Total de visualizações de página

quinta-feira, março 29, 2012

Caravana do Pro Paz já fez 335 mil atendimentos no Marajó


Mais de 335 mil atendimentos e procedimentos já foram realizados em 37 dias de Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva em nove dos 16 municípios do Marajó. Esses são os números divulgados pela coordenadora do Comitê Gestor do Pro Paz, Izabela Jatene, que visitou na manhã desta quinta-feira (29) as instalações da Caravana na cidade de Breves.
Izabela percorreu todas as unidades móveis onde são prestados os atendimentos de saúde e as dependências da Escola Santo Agostinho, onde estão concentrados os serviços de emissão de documentos e os demais oferecidos pela caravana. Além de agradecer aos mais de 200 servidores que fazem a Caravana desde o dia 25 de fevereiro, quando teve início a jornada no município de Ponta de Pedras, Izabela fez questão de cumprimentar as pessoas que aguardavam sua vez no atendimento. “A caravana é um grande desafio para a equipe de servidores que acompanha, para o município que recebe um programa desse porte e principalmente para a população que vem de canoa, no barco do vizinho, em busca de atendimento. Nossa maior felicidade é garantir o atendimento básico e cidadania que toda a população do Pará merece”, destacou.
Izabela Jatene também fez um apelo às pessoas do Marajó que ainda não possuem o registro civil de nascimento, para que procurem a Caravana Pro Paz para retirar o documento. O Programa Estadual de Erradicação do Sub-registro Civil foi lançado em 2004, uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social (Seas), Pro Paz e Defensoria Pública do Estado. Durante a Caravana estão sendo emitidas primeira e segunda vias do documento. “No estado do Pará ainda existem muitas crianças que não têm o registro de nascimento. Eu faço um apelo que as mães e os pais tragam seus filhos porque a Caravana está oferecendo esse serviço totalmente gratuito”.
Outro ponto observado pela coordenadora do Pro Paz foi a emissão de documentos: registro de identidade, carteira de trabalho e CPF, serviços bastante procurados nesse primeiro dia de ação no município de Breves. “Muitos jovens estão procurando a Caravana para tirar pela primeira vez carteira de identidade a sua primeira carteira de trabalho, o CPF. É uma oportunidade única e a população está correspondendo vindo até aqui”, observa.
A Caravana Pro Paz ainda vai percorrer mais oito municípios do Marajó: Anajás, Gurupá, Afuá, Chaves, Santa Cruz do Arari, Cachoeira do Arari, Soure e Salvaterra. A prioridade para o Marajó se dá por conta do baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e também por ser a região com menor renda per capita anual. “Por determinação do governador a Caravana teve início no Marajó, prioridade para quem precisa de prioridade”, explica.
Izabela Jatene anunciou que a próxima região a receber a Caravana Pro Paz Presença Viva é o baixo amazonas e que a ação será anual. “Ano que vem a população já pode esperar nesse mesmo período o retorno das equipes”, afirmou.

Documentos

Até o início da tarde desta quinta-feira, 29, pelo menos 1500 pessoas já haviam procurado o serviço de emissão de documentos. A demanda maior foi para a carteira de identidade (1ª e 2ª vias), seguido pelo CPF e registro civil (1ª e 2ª vias). Para atender a população, somente para a emissão do RG foram distribuídas 600 senhas. A coordenação da Caravana também ampliou para 20 o quadro de servidores da Polícia Civil que atua no setor de identificação, além de 30 voluntários no apoio. Assim como nos demais municípios pelos quais a Caravana já passou os serviços de Oftalmologia e Odontologia foram os mais demandados pela população nesse primeiro dia de Caravana em Breves.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...