Total de visualizações de página

domingo, março 18, 2012

CORREIO JURUNENSE E AS GRANDES NOTÍCIAS DESTE FINAL DE SEMANA E INÍCIO DA PRÓXIMA

Corpo de Bombeiros Civis do
Estado do Pará escolheu
sua Musa 2012


A musa 2012 dos Bombeiros Civis, Larissa

Roberta a segunda colocada

Ruti, a terceira colocada

As três concorrentes apresentadas já com seus respectivos prêmios

A Bateria Show do Rancho dando show é claro

Xaxá, Helinho, Raony e Marquinhos

A mesa que julgou as candidatas, composta dentre eles com
Jorge Mesquita, do CORREIO JURUNENSE e a Rainha
da Bateria do Rancho, Mayara

Jorge Mesquita, recebeu uma medalha por ter
participado do jurado da qual agradecemos
Foi neste domingo, dia 18 de março em sua sede social, em Marituba. A eleita foi Larissa, pertencente ao quadro social e as suas princesas foram, Roberta e Ruti Helena. O diretor do Rancho, Jackson Santarém, padrinho daquele clube social dos Bombeiros Civis ofertou o belo troféu, as medalhas e as faixas as concorrentes.
A Bateria Show da Escola de Samba, Rancho Não Posso Me Amofiná. Campeã do Carnaval 2012, realizou um grande show apoiado também por Jackson Santarém. Os cantores Xaxá e Helinho assim as multas da Escola: Mayara, Rainha da Bateria do Rancho e Valena, a Musa da Bateria da escola jurunense.
O jornalista Jorge Mesquita, diretor do Jornal CORREIO JURUNENSE foi convidado para participar da mesa de jurados.



Associação Zezé do Boxe,
na Cidade Velha,
festejou tricampeonato














Uma suculenta feijoada com direito a um som de primeira com a dupla Jeferson e Resende e até a presença do deputado estadual, Edmilson Rodrigues e do radialista Cláudio Guimarães, da Rádio Clube do Pará e do jornalista Jorge Mesquita, do CORREIO JURUNENSE, a Associação Zezé do Boxe, localizada na Travessa Monte Alegre, no bairro da Cidade Velha, comemorou a conquista do tricampeonato paraense de boxe.

A festa aconteceu no Mormaço, às margens do lendário Rio Guamá, também na Cidade Velha, ao lado do Mangal das Garças. A Associação Zezé do Boxe conquistou 8 das 10 modalidades disputadas no campeonato de 2011. A Associação Zezé do Boxe conquistou os títulos em 2009, ano em que foi fundada a Associação, 2010 e 2011. A segunda colocada ficou com Associação Carlos Trindade, de Mosqueiro e a Associação Lula de Boxe, do bairro do Marco.


Missas na Capela de Santo
Expedito, ao lado do
Comando da PM com Padre Eloy






Do lado de fora da Capela muita gente esperando pela
próxima missa celebrada pelo padre Eloy
Vem sendo bastante concorrida as missas dominicais na Capela de Santo Expedito, localizada na Vila Militar, localizada ao lado do Comando Geral da Polícia Militar, no bairro do Marco. As missas realizadas no final da tarde, são celebradas pelo Padre Eloy, capelão da PM. Mas missas, Padre Eloy vem alertando as famílias para que realmente assumam seu papel na educação de seus filhos, para que seus filhos não venham encontrar ‘educação na rua’. Ele alerta também para que os católicos realmente levem a sério o período da Quaresma e o jejum é um dos exemplos citados por ele em suas homilias, para que cada um dos filhos de Deus obtenha mais saúde.


Terço dos Homens, agora na
Igreja de Santa Teresinha,
no Jurunas, todas as
quartas, a partir das 20h

Um grande números de amigos residentes no Jurunas e bairros adjacentes e até mesmo de bairros como da Sacramenta, vem se reunindo todas as quartas-feiras na Igreja de Santa Teresinha, do Menino Jesus, localizada na Av. Roberto Camelier esquina da Rua dos Timbiras, próximo a sede do Rancho, para rezar o Terço dos Homens.

Esse mesmo grupo começou há dois anos, a rezar os terços na Capela de Santo Expedito, localizada na Vila Residencial, ao lado do Comando Geral da PM, no Marco. As reuniões aconteciam todas as segundas-feiras, e para lá se dirigiam uma grande comitiva de pessoas utilizando vários carros. Em dias alternados, aconteciam a reza do terço com as presenças das esposas e demais familiares e convidados.

O Monsenhor Marcelino Ferreira, pároco da Paróquia de Santa Teresinha, vinha arrumando uma vaga nos horários de celebrações das missas, para ceder a agora igreja climatizada para a realização e celebrações dos terços, que acontece todas as quartas-feiras, sempre a partir das 20h.
Estão todos convidados.

Copa Pro Paz seleciona 33
jogadores para Remo,
Paysandu e Tuna Luso

GOVERNO DO ESTADO FAZ O QUE REMO, PAYSANDÚ E TUNA NÃO FAZEM, MESMO RECEBENDO DINHEIRO PÚBLICO PARA REALIZAR ESPETÁCULOS E NÃO DEIXAR O FUTEBOL PARAENSE MORRER. ISSO É UMA PROVA DE NÃO COMPROMISSO SOCIAL DOS CLUBES PARAENSES PARA COM O PRÓXIMO, PARA COM A INCLUSÃO SOCIAL E EVITAR A GERMINAÇÃODE VIOLÊNCIA A PARTIR DO LAR, PASSANDO PELACOMUNIDADE E ATINGINDO A SOCIEDADE EM GERAL. PARABÉNS PELA AÇÃO DO GOVERNO DO ESTADO POR ESTE EXEMPLO E QUE ESTES ATLETAS RELACACIONADOS, E POR IRONIA 33 CONSIDERADA A IDADE DE CRISTO, VENHA REALMENTE DESPONTAR NOS CAMPOS PARAENSES, NACIONAL E INTERNACIONAL.






















Com apenas 12 anos, o menino Júlio César, que já tem nome de craque, alimenta um sonho, comum a milhares de garotos brasileiros: ser jogador de futebol profissional e comprar uma casa para os pais. Um sonho que pode começar a virar realidade a partir deste domingo (18).

Mostrando seu potencial no gramado do Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, onde já jogaram ídolos como Neymar, Ronaldinho Gaúcho e o paraense Paulo Henrique Ganso, o garoto Júlio César conseguiu ser um dos 33 selecionados na Copa Pro Paz, que pela manhã levou 160 crianças e adolescentes atendidos pelo Programa Pro Paz ao estádio, para serem avaliados pelas comissões técnicas (os “olheiros”) dos três mais tradicionais clubes de futebol do Pará – Remo, Paysandu e Tuna Luso.

Júlio César, que participa das atividades educativas e de inserção social no Polo do Pro Paz na comunidade Riacho Doce, no bairro do Guamá (em Belém), vai treinar no Clube do Remo. O menino, que cursa a 4ª série do ensino fundamental, joga na posição de atacante. E é com a mesma garra com que entrou em campo para conquistar o direito de treinar em um clube de expressão que Júlio César pretende se profissionalizar, para ajudar a melhorar as condições de vida da mãe, que trabalha como manicure, e do pai, que é segurança.

Promovida pelo governo do Pará, por meio do Pro Paz, com apoio das Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e de Comunicação (Secom), e da Fundação de Radiodifusão do Pará (Funtelpa), a Copa Pro Paz proporcionou a 160 meninos atendidos pelo programa a oportunidade de mostrar suas habilidades esportivas e jogar em um estádio do porte do Mangueirão.

A programação, realizada em uma manhã que dificilmente será esquecida por eles, foi aberta às 8h, com a execução do Hino Nacional. Perfilados em campo, os meninos ouviram as orientações dos monitores do Pro Paz e foram divididos em equipes, que disputaram partidas de 20 minutos cada.
Tudo sob o olhar atento dos pais e de outros familiares, que acompanharam o torneio das cadeiras do estádio, vibrando e incentivando os atletas a cada jogada.

Compromisso social - A coordenadora do Pro Paz, Isabela Jatene, informou que mais de duas mil crianças e adolescentes fizeram a pré seleção, nos quatro polos do Pro Paz, e 160 acabaram participando da Copa.

Com o torneio, segundo Izabela Jatene, os clubes tiveram a oportunidade de “mostrar o enorme compromisso social que têm. O governador Simão Jatene vem dizendo sempre que a contrapartida social dos clubes é abrir as portas para essas crianças e adolescentes, que dificilmente teriam essa chance”.

Os membros das comissões técnicas dos clubes também chegaram cedo ao Mangueirão. Integrante da equipe do Paysandu, o técnico Nad, que já treinou o time profissional do “Papão da Curuzu”, considerou a Copa Pro Paz importante, por ajudar a revelar talentos “que estão escondidos, e não têm condições de sair de casa para fazer uma avaliação”.
Segundo Nad, “qualquer garoto tem o sonho de ser jogador de futebol profissional. Um projeto como esse pode oferecer essa oportunidade, que ajuda não só a eles, mas também aos clubes”.

O diretor da Tuna Luso, Luís Jansem, concordou com Nad, e acrescentou: “A Tuna Luso já é formadora de craques. Revelamos o Giovanni e o Paulo Henrique Ganso, e uma copa como essa vai nos ajudar a revelar um novo craque para o futebol brasileiro”.

O técnico do Sub 20 do Clube do Remo, Edmilson Melo, ressaltou a importância da iniciativa, que faz parte da contrapartida social dos clubes que assinaram, com o governo do Estado, o contrato de transmissão do Campeonato Paraense em 2012. Edmilson Melo disse esperar que, agora, os 11 jogadores escolhidos pelo Remo não meçam esforços para garantir as conquistas, para eles e para o clube.

Preliminar do Re x Pa - O vice-presidente da Federação Paraense de Futebol, José Ângelo Miranda, representou a FPF no torneio, e também disse ter ficado muito feliz com a iniciativa. Ele aproveitou para anunciar que os 33 escolhidos pelos clubes já têm um compromisso com a torcida paraense. Todos disputarão, no próximo domingo (25), uma partida preliminar ao maior clássico do futebol paraense, o Re x PA (Remo e Paysandu), no Mangueirão, para mostrar aos torcedores paraenses o alcance social do programa Pro Paz.

Após ser confirmado entre os escolhidos pela comissão técnica da Tuna Luso, André Henrique, 11 anos, ficou ainda mais ansioso. Ele, que é atendido no Polo do Pro Paz que funciona no Iesp (Instituto de Ensino de Segurança do Pará), no município de Marituba, na Região Metropolitana de Belém, queria chegar logo em casa, para contar a novidade aos pais, que não puderam ir ao estádio.

“Meu pai é mecânico e minha mãe não trabalha. Quero chegar logo para contar pra eles que vou jogar na Tuna”, disse André.

O adolescente Higor Christian, 14 anos, foi escolhido pela comissão do Paysandu, clube onde pretende aprimorar seu desempenho na lateral e no meio de campo. “Gosto do Messi (argentino que joga no Barcelona e ganhou da FIFA o troféu de melhor jogador do mundo). Vou aproveitar e me dedicar muito, e não largar esta chance que estou conseguindo no Papão. Afinal, quero seguir carreira para poder ajudar minha mãe”, ressaltou Higor, integrante do Polo Pro Paz no bairro do Benguí, em Belém.

Os 33 selecionados continuarão a ser beneficiados pelo Pro Paz. Aos clubes, cabe agora proporcionar aos meninos a estrutura necessária para desenvolverem suas habilidades.
Após o torneio, os 160 jogadores foram homenageados com medalhas, e os 33 selecionados tiveram seus nomes divulgados e receberam dos representantes dos clubes as camisas oficiais, que a partir do próximo domingo vão defender nas categorias Sub12 e Sub 15.

Texto:
Antenor Filho-Secom

'Batman de Taubaté' faz
primeira ação de
conscientização na cidade





O militar da Marinha aposentado Andy Trevisan, de 50 anos, conhecido como o "Batman de Taubaté", fez neste sábado (17) sua primeira ação de conscientização na cidade. Ele se encontrou com crianças do Esplanada Santa Terezinha, considerado um dos bairros mais violentos da cidade do Vale do Paraíba, no interior de São Paulo.

O exemplo do super-herói é uma das apostas da polícia no combate ao crime. Do começo do ano até março, Taubaté registrou 11 assassinatos - incluindo a morte de um policial militar. No ano passado, o número de menores infratores aumentou 50%.

Neste sábado, as crianças ouviram atentas aos conselhos. E fizeram fila para falar com Batman. Brian Xavier, de 5 anos, aprendeu a lição. "Ele falou que eu não posso mais brigar com o Alexandre ali atrás nem ele pode pular em cima de mim."

Andy não tem batmóvel nem cinto de utilidades cheio de apetrechos. A arma dele é outra: a conversa. Para o aposentado, ser herói é ter bons valores. "Certas coisas que parecem bobagem, mas são muito importantes num trabalho de prevenção, é a família, o estudo, o respeito às leis, o respeito às regras da sociedade, o respeito ao cidadão, a solidariedade, amor ao próximo."

 O “Bruce Wayne brasileiro” continuará visitando bairros da cidade para tentar conscientizar a população, especialmente os mais jovens. "A violência bate na porta deles, parece que eles só conhecem esse mundo. Esse é o caminho se não para resolver o problema para diminuí-lo bastante."

Manauenses criam moeda
própria com nome
de fruta amazônica




Os moradores do bairro Morro da Liberdade, na Zona Sul de Manaus, aderiram a uma nova maneira de realizar trocas e compras. Em seis meses, o comércio local já movimentou mais de dois mil tucumãs, o nome da nova moeda utilizada no banco comunitário Liberdade.

A iniciativa tem a participação de 59 comerciantes que identificam os estabelecimentos com um adesivo da fruta amazônica. Segundo os moradores mais antigos, o nome homenageia o bairro, que era chamado de "Morro dos Tucumãs" devido a grande quantidade de árvores existentes no local. A agência bancária comunitária representa uma alternativa para os moradores que apontam o projeto como uma conquista e fonte geradora de empregos.

  As cédulas são de valores entre 50 centavos até de 10 reais. O dinheiro social tem o mesmo valor na hora da troca e quem utiliza o tucumã tem 10% de desconto em compras nos estabelecimentos credenciados.

De acordo com o coordenador do banco, Aidenor Maciel, a meta é que todos os pequenos e grandes comércios locais passem a utilizar a moeda para que o dinheiro circule no bairro. "Os bancos tradicionais não querem vir para o Morro da Liberdade porque já existem agências no bairro do Educandos, mas é distante para os nossos moradores. Quando as pessoas recebem o dinheiro, a tendência é utilizá-lo em supermercados do outro bairro e o nosso comércio fica fraco", afirmou o comerciante.

Depois da instalação do banco comunitário na Agência de Desenvolvimento Social local, foram implementados uma base do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e centros de formação profissional. As iniciativas são coordenadas pelos comunitários com auxílio de associações, igreja católica, liga desportiva, secretaria municipal de trabalho e Grêmio Recreativo Escola de Samba do Reino Unido da Liberdade.

O banco comunitário é um projeto do Ministério do Trabalho e da Justiça. A iniciativa está presente em diversas comunidades brasileiras e passaram a contar também com o apoio da prefeitura da cidade.



Inscrições ao concurso público
para procurador
encerram neste domingo

Terminam às 23h59 deste domingo (18) as inscrições ao concurso público para o cargo de procurador autárquico e fundacional, organizado pela Secretaria de Estado de Administração (Sead) e executado pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet, observando o horário local de Belém. A taxa de inscrição, no valor de R$ 175,00 pode ser paga em qualquer agência bancária até 19 de março (segunda-feira).

A partir do dia 10 de abril, o candidato deverá acessar o site da Uepa (www.uepa.br) para identificar e emitir o cartão de confirmação de inscrição, o qual especificará o local, o dia e o horário de realização da prova escrita de múltipla escolha. As 60 vagas ofertadas são privativas a advogados regularmente inscritos na Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Pará (OAB-PA), e divididas entre os 21 órgãos do Estado.

A entidade de lotação de cada candidato aprovado e classificado será definida em função da ordem de classificação no concurso e da ordem de preferência de lotação estabelecida pelo próprio candidato, no ato de inscrição. Das vagas ofertadas, 5% são reservadas a pessoas com deficiência (PcD).

A remuneração do cargo é de R$ 3.540,54, acrescidos de gratificação de escolaridade e gratificação de dedicação exclusiva. O concurso terá validade de dois anos, a contar da publicação da homologação no Diário Oficial do Estado (DOE), podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a critério da Sead.

Provas - O concurso constitui-se de três fases. Na primeira, os candidatos serão submetidos a uma prova escrita, com questões objetivas de múltipla escolha, de caráter eliminatório e classificatório, que será realizada no dia 15 de abril, das 8 às 13h. A segunda fase, no dia 06 de maio, constitui-se de prova escrita com questões de natureza dissertativa e/ou discursiva, e prova escrita com questões de natureza prática. Ambas são de caráter eliminatório e classificatório. A terceira e última fase será a prova de títulos. A Uepa publicará o edital de convocação para que os candidatos aprovados na 2ª fase apresentem a titulação.

Todas as provas serão realizadas na cidade de Belém, em local e hora divulgados em edital, no Diário Oficial do Estado, e no site http://www.uepa.br, com antecedência de pelo menos cinco dias. O candidato deverá responder às questões das provas apenas com caneta esferográfica, de tinta i azul ou preta. O acesso ao local das provas ocorrerá uma hora antes do horário marcado para o início, impreterivelmente.

O conteúdo programático está disponível no Anexo II do edital. Mais informações pelo email:concursos@uepa.br ou pelo fone 3299-2216.

Texto:
Marcela Conde-Uepa


Cohab investe na adequação
ao Modelo de Gestão
por Resultados


Com o estabelecimento do novo modelo de gestão pública, baseado em metas estabelecidas e indicadores que mensuram os resultados ao longo do período de governo - o  Modelo de Gestão por Resultados do Pará -, oficializado por decreto pelo governador Simão Jatene, todos os órgãos públicos estão se adequando ao uso dessa nova ferramenta. Para Noêmia Jacob, presidente da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), o novo modelo exigirá que cada gestor se comprometa com metas e resultados, melhorando não só a qualidade da gestão, mas também dos serviços prestados à população.

"Na Cohab teremos outros indicadores, que contribuirão para diminuir o déficit habitacional. Um simples pagamento realizado no prazo para uma construtora, por exemplo, significa a continuidade do processo. Assim, cada um de nós poderá observar o seu indicador”, ressaltou a presidente.

A Cohab já dispõe de consultoria para implantação do novo modelo na instituição. O responsável por esse trabalho é o especialista em Habitação Cicerino Cabral, que já presidiu a companhia. Seu trabalho deverá ser complementado com o estudo já iniciado pela consultora Telma Delmondes, do Instituto Saberes de Educação em Gestão e Humanidades.

Em fevereiro passado ela coordenou dois dias de seminário destinado à elaboração do diagnóstico institucional da companhia. "Os dois trabalhos deverão se complementar mais à frente", garantiu Cicerino Cabral. Segundo ele, o diagnóstico vai garantir a organização da instituição e a melhor distribuição de tarefas.

Plano Estratégico - A assessora de Gestão e Qualidade da Cohab, Suely Nascimento, informou que a próxima participação da consultora Telma Delmondes  será na elaboração do Plano Estratégico da companhia. “O Mapa Estratégico do Governo já delimitou metas que deverão ser atingidas. No nosso caso, a meta é a diminuição do déficit habitacional. A partir daí, vamos elaborar o nosso plano estratégico, e o trabalho dos dois consultores nos ajudarão a compor esse plano”, reforçou a assessora.

Um grupo de trabalho já foi formado por servidores da Cohab para "delineamento das ações", informou Cicerino Cabral. "Nosso trabalho será fazer com que os projetos que se encontram paralisados tenham continuidade, ao mesmo tempo que novos projetos sejam tocados, além da necessidade de a Cohab instituir o Sistema Estadual de Habitação de Interesse Social", complementou.

No final deste mês, a Cohab deverá promover um novo seminário, para a elaboração do Plano Estratégico.

Texto:
Rosa Borges-Cohab

Brasil mantém liderança
absoluta no quadro de
medalhas do Sul-Americano


O Brasil é o líder absoluto no quadro de medalhas do Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos. Até este domingo (18), já são 66 medalhas, sendo 34 de ouro, 22 de prata e 10 de bronze. O segundo colocado é a Colômbia, com 26 medalhas, seis a menos que a Venezuela, na terceira colocação com 32 medalhas no total. A diferença no ranking é graças ao número de medalhas de ouro - a Colômbia já ganhou oito, e a Venezuela, cinco.

O campeonato começou no dia 14 de março, quando foi realizada a abertura solene, com a presença do governador Simão Jatene, de outras autoridades locais e dos dirigentes das entidades nacional e internacional de desportos aquáticos.

A partir daí o Brasil vem brilhando em todas as competições, garantindo medalhas em quase todas as provas. As modalidades que já competiram até agora são natação, maratonas aquáticas e saltos ornamentais. Ainda serão disputadas as provas de nado sincronizado e polo aquático, no parque da Escola Superior de Educação Física.

O público paraense é um dos destaques da competição. Sempre presente, a torcida dá show de animação, estimulando atletas e mostrando a importância do evento, que integra o calendário oficial dos desportos aquáticos. Atletas de 12 países da América do Sul nadam, saltam e jogam em busca de novos recordes e vagas olímpicas.

Presidentes de federações de natação do continente vieram a Belém acompanhar o evento, que está tendo a cobertura da imprensa especializada de vários países.

Sucesso - Ellen Castro, presidente da Federação Paraense de Natação, destacou os resultados do campeonato. “As competições foram um sucesso. Quebra de recordes, índices olímpicos conquistados, nenhuma reclamação dos atletas. Esta competição é um resgate do desporto aquático no Pará, um evento que estimula nossos atletas a crescer e buscar seu lugar em futuras competições”, ressaltou.

Sobre as próximas modalidades da competição, Ellen chamou a atenção para a presença de atletas locais. “As únicas atletas paraenses a competir são do nado sincronizado, Daniela e Gabriela Figueiredo. Elas devem dar um show no Parque Aquático”, afirmou.

Ellen Castro lembrou que esta não é a primeira vez que o Pará sedia eventos do Sul-Americano. “Já foram feitas aqui competições de salto ornamental e natação. No entanto, é a primeira vez que reunimos estas cinco modalidades em competições”, informou.

A expectativa de o Brasil conquistar novas medalhas é grande. As equipes de polo aquático feminino e masculino têm chances de medalhas, assim como as atletas do nado sincronizado.

Marcos Eiró, secretário de Estado de Esporte e Lazer, disse aguardar novas conquistas, ressaltando que as “competições são de altíssimo nível. O evento tem sido um sucesso e deverá continuar assim. Os atletas estão de parabéns, e esperamos mais medalhas para o Brasil”.

Texto:
Julia Garcia-Secom


Maratona aquática termina
na Baía do Guajará com
dois bicampeões















Na manhã deste domingo (18) aconteceu a última prova da maratona aquática do Campeonato Sul-Americano Absoluto de Desportos Aquáticos, realizado em Belém até o próximo dia 24. Mais uma vez o pódio teve a presença de brasileiros, dois no masculino, e Ana Marcela Cunha, que garantiu o ouro na prova de 10 km. Ela é bicampeã sul-americana, já que também ganhou o ouro na prova dos 5 km, na última sexta-feira (16).

Os atletas iniciaram a prova na Universidade Federal do Pará (UFPA) e nadaram até a Estação das Docas, ao lado do Ver-o-Peso. Durante o percurso houve duas desistências. Uma atleta do Peru, Patricia San Martin, e outro do Equador, Santiago Salgado, abandonaram a prova por volta das 11h.

Ana Marcela e Ivan Enderica Uchoa, do Equador, venceram as duas maratonas do Sul-Americano. O Brasil também esteve no pódio com Victor Colonese (segundo colocado) e Allan do Carmo (no terceiro lugar).

As medalhas de prata e bronze no feminino foram decididas na linha de chegada. A atleta da Venezuela, Yanel Pinto, e a do Equador, Nataly Caldas Calle, chegaram com milésimos de diferença, em uma disputa emocionante.

Torcida calorosa - Sobre a vitória, Ana Marcela Cunha disse que “essa conquista está de acordo com tudo que venho treinando. Este ano fiquei sem a vaga olímpica, por isso quero garantir o maior número de medalhas. A torcida paraense é muito calorosa. Sempre me emociono nos metros finais da competição, mas aqui é diferente. A vibração do povo é um diferencial".

Novamente a torcida, que vem lotando as arquibancadas do parque Aquático, se destacou na disputa das maratonas. A orla da Estação das Docas ficou lotada. Famílias aproveitaram qualquer espaço na beira da Baía do Guajará para ver os nadadores passando bem próximo.

Alan Gusmão, 33 anos, técnico em Segurança do Trabalho, foi com a esposa e o filho, e disse que não perderia por nada a experiência. “Eventos como esse são muito importantes para o Estado. Só temos a ganhar no turismo e na economia. É importante prestigiar esta iniciativa e os atletas que participam”, declarou.

Marina Lelis, 16 anos, atleta de natação do Clube do Remo, assistiu a todas as competições de natação com a mãe, Isabel Cristina, e não perdeu a maratona. Segundo ela, “é estimulante o Sul-Americano acontecendo no Pará. É um incentivo enorme para mim, para ser uma atleta melhor. Pretendo ser profissional, e um dia estar competindo e representando o Brasil em competições como essa”.

A mãe, Isabel Cristina, disse estar contente pela filha e com a organização do evento. “Fomos a todos os dias de competição no Parque Aquático, e achei tudo ótimo, bem organizado, de primeira. A minha esperança é ver minha filha entre os atletas top do Sul-Americano”, reiterou.

Marina já fez travessias como a da maratona - “nadei do Portal da Amazônia até a Estação das Docas” -, por isso conhece as dificuldades, como a forte correnteza.

Cuidado - E foi justamente a correnteza que atrasou a largada da maratona feminina. Os homens caíram na água às 09h30, quando a maré ainda estava subindo, o que os obrigou a nadar contra a correnteza nos minutos iniciais da prova.

Para evitar maiores problemas, as mulheres largaram com 10 minutos de atraso. Christine Fanzeres, supervisora da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), explicou o motivo do adiamento da largada. “O fator mais importante numa maratona aquática é a segurança. A correnteza contra inviabiliza a prova. Para isso contamos com o apoio dos bombeiros, da Capitania dos Portos e dos clubes de remo da capital”, disse ela.

Christine adiantou que haverá mais uma competição de maratona no Pará, ainda este ano. “Será uma etapa do Campeonato Brasileiro em Tucuruí (no sudeste do Estado), em 23 de setembro”, informou.

Resultado da maratona aquática – 10 km

Masculino
Medalha de ouro: Ivan Enderica – Equador – tempo: 1h53min22s40
Medalha de prata: Victor Colonese – Brasil – tempo: 1h54min26s31
Medalha de bronze: Allan do Carmo – Brasil - tempo: 1h54min46s45

Feminino

Medalha de ouro: Ana Marcela Cunha – Brasil – tempo: h47min24s62
Medalha de prata: Yanel Adriana Pinto – Venezuela – tempo: 1h48min33s94
Medalha de bronze: Nataly Caldas – Equador – tempo: 1h48min35s69

Texto:
Julia Garcia-Secom


Parfor abre inscrições para
mais de 2.600 vagas


O Plano de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) ofertará 2.640 novas vagas a professores, das redes estadual e municipal de ensino, que pretendem ingressar no ensino superior no segundo semestre de 2012. As inscrições iniciam nesta segunda-feira (19), e podem ser realizadas pelo site da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) - www.seduc.pa.gov.br.

O número de vagas ofertadas, cursos disponíveis e outros temas foram debatidos durante a 26ª Reunião Ordinária do Parfor, realizada na manhã de sexta-feira (16), na sala dos conselhos da Universidade do Estado do Pará (Uepa).

A reunião foi presidida pelo coordenador Estadual do Parfor, professor Licurgo Brito. Representantes das cinco instituições de ensino superior responsáveis pelas formações estiveram presentes: Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) e Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

Desde 2009, quando foi implantado, até 2012, o Parfor garantiu formação superior a mais de 22 mil professores. A meta é formar, até 2016, mais de 41 mil docentes.

Juntas, as instituições ofertam 27 cursos de licenciatura, na modalidade presencial, sendo o maior número de vagas oferecido pela UFPA, com preenchimento de cerca de 90%.

Para Licurgo Brito, o Plano está cumprindo a meta estabelecida. “Estamos com um ritmo muito bom de ofertas, e conseguindo atender a demanda do Estado”, garantiu.

Atualmente, o Parfor está presente nos 143 municípios paraenses, em 63 polos que gerenciam diversas localidades. Entre os novos cursos estão o de Licenciatura em Artes Visuais, Licenciatura em Dança e Licenciatura em Teatro. Pedagogia é o curso que apresenta maior procura, com oferta em vários municípios.

Centro de Formação - Entre as novas propostas do Parfor está a implantação do Centro de Formação de Profissionais da Educação no Pará, uma unidade gestora de promoção da formação continuada dos profissionais da educação básica. O Centro deverá congregar várias instituições educacionais, visando a qualificação do ensino-aprendizagem.

Entre as atribuições do Centro, que terá sua sede no prédio do Instituto de Educação Estadual do Pará (IEEP), está o fomento a um trabalho articulado entre as escolas, secretarias de educação e instituições formadoras, voltado ao planejamento e à execução da formação continuada dos profissionais de educação.

“O Centro será um interlocutor entre as instituições formadoras e os sistemas de ensino estaduais e municipais, com a função de captar recursos e apresentar demandas, entre outras atribuições”, explicou Licurgo Brito.

Durante a reunião também foi apresentado o projeto de incentivo à experiência pedagógica “Uso de Tecnologias de Informação e Comunicação na Formação de Professores do Pará”, que utilizará recursos de informação e comunicação (TIC) na formação dos alunos-professores.
O coordenador informou que essas tecnologias servirão para “incentivar professores-formadores e coordenadores dos cursos de graduação do Parfor, no desenvolvimento de projetos de ensino, pesquisa e extensão”.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Semana do Artesão será
aberta nesta segunda
(19) no São José Liberto

A partir desta segunda-feira (19), a riqueza do artesanato regional, com suas matérias primas, formas, cores e cheiros peculiares, poderá ser vista na “Semana do Artesão - Cerâmica: Mãos Que Dão Vida ao Barro”, no Espaço São José Liberto, em Belém. O evento visa valorizar e divulgar uma arte que projeta a imagem do Pará no mundo e fomenta o turismo, ampliando o mercado de trabalho e gerando renda para os artesãos. A programação comemorativa ao Dia Nacional do Artesão (19 de Março) - dia dedicado a São José, padroeiro dos artesãos -, prossegue até o próximo domingo (25).

A Semana do Artesão oferecerá ao público, gratuitamente, oficinas demonstração de várias tipologias de artesanato, como cerâmica, balata, cuia, miriti e madeira, além de palestras, atrações culturais, exposição e comercialização de produtos artesanais no Espaço São José Liberto, onde funciona a Casa do Artesão; na orla de Icoaraci (distrito de Belém produtor de artesanato em cerâmica), e nos shoppings Boulevard, Pátio Belém e Castanheira.

O evento é uma realização do governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda (Seter), em parceria com o Instituto de Gemas e Joias da Amazônia (Igama)/Espaço São José Liberto, Instituto de Artes do Pará (IAP) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PA).


Seis homens são presos em
Almeirim por envolvimento
em vandalismo


As Polícias Civil e Militar divulgaram neste domingo (18) o relatório das investigações realizadas em Almeirim, município do oeste do Pará, para identificar e prender os envolvidos nos atos de vandalismo registrados no município no último dia 12. Seis homens foram presos durante operação, coordenada pelos delegados Adriana Magno e Fernando Rocha, este integrante do Núcleo de Apoio à Investigação de Castanhal (NAI), junto com policiais militares.

Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Comarca de Almeirim. José Francisco Medeiros Tavares, Elson da Silva Águila, Francisco Guerreiro Lopes Filho, José Ribamar Silva Santos, Carlos Roberto da Silva Evangelista e Magno da Silva Lima são acusados de liderar o ataque a pedradas à Delegacia de Polícia Civil, e de atirar pedras e paus em direção aos policiais de plantão na Delegacia, além de incendiar um carro no Fórum da Comarca de Almeirim e danificar a viatura da Polícia Militar.

As agressões e o vandalismo aconteceram durante um protesto contra o assassinato do mototaxista José Antônio Ferreira dos Santos, conhecido por “Tatu”, no último dia 12. O crime teria sido cometido por adolescentes. "Eles incitaram a população a participar da tentativa de invasão, resgate e linchamento dos acusados, que eram ouvidos na Delegacia, culminando com danos ao prédio. Não satisfeitos, os manifestantes foram orientados a seguir até o Fórum local, onde atearam fogo em um veículo que estava apreendido nas dependências do prédio", informou a delegada Adriana Magno.

Durante a manifestação, as Polícias Civil e Militar transferiram os acusados do homicídio para um centro especializado de acolhimento a infratores, em outro município da região, onde permanecem recolhidos em segurança.

Os policiais conseguiram controlar a situação, proteger a Delegacia e o Fórum, e restabelecer a ordem na cidade. Ainda no dia 12, policiais civis e militares da Rotam foram deslocados até Almeirim para, juntamente com a Polícias Civil e Militar locais e de Santarém, município da mesma região, reforçar o policiamento e o trabalho dos investigadores.

"As investigações prosseguem no sentido de identificar outros responsáveis pelas condutas criminosas, conforme determinação da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas e da Diretoria de Polícia do Interior", garantiu a delegada.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil


Obras de autores paraenses
viram tema para
espetáculos cênicos e musicais


A harmonia entre os tradicionais saraus e as linguagens cênicas e musicais é um dos objetivos do projeto “A noite é uma palavra”, que será lançado nesta segunda-feira (19), no Centur (Centro Turístico e Cultural Tancredo Neves), dentro das comemorações pelos 141 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna. O projeto, que pretende valorizar a literatura paraense, é uma realização da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves.

“A noite é uma palavra” traz a reformulação do conceito de sarau literário, com direito à apresentação teatral acompanhada de muita música, e direção de arte do autor Paulo Fonseca, que irá preparar os escritores para os espetáculos.

O projeto acontecerá de 19 a 25 de março, das 19 às 20h, na Praça da Palavra, no andar térreo do Centur. As obras dos autores serão dramatizadas, conduzindo o público por uma verdadeira viagem literária.

“A ideia é fazer um espetáculo lúdico, para que as pessoas vejam a literatura paraense de uma nova maneira. Será bonito ver uma família inteira conhecendo, através do teatro e da música, os autores paraenses”, ressalta Paulo Fonseca. 

O projeto reunirá os autores Luiz Peixoto, mais conhecido por encarnar o personagem “Jabutigão”, Heliana Barriga, Rui do Carmo, Rita Melém, Walcir Monteiro, Antonio Juraci Siqueira, Renato Gusmão, Alfredo Garcia, Fernando Pessoa, Cláudio Cardoso, Daniel Leite, João de Castro, Apolo de Caratateua, Salomão Larêdo, Esther Braga e Renato Torres.

O trabalho de cada um desses autores ganhará uma releitura, feita pelos atores e músicos Paulo Vasconcelos, Michel, Alessandra Nogueira, Suani Corrêa, Cláudio Melo, Adriano Cruz, Sônia Alão, Waldiney Velasco, Paulinho Moura, Maíra Monteiro, Cláudio da Viola, Zezé Caxiado e Catalina Murchio.

“A Fundação é uma casa de leitura. É importante que as pessoas venham nos visitar e assim conheçam a importância da literatura paraense”, diz a gerente de Promoção Editorial, Bella Pinto.

Segundo ela, esse é um projeto que pretende impulsionar a cultura e o envolvimento das pessoas com o ato de ler. “Tudo está sendo pensado para fervilhar essa paixão pela literatura paraense”, afirma Bella Pinto.

Serviço: Projeto “A noite é uma palavra”, de 19 a 25 de março, das 19 às 20h, na Praça da Palavra, no andar térreo do Centur (Avenida Gentil Bittencourt, entre Rui Barbosa e Quintino Bocaiúva), como parte da programação dos 141 da Biblioteca Pública Arthur Vianna. Mais informações: (91) 3202-4332.

Texto:
Hélio Granado-FCPTN


Polícia incinera máquinas
caça-níqueis apreendidas
em Parauapebas


A Polícia Civil incinerou 35 máquinas "caça-níqueis" em Parauapebas, município do sudeste paraense. Os equipamentos foram apreendidos durante operações realizadas pela Polícia Civil nos dois primeiros meses de 2012. No ano passado, foram apreendidas 150 máquinas, todas destruídas no final de dezembro, após decisão do juiz criminal da 3ª Vara Penal de Parauapebas, Líbio Araújo.

Os equipamentos foram apreendidos em bares e pontos de venda de DVDs "piratas" na cidade. Os DVDs foram incinerados junto com as máquinas, como resultado das ações de combate à contravenção no município.

De acordo com o delegado Antônio Miranda, a destruição dos equipamentos atendeu às orientações da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), que determinou a intensificação das ações destinadas a coibir a criminalidade no interior. O delegado, que coordenou a operação, disse ainda neste domingo (18), que a contravenção já foi alvo de diversas fiscalizações no município. A cada 60 dias, com autorização do juiz Líbio Araújo, é queimado o material recolhido em operações.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

IAP promove noite de cinema
e música para moradores de Bagre


Uma programação cultural promovida pelo Instituto de Artes do Pará (IAP) animou a noite de sábado (17) em Bagre, município do Arquipélago do Marajó. Realizada no hidroviário municipal, a programação ofereceu aos moradores uma mostra da cultura paraense, reunindo cinema e música. A atividade integra a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, que ficou no município de sexta-feira (16) até domingo (18).

A exibição dos curtas metragens “Meu Tempo de Menino”, de Ronaldo Salame, e “Deu Boto na Rede do Tunico”, produção coletiva da Associação Cultural Dalcídio Jurandir, abriu a programação, às 19h30. As animações agradaram principalmente as crianças, que se concentraram em frente à tela montada no trapiche da cidade.

Depois do cinema foi a vez da música, com a apresentação de artistas de Bagre, entre eles a Banda Orcilo Barros, a Orquestra da Igreja Assembleia de Deus, os cantores Heliana Marajó, Rogério Braga e Maradona, e o Grupo Folclórico Cobra Grande. A cantora Iva Rothe também mostrou sua música aos moradores.

Ao final da programação, foram apresentadas
as candidatas ao concurso Miss Bagre 2012.

Além de oferecer atividades culturais em todos os municípios percorridos pela Caravana Pro Paz na região do Marajó e no município de Oeiras do Pará (na região do Tocantins), o IAP cadastra artistas locais. O objetivo é a concretização do Mapa das Artes do Pará, que possibilitará a identificação de artistas, técnicos e espaços culturais da região.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Caravana deixa Bagre com
mais de 5 mil ações de
cidadania e segue para Portel













O último dia da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva no município de Bagre, no Arquipélago do Marajó, foi marcado pela grande procura aos diversos serviços oferecidos pelo governo do Estado. Como aconteceu nos três dias de ação, neste domingo (18), desde cedo, moradores da sede municipal e de outras localidades lotaram os pontos centrais de atendimentos.

No trapiche da cidade estavam concentradas as unidades móveis com os consultórios médicos, laboratório e fábrica de óculos. Nas escolas de Ensino Fundamental “Perúcia Ferreira Castro” e de Educação Infantil “O Mundo da Criança”, cedidas pelo município para a ação, foram ofertados os serviços de cidadania.

Kassandra Saira Fernandes Costa, 16 anos, procurou a caravana em busca da primeira Carteira de Identidade. “Eu achei muito importante ter a ação aqui em Bagre, que nunca tinha recebido algo desse tipo. Para nós facilitou bastante, já que muitas vezes temos que ir a outras cidades em busca desses serviços”, disse a jovem, que conseguiu, além da identidade, o CPF e a Carteira de Trabalho.

Como ela, Evandro Carlos Paiva, 16 anos, também garantiu os três documentos. “É importante ter esses documentos, porque são eles que me darão acesso a muitos dos serviços que poderei precisar daqui pra frente”, afirmou ele, que recebeu os documentos no mesmo dia.

Somente nos dois primeiros dias de atendimento, as ações de cidadania da caravana realizaram 4.645 procedimentos, entre os quais 522 emissões de Carteira de Identidade, 326 de Carteiras de Trabalho, 587 de CPF e 544 de Certidão de Nascimento.

No início da tarde deste domingo (18), a Caravana Pro Paz deixou o município de Bagre rumo a Portel.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Defesa Civil identifica áreas
de risco em Bagre e
enfatiza a prevenção


A Defesa Civil Estadual também está presente nos municípios do Arquipélago do Marajó, integrando a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva. Da última sexta-feira (16) até este domingo (18), os seis bombeiros da Defesa Civil realizaram o levantamento de pontos críticos na sede municipal de Bagre, ministraram palestras sobre prevenção de acidentes domésticos e deram orientações para a implantação da Secretaria Municipal de Defesa Civil.

A equipe identificou vários pontos críticos, que podem originar algum tipo de acidente e colocar em risco a população. Entre eles está o aterramento da orla com serragem. Segundo o sargento Jean, que coordena o trabalho da Defesa Civil na Caravana Pro Paz, a serragem quando em contato com material inflamável pode entrar em combustão por até 10 dias, causando um incêndio de grandes proporções.

Esse tipo de aterramento é de alto risco, explicou o sargento. O fato é agravado pelos fatos de a orla municipal ter uma grande circulação de pessoas todos os dias e de no local estarem todos os postos de comercialização de combustíveis da cidade. “São comportamentos de risco, que estão presentes em quase todos os municípios que visitamos durante a caravana”, informou o sargento Jean.

Nas visitas a escolas, igrejas e centros comunitários, os bombeiros levam à população informações sobre prevenção de acidentes. “Multiplicando estas informações estamos evitando muitos sinistros”, disse o militar, citando o caso de um incêndio ocorrido em Bagre há três meses, provocado por uma vela acesa esquecida em uma casa de madeira.
Planejamento - Os bombeiros da Defesa Civil também orientam as autoridades municipais na implantação de um plano de emergência, para enfrentamento de catástrofes e acidentes. Os bombeiros identificaram a ausência deste plano em todos os sete municípios por onde a caravana já passou.

Para reverter essa situação, a Defesa Civil Estadual presta assessoria visando a criação de secretarias de defesa civil municipais, desde a consultoria no planejamento até o treinamento de pessoal, confecção de cadastro e implantação do Sistema Estadual de Defesa Civil.

Em Bagre, a parceria com a Defesa Civil já está sendo firmada. “A prefeitura demonstrou interesse, e em breve fecharemos esta parceria”, afirmou o sargento Jean.

O próximo município a receber os serviços da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva é Portel, nos dias 20, 21 e 22 de março, quando serão realizadas ações de saúde, cidadania e cultura.

Texto:
Marcio Flexa-Secom

Natação do Brasil encerra
participação no
Sul-Americano com
51 medalhas


A delegação brasileira de natação é campeã do Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado em Belém. Na noite de sábado (17), quando foram realizadas as últimas provas da modalidade, os atletas brasileiros deram mais um show nas piscinas do Parque Aquático do Pará.

O Brasil liderou o quadro de medalhas e de pontos, totalizando 51 medalhas (26 de ouro, 19 de prata e seis de bronze), e bateu vários recordes do campeonato e brasileiros. Na pontuação final, o Brasil encerrou sua participação no Sul-Americano com 531 pontos, seguido pela Argentina, com 324, e pela Venezuela, que fez 302 pontos.

A torcida paraense, que comparece ao Parque e não poupa incentivos aos atletas, é uma atração à parte na competição, principalmente ao cantar “sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”. “Foi de arrepiar. O povo paraense está de parabéns! Mais uma vez mostrou que o Pará admira e ama o esporte. E esse espetáculo da torcida é fundamental para o sucesso do evento, por isso iremos continuar investindo e incentivando os grandes eventos esportivos”, ressaltou o secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, que acompanhou as provas.

Mais de oito mil pessoas assistiram às provas eliminatórias e finais da natação, durante a primeira semana do campeonato, iniciado no último dia 14.

César Cielo, que confirmou no Pará seu favoritismo no caminho para a disputa olímpica, ganhou os aplausos do público e retribuiu conquistando mais duas medalhas de ouro no sábado.

Cielo participou dos 100 metros livre e do revezamento 4x100 livre. Nesta modalidade, ele formou a equipe com Glauber Silva, Bruno Fratus e Henrique Rodrigues, que fechou a prova com 3m20s07, batendo o recorde que perdurava desde 2000. “Estou finalizando esse campeonato muito feliz e satisfeito com o resultado. Mas isso só foi o início. Agora é treinar bastante e preparar para as Olimpíadas, para trazer algumas medalhas para o Brasil”, declarou César Cielo.

Thiago Pereira, outro grande representante da natação brasileira na atualidade, também garantiu o primeiro lugar na prova dos 400 metros medley masculino.

Resultados finais da natação – provas disputadas no sábado (17)
50m livre feminino: 1) Arlene Semeco - Venezuela - 25s21;  2) Graciele Herman - Brasil - 25s31; 3) Daynara de Paula - Brasil - 25s64
50m costas masculino: 1) Daniel Orzechowski - Brasil - 25s56; 2) Federico Grabich - Argentina - 25s62; 3) Omar Pinzón - Colômbia - 26s19
1500m livre feminino: 1) Cecilia Biagioli - Argentina - 16m40s24; 2) Carolina Bilich - Brasil - 17m02s20; 3) Samantha Salinas - Equador - 17m15s65
200m peito masculino: 1) Jorge Valdes - Colômbia - 2m14s88; 2) Henrique Barbosa - Brasil - 2m15s33; 3) Facundo Miguelena - Argentina - 2m17s98
100m costas feminino: 1) Carolina Colorado Henao - Colômbia - 1m02s57; 2) Natália Diniz - Brasil - 1m03s19; 3) Etiene Medeiros - Brasil - 1m03s75
100m livre masculino: 1) César Cielo - Brasil - 48s70; 2) Bruno Fratus - Brasil - 49s69; 3) Federico Grabich - Argentina - 49s77
100m peito feminino: 1) Ana Carla Carvalho - Brasil - 1m10s93; 2) Julia Sebastian - Argentina - 1m11s79; 3) Mercedes Toledo - Venezuela - 1m11s82
400m medley masculino: 1) Thiago Pereira - Brasil - 4m24s49; 2) Esteban Enderica Salgado - Equador - 4m24s97; 3) Esteban Paz - Argentina - 4m31s09
4x100m medley feminino: 1) Brasil (Etiene Medeiros, Ana Carla Carvalho, Daynara de Paula e Larissa Oliveira) - 4m10s50; 2) Venezuela (Jesirik Pinto, Mercedes Toledo, Erika Torrellas e Arlene Semeco) - 4m15s54; 3) Argentina (Cecilia Bertoncello, Julia Sebastian, Manuela Morano e Nadia Colovinni) - 4m15s72
4x100m livre masculino: 1) Brasil (Glauber Silva, Bruno Fratus, César Cielo e Henrique Rodrigues) - 3m20s07; 2) Venezuela (Albert Subirats, Daniele Tirabassi, Crox Acuña e Cristian Quintero) - 3m21s00; 3) Argentina (Federico Grabich, Lucas del Picolo, Diego Lupacchini e Martin Naidich) - 3m25s25.

Texto:
Bruna Carvalho-Seel

Idesp destaca projeto
Redescobrindo
o Assistido em reunião
de defensores


Na manhã de sexta-feira (16), durante reunião do Conselho Nacional de Defensores Públicos Gerais, Sérgio Gomes, diretor de Estatística, Tecnologia e Gestão da Informação do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), apresentou a importância da parceria firmada entre o Instituto e  a Defensoria Pública do Estado do Pará desde 2010, que deu origem ao projeto “Redescobrindo o Assistido”.

O encontro teve o objetivo de discutir a modernização da gestão das Defensorias Públicas do Brasil, as práticas que conquistaram êxito e as escolhas para padronização. Na ocasião, Sérgio Gomes explicou a missão, finalidades e ações do Instituto, enquanto órgão de pesquisa do governo do Pará, destacando as contribuições metodológicas para a sistemática de avaliação das políticas públicas, incorporando ao processo a avaliação qualitativa dos atores locais sobre os impactos diretos, indiretos e induzidos.

Os procedimentos são formas de avaliação da gestão que foram ao encontro do que a Defensoria Pública do Estado já estava trabalhando. O projeto “Redescobrindo o Assistido” surgiu pautado em procedimentos sólidos, orientações metodológicas, coleta e análise de dados, realizados por técnicos e pesquisadores do Idesp nos núcleos da Defensoria. A partir do mapeamento da estrutura e dos problemas de acesso à justiça existentes nesses espaços, foi feita uma avaliação externa sobre o trabalho dos defensores públicos, em uma primeira fase do projeto, na Região Metropolitana de Belém. A partir do final de 2011, o trabalho foi levado para o interior do Estado.

Participaram da reunião defensores dos Estados do Ceará, Pernambuco e Goiás. Foram apresentados ainda a modelagem de gestão e o regimento interno da Defensoria do Pará, além do desempenho orçamentário, o plano de informática e o planejamento estratégico institucional do órgão.

A coletânea dos cinco relatórios que contêm os resultados da primeira fase do projeto “Redescobrindo o Assistido”, realizado na RMB, será lançada na próxima quarta-feira (21), a partir das 09h, no Hotel Crowne Plaza. O evento ainda terá a presença dos professores Carlos Alberto Batista Maciel, Josep Vidal e Eduardo Machado Dias, que abordarão as políticas públicas no sistema judiciário do Pará. As inscrições para o evento são limitadas e podem ser feitas gratuitamente pelo site www.idesp.pa.gov.br

Texto:
Fernanda Graim-Idesp

Índios Tembé fazem prova
para Licenciatura Intercultural
oferecida pela Uepa


A Universidade do Estado do Pará (Uepa), por meio da Diretoria de Acesso e Avaliação (DAA), realizou neste sábado (17), a segunda etapa do processo seletivo referente para o preenchimento de 100 vagas ofertadas para Licenciatura Intercultural Indígena, destinadas aos povos Tembé e Gavião - 50 vagas para cada. Nesta etapa, os integrantes da etnia Tembé fizeram prova escrita, contendo questões de Língua Portuguesa, e a Redação.

No próximo dia 24, das 9 às 13h, será a vez dos inscritos do povo Gavião fazerem o mesmo exame, que são realizados nas aldeias, supervisionados por lideranças locais e membros do corpo técnico da Universidade.

Nesta segunda etapa do processo seletivo, as questões valem 10 pontos. Quem obtiver nota menor que cinco pontos será eliminado. Os aprovados seguem para a terceira e última etapa da seleção: a entrevista, que terá acompanhamento de tradutores de língua indígena. Os Tembé serão entrevistados entre 3 e 5 de maio, enquanto os membros do povo Gavião farão a etapa entre os dias 10 e 12 do mesmo mês.

Acesso - Assim como aconteceu neste sábado, no dia 24 o acesso aos locais dos exames será das 8 às 09h, impreterivelmente. As provas começarão às 09h e, de acordo com o edital, não será admitido o ingresso de candidatos no local das provas após este horário. O candidato deverá portar o documento de identidade original, o comprovante de confirmação de inscrição e caneta esferográfica com tinta azul ou preta.

A Licenciatura Intercultural Indígena 2012 é ofertada pela primeira vez na Uepa. O curso abre com 100 vagas, sendo 50 para cada grupo, e será desenvolvido em regime presencial e modular, abordando conhecimentos tratados na área de Ciências Humanas e Sociais, Ciências da Natureza e Matemática e Linguagens e Arte - todos articulados aos saberes indígenas, na perspectiva de formar professores nessas três áreas capacitados para atuar na Educação Escolar Indígena.

Texto:
Marcela Conde-Uepa


Diretoria de Atendimento
ao Servidor presta
serviços em Abaetetuba


A Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS) encerrou neste sábado (17) três dias de serviços prestados a policiais civis, servidores do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves e pessoal do setor administrativo, que atuam em Abaetetuba e municípios próximos, na região do Baixo Tocantins. O projeto "DAS Itinerante" levou aos servidores atendimentos em Odontologia, Fisioterapia, Psicologia e Assistência Social, na sede da Superintendência Regional da Polícia Civil no Baixo Tocantins.

De acordo com a assistente social Kelly Mendes, da DAS, os atendimentos prestados em Abaetetuba superaram as expectativas. "Atendemos a um grande número de servidores e até dependentes", informou. O serviço mais procurado foi o atendimento odontológico, realizado pelo odontólogo Rizaldo da Silva, na viatura conhecida por "Odontomóvel". No veículo, equipado para realizar vários procedimentos, foram registrados mais de 40 atendimentos nos três dias.

Já os atendimentos psicológicos ficaram a cargo da psicóloga Lindomar Bastos. Durante as atividades, a médica fisioterapeuta Thaís Nobre percorreu as salas da Superintendência para prestar orientações aos servidores, desde a postura ao sentar à mesa no local de trabalho (ergonomia) até as condições da claridade no ambiente.

Foram feitos ainda exames de glicemia (taxa de glicose) e verificação de pressão arterial. De acordo com a assistente social, a próxima unidade a receber a equipe da DAS será a Seccional Urbana de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, no último final de semana de março. A previsão é de que em julho a equipe da DAS vá a Paragominas, no nordeste do Estado, para atender aos servidores que atuam na Região Guajarina.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Uepa divulga quinta relação
da repescagem do Prise e Prosel


A Universidade do Estado do Pará (Uepa) já divulgou os editais da quinta chamada de matrícula aos aprovados pelo Processo Seletivo (Prosel) e pelo Programa de Ingresso Seriado (Prise), na seleção feita em 2012. Os convocados devem fazer o cadastro no endereço eletrônico http://siga.uepa.br/ambientecalouro/, e depois a matrícula, entre os dias 19 e 20 de março, das 8 às 12h e das 14 às 18h, nos locais indicados nos editais.

Nos dias de matrícula, os alunos devem apresentar os documentos exigidos pela instituição e o comprovante de cadastro on line, impresso e assinado. Os documentos necessários são: original e cópia do Certificado e Histórico do Ensino Médio; original e cópia da Certidão de Nascimento ou Casamento; original e cópia do RG, CPF, Título Eleitoral e comprovante de votação (a partir dos 16 anos); original e cópia do Certificado de Reservista ou Alistamento Militar (candidatos do sexo masculino); duas fotos 3x4 e comprovante de residência.

Os calouros oriundos de escola da rede pública poderão apresentar, no ato da matrícula, declaração de que estão concluindo o último ano letivo do ensino médio, a qual deverá ser substituída pela documentação definitiva.

Quem não comparecer para efetivar a matrícula no prazo estabelecido ou não apresentar a documentação perderá o direito à vaga na Uepa. A Diretoria de Desenvolvimento de Ensino (DDE) reitera que a matrícula definitiva está condicionada à entrega do comprovante impresso no ato do cadastro, dos documentos solicitados e dos originais para conferência.

Mais informações podem ser obtidas nos seguintes Centros de Registro e Controle Acadêmicos (CRCAs):
- Campus I - Centro de Ciências Sociais e da Educação (CCSE): (91) 4009.9543 - Travessa Djalma Dutra, s/n, bairro Telégrafo
- Campus II - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS): (91) 3276.2365 - Travessa Perebebuí, 2623, bairro Marco
- Campus III - CCBS – Educação Física: (91) 3246.8109 - Avenida João Paulo II, 817, bairro Marco
- Campus IV - CCBS - Escola de Enfermagem "Magalhães Barata": (91) 3229.1131 - Avenida José Bonifácio, 1289, bairro Guamá
- Campus V - Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT): (91) 3276.7152/ Travessa Eneás Pinheiro, 2626, bairro Marco

Texto:
Marcela Conde-Uepa


Governo apoia caminhada
em defesa da liberdade religiosa

















Apresentações culturais, religiosas e musicais marcarão neste domingo (18) a 3ª edição da Caminhada pela Liberdade Religiosa, em alusão ao Dia da Umbanda e das Religiões Afro-brasileiras – 18 de Março -que contará com a participação de representantes da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). A caminhada sairá às 09h do Ver-o-Rio, com chegada na Praça da República, centro de Belém.

O evento foi organizado pelo Instituto Nacional da Tradição e Cultura Afro-brasileira (Intecab) e tem como objetivo lutar pela liberdade das práticas e dos cultos religiosos, combater atitudes preconceituosas em relação às religiões, promover uma educação política com respeito às diferenças às várias práticas religiosas, desenvolver nos participantes uma visão crítica e étnica na crença divina e na fé, e educar para a paz e o respeito às diferenças.

O dia 18 de Março foi instituído por leis municipal e estadual. A data é uma homenagem à luta de Mãe Doca, que enfrentou, no início do século XX, ameaças policiais, que reprimiam as cerimônias afro-religiosas. Mesmo sendo perseguida, Mãe Doca continuou cultuando deuses africanos e indígenas.

A data tornou-se sinônimo de preservação cultural, religiosa e dos conhecimentos tradicionais, e também relembra a longa história de resistência contra a intolerância e os preconceitos sofridos pelos praticantes dessa religião.

A Sejudh, por meio da Coordenadoria Estadual de Políticas Públicas de Igualdade Racial, participa e apoia eventos que visam combater a intolerância.

Texto:
Leba Peixoto-Sejudh

Estudantes paraenses
apresentam nove
trabalhos em feira
nacional de ciências

Alunos e professores de escolas públicas estaduais e municipais do Pará participaram da 10ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), apresentando nove projetos científicos. Este ano, a feira contabilizou 325 projetos, desenvolvidos por 745 estudantes de escolas públicas e privadas, de ensino fundamental (8ª e 9ª anos), médio e técnico, de todas as regiões do país.

A Febrace aconteceu no período de 13 a 15 de março, em São Paulo, nas dependências da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP). Promovida anualmente pelo Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI) da Poli, a Febrace é a maior feira brasileira de Ciências e Engenharia.

Os projetos deste ano foram selecionados entre 1.505 trabalhos, submetidos diretamente pelos autores e por meio das 54 feiras de ciências afiliadas. No evento, os projetos finalistas foram avaliados por uma comissão julgadora. Os autores dos melhores trabalhos ganharam medalhas, bolsas de iniciação científica do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), certificados e estágios, entre outros prêmios.

Também foram selecionados nove estudantes para representar o Brasil na Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel (Intel ISEF), que neste ano acontecerá em Pittsburgh, nos Estados Unidos, de 13 a 18 de maio.

Participaram da Febrace alunos e professores dos municípios de Abaetetuba, apresentando três projetos; Igarapé-Miri, com cinco, e Santa Izabel do Pará, com um projeto.

Dentre os alunos que representaram o Pará está Raquel Oliva, aluna do ensino médio da Escola Estadual Manoel Antônio de Castro, localizada em Igarapé-Miri (município do Baixo Tocantins), uma das autoras do projeto “Enchimento alternativo da fibra do resíduo do palmito como forma de sustentabilidade econômica e ambiental em Vila Maiuatá”. Raquel disse nunca ter imaginado que, sendo ribeirinha e de família humilde, poderia um dia viajar de avião e conhecer muitas pessoas. ”Mas quando acreditamos em nossos sonhos podemos chegar muito longe, independente de condições financeiras”, ressaltou.

Resultados positivos - A experiência não foi única apenas para os alunos. A professora Vânia Machado, da Escola Estadual Professora Dalila Afonso Cunha, também de Igarapé-Miri, e orientadora de dois projetos apresentados na Febrace, disse que também vivenciou o sonho de conhecer São Paulo e a maior universidade do Brasil. “Quando acreditamos no potencial de nossos alunos e na importância de nosso trabalho, os resultados são positivos tanto para o educando quando para o educador”, declarou.

Gilberto Silva, coordenador de Incentivo à Pesquisa da Secretaria Municipal de Educação de Igarapé-Miri, ministrou uma palestra sobre pesquisa na educação básica com o tema "Relato de Experiências na Organização de Programas e Feiras de Pré-Iniciação Científica e Tecnológica no Brasil". “Participar desses eventos científicos é um momento ímpar na vida, sobretudo, dos alunos, uma vez que com essas oportunidades eles desenvolvem suas ideias no campo da pesquisa”, ressaltou.

Para a coordenadora geral da Febrace, Roseli de Deus Lopes, as feiras estimulam o espírito investigativo e empreendedor nos jovens – algo fundamental para uma economia baseada no conhecimento. “A Febrace é uma mostra do potencial dos nossos jovens, de sua capacidade para inovar, encontrar soluções para problemas da sociedade e contribuir para o desenvolvimento do país”, afirmou Roseli Lopes, acrescentando que “cada vez mais as empresas buscam profissionais especializados, com competências para a investigação sistemática e científica, que resulte em solução de problemas reais”.

Projetos apresentados na Febrace por estudantes do Pará

1 - A UTILIZAÇÃO DO FORNO SOLAR NA
DESINFECÇÃO DE ÁGUAS RIBEIRINHAS (1347)
Equipe responsável: Júlia Gabrielle Carvalho Nascimento, Luana Barros Ribeiro, Clelivaldo Santos da Silva (orientador), Benedita Antonia Rodrigues Vieira (coorientadora). Apoio: Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Educação Matemática e Científica/Clube de Ciências de Abaetetuba (PA).
2 - ABAETETUBA, A OUTRORA TERRA DA CACHAÇA (1284)
Equipe responsável: Isabela Silva de Sousa, Maria Gorete Abreu Costa da Paz (orientadora), Selma Maria Pinheiro Ferreira (coorientadora). Apoio: EEFM São Francisco Xavier, em Abaetetuba (PA).
3 - ENCHIMENTO ALTERNATIVO DA FIBRA DO RESÍDUO
DO PALMITO COMO FORMA DE SUSTENTABILIDADE
ECONÔMICA E AMBIENTAL EM VILA MAIAUATÁ - IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Raquel Ferreira Oliva, Dayanne Cardoso do Amaral, Vânia Sebastiana Nonato Machado (orientadora), Gracilene do Socorro Afonso Ferreira (coorientadora). Apoio: EEEM Manoel Antônio de Castro, Igarapé-Miri (PA).
4 - FARELO DO RESÍDUO DO PALMITO PARA SUÍNOS:
UMA FORMA DE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA
 E AMBIENTAL NA VILA MAIAUATÁ
 - MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Cleisonor dos Santos Farias, Vânia Sebastiana Nonato Machado (orientadora). Apoio: Escola Estadual Professora Dalila Afonso Cunha - Igarapé-Miri (PA).
5 - MARMITEX E ALUMINADOS – UMA FORMA DE
 OBTENÇÃO DE ENERGIA ALTERNATIVA (293)
Equipe responsável: Ilma do Socorro Marques Monteiro, Janeila Tatiane Leal Coelho, Viviane do Socorro de Souza Saldanha, Rildo Vaz Alves (orientador). Apoio: EEEM Antônio Lemos – Santa Izabel do Pará (PA).
6 - PALMIARTE: ARTESANATO DA CASCA DE PALMITO:
UMA ALTERNATIVA VIÁVEL PARA GERAÇÃO DE
 RENDA E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
EM VILA MAIAUATÁ - IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Liandra Silva Lopes, Rômulo Darbo Dias Rodrigues, Jackeline Pureza Silva, Gracilene do Socorro Afonso Ferreira (orientadora). Apoio: Escola Municipal de Ensino Fundamental Araci Corrêa Santa Maria - Igarapé-Miri (PA)
7 - PESQUISANDO A AÇÃO LARVICIDA DO MELÃO
DE SÃO CAETANO (MORMODICA CHARANTIA),
DA ARRUDA (RUTA GRAVEOLANS) E DO
 BOLDO (VERNONIA CONDENSATA) NO CONTROLE
DO VETOR AEDES AEGYPTI – ABAETETUBA (PA)
Equipe responsável: Rafael Carmo da Costa, Maria Gorete Abreu Costa da Paz (orientadora). Apoio: EEEFM Prof.ª Benvinda de Araújo Pontes – Abaetetuba (PA).
8 - RESSURREIÇÃO DO FURO DO RIO SANTO ANTÔNIO (566)
Equipe responsável: Ellen Cristina Lobato, Fernanda Santos, Marlo da Silva Nonato (orientador). Apoio: EMEF Caetano Corrêa Leão - Igarapé-Miri (PA).
09 - UTILIZAÇÃO DE RESÍDUOS DA AGROINDÚSTRIA
DO AÇAÍ PARA A PRODUÇÃO DE ADUBO
 ORGÂNICO POR MEIO DE EQUIPAMENTOS
ALTERNATIVOS NO MUNICÍPIO DE IGARAPÉ-MIRI (PA)
Equipe responsável: Marcio Kennedy Araújo Ferreira, Ernane de Jesus Pantoja Neto, Bruna da Cruz Silva, Josineide Pantoja da Costa (orientadora), Helio Nascimento da Paixão Júnior (coorientador). Apoio: EEEM Manoel Antônio de Castro - Igarapé-Miri (PA).

Texto:
Danielly Gomes-Seduc

Procuradoria Geral do Estado
promoverá concurso
para preencher 10 vagas

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) realizará um novo concurso público para o preenchimento de 10 vagas para o cargo de procurador de Estado. As inscrições devem ser abertas até a primeira quinzena de abril, informou o procurador geral, Caio de Azevedo Trindade, na tarde desta sexta-feira (16).

A preparação para a realização do concurso público começa pela formação da banca examinadora, criada por meio de portaria assinada pelo procurador geral e publicada no Diário Oficial do Estado. Este é o segundo concurso público promovido pela PGE em menos de seis meses. Os aprovados foram empossados pelo governador Simão Jatene em dezembro do ano passado.

Segundo Caio de Azevedo Trindade, o concurso corrigirá o déficit existente no órgão desde a aposentadoria de oito procuradores e mais quatro desistências de candidatos aprovados no concurso realizado em 2003. Do último concurso, realizada ano passado, 10 vagas não foram ocupadas. A PGE tem 150 cargos criados e somente 96 procuradores estão na ativa.
A Procuradoria Geral do Estado foi criada por meio da Emenda Constitucional n.º 18, de 11 de maio de 1983, e institucionalizada em 26 de dezembro de 1985 com a edição da Lei Complementar Estadual n.º 002/85. “O maior estímulo à carreira de procurador do Estado é o trabalho em prol do bem público. Projetos importantes de governo, como a Alça Viária, que beneficiou milhares de pessoas, passaram pela análise da PGE”, ressaltou o procurador geral.

O concurso será aberto a candidatos de todo o Brasil. O critério básico para se habilitar ao certame é ser bacharel em Direito. “Já foi iniciado o processo de lançamento ao novo concurso público. A minha expectativa é que até a primeira quinzena de abril as inscrições sejam abertas e a prova seja realizada no final de maio”, disse Caio de Azevedo Trindade.

Texto:
Selma Amaral-PGE

IDESP e Defensoria lançam
coletânea
“Redescobrindo o Assistido”

O produto final da combinação entre pesquisa científica e administração pública será lançado no próximo dia 21 de março, às 9h, no Hotel Crowne Plaza. É a apresentação oficial da coletânea de cinco volumes composta por relatórios do Projeto “Redescobrindo o Assistido”, fruto da parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp) e a Defensoria Pública do Estado do Pará, iniciada em 2010.

O projeto tem o objetivo de lançar um olhar externo sobre a estrutura e os serviços da Defensoria Pública oferecidos à população e, a partir daí, analisar suas potencialidades e deficiências a fim de melhorar o trabalho do órgão no Estado. A primeira fase da pesquisa contemplou a Região Metropolitana de Belém e rendeu os cinco relatórios a serem apresentados durante a cerimônia pelo coordenador acadêmico do projeto, Josep Vidal.

Os cinco volumes apresentam análises a respeito do discurso de defensores e funcionários da Defensoria sobre conceitos como “assistido”, “atendimento” e “qualidade de atendimento”, de dados secundários relativos a indicadores socioeconômicos das macrorregiões de integração e de Belém, do funcionamento e do fluxo de informações do Sistema de Controle do Processo Jurídico (SCPJ).

Além disso, foram traçados diagnósticos das estruturas de atendimento dos núcleos especializados e do perfil socioeconômico da população que reside nos cinco municípios da RMB; feito o mapeamento das informações a respeito dos problemas sociais e dos índices de criminalidade existentes nos municípios paraenses, que deu origem ao “Mapa de Exclusão de Direito dos Municípios” e, por fim, avaliada a qualidade de atendimento da Defensoria e o perfil institucional do órgão.

O lançamento da coletânea terá também a presença dos professores Dr. Carlos Alberto Batista Maciel e Dr. Eduardo Machado Dias que versarão sobre as políticas públicas no sistema judiciário do estado do Pará. As inscrições para o evento são limitadas e podem ser feitas gratuitamente pelo site www.idesp.pa.gov.br.

A parceria entre a Defensoria Pública e o Idesp vem produzindo tão bons resultados que no final de setembro de 2011 os dois órgãos renovaram o Termo de Cooperação Técnica para a continuação do projeto “Redescobrindo o Assistido”, estendendo-o a todos os Núcleos Regionais da Defensoria e aos municípios onde há atendimento itinerante e defensor público lotado. As novas metas incluem dar respostas a questionamentos como que tipo de comunicação se estabelece entre os núcleos do interior e o conselho gestor; como se organizam as ações da Defensoria e a atenção aos assistidos nestes Núcleos e qual a imagem da Defensoria Pública frente à população e aos assistidos nestes locais. No dia 28 de fevereiro, aconteceu uma reunião técnica para entrega da pesquisa prévia já realizada.

Texto:
Fernanda Graim-Idesp

Lacen atesta caso de
malária em Bagre

Um caso de malária foi registrado na manhã desta sexta-feira (16), no município de Bagre (região do Marajó), pela equipe do Laboratório Central do Pará (Lacen), durante o primeiro dia de atividades da Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva no município. Após a coleta sanguínea realizada na unidade móvel do laboratório, a doença foi detectada em Gedielson da Silva Baía, de 27 anos.

Ele que mora às margens do Rio Jordão, a cerca de 12 horas do centro de Bagre, chegou cedo ao trapiche da cidade para ser atendido pela Caravana do Pro Paz. “Sinto muita dor de cabeça e febre que faz até tremer”, relatou aos médicos Gedileson, que conta já ter sido diagnosticado com malária sete vezes. “É porque no lugar onde eu moro tem muito mosquito”, disse.

De acordo com a vice-diretora do Lacen, Suzana Caldas, além de Gedielson, outro caso de malária foi registrado no município de Oeiras do Pará. Ela explica que a equipe já trabalhava com a possibilidade de ser registrado algum caso durante a ação da caravana no município, já que cidades vizinhas tem histórico da doença, como é o caso de Oeiras, que registra surto de malária desde 2010.

Os dois municípios são considerados pela Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) como prioritários para o controle da malária. Além deles, outros 13 estão na lista de prioridades: São Sebastião da Boa Vista, Cametá, Breves, Portel, Anajás, Itaituba, Jacareacanga, Alenquer, Anapu, Curralinho, Goianésia do Pará, Novo Progresso e Pacajá.

Durante a Caravana do Pro Paz pela região do Marajó o Laboratório Central do Pará já realizou mais de 2 mil testes rápidos nas cinco paradas da caravana (Ponta de Pedras, Muaná, São Sebastião, Curralinho e Oeiras do Pará). Entre farmacêuticos, biomédicos, citologistas e técnicos de laboratório, a equipe do Lacen é composta por 10 profissionais.

Além dos testes de malária, são ofertados testes para diagnóstico de hepatites B e C, sífilis, e testes bioquímicos como de colesterol, triglicerídeos, glicemia, hemograma, TGP, TGO, e a verificação das taxas de uréia e creatina (provas renais), e bilirrubina (provas hepáticas), além de exames preventivos de média e alta complexidade, como o PCCU (preventivo do câncer do colo de útero) PSA (teste de antígeno prostático).

No município de Curralinho foi registrado o caso de um senhor de 71 anos que apresentou PSA positivo. “Depois de confirmarmos o diagnóstico foi dado todo o aconselhamento para a família, sobre quais as medidas que ele teria que tomar”, informou Suzana, acrescentando que nos cinco municípios foram registrados casos de citologia alterada. “Casos em que as pessoas já saíram medicadas e com o tratamento providenciado pela equipe médica que o Pro Paz trouxe”, afirmou. Nenhum caso de hepatite foi verificado até o momento.


Texto:
Amanda Engelke-Secom

Central de Triagem garantirá
mais vagas para o
Sistema Penitenciário

Diminuir a superlotação carcerária em todo o Estado é uma das metas da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe), que começa a se concretizar com a construção da nova Central de Triagem localizada no município de Santarém, oeste do estado. As obras iniciaram há 20 dias e o prazo para conclusão é de 10 meses. A unidade fica na mesma área do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura e terá capacidade para receber 300 internos.

Por meio de um convênio firmado entre a Susipe e a empresa que venceu a licitação para executar a obra - Construtora Pamper - 10 detentos do Centro de Recuperação foram contratados para trabalhar na construção da nova Central. O mestre de obras José Gonçalves Xavier explica que a equipe de pedreiros está trabalhando na fase de fundação. "Atualmente, estamos com 17 pedreiros, e mais os dez internos. Quando os trabalhos se intensificarem vamos trabalhar com cerca de 100 homens", disse Xavier.

A equipe ainda espera a instalação de um ponto de energia da Celpa para intensificar os trabalhos. De acordo com o mestre de obras serão quase quatro mil metros quadrados de área construída e as fortes chuvas desta época do ano não vão interferir no andamento da obra.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Descontos de IPVA para
finais de placas 04 a
34 até dia 19 de março

Dia 19 de março é prazo final para descontos do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) aos proprietários de carros com finais de placas 73 a 93, embora a data do licenciamento destes veículos junto ao Detran seja 18 de maio. Até segunda-feira será possível recolher o valor do Imposto com desconto. O pagamento integral do IPVA, dois meses antes do prazo final do licenciamento, para  veículos que não tem multas de trânsito, garante o benefício do IPVA Cidadão.

Os descontos são de 15% do valor do imposto para quem está há dois anos sem multa; 10% para quem não recebeu multas no ano passado e 5% de desconto nas demais situações. O desconto não é cumulativo. O proprietário de veículo tem, ainda, a opção de antecipar o pagamento do IPVA em três parcelas, sem desconto.

No site da Secretaria da Fazenda  (www.sefa.pa.gov.br) o proprietário pode consultar os prazos, valores, optar pelo pagamento integral ou parcelado, e emitir o Documento de Arrecadação Estadual (DAE), acessando o Portal de Serviços. O pagamento do DAE  é feito na rede bancária autorizada (Banpará, Banco da Amazônia, Bradesco, Banco do Brasil, CEF) e casas lotéricas. Quando não há antecipação do recolhimento do imposto, o  IPVA é pago junto com o licenciamento anual do Detran.

Parcelamento - Quem tem débitos vencidos até 2011 poderá parcelar o  IPVA em até 8 vezes. Esse limite poderá ser estendido até o máximo de 36 parcelas, após análise do pedido. O parcelamento pode ser feito na Coordenação Especial de Administração Tributária do IPVA e do ITCD na Região Metropolitana de Belém. No interior do Estado, o proprietário de veículo pode procurar as Coordenadorias Regionais de Administração Tributária e Não Tributária (Cerat).

Serviço: Para maiores informações ligue para o Alô Sefa, 0800-725-5533, ou acesse o site www.sefa.pa.gov.br.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa

Banpará dá dicas para
se evitar as filas nas agências


Atualmente, ir a uma agência bancária para usar o caixa é uma opção, não mais uma obrigatoriedade. A maioria das transações bancárias pode ser realizada com a mesma eficiência e segurança nos demais canais de atendimento que o Banco do Estado do Pará (Banpará) oferece para seus clientes, tais como Central de Relacionamento e Banparanet. Mas se tiver que ir até uma agência, o Banpará alerta para que o cliente evite os dias em que o número de clientes é maior que o habitual. Apesar de o Banpará disponibilizar mais funcionários para agilizar o atendimento em dias de grande fluxo, ainda assim existe um tempo mínimo de espera. Evite os dias de pagamento do funcionalismo público, geralmente na última semana de cada mês.

Evite também a véspera e o primeiro dia útil após um feriado e o último dia do mês. Os dias mais tranquilos vão do 5º ao 20º dia do mês. Nos dias de maior movimento, as alternativas são usar outros serviços como os caixas eletrônicos, Internet Banking (www.banpara.b.br), centrais telefônicas (Central Banpará3004-4444  e SAC 0800-280-6605) e Terminal Pagador. O cliente também pode ganhar tempo cadastrando suas contas no débito automático, débito direto autorizado ou efetuando seu pagamento no autoatendimento terminal pagador.

S.O.S. Emergências
contempla Hospital
Metropolitano


O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Miranda, esteve reunido na última quinta-feira, 15, pela manhã, com o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, para apresentar o Programa S.O.S. Emergências, que vai contemplar o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) com um repasse anual de R$ 3,6 milhões em investimentos federais, repassados em parcelas mensais de R$ 300.000, para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência. O Hospital também poderá apresentar projetos e receber recursos para aquisição de equipamentos e obras na área física.

A reunião aconteceu no Gabinete da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), com a participação da secretária adjunta Rosemary Góes; do presidente do Colegiado de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Charles Tocantins; das secretárias de Saúde dos municípios de Belém, Sylvia Santos, e de Ananindeua, Ivete Vaz; do diretor de Urgência e Emergência da Sespa, Paulo Campos, além de técnicos e assessores da área de Saúde do estado e municípios paraenses.

Lançado em novembro de 2011, o programa abrangeu 11 hospitais de grande porte em todo o Brasil e agora o Ministério da Saúde começa a incluir outras instituições hospitalares de Urgência e Emergência, com a meta de alcançar 40 hospitais até 2014 nos 26 Estados brasileiros e Distrito Federal, em parceria com Estados e Municípios.

O S.O.S. Emergências funciona articulado com os demais serviços de urgência e emergência que compõem a Rede Saúde Toda Hora, como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Unidade de Pronto Atendimento (UPAS 24 horas), Salas de Estabilização, etc. Helvécio Miranda enfatizou que, no Pará, o foco do S.O.S. Emergências é a Região Metropolitana de Belém (RMB) e que a finalidade é qualificar a gestão, ampliar o acesso dos usuários em situações de urgência.

Entre as medidas que vão mudar a forma de atendimento estão o acolhimento e a classificação de risco dos pacientes, ou seja, ao entrar no hospital, o paciente será acolhido por uma equipe que definirá o nível de gravidade do quadro e o encaminhará ao atendimento especializado. Também serão implantados protocolos clínico-assistenciais e administrativos e organizada a gestão de leitos e fluxo de internação.

Uma novidade do programa é que os hospitais participantes são integrados por um sistema on line, onde pode ser visualizada, em tempo real, a situação de cada unidade hospitalar, como por exemplo, o número de pacientes que estão aguardando atendimento em macas no corredor. Helvécio informou que essa tecnologia também pode ser disponibilizada às instituições que não fazem parte do programa.

Para funcionar bem o S.O.S. Emergências precisa de uma rede de leitos de retaguarda, para onde devem ser encaminhados os pacientes estabilizados. No caso do Metropolitano, são necessários 500 leitos, que podem estar disponíveis em hospitais públicos, filantrópicos e até privados, desde que contratados para isso. Com essa medida, o programa diminuiu o tempo de permanência do paciente no hospital e garante maior rotatividade dos leitos, ampliando o acesso e atendimento de urgência e emergência.

O representante do MS disse que o primeiro passo é implantar o Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar com a função de apoiar e orientar as medidas visando à melhoria da gestão e da qualidade assistencial. “Esse Núcleo é formado pelos coordenadores dos diversos setores do hospital, representante da gestão local e um técnico apoiador enviado pelo Ministério da Saúde”, explicou.

O trabalho dos núcleos é monitorado pelo Comitê Nacional de Acompanhamento do S.O.S. Emergências, formado por representantes dos Hospitais de Excelência, Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Conselho Nacional dos Secretários Municipais de Saúde (Conasems) e membros do Ministério da Saúde.

O secretário de Atenção à Saúde estabeleceu um prazo de 30 dias para a implantação do Núcleo e elaboração de um projeto do HMUE, que deverá ser apresentado ao Ministério da Saúde na próxima visita, juntamente com Plano de Ação Regional de Urgência e Emergência da RMB.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa

Feiras do Peixe Popular e
Vivo terão venda de ostras


As Feiras do Peixe Popular e do Peixe Vivo, que serão realizadas nos dias 4 e 5 de abril, terão como novidade a comercialização de ostras produzidas pelas comunidades de Nova Olinda e Nazaré do Seco, nos municípios de Augusto Corrêa e Maracanã, respectivamente. Estes moluscos fazem parte de um projeto incentivado pela Secretaria de Estado de Pesca e Aquicultura (Sepaq), em parceria com o Ministério da Pesca e Aquicultura, proporcionando alternativa de renda aos pescadores.

Atualmente, o projeto encontra-se em fase de expansão de produção, que também engloba os municípios de São Caetano de Odivelas, Curuçá e Salinópolis, com previsão de fomentar e transferir tecnologia para a modernização do sistema de cultivo, tornando-os mais competitivos no ponto de vista da quantidade da produção e qualidade do produto. As ostras serão vendidas pelos próprios ostreicultores ao preço de R$ 8,00 a dúzia e os locais de venda serão os seguintes: Ananindeua (Praça do Ginásio Abacatão) e Belém (Escola Salesiana do Trabalho no bairro da Pedreira, Centur, Ceasa e Entroncamento).


Paratur apoia o Festival
Ver-o-Peso da Cozinha Paraense


Com o objetivo de divulgar e valorizar as cores, sabores e a cultura da culinária paraense foi criado há 12 anos pelo chef Paulo Martins, reconhecido nacionalmente como embaixador da cozinha do Pará, o “Ver-o-Peso da Cozinha Paraense”, festival que reúne todos os anos em Belém os mais renomados chefes da gastronomia mundial para um intercâmbio entre profissionais da área. O evento, que leva no nome o mais representativo cartão postal de Belém, chega a sua 10ª edição como o maior evento de gastronomia do Norte do Brasil e um dos mais importantes do mundo.

Este ano o Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, que tem apoio da Companhia Paraense de Turismo (Paratur),  acontece no mês de abril e contará com a presença, ente outros, dos chefs brasileiros Alex Atala (SP), Mônica Rangel (RJ), Bel Coelho (SP) e do Internacional Almir da Fonseca, proprietário do Flavor Source, empresa especializada em eventos da alta gastronomia e chef instrutor do Culinary Institute of America, na Califórnia, Estados Unidos. Os chefs paraenses também estarão em destaque na programação, como é o caso de Thiago Castanho, apontado por revistas especializadas em gastronomia como uma das revelações da cozinha brasileira e Daniela Martins, especializada em cozinha paraense e filha do idealizador do evento, o chef Paulo Maratins.

A programação do festival começará com um jantar no dia 11 de abril e seguirá com visitas ao mercado do Ver-o-Peso, visitas a Ilha do Mosqueiro, jantar beneficente, mesas redondas, aulas sociais e aulas de gastronomia, além de concursos de gastronomia na categoria amador e profissional. O festival encerrará no dia 15 de abril com o jantar das Boerias e premiações dos ganhadores do concurso.

Nesta 10° edição do festival, haverá também algumas novidades, como o concurso gastronômico Chef Paulo Martins, que, além de prestar uma homenagem ao idealizador do evento, terá o objetivo de descobrir novos talentos e o Circuito Gastronômico, que desde 8 de março, tem levado alguns dos principais restaurantes da cidade a produzirem pratos especialmente para o festival. Faz parte da programação, ainda, a mostra fotográfica “Comida Nossa”, que através das lentes dos fotógrafos João Ramid, Renato Chalu, Renato Ramos e Pedro Rodrigues traz um pouco da diversidade da culinária local. A exposição vai até dia 15 de abril no 2° piso do Shopping Boulevard.

Além de promover a culinária paraense nacional e internacionalmente, o festival também tem contribuído para fortalecer o turismo gastronômico na região. Por isso, este ano, a Paratur está apoiando o evento como parte da estratégia de fortalecer o turismo cultural, que juntamente com o turismo de natureza, são segmentos que terão prioridade para o estado. “O Plano Estratégico de Turismo do Pará tem como prioridade o fortalecimento e promoção dos principais produtos turísticos do Estado, onde encontramos dois fortes insumos: cultura e natureza. Neste contexto entra a gastronomia do Pará, que é sui gêneris por resultar das culturas européias, indígenas e africanas. Apoiar o Ver-o-Peso da Cozinha paraense como uma louvável iniciativa de fortalecimento da nossa cultura é também investir na promoção do turismo do Pará, que tem na gastronomia um forte segmento”, afirma Adenauer Góes, presidente da Paratur.

Barcarena

Também acontece neste mês de abril, do dia 5 ao dia 8, no Cabana Clube, cidade de Barcarena, no Pará, o espetáculo “Paixão de Cristo, Paixão do Povo”, também considerado a Paixão da Amazônia. Encenando as mais populares passagens da Bíblia, o espetáculo começou pequeno ainda na década de 1980 e tinha a participação apenas de jovens ligados a igreja. Atualmente o evento é encenado pelo Grupo Chama, de Barcarena e conta com a participação de atores populares, vindos das mais diversas condições sociais, religiões e faixas etárias.

O espetáculo conta ainda com um grande produção cenográfica, de som e efeitos especiais além de ser encenado ao ar livre em 9 palcos diferentes. O evento se tornou uma referência no Norte e atrai muitos visitantes dos municípios visinhos e até de outros estados.

Texto:
Benigna Soares-Paratur





Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...