Total de visualizações de página

segunda-feira, janeiro 30, 2012

CORREIO JURUNENSE E AS PRINCIPAIS MATÉRIAS DESTA SEGUINDA-FEIRA, DIA 30 DE JANEIRO

Conjunto Parklândia é o
45º residencial a
receber pavimentação
O conjunto Parklândia, na Rodovia Augusto Montenegro, terá todas as suas 22 ruas drenadas e pavimentadas nos próximos 120 dias. As obras no conjunto já começaram esta semana e vão beneficiar 200 famílias no residencial, que será o 45º a receber melhorias na gestão Duciomar Costa. A Secretária Municipal de Saneamento (Sesan) está a frente dos trabalhos que consiste, também, na recuperação da drenagem pluvial, uma solução definitiva para os problemas diários enfrentados pelos moradores, principalmente nessa época de chuva.
Com o inicio das obras, os moradores já visualizam dias melhores para a comunidade, como diz Karina Santos, de 41 anos, moradora a mais de 30 anos do conjunto. "Poder sair de casa sem pisar na lama, poder deixar os filhos brincarem na rua e ter uma valorização no imóvel é o que sonhamos com a recuperação do conjunto", explica.
O projeto do Parklândia prevê, também, a substituição da rede de esgoto pluvial de várias ruas transversais. A tubulação existente em algumas ruas é antiga, com 0,30 de diâmetro, e que não suporta mais escoar a água abundante das chuvas. O secretário municipal de Saneamento, Ivan Santos, explica que toda a tubulação antiga será mudada. "Vamos colocar tubos com 0,50 de diâmetro, capazes de suportar um volume de água maior. Isso vai garantir um escoamento mais eficiente e evitar os alagamentos", informa.
Para Ivan Santos, a recuperação dos conjuntos habitacionais de Belém é um compromisso de gestão que vai continuar durante todo o ano. "Os trabalhos vão continuar porque a prefeitura assumiu esse compromisso, de melhorar qualidade de vida das pessoas que moram nesses conjuntos", garante o gestor.
O prazo para conclusão das obras do Parklândia é de 120 dias e custará o valor de R$1 milhão e 2 mil reais, com drenagem, terraplenagem, pavimentação, calçada e meio fio com linha d'água.
Até quem trabalha no residencial, demonstra todo o seu contentamento com as obras. “Já sofri muito com as chuvas, quero poder trabalhar sem preocupação de alagamentos, aparecimentos de insetos e de doenças", disse Sandra Silva, que trabalha há 10 anos no conjunto.

Texto: Gilson Faria
Esquenta a folia
carnavalesca em bairros
e distritos de Belém




O “esquenta” para o Carnaval de Belém 2012 - Folia, diversão e alegria pra toda gente – aconteceu, neste último domingo (29), nos bairros da Cremação e Marambaia, e nos distritos de Mosqueiro e Outeiro. As programações dos Portais da Folia da Prefeitura de Belém agitaram as comunidades locais, que prestigiaram os blocos carnavalescos e bandas musicais. Os Emblemáticos anunciaram a chegada do carnaval na capital.
À tarde de ontem foi de alegria e muita diversão para os moradores da Cremação e da Marambaia. Com o primeiro Re-Pa do ano, e a vitória do Paysandu por 2x0 sobre o Clube do Remo, os Portais da Folia foram ponto de encontro de torcedores dos dois times, que mostraram a boa convivência entre as torcidas durante as quatro horas de programação.
A Avenida Fernando Guilhon com a Travessa 14 de Março foi o local do palco da folia, que abriu o evento com a Banda Samba & Swing. A chegada do Rei Momo, da Rainha das Rainhas do Carnaval, da Musa do Carnaval e da Rainha Gay do Carnaval de Belém anunciava que a diversão estava apenas começando. Passaram pelo portal as Escolas de Samba Alegria-Alegria e Xodó da Nega, além dos blocos Pau do Pato, Olho de Coco e Estrela Reluzente.
No Portal da Marambaia, na Avenida Rodolfo Chermont, a banda de fanfarra Pai D’égua abriu o evento seguido pela Banda Levada do Pará. Os Emblemáticos também prestigiaram a programação no bairro, que encerrou com músicas do carnaval baiano de Jorginho e Banda.
A dona de casa Marluce Quintas, 59, estava feliz com a programação da Prefeitura Municipal de Belém, que aumentou a venda de salgados e tacacá de sua banca, na Fernando Guilhon. “Todo final de tarde coloco minha venda na rua, mas este domingo está muito melhor. Além de estar vendendo mais e ganhando meu dinheirinho, ainda estou me divertindo com as músicas e o público fantasiado”, comentou.
Para o comerciante Francisco Bentes, 32, amigos e parentes foram ao portal na Praça D. Alberto para comemorar a vitória do Paysandu. “A programação está perfeita. Música boa, organização e segurança estão garantindo a minha diversão e a dos meus familiares”, disse Francisco.
Em Outeiro a diversão também foi garantida. Cerca de 20 mil pessoas se divertiram no palco montado no estacionamento da Praia Grande, que recebeu uma decoração especial para a Folia. Sob o comando de Manoel Ribeiro, o público se divertiu ao som da Banda de Fanfarra “Belém Show Band”, que fez um cortejo pela orla, acompanhada de personagens emblemáticos, Dj Edson Lima, Bateria da Escola de Samba “O Sindicato”, do Bloco “Arrastão da Ilha”, Show da Banda ARK.
Encerrando a noite, houve apresentação da Bandinha “Charanga da Folia” da Fundação Cultural de Belém (Fumbel) e o glamour dos maiores representantes do Carnaval de Belém: Rei Momo, a Musa do Carnaval,Rainha da Bateria e Rainha Gay  do Carnaval.
A segurança dos portais foi garantida pelos agentes da Ordem Pública, Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel), Corpo de Bombeiros, Secretaria Municipal de Economia (Secon), Vigilância Sanitária, Guarda Municipal de Belém (GBel), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e pela Polícia Militar.
No próximo domingo, 5 de fevereiro, a programação dos Portais da Folia volta aos distritos de Outeiro e Mosqueiro, mas em Belém será nos bairros do Guamá e Telégrafo.
Texto: Luciana Benício / Fotos: Adriano Magalhães e Elivaldo Pamplona
PM garante a segurança
de brincantes de
blocos em Tucuruí
                O 13º Batalhão Polícia Militar, com sede em Tucuruí, sudeste do Estado, já está com o esquema de segurança preparado para o período do Carnaval na cidade. Os trabalhos começaram com o desfile dos blocos de rua, no último domingo (29), quando cerca de 30 mil pessoas foram às ruas para participara da festa.
Policiais e viaturas atuam de forma preventiva, a fim de evitar brigas, conflitos, violência e mesmo a criminalidade, tanto nos corredores de desfile quanto nas demais áreas e bairros de Tucuruí.
PM desmantela pontos
de tráfico de drogas
em Soure e Novo
Repartimento
                Policiais militares do 8º Batalhão de Polícia Militar, com sede na ilha do Marajó, desbarataram um esquema de distribuição de entorpecentes no município de Soure. A casa fora apontada por um usuário detido pela PM como sendo ponto de produção e venda de drogas. No local, foram encontrados papelotes plásticos, cerca de R$ 2 mil em dinheiro, máquinas fotográficas, objetos diversos e joias. Sem ter como comprovar a origem dos objetos ou do dinheiro, todos os que estavam na casa foram encaminhados para a Delegacia de Soure, para os procedimentos legais.
                Em Novo Repartimento, sudeste do Pará, a polícia deteve um homem acusado de envolvimento com o tráfico de drogas. Ele portava no momento da prisão três quilos de maconha prensada. A droga, relatou, teria sido cultivada em uma fazenda, na localidade Tuere. Os policiais foram até o local e lá encontraram mais de 400 pés de maconha sendo cultivados e cerca de 150 quilos da droga prontos para a venda e consumo.
                Os policiais apreenderam o gerente da fazenda, que tomava conta do plantio e do produto, encaminhado-o, juntamente com os demais envolvidos, para a Delegacia de Novo Repartimento, onde todos foram autuados em flagrante.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar
Lavagem do Ver-o-Peso
vai durar três dias
A Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saneamento (Sesan), inicia nesta segunda-feira a lavagem da feira do Ver-o-Peso. Os trabalhos vão se estender até quarta-feira, 1º de fevereiro, sempre a partir das 20h. No primeiro dia, a ação dos trabalhadores será na área de hortifrutigranjeiros.
Uma equipe com três caminhões pipa vai atuar na limpeza, que terá como novidade a utilização de produtos com essência do Pará, como Patchulí. Nesta terça, 31.01, a ação será na área de alimentação e quarta-feira, 1º/02, no setor dos caranguejos.
Feira - A grande feira do Ver-o-Peso faz parte de um complexo arquitetônico e paisagístico formado, ainda, pelos Mercados de Ferro e de Carne, pelas Praças do Relógio e do Pescador, pelo Solar da Beira e pela Feira do Açaí, compreendendo uma área total de 35 mil metros quadrados.
Os números do Ver-o-Peso impressionam. Cerca de 1,3 milhão de reais são injetados diariamente na economia paraense com a comercialização de frutas, verduras, peixes, mariscos, aves vivas, farinhas, ervas, artesanato e importados, entre outros.
Estima-se que mais de 5 mil pessoas trabalhem na feira do Ver-o-Peso nas mais de 1.250 barracas existentes e que o fluxo total de pessoas que circulam no complexo chegue a 50 mil por dia.
Educadores do Programa
Portas Abertas
participam de
encontro pedagógico
                Melhoria da qualidade da educação, inclusão social e construção de uma cultura de paz, itens essenciais para a manutenção de um ambiente escolar saudável, foram temas discutidos por diretores, coordenadores, professores e técnicos da área de Educação durante o Encontro Pedagógico das Escolas Estaduais inseridas no Programa Portas Abertas.
                Criado em 2007, o programa é mantido com verba do governo federal e executado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio do Núcleo de Planejamento, Pesquisa, Projetos e Avaliação Educacional (Nuppae). Entre os objetivos do programa está promover a integração entre escola e comunidade, ampliando as oportunidades de acesso a espaços de promoção à cidadania e contribuindo para a diminuição de casos de violência na comunidade escolar.
                Segundo Edilena Barros, coordenadora do Nuppae e do "Portas Abertas", atualmente o programa é desenvolvido em 20 escolas da rede, mas já está sendo estudada a inserção de mais 52 escolas. Atividades como artesanato, pintura, dança, culinária, crochê e práticas esportivas fazem parte do programa, realizadas nos fins de semana nos espaços escolares, e destinadas também aos pais de alunos. “Temos a preocupação de sempre contribuir com ações que sejam vinculadas ao desenvolvimento da comunidade”, explicou Edilena.
                Segundo a coordenadora, foram convidados para o encontro representantes do Instituto de Artes do Pará (IAP), do Programa Pro Paz e da Fundação Carlos Gomes, para que “conhecessem o programa e viabilizassem suas participações no processo”. “Estes órgãos possuem experiências com trabalhos voltados à comunidade, por isso estamos tentando encontrar maneiras de formar uma parceria”, acrescentou.
Resultados - Entre os resultados positivos do "Portas Abertas" está a Escola Augusto Olímpio, no bairro de Canudos, em Belém, onde a comunidade escolar e moradores do entorno participam das atividades. Segundo a coordenadora pedagógica Maria Cristina Borges, entre as muitas experiências positivas também está a de um pai de família que conseguiu se restabelecer financeiramente com a venda de objetos produzidos após as oficinas.
“Temos ainda um pai separado, que cuida sozinho dos filhos, e estava desempregado. Com o programa, ele aprendeu a fazer crochê, bordado e pintura em tecido. Hoje, esse homem produz e vende seus objetos, garantindo o sustento da família. Ele também colocou todos os filhos nas oficinas", disse ela.
                Maria Cristina Borges explicou que os alunos da Educação Especial são beneficiados pelo programa, apresentando melhorias significativas no desenvolvimento e nos relacionamentos durante as oficinas. “Conseguimos abraçar os alunos da Educação Especial, que melhoraram a concentração, a motricidade e o lado emotivo. E eles adoram as aulas extra-classe”, informou a coordenadora.
                A comunidade da Escola Colônia de Fidelis, no bairro da Pratinha, fez uma mostra dos trabalhos produzidos. Com criatividade e utilizando materiais coletados na natureza, alunos e professores confeccionaram as pastas distribuídas durante o encontro pedagógico. “Como temos um projeto na área de Meio Ambiente e estamos em um local cercado pela natureza, resolvemos priorizar estes elementos. Os alunos confeccionaram um material interessante, diferente e que teve uma aceitação muito grande”, ressaltou a diretora da escola, Mônica Cordeiro.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc
Escritores paraenses
prestigiam projeto
Pôr-do-Sol na Estação
                Centenas de pessoas foram à Estação das Docas no último domingo (29) para assistir à “Procissão das almas”, um espetáculo extraído do livro “Assombrações e encantamento da Amazônia”, do escritor paraense Walcyr Monteiro. A apresentação teve participação do autor da história, o escritor Walcyr Monteiro, que, na companhia do poeta Juracy Siqueira, assistiu à encenação do grupo Teatro Aldeato.
“Como um bom paraense digo que este projeto é muito pai d’egua. Espero que continue sendo este sucesso. A cultura é universal, precisamos manter viva a identidade cultural da Amazônia por meio da resistência cultural de nossas raízes”, disse Walcyr. “Nós, autores, precisamos desta vitrine para divulgar nossa obra, mostrar nosso trabalho ao público pelo teatro, música e dança”, completou Juracy.
                O espetáculo contou a história de Dona Carmelinha, uma senhora fofoqueira que sabia tudo da vida dos outros. Um dia, porém, uma procissão estranha passou em frente de sua casa e as coisas mudaram. O diretor da apresentação, Aloísio Freitas, explicou que a mensagem da peça, encenada por doze crianças e adolescentes do bairro de Canudos, é não se preocupar com a vida dos outros.
                A estudante Camile de Oliveira, que pela primeira vez esteve na Estação para ver o projeto Pôr-do-Sol, levou as sobrinhas Laís Albuquerque, 12 anos, e Elis Bessa, 8, para ver o teatro. Elas ficaram atentas a cada cena. “Não conhecíamos as histórias e gostamos muito”, disseram as meninas. A dona-de-casa Diracy Conceição, que acompanhou o filho, disse que em sua casa todos são adeptos da leitura. “Meu filho tem 9 anos e já leu este livro. A apresentação foi ótima e é um prazer estar perto do autor”.
Texto:
Isa Arnour -Pará 2000
Santa Casa forma mais
uma turma de residentes
                A Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará promoveu na manhã desta segunda-feira (30) a solenidade de formatura de 34 médicos especialistas, nas áreas de Pediatria, Cirurgia Geral e Pediátrica, Neonatologia, Ginecologia e Obstetrícia, Radiologia, Clínica Médica e Dermatologia. A turma de residentes cumpriu 60 horas semanais do curso na própria Santa Casa e em outros hospitais conveniados, com aulas teóricas e plantões.
                Durante a solenidade, a presidente da Fundação Santa Casa, Eunice Begot, ressaltou que os cursos de residência acrescentam qualidade e contribuem para o avanço das técnicas e procedimentos, aprimorados nas ações realizadas no hospital. “Neste ano o Pará é um dos Estados que mais aprovaram para pagamento de bolsas de residências no Brasil, concedidas pelo Programa Nacional de Apoio à Formação de Médicos Especialistas em Áreas Estratégicas, do Ministério da Saúde”, informou.
“A Fundação Santa Casa foi a instituição paraense contemplada com o maior número de bolsas - 62. Este ano, a instituição terá Residência Multiprofissional, com 18 bolsas, e a implantação do Curso de Mestrado”, acrescentou a presidente.
                Neila Dahas, diretora de Assistência da Santa Casa, destacou a vivencia médica e a experiência que teve com residente em outro Estado. “Aqui os profissionais são preparados para enfrentar qualquer tipo de situação. Comparo o que se aprende na Santa Casa com o que há de melhor no Brasil. Aqui vivenciamos casos de extrema complexidade, o que contribui de forma enriquecedora na formação de nossos residentes”, concluiu.
Vitória – Os agradecimentos aos mestres, aos colegas de turma e aos familiares foram feitos pela oradora da turma, Suzanne Hernandes. Segundo ela, ser médico não é uma tarefa fácil, mas é muito gratificante quando o profissional ajuda a amenizar a dor dos pacientes. “Esta etapa foi mais uma vitória na nossa vida profissional, que nos permitirá seguir na luta por aquilo que acreditamos e que mereça todos os nossos esforços”, frisou Suzanne Hernandes.
                Juliana Bremgartner, concluinte do curso de Neonatologia, já havia feito residência em Pediatria, também na Santa Casa. “Sinto-me realizada. Nesses três anos de curso tive uma experiência de alto nível, estudando casos de alta complexidade na Santa Casa. Casos que não são vistos em hospitais de referência de grandes centros do país”, declarou.
                Este ano, 234 candidatos disputarão as 34 vagas ofertadas no Curso de Residência. A especialidade mais procurada é Clínica Médica, com 68 candidatos inscritos e nove vagas, seguida por Radiologia, com 57 inscritos, para disputar duas vagas.
Inovação - A novidade deste ano é o Programa de Residência Multiprofissional, com 18 vagas ofertadas, uma para Terapia Ocupacional, duas para Nutrição, oito para Enfermagem, duas para Fisioterapia, uma para Serviço Social, duas para Farmácia e Bioquímica, e duas para Psicologia.
                O curso funcionará em regime de dedicação integral, com módulos teóricos e práticos. A residência acontecerá em Belém, mas poderá ser cursada também em outro município, caso seja necessário para o desenvolvimento da formação do residente. O período do programa é de dois anos.
                O edital para o processo de seleção dos futuros residentes multiprofissionais deverá ser publicado ainda esta semana.

Texto:
Alessandro Borges-Santa Casa
Secretário de Obras Públicas
vistoria "Asfalto na
Cidade" em Abaetetuba





                Joaquim Passarinho, titular da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), está em Abaetetuba para uma visita técnica aos serviços de pavimentação asfáltica que estão acontecendo no município, como parte do Projeto Asfalto nas Cidade, do governo do Estado do Pará.
                O projeto conta com a parceria da Prefeitura de Abaetetuba e tem um investimento de mais de R$ 2 milhões. “Serão pavimentados 15 quilômetros de vias de Abaetetuba”, contou Passarinho. Cada 7,5 km receberão revestimento asfáltico em CBUQ - Concreto Betuminoso Usinado a Quente e o TST – Tratamento Superfial Triplo.
“Os diferentes tipos de asfalto são escolhidos de acordo com as necessidades da rua que será asfaltada. Por exemplo, uma rodovia que suporta o transporte de caminhões de grande porte tem a necessidade de um asfalto mais resistente do que das ruas de carros de passeio”, explicou o secretário de Obras Públicas.
                O “Asfalto na Cidade” tem caráter de urbanização, por isso também serão feitos serviços de meio fio e linha d’água. Segundo Passarinho, a pintura de meio-fio é um serviço complementar e que requer uma técnica especial para evitar o desperdício de material. “E o meio fio vai evitar que a água fique empoçada. Esses serviços todos beneficiam não só o município como seus cidadãos que passam a ter mais qualidade de vida”, ressaltou.
                Com uma área de 1.613,09 Km2, Abaetetuba está localizado no nordeste do Estado do Pará, na microrregião Tocantina. É vizinho de Barcarena, do complexo industrial da Vila do Conde; de Moju e Igarapé-Miri, principalmente. É o 8º município mais populoso do Estado, com 141.100 habitantes dos quais 82.998 residem na zona citadina e 58.102 na zona rural. Destaca-se pelo trabalho no comércio e serviços e conta com uma ampla rede de estabelecimentos das mais diversas atividades.
Primavera
                A recuperação e pavimentação de vias urbanas, através do Programa Asfalto na Cidade, também chegou em Primavera. No próximo dia 11 de fevereiro, o município, localizado no nordeste paraense, vai receber de presente cinco quilômetros de ruas asfaltadas. “Estamos nos desdobrando para aprontar tudo até esta data, quando o município completa 50 anos. Vai ser um grande presente do governo do Estado, sem dúvida”, disse Joaquim Passarinho.

Texto:
Clara Costa-Seop
Helenilson Pontes acompanhou
vistoria obras do Programa
Asfalto na Cidade, em Abaetetuba
O programa Asfalto na Cidade está presente no município de Abaetetuba, nordeste paraense, realizando o revestimento asfáltico de 15 quilômetros de vias, o equivalente a cerca de 30 ruas da cidade. Na manhã desta segunda-feira, 30, o governador em exercício, Helenilson Pontes, acompanhado do titular da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), Joaquim Passarinho, e da prefeita do município, Francinete Carvalho, esteve na cidade para acompanhar de perto os serviços de pavimentação que estão sendo executados.
As obras de pavimentação iniciaram no dia 20 de dezembro de 2011 e devem ser concluídas no prazo máximo de 120 dias. Dos 15 quilômetros de revestimento, cerca de 4 quilômetros foram concluídos. “Estamos resgatando os compromissos firmados durante a campanha. O Programa Asfalto na Cidade é uma marca do governo Jatene e nós trazemos o programa para Abaetetuba, que é uma cidade importante, que tem um impacto regional e necessitava desta atenção”, enfatizou Helenilson Pontes.
O governador em exercício fez questão de caminhar pelas ruas e vistoriar as obras pessoalmente. “Moro aqui há mais de 30 anos e nunca nenhum governador veio aqui para saber como é a nossa situação de perto. Esse asfalto era muito esperado por todos nós e nós só temos a agradecer”, disse o aposentado João Santos, 74 anos, morador da Rua Haroldo Araújo.
O projeto conta com a parceria da Prefeitura de Abaetetuba e tem um investimento de mais de R$ 2 milhões. “O apoio do governo tem sido essencial para que possamos implantar melhorias significativas no município de Abaetetuba. As ruas que estão sendo asfaltadas irão facilitar o acesso ao Hospital, às escolas e ao centro da cidade. Só temos a agradecer esta parceria”, enfatizou a prefeita do município.
Estão sendo utilizados no revestimento asfáltico dois tipos de asfalto, de acordo com as necessidades da rua. “Por exemplo, uma rodovia que suporta o transporte de caminhões de grande porte tem a necessidade de um asfalto mais resistente do que das ruas de carros de passeio”, explicou o secretário de Obras Públicas Joaquim Passarinho. Ainda durante a visita ao município, Helenilson Pontes passou rapidamente pelo Hospital Santa Rosa, que será requalificado pelo Governo do Estado e deve ser entregue completamente revitalizado ainda neste ano.
A recuperação e pavimentação de vias urbanas, através do Programa Asfalto na Cidade, também chegou em Primavera. No próximo dia 11 de fevereiro, o município, localizado no nordeste paraense vai receber cinco quilômetros de ruas asfaltadas.

Texto:
Bruna Campos-Secom
Seicom conhece projetos
e demandas de gestores
regionais do Sebrae
                A convite do superintendente do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae-Pa.), Wilson Shubert, o titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom), David Leal; a secretária adjunta, Maria Amélia Enríquez, diretores e técnicos da Seicom participaram do encerramento do encontro de três dias de gestores das unidades regionais do Sebrae no estado, finalizado na última sexta-feira (27) em Belém.
                O evento reuniu cerca de 80 técnicos, gerentes e assistentes, das 11 regionais do Sebrae-Pa, responsáveis por apoiarem e disseminarem ações de empreendimento nas áreas de agronegócio, indústria, comércio, mercado, educação, tecnologia e informação, segmentos que guardam estreitas interfaces com a missão da Seicom, daí o convite para o conhecimento e nivelamento dos gestores das instituições dos projetos em desenvolvimento para as micro e pequenas empresas do estado.
                Entre as demandas de apoio sugeridas pelos gestores do Sebrae à Seicom, está a urgente regulamentação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, atualmente concluída em 74 município dos 134 do Estado do Pará, mas que ainda necessita ser implementada a fim de gerar benefícios aos setores locais da economia.
                Um dos questionamentos feitos pelo titular da Seicom, David Leal, foi com referência as ações no Arquipélago do Marajó, pelo baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios daquela região, onde o Sebrae desenvolve atividades para impulsionar o beneficiamento do açaí, do queijo de búfala e comércio varejista.
                De uma forma geral, o que mais preocupa os gestores regionais do Sebrae é a falta de capacitação técnica das pessoas responsáveis pelas empresas no interior do estado e, somado a este aspecto, a necessidade de mais apoio às atividades do setor oleiro-cerâmico, atualmente com 102 fábricas e a carpintaria naval, dois segmentos tradicionais no município de Abaetetuba.
                Um dos problemas que os mestres carpinteiros e trabalhadores navais enfrentam é a dificuldade no suprimento da madeira usada na construção de pequenos barcos, ressaltou o gestor do Sebrae daquela região, devido à fiscalização dos órgãos ambientais.
                Em relação às dificuldades das carpintarias navais já se estuda a viabilidade de instalação de um “Parque Aquaviário”, projeto que seria tocado num convênio entre a Universidade Federal do Pará (UFPA) e o Governo do Pará, com a participação da Companhia das Docas do Pará (CDP), que cederia uma área para erguer um centro de excelência, provavelmente no Município de Barcarena, o que ainda teria que ser definido.
                Mas as dificuldades e desafios do setor naval no estado vão muito além de Abaetetuba, observaram técnicos do Sebrae, que mencionaram a necessidade do governo estadual olhar o fator de competitividade dos estaleiros de Icoaraci, ao lembrarem que “o governo de Pernambuco desonerou toda a cadeia de produção para beneficiar a indústria naval daquele estado, onde não se paga o Imposto de Circulação sobre Mercadoria e Serviços (ICMS), nesse setor.
                Da região do Xingu vieram reivindicações para investimentos em mão de obra local qualificada que ajude na construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte (UHBM), em Altamira. Outra sugestão do Sebrae à Seicom é a efetivação dos “encadeamentos produtivos” naquele município do oeste paraense, capazes de agregar valor econômico à produção.
                No final de mais um encontro entre o Sebrae e a Seicom,  o secretário David Leal sugeriu “a assinatura de um Convênio de Cooperação Técnica e Financeira entre as duas instituições, onde as dificuldades, gargalos, sugestões e alternativas, lembradas durante esta reunião, possam servir de base ao documento que terá o objetivo de atender à essa realidade dos micro e pequenos empreendimentos do interior do estado em conjunto com o Sebrae”, insistiu.
                Ao encerrar o primeiro encontro regional de gestores em 2012, o diretor Administrativo e Financeiro do Sebrae-Pa, Elias Pedrosa, fez questão de lembrar que pesquisas comprovam de “que quando há investimentos no setor de micro e pequenas empresas no país, há uma melhora do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) no local dos empreendimentos”, finalizou.
Texto:
Andréa Amazonas-SEDIP
Figurinista e costureiras
preparam fantasias para
o Carnaval das
Crias do Curro Velho


                A Fundação Curro Velho está confeccionando as fantasias para o Carnaval das Crias do Curro Velho com doações feitas por várias instituições, entre elas, escolas de teatro e de dança. Algumas peças estão servindo de base para as fantasias que as Crias irão vestir no desfile de Carnaval do dia 11 de fevereiro.
                O costureiro Edmar Sampaio, o Bach, atua na criação do Carnaval das Crias do Curro Velho desde a fundação da agremiação, há 21 anos. “Eu sou aquele que cria e executa o desenho do figurinista. Aqui a gente corta e confecciona as fantasias”, contou o costureiro, que este ano é o responsável pela confecção das fantasias dos dois casais de mestre-sala e porta-bandeira, um porta-estandarte e cinco destaques. Na confecção de fantasias é utilizado também material reaproveitável, como CDs e lacre de lata.
                Quando perguntado sobre o significado da escola de samba “Crias do Curro Velho”, Bach emociona-se. “A Escola é como uma filha para mim, pois desde o primeiro ano eu estou aqui. Antes era tudo de plástico”, disse o costureiro que chegou a confeccionar todas as fantasias para o Carnaval, quando eram poucas as crianças que participavam.
Ajudantes
                Assim como Bach, sua ajudante, Maria de Nazaré Araújo, participa da festa da instituição há muito tempo. “Nem lembro mais há quanto tempo trabalho no Carnaval da Fundação”, diz a costureira profissional e moradora do bairro do Telégrafo. Para ela, trabalhar nesse projeto da Fundação Curro Velho é gratificante. “Fazer as fantasias dá orgulho”, completa Maria de Nazaré enquanto prepara mais uma peça.
                Joana Santos, também costureira, há um ano costura com Bach nas festas da Fundação e as doações foram um diferencial esse ano. “Ano passado grande parte foi reciclado, esse ano já compramos algumas coisas” disse. Joana Santos veio para a Fundação indicada pela amiga Maria de Nazaré, e orgulha-se do trabalho que faz. “O Carnaval tem brilho. As fantasias são bonitas. Dá orgulho de ver nosso trabalho no desfile”, finalizou.
                O desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba “Crias do Curro Velho” está marcado para o dia 11 de fevereiro, com saída da Praça Brasil em direção à sede da Fundação Curro Velho, no bairro do Telégrafo. A iniciativa é uma realização do Governo do Estado do Pará, por meio da Fundação Curro Velho, ligada a Secretaria Especial de Promoção Social, com o apoio do Pro Paz, Funtelpa, Banpará, Instituto Criança Vida, Cikel, Di Casa, Azevedo Barbosa Corretores e Alubar.

Texto:
Andreza Gomes-FCV
Policiais civis da DRE
apreendem 16 quilos
de cocaína em Santa Maria
                Em uma operação realizada neste domingo à noite, pela equipe de policiais civis da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), unidade vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), cerca de 16 quilos de cocaína em formato petrificado foram apreendidos, no município de Santa Maria do Pará, nordeste do Estado.
                A ação policial foi resultado de investigações efetuadas pela equipe comandada pelo delegado Hennison Jacob. A operação contou com apoio de policiais civis do município para abordagem a dois veículos usados no transporte do entorpecente. Ao todo, foram encontrados 16 tabletes, cada um pesando cerca de um quilo, enrolados em fita adesiva. A abordagem ocorreu em uma rua na periferia da cidade no momento em que a droga era descarregada em uma casa. De acordo com o delegado Hennison, o bando usou dois carros.
                O primeiro foi um furgão, modelo Fiorino antigo, usado para despistar a fiscalização na barreira da Polícia Rodoviária Federal. O outro carro é uma caminhonete Montana. No interior dos dois veículos, estavam Márcio Sérgio Costa Nepomuceno, Marcílio José Inácio da Silva, Adelmo Dryve Silva Costa e uma adolescente. Eles foram detidos e irão responder pelo crime. O motorista do carro, Marcílio da Silva, admitiu ao delegado que a droga estava sendo conduzida com destino a Santa Maria do Pará desde o Estado do Mato Grosso. Os presos adultos foram levados para a sede da DRCO, para lavratura do flagrante, enquanto que a adolescente foi encaminhada para a Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data) para lavratura de procedimento por tráfico e associação para fins de tráfico de entorpecentes.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Estudantes da Escola
Anísio Teixeira retratam
o Ver-o-Peso em
feira da cultura
                O mercado do Ver-o-Peso, um dos mais belos cartões postais da capital paraense, serviu de inspiração para os alunos da Escola Tecnológica Anísio Teixeira. Após seis meses de intensa pesquisa, os estudantes dos cursos técnicos de comércio, secretariado, marketing e arte dramática realizaram a III Feira de Ciência, Trabalho e Cultura, que trouxe como temática a complexidade de um dos maiores mercados livres da América Latina, através do tema: “Vem ver-o-peso da minha diversidade”.
Com caráter multidisciplinar, a feira abordou os mais variados assuntos, que são discutidos cotidianamente em sala de aula pelos alunos dos quatro cursos. Cada um simulou da melhor maneira, as questões pertinentes à sua área de atuação. O curso de arte dramática trouxe para os visitantes a beleza dos patrimônios históricos com destaque ao Theatro da Paz, um dos mais belos símbolos da cultura paraense. Através de fotos e pesquisas foi possível conhecer a Belém da Bella Epoque.
                Os alunos da 4ª fase de marketing integrado mostraram um pouco da influência e da mistura de palavras com a criação do dicionário “Papa Chibé”, que trazia palavras genuinamente paraenses, que necessitam muitas vezes de um “tradutor” para que sejam compreendidas em outros estados.
                Segundo a estudante Talita Araújo, apesar de serem consideradas palavras típicas do Pará, elas surgiram através de influências da língua francesa, portuguesa e italiana. “Ficamos surpresos com a pesquisa, aprendemos muito e percebemos que as palavras sempre sofrem influência dos mais variados locais, mesmo os mais distantes”.
A linguagem verbal e não verbal também foi abordada pelo curso através de um trabalho de identificação de placas, faixas, carros-som e todas as formas de comunicação utilizada para comercialização dos produtos no mercado. “Verificamos em nossa visita de campo, que independente da forma como esta comunicação é feita, o que mais importa para os vendedores é passar a mensagem, ou seja, vender o produto”, explicou a estudante Diana Albuquerque.
                As lendas da Matinta Perera, Cobra Grande e Lobisomem também marcaram presença, sendo recordados pelos alunos da 2ª fase de marketing, que trouxeram as lendas e mitos do Estado, através da contação de histórias. Para as professoras Eliete Cascaes e Lúcia Santos, mais do que simplesmente contar histórias, o trabalho serviu como “resgate e valorização da cultura paraense para que não caia no esquecimento, desenvolvendo nos alunos a capacidade de serem agentes multiplicadores”. Entre as histórias que mais chamaram a atenção está a da “Moça do Táxi”, passada no cemitério Santa Izabel, no bairro do Guamá.
                O curso de secretariado inovou com as “instalações”, um trabalho artístico que contou com a interação do público. Vendados e descalços, os participantes entravam em uma sala e percorriam caminhos cobertos por matos e pedras, ativando a percepção através do paladar, tato, olfato e audição, provando e tocando frutas, cheirando ervas, essências e temperos na tentativa de identificá-los, tudo acompanhado ao som de um emocionante violino. “É muito curioso. Este local nos remete a várias sensações, pois nos coloca no meio do mato, mas com os cheiros e sabores dos interiores do Pará, do Ver-o-peso, e o som do violino faz parecer que estamos em um país europeu. É incrível esta mistura”, contou maravilhada a visitante Laura Brito.
                A única turma do Proeja apresentou o trabalho de “Comunicação, Suprimento e Logística no Ver-o-Peso”, onde foram discutidas todas as fases existentes no abastecimento de um dos mais tradicionais alimentos do povo paraenses: o peixe. Segundo o professor Mauro Júnior, todas as etapas foram estudadas, desde a chegada na pedra do Ver-o-Peso até o abastecimento dos supermercados e feiras. “O ver-o-peso é um mundo. Nele conseguimos mostrar na prática todas as etapas dos trabalhos que são aprendidos na teoria em sala de aula. Foi muito gratificante e interessante verificar, que apesar de não terem conhecimento teórico, os vendedores cumprem com perfeição, todas as etapas aprendidas no curso”.
Diversos trabalhos de dança, teatro, rádio e música também fizeram parte da Feira, que movimentou a escola com a presença de centenas de alunos, inclusive de outras escolas. Para a diretora Luiza Magno, em sua terceira edição, a Feira da Cultura é a “culminância do compromisso com a qualidade da educação e a vontade de aprender e de fazer a diferença dos alunos”.

Texto:
Fabiana Batista-Seduc
Entrega Kit Apoio da Lei
Tó Teixeira e
Guilherme Paraense
A Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte Amador Tó Teixeira e Guilherme Paraense realiza hoje (30), no Memorial dos Povos, solenidade de entrega dos documentos que compõe o Kit Captação de Apoio para os proponentes que tiveram seus projetos aprovados pela lei. A solenidade será a partir das 17h, na sala Acyr Castro, no complexo do Memorial.
Composto de manual de instruções, carta de apresentação e o Certificado para Obtenção de Incentivo Fiscal (COIF), a Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel) e a Secretaria da Lei Tó Teixeira e Guilherme Paraense realizam nesta segunda-feira, 30, a solenidade de entrega dos kits de Captação de Apoio, que tem o objetivo de facilitar a captação dos valores aprovados perante os possíveis apoiadores. O kit é uma novidade da lei no Edital 2011/2012, que pretende ter número recorde de apoio aos projetos culturais e esportivos.
Este ano, a Lei Tó Teixeira e Guilherme Paraense aprovou 427 projetos, sendo 274 no segmento cultural, e 153 no esporte amador. No total R$ 7.644.915,50 poderão ser captados pelos proponentes nos dois segmentos.
Defensoria fará o acolhimento
de 25 adolescentes que
cumprem medida
sócioeducativas
                O Núcleo de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente (Naeca), da Defensoria Pública do Estado do Pará, que é coordenado pelo Defensor Público Eduardo André Lopes, irá realizar nesta terça-feira, 31, às 8h30, o acolhimento de 25 adolescentes que estão cumprindo medida socioeducativa de Prestação de Serviços à Comunidade (PSC) na instituição. O evento é fruto de convênio firmado com a Fundação da Criança e Adolescente do Pará (Funpapa), sendo esta a quarta turma de socioeducandos contemplada pelo convênio.
                Além de desenvolverem atividades laborais, os adolescentes recebem acompanhamento psico-sócio-pedagógico e jurídico. “Acompanhamento este que é pensado com muita seriedade e que requer disponibilidade e planejamento de uma equipe interdisciplinar, envolvendo defensores públicos, assistente social, pedagogo, psicólogo e sociólogo, visando provocar reflexões acerca de seus atos, dentro de uma boa convivência familiar e comunitária", observou o coordenador do Naeca, Eduardo André Lopes.
                Para a realização do evento, o Naeca informou que já foram convidados os adolescentes e seus familiares, autoridades da Defensoria Pública, representantes e orientadoras do Centro de Referência da Assistência Social (Creas) e responsáveis pelos setores acolhedores da Defensoria, que se mostraram sensíveis à causa e estarão viabilizando oportunidade para que os adolescentes busquem um novo projeto de vida social.
“A programação visa possibilitar um momento de acolhimento entre os adolescentes, família e instituição, no sentido de fortalecer as ralações em comunidade, bem como estabelecer momentos de integração e troca de experiência positiva entre os adolescentes e seus familiares”, finalizou Eduardo Lopes.

Texto:
Gilla Aguiar-Defensoria Pública
Escola Isabel Amazonas
promove ação
de cidadania
                A 5ª edição do projeto Fazendo Acontecer, que esteve na Escola de Ensino Médio e Fundamental “Isabel Amazonas” no último sábado, 28, mobilizou a comunidade estudantil e das áreas adjacentes em torno de uma série de ações de cidadania que permitiram o acesso a políticas públicas ofertadas pelo Governo do Estado. Desde as 8h, moradores das áreas próximas à escola formaram longas filas na expectativa de participar da programação, que conta com a participação de todo corpo técnico da escola. A estimativa da organização é de que até as 17 horas, 500 pessoas haviam sido atendidas.
                A parceria com o empresariado local proporcionou mais uma edição do projeto, que ofereceu coleta de sangue, verificação da pressão arterial e glicose, consultas oftalmológicas, testes rápidos de HIV, orientação e prevenção às DST/Aids; orientação sobre combate à dengue e sobre o programa Pro Paz Integrado. Nas duas primeiras horas de atendimento, 30 pessoas procuraram o serviço de teste rápido de HIV, que garantiu a emissão do resultado em 30 minutos.
                A experiência de doar sangue pela primeira vez “foi boa”, definiu Teodora Souza, 18 anos, que há muito tempo tinha vontade de colaborar com o banco de sangue da Fundação Hemopa. Segundo ela, esse gesto vai muito além da colaboração voluntária, pois pode ajudar a salvar vidas.
                As ações do projeto na Izabel Amazonas foram antecedidas por palestras ministradas pelos servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Ananindeua sobre o combate à dengue. Para conter a proliferação do mosquito nesta época de chuvas, os servidores investiram na disseminação das informações sobre os riscos da doença. A Secretaria de Saúde do município também garantiu a imunização de adultos e crianças, com a oferta de vacinas contra febre amarela, tríplice viral e polio.
                A escola Isabel Amazonas é referência no bairro pelas ações extraclasse que desenvolve dentro do Projeto Mais Educação, iniciativa que promove a integração dos alunos e da escola com a comunidade do entorno. Entre as conquistas recentes da escola está a aprovação do aluno Wendell Rocha, 17 anos, nos vestibulares das Universidades Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), nos cursos de Arquitetura, Engenharia Florestal e História.
Texto:
Izabel Cunha-Seduc
Polícias Civil e Militar
flagram traficantes de
drogas em Vigia de Nazaré
                Policiais civis e militares desarticularam mais um ponto de refino de drogas no município de Vigia de Nazaré, nordeste do Estado, neste final de semana, durante operação policial. Homael Santos Palheta, 29 anos, e José Raifesson Galvão, 34, foram flagrados com aproximadamente 1,2 quilo de pasta de cocaína.
                O entorpecente estava acondicionado em embalagens plásticas prontas para distribuição em diversos pontos no município. A equipe policial formada pelos investigadores Walmir Pena e Alan Patrick, juntamente com a guarnição da Polícia Militar comandada pelo sargento Gadelha informou que a operação teve por objetivo intensificar o combate ao tráfico de drogas, visando diminuir a criminalidade na cidade até o Carnaval.
                Após o flagrante, os presos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia em Vigia de Nazaré onde foi lavrado o procedimento policial pelo delegado Evandro Araújo, titular da Delegacia. De acordo com o delegado, a casa usada como uma espécie de laboratório para refino de drogas estava situada no bairro Vila Nova, às margens de uma área de mangue. Segundo ele, a área é preferencialmente usada por traficantes para dificultar o acesso de policiais ao local. Os presos permanecem recolhidos à disposição da Justiça, enquanto a droga já foi encaminhada para perícia.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Sejudh inicia ações
alusivas ao “Dia da
Visibilidade Trans”
O Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), promove nesta segunda-feira, 30, a “Caravana da cidadania Trans”. Com início às 20h, a ação governamental pretende percorrer pontos estratégicos no bairro do Reduto, nas Avenidas Pedro Álvares Cabral e Almirante Barroso e na Rodovia BR 316.
                A campanha visa promover um diagnóstico nos pontos de prostituição de travestis e transexuais. A atividade inclui um cadastro de contatos, a identificação de necessidades e, por fim, registros de denúcias. A ação é coordenada pela Sejudh e pelo Grupo de Resistência de Travestis e Transexuais da Amazônia (Gretta).
                Celebrado oficialmente em 29 de Janeiro, o dia da Visibilidade Trans surgiu em 2004, após o lançamento da Campanha Nacional “Travesti e Respeito”. A mobilização deste ano conta com representantes filiados à Articulação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra), que por sua vez, vão às ruas para comemorar a data em todo o país. No Pará, a Sejudh aderiu a causa e, por intermédio da Coordenadoria de Proteção a Livre Orientação Sexual (Clos) e pelo Conselho Estadual da Diversidade Sexual (Ceds), promoverá a Caravana nas ruas da região metropolitana de Belém.
                De acordo com o titular da Clos, Samuel Sardinha, a ação é de grande importância na luta pelos direitos iguais. “O apoio do Governo do Estado nessa parceria é essencial para que possamos desenvolver políticas públicas a favor desses cidadãos e alcançarmos à cidadania plena”, afirma. Para maiores informações sobre a atividade, entrar em contato com a Clos/Sejudh: (91) 4009-2747.
Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh
Lavagem do Ver-o-peso
vai durar três dias
A Prefeitura Municipal de Belém, por meio da Secretaria Municipal de Saneamento - Sesan, inicia nesta segunda-feira a lavagem da feira do Ver-o-Peso. Os trabalhos vão se estender até quarta-feira, 1º de fevereiro, sempre a partir das 20h. No primeiro dia, a ação dos trabalhadores será na área de hortifrutigranjeiros.
Uma equipe com três caminhões pipa vai atuar na limpeza, que terá como novidade a utilização de produtos com essência do Pará, como Patchulí. Nesta terça, 31.01, a ação será na área de alimentação e quarta-feira, 1º/02, no setor dos caranguejos.
Oficina debate rumos da
humanização do
SUS em Belém
                Acolhimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) da Região Metropolitana de Belém, redes de atenção e qualificação de profissionais de saúde estiveram em pauta durante o primeiro Encontro dos Coletivos de Humanização da Região Metropolitana da capital paraense, que acontece até esta terça-feira, 31, no auditório do Centro Integrado de Governo (CIG), em Belém. O evento é promovido pela Coordenação de Humanização da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), com apoio do Ministério da Saúde (MS).
                O Encontro está sendo mediado pelo coordenador geral da Política Nacional de Humanização (PNH), Gustavo Nunes de Oliveira, que destaca o objetivo do evento. "Cada encontro de coletivo serve para aproximar os envolvidos na PNH, no sentido de estabelecer um diálogo entre os atores do sistema público de saúde e a população", explicou.
                "Esses dois dias de encontro servirão para que os participantes ampliem o conceito de uma rede de colaboração, que permita o encontro, a troca, o afeto, o conhecimento, o aprendizado, a expressão livre, a escuta sensível, a multiplicidade de visões e a arte da conversa, além da discussão da capacidade transformadora das práticas de saúde e de gestão", explica Gustavo Nunes.
                De acordo com o coordenador estadual de Humanização, Luiz Guilherme Martins, a humanização trabalha com várias vertentes do atendimento na saúde. "A saúde do trabalhador, o atendimento e a ambiência são áreas que fazem parte do processo de humanização da atenção e gestão em saúde", afirmou. Segundo ele, em conformidade com os trabalhos já construídos e desenvolvidos sobre o assunto no Pará, o objetivo é implementar, coletivamente, essa política em todo Estado, estimulando o protagonismo de todas as pessoas envolvidas e favorecendo a articulação e organização em rede.
                Para Dione Cunha, diretora técnica da Sespa, o encontro possibilitará também o compartilhamento, a atualização e o debate de estratégias para a consolidação da Rede Cegonha no Pará, que deverá ocorrer ainda este ano. "Não deixa de ser uma oportunidade para esclarecimento e pactuação das ações de apoio institucional à Rede, a partir da região de Belém, para estimular a articulação das pessoas que têm a missão direta de implementar essas ações de saúde.
Sobre a PNH
                Voltada tanto para usuários do SUS quanto para trabalhadores e gestores, a PNH trabalha a partir da proposta de inclusão destes três protagonistas na produção de saúde. Ela estimula o desdobramento de suas diretrizes em dispositivos que possam aprimorar o serviço de saúde, como o acolhimento com classificação de risco; equipe de referência e apoio matricial; projeto terapêutico singular, projeto de saúde coletiva; construção coletiva da ambiência; gestão compartilhada (colegiados, contratos de gestão); sistemas de escuta qualificada para usuários e trabalhadores da saúde; projeto de acolhimento do familiar/cuidador; programa de formação em saúde e trabalho e atividades de qualidade de vida e atenção à saúde para os trabalhadores da saúde e os chamados grupos de trabalho em humanização (GTH).
                O trabalho da PNH é regionalizado e, em cada território de atuação, pode haver diferentes arranjos de trabalho, como coordenações/gerências de humanização ou, estando vinculada à área de educação em saúde, recursos humanos e outras áreas das secretarias de saúde. Há também coletivos que conduzem a humanização nos diferentes pontos da rede de saúde, apoiados por consultores divididos em oito Coordenações Regionais: Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul); Nordeste (Alagoas, Bahia, Sergipe e Pernambuco); Nordeste (Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte); Norte (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins); Sudeste 1 (São Paulo), Sudeste 2 (Espírito Santo e Rio de Janeiro), Sudeste 3 (Minas Gerais) e Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Além disso, a PNH desenvolve e oferece cursos, oficinas e seminários, certifica e divulga experiências bem-sucedidas de humanização no SUS e, produz materiais educativos e de divulgação para a implantação desses dispositivos.
                O Encontro acontece até a manhã desta terça-feira, 31, e conta com a parceria do Ministério da Saúde, através da Coordenação Nacional e Regional da PNH, e das Secretarias Municipais de Saúde da Região Metropolitana Belém, através das suas respectivas Referências Técnicas de Humanização. Mediarão o evento o coordenador nacional da PNH, Gustavo Nunes; a coordenadora da PNH da região Norte, Terezinha Moreira, o apoiador da Política no Pará, Victor Melo, além do coordenador estadual de Humanização, Luiz Guilherme Martins.
Texto:
Mozart Lira-Sespa
Denúncias levam policiais
a destruir plantações de
maconha em Novo
Repartimento
                Denúncias anônimas ajudaram as Polícias Militar e Civil a destruir duas grandes plantações de maconha existentes na zona rural de Novo Repartimento, sudeste do Pará, neste mês de janeiro. As apreensões ocorreram em um período de menos de 10 dias. Na última quinta-feira, 26, cerca de 140 quilos da erva foram apreendidos por uma guarnição da Polícia Militar comandada pelo sargento Siqueira após os policiais receberam informações de que homem estaria transportando uma grande quantidade de maconha em uma motocicleta no município. O sargento Siqueira imediatamente deslocou a guarnição formada pelos cabos Modesto, C. Santos, Cavalcante, J. Rodrigues, Couto, França e Souza ao local indicado na denúncia.
                A guarnição ficou de campana na zona rural, precisamente na estrada vicinal 02 situada às proximidades da localidade de vila Belo Monte. Ali, os policiais aguardaram a passagem do suspeito que foi abordado e revistado. Com ele, foram encontrados em torno de três quilos de maconha no banco do carona da motocicleta que conduzia. Identificado como Francisco das Chagas de Sousa Santos, de apelido "França", ele foi preso em flagrante por transportar substância entorpecente. No momento da prisão, "França" alegou que transportava a droga a mando de Eloir Silva Monteiro, de quem receberia a quantia de R$ 150 para fazer o transporte da droga desde a comunidade do Tuerê até o distrito de Maracajá, na zona rural de Novo Repartimento.
                Francisco das Chagas também revelou aos policiais o local onde era cultivada a maconha. Assim, a guarnição deslocou-se até a área onde estava a plantação. Ali, eles apreenderam mais 137 quilos da erva e prenderam em flagrante outro homem, Francisco Almeida da Silva, conhecido como "Chicão", responsável pela plantação.
                Aos policiais, Francisco Almeida da Silva alegou que o dono da plantação seria Eloir Silva Monteiro, que está foragido. Ele indicou ainda o local onde a droga pronta para ser vendida estava escondida. Os criminosos foram conduzidos pelo sargento Siqueira até a Delegacia de Novo Repartimento, onde foram autuados em flagrante pelo delegado Ricardo do Rosário pelos crimes de tráfico ilícito de entorpecentes e associação ao tráfico de drogas. O flagrante foi lavrado pelo escrivão de Polícia, Iravaldir Sosinho. O delegado Ricardo do Rosário parabenizou os policiais militares pelo excelente trabalho e disse que a ação policial resultou da confiança que a população de Novo Repartimento tem tanto na Polícia Militar quanto na Polícia Civil.
                Foi a segunda destruição de pés de maconha apenas em janeiro no município. No último dia 13, policiais civis destruíram em torno de 500 pés de maconha em uma plantação situada na zona rural. A operação foi realizada pela equipe da Superintendência Regional do Lago de Tucuruí e da Delegacia de Novo Repartimento. A operação policial foi planejada após o recebimento de informações sobre a existência de uma  plantação na região. Os policiais deslocaram-se no último dia 11 em direção ao local para tentar localizar e identificar o responsável pelo cultivo da erva. No dia seguinte, após percorrer aproximadamente 130 quilômetros, os agentes chegaram ao sítio Mucuim, no Assentamento Tuerê, onde abordaram a residência de propriedade de João Anísio do Nascimento, mais conhecido como “Mucuim”, de 69 anos. Ele foi preso em flagrante.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
I Conferência Estadual de
Assistência Técnica e
Extensão Rural será em março
                O Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (CEDRS) decidiu que a I Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ceater) do Estado será realizada nos dias 14 e 15 de março. A decisão foi tomada em reunião do Conselho, realizada a partir das 9h da manhã desta segunda-feira (30), no auditório da Secretaria de Estado de Agricultura – Sagri.
                A reunião foi coordenada pelo presidente do CEDRS, secretário de Agricultura Hildegardo Nunes e teve ainda a participação do delegado Federal de Agricultura no Pará, Paulo Cunha. Os integrantes das subcomissões de Finanças, de Temática e Conteúdo e de Comunicação e Mobilização apresentaram relatórios que mostram que a organização da conferência está bem adiantada.
                Hildegardo informou que todos os contatos já estão sendo feitos com o Banco do Brasil (BB) e Banco da Amazônia, Sebrae e também com a Caixa Econômica Federal (CEF), que já se manifestaram de forma positiva quanto à participação deles na conferência. O Ideflor (Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado) também se incorporou ao evento.
                Já está decidido também que a conferência terá a participação de 297 delegados de todas as regiões do Estado.  A organização da conferência decidiu realizar somente reuniões nos territórios e pré-territórios. Mas, segundo Hildegardo Nunes, há uma preocupação em "garantir a representatividade de todos os segmentos sociais, quilombolas, indígenas, agricultura familiar, Emater e prestadores de serviços de assistência técnica e extensão rural”.
A Ceater/PA deve discutir, entre outros assuntos, a Política Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural e o Programa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará, com base na  Lei 5665/09 que criou a política e o programa nacionais. O CDRS/PA é formado por 10 órgãos, incluindo a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), o Ministério do Desenvolvimento Agrário e representantes da sociedade.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri
Novos secretários
adjuntos da Segup são
apresentados ao GGIE
                O Gabinete de Gestão Integrada Estadual de Segurança Pública (GGIE) realizou, na manhã desta segunda-feira, 30, a sua reunião ordinária, na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em Belém. O grupo de trabalho, que é presidido pelo titular da Segup, Luiz Fernandes Rocha, empossou na função de membro nato do GGIE o comandante geral da Polícia Militar, coronel Daniel Borges Mendes.
                O grupo também assistiu a uma apresentação realizada pela assistente social Odilene Andrade, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), sobre o Plano Estadual de Enfrentamento do Tráfico de Pessoas no Pará. O plano foi desenvolvido a partir de uma intervenção articulada e integrada, baseada em três eixos: prevenção ao tráfico, atenção às vítimas e repressão ao crime e responsabilização dos autores. “A prevenção e o combate a esse tipo de crime envolvem grandes desafios. Daí a necessidade de criarmos algumas prioridades. As metas estabelecidas no plano são ousadas e exigem um rigoroso trabalho integrado e preventivo”, frisou Luiz Fernandes Rocha.
“O GGI pode contribuir de forma fundamental no planejamento das operações que serão desencadeadas, na capacitação dos recursos humanos e na elaboração dos projetos para captação de recursos definidos pelo plano. Acredito que, com uma ação integrada de políticas públicas às ações de segurança nós conseguiremos minimizar bastante essa questão”, acrescentou o secretário.
                Durante a reunião, o presidente do GGIE apresentou os novos secretários adjuntos da Segup. O coronel Mário Alfredo Souza Solano assumiu a secretaria adjunta de Gestão Operacional. Antônio Cláudio Farias tomou posse no cargo de secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal e Cláudio Jorge da Costa Lima na secretaria adjunta de Gestão Administrativa. As novas pastas foram criadas a partir da Lei n 7.584, de 28 de dezembro de 2011, que dispõe sobre a reorganização do Sistema Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sieds) e a reestruturação da Segup.

Texto:
Lene Alves-SEGUP
PM impede roubo
a carro-forte
                Em Abaetetuba, policiais militares da 3ª Companhia Independente, sob comando do Major PM Silva Junior, receberam a informação do setor de inteligência da PMPA, que uma “quadrilha” que praticava roubos a bancos e “carros-forte” estava planejando interceptar  um veículo de transporte de valores da empresa “Prosegur”, que sairia do município de Igarapé-Miri.
                De posse das informações, o comando da 3ª CIPM montou uma operação que contou com o apoio de duas guarnições do Grupamento Tático Operacional. No local indicado pelo planejamento operacional, os policiais fizeram um cerco à altura do ramal do “urubuputaua” e detiveram o comboio criminoso, composto por uma caminhonete, cinco motos e um microônibus, com vários homens fortemente armados. Ao perceberem a presença da PM, os bandidos atiraram contra as guarnições e empreenderam fuga.
                Durante a perseguição ao grupo, à altura do ramal do “Camutim”, que dá acesso ao município de Igarapé-Miri, um dos integrantes do bando foi atingido. Com ele, foi apreendido um revólver calibre 38 com três munições deflagradas e outras três intactas, além de um colete de “mototaxi”, um celular, capacete e uma motocicleta utilizada na fuga - que havia sido roubada na entrada da cidade de Moju. A PM continua as buscas pelos outros criminosos.

Texto:
Leno Carmo-Polícia Militar
Estudantes do Benguí
Promovem
Caminhada pela Paz
                Cerca de 800 estudantes foram às ruas do bairro do Benguí, na manhã desta segunda-feira, 30, para dizer não à violência e pedir mais união na comunidade. A Caminhada pela Paz, que contou com roda de capoeira, fogos de artifício e malabarismo, foi promovida pela comunidade da Escola Estadual Cidade de Emaús, em parceria com as escolas estaduais Waldomiro Rodrigues Oliveira e São Clemente e o Movimento República de Emaús.
                A ação das escolas estaduais foi bem recebida entre os moradores e comerciantes do bairro. “Acho que é importante incentivar os jovens e as crianças para que, desde 'pequenininhos', vejam o quanto a paz é importante e também levem isso para casa”, disse Franciléa Sousa, proprietária de uma loja de variedades, na rua Benfica. “Seria bom se todas as escolas também fizessem o mesmo. Esse é um bom exemplo a ser seguido”, acrescentou a moradora Francisca Silva, que passava pelo local.
                Foi com pernas de pau e malabares que o estudante Cézar Augusto Nascimento, 24 anos, que cursa o Ensino Médio por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA), participou da caminhada. Com o rosto pintado, o jovem esteve a frente da manifestação 'puxando' os demais alunos. “A ideia também foi levar alegria para os moradores do bairro, que não têm muita oportunidade de ver esse tipo de apresentação”, explicou o jovem. “Nós todos temos a responsabilidade, cada um dentro do que pode fazer, de chamar atenção para mostrar as coisas boas que temos aqui”, acrescentou o estudante.
                De acordo com a diretora da escola, professora Vânia Mendes, a caminhada foi a primeira de uma série de ações ligadas ao tema. Ao longo do mês de fevereiro, a escola promoverá um ciclo de palestras aberta à comunidade. Entre os temas discutidos estão o uso de drogas, as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). “Este é o começo de uma grande ação. Vamos contar com a participação de outras escolas estaduais, representantes do Conselho Tutelar do bairro do Movimento de Emaús e da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma)”, explicou a diretora.
                De volta à escola Cidade de Emaús, ao encerrar a caminhada, o Padre Bruno Secci falou da importância da mobilização e conclamou a união da comunidade em torno da paz. “É importante buscarmos sempre a construção da paz para que os nossos jovens possam continuar sonhando com um mundo melhor, para que a harmonia prevaleça”, disse.

Texto:
Mari Chiba-Seduc
Proponentes de projetos
culturais e esportivos
recebem kits de
captação de recursos
Proponentes que tiveram seus projetos culturais e de esporte amador aprovados pela Lei Tó Teixeira e Guilherme Paraense, receberam no final da tarde desta segunda-feira (30), o Kit de Captação de Apoio para orientá-los e respaldá-los na hora de captar recursos para a execução de seus projetos, junto aos contribuintes do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto Sobre Serviços (ISS).
O kit, composto por um Manual de Instruções, Carta de Apresentação e o Certificado para Obtenção de Incentivo Fiscal (COIF) tem como principal objetivo facilitar a captação dos valores aprovados perante os possíveis apoiadores. “Nossa intenção com a implantação do kit é orientar o proponente na hora da captação de recursos, além de claro respaldá-lo junto ao contribuinte, com a apresentação de um documento oficial, em nome da Prefeitura” explica Carlos Amílcar, presidente da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel).
Amílcar ressaltou ainda a importância dos possíveis colaboradores em saber e entender como funciona esse incentivo. “Todos os contribuinte precisam saber que ajudar não lhe custará nenhum valor a mais do que já é repassado ao município com o pagamento de seus impostos, que são obrigatórios. Eles apenas irão autorizar que parte do que será arrecadado pelo município seja repassado aos artistas e desportistas para que possam executar grandes projetos culturais e de esporte amador”, esclarece.
Para a proponente e artista Jeanne Darwich, a obtenção dos kits será de extrema importância. “Será muito mais fácil chegar aos empresários e aos contribuintes no geral, com um documento oficial em mãos, do que chegar apenas com nossa palavra, antes eles nem se quer entendiam direito como iria funcionar. Tenho certeza que agora irá facilitar bastante à captação de recursos”, afirma.
Darwich já apresenta e executa seu projeto junto a Lei Tó Teixeira e Guilherme Paraense há sete anos. Com a denominação “Mulheres com AVAO”, o projeto não visa apenas à área cultural, como também a arrecadação de recursos para Associação Voluntária de Apoio à Oncologia (AVAO), que ajuda os portadores de câncer do Hospital Ophir Loyola.
 “Todos os anos promovo um grande show, onde eu me apresento, e convido mais três artistas, sendo um, especial. No ano passado tivemos Zezé Mota. A renda da bilheteria é total destinada a AVAO. É um projeto muito bonito e importante para sociedade no geral”, conta Darwich. Este ano o show está previsto para ser realizado em maio.
Segundo, Adenir Costa Neto, secretário da lei, Belém é uma das poucas cidades brasileiras que possuem uma lei de incentivo à cultura e ao esporte amador. “É importante que a sociedade belenense tenha conhecimento disso, para saibam que a peça fundamental para alavancarmos nossa cultura e esporte são eles. Basta que eles tenham conhecimento e boa vontade de ouvir e prestigiar nossos grandes artistas e desportistas” ressalta.
Este ano, a Lei Tó Teixeira e Guilherme Paraense aprovou 427 projetos, sendo 274 no segmento cultural, e 153 no esporte amador. No total, R$ 7.644.915,50 poderão ser captados pelos proponentes nos dois segmentos.

Texto: Izabelle de Mesquita
Agremiações carnavalescas
recebem subvenção para
o Carnaval de Belém 2012
 As agremiações carnavalescas que estiverem com a documentação completa estão aptas à assinatura do convênio de apoio financeiro com a Prefeitura Municipal de Belém, para a finalização de seus projetos artísticos. Por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), a PMB disponibiliza desde esta segunda-feira (30), os valores referentes à subvenção social do Carnaval de Belém 2012 - Folia, diversão e alegria pra toda gente.
Receberão subvenção, blocos carnavalescos e escolas de samba que estejam inscritas no Concurso Oficial da PMB, e dele participe a pelo menos três anos. Os concursos de Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos acontecem na capital e nos Distritos de Icoaraci e Outeiro. Nas ilhas de Cotijuba e Mosqueiro não há concurso, somente o desfile de blocos e escolas.
Segundo a Fumbel, o apoio financeiro será pago em cota única, sendo que houve reajuste nos valores em relação a 2011. Assim, Escolas de Samba de Belém do 1º Grupo receberão R$ 51.000,00; as do 2º Grupo R$ 26.000,00 e as do 3º Grupo R$ 16.000,00. Os Blocos Carnavalescos do 1º Grupo de Belém irão receber a subvenção no valor de R$ 11.000,00, e o os blocos do 2º Grupo R$ 7.000,00.
Nos distritos de Icoaraci e Outeiro as escolas de samba recebem R$ 20.000,00 e os blocos R$ 8.000,00. Em Mosqueiro, quatro escolas de samba irão receber R$ 5.500,00, os dez blocos do grupo A recebem R$ 2.000,00, e os 20 blocos do grupo B R$ 1.400,00. Os oitos blocos de Cotijuba irão receber a quantia de R$ 2.000,00. 
O primeiro dia do Concurso de Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos do Carnaval de Belém 2012 – Folia, diversão e alegria pra toda gente, será no dia 17 de fevereiro, a partir das 20h, na Aldeia Amazônica David Miguel, com os desfiles das Escolas do 2º grupo.
No dia 18, desfilarão as Escolas de Samba do 1º Grupo a partir das 21h. No domingo, 19, a programação começa mais cedo, às 17h, com o concurso das agremiações do 3º grupo. Na segunda-feira, 20, em Belém competem os blocos carnavalescos do 1º e 2º Grupos, e no distrito de Icoaraci, escolas e blocos realizam o certame. Na terça-feira de carnaval, 21, são as agremiações da Ilha de Caratateua que disputam o concurso oficial da PMB.

Texto: Vanda Duarte
Assistentes sociais da
Polícia Civil querem
protocolo de atividades
                Elaborar o protocolo de atividades dos assistentes sociais da Polícia Civil é o objetivo desses profissionais, que estão em processo de discussão de 25 atribuições do assistente social nas unidades policiais. A meta é transformar o relatório em um documento, visando disciplinar as ações realizadas pelo Serviço Social da Polícia Civil, para oferecer um atendimento cada vez melhor à população.
                De acordo com a assistente social Simone Aguiar, a partir da organização do protocolo de atribuições será possível padronizar os procedimentos adotados pelo profissional do Serviço Social para atender cada tipo de caso apresentado nas Delegacias de Polícia. “Isso é importante até para elaboração de relatórios dos atendimentos, pois ajuda a determinar se o caso é conflito familiar ou conflito conjugal, violência doméstica ou maus tratos”, explicou.
                Nos casos de maus tratos a idosos, disse ela, a meta é que o assistente social possa ir até o local onde esteja a vítima, para verificar de perto a situação. Já os casos de maus tratos contra crianças e adolescentes deverão ser encaminhados para atendimento pelo Conselho Tutelar.
Mediação - Ainda segundo Simone Aguiar, os profissionais de Serviço Social são responsáveis pela prevenção de ocorrências de crimes, atuando na mediação entre pessoas que estão em conflito, como casos de brigas entre vizinhos e familiares, e no atendimento a situações envolvendo maus tratos.
                A Polícia Civil do Pará dispõe de 30 servidores na área do Serviço Social para o atendimento nas unidades policiais. A maioria dos atendimentos prestados no ano passado foi de casos de conflitos familiares - mais de 3,3 mil.
                Em 2011, o trabalho de mediação de conflitos realizado por assistentes sociais da Polícia Civil resultou em mais de 15 mil atendimentos de casos apresentados em Seccionais e Delegacias na Região Metropolitana de Belém e em Abaetetuba, município da região do Baixo Tocantins.
                A área da Seccional Urbana de Polícia da Sacramenta, em Belém, que abrange os bairros da Sacramenta, Telégrafo, Barreiro, Val-de-Cans e Maracangalha, registrou o maior número de casos atendidos por assistentes sociais - 1.914 - no ano passado. Os casos de uso de drogas, violência doméstica, perturbação da ordem, conflitos entre alunos nas escolas e fugas do lar corresponderam a mais de 1,7 mil casos atendidos.
                Segundo os dados, mais de 2,9 mil casos de brigas conjugais foram resolvidos por meio do Serviço Social, levando ao entendimento entre os casais e evitando que os casos se tornassem registro policial ou processo na Justiça.
Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
Trabalhadores do Aterro
do Aurá recebem
ações de saúde
 Serviços de vacinação contra difteria e tétano, hepatite e tríplice viral e testes rápidos para a detecção de doenças sexualmente transmissíveis (DST/Aids) foram realizados, nesta segunda-feira (30), com trabalhadores do Aterro do Aurá, em Ananindeua. A ação foi realizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), em parceria com o Centro de Atenção á Saúde da Mulher/Sesma e Clínica Médica Especializada São Lucas.
 Durante o dia, o CTA ficou responsável pelo serviço de vacinação e de testes rápidos de HIV. A Clínica Médica Especializada São Lucas ofereceu exames na área de oftalmologia, em busca de problemas de catarata, carne crescida, etc. Já o Centro da Saúde da Mulher, contou com profissionais que orientaram a população feminina sobre os riscos do câncer de mama e do colo do útero.
 De acordo com Mara Rocha, Diretora do CTA, este é um trabalho rotineiro do Centro. “É nosso dever fazer esse trabalho em Belém, não importa o local. No caso do Aurá, viemos dar esse apoio à saúde, principalmente porque são pessoas que trabalham em um ambiente muito insalubre, que requer maiores cuidados”, disse.
 Várias pessoas procuraram o teste rápido de HIV, que é indolor e realizado com uma gota de sangue retirada do dedo do paciente, dando o resultado em dez minutos. Participam da coleta, profissionais de saúde da rede municipal, como bioquímicos e técnicos de laboratório. Todos os resultados positivos são encaminhados para o aconselhamento, realizado por um médico capacitado. É uma espécie de orientação, explicando ao paciente o que é a doença e qual o tratamento adequado. “Quando um resultado do teste é dado como positivo, o paciente é encaminhado imediatamente para a Casa DIA, uma Unidade especializada para o tratamento da doença”, explica Mara.
 Jackson Ramos, catador de lixo, foi um dos que participaram da ação para tomar as vacinas e realizar exames. “Achei uma ótima iniciativa. Nosso trabalho nos deixa sujeitos a vários tipos de doenças. Precisamos ter esse cuidado com a nossa saúde mesmo”, afirma.
 Todas as pessoas que procurarem os serviços do Centro serão atendidas de forma discreta, rápida, passando por aconselhamento social, acesso a exames e após essa esta etapa receberão ainda orientações sobre tratamento e prevenção.
Texto: Denise Silva – Ascom Sesma
Corpo de Bombeiros
acompanha vistorias
em prédio na Angustura
                O Corpo de Bombeiros aguarda o resultado do Relatório de Avaliação Estrutural da construção dos prédios do condomínio Rio Mendoza, da construtora Marko Engenharia, localizado no bairro do Marco, em Belém. Em vistoria preliminar feita nos prédios na manhã desta segunda-feira (30), não foi constatado perigo. Moradores da área teriam ouvido estalos vindos da obra, na noite de domingo (29).
“Fizemos uma vistoria na obra e não encontramos perigo, mas o laudo técnico, que será elaborado pelos engenheiros responsáveis, é que vai dar a palavra final. Solicitamos à empresa Marko esse levantamento e aguardamos o resultado”, disse o major Alexandre Francês, chefe do Centro de Atividades Técnicas do Corpo de Bomnbeiros. A travessa Angustura, onde fica a obra, continua interditada.
                O Corpo de Bombeiros foi acionado por vizinhos da obra, que estão preocupados com o risco de acidentes no local. Na manhã desta segunda-feira, os operários se recusaram a voltar ao trabalho, alegando a existência de rachaduras em um dos pilares da edificação.

Texto:
Manuela Viana-Secom
Encontro do Currículo
da Educação Básica
                A educação básica deve compor uma proposta curricular articulada entre as áreas de conhecimento. Baseado neste princípio, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por intermédio da Secretaria Adjunta de Ensino, Diretoria de Ensino Médio e Profissionalizante e Diretoria de Educação Infantil e Ensino Fundamental, promove encontro para discutir a proposta curricular para a educação básica do Estado. O evento começa nesta terça- feira (31), no auditório do Centro de Ciências Naturais, da Universidade do Estado do Pará (Uepa).
                A programação começa às 15 horas, com a apresentação do painel "A política curricular estadual para a educação básica em interface com o contexto sociocultural paraense", pela professora Marta Genu. Após o tema, haverá rodada de reflexões. Quarta-feira (1o), às 8h30, os professores Luiz Miguel Queiroz e José Roberto Alves, ambos da Diretoria de Educação de Ensino Médio e Profissionalizante, da Seduc, apresentarão a segunda mesa temática com o título "Currículo na totalidade do conhecimento". Após o painel haverá orientações de divisões dos grupos de trabalho.
                O evento termina quinta-feira (2), dando prosseguimento pela parte da manhã às discussões dos grupos formados no dia anterior. À tarde, será a apresentação das proposições dos grupos de trabalho.
Governador aprova
programação de despesas
para o quadrimestre
                O decreto com o detalhamento das despesas dos órgãos da administração pública estadual para este quadrimestre foi publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (30). A programação sancionada pelo governador Simão Jatene, pelo Decreto nº 316, discrimina a estimativa de Receita do Estado, a Programação Orçamentária e o Cronograma Mensal de Desembolso dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social. Os recursos aplicados serão superiores a R$ 4,5 bilhões.
                O secretário de Estado de Planejamento, Orçamento e Finanças, Sérgio Bacury, explica que todos os recursos destinados a essas despesas estão previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA), elaborada em 2011 e aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado no dia 30 de dezembro. “Deste orçamento anual os recursos são distribuído em três quotas. A cada quadrimestre se definem as quotas para cada órgão, distribuídas por meses”, detalha.
                A programação está dividida em: meta quadrimestral da receita do Estado, com especificação em metas bimestrais de arrecadação, desdobradas pela origem dos recursos; quotas orçamentárias mensais, discriminando as despesas por unidade orçamentária, programa, grupo de despesa e fonte de financiamento, e cronograma de pagamento mensal das despesas à conta de recursos do Tesouro e de outras fontes, por grupo de despesa.
                Nos próximos dias, deverá ser sancionada pelo governador Simão Jatene a programação orçamentária, com os investimentos a serem feitos pelo governo na administração pública. “Neste, os recursos aplicados serão maiores. O documento ainda está seneo avaliado pelo governador, para que sejam estabelecidas as prioridades”, informa Sérgio Bacury.
                A consulta ao Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2012 e ao documento que legitima a aplicação dos recursos – Lei Orçamentária Anual -, está disponível no site da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof), pelo link: http://www.sepof.pa.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=51&Itemid=73

Texto:
Amanda Engelke-Secom
Técnicos do Censo Escolar
recebem informações
sobre uso de sistema
                Técnicos da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) que fazem uso do Sistema de Informação de Gestão Escolar do Pará (Sigep) participaram na manhã desta segunda-feira (30), no auditório da Escola Souza Franco, da palestra ministrada pela Diretoria de Tecnologia acerca dos conhecimentos necessários para o uso do sistema voltado ao censo escolar.
Na abertura oficial, que aconteceu às 9 horas, a diretora de Tecnologia da Seduc, Hilma Redondo, abordou o tema "Qualidade de dados: sua importância no processo de gestão da instituição". O evento ainda apresentou dois novos painéis aos participantes:
"Qualidade de dados no processo de inserção de alunos nos programas do governo federal: um caso a pensar” e a “Medida de qualidade de dados das informações do censo escolar no Sistema Educacenso", proferidos pelos professores José Roberto da Silva e Ana Maria Boto, respectivamente.

                Ascom Seduc
Policiais civis cumprem
ordens de prisão
em Castanhal
                Policiais civis da Delegacia de Homicídios e do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) cumpriram nesta segunda-feira (30), em Castanhal, município do nordeste do Pará, dois mandados de prisão preventiva, contra Jhones Fernando Souza do Nascimento, apelidado de "Jhony", e Heliton Cleiton Gomes da Silva, conhecido por "Jiboia". Ambos são acusados do assassinato de Erlon Cruz de Lima, ocorrido em 09 de agosto do ano passado.
                O crime teria ocorrido a mando de um traficante de drogas de Castanhal, motivado por dívidas com vendas de drogas que teriam sido contraídas pela vítima. A dupla é acusada de executar Erlon com tiros de pistola 9 milímetros, sem dar à vítima nenhuma chance de defesa, e depois fugir numa motocicleta.
                As investigações foram iniciadas pela equipe da Delegacia de Homicídios, com apoio dos policiais do Núcleo de Castanhal. De acordo com o delegado Augusto Damasceno, do NAI, foi possível identificar durante as investigações os autores do crime. Com base nas provas do inquérito policial, o Poder Judiciário de Castanhal expediu mandados de prisão preventiva contra a dupla, que já responde por outros crimes, como roubos e tráfico de drogas.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil
<
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...