Total de visualizações de página

terça-feira, janeiro 24, 2012

@ CORREIO JURUNENSE E O RESUMO DAS PRINCIPAIS NOTÍCIAS DESTA TERÇA-FEIRA, DIA 24 DE JANEIRO

Jornada Pedagógica tem
participação maciça dos
profissionais de educação
Começou nesta terça-feira (24), em 64 escolas municipais, a Jornada Pedagógica 2012. Até a próxima sexta-feira (27), serão traçadas as metas do planejamento letivo implantado na Rede Municipal de Ensino de Belém este ano.
A jornada envolve professores, coordenadores e técnicos das escolas. A Semec participa com coordenadores e técnicos na organização, formação e palestras sobre Diretrizes Curriculares.     
Na Escola Honorato Filgueiras, no bairro da Cidade Velha, todos os 30 professores estiveram presentes. A temática colocada em discussão foi a “Pedagogia do Olhar”. Para a diretora da escola, Maria Divane, esta leitura é fundamental. “A criança precisa ser vista de maneira integral e não dissociada da realidade em que ela vive”, falou a gestora, confiante no resultado da semana pedagógica e na influência positiva que irá proporcionar no aprendizado dos alunos da escola.  
Há 28 anos atuando como técnica pedagógica da escola, Ana Telma Souza, avaliou a jornada. “É o momento ideal para redimensionar o projeto educacional da escola na socialização de saberes e práticas, competências e habilidades para a inclusão social", disse.
Na Escola Rotary, no bairro da Condor, não foi diferente. Houve participação de todos os profissionais de educação da escola. “Vamos envolver os professores para firmar o compromisso de ter um bom planejamento e assim, ter o retorno dos alunos", explica a diretora, Elisandra Pinto.

Texto: Syanne Neno / Fotos: Rosa Costa
Seduc faz pré-matrícula
de alunos até 5 de fevereiro
Esta aberta a pré-matrícula para alunos novos que desejam ingressar em uma das escolas da rede estadual de ensino que apresentam calendário diferenciado, ou seja, com data prevista para iniciar o ano letivo de 2012 em fevereiro ou março. A pré-matrícula está disponível até o dia 5 de fevereiro no site da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), www.seduc.pa.gov.br.
                As escolas com o calendário diferenciado são as que não aderiam à paralisação dos professores. São 128 na Região Metropolitana de Belém (RMB), sem contar as unidades do interior do Estado, onde a adesão à última greve não foi grande. Para as demais escolas o processo de matrícula só estará disponível a partir do dia 17 de fevereiro.
                Depois da fazer a pré-matrícula, o aluno deve confirmar a inscrição, no período de 7 a 9 de fevereiro. Os alunos novos que perderem a pré-matrícula terão uma nova oportunidade de se matricular, no período de 13 a 15 de fevereiro, nas escolas onde ainda houver vagas disponíveis. Quem já faz parte da rede estadual será automaticamente rematriculado pelo sistema.
                De 17 de fevereiro a 4 de março acontece o novo cronograma de matrícula, com abertura da pré-matrícula, dando prioridade a pessoas com deficiência. Este grupo terá de 5 a 9 de março para confirmar a pré-matrícula. Do dia 5 até 25 de março, abre a pré-matrícula para os demais novos alunos, que terão do dia 26 ao dia 28 seguintes para confirmação, que acontece na própria escola. Neste cronograma, os alunos que perderem a pré-matrícula poderão ter uma nova oportunidade de ingressar na rede, do dia 9 a 13 de abril. Os alunos da rede serão rematriculados, remanejados ou transferidos pelo sistema de matrícula a partir do dia 30 de março.
                Segundo o secretário adjunto de Ensino da Seduc, Acácio Centeno, a elaboração de dois cronogramas para o processo de matrícula 2012 surgiu da necessidade de atender as escolas que estão com o calendário diferenciado, com o ano letivo previsto para iniciar nos meses de fevereiro ou março, e as unidades de ensino que aderiram à última paralisação, cujo ano letivo está previsto para começar em abril. “Viabilizamos uma alternativa que atendesse a essas duas situações”, diz.

Texto:
Danielly Gomes-Seduc
Governo reformará 25
Delegacias de
Polícia Civil em 2012
                A Polícia Civil do Pará deve reformar neste ano 25 delegacias, localizadas na Região Metropolitana de Belém e no interior do Estado. A meta está prevista no projeto de reformas de unidades policiais da Diretoria de Administração da Polícia Civil. Do total, cinco já estão com obras licitadas - Ourilândia do Norte, na região sudeste; Cachoeira do Arari, no Arquipélago do Marajó, e Cabanagem, Atalaia e Aurá, bairros da RMB.
                Outras duas delegacias – de Ourém, no nordeste, e Anajás, no Marajó – aguardam recursos, mas já estão com as obras aprovadas. As demais obras estão com projetos em desenvolvimento ou aguardando aprovação. No ano passado, nove unidades policiais foram reformadas ou construídas.
                Entre as obras já concluídas estão o Arquivo Central da Polícia Civil e as Delegacias dos municípios de Cumaru do Norte (sul), Santa Bárbara do Pará (RMB), Porto de Moz (região do Xingu), Viseu (nordeste) e da Divisão de Homicídios, além da Unidade Integrada Pro Paz no bairro da Terra Firme, em Belém.
                A Delegacia do bairro do Marco, onde está sediada a Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), também passou por reforma e adaptações. O município de Tucuruí, no sudeste do Pará, recebeu o novo prédio do Programa Pro Paz Integrado (PPI), para atender casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. Já os servidores da Polícia Civil passaram a contar com as novas instalações da Diretoria de Atendimento ao Servidor (DAS) que, entre outras inovações, ganhou o Laboratório do Setor de Fisioterapia.
De acordo com informações da Diretoria de Administração da Polícia Civil, para este ano também está prevista a conclusão da obra de reforma do prédio do Centro Estratégico Integrado (CEI), na Travessa 3 de Maio, bairro de São Braz, na capital.
                Outras obras de reforma iniciadas em 2011 ainda estão em andamento, com previsão de conclusão neste ano - a Delegacia de Benevides (RMB); Delegacia da Mulher em Santarém (no oeste), onde funcionará também o Programa Pro Paz Integrado; Delegacia do Benguí e Seccionais Urbanas da Marambaia e Icoaraci, em Belém; Delegacia de São Sebastião da Boa Vista (no Marajó); Delegacias da Guanabara, Jaderlândia e Júlia Seffer, em Ananindeua (RMB), e Delegacia de Decouville, em Marituba (RMB).
                As obras atendem a demandas da Agenda Mínima do Governo do Estado, que prevê, em quatro anos, a reforma de 100 Delegacias e a construção de 40 unidades integradas de polícia em todo o Pará.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Nota Defesa Civil
Qualificação
de voluntários
A Defesa Civil entrega, nesta quarta-feira (25), a partir das 16h, no Palácio Antônio Lemos, sede do poder municipal, o certificado de registro de qualificação da 2° turma do Grupamento de Voluntários. O curso de qualificação foi oferecido para 30 profissionais de diversas áreas que foram capacitados pelo Samu, Defesa Civil, municipal e estadual, Corpo de Bombeiros e Sesma, para estarem aptos a rápidas respostas, desastres e calamidades de grandes proporções que possam ocorrer na cidade.
Ação preventiva faz
desratização e controle
de caracóis em Belém
Com o objetivo de manter a população de Belém a salvo de doenças e contaminações, os profissionais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), começaram o ano de 2012 realizando ações educativas e preventivas em todas as feiras, mercados e canais do município.
Até o dia 17 de fevereiro, pela parte da manhã, técnicos visitarão canais de Belém, para fazer controle de caracóis e trabalho de desratização. Os caracóis apresentam importância sanitária, pois podem transmitir vermes prejudiciais à saúde humana, causadores de doenças graves, com sintomas variando entre distúrbios do sistema nervoso, fortes e constantes dores de cabeça, perfuração intestinal e hemorragia abdominal. O molusco possui concha de coloração dourada a escura, devendo ser capturado apenas com o uso de luvas de borracha ou sacos plásticos.
Na manhã desta terça-feira (24), técnicos do CCZ realizaram o trabalho de controle de caracol e desratização pelas redondezas do Canal Leal Martins. Moradora do local, Rosineide Cruz, 47 anos, se mostrou aliviada com o trabalho do Centro. “Fico feliz em saber que podemos contar com esse trabalho. Temos muita preocupação com a nossa saúde, até porque também temos crianças e animais de estimação em casa. O técnico do CCZ ainda me orientou em como devo agir, caso tenha problemas com ratos ou caracóis”, disse.
Além do trabalho pela manhã, também ocorreu a operação de desratização em feiras e mercados. O trabalho, que neste ano se iniciou no último dia 19, é rotineiro no calendário de ações do Centro, atuando em feiras e mercados de diversos bairros da capital, como Cremação, Ver-o-Peso, Telégrafo, Sacramenta, Campina, Marambaia, Batista Campos, Jurunas, entre outros. Cada um destes locais será fiscalizado outras vezes até dezembro de 2012.
Para a desratização, os técnicos utilizam um tipo de veneno em forma de bloco parafinado, derivado da cumarina, substância que causa hemorragia no animal. Durante a desratização são colocados venenos em locais escondidos, como esgotos e valas, onde os ratos gostam de se esconder. O veneno que é colocado não oferece perigo para pessoas e outros animais, pois não é atrativo para cães e gatos. Apenas uma barrinha do veneno pode matar mais de três ratos, já que esses animais se alimentam em bando. O veneno possui anticoagulante. O animal come e morre em 24h ou 36h, sem apodrecer, já que o veneno seca o animal.
Em 2011, Belém registrou 61 casos de leptospirose. Transmitida pela urina do rato, a doença começa a apresentar seus primeiros sintomas, cerca de 30 dias após a pessoa ter contato com a urina. Em geral o paciente apresenta febre, dores musculares, principalmente nas pernas e panturrilha. Mas há casos conhecidos em que pacientes doentes apresentaram sintomas diferentes ou simplesmente não apresentaram sintoma algum, evoluindo posteriormente para formas mais graves da doença. Porém, em 90% dos casos, se tratada de forma adequada, a evolução da doença é benigna.
Para maiores informações ou solicitação de visitas de técnicos do CCZ, ligar para o número: 3227-2088.
Cronograma do trabalho de controle do caracol e desratização de feiras e mercados:
Controle de caracol (08h)
25/01 – Canal da Vileta (1º de dezembro até a Acatauassú Nunes)
26/01 – Canal da Timbó (1º de dezembro até a Acatauassú Nunes)
27/01 – Canal da Mundurucus (Tucunduba até a Teófilo Condurú)
30/01 – Canal da Visconde  (Timbó até Pedro Miranda)
31/01 – Canal da Visconde (Timbó até Pedro Miranda)
01/02 – Canal da Generalíssimo (Caripunas até Quintino)
02/02 - Canal da 14 de Março (Conselheiro até Caripunas)
03/02 - Canal da Quintino (Fernando Guilhon até a Bernardo Sayão)
06/02 – Canal da Perebebuí (Canal da Pirajá até a Pedro Miranda)
07/02 – Canal da Água Cristal   (Rua Anchieta até a Júlio Cezar)
08/02 – Canal da Água Cristal   (Rua Anchieta até a Júlio Cezar)
09/02 - Canal da São Joaquim (Júlio Cézar até a Arthur Bernardes)
10/02 - Canal da São Joaquim (Júlio Cézar até a Arthur Bernardes)
13/02 – Canal do Galo (Arthur Bernardes até a Acampamento)
4/02 – Canal da Dalcídio Jurandir (IML até o Bengui)
15/02 – Canal da Pirajá
16/02 – Canal da Bernardo Sayão
17/02 – Canal da Bernardo Sayão
Desratização em feiras e mercados (14h30)
16/02 - Feira da Cremação, Porto da Palha, Porto do Sal
23/02 - Complexo do Ver-o-Peso, Feira do Açaí, Mercado de ferro
28/02 - Mercado de Santa Luiza, Feira do Telégrafo, Mercado da sacramenta
22/03 - Feiras e Mercado de Mosqueiro
27/03 - Feira da 8 de Maio, Feira da Campina, Mercado de Icoaraci
29/03 - Hortomercado do Bengui, Feira do parque União,
24/04 - Feira da Providência, Feira da Tavares Bastos, Mercado da Marambaia
26/04 - Feira da Cabanagem, Feira do Entroncamento, Feira do Panorama


Texto: Denise Silva – Ascom Sesma / Fotos: Adriano Magalhães
Noêmia Jacob assume
presidência da Cohab na
próxima quinta-feira
                O Conselho de Administração da Companhia de Habitação do Pará (Cohab) dará posse, na próxima quinta-feira (26), às 09h, à nova presidente da instituição, Noêmia Jacob. Iniciando um processo de transição, ela esteve na sede da Cohab nesta terça-feira (24) e se reuniu com o atual presidente, Marcos Aurélio de Oliveira. A futura titular da Cohab foi apresentada a diretores, gerentes e assessores ligados diretamente à presidência da companhia, e conheceu detalhes da atuação do órgão.
                Nôemia Jacob é funcionária da Caixa Econômica Federal desde 1989, onde iniciou como escriturária concursada. Jornalista por formação, em 1991 assumiu o Núcleo de Comunicação da Caixa, além de compor o quadro de professores da Universidade da Amazônia (Unama), lecionando para alunos do curso de Comunicação Social.
                Em 1997 ela foi transferida para Brasília, onde foi gestora do Planejamento Estratégico da Caixa. Ainda na capital federal, Noêmia ocupou várias gerências, entre as quais a de Relacionamento com Clientes. Em 2004 voltou a Belém para assumir a Superintendência Regional da Caixa, cargo exercido até 2009, quando foi transferida para Manaus (AM), onde também foi superintendente.
“O setor habitacional faz parte das diretrizes da Caixa, e conseguimos resgatar esse papel do banco como agente de habitação”, disse Noêmia Jacob, referindo-se a sua atuação na CEF.
                Sobre os desafios da Política de Habitação no Pará, Noêmia Jacob declarou que a Cohab deverá desempenhar um papel decisivo nessa área. “Os grandes programas habitacionais do governo federal, como Minha Casa, Minha Vida e PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) têm não só um viés social, como são imprescindíveis para o desenvolvimento urbano, e a Cohab passa a ser a instituição estadual que deverá fazer diferença significativa na melhoria da qualidade de vida das pessoas, oferecendo à população de baixa renda o acesso à habitação”, reiterou.

Texto:
Rosa Borges-Cohab
Prefeitura premia vencedores
de concurso de
fotografias sobre Belém
 A abertura da exposição fotográfica “Cantos e Recantos de Belém”, na manhã desta terça-feira (24), na Escola de Gestão Pública do Município (EGPM), marcou a entrega da premiação do concurso de fotografias promovido pela Prefeitura Municipal de Belém (PMB). No evento, fotógrafos amadores e profissionais receberam das mãos do prefeito de Belém, Duciomar Costa, premiação até terceiro lugar nas duas categorias.
O concurso, que teve como tema a cidade de Belém, reuniu imagens produzidas por funcionários públicos municipais. Marlene Mendes Pereira, coordenadora geral da EGP e curadora da exposição, disse que todos os envolvidos ficaram muito satisfeitos e impressionados com a qualidade das imagens que foram inscritas.
“Por ocasião das comemorações do aniversário da cidade, abrimos espaço para que os fotógrafos registrassem seu olhar sobre os locais por onde trafegamos todos os dias. Lugares comuns e que escondem tamanha singularidade. A tradução dessas belezas depende também de muita sensibilidade, e isso pudemos perceber que os participantes dessa exposição têm de sobra”, comemorou Marlene.
Belém guarda em cada espaço da sua arquitetura antiga os traços fiéis da sua história. Elementos em constantes transformações que quando não estão resguardados fisicamente, resistem intactos em registros fotográficos do início do século passado.
“São imagens que resistem ao tempo. Que nos possibilitam perceber como viviam nossos antecessores. Esse concurso que realizamos tem esse objetivo: o de possibilitar que a Belém assim como ela é hoje seja conhecida por outras gerações”, ressaltou o prefeito Duciomar Costa.
Foram mais de 100 imagens inscritas, das quais 50 foram selecionadas para fazer parte da exposição. Os fotógrafos Igor Mota, Tarso Sarraf e Lucas Queiroz foram os responsáveis por julgar as imagens que levaram o título.
“Já sabíamos que colegas nossos de profissão estavam com fotos inscritas no concurso. Por isso, sugerimos à curadoria que não nos apresentasse as imagens com o nome de seu autor. Pudemos dessa forma fazer um julgamento isento, sem beneficiar ninguém. Escolhemos apenas as melhores imagens que, pelo nosso olhar, representava muito bem os ‘cantos e encantos’ da cidade”, explicou o fotojornalista Tarso Sarraf.  Ele, que trabalha com fotografia há 20 anos, seis deles dedicados ao fotojornalismo, vê com muito bons olhos essa iniciativa da Prefeitura de Belém. “Ações deste tipo dá ao profissional e para quem gosta de fotografia a possibilidade de cada vez mais aperfeiçoar sua técnica”, acrescentou.
Na categoria amadora, os três primeiros colocados foram: Adaias de Souza, Fabiola Monteiro e Brendo Almeida. Entre os profissionais, Elivaldo Pamplona, Alessandra Torres e Hosana Lopes chegaram aos primeiros lugares.
O repórter fotográfico Elivaldo Pamplona, da Coordenadoria de Comunicação da Social (Comus) da Prefeitura, ganhou o primeiro prêmio da categoria profissional com uma foto noturna da Praça da República. “Fico muito satisfeito em saber que o resultado do meu trabalho seja capaz de traduzir as belezas dessa cidade que eu tanto amo”, disse.
A galeria com a exposição, elaborada a partir do olhar crítico do artista Jean Carlos Pereira, reúne um conjunto de imagens que representam muito bem a capital paraense. São traços da arquitetura francesa mantidos desde os tempos áureos da Belle Époque, alguns cantinhos especiais, tidos como cartão postal da cidade, ou até um momento comum traduzido pela criatividade e pelo olhar atento dos retratistas de plantão.
A exposição “Cantos e Recantos de Belém”, permanece aberta até o dia 03 de fevereiro na EGP, localizada na Rua Domingos Marreiros, nº 1792, entre 14 de Abril e Castelo Branco.

 Texto: Lauro Lima / Fotos: João Gomes
Santa Casa forma turmas
de residência médica
na próxima semana
                Muita emoção e a certeza de mais uma etapa vencida na vida profissional. Esse é o sentimento dos alunos das turmas de residência médica 2012 da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará, que se preparam para receber seus diplomas de conclusão de curso. A cerimônia de formatura acontece segunda-feira (30), no auditório do hospital, e terá a presença de familiares e diretores da instituição.
                A concluinte Lorena de Castro, residente do curso de ginecologia e obstetrícia, diz que, embora tenha entrado no curso sem muita certeza do que queria, o dia a dia foi lhe mostrando que estava no caminho certo. “Hoje olho para trás e vejo que fiz a coisa mais certa da minha vida. Aprendi muito aqui na Santa Casa, desde os aspectos do tratamento com casos de extrema complexidade e até como lidar com a equipe”, diz.
                Residente de pediatria, Fernanda Guedes diz que gostava dessa especialidade desde criança. “Foram dois anos de muito aprendizado, de dificuldades e de muita vontade de me tornar uma pediatra. A Santa Casa me proporcionou um vasto conhecimento com profissionais extremamente qualificados. Estou muito feliz com minha escolha. Agora é estudar mais e me aperfeiçoar em pediatria”, conclui.
                Também concluinte, Alessandro Moraes conta que saiu de Imperatriz, no Maranhão, para fazer o curso. “Desde que era acadêmico de medicina já tinha essa vontade de fazer ginecologia e obstetrícia, e agora me sinto muito realizado. Tive uma experiência de alto nível estudando casos de alta complexidade aqui na Santa Casa e aconselho a quem quer fazer uma residência que tenha uma identificação com o curso porque encontramos dificuldades, e o amor à profissão supera tudo”, garante.
                Disputa – Segundo a diretora de Ensino e Pesquisa da Santa Casa, Lizomar Moia, este ano 234 candidatos vão disputar 34 vagas. O curso de residência mais procurado foi o de clinica médica, com 68 candidatos escritos disputando nove vagas. Em seguiida aparecem radiologia, com 57 alunos escritos disputando duas vagas. A novidade deste ano é o Programa de Residência Multiprofissional, com 18 vagas ofertadas, uma para terapia ocupacional, duas para nutrição, oito para enfermagem, duas para fisioterapia, uma para serviço social, duas para farmácia e bioquímica e duas para psicologia.
                O curso funcionará em horário e dedicação integral, com módulos teóricos e práticos. A residência acontecerá em Belém, mas poderá ser cursada também em outro município, se isso for necessário para o desenvolvimento da formação do residente. O período do programa é de dois anos e o edital que vai selecionar os futuros residentes multiprofissionais deverá ser publicado ainda esta semana.
                A residência médica foi instituída no Brasil pelo Decreto nº 80.281, de 5 de setembro de 1977. Segundo o Ministério da Educação (MEC), é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização, funcionando em instituições de saúde, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional, sendo considerado o “padrão ouro” da especialização médica.
                A residência multiprofissional, por sua vez, foi instituída pela Portaria Interministerial nº1.077, de 12 de novembro de 2009. É coordenada conjuntamente pelo Ministério da Saúde e MEC e tem como principais atribuições avaliar e acreditar os programas e as instituições habilitadas para oferecê-lo. Os cursos são orientados pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), a partir das necessidades e realidades locais e regionais, e abrangem as profissões da área da saúde: biomedicina, ciências biológicas, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia, serviço social e terapia ocupacional.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa
Campanha do Banpará
beneficia a
Fundação Curro Velho
                A Diretoria Administrativa do Banco do Estado do Pará (Banpará) entregou nesta terça-feira (24) à Fundação Curro Velho mil peças de vestuário, como resultado da campanha “Doar também é vestir a camisa do Banpará”, realizada no final de 2011. Segundo a diretora administrativa, Marcia Miranda, a campanha contou com a participação decisiva dos funcionários, tanto das unidades da capital como do interior.
                A Fundação Curro Velho foi escolhida para receber as doações porque também desenvolve ações voltadas à conscientização socioambiental. Em oficinas e outras atividades de iniciação artística, a Fundação Curro Velho cria condições à recuperação da autoestima de crianças e adolescentes, oriundos de famílias de baixa renda, oferecendo a capacitação em ofícios que despertam talentos individuais, a reflexão sobre a realidade e incentivam a reutilização de materiais. Por mês são atendidas, em média, 300 crianças, na faixa etária de 5 a 12 anos, e 1200 adolescentes, a partir de 12 anos.
                As peças doadas serão utilizadas pelos alunos da Fundação nas oficinas de serigrafia, pintura em tecido e customização de roupas, e ainda na confecção de capas de cadernos. O resultado do trabalho será apresentado no tradicional desfile da Escola de Samba “Crias do Curro Velho”, no dia 11 de fevereiro, no bairro do Telégrafo.
“Parcerias desta natureza são fundamentais para o desenvolvimento do nosso trabalho. As roupas doadas pelo Banpará possibilitarão a realização de várias oficinas durante o ano, e também comporão os adereços paras as alas no nosso carnaval”, ressaltou Dina Oliveira, superintendente da Fundação.
                Em 2012, o Banpará, como empresa responsável nas áreas social e ambiental, ampliará suas parcerias, contribuindo para a profissionalização de moradores de comunidades de baixa renda.

Texto:
Yedda Bevilacqua-Banpará
Seminário discute
controle e combate
ao câncer no Pará
                Muitos tipos de câncer são curáveis quando detectados precocemente. A desinformação e a falta de procura por consultas preventivas fazem com que muitos pacientes busquem por assistência no estágio avançado da doença. Por esse motivo, a Rede Paraense de Controle ao Câncer, coordenada pelo Hospital Ophir Loyola, promove sexta-feira (27) um seminário para conquistar novas parcerias na luta do controle da doença no Estado.
                A rede busca conscientizar crianças, adolescentes, jovens e adultos. Uma das preocupações é com a exposição do ser humano a uma quantidade cada vez maior de inúmeros compostos químicos (resultantes da atividade industrial), amplamente distribuídos no ambiente e capazes de induzir danos ou lesões no material genético, contribuindo para o aumento dos casos de neoplasias.
                Diante dessa realidade, a rede tem parceiros de diversos setores da sociedade, incluindo órgãos públicos e entidades do terceiro setor, para discutir e implantar ações educativas com o intuito de alertar a sociedade paraense sobre os fatores de risco do câncer, os sintomas, as formas de tratamento, hábitos saudáveis e, principalmente, sobre a importância da do diagnóstico precoce.
                Sugestão de entrevistado:
                Antenor Madeira, oncologista e coordenador Rede Paraense de Controle ao Câncer (RPCC)
                Programação do seminário
                8h30 - Abertura
                8h45 - Acolhimento
                9h - A trajetória da Rede Paraense de Controle ao Câncer
                10h - Intervalo
                10h15 - Exposição de material educativo
                11h - Planejamento para o Dia Estadual de Combate ao Câncer
                12h - Cadastramento de voluntários
Estudantes conhecem
na Seduc setor de
Tecnologia da Informação
                Mostrar aos alunos como funciona o sistema de informações de uma grande empresa, proporcionando um contato direto com a prática, foi o objetivo da visita feita por estudantes da Escola Juscelino Kubistchek à Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Ditec), da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), na manhã desta terça-feira (23).
“Queremos com esta visita fazer com que os alunos verifiquem de perto tudo o que é aprendido em sala de aula, fazendo uma integração entre a teoria e a prática. Também podemos mostrar um pouquinho de cada área, para que eles vejam com o que mais se identificam, e possamos verificar o perfil de cada profissional”, explicou o professor Charles Batista , que acompanhou os concluintes do curso subsequente Técnico em Informática.
                A aluna Cássia Nascimento quis saber mais sobre o trabalho com redes e web design, áreas em que pretende atuar. “Tenho um carinho especial por estas duas áreas, e foi muito bom vir aqui para conhecer e colocar em prática o que aprendemos em sala, além de tirarmos muitas dúvidas”, declarou.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc
Termo de cooperação
garante melhorias no
abastecimento de
água em 14 municípios
                Prefeitos de 14 municípios paraenses assinaram, na manhã desta terça-feira, 24, um Termo de Cooperação Técnica com o Governo do Estado no valor de R$ 54 milhões, a serem investidos em um projeto que vai garantir o abastecimento de água em 100% da área urbana dessas cidades. Além do termo de cooperação, foi assinado também um convênio entre a Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb) e a Universidade Federal do Pará (UFPA), que vai permitir a elaboração da Política de Saneamento de todo o Estado do Pará e a criação de um Plano de Saneamento para o Governo do Estado.
                As assinaturas foram oficializadas durante uma cerimônia realizada no auditório do Palácio dos Despachos, em Belém. “As ações que foram acordadas hoje objetivam a melhoria da qualidade de vida da nossa gente. É preciso ressaltar que grande parte desses recursos tem o apoio decisivo do Governo Federal, através da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Mas, independente de qualquer questão partidária é preciso entender que os recursos vêm sempre da mesma fonte, que é o bolso do cidadão”, enfatizou o governador Simão Jatene.
                As obras de melhoria no abastecimento de água serão iniciadas em abril e devem ser concluídas no prazo máximo de um ano. No total, serão 15.573 novas ligações, que vão atender 71 mil paraenses e diminuir em 5,4% o déficit de domicílios não atendidos por rede de abastecimento no estado. Os municípios beneficiados serão Afuá, Almeirim, Anajás, Muaná, Óbidos, Ourém, Placas, Prainha, Primavera, Quatipuru, São Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, São Francisco do Pará e Vigia. Estas cidades se somam a outras 60 que já estão recebendo investimentos do Governo do Estado. “Com isso nós vamos atingir 74 municípios, ou seja, mais da metade dos municípios do Pará onde estamos trabalhando para melhorar a qualidade do abastecimento”, afirmou o chefe do Executivo Estadual.
                O prefeito de Afuá, um dos municípios onde a questão do abastecimento de água é bem precária, parabenizou em nome de todos os gestores presentes a iniciativa do Governo do Estado. “Esperávamos por essa boa noticia há muito tempo. Além da saúde, a questão da água em Afuá é muito preocupante. O governo fez a sua parte correndo atrás dos recursos e nós, enquanto prefeitos, deveremos ser fiscais dessas obras para que a população seja atendida o mais rápido possível”, concluiu Mazinho Salomão.

Texto:
Bruna Campos-Secom
Susipe certifica cerca
de 500 agentes
penitenciários
                A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) e o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) certificam, na manhã desta quarta-feira, 25, no auditório Ismael Nery, do Centur, 464 agentes penitenciários que concluíram o curso de “Formação Continuada de Agentes Penitenciários do Pará”.
O curso tem o objetivo de qualificar a linha operacional das unidades penitenciárias da Região Metropolitana de Belém (RMB), na execução das tarefas junto aos internos, contribuindo para o esclarecimento da função do agente penitenciário enquanto servidor público e integrante de um processo de humanização e dignidade para os detentos.
                Os eixos articuladores do curso foram Relações Humanas e Reinserção Social, Saúde Mental, Qualidade de Vida, Segurança, Disciplina e Administração Penitenciária, com uma carga horária total de 116 horas.
Curso internacional de
Assistência Técnioca
divulga metodologias
paraenses
                Na manhã desta terça-feira, 24, os participantes do primeiro curso internacional da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) visitaram a comunidade Vila do Retiro, situada há cerca de 6 km da sede do município de Bragança. O objetivo foi mostrar a eles ferramentas metodológicas para traçar o Diagnóstico Rural Participativo (DRP). Divididos em três grandes grupos, separados pelas línguas inglesa, francesa e portuguesa, os estrangeiros ficaram na companhia de representantes da colônia que formeceram as informações. O resultado da atividade irá nortear as ações da Emater na comunidade, por meio do escritório local da empresa no município.
“Neste dia, o Curso de Metodologia de Assistência Técnica e Extensão Rural, proporcionou aos agentes públicos uma prática de como um extensionista da Emater trabalha quando se quer ter informações aprofundadas de determinada localidade. Dependendo dos dados desejados para compor um DRP as ferramentas são orientadas adequadamente”, explicou a pedagoga Ivanete Alves.
                As ferramentas utilizadas pelos grupos foram a do “Mapa Falado”, Rotina Diária e o Diagrama de Vann. Estrangeiros e comunidade trabalharam juntos para compor o material que foi exposto no final da manhã. “Como executamos, na prática, o que fazemos nas comunidades agricultoras atendidas, as informações coletadas serão entregues para o escritório local de Bragança para que já sirva como planejamento de ações futuras que visam o desenvolvimento da localidade, que possui cerca de 90 famílias agricultoras que vivem praticamente da produção de mandioca e feijão”, complementou a pedagoga.
                No primeiro grupo, responsável pelo Mapa Falado, os agricultores relataram aos técnicos de língua francesa “as relações existentes na comunidade, com o espaço físico, as dificuldades, mas também a esperança no futuro”, como explanou Claude Lufungula, da República Democrática do Congo. “Para retratar o presente contamos com a ajuda dos moradores mais antigos e os mais jovens ficaram por retratar o que esperam do futuro, como a ânsia de ter um posto médico e um posto telefônico”, afirmou o companheiro de equipe, Audace Manirakiza, de Burundi.
                O segundo grupo a apresentar foi o de língua portuguesa responsável pelo Diagrama de Vann – ferramenta proposta para identificar as instituições públicas presentes e o grau de proximidade com os agricultores. Para a facilitadora da equipe, a engenheira agrônoma da Emater Ana Francisca Lima, o papel desempenhado por um técnico nesta atividade não pode ser de interferência nas decisões. “Mostramos aos cursandos que o importante é a comunidade fazer as intervenções para que seja um retrato mais fiel da realidade deles”, reiterou ao grupo.
                O terceiro grupo, o de língua inglesa, que ficou com o desenvolvimento da ferramenta metodológica da Rotina Diária, com a ajuda de um casal, conheceu o que a família realiza em 24 horas de atividades. “Podemos compreender a forma de organização familiar e como, nós técnicos, podemos ajudar para que a produtividade seja maior”, disse Aaron Muchazivepi, do Zimbabue.
                Ao final da atividade, com a sociabilização dos dados apurados, foi possível traçar um prospecto de que forma uma metodologia pode ser aplicada na prática. Ana Lina Olende, de Cabo Verde,que teve a função de moderadora do grupo dois, disse já conhecer a metodologia de diagnósticos, mas que não tinha conhecimento de tantas ferramentas interessantes que podem proporcionar um material final muito mais preciso e de acordo com a realidade comum.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater
Cerca de três mil
concursados serão
nomeados em 2012
                O Estado irá nomear todos os aprovados em concursos que expiram este ano, obedecendo ao limite de vagas ofertadas. Foi o que afirmou a Secretária de Estado de Administração Alice Viana, durante a reunião com a Associação dos Concursados do Pará (Asconpa), na manhã desta terça-feira, 24, na sede da Secretaria de Administração (Sead).
                O planejamento das nomeações dos concursados já foi solicitado aos órgãos e o prazo de entrega é o dia 10 de fevereiro. “Os concursados podem ficar tranquilos. A orientação do governador Simão Jatene é no sentido de respeito à nomeação dos concursados dentro dos prazos de validade dos concursos. O estado está cumprindo com essas nomeações dentro do limite de vagas, mas em alguns casos chamaremos nomes da lista de espera”, ressaltou a secretária da Sead.
                Durante a reunião foram foi entregue à Associação dos Concursados do Pará (Asconpa), todas as cópias das circulares enviadas aos órgãos e a planilha detalhada dos concursos, prazos de validade e número de concursados que serão chamados. Até novembro de 2012 serão mais 2.917 mil funcionários públicos estaduais, que irão gerar um acréscimo de R$ 5.744 milhões na folha de pagamento.
                O presidente da Asconpa, José Emílio, elogiou a precisão das planilhas apresentadas e disse estar satisfeito com a reunião. “Foi bastante produtiva. Era exatamente o que nós queríamos. A secretária nos recebeu e nos deu as informações que nós buscávamos e agora nós vamos acompanhar os encaminhamentos para que se cumpram conforme a secretária falou na reunião”.
Para Roseane Lima, concursada da Seduc, o governo está agindo de forma transparente, o que dá mais segurança aos concursados. “No concurso para técnico de educação foram oferecidas muitas vagas e no governo passado sempre informavam que muitas dessas vagas era cadastro de reserva e no edital não é, então o número que o governo informava não batia com o nosso. Agora nessa reunião com a secretária, os números apresentados por ela estão batendo com os nossos. A associação está acreditando na palavra dela e estamos mais tranqulos quanto a nossa nomeação”.
O Estado tem feito as nomeações de acordo com a orientação dos órgãos e dentro do limite orçamentário, sempre obedecendo ao prazo de validade dos certames. De janeiro de 2011 a janeiro de 2012 foram chamados 4.949 mil concursados. Para este ano serão chamados os aprovados de 14 concursos para 12 órgãos estaduais que expiram em 2012, que são o da Defensoria Pública (C-119), Susipe (C-122), Detran (C-123), Hemopa (C-124), Seduc (C-125, C-126 e C-130), Ideflor (C-127), Sejudh (C-128), Sedect (C-129), Sespa (C-131), Seel (C-132), Sepac (C-133) e Jucepa (C-144). A secretaria informou que os nomeados receberão o comunicado pelos Correios, por isso é importante que os concursados mantenham o endereço atualizado.

Texto:
Dani Filgueiras-Secom
Novo diretor geral do
Ideflor toma posse
                Foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 24, a nomeação do novo diretor geral do Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado do Pará (Ideflor), Thiago Valente, que toma posse do cargo nesta quarta-feira, 25, no auditório do Ideflor, em Belém. Na ocasião, José Alberto Colares, que dirigiu o Ideflor desde o ano passado, repassará oficialmente o cargo diante dos servidores da autarquia.
                O engenheiro florestal Thiago Valente Novaes é natural de Belém, tem 28 anos de idade e trabalha no Ideflor desde 2008. Ele foi aprovado no primeiro concurso do instituto, onde ocupou os cargos de Gerente de Concessões Florestais e Diretor de Gestão de Florestas Públicas. Em 2011, foi aprovado no concurso do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, mas foi cedido ao Ideflor.
Hemopa oferece resultado
de exame on line
para pacientes
                Mais de 20 mil pacientes atendidos pela Fundação Hemopa serão beneficiados pelo novo serviço que permite a entrega de resultados de exames on line, garantindo mais agilidade aos procedimentos laboratoriais realizados no órgão. O serviço está disponível no site do hemocentro (www.hemopa.pa.gov.br), a partir do acesso ao banner localizado na lateral direita do site, que indica o passo a passo para obtenção do laudo on line.
                Para o coordenador de Laboratórios, o biomédico Maurício Koury Palmeira, a oferta do serviço é uma antiga demanda do hemocentro. “Este ano vamos investir em novas tecnologias para a melhoria do atendimento dos nossos usuários”, afirmou, adiantando que até o final de fevereiro, o mesmo serviço estará sendo oferecido aos doadores de sangue. No entanto, ele ressalta que o resultado on line não descarta a entrega dos exames de forma presencial, na sede do hemocentro e unidades da hemorrede.
                Somente ano passado, o Hemopa realizou 61 mil exames laboratoriais resultantes de 23.313 consultas médicas.O hemocentro é referência para atendimento especializado de doenças hematológicas. O atendimento se destina aos pacientes encaminhados pela rede básica de saúde, via Sistema Único de Saúde (SUS), através da ficha de referência contra-referência, devidamente preenchida, assinada e carimbada pelo médico solicitante, contendo exames atualizados.
                O Hemopa possui equipe multidisciplinar com médicos, biomédicos, farmacêuticos bioquímicos, enfermeiros, técnicos de patologia clínica e hematolologia, assistentes sociais, pedagogos, fisiatras, fisioterapeutas, psicólogos, odontólogos e técnicos de enfermagem.
                O atendimento médico é feito de segunda a sexta-feira, nos seguintes horários e especialidades:
                Coleta de exames: de 7h às 10h.
                Fisioterapia: 8h às 18h
                Fisiatria: 8h às 12h
                Psicologia: de 8h às 19h
                Dentista: de 8h às 18h
                Serviço Social: de 7h às 19h
                Sala de Transfusão: de 7h às 19h
                Farmácia: de 7h às 19h
                Atendimento médico: 7h às 18h
Serviço: O Hemopa espera por você na Tv. Pe. Eutíquio, 2109. Atendimento para doação de sangue: de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, e aos sábados, de 7h30 as 17h. Maiores informações pelo fone: 0800 280 8118.

Texto:
Vera Rojas-Hemopa
GDAM gratificará
desempenho de
servidores da Jucepa
                A partir de um extenso trabalho de planejamento e definições de prioridades que incluem a valorização de seu capital humano, a gestão atual garantiu nesta terça-feira, 24, mais uma conquista para o servidor da Junta Comercial do Estado (Jucepa). O Governador do Estado, Simão Jatene, assinou o Decreto nº 329, que regulamenta o art. 44-A da Lei nº 6.063, de 26 de julho de 1997 e dispõe sobre a Gratificação de Desempenho de Atividade Mercantil - GDAM, a formulação e fixação de metas organizacionais, as atribuições e as competências dos agentes envolvidos no processo, o sistema de avaliação, os procedimentos, a forma de pagamento da gratificação e os recursos da avaliação de desempenho.
                Foram levados em consideração o fato de que a avaliação e o monitoramento do desempenho constituem parte indispensável da gestão moderna para controlar a prestação de serviços públicos; sendo que, a Gestão de Desempenho é uma importante ferramenta para estimular o aprendizado, o desenvolvimento e a melhoria contínua do indivíduo e da instituição; e ainda que a adoção de critérios de avaliação de gestão, com monitoração permanente da eficiência, eficácia e da qualidade dos serviços prestados à comunidade tem um enorme potencial para melhorar a gestão pública.
                As metas de desempenho institucional serão fixadas considerando o plano plurianual, os projetos e as atividades prioritárias, as condições especiais de trabalho e as características específicas da entidade. A presidência da Jucepa será responsável em constituir uma Comissão de Avaliação de Desempenho visando a implementação da Avaliação de Desempenho Individual e Institucional.

Texto:
Diane Maués-Jucepa
Inscrições prorrogadas
ao teste de seleção
para o Curso de
Musicalização do CCG
                Foram prorrogadas até a quinta-feira, 26, as inscrições para o teste de seleção para o Curso de Musicalização do Conservatório Carlos Gomes. Os candidatos interessados (ou seu responsável) devem procurar a secretaria do CCG, após o pagamento da taxa no Banpará, e marcar o teste, levando a Certidão de Nascimento ou o RG.
Crianças cantam a alegria
de ser Cria do Curro Velho
                Três irmãos têm a alegria de puxar o samba-enredo no Carnaval da Fundação Curro Velho de 2012. As crias praticam as atividades de canto da instituição e ganharam ponto de destaque no Carnaval devido a atuação que tiveram no Auto de Natal de 2011. Géssica, de 12 anos; Gean, de 10, e Geovana dos Santos, 8 anos, moram no bairro do Jurunas e vieram para a Fundação Curro Velho por incentivo de sua tia Keila Cardoso dos Santos, que trabalha na instituição.
“Foi nossa tia que nos trouxe para o Curro Velho. Começamos a fazer canto coral esse ano que passou. Depois do Auto de Natal veio o convite para cantarmos o samba enredo do Carnaval”, disse Gean dos Santos. Os irmãos também participaram da gravação do samba-enredo realizada na Rádio Cultura, em dezembro de 2011.
                Além de Canto Coral, as crianças já haviam participado de outras atividades da instituição. “Nós três já tínhamos feito oficina de Dança, participamos de dois espetáculos aqui no Curro Velho”, disse Géssica dos Santos. Quando perguntada se gostava de ser intérprete do samba, a mais velha dos três irmãos respondeu com um sorriso no rosto. “Eu gostei de fazer o samba enredo por que aqui nós somos as estrelas e eu gosto de cantar e de sambar”.
Já para Geovana dos Santos, o samba enredo foi mais difícil de ser feito do que o Auto de Natal. “Na verdade o samba enredo foi mais difícil de cantar do que o Auto de Natal por que o barulho é muito alto e tivemos pouco tempo para ensaiar”, contou a caçula do grupo que complementou dizendo que o mais legal foi ver como se grava uma música no estúdio.
                A mãe das Crias, Elaine dos Santos, é só sorrisos e orgulho da prole. “Para mim é um orgulho e um privilégio tê-los na Fundação Curro Velho por que aqui eles estão sendo bem encaminhados e isso pode contar muito para educação deles”, disse ela que ressaltou a importância da instituição para os filhos. “O Curro Velho tira eles da rua e é uma ocupação para eles”.
Criação do samba
                O samba enredo para o Carnaval da Escola de Samba Crias do Curro Velho foi uma criação do músico Paulo Moura, que atua na Fundação como gerente do Núcleo de Música. O samba enredo surgiu através de uma conversa entre Jorge Cunha, Walter Figueiredo, Dina Oliveira e, assim surgiu “Nas Asas da Vovó”, que resgata os antigos carnavais, quando a cidade se enfeitava e as batalhas de confete e serpentina tomavam conta da festa. “A nossa ideia é a vovó contando para seus netos como eram os carnavais de antigamente”, disse o músico que há mais de 10 anos compõe o samba da Fundação.
                O desfile das "Crias da Fundação Curro Velho" está marcado para 11 de fevereiro, a partir das 9h, como parte da programação da "Bumbarqueira – Carnaval do Pará", promovido pelo Governo do Estado, Secretaria Especial de Promoção Social, Secult, IAP, Fundação Curro Velho, Fundação Carlos Gomes e Funtelpa.
                A Escola de Samba Crias do Curro Velho tem o apoio doo Programa Pro Paz, Fundação de Radiodifusão do Pará (Funtelpa), Banco do Estado do Pará (Banpará), Instituto Criança Vida, Jornal O Liberal, e empresas Cikel, Di Casa, Azevedo Barbosa Corretores e Alubar.

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Teste de balneabilidade
avalia qualidade da
água nas praias de Belém
O trabalho de coleta de água para realizar o teste de balneabilidade nas principais praias de Belém já foi iniciado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma). As atividades que foram realizadas nesta segunda-feira (23) e terça-feira (24), nas praias de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci, têm como objetivo analisar a qualidade da água e atestar quais estão próprias ou não para o banho.
As Praia do Amor, Praia Grande e Brasília, em Outeiro; Praia do Cruzeiro, em Icoaraci e, Praia da Baia do Sol, Marahú, São Francisco, Ariramba, Murubira, Chapéu Virado, Farol, Praia Grande e Areão, em Mosqueiro, estão entre as praias analisadas.
As próximas avaliações estão agendadas para os dias 30 e 31 de janeiro. Até o carnaval a primeira parcial será divulgada. “A Semma tem a preocupação de garantir a saúde e segurança da população, visando também estimular o turismo. Por esses motivos, as análises são realizadas durante o ano inteiro, dessa maneira, a população fica sempre informada das condições de cada praia”, afirma a Chefe de Fiscalização da Semma, Ivanelma Gomes.
De acordo com a resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) de nº 274/2000, que assegura as condições de balneabilidade e define que o parâmetro indicador básico para a classificação das em termos sanitários é a densidade de coliformes fecais, o local será considerado impróprio para banho quando 80% dos últimos cinco resultados estiverem acima de 1.000 coliformes fecais (termotolerantes) ou 800 Escherichia Coli por 100 mililitros.
A amostragem deve ser feita, preferencialmente, em local que apresente profundidade média de um metro ou mais. Em 2011, cinco testes de balneabilidade foram realizados pela Semma nas praias dos distritos de Mosqueiro, Outeiro e Icoaraci, que atestaram as praias do Amor e Cruzeiro como impróprias para o banho. 

Texto: Ana Paula Azevedo- Ascom Semma
Seminário esclarece
dúvidas sobre
Programa de Proteção
para ameaçados de morte
                A Região do Marajó recebe nesta terça-feira, 24, mais um Seminário do Programa de Proteção às Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM). Com o intuito de aproximar o Sistema de Garantia de Direitos e a comunidade, a programação será realizada de 8h às 17h, no Centro de Desenvolvimento Educacional e Profissional do município de Breves, e conta com a presença de diversos integrante de órgãos que compõem a Rede de Atendimento.
                A programação determina a execução de mais dois seminários na região. Na próxima quinta-feira, 26, os organizadores realizam a mesma programação na cidade de Afuá, e no dia 31, no município de Soure. Um dos principais objetivos é divulgar a funcionalidade dos serviços prestados aos assistidos. Para este primeiro encontro, a comissão organizadora convocou representantes dos municípios de Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Muaná, Portel, e São Sebastião da Boa Vista.
                Todas as 12 regiões do Pará serão contempladas com os seminários, promovidos pela Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), junto ao Movimento República de Emaús. O evento conta com a apresentação do programa, assim como dados da segurança pública referentes àquela região. Já a responsabilidade do Sistema de Garantia de Direitos de Crianças e Adolescentes no enfrentamento à letalidade será explanada por representantes do Ministério Público Estado (MPE). Para maiores informações, entrar em contato com a administração do Conselho Gestor do PPCAAM/Pa: (91) 4009-2724

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh
Ceasa inicia
recadastramento de
famílias ribeirinhas
do entorno
                Começou na manhã desta terça-feira, 24, o recadastramento das famílias ribeirinhas que moram no entorno das Centrais de Abastecimento do Pará (Ceasa), localizada na estrada do Murutucum. A ação faz parte de um projeto de responsabilidade social desenvolvido pelo órgão junto aos moradores do entorno.
                De acordo com a assistente social da Ceasa, Zuliene Martins, o recadastramento é importante para quantificar o número de moradores da comunidade. “Esse trabalho já é realizado há bastante tempo, a fim de estreitar a relação entre a Ceasa e a comunidade moradora do entorno. É uma maneira de prestarmos assistência, dentro das nossas possibilidades, àqueles que diariamente transitam pela área da Ceasa” explica.
                Até o ano passado, 38 famílias faziam residiam no entorno das Centrais, porém, após o recadastramento será possível levantar de forma exata este número. Zuliene ressalta que os trabalhos sociais desenvolvidos pela Ceasa não são de responsabilidade apenas do órgão. “Aqui todas as esferas públicas podem ser acionadas, pois sabemos que as necessidades são muitas, porém nem tudo pode ser solucionado apenas pelas Centrais, por isso também buscamos orientá-los na adesão a programas sociais dos governos federal e municipal”, frisou.
                Para Cecícilia Sandra Ferreira, de 51 anos, que mora no local desde que nasceu, o atendimento feito pela Ceasa, apesar de não conseguir atender todas as demandas da comunidade, é de grande importância. “Somos gratos à assistência dada pela Ceasa e sabemos que podemos contar com eles mesmo quando precisamos dar encaminhamento a coisas que são de responsabilidade do município ou do governo federal, por exemplo”, explica.
                Até sexta-feira, 27, os ribeirinhos do porto da Ceasa passarão por um recadastramento, que é feito a partir do preenchimento de um formulário com os dados pessoais de cada morador da comunidade, incluindo escolaridade, profissão, tempo de moradia, se possui alguma necessidade especial, e principalmente, as principais dificuldades enfrentadas por eles.
                Porém, antes mesmo desse levantamento, a Ceasa já trabalha em função de amenizar alguns desses problemas vividos pela comunidade, com o encaminhamento ou atendimento social e de saúde, inclusão nos eventos comemorativos do órgão (Círio, Natal, etc), garantia de transporte de urgência, abastecimento de água e energia. Outro beneficio que também será ofertado é o acesso à educação inclusiva de jovens e adultos por meio do projeto Educação para Jovens e Adultos (EJA), do Governo Estadual, desenvolvido no Pará pela Secretaria de Educação (Seduc).
                Além disso, essas famílias são incluídas nas ações de cidadania promovidas na Ceasa, que garantem a emissão de documentos, atualização da carteira vacinal, realização de palestras, oficinas e cursos sobre Nutrição, Segurança Alimentar e Reaproveitamento Integral dos Alimentos, entre outros, destinados a qualificar os moradores.

Texto:
Izabelle de Mesquita-Ceasa
Começa nesta terça-feira
o novo período de
defeso do caranguejo
                A partir desta terça-feira, 24, até o próximo domingo, 29, está proibido capturar e comercializar o caranguejo em todo o Estado do Pará, e também a massa ou polpa. Só poderão comercializar o crustáceo, os comerciantes que tiverem feito a Declaração de Estoque junto ao Ibama ou Sema, como aconteceu, por exemplo, no primeiro período do ano, entre 10 e 15 de Janeiro, quando foram feitas 90 Declarações de Estoque e comercializados 117.380 unidades do caranguejo.
A Sepaq alerta a todos os vendedores, consumidores e, especialmente aos catadores, que a infração à norma poderá causar multa ou até mesmo prisão pelos órgãos fiscalizadores, como Ibama, Sema, ICMBio e Polícias Federal, estadual e municipal. O controle é rígido, pois só assim, garante o secretário Henrique Sawaki.

Texto:
Sérgio Noronha-Sepaq
Biblioteca Arthur Vianna
realiza Semana do
Quadrinho Nacional
                O mundo dos quadrinhos, com suas histórias fantásticas, encanta todas as idades. Hoje considerado uma arte, o gênero seduz fãs em todo o mundo graças a uma linguagem rica, capaz de trazer interessantes descobertas aos leitores. De mãos dadas ao traçado desse universo especial, a Biblioteca Pública Arthur Vianna realiza, até o dia 26 de janeiro, a Semana do Quadrinho Nacional, das 14h às 18h, com entrada franca.
                A programação conta com exibição de curtas, oficinas sobre roteiro, planos de enquadramento, métodos de desenho e mangá, além da realização de um concurso de desenho e bate-papos com Carlos Paul, Alan Yango, Volney Nazareno e com o grupo Açaí Underground.
                O evento é uma realização do grupo Catarse com apoio da Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves, parceria que acontece desde 2010. O grupo já participou do “I Jirau da Literatura Paraense”, foi jurado do concurso de desenhos do “The Jail Festival”, ministrou oficinas no “Animazon” e participou da Feira Pan-amazônica do Livro de 2009, vendendo sua primeira publicação, intitulada “Catarse Quadrinhos”. Além da revista“Catarse Quadrinhos”, os artistas publicaram outros títulos como: “Fanzine Catarse”, “Quadrinorte: quadrinhos do Pará e Baião de Dois”. Todos esses títulos estão disponíveis na gibiteca da Fundação, no prédio do Centur.
                Segundo Adnilson Gomes, integrante do grupo, muitos jovens e crianças sonham em trabalhar no mercado nacional ou internacional das HQs, mas não é sempre que eles podem aprender gratuitamente sobre a produção e o funcionamento dos bastidores desse ramo. “A HQ é um conjunto genial de artes. Exige esforço e habilidade para harmonizar desenho, texto e muitos outros elementos”, afirma Adnilson.
                Serviço:
                Semana do Quadrinho Nacional na Biblioteca Pública Arthur Vianna. Até o dia 26 de janeiro, das 14h às 18h, com entrada franca.

Texto:
Hélio Granado-FCPTN
Fundação Tancredo Neves
recebe curso de Vicente
Cecim sobre escrita criativa
                Letras enraizadas em referências sobre a natureza e a Amazônia, mergulhadas em linguagem própria e cheias de imaginação. Este é o universo pelo qual caminha o escritor e jornalista Vicente Franz Cecim, que ministrará na Fundação Tancredo Neves, de 30 de janeiro a 13 de fevereiro, o curso “Escrita Criativa: Linguagens Amazônicas”. Os encontros acontecerão sempre das 9h30 às 11h30, no auditório da Seção Audiovisual, 3º andar do prédio do Centur.
                O curso ofertará aos alunos apostilas gratuitas e orientações durante os sábados e domingos por meio virtual. As 50 vagas do módulo serão disponibilizadas a professores, estudantes de Letras, jornalistas, escritores e público interessado, que receberão certificado de 40 horas. A iniciativa é uma maneira de fomentar o gosto pela escrita e pela leitura, além de fazer com que os participantes consigam mergulhar na atmosfera da linguagem amazônica.
                As aulas terão temas instigantes, como práticas de literatura oral e escrita, exercícios de estilos criativos, estudos sobre o mito de Babel, a Kabbala, a Alquimia, a linguagem hermética, a linguagem como biblioterapia, a linguagem no ocidente e no oriente. Os alunos terão ainda a oportunidade de discutir sobre a contemporaneidade, a modernidade, Aristóteles e a concepção do mundo, os gêneros literários, a linguagem da natureza, a linguagem dos animais e muitos outros temas.
                Para efetuar a pré-inscrição basta enviar nome completo, idade, profissão e telefone para o email: cecimescritacriativa@gmail.com, até às 16h do dia 27 de janeiro ou até as vagas serem preenchidas. As inscrições serão efetivadas no local do evento.
                Serviço:
                Curso “Escrita Criativa: Linguagens Amazônicas”, com o escritor Vicente Cecim. De 30 de janeiro a 13 de fevereiro, sempre das 9h30 às 11h30, no auditório da Seção Audiovisual, 3º andar do prédio do Centur. Apostila grátis e certificado de 40 horas.

Texto:
Hélio Granado-FCPTN
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...