Total de visualizações de página

terça-feira, junho 26, 2012

Casa Ronald McDonald assiste crianças em tratamento de câncer

                Foi inaugurada nesta terça-feira (26) a sede da Associação Colorindo a Vida (ACV) e a primeira Casa Ronald McDonald da região Norte-Nordeste, com capacidade de hospedar 35 pacientes com acompanhantes, num total de 70 leitos. A ACV foi fundada em 2007 e oferece apoio às crianças e adolescentes em tratamento de câncer no Hospital Ophir Loyola (HOL).
                Agora, em sede própria, a associação tornou-se também a quinta Casa Ronald McDonald do Brasil, pois foi licenciada para receber uma certificação internacional da Ronald McDonald House Charities (RMHC), passando a integrar o Programa Casa Ronald McDonald, de âmbito mundial, que tem a finalidade de oferecer “uma casa longe de casa” a jovens pacientes em tratamento em locais distantes do seu domicílio.
                Existem 315 Casas Ronald McDonald em todo o mundo. No Brasil elas estão localizadas em São Paulo, Santo André, Rio de Janeiro, Campinas e agora em Belém. No Brasil, o programa é coordenado pelo Instituto Ronald McDonald (IRM), que é parceiro da ACV desde 2007.
                Com investimento em obras e equipamentos no valor de R$ 3,3 milhões, provenientes do instituto, a Casa tem 475 metros quadrados e oferece instalações adequadas e confortáveis, além de apoio psicossocial e transporte aos pacientes e acompanhantes. A associação também teve a parceria de pessoas, empresas e instituições locais, que fizeram valiosas doações para concretização do projeto.
                A solenidade de inauguração começou com a entrega de um veículo no valor de R$ 90 mil, também adquirido pelo instituto, para o transporte dos pacientes. Em seguida, houve a bênção do ambiente concedida pelo bispo auxiliar de Belém, dom Teodoro Tavares. A presidente da Casa, Dyrce Koury, contou a história da parceria com o Instituto Ronald McDonald, tendo à frente Francisco Neves, que a incentivou a criar a instituição para receber a Casa Ronald McDonald.
                Por fim, apresentou informações sobre todos os investimentos feitos com os recursos arrecadados com o McDia Feliz, grande parte deles em equipamentos para o Hospital Ophir Loyola. De 2007 a 2011, todos os recursos passaram a ser investidos na construção da Casa. A edição 2012 do McDia Feliz ocorre dia 25 de agosto, com toda a arrecadação voltada para a manutenção da Casa.
“Amorterapia”– O secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, destacou a importância da prevenção do câncer e do diagnóstico precoce, uma vez que 90% dos casos têm cura. Ele citou o câncer de colo de útero como preocupante no Pará, apesar de ser facilmente detectável em estágio inicial. “Muitas mulheres, contudo, morrem, o que representa um desastre social quando se trata de mãe, já que deixa o filhos sem o amparo necessário”, disse.
                Ele parabenizou a iniciativa de Dyrce Koury em desenvolver o projeto que oferece “amorterapia”, que é fundamental para melhorar o sistema imunológico dos pacientes. Helio Franco informou ainda que o governo do Estado também está trabalhando nessa área, buscando a descentralização do tratamento do câncer por meio da implantação das Unidades de Alta Complexidade em Oncologia (Unacons), um no Hospital Barros Barreto, que já está fazendo quimioterapia, e outro em Tucuruí, que está em construção.
                O secretário lembrou ainda que o Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, também dispõe de atendimento oncológico, o que evita que os pacientes da região precisem se deslocar à capital atrás de atendimento. O superintendente do IRM, Francisco Neves, que perdeu um filho vítima de câncer, enfatizou que “ninguém faz nada sozinho, por isso são fundamentais as parcerias, quando se quer, se faz”.
Ele disse também que estava muito emocionado e feliz com a população de Belém, porque conseguiu um feito. “Penso que este momento é a realização de um sonho inédito, mas agora tem que ter recurso para manter o padrão”, alertou. O diretor do Ophir Loyola, Vitor Moutinho, agradeceu pelo trabalho e “a materialização de um sonho de todos nós”.

 
Texto:
Roberta Vilanova-Sespa
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...