Total de visualizações de página

quinta-feira, março 29, 2012

Seleção do Pará vai jogar com o time paraguaio Cerro Porteño



Em nome da paz, uma partida de futebol entre a seleção paraense e o time paraguaio Cerro Porteño será realizada em Belém no próximo mês de maio. O jogo será promovido através de uma parceria entre a Embaixada do Haiti e o governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). Na tarde desta quarta-feira, 28, o titular da Seel, Marcos Eiró, recebeu o embaixador haitiano Jackson Bien Aimé, junto com uma comitiva do Comitê Mundial da Paz, para firmar a parceria. Eles foram atraídos ao Pará pelos grandes eventos esportivos ocorridos nos últimos meses, em especial o jogo Brasil e Argentina, grande clássico das Américas, e o Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos, encerrado na semana passada em Belém.
Junto com Aimé participaram da reunião o pastor Riter de Souza, representando a Assembleia de Deus, que também é parceira do evento, o bispo João Pedro, presidente do Comitê Mundial da Paz, e ainda Carlos de Amorim, embaixador do Comitê. Inicialmente, o jogo para promover a mensagem de paz entre as pessoas e as nações está previsto para ocorrer no dia 1º de maio, em homenagem às famílias trabalhadoras no mundo inteiro. A data será confirmada ainda nas próximas reuniões.
Por se tratar de uma iniciativa em nome da paz, Marcos Eiró disse que a partida será aberta pelos atletas da Copa Pro Paz, ação do governo que já selecionou três grupos de garotos para jogar nos times de base dos clubes Remo, Paysandu e Tuna Luso, os mais tradicionais do Pará. O Pro Paz é um programa do Governo do Pará que atua em prol da paz e da cidadania, com ações nas áreas de saúde e promoção social para diminuir as condições de risco dos jovens e de suas famílias.
Eiró afirma que essas iniciativas colocam o Pará cada vez mais sólido na rota dos grandes eventos esportivos nacionais e internacionais. “Essa proposta de parceria da embaixada haitiana para realizar um jogo com esse objetivo, pela promoção da paz, é um reflexo positivo de todo um esforço de governo para trazer de volta ao Pará os grandes eventos esportivos, e quem tem a ganhar é a sociedade e a torcida paraense, que tem dado exemplo de sua grandeza a cada evento”, avalia o titular da Seel.
O embaixador haitiano Jackson Bien Aimé disse que, ao representar seu país, procura se aliar a ações em prol da paz realizadas em diversos pontos do território brasileiro. Ele destaca o esporte como um dos caminhos para atingir esse objetivo. “O esporte é uma paixão que une as pessoas e projetos que incentivam a prática esportiva com certeza tem um forte impacto na redução da violência e na promoção da cidadania”, declarou. No jogo que será realizado em Belém, além do espetáculo, a torcida ainda vai ganhar prêmios. Serão sorteados um carro zero quilômetro e duas motos, em homenagem ao Dia Internacional do trabalhador.

Texto:
Bruna Carvalho-Seel
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...