Total de visualizações de página

quarta-feira, dezembro 28, 2011

Amado Boudou assumirá presidência argentina por 20 dias

Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR
 
Ao menos nos próximos 20 dias após a realização da cirurgia para a retirada do câncer de Cristina Kirchner, marcada para 4 de janeiro, o vice-presidente Amado Boudou será o novo chefe de Estado da Argentina. Empossado recentemente, Boudou agora enfrenta a responsabilidade de assumir um governo concentrado na figura de Cristina, que jamais ficou tanto tempo longe do poder.
De jeito extravagante e guitarrista nas horas vagas, Boudou chegou a tocar com sua banda de rock em comícios do partido governista e exibir sua Halley Davidson em turnês pela Argentina.
Ministro da Economia do primeiro mandato de Cristina, ganhou a simpatia da presidente. Em discurso em uma reunião na Casa Rosada, apenas alguns dias antes de descobrir sobre seu câncer de tireoide, ela brincou com seu vice perguntando “Como está sendo sua estreia aqui? Está bem? Está sendo tranquila? Bárbaro, me encanta!”.
Boudou foi escolhido para ocupar o cargo após
embates de Cristina com seu antigo vice, Julio Cobos.
Cobos chegou a substituí-la por 186 dias, não corridos, entre os anos de 2007 e 2011, segundo informações do jornal argentino “Clarín”. No entanto, ele e a presidente não se entenderam. O ex-vice se afastou do governo em 2008, após disputas de espaço com Cristina.
Ressentido com a desavença, Cobos disse que sofreu “maus tratos, insultos constantes e desqualificação” enquanto ocupava o cargo. Ele argumenta que Cristina tem “uma forma de governar muito intensa” e que não leva em conta outros poderes do Estado, impondo suas decisões sem diálogo. Fontes ligadas ao governo afirmam que ele não podia sequer pisar na Casa Rosada. Quando a presidente viajava, a substituição era puramente formal.
Já Boudu foi escolhido pessoalmente por Cristina para a chapa presidencial das últimas eleições. Ele também já a substituiu por algumas horas na semana passada, quando a presidente viajou ao Uruguai para participar da cúpula do Mercosul.
Analistas veem o atual vice como um símbolo de poder delegado, sem representações de setores. Ele terá 20 dias para provar sua lealdade a Cristina ou deixar sua marca e criar um impasse.

Da Agência O Globo
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...