Total de visualizações de página

terça-feira, março 06, 2012

Preso por receptação de moto roubada e extorsão de mototaxista


A equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DRFVA), unidade vinculada à DRCO (Divisão de Repressão ao Crime Organizado), apresentou nesta terça-feira, 6, o preso Cléber Vasconcelos Pina, de 29 anos. Ele foi preso em flagrante na noite de ontem, na Avenida Independência, bairro da Cabanagem, no momento em que pretendia receber dinheiro do dono de uma motocicleta roubada para devolver o veículo à vítima. O flagrante foi lavrado pelo delegado Marco Antônio Duarte, titular da DRFVA. O veículo foi roubado na madrugada da segunda-feira passada, de um mototaxista, na rodovia Augusto Montenegro. Segundo a vítima, dois homens armados o abordaram no local em que trabalhava e levaram a moto. Os bandidos pegaram o número de telefone da vítima e depois passaram a telefonar, exigindo um pagamento de R$ 2 mil para devolver o veículo.
A vítima informou que os bandidos o ameaçaram de morte, caso denunciasse o fato à Polícia. O mototaxista ainda negociou com os bandidos que baixaram para R$ 1,5 mil o valor a ser pago em troca da moto. Em contato com a DRFVA, o delegado Marco Antônio Duarte, titular da Delegacia, orientou à vítima a negociar com os bandidos e a marcar um local para o pagamento. O encontro foi marcado às 19 horas de segunda-feira, em frente a um supermercado, na Avenida Independência, bairro da Cabanagem. A vítima conta que não conseguiu levantar o valor exigido, pois tinha confiança de que os policiais civis da DRFVA iriam conseguir prender os bandidos. No horário marcado, os policiais civis, que estavam disfarçados e observando à distância, viram o momento em que Cléber chegou ao local do encontro na própria moto roubada da vítima, para receber o dinheiro.
Nesse momento, ele foi abordado pelos policiais e preso em flagrante. Ele não foi reconhecido pela vítima como um dos assaltantes que lhe levaram a moto. Interrogado, o preso negou envolvimento no assalto, mas admitiu saber que a moto era roubada. Ele contou que foi procurado por um rapaz, no bairro da Cabanagem, onde reside, solicitando-lhe que apenas levasse a moto até em frente ao supermercado, para receber um dinheiro e entregar o veículo. Cléber alegou não saber quanto receberia para entregar a moto. Ele confessou que fez a última ligação ao telefone do mototaxista informando que estaria em frente ao supermercado com a moto. O delegado o enquadrou pelos crimes de receptação de moto roubada e extorsão. Para o delegado, Cléber faz parte de uma quadrilha responsável por roubos de motos. "As investigações continuam para identificar outros integrantes do bando", assevera Marco Antônio Duarte.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...