Total de visualizações de página

sábado, março 24, 2012

AS ULTIMAS DESTE FINAL DE SEMANA


Celso Sabino assume Secretaria
de Estado de Trabalho,
Emprego e Renda



Nesta segunda-feira, 26, a Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda passa a ter novo titular. O deputado estadual Celso Sabino toma posse no cargo em cerimônia solene realizada às 16 horas, no Centro Integrado de Inclusão e Cidadania (CIIC), localizado na Avenida Almirante Barroso, bairro do Marco, em Belém. Na ocasião, Sabino vai falar sobre os projetos da Secretaria que precisam ser definidos e sobre os novos projetos a serem implantados.
A escolha do CIIC para sediar a cerimônia deve-se ao fato de que ali funciona um dos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine), coordenado pela Seter. O espaço atende pessoas com deficiência e busca inseri-las - ou reinseri-las - no mercado, além de promover qualificação que lhes assegure condições de pleitear postos de trabalho.

Meninos do Pro Paz dão
show de bola no Mangueirão













O sonho de jogar no gramado do Estádio Olímpico do Pará e sentir a vibração das duas maiores torcidas do Estado (Remo e Paysandu) se tornou realidade para 28 meninos atendidos pelo programa Pro Paz na tarde deste domingo, 25. Eles, que através da Copa Pro Paz foram selecionados por Remo, Tuna e Paysandu para treinarem em suas categorias de base, entraram em campo às 15 horas, no jogo que antecedeu o clássico 'Rei da Amazônia', mostrando talento de gente grande e contagiando a torcida que compareceu para prestigiar o RE x PA.
Divididos em duas equipes - azul e amarela -, os meninos jogaram dois tempos de 15 minutos cada. Logo no início da partida, um gol de pênalti abriu o placar para o time azul, marcado pelo  camisa 9, Gabriel Augusto Mathias, de 11 anos. Antes da partida, Gabriel contava os minutos para entrar em campo. “Sempre sonhei em jogar futebol e dizia pra mim mesmo que um dia eu pisaria neste campo”, contou.
Demonstrando muita vontade, os meninos disputaram as jogadas com determinação e correram por toda a extensão do campo, nos dois tempos de jogo. O placar final ficou em 5 a 1 para o time azul, mas quem ganhou mesmo foi o futebol paraense. “Nós apenas demos o pontapé inicial. Estamos muito felizes com o resultado e os meninos também”, afirmou o coordenador de projetos do Pro Paz, Kenny Monteiro.
O presidente da Federação Paraense de Futebol, Antônio Carlos Nunes, avaliou positivamente a iniciativa do Governo do Estado. “O Pro Paz marcou um gol de letra”, disse, destacando que no contrato assinado entre a FPF, os clubes e o Executivo Estadual para realização do Campeonato Paraense deste ano está inclusa uma cláusula social, que prevê o fortalecimento das divisões de base dos clubes paraenses.
Copa Pro Paz - Promovida pelo Governo do Pará, por meio do Programa Pro Paz, com apoio das Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e de Comunicação (Secom), e da Fundação de Radiodifusão do Pará (Funtelpa), a Copa Pro Paz assegurou a 160 meninos atendidos pelo programa a oportunidade de treinar nas categorias Sub 12 e Sub 15 dos três clubes mais tradicionais do Pará. A ação envolveu alunos dos quatro polos do Pro Paz nos Bairros, que compreende as áreas dos bairros do Guamá, Terra Firme e Mangueirão, e de Marituba.
No último dia 18, os meninos passaram por teste rigoroso, em que Remo, Paysandu e Tuna selecionaram 28 meninos para treinarem nos seus times Sub 12 e Sub 15. Remo e Paysandu selecionaram, cada um, nove meninos. A Tuna Luso Brasileira selecionou 11. Os outros quatro meninos deverão ser selecionados a partir de uma 'peneira' que deverá ser feita por Remo e Paysandu nos polos do Pro Paz, totalizando 33 meninos.
“O que fica de mais importante é que a própria camisa dos meninos traz a inscrição 'Paz' estampada. Esse é um programa que promove a cultura de paz e nada mais justo de que trazê-los para o maior estádio da região amazônica e proporcionar essa oportunidade única na vida de todos eles”, finalizou o coordenador pedagógico do Pro Paz, Ronaldo de Arruda.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Projeto Por do Sol leva o
espetáculo 'Reprises' ao
Mangal das Garças

Roupas coloridas e sapatos engraçados chamavam a atenção dos visitantes que chegavam ao Mangal das Garças na manhã deste domingo, 25. Mas a maioria já sabia do que se tratava e vinha justamente atraída pelo espetáculo “Reprises”, apresentado pela trupe dos Palhaços Trovadores dentro do Projeto Por-do-Sol, no Armazém do Tempo. Antes mesmo de começar a apresentação, a criançada já soltava o riso com a movimentação dos atores. Os 12 palhaços cantaram e brincaram durante aproximadamente uma hora com a platéia, composta também por muitos adultos.
A magia da arte circense, explorada pelos Palhaços Trovadores em todos os seus espétaculos, contagiou pais e filhos.  “Apesar de o projeto existir a pouco tempo aqui no parque e por isso, a prática dessa cultura ainda não ser muito forte, a programação de hoje foi muito boa. Muitas gente prestigiou e entrou no espírito das nossas brincadeiras”, comentou Marton Maués, que faz parte do grupo.
Ana Patrícia Palheta disse que não se arrependeu de ter aproveitado a dica. “Eu decidi conferir o Projeto Por-do-Sol porque uma amiga minha, que sempre acompanha a programação, me indicou o espetáculo. Trouxe meus dois filhos para fazer um programa diferente e que acabou sendo uma excelente opção para o domingo”, frisou.
Kátia Santos, que também levou a filha Sofia para assistir o espetáculo “Reprises” e fotografar as belezas do Mangal, comentou a apresentação. “Conheço uma das integrantes e através da página dela em uma rede social soube que se apresentariam hoje aqui no Mangal. Foi muito engraçado, nos divertimos muito. Eu, que não conhecia o Projeto Por-do-Sol, já penso em voltar outras vezes para prestigiar essa programação”, disse.             

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Feira de Orgânicos destaca
produção rural familiar

A 10 ª edição do Cordão do Peixe-Boi ganhou as ruas do bairro da Campina, centro de  Belém, neste domingo, 25. Marcado por uma programação variada que teve início às 5 horas da manhã, com a saida do cortejo cultural na escadinha da Estação das Docas, o Cordão incluiu uma feira de produtos orgânicos, montada na Praça dos Estivadores, organizada pelo Instituto Arraial do Pavulagem em parceria com a Associação de Produtores Orgânicos do Estado do Pará – Pará Orgânico, com apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater).
A feira reuniu cerca de 30 agricultores familiares e produtores da Região Metropolitana e das Ilhas de Belém, além de outros municípios como Capitão Poço, Benevides e Marituba. O público que foi ao local encontrou de hortaliças, frutas e ervas, a plantas medicinais, todos cultivados pelos próprios produtores, livres de insumos como agrotóxicos e fertilizantes, e a preços bastante acessíveis.
Segundo Ronaldo Silva, um dos coordenadores do evento, que acontece pelo segundo ano consecutivo, a feira  nasceu da necessidade de chamar a atenção do público para a necessidade de mudar seus hábitos de consumo e garantir melhor qualidade de vida,  além de buscar a utilização do espaço público com responsabilidade. "Alimentos produzidos com agrotóxicos ou qualquer outro componente químico põem em risco a vida do ser humano. É preciso estar atento para evitar a ingestão desses produtos, valorizando os alimentos orgânicos e naturais", alertou.
Entre as experiências bem sucedidas nessa área estava a da Unidade Agroecológica de Bragança (UDB), no nordeste do Estado, que funciona como uma vitrine de  tecnologias a serviço da agricultura familiar. O projeto tem o acompanhamento da Emater, que também presta assistência a outras 130 mil famílias, em cinco mil comunidades espalhadas pelo Estado, garantindo o acesso a tecnologias, mercados diversos, políticas públicas, como as de crédito rural e a capacitação continuada, na perspectiva do desenvolvimento rural sustentável.  espalhadas  130 mil famílias outras Empresa de Assientecia Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará ( Emater), qNa UDB são produzidos doces, queijos e bebidas lácteas.
A expectativa da organização da feira é discutir ao longo de todo o ano novas ações que possam envolver parceiros, a fim de traçar uma ação conjunta para adotar a praça, construir um selo de qualidade  e transformar o evento em encontro munidal de cultura e natureza.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Feira reúne cultura,
lazer e meio ambiente

A 10 ª edição do Cordão do Peixe-Boi ganhou as ruas do bairro da Campina, centro de  Belém, neste domingo, 25. Marcado por uma programação variada que teve início às 5 horas da manhã, com a saida do cortejo cultural na escadinha da Estação das Docas, o Cordão incluiu uma feira de produtos orgânicos, montada na Praça dos Estivadores, organizada pelo Instituto Arraial do Pavulagem em parceria com a Associação de Produtores Orgânicos do Estado do Pará – Pará Orgânico, com apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater).
A feira reuniu cerca de 30 agricultores familiares e produtores da Região Metropolitana e das Ilhas de Belém, além de outros municípios como Capitão Poço, Benevides e Marituba. O público que foi ao local encontrou de hortaliças, frutas e ervas, a plantas medicinais, todos cultivados pelos próprios produtores, livres de insumos como agrotóxicos e fertilizantes, e a preços bastante acessíveis.
Segundo Ronaldo Silva, um dos coordenadores do evento, que acontece pelo segundo ano consecutivo, a feira  nasceu da necessidade de chamar a atenção do público para a necessidade de mudar seus hábitos de consumo e garantir melhor qualidade de vida,  além de buscar a utilização do espaço público com responsabilidade. "Alimentos produzidos com agrotóxicos ou qualquer outro componente químico põem em risco a vida do ser humano. É preciso estar atento para evitar a ingestão desses produtos, valorizando os alimentos orgânicos e naturais", alertou.
Entre as experiências bem sucedidas nessa área estava a da Unidade Agroecológica de Bragança (UDB), no nordeste do Estado, que funciona como uma vitrine de  tecnologias a serviço da agricultura familiar. O projeto tem o acompanhamento da Emater, que também presta assistência a outras 130 mil famílias, em cinco mil comunidades espalhadas pelo Estado, garantindo o acesso a tecnologias, mercados diversos, políticas públicas, como as de crédito rural e a capacitação continuada, na perspectiva do desenvolvimento rural sustentável.  espalhadas  130 mil famílias outras Empresa de Assientecia Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará ( Emater), qNa UDB são produzidos doces, queijos e bebidas lácteas.
A expectativa da organização da feira é discutir ao longo de todo o ano novas ações que possam envolver parceiros, a fim de traçar uma ação conjunta para adotar a praça, construir um selo de qualidade  e transformar o evento em encontro munidal de cultura e natureza.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Combate aos crimes contra
a infância ganha apoio
de lancha no Marajó


Na manhã deste domingo, 25, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), entregou aos representantes dos municípios de Breves, Curralinho, Melgaço e Portel, uma lancha para subsidiar a atuação direta no enfrentamento à violação dos direitos de crianças e adolescentes na Região do Marajó. O investimento beneficia também a população de lugarejos que são considerados de difícil acesso.
Viabilizada pelo Projeto “Malungo” – grupo móvel que visa erradicar a violência sexual do Pará -, a entrega da lancha contribuirá para a atuação efetiva dos grupos móveis que estão sendo formados, inicialmente, nos municípios de Melgaço e Curralinho. Já capacitados, os integrantes atuarão nessas localidades em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. E com o novo recurso, o projeto piloto poderá amparar as comunidades ribeirinhas e lugarejos distantes que, até então, não eram contemplados com serviços que envolvem a rede de atendimento.
Com capacidade para seis pessoas, a embarcação possui seis metros de extensão, e é feita em alumínio. Avaliada em R$ 41.000,00, o investimento é fruto de um convênio firmado entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e o Governo Federal.  Em reunião com representantes das quatro prefeituras, ficou acordado que a lancha ficará sediada no terminal de Melgaço. Um termo de cessão de uso para o material foi assinado e considera que a embarcação deve viabilizar a atuação dos grupos nos quatro municípios assistidos pelo projeto.
O Barco de Direitos dará suporte às atividades já desenvolvidas por movimentos sociais e pelo poder público local. Desta forma, com os resultados obtidos por esta experimentação, será necessário dar continuidade às ações permanentes do projeto e também alocar recursos orçamentários, financeiros e técnicos junto às esferas municipal, estadual e federal” explicou a assessora de Políticas Temáticas dos Direitos de Crianças e Adolescentes, Leila Silva.
Ação no Marajó - Na última sexta-feira, 23, o Projeto Malungo promoveu a caminhada “Conte conosco nessa luta de enfrentamento a violações de direitos de Crianças e Adolescentes” pelas ruas do município de Melgaço. O grupo móvel também promoveu oficinas e realizou campanhas educacionais em escolas da região, com o intuito de tornar crianças e adolescentes conscientes de seus direitos e deveres. Intitulado “Semana de Fortalecimento da Rede de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes no município de Melgaço”, o evento reuniu representantes de órgãos que compõem a Rede de Atendimento na cidade.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh

Caravana Pro Paz atrai
centenas de
ribeirinhos em Melgaço

Aos 91 anos, Dona Francisca Feitosa é um exemplo de determinação. Ela acordou às duas horas da madrugada e, acompanhada de seus dois filhos, Raimundo, 62 anos, e Sebastiana, 57 anos, saiu da localidade de Tajapuru em direção à Melgaço, percorrendo um trajeto de aproximadamente quatro horas feito de barco. O motivo de todo esse esforço foi a busca por atendimento na Caravana Pro Paz Presença Viva, que chegou neste domingo, 24, ao município e vai ofertar diversos serviços por meio de ações integradas durante três dias.
A idosa, que já possuía um histórico de glaucoma e hipertensão, foi atendida pelas equipes médicas em várias especialidades: oftalmologia, cardiologia e clinica geral. Dona Francisca também foi encaminhada para atendimento na Ação Social Integrada ao Palácio do Governo (Asipag) e irá receber em 15 dias uma cadeira de rodas. “Pra gente que mora no interior é muito difícil conseguir atendimento na cidade. O que mais me incomoda é a fraqueza nas pernas. Nem acredito que vou ganhar uma cadeira de rodas”, comemorou a idosa.
Assim como Francisca, Dona Maria Santana Cavalheiro da Costa, de 76 anos, também buscou atendimento na Caravana Pro Paz. Moradora da comunidade do Rio Junã, a idosa possui sequelas motoras por conta de um acidente vascular cerebral e da hanseníase. Ao finalmente conseguir o atendimento pelo qual esperava há tanto tempo, Dona Maria fez questão de agradecer. “Eu agradeço a Deus por estes médicos estarem cuidando da gente. Valeu a pena o esforço de vir aqui”, disse emocionada.
Assim como nos demais municípios pelos quais a caravana já passou, o serviço de oftalmologia foi o mais procurado neste primeiro dia de ação em Melgaço. Às 8h30 já haviam sido distribuídas 400 senhas para atendimento na clínica geral, que funciona com três médicos especialistas.
A aposentada Nerci Sampaio Urbano, de 65 anos, nunca usou óculos e só sentiu a falta deles em 2010, quando voltou a estudar. Aluna do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), ela sentia muitas dores de cabeça, principalmente na hora da leitura. O diagnóstico confirmou o problema na visão e Nerci voltou para casa exibindo os óculos novos. “Agora vou estudar melhor, sem aquele cansaço”.
A busca por óculos foi o mesmo motivo que levou o aposentado Sebastião Gomes da Silva, 65 anos, a procurar atendimento na Caravana. Viúvo e pai de quatro filhos, ele trabalha pesado até hoje fazendo “carretos”. Assim como centenas de pacientes, Sebastião nunca havia feito uma consulta oftalmológica. “Não temos muita facilidade de consultar um médico por aqui. Tem gente que fica cego por falta de tratamento. Ainda bem que eu consegui, agora trabalhar vai ficar mais fácil”, ressaltou, depois de ser  encaminhado à ótica da Caravana.
Parceria – As unidades móveis da Caravana Pro Paz Presença Viva começaram os atendimentos às 8h, no trapiche municipal da cidade. A parceria com a Secretaria de Saúde de Melgaço e o apoio da 8ª Regional de Saúde da Sespa possibilitaram um atendimento mais eficiente nos serviços de verificação de pressão arterial e dosagem glicêmica. “Foi possível montar seis postos nesse tipo de atendimento. Isso melhora o fluxo, reduz as filas e dinamiza o atendimento”, observou Hebe Ripardo, uma das coordenadoras da ação em Melgaço.
Nesse primeiro dia de ação a UTI Movel realizou seu primeiro atendimento de urgência. José Carlos dos Santos, de 42 anos, foi conduzido em uma ambulância da prefeitura até o local de atendimento da caravana. Segundo sua esposa, Maria Sebastiana Quaresma, ele estava desde a quarta feira na casa de parentes em Melgaço, após passar dois meses internado em um hospital na cidade de Macapá. O quadro de saúde dele era bastante grave e de acordo com o coordenador da equipe medica da Caravana, Daniel Hitman, a suspeita era de neoplasia. José Carlos dos Santos foi conduzido em uma lancha até o município de Breves, para ser internado no Hospital Regional da cidade, onde serão realizados os exames necessários para a confirmação do diagnóstico e posterior tratamento.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Pará sedia reunião do
Fórum dos Governadores
dos Estados da Amazônia





Os governadores dos nove Estados da Amazônia Legal (Pará, Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Amapá, Maranhão, Tocantins e Mato Grosso) estarão reunidos nesta segunda-feira, 26, em Belém, para debater o desenvolvimento sustentável na região. O convite para a reunião, cujo temá será "A construção da agenda amazônica rumo à Rio + 20",  foi feito pelo governador do Pará, Simão Jatene. O objetivo do evento, que acontece no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, é propiciar o debate entre os governadores da região amazônica sobre os principais temas, compromissos e questões a serem consideradas na construção de uma agenda comum dos Estados.
A ideia é  avançar na consolidação de uma proposta de política de desenvolvimento integrada, a ser apresentada pelo bloco dos governos da Amazônia Legal durante as conferências da Rio + 20, marcada para o período de 13 a 22 de junho, no Estado do Rio de Janeiro. Esta será a segunda reunião preparatória para a criação da "agenda amazônica". A primeira - também realizada por iniciativa de Jatene - aconteceu em maio do ano passado. A terceira e última reunião, que vai selar a proposta a ser apresentada conjuntamente pelos governadores da Amazônia Legal, vai ocorrer em maio, no Estado do Acre.

Texto:
Ádna Figueira-Secom

RExPA termina sem gols
apesar do público recorde








Mais de 33 mil pessoas prestigiaram o clássico entre Remo e Paysandu, válido pela disputa da Taça Estado do Pará, neste domingo, 25, no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão). O público paraense foi o maior registrado entre todas as partidas disputadas no país durante o dia. Apesar de todo o entusiasmo da torcida, que apoiou e fez festa para as duas equipes do início ao fim da partida, o jogo terminou sem gols no placar.
O secretário de Estado de Esporte e Lazer, Marcos Eiró, prestigiou a partida e ressaltou a grandiosidade do clássico. “Ver essa torcida toda comparecendo é algo que motiva bastante não só toda a equipe da Seel, como também de todo o Governo do Pará. Ainda mais aqui, com esse palco. O Mangueirão é um espaço público e democrático do torcedor paraense”, declarou o secretário.
O jogo começou às 16 horas, em meio a uma forte chuva. Com o gamado pesado, os jogadores tiveram dificuldade em tocar a bola e tentaram compensar na garra. Mas sem sinal de trégua dos céus, aos 13 minutos a partida teve que ser interrompida, sendo retomada pouco depois. Apesar das oportunidades criadas por ambas as equipes, o jogo não saiu do 0 x 0.
O público total foi de 33.620 pessoas e a renda chegou a R$ 609.820,00 mil. Com o empate, o Clube do Remo se mantém na liderança isolada do returno do Parazão, seguido pelo Paysandu.
Telão - O público que compareceu ao Mangueirão contou a ajuda da tecnologia para não perder nenhum detalhe do clássico. O telão adquirido pela Seel para o Superclássico das Américas, em setembro de 2011, foi apresentado pela primeira vez às torcidas de Remo e Paysandu. Os dois equipamentos de última geração tem 30m² cada um e vão substituir o antigo placar eletrônico.
O telão estreou no Mangueirão no início do mês, durante a partida entre São Paulo e Independente. As telas possuem 20 anos de garantia e conseguem exibir mais de um trilhão de cores por milésimo de segundo. Possuem sistemas wireless (sem fio) e wi-fi (acesso à internet sem fio), o que permite a transmissão de dados com mais rapidez para o público, como o replay de um lance do jogo ou a atualização do placar.
“O telão teve que passar por algumas adaptações, desde a época do jogo Brasil x Argentina, e foi todo reformulado, dentro dos padrões necessários para se adequar à estrutura do Mangueirão. Os equipamentos voltaram com qualidade superior, somando para o padrão de qualidade que o nosso estádio já tem. Entre as novidades, ele permitem a interação com o torcedor, que pode enviar fotos através do Navegapará para serem exibidas no telão”, anunciou o secretário Marcos Eiró.
Tranquilidade - Dois mil homens do Sistema de Segurança Pública do Pará foram mobilizados para o policiamento dentro e fora do Estádio, garantindo a tranquilidade dos mais de 33 mil torcedores que acompanharam a partida. Do efetivo, o esquema contou com 800 policiais militares e 1.200 agentes de segurança.
O major Sandro Queiroz, comandante do 20º Batalhão da Polícia Militar foi o responsável pelo esquema, que funcionou em três etapas. Antes da partida os policiais fiscalizaram os principais acessos ao Mangueirão. No final do clássico, a dispersão dos torcedores também foi acompanhada pelos agentes de segurança. Com o apoio dos comandos intermediários, o patrulhamento foi realizado a pé, por viaturas, motocicletas e cavalaria.

Texto:
Amanda Engelke - Secom


Pré-matrícula para novos
alunos encerra dia 25

O período de pré-matrícula para novos estudantes da Rede Pública Estadual de Ensino termina no próximo domingo, 25. Até esta sexta-feira, 23, cerca de 49 mil pré-matrículas foram realizadas. Para garantir uma vaga na rede estadual, o estudante ou seu responsável deve acessar o portal da Secretaria de Estado de Educação na internet (www.seduc.pa.gov.br) e preencher o formulário.
Quem fez a pré-matrícula deve efetuar a confirmação de 26 a 28 deste mês, diretamente na escola. Para confirmar, basta levar o documento de identidade ou certidão de nascimento. Esta é a segunda etapa de pré-matrícula e acontece espeficamente para escolas com calendário diferenciado. A primeira etapa ocorreu de 17 de fevereiro a 4 de março. O ano letivo das escola da segunda fase será aberto no dia 16 de abril.
Os estudantes que fizeram pré-matrícula para os cursos do Programa de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) das Escolas Estaduais de Educação Tecnológica e Profissional também deverão confirmar a matrícula. Mas, antes, terão de verificar a classificação, que tem como critério a idade do aluno, em uma lista que será divulgada na manhã do dia 26, no portal da Seduc.
A partir do dia 30 deste mês, começará o período de rematrícula daqueles que já estudam em escolas estaduais, e também de transferência e remanejamento. Quem já é aluno da rede estadual e quiser trocar de escola deve se dirigir ao local onde estudou no ano passado e solicitar a transferência. É importante que o interessado confira, antes, se há vaga disponível na escola, série e turno desejados. Para efetuar a transferência será necessário apresentar a ressalva da escola anterior, o comprovante de residência, a cópia da certidão de nascimento, duas fotos 3x4 e atestado de conclusão do Ensino Fundamental para quem ingressar no Ensino Médio.

Texto:
Mari Chiba-Seduc

Conama aprova Zoneamento
Econômico Ecológico no Pará

O Conselho Nacional do Meio ambiente (Conama), aprovou por unanimidade, nesta quarta-feira (22), em Brasília, o Zoneamento Econômico Ecológico (ZEE) de toda a Calha Norte e zona leste do Estado do Pará. A decisão modifica o cenário paraense e irá beneficiar toda a produção rural do estado, além de viabilizar o desenvolvimento econômico e investimentos tanto para o pequeno, médio e grande produtor rural. Nestas duas áreas estão localizados 110 dos 143 municípios do Pará, totalizando 406 mil quilômetros quadrados de todo o Estado, sendo a maior área antropizada da região.
Mesmo com a medida provisória de 2001 do Código Florestal Brasileiro, que impõe 80% de reserva legal nas propriedades da Amazônia, nas áreas ja abertas onde existir o ZEE, o valor da reserva volta a ser de 50% para o replantio.
Para o secretário Especial de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção, Sidney Rosa, é um fator fundamental e um novo momento para os que produzem e para os que venham a produzir na geração de emprego e renda do estado. “Essa aprovação é tudo o que precisávamos como segurança jurídica para o produtor, para os bancos e investidores. Vamos aguardar nos próximos meses a decisão da sansão de um decreto presidencial e a votação do Código Florestal”, ressalta.
O ZEE da Zona Leste e Calha Norte foi instituído para compatibilizar as políticas públicas federais à pertinência da indicação de redução da reserva legal para 50%. Isso dá base legal para o desenvolvimento da região. O ZEE é um instrumento de organização do território necessário para implantação de planos destinados a assegurar a qualidade ambiental e a melhoria das condições de vida da população.

Texto:
Andréa Amazonas-SEDIP

II Seminário alusivo ao
Dia Mundial de
Combate à Tuberculose

A Coordenação Estadual do Programa da Tuberculose da Sespa realiza o II Seminário alusivo ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose com o tema: "Tuberculose, Conhecer para Controlar".
O evento terá como palestrantes a médica Ninarosa Calzavara Cardoso e a promotora de Justiça Suely Regina Aguiar Cruz. Além das palestrantes, podem ser entrevistados a coordenadora estadual de Controle da Tuberculose, Lúcia Helena Monteiro, e o coordenador do Comitê Metropolitano de Combate à TB-PA/Fundo Global, Antonio Ernandes Marques da Costa.

Paratur investe na
gastronomia paraense

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) destinou apoio de R$ 100 mil ao X Festival Gastronômico Ver-o-Peso da Cozinha Paraense, que ocorrerá de 11 a 15 de abril, com a vinda de renomados chef´s internacionais ao Pará. O apoio segue diretrizes do Plano Estratégico de Turismo do Pará, que aponta a gastronomia como importante segmento de divulgação do turismo e a cultura como insumo prioritário desse turismo.

Oficina debate problemas
de saúde causados pela
produção de alumínio

O atendimento ao trabalhador vitimado pela cadeia produtiva do alumínio é o tema da oficina que o Centro de Referência Estadual em Saúde do Trabalhador (Cerest), vinculado à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), promove nestas quinta, 22, e sexta-feira, 23, no auditório do Centro Estadual da Fundacentro no Pará, em Belém. Ministrada pelos técnicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), médicos pneumologistas Hermano Castro e Patrícia Canto, a oficina também debate as condições de saúde da população exposta à contaminação de rios, igarapés e do solo pelas atividades minerais realizadas no Estado há mais de 30 anos.
A atividade é destinada aos profissionais de saúde do Cerest  Estadual, das regiões Metropolitana, Baixo Amazonas, Itacaiúnas, Tocantins, Araguaia, além de gestores da Vigilância em Saúde Estadual e dos municípios de Belém, Marabá, Santarém e Conceição do Araguaia. Uma pesquisa feita pelo Cerest indica que no período de 2008 a 2011 foram acolhidos 237 trabalhadores da região de Barcarena, Abaetetuba e de Vila do Conde, dos quais 71 com fortes suspeitas de problemas de saúde acarretados pelo manejo do alumínio. Desse quantitativo, três são mulheres.
“É uma situação muito preocupante, pois a maioria dessas pessoas tem idade média de 30 anos, está no auge da produção, mas vulnerável às doenças ocupacionais que acabam surgindo por conta da sobrecarga de serviço nos ambientes de trabalho”, explica a coordenadora estadual do Cerest, Jarina Gomes. Ela também citou as principais ocorrências na saúde dos trabalhadores em contato com a produção do material, como a perda da capacidade produtiva, bursite, distúrbios mentais, tendinite, problemas na coluna e contaminação por pó de alumínio.
Durante a abertura do evento, a diretora de Vigilância em Saúde da Sespa, Rosiana Nobre, cobrou mais empenho dos participantes da oficina em multiplicar os conhecimentos que serão adquiridos e principalmente atentar para a notificação de casos envolvendo trabalhadores com saúde prejudicada em decorrência da exposição à produção do alumínio. “É um dever nosso, enquanto gestores da saúde do Estado, manter os trabalhadores em alerta sobre seus direitos, inclusive na busca de laudos médicos que possam ser usados para a obtenção de provas processuais, em caso de neglicência dos empregadores”, afirma.
Na programação desta quinta-feira, 22, os ministrantes da oficina e o representante da Associação em Defesa dos Reclamantes e Vitimados por Doenças do Trabalho na Cadeia Produtiva do Alumínio no Estado do Pará (ADRVDT-PA), Reinaldo Damasceno, abordarão os principais impactos ambientais e ocupacionais decorrentes dos processos produtivos da cadeia do alumínio e adoecimentos relacionados e as políticas para a atenção integral à saúde das populações expostas e as linhas de cuidados do Sistema Único de Saúde (SUS). Na sexta, Hermano Castro e Patrícia Canto farão uma apresentação dos protocolos existentes para os principais agravos relacionados ao manejo do alumínio e também orientarão os participantes para a elaboração de protocolos adequados à região, incluindo proposta final e pactuação de uma agenda de acompanhamento.
Serviço: A oficina "Linhas de Cuidados Relacionados aos Agravos Provocados pela Cadeia Produtiva do Alumínio no Pará” acontece até esta sexta-feira (23), de 8 as 17 horas, no auditório do Centro Estadual da Fundacentro no Pará, em Belém, localizado na travessa Bernal do Couto, 781, entre Generalíssimo e Dom Romualdo, bairro do Umarizal. Fone: 3212-9008.

Texto:
Mozart Lira-Sespa

Capacitação de manipuladores
de alimentos nas Escolas
de Tempo Integral

Nesta sexta-feira, 23, na Escola "Raimundo Vera Cruz", no município de Ananindeua, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) por intermédio da Coordenadoria de Assistência ao Estudante, dá início a primeira etapa de capacitação para manipuladores de alimentos das Escolas de Tempo Integral (ETI), do Programa Mais Saber. Serão capacitadas merendeiras de 10 escolas selecionadas pelo Programa, que a partir do início do ano letivo, passam a ofertar aos estudantes três refeições ao dia - lanche da manhã, almoço e lanche da tarde.
As merendeiras vão receber orientações técnicas sobre os cuidados higiênicos, conservação, armazenamento e descongelamento dos alimentos. No cardápio, os estudantes terão refeições a base de carne, frango e peixe, daí o cuidado na manipulação dos gêneros alimentícios. A Coordenação de Assistência ao Estudante (CAE) da Seduc informa que as ETI, com a implementação do Mais Saber, cada uma receberá reforço de três merendeiras visando otimizar a oferta das refeições. Essas escolas terão a visita de nutricionistas que estarão acompanhando o preparo dos alimentos às terças, quartas e quintas-feiras, e enviando relatórios à Seduc às segundas e sextas-feiras.

Cohab não terá
expediente na próxima
segunda-feira (26)

A Cohab informa que na próxima segunda-feira, 26, não haverá expediente na companhia. Todos os funcionários estarão participando de um Encontro Institucional, que visa a reestruturação do órgão, a ser realizado na Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Levando-se em consideração a necessidade da participação de todos os seus colaboradores nesse processo de reestruturação, que prevê o planejamento estratégico do órgão, será necessária a paralisação do atendimento somente neste dia. A partir de terça, 27, o expediente da companhia segue normalmente (de 8 às 15 horas, com intervalo para almoço).


Defensoria Pública capacita servidores

A Defensoria Pública do Estado se reuniu com os representantes da Universidade Federal do Pará (UFPA), com o objetivo de definir os detalhes para a realização de cursos que buscam a qualificação e capacitação dos servidores da Defensoria. A iniciativa do projeto foi fundamentada na necessidade de investir nos servidores da Defensoria Pública, promovendo cursos de qualificação em áreas diversas, a fim de melhorar ainda mais os serviços oferecidos à população. “Os cursos são importantes, pois é necessário valorizar o nosso servidor. Precisamos investir nos profissionais que temos para não precisar terceirizar outros serviços, além de oferecer um atendimento humanizado e qualificado ao cidadão”, enfatizou o Subdefensor Público Geral, Luís Carlos Portela.
Foi definida a realização de um programa e sete cursos que serão agendados após a assinatura do contrato, já prevista para acontecer na próxima semana. São eles: Redação Oficial, Ética do Atendimento,  Análise e Melhoria de Processos, Fundamento em Gerência de Projetos, Gerência de Projetos, Planejamento da Administração Pública com o Método Balanced Scorecard - BSC, Gestão Orçamentária e o Programa de Atenção à Saúde do Servidor. Os cursos e o programa serão realizados na Universidade Federal do Pará. Cada um deles terá a duração de 20 horas, distribuídas em cinco dias, no horário vespertino (14h às 18h), sendo disponibilizadas 25 vagas por curso. As inscrições serão disponibilizadas pela internet e a expectativa é que o primeiro curso aconteça já no próximo mês de maio.

Paratur apóia Guia
Gastronômico do Tapajós

A Companhia Paraense de Turismo (Paratur) é um dos parceiros na elaboração do Guia Gastronômico e Turístico da Abrasel/Tapajós, que será lançado em maio de 2012, com a finalidade de garantir o desenvolvimento do setor gastronômico da região e fortalecer a cadeia produtiva do turismo. Para os idealizadores do roteiro, essa é a forma mais eficaz de divulgar as empresas formalizadas que trabalham no setor da alimentação, contribuindo ainda para o aumento no faturamento dos associados e estimulando a legalização dos empreendedores informais.
Além da gastronomia, o Guia Abrasel/Tapajós busca fortalecer o turismo com um capítulo especialmente voltado às atrações que a região possui. Neste sentido, a Gerência de Assuntos Nacionais da Paratur apontou a inclusão no guia dos dez produtos da região classificados como estrelas pelo Plano Estratégico de Turismo do Estado do Pará: Floresta Nacional do Tapajós (Flona), Reserva Extrativista do Tapajós-Arapiuns, Comunidades Ribeirinhas da Flona, Círio Fluvial Noturno de Santo Antônio, Encontro do Rio Tapajós com o Rio Amazonas, Festa do Sairé, Alter do Chão (praia e paisagem) Artesanato Cerâmico da Cultura Tapajônica, Conjunto Arquitetônico e Histórico de Belterra e Semana Santa (Encomendadores de Alma). Vale destacar que a gastronomia do Tapajós é uma das mais ricas do Pará, com forte inclinação para pratos ticos à base de peixes.
Mapeamento Cultural – A Companhia Paraense de Turismo (Paratur), por meio do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), também está executando o mapeamento turístico e cultural do Polo Tapajós. A iniciativa visa garantir geração de trabalho e renda nas comunidades a partir das visitações de turistas. A pesquisa, que começa na próxima semana, vai garantir levantamento do inventário cultural, acervo museológico, registro etnográfico, recuperação e manutenção de museus, criação de centro de interpretação, publicações didáticas bilíngües, conservação do patrimônio material e imaterial e capacitação nos polos Belém, Tapajós e Marajó, consideradas regiões prontas ao turismo internacional, áreas prioritárias de abrangência do Prodetur Pará. Entre as ações também estão previstos seminários e oficinas com as comunidades.

Texto:
Benigna Soares-Paratur

NÃO É MENTIRA NÃO...
Conselho de Transportes
de Belém aprova reajuste
na tarifa de táxi

Por unanimidade de votos o Conselho de Transportes do Município de Belém aprovou, nesta sexta-feira,23, um reajuste de 15,18% para a tarifa praticada nos 5.400 táxis que rodam na capital.
 O novo reajuste da tarifa dos táxis em Belém  levou em consideração a inflação acumulada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) no período de agosto/2009 - quando houve o último reajuste no serviço – até fevereiro/2012.
 As novas tarifas foram fixadas em: Bandeirada, R$ 4,78; km rodado Bandeira 1, R$ 2,52; km rodado Bandeira 2, R$ 3,03 e hora parada, R$ 17,33.
 Agora o novo reajuste será submetido à apreciação do Conselho Deliberativo da CTBel (Condel) e encaminhado ao Prefeito de Belém,Duciomar Costa, para homologação.Só depois da publicação no Diário Oficial do Município é que poderá entrar em vigor.
 A expectativa é que a nova tarifa entre em vigor em 1º de abril.  

  Texto e fotos: Ascom / CTBel

Documentário 'Pau e Corda'
conta histórias de
quem vive o carimbó

Documentário produzido pela TV Cultura do Pará vai mostrar as histórias de pessoas envolvidas com o mais paraense dos ritmos em “Pau e Corda: Histórias de Carimbó”, que tem direção de Robson Fonseca. O lançamento para os participantes e apoiadores do projeto será neste domingo, 25, às 18h, no Cine Teatro Maria Sylvia Nunes, na Estação das Docas, com uma roda de carimbó, aberta ao público. A estreia na TV Cultura será dia primeiro de abril, às 18h30, na faixa Cultura.DOC. Os grupos Sancari (Belém), Os Quentes da Madrugada (Santarém Novo), O Uirapuru (Marapanim) e Sabiá (Curuçá) gravaram videoclipes nas suas respectivas cidades, para o documentário.
Segundo Robson Fonseca , diretor, o documentário não busca contar a história antropológica do carimbó, mas, sim, mostrar histórias de uma gente que mantém acesa a chama dessa cultura tão rica e singular na sua diversidade. “E como eu já tenho essa familiaridade com a linguagem do vídeoclip, pensei que produzir vídeos com os grupos seria uma forma de homenageá-los e registrar a beleza das suas criações”, informou.
Os personagens são pessoas simples, como pescadores, lavradores, catadores de mariscos e crustáceos, camponeses, trabalhadores urbanos, devotos, ou seja, mostra uma cena múltipla e encantada pelos tambores. Além dos bate-papos, depoimentos e videoclipes, foram produzidos pequenos vídeos sobre temas diversos, vez ou outra conectados com o contexto dos depoimentos, que trazem experiências e visões alternativas sobre a cultura do carimbó. “Um dos filmetes apresenta o “carimbó de exportação” em um passeio turístico pela orla de Belém, outro evidencia o carimbó como fonte de pesquisa para outras linguagens artísticas, um terceiro aborda a pesquisa do inventário do Carimbó, e por aí vai, de acordo com o contexto onde são inseridos”, explica o diretor.
“Pau e Corda: Histórias de Carimbó” é o primeiro documentário dirigido por Robson Fonseca. A equipe foi composta por André Mardock na direção de fotografia, Felipe Cortez na produção executiva, Gilberto Bessa na iluminação e Luis Fabiano no suporte de transporte.

Serviço: Exibição de "Pau & Corda: Histórias de Carimbó"
Data: 25/03/12
Horário: 18h
Entrada franca

Texto:
Ronaldo Quadros-Funtelpa

Rede de Controle do Câncer
participa do Fórum de
Desenvolvimento
Sustentável das Ilhas

A Rede Paraense de Controle ao Câncer (RPCC) participou a convite da primeira dama do Estado, Ana Jatene, do Fórum de Desenvolvimento Sustentável das Ilhas - O Grito das Mulheres, na última quinta-feira (22). Com o tema "Políticas Públicas de Saúde para Mulher", o objetivo do evento  é buscar alternativas  e soluções  para a construção de um projeto estratégico, que contribua para o fortalecimento da atenção primária à saúde, com participação do Estado e Município, no sentido de melhorar e qualificar o acesso da mulher ribeirinha às ações e aos serviços de saúde, garantindo condições de existência e qualidade de vida das famílias que residem nas ilhas.


Durante o fórum realizado pela Paróquia da Conceição das Ilhas com o apoio do Governo do Estado, por meio da Assessoria de Articulação e Cidadania da Casa Civil da Governadoria, a equipe da RPCC ministrou a palestra Prevenção do Câncer e Rede Paraense de Controle ao Câncer, abordando câncer de cólo de útero e mama. " Viemos falar sobre o papel da RPCC e sensibilizar para criação  dos pólos para disseminar informação nas ilhas e ainda estaremos juntos com um barco itinerante que irá às ilhas com os serviços de clínico geral, pediatra, ginecologista e exames de papanicolau e mamografia.
A Rede Paraense tem como objetivo formar núcleos nos diversos municípios paraenses, a fim de diminuir,a "distância" geográfica e cultural, orientando principalmente pacientes do interior do Estado, a ter acesso a assistência, por meio de ações educativas que ajudem a transformar os hábitos da população paraense, em busca de uma melhor qualidade de vida.

Texto:
Livia Soares-Ofir Loyola

Imetropará faz carreata
na Operação Páscoa

O Instituto de Metrologia do Pará (Imetropará) fará, no próximo sábado, 24, uma carreata pelas ruas do centro comercial. O objetivo é conscientizar os consumidores para as compras do período da Páscoa. Já foram feitas as coletas aleatórias em 10 estabelecimentos da capital e do interior. Os produtos serão analisados no Laboratório de Pré-Medidos, onde será verificado o conteúdo nominal (peso) indicado na embalagem, na próxima quarta-feira, 28.
A carreata vai percorrer as seguintes vias: Almirante Barroso, José Malcher, Boulevard Castilho França, 15 de Novembro, 13 de Maio, Presidente Vargas, Conselheiro Furtado, Padre Eutíquio, Manoel Barata, Presidente Vargas, Nazaré, Generalíssimo Deodoro, Braz de Aguiar, Gentil Bittencourt.

Extrativo mineral do Pará
tem saldo positivo
em fevereiro de 2012

O Pará continua liderando a geração de empregos formais no setor extrativo mineral na Região Norte. Em fevereiro de 2012, o Estado registrou saldo positivo de quase 400 empregos formais; e nos últimos 12 meses de mais de 2.500 postos de trabalho. Estes números fazem parte de mais um Mapa do Emprego Formal no Pará, divulgado pela Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda (Seter) e o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese-Pará)
Em fevereiro deste ano, o Pará obteve saldo positivo de empregos formais e crescimento de 2,12% - foram 508 admissões contra 151 desligamentos – um ganho de 357 postos de trabalho, o maior da região. Em fevereiro de 2011, o extrativo mineral no Estado também apresentou saldo positivo, mas um pouco menor do que o deste ano: 401 admissões contra 141 desligamentos, somando 260 novos postos. As análises do Dieese-PA mostram, ainda, que em fevereiro de 2012 a maioria dos Estados do Norte apresentou saldos positivos de empregos formais no extrativo mineral. O segundo Estado a apresentar o melhor saldo foi o Tocantins (28 postos). Na rota oposta, o Amazonas teve destaque negativo (perda de 52 postos).
Segundo o novo mapa, em fevereiro de 2012, foram feitas 663 admissões contra 335 desligamentos no extrativo mineral de toda a região - saldo positivo de 328 postos e crescimento de 1,41%. Nos dois primeiros meses de 2012 (janeiro e fevereiro), as análises do Dieese-PA mostram que, no Pará, houve saldo positivo de empregos formais e crescimento de 3,37%: foram 861 admissões contra 299 desligamentos - 562 postos de trabalho, o maior saldo da região. Depois veio o Amapá (92 postos). A maioria dos outros Estados do Norte, de acordo com a nova pesquisa, apresentou saldos negativos de empregos nesses dois meses. O Amazonas registrou a maior perda (menos 62 postos). Em janeiro e fevereiro deste ano, ocorreram 1.287 admissões contra 718 desligamentos no extrativo mineral, em todo o Norte - saldo positivo de 569 postos e crescimento de 2,47%. E desse saldo total, quase a totalidade foi gerada no Pará (562 postos).
Nos últimos 12 meses (março de 2011 a fevereiro de 2012), o novo Mapa do Emprego Formal mostra que o Pará registrou 4.597 admissões contra 2.037 desligamentos - saldo positivo de 2.560 postos de trabalho e crescimento de 17,45%, o maior do Norte. Foi seguido pelo Amapá (597 postos) e Rondônia (282 postos). As admissões somaram 7.927 contra 4.228 desligamentos no setor - saldo positivo de 3.699 postos de trabalho e crescimento de 18,63%. E desse saldo total, 69% (2.560 postos de trabalho) foram gerados no Pará.

Texto:
Rusele Mendes-Seter

Novo site do Pará Responde
aumenta a interação entre
cidadão e Governo do Estado

Foi lançado nesta quinta-feira (22) o novo site do "Pará Responde", o canal de interação do cidadão com o Governo do Estado. Com o objetivo de dar respostas aos questionamentos da população e esclarecer dúvidas referentes às ações do Governo, esta plataforma ganha outras funções através de um sistema de gerenciamento que pretende aproximar a sociedade dos órgãos do Executivo.
A Diretoria de Comunicação Institucional é responsável pela criação e manutenção do site, que coloca o povo pra conversar com diretores, presidentes e técnicos do Estado. Antonio Neto, diretor de Comunicação Institucional, explica como isso acontece e o que mudou: “foi o governador Simão Jatene quem solicitou a criação de um espaço de interação com o cidadão. Na primeira semana da diretoria e do Governo, o blog Pará Responde já estava trabalhando, mais precisamente no dia 5 de janeiro do ano passado”. Com o intuito de dar transparência aos questionamentos da população, o “Pará Responde” esclareceu 1400 questionamentos em 2011 e pretende ampliar o atendimento com a nova versão. “Ao contrário do Pará Responde antigo, o novo tem um sistema de gerenciamento que ajuda na filtragem de informações”.
Além das perguntas poderem ser feitas diretamente no site, a Diretoria de Comunicação Institucional utiliza ferramentas que filtrem qualquer menção ao Governo do estado no Twitter. As informações são reunidas em outro ambiente virtual e a partir daí é feita uma triagem. Os questionamentos são reunidos e direcionados às assessorias de Comunicação dos órgãos competentes, que ficam responsáveis em responder a demanda em até 48h.
Nesta nova versão as respostas são dadas através de vídeos, áudio ou nota no site, e são direcionadas ao autor da pergunta, que é avisado. “O objetivo é personalizar a resposta ao interlocutor, depois que as assessorias nos envia a resposta do órgão referido nós a disponibilizamos no site e avisamos o autor da pergunta através do email ou do twitter”. A nova plataforma ainda oferecerá relatórios periódicos, que medem o volume de questionamentos por órgão, quais as dúvidas recorrentes e o tempo das repostas. Ainda é possível acompanhar o andamento de todo processo de interação entre a população e o Governo.
Serviço:
Site: http://pararesponde.pa.gov.br/
Twitter: @GovernoPara

Texto:
Julia Garcia-Secom

Ideflor publica análise de
propostas técnicas
para concessão florestal

O Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor) publicou nesta sexta-feira, 23, a decisão preliminar da análise de propostas técnicas feitas pelas empresas que participam da concessão florestal na Floresta Estadual (Flota) do Paru. A sessão de licitação foi realizada nesta semana para abertura dos envelopes com as propostas técnicas. O edital de licitação para concessão florestal na Flota do Paru ofertou 434,7 mil hectares de área de floresta, divididos em nove Unidades de Manejo Florestal (UMF).
Segundo Eduardo Minuzzi, presidente da Comissão Especial de Licitação que coordena o processo de concessão florestal, as empresas têm o prazo de cinco dias para recorrerem da análise. Em seguida, será definida uma data para a etapa final que é a abertura dos envelopes com as propostas de preço. “Todo o material, ou seja, documentação e propostas, foi entregue na primeira sessão de licitação em envelopes lacrados, que só podem ser abertos nas sessões. As empresas participantes do processo têm acesso aos documentos na hora da licitação e mais tarde podem consultá-los no site”, comenta Minuzzi.
Os contratos de concessão florestal no estado valem por 30 anos, podendo ser prorrogados por mais cinco anos. A licitação atende a dois tipos de critérios: preço e técnica. No caso do preço, há um estudo de mercado, um preço mínimo. Já em relação à técnica, recebem melhor pontuação as empresas que visam o manejo de menor impacto, maior diversidade de espécie florestal, maior número de empregos a serem criados e maior verticalização do processamento da madeira no município.

Texto:
Flávia Ribeiro-Ideflor

Projeto de CAR na região
do Xingu é
apresentado à sociedade

O projeto “Cadastro Ambiental Rural nos Municípios da Região da Cidadania do Xingu” foi apresentado ao poder público e à sociedade civil dos 11 municípios atingidos pelas obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, nesta semana, em Altamira. O projeto é uma iniciativa da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), em parceria com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Prefeituras Municipais.
O objetivo é realizar o Cadastro Ambiental Rural em 19 mil imóveis rurais de agricultores familiares com área de até quatro módulos fiscais dos municípios em questão. O CAR consiste na apresentação à Sema, pelos titulares, das Áreas da Propriedade Rural Total (APRT), de Preservação Permanente (APP), de Reserva Legal (ARL), de Uso Alternativo do Solo (AUAS), Desmatadas (AD) e outras áreas, que irá gerar um certificado da propriedade.
O evento contou com a participação de representantes da Sema, coordenados pela técnica Diana Castro, e especialistas do MMA, da Unidade Regional do Xingu, Emater, Prefeituras da região de Integração, além de Sindicatos dos trabalhadores rurais da região.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Rede Cultura vai
transmitir o clássico Re-Pa



As torcidas do clássico mais disputado do planeta vão poder acompanhar mais um duelo entre Remo e Paysandu neste domingo, 25, às 16h, no Mangueirão, pelo segundo turno do Campeonato Paraense. A Rede Cultura de Comunicação (TV, Rádio e Portal Cultura) vai transmitir o clássico de número 711, ao vivo, para todo o Pará.
A transmissão pela TV Cultura vai começar a partir das 14h45, com o programa Meio de Campo, que será transmitido direto do Mangueirão. Logo depois os apresentadores passam a bola para os narradores e comentaristas da transmissão do Re-Pa, que vão levar todas as emoções da partida para os torcedores que não estiverem presentes no estádio.
Uma equipe de 65 pessoas, entre narradores, comentaristas, técnicos, cinegrafistas, produtores, repórteres, entre outros profissionais da emissora, foram escalados para a transmissão da partida. “Tudo pra deixar o nosso telespectador muito bem informado sobre tudo o que vai acontecer no clássico”, frisou Francisco Gonçalves, o Chicão, coordenador de transmissões do Parazão pela TV Cultura.
A transmissão do Re-Pa pela Rádio Cultura FM começa às 15h, em cadeia com a Rede Cultura de Rádio, integrada por 18 emissoras de rádio espalhadas por todo o Pará, que atinge uma audiência de mais de um milhão de ouvintes. A transmissão começa com a Jornada Esportiva, integrada ao jornalismo da 93,7, que vai dar informações sobre o trânsito, a movimentação das torcidas, o esquema armado para garantir a segurança dos torcedores, entre outros assuntos relacionados ao clássico.
Dentro da Jornada Esportiva, foi criado o programa especial "Na Linha do Gol", que vai mostrar a chegada das delegações de Remo e Paysandu no Mangueirão, além de entrevistas com ex-jogadores remistas e bicolores que vão relembrar suas atuações nos clássico que disputaram, além do Presidente da FPF (Federação Paraense de Futebol), cel. Antônio Carlos Nunes.
O Portal Cultura também vai estar presente na cobertura do Re-Pa no estadio do Mangueirão, tuitando todos os lances da partida. Você pode participar mandando tuites pela @portalcultura. A equipe do Portal também vai fazer o registro fotográfico que será disponibilizado logo depois em galerias será possível conferir os principais detalhes do jogo, desde a chegada dos torcedores até lances da partida.

Texto:
Ronaldo Quadros-Funtelpa

Hemopa promove
ações de saúde
para servidores

Dentro do programa de “Valorização do Servidor”, o Serviço de Assistência de Saúde ao Servidor (SASS), da Fundação  do Hemopa, preparou vasta programação educativa neste mês. Nesta quinta (22) e sexta-feira (23), de 9h às 12h, está sendo realizada “I Reunião do Projeto de Preparação para a Aposentadoria”. A partir das 11h, haverá ainda sessão de vídeo sobre Tuberculose. Os participantes concorreram a sorteio de brindes, em comemoração ao Dia Nacional de Combate a Tuberculose.
No dia 29, às 10h,  será promovida a “I Reunião das futuras mães funcionárias” que fazem parte do “Projeto Servidoras Grávidas”. No dia 30, às 12h, será realizado mais uma comemoração coletiva dos aniversariantes do trimestre (Jan/Fev/Mar). Todos os eventos acontecem na sala do Sass, no segundo piso do prédio. O Hemopa espera por você na Tv Pe. Eutíquio, 2109. Funcionamento para coleta: de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 18h, e aos sábados de 7h30 às 17h30. Maiores informações pelo fone: 08002808118

“Dia do Bem Verde” atende
comunidades de
Ananindeua e Benevides

O Governo do Pará, em parceria com a Associação Beneficente Casa da Boa Esperança e da Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico participa, neste sábado (24), do “Dia do Bem Verde”, um evento que promoverá serviços de assistência social, cultura e educação ambiental nos municípios de Ananindeua e Benevides.
Atendimento médico, emissão de documentos, oficinas, palestras relacionadas à sustentabilidade e shows são algumas das atrações e serviços prestados no Pará e em todo o Brasil. “É uma corrente do bem, a ação irá acontecer no país inteiro, ajudando pessoas e lhes proporcionando um dia de alegria e conhecimento”, explica Fernanda Miranda, vice-presidente da Casa Boa Esperança.
Esta é a segunda edição do “Dia do Bem Verde” no Pará. Em 2011 foram três mil atendimentos e a expectativa este ano é aumentar esse número. Um dos principais focos do evento é a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente. Palestras e apresentações artísticas tratarão do tema com o objetivo de sensibilizar a população para a importância da educação ambiental e do respeito à natureza. Celebrar e promover inclusão social são as outras metas do Dia. Haverá show do Batalhão de Estrelas do Arraial do Pavulagem, além de oficinas de formação de professores.
A programação acontece na Rua da Pedreirinha (Ananindeua) entre as 9h e o meio dia e na Praça Central de Murunin (Benevides), das 9h às 16h. O Governo do Estado apóia o evento através da Companhia Paraense de Turismo do Pará (Paratur), Fundação Curro Velho, Fundação Cultural Presidente Tancredo Neves (FCPTN) e Secretaria de Seugrança.
Atividades:
Atendimentos: médico, emissão de documentos, corte de cabelo, Drenagem Linfática, Massagem Relaxante, avaliação de medidas, pressão arterial, etc.
Oficinas: fotografia artesanal, musicalização, artesanato, formação de professores em educação ambiental, informática e inclusão digital,
Palestras: prevenção ao uso de drogas, Agenda 21 na Escola, Prevenção à Exploração Sexula de Crianças e Adolescentes, Saúde, alimentação e Meio Ambiente,
Atividades culturais: teatro com tema ambiental, Danças Circulares, Grupo de Contadores de Estórias, Show musical com Ronaldo Silva, Paulo Moura e Adamor (violão e bandolim), Grupo de Carimbo Samcari

Texto:
Julia Garcia-Secom

Seduc capacita merendeiras
em armazenagem de alimentos

Merendeiras lotadas nas 10 escolas estaduais da Região Metropolitana de Belém que funcionarão em tempo integral participaram nesta sexta-feira, 23, de um curso de capacitação onde receberam orientações a respeito da armazenagem, preparação e conservação dos alimentos. O curso foi promovido pela Coordenação de Assistência ao Estudante (CAE) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) sob orientação das nutricionistas Cláudia Albuquerque e Mary Berenice e realizado na cozinha da escola estadual Raimundo Vera Cruz, em Ananindeua. No curso, além da capacitação, as merendeiras puderam trocar experiências e relatar um pouco do que acontece no dia a dia de cada escola, visto que elas possuem suas especificidades.
Adriana Freitas, merendeira da escola Benjamim Constant, conta que em poucas horas de curso já tinha conseguido tirar todas as suas dúvidas em relação ao armazenamento dos alimentos. “Antes ficava muito preocupada por não saber o que fazer com os alimentos que chegavam na escola. Não sabia como guardar direito e ficava com medo que eles estragassem. Agora, já conversei com as nutricionistas e elas explicaram como cada alimento deve ser acondicionado e separado. Desta forma ficou mais fácil. Este curso está sendo muito proveitoso”.
A nutricionista e gerente de alimentação escolar da Seduc, Cláudia Albuquerque, explica que a capacitação é de fundamental importância por proporcionar que as merendeiras tenham conhecimento das boas práticas de higiene. “A higiene é peça fundamental em qualquer cozinha para que possamos ter uma alimentação segura e sem problemas. Todas as etapas são vitais, desde o armazenamento até a maneira de servir, assim como a higiene das louças e de todo o ambiente”, diz.
Durante o curso, as merendeiras receberam a visita do secretário adjunto de logística escolar, José Croelhas, que falou da importância que deve ser dada à alimentação dentro das escolas e da responsabilidade assumida por cada uma das participantes. “ Vejam este momento como parte de um grande esforço. Se empenhem para que tudo dê certo. Temos que atender ao máximo as expectativas de nossos alunos”. “Contamos com vocês, e sabemos que selecionamos o melhor já que após várias seleções, vocês foram as escolhidas”, enfatizou o secretário.
Croelhas informou ainda que está realizando visitas nas escolas e verificando “de perto, os problemas e necessidades de cada uma delas”, que inclui, a compra de equipamentos e utensílios para o trabalho na cozinha.

Novo Cardápio

As 379 escolas estaduais da Região Metropolitana de Belém, incluindo as 10 que irão funcionar em Tempo Integral, já estão trabalhando com o novo cardápio da alimentação escolar, que atualmente conta com uma alimentação balanceada de alto valor nutricional, onde estão incluídas frutas, verduras, hortaliças, leite de gado, polpas de frutas e carnes de peixe, frango e gado.
A nova merenda atende às determinações do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que diz que cerca de 30% de seus recursos dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) devem ser destinados à aquisição de produtos da Agricultura Familiar ou de empreendedores rurais. O FNDE também orienta quanto a quantidade de vitaminas, proteínas e carboidratos contidas na alimentação servida diariamente.
Cláudia relata que os pratos são montados pelos nutricionistas, que calculam a necessidade de ingestão de cada alimento. “Tudo é devidamente calculado e é o aluno que ganha com isto. Hoje, temos uma variedade de alimentos com excelente qualidade nutricional para oferecer ”, frisa. Um dos aspectos levado em consideração para a escolha dos alimentos a serem servidos é a boa aceitação por parte do alunado, já que estes fazem parte do que é consumido diariamente em suas residências.
A inserção de alimentos da agricultura familiar na merenda escolar se tornou oficial no dia 21 de outubro durante o lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2011/2012, momento em que foi assinado pelo secretário de estado de educação, professor Cláudio Ribeiro, contratos com associações e cooperativas da Agricultura Familiar de várias regiões paraenses para o fornecimento dos alimentos, que tem entre outros objetivos, eliminar os produtos industrializados como enlatados e embutidos do cardápio escolar.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Ações marcam o Dia
Mundial de Combate
à Tuberculose

O “II Seminário Tuberculose: Conhecer para Controlar”, realizado nesta sexta-feira (23), no auditório do Polícia Civil, em Belém, marcou o início das mobilizações em torno do Dia Mundial de Combate à Tuberculose, que será lembrado neste sábado (24).  Prestigiado por uma plateia com cerca de 200 pessoas, entre estudantes de cursos ligados à saúde e profissionais da Atenção Básica e de referência, o evento serviu de alerta para uma doença que ainda registra mais de 3 mil casos por ano só no Pará, em grande parte associada à transmissão do HIV, o vírus da Aids.
“É sempre bom fazer esse alerta porque a tuberculose é uma doença historicamente resistente. Nunca é demais conscientizar toda a população da importância de procurar ajuda médica, pois com tratamento adequado a tuberculose tem cura”, diz a coordenadora estadual de Vigilância em Saúde, Rosiana Nobre.
Durante o seminário, a médica pneumologista Ninarosa Calzavara Cardoso, coordenadora do Programa de Tuberculose Multirresistente do Hospital Barros Barreto e membro do Comitê Técnico Assessor em Tuberculose, do Ministério da Saúde (MS), falou sobre a importância do trabalho diário no combate à doença e dos procedimentos e medidas que devem ser tomadas antes, durante e depois do atendimento ao paciente nos serviços de saúde. “Eventos como o de hoje são importantes, mas devemos sempre lembrar que a tuberculose não é uma doença controlada e campanhas de informação, prevenção e educação devem ser feitas diariamente”, disse.
Panorama
De acordo com a coordenadora estadual do Programa de Combate à Tuberculose, Lúcia Monteiro, o Estado registra, em média, cerca de 3.300 casos novos por ano e possui sete municípios prioritários para o controle da tuberculose pelo Ministério da Saúde: Abaetetuba, Ananindeua, Belém, Bragança, Castanhal, Marituba e Santarém, inseridos em uma lista de 181 municípios em todo o Brasil.
Em 2011 foram registrados 3.637 casos novos de todas as formas de Tuberculose no Estado, que por sua vez vem mantendo ao longo dos últimos anos uma média de cura de 73% e abandono de tratamento em torno de 10%, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).
O Pará ocupa, atualmente, o 3º lugar em incidência no país, com uma taxa de 47,9 casos a cada 100 mil habitantes, configurando-se como área endêmica, ou seja, apresentando casos durante todo o ano e independente de qualquer fator externo. A mortalidade no Pará em 2010 foi de 2,2 óbitos/100.000 hab, menor que a taxa nacional, que é de 2,4 óbitos/100.000 hab, comprovando que o poder de letalidade da doença quando os casos são diagnosticados tardiamente.
Aliados no combate à doença no Estado, o Programa de Controle da Tuberculose da Sespa e o Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose tem como objetivo maior a descoberta de casos para tratá-los corretamente, eliminando as fontes de infecção e quebrando a cadeia de transmissão. O Estado hoje descobre cerca de 70% dos casos programados para cada ano, segundo o que preconiza o Programa Nacional, e os esforços despendidos tem sido voltados para o alcance das metas de cura de no mínimo 85% e abandono a menos de 5%.
Além das iniciativas da Sespa, as ações contra a doença no estado vêm sendo beneficiadas com subsídios do Fundo Global (FG), instância internacional que apoia ações de controle de doenças como a aids, malária e tuberculose. No Brasil foram contemplados com os investimentos do Fundo 57 municípios que concentram as maiores cargas da doença.
Conforme explica o coordenador estadual do Comitê Metropolitano, Antonio Ernandes Costa, Ananindeua e Belém recebem, desde 2007, incentivos em forma de capacitações, equipamentos e insumos que apoiam os programas municipais de controle da doença. “Encerraremos nossas atividades em abril e o Comitê deixará importantes contribuições que ajudaram a alicerçar novos pilares de apoio às ações do programa”, explica Antonio Ernandes.

Sintomas

Causada pelo microorganismo Mycobacterium tuberculosis, a tuberculose afeta pulmões, ossos, rins e meninges. Entre os sintomas estão tosse seca e contínua, tosse com pus ou sangue no catarro, febre baixa, suores noturnos, fraqueza, cansaço, perda de peso, dificuldade para respirar e dor no peito. Se esses sintomas persistirem por mais de 15 dias é indicado procurar ajuda especializada.
Atualmente a doença pode ser prevenida com a aplicação da vacina BCG aplicada no primeiro mês de vida. Desde 2011, uma medida do Governo Federal estendeu a vacinação até os 19 anos. Ainda assim, a recomendação é que, ao suspeitar de tuberculose, qualquer pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima da residência para realizar o exame por escarro, que é o primeiro a ser solicitado pelos médicos em suspeita. O tratamento é gratuito, dura cerca de seis meses e é mantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).
Se for seguido à risca, o tratamento pode garantir cura em 100% dos casos. Depois de duas ou três semanas desde seu início, o paciente já sente melhoria nas suas condições de saúde e esse é o momento em que a maioria dos doentes abandona os medicamentos. Por isso é importante que o paciente prossiga com o tratamento até o fim, pois o abandono deixa a pessoa mais frágil e ainda corre o risco de transmitir a doença para outros indivíduos.
Neste domingo (25), integrantes do Comitê Metropolitano de Controle da Tuberculose realizarão na praça da República, em Belém, mais ações alusivas de controle à doença.

Texto:
Mozart Lira-Sespa

Hospital Regional do Sul
do Pará com campanha
de doação de sangue

Em parceria com o “Grupo Amigos de Sangue do Hospital Regional do Sudeste do Pará – HRSP”, o Hemocentro Regional de Marabá (HRM) promove mais uma campanha de mobilização de doadores de sangue, de 26 a 30 de março, com o objetivo de repor os hemocomponentes disponibilizados para transfusão naquela unidade. Por mês, o hospital chega a demandar uma média de 200 transfusões.
Durante a campanha serão intensificadas as orientações sobre doação de sangue no HRSP. No segundo dia (27), as coletas serão realizadas no hospital, dash às 17h, para facilitar a participação de doadores, colaboradores, visitantes e acompanhantes. Nos demais dias, as doações voltarão a ser feitas na sede do hemocentro. Essa será a 15ª campanha realizada pelo hospital, que convida comunidade em geral a colaborar. Para tanto, basta apresentar documento oficial de identidade, estar bem alimentado, estar bem de saúde e ter entre 16 e 67 anos. Menores de 18 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsáveis.
Quem pode doar sangue: Candidatos com boa saúde; idade entre 16 anos completos e 67 anos; peso acima de 50 kg. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto. Não precisa estar em jejum. Com a doação são realizados exames para diversas doenças, entre elas Aids, Sífilis, Doença de Chagas, Hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sangüínea. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher a cada três meses.
Quem pode fazer cadastro de doação de medula óssea: Homem ou mulher saudável e na faixa etária entre 18 e 55 anos. Necessário portar documento de identidade original e com foto.
Serviço: O Hemopa Marabá espera por você na Rodovia Transamazônica, Quadra 12, s/n, entre Avenidas Hiléia e Amazônia. Bairro: Amapá. Fone: (94) 3324.1645 / 3324.1810. E-mail: hemopa@skorpionet.com.br

Texto:
Vera Rojas-Hemopa

Agricultores do Baixo Tocantins
recebem lancha para
comercializar a produção

Os agricultores familiares do Território da Cidadania do Baixo Tocantins serão beneficiados com uma lancha para apoiar a comercialização dos produtos. A embarcação será entregue nesta sexta-feira, 23, na granja da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), em Ananindeua. A cessão da lancha é a contrapartida do governo do estado, como uma das metas do contrato firmado com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), por meio do Programa de Desenvolvimento Sustentável de Territórios Rurais (Pronat), em 2009. A Cooperativa Agrícola dos Empreendedores Populares de Igarapé-Miri (Caepim) será a gestora da embarcação que vai atender agricultores de toda a região do Baixo Tocantins.
O contrato contempla a distribuição e comercialização por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) que prevê a compra de 30% dos produtos da agricultura familiar para a merenda escolar. O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o comércio de sementes oleaginosas junto à empresa Natura também fazem parte do processo que beneficia os pequenos produtores. A lancha dará o apoio logístico para o transporte da produção até os locais de comercialização e nas escolas espalhadas pela região das ilhas.
Outra meta do contrato entre o governo do estado e o MDA foi a entrega de uma pick-up cabine dupla, adquirida pela Sagri em 2011. O aparelhamento de um escritório com móveis e equipamentos de informática e vídeo será a próxima etapa do cumprimento do contrato que vai possibilitar um melhor planejamento administrativo e financeiro das cooperativas, mantendo os produtores em linha direta com o mercado.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri

Novos músicos para a
Orquestra Jovem da FCG

Alunos do Conservatório Carlos Gomes estão fazendo teste durante toda esta sexta-feira (23) pleiteando vagas para ingressar na Orquestra Jovem da Fundação Carlos Gomes, e atender as necessidades dos naipes de Cordas, Madeiras e Metais, ou seja, para 1º e 2º violinos, violas, violoncelos e contrabaixos, flautas, oboés, clarinetes e fagotes, e trompetes e trompas, num total de 38 vagas. Uma banca formada por professores avalia o desempenho dos candidatos em três fases: execução de peça de livre escolha, peça específica de cada instrumento e peça de confronto, comum aos demais. As inscrições, em quantidade expressiva, demonstraram o interesse de muitos alunos em participar do grupo para aprimorar técnicas de conjunto, pois sendo uma atividade pedagógica, tem por objetivo desenvolver o aluno no ambiente artístico além de divulgar a técnica musical desenvolvido pelo Conservatório.

Clientes aprovam crédito
Antecipação IR 2012 do Banpará

Já está disponível para contratação o empréstimo Antecipação do Imposto de Renda 2012 do Banpará, que termina cinco dias antes da restituição do primeiro lote do Imposto de Renda. Com juros pré-fixados, o crédito tem como público-alvo clientes pessoas físicas que possuam conta corrente no Banpará há pelo menos 90 dias. Para ter acesso a esse benefício, o cliente precisa ter indicado o Banpará como depositário do crédito da restituição do Imposto de Renda. O limite de crédito é de 80% do valor a ser restituído ao cliente, variando de no mínimo R$ 100,00 e no máximo R$ 10.000,00.
Para o professor estadual Nabih Salim, que há vários anos faz o empréstimo, a taxa de juros cobrada e a modalidade de empréstimo são as melhores da categoria. “Já faço esse empréstimo há alguns anos, pois as taxas de juros são as mais baixas do mercado. Lanço mão dele a cada início de ano”, enfatizou. A pensionista Edilene dos Santos fez o emprestimo pela segunda vez e elogia a ausência de burocracia do Banco. “O empréstimo do Banpará sempre facilita a minha vida. Nunca tive problemas ao longo dos 15 anos em que trabalho com o banco, por isso confio nos produtos e serviços que ele oferece”, afirmou.

Texto:
Yedda Bevilacqua-Banpará

Último período de defeso
do caranguejo começa
nesta sexta-feira


O último periodo para defeso do caranguejo-uçá no Pará deste ano começa nesta sexta feira, 23, se estendendo até o dia 28. Um levantamento parcial do Ibama revela que foram feitas 131 Declarações de Estoque que permitem a comercialização de 225.350 unidades de caranguejo. A estimativa do órgão o total de declarações chegue a 150, aumentando para quase 300 mil o número de unidades disponibilizadas para a venda. Esses números somados aos verificados nos cinco primeiros periodos ultrapassa a marca de um milhão de caranguejos que puderam ser comercializados legalmente nos seis períodos realizados, desde o inicio do ano.
No total, foram seis os periodos de defeso. Nos cinco primeiros, tivemos os seguintes números:
1° Período – 10 a 15/01 = 90 declarações com 117.380 caranguejos
2° Período – 24 a 29/01 = 96 declarações com 145.805 caranguejos
3° Período – 08 a 13/02 = 123 declarações com 198.665 caranguejos
4° Período - 22 a 27/02 = 92 declarações com 149.420 caranguejos
5º Período – 09 a 14/03 = 135 declarações com 247.140 caranguejos
Os números revelam um crescimento de 110,55%, se consideradas as Declarações feitas no primeiro período de defeso, o que demonstra a resposta dos principais atores da cadeia, como catadores, comerciantes e consumidores, à campanha realizada pela Secretaria de Pesca e Aquicultura do Pará (Sepaq) para conscientizar esses segmentos.

Índios Gavião prestam
exame para Licenciatura
Intercultural da Uepa

No sábado, 24, integrantes do povo Gavião farão a segunda etapa do processo seletivo referente ao curso de Licenciatura Intercultural Indígena, ofertado pela Universidade do Estado do Pará (Uepa). O exame acontece entre 9h e 13h, na própria aldeia, que fica próximo ao município de Marabá. No último dia 17, integrantes das tribos Tembé passaram pela mesma etapa do certame. O concurso oferta, no total, 100 vagas - 50 para cada etnia.
Assim como os candidatos do povo Tembé, os integrantes da etnia Gavião farão uma prova escrita contendo questões de Língua Portuguesa e Redação. O exame será supervisionado por lideranças locais e por membros do corpo técnico da Universidade.
Esta segunda etapa do processo seletivo é composta por questões somam dez pontos. Quem obtiver nota menor que cinco pontos será eliminado do certame. Os aprovados seguem para a terceira e última etapa da seleção: a entrevista, que terá acompanhamento de tradutores da língua indígena. Os Tembé serão entrevistados entre 3 e 5 de maio, enquanto que os candidatos do povo Gavião fazem a etapa entre os dias 10 e 12 do mesmo mês.
O acesso aos locais de realização dos exames ocorrerá das 8h às 9h, impreterivelmente. As provas terão início pontualmente às 9h e, de acordo com o edital, não será admitido o ingresso de candidatos no local de realização das provas após este horário. O candidato deverá portar o documento de identidade original, comprovante de confirmação de inscrição, e caneta esferográfica com tinta azul ou preta.
Novidade - A Licenciatura Intercultural Indígena 2012 é ofertada pela primeira vez na Uepa. O curso abre com 100 vagas, sendo 50 para cada grupo, e será desenvolvido em regime presencial e modular, abordando conhecimentos tratados na área de Ciências Humanas e Sociais, Ciências da Natureza e Matemática e Linguagens e Arte - todos articulados aos saberes indígenas, na perspectiva de formar professores nessas três áreas capacitados para atuar na Educação Escolar Indígena.

Texto:
Ádna Figueira-Secom

Projeto Biizu realiza quatro
oficinas e capacita
75 jovens em Portel


O projeto Biizu, desenvolvido pela Secretaria de Estado de Comunicação (Secom), formou 75 jovens do município de Portel durante a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva. Durante três dias foram ofertadas, na Escola Estadual Nicias Ribeiro, quatro oficinas: grafite, desenho, rádio e fotografia.
A estudante Jessica Almeida, 18 anos, foi uma das participantes da oficina de rádio. O gosto pela informação, segundo ela, vem desde a infância, mas foi graças ao projeto Biizu que a jovem conseguiu vencer a timidez. “Eu sempre gostei de rádio, e gosto muito de ler, mas na hora de falar sempre acontecia um bloqueio. A professora me passou segurança e eu consegui colaborar com o trabalho”, declarou.
O interesse pelas oficinas de mídias populares em Portel foi tão grande, que alguns alunos deixaram outros compromissos para não perder a oportunidade. Foi o caso do estudante José Roberto Diniz, 27 anos, que dedicou todo o seu tempo à oficina de fotografia. O esforço, afirmou José Diniz, foi recompensado, pois o que era um hobby agora se tornou perspectiva profissional. “Eu aprendi regras e desenvolvi um olhar crítico para a imagem depois da oficina”, ressaltou.
O projeto Biizu, que capacitou quase 2 mil pessoas em 11 municípios no ano passado, acompanha a caravana realizando uma programação de oficinas nos municípios de Portel, Melgaço, Breves e Anajás. Cada curso tem duração de 20 horas, e ao final das aulas os alunos recebem certificados de capacitação. As oficinas são ministradas por profissionais capacitados e experientes nos vários tipos de mídias. O objetivo geral do Biizu é formar agentes de comunicação em todos os municípios do Pará.
Oficinas de rádio, jornal impresso, web design, audiovisual, fotografia, grafite e desenho são oferecidas pelo projeto Biizu. Durante as aulas, os participantes produzem blogs, programas de rádio, tablóides, portfólios e murais. Ao final de cada curso são apresentados todos os trabalhos.
Em Portel, os resultados das oficinas foram considerados surpreendentes. “A gente enfrentou 12 horas de barco. Fizemos um dia de divulgação na cidade e, no dia seguinte, todas as vagas estavam preenchidas. Os alunos são muito talentosos e o resultado das oficinas não podia ser melhor”, destacou um dos coordenadores do Projeto Biizu, Rodolfo Moraes.
Além de chegar em municípios polos do Estado e localidades distantes da capital, o projeto Biizu tem mais uma meta em 2012: ampliar o tempo de aula, que passará de uma semana (20 horas) para um mês, com capacitação em todas mídias. A experiência inovadora deve começar na Escola Estadual Vilhena Alves, a partir de abril, para os alunos que fazem parte do Núcleo de Atividades de Altas Habilidades (NAAH).

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Fundação Curro Velho abrirá
inscrições para segundo
módulo de oficinas

A partir da próxima terça-feira (27), a Fundação Curro Velho abre inscrições para o segundo módulo de oficinas de 2012. Além das oficinas tradicionais da programação, este módulo apresenta novidades, como Papietagem (construção de objetos a partir de tiras ou pedaços de papel rasgados e colados em camadas sucessivas sobre algum molde), Fotografia 3D, Customização de tecidos e Esculturas em miriti. Outra novidade é a inserção da Linguagem Verbal, exclusiva da Casa da Linguagem.
Na área de Linguagem Verbal haverá as oficinas de Leitura e Produção de Texto, Redação e Caligrafia Artística. Já na Iniciação Artística, crianças entre 7 e 12 anos vão poder aprender balé, dança, desenho, pintura e colagem. Na área de Linguagem Visual, oficinas de Desenho Animado I, Desenho II, Laboratórios de Pintura e de Desenho, Serigrafia, Customização de Tecidos, Desenho e Gravura, e Iniciação à Bijuteria.
O diretor de Oficinas, Raimundo Calandrino Júnior, destaca na Linguagem Visual as oficinas de Escultura em Miriti, que será ministrada por Maurileno Saches; do Barro à Forma, conduzida por Anderson Barros, e de Papietagem, ministrada pelo artista Paulo Emílio Melo. “A oficina de Escultura em miriti vai trabalhar a forma. É uma oficina voltada para a criação de adereços, cenografias e estruturas de bonecos”, disse o diretor. A técnica também poderá ser utilizada na criação de objetos típicos do Círio de Nazaré.
A oficina de cerâmica denominada “Do Barro à Forma” vai trabalhar de acordo com a prática do aluno, ensinando a confeccionar peças decorativas e utilitárias.
Tridimensional - Na área de Audiovisual são oferecidas as oficinas de Iniciação à Fotografia e Produção de Mídias Móveis, Fotojornalismo e Fotografia em 3D, que será ministrada pelo fotógrafo Fabrizio Rodriguez. “A dinâmica é ensinar aos alunos a visualizar a foto 3D, a identificar a composição”, explica o fotógrafo. Ele ressalta que nem toda composição serve para fazer foto tridimensional. “Tem que ter uma perspectiva”, afirma Fabrizio Rodriguez, que também vai ensinar a confecção de óculos próprios para visualização em 3D.
Teatro, voz e dicção, capoeira, teatro de máscaras, danças folclóricas, dança de salão e teatro de bonecos são oficinas da Linguagem Cênica. No Núcleo de Música, há oficinas de Percussão, Bateria, Violão e Canto Coral, e a continuidade à Iniciação ao Cavaquinho. Além das oficinas de Linguagens, o Infocentro continuará as atividades voltadas à Informática Básica.
As inscrições começam no próximo dia 27 (terça-feira) e prosseguem até o dia 13 de abril. As aulas começam no dia 17 de abril. Os alunos da rede pública têm gratuidade na inscrição, bastando apresentar a declaração de matrícula ou comprovante equivalente.
Para os demais interessados é cobrada uma taxa de R$ 20,00. A Fundação Curro Velho está localizada na Rua Professor Nelson Ribeiro, 287, no bairro do Telégrafo. A Casa da Linguagem fica na Avenida Nazaré, 31, esquina com a Avenida Assis de Vasconcelos.
Serviço: Inscrições para o segundo módulo de oficinas de 2012. De 27 de março a 13 de abril. Mais informações na Fundação Curro Velho – (91) 3184-9100, e na Casa da Linguagem – (91) 3241-9786.

Texto:
Andreza Gomes-FCV

Emater orienta sobre
diversificação e produção
de pescado na região do Xingu

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) está orientando produtores rurais e pescadores de Senador José Porfírio, município da Região do Xingu, sobre diversificação e produção de pescado. A empresa oferece orientação técnica de manejo, alimentação, biometria e limpeza dos tanques, visando garantir uma nova alternativa de renda para as famílias e aproveitar os recursos naturais existentes no município.
Uma das experiências desenvolvidas em Senador José Porfírio é na comunidade Tarumã, na propriedade de Alvimar Moreira. Dentro do igarapé que corta a propriedade, o produtor construiu uma base fixa de madeira e aproveitou o corpo d’água já existente para desenvolver a piscicultura. Corpo d’água pode ser um igarapé, uma lagoa ou qualquer outro local que não sofra muita influência das marés.
No espaço de seis metros cúbicos ele colocou 1,5 mil alevinos de tambaqui. Os peixes permanecem nos tanques geralmente por um ano, até que atinjam entre 800 e 900 gramas, quando ficam prontos para comercialização. A produção estimada chega a 1,3 toneladas de pescado.
Segundo a técnica em Aquicultura da Emater, Simone Silva, a atividade em tanque-rede está crescendo em Senador José Porfírio, devido ao grande potencial pesqueiro da região.
Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados no último Censo, a atividade pesqueira do tipo artesanal merece destaque, visto que contribui efetivamente para a conservação ambiental da região. A pesca representa a terceira maior fonte de renda para as famílias ribeirinhas.
Entre as grandes dificuldades para a produção do pescado em tanques redes  está o acesso aos insumos (ração e alevinos), que ainda são comprados em outros municípios.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater

Grupo de Trabalho analisará
viabilidade técnica
do Porto Pernambuco

Membros do Grupo de Trabalho para Implantação do Projeto Porto Pernambuco farão nova visita técnica, nesta segunda-feira (26), ao município de Inhangapi, no nordeste do Estado, para dar continuidade às análises de viabilidade técnica do local escolhido para sediar o projeto.
A visita terá a participação do técnico Raimundo Wanderley, da Companhia de Desenvolvimento Industrial (CDI), e de Abraão Benassuly, presidente da Companhia de Portos e Hidrovias (CPH), órgãos que executarão o projeto, e ainda de Lúcia Porpino, da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), e de um representante da Secretaria de Estado de Transportes (Setran).
O projeto do Porto Pernambuco consiste na construção de uma plataforma logística intermodal, que visa dinamizar a economia do nordeste do Pará por meio de novos empreendimentos, consolidando o parque metal-mecânico do Polo Industrial de Castanhal.
Segundo o projeto já elaborado, o porto deve contribuir, ainda, para o desenvolvimento da Região Metropolitana de Belém, expandindo a área de indústria intensiva, diminuindo a concentração de atividades no eixo da BR-316 e desafogando o Porto de Vila do Conde, em Barcarena, e consequentemente o tráfego de veículos pesados em Belém.

Texto:
Juliana Pinheiro-CDI

Egressos e familiares serão
capacitados pela
Fábrica Esperança

Até o próximo dia 30 (sexta-feira), 37 egressos da Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) e seis familiares de internos e egressos participam do treinamento e capacitação para auxiliar de serviços gerais, promovido pela Organização Social Fábrica Esperança, em parceria com a Susipe e o Instituto de Artes do Pará (IAP).
“O objetivo é contratar todos os egressos que forem treinados, de acordo com a demanda do mercado”, informou a pedagoga Roseane Barbosa, coordenadora de Capacitação da Fábrica Esperança. “Temos contrato com 12 unidades de serviço no Estado, nas quais 258 egressos estão distribuídos e prestando serviços gerais”, acrescentou.
Para participar do treinamento os egressos são cadastrados pela Divisão de Assistência Integrada (DAI/Susipe) que, se necessário, recupera a documentação pessoal dos egressos e os encaminha para a Fábrica, já com a avaliação psicossocial e jurídica.
Após quatro anos sob custódia, o egresso Raimundo de Castro, 44 anos, cumpre pena em livramento condicional e procura na Fábrica Esperança um caminho para mudar de vida. “Estou desempregado, sustento minha família com a bolsa de R$ 420,00 do projeto Cultivando Flores e Vida, mas preciso trabalhar”, contou ele. “Quero me capacitar para competir no mercado, e não vou desistir”, assegurou.
Renan Pantoja, 28 anos, interno da Casa do Albergado em regime aberto, citou as dificuldades que encontra. “Para um ex-detento é muito difícil conseguir uma vaga de trabalho, por causa da discriminação que nós sofremos. Preciso que a sociedade confie e me dê uma chance. É só disso que preciso”, frisou Renan.
O treinamento é feito em dois módulos. O primeiro tem como eixo temático Educação e Cidadania, e discute temas como relacionamento interpessoal, motivação, postura profissional e trabalho em equipe por meio de dinâmicas de grupo. Dentre as atividades realizadas houve a exibição do filme “Em busca da Felicidade”, no auditório do IAP.
O segundo módulo começa na próxima segunda-feira (26), abordando práticas de segurança no trabalho. A assistente social da DAI, Nielza Pimenta, que ministrou a palestra “Postura Profissional e Trabalho em Equipe” percebeu a mudança de valores e comportamento dos egressos após o treinamento. “Eles chegam aqui desmotivados, porque querem um emprego para sustentar a família. Ao final das dinâmicas e palestras percebo o otimismo e a animação, ao verem o apoio recebido e esperança de um emprego”, disse ela.

Texto:
Nara Pessoa-Susipe

Fapespa discute parceria
entre Pará e Bélgica na
área de pesquisa científica

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Pará (Fapespa) recebeu nesta sexta-feira (23) o embaixador da Bélgica no Brasil, Claude Mission, para discutir parcerias que estreitem os laços entre o Pará e a Bélgica, voltadas ao incentivo à captação de recursos e investimentos na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I).
Pará e Bélgica poderão desenvolver a colaboração no campo da pesquisa científica e tecnológica, por meio do intercâmbio de estudantes e pesquisadores, consultoria, troca de experiência e formação de recursos humanos, no âmbito de projetos conjuntos, de interesses comuns, direcionados à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação.
O presidente da Fapespa, Mário Ramos Ribeiro, destacou o fortalecimento da parceria entre Brasil e Bélgica. “O ponto principal é que iniciamos e fortalecemos uma parceria concreta do Governo do Pará com a União Europeia, criando uma possibilidade gigantesca de intercâmbio de conhecimento, para impulsionar o crescimento da região amazônica, por meio do potencial de pesquisa em ciência e tecnologia”, afirmou.
Claude Mission ressaltou a disposição do governo belga em firmar parcerias com Estados brasileiros. “Com a visita pretendo identificar melhor as possibilidades e perspectivas de colaboração entre instituições belgas e brasileiras, como universidades e centros de pesquisas”, garantiu Mission, destacando interesses nas áreas de  ciência, tecnologia e meio ambiente.
O governo brasileiro tem um acordo de cooperação firmado entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), por intermédio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, e o Conseil Interuniversitaire de la Communauté Française (Ciuf), da Bélgica, que  inclui diversas universidades do país, no conjunto de opções de candidatos a bolsas do programa Ciências sem Fronteiras.
O acordo prevê o desenvolvimento de um programa de atividades com as Universidades da Comunidade Francófona da Bélgica (Univ CfB), representadas pelo Ciuf, para o intercâmbio de estudantes e pesquisadores no âmbito do programa Ciências sem Fronteiras.

Texto:
Simone Campos-FAPESPA

Policiais civis e militares
capturam assaltantes
na Rodovia Belém-Brasília

Dois membros de uma quadrilha de assaltantes estão presos em Paragominas, município do nordeste do Pará, após envolvimento no roubo de uma carga de cigarros de propriedade da empresa Souza Cruz, em Ulianópolis (município vizinho), na Rodovia BR-010 (Belém/Brasília), no último dia 20, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil nesta sexta-feira (23).
Os maranhenses José Wilson de Matos Mourão, 40 anos, de apelido "Zé Wilson", e José de Abreu Sousa, 28 anos, foram capturados durante operação integrada das Polícias Civil e Militar. Durante a operação, parte da carga roubada e três veículos usados pelos acusados foram apreendidos. A captura da quadrilha foi um trabalho da equipe da Polícia Civil, comandada pelo delegado José Ricardo Oliveira, superintendente da Região Guajarina, e da Polícia Militar, sob comando do sub-tenente Roberto, do 19º Batalhão da PM de Paragominas.
O roubo aconteceu por volta de 7h30. Dentre os presos, José Wilson, que reside em Açailândia (MA), já estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça do Maranhão, sob acusação de assalto. José de Abreu Sousa mora na localidade de Amapá do Maranhão, e também já havia sido preso em Junco do Maranhão, por roubo de moto. Os dois foram localizados pelas equipes policiais em menos de uma hora após o crime, ainda na Rodovia Belém/Brasília, próximo a Ulianópolis.
A dupla estava em um veículo Corsa azul, placa HPL-9120, de Açailândia. O carro foi usado pelos assaltantes para render a equipe de escolta e os ocupantes do veículo usado no transporte da carga. Após transferir os produtos para o Corsa e outros veículos, a quadrilha fugiu pela rodovia, enquanto a polícia era acionada. As equipes policiais se dividiram em busca dos acusados.
Na perseguição, após a prisão da dupla, os policiais conseguiram, ainda na BR-010, apreender um Pálio prata, placa NWS-0680, de Caxias (MA). O veículo foi abandonado pelos acusados durante a abordagem ao veículo de transporte de carga. Outra equipe de policiais civis da 13ª Seccional Urbana de Paragominas, comandada pelo delegado Alberone Lobato, trocou tiros com outros integrantes da quadrilha, às proximidades do município.
Durante a fuga, os acusados abandonaram um carro Celta preto, com placa de São Luís (MA), também usado para roubar a carga. As equipes policiais conseguiram encontrar parte da carga, escondida no matagal às margens da rodovia, a cerca de 25 quilômetros de Ulianópolis. As investigações prosseguem para localizar e capturar os demais envolvidos no assalto.


Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Governador acompanhará
as disputas finais
do Sul-Americano



Neste sábado (24), o Parque Aquático do Pará, na Escola Superior de Educação Física, recebe as disputas finais do nado sincronizado e das equipes feminina e masculina de polo aquático, durante o Campeonato Sul-Americano de Desportos Aquáticos. Esta será a última oportunidade para o público paraense prestigiar o desempenho dos atletas brasileiros e de outros países do continente, que buscam medalhas de ouro em ambas as modalidades. A programação começará às 09h, com a apresentação por equipes no nado sincronizado. A entrada é franca.
A equipe brasileira de nado sincronizado é formada pelas atletas Giovana Stephan, Lorena Fontes Molinos, Maria Eduarda Pereira, Maria Bruno, Jéssica Noutel Gonçalves, Pamela Nogueira, Gabriella Figueiredo e Daniella Figueiredo. Na quinta-feira (22), a equipe brasileira conquistou a primeira medalha de ouro na prova Rotina Livre Combinada, totalizando 86,613 pontos.
Logo após a apresentação do nado sincronizado, um clássico sul-americano mexerá com emoção da torcida paraense no Parque Aquático. Às 10h30, as brasileiras do polo aquático entrarão na piscina para enfrentar as rivais argentinas. Às 12h, acontecerá a disputa das equipes de polo aquático masculino pela medalha de bronze.
O governador Simão Jatene assistirá ao último jogo da competição, em que a equipe masculina do Brasil disputará o ouro no polo aquático (o adversário do Brasil será definido na noite desta sexta-feira, 23). A partida final está programada para começar às 13h15. Jatene ainda participará da cerimônia de entrega de medalhas aos vencedores da competição, encerrando os 11 dias de disputas do Campeonato Sul-Americano, em Belém.
O Sul-Americano de Desportos Aquáticos começou no dia 14 e reuniu os grandes nomes da natação, do salto ornamental, nado sincronizado e polo aquático de 12 países. O campeonato é uma realização da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e do governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Polícia fecha quatro pontos
irregulares de
lavagem de veículos


Uma operação realizada no início da tarde desta sexta-feira (23) fechou quatro pontos de lavagem irregular de veículos, na Travessa Barão do Triunfo próximo à Avenida João Paulo II, no bairro do Marco, em Belém. A ação de combate à atividade ilegal de lavagem de carros, que utiliza água desviada da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), contou com o apoio das polícias Civil e Militar  e do Instituto Médico Legal (IML), Delegacia de Polícia Administrativa (DPA) e Delegacia de Meio Ambiente (Dema).
De acordo com levantamentos feitos pela Cosanpa, aproximadamente 700 lava a jatos funcionam na capital paraense. A companhia estima que a maioria utiliza água tratada na realização dos serviços, contrariando a Lei Estadual 6.929, de dezembro de 2006, a qual prevê que postos de combustíveis e empresas de lavagem de carro só podem utilizar água de poços artesianos.
Além de causarem prejuízo financeiro à Cosanpa, que gasta cerca de R$ 1,44 para tratar cada metro cúbico de água, os lava jatos penalizam a população. “Os pontos de lavagem desregulam a pressão da água, prejudicando o abastecimento nos imóveis situados às proximidades”, informou a engenheira Cleide Ferreira, da Cosanpa.
Quatro pessoas foram autuadas e deverão responder a processo criminal. Segundo a delegada Flávia Rodrigues Leal, que comandou a operação, outros pontos serão fechados nas próximas semanas, e a polícia fará rondas permanentes, visando garantir que os pontos de lavagem de veículo irregulares não voltem a funcionar.

Texto:
Milena Medeiros-Cosanpa

Unacon começará a
funcionar na 2ª
quinzena de abril

A Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) do Hospital Universitário João de Barros Barreto começará a funcionar gradativamente a partir da segunda quinzena de abril. A notícia foi dada nesta sexta-feira, 23, pelo secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, após visita à Unidade, feita em companhia da assessora da Secretaria Especial de Proteção e Desenvolvimento Social, Ana Bezerra, que na ocasião representou a titular do órgão, Teresa Cativo; do pró-reitor de Planejamento da UFPA, Erick Pedreira; do diretor do Barros Barreto, Eduardo Leitão; e das cogestoras da Sespa, Rosângela Monteiro e Círia Pimentel, além de diretores e técnicos do Hospital.
A comitiva visitou o setor de pronto atendimento, recepção, serviço de radioterapia, braquiterapia, quimioterapia e o andar do Ensino e Pesquisa, onde Helio Franco teve a oportunidade de conversar rapidamente com a primeira turma de graduação de Medicina, que está tendo aula específica sobre Oncologia. O secretário ressaltou a importância da prevenção, junto aos pacientes, e de atualização, junto aos médicos.
A Unacon faz parte do Projeto Expande, desenvolvido pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) para ampliar e assegurar assistência integral a pacientes portadores de câncer, com recursos humanos especializados, equipamentos e infraestrutura hospitalar e de rede. O protocolo foi assinado em 2003 oficializando a mútua cooperação entre o Inca, Ministério da Saúde, Sespa, Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) e Universidade Federal do Pará (UFPA). De lá para cá, o Governo do Estado tem se empenhado para colocar a Unacon em funcionamento a fim de descentralizar o atendimento do Hospital Ophir Loyola (HOL), tornando essa uma das prioridades da gestão atual.
Para acelerar o processo, a Sespa contratou a Fundação Nacional do Câncer como consultoria na implementação da Política de Oncologia do Estado, tendo como desafio inicial colocar a Unacon para funcionar. Os consultores iniciaram o trabalho em outubro de 2011 e apresentaram um projeto de implantação dividido em quatro fases. A primeira e atual se refere à aquisição dos equipamentos e insumos, assim como a chegada e alocação dos recursos humanos dentro dos contratos pactuados. A fase II corresponde ao início do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).
Segundo Helio Franco, a Unacon não é um anexo do Barros Barreto e, sim, o Hospital como um todo, uma vez que será utilizada toda a infraestrutura já existente da instituição hospitalar. “A Unacon vai trabalhar com oncologia clínica, cirurgia, radioterapia e quimioterapia, ou seja, novos serviços é que estão sendo implantados no Hospital”, explicou.
Os serviços serão oferecidos gradativamente, começando pelo atendimento de pacientes com tumores sólidos de esôfago, estômago, colon, reto, ânus, pâncreas, vias biliares e fígado. E estão sendo realizadas reuniões com a Sesma para iniciar a regulação de pacientes do HOL para o Hospital Barros Barreto a partir de abril.
O secretário de Saúde ressaltou que a Unacon integra assistência, ensino e pesquisa. Inclusive, o Doutorado em Oncologia já está em andamento e agora estão abertas inscrições para o Mestrado em Oncologia e Ciências Médicas, com três vagas asseguradas para servidores estaduais efetivos.
Além de ter firmado convênio com a UFPA para o repasse de recursos no valor de R$ 2,1 milhões para manutenção dos serviços da Unacon pelo período de um ano, a Sespa também está disponibilizando 65 servidores concursados e 38 contratados por seis meses, garantindo o funcionamento inicial do serviço. Após esse prazo, o Barros Barreto deverá contratar novos profissionais.
No que tange ao serviço de Radioterapia, o acelerador linear está em fase de testes, porém ainda aguarda autorização da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) para ser utilizado em pacientes. A equipe profissional inicial é formada por um físico, um médico, dois técnicos em radioterapia, um enfermeiro, uma auxiliar de enfermagem e um recepcionista, o mínimo exigido pelo CNEN.
A Fase III do projeto de implantação corresponde à extensão do atendimento aos casos de câncer de mama, uroginecólogicos e urulógicos e patologias do tecido osteo-conjuntivo. Já a Fase IV corresponde à ampliação no atendimento de patologias e da estrutura físico local. A Unacon não atenderá patologias do sistema nervoso cerebral e doenças mielo-proliferáticas e pediatria. O foco será nos tumores sólidos, câncer de mama, colo de útero e estômago e o encaminhamento de pacientes seguirá as regras da regulação do SUS.

Texto:
Roberta Vilanova-Sespa

Cohab inicia segunda-feira
elaboração de seu
plano estratégico

A consultora Telma Delmondes, do Instituto Saberes de Educação em Gestão e Humanidades, com sede em Aracaju (SE), estará novamente em Belém para dar início à segunda etapa do processo de reestruturação da Companhia de Habitação do Pará (Cohab). Em fevereiro ela esteve à frente de um seminário de dois dias com um grupo de funcionários da Cohab, na Escola de Governo, quando foi elaborado um diagnóstico institucional da companhia. Nesta segunda-feira, 26, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, ela ministrará palestra para funcionários e colaboradores da companhia, dando início ao processo de planejamento estratégico do órgão.
Segundo a assessora de Gestão e Qualidade da Cohab, Suely Nascimento, essa nova participação da consultora objetiva enquadrar as ações da Cohab junto ao Mapa Estratégico do Governo. “Esse mapa já delimitou metas que deverão ser atingidas; no nosso caso é a diminuição do déficit habitacional. A partir daí vamos elaborar o nosso plano estratégico e a Telma nos ajudará nisso”, informou Suely. A montagem do plano, que se dará no decorrer da semana, terá a participação de gerentes, assessores e colaboradores - 40 ao todo -, nas dependências da Escola de Governo.
A presidente da Cohab, Noêmia Jacob, destacou a necessidade de contar com a participação de todos nesse processo de reconstrução da companhia. “Na segunda-feira começaremos nosso trabalho de construção de um planejamento estratégico e de definição de metas e resultados que pretendemos alcançar. Para essa tarefa estamos chamando não somente os gerentes, mas representantes de cada grupo de servidores que temos na companhia, para que juntos possamos conhecer os desafios e encontrar meios de superá-los. Todos estão sendo chamados a participar. O papel dos gestores nesse processo é fundamental. Porém, muito mais do que de gerentes, o que precisamos são de líderes, pessoas que envolvam as equipes, que faça com que elas se comprometam com a construção dessa nova realidade”, declarou.
Durante o encontro no Hangar, que inicia às 8 horas, os funcionários assistirão a uma exposição sobre o Plano Plurianual (PPA),o novo Modelo de Gestão do Governo do Estado, as metas da Cohab para 2012 e Diagnóstico Institucional da Cohab. Em função do encontro, não haverá atendimento na Cohab na segunda-feira, 26. Na terça-feira, 27, o expediente será normalizado.

Texto:
Rosa Borges-Cohab

Cohab mobiliza servidores
para elaboração de seu
plano estratégico

A consultora Telma Delmondes, do Instituto Saberes de Educação em Gestão e Humanidades, com sede em Aracaju (SE), estará novamente em Belém para dar início à segunda etapa do processo de reestruturação da Companhia de Habitação do Pará (Cohab). Em fevereiro ela esteve à frente de um seminário de dois dias com um grupo de funcionários da Cohab, na Escola de Governo, quando foi elaborado um diagnóstico institucional da companhia. Nesta segunda-feira, 26, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, ela ministrará palestra para funcionários e colaboradores da companhia, dando início ao processo de planejamento estratégico do órgão.
Segundo a assessora de Gestão e Qualidade da Cohab, Suely Nascimento, essa nova participação da consultora objetiva enquadrar as ações da Cohab junto ao Mapa Estratégico do Governo. “Esse mapa já delimitou metas que deverão ser atingidas; no nosso caso é a diminuição do déficit habitacional. A partir daí vamos elaborar o nosso plano estratégico e a Telma nos ajudará nisso”, informou Suely. A montagem do plano, que se dará no decorrer da semana, terá a participação de gerentes, assessores e colaboradores - 40 ao todo -, nas dependências da Escola de Governo.
A presidente da Cohab, Noêmia Jacob, destacou a necessidade de contar com a participação de todos nesse processo de reconstrução da companhia. “Na segunda-feira começaremos nosso trabalho de construção de um planejamento estratégico e de definição de metas e resultados que pretendemos alcançar. Para essa tarefa estamos chamando não somente os gerentes, mas representantes de cada grupo de servidores que temos na companhia, para que juntos possamos conhecer os desafios e encontrar meios de superá-los. Todos estão sendo chamados a participar. O papel dos gestores nesse processo é fundamental. Porém, muito mais do que de gerentes, o que precisamos são de líderes, pessoas que envolvam as equipes, que faça com que elas se comprometam com a construção dessa nova realidade”, declarou.
Durante o encontro no Hangar, que inicia às 8 horas, os funcionários assistirão a uma exposição sobre o Plano Plurianual (PPA),o novo Modelo de Gestão do Governo do Estado, as metas da Cohab para 2012 e Diagnóstico Institucional da Cohab. Em função do encontro, não haverá atendimento na Cohab na segunda-feira, 26. Na terça-feira, 27, o expediente será normalizado.

Texto:
Rosa Borges-Cohab

Paratur entrega Plano Estratégico
de Turismo ao
consórcio de Belo Monte

O fortalecimento do turismo no Polo Xingu foi debatido na quinta-feira (22), no município de Altamira, pelo presidente da Companhia Paraense de Turismo, Adenauer Góes, e representantes de vários setores da economia e do turismo na região, incluindo o consórcio responsável pela construção da Hidrelétrica de Belo Monte. Na Associação Comercial de Altamira (Aciapa), Adenauer Góes conversou com empresários locais do ramo turístico e representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), que comunicaram à Companhia Paraense de Turismo (Paratur) a atuação do consórcio construtor da Hidrelétrica de Belo Monte.
Segundo os agentes de viagens de Altamira, de cada 10 passagens aéreas adquiridas pelo consórcio, apenas uma é comprada em Altamira, e as outras nove estariam sendo compradas fora do Pará. O presidente da Paratur reafirmou a posição do governo do Estado em relação  Consórcio, e lembrou que nesse processo grandioso que é Belo Monte é importante que os comerciantes da região estejam preparados para atender a demanda. Ao final da reunião, Adenauer Góes se comprometeu a tentar intermediar as reivindicações dos empresários locais com os diretores responsáveis pela construção da hidrelétrica.
Na segunda reunião, também realizada na Associação Comercial, o debate teve como centro o Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável do Xingu (PDRSX). Representantes dos governos federal, estadual e municipal, e de entidades dos 11 municípios da área de influência de Belo Monte, discutiram e apresentaram projetos e ações para o desenvolvimento da região, após a construção da hidrelétrica.
Potencial - Adenauer Góes enfatizou o potencial turístico do Pará, ressaltando a importância do Polo Xingu, que se diferencia com produtos turísticos relacionados à pesca esportiva, tradições indígenas e, agora, a construção da hidrelétrica.
Já na terceira reunião, Adenauer Góes conversou com a superintendente do Meio Socioeconômico da Norte Energia, Cassandra Gelsomino; a secretária de Turismo do município, Zelma Costa; conselheiros de turismo e consultores que prestam serviços para a Norte Energia. A reunião, que aconteceu no auditório da sede do consórcio, discutiu o andamento das obras de Belo Monte, principalmente as ações e os projetos que serão implantados na região com o empreendimento. A representante da Norte Energia falou sobre a preocupação que a empresa tem com o desenvolvimento local e enalteceu a importância do turismo nesse contexto.
O presidente da Paratur apresentou e entregou à superintendente o Plano Estratégico de Turismo do Estado do Pará, do qual constam os projetos e programas do Plano Estratégico de Turismo do Pará voltados para o Polo Xingu. Entre eles, alternativas para aproveitamento turístico e de mão de obra das comunidades do entorno de Belo Monte.
Também foi entregue a Ata da 23ª reunião extraordinária do Conselho Municipal de Turismo de Altamira, que reforça as ações do Plano Estadual de Turismo. Adenauer Góes enfatizou que “aguardava esse diálogo com a empresa responsável pelo empreendimento de Belo Monte”, e espera estreitar o diálogo com a empresa.
Ao final, ficou decidido que em 30 dias haverá uma nova reunião entre Paratur, órgãos de turismo da região e a Norte Energia para discutir e iniciar o Planejamento Integrado das ações de mitigação para o Turismo no Polo Xingu.
Evitar erros - “Nossa visita à Altamira teve como principal objetivo iniciar diálogos com representantes do complexo de Belo Monte, para que não se repita naquela região o erro de Tucuruí. É necessário que programas e projetos voltados ao turismo, a partir da geração de emprego, renda e desenvolvimento social e econômico das comunidades locais, sejam levados em consideração pelos responsáveis pelo empreendimento. O Plano Estratégico de Turismo do Pará, lançado pelo governador Simão Jatene, aponta diretrizes para o turismo na região do Polo Xingu, apresentados por nós aos investidores de Belo Monte”, informou Adenauer Góes, que aprovou o resultado da reunião.
Conceição Silva da Silva, assessora institucional da Paratur, que coordena a implementação do Plano, com apoio da consultoria espanhola Chias Marketing, avaliou como positiva a presença da Paratur no Polo Xingu. “O grande ganho deste encontro é o reconhecimento da Norte Energia de que precisava alinhar seu planejamento com a política do turismo. Com isso, surgem grandes possibilidades ao Polo Xingu, a partir da parceria com o governo do Estado”, disse ela.
Produtos turísticos - O Plano Estratégico de Turismo do Pará, denominado “Ver-o-Pará”, soma 465 produtos e recursos turísticos nos polos Belém, Marajó, Tapajós, Araguaia Tocantins, Amazônia Atlântica e Xingu. Este polo, por sua vez, tem em Altamira os principais produtos considerados Estrela, Classe A e Classe B, e outros recursos. Entre os 12 produtos e recursos turísticos do Xingu, destacam-se aqueles considerados estrelas (os melhores do destino), que são o sítio pesqueiro do Xingu, mosaico de unidades de conservação da Terra do Meio e comunidades indígenas do Xingu.
Ainda como estratégia de fortalecimento do turismo no Polo Xingu, a Paratur, por meio do Núcleo de Registro e Qualidade (NRQ), iniciará em maio cursos de qualificação para prestadores de serviços turísticos na região.
Os cursos, que fazem parte do Programa Estadual de Qualificação Profissional (Peqtur), são na área de gestão de empreendimentos turísticos (25 vagas), cozinha regional (60 vagas), design e técnicas de produção e comercialização de artesanato (60 vagas), qualidade no atendimento (40 vagas), manipulação de alimentos (40 vagas) e condutor de pesca esportiva (25 vagas).
As inscrições serão feitas e gerenciadas pela Secretaria Municipal de Turismo de Altamira, e a execução por empresa licitada pela Paratur.

Texto:
Benigna Soares-Paratur

Padre Fábio de Melo foi atração
no aniversário da
Biblioteca Pública Arthur Vianna

As comemorações pelos 140 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna incluíram, nesta sexta-feira, 23, a realização de um Ciclo de Palestras sobre o tema “A tolerância religiosa”,  ministradas pelo padre Fábio de Melo. Para permitir que todos os interessados pudessem acompanhar a explanação - tendo em vista que as inscrições para o evento encerraram nos primeiros dias da programação -, a direção da Fundação Tancredo Neves disponibilizou um telão na Praça da Palavra (andar térreo do Centur), que transmitiu a palestra em tempo real.
Fábio de Melo foi ordenado sacerdote em 2001, tendo uma formação posterior ampla: professor universitário, graduado em Filosofia e Teologia, pós-graduado em Educação e em Teologia Sistemática, escritor, cantor, compositor e apresentador. Com quinze CDs gravados e com um repertório que valoriza a religiosidade e a cultura musical brasileira, é também autor de livros campeões de venda como “Quem me roubou de mim”, “Tempo: Saudades e Esquecimentos”, “Quando o sofrimento bater à sua porta”, “Amigo: somos muitos, mesmo sendo dois”, “Carta entre amigos” e o mais recente “Tempo de Esperas”.
Junto ao Ciclo de palestras, a programação desta sexta-feira apresentou, ainda, os escritores Fernando Pessoa e Cláudio Cardoso no projeto “A noite é uma palavra”, que incluiu a declamação de obras literárias acompanhadas das performances de músicos e atores, como Paulo Moura e Vitor Soares. A ideia do projeto é transformar o sarau literário em um espetáculo completo com as diversas linguagens artísticas. Ainda na noite de hoje, o escritor Cláudio Cardoso lançou o livro “A filha do Oriente”, às 19h, no andar térreo do Centur.
Outra atração do dia foi o Grupo Teatro de Origem, que se apresentou às 16h, na Praça da Palavra. O grupo exibiu o espetáculo “Celebração à palavra”, das intérpretes Yandra Galuppo e Marluce Araújo, que aborda por meio de pequenas histórias o poder da palavra e da voz humana, desde o surgimento da linguagem, a partir dos mitos e dos ritos, práticas ancestrais de comunicação e expressão humana. Às 17h, o Instituto Ocara fez uma perfomance de danças circulares. A programação cultural do dia encerrou às 20h, com o show do grupo afro Ita Lemi Sinavuru.
Serviço: A programação pelos 140 anos da Biblioteca Pública Arthur Vianna se estende até o domingo (25). Mais informações pelo fone 3202-4332

Texto:
Hélio Granado-FCPTN

Cosanpa alerta população
contra o desperdício
no Dia da Água

Centenas de estudantes do 1º e 2º graus de escolas da rede pública e privada de Belém participaram, na manhã da última quinta-feira, 22, das comemorações pelo Dia Mundial da Água, que contou com uma visita ao Parque do Utinga, em Belém.
Alusiva à data instituída pela ONU em 1993,a  programação começou com uma incursão monitorada de alunos do Ensino Fundamental à Estação de Tratamento de Água do Bolonha. Na ETA, eles acompanharam o processo de produção, tratamento e distribuição da água que chega a residência da Grande Belém e participaram de palestras educativas cujo tema central era o combate ao desperdício e a preocupação com a preservação do meio ambiente.
A maior parte da água doce existente no mundo não está pronta para o consumo; precisa de tratamento, o que é muito caro. Quanto mais rios e lençóis subterrâneos são poluídos e contaminados, mais fica difícil obter a água de boa qualidade. Além disso, as redes de abastecimento não conseguem acompanhar o ritmo de crescimento da população.
O professor e monitor Elizário Coelho esclareceu muitas dúvidas dos estudantes. “Eles são inteligentes, curiosos e futuros formadores de opinião. É por eles que temos que começar esse trabalho de conscientização”, afirmou. “Só agora entendi de onde a água vem e por onde ela passa para chegar até a nossa casa. Por isso é importante a gente não desperdiçar”, ponderou Cláudio Miralha Pingarilho Jr., de 8 anos, no final da visita ao complexo Bolonha.
A programação contoou, ainda, com uma caminhada pelo lago Água Preta, plantio de mudas no parque de visitação do Utinga, exposição de animais taxidermizados e apresentação de teatro de fantoches. “Estas visitas são rotina e fazem parte do projeto Saneamento e Cidadania, que tem o condão de sensibilizar o cidadão para a importância de utilizar com racionalidade os recursos naturais, como a água", informou o diretor de operações da Companhia de Saneamento do Pará, Antonio Crisóstomo.
As atividades alusivas à Semana da Água também foram realizadas nos municípios de Dom Eliseu, Igarapé-Miri, Marituba, Marabá e Monte Alegre.

Texto:
Milena Medeiros-Cosanpa

Estudantes são público-alvo
do Congresso de
Zoológicos e Aquários

Na mesma data em que se comemora o Dia Mundial da Juventude, 28 de março, centenas de jovens interessados nas questões ambientais estarão em Belém para participar do 36º Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil. O evento, que é uma realização do governo do Estado do Pará, acontece no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, e terá como tema “Conservação da Fauna Amazônica”.
“Queremos integrar instituições de ensino, sociedade e poder público em estratégias de preservação e pesquisa da biodiversidade da região. Precisamos mudar o direcionamento dado à expansão de Belém e resgatar o passado que a cidade teve, quando era referência em áreas verdes”, explica o biólogo Igor Seligmann, gerente do Parque Mangal das Garças.
Segundo a médica veterinária Ana Sílvia Sardinha Ribeiro, professora da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), apesar de vivermos no bioma com uma das maiores biodiversidades do planeta encontramos dificuldade em discutir e difundir experiências ligadas a temas como manejo da fauna selvagem. “Por isso é sempre bom contarmos com eventos que proporcionam oportunidades de intercâmbio entre os profissionais, acadêmicos e pesquisadores, principalmente na difusão de novas ideias e no fortalecimento da medicina de animais”, ratificou.
O congresso investe na presença de jovens universitários porque tem como objetivo difundir as tecnologias e novidades da área ambiental. “Muitas vez o acadêmico não tem oportunidade de conhecer outros profissionais, saber de iniciativas bem sucedidas em outros países. E com o congresso ele compartilha essa dificuldade com o intercâmbio de experiências com os demais participantes”, complementa Igor.
Entre os palestrantes convidados estão a cientista Gabriela Mastromonaco, PhD em biotecnologia reprodutiva e curadora do zoológico de Toronto, no Canadá, e o biólogo Sérgio Rangel, conhecido nacionalmente por suas expedições naturais exibidas em programas de TV. Além das explanações, o público presente poderá conhecer o que há de mais moderno na área ambiental por meio de instruções didáticas e práticas. No total, serão realizados dez mini-cursos e quatro workshops, sempre abordando a pesquisa e conservação de fauna silvestre da região.
São colaboradores do evento o Museu Emílio Goeldi, Zoológico Beto Carrero, Universidade Federal do Pará, Instituto Evandro Chagas, Zoológico Tropical de Manaus, Universidade da Amazônia e Centro Universitário do Estado do Pará.
Serviço: O 36º Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil acontece de 28 a 31 de março de 2012, no Hangar. As inscrições podem ser feitas pelo site www.congressoszb2012.com.br.

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Vitória pela educação

Pela primeira vez em 27 anos de serviços prestados em prol da formação educacional de alunos, a escola de Ensino Médio "Ministro Alcides Carneiro", em Ananindeua, promoveu uma festa para uma turma de formandos. A cerimônia solene aconteceu nesta sexta-feira, 23, no salão do Serviço Social da Indústria (Sesi), na rodovia Mário Covas, reunindo quatro turmas de ensino médio. No total, 70 alunos concluíram mais uma fase de aprendizagem e, a partir de agora, se preparam para novos desafios, entre os quais, o acesso ao ensino superior.

Reunião do Fomentur
discute estratégias
para a FITA 2012

Na próxima segunda-feira, 26, o presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e do Fórum de Desenvolvimento Turístico do Pará, Adenauer Góes, reúne o trade turístico para discutir, entre outras questões, as estratégias para realização da Feira Internacional de Turismo da Amazônia (FITA 2012), prevista para acontecer entre 21 e 24 de junho no Hangar. Também está na pauta a chegada, na segunda-feira, da equipe da consultoria espanhola Chias Marketing, para acompanhar de perto a implantação do Plano Estratégico de Turismo “Ver-o-Pará”, lançado pelo Governo do Estado no final do ano passado. A 63ª  Reunião Ordinária do Fomentur acontecerá às 16 horas, na auditório da Fiepa.

Brasil marca presença
nas finais do Sul-Americano


O Brasil chega à final do Sul-Americano de Desportos Aquáticos com uma série de vitórias e medalhas. Depois do show com os atletas da natação, a seleção brasileira marca presença forte nas disputas do polo aquático e do nado sincronizado. No polo masculino, o Brasil, manteve sua invencibilidade e terminou a fase de classificação na liderança com 10 pontos. Na semifinal contra a Colômbia, o Brasil venceu por 15x7 e está na final. O governador do Pará, Simão Jatene, confirmou presença na programação de premiação, que será às 13 horas deste sábado, no Parque Aquático da Escola Superior de Educação Física.
No polo feminino a seleção também está a um passo do ouro, depois de derrotar a Venezuela por 17 a 3. Na final, que acontece na manhã deste sábado, o Brasil vai brigar pelo ouro com a Argentina, e só perde este título se perder para a Argentina pela mesma diferença de oito gols que o Brasil impôs no jogo entre ambos no turno – Brasil 11 x 3 – e com um gol a mais, exemplo: 12 a 4. Placares iguais levariam a decisão para os pênaltis.
No nado sincronizado, o dueto brasileiro foi tricampão no Sul-Americano, com as brasileiras Lara Teixeira e Nayara Figueira, que já foram campeãs em São Paulo (2008) e Medellín (2010). O dueto olímpico brasileiro fez 87,500 pontos na rotina livre com o tema “Corpo Humano”, e totalizou 175,1250 pontos, após a soma com a rotina técnica, realizada na última quarta-feira, 21. As mesmas coreografias serão usadas agora em Londres, no Pré-Olímpico de 18 a 22 de abril.
O tema da Rotina Técnica é “Opostos”, mistura de música lírica com rock. Argentina e Colômbia completaram o pódio sul-americano, em Belém. Com o anúncio da classificação final, Nayara e Lara foram ao público na arquibancada e distribuíram fotos da dupla autografadas. Na disputa solo a brasileira Giovana Stephan conquistou o segundo ouro do nado sincronizado na manhã de sexta-feira (23). A primeira vitória brasileira foi na quarta-feira, com a Rotina Livre Combinada (combo).
Giovana trouxe emoção ao parque aquático da Esef com o tema “Saudades de Nápoles”, canção cantada pela brasileira Zizi Possi, num dialeto italiano. O pódio das solistas foi completado pela argentina Etel Sanchez , e pela colombiana Jennifer Cerquera Hatiusca. Confira programação de encerramento do Sul-Americano:
Dia 24/03 – Sábado 9h – Nado Sincronizado – Rotina Livre Equipes
10h30 – Polo Fem: Brasil x Argentina
12h00 – Polo Masc: Disputa do bronze 13h15 –
Polo Masc: Decisão

Texto:
Bruna Carvalho-Seel

Dia do Bem Verde beneficia
mil pessoas em
Ananindeua e Benevides

Aliando caridade e consciência ambiental, a Associação Beneficente Casa Boa Esperança, em parceria com o Governo do Estado e a Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico, promoveu, neste sábado, 24, diversas atividades de saúde, cidadania e educação ambiental durante o “Dia do Bem Verde”, programação que mobilizou a população de quatro municípios paraenses: Ananindeua, Benevides, Santarém e Parauapebas. Somente na Região Metropolitana de Belém (Ananindeua e Benevides), a ação beneficiou cerca de mil pessoas.
Em Ananindeua a ação foi realizada na sede da Casa Boa Esperança, localizada na Rua da Pedreirinha, bairro da Guanabara. Das 9h às 13h, a população do teve acesso a diversos serviços, entre eles a emissão de carteira profissional, oficinas de biocosméticos e confecção de instrumentos, palestras sobre meio ambiente, teatro e atendimento odontológico. Cerca de 300 pessoas estiveram no local.
Morador da área, Mauro Raimundo Nunes Dias levou o filho Mauro Santiago Dias, de 3 anos, para participar da ação. “Ações como essa são sempre bem vindas, porque a maioria das pessoas que mora por aqui é carente desse tipo de serviços", declarou o motorista, enquanto acompanhava o filho na atividade de higienização bucal. Pai de três filhos, Raimundo disse que ainda levaria o outro filho, de 15 anos, para tirar a carteira profissional.
Esta é a segunda edição do “Dia do Bem Verde” no Pará. Em 2011 foram três mil atendimentos. Segundo o presidente da Casa Boa Esperança, Fábio Bastos, o objetivo é unir temas relacionados à sustentabilidade e à preservação do meio ambiente com caridade, um dos princípios que regem a doutrina da comunidade espirita. “Nosso intuito não é adquirir novos adeptos, é estimular e praticar a caridade, nos aproximando da comunidade e auxiliando as pessoas”, afirmou.
Voluntariado – A programação do “Dia do Bem Verde” é realizada nacionalmente por voluntários das Casas Beneficentes ligadas ao Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV). Na Rua da Pedreirinha, cerca de 50 pessoas foram responsáveis pela ação. Uma delas é o músico Maurício Baiano, que ensinou as crianças a confeccionar instrumentos percussivos com materiais recicláveis.
Durante a oficina, garrafas pets se transformaram em ganzás, chocalhos, e instrumentos de arranjo e efeitos. “O objetivo é mostrar para as crianças como reaproveitar esses materiais, que muitas vezes são descartados por não terem nenhuma utilidade, transformando-os em instrumentos. E também fazer com elas entrem em contato com a cultura musical daqui, conheçam os sons e os ritmos amazônicos”, explicou Baiano, que há 35 anos trabalha como músico.
Além de Ananindeua, a programação na Região Metropolitana acontece também na Praça Central de Murinim, em Benevides, das 9h às 16h. O Governo do Estado apoiou o evento por meio Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), da Companhia Paraense de Turismo do Pará (Paratur), Fundação Curro Velho, Fundação Cultural Presidente Tancredo Neves (FCPTN) e Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Carreata do Imetropará
percorre as ruas de Belém

O Instituto de Metrologia do Pará (Imetropará) promoveu, na manhã deste sábado, 24, uma carreata de conscientização que faz parte da Operação Páscoa. Um minitrio divulgou dicas para os consumidores enquanto os carros usados pela fiscalização do órgão percorriam as principais ruas do centro e Belém.
“Queremos que o consumidor se conscientize cada vez mais de seus direitos. O Imetropará percorre todo Estado para garantir que o cidadão não seja lesado, mas é importante que cada um de nós também faça sua parte e denuncie sempre que uma irregularidade for encontrada”, disse Luiziel Guedes, presidente do órgão.
Guedes explica que, ao comprar um ovo ou uma barra de chocolate o consumidor deve verificar, primeiramente, o peso do produto. A embalagem e o brinde, se houver, não contam. “Se a embalagem diz que um ovo de Páscoa tem 300 gramas, são 300 gramas só de chocolate”, frisa. O brinde é outro detalhe importante. “Os pais muitas vezes compram um ovo por causa daquele personagem que as crianças gostam. Mas eles devem observar se esse brinde está com o selo do Inmetro e se é adequado para a idade dos filhos”, explica.
Durante a Operação Páscoa, foram coletados cerca de 170 ovos de 13 marcas diferentes em dez estabelecimentos de Belém e do interior do Estado. A coleta não significa que haja alguma irregularidade, é o exame em laboratório que vai indicar se o valor nominal da embalagem (peso) corresponde ao do produto. Esse exame será realizado na próxima quarta-feira, dia 28. Os ovos são pesados com embalagem e brinde e depois sem esses dois itens. Os fornecedores foram notificados a acompanhar a análise, mas a ausência deles não impede o teste.

Texto:
Adaucto Couto-Imetropará

Reunião do Fórum dos
Governadores dos
Estados da Amazônia

Os governadores dos nove Estados da Amazônia Legal (Pará, Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Amapá, Maranhão, Tocantins e Mato Grosso) estarão reunidos nesta segunda-feira, 26 de março, em Belém, para debater sobre desenvolvimento sustentável na região. O convite para a reunião, cujo temá será  " A construção da agenda amazônica rumo à Rio + 20",  foi feito pelo governador do Pará, Simão Jatene.  O objetivo do evento é propiciar o debate entre os governadores da região amazônica sobre os principais temas, compromissos e questões a serem consideradas na construção de uma agenda comum dos Estados.
A ideia é  avançar na consolidação de uma proposta de política de desenvolvimento integrada, a ser apresentada pelo bloco dos governos da Amazônia Legal durante as conferências da Rio + 20, marcada para o período de 13 a 22 de junho, no Estado do  Rio de Janeiro. Esta será a segunda reunião preparatória para a criação da "agenda amazônica". A primeira - também realizada por iniciativa de Jatene - aconteceu em maio do ano passado. A terceira e última reunião, que vai selar a proposta a ser apresentada conjuntamente pelos governadores da Amazônia Legal vai ocorrer em maio, no Estado do Acre.  Abaixo segue a programação:
09h30 – Abertura
09h40 – Boas vindas - Governador do Estado do Pará Simão Jatene
10h00 – “A Amazônia na Rio + 20” - Francisco Gaetani, Secretário-Executivo do Ministério do Meio Ambiente (a confirmar)
10h30 – “A construção da Carta Amazônia no âmbito do Fórum dos Secretários de Meio Ambiente” – Vicente Falcão, secretário de Estado do Mato Grosso
11h00 – Reunião dos Governadores – debates sobre os temas da Amazônia na Rio + 20
11h00 – Reunião dos Secretários de Meio Ambiente
13h00 – Almoço
15h00 – Entrevista coletiva dos Governadores dos Estados da Amazônia
16h00 – Encerramento

Data da pauta: 26/03/2012 09:30:00
Data de expiração: 26/03/2012 17:00:00
Local: Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia
Endereço: Avenida Dr. Freitas, s/n
Contatos: Mauro Neto, diretor de jornalismo da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado (Secom): 8207-8844

Governador presta
solidariedade à família
de Frederico Coelho de Souza


Um dos mais conceituados advogados paraenses, Frederico Coelho de Souza, morreu na madrugada deste sábado, 24, aos 64 anos, no Hospital Porto Dias, em Belém, onde se recuperava de um câncer na medula. Frederico exercia o segundo mandato como Conselheiro Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pela Secção Pará, e também era professor de Direito. No inicio da tarde, o governador Simão Jatene compareceu ao velório, realizado na sede estadual da OAB, e prestou solidariedade à família.
O presidente nacional da Ordem dos Advogados, Ophir Cavalcante Jr., determinou luto oficial por três dias na entidade. Em Brasília, onde está situada a sede nacional, a bandeira da entidade está hasteada a meio mastro, em homenagem ao conselheiro. Durante o velório, Ophir Cavalcante, que foi aluno de Frederico, prestou homenagem ao companheiro de ordem e enalteceu o trabalho desempenhado por ele em prol da sociedade.
“O falecimento precoce de Frederico, para todos nós, é motivo de muito pesar. Nós, advogados paraenses e brasileiros, tínhamos nele uma referencia de seriedade, de ética, de competência e, sobretudo, de amor a Ordem dos Advogados do Brasil. A entidade hoje se sente órfã pela perda de um dos seus grandes filhos, que tão bem a representou, seja no Pará,ou em Brasília, como ele fazia antes de falecer”, declarou Ophir Cavalcante Jr.
O secretário de Estado de Fazenda, José Tostes Neto, também lamentou a morte de Frederico, a quem considerava um “amigo fraterno”. “É uma perda enorme sob todos os aspectos. Ele tinha uma mente brilhante e era um profissional completo. Como amigo, ele era muito especial e vai deixar saudade em todos aqueles, que como eu, tiveram a sorte de compartilhar da sua amizade”, disse.
Na gestão pública, Frederico Coelho de Souza exerceu cargos importantes, entre eles de Procurador Geral do Estado (1985 a 1987), de Secretário de Assuntos Jurídicos da Prefeitura de Belém (1993 a 1996) e de Procurador Geral da Assembleia Legislativa do Estado (1997 a 2002). Também recebeu diversas medalhas e escreveu livros.
Frederico Coelho de Souza deixa a esposa e os filhos Bruno, de 36 anos, e Roberta, 33, ambos advogados. Emocionado, o filho Bruno afirmou que a morte do pai pegou a família de surpresa. “Ele estava se recuperando bem, fazendo quimioterapia. O câncer já tinha sido debelado”, afirmou, acrescentando que a causa da morte teria sido uma infecção que ocasionou a falência múltipla dos órgãos. Após o velório, o corpo do advogado seguiu para um cemitério particular em Ananindeua, onde deverá se cremado. 

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Selecionados da Copa Pro
Paz fazem jogo
preliminar do Re x Pa



Neste domingo, 25, um grupo de 33 garotos atendidos pelo Pro Paz e que foram selecionados para treinar nas categorias de base de Remo, Paysandu e Tuna entram em campo, a partir das 15 horas, para mostrar suas habilidades em um jogo que antecede o clássico entre Remo e Paysandu, no Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão). Os meninos foram submetidos a uma verdadeira 'peneira' no último dia 18.
Promovida pelo Governo do Pará, por meio do Programa Pro Paz, com apoio das Secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e de Comunicação (Secom), e da Fundação de Radiodifusão do Pará (Funtelpa), a Copa Pro Paz proporcionou a 160 meninos atendidos pelo programa a oportunidade de treinar nas categorias Sub 12 e Sub 15 dos três clubes mais tradicionais do Pará. A ação envolveu alunos dos quatro polos do Pro Paz nos Bairros, que compreende as áreas dos bairros do Guamá, Terra Firme e Mangueirão, e de Marituba.
Kenny Monteiro, coordenador de projetos do Pro Paz, explica que os jovens selecionados, além de continuar sendo atendidos pelo programa, também receberão uma ajuda de custo, através da Seel, para o deslocamento aos treinos. “Continuaremos acompanhando o desempenho e frequência deles na escola, o comportamento tanto nos clubes quanto nos núcleos. Nos dias em que não estiverem treinando eles devem comparecer às unidades em que estão inscritos e fazer as atividades normalmente. Mas o importante é que eles treinem o ano inteiro junto aos times que os acolheram - Remo, Paysandu ou Tuna”, afirma.
Segurança - Para garantir a tranquilidade dos mais de 30 mil torcedores que são esperados para o jogo entre Remo e Paysandu, neste domingo, às 16h, o esquema de segurança contará com um efetivo de dois mil homens dos órgãos que integram o Sistema de Segurança Pública do Pará distribuídos dentro e fora do estádio. O major Sandro Queiroz, comandante do 20º Batalhão da Polícia Militar, é o responsável pelo esquema, que contará com o apoio dos comandos intermediários no patrulhamento a pé, por viaturas, motocicletas e cavalaria.
De acordo com major Queiroz, o esquema foi montado em tres etapas. A primeira, que antecede o jogo, inclui uma visita de policiais e agentes da Secretaria Municipal de Economia Estádio para fiscalizar a venda de ingressos e produtos que são comercializados durante o clássico. O segundo momento compreende o policiamento durante a partida e o terceiro o acompanhamento da dispersão dos torcedores após a partida.
Os acessos principais ao Mangueirão também receberão atenção especial. A fiscalização deverá ser reforçada pela extensão da Rodovia Augusto Montenegro, desde Icoaraci; ao longo da BR-316, desde Marituba; e pela Avenida Almirante Barroso, desde São Brás. A principal recomendação do comandante é para que os torcedores cheguem antecipadamente ao estádio. A torcida do time vencedor deverá se manter no estádio após o término da partida. No caso de empate, a torcida do mandante do jogo, no caso o clube do Remo, é quem deverá ser a última a deixar o Mangueirão.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Caravana Pro Paz Presença
Viva chega a Melgaço

A população de Melgaço, na ilha do Marajó, começa a usufruir neste domingo, 24, dos serviços da Caravana Pró Paz Presença Viva. O município será o oitavo a ser contemplado pela ação. Serão quatro dias de atendimento nas áreas de saúde, cidadania e cultura. A expectativa é sejam realizados entre 20 e 25 mil procedimentos. As unidades móveis da caravana farão o atendimento de saúde em duas balsas atracadas no trapiche da cidade. A emissão de documentos acontece na escola estadual José Maria Rodrigues Viegas. O atendimento começa às 8h e vai até as 18h.
A movimentação na cidade é grande desde a véspera da ação, com divulgação na rádio local e distribuição de cartazes. A população ribeirinha também começou a chegar à sede do município ainda na noite de sábado, quando já era possível observar a formação de algumas filas no local do atendimento. “Isso demonstra o interesse da população em garantir o seu atendimento. Não só pessoas da sede como também de localidades próximas ao município”, destacou o coordenador da Caravana Pro Paz Presença Viva, Jorge Bitencourt.
O servente José Roberto Gomes dos Santos, de 40 anos, procurou informações junto às equipes da Caravana sobre os atendimentos em saúde. Para ele, essa é exatamente a maior carência que a a Caravana vem atender. “A minha filha sofre com tontura e a minha esposa tem dores fortes no estomago. É a oportunidade delas terem um atendimento, porque aqui é muito difícil, fora o tempo que leva pra gente conseguir uma consulta”, lamenta.
Pela primeira vez a Caravana irá emitir o Certificado de Reservista, graças a uma parceria entre a prefeitura local e a coordenação da ação integrada. O serviço, que já é oferecido em Melgaço, será integrado aos atendimentos do Pro Paz Cidadania Presença Viva, que irá colaborar com a emissão de fotos.
Portel – Mais de 60 mil procedimentos foram realizados em Portel durante os quatro dias de Caravana no município, 11 mil somente na área de emissão de documentos (certidão de nascimento, primeiras e segundas vias, carteiras de identidade, CPF e carteiras de trabalho).
O balanço final da ação em Portel registrou 9.584 procedimentos odontológicos, 6.594 atendimentos em oftalmologia, 1.344 procedimentos clínicos, 4.486 consultas médicas (clinico, pediatria ginecologia) 3.578 dosagens de glicemia e medição de pressão, 860 testes rápidos de HIV e 23.094 atendimentos na farmácia (receitas e medicação).
Apesar da falta de luz na tarde do terceiro dia de ação, um gerador próprio garantiu o atendimento em todas as áreas. As equipes do setor de identificação da Policia Civil foram remanejadas para a embarcação Ana Beatriz III, uma das bases da Caravana, e utilizaram o sinal digital via satélite. “Desde o planejamento da Caravana, em dezembro do ano passado, foi incluído um gerador justamente para que a população não ficasse prejudicada em caso de falta de energia”, explica Jorge Bitencourt.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...