Total de visualizações de página

quinta-feira, junho 07, 2012

NOTÍCIAS DESTA QUINTA, DIA 07 DE JUNHO

 
Banda Antonio Malato representa
 o Marajó no Festival
Internacional de Música




                O anfiteatro São Pedro Nolasco, na Estação das Docas, em Belém, foi o palco da apresentação da Banda da Associação Musical Antônio Malato, de Ponta de Pedras, município do Arquipélago do Marajó, no XXV Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa). Com um repertório repleto de sucessos da música popular brasileira, a banda atraiu dezenas de pessoas ao local da apresentação, na noite desta quarta -feira (06), véspera do feriado de Corpus Christi.
                Canções como “Novo Tempo” e “Copacabana”, de Ivan Lins, e “Gostava Tanto de Você, “Azul da Cor do Mar” e “Descobridor dos Sete Mares”, de Tim Maia, foram interpretadas com arranjos próprios para banda sinfônica. O tradicional ritmo paraense não ficou de fora. O carimbó do mestre Pinduca animou a plateia.
                O professor de Matemática e Física, Marcelo Penna, aproveitou o concerto com o filho Gabriel, de apenas 1 ano. “A música desperta um lado muita vezes adormecido nas pessoas, do raciocínio lógico, cognitivo. A música é muito importante para a formação do ser humano. Se todos pudessem ter essa audácia de tocar um instrumento, o mundo seria melhor. Graças a Deus, no Pará temos muitas pessoas com esse talento para a música”, ressaltou o professor.
                O superintendente da Fundação Carlos Gomes, Paulo José Campos de Melo, assistiu a apresentação da Banda Antônio Malato. Para ele, a presença marcante das bandas do interior do Estado na programação dos 25 anos do Festival de Música reflete a “maior vocação musical do Pará”. “Essa tradição das bandas de interior tem mais de 200 anos e remonta à época anterior à República. Congregar essas bandas que ainda estão em atividade é muito importante para a política cultural que a Fundação quer desenvolver nos próximos anos”, destacou.
                Segundo Paulo José Campos de Melo, já existe um projeto para que a Banda Sinfônica do Estado do Pará tenha representantes de todos os municípios paraenses. “Esse é o nosso objetivo. Se der tudo certo, será já no próximo ano. A criação da Banda Sinfônica do Estado com 79 músicos, tendo integrantes de 22 municípios paraenses, é o primeiro passo para isto”, adiantou. A formação da banda, proposta pela Fundação Carlos Gomes, encerrará a programação do Fimupa.
                A Banda Antonio Malato se apresentou em Belém com 54 músicos, dos 80 da formação completa. Sete músicos da banda foram escolhidos para participar da Banda Sinfônica do Estado neste ano. Para o regente Marcelino Tavares, a escolha e a participação da banda no festival significam um grande incentivo. “Essa política de interiorização, valorizando todos os aspectos da nossa cultura, é estimulante para todos nós, e participar do festival é, com certeza, uma emoção muito grande. Ficamos felizes com iniciativas como esta”, afirmou o maestro.


Texto:
Amanda Engelke-Secom

Governo do Pará e Unicef
promovem a primeira
Semana Estadual do Bebê

                O Governo do Pará e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) realizarão pela primeira vez no Brasil a Semana Estadual do Bebê. A programação, que iniciará a partir deste domingo (10), ocorrerá simultaneamente nos municípios de Altamira, Belém, Marabá, Santarém e Soure, com atividades voltadas para assegurar o direito à saúde física e mental das crianças.
                A realização da Semana visa o aprendizado em rede e um novo olhar em relação ao bebê. O evento é destinado a crianças, adolescentes, familiares, técnicos e profissionais de saúde, educação e assistência social, gestores municipais e à sociedade em geral. O objetivo principal é sensibilizar a população sobre os direitos das crianças de zero a seis anos, buscando a redução de indicativos sociais, como mortalidade materno-infantil e gravidez na adolescência.
                A oficial de comunicação da Unicef, Ida Olveira, disse que a programação – com palestras, ações sociais, cidadãs e culturais -, deverá ter um impacto expressivo sobre esses indicadores. “A realização desses atendimentos, a difusão de informação e a construção desta dinâmica terão um impacto expressivo sobre os indicadores sociais do Estado. O Pará ainda tem índices considerados altos de mortalidade materno-infantil e gravidez na adolescência, o que pode ser combatido com pré-natal eficaz nos municípios e informação”, ressaltou.
                Segundo Ida Oliveira, a Semana do Bebê é uma estratégia para mobilizar toda a sociedade paraense para o debate sobre a garantia dos direitos das crianças na primeira infância, possibilitando aos participantes o desenvolvimento de ações estratégicas que permitam articulação entre as políticas setoriais, facilitando o acesso dos usuários aos serviços. “A partir desta semana, o Estado e os municípios poderão desenvolver outras ações e políticas públicas para oferecer ainda mais assistência à população”, reiterou.
Cidadania - Participarão da Semana Estadual do Bebê vários órgãos do governo, coordenados pelo Programa Pro Paz. Além de atendimentos na área de cidadania, como o acesso à Certidão de Nascimento e orientações de saúde, todos os dias haverá oficinas para promover debates acerca de diversas temáticas relacionadas à primeira infância, como: aleitamento materno, pré-natal, violência contra crianças, direitos da gestante e do bebê, e infância sem racismo. A extensa programação atenderá o público em dois turnos, e também abordará a disseminação da cultura de paz nas escolas, educação ambiental e racismo na infância.
                Segundo a coordenadora do Pro Paz, Izabela Jatene, as ações têm como objetivo fortalecer a rede que atua na primeira infância. A programação pretende atingir cerca de 6 mil pessoas em cada município, com ações descentralizadas em vários espaços públicos. “As palestras, oficinas e a programação cultural ocorrerão em diversos locais, possibilitando a participação de um maior número de pessoas. A ideia é ampliar o debate sobre a primeira infância, abrangendo toda a comunidade”, enfatizou Izabela Jatene.
                Além das atividades, a Semana Estadual do Bebê terá uma programação cultural coordenada pelo Instituto de Artes do Pará (IAP) e Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves. A programação oficial da Semana Estadual do Bebê começará no domingo (10), às 18h, simultaneamente em Belém e nos outros quatro municípios.
               
Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Mutirão no Iasep facilita
tratamento para
parar de fumar
                A professora Rosália Medeiros, 54 anos, fuma há 30 anos e consome uma carteira de cigarro por dia. Nesta quarta-feira (6), ela decidiu parar de fumar e saiu do Instituto de Assistência dos Servidores do Pará (Iasep) com a autorização para iniciar um tratamento a laser contra o fumo. A funcionária pública participou do mutirão que o Iasep e a rede credenciada fizeram para fazer o teste de monóxido de carbono no sangue dos fumantes.
                Após a medição dos índices de monóxido de carbono, a psicoterapeuta Aurora Nascimento avaliou os resultados, apontando o nível da agressão causada pelo tabagismo ao corpo humano. “O monóxido de carbono na corrente sanguínea furta o oxigênio que deveria estar circulando no corpo humano”, disse ela, apontando como resultado diversas doenças, como câncer de pulmão e problemas cardíacos.
“Já tentei até simpatia para parar de fumar, mas não consegui”, disse a professora, que agora vai buscar apoio no tratamento do Iasep. Assim como ela, o bombeiro Raimundo Santos, 43, também vai tentar a tecnologia para abandonar o vício. Fumante desde os 16 anos, ele também tentou parar de fumar sozinho, chegou a ficar mais de um mês sem cigarro, mas hoje consome até três carteiras quando está com os amigos.
                Segundo a psicoterapeuta, a iniciativa para parar de fumar depende unicamente do fumante, mas pode ser facilitada, eliminando-se barreiras burocráticas. “Fumar é um ato prazeroso. É muito difícil deixar esse prazer, mais ainda se o fumante encontra outras barreiras”, diz Aurora, dando como exemplo uma simples demora de atendimento.
                Com o mutirão, o Iasep facilitou o acesso dos segurados ao serviço antitabagismo, pois no próprio local do teste um médico fornecia a autorização para o tratamento a laser. “Começamos na Central de Atendimento do Iasep e pretendemos levar esta ação para outras secretarias, para que o servidor não precise sair de seu local de trabalho e seja atendido com maior facilidade”, informou o presidente do Iasep, Kleber Miranda.
                Segundo o presidente do instituto, o mutirão é uma das muitas ações este ano para o servidor público e segurados do Iasep. “Trabalhar a prevenção, melhorar a qualidade de vida para que a gente tenha um servidor com uma saúde melhor e possa apresentar um serviço de melhor qualidade”, encerrou.

Texto:
Ettiene Angelin-IASEP

Estação recebe visita
De estudantes do
interior paraense




                Alunos do curso técnico em evento do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPA) viajaram doze horas de barco de Breves, na ilha do Marajó, para conhecer a Estação das Docas, em Belém. A visita monitorada começou no teatro Maria Sylvia Nunes, que tem capacidade para 426 lugares, entre os quais há adaptáveis para cadeirantes e duas poltronas especiais para obesos.
                Segundo o professor Cléber Castro, responsável pela visita técnica, a programação faz parte da disciplina “Layout e espaços para eventos”. “O objetivo é levar os alunos para conhecerem os espaços, instalações e equipamentos para a realização de eventos em Belém”, destacou. A professora e turismóloga Anaryê Rocha, que também acompanhou a visita, disse que essa é uma oportunidade de interagir com outras realidades. “A Estação é um belo espaço turístico com uma estrutura adaptada para cada tipo de evento”, disse.
                Os estudantes também conheceram o Boulevard das Feiras e Exposições, que recebe eventos em diversas modalidades. Em seguida, foram ao Memorial da Navegação, Anfiteatro São Pedro Nolasco e Estação Business. “É a minha primeira vez na Estação. Achei a visita enriquecedora. Tivemos oportunidade de tirar dúvidas. Muitas coisas que eu não conhecia fiquei sabendo”, destacou a estudante Thaise Caldas.

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000

Polícia Civil encerra
semana do meio ambiente


                Terminou nesta quarta-feira (6) a II Semana do Meio Ambiente, uma promoção do projeto "Sala Verde: Ambiente Seguro", da Polícia Civil. O evento teve uma série de palestras, no auditório da Delegacia Geral. A representante do Centro de Controle de Zoonoses de Belém, Maria Bethania Carreira, falou sobre a guarda responsável de animais domésticos.
                O médico veterinário Heriberto Figueiredo, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), que abordou o tema "Maus-tratos contra animais de tração", e a representante da Secretaria Municipal de Saneamento de Belém (Sesan) falou sobre "Coleta seletiva de lixo". "As pessoas que participaram gostaram da programação e saíram satisfeitas", disse a coordenadora do projeto, Teresa Macedo.
                O público presente era formado por estudantes universitários, membros de associações comunitárias, representantes do Ministério Público e Poder Judiciário, e policiais civis e militares. A programação foi alusiva ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 deste mês. O objetivo foi debater a consciência para os problemas que afetam a área ambiental. O evento teve apoio do Juizado Criminal Especial do Meio Ambiente. Os participantes receberam sacolas de compras reutilizáveis para uso em supermercado.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Mangal das Garças apresenta
o espetáculo
"A viagem dos palhaços"
                A programação do projeto Teatrinho do Mangal apresenta o espetáculo “A viagem dos palhaços”, que vai ser encenado pelo trio de atores Artur Neves, Rubinaldo Júnior e Joécio Lima, a partir das 10h30, no entorno do Memorial Amazônico da Navegação, do Mangal das Garças. O projeto é voltado às crianças para trabalhar a temática da educação ambiental. “Vamos fazer um passeio por vários interiores e a cidade, contando uma história de cada lugar. As histórias serão intercaladas por brincadeiras. Teremos nesse espetáculo a presença do violão, um elemento que deu certo e que a partir de agora já faz parte da dinamização da apresentação, dos personagens Jojoca, Pierierieca e Rubinaldo”, detalha o ator Joécio Lima.

Santa Casa e Hemopa
Fazem campanha de
captação de sangue
                Aconteceu nesta quarta-feira (6) a IX Campanha de Captação de Doadores de Sangue do Hospital Santa Casa. Com a doação são feitos exames para diversas doenças, como aids, sífilis, doença de Chagas, hepatites, HTLV I e II, além de tipagem sanguínea. A enfermeira e gerente da Agência Transfusional da Santa Casa, Josemilda dos Anjos, disse que a colaboração dos doadores é fundamental para levantar o estoque, pois o hospital faz cerca de 650 transfusões de sangue por mês.
                Mais de 120 doadores procuraram o posto para coletar sangue e fazer o cadastro de medula óssea. Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos, portando documento de identidade com foto, pode ser um doador. É preciso estar em boas condições de saúde. O candidato também deve pesar 50 quilos ou mais, não estar em jejum, não ter ingerido alimento gorduroso, ter dormido pelo menos seis horas antes da doação e estar sem ingerir bebida alcoólica pelo menos doze horas antes da coleta.
                Para o cadastro de medula, o doador precisa ter entre 18 e 55 anos, estar bem de saúde, apresentar documentação com foto e manter o cadastro atualizado na Fundação Hemopa. Segundo Josemilda dos Anjos, é preciso doar porque os hospitais de grande porte, como o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, a Santa Casa e o Hospital Ophir Loyola, necessitam de sangue em qualidade e quantidade para atender a demanda diária. A falta de sangue em um hospital pode levar até mesmo ao cancelamento de cirurgias, informou a enfermeira.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa

Polícia Civil de Xinguara
desarticula quadrilha
de gado no sul do Pará
                A equipe da Polícia Civil em Xinguara, sul do Pará, desarticulou nesta quarta-feira (6) uma quadrilha de ladrões de gados que agia na região. O furto de 24 cabeças e de um cavalo ocorrido na fazenda Três Lagoas, no município de Tucumã, foi o ponto de partida para a identificação e prisão de todos os envolvidos nos crimes. Os policiais apuraram que as reses bovinas e o cavalo foram transportados em um caminhão boiadeiro para a cidade de Xinguara.
                A equipe policial vinha investigando o esquema criminoso. Dois donos de açougues na região, os irmãos Janilton Ribeiro da Silva e Jair Ribeiro da Silva, conhecidos na cidade de Xinguara como "Irmãos Amizade", foram presos em flagrante. As investigações mostraram que o gado e o cavalo furtados foram desembarcados em um matadouro localizado às margens da rodovia PA-279, em Xinguara.
                Os policiais civis foram ao local, onde encontraram o funcionário do matadouro, Mateus Xavier Farias da Silva, que confirmou que o gado havia sido descarregado no curral do estabelecimento. Nenhuma cabeça havia sido abatida no local, pois todas foram transportadas para outro caminhão boiadeiro e encaminhadas para a fazenda de propriedade dos acusados.
                Na fazenda, os policiais localizaram e apreenderam as reses bovinas e o cavalo. Depois, prenderam em flagrante os irmãos. Na Seccional Urbana de Xinguara, os policiais verificaram que o gado foi furtado da fazenda Três Lagoas por um homem identificado apenas por "Neguinho". Ele e os irmãos pediram emprestado o curral do matadouro apenas para colocar o gado em outro caminhão. Depois, conduziram os animais para a fazenda de suas propriedades. O acusado "Neguinho" não foi localizado.
                Em depoimento, os irmãos confessaram que receptaram os animais furtados, pois pretendiam criá-los para, depois, abatê-los e vender a carne em seus açougues. Os acusados foram indiciados por receptação e formação de quadrilha. Os presos são apontados como parte de um esquema maior de roubos e furtos de gados na região sul do Pará. As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos no crime.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Expediente será facultado
na Uepa sexta-feira (8)
Atendendo ao Decreto n° 436, do governador Simão Jatene, a Universidade do Estado do Pará (Uepa) terá seu expediente facultado nesta sexta-feira (8), em função do feriado de Corpus Christi, um dia antes. Segundo o decreto, os órgãos e entidades das áreas de arrecadação, saúde pública e defesa social estabelecerão, no dia facultado, escalas de serviço de servidores, a fim de que o atendimento à população não seja interrompido.

Fundação Carlos Gomes
aplica prova de
concurso domingo (10)
                Será aplicada domingo (10), entre 8 horas e meio-dia, a prova do Concurso Público C-166, da Fundação Carlos Gomes (FCG), que oferece 61 vagas em cargos efetivos de níveis superior, médio e fundamental. Os candidatos farão o exame em sete locais diferentes em Belém. A execução está a cargo da Universidade do Estado do Pará (Uepa).
                Há vagas para os seguintes cargos: técnico em administração e finanças, técnico em gestão de informática, assistente administrativo, assistente de informática, auxiliar operacional e motorista. Do total de vagas destinado a cada cargo, até 20% são reservadas às pessoas com deficiência.
                Serão aplicadas provas objetivas de caráter eliminatório para todos os cargos, abrangendo os conteúdos programáticos constantes do edital, assim como provas de títulos de caráter classificatório, para os cargos de nível superior. O concurso público tem validade de dois anos, a contar da publicação da homologação no Diário Oficial do Estado. O prazo pode ser prorrogado uma única vez, por igual período, a critério da Secretaria de Estado de Administração (Sead).

Texto:
Carolina Menezes-Uepa

Presidente do Consun
recebe proposta de
lei de reestruturação
                A comissão responsável pela elaboração da proposta de revisão da Lei 6.828/ 2006, referente à reestruturação da Universidade do Estado do Pará (Uepa), entregou à presidente do Conselho Universitário (Consun) e também reitora da instituição, Marília Brasil Xavier, o texto que, posteriormente, será debatido em reuniões setoriais nos diversos campi da universidade.
                O trabalho do grupo, que uniu representações de alunos, professores e servidores, foi feito entre abril de 2011 e janeiro de 2012. O documento está disponível pelo e-mail propostareestruturacao@uepa.br a toda a comunidade acadêmica, que pode enviar comentários, críticas, opiniões e sugestões relacionadas à proposta.
                Para Marilia Brasil, “a proposta elaborada pela comissão formada a partir do conselho e com indicação dos centros trará mudanças e avanços importantes que visam garantir melhores condições de desenvolvimento dos trabalhos dentro da instituição, com repercussão positiva na tríade universitária”.
“Trata-se de uma proposta que a partir deste momento será disponibilizada para consulta e participação da comunidade acadêmica. Após essa consulta pública, a comissão fará a revisão e sistematização das propostas, e o documento ajustado será repassado ao Consun para deliberações finais. Essas iniciativas da gestão e do Consun consolidam as ações já realizadas em prol da Estatuinte tão esperada por todos", acredita Marília.
                Após a aprovação da proposta pela presidente do Consun, a mesma segue ao governo do Estado e à Assembleia Legislativa, à qual cabe a aprovação final. O calendário das reuniões ampliada nos campi será divulgado posteriormente.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa

Operação Ação nas
Rodovias fiscaliza o
trânsito no feriado
                Os comandos de Policiamento da Região Metropolitana, da Capital, de Missões Especiais e de Policiamento Especializado, da Polícia Militar, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), deram início, à meia-noite desta quarta feira (6), à “Ação nas Rodovias”, em razão do feriado prolongado de “Corpus Christi”. A operação se concentra principalmente nas vias de acesso às localidades de Mosqueiro, Salinas, Vigia, Tucuruí, Marapanim, Marudá, Curuçá,Barcarena, Bragança, Marabá e Cametá.
                A operação integrada tem como principal objetivo promover a fiscalização e policiamento nas rodovias estaduais e federais do Estado, garantindo a ordem pública com o patrulhamento das vias. A operação conta com 42 policiais militares, que atuam em 40 pontos de fiscalização, além do policiamento ostensivo em locais de risco ao longo da rodovia BR-316.
                Segundo o comandante de Policiamento Metropolitano, Roberto Campos, os militares vão prevenir principalmente a ocorrência de roubos e furtos praticados contra veranistas. “Por conta da grande saída da cidade, alguns pontos podem apresentar congestionamento, o que facilita a prática de crimes. Os policiais estão distribuídos em pontos fixos e o moto patrulhamento está responsável pela ronda ostensiva na BR-316 e nas vias de acesso”, explica o oficial.
                A fiscalização de transito está sob a responsabilidade da PRF e a PM dá apoio nas ocorrências em que haja necessidade da força policial. “Nas situações em que o motorista precise ser conduzido para a unidade policial, os agentes militares dão apoio a esse deslocamento, como por exemplo nas ocorrências de embriaguez no transito”, explica o coronel.
                Em 2011, durante o feriado de Corpus Christi, foram registrados nas estradas federais 32 acidentes, com 23 feridos e duas vitimas fatais. Desse total, 23 acidentes ocorreram no trecho entre o Entroncamento e o município de Benevides, trajeto onde foram registradas as duas mortes. A operação “Ação nas Rodovias” termina à meia-noite de segunda-feira (11).

Texto:
Danielle Ferreira-Secom

Política Nacional de
Empreendedorismo tem
contribuição da Uepa
                O Centro de Ciências Naturais e Tecnologia e a Rede de Incubadoras e Tecnologia da Universidade do Estado do Pará (Uepa) tiveram participação na reunião que discutiu a construção da Política Nacional de Empreendedorismo, coordenada nacionalmente pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e localmente pela Secretaria de Estado de Industria, Comércio e Mineração (Seicom).
                A diretora do Centro, Verônica Nagata, e a gerente da incubadora, Nair Sena, representaram a universidade e sugeriram, principalmente, que a elaboração dessa política contemple a Amazônia de forma diferenciada, respeitando as peculiaridades e especialidades que a tornam diferente das demais regiões do país. O encontro aconteceu na sede da Associação Comercial do Pará (ACP), no centro comercial de Belém.
                Segundo Nagata, as reuniões acontecem no Brasil inteiro até julho, quando em Brasília (DF) será feito o lançamento oficial da Política Nacional de Empreendedorismo. "Fizemos várias proposições, expondo as particularidades de nossa região, e propusemos que o Pará seja contemplado de maneira diferenciada dentro dessa política. Citamos, por exemplo, a importância de ações voltadas à agricultura familiar, que existe no Brasil todo, mas tem grande força por aqui”, disse a diretora do centro.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa

Operação "Combate"
reforça segurança na Região
Metropolitana de Belém
                O Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sieds) iniciou, na manhã desta terça-feira (06), a Operação “Combate”, nas áreas do 20º, 10º e 1º Batalhões de Polícia Militar, com foco nos bairros do Guamá, Terra Firme, Jurunas, Condor, Cremação, Icoaraci, Outeiro, Tapanã, Pratinha, Benguí, Telégrafo e Sacramenta, localizados na Região Metropolitana de Belém (RMB).
                A operação realiza diversas ações operacionais, preventivas e repressivas, de combate à violência, especialmente ao crime organizado, denominadas “Barreira com Batalhão de Choque”, “Hypnos”, “Fiscalização Itinerante”, “Saturação Rotam no seu Bairro”, “Anjo da Guarda”, “Saturação Motorizada” e “Cumprimento de Mandados Judiciais”.
A Operação “Combate” reúne equipes da Polícia Militar, Polícia Civil, Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Companhia de Transportes do Município de Belém (Ctbel).

Concurso para procurador
oferta 12 vagas e
inscreve até o dia 26
                A Universidade do Estado do Pará (Uepa) é responsável pela execução do concurso público para provimento de cargos de procurador do Estado do Pará, que oferta doze vagas. As inscrições podem ser feitas entre às 10 horas desta quarta-feira (6) e às 23h59 do dia 26 deste mês, pelo site http://paginas.uepa.br/concursos/. A taxa de inscrição pode ser paga até o dia 27, no horário do expediente bancário. A seleção é voltada a bacharéis em Direito.
                O concurso será composto de quatro fases: prova escrita com questões objetivas de múltipla escolha, em 4 de agosto; prova escrita discursiva dividida em duas etapas, em 1º e 2 de setembro; prova escrita com questões de natureza prática, dividida em duas etapas, dias 20 e 21 de outubro; e prova de títulos. O resultado final deve sair em 12 de dezembro deste ano.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa

Sefa, Receita Federal e
Ministério Público
fecham loja
irregular na Pedreira
                Auditores da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa) e da Receita Federal, acompanhados pelo promotor público Francisco Lauzid, fecharam nesta quarta-feira (06) uma loja que funcionava de forma irregular no bairro da Pedreira, em Belém. A fiscalização foi realizada com o objetivo de verificar se a empresa, já vistoriada, havia providenciado a regularização.
                De acordo com a auditora de receitas estaduais Márcia Costa, coordenadora da Regional da Sefa em Belém, a loja foi visitada durante a segunda fase da Operação Porta a Porta, realizada entre os dias 25 e 26 de abril. Na ocasião, foi constatado que a loja não possuía CNPJ e inscrição estadual. O proprietário foi informado que teria o prazo de 10 dias para regularizar o estabelecimento.
                Hoje, a fiscalização retornou à loja. “Ao fazer a verificação dos documentos, vimos que a loja continuava comercializando as mercadorias de forma irregular, pois não tinha nota nem emissor de cupom fiscal”, informou Márcia Costa. A auditora explicou que a Operação Porta a Porta notificou diversos contribuintes irregulares, e agora esses estabelecimentos estão sendo visitados para verificar se tomaram as providências devidas.
                No estabelecimento fechado, os auditores lavraram o Termo de Apreensão de Mercadorias. “Também apreendemos o computador, para fazer perícia, e vamos verificar a origem dos produtos e analisar os documentos não fiscais que encontramos”, disse Márcia Costa. “A loja só vai poder reabrir quando tiver nota fiscal autorizada pela Sefa”, acrescentou.
Denúncias - Uma loja de franquia nacional, localizada num dos shoppings de Belém, foi fechada na semana passada por auditores da Sefa por não ter inscrição tributária e emitir notas fiscais irregulares. Como não portava notas autorizadas pelo Fisco do Pará, a empresa usava blocos de notas da matriz, em São Paulo.
“Um estabelecimento não pode abrir as portas sem antes se regularizar perante o Fisco, pedindo inscrição estadual e a emissão de documentos fiscais e, se for o caso, a autorização do uso de equipamento emissor de cupom fiscal (ECF)”, informou a coordenadora da Regional.
                A ação foi realizada para apurar denúncia feita à Ouvidoria Fazendária. Um auditor fiscal simulou a compra e, ao receber a nota de outro Estado, acionou os demais integrantes da equipe para fazer a apreensão dos documentos da empresa, que já iniciou o procedimento para regularização na Sefa.
                A Coordenação de Belém recebe 57% das denúncias contra contribuintes do Estado, formuladas à Ouvidoria. As denúncias são encaminhadas ao setor de monitoramento, onde um auditor é designado para fazer a verificação in loco. “Durante a verificação poderão ser apreendidos documentos não fiscais, equipamentos irregulares não autorizados pela Sefa e mercadorias. Isto ocorre quando a empresa não tem inscrição estadual e documentos fiscais autorizados”, disse ela.
“Há possibilidade de aprofundamento da apuração com a emissão de Ordem de Serviço específica para a empresa denunciada”, esclareceu Márcia Costa.
                Para denunciar o não recebimento de documento fiscal ou a entrega de documentação falsa, o comprador deve procurar a Ouvidoria Fazendária, utilizando o Formulário Eletrônico de Manifestação, disponível na área do Fale Conosco, no site da Sefa (www.sefa.pa.gov.br); via e-mail pelo sefaouvidoria@sefa.pa.gov.br; pelo telefone: (0xx 91) 3039-8610 / 3039-8545; via fax: (0xx 91) 3039-8546, ou pessoalmente no endereço Avenida Gentil Bittencourt, n.º 2566, Bloco-A, térreo, Belém-PA.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa

Sead capacita servidores
no uso de sistema
de almoxarifado
                A Diretoria de Gestão da Cadeia de Suprimentos e Serviços Logísticos da Secretaria de Estado de Administração (Sead) oferece o curso “Operacionalização do Sistema Integrado de Materiais e Serviços (Simas)”, destinado a servidores da área de compras de materiais e almoxarifes. O curso acontece na Escola de Governo do Pará (EGPA), no período de 11 a 15 deste mês, com carga horária de 20 horas.
                Durante o curso, os servidores serão capacitados a usar o sistema, que auxilia no processo de entrada e saída de matérias nos almoxarifados. Eles vão aprender, na prática, a operacionalidade do Simas e sua importância. O cadastro de itens no almoxarifado, administração e controle do sistema, a aquisição e compra do produto e o uso do banco de preços estão no treinamento.
                Os alunos serão avaliados individualmente, a partir da prática de exercícios aplicados no laboratório e da observação da resolução dos problemas, visando o aperfeiçoamento das ações dos participantes. Os participantes do curso também terão a oportunidade de analisar o treinamento com o preenchimento de fichas de avaliação.

Texto:
Ellen Freitas-Sead

Secti e representantes dos
infocentros debatem nova
gestão para o Navegapará
                Representantes de associações comunitárias, organizações não governamentais e de outros segmentos sociais se reuniram nesta quarta-feira (06), com Alex Fiúza de Mello, titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), para debater o novo modelo de gestão do Programa Navegapará.  A reunião, realizada na Secretaria, tratou de assuntos relacionados à infraestrutura, dinâmica de uso e sustentabilidade dos infocentros.
                Na ocasião, gestores dos infocentros da Região Metropolitana de Belém apresentaram os problemas relacionados ao Navegapará em suas comunidades. O secretário ouviu as demandas, garantiu que o programa é uma das prioridades de sua gestão e reiterou seu interesse em resolver os problemas dos espaços públicos destinados à inclusão digital, ampliando a oferta de serviços à comunidade.
“Estamos passando por uma reestruturação do Programa Navegapará, para que ele possa ter continuidade e ser ampliado para outras localidades. Pelo atual modelo de gestão, as parcerias serão estimuladas e podemos atuar juntos na busca por convênios que garantam a sustentabilidade dos infocentros”, destacou Alex Fiúza de Mello.
                O secretário lembrou que os infocentros, por serem localizados em áreas de extrema vulnerabilidade social, têm uma enorme importância para as comunidades, por isso precisam ser totalmente regularizados. Ele anunciou que a rede de banda larga será ampliada em todo o Estado, para suprir as inúmeras demandas por internet gratuita e de qualidade.
                A expansão da rede de transmissão atenderá, por exemplo, moradores da Ilha de Outeiro, onde dos oito infocentros instalados entre 2009 e 2010, seis não possuem o link de internet por inviabilidade técnica. “Ficamos felizes por saber que o secretário está sensível a nossa situação. Desde que nosso infocentro foi criado, em 2010, não temos acesso à internet, e esperamos que essa situação preocupante se resolva, já que há dois anos nossa comunidade espera ansiosa pelo funcionamento do espaço”, informou Laurene Athayde, coordenadora do Infocentro Colibri, de Outeiro.
                Os gestores disseram ainda estar preocupados com a falta de monitores em alguns infocentros. O titular da Secti lembrou que há dois editais abertos destinados à seleção de monitores para o Navegapará, a fim de suprir todas as demandas, por meio do convênio com a Fundação de Amparo à Pesquisa (Fapespa) e o Banco do Estado do Pará (Banpará).
                O secretário garantiu que receberá novamente os representantes dos infocentros para debater novas diretrizes, com base em um relatório sobre suas realidades.

Texto:
Ana Carolina Pimenta-Secti

Sema vai leiloar 25
Espécies de madeira
apreendida em Juruti
                A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) publicou edital para a realização de leilão de 4.018 metros cúbicos – 1.160 toras em lote único - de produtos florestais apreendidos no município de Juruti, no oeste do Pará. Realizado na modalidade maior lance, o leilão oferecerá 25 espécies de madeira Especial, Nobre, Vermelha e Branca: cedro (E), Freijó (N), Angelim vermelho e pedra (V) e Cupiúba (B), entre outras. Os valores arrecadados ficarão suspensos de utilização, até deliberação final do processo.
                A apreensão da madeira ocorreu em novembro de 2011, durante operação conjunta realizada pela Sema, Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor), Delegacia de Meio Ambiente (Dema), Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC). A fiscalização ambiental feita na Fazenda Jatobá - de propriedade de Ceser Busnello, que tem como arrendatário e detentor do Plano de Manejo Jeremias Almeida dos Santos – encontrou título de terra falso, conforme constatação do Instituto de Terras do Pará (Iterpa).
                Os interessados em participar do leilão devem comparecer ao porto da Vila de Cachoeira do Aruá, no município de Juruti, onde técnicos da Sema irão acompanhá-los, a partir desta sexta-feira (8) até 22 de junho, aos pátios onde a madeira está apreendida, à margem direita do Rio Aruá, na Fazenda Jatobá, no mesmo município. A retirada da madeira do local é de responsabilidade exclusiva do arrematante.
                O edital esclarece que pessoas físicas e jurídicas poderão oferecer lances, desde que estejam inscritas no Cadastro de Pessoa Física (CPF) e no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), do Ministério da Fazenda, e tenham documento de identidade e licença ambiental. No início da sessão haverá o credenciamento, com apresentação à leiloeira designada pelo governo do Estado, Raquel de Oliveira, de cópias dos documentos solicitados, autenticados em cartório ou acompanhados dos originais.
                A publicação explica ainda que é indispensável às empresas a prova de inscrição no cadastro de contribuição municipal e estadual, de regularidade com a Fazenda Nacional, com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), Licença de Operação Estadual ou Municipal em vigor e demais exigências feitas aos participantes, para que efetivamente sejam lançados os créditos florestais provenientes do leilão.
                Os produtos serão arrematados por quem oferecer o maior lance, com o mínimo de 30% de entrada no dia da realização do leilão e o restante em até 24 horas após o evento. Também serão de responsabilidade do arrematante o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais, e as despesas de armazenamento, processamento, embalagem e transporte da madeira.


Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Famílias da área do
Acampamento atualizarão
cadastros para Auxílio Moradia
                As 110 famílias que integram o levantamento da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), feito em abril deste ano, na área do Acampamento, terão suas unidades habitacionais garantidas no Residencial Liberdade, no bairro do Guamá. A informação foi dada pela presidente da Cohab, Noêmia Jacob, durante reunião ocorrida nesta quarta-feira, 6, na sede da empresa. Na segunda etapa da reunião, as assistentes sociais fizeram o atendimento das famílias para identificar as que se encontram na lista do levantamento da Cohab, a fim de atualizar os cadastros das mesmas e encaminhá-las para o Auxílio Moradia.
                Segundo a presidente da empresa, o encontro serviu para tirar dúvidas, já que no levantamento feito pela Cohab em abril último foram constatadas algumas novas armações de moradias. "Essas famílias não poderão ser atendidas. Vamos considerar os que estavam morando nas casas naquela época", afirmou, indicando que não serão incluídos os moradores que vieram ocupar novos espaços depois do levantamento.
                A Cohab também irá definir critérios de prioridades para os imóveis do Residencial Liberdade, que hoje se encontra ocupado. Amaro Klautau, assessor da presidência da Companhia, informou que a contratação da construtora se encontra em processo de licitação e no segundo semestre as obras devem ser recomeçadas.
                Os serviços a serem licitados incluem a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que terá tubulação passando pela área do Acampamento, onde hoje se encontram as 110 famílias. Mário Antonio Tavernard, engenheiro da Cohab responsável pela obra do Liberdade, explicou que o serviço de tubulação da ETE vai exigir a retirada de 73 casas da área. "Quando a tubulação da Estação de Tratamento de Água começar a ser colocada, o que deverá ocorrer no próximo ano, após a licitação da construtora, teremos que fazer uma intervenção e retirar casas no espaço de seis metros a partir da pista, para que possamos começar os serviços com escavadeiras".

Texto:
Rosa Borges-Cohab

Sejudh discute ações
voltadas para a
promoção da
Igualdade étnico-racial
                Representantes dos órgãos responsáveis pela promoção da Igualdade étnico-racial e social no Pará reuniram-se na manhã desta quarta-feira, 6, na Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), em Belém, para debater, sob mediação do titular do órgão, Brasil Júnior, as ações desenvolvidas no estado para este fim. Participaram do encontro, também, a diretora de Cidadania e Direitos Humanos, Maysa Almeida, e a coordenadora estadual de Promoção da Igualdade Racial, Raquel Teixeira.
                Um dos pontos abordados na reunião corresponde aos investimentos do Estado para este ano. Mais de R$ 1,5 milhão foram destinados à implementação da educação básica nas comunidades e povos tradicionais. O Plano Plurianual PPA) inclui, ainda, o desenvolvimento de ações de promoção da igualdade étnico-racial.
                A Secretaria de Educação do Estado (Seduc) promove capacitação de professores para abordagem das temáticas que envolvem igualdade. “São atividades de fortalecimento curricular. Para integrar a equipe (que atua na preparação de professores/agentes multiplicadores nas escolas do interior do estado) é preciso ter um perfil específico. Já estou realizando entrevistas e em agosto, provavelmente, poderemos iniciar as atividades”, afirma o coordenador de Educação para Igualdade Racial, professor Hamilton Barreto.
                O professor explicou ainda que, atualmente, a equipe é formada por cinco profissionais e que as ações desenvolvidas pelo grupo têm duração de 40 horas semanais. “O trabalho é feito junto às lideranças locais. Montamos uma infraestrutura para desenvolver a formação naquele espaço, mas a comunidade é a protagonista”, explica Barreto.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh

Sema debate criação do
Conselho do Parque
de Charapucu
                A Gerência do Parque Estadual Charapucu, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), esteve reunida no último dia 2 de junho com os moradores de comunidades do entorno e residentes da unidade de conservação. O evento aconteceu no município de Afuá, com o objetivo de criar o Conselho Gestor do parque. Segundo o gerente do PEC, Júlio Meyer, a criação do Conselho visa a melhoria da qualidade de vida da população local. “O Conselho é um canal direto de comunicação com a comunidade. O que queremos é construir um grupo forte para ter uma boa relação com todos e saber a real necessidade da nossa unidade e dos moradores da região”, explicou.
                A assistente social e gerente do Núcleo de Conselhos da Coordenadoria de Unidades, Márcia Sarges, explicou aos participantes que já foram feitas nove oficinas, em que as comunidades foram divididas em quatro polos. “Ao todo foram visitadas cerca de 35. Durante essas reuniões, as comunidades indicaram as instituições que deveriam fazer parte deste Conselho”, detalhou.
                Durante a assembleia de criação, em que mais de 70 moradores de diversas comunidades estiveram presentes, uma proposta de formação foi acertada. “O Conselho será paritário, formado metade por órgãos públicos e metade pela sociedade civil”, destacou Márcia. “Esse foi um momento importante para esclarecer as dúvidas da população local. Nossa missão aqui é lidar da melhor forma com o interesse coletivo e, para isso, dependemos da ação de cada um”, finalizou o gerente.
                Fonte: Diretoria de Áreas Protegidas – DIAP


Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Orla do Mangal das
Garças passa por limpeza
                A presidente da Organização Social Pará 2000, Gabriela Landé, e o gerente do Parque Mangal das Garças, Igor Seligmann, designaram uma equipe para realizar limpeza e manutenção na beira do aningal do parque, que fica localizado às margens do Rio Guamá. Os serviços de limpeza iniciaram na última terça-feira, 5, e serão executados durante uma semana. “Quando a maré está alta as águas do rio trazem muito lixo, como garrafa pet, isopor, e outros que ficam engatados na borda do aningal. Iniciamos a limpeza diariamente neste primeiro momento, e posteriormente faremos a manutenção semanal”, frisa Igor Seligmann. No cumprimento do papel de educação ambiental, a administração do Mangal das Garças vai doar todo o material arrecado na limpeza do aningal para uma instituição que trabalha com material reciclável.

Sema promove mesa
redonda dentro da
Semana Estadual
do Meio Ambiente
                Em comemoração ao Dia Nacional do Meio Ambiente, festejado no dia 5 de junho, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor), promoverá um dia de debates relacionados à Semana Estadual do Meio Ambiente, na segunda-feira, 11, no Hotel Beira Rio. Com o tema central “Municípios Verdes: Cidades Sustentáveis”, o objetivo do evento será articular enfoques com a Conferência Rio+20 e reunir representantes das três esferas do poder, empresas privadas, ONGs, universidades e demais interessados para debater e encaminhar propostas que contemplem a realidade socioambiental do Estado do Pará.
                Na pauta, temas polêmicos como o Código Florestal, Mudanças Climáticas, Carta Amazônia, Economia Verde, Concessão Florestal, Serviços Ambientais e Gestão de Resíduos Sólidos. Segundo a técnica em Gestão Ambiental da Sema, Deiliany Sousa, “Será um dia intenso de programação”. Gestores e pesquisadores farão a abordagem das principais temáticas. As inscrições deverão ser realizadas no site da Sema, no link “Semana Estadual de Meio Ambiente”.
Programação
                Mesa de abertura - 8h – 9h
                Participantes: Governador Simão Jatene, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Instituto de Desenvolvimento Florestal (Ideflor), Programa Municípios Verdes (PMV) e Banco da Amazônia
                Mesa redonda - 9h – 10h
                Tema: Municípios Verdes
                Participantes:  Programa Municípios Verdes (PMV), Ministério Público Federal (MPF), Prefeitura de Paragominas e Sindicato dos Produtores Rurais de Paragominas
                Mesa redonda - 10h – 11h
                Tema: Cidades Sustentáveis
                Participantes: Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), Museu Paraense Emílio Goeldi (Mpeg), Universidade Federal do Pará (Ufpa) e Instituto Tecnológico do Pará (IFPA)

Audiovisual paraense
terá 15 novos curtas
                O audiovisual paraense vai ganhar, em breve, 15 novos curtas-metragens. Esse é o resultado do Culturanimação – I Concurso de Interprogramas de Animação realizado pela Cultura Rede de Comunicação e Instituto de Artes do Pará (IAP). Cinco projetos foram contemplados, cada um prevendo a realização de três curtas com duração de um minuto.
                Foram contemplados Eliezer França Aido, que fará os curtas “A Carona”, “O Gigante de Água” e “Lembranças ao Rio”; Daneill Duan Pinheiro Paluma, com “Iguais”, “Brasil” e “Verdeando”; Otoniel Lopes de Oliveira Júnior, com “Boitatá – Cobra de Fogo na Ponte de Mosqueiro”, “Caipora no Theatro da Paz” e “Vira-Porco nos Prédios”; Petrônio Medeiros Lima Filho, com a série “Tu Conheces?”, que vai tratar dos escritores paraenses Bruno de Menezes, Dalcídio Jurandir e Max Martins; e Marcílio Benedito Caldas Costa, que deverá realizar os curtas “O Pôpôpô”, “Chuva da Poesia” e “Bichos Letrados”.
Cada projeto receberá R$ 18 mil (dezoito mil reais). Os realizadoresterão até o início de setembro para produzir, realizar e finalizar os curtas-metragens. O lançamento será durante a XVI Feira Pan-Amazônica do Livro, no período de 21 a 30 de setembro. Além disso, os curtas serão exibidos na programação da TV Cultura e no Portal Cultura.
                Foram inscritos ao todo 26 projetos, sendo 25 de Belém e um de Marabá. O júri foi formado por Marco Antônio Moreira, crítico de cinema e programador do Olympia; Januário Guedes, cineasta paraense; e Cássio Tavernard, diretor de filmes de animação como "A Onda - Festa na Pororoca”. Segundo Indaiá Freire, coordenadora do concurso, os critérios foram comunicabilidade – ou seja, desenvolvimento do roteiro e adequação aos eixos temáticos determinados pelo edital -, exiquibilidade do projeto no período previsto no edital e criatividade artística. 
                O edital previa a seleção de cinco projetos, cada um com três propostas inéditas de curtas, dentro dos seguintes temas: Meio ambiente (água, lixo, preservação da natureza), Cultura de Paz, Tolerância (racial, religiosa, sexual) e Memória (patrimônio público ou personalidades da cultura paraense), Amazônia e Infância/Adolescência.
                No último mês de maio, Cultura e IAP realizaram duas oficinas para interessados em trabalhar com a linguagem de animação e tirar dúvidas sobre o edital. Estiveram em Belém os produtores Luciana Druzina e Marcelo Moraes, que falaram sobre a elaboração e execução de projetos e também sobre o mercado de animação brasileiro, que vive uma fase de intensa produção, com a exportação de séries para outros países.

Texto:
Márcia Carvalho-Funtelpa

Programa Municípios
Verdes é modelo de
economia sustentável
para o Brasil
                A experiência de sucesso do Programa Estadual Municípios Verdes (PMV) foi apresentada na manhã desta quarta-feira, 6, durante o evento “Rumo a Rio +20 – queremos uma economia verde para o Brasil”, realizado no auditório do Banco da Amazônia. Na ocasião, o coordenador de gestão ambiental compartilhada do programa, Kleber Ramos, explicou ao público presente o formato, os avanços e os resultados positivos que o programa trouxe para o Estado do Pará. “O programa é um modelo de economia verde para o Brasil. Na verdade é um grande pacto em busca da redução do desmatamento, de forma consistente e significativa da mudança da base da economia rural e da redução da pobreza e das desigualdades sociais”, enfatizou.
                Ate maio de 2012 a adesão ao PMV já incluía 91 municípios, de um total de 143. Juntos, esses municípios ocupam uma área superior a um milhão de quilômetros quadrados do território paraense (equivalente ao território da Colômbia). Iniciativas como o programa vêm fortalecendo o conjunto de medidas que permitiu reduzir o desmatamento na Amazônia de 19,6mil km² para cerca de 7 mil km². Isso representou uma queda de 77% na taxa de desmatamento entre os anos de 2004 a 2011. “Uma das metas do PMV é a redução de 80% do desmatamento até 2020 na Amazônia”, disse o coordenador.
                Rio + 20 - O programa também será mostrado para o país e resto do mundo durante a conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que acontece entre os dias 13 e 22 de junho, na cidade do Rio de Janeiro. O PMV será exposto no “Stand Amazônia”, no Parque dos Atletas, um espaço onde todos os Estados localizados na região amazônica poderão mostrar um pouco da sua cultura, além das iniciativas de sustentabilidades aplicadas a cada territorialidade. No dia 14 de junho, no Forte de Copacabana, o governador Simão Jatene fará uma apresentação do programa para os participantes da conferência.
                Outro momento marcante do PMV na Rio+20 acontecerá no dia 19 de junho, no Teatro Maria Clara Machado. Lá será mostrado, para os membros do Fórum da Amazônia Sustentável, o desempenho do programa e os resultados alcançados até o momento com incentivo ao Cadastro Ambiental Rural (CAR), redução do desmatamento e o incentivo à melhoria da produção no Estado do Pará. O Fórum Amazônia Sustentável é um espaço de articulação e diálogo entre diferentes setores que compartilham o território amazônico.
                O Programa Municípios Verdes irá mediar ainda, diversas ações que envolvem o Pará e a região amazônica. Dentre elas está a Carta Amazônia, documento que sintetizará as discussões e demandas dos nove estados que fazem parte da Amazônia Legal e que será apresentado durante a Conferência Rio+20. O objetivo da carta é mostrar ao mundo os reconhecimentos, compromissos e as demandas da sociedade amazônida.


Texto:
Bruna Campos-Secom

Capacitação adota
culinária paraense
para a prevenção do câncer
                Estimativas do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) indicam que quase 20% das neoplasias podem ser evitadas por meio de alimentação saudável, além da prática regular de atividade física e controle do peso. No entanto, o hábito alimentar do paraense vai de encontro ao que é preconizado pelos nutricionistas: regado a charque, o feijão servido todo dia é quase o equivalente à feijoada que é preparada pelos cariocas uma vez por semana, e o peixe frito é carregado no sal. Isso sem falar no pirarucu, nem sempre dessalgado como deveria. Segundo o Inca, o uso exagerado do sal influencia na formação de substâncias cancerígenas, como as nitrosaminas.
                Para recomendar uma mudança nesse quadro, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), por meio da Coordenação Estadual de Nutrição, realizou em parceria com o Inca o segundo ciclo de Oficinas de Alimentação, Nutrição e Câncer, como o objetivo de capacitar coordenadores da Área Técnica de Alimentação e nutrição dos Centros Regionais de Saúde da Sespa. A ideia é que os 30 participantes disseminem os conhecimentos obtidos entre agentes comunitários de saúde e nutricionistas dos núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF’s) dos municípios.
                De acordo com a coordenadora estadual de Nutrição, Rahilda Tuma, um dos diferenciais da atividade consiste em adequar o cardápio regional às novas recomendações para a prevenção da doença publicadas pelo Fundo Mundial de Pesquisa Contra o Câncer (WcRF). “Isso tudo levando em conta essa correria do cotidiano e poder de compra doméstico”, explica.
                A metodologia, que envolveu teoria e prática, foi realizada nos dias 5 e 6 de junho no Laboratório Dietético da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal do Pará (UFPA), campus do Guamá, sob a orientação da nutricionista Sueli Couto, chefe da Área de Alimentação, Nutrição e Câncer do Inca. Ela conta que um primeiro treinamento no Estado foi realizado em outubro de 2011 e foi tão bem repercutido junto aos nutricionistas locais que houve a necessidade de fazer outra atividade, desta vez com o viés prático, com o apoio da universidade.
                Segundo Sueli, os participantes expõem, por meio de dinâmicas, o que conhecem a respeito do câncer e suas formas de prevenção. Assim, o programa é moldado de acordo com as informações compartilhadas pelo grupo. “Nessa atividade, aprimoramos a inteligência popular de cada região e adequamos as orientações conforme a culinária regional”, explica.
                Segundo Rahilda Tuma, os participantes terão livre arbítrio para adequar o conteúdo das oficinas para melhor aplicar nos municípios, independente do local onde for realizado o treinamento. “Há locais onde não há cozinha, como um salão paroquial ou um centro comunitário. A ideia é levar a comida nem que seja pronta e somente apresentar os ingredientes e o modo de preparar. O importante é espalhar a informação”, aconselha.
                Rahilda recomenda que, nos municípios, a atuação dos participantes da oficina com os agentes comunitários de saúde será de fundamental importância porque são os profissionais mais próximos da população. “Essas oficinas foram criadas para que eles também sejam incentivados a buscar mais informações sobre o câncer”, explica, ao enumerar várias atividades que podem ser realizadas no interior, como palestras em escolas com brincadeiras voltadas às práticas de saúde, além de lanches saudáveis, com frutas e sucos naturais.
                Um das metas dessas oficinas é dar prosseguimento a essa capacidade conforme a demanda dos Centros Regionais de Saúde e também pela avaliação do que será proposto e realizado no interior do Estado, no intuito de aprimorar conteúdos e a metodologia utilizada.
                Conforme informações do Hospital Ophir Loyola (HOL), no período de 2000 e 2008, entre os cânceres mais frequentes nos homens, o HOL registrou 1.810 casos de câncer de próstata, 1.149 de estômago, 550 do sistema hemato e reticuloendotelial e 504 de brônquios e pulmões. Entre as mulheres, o HOL registrou, nesse mesmo período, 4.884 casos de câncer de colo de útero, 2.871 de mama, 547 de estômago e 434 do sistema hemato e reticuloendotelial.
                De acordo com dados do Inca, a estimativa de casos novos de câncer para 2012, entre a população masculina no Pará é de 930 casos de câncer de próstata, 430 de estômago, 270 de traqueia, brônquio e pulmão e 150 de colon de reto. Já entre as mulheres a estimativa aponta 810 casos novos de colo de útero, 740 de mama, 250 de estômago e 240 casos de câncer de tireóide.

Texto:
Mozart Lira-Sespa

Audiência Pública discute
demandas da saúde
no município de Altamira
                Uma audiência pública realizada nesta terça-feira, 5, em Altamira, pelo Conselho Estadual de Saúde, reuniu gestores e a população para o debate das principais demandas da área. A rede básica de saúde está sobrecarregada por conta do fluxo de pessoas que migraram para a região em busca de melhores oportunidades abertas pela construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Também foram debatidos os impactos ambiental, social e econômico que afetarão os moradores que vivem às margens do Rio Xingu e também nos municípios do entorno do projeto.
                A reunião contou com a presença de representantes da empresa Norte Energia, do Ministério Público Estadual, Ministério da Saúde e do Comando Regional da Policia Militar, além dos secretários de Saúde do Estado e dos municípios de Altamira e Senador José Porfírio. Também estiveram presentes integrantes de associações de moradores, ribeirinhos, de mulheres e do Movimento Xingu Para Sempre.
                Segundo presidente do Conselho, José de Ribamar Santos, as audiências são importantes por permitirem o debate dos problemas de cada localidade junto à própria comunidade. “Isso se chama democratização do controle social. Estamos levantando os problemas no setor da saúde gerados pela construção da hidrelétrica para, juntos - população, Estado,. município e consórcio responsável pelo projeto - encontrarmos a melhor solução", ressaltou.
                Entre as propostas apresentadas à Norte Energia estão o investimento em infraestrutura nos municípios que abrangem o projeto; garantia de atendimento e, baixa, méia e alta complexidade na rede integrada de saúde, com prioridade para a Atenção Primária; acompanhamento sistemático de atenção à saúde do trabalhador e compensação dos municípios atingidos pelas obras.
                Antes da audiência, o secretário de Saúde do Estado, Helio Franco, esteve reunido com diretores e gerentes da Norte Energia, para definir o direcionamento que já havia sido acertado entre a concessionária e as secretarias de Saúde municipais e do Estado. Para isso, será apresentado um projeto com as mudanças necessárias para a construção e ampliação de hospitais e unidades de saúde na região.
                O consórcio ficou responsável pela reforma do Hospital Municipal São Rafael, que será transformado em uma Unidade de Referência Regional Materno-Infantil na Transamazônica, com 70 leitos disponíveis. A empresa ainda se comprometeu com a reforma e aquisição de equipamentos e insumos para a Unidade de Pronto Atendimento localizada no bairro Mutirão, com a criação de outros 50 leitos, além da construção de um Hospital Geral de média e alta complexidade com capacidade para mais 50 leitos. Helio Franco disse que o município terá todo o apoio do Estado para garantir o atendimento de saúde necessário.

Texto:
Edna Sidou-Sespa

Espaços da Secult terão
horários alterados
neste feriado
                Com o feriado de Corpus Christi, os espaços administrados pelo Sistema Integrado de Museus da Secult vão ter mudanças no horário de funcionamento. O Espaço Cultural da Casa das Onze Janelas e os Museus do Forte do Presépio, de Arte Sacra, do Círio, da Imagem e do Som, Histórico do Estado do Pará e de Gemas irão funcionar das 10h às 14h. E o espaço do Parque da Residência, não incluindo a Secult, também irá funcionar normalmente neste feriado, no horário de 9h às 19h.

Festival de Música terá
atração internacional e
talentos da terra
neste feriado
                No feriado de Corpus Christi quem ficar em Belém terá a oportunidade de desfrutar uma programação de música de primeira. O XXV Festival Internacional de Música do Pará (Fimupa), realizado pelo Governo do Pará, por meio da Fundação Carlos Gomes (FCG) apresenta várias atrações nacionais e internacionais em diversos locais da Região Metropolitana de Belém.
                A principal atração desta quinta-feira é o show do duo alemão Take Two, composto por Carola (voz) e Michael Nolting (piano), que acontece no CamarIN Cultural, às 23h. Os artistas chegam a Belém com um programa variado dividido em duas partes: canções internacionais que vão de Brecht/ Weil (Surabaya Johnny) à Jacques Brel (Amsterdam). Na segunda parte canções em língua inglesa que abrangem clássicos do Soul e do Pop ("Hit the road jack", "New York, New York" etc...). Com timbres extremamente peculiares o Duo Take Two conduzirá o público a uma viagem cheia de surpresas.
                A programação do dia será aberta na Estação das Docas, às 18h. A Banda de Limoeiro do Ajuru estará no palco montado especialmente para o Festival, no anfiteatro São Pedro Nolasco, na beira da Baía do Guajará. Esta é a quarta banda a se apresentar no evento, que pela primeira vez abre espaço para os músicos do interior apresentarem seus repertórios. Paralelamente acontecerá a apresentação da Banda Sinfônica da Fundação Carlos Gomes, às 19h, na Praça da Bíblia, em Ananindeua. A Banda Sinfônica da FCG foi criada em 2000 para reforçar a qualificação profissional dos alunos de sopro e percussão do Conservatório Carlos Gomes. No jubileu de prata do festival o grupo se apresenta com 47 integrantes, entre alunos e professores da FCG.
                O destaque deste ano é a participação do trombonista Anielson Ferreira, ex-aluno da Fundação e que será o solista nesta quinta-feira. “Todos os anos convidamos um solista para se apresentar junto com a banda, geralmente é um músico de fora do estado e até do país. Esse ano, convidamos um ex-aluno nosso. O objetivo é dar oportunidade aos músicos formados pelo Conservatório de se destacarem como solistas”, explica o maestro Amilcar Pimenta, regente da Banda Sinfônica da FCG.
                A banda, que ensaia duas vezes por semana desde março, este ano é formada em sua maioria por alunos novatos da FCG. Para alguns será a primeira experiência em apresentação em conjunto. O maestro Amilcar Pimenta diz que isso não foi motivo para facilitar os trabalhos. “O repertório será eclético, com músicas populares e eruditas. É um repertório desafiador, tanto nas exigências técnicas quanto nas musicais. Será um concerto que irá agradar a todos os públicos”.
A qualidade técnica dos músicos formados pelo Conservatório Carlos Gomes é reconhecida nacional e internacionalmente. O maestro Marcelo Jardim, que está dirigindo os ensaios da Banda Sinfônica do Estado do Pará, formada por músicos de 22 municípios do estado, avalia que os profissionais formados pelo Conservatório estão entre os melhores do Brasil. “A qualidade dos músicos paraenses é indiscutível”. O maesro Amilcar Pimenta atribui esta afirmação a tradição e investimento na qualidade do corpo técnico da Fundação Carlos Gomes. “Temos um Conservatório secular, a rotina de trabalho é intensa, temos um padrão de qualidade que deve ser mantido, por isso exigimos muito de nossos alunos e a seleção para os professores sempre é muito rigorosa”.
A apresentação de Sebastião Tapajós é a terceira atração do dia. O violonista de Santarém estará às 20h30 no CamarIN Cultural, (Rua Senador Lemos, 252) e conta com a participação especial do também violonista argentino Sérgio Ábalos. É a segunda vez que os músicos se apresentam juntos em Belém e no repertório novas leituras de músicas tradicionais de Brasil e Argentina.
                Serviço:
                Horários, locais e atrações do XXV Festival Internacional de Música estão no site  www.fimupa.com.br

Texto:
Julia Garcia-Secom

Policiais civis desmontam
esquema de receptação
de veículos roubados
Uma quadrilha especializada em roubo e transporte de veículos roubados para a ilha do Marajó foi desarticulada, nesta quarta-feira, 6, pela equipe da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DRFVA), da Polícia Civil. O líder do bando, Alvando Vilela Júnior, 37 anos, foi preso no momento em que chegava de viagem de Breves, no Marajó, ainda no porto situado na avenida Bernardo Sayão, bairro do Guamá, em Belém.
                Na casa alugada pelo acusado, situada no Conjunto Natália Lins, bairro da Marambaia, foi preso o comparsa dele, Magno Pinto da Silva, 25 anos, e apreendido um adolescente de 16 anos. Um carro modelo Polo e uma moto roubados foram recuperados. O carro estava na casa de um militar da Aeronáutica que foi preso em flagrante.
Todos irão responder por receptação de roubo; formação de quadrilha e falsificação de documentos. Sob comando do delegado Marco Antônio Duarte, titular da DRFVA, os policiais civis da unidade policial vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) abordaram inicialmente Alvando, que já estava com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça.
                No mês de abril passado, 11 veículos roubados, que tiveram as placas clonadas, foram apreendidos pela Polícia Civil em Portel, no Marajó. Na ocasião, o delegado de Portel, Adalberto Cardoso, informou que os veículos transitavam nas ruas da cidade. Os veículos, modelo Toyota Hilux Diesel; Chevrolet Agile; Fox; Gol Trend; Voyage, entre outros, ficaram recolhidos na Delegacia de Portel no aguardo da identificação dos proprietários. Com o andamento das investigações, a equipe da DRFVA descobriu que Alvando era o responsável pelo envio dos veículos roubados para o Marajó, ondes os mesmos eram revendidos a terceiros com sinais de identificação (chassis e placas) adulterados e documentos falsos.
                Natural do Rio Grande do Norte, Alvando é considerado o maior ladrão de carros em atuação na Região Metropolitana de Belém. Com base nas investigações, ele teve o mandado de prisão decretado pela Justiça. As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos com o bando.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Sema realizará 1º Seminário
de Educação nas Unidades
de Conservação
                Em sintonia com dois grandes eventos comemorados em junho – A Semana Nacional do Meio Ambiente e a Conferência Rio+20 - a Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Pará (Sema) realiza o 1º Seminário de Educação em Unidades de Conservação do Estado do Pará. A programação iniciou nesta quarta-feira, 6, e prosseguirá até o dia 12, em Algodoal, região nordeste do Estado. Na ocasião, professores da Área de Preservação Ambiental (APA) Araguaia irão ministrar cursos na APA de Algodoal-Maiandeua, em uma troca de informações, promovendo um verdadeiro intercâmbio.
                O objetivo é investir na formação de multiplicadores de ações sócio-educativas, para que, sensibilizados, possam incentivar os moradores sobre as questões ambientais, qualidade de vida e o benefício da sustentabilidade do planeta. O público alvo do encontro são professores que atuam em escolas dentro de Áreas de Proteção Ambiental, técnicos e gerentes de Unidades de Conservação e também alunos de cursos afins.
                Na programação do evento, palestras sobre o perfil das unidades de conservação do estado do Pará; os princípios e diretrizes que regem Educação Ambiental e sobre o perfil do educador ambiental. Os palestrantes também farão relato de experiência sobre a vivência ambiental encontradas em suas regiões.

Texto:
Káthia Oliveira-Sema

Unidade de ensino de
Icoaraci lança projeto
para aproximar
pais do ambiente escolar
Fazer com que pais de alunos sejam elementos participativos nas escolas é primordial para o bom andamento de qualquer unidade de ensino. Foi pensando nisto, que a Escola Estadual São Pedro, localizada no bairro do Paracuri, distrito de Icoaraci, lançou na manhã desta quarta-feira (6), o Projeto “Lição de Vida: escola e família aprendendo juntas”. Idealizado pelas professoras Suely Ferreira, Ana Elisa Cavalcante, Ana Idália Cavalcante e Elisete Pena, o projeto visa reunir reflexões e saberes nas diversas formas de relacionamento entre escola e família.
                O projeto, da Coordenação de Ações Educativas Complementares (Caec) da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), está em fase piloto e tem como proposta percorrer todas as escolas da Rede Estadual de Ensino. Durante a apresentação do projeto à comunidade escolar, a direção da Escola São Pedro preparou uma festa especial, onde os participantes puderam se divertir com apresentações culturais e musicais realizadas pelos alunos da escola, como a Banda de Fanfarra, coral de libras, dança de Hip Hop, entre outros.
                Os pais declararam que a partir desta data irão manter contato mais frequente com a escola. A dona de casa, Sônia Dias, ficou emocionada ao falar da educação oferecida à filha pela escola. “Apesar de estar em um local considerado perigoso, esta escola é muito boa, tem professores excelentes e preocupados com a educação das crianças. Espero que os pais possam interagir com a escola, buscando a melhoria de seus filhos. Quando os pais estão longe, os filhos fazem o que querem, não entram para as aulas e a escola não pode se responsabilizar sozinha por isso”, defende.
                Sônia conta que, em função de sua participação diária na escola, procurando sempre saber o que está sendo desenvolvido no espaço escolar e de suas conversas com os professores, a filha, hoje com 14 anos e cursando o 8º ano, sempre apresentou notas e comportamentos excelentes. “Minha filha nunca me deu problema na escola, sempre tirou notas boas, sempre passou de ano e sei que é graças a minha atitude de ser participativa. Sou uma mãe que é vista na escola todos os dias e com isto, colho bons frutos. Minha filha quer ser médica e perita e sei que com meu apoio ela vai conseguir”, diz a mãe orgulhosa.
                Segundo a diretora da escola, Regina Mendes, com 24 anos de fundação, a unidade de ensino é exemplo a ser seguido por muitas escolas, principalmente por estar inserida em uma área considerada de risco, onde a discriminação é frequente. “Lutamos para que a escola seja exemplar. Trabalhamos com vários projetos como o 'Mais Educação', 'Escola Aberta', entre outros, sempre buscando a melhoria na qualidade do ensino prestado aos nossos alunos”, disse, destacando que “qualquer projeto bem pensado faz a diferença. Conseguimos com isto, manter uma média considerada boa no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é de 4 pontos, mas sempre trabalhando para que ela melhore a cada avaliação”, explica a diretora. “E isto, melhora a autoestima, as notas e o desempenho dos nossos alunos”.
Dentro dos projetos da escola, os alunos e a comunidade do entorno participam de aulas de reforço de Português e Matemática, e de atividades esportivas e de lazer como futsal, tênis de mesa, flauta doce, capoeira, dança regional, reciclagem e horta escolar. Os dois últimos projetos são realizados com foco na educação para o meio ambiente, onde as crianças aprendem a fazer o recolhimento de materiais e aproveitá-los para a confecção de vários objetos, assim como manter a limpeza e organização do ambiente. Na horta, eles aprendem a cultivar legumes e verduras que são utilizados no preparo da alimentação escolar.
                Para a diretora, em virtude do cuidado de alunos e professores, a escola apresenta um belo paisagismo com arborização e pintura de painéis nos muros e paredes.”Tudo feito pelas centenas de mãos de alunos e de seus professores”.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc

Produtos da floresta
geram renda no Estado
                Os produtos extraídos da floresta estão gerando renda no mercado paraense e conquistando consumidores nacionais e internacionais. É o que mostra o estudo “Cadeias de Comercialização de Produtos Florestais Não Madeireiros (PFNM)”, desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Florestal do estado do Pará (Ideflor) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Amazônia Oriental, além de fundamento metodológico do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará (Naea/UFPA).
                Os estudos identificaram que, na Região de Integração Baixo Amazonas, o produto de destaque é a castanha-do-brasil, popularmente conhecida como castanha-do-pará, gerando uma renda bruta de R$ 71 milhões, sendo que 67% desse valor circulou fora do Estado. Na região do Guamá, o destaque ficou com o açaí, com 85% da renda bruta de R$ 88 milhões circulando dentro do Pará. O produto também se sobressaiu no Marajó e no Rio Caeté, gerando R$ 690 milhões com 52% circulando na região e 16 milhões com 27% circulando fora do Estado respectivamente. No Xingu, o cacau amêndoa é o principal produto, gerando R$ 1,54 bilhão com 52% circulados fora do Pará.

Equipe da DATA/Pro Paz
contabiliza 1,2 mil
atendimentos no
Baixo Amazonas
                               A equipe da Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data), vinculada ao Programa Pro Paz Integrado, do Governo do Estado, sob o comando da delegada Rosana Rojas, promoveu uma série de reuniões, entre os dias 14 e 30 de maio, com os componentes da rede de proteção a crianças e adolescentes vítimas de abusos sexuais, em Almeirim, Prainha, Monte Alegre e Alenquer, região do Baixo Amazonas, de  As atividades aconteceram durante a Caravana do Programa Pró-Paz Cidadania e Presença Viva do Governo do Estado. A média de público atendido pelos integrantes da rede de proteção em cada municipio foi de 150 pessoas, somando 1.200 no total.
                               As ações da DATA foram focadas na articulação com os integrantes da rede de proteção que é formada pelas Secretarias de Assistência Social, pelos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e Centros de Referência Especializados em Assistência Social (CREAS); Secretarias de Educação, diretores e professores; Secretarias de Saúde, médicos, enfermeiros e ACS (Agentes Comunitários de Saúde); Conselhos Tutelares, Conselhos de Direito; Delegacias de Polícia Civil; Promotorias de Justiça do Ministério Público e Comarcas Judiciárias de cada município.
                               Os encontros tiveram por objetivo selecionar, em cada cidade, um agente responsavel pela articulação da rede com os demais membros para se reunirem mensalmente visando a avaliação dos trabalhos desenvolvidos sobre os casos de violência sexual de crianças e adolescentes comunicados na região. Também foram ministradas palestras com exibição de vídeos da ONG Rádio Margarida sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes aos alunos das escolas de cada um dos municípios visitados.
                               Os agentes prestaram assistência aos presos nas Delegacias dos quatro municípios para expedição de documentos, como certidão de nascimento, carteira de identidade, Cadastro de Pessoa Física e Carteira de Trabalho. Os presos também receberam atendimento médico e odontológico. A participação da Data/Pro Paz Integrado na região do Baixo Amazonas encerrou em Santarém, de onde a equipe retornou a Belém.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Caravana Pro Paz faz 73 mil
atendimentos em Santarém


                Depois de percorrer os municípios de Almeirim, Prainha, Monte Alegre, Alenquer e Santarém, a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva chegou à cidade de Belterra, na manhã desta quarta-feira, 6. Este é o sexto município beneficiado com um conjunto de ações que envolvem mais de 50 serviços de saúde e cidadania na região. A Caravana permanecerá em Belterra até a próxima sexta-feira, 8, e depois, seguirá para Mojuí dos Campos, o mais novo município do Estado do Pará.
                A população aguardava ansiosa a chegada dos serviços na cidade. “Somos muito carentes aqui em Belterra. Para conseguirmos uma consulta com o clínico geral temos que esperar dois meses. E o oftalmologista aqui não existe, nem sabemos como é realizado um exame de vista. Com o Pro Paz, eu poderei fazer minha consulta e levar minhas filhas ao Pediatra”, afirmou a dona de casa Isadora Brasil de Souza, 28, que cedo já estava na fila para adquirir sua senha.
                A coordenadora do Presença Viva, Hebe Ripardo, destacou a expectativa dos profissionais para a cidade e avaliou positivamente a ação em Santarém. “Aqui no município nossa expectativa é a melhor possível, tendo em vista que a população estava nos aguardando. Em Santarém nossa meta era realizar 50 mil procedimentos em saúde e superamos estes números chegando a bater o recorde”, frisou ela.
                Foram realizados aproximadamente 73 mil procedimentos de saúde e cidadania durante quatro dias de ação da Caravana Pro Paz Cidadania Presença em Santarém, no Baixo Amazonas, o maior até agora, e que demonstra o crescimento da procura pelos serviços a cada município visitado. Em Prainha, por sua vez, foram 66 mil procedimentos.
                Do número geral informado pela coordenação do projeto, 60.860 procedimentos foram da área de saúde. Destes, 8.945 foram na especialidade de Oftalmologia, beneficiando a população com a prescrição de óculos de grau, além de exames diversos. A procura também foi grande para a Odontologia. Os serviços de restauração, raspagem, profilaxia, sutura, remoção de raiz, aplicação de flúor, capeamento, escovação e palestra somaram 4.945 procedimentos.
                As ações de cidadania somaram 12.046 atendimentos que deram conta da emissão de carteira de trabalho, Cadastro de Pessoa Física (CPF), aconselhamento jurídico, emissão de carteira de identidade, divulgação de serviços e prevenção sobre drogas nas escolas. Já a guarnição comandada pelo sub-tenente BM Cárdias (formada por um mergulhador, três socorristas e dois guarda-vidas) vem realizando durante a Caravana Pro Paz o trabalho de atendimento emergencial e acompanhamento da infraestrutura utilizada pelos servidores. Mais de 65 pessoas, entre idosos, crianças e deficientes físicos foram socorridos pela guarnição, em Santarém. Quando a população precisa, eles, sem medir esforços, empurram cadeiras de rodas, prestam os primeiros socorros, levam o paciente em casa e, quando necessário, os carregaram no colo.

Texto:
Cora Coralina-Secom

Pesquisas científicas de
escolas estaduais serão
apresentados
na FemactRio+20
                Pesquisas científicas desenvolvidas por estudantes e professores de escolas públicas dos municípios de Igarapé-Miri e Abaetetuba vão representar o Pará na Feira de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia da Rio+20 (FemactRio+20). O evento será realizado de 12 a 14 de junho, no Armazém 4, da zona portuária da cidade do Rio de Janeiro, e reunirá cerca de 120 trabalhos científicos de escolas de todo país. Os trabalhos paraenses foram selecionados após se destacarem durante as edições da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace) e a Mostra de Ciência e Tecnologia (Mostratec), em São Paulo e Rio Grande do Sul, do ano passado.
                As pesquisas “Forno Solar uma proposta de desinfecção das águas ribeirinhas”, de autoria da professora Benedita Vieira e dos estudantes Samuel dos Santos e Waleriano Lobato, e “A utilização do forno solar na desinfecção de águas ribeirinhas”, desenvolvida pelo professor Clelivaldo Santos da Silva e pelas estudantes Luana Barros Ribeiro e Cristiane de Sousa da Escola Estadual São Francisco em parceria com o Clube de Ciências de Abaetetuba, foram as primeiras colocadas na categoria Relevância Social e terceiro lugar na categoria Mentalidade Marítima da Febrace.
                O projeto está encontrando uma alternativa para melhorar a qualidade da água retirada dos rios, apresentado uma nova opção à metodologia mais comum de tratamento da água que é praticada com o uso de sulfato de alumínio para que a sujeira seja sedimentada sem, no entanto, utilizar de algum método de desinfecção.
                A destinação dos caroços de açaí é tema do projeto “A utilização de resíduos da agroindústria do açaí para a produção de adubo orgânico por meio de equipamentos alternativos no município de Igarapé-Miri”, de autoria dos estudantes Marcio Kennedy Araujo Ferreira, Ernane de Jesus Pantoja Neto, Bruna da Cruz Silva, com a orientação dos professores Josineide Pantoja da Costa e Helio Nascimento da Paixão Júnior da Escola Estadual de Ensino Médio Antônio de Castro, que encontraram uma função para esse suposto lixo. O trabalho foi terceiro colocado na categoria de Ciências Agrárias da Febrace.
                Orgulho da escola Escola Estadual Cristo Trabalhador, localizada em Abaetetuba, o projeto “Matapi Ecológico: uma solução para a captura e a comercialização do camarão no rio Tauerá de Beja, em Abaetetuba” já ultrapassou fronteiras e foi apresentado no início deste ano, na Espanha, durante a “XIII Exporecerca Jove”. A pesquisa encontrou uma maneira de adequar o matapi usado na pesca do camarão para que somente os espécimes adultos desses crustáceos fossem capturados, evitando a extinção do animal no leito do rio e a melhoria da renda dos pescadores locais.
“A região nordeste do estado do Pará vem se destacando muitos nos eventos nacionais e internacionais”, comemora o professor Gilberto Luis Sousa da Silva, que divide a autoria do trabalho com a estudante, Regiane Araújo da Silva. Para ele, o sucesso dos trabalhos demonstra aos alunos de escolas públicas que, “ é possível fazer trabalhos científicos de qualidade nas escolas e que através da pesquisa, do conhecimento, eles podem transformar a vida deles”.

Texto:
Mari Chiba-Seduc

Governo do Estado abrirá
licitação para construção
de ginásio poliesportivo
em Santarém
                A Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) abrirá licitação para a construção de um ginásio poliesportivo com capacidade para cinco mil lugares no município de Santarém, região do Baixo Amazonas. O processo licitatório, a ser aberto no dia 29 de junho, será na modalidade concorrência pública e com investimentos estimados em R$ 10 milhões. O ginásio terá 5.200 metros quadrados de área construída e será erguido em um terreno de 15.420 metros quadrados. Terá capacidade para 5.100 mil espectadores com assentos individuais, vestiários, setor administrativo com salas de uso múltiplo, palco para eventos, dois bares e duas lanchonetes.
                Além disso, para cada lado de arquibancadas, haverá sanitários públicos - adaptados para portadores de necessidades especiais -, quadra com piso de madeira, cobertura em telhas termoacústicas, arquibancada em concreto armado e ventilação e iluminação zenitais (feitas por cima). De acordo com o titular da Seop, Joaquim Passarinho, a execução da obra resgata um compromisso do governo firmado com a população. Além disso, há uma possibilidade do novo espaço vir a ser utilizado como centro de treinamento para as Olimpíadas Rio 2016. “Este projeto possui grandes chances de ser escolhido para receber delegações, já que é um grande complexo esportivo”, informou.
                O ginásio também poderá ser utilizado para outros eventos, servindo como espaço multiuso, já que este projeto supera as necessidades do município na área de esporte e lazer”, informou o titular da Seop. Também será construído um estacionamento, que atenderá tanto o estádio quanto o centro esportivo. Segundo Passarinho, a ideia é que o complexo seja construído de forma "modular", o que significa que a obra será concluída por etapas, permitindo que cada área seja utilizada tão logo esteja concluída.

Texto:
Clara Costa-Seop

Seop vai abrir licitação
para construção de ginásio
de 5 mil lugares em Santarém
                A Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) abrirá licitação para a construção de um ginásio poliesportivo com capacidade para cinco mil lugares no município de Santarém, região do Baixo Amazonas. O processo licitatório, a ser aberto no dia 29 de junho, será na modalidade concorrência pública e com investimentos estimados em R$ 10 milhões. O ginásio terá 5.200 metros quadrados de área construída e será erguido em um terreno de 15.420 metros quadrados. Terá capacidade para 5.100 mil espectadores com assentos individuais, vestiários, setor administrativo com salas de uso múltiplo, palco para eventos, dois bares e duas lanchonetes.
                Além disso, para cada lado de arquibancadas, haverá sanitários públicos - adaptados para portadores de necessidades especiais -, quadra com piso de madeira, cobertura em telhas termoacústicas, arquibancada em concreto armado e ventilação e iluminação zenitais (feitas por cima). De acordo com o titular da Seop, Joaquim Passarinho, a execução da obra resgata um compromisso do governo firmado com a população. Além disso, há uma possibilidade do novo espaço vir a ser utilizado como centro de treinamento para as Olimpíadas Rio 2016. “Este projeto possui grandes chances de ser escolhido para receber delegações, já que é um grande complexo esportivo”, informou.
                O ginásio também poderá ser utilizado para outros eventos, servindo como espaço multiuso, já que este projeto supera as necessidades do município na área de esporte e lazer”, informou o titular da Seop. Também será construído um estacionamento, que atenderá tanto o estádio quanto o centro esportivo. Segundo Passarinho, a ideia é que o complexo seja construído de forma "modular", o que significa que a obra será concluída por etapas, permitindo que cada área seja utilizada tão logo esteja concluída.

Texto:
Clara Costa-Seop

Polícia Civil incinera
cocaína apreendida
no município de Óbidos
                Mais de quatro quilos de cocaína apreendidos durante operação realizada pela Polícia Civil para repressão ao tráfico de entorpecentes foram destruídos, ontem, no município de Óbidos, no oeste do Pará. O material apreendido foi incinerado no forno de uma indústria da região.
                Estiveram presentes na destruição da droga os peritos criminais Elvis de Oliveira Leite e Maria Nilda Cavalcante, do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, de Santarém. Eles efetuaram a perícia de constatação da droga que antecede a incineração. O procedimento atesta a quantidade e a autenticidade do material entorpecente apreendido.
                De acordo com o delegado Elinelson de Oliveira Silva, titular da Polícia Civil no município, a cocaína apreendida é resultado de uma operação ocorrida em 2009, quando duas mulheres foram flagradas transportando drogas em uma embarcação procedente de Manaus, no Amazonas. Uma delas, Jeane Leite, já foi condenada pela Justiça por tráfico interestadual de drogas.
                O delegado explica que o entorpecente permaneceu recolhido no Fórum de Óbidos. Por solicitação do titular da Polícia Civil, a juíza Darcila Souza, titular da Comarca de Óbidos, autorizou a incineração. Ainda, conforme o delegado, outras incinerações de porções de entorpecentes apreendidos já foram autorizadas. A destruição do material deverá ser realizada nas próximas semanas.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Órgãos do Estado
funcionarão em
regime de plantão no feriado
                Em função do feriado de Corpus Christi, celebrado nesta quinta-feira, 7, o Governo do Estado determinou, na sexta-feira, 8, ponto facultativo para os servidores que integram a administração direta e indireta do Executivo. O decreto publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira, 6, alcança mais de 100 mil servidores que compõem o quadro administrativo. Nos órgãos das áreas de arrecadação, saúde pública, defesa social e segurança pública, os serviços serão mantidos em regime de plantão, a fim de que o atendimento à população não seja prejudicado. Estes órgãos deverão estabelecer, no dia facultado, escala de serviço entre os servidores.

Inscrições prorrogadas
para o Edital de
implantação de
novos infocentros
                As inscrições ao Edital de Seleção Pública de Propostas para Apoio à Inclusão Digital no Estado do Pará, na Modalidade 1 (link de internet), foram prorrogadas até o dia 29 de junho. Até esta data, órgãos públicos e instituições do terceiro setor sem fins econômicos, em condições de firmar parceria com contrapartidas materiais, poderão submeter propostas para a implantação de infocentros em seus municípios. A prorrogação das inscrições atende ao pedido das prefeituras interessadas em implantar Infocentros em seus municípios, que solicitaram mais tempo para se adequarem as normas previstas no Edital. Pela modalidade 1, o Estado, por meio da Secti, compromete-se a conceder link gratuito à internet, material didático para cursos de informática básica e treinamento aos monitores indicados pelas entidades para atendimento e capacitação dos usuários. Outro benefício do edital é a garantia de democratização do processo de instalação de novos infocentros em todo o Estado.

Policiais cumprem
mandado de prisão de
traficante de drogas
em Salvaterra
                Robson Nascimento, de apelido "Cabelo", está preso em Salvaterra, na ilha do Marajó, por determinação judicial. Ele responde por tráfico de drogas na Comarca de Salvaterra. Nas informações divulgadas nesta quarta-feira, 6, o delegado Victor Manfrini, titular da delegacia local, informa ter apresentado pedido de prisão preventiva contra o acusado ao juiz de Direito Alexandre Rizzi, da comarca de Salvaterra.
                O traficante já havia sido preso outras quatro vezes entre os anos de 2011 e 2012 e respondia atualmente em liberdade pelos crimes de tráfico de entorpecente, tráfico de animais silvestres e receptação dolosa. Na última decisão judicial foram estabelecidas condicionais para a continuidade da liberdade provisória do indiciado.
                Ao tomar conhecimento que Robson Nascimento, na noite do último dia 3, estava em uma festa numa danceteria, provocando desordem e ameaças, o delegado determinou a lavratura de Termo de Circunstanciado de Ocorrência (TCO) contra o acusado, por ameaça e desordem. Robson foi apresentado na delegacia por uma guarnição da Polícia Militar. O delegado também solicitou ao Poder Judiciário a decretação da prisão preventiva por quebra de condicional. A ordem judicial foi emitida e encaminhada à unidade da Polícia Civil pelo Poder Judiciário.
                Assim, o delegado juntamente com os investigadores Igor Oliveira de Sousa e Cristiano de Barros Freitas cumpriram a prisão de Robson. "Ele é apontado como um dos principais traficantes do município. Ele estava agindo no município há quase dois anos", conta o delegado. De acordo com Victor Manfrini, “Cabelo” é suspeito da autoria de um homicídio em 2010. "Ele vinha sendo investigado tanto pelas atividades de tráfico de drogas quanto de tráfico de animais silvestres", ressalta. Segundo o delegado, “Cabelo” está recolhido na carceragem da Delegacia de Salvaterra à disposição da Justiça, onde aguardará o julgamento das ações penais a que responde.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil

Futebol de cinco do Pará
é campeão em Goiás
                A equipe paraense de Futebol de Cinco, variação do futebol adaptada para deficientes visuais, venceu o campeonato regional Centro Norte, ocorrido na cidade de Bela Vista, em Goiás, no período de 30 de maio a 03 de junho. Nessa modalidade, apenas o goleiro e o "chamador", responsável por orientar os outros quatro jogadores para a finalização da jogada, enxergam. A equipe paraense que integra o Instituto "Álvares de Azevedo" venceu todos cinco jogos da tabela e revelou o aluno Davison Monteiro, 19 anos, artilheiro do campeonato, com 13 gols. Destaque também para o aluno Francisco Rodrigo, autor de dois gols. A equipe garantiu participação no campeonato nacional, programado para o final do ano.

Fundação Curro Velho
participa da Semana
do Meio Ambiente do TRT
                Os artigos produzidos pelos alunos das oficinas da Fundação Curro Velho podem ser encontrados na feira montada no hall de entrada do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, na Praça Brasil. A feira integra a programação da V Semana do Meio Ambiente do TRT. Artigos como cerâmica, serigrafia, cartonagem, marcenaria, cestaria, objetos em madeira, entre outros produtos, estarão em exposição na sede do TRT até o dia 15 de junho, no horário de 8h às 13h.

Escola Temístocles de
Araújo faz entrega
de alimentos
                Os alunos do ensino Fundamental, Médio e Integral da Escola " Temístocles de Araújo", localizada no bairro da Marambaia, fazem entrega de mais de 500 itens arrecadados durante a gincana realizada no centro comercial do bairro, por ocasião dos 33 anos de fundação da instituição, na semana passada. A direção da escola selecionou um aluno de cada uma das 22 turmas, que juntamente com seis professores repassarão, nesta quarta-feira, 6, os alimentos doados à Casa da Criança, entidade ligada a Associação do Voluntariado de Apoio a Oncologia – AVAO

Seminário discute
Planejamento
Estratégico do Sistema
de Segurança Pública
                A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) realiza, nesta quarta-feira (6), o II Seminário de Planejamento Estratégico, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém. O evento reúne cerca de 500 servidores do Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sieds): Segup, Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves", Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe) e Departamento Estadual de Trânsito (Detran).
                O planejamento está sendo realizado, desde o início do mês de abril, pelo próprio Sistema de Segurança Pública e Defesa Social, utilizando a metodologia e os softwares da empresa de consultoria Brainstorming. A empresa foi contratada para assessorar a elaboração do Planejamento Estratégico dos órgãos que compõem o Sieds, por meio de um Termo de Cooperação firmado entre o Governo do Estado do Pará e o Movimento Brasil Competitivo (MBC).
                O seminário aplica a técnica do “brainstorming” para a elaboração da lista preliminar dos eventos que vão compor a pesquisa denominada “Delphi”. Nesta atividade, os integrantes do Grupo de Controle, do Núcleo de Sistematização e do Comitê de Planejamento irão identificar as variáveis críticas e elaborar uma relação preliminar de questões estratégicas, que, posteriormente, serão detalhadas pela consultoria. Vários encontros, como este, serão realizados, no decorrer de 2012, para socializar as informações já cadastradas no sistema.
                O evento conta com a presença do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha; comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Daniel Borges Mendes; delegado geral da Polícia Civil, Nilton Barreto Atayde; comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel João Hilberto Sousa de Figueiredo; diretor geral do CPC “Renato Chaves”, Orlando Salgado Gouvêa; superintendente do Sistema Penitenciário, tenente coronel PM André Luiz de Almeida e Cunha; diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Walter Wanderley de Paula Pena e o gerente de Projetos da empresa Brainstorming, Joe Weider.


Texto:
Lene Alves-SEGUP
Sesma divulga
funcioname​nto das
unidades durante o feriado
A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) informa que nesta quinta-feira,07, somente as Unidades Municipais de Saúde que atendem em regime de Urgência e Emergência (24h), assim como os dois Hospitais de Pronto Socorros Municipais e Hospital Municipal de Mosqueiro e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) estarão funcionando.
Na sexta-feira (08), funcionarão normalmente todas as Unidades Municipais de Saúde que atendem em regime de Urgência e Emergência (24h), bem como as que atendem em regime ambulatorial.
UMS’s que realizarão atendimento (urgência e emergência) neste feriado (07):
UMS Sacramenta
Avenida. Senador Lemos, esquina Dr. Freitas, s/nº
UMS Telégrafo
Rua do Fio s/nº entre Passagem São João e São Pedro.
UMS Jurunas
Rua Fernando Guilhon, entre Bernardo Sayão e Breves. s/nº, ao lado da Passagem Jacó.
UMS Marambaia
Rodovia Augusto Montenegro, s/nº. Km 01, em frente ao colégio Madre Celeste.
UMS Tapanã
Rua São Clemente, s/nº, ao lado do Conjunto Cordeiro de Farias.
UMS Outeiro
Rua Manoel Barata s/nº, ao lado da Agência Distrital de Outeiro, no começo da escola Bosque.
UMS Cotijuba
Rua Manoel Barata s/nº, em frente à Igreja São Francisco.
UMS Icoaraci
Rua Manoel Barata, nº 840, entre Itaboraí e São Roque, próximo ao colégio Madre Celeste.
UMS Benguí
Rua São Pedro, nº 01, esquina com a Rua Benfica.
UMS Carananduba, em Mosqueiro
Praça de Carananduba s/nº, em frente a Praça doCarananduba, entre Avenida Beira Mar e Rua Santa Rita.

Secretaria Municipal de Saúde (Sesma)

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...