Total de visualizações de página

segunda-feira, janeiro 23, 2012

Seicom e Sebrae fortalecem diálogo institucional em defesa de ações estratégicas

                O interesse em identificar áreas e negócios comuns nas ações institucionais da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e as atividades de rotina desenvolvidas pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PA.) para fortalecer projetos estratégicos reuniu na sexta-feira, 20, dirigentes, gestores e técnicos dos dois órgãos.
                O evento, provocado pelo titular da Seicom, David Leal, configura uma extensa agenda de reuniões e encontros com lideranças da iniciativa privada, setor público e instituições de fomento ao desenvolvimento regional, a exemplo de bancos públicos que operam a carteira de incentivos fiscais para atrair novos investimentos, gerar emprego e renda por meio de uma política centrada na agregação de valor econômico dos produtos paraenses.
                Para estreitar o relacionamento focado no conhecimento de projetos com afinidade em negócios entre as duas instituições, participaram do encontro os gestores de áreas técnicas, sob a liderança do próprio Diretor-Superintendente do Sebrae Pará, Wilson Schubert, que agradeceu “a oportunidade da Seicom vir ao Sebrae, para o início de conversações de futuros projetos”, comemorou.
                O secretário David Leal solicitou à Secretária Adjunta da Seicom, Maria Amélia Enríquez, para apresentar a estrutura, objetivos, prioridades e metas da secretaria de governo criada pela Lei 7.570, de novembro de 2011 que tem entre suas responsabilidades ordenar, cadastrar, monitorar e fiscalizar os entes do pujante setor mineral do estado e ensejar esforços para distribuir resultados econômicos no estado.
                Os responsáveis pelas diretorias de Comércio e Serviços, Indústria, Mercado e Atrações e Incentivo à Produção, traçaram uma síntese das ações já em andamento na Seicom, e destacaram onde há efetivas oportunidades de colaboração com o Sebrae-PA, entre as chances, o mapeamento e estruturação de uma Rede de Arranjo Produtivo Local (APL’s), a necessidade de uma política industrial estadual, com inovação, acesso fácil ao crédito e o fortalecimento das micro e pequenas empresas.
                Após alguns questionamentos do pessoal da Seicom aos gestores do Sebrae-PA, o Diretor-Superintendente deste órgão, Wilson Schubert, fez uma ponderação a respeito de um problema relacionado “à necessidade, por exemplo, da fabricação de insumos agrícolas no estado, da emissão de licenças na área de mineração para dar segurança jurídica com documentação legal, sem esquecer de nossa qualidade para o mercado internacional”, concluiu Shubert.
                Ao encerrar o encontro o secretário David Leal sugeriu, para início de mais aproximação dos órgãos, a imediata interlocução dos gestores e técnicos das duas instituições, voltada entre outros aspectos ao mapeamento dos insumos, procedimento que já é realidade em alguns importantes setores da mineração, como a instalação de unidades industriais desses fatores de produção no estado, lembrou Leal.

Texto:
Andréa Amazonas-SEDIP
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...