Total de visualizações de página

quarta-feira, março 14, 2012

CORREIO JURUNENSE apresenta as quentes desta quarta, dia 14 de março


Brasileiros são destaques nas
primeiras provas de
natação do Sul Americano








Os atletas brasileiros foram destaque nas primeiras provas de natação do Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, que iniciou na manhã desta quarta-feira (14), no Parque Aquático do Pará, em Belém. Logo na primeira prova, a de 50 metros borboleta masculino, o nadador Glauber Henrique Silva quebrou o recorde do campeonato, finalizando a competição com 00’23”77. Outros recordes do campeonato foram quebrados pelos nadadores brasileiros nestas eliminatórias, garantindo vaga nas finais de suas modalidades na natação.

Na prova de 50 metros, além de Glauber, quem também competiu foi o medalhista César Cielo, que foi o segundo colocado, com o tempo de 24 segundos e um milésimo. “O resultado está dentro do que eu esperava. Mas vamos melhorar este desempenho, com a intenção de trazer o ouro para o Brasil e, claro, tendo em vista a preparação para as Olimpíadas de Londres”, disse Cielo, que já havia nadado em Belém, há mais de 10 anos, na categoria infantil.

Além de Glauber, quem também conseguiu bater recordes no campeonato, ainda pela manhã, foi a nadadora Ana Carla Carvalho, que superou a marca da chilena Javiera Salcedo (00’33”49) na prova de 50 metros peito, com 00’32”5. Este índice havia sido alcançado no Sul-Americano de 2006, em Medelin (Colômbia). Outra nadadora, Daynara Lopes, também se tornou recordista do Campeonato Sul-Americano, com o tempo de 00’59”3. Este recorde era de outra brasileira, a nadadora Gabriella Silva, que com o tempo de 01”2”16, ganhou o título em Medelin. Também foi destaque o nadador Eduardo Aquiles Fischer, nos 100 metros peito, com o recorde de 01’02” 43.
Além de César Cielo, outro medalhista brasileiro, o nadador Thiago Pereira também competiu nesta manhã nas eliminatórias de natação. Com o terceiro melhor tempo na prova de 200 metros costas, ele disse que está buscando aprimorar o seu desempenho para conquistar o ouro para o Brasil, além de se preparar para a última competição antes das Olimpíadas de Londres, onde já tem participação garantida.

“Quero aproveitar o máximo possível para melhorar o meu tempo. Hoje eu estava meio cansado ainda da viagem, mas tenho certeza que consigo melhorar o meu desempenho. O negócio agora é focar no objetivo do ouro aqui no campeonato, me preparar para o próxima competição antes das Olimpíadas, e claro, a preparação para Londres também”, disse Thiago. O campeão disse que foi em Belém que ele teve uma grande oportunidade na sua carreira, no outro campeonato Sul-Americano, em 2002, quando participou das provas de 200 metros e 400 medley.

Na mesma prova, também concorreu o brasileiro Leonardo de Deus. Ele alcançou o primeiro lugar, com 02’00’’85, ficando na frente de Thiago Pereira e do colombiano Omar Andres (02’03’’50). “Eu espero representar o Brasil com o ouro e, claro, me preparar para Londres. Estou me preparando, aproximando o meu tempo ao do melhor do mundo no borboleta”, afirmou Leonardo, que no Sul-Americano nada os 200 metros costa e o borboleta.

A campeã Joana Maranhão também se destacou nas eliminatórias desta manhã. Ela alcançou o segundo lugar nos 400 metros livres, com o tempo de 04’20”56, ficando atrás apenas da venezuelana Adreina Pinto, que marcou 04’18’’97. Ela ressaltou que o seu objetivo é o medley, que também deverá nadar no campeonato. “A Adreina tem um ótimo desempenho na América do Sul. Mas a gente está trabalhando para conseguir alcançar este tempo, além de focar no medley, que é o meu objetivo”.

No total, dez provas eliminatórias ocorreram durante toda a manhã. No site da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (http://www.cbdaweb.org.br/cbda/natacao/calendario/10789/campeonato-sulamericano-de-natacao) estão disponibilizados todos os resultados, bem como os recordes e a colocação de cada nadador que participará da final.

Os oito melhores tempos de cada prova foram selecionados e participarão já na noite desta quarta, após a abertura oficial do evento, às 19h, da prova final, que poderá render ouro para o Brasil. O Sul-Americano vai até o dia 25 de março. A entrada para o público é franca, e o evento é transmitido, ao vivo, para diversos países do mundo pelo canal Sport TV.

Texto:
Thiago Melo-Secom

Brasil ganha três medalhas
de ouro nas provas de
Saltos Ornamentais








Após a prova eliminatória de natação, os atletas brasileiros brilharam mais uma vez no Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, realizado no Parque Aquático do Pará, em Belém, desde esta quarta-feira (14). Nas três provas de Saltos Ornamentais disputadas no início da tarde o Brasil conquistou as medalhas de ouro. A cada vitória da delegação brasileira, o público paraense vibrou nas arquibancadas do Parque Aquático.

Garantindo seu favoritismo, o brasileiro César Castro venceu a prova de Trampolim de 3 metros, masculino aberto, com a média final de 426,75 pontos. Esta é a segunda vez que César conquista medalha em Belém. A primeira foi em 2002. "Foi bacana porque ganhei exatos 10 anos depois. Hoje valeu a experiência de tantos anos competindo. Estou muito feliz", declarou o atleta.

Os venezuelanos Edickson Contreras e Roberto Paez ganharam a prata, com 350,22 pontos. Cesár também disputou a prova no Sincronismo de Trampolim de 3 metros, masculino aberto, em dupla com Luiz Felipe Outerelo. Os dois alcançaram a nota final de 360,93 pontos, conquistando o primeiro lugar.

No feminino, a atleta do Brasil Juliana Veloso atingiu a nota de 257,90 pontos na prova de Trampolim de 1 metro aberto, ficando em primeiro lugar. A prata ficou com a venezuelana Jocelyn Castillo (241,35 pontos) e o bronze foi para a colombiana Diana Pineda (240,75).

A cerimônia de abertura oficial do Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos acontecerá às 18h desta quarta-feira, e logo depois serão realizadas as provas finais de natação, com a presença dos medalhistas de ouro César Cielo e Thiago Pereira.

O Sul-Americano prossegue até o próximo dia 24. Todas as provas são transmitidas ao vivo, para diversos países, pelo canal Sport TV. Mais de 370 atletas de 12 países da América do Sul participam da competição, que tem entrada franca.

Texto:
Bruna Carvalho-Seel


Autoridades e atletas abrem
oficialmente o Sul-Americano
de Desportos Aquáticos


A solenidade de abertura oficial do Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, no início da noite desta quarta-feira (14), em Belém, teve o tradicional desfile das delegações dos 12 países participantes, acompanhados por crianças atendidas pelo programa de inclusão social e promoção da cidadania Pro Paz, desenvolvido pelo governo do Pará. O governador Simão Jatene, outras autoridades e representantes das federações desportivas participaram da cerimônia, no Parque Aquático do Pará.

O público, como já é tradição em eventos esportivos realizados em Belém, lotou as arquibancadas e incentivou os atletas brasileiros. O governador também descerrou a placa de inauguração do Parque Aquático, pertencente à Universidade do Estado do Pará (Uepa), que foi totalmente revitalizado para receber a competição internacional.

Obedecendo ao protocolo da Confederação Sul-Americana de Natação (Consanat), Jatene e demais autoridades assistiram no palanque de premiação ao desfile das delegações, iniciado pela delegação da Argentina, seguida pela da Bolívia, do Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela. Por último desfilou a delegação do Brasil, composta por três representantes da equipe de natação.

A execução do Hino Nacional ficou a cargo da banda de música da Marinha do Brasil, enquanto Simáo Jatene hasteou a Bandeira do Brasil, e o presidente da Federação Internacional de Natação, Julio Maglione, hasteou a Bandeira do Pará. As bandeiras da Confederação Sul-Americana de Natação e da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) foram hasteadas por seus respectivos dirigentes, Javier Lopez e Coaracy Nunes.
O atleta que ganhou a medalha de ouro nas provas de saltos ornamentais nesta quarta-feira, César Castro, entregou ao governador Simão Jatene a Medalha do Mérito Aquático, principal homenagem da CBDA.

Incentivo - Coaracy Nunes destacou a importância de o campeonato ser realizado na capital paraense. Segundo ele, Belém se tornou a capital dos desportos aquáticos após o incentivo do governo, que ofereceu uma estrutura que obedece a todos os rigores impostos pelas entidades internacionais dos esportes aquáticos, o que já garantiu para 2013 a realização de outro grande evento na capital paraense: os Jogos Olímpicos da Juventude, que devem reunir 6 mil atletas das 27 modalidades olímpicas.

Belém também é uma das capitais com grandes chances de abrigar os treinamentos para as Olimpíadas Rio 2016. “Nós estamos muito orgulhosos de ter um parque aquático como este, que com toda certeza irá receber inúmeros eventos internacionais”, afirmou o presidente da CBDA.

A Consanat também já anunciou a realização em Belém do 1°Mundial Júnior de Saltos Ornamentais. “O governo do Estado está de parabéns por oferecer todo esse incentivo aos esportes aquáticos. Tenho certeza que as condições do parque irão resultar em excelentes performances dos nossos atletas”, destacou o presidente da Consanat, Javier Lopez.
Simão Jatene agradeceu a todos que se empenharam para garantir a reforma do parque e a realização do Campeonato Sul-Americano em Belém.  “É um ganho para o esporte e, sobretudo, para a população, que vai poder torcer pelos nossos atletas. Esse evento só reafirma a capacidade do nosso Estado para receber eventos nacionais e internacionais”, enfatizou.

Nesse primeiro dia de competição cerca de mil pessoas lotaram as arquibancadas do Parque Aquático do Pará, acompanhando as provas de natação e de saltos ornamentais. Os portões foram abertos às 10h, e o público pode ver competições pela manhã, à tarde e à noite. O campeonato prossegue nesta quinta-feira (15), com provas de natação e saltos ornamentais.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom


Uepa divulga resultado da
primeira fase da
seleção para bolsista

O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), divulgou nesta quarta-feira (14) o resultado da primeira etapa do Processo Seletivo Simplificado para preenchimento de uma vaga para a Bolsa de Desenvolvimento Tecnológico Industrial (DTI).

A Bolsa é financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa), e vinculada ao projeto “Implantação e consolidação do Núcleo de Inovação Tecnológica da Amazônia Oriental – Namor”. O valor do financiamento é de R$ 1.100,00, até novembro de 2012.

O Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (NITT) é vinculado ao Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Uepa. A seleção é destinada a profissionais formados em Design, Tecnologia de Alimentos e Engenharia de Alimentos.

Caberá ao candidato selecionado orientar as atividades de pesquisa, com os objetivos de evitar gastos desnecessários e poupar tempo; identificar tendências tecnológicas; capacitar recursos humanos e promover a articulação institucional em inovação e gestão do conhecimento e da inovação.

Mais informações no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia - Campus V/ Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia, na Travessa Enéas Pinheiro, nº 2626, bairro do Marco (antiga central de TCC-Estágio). Fone: 3276-9517, ramal 217.

Texto:
Marcela Conde-Uepa


Susipe e Pro Paz discutem
novas ações do projeto
Conquistando a Liberdade


Oferecer aos internos do Centro de Recuperação de Abaetetuba atividades de reinserção, incluindo trabalho em pintura e limpeza e manutenção em escolas públicas, como parte da reformulação do projeto “Conquistando a Liberdade”, foi o objetivo da reunião entre representantes da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e do Programa Pro Paz, realizada na manhã de segunda-feira (12), no Centro Integrado do Governo (CIG).

Segundo o superintendente da Susipe, André Cunha, a proposta é elaborar estratégias para melhor articular parcerias, “e incluir outras unidades prisionais no projeto, beneficiando cerca de 180 presos”.

As unidades previstas para o projeto são os Centros de Recuperação de Capanema, Paragominas, Tomé-Açu, Marabá, Salinópolis e Mocajuba, e algumas do Polo Penitenciário de Santa Izabel do Pará e os três Presídios Estaduais Metropolitanos, localizados no município de Marituba.

A coordenadora do Pro Paz, Izabela Jatene, disse que “a união entre Susipe, Secretaria de Educação (Seduc) e Pro Paz é muito importante para romper com preconceitos e proporcionar qualidade de vida aos internos”.

Também participou da reunião o juiz da 3ª Vara Criminal de Abaetetuba, Deomar Barroso, que destacou a possibilidade de os presos ministrarem palestras para alunos de escolas públicas, como uma estratégia de prevenção à criminalidade.

Na próxima segunda-feira (19) será realizada outra reunião, para discutir a reformulação do projeto “Conquistando a Liberdade”, no CIG.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe


Governo define procedimentos
para identificação de
área quilombola

O cumprimento ao Termo de Cooperação Técnica que prevê a realização de estudo para identificação e titulação do território ocupado originalmente pela comunidade remanescente de quilombo Cachoeira Porteira, localizada no alto Rio Trombetas próximo à foz do Rio Mapuera, dentro da Floresta Estadual do Trombetas, no município de Oriximiná (oeste paraense), foi discutido por representantes de várias instituições e entidades, em reuniões realizadas na terça-feira (13) e na quarta (14), na sede do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp).

Participaram técnicos do Idesp, do Instituto de Terras do Pará (Iterpa), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e da Procuradoria Geral do Estado (PGE), e representantes da Coordenação das Associações das Comunidades Remanescentes de Quilombo do Pará (Malungu) e a Associação dos Moradores da Comunidade Remanescente de Quilombo de Cachoeira Porteira (Amocreq-CPT).

Durante o encontro foi decidido que, a partir de 20 de março, técnicos do Iterpa e do Idesp, com apoio do Núcleo de Cartografia do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental, começarão a definir os limites do território pretendido pela comunidade, a descrição da poligonal seguindo as orientações por acidentes geográficos e hidrologia (estabelecendo as respectivas coordenadas), e os trabalhos de vistoria e demarcação.

O presidente da Amocreq-CPT, Ivanildo de Souza, considerou a reunião positiva, “porque vimos o empenho dos órgãos para solucionar a questão”.

A iniciativa ratifica a política de apoio do governo do Estado às comunidades remanescentes de quilombos, instituída em decreto assinado em 19 de novembro de 2011 pelo governador Simão Jatene. Segundo o decreto, o Estado deve “reconhecer, promover e proteger os direitos dessas comunidades”, determinação reiterada pelo decreto de criação da Floresta Estadual do Trombetas (Flota), que prevê a regularização fundiária das terras e concede às comunidades o direito ao reconhecimento da propriedade definitiva do território ocupado.

Texto:
Fernanda Graim-Idesp


Documentos garantem
cidadania a moradores
de Oeiras do Pará



A tarde desta quarta-feira (14) foi especial para o ambulante Ronaldo Sanches de Lima. Com os serviços ofertados pela Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, no município de Oeiras do Pará (região do Tocantins), Ronaldo, que aos 39 não tinha nenhum documento de identificação, recebeu de uma só vez a certidão de nascimento, a carteira de identidade, o CPF e a carteira de trabalho. “Sinto que nasci hoje de novo”, declarou.

Nascido às margens do Rio Proaná, a cerca de 20 quilômetros do centro da cidade de Oeiras, Ronaldo sempre viveu andando de um local para outro, sem se preocupar com qualquer tipo de documentação. A vida dele começou a mudar quando descobriu ser portador de hanseníase, doença infecciosa que afeta os nervos e a pele.

Ele contou que, ao procurar tratamento, se deparou com a necessidade de ser reconhecido como cidadão, pois sem identificação não conseguiu acesso a serviços básicos, como os de saúde, e nem ao auxílio concedido a portadores da doença pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

 “Já faz algum tempo que eu lutava para conseguir, sem sucesso. Preciso dos meus documentos para poder iniciar meu tratamento. Tem muita gente que precisa, mas não tem condições de pagar ou não sabe como ter esses documentos, como era meu caso. Pra gente que tem essa oportunidade é uma alegria enorme. Hoje sou reconhecido como cidadão pelo Pará e por todo o mundo”, afirmou Ronaldo, que atualmente sustenta a mulher e 10 crianças trabalhando como ambulante.

A Defensoria Pública do Estado, que integra a Caravana Pro Paz pelo Arquipélago do Marajó e Oeiras do Pará com o Programa Balcão de Direitos, registrou mais de 30 casos extemporâneos nos últimos dois dias. De acordo com os defensores públicos responsáveis pela ação em Oeiras, Wady Charone e Lacy Simões, somente nesta quarta-feira 15 deles foram registrados.

Texto:
Amanda Engelke-Secom


Sejudh divulga diagnóstico
social sobre
travestis e transexuais

A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) divulgou na tarde desta quarta-feira (14), o diagnóstico social sobre travestis e transexuais profissionais do sexo que atuam em Belém. A pesquisa de campo foi realizada pelo Grupo de Resistência de Travestis e Transexuais da Amazônia (Gretta), com a Coordenadoria Estadual de Proteção à Livre Orientação Sexual (Clos/Sejudh), e revelou a vulnerabilidade social desse segmento.

Considerados os três grandes pontos de prostituição de travestis e transexuais da capital paraense, a Rodovia BR-316, a Avenida Almirante Barroso e ruas do bairro do Reduto foram visitadas pelos pesquisadores. Cerca de 90 pessoas foram entrevistadas individualmente. “Após uma série de entrevistas, conversas e visitas, realizamos um diagnóstico completo. A estrutura disponibilizada pela Sejudh contribuiu bastante para esta pesquisa, pois conseguimos alcançar um público maior”, explicou Bruna Lorrane, integrante do Gretta.

As condições socioeconômicas, o comportamento sexual e a acessibilidade a serviços de saúde e cidadania, como o registro civil, foram algumas das características avaliadas. Denúncias de violência e maus tratos também foram comunicadas durante a pesquisa.

Com receio de represálias, a maioria dos entrevistados informou que não procura serviços de saúde pública. A automedicação é adotada por 80% deles no tratamento de algumas doenças. O estudo também revelou que, por almejarem um corpo mais feminino, muitos usam hormônios comprados em farmácia e manipulados sem qualquer tipo de orientação médica.

Preconceito - Quanto ao grau de escolaridade, 15% completaram o ensino fundamental, e apenas 10% concluíram o ensino médio. Dentre as justificativas mais comuns está o preconceito nos ambientes escolares. “A fuga escolar e a falta de qualificação contribuem para que essas pessoas acreditem que só a prostituição é uma fonte de renda”, ressaltou Bruna.

Dos entrevistados, 72% têm como única fonte de renda a atuação como profissional do sexo, sendo que 52% destes conseguem de 1 a 3 salários mínimos mensais. Mas 77% afirmaram que, caso houvesse outra fonte de renda, abandonariam a prostituição. Dos entrevistados, 55% estão na faixa etária de 20 a 29 anos.

Com a pesquisa, a Sejudh e o Gretta pretendem que esse grupo seja priorizado nas políticas públicas voltadas ao segmento LGBT. Os organizadores do estudo também pedem a realização de rondas policiais para manter a ordem nos pontos de prostituição.

Outra medida prevista é o atendimento especializado para emissão de documentos básicos. A ação de cidadania proposta pela Sejudh visa beneficiar cerca de 70% dos entrevistados, que informaram não ter os documentos básicos.

Para os idealizadores do estudo, o enfrentamento à exclusão, à violência e ao preconceito também inclui a adequação de um hospital público para a realização da operação de transgenitalização (mudança de sexo) e de tratamentos hormonoterápicos para travestis e transexuais. “A partir da próxima segunda-feira (19), a Clos e o Gretta iniciarão os encaminhamentos para que o público trans seja atendido o mais rápido possível“, disse o coordenador Estadual de Proteção à Livre Orientação Sexual, Samuel Sardinha.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh


Seop define inauguração da
sede do Saci em Santarém

Até o fim de abril, o governo do Estado entregará à população de Santarém, no oeste do Pará, a sede do Serviço de Atendimento ao Cidadão (Saci), que abrigará a Casa do Trabalhador, posto do Departamento de Trânsito (Detran) e Banco do Cidadão. O prazo de entrega da obra foi anunciado nesta quarta-feira (14) pelo secretário de Estado de Obras Públicas, Joaquim Passarinho, que no último fim de semana fez uma visita técnica à obra.

A construção da sede do Saci em Santarém é uma das obras que estavam paralisadas, e foram retomadas pela Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop). A obra foi iniciada ainda no primeiro governo de Simão Jatene, em março de 2006.

Localizado na Avenida Rui Barbosa, próximo à Praça dos Três Patetas, o complexo tem cerca de 1.800 metros quadrados. “No espaço serão agregados serviços voltados ao atendimento à população de vários municípios do oeste do Pará”, ressaltou Passarinho.

O secretário também esteve nas Unidades Integradas de Polícia, uma em Mojuí dos Campos e outra em Alter do Chão, que a Seop está construindo, num investimento superior a R$ 1,6 milhão.

Segurança e saúde - O governo do Estado pretende, com a construção dessas unidades, integrar o trabalho das polícias e manter uma relação mais próxima com a comunidade, juntando esforços no combate à criminalidade. Segundo Joaquim Passarinho, esse tipo de construção já existe em outros Estados, e vem obtendo resultados significativos na redução da violência, “pois regionaliza o atendimento”.

Ainda em Alter do Chão, o secretário conheceu o terreno onde deverão ser construídos os barracões das duas agremiações folclóricas de Santarém, o Boto Cor de Rosa e o Boto Tucuxi, que protagonizam todos os anos um grande espetáculo cultural e turístico durante a Festa do Sairé. “Estamos ainda vendo o terreno, para depois discutirmos o projeto com o governador Simão Jatene, principal interessado na obra”, ressaltou Joaquim Passarinho.

De Santarém, o secretário viajou para Itaituba, também no oeste paraense, para conhecer o terreno, cedido pela Prefeitura local, onde será construído o Hospital Regional de Itaituba. “É compromisso do governador Simão Jatene a construção deste hospital regional, que está incluído na Agenda Mínima. Já temos o terreno, agora podemos discutir o projeto”, finalizou.

Texto:
Clara Costa-Seop


Conferência debate proposta
da Lei Estadual de
Assistência Técnica e
Extensão Rural

Governos e sociedade civil organizada aprovam nesta quinta-feira (15), a minuta do projeto de criação da lei de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Ater). A discussão acontece durante a I Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural, que teve início nesta quarta-feira, 14, no hotel Gold Mar, em Belém, e reúne 297 delegados, representantes  do governo e da sociedade civil de todos os municípios paraenses.

A minuta, construída pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), com a participação da sociedade, tomou como referência as leis de Ater dos estados do Acre e da Bahia, únicos no Brasil a disponibilizarem esse recurso, porém com a inclusão de alguns componentes, como a Política Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Peater), o Programa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Prograter) e a criação do Fundo de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Feater), que vai receber recursos governamentais que disponibilizariam os valores necessários para custear efetivamente as ações da política de assistência técnica. O documento ainda será encaminhado à apreciação da Assembléia Legislativa do Pará.

A conferência debate ainda os eixos temáticos: assistência técnica para a agricultura familiar e a reforma agrária e o desenvolvimento rural sustentável, o plano plurianual da política federal de Ater e a eleição dos 27 delegados, formados pelo governo e sociedade civil organizada que vão representar o Pará na conferência nacional, em Brasília, nos próximos dias 23 a 26 de abril.

Francisco Carvalho, representante da Federação dos Trabalhadores em Agricultura familiar do Pará  (Fetraf), disse que o momento é importante e oportuno para a discussão da agricultura familiar nesse Pará tão rico e diverso. “Precisamos ter consciência de que só iremos acabar com a fome e com a miséria nesse país se for com a produção de alimentos”, enfatizou. A presidente da Emater, Cleide Amorim, frisou o compromisso que a empresa tem de desenvolver um trabalho de excelência com uma política integradora para o Pará inteiro. “Nosso objetivo é promover todos os setores rurais, a fim de tornar o Pará um exemplo de desenvolvimento sustentável  na Amazônia’, disse.

A conferência, que acontece até esta quinta-feira (15), é presidida conjuntamente pelo delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Paulo Cunha, e pelo presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS) e Secretário de Agricultura do Estado, Hildegardo Nunes.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater


Igeprev disponibiliza novo
posto de atendimento
para Censo Previdenciário

O Instituto de Gestão Previdenciária do Estado do Pará (Igeprev), realiza desde 13 de fevereirodeste ano, o primeiro Censo Previdenciário de servidores inativos e pensionistas do Poder Executivo. A novidade é que mais um posto de atendimento está aberto na capital. Desde o dia 12 de março os beneficiários podem procurar o Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, com os documentos obrigatórios em mãos e fazer o recadastramento.

José Frederico Vasconcelos, 53 anos, bombeiro aposentado, trabalhou na corporação durante 32 anos e esteve no Hangar regularizando sua situação cadastral. Ele ficou contente com o atendimento. “Vi na televisão que estavam atendendo aqui no Hangar. Cheguei às 11h25 da manhã, agora é meio dia e falta pouco para eu ser atendido. Passei pela triagem, recebi a senha e estou achando o processo bem organizado”. Ele conta que soube do recadastramento por meio de seu contracheque e viu na televisão quais os documentos que deveria trazer.

Informar corretamente aos beneficiários quais os documentos necessários e os postos de atendimento foi uma das prioridades do planejamento para este Censo. Cláudio Salgado, presidente do Igeprev explica que a mídia televisiva e de rádio tem sido fundamental para o bom andamento do Censo: “objetivo do Instituto é organizar seu banco de dados e adequá-lo aos moldes exigidos pelo Ministério da Previdência Social. Para isso precisamos que todos os beneficiários atendam ao chamado do Igeprev e regularizem seus cadastros. Nós temos vários parceiros, como a Seduc, Banpará, Polícia Militar e Secom, que nos ajudaram muito neste processo”.

O recenseamento está sendo feito em 16 postos espalhados por todo o Estado e a meta é atender os 41 mil aposentados e pensionistas do Igeprev. Segundo Cláudio Salgado, 18 mil pessoas já foram atendidas, 11 mil na capital. “São cerca de 600 atendimentos por dia em Belém, mas desde que começamos a trabalhar no Hangar este número pulou para mil beneficiados atendidos diariamente. Com a inclusão de um novo centro de atendimento no Hangar temos mais 29 profissionais recebendo nosso público alvo, garantindo mais conforto e rapidez”.

A pensionista Maria Pantoja de 60 anos estava feliz ao final de seu recadastramento. “Fiquei surpresa com o bom atendimento, não demorou muito, os funcionários explicam tudo direitinho, não teve confusão, eu vou pra casa contente”. Dona Maria é viúva, seu marido José Sebastião Pantoja foi professor do Estado durante 35 anos, ela acredita que é importante renovar seus dados. “Esse processo é bom pra evitar fraudes, garantir nosso direito é muito importante”.

O recadastramento vaí até o dia 30 de março em todo o Estado. Os beneficiários devem ficar atentos para não perderem o prazo, para evitar o bloqueio do pagamento. Informações no telefone (91) 3198-1700 e email:faleconosco@igeprev.pa.gov.br

SERVIÇO:

Locais de recadastramento

Região 01
Belém: EEEFM Dodoro de Mendonça – Av. Gov. José Malcher, nº 1600 – Nazaré
Belém: Hangar Centro de Convenções – Av. Dr. Freitas, s/n – Marco
Belém: Almirante Barroso, nº 2513, entre Dr. Freitas e Julio Cesar – Marco (exclusivo para militares)
Abaetetuba: EEEFM Prof. Basílio de Carvalho – Av. Pedro Rodrigues, s/n.
Ananindeua: Instituto Bom Pastor – Rodovia BR-316, Km 3, nº 3530.
Capanema: EEEFM Dom João VI – Rua Duque de Caxias, s/n.
Castanhal: Central de Serviços Igeprev – Rua Senador Lemos, nº 186, Centro.
Região 02
Altamira: Escola Polivalente – Av. Tancredo Neves, s/n – Centro.
Breves: 13ª URE – Trav. Justo Chermont, nº 49 – Centro.
Itaituba: 12ª URE – Av. Haroldo Veloso, nº 60 – Boa Esperança
Marabá: EEEM Plínio Pinheiro – Trav. Santa Teresinha, nº 270
Monte Alegre: EMEF Prefeito Carin Melém – Trav. Major Francisco Mariano, s/n – Cidade Alta
Óbidos: EEEM São José – Rua Dep. Raymundo Chaves, s/n
Paragominas: EEEM Pres. Castelo Branco (sede) – Rua Estado do Piauí, s/n
Redenção: EEEM Eng. Palma Muniz (sede) – Av. Mar. Rondon, nº 1100
Santarém: 5ª URE – Av. Curuá-Uma, s/n – Livramento
Terra Santa: Secretaria Municipal de Educação – Rua Prudente de Morais, s/n – Centro
Tucuruí: 16ª URE – Rua “A”, s/n – Vila Pioneira
Documentos necessários:
Inativos:
RG; CPF; Contracheque; PIS/PASEP; Comprovante de residência.
Pensionistas:
RG; CPF; Contracheque; Certidão de óbito do instituidor da pensão; CPF do instituidor da pensão, se houver; Comprovante de residência.
Dependentes:
Documento de identificação do dependente; CPF; Certidão de casamento ou nascimento, conforme o caso; Comprovante de residência.
Outras situações
Doc. judicial quando se tratar de equiparado a filho;
Doc. judicial de pensão alimentícia;
Doc. oficial de comprovação de invalidez ou incapacidade.

Texto:
Julia Garcia-Secom


Estudantes da escola Barão
do Rio Branco
assistem a concerto

“É a primeira vez que venho aqui e gostei muito de tudo. Gostei dos músicos, dos instrumentos e achei o teatro enorme e lindão. Só passava aqui pela frente e não imaginava que era tão legal!”. A frase de admiração é do aluno Leandro Henrique, 12 anos. Estudante da 4ª série do ensino fundamental da escola estadual Barão do Rio Branco, o menino conta que esta é a primeira vez que adentra em um teatro e que assiste a um concerto. E seu olhar era de fascínio. Enquanto dava a entrevista, ele não parava de olhar para todos os cantos como se estivesse à procura de qualquer detalhe que pudesse ser mais bonito do que os já vistos anteriormente.

Na verdade, fascinação foi a palavra que tomou conta do Theatro da Paz, na manhã desta quarta-feira, 14, durante o “Concerto Didático”, programação que marca a continuidade das comemorações pelo centenário da escola, comemorado no último dia 10. Em cada aluno que assistia ao concerto da Orquestra Sinfônica do Conservatório Carlos Gomes, como convidados mais do que especiais, a emoção era evidente.

Regida pelo maestro e professor Rodrigo Santana, a orquestra tocou vários clássicos da música erudita, agradando até mesmo aos ouvidos não muito acostumados com este tipo de melodia.

Através de violinos, violoncelos, flautas, oboés, clarinetes e outros instrumentos, a plateia “viajou” e pode conhecer um pouco das obras de Beethoven, Mozart e Handel, e se maravilhar com suas composições. A que mais chamou a atenção dos pequenos foi a primeira composição a ser executada pela orquestra, intitulada “Sinfonia dos Brinquedos”, de Leopold Mozart.

Nos intervalos entre as apresentações, os musicistas falaram um pouco de cada instrumento que compõe a orquestra e tocaram cada um, separadamente, para que o público conhecesse um pouco de seu som. Mesmo declarando já ter assistido a concertos no Theatro da Paz, a professora de educação especial Maria de Jesus Cardoso contou estar encantada com a programação e comemorou a iniciativa do Conservatório em fazer o convite. “A maioria destas crianças nunca assistiram a concertos e sequer entraram no Theatro ou tiveram contato com este tipo de música. Então, esta é uma oportunidade única e fascinante que deveria se repetir sempre. Estamos muito felizes. A escola faz aniversário, mas todos nós ganhamos presente”.

Além de proporcionar momentos de aproximação com a boa música, a programação despertou a vontade de aprender a tocar um instrumento como foi o caso da estudante Valdeísa Chagas, 15 anos, que disse ter se apaixonado pelo som do violino. “Achei este instrumento emocionante. Ele tem um som lindo e fiquei com vontade de aprender a tocar. Me apaixonei por ele”, declarou.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc


Pará organiza "I Semana
Estadual do Bebê"

O Governo do Estado do Pará e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) estão realizando, até o dia 18 de maio, a I Semana Estadual do Bebê. O evento, que ocorre simultaneamente nos municípios de Altamira, Belém, Marabá, Santarém e Soure, é o primeiro do país e realiza atividades voltadas, principalmente, para a saúde física e mental das crianças.

Com o objetivo de destacar a importância da primeira infância (de zero a seis anos), oficinas pretendem promover debates acerca de diversas temáticas, tais como: os direitos de mulheres trabalhadoras a amamentarem; os direitos da gestante e do bebê; e infância sem racismo. A extensa programação atenderá o público em dois turnos e também atentará para gravidez na adolescência e para disseminação da cultura de paz nas escolas.

Em 2011, as cidades de Abaetetuba, Castanhal, Oriximiná, Santa Bárbara e Moju, sediaram o evento que, até então, se restringia a dimensões municipais. Já em 2012, o Estado e a Unicef uniram forças para a realização de grande mobilização em prol da primeira infância. “O evento tem uma grande importância para as crianças do nosso estado, pois contribuirá para a sensibilização dos gestores quanto à garantia dos direitos de crianças na primeira infância”, explica a Assessora de Políticas Temáticas dos Direitos da Criança e do Adolescente (APDCA), Leila Silva.

A iniciativa direciona a atenção para a importância da ligação maternal segura para o pleno desenvolvimento motor, intelectual, social e afetivo da criança. A titular da APDCA afirma que, com o evento, o Pará pode se tornar referência para outras unidades federativas. “O estado é pioneiro na proposta, e com a execução deste evento gigantesco, poderá se tornar uma referência, um exemplo a ser seguido por outros estados brasileiros”, conclui.

A Semana do Bebê iniciou no ano 2000, no município de Canela, Rio Grande do Sul. Durante o evento, a organização presta orientações e sensibiliza a população sobre cuidados essenciais com os bebês, destacando o respeito para com a infância. O sucesso na mobilização da comunidade local propagou o evento para outros municípios brasileiros, como Acará, no nordeste paraense, e também em cidades da Argentina, Portugal e Uruguai.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh


Eleições definirão composição
para o Conselho de
Recursos Hídricos

O Conselho Estadual de Recursos Hídricos (CERH-PA) publicou nesta quarta-feira, 14, no Diário Oficial do Estado (Ioepa), o Edital de Convocação das instituições da sociedade civil e usuários de recursos hídricos que efetuaram cadastro no CERH até o dia 5 de março, para participarem do processo eleitoral que será realizado por meio das Assembleias Deliberativas, nos próximos dias 28 (sociedade civil) e 30 (usuários de recursos hídricos), no auditório da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), às 9h. O documento de convocação encontra-se disponível na página da Sema na internet, com a relação de habilitados no Conselho.

Com base nos resultados da referida publicação, as instituições que efetuaram inscrição e não estão na lista poderão protocolar recurso na Secretaria Executiva do CERH (Sema) até o dia 16 de março. Em fase preliminar, o recurso será analisado pela Secretaria e em fase definitiva pelo plenário da Assembléia Deliberativa da categoria em questão, na presença do solicitante.

Conforme o calendário de ações do CERH, dia 21 de março será divulgado no site da Sema a relação final de instituições que irão participar das Assembleias Deliberativas, para a eleição dos futuros conselheiros, que irão deliberar para gestão dos recursos hídricos no Estado do Pará.

Na qualidade de órgão consultivo e deliberativo, o CERH age sobre os critérios e normas referentes às diretrizes da Política Estadual de Recursos Hídricos, a serem observadas pelos Planos Estaduais correspondentes e pelos planos de bacias hidrográficas, bem como sobre os critérios e as normas relativos à outorga e à cobrança pelo uso dos recursos hídricos e demais instrumentos de gestão.

Mais informações estão disponíveis no www.sema.pa.gov.br, no telefone: (91) 3184-3374 (Diretoria de Recursos Hídricos) ou na sede da Sema localizada na Travessa Lomas Valentinas, 2717, Marco. CEP: 66095-770. Belém/PA).

Texto:
Káthia Oliveira-Sema


Sema devolve mais de 10 mil
caranguejos aos
manguezais de Primavera

Mais de 10 mil caranguejos foram apreendidos e soltos nos manguezais do município de Primavera, nordeste paraense, neste final de semana - dentro do período de defeso do caranguejo, de 9 a 14 de março - durante fiscalização ambiental intensiva da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). Em 2012, desde janeiro estão acontecendo ações de defesa do acasalamento e reprodução do crustáceo. O último período de proteção ao animal este ano ocorrerá entre os dias 23 e 28 deste mês.

A bióloga da Sema, Solange Luz, informa que o grande número de apreensões deve-se à vulnerabilidade decorrente da “andada” (período em que a espécie 'passeia' no manguezal para copular), o que os torna muito vulneráveis. “Muitos dos que encontramos com a posse dos caranguejos não eram vendedores, são capturas de oportunidade realizadas por pessoas que moram na zona urbana e não têm necessidade do animal para subsistência. Eles veem o caranguejo se locomovendo desprotegidos e aproveitam a ocasião. Encontramos caranguejos em carros particulares, motos e até bicicletas carregadas com o crustáceo”, disse.

Segundo Solange, muitos dos caranguejos estavam abaixo do tamanho permitido. “Tinha muito filhote, medindo cerca de 2 cm de carapaça, quando a legislação estabelece o tamanho mínimo de 7 cm para captura”, explicou. É agravante na pesca do caranguejo a captura da condessa, a fêmea da espécie, que é protegida por lei permanentemente.

Defeso é o período estabelecido pelas fases da lua (nova e cheia), maré e precipitação de chuvas. A proibição da captura e consumo se estende do pescador ao vendedor, transporte e industrialização do caranguejo e até o próprio consumidor pode ser autuado durante os períodos estabelecidos legalmente para o defeso. No entanto, comerciantes que declararam o estoque antes dos períodos determinados para a proteção da reprodução dos crustáceos não incorrem em crime ambiental.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema


Caminhada ecológica
encerra atividades da
caravana em Oeiras









A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) realizou na manhã desta quarta-feira (14) um passeio ecológico, reunindo cerca de 300 alunos de escolas de Oeiras do Pará, município da região do Tocantins. A ação foi resultado da oficina “Consumo sustentável, geração de emprego e renda”, que ensina aos alunos das escolas dos municípios visitados pela Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva a reciclar caixas de leite cartonadas, garrafas PET, vidros, latas de alumínio e copos descartáveis.  Todo esse material é transformado em objetos utilitários e de decoração, reduzindo o lixo jogado no meio ambiente e colaborando com o equilíbrio ecológico.

A caminhada fechou um ciclo de oficinas iniciado no município de Ponta de Pedras, no Arquipélago do Marajó, e que passou por Muaná, São Sebastião da Boa Vista, Curralinho e Oeiras do Pará. Crianças e adolescentes que participaram da oficina caminharam levando faixas com frases alusivas à preservação do meio ambiente. Os objetos confeccionados durante os três dias de oficina foram expostos.

Caixas de leite e pedaços de tecido foram transformados em bolsas; garrafas PET viraram bolsas, carros de brinquedos e pufs decorativos; latas de alumínio deram forma a cofres e porta trecos; garrafas de vidro foram usadas na confecção de depósitos de alimentos, e copos descartáveis se juntaram a recortes de revistas para virar bijuterias ou porta canetas.

Utilidade - A arte educadora da Sema, Eliana Ferreira, explicou que o trabalho realizado nos municípios visitados pela caravana visa dar outra utilidade a objetos que iriam para o lixo. “Transformando o lixo, essas pessoas podem conseguir uma opção de renda e criar uma consciência ecológica, para que no futuro tenhamos um meio ambiente preservado e com maior qualidade de vida”, disse ela.

Eliana Ferreira informou que tem observado durante a caravana uma grande quantidade de lixo, principalmente garrafas PET, jogada nos rios que circundam os municípios. “Esse é um dos grandes problemas dos ecossistemas nas cidades marajoaras”, afirmou.

Graciete Nogueira, técnica em meio ambiente da Sema, ressaltou que a sensibilização de educadores, alunos e demais integrantes da comunidade é a grande mensagem que a caminhada deixou para a cidade. Graciete, que é natural do município de Oeiras do Pará, retornou à cidade com a caravana. “É uma honra trazer esta mensagem ecológica para a minha cidade. Oeiras do Pará tem um ecossistema rico e belíssimo, e temos que preservá-lo”, acrescentou.

O aluno do ensino fundamental Josué Monteiro, 13 anos, disse que nunca havia imaginado que os objetos jogados no lixo todos os dias poderiam se transformar em peças tão bonitas. Ele declarou que mudou seu modo de ver os resíduos após a oficina, e disse que agora está juntando todo o lixo para começar a produzir objetos. “Quero também ensinar meus colegas, que não tiveram a oportunidade de participar da oficina, que o lixo pode virar enfeites para a casa deles”, adiantou.

Também aluna do ensino fundamental, Francirce Andrade Ramos, 13 anos, era uma das mais alegres durante a caminhada. Ela disse que gostou muito de aprender a fazer objetos a partir do lixo, e que conseguiu confeccionar uma bolsa para dar de presente a uma amiga.

A Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva estará no município de Bagre, no Arquipélago do Marájó. a partir desta sexta-feira (16).

Texto:
Marcio Flexa-Secom


Consep completa 16 anos
e discute políticas públicas
de prevenção ao crime...

Uma sessão especial realizada nesta quarta-feira, 14, no auditório da Delegacia Geral de Polícia Civil, em Belém, marcou os 16 anos de criação do Conselho Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Consep), principal órgão de deliberação do Sistema Estadual de Segurança Pública e entidade pioneira no Brasil, na sua constituição.

A cerimônia reuniu autoridades da área de Segurança Pública e Defesa Social, representantes do Poder Judiciário, Ministério Público, Polícia Federal, Programa Pro Paz e entidades da sociedade civil (Centro de Defesa da Criança e do Adolescente - Cedeca/Emaús, Ouvidoria do Sistema de Segurança Pública e Ordem dos Advogados do Brasil/Seção Pará, entre outras). O secretário de Segurança Pública e Defesa Social e presidente do Consep, Luiz Fernandes Rocha, representou o governador Simão Jatene na cerimônia comemorativa.

A coordenadora do Cedeca Emaús e conselheira da entidade, Ana Celina Hamoy, abriu o evento falando sobre o tema “Consep – órgão deliberador e controlador de políticas de Segurança Pública”.  “O verdadeiro conselho é aquele que tem uma gestão democrática. Não há êxito sem a participação social, sem a representatividade da sociedade organizada. O poder público deve compreender que este é um espaço democrático e o gestor contemporâneo é aquele que sabe que a construção de políticas públicas e o ideal de uma sociedade livre exigem uma sociedade muito mais vigilante, a fim de que a representatividade popular não se limite ao mero papel de instrutora e observadora e, sim, de crítica e construtora em todas as fases da elaboração das políticas publicas. E, neste sentido, é importante que este conselho consiga impulsionar o debate entre os poderes públicos constituídos e a sociedade”, frisou.

A coordenadora do Programa Pro Paz, Izabela Jatene, palestrou sobre o conjunto de políticas que ajudam a proteger as pessoas em situação de vulnerabilidade social e de defesa dos direitos humanos. O programa do Governo do Estado, criado em 2004, no primeiro mandato do governador Simão Jatene, tem o objetivo de articular, fomentar e alinhar políticas públicas voltadas para a infância, adolescência, juventude e para a mulher vitimizada, visando a garantia dos direitos, o combate e a prevenção da violência e a disseminação da cultura de paz. As ações são transversais e promovidas em permanente parceria com diversos segmentos da sociedade.

A sessão especial foi encerrada com a palestra do jurista, criminalista e professor da Organização das Nações Unidas (ONU), Edmundo Oliveira, sobre “A estrutura global da ONU para a prevenção do crime e o sistema de Justiça criminal”. Ele comentou uma série de questões ligadas à crise econômica mundial e ao aumento da criminalidade. “O tráfico de seres humanos vem superando o tráfico de armas em termos de lucratividade porque pessoas podem ser vendidas e revendidas. Outros crimes da mesma relevância como o trabalho escravo, a exploração sexual, a corrupção, a violência contra as mulheres, a pornografia infantil, a lavagem de dinheiro, o contrabando de migrantes, a pirataria, os crimes via internet e o terrorismo são consequências dos impactos da globalização”, disse.

“É preciso destacar iniciativas, como as desenvolvidas pela Organização das Nações Unidas, que perseguem um novo perfil de monitoramente do crime e de funcionamento dos sistemas de Justiça criminal, em condições de corresponder aos anseios da dignidade humana e da cidadania entre os povos em harmonia com a dimensão dos direitos humanos”, acrescentou.

Ele também falou de que forma a ONU está estruturada para lidar com as questões relacionadas à violência e à criminalidade e informou que a ONU pretende criar um Instituto das Nações Unidas, na Amazônia, com sede em Belém. “Estive observando o trabalho brilhante do Pro Paz e conclui que este vai ser o grande elemento justificador para que Belém seja a sede da representatividade da ONU na Amazônia brasileira”, afirmou o jurista.

Segundo Edmundo Oliveira, “este instituto trará muitos benefícios à comunidade e será fundamental para o aprimoramento técnico-científico das polícias e para dinamizar o combate e a prevenção ao crime nesta região do Brasil. O governo do Estado já tem conhecimento desta proposta e acredito que o próximo passo será uma reunião com representantes das Nações Unidades e o governo do Pará. Além disso, ao que tudo indica, o próximo secretário geral da ONU será um técnico da América Latina, o que vai favorecer ainda mais as melhores práticas em favor do bem estar e da segurança da população”, concluiu.

Texto:
Lene Alves-SEGUP


Estação recebe a magia do
circo com o espetáculo “Reprises”

A arte circense será homenageada pelos Palhaços Trovadores na apresentação deste domingo, 18, no Projeto Por-do-Sol na Estação das Docas, com o espetáculo “Reprises” que acontecerá no Terminal Fluvial, a partir das 17h30.

O espetáculo “Reprises” é uma colagem de cenas clássicas de palhaços de circo. “Passamos a experimentar diversas cenas em nossos treinamentos, como um exercício de palhaço. Preparamos então, um roteiro com essas cenas e ainda cenas improvisadas pelo nosso grupo durante os ensaios e apresentações”, ressaltou o diretor Marton Maués.

Marton Maués garante muita gargalhada para a tarde deste domingo, 18 “O público, que já é cativo tanto do Projeto Por-do-Sol quanto do nosso grupo pode esperar de “Reprises” esquetes tradicionais do universo circense brasileiro que provocam muitos risos, muita interação entre o palhaço e o público, sempre aliado ao modo de fazer teatro com palhaços característico dos Trovadores”, ressaltou.

Serviço:
Grupo Palhaços Trovadores – “Reprises”
Data: 18/03/2012 (Domingo)
Horário: a partir das 17h30
Local: Terminal Fluvial da Estação das Docas
Entrada Franca

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000


Fundação Curro Velho
inicia oficinas regulares

A Fundação Curro Velho abriu as portas para os alunos do primeiro módulo de oficinas de 2012. As atividades, que contemplam  diversas linguagens artísticas, tiveram inicio nesta quarta-feira, 14, e prosseguem até o dia 13 de abril. Mais de mil vagas foram disponibilizadas em quase 50 oficinas abertas ao público. Todas essas vagas foram preenchidas.
A oficina de desenho, pintura e colagem é específica para crianças a partir de sete anos, assim como a de ballet infantil. As demais oficinas, como teatro, violão e fotografia, são voltadas para as mais diversas faixas etárias.

Uma das oficinas que está acontecendo na Fundação Curro Velho é a de Desenho em Quadrinhos, ministrada pelo designer gráfico e quadrinista Elton Galdino. De acordo com o instrutor, a oficina pretende mostrar o processo de formação e significado nas histórias em quadrinhos e expor a relação dessa linguagem com a literatura, o desenho e a fotografia. No conteúdo programático, Elton Galdino ensinará os procedimentos técnicos, interações entre texto e imagem, narrativas e os processos de produção de HQ’s. “Vou procurar chamar a atenção para a arte dos quadrinhos”, salienta o artista.

Já na oficina de Fotografia em Preto e Branco o instrutor Wagner Santana vai ensinar o processo de captura de uma imagem em filme PxB, a revelação e as ampliações de cópias em laboratório. Na área de música, as oficinas ofertadas são de violão, percussão e bateria, entre outros. Já nas artes cênicas, o teatro e a dança integram o quadro de atividades.

Serviço: As inscrições para o próximo módulo de oficinas começam no dia 27 de março seguindo até o dia 13 de abril. Informações na sede da Fundação Curro Velho, Rua Professor Nelson Ribeiro, 287, ou pelo telefone, 3184-9100.

Texto:
Andreza Gomes-FCV


Começa a I Conferência
Estadual de Assistência
Técnica e Extensão Rural

Foi aberta nesta quarta-feira, 14, a I Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (I Ceater), organizada pelo Governo do Estado, por meio de diversos órgãos, coordenados pela Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário(MDA). Realizada no Gold Mar Hotel, a conferência reúne 333 delegados, com o objetivo de construir uma política de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) para o Estado.

O secretário de Estado de Agricultura, Hildegardo Nunes, que coordena o evento junto com o delegado federal do MDA, Paulo Cunha, destacou o papel da Ater. “Sem educação, sem conhecimento, sem tecnologia nós não conseguiremos dar um passo no fortalecimento da produção. Nós temos um custo diferenciado para prestar assistência técnica na Amazônia e isso tem que ser levado para Brasília”, afirmou o secretário, acrescentando que “Não adianta crédito se a assistência técnica não estiver estruturada”.

O diretor do departamento de Ater da Secretaria de Agricultura Familiar do MDA, Reginaldo Lima,  disse que o governo teve que “recriar todo o sistema de Assistência Técnica e Extensão Rural desmontado na década de 90, culminando com a lei que estabelece finalmente a política e começar a trabalhar para a realização dessa conferência, que é um grande marco”.

O delegado federal do MDA no Pará, Paulo Cunha, destacou a representatividade da conferência e a participação de órgãos como a Sagri, Emater e o Conselho de Desenvolvimento Rural sustentável (CDRS) do Pará, no “esforço pela definição de uma política de ATER para o país com a participação das organizações dos trabalhadores”.

Participaram ainda da abertura do evento o superintendente regional do Incra em Belém, Elielson Silva, a presidente da Emater, Cleide Maria Amorim de Oliverira, o representante do Basa, Francivaldo Maciel dos Santos Silva, e do Conselho Nacional dos Seringueiros, Atanagildo de Deus.

A I Conferência Estadual de ATER prossegue, no Gold Mar Hotel, até amanhã. O tema principal é o projeto de Lei de Assistência Técnica e Extensão Rural que será aprovado pela conferência e encaminhado ao governador Simão Jatene para sua apreciação e posterior envio à Assembléia Legislativa do Estado. Os delegados também se preparam para a conferência nacional que será realizada em Brasília, no próximo mês.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri

Ophir Loyola inscreve para
o Programa de Treinamento
em Prática Hospitalar

 
O Hospital Ophir Loyola inscreve para o Programa de Treinamento em Prática Hospitalar destinado aos técnicos de enfermagem. A seleção dos candidatos acontece no dia 30 de março, quando serão realizadas as provas objetiva e de redação. O curso oferece estágio e aperfeiçoamento profissional no HOL durante três meses. Ao final, os técnicos recebem certificado.

Os interessados devem comparecer no dia 16 de março, às 08 horas, no Auditório Luiz Geolás, para efetuar a inscrição. Os documentos exigidos são a carteira ou comprovante de inscrição no Conselho Regional de Enfermagem (COREN) e carteira de identidade. A taxa de inscrição é de R$ 15,00. Mais informações na Divisão de Educação Continuada do hospital pelo (91) 3342-1322 ou pelo site http://www.ophirloyola.pa.gov.br

Casa de Apoio do Ophir Loyola
comemora oitavo aniversário

Na próxima sexta-feira, 16, o Núcleo de Acolhimento ao Enfermo Egresso (NAEE), mais conhecido como casa de Apoio do Hospital Ophir Loyola, completará oitos anos de assistência aos pacientes oncológicos. Durante a programação, haverá a apresentação do Coral “Voz & Vida” do  HOL,  ação de beleza para elevar a autoestima, palestras educativas como “ Os direitos do paciente oncológico”, “Orientação nutricional na prevenção do tratamento oncológico” e “ O planejamento do cuidar da enfermagem oncológica  e possíveis reações da radioterapia e quimioterapia”, entre outras.

O NAEE atua com o acolhimento humanizado aos pacientes oriundos do interior do Estado que não possuem residência em Belém. O núcleo, mantido com recursos do HOL, tem capacidade para acolher 49 pacientes e 49 acompanhantes, o equivalente a 98 leitos no total. A casa  foi criada no dia 16 de março de 2004, por meio da parceria dos diretores com o governo da época, com a finalidade de garantir o direito dos enfermos enquanto cidadãos e  incentivá-los a dar sequência e assim  concluir o tratamento.

A demanda corresponde a pessoas que realizam tratamento de médio a longo prazo, assim como pacientes que estão fora das possibilidades terapêuticas curativas. Os enfermos contam com um trabalho biopsicossocial promovido por conta dos efeitos das condições de saúde comprometidas, comprometimento da autoestima, afastamento do convívio familiar, impacto frente à nova realidade vivenciada, diferenças culturais, dificuldades junto à rede de saúde pública, baixa escolaridade e o baixo poder aquisitivo.

Programação
QUINTA-FEIRA (15/2/12)
8h – Apresentação do Coral “Voz & Vida”
8h30 - Ação Educativa
Tema: O Cuidado com a autoestima do paciente oncológico
Corte de cabelo, pintura, hidratação e escova
Promovido pelo Salão Shekinah
Local: Salão de Beleza do Naee

15h - A importância da Higiene Bucal
Palestrante: Odontóloga Dr. Socorro Barbosa
Local: Sala de Multiuso do NAEE
SEXTA-FEIRA (16/2/12)
9 h - Acolhimento humanizado, Fluxo do Atendimento no HOL/NAEE e Direito do Paciente Oncológico
Palestrante: Assistente Sociais: Jalva Braga, Karla Abadessa e Socorro Moraes
Local: Sala de Multiuso do NAEE
10h30 - O Planejamento do cuidar de enfermagem oncológica do Naee e possíveis reações da radioterapia e quimioterapia
Palestrante: Enfermeiras: Maria de Lourdes Silva e Maria José Teixeira
11h30 - Orientação Nutricional na Prevenção do Tratamento do Câncer
Palestrante: Nutricionistas: Misael Gonçalves e Waldmarina França
Local: Sala de multiuso do NAEE
15h - Atuação do Psicólogo no Naee
Palestrante: Psicólogas: Adriana Garayeb e Rivonilda Graim
16h - Tarde recreativa
Pedagogas: Alessandra Medeiros e Eliene Tavernard
Local: Sala de Multiuso do NAEE

Data da pauta: 15/03/2012 08:00:00
Data de expiração: 16/03/2012 11:30:00
Local: Núcleo de Apoio ao Enfermo Egresso
Endereço: Endereço: Travessa Primeiro de Março, 454 esquina com Aristides Lobo.
Contatos: Ascom HOL- 3342-1325/1373


Ciclo Beethoven abre
temporada 2012 da
OSTP no Theatro da Paz

A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) faz nesta quinta-feira, às 20h, a sua primeira apresentação do ano no Theatro da Paz, abrindo o ciclo dedicado a execução integral dos concertos e aberturas do compositor alemão Ludwig van Beethoven, repertório que dominará os programas da orquestra ao longo de todo esse semestre, de março a junho. Todas as apresentações têm entrada gratuita.

A temporada começa e terá a participação especial do violinista Emmanuele Baldini, que é o spalla (primeiro violinista) da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp). O segundo concerto, sob a mesma temática, será no dia 29 deste mês, no mesmo teatro. O “Ciclo Beethoven” será dedicado aos concertos criados pelo compositor alemão que são, ao todo, sete, sendo um para violino, cinco para piano, e um terceiro, assim chamado tríplice, que contempla piano, violino e violoncelo.

A OSTP retoma, assim, os ciclos musicais dedicados ao compositor alemão, que tiveram ponto alto em 2006, quando todas as sinfonias de Beethoven foram apresentadas pelos integrantes da orquestra no palco do Theatro da Paz.

Benedito

Esta série atual de concertos dedicada a Beethoven foi concebida pelo diretor do Theatro da Paz, Gilberto Chaves, como uma homenagem ao filósofo paraense Benedito Nunes, falecido no ano passado. Grande apreciador de música clássica, Nunes tinha Beethoven como compositor de sua predileção. “O Bené (Benedito Nunes) não acreditava que em arte havia o maior, o melhor, o pior. Mas na música, ele abria uma exceção: havia Beethoven, que ele considerava único”, contou Gilberto Chaves, que era amigo e vizinho do filósofo.

Chaves explica que os sete concertos serão sempre acompanhados de uma abertura também composta por Beethoven. Por exemplo, o desta quinta-feira será “As ruínas de Atenas”. O concerto faz parte do que se convencionou chamar “Período Médio” de Beethoven. A cada concerto, o público poderá acompanhar o que, nessa música, capturou a sensibilidade do filósofo Benedito Nunes.

Nos concertos seguintes, que são cinco e escritos para piano e orquestra, a OSTP terá sempre como convidados pianistas paraenses. No concerto do dia 29, a convidada será Maria Helena Elias. Os próximos convidados serão Maria Helena Andrade, Marília Caputo, Gabriella Affonso e Paulo José Campos de Mello. Os convites são uma forma de reconhecimento e um tributo à escola pianística paraense, que possui sólida tradição desde o cenário musical local ao universal.

Baldini

Emmanuele Baldini é italiano e um dos músicos mais importantes em atividade no Brasil. Já se apresentou em vários teatros do País e ao lado de outras orquestras importantes, como a Rundfunk Sinfonieorchester Berlin. Ele será o solista em três peças do programa de quinta-feira à noite. Nascido na cidade de Trieste, Baldini venceu o primeiro concurso internacional aos 12 anos de idade, e mais tarde, o Virtuositè de Genebra e o primeiro prêmio do Forum Junger Künstle de Viena. Apresentou-se em recitais nas principais cidades europeias e participou de longas turnês pela América do Sul, Estados Unidos, Europa, Austrália e Japão.

Spalla da Osesp, ocupou o mesmo posto na Orquestra do Teatro Comunale de Bolonha e no Teatro Giuseppe Verdi de Trieste, atuando também como concertino na Orquestra do Teatro alla Scala, de Milão. Foi solista das orquestras Rundfunk Sinfonieorchester Berlin, de la Suisse Romande, da Wiener Kammerorchester,  e da Estatal da Moldávia.

Baldini gravou as sonatas de Cesar Franck e Magnard, os Duetos para dois Violinos e as Sonatas para Violino e Violoncelo de Viotti e um CD com obras de Paganini, de Martucci e de Locatelli. Lançou também o CD “Virtuoso” com obras para violino e piano de Sarasate, Kreisler, Tartini e Mignone.

Orquestra

A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz foi criada em 16 de dezembro de 1996. Seu primeiro regente foi o maestro Andi Pereira (RS), e por sete anos, o maestro Barry Ford (EUA). Em 2005 passou a ser conduzida pelo maestro Mateus Araújo (RJ), em seguida por Enaldo Oliveira, e atualmente é regida pelo maestro Miguel Campos Neto. Os dois últimos são paraenses.

Teve como solistas entre outros, os pianistas Miguel Proença (RS), Paulo José Campos de Melo, Nelson Neves, Marília Caputo, Helena Azevedo e Gabriela Afonso (PA), os cellistas Antônio Del Claro (SP) e Diego Carneiro, Arthur Alves e Diego Felipe (PA), o flautista Jorge Zabala (Colômbia), Igor Kotov (Rússia), e o fagotista Vadim Klokov (Rússia). Além do violonista Salomão Habib (PA), as violinistas Thais Carneiro e Eri Lou Nogueira (PA).

A OSTP realiza concertos musicais no Theatro da Paz; participa do Festival Internacional de Música da Fundação Carlos Gomes a do Festival de Ópera do Theatro da Paz, tendo executado obras como “Macbeth”, de Verdi; a opereta “A Viúva Alegre”, de Franz Lehar; “I Pagliacci”, de Leoncavallo; “A Flauta Mágica”, de Mozart; “Carmen”, de Bizet; “O Barbeiro de Sevilha”, de Rossini, entre outras óperas famosas, e em primeira audição, depois de sua estreia há mais de 100 anos, “Bug Jargal”, do paraense Gama Malcher. No ano passado, a OSTP esteve presente na montagem de “Tosca”, de Puccini, e na versão encenada da cantata “Carmina Burana”, de Carl Orff, dentro da programação do Festival de Ópera do Theatro da Paz.

Para o maestro Miguel Campos Neto, é salutar a abordagem para uma orquestra, do alto nível da OSTP, de um compositor importante como Beethoven. “Beethoven é uma boa escola para qualquer orquestra”, assinala. A OSTP iniciou no ano passado um processo de aperfeiçoamento de sua estrutura administrativa, sendo que o quadro de músico, que havia sofrido algumas baixas, está sendo recomposto em sucessivas audições seletivas.

Serviço
“Ciclo Beethoven”, quinta-feira, 15, às 20h, no Theatro da Paz. Com a Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz, regência de Miguel Campos Neto e participação do violinista Emmanuele Baldini. Entrada gratuita.


Imetropará e órgãos de defesa
do consumidor vão
assinar termo de cooperação

Será assinado nesta quinta-feira, 15 de março, data em que se comemora o Dia do Consumidor, o Termo de Cooperação Técnica entre Imetropará, Procon, Promotoria de Defesa do Consumidor e Vigilância Sanitária/Sespa. A assinatura do termo foi acertada em reunião que contou com a participação desses  órgãos, realizada no dia 5 de março, na sede do Imetropará. O documento visa garantir a qualidade de vida e a preservação da segurança dos paraenses, bem como do meio ambiente e da segurança alimentar, através de ações conjuntas de instituições que têm, em comum, a defesa do consumidor.

Essas ações envolvem a orientação sobre direitos e garantias dos consumidores; abertura de inquéritos, via Polícia Civil, para apurar delitos contra o consumidor, troca de informações necessárias às atividades em comum e a promoção do intercâmbio entre os órgãos, além da organização de operações conjuntas.

“O dia 15 de março, dedicado mundialmente aos Direitos do Consumidor, se tornará ainda mais especial para todos os paraenses, pois será lembrada como um marco da união em prol da defesa dos consumidores do Estado”, disse Luiziel Guedes, presidente do Imetropará.

A necessidade de um termo de cooperação surgiu quando fiscais do Imetropará encontraram em Altamira, durante operação de rotina, diversos produtos com prazo de validade vencido, tipo de irregularidade que foge à competência do órgão. Por isso, foi encaminhado ofício à Vigilância Sanitária da Sespa relatando o problema. “A partir de agora, Imetropará, Procon, Ministério Público e Vigilância Sanitária vão trocar mais informações, garantindo que as irregularidades encontradas não fiquem impunes. O consumidor é quem mais ganha com essa cooperação”, concluiu Guedes.

Serviço: A assinatura será às 10h, na sede do Imetropará, na avenida Almirante Barroso com Barão do Triunfo.

Texto:
Adaucto Couto-Imetropará


Descarga elétrica interrompe o
sinal do Navegapará em Altamira

Nesta terça-feira, 13, por volta das18h, devido a uma forte chuva em Altamira, ocorreu uma descarga atmosférica que atingiu a infraestrutura do Navegapará. Logo após o ocorrido, a Prodepa constatou danos em diversos equipamentos, o que tirou do ar o Navegapará na cidade. A Prodepa já está trabalhando para que os serviços sejam reestabelecidos no menor espaço de tempo possível.


Matrículas para os cursos do
Projovem Urbano abrem
a partir de amanhã

O Programa Nacional de Inclusão de Jovens - Projovem Urbano, abre de 15 de março a 30 de abril, matrícula para 4 mil novos alunos. O Projovem Urbano é destinado a jovens de 18 a 29 anos, que saibam ler e escrever e não tenham concluído o Ensino Fundamental. O programa tem como objetivo a elevação da escolaridade, visando a conclusão do ensino fundamental, a qualificação para o trabalho e ao desenvolvimento de ações comunitárias com exercício da cidadania.

As vagas são distribuídas em escolas de 20 municípios: Abaetetuba, Acará, Tailândia, Palestina do Pará, Rondon do Pará, Tucumã, Alenquer, Curuá, Faro, Oriximiná, Terra Santa, Itaituba, Trairão, Breves, Gurupá, Melgaço, Capanema, Primavera, Cachoeira do Ariri, São Miguel do Guamá.

O curso tem duração de cerca de um ano e meio. As aulas começarão no dia 7 de maio e terminam em novembro de 2013. Para se matricular, o aluno deve ter idade entre 18 a 29 anos, saber ler e escrever, teste de proficiência, histórico escolar e apresentar os seguintes documentos: CPF, RG, e comprovante de residência.

A matrícula pode ser feita nas escolas participantes, assim como as aulas também acontecerão nestes espaços. Ao término do curso, o jovem receberá certificado equivalente ao ensino fundamental, ficando apto a cursar o ensino médio.

Confira a lista das escolas participantes:
EEEFM ESMERINA BOUHABIB
EEEM FELIPE PATRONI
EEE TECNOLÓGICA DO ESTADO DO PARÁ
EEEM 21 DE ABRIL
EEEM DIONÍSIO BENTES DO CARVALHO
EEEM PROF.GERALDO A.PEREIRA
EEEFM SANTO ANTÔNIO
EEEM SORAYA MARQUES CHAIB
EEEFM PROF FLORA TEIXEIRA
EEEM DR GABRIEL
EEEM ANTÔNIO CÂNDIDO MACHADO
EEEM ISAAC NEWTON
EEEM DEP. EVERALDO MARTINS
EEEM Mª ELIZETE FONA NUNES
EEEM MARCÍLIO DIAS
EEEFM TANCREDO DE ALMEIDA NEVES
EEEFM D.JOÃO VI
EEEF INOCÊNCIO SOARES
EEEF JOSÉ RODRIGUES VIANA
EEEM FREI MIGUEL DE BULHÕES

Texto:
Mari Chiba-Seduc


Sead capacita servidores para
o Prêmio Estadual da Qualidade

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) concluiu no último dia 9 a primeira etapa de preparação ao Prêmio Estadual da Qualidade – Ciclo 2012, promovido em parceria com o Gespública. O Prêmio Estadual da Qualidade é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão (PQG-PA) - uma ferramenta que objetiva promover a excelência da gestão nas organizações públicas estaduais e municipais. Ele reconhece as organizações que se destacam na busca pela melhoria contínua do seu sistema de gestão. O curso, com duração de 40 horas, capacitou 68 servidores da Administração Pública Estadual, Federal e também voluntários, a fazer parte da comissão técnica do Prêmio.


Sead capacita servidores e
voluntários para o
Prêmio Estadual da Qualidade

A Secretaria de Estado de Administração (Sead) concluiu no último dia 9 a primeira etapa de preparação ao Prêmio Estadual da Qualidade – Ciclo 2012, promovido em parceria com o Gespública, por meio do Programa de Qualidade na Gestão Pública do Estado do Pará (PQG-PA). O curso, com duração de 40 horas, capacitou 68 servidores da Administração Pública Estadual, Federal e também voluntários, a fazer parte da comissão técnica do Prêmio.

O Prêmio Estadual da Qualidade é uma vertente do Programa de Qualidade na Gestão (PQG-PA) - uma ferramenta que objetiva promover a excelência da gestão nas organizações públicas estaduais e municipais. Ele reconhece as organizações que se destacam na busca pela melhoria contínua do seu sistema de gestão.

Sespa promove oficina para
incentivar a licença maternidade

A Coordenação Estadual de Saúde da Criança, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) promove nesta quinta (15) e sexta-feira (16), a partir das 9h, no auditório da Santa Casa de Misericórdia, oficinas de sensibilização para adesão à licença maternidade de seis meses e criação de sala de apoio à amamentação nas empresas. A mesa de abertura será composta pelo superintendente da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), Odair Santos; a presidente da Fundação Santa Casa de Misericórdia, Eunice Begot; o secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), José Acreano Brasil; a vice-presidente da Sociedade Paraense de Pediatria (Sopape), Rosa Marques; e representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Pará (Sindsaúde), do departamento de Vigilância Sanitária do Estado do Pará, e das Secretarias estadual e municipal de Saúde.

A oficina visa capacitar profissionais de saúde e pessoas envolvidas com aleitamento materno para sensibilizarem gestores, empresários e patrões de instituições públicas e privadas a adotarem uma série de medidas com o propósito de apoiar a amamentação. A iniciativa faz parte das estratégias que a área Técnica de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde vem desenvolvendo em todo o País. De acordo com a Organização Mundial de Saúde é recomendada a amamentação exclusiva por seis meses e, após esse período, a introdução de novos alimentos paralela à continuidade da amamentação até os dois anos de idade ou mais.

Com duração de 16 horas, o evento será realizado sob a supervisão das técnicas Marina Réa, do Comitê Nacional de Aleitamento Materno, e Neide Cruz, da coordenação Nacional de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde. Segundo a coordenação estadual de Saúde da Criança, os profissionais serão capacitados para apoiar, orientar e supervisionar a implementação das ações das empresas que apoiam a mulher trabalhadora que amamenta, inclusive a adoção ao programa Empresa Cidadã.

Durante a oficina, representantes do Ministério da Saúde e da Sociedade Paraense de Pediatria farão uma visita em alguns bancos, hospitais, supermercados e órgãos públicos de Belém. A ação consiste em criar nas empresas públicas e privadas uma cultura de respeito e apoio à amamentação como forma de promover a saúde da mulher trabalhadora e de seu bebê, trazendo benefícios diretos para a empresa.

Texto:
Edna Sidou-Sespa


“Amazônia que canta e dança”
em cartaz nesta sexta na Estação

O Grupo Mapinguari apresenta nesta sexta-feira, 16, o espetáculo de dança “Amazônia que canta e dança”, um mix de danças folclóricas que valoriza os compositores e interpretes paraenses, no Projeto Pôr-do-Som, da Estação das Docas, a partir das 18h, na orla do armazém 03.

“Em mais de uma hora de espetáculo vamos levar para a orla da Estação um repertório diversificado, onde apresentaremos danças tradicionais do folclore paraense - como o maçarico, xote, abaluaiê, banguê e o carimbó -, além de danças coreografadas para músicas de compositores e interpretes paraenses, como Alfredo Reis,Valdemar Henrique, Márcio Montoril, Nilson Chaves e Lucinha Bastos, entre outros”, explica a coordenadora do Mapinguari, Wilnélly Pinheiro.

Os trinta componentes do grupo apresentarão, ainda, dois momentos inéditos dentro do espetáculo. Vamos apresentar ao público do Por-do-Som uma coreografia de Messias Pinheiro para as músicas “Paragens de meu Canto”, “Carimbó Caboclo” e “Flor Negra”, de Valter Viegas”. Ainda segundo a coordenadora do grupo, os ensaios acontecem quatro vezes na semana e os figurinos são desenhados e confeccionados por integrantes do próprio  Mapinguari. "Vale a pena conferir de a qualidade deste show com o  profissionalismo de todos os integrantes", diz Wilnélly.

Serviço: Projeto Por-do-Som, da Estação das Docas
Grupo Mapinguari
Data: 16/03/2012 (Sexta-feira), a partir das 18h
Local: Orla do Armazém 03, Estação das Docas
Entrada Gratuita

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000


Produtores terão semente
de qualidade para as
próximas safras de feijão

O Pará deverá produzir em 2012, nove mil toneladas de sementes de feijão caupi, o que corresponde a 25% da produção do grão  prevista para este ano no estado, que é de 40 mil toneladas. Essa é a estimativa dos técnicos responsáveis pelo Programa Estadual de Sementes, da Secretaria de Estado de Agricultura. No ano passado, a Sagri adquiriu da Embrapa de Petrolina, em Pernambuco, quatro toneladas de sementes básicas do tipo BR3 Tracuateua e BRS Nova Era, material de alta qualidade aprovado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

As sementes foram distribuídas aos agricultores, registrados no Mapa como produtores de sementes, para que a partir deste ano, comecem a suprir a necessidade do estado, evitando a falta de sementes no mercado nas próximas safras até 2015. Entre os produtores selecionados estão a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PA) e outros cinco da região do Caeté, maior produtora de sementes e grãos de feijão caupi do Pará. As quatro toneladas de sementes adquiridas pela Sagri no ano passado deverão gerar mais 300 toneladas, que vão resultar no incremento de 9 mil toneladas de feijão caupi.

Todo o processo de produção da semente foi acompanhado por fiscais federais do Mapa, garantindo a obtenção de material dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério. Isso significa que as sementes poderão ser multiplicadas por mais quatro anos. O Programa Estadual de Produção de Sementes complementa o Projeto de Apoio à Cadeia Produtiva do Feijão Caupi, desenvolvido pela Sagri e que garante semente e outros insumos agrícolas aos agricultores familiares que não dispõem desse material para o plantio.

Neste ano, a Sagri vai selecionar 35 municípios das regiões do Caeté, Guamá e Capim para integrarem o Programa de Produção Municipal de Sementes. Os agricultores vão receber material genético, fertilizante e calcário agrícola para produzir sua própria semente. O objetivo é reduzir o repasse anual pela Sagri, fazendo com que os próprios agricultores assumam o compromisso de atender suas demandas de produção. A estimativa é que o programa municipal produza cerca de 300 toneladas de sementes para distribuir a 7.500 agricultores em 2013.

Texto:
Leni Sampaio-Sagri


Projeto cultural integra servidores

A partir do dia 21, a Fundação Hemopa, através de sua Assessoria de Gestão de Pessoas (Agesp), estará desenvolvendo o projeto “Café com Arte”, que tem a finalidade de abrir um espaço para o conhecimento e disseminação da cultura, além de fomentar novos talentos de servidores e seus familiares.

A primeira ação acontece no dia 21, das 10h às 14h, no auditório do hemocentro, que estará aberto para que servidores, familiares e demais interessados possam apresentar ou interpretar poesias e/ou performance teatral, em comemoração ao Dia Nacional da Poesia e Dia Universal do Teatro. Os interessados em participar do projeto, devem entrar em contato com o Serviço de Assistência à Saúde do Servidor (SASS), no segundo piso do prédio.Mais informações pelos ramais 237 e 327.

Problema na base de dados do
Serpro prejudica
atendimento no Detran/PA

O Detran/PA informa que problemas na base de dados nacional, administrada pelo Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), impediram a emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) durante todo o horário de atendimento desta terça-feira (13/03), das 8h as 14h. O Detran/PA chega a emitir até 1 mil documentos por dia, para todo o Estado, entre primeiras habilitações e segundas vias, entregues em mãos no salão de atendimento ou enviadas pelos Correios para todos os municípios do Estado. Alterações de dados de motoristas também foram prejudicadas pelo problema na base nacional. No entanto, os procedimentos que dependem da base de dados local, como a emissão de boletos, não foram interrompidos. Até as 16h de hoje, o Detran/PA não havia sido informado de qualquer previsão quanto ao retorno da base de dados nacional.

Candidatos a Tradutor e
Intérprete podem se
inscrever até esta quarta-feira

Candidatos habilitados no Processo Seletivo Simplificado para Tradutor Juramentado e Intérprete Comercial, da Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa), convocados para inscrição definitiva e prova oral, podem se  inscrever até esta quarta-feira, 14 de março, das 9h às 14h, no Núcleo de Monitoramento e Controle Interno, localizado na sede do órgão (Avenida Magalhães Barata, nº 1234), em Belém. A convocação foi publicada no Diário Oficial do Estado do último dia, 5. A prova oral será realizada no dia 18 de março, às 8h, na Escola Estadual Vilhena Alves (Av. Magalhães  Barata, nº 698) .

Para a Prova  Oral, serão  habilitados os  candidatos que estiverem quites com toda a documentação exigida para inscrição definitiva. Outras informações sobre documentos necessários para inscrição e o resultado completo estão disponíveis no site da Jucepa (www.jucepa.com).

Chuva causa interrupção do sinal
do NAVEGAPARÁ em Altamira

Ontem, por volta das18 horas, em consequência da chuva que caiu sobre a cidade de Altamira, uma descarga atmosférica atingiu as instalações do Corpo de Bombeiros, a edícula e a sala onde funciona o núcleo da Prodepa em Altamira. A Central de Atendimento da Prodepa iniciou ontem mesmo as providências e comunicou os clientes afetados. O Núcleo da Prodepa de Altamira já avaliou a extensão dos danos, constatando que alguns equipamentos foram danificados. Hoje pela manhã está sendo feita uma avaliação minuciosa de tudo que foi afetado para que, o quanto antes, seja restabelecido o sinal do NAVEGAPARÁ no município.

Servidores do Hemopa
promovem ação de cidadania

No próximo dia 23, a Associação dos Servidores do Hemopa (ASMOPA) estará promovendo a 12ª “Campanha de Cidadania”, das 9h às 16h, com emissão de Carteiras de Identidade e abertura de contas no Banpará. Em 11 anos de ações foram emitidas cerca de cerca de 4.500 RG´s para funcionários e parentes. A Asmopa informa aos interessados que as senhas serão distribuídas a partir do dia 15, na GETRA. 

Repressão ao tráfico de drogas
leva quatro à prisão em
Santa Izabel do Pará

As ações integradas das Polícias Civil e Militar para repressão ao tráfico de entorpecentes em Santa Izabel do Pará, nordeste do Estado, resultaram na desarticulação de dois pontos de comércio de drogas na cidade. Nos locais, quatro pessoas - dois homens e duas mulheres - foram presas em flagrante com porções de pasta de cocaína, pedras de "óxi" e material usado no preparo do entorpecente para venda.

Em dos pontos, situado em uma casa no bairro Jardim das Acácias, periferia da cidade, foram flagradas Maelk Dandara Cardoso da Silva e Carla Barros Ramos. Também foi preso no local Deivison Rosário da Natividade, mais conhecido por "Soneca". Os três foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. De acordo com o delegado Carlos Magalhães, diretor da Seccional da Polícia Civil local, o flagrante se registrou durante ronda ostensiva da Polícia Militar. "Ao fazer uma abordagem de rotina, a guarnição militar localizou um usuário de drogas com duas petecas de entorpecente.

Ao ser questionado sobre onde teria adquirido o produto, ele levou os policiais até a 'boca-de-fumo', onde foram feitas as prisões dos traficantes e encontrados 29 petecas de cocaína, R$ 230 em espécie e materiais plásticos usados na embalagem do produto entorpecente.

Carla Barros Ramos é filha da traficante de drogas Walda Barbosa Trindade, presa em 17 de fevereiro deste ano, em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Vara Criminal do município. Walda é companheira do também traficante de drogas Richard Chamberlaim Damasceno dos Santos, que atua na região de Santa Izabel do Pará e atualmente cumpre pena por tráfico de drogas no Centro de Recuperação Penitenciário do Pará. Apresentados pela Polícia Militar na 17ª Seccional Urbana ao delegado Daniel Castro, os três foram enquadrados no procedimento flagrancial lavrado pela escrivã Mirley Ranieri.

Está preso, também em Santa Izabel do Pará, por tráfico de drogas, Wando Uyrlen Moreira do Nascimento, 23 anos. Segundo o chefe de operações da Seccional, investigador Mateus Almeida, a prisão do acusado ocorreu após recebimento de denúncias de que ele estaria comercializando produtos entorpecentes. A partir da informação, a equipe da unidade policial passou a realizar levantamentos e constatou que Wando realmente vendia a droga em seu comércio, localizado no bairro Santa Lúcia I, periferia do município. A apuração da polícia apontou que Wando teria recebido uma quantidade significativa de drogas.

Diante dos fatos, o delegado Carlos Magalhães determinou que a equipe fizesse uma abordagagem no imóvel do traficante para prendê-lo. Wando foi abordado em via pública pelos policiais. Ao ser revistado, ele carregava três trouxas de aproximadamente 15 gramas de cocaína cada uma. Após revista no comércio, os policiais encontraram em torno de meio quilo de pedra de "óxi" escondido em uma saca de carvão. Também foi apreendida uma balança de precisão usada para pesar o produto.
Apresentado na Seccional da Polícia Civil, Wando confessou que a droga apreendida lhe pertencia e informou ter pago pelo produto a quantia de R$ 4,3 mil. O delegado Carlos Magalhães disse que o combate ao tráfico de drogas será intensificado no município, a fim de que os índices de criminalidade diminuam ainda mais em 2012.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...