Total de visualizações de página

terça-feira, junho 26, 2012

Educação na América Latina é tema de palestra de Missão do BID

                               A eficácia do sistema educacional na formação de jovens com condições adequadas para o ingresso e permanência no mundo do trabalho será o tema da palestra “Desconectados - Habilidades, Educação e Emprego na América Latina”. A palestra será apresentada, na manhã desta quarta-feira (27), pela especialista em educação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Marina Bassi, e faz parte da programação da Missão do BID que acontece durante toda esta semana, em Belém, com o objetivo de preparar e acordar aspectos preliminares do investimento de U$ 300 milhões, que está em fase de aprovação, que será aplicado no Programa de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura de Educação Básica no Pará.
                Resultados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) aponta que, na América Latina, entre os jovens com idade de 15 anos avaliados em 2009, 50% não alcançaram o nível mínimo de leitura. Em matemática, 65% não alcançaram o mínimo. “Isso significa que o jovem latino-americano médio não possui as capacidades mínimas para resolver os problemas básicos da vida real”, afirma os autores estudo. No Pará, dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2009, mostra que apenas 15% dos alunos de 4ª série tiveram desempenho satisfatório na disciplina Português. Na 8ª série, o índice caiu para 13%, e o mesmo se repete no terceiro ano do ensino médio. A situação se agrava em Matemática. Na 4ª série do ensino fundamental, 11% atingiram índice satisfatório; na 8ª série, o desempenho caiu para 6,6%; e no terceiro ano do ensino médio, para 3,1%.
                Para reverter o quadro, o estudo cita como pontos fundamentais: professores bem preparados, um sistema de avaliação e informações alinhado com as habilidades que se busca desenvolver, mecanismos que vinculem as escolas ao entorno – especialmente a âmbito produtivo –, e programas de incentivo consistentes com ganhos exigidos pelas metas estabelecidas. No Pará, os recursos para o programa de Melhoria da Qualidade e Expansão da Cobertura de Educação Básica estão sendo aprovados junto ao BID, no valor de US$ 200 milhões, além de mais US$ 100 milhões de contrapartida do Estado. O plano prevê frentes de ação como infraestrutura, melhoria da gestão, com capacitação de professores e gestores, e implantação do sistema de monitoramento e avaliação da educação básica, entre outros.
                A palestra começará às 9h30, no Centro Integrado de Governo (CIG), com a participação do secretário de Estado de Educação, professor Cláudio Ribeiro; do secretário adjunto de ensino, professor Acácio Centeno; de diretores e coordenadores da área de ensino da Secretaria de Estado de Educação (Seduc); do Coordenador Estadual do Plano de Formação Docente do Estado do Pará (Parfor), professor Licurgo Brito, e de membros da Missão do BID em Belém.
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...