Total de visualizações de página

domingo, janeiro 22, 2012

Rua de lazer reúne cerca de 1.500 pessoas na Aldeia Amazônica








O penúltimo domingo do mês foi de muito esporte, diversão e prestação de serviços aos moradores do bairro da Pedreira em Belém. O movimento na Aldeia Amazônica, palco da rua de lazer organizada pela Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel) começou cedo.  Muitas pessoas  aproveitaram o momento para verificar a pressão arterial, o peso e ainda mudar o visual,como fez a aposentada Maria Mercedes Barros, 71 anos. “Achei que estava na hora de cortar o cabelo e como o serviço aqui é de graça, não pensei duas vezes”, comentou a moradora.
O futebol de rua entre crianças abriu a programação esportiva da rua de lazer na Pedreira. Depois o futebol de cinco, mais conhecido como futebol de cegos, fez a sua apresentação. Ricardo Xerfan, um dos jogadores, diz que o esporte atua na vida deles como um fator de inclusão social.  “É a hora que a comunidade vê a gente não apenas como deficiente, mas como pessoa mesmo. E ter o talento de jogar futebol, mesmo sem enxergar, não é pra qualquer um. É um dom que vem de Deus”, assegura o esportista.
 Um aulão de capoeira com atletas que ocupam colocações nos rankings estadual e nacional foi uma das atrações no evento. O presidente da Federação Paraense de Capoeira, Mestre Laica, afirma que a rua de lazer é um dos momentos de interação entre o esporte e a comunidade. “Pra nós é muito gratificante estar aqui para trazer esta atividade, falar um pouco dos seus benefícios e do trabalho que a gente vem desenvolvendo. É uma forma de divulgar ainda mais a capoeira”, conclui o representante da entidade.
 A criançada pôde aproveitar a programação cultural da rua de lazer, seja lendo no ônibus biblioteca da Fumbel, pulando nos brinquedos infláveis ou curtindo as atividades lúdicas como jogo de dominó, damas e desenho em papel oferecidas pelo projeto Brinca Belém. Tatiane Silva, 5 anos, mal terminava uma atividade e já corria para outra. “Quero brincar em tudo. É muito legal”, afirmou a menina.
 A bateria da Embaixada do Samba Império Pedreirense deu um show e levantou o público na Aldeia Amazônica. A escola apresentou o tema do samba-enredo do carnaval 2012 “As terras do império, quilombo do samba”, uma homenagem ao centenário do bairro da Pedreira e os 60 anos de fundação da agremiação. A Embaixada desfila no dia 18 de fevereiro, na Aldeia Amazônica com 1.800 brincantes e desde dezembro do ano passado realiza cortejos culturais aos domingos, diz o diretor de bateria da escola, Vinicius Pinto. “Nós arrastamos cerca de cinco mil pessoas durante o cortejo cultural”.
  Diversos serviços como verificação de pressão arterial, peso, e emissão de carteira de trabalho também foram oferecidos à população através de entidades parceiras como o Laboratório da Beneficente Portuguesa e a Delegacia de Regional de Trabalho.
 Segundo a Sejel cerca de 1.500 pessoas participaram neste domingo da atividade realizada em comemoração aos 396 anos de Belém. A programação continua ,como informa o secretário Municipal de Esporte, Francileno Mendes. “No próximo sábado, dia 28, às 8h da manhã, estaremos inaugurando a Academia ao ar livre de Icoaraci, na orla do distrito. Serão entregues 25 equipamentos e mais três brinquedos para as crianças. No dia seguinte, 29, às 7h da manhã, estará acontecendo na Doca, a 16ª Corrida de Belém com cerca de dois mil corredores percorrendo o centro histórico da cidade”.
 A programação da Sejel em comemoração ao aniversário de Belém começou no último dia 20 com um aulão de ginástica na Av. Rômulo Maiorana, antiga 25 de Setembro.


Texto: Ieda Ferreira-Ascom Sejel
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...