de cura de no mínimo 85% e abandono a menos de 5%.
Além das iniciativas da Sespa, as ações contra a doença no estado vêm sendo beneficiadas com subsídios do Fundo Global (FG), instância internacional que apoia ações de controle de doenças como a aids, malária e tuberculose. No Brasil foram contemplados com os investimentos do Fundo 57 municípios que concentram as maiores cargas da doença.
Conforme explica o coordenador estadual do Comitê Metropolitano, Antonio Ernandes Costa, Ananindeua e Belém recebem, desde 2007, incentivos em forma de capacitações, equipamentos e insumos que apoiam os programas municipais de controle da doença. “Encerraremos nossas atividades em abril e o Comitê deixará importantes contribuições que ajudaram a alicerçar novos pilares de apoio às ações do programa”, explica Antonio Ernandes.
Causada pelo microorganismo Mycobacterium tuberculosis, a tuberculose afeta pulmões, ossos, rins e meninges. Entre os sintomas estão tosse seca e contínua, tosse com pus ou sangue no catarro, febre baixa, suores noturnos, fraqueza, cansaço, perda de peso, dificuldade para respirar e dor no peito. Se esses sintomas persistirem por mais de 15 dias é indicado procurar ajuda especializada.
Atualmente a doença vem sendo prevenida com o uso da vacina BCG, aplicada ainda no primeiro mês de vida. Desde 2011, uma medida do Governo Federal estendeu a vacinação até os 19 anos. Ainda assim, a recomendação é que ao suspeitar de tuberculose, qualquer pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência para realizar o exame por escarro, que é o primeiro a ser solicitado pelos médicos em suspeita de tuberculose. O tratamento é gratuito, dura cerca de seis meses e é mantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Se for seguido à risca, o tratamento pode garantir cura em 100% dos casos. Depois de duas ou três semanas desde seu início, o paciente já sente melhoria nas suas condições de saúde. As tosses e febres cessam, a pessoa volta a ganhar peso e esse é o momento em que grande parte dos pacientes abandona os medicamentos. Por é importante que o paciente prossiga com o tratamento até o fim, pois o abandono deixa a pessoa mais frágil e ainda corre o risco de transmitir a doença para outros indivíduos.

Texto:
Mozart Lira-Sespa

Artistas de Portel saem do
anonimato através
do “Mapa das Artes”

Uma rede social com informações sobre a cultura paraense. Essa é a proposta do projeto “Mapa das Artes”, uma iniciativa do Governo do Estado, por meio do Instituto de Artes do Pará (IAP), que está percorrendo vários municípios do Marajó, junto à Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva. Desde o início da caravana, que já passou por sete municípios, cerca de 400 artistas já incluíram seu perfil no mapa.
A ideia, segundo o técnico da gerência de artes cênicas e musicais do IAP, Armando Neto, é identificar os artistas da região, cadastrá-los e incluí-los no mapa, que poderá ser acessado por qualquer pessoa, através do link na página do IAP, na internet. A partir do cadastro, o artista fica responsável pelo abastecimento do seu perfil. “Qualquer pessoa que acessar o mapa terá acesso ao artista, sua obra e um histórico da sua carreira. É uma forma desses artistas saírem do anonimato e ficarem lincados entre eles e os demais segmentos artísticos”, explica Armando Neto.
A ação cultural conta com a parceria das secretarias municipais de cultura, que ficam responsáveis por mobilizar a classe artística local. Em Portel, cerca de 20 artistas já se cadastraram e segundo Armando Neto, o que mais chamou a atenção foi a diversidade das linguagens artísticas existentes no município. “Aqui nós encontramos grupos de carimbó, de hip hop, de dança, escritores, artistas plásticos e esses serão conhecidos a partir do mapa”, ressalta Armando Neto.
O artista plástico Rubevaldo Ramos, de 40 anos, trabalha há 20 com a confecção de móveis e objetos em madeira decorados com a pirogravura, uma arte milenar que permite a gravação de imagens com o recurso do fogo. O artista já participou de feiras de artesanato em Belém, mas acredita que a partir do mapa seu trabalho vai romper as fronteiras regionais. “Eu já tive trabalhos que foram comprados por estrangeiros. Com esse mapa será possível o contato com admiradores de outros estados e quem sabe, de outros países”, estima o artista.
A expectativa é a mesma para o rapper Robson Caldas Furtado, de 18 anos. Ele faz parte do grupo de Hip Hop “Laipercrew”, que reúne 12 jovens do município e já se apresentou em diversas cidades da região. Além da música os jovens trabalham com a linguagem artística através do grafite. “Eu acredito que já estamos preparados para nos apresentarmos em outros lugares e termos nosso trabalho reconhecido”, diz o jovem.
Alem do cadastro, o IAP também está divulgando as ações do instituto, que oferece diversas capacitações e incentivo ao artista, através de bolsas de pesquisa e experimentação artística, utilização dos equipamentos do núcleo de produção digital do IAP, oficinas, cursos e workshops. Durante a caravana estão sendo esclarecidas as ações do Sistema Nacional de Cultura que pretende criar, através da elaboração e aprovação de uma lei específica, sistemas de cultura municipais, uma importante ação para a consolidação do Sistema Nacional de Cultura (SNC). O objetivo é fomentar a discussão local da política cultural, que servirá de base na construção de uma política nacional de cultura.
As ações no município de Portel também incluem o cineclube, com a “Mostra Pará”, reunindo várias produções paraenses, algumas delas premiadas, além dos resultados das bolsas de experimentação audiovisual oferecidas pelo IAP. As sessões acontecem no auditório da Escola Rafael Gonzaga, sempre às 18h.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Nado Sincronizado do
Brasil sai na frente
no Sul-Americano






A  quarta-feira, 21,  marcou o início das provas do Nado Sincronizado no Campeonato Sul-Americano Absoluto de Desportos Aquáticos, que acontece em Belém desde o último dia 14 de março. O evento tem apoio do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer, (Seel). A piscina do Parque Aquático passou por adaptações para receber as apresentações das atletas de cinco países da América do Sul. O Brasil saiu na frente e garantiu a melhor pontuação, no dueto técnico, com as brasileiras Lara Teixeira e Nayara Figueira.
A dupla da Seleção Brasileira conquistou 87,625 pontos, que serão somados com a próxima prova de dueto livre, nesta sexta-feira, 23, onde será conhecida a dupla vencedora. As atletas da Argentina conseguiram a segunda melhor marca, com 80,875 pontos, seguidas pelas equipes da Colômbia, Venezuela e Chile.
Com o tema "Opostos", que mescla música lírica e rock, as brasileiras fizeram uma apresentação impecável se mostraram bastante satisfeitas com as notas dos árbitros. " Estamos treinando essa coreografia desde dezembro do ano passado e ficamos felizes com esse resultado. O Sul-Americano está nos exigindo um treinamento bem forte, mas isso não nos incomoda, afinal estamos perseguindo nosso principal objetivo, que é o Pré-Olímpico, em abril, e depois as Olimpíadas", explicou Lara.
A dupla compete desde 2007 e já conquistou três medalhas de ouro em campeonatos sul-americanos. Para a prova de sexta, as meninas prometem uma coreografia surpreendente. "Hoje fizemos uma apresentação bem criativa, mas na prova de rotina livre, vamos surpreender e ousar ainda mais", antecipou Nayara.
O público compareceu em peso ao Parque Aquático e aprovou a performance da dupla brasileira. A dona de casa Cristiane Nascimento trouxe as filhas para acompanhar as apresentações do nado sincronizado. "Foi lindo, elas mostraram uma sintonia perfeita e uma coreografia bastante animada. Minhas filhas adoraram".
O incentivo da torcida que foi ao Parque Aquático do Pará não passou despercebido pelas atletas brasileiras. "É a melhor torcida de todas. É sempre muito bom competir aqui em Belém, porque as pessoas comparecem em peso e incentivam mesmo, isso faz uma diferença e tanto", comentaram Lara e Nayana. A dulpa volta a se apresentar na sexta. Ainda na tarde de hoje, a partir das 16 horas, haverá apresentação da Rotina Técnica por Equipe, com entrada franca.
Resultados:
1) Brasil = Lara Teixeira & Nayara Figueira - 87,625 (nota de execução: 43,625 + nota de impressão geral: 44,000)
2) Argentina = Etel Sanchez & Sofia Sanchez - 80,875
3) Colômbia = Estefania Alvarez Piedrahita & Jennifer Cerquera Hatiusca (reserva: Ingrid Cubillos Vanesa) - 77,625
4) Venezuela = Rosamaria Avila & Oriana Bencomo - 75,000
5) Chile = Camila Cornejo Corvalan & Elisa Henriquez Farias - 69,625

SELEÇÃO BRASILEIRA DE NADO SINCRONIZADO
Solo = Giovana Stephan
Dueto = Lara Teixeira & Nayara Figueira
Equipe = Giovana Stephan, Lorena Fontes Molinos, Maria Eduarda Pereira, Maria Bruno, Jéssica Noutel Gonçalves, Pamela Nogueira, Gabriella Figueiredo e Daniella Figueiredo
Combo = Giovana Stephan, Lorena Fontes Molinos, Maria Eduarda Pereira, Maria Bruno, Jéssica Noutel Gonçalves, Pamela Nogueira, Gabriella Figueiredo, Daniella Figueiredo e Luisa Nunes Borges.
Técnicas: Maura Xavier, Magali Cremona Lopes e Glaucia Soutinho

PROGRAMAÇÃO DE POLO AQUÁTICO E NADO SINCRONIZADO
Próximos Eventos:
Dia 21/03 - 4ª feira
12h30 - Polo Masc: Colômbia x Equador
16h - Nado Sincronizado - Rotina Técnica Equipes
17h30 - Polo Fem: Venezuela x Brasil
19h00 - Polo Masc: Brasil x Argentina
20h15 - Polo Masc: Equador x Uruguai
21h30 - Polo Masc: Venezuela x Colômbia
Dia 22/03 - 5ª feira
9h - Nado Sincronizado - Rotina Técnica Solos
10h30 - Polo Masc: Uruguai x Argentina
11h45- Polo Masc: Colômbia x Brasil
13h00 - Polo Masc: Equador x Venezuela
16h - Nado Sincronizado - Rotina Livre Combinada (Combo)
17h30 - Polo Fem: Argentina x Venezuela
19h00 - Polo Masc: Argentina x Colômbia
20h15 - Polo Masc: Brasil x Equador
21h30 - Polo Masc: Venezuela x Uruguai
Dia 23/03 - 6ª feira
9h - Nado Sincronizado - Rotina Livre Solos
10h30 - Polo Fem: 2º x 3º
16h - Nado Sincronizado - Rotina Livre Duetos
17h30 - Polo Fem: 1º x 3º
19h - Polo Masc: Disputa do 5º lugar: 5º x 6º
20h15 - Polo Masc: 1º x 4º - Semifinal
21h30 - Polo Masc: 2º x 3º - Semifinal
Dia 24/03 - Sábado
9h - Nado Sincronizado - Rotina Livre Equipes
10h30 - Polo Fem: 1º x 2º
12h00 - Polo Masc: Disputa do bronze
13h15 - Polo Masc: Decisão

Texto:
Bruna Carvalho-Seel


Imetropará fará carreata
na Operação Páscoa

Uma carreata para conscientização. Este é o evento que será promovido pelo Instituto de Metrologia do Pará (Imetropará), dentro da Operação Páscoa, no próximo sábado, dia 24. “Queremos conscientizar o consumidor a ficar atento aos produtos que vai adquirir durante a Páscoa. É bom lembrar que os ovos de chocolate, principalmente, trazem brindes e estes devem ter o selo do Inmetro”, disse Luiziel Guedes, presidente do Imetropará.
A operação é voltada para os ovos de chocolate. Já foram feitas as coletas aleatórias em 10 estabelecimentos da capital e do interior. Os produtos serão analisados no Laboratório de Pré-Medidos, onde será verificado o conteúdo nominal (peso) indicado na embalagem. “É importante esclarecer que o brinde e a embalagem não podem fazer parte do peso final do produto. Se a indicação é de 200 gramas, por exemplo, são 200 gramas sem brinde e embalagem”, orienta Guedes.
Os brindes que acompanham os ovos são encaminhados para a Gerência de Qualidade, que vai verificar se estão com o selo e as informações exigidas pelo Inmetro. Os exames estão previstos para a próxima quarta-feira, 28. No ano passado, nenhum produto foi reprovado. “O Imetropará se mantém vigilante para que o consumidor não seja enganado”, declarou o presidente do órgão.
A carreata vai percorrer as seguintes vias: Almirante Barroso, José Malcher, Boulevard Castilho França, 15 de Novembro, 13 de Maio, Presidente Vargas, Conselheiro Furtado, Padre Eutíquio, Manoel Barata, Presidente Vargas, Nazaré, Generalíssimo Deodoro, Braz de Aguiar, Gentil Bittencourt.
Serviço:
Carreata da Operação Páscoa
Dia 24 de março (sábado)
Saída: às 9h, da sede do Imetropará, na Almirante Barroso com Barão do Triunfo

Texto:
Adaucto Couto-Imetropará

Palestra enfoca a importância
da Igreja Católica na Amazônia

A Igreja Católica teve papel fundamental na fundação de Belém. A instituição exerceu função política, econômica e social no período da colonização da Amazônia. A importância da Igreja para a configuração inicial da cidade é tema de um ciclo de palestras na Igreja de Santo Alexandre, na Cidade Velha, que começa nesta quinta-feira, 22, às 19 horas. A entrada é gratuita. A palestra “Participação da Igreja na Fundação de Belém”, faz parte do projeto “Rumo aos 400 anos de Belém” que ainda vai promover outros debates sobre o mesmo assunto.
As ordens religiosas vieram para a Amazônia promover o controle e a catequização dos povos indígenas no período colonial. Os missionários que se estabeleceram em Belém exerceram função essencialmente política; atuaram como mediadores da relação entre Portugal e a Amazônia e realizaram o controle das tribos indígenas por meio da catequização. A Igreja também foi importante na ocupação de novos territórios na região.
De acordo com o Professor Doutor em História da Universidade Federal do Pará, Mauro Coelho, não é possível falar do período colonial na Amazônia sem mencionar a Igreja Católica, tamanha foi sua contribuição para a fundação de Belém. “A Igreja é um agente histórico importantíssimo no período colonial”, afirma. “Parece-me impossível tratar do passado colonial amazônico, sem abordar a participação da Igreja”, explica. Mauro Coelho é um dos palestrantes do evento, ao lado do também Professor Doutor da UFPA, Karl Arenz.
Além da importância da fundação de Belém, a Igreja Católica também teve influência na arte local. Desde o final da década de 1690, várias Igrejas foram erguidas em Belém. As obras de reparo, modificação ou da própria construção das Igrejas demandavam especialistas em construções e na produção das imagens que iriam compor o cenário das edificações. De acordo com Mauro Coelho, os religiosos exerceram trabalho significativo nesse período. “As ordens religiosas foram muito eficazes na qualificação desses especialistas, principalmente entre os povos indígenas. Algumas das obras guardadas pelo Museu de Arte Sacra testemunham esse processo de formação de artífices especialistas na produção de imagens sacras”, disse o professor.
Serviço
Palestra “Participação da Igreja na Fundação de Belém”, dia 22, às 19 horas, na Igreja de Santo Alexandre, na Praça Frei Caetano Brandão, s/n, Cidade Velha. Entrada gratuita.

Cohab promoverá audiências
públicas em áreas
de obras do PAC

Antes de reiniciar as obras dos projetos previstos no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na área de habitação, a Companhia de Habitação do Pará (Cohab) vai promover audiências públicas em cada uma das comunidades beneficidas por elas. Segundo a presidente do órgão, Noêmia Jacob, a medida visa atender a determinação de governo de dar transparência às ações que atingem diretamente essas famílias e garantir que o processo seja pautado pelo diálogo permanente como reivindicado pelos representantes comunitários.
“Existe uma determinação do governo de abrir diálogo com as representações comunitárias, de modo a dar a eles pleno conhecimento de tudo o que está sendo feito com relação às obras PAC e o cronograma de execução desses trabalhos, dando transparência às nossas ações”, disse a dirigente da Companhia de Habitação.
“Já realizamos cerca de treze reuniões com representantes comunitários, associações de moradores, Comissões de Fiscalização (Cofis) e Fórum de Moradores das Áreas do PAC (Femapac), e em todas elas houve a solicitação de que abríssemos um canal permanente de diálogo e também que a Companhia se dispusesse a participar de encontros com a comunidade no local das obras. A opção encontrada foi a realização de audiências públicas”, concluiu Noêmia. “Então definimos um calendário para a realização dessas audiências que iniciará no dia 2 de abril”, informou.
A presidente da Cohab declarou ainda que “os encontros servirão não só para ouvir a comunidade, como também para prestar todos os esclarecimentos sobre o projeto e o plano de retomada das obras, assim como o cronograma de execução das mesmas”.
Cronograma de Audiências Públicas/Projeto do PAC:
02 de Abril - Comunidade Fé em Deus – 19 horas
09 de Abril - Comunidade Pratinha – 19 horas
16 de Abril - Comunidade Taboquinha (Icoaraci) – 19 horas
23 de Abril - Comunidades Riacho Doce e Liberdade(Guamá) –19 horas
30 de Abril - Comunidade Pantanal – 19 horas

Texto:
Rosa Borges-Cohab

Orquestra Sinfônica se
apresenta em
Santo Alexandre

A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) está de volta à igreja de Santo Alexandre, nesta quarta-feira, 21, às 20h, para mais um concerto, desta vez em formato de música de câmara, para homenagear o aniversário de nascimento (327 anos) do compositor Johann Sebastian Bach. A entrada é gratuita. O concerto, que terá a participação de membros da OSTP em grupos de trios e quartetos, além de uma formação camerística, terá a participação da soprano Luciana Tavares. A regência do concerto será do maestro titular da OSTP, Miguel Campos Neto.
O maestro diz que quando uma orquestra sinfônica promove uma série de música de câmara com seus membros, ela está evidenciando a versatilidade, que é uma qualidade da maior importância para um músico. “É a habilidade de se sentir à vontade em qualquer repertório, seja sinfônico ou operístico, solo ou camerístico”, afirma.
“Neste concerto, fazemos uma homenagem ao grande Johann Sebastian Bach, apropriadamente no dia 21 de Março, apontado por um dos calendários vigentes na época como sua data de nascimento”, explicou Miguel. “Ao homenageá-lo, escolhemos, não só apresentar peças de sua autoria, mas sim demonstrar também a influência que ele exerceu (e exerce) em compositores que o sucederam”.
No programa, as peças de Bach serão acompanhadas da apresentação de uma peça de Shostakovitch, além da estreia de mais uma obra do compositor paraense (e integrante da OSPT) Kalie  Fares Akel, que será apresentada em uma formação de Quarteto temperado para flauta, trompa, violino e violoncelo. Para Miguel, a versatilidade da OSTP conta entre seus instrumentistas com um compositor, que é Kalie. “Ao apresentarmos a peça de Kalie Akel, comprovamos que a influência que Bach exerceu sobre compositores dos séculos XVIII, XIX e XX, continua em compositores do século XXI”, disse.
A escolha da igreja de Santo Alexandre é um diferencial. “A acústica de uma sala de concerto, de uma casa de ópera ou de uma igreja, pode conduzir a um tipo diferente de execução musical”, afirma o maestro. “Nós acreditamos que a igreja de Santo Alexandre colocará tanto o público quanto os músicos na perfeita ambientação para música de câmara”, encerra.
Programa
Na quarta-feira, serão executados os concertos de Bach “Sonata em trio em mi bemol maior, para clarinete, oboé e fagote (três movimentos)”, “Prelúdio e fuga (curto e antigo)”, “Concerto de Brandenburgo nº 3 em sol maior” e “Cantata BWV 51”. De D. Shostakovitch, será apresentada a peça “Prelúdio e fuga XXII em sol menor, do op. 87”, e a estreia da peça de Akel.
Das pequenas formações da OSTP que se apresentam no concerto desta quarta-feira fazem parte os músicos Ricardo Aquino, Magno Morais, Ruth Saldanha, Cláudio Costa, Claudionor Amaral, André Xavier, Paulo Porto, Itailan Pinheiro, Sóstenes Siqueira, Kalie Fares Akel, Bruno Valente, Paulo Keuffer, Hélio Saveney, Rodrigo Santana, Rosildo Pereira, Gabriel Gonçalves, Nelzimar Neves, Gabriella Oliveira, Jhonathan Torquato, Serguei Firsanov e Elielson Gomes.

Serviço
“Série de Câmara OSTP” (em comemoração aos 327 anos de J. S. Bach), quarta-feira, 21, às 20h, na igreja de Santo Alexandre (Praça Frei Caetano Brandão, s/n, Cidade Velha). Entrada gratuita.

Contribuintes de Tucuruí
participam de palestra
sobre Simples Nacional

A Secretaria Estadual da Fazenda (Sefa) promoverá nos dias 28 e 29 de março uma palestra de esclarecimento para contadores e micro empresários de Tucuruí. Na ocasião serão abordados temas como o Simples Nacional, Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), GTIN, Escrituração Fiscal Digital (EFD) e Nota Fiscal Eletrônica (NFe). O objetivo é esclarecer as dúvidas dos contribuintes sobre esses assuntos, com ênfase na Legislação e nos principais problemas envolvendo o ICMS e o cumprimento das regras fiscais por empresas do Simples Nacional.
A palestra acontece de 15h as 18h30, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Tucuruí, localizado na BR-422, s/n, no Jardim Mariluci. As explanações serão conduzidas por Hedylamar Beckmann, auditora fiscal de receitas estaduais e coordenadora de Automação Fiscal da Sefa; Rosemary Nascimento, coordenadora da área de cadastro fiscal de receitas estaduais, e Carlos Alberto Rodrigues Júnior, fiscal de receitas estaduais e coordenação de micro e pequenos empresários da Secretaria.
As inscrições podem ser feitas através do email seminariotucurui@sefa.pa.gov.br , de 19 a 23 de março. Para mais informações, o contribuinte pode entrar em contato pelo fone (94) 3787-1903.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa

Pará registra queda de 46%
nos casos notificados de dengue

O Pará registrou uma queda de 46,35% nos casos notificados de dengue, de 1º de janeiro a 15 de março, em relação ao mesmo período de 2011. A informação é da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), que divulgou, nesta quarta-feira (21), o 9º Informe da Situação da Dengue no Estado. São 8.074 casos notificados da doença contra 15.047 de 2011.
Dos 8.074 casos suspeitos da doença, 2.538 foram confirmados com a seguinte classificação final: 1.891 casos de dengue clássica (DC), 11 de dengue com complicação (DCC), 02 de febre hemorrágica da dengue (FHD) e 01 caso de síndrome do choque da dengue (SCD).
Os municípios com maior número de casos notificados continuam sendo Parauapebas (1.552), Belém (1.310), Marabá (648), Ananindeua (501) e Marituba (356). No que tange aos casos confirmados, os municípios com mais casos são Parauapebas (749), Belém (290) e Ananindeua (139). Até o momento, há confirmação de um óbito por dengue, registrado no município de Parauapebas.
A redução de ocorrência da doença deve-se ao trabalho intensivo da Sespa e suas 13 Regionais de Saúde junto às Secretarias Municipais de Saúde, sensibilizando gestores, profissionais de saúde e comunidade em geral para a importância da notificação de casos suspeitos e permitindo ações imediatas de controle vetorial pela Vigilância Epidemiológica. Os municípios que estão registrando maior número de notificações são orientados a identificar os bairros e ruas com ocorrências, para realizar as ações de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti.
As principais ações desenvolvidas são bloqueio imediato da transmissão nas localidades ou bairros que notificam casos, atividades de educação e comunicação, visando a sensibilização da população, órgãos governamentais e não governamentais para o problema; articulação com órgãos municipais de saneamento e limpeza urbana para melhoria da coleta e destinação adequada do lixo; e manutenção das atividades de rotina no combate ao vetor.
Com o aumento das chuvas, é importante que a população intensifique os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti em recipientes, vasilhames, calhas, piscinas e caixas d’água, por exemplo, além do cuidado com o lixo em quintais e jardins, uma vez que o mosquito da dengue pode se reproduzir até numa casca de ovo ou tampinha de refrigerante. A Sespa também mantém Unidades Sentinela para coletar amostras de sangue de casos suspeitos. O objetivo é identificar o tipo de vírus que está circulando na cidade. Até agora, 108 amostras foram examinadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), das quais 30 deram resultado positivo para dengue.
Serviço:  Para informações sobre dengue entrar em contato com as Secretarias Municipais de Saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555 e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além do fone (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos Distritos Administrativos: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa

Ciências Sem Fronteiras
tem editais abertos
para sete países

O Programa Ciências Sem Fronteiras, dos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), está com editais abertos para quem deseja realizar "graduações sanduíche" e estudar na Austrália, na Bélgica, no Canadá, na Coreia do Sul, na Espanha, na Holanda e em Portugal. As inscrições vão até 30 de abril. O CsF conta ainda com apoio de duas instituições de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).
O objetivo é propiciar, nas áreas prioritárias, a formação de recursos humanos altamente qualificados nas melhores universidades e instituições de pesquisa estrangeiras, a fim de promover a internacionalização da ciência e tecnologia nacional, estimulando estudos e pesquisas de brasileiros no exterior, inclusive com a expansão significativa do intercâmbio e da mobilidade de graduandos.
Dentre outros requisitos, o candidato deve estar matriculado em curso de nível superior nas áreas e temas do programa; ter nacionalidade brasileira; ter cursado no mínimo 20% e no máximo 90% do currículo previsto para seu curso e se comprometer a permanecer no Brasil pelo dobro de tempo que permanecer no exterior para a realização da graduação sanduíche. É importante também observar os testes de proficiência exigidos em cada país.
Para estas chamadas, o programa conta com o apoio do G8 Universities; LatinoAustralia; Conseil Interuniversitaire de la Communauté Française de Belgique (CIUF); De Vlaamse Interuniversitaire Raad (VLIR); Consórcio das Universidades de Alberta, Laval, Dalhousie e Ottawa (CALDO); Canadian Bureau for International Education (CBIE); Korea Foundation for the Promotion of Private School (KFPP); universidades da Coreia do Sul; Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha; Organização Neerlandesa para Cooperação Internacional em Educação Superior (Nuffic); e Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP).
Serviço: mais informações podem ser obtidas junto à Assessoria de Relações Internacionais da Uepa, que fica no prédio da Reitoria (Rua do Una, 156 - Telégrafo) e ainda pelo telefone (91) 3299-2281.

Texto:
Marcela Conde-Uepa

Eventos esportivos
impulsionam o
turismo paraense

A estratégia do Governo do Pará de promover o desenvolvimento econômico e social através da bandeira do turismo vem dando resultados muito positivos. Grandes eventos nacionais e internacionais tem movimentado o setor do turismo pela sua abrangência de público e apelo midiático, consolidando o Pará como destino prioritário na preferência dos turistas brasileiros e de outros países.
O mais recente exemplo nesse sentido é o Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, que iniciou no último dia 14 e vai até o próximo domingo, 25. O megaevento esportivo trouxe a Belém cerca de 600 atletas, entre eles 500 internacionais e 100 brasileiros, totalizando delegações de 13 países. Além disso, o campeonato está sendo transmitido ao vivo para os mais diversos cantos do mundo, através do canal Sport Tv. Mídias digitais diversas, revistas e jornais especializados  também acompanham e divulgam a programação, dando cada vez mais visibilidade ao Estado.
Defensor da realização de megaeventos no Pará, o governador Simão Jatene, que em sua primeira gestão (2003 a 2006) priorizou muitas obras de infraestrutura turística, entre elas Mangal das Garças, Estação das Docas e o Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, garante que investir na captação desses eventos traz muitos benefícios ao Pará.  “É uma oportunidade para o Estado ser visitado por pessoas que, ao voltarem para suas regiões e Estados, levam a imagem do Pará, que contribui para o incentivo ao turismo”, afirma Jatene, para quem investir em obras de infraestrutura também é prioridade.
Adenauer Góes, presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), garante que uma das maiores contribuições para o turismo de eventos no Pará foi a construção do Hangar e que o investimento em promoção, divulgação e marketing da oferta turística do Estado vem ao encontro do que se preconiza para fortalecer o setor. Alerta que hoje o Estado recebe um fluxo superior a 700 mil turistas por ano. “O Governo do Estado, a Paratur, são responsáveis pelas políticas públicas de fortalecimento do setor, cabendo ao empresariado investir e gerar negócios, que consequentemente geram emprego, renda e melhor qualidade de vida para a população.
O Sistema de Gestão do Turismo (Segetur), que contempla a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), a Paratur e o Fórum de Desenvolvimento Turístico do Pará (Fomentur) é resultado desse investimento, assim como o Plano Estratégico de Turismo, apresentado no final do ano. Eventos como estes são da maior importância para a atividade, não apenas pelo aumento do fluxo e da ocupação hoteleira, mas também pela mídia positiva que gera ao Estado, divulgado a partir dessa vinda dos atletas, dos turistas”, diz Adenauer Góes.
Ele ressalta que a Companhia Paraense de Turismo (Paratur) anualmente apoia grandes eventos e no Brasil e no exterior participa de um calendário de eventos que permite dar visibilidade ao Pará. Também vem investindo na profissionalização da mão de obra que atua no receptivo e oferta de serviços através do Programa Estadual de Qualificação Profissional no Turismo (PEQTUR), quem em 2012 visa qualificar mais de 10 mil pessoas na capital e outros municípios.
O presidente do Sindicato dos Guias de Turismo do Pará (Singtur), Fábio Romero,  também considera importante a vinda de eventos como o Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, uma vez que “trazem um público diferenciado e credencia o Pará a receber eventos ainda maiores”.  Ele ressalta também que o campeonato contribui ainda mais para fortalecer o turismo no estado por ocorrer no primeiro semestre de 2012, um período de baixa estação em que a cidade normalmente recebe menos visitantes.
O Pará não está na contra mão do que acontece no cenário nacional e internacional. Dados divulgados pelo Ministério do Turismo (MTur) mostram os impactos positivos dos grandes eventos para o turismo. Com a aproximação da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, por exemplo, os desembarques domésticos em fevereiro deste ano no Brasil subiram cerca de 12% e os internacionais cerca de 16%. Segundo dados da Infraero, o Aeroporto Internacional de Belém, recebeu entre os meses de janeiro e fevereiro 233.271 passageiros dos quais 229.684 domésticos e 3.587 internacionais.
Hotelaria
Atualmente as capitais brasileiras somam uma capacidade de hospedagem de 554,2 mil turistas, sendo São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador as três capitais que lideram o ranking, segundo pesquisa de Serviços de Hospedagem (PSH) 2011, divulgada em fevereiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No Pará, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH) a taxa média de ocupação fica na faixa de 63%. Entretanto, com a realização de eventos como o Sul-Americano de Desportos Aquáticos essa ocupação chega a 95%. “Isso mais uma vez reforça a nossa afirmativa de que Belém é uma cidade consolidada para o turismo de negócios”, afirma Toni Santiago, presidente da ABIH Pará.
Toni explica que todos os eventos são importantes para o turismo, a exemplo do clássico entre Brasil e Argentina, que movimentou a cidade, mas “diferentemente de um jogo de futebol, que acontece em um único dia, um jogo de atletismo como esse, um congresso ou outro é mais importante por que garante a permanência do turista na cidade por uma semana ou mais”, diz o hoteleiro.
A ABIH também revela que em 30 de dezembro de 2010 Belém tinha 9.150 leitos 4.143 unidades habitacionais (meios de hospedagens) e 62 hotéis. Em 2012 são 71 hotéis, 5.546 unidades habitacionais e 11.756 leitos, somando os nove hotéis que já foram e estão sendo inaugurados até o final do ano, a grande maioria no entorno do Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

Texto:
Benigna Soares-Paratur

Eduepa prorroga inscrições
de editais para
publicação de livros

A Editora da Universidade do Estado do Pará (Eduepa) prorrogou para 6 de abril as inscrições - que se encerrariam no último dia 18 - de apresentações de originais visando à publicação de livros de natureza técnico-científica. Para isso, foram lançados dois editais - um voltado para trabalhos criados por grupos de pesquisa da Uepa e outro voltado somente para trabalhos criados por professores dos programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado) em funcionamento na instituição. O resultado final deve ser divulgado em 25 de maio.
O material deve ser entregue no Protocolo da Uepa, localizado no prédio da Reitoria (Rua do Una - 156 - Telégrafo), no horário compreendido entre 8h e 14h. Não serão aceitas inscrições via internet ou por qualquer outro meio não presencial. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (91)3222-5600 e (91) 3222-5624.

Pibic Ensino Médio prorroga
inscrições até o dia 23 de março

A Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio de sua Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), prorrogou inscrições e agora recebe até as 14h do dia 23 de março - o prazo anterior se esgotava no dia 16 -, inscrições de propostas para o preenchimento de 60 bolsas ofertadas no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – Ensino Médio - na categoria PIBIC-EM/CNPq - que tem por objetivo despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do Ensino Médio e Profissional em escolas públicas do Estado do Pará.
Os bolsistas serão orientados por docentes, coordenadores, técnicos ou participantes de projetos de pesquisa registrados na instituição e o programa será administrado pela Diretoria de Pesquisa da Propesp. A bolsa é no valor de R$ 100. Para saber sobre os documentos necessários e procedimento de inscrição, os interessados devem checar o edital. Mais informações junto à Diretoria de Pesquisa da Propesp pelo telefone (91) 3233-4138e e-mail propesp@uepa.br.

III Curso de Farmacologia
Clínica do Centro de Ensino
e Treinamento do
Serviço de Anestesia do HOL

O Hospital Ophir Loyola está com inscrições abertas, gratuitas, para o III Curso de Farmacologia Clínica do Centro de Ensino e Treinamento do Serviço de Anestesia do HOL. A programação é voltada para acadêmicos, médicos residentes e ex-residentes de anestesiologia, e será realizadade de 13 de abril a 15 de junho( sextas-feiras), no auditório do SAEPA CRM-PA.  Vagas limitadas. Mais informações pelo telefone 3342-1209/1319 ou 3249-8329.

Uepa aplica prova para os
índios Gavião no dia 24 de março

Neste sábado, 24, chega a vez de candidatos pertencentes ao povo Gavião realizarem a segunda etapa do processo seletivo referente ao curso de Licenciatura Intercultural Indígena, ofertado pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). O exame acontece entre 9h e 13h na própria aldeia, que fica próxima ao município de Marabá. Na semana passada, dia 17, integrantes das tribos Tembé passaram pela mesma etapa do certame. O concurso oferta, no total, 100 vagas - 50 para cada etnia.
Assim como os integrantes do povo Tembé fizeram na semana anterior, os integrantes do povo Gavião realizam uma prova escrita contendo questões de Língua Portuguesa e Redação. Da mesma forma como foi feito junto aos Tembé, o exame será supervisionado por lideranças locais e por membros do corpo técnico da universidade.
Esta segunda etapa do processo seletivo possui questões que, totalizadas, valem 10 pontos. Quem obtiver nota menor que cinco pontos será eliminado do certame. Os aprovados seguem para a terceira e última etapa da seleção: a entrevista, que terá acompanhamento de tradutores da língua indígena. Os Tembés serão entrevistados entre 3 e 5 de maio, enquanto que os membros do povo Gavião fazem a etapa entre os dias 10 e 12 do mesmo mês.
O acesso aos locais de realização dos exames ocorrerá das 8h às 9h, impreterivelmente. As provas terão início pontualmente às 9h e, de acordo com o edital, não será admitido o ingresso de candidatos no local de realização das provas após este horário. O candidato deverá portar o documento de identidade original; comprovante de confirmação de inscrição; e caneta esferográfica com tinta azul ou preta.
A Licenciatura Intercultural Indígena 2012 é ofertada pela primeira vez na Uepa. O curso abre com 100 vagas, sendo 50 para cada grupo, e será desenvolvido em regime presencial e modular, abordando conhecimentos tratados na área de Ciências Humanas e Sociais, Ciências da Natureza e Matemática e Linguagens e Arte - todos articulados aos saberes indígenas, na perspectiva de formar professores nessas três áreas capacitados para atuar na Educação Escolar Indígena.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa

Encontro discute ações da
vigilância sanitária das
Regionais de Saúde

Com o objetivo de avaliar as ações desenvolvidas pelos Centros Regionais de Saúde, o departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realiza até esta quarta-feira (21), no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), reuniões de trabalho com os coordenadores regionais de Vigilância Sanitária.
A reunião discute assuntos relacionados ao plano de ação da Vigilância Sanitária dos municípios, capacitações de profissionais de saúde, e o projeto Amazônia Legal, com prestação de contas dos 35 municípios contemplados no Pará. Além disso, o encontro também define o planejamento para os trabalhos que serão executados ainda este ano.
Segundo a diretora do departamento de Vigilância Sanitária da Sespa, Telma Araújo, a ideia é integrar os profissionais para o fortalecimento dos trabalhos desenvolvidos nos municípios que abrangem os Centros. “Através desta integração, podemos viabilizar novas ações e ainda atingir nossas metas”, afirmou. A diretora informou que em julho haverá outro encontro. Ela disse ainda, que até agosto serão realizadas cinco capacitações para as Regionais de Saúde e os municípios.
Nesta quarta-feira (21), o departamento estadual de Vigilância Sanitária também estará apresentando as ações e metas de trabalho, das divisões de Controle da Qualidade de Alimentos; Controle de Infecção Hospitalar; Controle de Drogas e Medicamentos; Controle Sanitário da Habitação; e de Serviços de Saúde. Para o coordenador de Vigilância Sanitária do 11° Centro Regional de Saúde, Wesley Nunes, o evento é de suma importância, pois possibilita troca de experiência, além de discutir estratégias para o avanço  das ações da Vigilância Sanitária dos municípios paraenses.   “Cada município tem sua prioridade, e as Regionais de Saúde elaboram suas estratégias visando melhorar os serviços de cada uma delas”, disse.
Segundo Paulo Bastos, coordenador do 3° Centro Regional, a participação dos gestores municipais é fundamental para garantir os trabalhos de forma eficaz. “É preciso o comprometimento dos gestores municipais. O sucesso das ações da Vigilância Sanitária depende muito disso,” ressaltou.

Texto:
Edna Sidou-Sespa

Embaixador da Bélgica
visitará a Fapespa

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa) receberá, no dia 23 de março, às 10 horas da manhã, o embaixador da Bélgica no Brasil, Claude Mission. O encontro discutirá possibilidades de consolidação de parcerias, estreitar laços entre o Pará e Bélgica, atrair recursos e investimentos na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT & I). Em visita anterior ao Estado, o diplomata afirmou que o governo belga está disposto a firmar parceiras com estados brasileiros, nas mais diversas áreas, como ciência, tecnologia e meio ambiente.
Os dois países desenvolverão colaboração no campo da pesquisa científica e tecnológica por meio do intercâmbio de estudantes e pesquisadores, visando a promoção de pesquisa, de consultoria e a troca de experiência e formação de recursos humanos, no âmbito dos projetos conjuntos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D&I). Um dos assuntos a ser tratado é o acordo de cooperação firmado entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) e o Conseil Interuniversitaire de la Communauté Française (Ciuf) da Bélgica, que  inclui diversas universidades do país, no conjunto de opções de candidatos a bolsas do programa Ciências sem Fronteiras (CSF).
O acordo prevê o desenvolvimento de um programa de atividades com as Universidades da Comunidade Francófona da Bélgica (Univ CfB), representadas pelo Ciuf, para o intercâmbio de estudantes e pesquisadores no âmbito do programa.

Policiais civis capturam
assaltantes de banco
em Conceição do Araguaia

Investigações realizadas pela equipe do Núcleo de Apoio à Investigação (N.A.I.), da região do Araguaia Paraense, sob comando do delegado Lúcio Flávio Filho, resultaram na captura de mais uma quadrilha de assaltantes de bancos. Os acusados foram encontrados na cidade de Conceição do Araguaia, sul do Pará, onde a operação contou com a colaboração do delegado Gabriel Henrique Alves Costa, titular da Delegacia do município.
A quadrilha foi flagrada com armas e munições, dentre elas duas pistolas, uma de calibre .40 e outra de calibre 380, carregadores para o armamento, um revólver calibre 38 de seis polegadas, dezenas de munições dos mais variados calibres, inclusive de fuzil 762, um colete à prova de balas, uma algema, duas camisas e dois distintivos da Polícia Civil do Estado do Ceará, além de diversos documentos de veículos. Com os presos também foram apreendidos 422 gramas de pasta de cocaína. "A ação policial foi rápida e enérgica, não possibilitando meios nem tempo para que os criminosos fugissem. Eles foram presos no centro da cidade, no momento em que se reuniam", explicou o delegado Lúcio Flávio.
Os presos são Izaac Wellington Magnum da Silva Borges; Erivelton Freitas Alves; Willar Marques Xavier e Jhonatas Evangelista de Lima. O bando planejava um assalto a um agência dos Correios em Carolina, no Maranhão. Dos presos, apenas dois não são paraenses. Erivelton é cearense e Jhonatas é rondoniense. Eles foram encontrados em uma casa alugada no Setor Alto Araguaia. As armas foram transportadas por Erivelton de ônibus, escondidas em uma bolsa. Ainda, conforme o policial civil, "a Polícia Civil está diligente e tratando os criminosos com o rigor que a lei permite e eles merecem".
No final do ano passado, a Polícia Civil prendeu uma quadrilha de assaltantes no momento em que o bando planejava sequestrar o gerente de um banco e a família dele, na cidade de São Félix do Xingu. "Agora, prendemos essa quadrilha, em Conceição do Araguaia, também antes de eles cometerem assaltos. Isso demonstra que o aparato da Segurança Pública no Estado do Pará está desempenhando bem o papel de Polícia Judiciária de investigar e efetuar prisões", garantiu. O delegado salienta a importância de a sociedade contribuir, por meio de denúncias, para a captura de criminosos. "Contamos com o apoio da sociedade que, através do Disque Denúncia, fone 181, dá-nos informações valiosíssimas que levaram à prisão dos bandidos. Em todos esses casos, o sigilo da fonte é mantido e não revelamos a identidade das pessoas que ligam para a Polícia e colaboram com a Justiça", enfatiza.
Investigações
O N.A.I. de Redenção já investigava informações de que uma quadrilha de assaltantes estava se reunindo em Conceição do Araguaia para cometer assaltos a bancos e a comércio na região e em Estados vizinhos. No momento da prisão, os bandidos não reagiram e confessaram que estavam de posse das armas e drogas. A Polícia Civil encaminhou, por ordem judicial, os presos ao Presídio Regional de Redenção, em razão da periculosidade do bando. Eles responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo de calibre restrito, porte ilegal de munições de calibre restrito e formação de quadrilha.
O delegado Lúcio Flávio Filho finaliza dizendo que "a droga possivelmente seria usada para venda, como forma de gerar dinheiro para o grupo criminoso investir nos roubos. A audácia é tanta a ponto de eles usarem coletes à prova de balas e roupas de policiais para tentar disfarçar as ações e evitar a legítima ação policial. O mais importante é que a Polícia Civil está atuante no Sul do Pará e em todo o Estado, de forma que os criminosos deveriam pensar duas vezes antes de buscar refúgios no nosso Estado". A ação policial contou com o apoio da Superintendência Regional do Araguaia Paraensea em atendimento às diretrizes da Delegacia-Geral da Polícia Civil e da Secretaria de Segurança Pública e de Defesa Social do Estado.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...