Total de visualizações de página

quinta-feira, março 29, 2012

Investigações levam à apreensão de 29 quilos de cocaína em Santarém


Investigações realizadas em conjunto pelo Núcleo de Apoio à Investigação (N.A.I.) e pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil, resultaram na apreensão de 29 quilos de pasta base de cocaína em uma embarcação que trafegava entre Manaus e Santarém, oeste do Pará. A abordagem à embarcação denominada "Boa Fé" aconteceu por volta de 5 horas desta quinta-feira, 29.
O entorpecente foi encontrado em poder de Gil Frank Oliveira de Almeida, 29 anos, natural de Alenquee. Ele foi preso em flagrante e autuado por tráfico de drogas. O transporte do carregamento de drogas já era investigado na região de Santarém pela equipe do N.A.I. Com o contou com apoio da Capitania dos Portos de Santarém, a equipe da Polícia Civil, que já aguardava a embarcação no porto, fez a revista e encontrou a droga na mala de Gil Frank.
As investigações prosseguem para apurar o envolvimento de outras pessoas no esquema de transporte de drogas. Oriunda de Parintins, no Amazonas, a droga seria distribuída em Santarém. Apesar de ser marítimo, Frank viajava na condição de passageiro. A meta agora, com a prisão do acusado, é saber a quem a droga seria entregue. A apreensão desses 29 quilos de cocaína acontece poucos dias depois da maior apreensão do ano - 111 quilos de cocaína - ocorrida na semana passada, em Almeirim.
Na ocasião, a droga era levada para Macapá, capital do Estado do Amapá. Policiais civis em conjunto com uma guarnição da Polícia Militar, apreenderam exatos 111,515 quilos de pasta de cocaína, na orla do município. A droga estava no casco de uma embarcação.
Denominada de operação "Águas Cristalinas", a ação policial foi criada para intensificar a busca por traficantes de drogas na região. De acordo com os policiais, a droga seria diluída e comercializada na capital do Amapá. Sebastião Pereira Costa e Orlando Mendes Batista foram presos em flagrante. Com os dois foram apreendidos, ainda, R$ 542,8 em dinheiro; 160 litros de gasolina; dois relógios; três telefones celulares; cartões de crédito; documentos pessoais; três coletes salva-vidas e várias roupas, muitas delas com capuz. Todo material foi apresentado ao juiz da Comarca de Almeirim, Márcio Bittencourt. A droga foi transferida para a Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), em Belém, onde deverá ser incinerada por determinação judicial.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...